World War Z

World War Z é um videogame de tiro em terceira pessoa desenvolvido pela Sabre Interactive e publicado pela Mad Dog Games. Foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 16 de abril de 2019 e será lançado para o Nintendo Switch em uma data não especificada no futuro. Vagamente baseado no livro de 2006 com o mesmo nome e ambientado no mesmo universo da adaptação cinematográfica de 2013 , o jogo segue grupos de sobreviventes de um apocalipse zumbi nas cidades de Moscou, Nova York, Jerusalém, Tóquio, e Marselha.

Gameplay 

O jogo é um jogo de tiro cooperativo em terceira pessoa, no qual quatro jogadores lutam contra grandes hordas de zumbis em locais como: Nova York, Jerusalém, Moscou, Tóquio, e Marselha. Os jogadores podem escolher entre seis classes, incluindo o Gunslinger, o Hellraiser, especialista em explosivos, o Fixer, o Medic, o Slasher, especialista em mêlée, e o Exterminator, especialista em controle de multidões. Novas vantagens e armas podem ser desbloqueadas para cada uma das classes à medida que os jogadores progridem no jogo. O jogo pode suportar até 1.000 inimigos que aparecem na tela simultaneamente, e eles podem se escalar para alcançar jogadores em um nível mais alto. Os jogadores podem coletar itens diferentes no campo de batalha, mas seus locais são gerados proceduralmente. Além de lutar contra zumbis, os jogadores também precisam completar objetivos diferentes, como escoltar sobreviventes, em cada local.

O jogo apresenta cinco modos competitivos para vários jogadores. O modo Jogador x Jogador x Zumbi coloca dois times de jogadores um contra o outro, enquanto as hordas de zumbis atacam os dois times. Outros modos incluem Swarm Deathmatch, Swarm Domination e King of the Hill. 

Escolhendo a classe certa

Para qualquer jogo baseado em classe, qual o papel que você escolhe pode afetar drasticamente a experiência de jogo. No entanto, as aulas do WWZ não são tão especializadas quanto um jogo como Overwatch e só têm algumas pequenas diferenças. Dito isto, eles ainda oferecem vantagens valiosas que complementam diferentes estilos de jogo, então vamos examinar cada um deles:

O Gunslinger é um atirador especialista com acesso a armas com altas taxas de tiro e que permitem derrubar inimigos. Esta é uma das melhores classes, devido à sua alta produção de danos e estilo de jogo simples. A maioria das vantagens do Gunslinger gira em torno de melhorar o desempenho das armas e o consumo de munição.

O Hellraiser é sobre explosões chamativas e causando danos maciços a grupos de inimigos com C4 e Claymores. Esta classe é muito mais versátil e pode ser útil tanto na defesa quanto no flanqueamento. Muitas das vantagens do Hellraiser se concentram em aumentar o dano causado por explosivos.

O Slasher é classificado como corpo-a-corpo do WWZ e, portanto, se concentra mais no combate de perto. Além disso, os Slashers têm uma arma de choque que choca grupos de zumbis, deixando-os vulneráveis ​​a ataques. Uma das classes mais fracas do jogo, a maioria das vantagens do Slasher gira em torno de melhorar sua resistência e dano corpo a corpo.

O Medic é a única classe de curandeiro na WWZ , e começa com uma pistola Stim que pode curar aliados a longa distância. Eles também têm uma Granada Mascarada que impede momentaneamente os zumbis de detectar você e seus colegas de equipe. Embora o Medic possa ser extremamente útil em situações difíceis e em dificuldades mais difíceis, uma equipe bem coordenada é melhor com mais poder de fogo.

O Fixer é outra classe de suporte que pode fornecer uma equipe de munição extra e cartuchos explosivos. Embora o Fixer possa não ser tão chamativo quanto algumas das outras classes, ele se torna instrumental em maiores dificuldades quando a munição se torna muito mais escassa. Esta aula é excelente para quem gosta de desempenhar um papel de apoio e garantir que sua equipe esteja pronta para a batalha.

O Exterminador é sobre exércitos aniquiladores de zumbis com Claymores e Coquetéis Molotov. É um pouco mais agressivo que o Hellraiser, mas pode facilmente ficar sobrecarregado se você não tomar cuidado, pois suas habilidades causam dano ao longo do tempo. Esta é uma aula completa, extremamente útil em todos os níveis de dificuldade e organização de esquadrões.

Escolhendo a arma certa

WWZ apresenta uma ampla seleção de armas para lidar com os mortos-vivos que são divididos em diferentes níveis. Enquanto a maioria delas é útil na maioria das situações, algumas armas são superiores a outras. Então, vamos analisar cada nível e destacar algumas das melhores armas:

Nível I – Inclui o rifle Scout (Mini-21), SMG compacto (Gal 9), espingarda (M500), pistola (protetor de 1911) e pistola automática (Geist 17MP). Essas armas geralmente estão disponíveis para você no início de uma missão, dependendo da sua classe. O SMG compacto e a espingarda serão o seu destino para grandes grupos de inimigos, mas não subestime a eficácia do seu silenciador Pistol para matar zumbis silenciosamente.

Nível II – Inclui o rifle de assalto (ARK-103), carabina esportiva (Pac-15), SMG (TMP5), espingarda de combate (S890), rifle sniper (Mk110), PDW (Senjata PDW) e espingarda compacta (S890 Shorty) . Essas armas são fáceis de encontrar em missões e podem levá-lo a muitas batalhas, mesmo em obstáculos mais altos. Os destaques são o Rifle de Assalto e a Carabina Esportiva, devido ao seu imenso poder de parada, com a Espingarda de Combate e a PDW logo atrás.

Nível III – Inclui Carabina de Assalto (HW416), Rifle de Batalha (HAMR-17), Rifle Bullpup (XTAR-95), SMG Avançado (Keris V10), Espingarda de Assalto (Taiga-12) e Besta (Repetidor X). Essas são algumas das armas mais poderosas do jogo e, portanto, muito mais raras, portanto, se você se deparar com uma, considere pegá-la. Armas como a Carabina de Assalto, o Rifle de Batalha e o SMG Avançado vão ajudá-lo a derrubar enxames de zumbis de maneira rápida e eficaz.

Armas Pesadas – Inclui Revólver (Casull 6), Motosserra (SchreiTech Forrest Warrior), Espingarda de Assalto Pesado (Taiga-12), MGL (Hailstorm MGL), Metralhadora (MAG5), Lançador de RPG (RPGL4 Rocket Launcher), Rifle de Carga (BF25 Sniper) Rifle) e o Grenade Launcher (Thumper GL). Essas armas são mais úteis, como metralhadora, RPG, Payload Rifle e Heavy Assault Shotgun.

Armas corpo a corpo – inclui o pacote de facão e lobo (pá). A menos que você esteja jogando como Slasher, você não deve usar sua arma branca como principal meio de defesa. No entanto, eles provam ser eficazes para matar zumbis furtivos e sempre que você estiver com pouca munição.

Configurando defesas

Em algumas missões, você tentará manter uma posição à medida que os zumbis se aproximam. Para sobreviver, você precisará configurar várias armadilhas e torres para ajudar a manter os inimigos à distância. Aqui está uma lista de todas as defesas e como usá-las efetivamente:

Arame farpado – Pode prender e matar zumbis. Atualmente, temos uma exploração que permite que você fique em pé com segurança no meio de arame farpado, onde os zumbis não podem alcançar.

Torreta Metralhadora – torres controladas por jogadores que são ótimas para controle de multidões. A única desvantagem disso são os pontos cegos visíveis, que podem deixá-lo vulnerável a ataques.

Argamassa – Pode causar uma explosão de área alvo. Estes são úteis para manter o controle dos pontos de estrangulamento.

Torres automatizadas – Podem detectar e matar zumbis por conta própria. Eles podem ser extremamente úteis, desde que você os coloque em uma boa posição e lembre-se de reabastecer sua munição.

Armadilhas Elétricas – Pode temporariamente chocar zumbis no lugar. Essas armadilhas oferecem mais tempo para matar zumbis que se aproximam e são ótimas para pontos de entrada monitorados por um único jogador.

Reabasteça munição regularmente

Existem inúmeros inimigos a serem eliminados na Segunda Guerra Mundial , que podem esgotar rapidamente sua munição – se isso acontecer, você será capaz de derrotar alguns inimigos com ataques corpo a corpo, mas você não deve depender disso se não quiser receber desnecessários danificar. A munição pode ser reabastecida com caixas especiais – localizadas em locais importantes (quando a equipe precisa se defender contra um enxame de zumbis), você também pode tropeçar nelas enquanto explora o mapa.

Monitore seu entorno

Você sempre terá um mini-mapa à sua disposição. Lá você encontrará (marcado em vermelho) as direções a partir das quais os inimigos estarão se aproximando de você, dando-lhe tempo para se preparar. Os locais dos seus aliados também podem ser verificados no minimapa – eles são marcados por pontos azuis.

Procure novas peças de equipamento

Durante cada missão, você encontrará vários baús com equipamentos – dentro você pode encontrar medkits, explosivos e novas armas. Novas armas também podem ser encontradas ao ar livre. Você deve estar atento a novos equipamentos e trocar de arma sempre que necessário – por exemplo, quando a arma que você está usando atualmente não se adequa ao seu estilo de jogo.

Use uma arma silenciada sempre que tiver a chance

Graças às armas silenciadas (como a pistola com a qual a maioria das classes começa no início da missão), você será capaz de evitar encontros desnecessários com os inimigos – os inimigos não conseguem ouvir os tiros de uma arma silenciada e a maioria morre de um único tiro para o outro. a cabeça. O uso de armas “regulares” gera muito barulho que atrairá a atenção de inimigos próximos.

Atire com precisão

A munição é valiosa no jogo, especialmente nos níveis de dificuldade mais altos, você não deve gastar munição desnecessariamente em inimigos solitários. Séries curtas e precisas, com foco nas cabeças de seus inimigos, permitem que você elimine rapidamente seus inimigos e economize uma grande quantidade de munição preciosa

Salve explosivos para grupos de inimigos

Durante cada missão, você encontrará pelo menos uma vez um enxame – um enorme aglomerado de zumbis, muitas vezes atingindo milhares de inimigos. Você deve salvar explosivos para encontros com enxames (geralmente encontrará contêineres usados ​​para reabastecer explosivos em locais onde o enxame aparece) – cada um deles permitirá que você derrote vários inimigos ao mesmo tempo.

Os explosivos também são extremamente eficazes quando usados ​​em espaços fechados – túneis ou interiores de edifícios. Uma granada precisa, C4 ou um coquetel molotov, é suficiente para eliminar uma dúzia de inimigos.

Ajudar aliados abatidos

Quando os pontos de vida de um aliado caírem para 0, seu personagem será derrubado. Outros companheiros de equipe poderão se aproximar do caído e “revivê-lo”. O tempo para ressuscitar um aliado é limitado, bem como o número de vezes que isso pode ser feito antes que o personagem morra permanentemente – isso diminui à medida que o nível de dificuldade aumenta (em Instane, o personagem morre após um knockdown).

Cuidado com zumbis especiais

Existem vários inimigos especiais no jogo, diferindo severamente dos zumbis comuns. No momento são:

Ceifador – o inimigo está se movendo de quatro e atacando o jogador se ele estiver perto o suficiente. Seu ataque derruba o alvo – o inimigo estará constantemente causando dano e você precisará da ajuda de um aliado para escapar de suas garras.

Touro – um inimigo fortemente blindado que investe contra o jogador, o pega e joga o personagem no chão. O inimigo repetirá o processo até que o jogador esteja morto. É necessária assistência aliada para escapar do domínio do inimigo. O inimigo está totalmente blindado – os únicos pontos fracos são as costas e a cabeça.

Hazmat – o inimigo especial mais frequentemente encontrado que pode ser facilmente distinguido pelo traje amarelo de hazmat. Matar esse inimigo libera uma nuvem de gás tóxico, causando dano aos jogadores dentro dele. Se o inimigo morrer com um tiro na cabeça, a nuvem não aparecerá.

Gritador – um inimigo peculiar, pois sua única tarefa é gritar. O grito atrai a atenção de todos os inimigos próximos – a eliminação rápida do inimigo é crucial para impedir que ele atraia uma horda de zumbis para o seu local.

Nota: a quantidade de mortes que você faz durante uma missão não afeta a quantidade de pontos de experiência que você recebe no final.

Lembre-se de que você pode praticar sozinho, no modo offline

Embora a World War Z seja um jogo on-line, você pode jogar livremente no modo off-line, com a ajuda de bots controlados por IA – foi descrito detalhadamente no capítulo “Você pode jogar a World War Z offline” deste guia. O modo offline é um bom método para aprender o jogo – os bots não vão te apressar e você pode levar o seu tempo. Além disso, os bots são eficazes até o nível de dificuldade Difícil, tornando este um bom método de nivelamento até o nível 15-20.

Em vez de destruir torres automatizadas, corte-as

Durante certas missões, você encontrará torres automáticas hostis que dispararão contra qualquer coisa à vista – mortos-vivos e vivos. Você pode destruir essas torres, mas também pode abordá-las por trás e cortá-las. Este último permitirá que você assuma o controle da torre e use-a contra zumbis.

Destrua inimigos especiais Hazmat atirando suas cabeças

Normalmente, matar um zumbi especial Hazmat fará com que ele libere uma nuvem venenosa, causando dano contínuo a você e seus aliados. Você pode impedir que isso aconteça matando o zumbi com um tiro na cabeça – assim o inimigo não liberará a nuvem mortal de gás.

Procure por violações de encargos

Taxas de violação são itens especiais que podem ser encontrados no jogo – a classe Fixer e a classe Hellraiser podem começar com elas com a ajuda de vantagens apropriadas (mas nos capítulos dedicados a essas classes). As taxas de violação podem ser usadas para abrir passagens e entradas normalmente trancadas, atrás das quais você encontrará itens valiosos e armas de alto nível, oferecendo uma vantagem contra zumbis.

Se você não tiver explosivos, atire na base do enxame de zumbis

Os enxames de zumbis aparecem em momentos críticos durante as missões, na maioria dos casos em que você precisa defender um ponto. Eles tentarão subir até um ponto específico, criando uma construção tipo pirâmide. Se você não tiver explosivos, poderá matar os zumbis localizados na base da pirâmide, causando o colapso de toda a “estrutura”, dando-lhe algum espaço para respirar.

Conheça as lojas 

Entre cada rodada, os jogadores são fortemente aconselhados a encontrar uma “loja” e carregar o que precisam. Existem duas lojas distintas para ir; uma é uma loja que vende apenas equipamentos para defesas e a outra é uma loja que vende; munição, kits médicos e armas. Para evitar ficar confuso, observe como eles são decorados. A “loja de defesa” será atada com arame farpado e caixas com explosivos nas prateleiras, a “loja de munição” será cuidadosamente empilhada com caixas de munição e kits médicos. Isso pode ser básico, mas saber disso evitará confusão e economizará tempo. Pelo menos uma pessoa no esquadrão deve economizar seu dinheiro para desbloquear armas de segundo nível, o mais cedo possível. Isso aliviará a frustração quando os zumbis começarem a ficar difíceis nas próximas rodadas.

Mudar de local a cada quinta rodada

Não acampe apenas em um ponto durante toda a partida. Seja flexível e vá para outro local no mapa a cada 5 rodadas. Isso não apenas manterá o jogo atualizado, mas também forçará os zumbis a mudar seu fluxo e fornecerá um pouco de tempo e espaço de manobra para jogá-los no Hades. Tenha uma pessoa bem na frente, duas no meio do mapa e uma na parte de trás. É uma boa idéia ter um artilheiro pesado na frente, enquanto todos atrás jogam como apoio.

As melhores ferramentas de defesa

Embora todo jogador possa ter suas preferências, é amplamente considerado que as melhores ferramentas de defesa a serem usadas são as; “Redes de tensão” e “Auto-torres”. O Voltage Grids impedirá qualquer tipo de zumbi atrás do time e as Auto Turrets são uma boa segunda opção. Sempre cubra a entrada traseira e qualquer abertura ao redor. O arame farpado não é a melhor opção para uso em defesas, então economize dinheiro e tente obter uma torre automática estacionária ou automática. Eles são especialmente úteis no último segmento do mapa (no final da partida), já que as torres têm um alcance excelente e as Voltage Grids podem realmente quebrar uma horda.

Dicas finais

Você pode jogar o jogo inteiro com bots controlados por IA offline, que são eficazes em dificuldades mais baixas.

Nos consoles, você pode pressionar ‘Up’ no direcional para marcar zumbis especiais e itens úteis.

Forme uma linha horizontal com seu time ao atacar para evitar fogo amigo.

Se você está à frente do grupo, agache-se para que os colegas possam atirar em você.

Reserve um tempo para pesquisar áreas de suprimentos antes de prosseguir.

Você pode equipar uma habilidade por coluna na árvore de privilégios.

Torres automáticas inimigas podem ser invadidas para lutar ao seu lado.

Se você atirar no fundo de uma pilha de zumbis, todos cairão.

Referências:

Gaming Scan, Gaming Rant, Game Pressure Guides, wikipedia.

The Sinking City

The Sinking City é um jogo de ação e aventura desenvolvido pela Frogwares. Inspirada nas obras doautor de ficção de horror HP Lovecraft, ela se passa na cidade fictícia de Oakmont, Massachusetts, na década de 1920, a história segue o investigador particular e veterano de guerra Charles W. Reed, enquanto procura pistas sobre a causa das visões aterrorizantes. atormentando-o, e se envolve no mistério da inundação implacável de Oakmont.

The Sinking City foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em junho de 2019 e para Nintendo Switch em setembro de 2019.

Gameplay

The Sinking City é um jogo de detetive de mundo aberto com uma perspectiva de câmera em terceira pessoa. Ele apresenta um sistema de investigação no qual o resultado das missões do jogador geralmente é definido pela observância dos jogadores ao investigar diferentes pistas e evidências.

A cidade de Oakmont é composta por sete distritos (Advent, Coverside, Grimhaven Bay, Oldgrove, Reed Heights, Salvation Harbour e The Shells) que foram afetados por inundações em vários graus, e o jogador deve usar um barco para proteger com segurança atravessar as ruas inundadas para alcançar áreas mais secas. O jogador pode nadar se necessário, mas a água está infestada e pode danificar fatalmente a saúde e a sanidade do jogador. O jogador também monta um arsenal de ferramentas e armas, e às vezes deve usá-los para matar criaturas de outro mundo e dissipar alucinações. No entanto, como Oakmont é um lugar isolado, com recursos cada vez menores e ordem social deteriorada, as balas substituíram o dinheiro como moeda preferida; gastar muitas balas pode deixar o jogador incapaz de trocar os itens desejados. Outro recurso importante é a sanidade, que é gasto em poderes de investigação usados ​​para reconstruir cenas de crimes e identificar pistas. A sanidade se regenera lentamente por conta própria, mas pode ser reabastecida mais rapidamente com medicamentos antipsicóticos. Cenas e encontros perturbadores podem causar quedas repentinas e acentuadas de sanidade, afetando a percepção do jogador sobre o ambiente circundante e a perda completa de sanidade é fatal.

Realize as primeiras missões principais para obter mais armas

É fácil se desviar rapidamente em The Sinking City, explorando e realizando as várias missões secundárias que os NPCs pedem a você. Mas no começo, seu poder de fogo é limitado a uma pistola e um revólver, com poucas munições. Certifique-se de enfrentar as primeiras missões principais em breve e o Sr. Throgmorton o recompensará com uma espingarda para adicionar ao seu arsenal. A missão principal a seguir lhe renderá um poderoso rifle de batalha. Agarrá-los como prioridade o deixará melhor equipado para enfrentar as missões secundárias no jogo. 

Cuidado para não ficar dentro de casa

Enquanto a cidade é surpreendentemente segura para passear a maior parte do tempo, está entrando em prédios que podem representar uma ameaça na cidade que afunda. Os Wylebeasts aparecerão dentro de muitos deles, então verifique se você tem suprimentos e fique de olho – mesmo que você não consiga ver nada quando entrar, os wylebeasts podem aparecer depois.

Poupe com munição

A Cidade naufragada é muito rígida quanto à munição que você pode carregar, geralmente permitindo apenas dois ou três clipes para cada arma. Pulverizar e orar não é o nome do jogo aqui – faça cada tiro valer. Também faça bom uso de suas armadilhas e explosivos, embora você também precise monitorar os recursos. 

Se você está com pouca munição, as casas da cidade são uma boa aposta para a eliminação, geralmente fornecendo mais do que uma recompensa de missão. Basta ter em mente o aviso acima sobre o perigo dessas áreas – você pode pelo menos ser capaz de invadir um armário ou dois e depois ficar mais assustador antes que os animais vampiros cada um de você. Lembre-se de usar o seu Mind’s Eye para destacar recipientes saqueados.

Uma dica de som estranho, talvez, mas tente sempre manter um pouco menos de munição do que o seu limite máximo (ou seja, não crie o suficiente para preencher completamente suas reservas). A conclusão de uma missão geralmente concede munição e, se você já estiver cheio, não receberá a recompensa. Você nem chega a recebê-lo mais tarde quando esvazia seus bolsos, por isso é completamente inútil.

Fique de olho nas caixas telefônicas

Estes são os seus pontos de viagem rápida. Embora Oakmont não seja o maior mapa visto em um videogame, ainda pode demorar um pouco para se deslocar devido às inundações. Basta caminhar próximo de uma caixa telefônica para desbloqueá-la para uso futuro. Existem várias caixas telefônicas em cada distrito.

Como encontrar evidências

Se você está lutando para encontrar evidências em uma cena (as áreas em que você pode fazer isso estão marcadas com uma lupa no mapa), procure metodicamente em todas as paredes e cantos de uma sala os itens a serem capturados ou inspecionados e observe para a vinheta da tela que diz para você usar o olho da mente. Continue explorando uma cena até ver ‘Principais evidências coletadas’ ou, de preferência, ‘Todas as evidências coletadas’.

Se você não sabe o que fazer a seguir, leia suas dicas e pense no que elas podem sugerir. Você precisa de uma nova informação? Um dos arquivos da cidade – biblioteca, delegacia de polícia, prefeitura etc. – pode ajudá-lo a encontrar o que precisa? E, para qualquer pista que mencione uma localização aproximada, prenda-a em seu mapa, pronta para a investigação.

