The Evil Within 2

The Evil Within 2 [a] é um videogame de terror de sobrevivência em terceira pessoa desenvolvido pela Tango Gameworks e publicado pela Bethesda Softworks para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo foi lançado mundialmente em outubro de 2017 e é a sequela do videogame de 2014 The Evil Within. O jogo recebeu críticas geralmente positivas; como seu antecessor, recebeu elogios por seu visual, atmosfera e jogabilidade, mas recebeu algumas críticas por sua história e personagens.

Não tenha medo… de fugir

Naturalmente, The Evil Within 2 te dá medo. Ele foi feito para isso. Monstros assustadores, sustos mil, mas nem sempre precisa ser assim. Quando se deparar com uma criatura desconhecida que você não sabe bem o que faz ou como ataca, não tenha medo de fugir!

O game te dá todas as possibilidades para tentar se esconder ou despistar inimigos normais. Ainda que não seja tão adequado, é possível escapar com algum trabalho extra, seja por vida curta ou falta de munição. Contudo, tenha cuidado: os monstros são bem inteligentes e não deixarão que você suma sem mais nem menos.

Siga sempre o comunicador

O comunicador é uma importante ferramenta em The Evil Within 2 e coloca muita informação à disposição de Sebastian. Saiba seguir suas dicas e encontrar a localidade de outros elementos, itens ou sobreviventes no STEM.

Sem o comunicador, sua vida vai ficar bem mais complicada. Explicamos isso pois suas dicas podem parecer meros tutoriais do próprio jogo, mas não são. Não as ignore em hipótese alguma se quiser sobreviver um pouco mais.

Jogue com calma (na medida do possível)

Apesar de ter elementos de ação, The Evil Within 2 é um game para ser explorado nos mínimos detalhes. Jogue com calma, não pense em correr para terminar e ver logo a sequência de cenas finais.

Explore os cantos escuros, destrua caixotes para revelar itens e, claro, não deixe de aproveitar cada segundo da campanha. Essa dica é ainda mais recomendada nas dificuldades mais altas, carregadas de desafio superior.

Prefira sempre a furtividade

Por falar em calma, a furtividade é sua amiga em The Evil Within 2. Escolha permanecer nas sombras, evite combates e encontros indesejados. Os jogadores que fazem isso têm mais chance de sobreviver por algum tempo sem ser interrompidos. É no acobertamento que você encontra menus para matar automaticamente inimigos distraídos.

Como já deixamos claro, as sombras são suas amigas. Esgueire-se por cantos e escolha ficar atrás de móveis ao longo dos mapas que são dentro das casas, ou por trás de objetos diversos em outros locais de Union. Fique sempre atento ao ícone de olho que aparece no topo da tela. Se ele mudar, quer dizer que um inimigo te viu. Uma boa dica para distrair oponentes e usar mais a furtividade é, por exemplo, lançar objetos como garrafas em outro canto do cenário.

Economize balas

Chegamos àquela dica precisamente voltada para o gênero de sobrevivência de horror: economize balas. Não é brincadeira, já que toda a munição é escassa ao longo do jogo. As armas brancas, de corte, fazem um trabalho melhor para eliminar monstros mais simples ou abrir caixotes.

É claro que teremos momentos nos quais as balas serão imprescindíveis e você terá que descarregar pentes inteiros para eliminar os inimigos. Contudo, é sempre bom ter aquela reserva adicional, para fazer com que uma batalha de chefe seja mais simples, por exemplo.

Machado: a melhor arma branca

Por falar em armas brancas… Elas são as armas de corte, que não gastam munição e te oferecem ataques praticamente infinitos contra qualquer monstro padrão. Dentre elas, o machado é a melhor, com golpes mais fortes e precisos.

Na maioria do tempo, Sebastian terá a clássica “faquinha” à sua disposição, mas a partir do momento em que conseguimos o machado, a experiência de combate muda completamente. Não tenha medo de usá-lo no lugar das armas de fogo, inclusive.

Sempre mova a câmera

Essa dica está ligada com outras que citamos mais acima: a câmera é um dos segredos para se dar bem em The Evil Within 2. Alguns inimigos atacam sem aviso, silenciosos e, principalmente, por trás.

Ter todo o cuidado para não receber um golpe desprevenido ou morrer sem ser alertado é primordial no game. Infelizmente, não dá para olhar para a frente sempre, então é ideal que você sempre vigie outros ângulos da cena.

Jogar no ‘Easy’ não é vergonha

Por fim, saiba que The Evil Within 2 tem pelo menos três níveis de dificuldade iniciais. Começar no mais fácil não é vergonha alguma e, inclusive, é indicado pelo próprio diretor do jogo, Shinji Mikami – que foi o produtor e co-criador do primeiro.