Preste atenção nos ícones no Livro de Casos

Uma grande ferramenta de todo detetive é um caderno onde todas as pistas dos casos são armazenadas. Em The Sinking City esse caderno é o Livro de Casos, que mostra todas as missões disponíveis e as pistas coletadas.

As pistas possuem ícones que ajudam a mostrar o que você deve fazer em seguida. Ícones com uma Rosa dos Ventos significam que a pista se refere a uma localização. Já pistas com um caderno como ícone, se referem a pesquisas que devem ser feitas. Há alguns lugares para pesquisa em Oakmont, são eles:

Jornal (para anúncios, propagandas e notícias)

Polícia (para crimes, mandados e suspeitos)

Prefeitura (para localizações de pessoas, empresas)

Biblioteca (para encontrar obras, autores)

Hospital (pacientes, médicos e funcionários)

Nesses lugares você usa a evidência coletada para encontrar o que precisa para avançar no caso. Caso esteja no local correto, o ícone do caderno irá aparecer quando a pista for selecionada.

Coletando evidências

Ao chegar em um local para coletar evidências, o ícone é marcado no mapa com uma lupa. É importante prestar atenção nesse ícone, pois se ele se manter branco, significa que você deixou algo para trás. Se ele estiver amarelo, significa que as principais evidências foram coletadas, mas não todas.

O ícone verde, por fim, significa que todas as evidências foram coletadas e você pode seguir em frente.

Olho da Mente

Após descobrir o Olho da Mente, habilidade de Reed para descobrir objetos, rastros e até salas ocultas, a vontade é de usá-lo a todo instante procurando pistas escondidas. Porém, o jogo te dá uma dica de quando é necessário usá-lo.

Ao perceber que as bordas da tela estão arredondadas (como um olho mesmo), significa que é o momento certo para usar o Olho da Mente e coletar aquela pista.

Cartas de Oakmont

Uma das primeiras missões paralelas que você irá receber é uma chamada “Cartas de Oakmont”. Você a pega no hotel, Recife do Diabo, onde mantém um quarto.

A missão consiste em adentrar locais e resgatar cartas de um homem que sofria com visões (como o próprio protagonista).

Se você é um louco por side-quests, como eu, a vontade é de marcar todas as localizações no mapa e ir correndo resgatar essas cartinhas, mas não recomendo.

Os locais das cartas estão cheios de monstros e não é uma boa ideia enfrentá-los de início. Espere um pouco, se acostume com as mecânicas do jogo e, aí sim, vá aos locais que oferecem diversos itens úteis.

Melhore o seu golpe

O combate não é o principal em The Sinking City, mas você precisa utilizá-lo com frequência, seja para enfrentar monstros ou bandidos. Munição não é algo que você terá facilmente, visto que a moeda de Oakmont é a própria munição, portanto não há como comprá-la. Ou você fabrica ou ganha algumas em suas missões.

Uma boa alternativa é melhorar o seu golpe corpo a corpo na sessão de habilidades. Assim, você deixa seu ataque mais forte e mais rápido fazendo com que seja fácil enfrentar pequenas criaturas, mas…

Fugir é sempre uma boa opção

Nem sempre enfrentar as criaturas é viável. Em algumas ocasiões, principalmente nos pontos marcados como perigosos no mapa, elas irão aparecer aos montes, então não se sinta mal em fugir. Algumas criaturas são rápidas, outras jogam projéteis, então quando elas se unem, pode ser fatal.

Corra como se não houvesse amanhã e saia da região o mais rápido e com menos dano sofrido possível.

Não há pressa

Este conselho é sobre a história, mas também sobre a navegação na própria cidade. Viajar por Oakmont é um processo demorado. Reed não corre rápido, e você estará percorrendo muita distância quando viajar de um lugar para outro. O dilúvio e as ruas inundadas vão atrasá-lo ainda mais. Mesmo passeios curtos exigirão a mudança de andar para andar de barco e voltar.

Sinta-se à vontade com o ritmo – e saiba que está indo o mais rápido possível – e não ficará frustrado.

Desbloqueie pontos de viagem rápidos enquanto explora

Existem pontos de viagem rápida espalhados por toda a cidade. Você precisará visitar cada um primeiro para poder viajar rapidamente para ele mais tarde.

Assista a bússola na parte superior da tela enquanto você caminha. Sempre que você vê um ícone de rosa dos ventos, há uma cabine telefônica rápida nas proximidades. Quase sempre vale a pena um breve desvio para desbloqueá-lo. Tudo o que você precisa fazer é ir até o estande até que o nome apareça na tela.

Saiba como curar

Charles Reed é apenas um humano (principalmente) normal contra inimigos sobrenaturais, então ele vai sofrer muito dano. Descobrir como curar, no entanto, é algo que o jogo não se esforça para explicar.

Seus kits de primeiros socorros – na verdade, apenas uma seringa – aparecem na roda de armas. Eles operam como armas também. Selecione-os na roda, aperte o botão para mirar e aperte o botão para atirar.

Você encontrará alguns kits de primeiros socorros pela cidade enquanto explora ou os recebe como recompensa, mas provavelmente os criará em seu inventário com muito mais frequência. Eles exigem dois álcool e uma mola helicoidal para criar.

Gerencia sua loucura

Depois de sua saúde, sua sanidade é a próxima coisa mais importante a se administrar. Embora raramente seja mortal perder sua sanidade – você morrerá se permanecer drenado por muito tempo, mas leva um tempo – isso distorce sua visão e torna a navegação no mundo mais difícil. Se drenar demais, fica difícil até dizer onde você está.

Assim como seus kits de primeiros socorros, você tem injeções antipsicóticas para isso. Escolha-os da roda de armas e use-os da mesma maneira. Os antipsicóticos requerem um álcool e uma mola helicoidal para fabricar.

Lembra-se de por que mencionamos neste guia que você gostaria de usar seus pontos de habilidade para aumentar a sanidade? As feras que você encontra em The Sinking City drenam sua saúde ao longo do tempo. Se você está atirando neles ou apenas brincando, o simples fato de Reed vê-los é suficiente para afetá-lo psicologicamente. Não mate acidentalmente NPCs desarmados, porque sua sanidade cairá mais rápido do que uma pedra jogada no mar.

Certifique-se de estar sempre abastecido com kits de saúde e antipsicóticos para reabastecer sua saúde e sanidade, respectivamente. Quando sua sanidade se esgota, há uma chance de as criaturas das sombras também aparecerem, e algumas delas também podem prejudicar sua saúde. Quando estiver preso, novamente, apenas empurre pipa e encontre um local seguro. Como alternativa, se você encontrar um obstáculo ou uma parede, basta virar as costas para os inimigos até que sua sanidade seja gradualmente restaurada.

Leia os sinais do Hobo

Existem pistas visuais em todos os lugares para ajudá-lo a navegar e observar as coisas na cidade.

O mais comum que você verá é um H marcado na porta. Na tradição do jogo, isso significa que o edifício é habitado. Para seus propósitos enquanto estiver jogando, é uma dica de que você pode passar por uma porta.

Alguns caixotes, armários e caixas serão marcados com um padrão de grade como uma hashtag com uma linha extra. Isso indica que há algo dentro – geralmente criando materiais ou munição.

Um símbolo V duplo com um M em um diamante significa que você está perto de uma área infestada. Eles têm uma boa pilhagem – geralmente muitos materiais de fabricação e mais munição – mas muitos inimigos difíceis.

Os itens respawning exploram

Primeiras coisas primeiro: embora os habitantes e as dicas da Cidade naufrágio digam que a munição é escassa e você precisa lutar para sobreviver, tudo isso voa pela janela quando você percebe que os contêineres acabam sendo reabastecidos. Simplesmente pegue tudo que você precisa em um prédio, saia e contorne a curva, depois volte para dentro. Você terá a munição e os materiais de fabricação nesses recipientes novamente. Se o local estiver em uma área aberta, você poderá salvar e carregar o jogo ou viajar rapidamente.

Isso é algo que realmente quebrará sua imersão enquanto estiver jogando The Sinking City. No entanto, também é uma falha que ajuda quando você está em dificuldades. Conforme observado em nossa análise técnica, esse bug é benéfico para o jogador.

Confortável habilidade de criação e de jogador

Seu personagem, Charles Reed, sobe de nível quando você mata feras, descobre novos locais ou, mais importante, casos completos. Você ganhará pontos de habilidade que você pode alocar para um punhado de reforços. Existem três categorias principais:

Proficiência em Combate – habilidades que determinam o dano causado por armas de fogo, explosivos e armadilhas

Vigor – habilidades que aumentam sua capacidade de munição e itens, saúde, ataques corpo a corpo e defesa contra danos

Mente – habilidades que aumentam o ganho de experiência, a sanidade e a chance de obter reembolso de materiais ao criar

Escusado será dizer que as habilidades da mente são as mais importantes. Comece com o aumento da experiência, pois isso o ajudará mais à medida que avança pela Cidade do Afundamento. Em seguida, observe os reembolsos de artesanato e os benefícios da sanidade.

Habilidades de vigor que aumentam a capacidade de munição e de carga de itens e as habilidades de Proficiência em Combate que aumentam o dano por armas de fogo também são importantes. Redução de dano (isto é, dano de queda, natação), buffs de ataque corpo a corpo e configuração de armadilhas são quase inúteis.

Quanto à fabricação, obter materiais reembolsados ​​e aumentar a capacidade de carga será bastante sinérgico. Você está coletando materiais e itens de contêineres, para ter mais deles para usar a qualquer momento.

Áreas infestadas: em caso de dúvida, execute

A cidade em naufrágio – Oakmont – tem vários distritos e existem muitos marcos e ícones para guiá-lo ao longo do caminho. Cada um terá várias áreas infestadas (marcadas com um “M”). Você pode atravessar essas áreas com segurança, pois os monstros demoram alguns segundos para aparecer. Alguns correrão, outros pularão, e outros se arrastarão. Você pode evitar todos eles com bastante facilidade. Algumas áreas infestadas, no entanto, precisarão de alguns “ataques de fantasmas”, uma vez que estão relacionadas a casos ou missões secundárias.

Há partes da missão principal quando você realmente precisa lutar, e é aí que o kite é útil. Muitas dessas criaturas não podem sair de edifícios. Se você se distanciar, eles desaparecem também. Existem até interiores com obstáculos, como caixas, pelas quais eles não conseguem passar.

Se você estiver em uma situação difícil, como um porão, basta voltar correndo para o andar de cima e as feras seguirão você. Jogue uma granada ou atire neles enquanto eles tentam alcançá-lo.

Caça Wylebeasts: tipos inimigos

A Cidade naufragada tem uma variedade de monstros que você encontrará. Por uma questão de simplicidade, eu simplesmente dei apelidos a eles enquanto revisava o jogo:

Skitterers – O primeiro tipo de fera wyle que você encontra salta para os lados até que esteja perto o suficiente para cortar você. Eles também morrem em um tiro de pistola ou em alguns tiros corpo a corpo.

Spitters – Esses caras cospem glóbulos ácidos em você. Eles são um dos inimigos mais perigosos do jogo, pois também possuem precisão decente. Evite ou use barreiras naturais enquanto tira tiros para matá-los.

Leapers – O tipo de inimigo mais irritante do jogo. Saltadores, bem, são como rãs-gigantes que pulam em você. Eles sabem quando é que rugem e depois é seguido por um ataque de pulo. Se eles te prenderem, você terá um mundo de mágoa.

Saltos ácidos – Esses também saltam, embora cuspam ácido em você na maior parte do tempo. Eles também deixam para trás grandes pústulas que explodem.

Screamers – Outra variante wylebeast que é bastante rara. Em vez disso, esses rugem muito alto por períodos prolongados, prejudicando sua saúde por segundo.

Abominações – O maior dos animais wyle encontrados nas ruas médias de Oakmont. Um golpe pode diminuir consideravelmente sua saúde, portanto, remova-os de longe. Eles são lentos e você pode fazer círculos em volta deles, mas eles podem absorver muito dano antes que caiam.

Tentáculos – Um dos dois tipos de monstros encontrados em seções subaquáticas / de mergulho na cidade que afunda. Eles aparecerão para atacá-lo, mas um tiro de arpão é suficiente para fazê-los ir embora.

Devilfish – Essa coisa é o próprio diabo – é um peixe com tentáculos que vagueia por aí. Os tiros de arpão apenas o atenuam por alguns segundos, após o que nadam de volta em sua direção. Cada ataque pode tirar metade da sua saúde. Como você não pode curar durante seções subaquáticas, não deixe de atordoá-lo.

Sombras – Estas são cópias sombrias de criaturas no jogo que podem aparecer quando sua sanidade mental é baixa. Alguns, como ratos, não são perigosos. Outros, como skitterers ou tentáculos, prejudicam sua saúde. Reabasteça sua sanidade passivamente ou use antipsicóticos para limpar sua mente.

Mafiosos e Cultistas – Inimigos humanos na Cidade Afundada que são derrotados com bastante facilidade.

Civis desarmados – Não necessariamente inimigos, mas os NPCs desarmados no jogo podem ser mortos. Cuidado, no entanto, porque, como mencionado em nossa revisão oficial, você verá sua sanidade cair severamente. Afinal, que tipo de pessoa começa a atirar em inocentes?

A Cidade de Naufrágio tem algumas brigas de chefes bastante simples. Discutiremos isso mais em nosso guia passo a passo completo do jogo.

Referências:

PC Invasion, Indie Game Website, Pulo Duplo, Polygon, wikipedia.

Resident Evil 3 Remake

Resident Evil 3 Remake, chamado no Japão de Biohazard RE:3 (バイオハザード RE:3 Baiohazādo Āru Ī Surī?), é um jogo eletrônico de survival horror desenvolvido e publicado pela Capcom. É uma recriação de Resident Evil 3: Nemesis, lançado em 1999, e o enredo segue Jill Valentine tentando escapar de um apocalipse zumbi enquanto é caçada por um ser biologicamente inteligente conhecido como Nemesis. Foi lançado em 3 de abril de 2020 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. Também possui um modo multijogador on-line, conhecido como Resident Evil: Resistance.

Resident Evil 3 foi geralmente bem recebido pela crítica especializada, com elogios direcionados ao seus gráficos, apresentação e jogabilidade, embora tenha sido criticado por sua curta duração, ritmo e ausência de elementos do jogo original. O jogo vendeu mais de dois milhões de cópias dentro de uma semana após o seu lançamento.

Jogabilidade

Resident Evil 3 é uma recriação de Resident Evil 3: Nemesis, um jogo eletrônico de survival horror lançado para o PlayStation em 1999. Enquanto o jogo original usa controles de tanque e ângulos de câmera fixa, essa recriação apresenta uma jogabilidade de tiro em terceira pessoa, semelhante ao Resident Evil 2, de 2019. Também inclui um modo multiplayer online, Resident Evil: Resistance, que coloca uma equipe de quatro jogadores contra um “mentor” que pode criar armadilhas, inimigos e outros perigos.

Luzes Brilhantes, Cidade Grande

Jill passará bastante tempo nas ruas da cidade que um dia chamou de lar, e felizmente para você, um mapa de Raccoon City está disponível para ajudá-lo a encontrar seu caminho. Faça bom uso dele, já que seu mapa pode informar se deixou algum item para trás em uma área, e até mostra quais portas estão trancadas.

Fãs do Resident Evil 3: Nemesis original que ficarem atentos poderão reconhecer lojas como Eagle’s Pet Shop, enquanto novos locais, como Moon’s Donuts, são ótimos para parar e descansar por um momento. Fique de olhos abertos e ouvidos antenados também. Portas chacoalhando ou grunhidos distantes significam inimigos se aproximando — embora zumbis podem logo se tornar a menor de suas preocupações conforme passa pelas ruas e prédios de Raccoon City.

Dê Uma Misturada

Me avise se já ouviu essa antes: Uma erva verde e uma erva vermelha são uma receita para se curar completamente. Resident Evil 3 continua esta longa tradição, sendo uma maneira fácil de restaurar sua vida quando precisar. As ervas vermelhas são menos comuns, mas não funcionam sozinhas. Certifique-se que possua algumas ervas verdes sobrando para misturá-las e criar poderosos itens de cura!

Há diferentes tipos de pólvora, e combinações diferentes criam tipos de munição diferente. Crie a munição que se encaixa com seu estilo de jogo, e que precisará para os desafios à frente — mas não se esqueça de planejar! Apenas um vidro de pólvora não faz nada sozinho.

Alto, Misterioso, e Mortal

Você já sabe que Nemesis é uma força enorme que terá que enfrentar. Ele não desistirá sem uma luta, mas você pode atordoar Nemesis… temporariamente. O que fazer depois é você que diz, mas ficar por perto não ajuda muito. Se quiser enfrentá-lo, traga suas armas mais fortes, e treine sua esquiva perfeita (R1 quando um ataque estiver prestes a acertar) para sair do caminho e contra atacar segurando L2 para mirar e desacelerar as coisas por alguns segundos.

Querido Diário…

Lembre-se de salvar seu jogo com freqûencia nas máquinas de escrever, principalmente se acabou de fazer algo legal, economizou munição, ou conseguiu escapar perfeitamente de uma horda faminta. Nunca se sabe o que está espreitando pelo próximo canto, então gravar seu progresso é sempre uma boa idéia. Não custa nada salvar, então faça sempre!

Ouviu Isso?

Tim já mencionou isso em seu artigo, mas a comunicação por voz pode fazer toda a diferença para os Sobreviventes. Não importa se está jogando com um grupo de amigos, ou fazendo novos amigos conforme joga, tenha respeito e apoie seus aliados quando se comunicar nas partidas, e terá mais chances de chegar vivo até o fim.

Mas o voice chat tem um outro lado; Masterminds astutos podem optar por usar seu próprio microfone para provocar os Sobreviventes e ouvir a conversa deles, somando uma camada psicológica aos procedimentos. Um Mastermind pode ouvir, e brincar com a mente de seus cobaias, respondendo apenas algumas vezes à eles. O silêncio pode ser o som mais aterrorizante de todos também.

Conheça Seus Limites

Tanto os Sobreviventes quanto os Masterminds possuem várias habilidades à sua disposição, então não tenha medo de ir pegando o jeito ao jogar algumas partidas. Para os Sobreviventes, isso significa descobrir quando usar suas poderosas Fever Skills. Tyrone possui Rally, que pode diminuir o dano quando um Tyrant aparece, por exemplo, enquanto o Bullet Storm de Becca é ótimo para limpar salas inteiras de inimigos com a arma certa em mãos.

Os Masterminds, por outro lado, devem ficar de olho em quanta energia possuem e em quantas criaturas colocaram. Pode ser tentador encher uma sala de inimigos, mas uma granada bem usada pode arruinar todo esse esforço rapidamente (e com um estouro). Mantenha um pouco de energia, e planeje para o futuro — tente desgastar os Sobreviventes e esgotar seu tempo ao invés de sempre atacar de frente.

Não gaste munição com o Nemesis

Nemesis é o grande inimigo de Resident Evil 3 Remake, assim como era na versão original. Grande não apenas em tamanho, mas também em ameaça: ele é uma máquina de perseguição gigante e invencível, que vai aparecer em vários momentos pré-determinados para o jogador, seja controlando Jill ou Carlos. Mas não se preocupe tanto: você não pode matá-lo, por isso não gaste suas preciosas munições nele.

A melhor alternativa para Nemesis é fugir. Sempre que ele aparecer, corra e tente entrar em portas para atrasar seu avanço. Ele não consegue entrar em alguns locais. O máximo a fazer é derrubá-lo temporariamente, caso você use armas mais pesadas como lança-foguetes, mas é apenas por tempo limitado e não vale a pena gastar munição com isso.

Economize tudo

Resident Evil 3 Remake traz uma novidade em sua jogabilidade que é o botão de esquiva. Ele fica no botão R1 no PS4 e no botão RB no Xbox One, por padrão. A esquiva serve para você fugir de ataques de zumbis ou do próprio Nemesis, e é uma boa alternativa para não gastar munição com nenhum dos zumbis mais simples, a não ser que seja algo extremamente necessário. Prefira sempre fugir.

Outra dica válida para momentos como esse é: não tente usar a faca contra os zumbis. A faca neste jogo é fraca para derrubar inimigos. Use-a apenas para abrir caixotes, assim você economiza tiros e consegue mais itens de maneira prática.

Saiba mais: veja os primeiros minutos da gameplay de Resident Evil Revelations 2: Capítulo 3

A senha do cofre

Em determinado momento do jogo, dentro da delegacia, você encontrará um cofre. Dentro, é possível resgatar uma bolsa que aumenta sua capacidade de carregar itens, que é muito importante. O código para abrir o cofre não está na mesma sala onde o objeto se encontra, por isso vamos facilitar e informar por aqui: esquerda 9, direita 15, esquerda 7.

Não tenha medo de voltar no mapa

Sabemos que Resident Evil 3 é um jogo que pode dar alguns sustos ou fazer você temer passar de novo por um lugar cheio de zumbis. Apesar disso, o game obriga o jogador a voltar em algumas partes por onde já passou para continuar a história, então a prática acaba funcionando de maneira natural. Mesmo fora desses momentos, voltar em outras partes do mapa pode ajudar a encontrar itens que você não tinha visto antes.

Como conseguir mais munição

A forma mais fácil de ter mais munição em Resident Evil 3 Remake é simples: jogando na dificuldade mais baixa. Quanto mais baixa for a dificuldade, mais munição você encontrará pelos cenários. Não quer dizer que os zumbis serão mais fáceis de se vencer, mas sim que mais itens ficarão disponíveis, em locais menos escondidos. Quanto maior a dificuldade, mais escassa é a munição.

Use o cenário em seu favor

Uma dica importante e que muitos deixam passar: se quiser eliminar um grupo inteiro de zumbis ou lidar com Nemesis mais facilmente, atire em objetos que podem explodir ou estourar. Barris vermelhos, que explodem, ou caixas de energia, que soltam grandes raios e eletrocutam inimigos próximos são bons exemplos. Note sempre o que está ao seu redor, apesar de possíveis perigos.

Aumente o brilho

Essa é uma dica prática, que envolve a TV ou monitor onde você joga: se quiser tomar menos sustos, aumente o brilho da tela no menu de configurações do game ou no televisor. Muitos zumbis estão escondidos nas sombras e até mesmo passagens do cenário ficam mais difíceis de se achar quando está tudo muito escuro. Com o brilho maior não apenas os sustos vão diminuir, mas também as chances de encontrar itens ou passagens vão aumentar.

Faca indestrutível

Ao contrário do que acontece em Resident Evil 2, a faca de Resident Evil 3 é indestrutível. Portanto, use-a constantemente para atingir os zumbis que já estão caídos e conservar munição.

Derrotar Nemesis

Embora o jogo incentive Jill Valentine a fugir de Nemesis, derrotá-lo pode render boas recompensas. Sempre que você o derrubar e ele levantar os braços antes de ficar imóvel, uma maleta vai surgir à frente do monstro com peças para modificar armas. Isso pode facilitar a vida do jogador desde muito cedo.

Parasitas NE-a

Zumbis com tentáculos na cabeça não morrem da mesma forma que outros inimigos básicos. Para derrotar uma dessas criaturas, o jogador precisa atingir o corpo dela até que o parasita na cabeça se torne visível (é aquele bichinho laranja mais brilhante). Este tipo de inimigo só cai quando o jogador causa dano suficiente à parte laranja da criatura. A espingarda é sua melhor opção neste caso — mas seja rápido, porque esse zumbi consegue atacar de longe.

Zumbis pálidos

Essas criaturas que aparecem no laboratório da Umbrella estão entre os inimigos mais complicados do jogo. Para evitá-los, a melhor opção é sempre usar a munição ácida do lança granadas. Ou, é claro, você pode atirar com a espingarda e sair correndo após o monstro sentir o impacto.

Munição de fogo

Se você tiver de escolher entre munição explosiva, de fogo ou ácida para o lança granadas, escolha a segunda. Os ingredientes para munição não são muito numerosos e a munição de fogo com certeza é mais versátil do que as outras duas opções.

Olhe o mapa sempre

Como em outros jogos da série, o mapa de Resident Evil 3 traz cada uma das áreas pelas quais o jogador passou. As áreas que estiverem com a cor vermelha ainda possuem algum item que não foi encontrado, portanto, volte até lá. As áreas em azul no mapa, por outro lado, podem ser esquecidas…. Ou quase, já que o mapa não contempla as miniatuas do Mr. Charlie.

Procure atentamente pelos Mr. Charlie

Os pequenos Mr. Charlie não estão contemplados em qualquer tipo de ajuda do jogo. A única maneira de encontrá-los é se manter atento a cada canto de cada sala.

Armários da delegacia

Jogando com Carlos, o jogador revisitará a delegacia de Resident Evil 2. As senhas para cada um dos armários são as mesmas de Resident Evil 2: CAP e DCM.

Revisite cenários

É importante revisitar áreas pelas quais já passamos em Resident Evil 3, assim como em jogos anteriores, para encontrar itens que vão tornar a progressão muito mais ágil. No hospital, por exemplo, há uma área que apenas Jill pode acessar, embora joguemos com Carlos durante a maior parte do tempo. Insista, vai valer a pena.

Açougueira: 

Como dissemos no básico, a faca pode ser um método para descobrir se o zumbi está vivo ou morto economizando balas. Mas existem várias outras utilidades para ela. Quando você está enfrentando um zumbi e ele cai, utilize a faca para golpeá-lo no chão. Desse modo você vai ter certeza que conseguiu abatê-lo e ainda por cima pode finalizá-lo sem gastar munição. 

Na Mosca: 

A cabeça costuma ser o ponto fraco do zumbi. Logo, se você der um tiro classudo, pode estourar a jaca do monstro de primeira. A maioria das armas, principalmente o revólver, se você aguardar parado a mira fica menor e mais precisa. Dessa maneira, a chance de acertar um tiro crítico é muito maior. Repita isso várias vezes e, com certeza, precisará dar menos tiro para acabar com um zumbi. Lembre-se que você precisa estar completamente parado.

Gestão de pessoas

Sempre que existem hordas de zumbis, as estratégias precisam ser muito específicas. Eu classifico Horda, pelo menos, mais de 3 zumbis. Assim sendo, existem armas e granadas que podem te ajudar muito nessa questão, mas o objetivo sempre vai ser economizar munição. Portanto, você precisa, primeiro de tudo, verificar o local que está para saber por onde se locomover ou fugir, caso a situação fique tensa. A Shotgun, 12, escopeta, ou como você está acostumado a chamar, é A ARMA para essa estratégia. Tente, ao máximo, deixar os zumbis perto um do outro ou enfileirados. Espere eles chegarem a uma distância curta e atire. Os mais próximos, provavelmente, morrerão de primeira. Os que caírem, use a estratégia da faca para eliminá-los de vez. 

Choque Flambado

Em Resident Evil 3 Remake o jogador pode ser beneficiado por alguns elementos do cenário. Antes de qualquer investida, verifique o que está a sua volta, pois Tambores de Gasolina ou Geradores podem te auxiliar de uma maneira única. Para masterizar essa dica, seria perfeito se conseguirem utilizar “a gestão de pessoas”, mas ao invés da escopeta, atirem no barril ou no gerador. O barril irá explodir causando um dano imenso; já o gerador irá atordoar os inimigos por um bom tempo. 

Coach do Apocalipse em Resident Evil 3 Remake

Você pode, você consegue! Nem sempre é momento de lutar. Muitos dos momentos pedem que você apenas corra. Como se não houvesse o amanhã (Nesse caso pode não haver mesmo)! Um jogador explorador, assim como eu, vai querer vasculhar cada centímetro dos locais, mas, principalmente, quando há uma horda grande em locais muito espaçados, desvie e explore. Assim você não corre nenhum risco e ainda economiza muita bala. 

Olé Olé

Com relação a esquiva, não basta saber a hora de usar, mas também se a situação convém. Se há uma horda de zumbi e o lugar for apertado, não utilize a técnica. Corra ou meta bala. Isso porque a esquiva tem um cooldown (tempo de espera) que deixa a Jill vulnerável por algum tempo, o que facilita demais para que um demônio desse se alimente com sua carne suculenta. 

Morto bom é morto morto

Diferente de Jill, Carlos não tem uma esquiva, mas sim uma ombrada. Ela pode te tirar de muitas enrascadas, mas antes que se empolgue, a mesma dica da esquiva de Jill vale para essa; caso venham muitos zumbis, não utilize. Mas, vamos lá. Carlos tem um fuzil potente que derruba rápido as criaturas, porém, elas realmente são difíceis de morrer. Para economizar balas, utilize a faca. Quando o zumbi começar a levantar, dê uma ombrada, ele vai cair de novo, aí fatie ele novamente. Repita a operação até ver que o morto está morto. Se dois zumbis estiverem caídos próximos um do outro, você consegue fazer isso em ambos ao mesmo tempo. Caso contrário, esqueça. 

Eu acho que vi um Monstrinho

Em algumas ocasiões, Nêmesis irá te perseguir. Durante a fuga, fique de olho no monstrão e nos zumbis espalhados no cenário que podem complicar demais sua vida. Mas caso você seja muito corajoso, utilize uma granada para parar o grandão. Dessa maneira você ganhará um bom tempo e Nêmesis dropa uma maleta com aprimoramento para sua arma. Existem outras maneiras de parar o bichão. O gerador consegue atordoá-lo por alguns segundos e os barris explosivos também o derrubarão e o atrasarão.

Referências:

Blog Playstation, Combo Infinito, Br Ing, techtudo, wikipedia.

The Last of Us Part II

The Last of Us é um jogo eletrônico de ação aventura e sobrevivência  desenvolvido pela Naughty Dog e publicado pela Sony Interactive Entertainment. É uma sequência de The Last of Us, de 2013, e foi lançado em 19 de junho de 2020 exclusivamente para PlayStation 4. Ambientado cinco anos após os eventos do primeiro jogo e vinte e cinco anos após o início de um fenômeno epidêmico causado por uma mutação do fungo Cordyceps, os jogadores assumem o papel de Ellie, com 19 anos de idade, que entra em conflito com cultos misteriosos em um Estados Unidos pós-apocalíptico. O jogo contém elementos de survival horror e é jogado numa perspectiva de terceira pessoa. Os jogadores podem usar armas de fogo, arcos, armas improvisadas, esquiva e furtividade para se defenderem de seres humanos hostis e criaturas infectadas.

The Last of Us Part II foi oficialmente revelado durante o evento PlayStation Experience em dezembro de 2016. O jogo é realizado por Neil Druckmann e escrito por Druckmann e Halley Gross e a música é novamente composta pelo argentino Gustavo Santaolalla. Troy Baker e Ashley Johnson voltam a ter os papéis de Joel e Ellie, respectivamente. Estava programado para ser lançado em maio de 2020, mas foi adiado para junho devido à problemas logísticos causados pela pandemia de COVID-19.

The Last of Us Part II foi aclamado pela crítica especializada segundo o agregador de resenhas Metacritic. Os elogios foram direcionados à jogabilidade aprimorada em relação ao seu antecessor e fidelidade visual, enquanto seu enredo e as apresentações de seus temas através da violência receberam opiniões divididas da crítica e do público.

Jogabilidade

The Last of Us Part II é um jogo eletrônico de ação -aventura e sobrevivência jogado numa perspectiva de terceira pessoa. Os jogadores podem usar armas de fogo, arcos, armas improvisadas, esquiva e furtividade para se defender de humanos hostis e criaturas infectadas por uma mutação do fungo Cordyceps. As mecânicas de jogabilidade de Part II foram aprimoradas em relação ao jogo anterior. No jogo, o jogador pode explorar um ambiente mais aberto, sendo capaz de alcançar pontos mais altos, pulando e escalando enquanto joga com uma Ellie mais ágil. Os jogadores também podem deitar no chão para se esconder dos inimigos. Durante o jogo, os jogadores terão personagens não jogáveis os ajudando. Além disso, grande parte do jogo é passado em Seattle, Washington.

O jogo trás de volta o “Modo de Escuta” permitindo que os jogadores localizem os inimigos através de um senso maior de audição e percepção espacial; os inimigos ficam indicados com contornos visíveis através de paredes e objetos. Além disso, os jogadores podem coletar suprimentos para melhorar suas habilidades em uma árvore de habilidades, com os três principais galhos da árvore sendo Sobrevivência, Fabricação e Furtividade. Sobrevivência melhora a saúde, alcance do Modo de Escuta, e aumenta a distância de jogar coisas nos inimigos. Fabricação permitem atualizações no combate corpo a corpo, aumentam a velocidade de fabricação de Ellie e a capacidade de fabricar bombas de fumaça e de choque. Furtividade melhora a movimentação enquanto deitado no chão, assassinatos furtivos mais rápidos, e a possibilidade de usar silenciadores nas pistolas. Part II também introduz cães de guarda que podem rastrear o cheiro do jogador.

Use o mapa quando o tiver

Em determinado momento do jogo você poderá usar um mapa para se orientar. Nele, Ellie marca os pontos de interesse e, apesar de The Last of Us Part II ser um jogo linear, ele oferece uma experiência de “semi-mundo aberto” ao possibilitar que você visite prédios, lojas e lugares opcionais. Por mais que não sejam necessários para a história, os locais podem oferecer momentos únicos e colecionáveis para completar suas estatísticas no jogo, então você não vai desperdiçar tempo investigando cada prédio.

Crie armadilhas explosivas e coquetéis

Nem sempre temos paciência para craftar logo antes de uma batalha contra infectados ou humanos, mas sem dúvidas as armadilhas e coquetéis são ferramentas muito úteis, especialmente contra o primeiro grupo. Por mais que já tenhamos aprendido a usá-los no primeiro game com Joel, saiba que aqui a IA melhorada incentiva que o jogador se preocupe mais com ataques alternativos, que podem te ajudar a criar estratégias enquanto lida com outras hordas e ainda economizam balas.

Melhore suas habilidades furtivas

Ellie tem árvores de habilidades que podem ser melhoradas conforme o jogador encontra manuais e guias pelo cenário e junta pílulas suficientes para desbloquear novos pontos. Há melhorias para combate corpo a corpo, precisão de movimentos e sobrevivência, fabricação de itens e, claro, as habilidades furtivas. Por mais que seu estilo de gameplay possa ser focado em uma abordagem mais agressiva, é fato que a furtividade pode salvar sua pele em grande parte do jogo. Melhorar as habilidades furtivas inclui ouvir melhor a presença de adversário por trás de paredes, fazer menos barulho ao se locomover e agachar, aumentar a velocidade dos durante ataques furtivos — diminuindo os riscos de ser descoberta –, entre outras melhorias significativas.Isso ajudará bastante em pontos cruciais do jogo — mas claro que fica a seu critério escolher a forma que melhor se adequa ao seu gameplay.

Busque recursos

Exploração sempre fez parte da essência de The Last of Us. Enquanto vasculha prédios, lojas e casas abandonadas, não poupe tempo em checar todos os cômodos em busca de recursos. Algumas salas podem estar vazias, mas dificilmente você sairá de mãos vazias de algum local. Munição é escassa, mas há muitos itens úteis pelo caminho: pílulas para melhorar as habilidades da personagem, ferramentas para aprimoramento de armas, itens para produção de kits médicos e armadilhas e muito mais. Olhe sempre os cofres e busque as senhas, mesmo os mais vazios vão encher os bolsos de Ellie. De quebra, você ainda encontrará pelos locais abandonados notas e cartas que contam mais da vida que havia ali antes do caos.

Aprimore as armas

Pelo cenário você encontrará mesas de ferramentas onde é possível melhorar aspectos importantes de suas armas, de forma mais detalhada do que no game anterior. Diminuir a cadência do tiro, aumentar a velocidade de recarga, melhorar a estabilidade ao segurar… todos esses pontos são importantes para fazer com que as valiosas munições sejam melhor aproveitadas.

Crie estratégias de ataque

Não há uma regra fixa para os ataques de sucesso, tudo depende da abordagem que você escolher. Mas, caso opte por avançar a sala em stealth, algumas dicas podem ajudar a poupar algumas vidas e curativos: Uma opção é eliminar os Estaladores antes dos demais inimigos, por serem praticamente mortais, assim você evita que algum passo em falso desperte a atenção deste infectado. Chamar a atenção dos Corredores e Perseguidores para armadilhas de bomba e molotovs poupa muito tempo e faz um estrago em massa, o que torna a eliminação dos restantes ainda mais rápida.

No caso de locais amplamente vigiados por humanos, opte por atacar os adversários mais afastados para não chamar atenção dos demais: comece pelas beiradas até chegar ao centro da ação. Cuidado com inimigos nos andares superiores, lajes e varandas, que podem te ver por janelas. Use o Modo Escuta para “escanear” todo o ambiente, ter ideia da posição de inimigos em pisos superiores ou inferiores, e eliminar os que estiver ao seu alcance sem notificar os demais. Se um inimigo achar um corpo morto, as buscas por você serão mais intensas. Use e abuse das coberturas, grama alta, caçambas e veículos para se esconder.

Cuidado com os Trôpegos, novo tipo de infectado

Por mais assustadores que possam ser os novos infectados, eles não tão difíceis de desvencilhar. É só ter um pouco de paciência — e algumas surpresinhas às mãos: armadilhas terrestres são excelentes para deter trôpegos. Coquetéis e bombas explosivas causam dano e o atordoam por um tempo útil para que você se recupere e ganhe distância. A propósito, distância é a palavra! Trôpegos soltam uma espécie de líquido corrosivo em suas vítimas: fique alerta aos sinais de ataque.

Cuidado com seu rastro

Alguns inimigos do grupo chamado WLF (Washington Liberation Front) andam acompanhados de cães loucos para farejar seu cheiro por trás das coberturas e paredes. Você os ouvirá conversando com os animais, questionando se eles ouviram ou sentiram algo. Neste momento é provável que seu rastro esteja prestes a revelar seu esconderijo. Tenha sempre em mãos um tijolo ou garrafa para distrair a atenção do animal. Ao mudá-lo de direção, você ganha tempo para se esconder novamente; use o Modo Escuta para saber quando seu cheiro está despertando a atenção dos bichos. Fique sempre em movimento e tenha distância dos cachorros — ou os enfrente, se preferir, mas esteja ciente de que são rápidos, podem dar ataques mortais e principalmente chamam a atenção de todos os humanos do local, que imediatamente apontam a mira para você.

Explore até gastar as botas de Ellie

Se tem um jogo que te motiva a explorar, esse é The Last of Us: Parte 2. Do começo ao fim, é importante que você vasculhe cada cantinho dos locais, principalmente vidros de máquinas de lanche. Se você for um jogar paciente e persistente, irá encontrar muitos itens (para construir equipamentos); munições (que estão mais escassas e com espaço menor de carregamento); e outros artefatos importantíssimos. Coldres, Armas novas, Manuais de Evolução e Colecionáveis só podem ser encontrados se você seguir a cartilha de um bom escoteiro. Isso, certamente, fará você entrar muito mais preparado nos combates e traçar estratégias mais assertivas ao enfrentar situações de risco.

Cima + Baixo + Frente – Não, não é cheat code

Essa dica é uma extensão da primeira. Em TLOU2 você tem uma liberdade imensa para explorar. Entretanto, há uma dica importante para se ter em mente. A liberdade que você tem, te permite olhar para baixo, para frente e para cima. Calma, não se assuste – Explicarei!

Baixo: Ellie agora pode deitar e rastejar no chão. Portanto, há lugares secretos que só pode ser adentrador, se você deitar.

Frente: Verifique vidros de Lojas e fendas. Isso pode fazer você encontrar lugares escondidos cheios de itens bons.

Cima: Além de Ellie poder subir em móveis, caminhões e muros, também pode utilizar a Corda. Assim, há lugares que só pode ser acessados se você subir no cenário.

Bônus: Há momentos em que Ellie nada, assim como Joel. Portanto, sempre que estiver nadando, busque buracos escondidos, ou locais escuros. Ali você pode encontrar coisas muito valiosas.

Quem não é visto, não é lembrado

Se tem uma coisa que a gente aprende com Joel é: Furtividade é vida. Em The Last of Us: Parte 2, acreditem, MAIS AINDA. O número de inimigos está muito maior. O nível de percepção deles está muito mais aguçado, portanto, uma estratégia furtiva é a melhor pedida.

Pensando nisso, temos algumas maneiras de encarar os inimigos. O fato de podermos deitar, não ajuda só na exploração, mas certamente é um elemento crucial para se esconder em gramas altas. Temos de novo a abordagem que captura o inimigo desavisado por trás. Também possuímos, novamente, o silencioso e mortal Arco e Flecha. Porém, agora temos a possibilidade de construir silenciadores para sua pistola. Assim, não há desculpa para você não enfrentar inimigos como se fosse um fantasma.

Isso trará vários benefícios, como economizar munição, itens e principalmente, não alertar inimigos faz uma diferença gigante na hora de um combate.

Cuidado: cão bravo

Não é maldade, mas sim pura sobrevivência. A adição dos cachorros são uma elemento que deixa o combate mais picante. Isso porque sua estratégia de furtividade pode ir por água abaixo, umas vez que os doguinhos não percebem só movimento e barulho, mas também o cheiro. Portanto, uma dica importantíssima quando eles aparecerem, elimine-os primeiro.

Eles são inimigos muito perigosos, velozes, que conferem um alto dano e ainda despertam a atenção de todos. Eliminá-los com arco e flecha ou com o silenciador é uma ideia valiosa.

Entre tijolos e garrafas, quebraram-se todos

Assim como no primeiro, tijolos e garrafas são elementos importantíssimos para montar sua estratégia. Seguindo o mesmo padrão, você pode utilizar para despistar infectados e humanos, mas também pode usá-los para atacar o inimigo e assim atordoá-lo, podendo finalizar ou agarrar. A dica é, há locais que existe uma abundância desse tipo de item. Utilize-os sem dó, principalmente quando há cachorros, será de extrema valia. Quando necessário, você pode utilizar esses itens para bater nos inimigos como uma arma de mão.

Já falando em armas de mão, aqui vai uma dica extra. Fique muito de olho da vida útil da sua arma. Veja qual o inimigos está utilizando e a vida útil dela. Existe umas melhores do que as outras, óbvio. Para mim, a mais equilibrada é a machadinha, com alto poder de dano, com vida útil boa e bem veloz.

A esquiva é sua maior aliada

Uma das principais mecânicas que mudaram o estilo de jogar em The Last of Us: Parte 2 é a esquiva. No jogo anterior, Joel era mais forte, mais parrudo, porém mais lento. Nesse agora, Ellie é ágil e veloz, fazendo muito sentido ter a esquiva como aliada.

Dessa maneira, infectados e humanos tentarão te arrebentar a todo custo. Dominar essa arte é essencial para combates frenéticos – principalmente contra os corredores. Mas cuidado, quando você parte para cima de um inimigo que tenha arma de fogo na mão, desista, não é uma boa ideia, pois aqui é The Last of Us, não Matrix.

Cofres não tem dinheiro e essa é a maior riqueza

Assim como no primeiro jogo, cofres são elementos super importantes para esse jogo. Entretanto, diferente do primeiro game, não é apenas só encontrar o código que o cofre será aberto. Dessa vez, está bem mais difícil encontrar as senhas, pois os itens dentro dos cofres são bem valiosos.

Pois bem, a dica é a seguinte. Sempre que você encontrar um cofre, a combinação não estará muito longe. TLOU2 não tem backtracking, ou seja, se você passar daquela área, dificilmente poderá voltar.

Outro ponto importante: nem sempre há um código em uma carta, entregue de bandeja. Portanto você deverá, em alguns casos, procurar as respostas em paredes e, ás vezes, até fazendo cálculos.

O que não mata, evolui

Não é segredo para ninguém que há 5 tipos de evoluções que você vai conquistando ao longo do jogo. Cada uma delas traz focos diferentes. Uma é determinante para a sobrevivência, outra melhora itens, outra te deixa mais poderoso para o combate e assim por diante. Portanto, uma das coisas que eu fazia e que me deixou bem equilibrado e preparado para o combate é não utilizar todos os remédios que eu tinha de uma vez. Isso porque as evoluções vão sendo desbloqueadas ao longo do game, por essa razão é sempre importante você ter pílulas de evolução para quando abrir uma nota coluna, você escolher melhor o que irá evoluir.