The Evil Within 2 já é difícil por natureza, dada a variedade de momentos tensos, e jogar no “Casual”, o nível mais fácil, ajuda na adaptação dos controles e no desenrolar da história. Depois, é possível repetir a partida, em dificuldade superior, mas não se acanhe em começar pela mais simples – mesmo nesta dificuldade há um certo desafio alto.

Ande sempre escondido

The Evil Within 2 é um game que precisa ser jogado com cautela. O seu personagem, Sebastian, não é particularmente rápido ou forte e você terá que aprender a sobreviver sabendo isso. Considere sempre os campos de visão dos inimigos, seus movimentos e os locais onde você pode se esconder.

Sendo um game de terror de sobrevivência, você também necessita de itens essenciais como munições, mas estará limitado a um inventário não muito grande. A melhor estratégia então será andar escondido e tentar pegar seus adversários com sua faca, sempre por trás. Cada zumbi que você mata dessa forma é mais uma bala que pode o salvar no futuro.

Não seja impulsivo se for visto

Se você for descoberto por algum zumbi, não entre logo em pânico. Não é boa ideia começar disparando, mas sim procurar outro local para se esconder. Se você conseguir quebrar o campo de visão com o inimigo há boas hipóteses dele se esquecer de sua presença.

Tenha apenas cuidado com os arbustos, pois embora eles sejam bons para você se esconder, os mais altos podem também quebrar sua visão.

Estude suas redondeza

Como você não vai ter acesso a um mini-mapa, é muito importante percorrer seu caminho com cautela. Alguns zumbis estão sentados ou deitados nas ervas, um pouco camuflados e parecendo até mortos. Você não deve confiar em nada que não tenha sido morto por você, logo evite pisar nesses mortos-vivos ou eles vão acabar o atacando quando menos esperar.

Para o ajudar, você tem um ícone de alerta em cima da tela que indica se alguém está atento a sua presença. Se o olho estiver escaneando, isso significa que alguém está procurando você. Se por outro lado estiver apenas olhando em frente sem pestanejar então é melhor fugiu porque alguém está indo na sua direção!

Não esqueça que esse é um game de mundo aberto

The Evil Within é um game que o vai recompensar pela exploração. É necessário entrar em edifícios para pegar itens que vão ser muito necessários na sua sobrevivência. Logo, é útil que vá explorando suas redondezas enquanto se dirige para seu objetivo principal.

Além disso, andar pelo meio das ruas vai provavelmente levar você até à morte. Felizmente, o game tem muitos atalhos e vielas para você percorrer, fazendo com que fique mais escondido. Estabeleça sua rota por caminhos alternativos para aumentar suas chances de sobrevivência.

Complete todas as missões, incluindo as secundárias

É muito importante que você não só complete suas missões, mas também alguns objetivos opcionais que pode pegar. Essas missões secundárias devem ser completadas assim que possível porque vão conceder a você recompensas muito úteis, como novas armas e bolsas que aumentam sua capacidade de inventário.

Construa itens e melhore suas armas

The Evil Within 2 tem um sistema de construção fácil. Você apenas tem que pegar os materiais pelo mundo e os usar para criar itens. Embora o possa fazer em qualquer parte, o melhor será mesmo planejar o que quer fazer e levar seus itens a um banco de trabalho que pode encontrar em alguns pontos seguros. E ao fazer isso aproveite para criar um pouco de tudo, pois não sabe que itens vão fazer falta enquanto andar em suas aventuras. No início do game, tente se focar principalmente em munições para sua pistola de mão.

Nos bancos de trabalho, você também pode melhorar suas armas e, nesse caso, deverá começar a fazer o mais cedo possível. Cada melhoramento que você faça não vai ficar ativo apenas na arma que você está usando no momento, mas em todas da mesma categoria. Ou seja, se você melhorar uma pistola fraca na realidade todas as pistolas que pegar no futuro vão ter esse melhoramento incluído.

Evite entrar em combates desnecessários

Nesse início de jogo, seu personagem não terá várias habilidades que ajudam em combates. Sejam eles corpo a corpo ou com armas de fogo. Dessa forma, vá “comendo pelas beiradas”. Sim, elimine zumbis desgarrados para ganhar o gel verde que ajuda justamente a melhorar suas habilidades. Mas evite confrontos com grupos de monstros ou com criaturas que parecem assustadoras (elas são fortes, vai por mim).

Use os arbustos para passar desapercebido

The Evil Within 2 usa o bom e velho arbusto (consagrado em Assassin’s Creed, Uncharted e tantos outros jogos) como camuflagem. Portanto, aproveite os arbustos em Unity para andar camuflado e/ou fazer um aproach ninja antes de fazer aquele ataque furtivo.