Outra dica importante. Fique atento às suas necessidades no jogo. Seja no combate, seja nos itens. Dessa maneira, saberá bem que parte deverá evoluir para que seja útil e melhor seu desempenho.

Por fim, lembre-se que não é só o personagem que evolui; as armas também. Então, nesse game a escassez de ferramentas para melhorar seu armamento é muito grande. A dica é, analise qual é a arma que você mais utiliza. Veja o ponto mais importante para ela. Normalmente é importante evoluir o arco e flecha, capacidade de munição, velocidade de recarga e, se sobrar uma graninha, miras telescópicas sempre vão bem.

Analise os locais

Uma dica que parece óbvia, mas ela pode fazer toda a diferença. Quando você tem uma etapa de enfrentamento é de suma importância que consiga identificar locais para se esconder ou para possíveis escapadas. Isso te dará inúmeras opções de abordagens contra inimigos de todos os tipos. Vale destacar que agora Ellie pode pular cercas, subir em telhados, entrar embaixo de caminhões e se camuflar nas gramas altas. Análise com cautela esses aspectos do cenário, mas não se esqueça de sempre utilizar o R1, modo escuta. Em The Last of Us: Parte 2 está muito mais difícil de perceber o oponente, mas ainda dá pra – pelo menos – ter uma ideia de onde ele está.

Quem não arrisca, petisca sim

Ellie tem mais itens para serem construídos. Portanto, o uso das matérias primas – Álcool, trapo, Lâmina, Explosivos, garrafas, etc, competem muito mais para ver quem será utilizado. Álcool, por exemplo, é usado para fazer Kit médico e bomba. Portanto, saiba qual deles poderá ser mais necessário (optei sempre pelo kit médico).

Outro ponto importante. Com exceção do kit médico, todos os outros itens podem ser opcionalmente reservados para quando a necessidade bater. Então se você perceber que há falta de lâminas nesse trecho que está passando, evite ao máximo usar itens que precisem delas para serem craftados. Assim sendo, você terá passagens um pouco mais seguras tendo sempre reservas importantes de equipamentos poderosos.

Dicas de combate para iniciantes

Matar inimigos furtivamente pelas costas é sempre o método mais seguro, mas se o inimigos estiver perto o suficiente, você pode surpreendê-lo também pelo lado ou até mesmo de frente, desde que esteja em uma cobertura para fechar rapidamente a lacuna que existe até o momento em que ele te vê.

Atirar enquanto agachado aumentará bastante a sua precisão. Atirar deitado aumenta essa precisão ainda mais!

Use garrafas e tijolos com frequência. Jogue-os em seu oponente para um choque temporário e finalize-os com um ataque corpo a corpo, ou use-os para atrair infectados a um local e surpreenda-os com uma bomba ou um coquetel molotov.

Ao matar furtivamente NPCs humanos, certifique-se de sair da área antes que seus camaradas apareçam. Eles vão alarmar os outros e acabar com a sua cobertura. Para evitar isso, mate furtivamente apenas aqueles que estiverem distantes do grupo.

Muitas vezes, você terá um companheiro ao seu lado. Portanto, não tenha medo de deixá-los fazer o trabalho sujo. Se for pego de surpresa e precisar colocar uma pequena distância entre você e seu inimigo, seu parceiro ocasionalmente fará um assassinato furtivo ou até matará o inimigo enquanto ele estiver focado em você.

Ficar embaixo de um carro não é uma invisibilidade garantida – os inimigos procurarão você em cada canto.

Existem muitos itens colecionáveis em todo o mundo, mas fique atento para os coldres para tornar a troca de armas mais eficiente.

Fugir é uma boa opção. As áreas de combate são grandes o suficiente para que Ellie possa fugir de uma luta, permitindo que você recupere o fôlego e, muitas vezes, reative seu status de furtividade. Observe que, mesmo se você estiver se escondendo, seus inimigos estarão em alerta máximo se souberem que você está por ali em algum lugar.

Se houver inimigos humanos e infectados em uma mesma área, uma boa opção é colocá-los para atacarem uns aos outros. É um movimento eficaz e que economiza munição.

Tenha cuidado ao criar itens! Assim como no original, The Last of Us Part II não congela o tempo enquanto você acessa o inventário e usa o menu de criação, portanto, verifique se você está em um local seguro antes de fazer isso.

Dicas de combate para veteranos

Experimente várias estratégias. Usar um coquetel molotov pode matar um inimigo e atrair estaladores para as chamas é uma delas. Montar minas explosivas em pontos de entrada e depois atrair inimigos fará um trabalho rápido para quem se aproximar.

Se você usar silenciadores na pistola, preste atenção à contagem de tiros silenciados que aparece embaixo do ícone da arma. Você não vai querer ser pego por causa do barulho de um tiro acidental.

Quando você leva um tiro e é derrubado, pode atirar a partir desse local propenso, retaliando rapidamente ao invés de perder tempo se levantando.

Ao lutar contra inimigos humanos, você geralmente tem muitos objetos para se esconder atrás e prédios com vários andares. Se estiver morrendo muito, tente abordar o cenário de um novo ângulo ou direção.

Referências:

O Vicio, Combo Infinito, Br Ing, wikipedia.

This War of Mine

This War of Mine é um jogo de 2014 de sobrevivência no meio de uma guerra desenvolvido por 11 bit studios. O jogo, que foi inspirado pelo Cerco de Sarajevo durante a Guerra da Bósnia de 1992 até 1996, difere-se dos demais jogos do estilo pelo fato do foco e da jogabilidade serem voltados a civis, e não militares. This War of Mine foi lançado para Microsoft Windows, OS X e Linux sistemas operacionais em Novembro de 2014. A versões para Android e iOS só foram liberadas em 14 de julho de 2015.

O Jogo é uma perspectiva diferente da guerra onde o jogador controla os Civis que ficaram presos em uma casa e tem que sobreviver saindo a noite e pegando suprimentos, o jogador pode utilizar o Stealth e pegar suprimentos sem ser visto ou usar uma arma e matar todos no local, estas ações podem dar consequências no jogo como um personagem ir embora por não querer ser um assassino ou ele entrar em depressão severa por meses.

Personagens

Os personagens são 12 e cada um tem sua história individual.

Anton: Ele era um professor de matemática antes da guerra. Durante a guerra a universidade onde ele trabalha foi destruída e o mesmo teve que se esconder com seus alunos no porão. Muitos alunos foram mortos por snipers ou tentando achar um abrigo, aparentemente ele é o único que sobreviveu.

Arica: Ela era uma garota que vivia numa vizinhança antes da guerra. Diferente dos outros personagens que veem de Pogoren como cidade natal, ela veio da capital fugindo dos assassinos. Ela vivia com seu pai alcoólatra e abusivo depois que sua mãe morreu. Seu pai morreu depois do início da guerra e ela se tornou uma ladra e fumante.

Boris: Ele trabalhava em um armazém carregando caixas, e possui grande força. Durante a guerra, seu bairro foi bombardeado e por causa de um objeto que no jogo não é descrito com clareza, ele quebrou seu pé. Ele tem uma esposa e um filho já falecidos (Ana e Luka). Sua esposa morreu quando estava escavando seu pé para fora dos escombros, morta por um sniper, e a morte de seu filho não foi especificada.

Bruno: Ele era um chefe de cozinha antes da guerra. Ele tinha um restaurante e era famoso por conta de seu programa de TV chamado “Bruno´s Cuisine”. Ele viveu em uma cidade nos arredores de Pogoren. Um dia recebeu um telefonema de sua melhor amiga que dizia a ele estar preocupada, pois dois homens estavam lutando na rua. Bruno a acalmou e disse que tudo ficaria bem, mas esses homens eram descritos como Rebeldes. Depois de alguns dias ele viu no noticiário que muitas brigas estavam ocorrendo entre pessoas no bairro onde ele e sua amiga moravam. Percebendo que seu bairro estava sendo atacado e sua amiga em perigo ele pegou um ônibus e foi o mais rápido para lá, mas ele demorou muito e viu que os pontos de ônibus não estavam mais funcionando devido a guerra, então ele busca desde então um modo de achar sua amiga sozinho na guerra. Ele é descrito como sociopata pelos jogadores por não sentir remorso quando mata ou rouba alguém.

Katia: É a negociadora. Cresceu na cidade (Pogoren), mas foi para o exterior estudar e começar a trabalhar como repórter, onde ficou vários anos. Quando os problemas de seu país natal se transformaram em uma guerra, foi escolhida para escrever relatórios sobre ela. Queria rever seus pais no início da guerra, mas já era tarde demais – encontrou a casa em ruínas, e sua família tinha desaparecido. Desde então procura por eles.

Pavle: Ex-jogador de futebol. Antes da guerra, vivia com mulher e filho na melhor parte da cidade. Desde então não os viu mais. Segundo ele mesmo: “quem precisa de jogadores de futebol durante uma guerra? Ninguém se preocupa com esportes quando todos os dias poderia ser seu último.”

Marko: Era um bombeiro. Se casou com uma vítima de um incêndio que ele resgatou (Alina). Tiveram duas filhas, mas no início da guerra as 3 fugiram e ele decidiu não abandonar o corpo de bombeiros naqueles tempos difíceis. Quando tentou ir atrás delas, não conseguiu mais deixar a cidade. Perdeu o contato com a família.

Marin: Marceneiro. Na casa, é considerado um “faz-tudo”. Tinha uma oficina onde consertava qualquer coisa, mas se recusou a fazer umas peças de arrombamento. Mais tarde, sua casa foi explodida por um coquetel Molotov, e sua esposa morreu. Eventualmente, no jogo, pode entrar em depressão e fugir da casa roubando alguns itens.

Os outros personagens são: Cveta (ex-curadora de crianças), Zlata (ex-musicista), Emilia (ex-advogada) e Roman (ex-combatente).

No começo da guerra

Você provavelmente irá viver até a primeira semana sem que alguém morra de doença ou tome sua própria vida, mas é a forma que você se prepara para os dias mais duros pela frente que irá determinar quanto tempo você aguentará. Isso significa que é de grande importância o primeiro dia e a limpeza necessária em sua própria habitação.

Para os iniciantes, é aconselhável não alimentar ninguém no primeiro dia e não permitir que ninguém durma, focando mais em completar as tarefas necessárias ao redor da casa. É claro que deve abrir mão dessa estratégia caso haja alguém realmente faminto ou doente quando começar o jogo, mas caso não haja, salve seu tempo e recursos para tempo mais difíceis.

Nos primeiros dias então você deve focar em estocar comida, remédios e materiais, bem como preparar-se para quando as coisas ficarem realmente feias. Isto significa preparar sua habitação para reduzir roubos, construir camas, um chuveiro coletor de água de chuva, forno, armadilhas para roedores e uma bancada para trabalhos avançados para criar ferramentas simples e armas, por exemplo.

A arte do combate

Procure usar os seus personagens mais fortes e dispensáveis. Com eles, será mais fácil para liberar espaço para que o personagem com maior capacidade de transporte possa coletar os suprimentos do local, sem medo de ser ferido. Isso ajuda bastante na luta do dia a dia em sobreviver.

Além de um caminho claro para o membro do seu grupo que irá pegar os suprimentos, os combates irão ajudar a conseguir novas e melhores armas, apesar do grande risco. Porém, uma vez que estiver com algumas pistolas e espingardas, você poderá se locomover sem temer muito as consequências. É bom também deixar um par de armas em sua base para proteção contra ladrões.

O combate também não é apenas com relação ao dano físico. O jogo possui toda uma mecânica de consequências psicológicas. Após matar um número de pessoas, o membro do grupo pode começar a sofrer de depressão e nunca ser o mesmo de antes.

A arte da limpeza

Os suprimentos em sua casa podem durar até um dia, e mesmo assim, raramente há o suficiente para satisfazer a necessidade de todos. Isto significa que sua primeira noite também será sua primeira viagem para o mundo exterior. E a forma como você se prepara pode determinar o quão cheio a sua mochila estará quando chegar em casa.

Alguns dos locais gerados para limpar são perigosos. Procure mandar alguém a frente antes de enviar o seu companheiro com o maior espaço na bagagem. Ás vezes será necessário fazer escolhas de duvidosa carga moral, ou seja, terá que enviar alguém a missões bastante arriscadas e com poucas chances de sobrevivência.

Mantenha-se na linha

O game possui diversas situações reais de uma região em guerra, e às vezes, pode forçar uma conduta mais violenta do grupo. Mas é exatamente nessa hora que a falta de agressividade, ou mesmo a demonstração de compaixão, pode ajudar ao seu grupo a permanecer mentalmente forte. Não importa se você estiver bem de suprimentos e capacidade física, se os membros do seu grupo estiverem com o psicológico em frangalhos.

A compaixão não se trata apenas em deixar as pessoas viverem quando se está invadindo locais em busca de suprimento, mas também em ajudar seus vizinhos quando eles batem em sua porta. Ao ajudar aos outros sobreviventes, você poderá acabar ganhando valiosas recompensas.

Primeiro Dia e Primeira Noite

De essencial, explore sua casa. Haverá lugares com portas trancadas que precisaram de mixas (equipamento para abrir portas rapidamente e em silêncio) ou de pés-de-cabra (equipamento para arrombamento, faz muito barulho e serve para machucar pessoas) e haverá lugares com escombros, onde você vai precisar de uma pá (equipamento muito eficiente para tirar entulho) ou você pode usar as mãos, que levará um tempo considerado. Dica: No canto superior esquerdo, haverá um relógio de extrema importância. Administrar seu tempo será sempre sua melhor opção, tente explorar o máximo de sua casa até o meio dia, logo após esse horário, use um personagem para construir outras coisas, como um fogão. Dica: Coloque as estruturas o mais perto possível uma da outra, de fato, você não vai conseguir deixar tudo “bonitinho”, pois o importante é a funcionabilidade.

Oito horas, é noite. Inicialmente você terá poucos lugares para ir, portanto escolha o mais próximo de seu abrigo – aquela casa ou prédio em ruínas – você encontrará bastante itens, leve de primeiro os alimentos (que você vai precisar no dia seguinte) e leve também itens de valor, os que você encontrar. Cada personagem possui sua mochila e sua determinada quantidade de itens que pode carregar. Dica: Você não será atacado na sua primeira noite, então deixar seus personagens dormindo na casa é algo que será ótimo para o segundo dia. Dica: Se você for na casa em chamas (mesmo se ela não estiver em chamas) você encontrará lugares para examinar, indicados por uma lupa e uma delas localizada no segundo andar da casa. Logo após de você ler, vai aparecer um novo lugar para explorar.
Lembra-se do relógio? Pois bem, ele também é útil na sua exploração. Você não deve deixar esse relógio chegar à 5:59 AM. Caso isso não ocorra, você vai começar a lidar com a sorte, seu personagem pode voltar para casa ileso, ferido, gravemente ferido ou não voltar. Isso ocorre por causa do exército, que sai de manhã mantando qualquer civil que aparecer.
O primeiro dia e a primeira noite são relativamente fáceis, mas não significa que os outros dias também serão assim.

Como proceder do segundo dia em diante

Segundo dia e seus personagens estão com fome e o que você usou para coletar está cansado. Tudo é bem simples, você deve preparar comida no fogão (se você o construiu) e descansar o(s) personagem(s) que estão cansados (para isso, você deve ter construido uma cama).
Aproveite seu segundo dia usando o que você conseguiu coletar do primeiro. Faça mais camas, melhore seu fogão, faça uma bancada para fazer ferramentas de muita importância.
Quando for coletar, lembre-se de sair com uma “lista de coisas para pegar” facilitando muito sua coleta.

Segundo dia será bem parecido com o primeiro, tirando o fato que você pode ser atacado de noite, portanto você deve deixar um de vigia ou, se necessário, todos os que ficaram na casa. Dica: Há personagens que ajudam na casa, tais como o Marin e o Bruno. Cada um tem uma habilidade única e muito importante. Marin é um construtor que, antigamente, consertava e criava coisas sob encomenda, portanto ele sabe como construir tudo em sua casa. Graças a sua habilidade com construções, Marin pode construir coisas na casa usando menos materiais que os demais.
Bruno era um Gourmet muito reconhecido em Pogoren, porém veio a guerra e agora ele não passa de um cozinheiro, mas ainda é extremamente útil em tempos de escassez de alimentos. Bruno usa menos materiais para cozinhar e faz mais alimentos, podendo alimentar todos em casa.

Combates e roubos furtivos

Umas das coisas mais complicadas em This War of Mine é o combate, tanto corpo a corpo, armas brancas e armas. Você pode socar as pessoas, porém eu não recomendo, pois soco é demasiado fraco e é bem capaz que seu inimigo tenha uma faca ou até uma arma de fogo consigo. Facas são bem eficientes para “Backstab”, melhor dizendo, uma facada mortal nas costas. Há vários personagens já citados que realizam esse ato.
Combate é só clicar no círculo em cima do personagem inimigo e então você vai realizar seu ataque, o mesmo para armas de fogo.
Armas,punhos,facas,pés-de-cabra,machadinha,pistolas,shotguns,rifle de assalto. Você pode encontrar partes das armas de fogo espalhadas por todo seu mapa e também possuem partes de coletes balísticos e capacetes que você pode consertar (como com as armas) ou você pode encontrá-los inteiros, normalmente em corpos de rebeldes fortemente armados e soldados. Além de tudo isso, você pode fazer munição com pólvora e capsulas de munição vazios, possibilitando a criação de munição para todas as armas. Lembre-se: Tenha calma. Sei que é difícil quando você acha muita coisa boa e tem que decidir entre o combate e a fuga, mas ai vai uma dica, a fuga é sempre a sua melhor opção. Caso tenha 1 cara apenas e você está fortemente armado, não tenha medo de enfrentá-lo, você pode ganhar essa luta fácil (saiba que você pode deixar as pessoas da sua casa tristes) mas, se você se deparar com mais pessoas na casa ou no local que você está visitando, corra. Matar várias pessoas é extremamente difícil, além do fato que você vai ficar eufórico por conta dos itens que você conseguiu e dos futuros itens que você pode conseguir matando as pessoas.

Diferença entre pegar e roubar

Há uma diferença entre pegar e roubas, além das palavras. Pegar não resulta em nada, “como assim?”, quando você pega algo, significa que aquilo não tinha dono, ou seja, é seu. Se você pegar algo na frente de um personagem na casa, nada de ruim vai acontecer com você.
Roubar é um pouco mais complicado…Quando você rouba, você tira algo de alguém (necessariamente) e como diria o jogo Life is Strange™ : “Essa ação terá consequências” pois é, mais ou menos isso que acontece em This War of Mine, além do fato que a pessoa vai só tentar te matar. Quando você rouba, alguns dos seus personagens ficam emotivos, exclamando: “Peguei muito daquelas pessoas, como vão sobreviver agora?”- Não se preocupe, você precisa daquilo para sobreviver (muitas vezes). 

Vigília

Apesar de muitos pensarem que o essencial do jogo é basicamente sair a noite com um bom coletor e trazer ítens de elevado valor e/ou suprimentos, isso não está totalmente certo, já que, no caso de saqueadores atacarem seu abrigo a noite, muito pode-se perder por não dar a devida atenção à vigia do mesmo.

Vigia

A vigia nada mais é do que: seus personagens deixados para essa posição tentarão repelir quaisquer invasores que possam adentrar o abrigo durante o tempo em que você estiver fora. É importante mencionar que o jogador não tem qualquer participação direta na vigia, a unica coisa que se pode fazer é deixar os personagens mais capazes de realiza-la devidamente equipados com armas e manter o abrigo bem seguro.

Níveis de perigo

Há diversos níveis de perigo possíveis, sendo os mesmos:

Baixo: geralmente ocorre nos primeiros dias de jogo, mensagens como “eles não pareciam muito determinados” ou “era apenas um grupo de catadores” aparecem.
Moderado:Ocorre a qualquer dia do jogo exceto nos iniciais e no periodo de aumento de criminalidade, mensagens como “era um grande bando de ladrões” ou “eles pareciam determinados” aparecem.
Elevado: Só ocorre no periodo de aumento de criminalidade, mensagens como “Eram muitos e estavam armados” ou “os saqueadores eram bem agressivos” aparecem.
Extremo: Pode ocorrer no periodo de aumento de criminalidade, mensagens como “era um grupo extremamente agressivo e estava bem armado” podem aparecer.

Os danos causados ao abrigo podem ser: nenhum, minimo, moderado e elevado. Onde basicamente o que varia são o numero de coisas roubadas e o nível dos ferimentos que os vigias podem sofrer.

Habilidade de vigia dos personagens

É essencial que um ou dois personagens sejam deixados de vigia a noite, porém nem todos eles são bons para essa função. Abaixo uma tabela que exemplifica o “nível” de habilidade dos personagens em ficar de vigia.

Melhorias no abrigo

Algumas melhorias podem ser feitas no abrigo para ajudar a diminuir as chances de ser atacado a noite. Ainda não realizei testes o suficiente para comprovar sua eficiência exata, porém, são de grande ajuda no periodo de aumento de criminalidade.

Tampar buracos

Pode ser construída três vezes e é pré-requisito para a construção da porta com alarme (veja abaixo) necessita de pelomenos um upgrade na mesa de trabalho (mesa inicial +1 upgrade)

Porta com alarme

Pode ser construída após ter tapado os três buracos e realizar o ultimo upgrade da mesa de trabalho (mesa inicial + 2 upgrades)

Deixando armas para os vigias

Outra forma de melhorar significativamente a chance de não ser roubado é deixar armas com os vigias a noite. Eu particularmente gosto de deixar uma arma de fogo com pelomenos 6 munições e uma arma branca para o caso de utilizar 2 vigias, porém, obtive melhores resultados deixando todos os vigias com armas brancas e trocando as armas de fogo por outras coisas (comida, bandagens, etc) fica a critério do jogador.

Se tudo mais der errado…

Se você chegou ao período de aumento de criminalidade e não está seguro de que seus itens estão a salvo, você pode leva-los a noite com o seu coletor e deixa-los em algum local previamente visitado para que assim eles não possam ser roubados. (Eu concordo que é realmente muito estranho seus itens estarem mais seguros em um lugar abandonado ao relento do que na sua própria mini-fortaleza, mas testei isso e realmente funciona.

Ferramentas

Ferramentes que se podem ser feitas no jogo, suas utilizações majoritárias e seu custo (não levando em conta o “desconto” que Marin possui para fabrica-las).

Referências:

Steam Community, Techtudo, wikipedia.

Dead Trigger 2

Dead Trigger 2 é um zombie com tema primeira pessoa survival horror jogo de vídeo desenvolvido e publicado pela Madfinger Games. Foi lançado para Android e iOS dispositivos em 23 de Outubro de 2013 e para o Facebook em 20 de fevereiro de 2014. Tal como acontece com o original Dead Trigger, Dead Trigger 2 é um single-player de tiro zumbi-temático. 

Nvidia apresentou Dead Trigger 2 como a primeira demo de tecnologia para o seu próximo sistema móvel Tegra 4 móvel; Slide to Play e a Android Police compararam a qualidade gráfica ao Xbox 360 e PlayStation 3. 

Dead Trigger 2 utiliza o mecanismo de jogo Unity . Foi lançado como um jogo free-to-play ; as microtransações estão incluídas no produto final, mas os desenvolvedores testaram o jogo sem compras no aplicativo para garantir que a jogabilidade principal funcione sem elas.

Gameplay 

Dead Trigger 2 é um jogo de tiro em primeira pessoa com tema de apocalipse zumbi, com elementos de terror de sobrevivência e role-playing de ação, atualmente disponíveis no iOS, Android e recentemente nos dispositivos móveis Windows Phone 8.1. Correndo no mecanismo de jogo Unity, o jogo apresenta um sistema de progressão, vários ambientes, armas desbloqueáveis ​​e atualizáveis ​​e vários tipos de missão baseadas em histórias e de reprodução rápida.

Dead Trigger 2 é um jogo de tiro em movimento livre; em vez da jogabilidade on-rails típica de atiradores de zumbis móveis, o jogador controla o movimento do personagem como um console típico ou PC FPS. O jogo apresenta dois paradigmas de controle dramaticamente diferentes; com os controles padrão, o jogador apenas visa zumbis – suas armas atacam automaticamente quando um zumbi está embaixo da mira. O esquema de controle avançado funciona como o primeiro jogo – o jogador pressiona um botão para disparar a arma, e um botão adicional permite ao jogador mirar na mira da arma para aumentar a precisão.

A jogabilidade normalmente gira em torno de completar objetivos enquanto mata zumbis (ocasionalmente matar zumbis é o único objetivo). O jogador tem uma quantidade limitada de pontos de vida que é atualizada no início de cada missão. O jogador perde saúde quando atingido por zumbis ou por certos riscos ambientais (por exemplo, radiação). O jogador pode recuperar a saúde tomando pílulas de cura ou recebendo energia de um zumbi especial.

Os inimigos têm dois sabores, zumbis padrão e zumbis especiais. Os zumbis comuns costumam andar devagar e atacar com os braços, mas alguns podem correr ou carregar armas brancas para aumentar o dano. Zumbis especiais têm aparências distintas e características únicas; eles são mais mortais e mais difíceis de matar, mas jogam plantas ou grandes quantidades de dinheiro (e às vezes saúde) quando mortos.

Além de carregar duas armas principais, o jogador também carrega uma arma branca e até três tipos de itens de consumo. Os consumíveis incluem pílulas de saúde, granadas, galinhas explodindo e outras.

Enredo

O Mundo está totalmente destruído praticamente toda a população da Terra foi transformada em zumbis do mal, agora você faz parte da Guerra Global aos Zumbis.

Quase toda a população mundial morreu e se transformou em zumbis, porém algumas pessoas que conseguiram sobreviver fazem seus grupos e alguns usam essa catástrofe para fazerem experimentos e assim tentar se tornar cada vez  mais fortes nesse novo mundo, afim de conquistá-lo, pelo menos o que restou dele.

Você faz parte de uma resistência de 6 pessoas em que cada um tem a sua importância e tarefa no grupo.

Roberto Montero: Engenheiro

Roberto sempre foi bom para melhorar coisas. Ele era um mecânico de carro brilhante, mas quando os dias negros veio, ele passou à clandestinidade e vivia nos esgotos por alguns anos.

Ele é responsável por construir as armas que você utiliza durante o jogo, como explosivos, armas automatizadas e apetrechos usando galinhas.

Kyle: Herói

Kyle se torna um novo membro do grupo sobrevivente “Nova Esperança” e logo começa a fazer tarefas para eles. Julian primeiro atribui a ele fazer coleções de abastecimentos, a depuração de Zumbis, e exploração de novas áreas. Kyle conhece novos sobreviventes, como Grace, uma enfermeira que cria dispositivos úteis, e Dr. Fisher, um médico que lhes fornece antibióticos. Logo Kyle torna-se um dos membros mais confiável e importante dos sobreviventes. Kyle finalmente descobri que a praga foi projetada por pessoas ricas que queriam dominar o mundo. New Hope começa a se rebelar contra eles.

Buck Andrews: Pistoleiro

Buck nunca fala sobre seu passado. Ele era um homem de família, ele tinha uma esposa, filhos, um cachorro … tudo de quem ele foi forçado a matar quando eles mudaram. E o velho Buck? Ele morreu com eles. Ele nunca se recuperou. Seu único objetivo hoje é construir armas e usá-las. Ele é quem constrói todas as armas novas que você consegue a partir dos diagramas e melhora as que você já tem.

Tara Conlan: Médica

Em tempos de paz, Tara trabalhou como paramédico em Pittsburgh. Toda a sua família, colegas de trabalho do hospital, simplesmente todo mundo que ela conhecia e amava foi massacrada, infectados ou deixado para trás. Ela conseguiu seguir sua vida e hoje ela luta por todos que ficaram para trás. Ela mistura-se analgésicos, monta medkits ou prepara ataduras para aqueles lá fora, na linha de frente lutando contra zumbis.
Ela é responsável por fazer os Analgésicos, Autocura e todos os tipos de curativos.

Yusif Abubakar: Contrabandista

Yusif de origem Nigeriana. Em toda sua vida ele tem lidado com personagens obscuros e perigosos, lavagem de dinheiro do mercado negro e fazendo acordos com pessoas que não estavam cientes de que eles estavam envolvidos na tomada de negócio. Hoje, ele é sobrevivente e suas habilidades são essenciais para a causa. No entanto, sua motivação mudou. Pela primeira vez, ele está ajudando os outros, mesmo que ainda em sua forma arrogante e cínica.
O Contrabandista troca todo tipo de Melhorias como: Aumento de Saúde, Dano, Dinheiro, Velocidade por períodos de 1 ou 24 horas do jogo.
OBS: Ele troca os itens por ouro, então se estiver pensando em comprar algum desses itens é melhor guardar bastante ouro.

Herman Adler: Técnico do Esconderijo

Antes da guerra, Herman era um pesquisador do Instituto Max Planck, em Munique. O surto mudou tudo. Ele testemunhou seus horrorizados colegas de trabalho que ficaram no instituto, gritando e morrendo como ratos … Herman conseguiu escapar e dedicou todos os seus esforços adicionais para aumentar as chances de sobreviventes contra a ameaça negra.
Ele é um cientista que cuida da Tecnologia que ainda resta para nossos heróis.
Somente melhorando sua técnica você consegue viajar pelos diversos continentes disponíveis para se explorar através das missões continentais.

Esconderijo

O Esconderijo é onde nosso grupo fica para se proteger dos zumbis e poder planejar suas estratégias para conseguir vencer essa guerra.

O local é um Centro Comercial de Carnes Frescas (Açougue), onde eles conseguiram se proteger dos zumbis sem que os mesmos consigam invadir.

Um bônus que aconteceu em uma das atualizações foi disponibilizar itens para que seu esconderijo fique mais divertido e até, porque não, mais bonito.

Mapa Mundial

O Mapa Mundial é o lugar em que você verifica tudo que está acontecendo no mundo inteiro. É nele que você verifica seus poços de petróleo afim de ganhar R$ 500,00 no máximo em cada um, lá você também consegue ver as missões que estão disponíveis nos continentes. Tem acesso a “Arena da Morte”, consegue fazer o “Trabalho Diário” entrar nas Zonas de Guerras, verificar os desafios que ainda lhe resta fazer, mandar e receber mensagens de seus amigos no jogo e Jogar os Campeonatos que são disponibilizados.

Mini-Chefes

O paciente zero: O primeiro foi uma pessoa que, por meios desconhecidos, tornou-se o paciente zero no surto de 2012. Não se sabe como ele contraiu o vírus, ou que ele “era” antes de sua “morte”.

Ele é o zumbi responsável pela infecção massa do planeta.

Titan: é Gigante muito maior que o jogador. Tem uma corrente com cravos ao redor de seu pescoço e algum mecanismo de metal com tubos de ligação, com um metal perfurado em sua virilha.

Ele não sobe paredes e barricadas. Ao invés disso ele ataca atirando carros e pedregulhos, bem como outros objetos grandes, no herói. Aproximando-se do Titan fará com que ele quebra o jogador com seus punhos ou pisando.

O zumbi Titan não tem fraquezas óbvias. No entanto, atirando em sua cabeça pode matá-lo mais rápido do que tiros do corpo.

Rager: Este Zumbi especial vai correr e carregar para você, então é melhor você estar pronto para evitá-lo. A melhor maneira de lidar com Rager é esperar até que ele bate em uma parede e depois matá-lo atirando nas costas dele.

Vomitron: Este é um Zumbi especial, que é muito mais difícil que os zumbis regulares e cospe vômito ácido. A melhor maneira de lidar com essa abominação é se esconder atrás de obstáculos e acertá-lo com balas nos momentos certos.

Kamicaze: O único propósito deste Zumbi especial é para chegar perto de você e explodir. Novamente, corpo a corpo não é aconselhável!

Panzer: Um Zumbi especial muito bem fortificado que vai pro corpo-a-corpo se ele tiver a chance. Ele tem um ponto fraco nas costas, de modo a tentar acertá-lo lá.

Scienfist: Cuidado com este Zumbi especial que absorveu muita radiação e tem todo o prazer em compartilhar com você. Mantenha a distância e dispare, usar corpo a corpo não é aconselhável!

Como alterar os controles e desativar o tiro automático

Em Dead Trigger 2, por padrão, o botão de tiro foi suprimido e o personagem atira sempre que a arma está apontada para um zumbi. É uma boa solução parajogadores casuais, mas este esquema de controles gasta mais munição e causa tiros acidentais.

Acesse as opções do jogo através do menu “Settings”. Você pode acessar tanto pelo menu principal como pausando o jogo. Em “Settings”, a primeira opção que irá aparecer será a dos controles.

Em “Fire Control” toque na seta para mudar para “Manual with ironsight”. Com isso, o botão de tiro volta a aparecer e, além dele, é possível utilizar uma mira que permite efetuar disparos mais precisos.

Melhores os gráficos

É possível fazer ajustes nos gráficos na versão para Android de Dead Trigger 2. Por padrão, vários aparelhos vêm com os gráficos ajustados para a configuração mais baixa, chamada de “low”. Aprenda a configurar para ter a máxima qualidade gráfica no jogo.

– Passo 1: Acesse o menu de opções chamado “Settings” e toque na opção “Performance” localizado no lado direito da tela.

– Passo 2: Escolha a qualidade gráfica do jogo tocando nas setas. Em alguns aparelhos estão apenas as opções “Low” e “High”, já em outros, aparece a opção “Ultra” que permite ajustar o gráfico na qualidade máxima. É importante salientar que nem todos os aparelhos suportam qualidades gráficas maiores que a ajustada pelo próprio jogo.

Poupe munição

Em Dead Trigger 2, munição será um item escasso à partir da décima missão. Procure evitar atirar nos zumbis a não ser que seja necessário. Para evitar tiros acidentais em zumbis enquanto corre, troque a arma para a faca ou chave inglesa.

Em quase todas as fases, há barris vermelhos que podem ser explodidos. Encontre esses barris e fique perto deles para reunir os zumbis próximos ao local, só quando isso acontecer atire nele para causar uma explosão.

Não se preocupe se o seu personagem morrer, não há penalização. Todo zumbi morto com tiro na cabeça rende algum dinheiro e repetir as fases inúmeras vezes é uma boa forma para aprender e concluir a mesma na dificuldade máxima.

Faça o upgrade das suas armas

As armas em Dead Trigger 2 precisam ser constantemente atualizadas, pois a quantidade e variedade de zumbis cresce conforme se avança no jogo. Para fazer o upgrade das armas, é preciso antes, fazer o upgrade do “ferreiro” (Gunsmith). O mesmo vale para outros personagens que garantem itens.  Essas melhorias demoram, mas custam pouco, então não gaste as moedas “G” agilizando esse processo, pois elas são muitos raras.

Encontre os projetos para novas armas

O Ferreiro (Gunsmith) também consegue fabricar novas armas a partir de projetos. Esses projetos estão em pose de zumbis perigosos, como o que carrega um barril explosivo. Colete as quatro partes de cada projeto e entregue ao NPC para que ele fabrique novas armas.

Comece um jogo em um dispositivo e termine em outro

Por exigir conexão constante com a Internet, Dead Trigger 2 salva o seu progresso na nuvem, isso permite começar o jogo em um aparelho e continuar em outro. Ou por exemplo, restaurar as configurações do seu smartphone sem perder seu progresso.

Para isto, basta acessar o menu principal do jogo e tocar a opção “Login or create a personal account”. Ao fazer o login em um smartphone ou tablet diferente, o jogo continua exatamente de onde o jogador parou.

Headshots são sua melhor chance

Se você estiver tentando ganhar ouro ainda mais, dirija-se para o mundo do jogo e mate alguns zumbis com tiros na cabeça constantes. Acertar um monte de tiros na cabeça sucessivamente vai encher seus bolsos muito mais rapidamente do que se você mirar em qualquer lugar, simplesmente para matar. 

Mate os Mini Chefes para ganhar alguns Diagramas

Mini Chefes são os únicos zumbis no jogo que vão dropar diagramas, mas em fases de defesa, você pode simplesmente evitá-los até o tempo acabar, e em outras fases, você pode fugir deles e realizar qualquer objetivo necessário, a fim de ganhar (exceto nas fases de assalto). Não faça isso. Mate todos eles, e até mesmo fique em torno dos pontos de nascimento de zumbis por um tempo para nascer ainda mais deles, para que eles possam dropar mais diagramas.

Mantenha uma boa quantidade de Analgésicos na mão para aquelas Fases mais Difíceis

Analgésicos muitas vezes podem significar toda a diferença entre ganhar e perder. Cada analgésico não só restaura uma parte da sua saúde, mas também para o tempo por um ou dois segundos. Além disso, se você tomar analgésicos, mesmo antes de tomar qualquer dano, sua saúde será aumentada, por isso, é teoricamente possível ter tantos analgésicos que sua saúde fica maior que 1.000.

Fique de olhos abertos para o ícone do crânio vermelho

Conforme você joga, você vai ver um ícone de um crânio vermelho aparecer de vez em quando. Assim que você ver ele, olhe imediatamente em direção a ele. Esse ícone é um indicador de que um zumbi está nas proximidades, e está se preparando para atacá-lo. Sua vida será muito melhor se você prestar atenção a esse ícone do crânio vermelho.

Mantenha sua distância de todos os zumbis explosivos

Alguns dos zumbis que você vai ver no jogo explodem ao atirar nele. Ficar perto desses zumbis vai te machucar, por isso é melhor manter distância quando você quer matá-los. Nestas situações, jogue algumas granadas. Você vai ficar mais seguro se você matá-los à distância.

Em missões com tempo para completar, foque em chegar rápido no objetivo e evite matar todos os zumbis que você ver

Obviamente é uma enorme diversão colocar uma bala entre os olhos de um zumbi, mas se o objetivo da missão não precisa que você mate todos, você não tem que matar cada um deles para progredir no jogo. Se é dado a você um limite de tempo para alcançar um objetivo, tenha foco em chegar rapidamente no objetivo – e não tenha medo de evitar um grupo de zumbis se isso significa evitar o fracasso da missão.

Barris de Gás serão sua Salvação

Quando você está enfrentando alguns daqueles zumbis difíceis de matar, certifique-se de matá-los com os barris de gasolina vermelhos. Localize os barris e certifique-se de que esses zumbis estejam perto o suficiente deles. Dispare nos barris quando eles estiverem perto e você vai acabar reduzindo a maior parte da saúde deles.

Score superior a 40 Mil

Muitas pessoas devem estar se perguntando ” Como eu faço para atingir uma pontuação alta se eu só ganho 4500 das missões?”. Trouxe aqui uma forma de você alcançar incrivéis 40 mil pontos ou até mais jogando em apenas 1 missão.

Primeiramente, será necessário escolher quais as armas que serão utilizadas na missão para obter um bom score. Eu sugiro que você vá de Minigun e Rocket Launcher por que são armas que além de matar uma grande quantidade de zumbis em poucos segundos ajudam na soma da pontuação. A forma correta de utilizar a minigun é atirando nas pernas pois assim ela dá 3 Brutalitys, se você atirar só na parte de cima o mínimo que se pode alcançar é 2 brutalitys. Sempre atire nas pernas dos zumbis.

Agora vamos a parte que importa: A missão. Procure no seu mapa a campanha da Europa e em seguida localize a missão ” Escavando Caixas ”, a penúltima missão.

Daqui em diante não há muito segredo. Basta apenas iniciar a missão e matar todos os zumbis que aparecerem até a missão dizer que falta 2 minutos para ela terminar. Quando a missão estiver faltando esses 2 minutos você terá de se dirigir ao armazém e matar os zumbis que existem lá dentro e terminar a missão. Simples assim.

Referências:

Dead Triggers Brasil Dicas, Games Mobile New, Game Detonado, wikipedia, techtudo.

SOMA

Soma (estilizado como SOMA) é um jogo survival horror de ficção científica desenvolvido pela Frictional Games (mesma empresa de Amnesia: The Dark Descent). O seu lançamento ocorreu em 2015.

A história se passa em uma remota instalação de pesquisa subaquática que possui algumas máquinas com características humanas (como consciência). Simon Jarrett, um protagonista inicialmente desorientado, se vê perdido na instalação sob circunstâncias misteriosas e, imediatamente, inicia uma jornada para tentar entender o que aconteceu e a situação desfavorável em que ele se encontra. Nessa busca, Simon luta para entender seu passado e seu potencial futuro.

A jogabilidade de Soma se baseia nas convenções estabelecidas nos títulos de terror anteriores da Fictional Games, incluindo uma ênfase na evasão furtiva de ameaças, resolução de quebra-cabeças e imersão. No entanto, em uma ruptura com sua tradição, ela suprime aspectos como gerenciamento de inventário em favor de um maior foco na narrativa. Soma recebeu críticas positivas que aplaudiram sua história e dublagem, embora o projeto dos inimigos no jogo tenham recebido algumas críticas.

História

Em SOMA assumimos o controle de Simon Jarret, um jovem canadense que perdeu a namorada em um acidente de trânsito. A batida deixou uma sequela grave que causa hemorragias no cérebro do rapaz, um problema que cedo ou tarde vai acabar com sua vida. Sem muito o que fazer, ele aceita participar da pesquisa de dois cientistas que descobriram uma nova forma de escanear e literalmente gravar a mente das pessoas em computadores a fim de cura-las de suas doenças.

Poderia ser a esperança de Simon, mas num piscar de olhos depois de um exame ele descobre que despertou em uma estranha base submarina chamada Pathos-II, um lugar onde as coisas deram muito, muito errado: há sangue, corpos e um tipo de tumor cibernético que cresce por toda parte, sem falar em uma gosma preta que cai do teto. E todos nós sabemos que gosma caindo do teto NUNCA é um bom sinal…

SOMA nos deixa explorar e fazer parte dessa narrativa bem ao estilo Frictional: manipulando objetos do cenário e avançando em primeira pessoa com a interface mais limpa possível. Os comandos nos permitem não apenas ler diários, conversar com robôs e ouvir gravações, mas também a pegar, arrastar, girar, aproximar, afastar e arremessar quase tudo que encontramos. Como de costume, essa é a mecânica principal do jogo e os comandos estão bem afiados.

Essa interação não serve apenas para resolvermos os quebra-cabeças e desafios do game, mas também para nos sentirmos mais perto de sua história. Começando no apartamento de Simon, podemos descobrir várias coisas sobre ele apenas revirando seus pertences. O mesmo acontece na estação submarina, só que a bagunça lá, obviamente, é bem mais tensa que a de um quarto desarrumado.

Assim, explorando uma base sinistra, fuçando em tudo e resolvendo puzzles, vamos avançando na trama – uma trama com diversas reviravoltas e surpresas que nos mostram que há coisas muito maiores (e mais horripilantes) do que esperávamos rolando naquele mundo.

Jogabilidade

Soma é um jogo em primeira pessoa onde o personagem principal não usará armas, tendo que contar com estratégias para sobreviver. Durante o jogo aparecerão monstros com características diferentes e o jogador deverá se adaptar a cada um deles.

Telas e Menus

Em sua versão para PC, SOMA possui uma game maior de menus em relação ao PlayStation 4. Ao abrir o jogo pela primeira vez, o primeiro passo será configurar o nível de gama de sua tela para melhor experiência em jogo. Após isso, são mostrados os seguintes menus:

Na versão para PC, o jogador pode realizar diversas alterações na configuração do jogo a partir do menu “Opções”, como alterar o idioma do jogo, habilitar ou desabilitar efeitos de distorção, habilitar dicas, modificar gráficos, dentre muitas outras funções.

Controles

A jogabilidade de SOMA é muito simples e intuitiva. Serão necessários apenas alguns minutos para se acostumar com sua mecânica. O título conta com quatro comandos para se movimentar; dois para se inclinar para direita e esquerda; um para saltar, agachar e correr; além de comandos para interagir, cancelar interações, acender lanterna e abrir inventários.

Utilize a fluida mecânica de SOMA para localizar rapidamente esconderijos. Aproveite para encontrar bons lugares seguros ao adentrar em um novo território e colete o máximo de itens e informações que puder.

Primeiros passos em SOMA

SOMA é um jogo com uma história profunda e um excelente design de jogo. Aproveite os vários momentos tranquilos – em especial no começo da campanha – para aprender e coletar todas as informações possíveis sobre Simon e o mundo no qual ele está inserido

Não se acanhe em explorar todos os cômodos de um local, abrir gavetas, revirar lixeiras, remover caixas e olhar fotos: certamente você encontrará muitas informações úteis que lhe fará entender o que está ocorrendo.

Contudo, SOMA não é um passeio no bosque: haverá muitos momentos tensos onde você deverá evitar e fugir de criaturas sombrias que estão espalhadas pelas bases. Há criaturas que carregam consigo uma forte luz através de lanternas, que são atraídas por movimentos bruscos, como se locomover à sua frente; já outras criaturas são atraídas por sons e passos, mas quase todas podem ser despistadas se você ficar parado e não olhar diretamente para elas quando se aproximarem. Não se esqueça deste conselho: ele será crucial para sua sobrevivência.

Atente-se aos detalhes. Muitos dos objetivos essenciais para a continuação do jogo são mostrados algumas vezes de forma bem sutil, como a frequência de uma antena de comunicação ou uma senha anotada em uma folha de papel.

Encontrando o fluído

No início do jogo você tem uma boa chance para conhecer os controles e as interações com o ambiente, sua primeira missão é encontrar um frasco com um fluído, ele na verdade pode estar em lugares diferentes a cada nova jogada, pode ser encontrado em:

No armário do banheiro;

Na gaveta perto do notebook;

No armário localizado logo acima do fogão na cozinha;

Depois de tomar o fluido, pegue a chave ao lado da porta e saia.

Código porta da clínica

Na clínica do Doutor Munshi é necessário um código para abrir uma porta, você encontra essa combinação na primeira gaveta localizada na mesa onde há um notebook. Na minha gameplay o código era: 2501.

Lidando com os monstros

Essas dicas servem para os primeiros e próximos monstros que você encontrará no jogo. Você vai saber quando ele é um inimigo hostil se a música alterar e a sua visão começar a ficar falha, quanto mais perto dele pior fica, então sempre mantenha uma distância e não deixe que eles te vejam.

Para os pequenos robôs no fundo do mar note se a iluminação dele for vermelha, se este for o caso não deixe que eles te percebam e mantenha a distância.

Apesar de não ser recomendado ficar perto deles, isso não significa morte ou ataque se ele não perceber sua presença, os monstros de SOMA não são tão perceptivos assim principalmente quando em lugares escuros, já consegui ficar bem perto deles e eles não me notar, não entre em desespero e NUNCA CORRA quando estiver com um monstro por perto, a não ser que ele já tenha te notado, você terá chances de sobreviver se conseguir despistá-lo e se esconder.

Abrindo a porta da sala de controle

No início do jogo você encontrará uma sala de controle, nela há uns computadores e um robô ligado a esta mesa de controle através de 2 tubos, para restaurar a energia você tem que desconectar primeiros esses tubos. Agora você tem que liberar a porta, acima da porta está escrito “station control”, resolvendo um pequeno puzzle, na tela do monitor está escrito “Manual Boot Sequence“.

É bem simples resolve-lo, primeiro clique no primeiro botão da esquerda para a direita, espere a barra amarela carregar e quando ela ficar verde clique no segundo botão, aguarde a barra amarela de baixo encher até ficar verde e clique no terceiro e último botão para destravar a porta.

Senha do computador – sala do robô falante

Na mesma sala onde você encontra um robô bizarro que fala igual humano, você terá que acessar um computador com senha ou login, você precisa saber qual é esse ID de 4 dígitos para acessar, para conseguir este número explore o mesmo andar e vasculhe o número em uma placa de identificação num corpo caído no corredor e outra dentro de um armário encontrado perto das escadas do final do corredor em frente ao depósito de roupas.

Você pode acessar e atingir seu objetivo de abrir as portas usando qualquer um dos dois números, se quiser bisbilhotar anotações e extras da história entre com os dois para matar a curiosidade.

Os códigos encontrados na minha gameplay foram: 0735 para logar como Amy Azzaro e 0722 para logar como Carl Semken.

LUMAR Link Broken Manual Imput Required

No mesmo andar da sala onde você encontra o robô falante há uma escada que leva a uma porta, ao conseguir abrir ela você terá acesso a um computador que pode se comunicar com outras unidades da Pathos II, para falar com Catherine digite 2203, clique em OK e agora encontre o sinal da transmissão ao deixar o mouse na tela do monitor na coordenada 1.923 : 6.285

Como chamar o zeppelin no fundo do mar?

Quando você estiver no lado de fora das instalações da Pathos II você estará no fundo do mar, você em certo momento precisará chamar um zeppelin para te levar para ir até Theta. Primeiro encontre o seguinte terminal que está fora das instalações marítimas, ver imagem abaixo.

Usando os botões em formato de setas posicione a luz na linha amarela, aparecerá na tela que foi estabelecido um link 049, agora encontre um outro terminal que contém um botão chamado zeppelin, nele você conseguirá chamar o zeppelin do 049 clicando “Request Transport“.

Simulador Brandon WAN

Em uma parte você tem que rodar um simulador de um homem que pode entregar um código importante, mas para isso é necessário que você copie para o chip a sala de escaneamento “Scan Room” e a voz de Alice para enganá-lo, você poderá usar a voz dela indo ao dormitório de Brandon, após isso Catherine vai lhe dizer para voltar no simulador e tentar novamente, escolha a voz de Alice e faça a simulação na sala de scan.

Logo depois você volta para abrir a DUNBAT, na sala tudo parece estar desligado, para seguir em frente você precisa conectar um cabo localizado no chão do lado direito de um terminal de controles dentro da sala, veja na imagem, parece óbvio, mas eu gastei quase meia hora pra entender que tinha de fazer isso.

Simulador da ARK (ARCA)

Após o plano de sair pela DUNBAT ter falhado você acaba encontrando uma sala que contém um simulador da ARK, quando Catherine pedir para você rodar o simulador você terá que usar um terminal localizado no lado esquerdo do Omnitool de Cath, o objetivo é que o simulador tenha todos componentes necessários, mas veja que ele está usando mais espaço do disco do que o suportado.

Veja na imagem abaixo qual dos componentes você deve selecionar para que não passe do tamanho e tenha os componentes corretos.

Depois de clicar em NEXT vai aparecer um menu novo, clique em DUMMY, clique em Start Simulation para iniciar a simulação, a sua tarefa é pausar a simulação no momento em que a palavra DUMMY estiver mostrando na tela logo abaixo de Loaded Module, para facilitar essa tarefa, diminua o número de recursos alocados para que o sistema fique mais lento e portanto mais fácil para você pausar no momento certo, clique no sinal de menos logo abaixo RESOURCE ALLOC., veja imagem abaixo. Depois clique em Run Diagnostics.

Como entrar em Omicron

Tem uma parte do jogo onde você estará no fundo do mar e deverá entrar na Omicron, mas para isso você deve primeiro retirar o estado de quarentena, para fazer isso encontre uma sala ou câmara com acesso por escada, você deve encontrar um local para ligar manualmente a câmara, retire a tampa e ligue todos os botões, não esqueça de fechar a entrada usando uma alavanca que está na mesma câmara, veja imagem abaixo.

Subindo as escadas você terá que desvendar um pequeno puzzle para ligar terminal que pode retirar a quarentena da Omicron.

É um puzzle onde você tem que ligar alguns interruptores para que a energia passe e chegue até o destino, veja na imagem abaixo a sequencia em que você deve ligar cada um dos interruptores.

Agora falta pouco para poder tirar a quarentena, você precisará de uma senha de 4 dígitos para executar o comando de liberação, para achar essa combinação verifique um outro monitor da mesma sala e clique no botão UbVZrmsP, ele irá abrir uma tela com a repetição de 4 dígitos, a senha que você está procurando: 9909.

Tirar travamento da Omicron

Em uma parte da Omicron haverá um terminal mostrando como as salas estão sem acesso, para suspender o travamento delas você tem que resolver um pequeno puzzle.

O princípio para a solução dele é bem simples, você tem que deixar todos os quadradinhos iluminados, para isso você não pode passar em um mesmo quadradinho duas vezes, tudo que você tem que fazer e iniciar do local certo e passar pelos lugares certos, na imagem abaixo eu coloquei um número em cada quadradinho para que você saiba qual clicar na ordem certa.

Cleam Room

Tem uma sala na Omicron onde você tem que passar por um escaneamento corporal antes dentrar, nela você encontra um frasco grande trancado em uma máquina, você vai precisar desse frasco, para pega-lo você que localizar um compartimento no canto inferior direito da máquina e pegar o chip que atualmente está corrompido, leve o chip até a gaveta do meio de uma máquina de laser na mesma sala, na mesma máquina que tem um rato na gaveta.

Após inserir o chip na gaveta do meio, opere a máquina, use a alavanca e leve o laser até a gaveta do centro, depois clique no botão para liberar o laser no chip e o consertar, pegue o chip, coloque-o novamente na máquina onde você havia tirado anteriormente e libere a porta para pegar o frasco.

Liberando o escaneamento para o traje de mergulho

Antes de trocar de corpo, Simon tem que sintonizar o sinal de uma máquina, o objetivo é deixar a onda pontilhada igual a onda normal, basta deixar a frequência no valor 1, o deslocamento no valor 5 e a amplitude no valor 3, veja na imagem como fica.

Destruir ou não o WAU?

Em uma parte do jogo você poderá escolher colocar o seu braço no coração do WAU para envenená-lo ou não fazer isso e ir embora, se você escolher colocar o braço você ficará sem mão até o final do jogo e terá parado o WAU, mas se não colocar o braço você vai continuar com seus braços e irá para o mesmo final, essa decisão é opcional. Colocando o braço você será perseguido pela WAU, se não colocar o braço você será perseguido por um peixe com dentes enormes.

Referências:

Seu Game, Arkade, Wikipedia, techtudo.

Friday the 13th: The Game

Friday the 13th: The Game é um jogo eletrônico de gênero survival desenvolvido pela IllFonic, e publicado pela Gun Media. É baseado na franquia de filmes de mesmo nome de propriedade da Paramount Pictures. Foi lançado em 26 de maio de 2017 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

O jogo possui um modo multijogador assimétrico, colocando até sete jogadores para controlar monitores do Acampamento Crystal Lake contra um jogador que controla Jason Voorhees. Funciona como o mais conhecido pique e pega, pois precisam ser astutos e engenhosos para fugir de Jason ou como Jason pegar os conselheiros antes que fujam. Ele possui um mapa semi-aberto, no qual os jogadores são capazes de explorá-lo ainda mais.

Originalmente, o jogo estava sendo desenvolvido sob o título Slasher Vol. 1: Summer Camp pela IllFonic em meados de 2015. A Gun Media estava em negociações com o diretor da franquia Sexta-Feira, Sean S. Cunningham, para obter uma licença e iniciar o desenvolvimento do jogo. Depois de uma série de reuniões, a empresa conseguiu obter os direitos para o projeto. Então, o jogo evoluiu para Friday the 13th: The Game e os financiamentos do Kickstarter e BackerKit aumentaram em aproximados US$1.095.143,40, tornando-se o 124º projeto mais bem-sucedido de todos os tempos. É também o primeiro jogo IllFonic a utilizar o Unreal Engine 4 após desistirem da CryEngine que seguiu com o Projeto Advena.

Sem história

Friday the 13th: The Game não tem um enredo. O jogo foi criado para ser multiplayer e apenas via conexão online. Um modo de história pode ser adicionado no futuro, via atualização ou expansão, mas, por ora, ele foi lançado sem isso. Contudo, sabemos que a premissa básica é a mesma de sempre: um grupo de adolescentes tenta passar a noite em Crystal Lake, mas são surpreendidos com os ataques repentinos do vilão Jason, que pretende matar todos que vê pela frente.

Modos de Jogo

No modo de “Jogo Rápido”, é possível jogar como Monitor (sobrevivente) ou com o próprio Jason (assassino). Como monitor, seu principal objetivo será fugir e sobreviver. Jogando como Jason, seu papel será o de matar os sobreviventes e impedir que eles fujam.

No modo “Jogo Fechado”, o jogador pode criar um lobby e aguardar que os outros entrem ou convidar os amigos para jogar. Estes dois modos citados são totalmente online.

Além destes, existe ainda um terceiro modo o “Jogo Offline”. Ele é subdividido nos modos: “Cabana Virtual” onde é possível conhecer algumas curiosidades da franquia; um “Modo de Robôs” onde o jogador enfrentará alguns bots na partida; e, por último, um modo de desafios extras.

Para jogar o modo principal, acesse “Jogo Rápido” no menu e aguarde que o game encontre os servidores dedicados e também os outros jogadores. Após finalizado esse processo, no lobby do servidor, você poderá escolher e personalizar seu Monitor ou seu Jason.

Ao escolher a opção de personalização de seu Monitor, por exemplo, você poderá trocá-lo por outro monitor que esteja disponível ou apenas adicionar bônus ao seu personagem atual e melhorar suas habilidades.

Single player

Os jogadores poderão controlar Jason Voorhees por novos objetivos além do mero fato de assassinar adolescentes desesperados que tentarão lutar por suas vidas.

Teremos uma série de desafios diferentes, como utilizar uma única arma durante toda a partida, ou acabar com a vida dos monitores apenas de uma forma específica. Haverá também a necessidade de furtividade e utilização de elementos do cenário. Ao seu favor, todas as habilidades de Jason se mantêm, como a capacidade de teletransporte e hipervelocidade por alguns minutos.

Jogando como Monitor

Ao jogar como Monitor, como mencionado anteriormente, seus principais objetivos são: fugir de Jason e sobreviver. Para isso, será necessário coletar o máximo de recursos e sempre prestar atenção para não ser notado pelo assassino. Para ter uma maior taxa de sucesso e sobreviver, é necessário seguir algumas regras básicas:

Controle o medo do personagem acendendo a lanterna sempre que estiver em um local escuro;

Evitar correr para todos os lados ajudará a administrar a estamina e, por consequência, poderá te salvar num possível encontro com Jason;

Para ganhar tempo, preste atenção aos consertos que foram feitos por outros jogadores;

Compense a falta de determinada habilidade de cada personagem equipando bônus pontuais antes de iniciar cada partida;

Não fuja do local sozinho ou com itens importantes. Caso isso aconteça, o jogo se tornará mais difícil para os outros sobreviventes. Lembre-se que este é um jogo de sobrevivência cooperativo;

Não coloque armadilhas em portas abertas, pois elas poderão atrapalhar outros sobreviventes que estejam fugindo do Jason;

Sempre que entrar ou sair de um local, feche todas as portas e mantenha o máximo de janelas abertas possível.

Jogando como Jason

Ao assumir o papel de Jason, você terá que assassinar os monitores e evitar que eles fujam da área. Para isso, esteja atento a todo e qualquer movimento que eles façam. Veja abaixo algumas táticas básicas para ter mais sucesso nessa missão.

Pegue todas as facas que encontrar pelo caminho. Elas o ajudarão no momento que estiver correndo atrás de alguém;

Coloque armadilhas em carros, cabines telefônicas e atrás de portas fechadas. Isso aumentará as chances de você ferir e matar os outros;

Quebre todas as janelas e disjuntores que encontrar. As janelas quebradas impedem que os sobreviventes passem por elas sem se machucar. Quebrar os disjuntores irá apagar as luzes e dificultar a visão dos monitores, te ajudando a pegá-los de forma mais furtiva;

Faça o teletransporte para alcançar locais mais distantes com facilidade antes que os sobreviventes fujam, consertem o carro ou chamem a polícia.

Friday The 13th The game é um jogo bastante divertido, mas aterrorizante e violento ao mesmo tempo. Uma ótima opção para tomar sustos e dar boas risadas jogando com amigos. Com partidas rápidas de aproximadamente 20 minutos, é possível ganhar muita experiência, subir de nível rapidamente e adquirir mais personagens, habilidades e customizações. Os gráficos não acompanham os jogos de última geração, mas o carisma do protagonista (Jason) tornou o game um grande sucesso entre os fãs da franquia.

Não corra

É essencial que você não corra como um maníaco durante o jogo, porque Jason ouvirá o som e saberá onde você está. Sim, uma vez que localizo você, é melhor correr, mas quando ainda não sei onde você está, é aconselhável ir devagar para tentar encontrar objetos que permitam que você se defenda e escape totalmente do jogo.

Estas são as três melhores maneiras de escapar de Jason e sobreviver

Para isso, você deve se preocupar com a correção. Por um lado, você tem o telefone e, por outro, os veículos na forma de barco e carro.

Para consertar o telefone, você precisa encontrar o fusível, geralmente ele fica perto da cabine. Você pode encontrá-lo em casas ou cercas. Lembre-se de que, depois de fazer a ligação, você ainda não está seguro, pois você precisa esperar 5 minutos para que a polícia chegue e siga na estrada principal, e Jason estará esperando por você.

Se você deseja consertar o carro, você deve encontrar a bateria de gasolina e as chaves espalhadas aleatoriamente no mapa. Para consertar o carro, você deve executar um botão e pressionar o minijogo, mas se você fizer errado, terá que esperar para tentar novamente se Jason ouvir que ele poderia procurá-lo se você for cuidadoso e executar bem o minijogo. Existem 2 veículos, um azul que pode acomodar até 4 ocupantes e o outro azul que pode acomodar até 2 ocupantes. Observe que Jason pode bloquear seu carro e você precisará iniciá-lo novamente.

Você também tem a opção de consertar o navio encontrando a gasolina e as hélices espalhadas aleatoriamente pelo mapa.

Explore as casas

Isso tornará sua vida muito mais fácil (e salvará) se você tiver um bom inventário. Nas casas, você pode encontrar o walkie-talkie, o kit de primeiros socorros e outros objetos úteis que lhe permitirão sair vivos dos confrontos com Jason.

Obtenha experiência para subir de nível rapidamente

Você não deveria estar de pé, mas também não deveria estar correndo como um louco. Toda ação que você faz no jogo oferece experiência. Você pode vender upgrades, derrubar objetos e portas, instalar a bateria do carro, consertar o telefone e o melhor de tudo: terminar os jogos repetidamente. Acima de tudo, este último lhe dará muita experiência para ter cada vez mais vantagens em futuros confrontos.

Use armas com grande atordoamento para atacar Jason

Armas mais fracas quebram facilmente, por isso recomendamos que você encontre a espingarda, machado e facão o mais rápido possível.

Ligar para Tommy Jarvis

Para que isso aconteça, você precisa dos seguintes requisitos:

Uma das vítimas deve ter morrido ou escapado;

Antes de encontrar o grande rádio e chamá-lo;

Uma vez que você o tenha, ele aparecerá com uma espingarda, com estatísticas melhores que as outras e você terá mais tempo de sobrevivência devido à sua ajuda.

Fuja de Jason se ele te agarra

Você só tem duas maneiras de escapar de Jason quando ele a agarra e antes que ele cruelmente termine sua vida delicada:

Com a faca secreta, se você já fez isso antes;

Pressionando um certo botão antes de Jason.

Como consertar melhor

Tem personagens que não são bons de conserto, como a Tiffany, o seu reparo é ruim, por isso seu mini jogo é o mais difícil. Quando você pega aquele reparo grande e demorado, pois você pode trocar ele. Quando não gostar do seu mini jogo inicial recomeçando o puzzle, tipo retirar e colocar a bateria do carro até aparecer um mini jogo menor e mais rápido.

Quebrar portas

Muitas pessoas cometem o mesmo erro, que é quebrar a porta normalmente, segurando o botão de ataque. A melhor forma de quebrar a porta é modo combate, assim é mais rápido e pode matar o monitor mais cedo.

Como arrancar a máscara mais facilmente

Retirar a máscara de Jason não é uma tarefa fácil, então precisamos de um truque para isso também, já que vamos retirar sua máscara, corremos riscos de morte, sabe quando Jason vai na janela para a quebrar, como um facão ou qualquer arma vá a janela fique em modo de combate (não é obrigatório) e quando ele estiver quebrando a janela ataque ele, assim Jason vai tomar mais Dano.

Como matar Jason

Primeiro você deve pegar o suéter da mãe de Jason, localizado na cabana onde ele nasce. Jason será alertado assim que você chegar lá e devido ao fato de que ele pode teleportar-se para qualquer lugar do mapa, é bom ser rápido.

Este suéter deverá ser usado mais adiante por uma conselheira (mulher). Se for um conselheiro (homem), não causará o efeito desejado.

Após estar com o suéter, um conselheiro precisa morrer para renascer como Tommy Jarvis. Para de que para isso aconteça, um dos jogadores deve chamar por ajuda antes usando o Radio de Banda Cidadão (Radio CB), localizado na casa com a torre de transmissão branca e vermelha com uma antena no topo.

Depois que Jarvis aparecer, ele deve se desfazer de sua arma, pegar uma machete e atacar Jason até que sua máscara caia.

Em seguida, a supervisora com o suéter deve usá-lo como faria com qualquer outro item, o que irá atordoar Jason. Nesse instante, Tommy deve matar Jason com a machete. Qualquer outro conselheiro atacando ele com esta arma não desferirá o golpe fatal.

Como Jason é muito forte, a chance de você acabar morrendo é alta, ainda mais se Jason estiver ciente do que seus amigos e você estão planejando.

Então nada de ficar tristinho quando morrer, levanta a cabeça (se ele ainda não tiver cortado) e vá para a luta.

Dicas rápidas

Andar em floresta e evitar rios;

Um dos melhores lugares para por trap é na frente da casa central e nas pontes que dão a o outro lado do mapa;

Ande em grupo (um grupo ajuda a sua porcentagem de sobrevivência;

Não tente ir para cima do Jason sozinho (Apenas com um grupo);

Não corra ou faça barulho dentro de uma casa, motivo: Se você não fizer nenhum barulho você não aparece dentro de uma casa por isso também temos que optar por stealth;

Ande de olho no chão para ver se tem traps, lembrando as traps ficam com uma cobertura de folhas em cima, então tome cuidado!

Referências:

Boca do Inferno, 3 Djuegos, Steam Comunnity, Amino apps, Game for fun, wikipedia, techtudo.

Alien: Isolation

Alien: Isolation é um jogo de ação furtiva de 2014 em primeira pessoa com gênero de survival horror. Ele foi desenvolvido pela The Creative Assembly e lançado pela Sega em 7 de outubro de 2014 para Microsoft Windows, Linux, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One.

Parte da série Alien, o jogo se passa em 2137, 15 anos após os acontecimentos de Alien e 42 anos antes de Aliens. O jogo segue Amanda Ripley, que investiga o desaparecimento de sua mãe. Amanda é transferida para a estação espacial de Sevastopol para encontrar a caixa-preta da Nostromo, apenas para descobrir que um alien tem aterrorizado a estação e matou a grande maioria da tripulação.

Enredo

Em 2137, 15 anos após os eventos de Alien, Amanda Ripley, filha de Ellen Ripley, é abordada pelo sintético Christopher Samuels, que a informa que a caixa-preta da Nostromo foi recentemente localizada por uma nave, a Anesidora, e está a bordo de Sevastopol, uma remota estação espacial – porto livre – de propriedade da Seegson Corporation, em órbita ao redor do gigante de gás KG348. Samuels oferece a Amanda um lugar na equipe da megacorporação Weyland-Yutani, enviada para recuperar a caixa preta da nave de sua mãe, de modo que ela possa saber qual o destino de tal desaparecimento. Ripley, Samuels, e Nina Taylor, viajam para Sevastopol a bordo da nave de correio Torrens, de propriedade da Capitã Verlaine. O grupo chega a Sevastopol e percebe que talvez a estação possa estar danificada. Ripley, Samuels, e Taylor tentam uma caminhada espacial até a estação para investigar mas seu cabo de segurança é rompido por escombros e Ripley é separada deles e forçada a entrar na estação por conta própria para sobreviver.

Ripley, na tentativa de encontrar uma maneira de entrar em contato com a nave Torrens, descobre que a ordem civil da estação foi quebrada completamente. Seegson vem tentando vender Sevastopol por anos e por isso diminuiu a estrutura da estação para uma equipe reduzida; agora com a equipe já reduzida a pequenos grupos assustadores, saqueadores paranóicos que acumulam recursos e rejeitam não-membros. Ripley é confrontada por um homem chamado Axel, que o convence a ajudá-la em troca de um lugar a bordo da Torrens. Axel explica que a situação atual é causada por um “matador” solto a bordo da estação e, logo após lhe dizer isso, um “monstro” aparece para matá-lo. Ripley finalmente encontra a caixa-preta da Nostromo mas, para seu espanto, descobre que ela não contém dados. Ela, então, tenta entrar em contato com a Torrens através do centro de comunicações da Sevastopol, no entanto descobre logo que quem comanda a estação, APOLLO, se tornou hostil, fazendo os androides matar qualquer um que tente enviar um pedido de socorro. Ripley consegue entrar em contato com Samuels e Taylor, descobrindo que Taylor foi ferida, dessa forma Ripley tenta buscar suprimentos médicos na enfermaria da estação para tratá-la.

Ripley chega à enfermaria e é assistida pelo Dr. Kuhlman (que mais tarde é morto pelo alien), antes de lhe mostrar o caminho para a dispensa. Recuperado os suprimentos, mais tarde ela se reúne com Samuels e Taylor, onde a equipe está sendo mantida presa por Marshal, Waits e seu vice, Ricardo. Waits explica que o alien foi trazido a bordo da estação por Henry Marlow, capitão da Anesidora que agora também está sendo prisioneiro de Waits. Ripley fala com Marlow e descobre que a tripulação de Anesidora descobriu o registador de voo perto do planetóide LV-426, onde eles também acharam uma nave abandonada, anteriormente encontrada pela tripulação de Nostromo contendo um ninho com ovos de aliens. A esposa de Marlow foi atacada por um facehugger e, buscando ajuda, Marlow a trouxe a bordo de Sevastopol para tratamento. Dessa forma passamos a compreender que o Alien que saiu de dentro dela é o responsável por aterrorizar a estação. Waits convence Ripley a ajudá-lo a conter o Alien, atraindo-o para uma área remota da estação, selando-o para dentro. Ripley alcança o objetivo mas o que Waits esqueceu de mencionar é que ele estava planejando usá-la como isca, ejetando o módulo com ela ainda dentro. Como ele a manda para o espaço, Ripley consegue encontrar um uma roupa espacial, se ejetar da câmara para o espaço e voltar para Sevastopol. O Alien é deixado para trás no módulo descartado e ambos são sugados para a gravidade do KG348.

Com a criatura eliminada, a situação a bordo da estação parece estar sob controle novamente até que, repentinamente, andróides da estação começam a abater a tripulação restante. As vítimas incluem Waits e seus homens, embora Ricardo tenha sobrevivido. Ripley tenta encontrar Samuels e descobre que ele está tentando fazer uma interface com controlador da estação de inteligência artificial APOLLO, a fim de cessar a matança. Samuels tenta parar APOLLO mas contramedidas defensivas de APOLLO desativa Samuels, mas não antes de ele conseguir abrir um caminho para Ripley no núcleo de controle de APOLLO. Ao chegar lá, Ripley descobre que Seegson finalmente encontrou um comprador para Sevastopol: Weyland-Yutani, que instruiu Apollo para proteger o Alien, independentemente de quaisquer vítimas humanas. Ripley diz a APOLLO que o estrangeiro não está mais a bordo de Sevastopol e faz exigências para cessar toda a atividade mas APOLLO se recusa e volta sua atenção para o reator da estação. Determinada a descobrir o que está acontecendo, ela atravessa a base do reator, que foi convertido em um ninho contendo, possivelmente, centenas de Aliens. Ripley, em seguida, inicia seus planos para expurgar o reator para destruir tanto os Aliens quanto o ninho, mas não obtém sucesso pois vários Aliens escapam e invadem Sevastopol.

Ripley aprende com Ricardo que o expurgo do reator redefine todos os sistemas em Sevastopol, incluindo os de comunicações. Ela também tem a informação de que Taylor foi enviada por Weyland-Yutani para recuperar o Alien, e que ela libertou Marlow em troca da localização do LV-426. No entanto, Marlow a trai e a leva como refém a bordo da Anesidora. Ripley e Ricardo o perseguem na esperança de usar a nave para fugir. Ao explorar a Anesidora Ripley descobre uma mensagem adicional de sua mãe após seu relatório inicial dos eventos na Nostromo assim, finalmente, encerrando o mistério de seu desaparecimento. Pouco depois de ouvir a mensagem, Marlow aparece com Taylor e diz a Ripley que planeja sobrecarregar o reator de fusão da Anesidora para destruir a estação, garantindo assim que os Aliens não sobrevivam. Taylor bota Marlow para fora enquanto ele está reclamando com Ripley, e as duas juntas tentam impedir a detonação. Elas são bem sucedidas, mas é tarde demais, pois Marlow forçou o reator da nave para explodir. Taylor é, então, morta por uma descarga elétrica e Ripley é forçada a fugir da Anesidora sem ela.

Depois de escapar de volta em Sevastopol, Ricardo diz a Ripley que a explosão destruiu a matriz estabilizadora orbital da estação, fazendo com que toda a estação fique, lentamente, a deriva na atmosfera de KG348. Ripley e Ricardo conseguem contato com a Torrens para a extração, mas Ricardo é atacado e paralisado por um facehugger e Ripley é forçado a deixá-lo para trás. Depois de deixar a doca da nave, Ripley se prepara para o saltar no espaço em direção a Torrens mas é atacada por um Alien e levada para outro ninho de onde ela escapa. Ela, então, faz o seu caminho para fora para ajudar o Torrens a se separar da estação através de uma explosão controlada mas logo é cercada por aliens e depois jogada na nave devido à explosão. Sevastopol, em seguida, começa a cair em direção KG348 e explode em sua atmosfera. A bordo do Torrens, Ripley faz contato com o Capitão Verlaine e pergunta o que está acontecendo, mas não recebe resposta. Ripley, em seguida, faz o seu caminho para a ponte para encontrar Verlaine, mas é confrontado por um outro Alien. Ainda com sua roupa de astronauta Ripley é encurralado na câmara e é forçada a abri-la, lançando-se no espaço com o Alien.

A cena final do jogo retrata Ripley, à deriva e inconsciente em sua roupa espacial, despertada de repente pela luz de um holofote que atravessa seu rosto.

Jogabilidade

A Creative Assembly descrito Alien: Isolation como um jogo de survival horror em oposição a um jogo de ação, projetando o jogo mais de acordo com o filme de Ridley Scott. Ao contrário da maioria dos outros adaptações de jogo eletrônico voltados para a ação de James Cameron. Da franquia, Alien: Isolation possui um único Alien para a maioria da duração do título que não pode ser morto, exigindo que o jogador utilize táticas stealth para sobreviver. Embora o jogo apresenta algumas armas: eles vão ser letal apenas contra os ocupantes humanos, android Joes de Trabalho e facehuggers. O jogador também pode terminar o jogo por não matar todos os seres humanos, utilizando métodos não letais. Em vez de seguir um caminho predeterminado, a inteligência artificial do Alien foi programado para caçar ativamente o jogador por visão, audição e olfato. Ela foi programado com um conjunto complexo de modelos comportamentais que desbloquear à medida que encontra o jogador, criando a ilusão de que o Alien aprende com cada encontro com o jogador e adequadamente ajusta a sua estratégia de caça. Isto inclui a capacidade para o Alien para investigar “fontes secundárias” de distúrbios. Por exemplo, se ele percebe um armário ou bloqueio de ar é aberta, o Alien vai procurar quem abriu. O Alien emite vocalizações específicas, dependendo do seu objetivo: um grito pode indicar que ele está prestes a atacar, enquanto outros sons pode indicar que ele está procurando, que tem visto alguma coisa, ou que perdeu o rastro de sua presa. O jogador tem a capacidade de se agachar para se esconder atrás de objetos para quebrar a linha de visão com o Alien, e o jogador pode então espreitar secretamente sobre ou inclinar-se para ganhar visão. O jogador também pode executar e possui tanto uma lanterna e um rastreador de movimento para detectar os movimentos do alien. No entanto, usando qualquer um destes cria barulho ou luz, o que aumenta a chance de o Alien encontrar o jogador. O jogador pode ir debaixo de mesas ou armários dentro de esconder do Alien, e, às vezes, tem que pressionar um botão para fazer Amanda prender a respiração para evitar fazer barulho. Os níveis são concebidos para serem não-linear, com múltiplos pontos de entrada e saída para cada sala de fornecer rotas alternativas para o Alien para atacar ou o jogador a escapar. O jogo tem uma tela mínima heads-up, exigindo que o jogador a usar seu inventário para adquirir informações, como trazer o rastreador de movimento para localizar o alien. Usando o rastreador de movimento aciona uma profundidade de efeito de campo para que o jogador possa focar-se ao rastreador ou o que está na frente, mas não pode se concentrar em duas coisas ao mesmo tempo. O rastreador de movimento só é capaz de detectar a localização aproximada do alien quando está em movimento; ele também não pode detectar a localização específica do alien nem localizar o alien quando não está em movimento. O jogo apresenta um sistema de elaboração, que permite ao jogador criar armas e ferramentas para se defender. Fabricar objetos aparecem em locais aleatórios, forçando os jogadores a explorar o nível em cada jogada, em vez de memorizar a localização de ferramentas encontradas anteriormente. Os jogadores também encontrar computadores e outros dispositivos que podem hackear para acessar informações ou gatilho no jogo ações, utilizando um sistema semelhante ao sistema de localização de fita de vídeo. O jogo apresenta uma quantidade mínima de música, contando mais com o som ambiente para tornar o aviso jogador que pode estar acontecendo e também para melhorar a atmosfera. No entanto, existem algumas sequências com script de música, bem como o aumento de ruído sempre que o Alien pode ser nas proximidades. A Creative Assembly anunciou duas peças de conteúdo para download. Todos os pré-encomendas recebeu um upgrade gratuito para o Nostromo Edition, que inclui a missão Equipes Expendable que caracteriza o grupo original do Nostromo. Além disso, ao ordenar a Ripley Edição de varejistas selecionados, os jogadores receberam a última missão do sobrevivente, que apresenta Ellen Ripley tentar definir o sistema de auto-destruição e escapar a bordo do Narciso.

Ambientação fantástica

Se há algo digno de aplausos em Alien: Isolation é o trabalho que a The Creative Assembly fez em criar um produto bonito não apenas na qualidade gráfica. O silêncio perturbador, combinado com as fumaças do purificador de ar e as luzes de emergência, colaboram com a imersão do game. Sem contar o fato de que os mapas do jogo são cuidadosamente bem elaborados: cheios de ramificações e atalhos para os jogadores mais fujões. Detalhes mais bobos, como o longo rabo do Xenomorfo passando pela sua frente enquanto você está dentro de um esconderijo, também valem a menção.

Aproveitado a fidelidade com o material de origem, é notável também como o design de arte da estação espacial Sevastopol lembra carinhosamente o interior da nave Nostromo. Das portas automáticas até as salas de comando, o game sabe muito bem como prestigiar o passado.

Trilha sonora e som ambiente

Para intensificar a experiência de gameplay e a própria ambientação, Isolation também conta com uma trilha sonora impecável. Melodias soturnas funcionam bem o suficiente para deixar o game ainda mais tenso, enquanto o som ambiente dos gritos de um Xenomorfo faminto e da respiração desesperada da protagonista aumentam a imersão.

Inteligência artificial

Como se ser perseguido pelo Alien não fosse apavorante, o bichano gosmento e praticamente imortal conta com uma desafiadora inteligência artificial em Isolation. Se jogado nos modos mais complicados, o game mostra seu verdadeiro potencial no quesito “caçador e presa” — neste caso, o topo da cadeia alimentar certamente não é seu.

Quando provocado ou enganado, o Xenomorfo pode se tornar mais agressivo. E ele também sabe estudar movimentos, podendo atacar você de surpresa em um duto de ventilação ou até mesmo pular de dentro de um — mesmo que você esteja tomando o maior cuidado possível para não fazer barulho.

Climão de tensão

Juntando todos os fatores citados na página anterior (ambientação, trilha, e inteligência artificial), Alien: Isolation entra fácil na lista de games de terror e sobrevivência mais tensos. Não posso dizer exatamente em qual colocação, mas basta falar que meus primeiros minutos com o Modo Sobrevivência do jogo foram aterrorizantes o suficiente para quase “travar” a minha lombar.

A sensação constante de estar encurralado e sendo perseguido por várias criaturas é desesperadora. E não vale abrir as janelas, acender a luz ou colocar musiquinha feliz durante seu tempo com Isolation. Esse game merece e precisa ser jogado no escuro e, de preferência, sem nenhuma companhia.

Amanda Ripley

Embora a história de Alien: Isolation se enrole em vários finais falsos e acabe proporcionando uma experiência longa demais da conta, o game acerta em cheio em trazer uma protagonista tão corajosa e determinada quanto sua mãe: Amanda Ripley é filha de Ellen Ripley, personagem principal interpretada por Sigourney Weaver nos filmes Alien, Aliens, Alien 3 e Alien Resurrection (como clone).

Não é à atoa que Amanda entrou para a nossa lista com as 19 protagonistas mais poderosas dos games. Seu conhecimento de engenharia é aplicado na criação de ferramentas de gameplay, enquanto sua inteligência é importante para mantê-la viva em suas solitárias jornadas de sobrevivência. Ellen Ripley certamente ficaria orgulhosa de sua filha.

Shhh!!

Nunca deixe Alien ouvir ou ver você: essa é a forma mais eficaz de garantir que ele não te mate. Em alguns pontos, isso é impossível, já que o monstro está localizado em ambientes que você precisa passar. Mas, na maior parte das missões, você pode evitar o contato com o Alien.

Antes de tudo, saiba que o jogo se torna muito menos misericordioso a medida que se aumenta o nível de dificuldade. O som é o principal motivo do Alien se mostrar e começar a investigar.

Caso você use muito o revólver ou faça barulho, espere um encontro frequente com o monstro. Sempre que possível, escape das situações perigosas através de um respiradouro ou de uma série alternada de quartos. Se você não der razão para que ele venha procurar por você, ele não virá.

Se escondendo atrás de armários

É impossível passar pelo game sem ao menos ter um vislumbre do Alien. Os desenvolvedores da The Creative Assembly asseguraram que não importa a sua agilidade, em algum ponto você irá compartilhar a mesma sala ou corredor com o seu inimigo. Nessa parte, Alien Isolation se transformará em um jogo de esconde-esconde, e os armários podem ser o seu melhor amigo ou pior pesadelo.

Quando você alcançar a missão em que precisa fugir do Alien, não seja orgulhoso demais: entre em um armário e segure a respiração. Na verdade, essas ações são essenciais em pequenas doses.

A chave, então, é esperar Alien sair e se mover em direção ao próximo objetivo. Claro que sempre há a chance de você ser pego quando sair do armário, mas também existe a possibilidade do Alien achar você. Esconder-se é apenas uma solução temporária.

Crie uma distração

Distrair o Alien é uma das formas mais populares de sair com discrição, mas os jogadores não podem confiar demais nessa manobra. O barulho tende a deixar o monstro mais agitado. Então, após checar o objeto que estava fazendo barulho, tenha certeza que o inimigo vai continuar procurando por você. 

Para usar qualquer tipo de distração de forma eficiente, use-os com moderação, apenas jogando-os quando você estiver prestes a fazer a transição para outra parte da missão, ou pelo menos para conseguir algumas salas de distância antes do monstro continuar a procurar por você. O que você não pode fazer é jogar qualquer objeto que faça barulho por um corredor e depois ir se esconder em um armário na sala ao lado.

Para distrai-lo de forma eficiente, seja moderado: apenas use-os quando você estiver prestes a fazer a transição para outra parte da missão ou, pelo menos, para conseguir algumas salas de distância antes do monstro continuar a procurar por você. O que você não pode fazer é jogar qualquer objeto que faça barulho por um corredor e depois ir se esconder em um armário na sala ao lado.

Múltiplas entradas e saídas

Existe uma crença de que quanto mais portas você abre no game, mais vulnerável você fica. Na verdade, é ao contrário. Quanto menos portas você abrir, menos rotas de fuga você terá quando ficar cara a cara com o monstro.

O jogo é lotado de portas: algumas, inclusive, você nunca irá precisar passar. O conselho é abrir o máximo que você puder. Isso irá fazer com que você tenha duas rotas para escolher quando se deslocar de um objetivo para outro, além de ajudar você quando precisar fugir rapidamente do Alien.

Sempre brinque com fogo

Você pode conseguir um lança chamas no game. Inacreditável como os jogadores mudam de postura e começa a brotar coragem da onde não se via.

Você não consegue matar o Alien, mas pode assustá-lo por alguns momentos enquanto você avança para outro objetivo. Com o lança chamas em mãos, espere o Alien se aproximar e libere duas ou três rajadas de fogo nele.

Isso irá fazer com que ele grite e, em seguida, irá correr em direção às aberturas da ventilação. Isso lhe dará tempo para fugir. Caso fique com pouco combustível, crie um molotov para atuar como substituto. Apenas não erre.

Seja o Batman, viva nas sombras

Em todos os jogos furtivos a escuridão é sempre sua melhor amiga para todas as situações, em Alien Isolation não é diferente. Para sobreviver de seus inimigos é necessário utilizá-la com sabedoria, pois ela pode ser sua aliada para despistar o Alien e para matar os humanos inimigos.

Elas estão presentes na maioria dos cômodos da Nostromo, e para ser sincero, você passará 80% do game nas sombras. Em alguns momentos de Alien Isolation você ficará isolado (avá, é memo?) em salas com o Alien, geralmente todas as luzes estão apagadas. Então não ache que o Alien tem uma supervisão e vai te ver até nas sombras, porque nessas situações ele se guia pelos barulhos e sons ambientes.

Então ande sempre agachado e fique preferencialmente embaixo de mesas, dentro de armários e agachado nos cantos da sala. Porque assim ele terá menos chances de esbarrar e encurralar você.

Use e abuse da escuridão, ela é sua maior aliada.

Não é necessário passar horas escondido

Essa dica é para você medroso que se borra em praticamente todos os jogos de terror, como o redator deste artigo por exemplo. Não passa muito tempo escondido dentro de armários, embaixo de mesas e etc. As vezes você pode estar dentro de um armário sendo que o Alien já foi saiu de cena há minutos, eu comecei a notar que isso acontecia logo na primeira aparição do monstrengo.

Isso acontece porque ele se movimenta na grande maioria das vezes pelos dutos de ventilação, o camper apelão fica até  esperando você passar por baixo de um deles para pegá-lo desprevenido.

Mas é fácil contornar isso, basta prestar atenção se não está caindo saliva no chão pelo buraco, se estiver é porque obviamente o Alien está ali. Então isso já te dá portas para fugir para um local mais seguro, porque você sabe exatamente onde nosso amiguinho está.

Rotas de fuga

Talvez você pense que abrir muitas portas em Alien: Isolation seja uma péssima ideia, mas o oposto é verdadeiro. Menos portas abertas, menos rotas de fuga você terá quando o capiroto do espaço te perseguir. Então ter mais rotas de fuga é essencial para sua sobrevivência.

Procure abrir as portas com antecedência, para evitar perda de tempo com seu sintonizador de acesso à segurança.

Conteúdo extra

O game base já oferece uma campanha longa o suficiente para ocupar o seu tempo por várias horas, bem como um Modo Sobrevivência viciante. Mas o conteúdo extra de Alien: Isolation merece um tempo extra da sua atenção (e lombar, no meu caso). O DLC Crew Expendable permite que os jogadores explorem a nave Nostromo e jogue no papel dos tripulantes Dallas, Parker ou Ellen Ripley. Em Last Survivor, você controla Ellen como a última sobrevivente da nave espacial.

O que você acha deste game? Comente aqui embaixo!

Referências:

Opapost, Game For Fun, Br Ing, wikipedia, techtudo.

The Evil Within 2

The Evil Within 2 [a] é um videogame de terror de sobrevivência em terceira pessoa desenvolvido pela Tango Gameworks e publicado pela Bethesda Softworks para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo foi lançado mundialmente em outubro de 2017 e é a sequela do videogame de 2014 The Evil Within. O jogo recebeu críticas geralmente positivas; como seu antecessor, recebeu elogios por seu visual, atmosfera e jogabilidade, mas recebeu algumas críticas por sua história e personagens.

Não tenha medo… de fugir

Naturalmente, The Evil Within 2 te dá medo. Ele foi feito para isso. Monstros assustadores, sustos mil, mas nem sempre precisa ser assim. Quando se deparar com uma criatura desconhecida que você não sabe bem o que faz ou como ataca, não tenha medo de fugir!

O game te dá todas as possibilidades para tentar se esconder ou despistar inimigos normais. Ainda que não seja tão adequado, é possível escapar com algum trabalho extra, seja por vida curta ou falta de munição. Contudo, tenha cuidado: os monstros são bem inteligentes e não deixarão que você suma sem mais nem menos.

Siga sempre o comunicador

O comunicador é uma importante ferramenta em The Evil Within 2 e coloca muita informação à disposição de Sebastian. Saiba seguir suas dicas e encontrar a localidade de outros elementos, itens ou sobreviventes no STEM.

Sem o comunicador, sua vida vai ficar bem mais complicada. Explicamos isso pois suas dicas podem parecer meros tutoriais do próprio jogo, mas não são. Não as ignore em hipótese alguma se quiser sobreviver um pouco mais.

Jogue com calma (na medida do possível)

Apesar de ter elementos de ação, The Evil Within 2 é um game para ser explorado nos mínimos detalhes. Jogue com calma, não pense em correr para terminar e ver logo a sequência de cenas finais.

Explore os cantos escuros, destrua caixotes para revelar itens e, claro, não deixe de aproveitar cada segundo da campanha. Essa dica é ainda mais recomendada nas dificuldades mais altas, carregadas de desafio superior.

Prefira sempre a furtividade

Por falar em calma, a furtividade é sua amiga em The Evil Within 2. Escolha permanecer nas sombras, evite combates e encontros indesejados. Os jogadores que fazem isso têm mais chance de sobreviver por algum tempo sem ser interrompidos. É no acobertamento que você encontra menus para matar automaticamente inimigos distraídos.

Como já deixamos claro, as sombras são suas amigas. Esgueire-se por cantos e escolha ficar atrás de móveis ao longo dos mapas que são dentro das casas, ou por trás de objetos diversos em outros locais de Union. Fique sempre atento ao ícone de olho que aparece no topo da tela. Se ele mudar, quer dizer que um inimigo te viu. Uma boa dica para distrair oponentes e usar mais a furtividade é, por exemplo, lançar objetos como garrafas em outro canto do cenário.

Economize balas

Chegamos àquela dica precisamente voltada para o gênero de sobrevivência de horror: economize balas. Não é brincadeira, já que toda a munição é escassa ao longo do jogo. As armas brancas, de corte, fazem um trabalho melhor para eliminar monstros mais simples ou abrir caixotes.

É claro que teremos momentos nos quais as balas serão imprescindíveis e você terá que descarregar pentes inteiros para eliminar os inimigos. Contudo, é sempre bom ter aquela reserva adicional, para fazer com que uma batalha de chefe seja mais simples, por exemplo.

Machado: a melhor arma branca

Por falar em armas brancas… Elas são as armas de corte, que não gastam munição e te oferecem ataques praticamente infinitos contra qualquer monstro padrão. Dentre elas, o machado é a melhor, com golpes mais fortes e precisos.

Na maioria do tempo, Sebastian terá a clássica “faquinha” à sua disposição, mas a partir do momento em que conseguimos o machado, a experiência de combate muda completamente. Não tenha medo de usá-lo no lugar das armas de fogo, inclusive.

Sempre mova a câmera

Essa dica está ligada com outras que citamos mais acima: a câmera é um dos segredos para se dar bem em The Evil Within 2. Alguns inimigos atacam sem aviso, silenciosos e, principalmente, por trás.

Ter todo o cuidado para não receber um golpe desprevenido ou morrer sem ser alertado é primordial no game. Infelizmente, não dá para olhar para a frente sempre, então é ideal que você sempre vigie outros ângulos da cena.

Jogar no ‘Easy’ não é vergonha

Por fim, saiba que The Evil Within 2 tem pelo menos três níveis de dificuldade iniciais. Começar no mais fácil não é vergonha alguma e, inclusive, é indicado pelo próprio diretor do jogo, Shinji Mikami – que foi o produtor e co-criador do primeiro.

The Evil Within 2 já é difícil por natureza, dada a variedade de momentos tensos, e jogar no “Casual”, o nível mais fácil, ajuda na adaptação dos controles e no desenrolar da história. Depois, é possível repetir a partida, em dificuldade superior, mas não se acanhe em começar pela mais simples – mesmo nesta dificuldade há um certo desafio alto.

Ande sempre escondido

The Evil Within 2 é um game que precisa ser jogado com cautela. O seu personagem, Sebastian, não é particularmente rápido ou forte e você terá que aprender a sobreviver sabendo isso. Considere sempre os campos de visão dos inimigos, seus movimentos e os locais onde você pode se esconder.

Sendo um game de terror de sobrevivência, você também necessita de itens essenciais como munições, mas estará limitado a um inventário não muito grande. A melhor estratégia então será andar escondido e tentar pegar seus adversários com sua faca, sempre por trás. Cada zumbi que você mata dessa forma é mais uma bala que pode o salvar no futuro.

Não seja impulsivo se for visto

Se você for descoberto por algum zumbi, não entre logo em pânico. Não é boa ideia começar disparando, mas sim procurar outro local para se esconder. Se você conseguir quebrar o campo de visão com o inimigo há boas hipóteses dele se esquecer de sua presença.

Tenha apenas cuidado com os arbustos, pois embora eles sejam bons para você se esconder, os mais altos podem também quebrar sua visão.

Estude suas redondeza

Como você não vai ter acesso a um mini-mapa, é muito importante percorrer seu caminho com cautela. Alguns zumbis estão sentados ou deitados nas ervas, um pouco camuflados e parecendo até mortos. Você não deve confiar em nada que não tenha sido morto por você, logo evite pisar nesses mortos-vivos ou eles vão acabar o atacando quando menos esperar.

Para o ajudar, você tem um ícone de alerta em cima da tela que indica se alguém está atento a sua presença. Se o olho estiver escaneando, isso significa que alguém está procurando você. Se por outro lado estiver apenas olhando em frente sem pestanejar então é melhor fugiu porque alguém está indo na sua direção!

Não esqueça que esse é um game de mundo aberto

The Evil Within é um game que o vai recompensar pela exploração. É necessário entrar em edifícios para pegar itens que vão ser muito necessários na sua sobrevivência. Logo, é útil que vá explorando suas redondezas enquanto se dirige para seu objetivo principal.

Além disso, andar pelo meio das ruas vai provavelmente levar você até à morte. Felizmente, o game tem muitos atalhos e vielas para você percorrer, fazendo com que fique mais escondido. Estabeleça sua rota por caminhos alternativos para aumentar suas chances de sobrevivência.

Complete todas as missões, incluindo as secundárias

É muito importante que você não só complete suas missões, mas também alguns objetivos opcionais que pode pegar. Essas missões secundárias devem ser completadas assim que possível porque vão conceder a você recompensas muito úteis, como novas armas e bolsas que aumentam sua capacidade de inventário.

Construa itens e melhore suas armas

The Evil Within 2 tem um sistema de construção fácil. Você apenas tem que pegar os materiais pelo mundo e os usar para criar itens. Embora o possa fazer em qualquer parte, o melhor será mesmo planejar o que quer fazer e levar seus itens a um banco de trabalho que pode encontrar em alguns pontos seguros. E ao fazer isso aproveite para criar um pouco de tudo, pois não sabe que itens vão fazer falta enquanto andar em suas aventuras. No início do game, tente se focar principalmente em munições para sua pistola de mão.

Nos bancos de trabalho, você também pode melhorar suas armas e, nesse caso, deverá começar a fazer o mais cedo possível. Cada melhoramento que você faça não vai ficar ativo apenas na arma que você está usando no momento, mas em todas da mesma categoria. Ou seja, se você melhorar uma pistola fraca na realidade todas as pistolas que pegar no futuro vão ter esse melhoramento incluído.

Evite entrar em combates desnecessários

Nesse início de jogo, seu personagem não terá várias habilidades que ajudam em combates. Sejam eles corpo a corpo ou com armas de fogo. Dessa forma, vá “comendo pelas beiradas”. Sim, elimine zumbis desgarrados para ganhar o gel verde que ajuda justamente a melhorar suas habilidades. Mas evite confrontos com grupos de monstros ou com criaturas que parecem assustadoras (elas são fortes, vai por mim).

Use os arbustos para passar desapercebido

The Evil Within 2 usa o bom e velho arbusto (consagrado em Assassin’s Creed, Uncharted e tantos outros jogos) como camuflagem. Portanto, aproveite os arbustos em Unity para andar camuflado e/ou fazer um aproach ninja antes de fazer aquele ataque furtivo.

Faça as missões paralelas

Sempre que possível, faças as missões paralelas em Unity. A primeira que já aparece logo de cara é para procurar por um armazém de armas. Do it (faça). Além de pegar munição pra chuchu, você conseguirá ótimas armas, como o virote (besta) e a shotgun.

Rifle “sniper” no telhado

Unity se parece com uma cidade de interior, cheia de casas pequenas, igreja e parque. Porém, há um prédio nela. E é nele que você precisa subir. Não chega a ser um arranha céu, mas é uma construção alta que se destaque dentre as outras. Em uma das laterais da construção há uma escada. Suba e procure pelos corpos de membros da Mobius. Só cuidado com os zumbis errantes que você pode encontrar por lá.

Reviste os soldados Mobius

Sempre que possível, reviste os soldados da Mobius mortos em Unity. Eles tem os melhores loots. Desde munição, porções generosas de gel e até itens que só eles lhe darão, como melhores repositórios de munição, seringas curativas etc. É claro que o jogo, sabendo disso, escolhe a dedo os locais para os policiais estarem caídos. Geralmente perto de algo em risco. Mas, mesmo assim, é possível saquear vários corpos e voltar com recompensas bem legais.

Se avistar uma imagem de santa, quebre-a

Calma. Sebastian Castellanos não virou nenhum religioso fanático. É que as imagens de santa em The Evil Within 2 contém chaves para você desbloquear itens em um armário que fica ao lado da cadeira elétrica na qual você obtém seus poderes.

Deixe para craftar em refúgios

Em The Evil Within 2 é possível melhorar armas e criar os itens que você usa no jogo. É possível fazer isso em bancadas espalhadas pela cidade. Logo de cara você encontra uma, no abrigo do O’Neil. O abrigo é um dos refúgios do jogo. Você até encontrará bancadas (workbenchs) “soltas” em algumas casas na Unity. Porém, criar itens nesses locais custará o dobro dos materiais que os refúgios lhe cobram. A não ser que você precise muito, guarde seus itens para criar em refúgios.

Pausa para o cafezinho

Quem não gosta de um café quentinho? Ainda mais passando o perrengue que o Castellanos passa em The Evil Within 2. Qual não foi minha surpresa quando, ao adentrar no primeiro refúgio do jogo, dei de cara com uma máquina de café. E, para minha surpresa ainda maior, o café recuperou completamente minha energia. Incrível! Portanto, se estiver voltando para um refúgio após uma missão e a energia não estiver lá essas coisas, tente economizar suas seringas já pensando naquele café quentinho do refúgio. Só não abuse, pois o café demora um tempinho para ficar pronto novamente.

Olho vivo no indicador de som

Em The Evil Within 2, há um indicador de barulho que fica na sua tela. Sempre que um zumbi ou monstro estiver por perto, o sensor mostrará umas ondas de som (parecem também com um eletrocardiograma, se você já viu um). Quanto mais perto do zumbi, mais ondas você verá. Portanto, sempre que tiver ondinha, tem zumbizinho. 

Upgrades

O mais importante de tudo; foque em estamina. Saiba que o personagem tem um péssimo fôlego. Sua barra é pequena e esvazia rápido. Então melhore dois níveis dessa barra. Você poderá ter uma chance melhor de correr de uma encrenca.

Depois dessa barra procure melhorar atributos que não envolvam o ataque. Não fará grande diferença. Veja os upgrades de estamina, vida etc, mas não de seu ataque.

Perceba as melhorias “laterais”. Toda árvore possui o principal a ser melhorado e o que rodeia a melhoria. Veja o que melhor te ajudará na progressão do jogo.

Particularmente, eu investi um pouco na árvore de furtividade. Diminuindo o ruído dos meus passos e aumentando a velocidade da caminhada agachada. Com isso, a dica que dei sobre o ataque furtivo fica ainda melhor se pensar por esse lado.

Melhoria de arma

Pense na melhoria da sua pistola. Claro, esse foco voltado mais para o início do jogo. Não gaste suas peças com nada diferente do que a capacidade de balas no pente e a cadência de tiro.

Sobre a quantidade de balas a explicação é muito simples; quanto mais munição disponível, melhor. Lembrando que arma de fogo é apenas para momentos de alta dificuldade, seja eles quais forem. E outro ponto é de você não deixar munição para trás no cenário. Se sua arma estiver cheia, você não coletará as balas, nem mesmo para ficarem em inventário. O que faria sentido se fosse assim, mas fazer o que né?!

A cadência vai te ajudar diretamente em momentos de aperto. Caso esteja sendo seguido por muitos inimigos ou tenha alguma criatura muito forte e é preciso mata-lo o quanto antes, a velocidade de disparo da arma será essencial. Ficaria muito difícil matar duas ou três criaturas que te perseguem se a sua arma demora para atirar.

Essas duas melhorias, você pode gastar peças para um upgrade cada ou dois. Fica a seu critério. Depois de estar bom o suficiente nesses dois aspectos, você pode pensar no resto. Na potência, na velocidade de recarga ou em outra arma.

Procure as chaves

Caso não tenha saco para procurar as famigeradas chaves, com certeza encontrará a localização delas na internet. Mas lembre-se, na grande maioria das ocasiões elas ficam dentro de estátuas. Não é tão fácil de encontra-las, mas ajudaria muito caso encontre.

As chaves lhe darão acesso aos armários da sala de upgrades. Com uma chave em mãos, então a sorte estará lançada. Mas praticamente, sempre, você obterá bons itens.

Referências:

Alvanista, Última ficha, Aficionado, wikipedia, techtudo.

Outlast 2

Outlast 2 (estilizado como OU⸸LASTII) é um jogo eletrônico de survival horror em primeira pessoa desenvolvido e publicado pela Red Barrels para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 25 de abril de 2017. É a sequência do jogo eletrônico de 2013 Outlast e apresenta um jornalista chamado Blake Langermann, junto com sua esposa Lynn, percorrendo o deserto do Arizona para explorar o assassinato de uma mulher grávida, apenas conhecida como Jane Doe. Blake e Lynn se separam em um acidente de helicóptero, e Blake tem que encontrar sua esposa enquanto viaja através de uma aldeia habitada por uma seita chamada Testamento do Novo Ezequiel (Testament of the New Ezekiel) que acredita que o fim dos dias está chegando.

Pouco depois do lançamento e popularidade de Outlast, Red Barrels anunciou a sequência. Uma demonstração de jogabilidade foi lançada tanto na PAX East quanto na E3 2016 em 22 de abril e 15 de junho, respectivamente, com lançamento inicial previsto para o outono de 2016. No entanto, devido a complicações durante o desenvolvimento, o jogo foi adiado para o primeiro trimestre de 2017 em 1 de agosto. Apesar da promessa de lançar o jogo no primeiro trimestre de 2017, a data de lançamento do jogo foi antecipada para o segundo trimestre de 2017, e foi disponibilizado digitalmente em 25 de abril de 2017 para o Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

Qual a história de Outlast 2?

Somos apresentados ao doentio Temple Gate, uma comunidade religiosa comandada pelo sádico Sullivan Knoth, responsável por pregar aos seus seguidores o combate ao Anti-Cristo e, para isso, sair matando o máximo possível de bebês e crianças. 

No jogo você encarna Blake Langermann, um cameraman que parte com a sua esposa Lynn para os confins do deserto do Arizona, com a missão de investigar o misterioso assassinato de uma jovem mulher grávida. 

O casal, no entanto, sofre um trágico acidente de helicóptero. Blake agora se encontra preso no bizarro vilarejo de Knoth, totalmente afastado da civilização e desesperado por encontrar a sua esposa.

Como se isso fosse pouco, Blake ainda precisa descobrir o que está acontecendo nesta macabra comunidade, recheada com criaturas e fanáticos com diferentes propósitos, mas todos sedentos por sangue!

Jogabilidade em Outlast 2

Não existem grandes novidades na jogabilidade de Outlast 2, em comparação com o seu antecessor. A premissa é a mesma: sobreviver sem armas e evitando totalmente os confrontos com os adversários. Blake conta apenas com uma câmera de visão noturna para se guiar em meio as trevas que cobrem o lugar. 

Agir com furtividade é o ponto chave do game e, para isso, você terá a sua disposição vários locais onde poderá se esconder, evitando os inimigos. 

A jogabilidade continua sendo em primeira pessoa, potencializando a veracidade dos sustos e terror sentido ao longo do jogo.

Os gráficos também estão muito melhores em Outlast 2, assim como vários efeitos que são vistos no game, como quando Blake cai na água e fica com os óculos molhados, por exemplo. Estas novas características ajudam a tornar a experiência ainda mais real.

Não resta dúvida que Outlast 2 é um jogo bastante estressante. O constante terror te persegue a todo momento, seja enquanto corre desesperadamente para escapar dos fanáticos enlouquecidos ou se esgueirando pelos cantos torcendo para não ser visto. 

Tentar sobreviver em meio a todo este caos e pressão pode soar como uma missão impossível. Pensando nisso, separamos algumas dicas essenciais para te ajudar a se acostumar com a atmosfera pesada de Outlast 2 e seguir vivo até o final do game.

Vá com calma!

Para ter sucesso neste jogo você precisa ter paciência. Como dito, uma das principais características de Outlast é a furtividade. Como você não tem armas para se defender, um confronto com os inimigos tem tudo para terminar em game over, portanto para vencer você não pode ser visto!

Logo nas primeiras etapas do game aprendemos vários comandos que são úteis na hora de ser furtivo, como espreitar pelas janelas e portas, agachar, andar na ponta dos pés, se esconder em barris ou debaixo da cama, entre outros.

Fique sempre atento as baterias

Além de chaves, curativos e cartas não existem muitos itens que podem ser coletados ao longo do game (como acontece com Resident Evil, por exemplo). Mas, nada é mais importante para você do que as benditas baterias!

A sua câmera funciona como os seus olhos em Outlast, através da visão noturna. Sem ela você simplesmente andará a deriva na escuridão até esbarrar com algum inimigo. 

As baterias costumam estar escondidas nos casebres, mas também podem ser achadas em outros locais. Fique atento aos objetos que aparentam brilhar no cenário, pois provavelmente é uma bateria novinha para abastecer a sua câmera.

Evite inimigos usando o Modo Áudio

Além da visão noturna, a câmera em Outlast 2 tem uma novidade: capacidade de captar áudio externo. Esta nova função é extremamente útil para você “scannear” as areas ao seu redor para saber se existem inimigos por perto. 

O áudio é capaz de ouvir os sons através de paredes, muros e demais obstáculos. Desta forma, você consegue saber a distância que o adversário está e se é (ou não) seguro avançar por determinado caminho.

Infelizmente, usar o Modo Áudio gasta muita bateria da câmera, portanto seja prudente e saiba administrar bem o uso desta função.

Corra Blake, Corra!

Bem, não é sempre que a furtividade vai dar certo e, caso seja avistado por um dos fanáticos caçadores, só resta uma coisa a fazer: CORRER!

No entanto, enquanto estiver correndo lembre-se de algumas coisas que podem ajudar a salvar a sua pele: 

No desespero de uma perseguição, você pode se sentir desorientado e totalmente perdido no cenário. Se isso acontecer, tente encontrar pontos brilhantes de luz na area, normalmente existem para indicar qual a direção certa que você deve seguir.

Afaste os caçadores dos portões, portas ou outras passagens. Eles tentarão te cercar e bloquearão estes caminhos. Correr para esses lugares diretamente pode significar a morte certa.

Procure por locais no ambiente que possam servir para a sua fuga, como caminhos alternativos, muros altos e ranhuras no chão que você pode utilizar para deslizar por cercas ou portões.

Os lugares que dão para subir estão marcados com marcas de mãos com sangue ou com uma escada quebrada.

Correr por muito tempo vai te deixar sem fôlego, então a melhor opção é procurar um local para se esconder até os inimigos sumirem.

Novos locais para se esconder

Existem muitos lugares que podem servir de esconderijo, como debaixo das camas, caminhões, no meio do mato, atrás de pedras, submerso na água e – uma novidade em Outlast 2 – dentro de barris, que estão espalhados por toda a vila. 

Caso esteja sendo perseguido, certifique-se de encontrar um desses locais e permaneça escondido até a barra ficar limpa. 

Está perdido e não sabe para onde ir?

Os cenários de Outlast 2 também não são moleza. A escuridão intensa e a névoa, aliada ao estado psicológico de constante stress do jogador, pode fazer com que você se perca ou não saiba para onde seguir em algumas partes.

Se isso acontecer, fique atento a uma dessas três dicas: Procure no chão próximo aos portões, cercas e muros uma ranhura no que pode servir como passagem para atingir uma nova area no cenário.

Se os inimigos estiverem atrás de você, chame atenção deles para longe do local de onde eles surgiram e, depois que despista-los, siga para este local.

Nas areas rochosas procure por pedras com marcas de sangue, você provavelmente terá um caminho para seguir naquela direção.

Lembre também de ficar atento aos sinais de luz brilhantes, pois como dito, costumam funcionar como um “norteador” para o jogador. 

Sua bateria acabou e precisa de mais luz? Apenas morra!

Como já falamos, você deve estar sempre atento ao nível da bateria de sua câmera. Ela não costuma durar muito tempo, principalmente usando o Modo Áudio e a visão noturna (sempre que possível, tente economizar estas funções, ok?). 

Mas caso fique sem baterias e perdido no meio da escuridão, ainda existe um modo de dar a volta por cima: morrer!
Pode parecer dramático, mas em último caso é a melhor solução. Sempre que você morre no jogo, renasce com a bateria da câmera e o sue nível de vida totalmente cheio.

Escapando dos sonhos bizarros de Blake