Faça as missões paralelas

Sempre que possível, faças as missões paralelas em Unity. A primeira que já aparece logo de cara é para procurar por um armazém de armas. Do it (faça). Além de pegar munição pra chuchu, você conseguirá ótimas armas, como o virote (besta) e a shotgun.

Rifle “sniper” no telhado

Unity se parece com uma cidade de interior, cheia de casas pequenas, igreja e parque. Porém, há um prédio nela. E é nele que você precisa subir. Não chega a ser um arranha céu, mas é uma construção alta que se destaque dentre as outras. Em uma das laterais da construção há uma escada. Suba e procure pelos corpos de membros da Mobius. Só cuidado com os zumbis errantes que você pode encontrar por lá.

Reviste os soldados Mobius

Sempre que possível, reviste os soldados da Mobius mortos em Unity. Eles tem os melhores loots. Desde munição, porções generosas de gel e até itens que só eles lhe darão, como melhores repositórios de munição, seringas curativas etc. É claro que o jogo, sabendo disso, escolhe a dedo os locais para os policiais estarem caídos. Geralmente perto de algo em risco. Mas, mesmo assim, é possível saquear vários corpos e voltar com recompensas bem legais.

Se avistar uma imagem de santa, quebre-a

Calma. Sebastian Castellanos não virou nenhum religioso fanático. É que as imagens de santa em The Evil Within 2 contém chaves para você desbloquear itens em um armário que fica ao lado da cadeira elétrica na qual você obtém seus poderes.

Deixe para craftar em refúgios

Em The Evil Within 2 é possível melhorar armas e criar os itens que você usa no jogo. É possível fazer isso em bancadas espalhadas pela cidade. Logo de cara você encontra uma, no abrigo do O’Neil. O abrigo é um dos refúgios do jogo. Você até encontrará bancadas (workbenchs) “soltas” em algumas casas na Unity. Porém, criar itens nesses locais custará o dobro dos materiais que os refúgios lhe cobram. A não ser que você precise muito, guarde seus itens para criar em refúgios.

Pausa para o cafezinho

Quem não gosta de um café quentinho? Ainda mais passando o perrengue que o Castellanos passa em The Evil Within 2. Qual não foi minha surpresa quando, ao adentrar no primeiro refúgio do jogo, dei de cara com uma máquina de café. E, para minha surpresa ainda maior, o café recuperou completamente minha energia. Incrível! Portanto, se estiver voltando para um refúgio após uma missão e a energia não estiver lá essas coisas, tente economizar suas seringas já pensando naquele café quentinho do refúgio. Só não abuse, pois o café demora um tempinho para ficar pronto novamente.

Olho vivo no indicador de som

Em The Evil Within 2, há um indicador de barulho que fica na sua tela. Sempre que um zumbi ou monstro estiver por perto, o sensor mostrará umas ondas de som (parecem também com um eletrocardiograma, se você já viu um). Quanto mais perto do zumbi, mais ondas você verá. Portanto, sempre que tiver ondinha, tem zumbizinho. 

Upgrades

O mais importante de tudo; foque em estamina. Saiba que o personagem tem um péssimo fôlego. Sua barra é pequena e esvazia rápido. Então melhore dois níveis dessa barra. Você poderá ter uma chance melhor de correr de uma encrenca.

Depois dessa barra procure melhorar atributos que não envolvam o ataque. Não fará grande diferença. Veja os upgrades de estamina, vida etc, mas não de seu ataque.

Perceba as melhorias “laterais”. Toda árvore possui o principal a ser melhorado e o que rodeia a melhoria. Veja o que melhor te ajudará na progressão do jogo.

Particularmente, eu investi um pouco na árvore de furtividade. Diminuindo o ruído dos meus passos e aumentando a velocidade da caminhada agachada. Com isso, a dica que dei sobre o ataque furtivo fica ainda melhor se pensar por esse lado.

Melhoria de arma

Pense na melhoria da sua pistola. Claro, esse foco voltado mais para o início do jogo. Não gaste suas peças com nada diferente do que a capacidade de balas no pente e a cadência de tiro.

Sobre a quantidade de balas a explicação é muito simples; quanto mais munição disponível, melhor. Lembrando que arma de fogo é apenas para momentos de alta dificuldade, seja eles quais forem. E outro ponto é de você não deixar munição para trás no cenário. Se sua arma estiver cheia, você não coletará as balas, nem mesmo para ficarem em inventário. O que faria sentido se fosse assim, mas fazer o que né?!

A cadência vai te ajudar diretamente em momentos de aperto. Caso esteja sendo seguido por muitos inimigos ou tenha alguma criatura muito forte e é preciso mata-lo o quanto antes, a velocidade de disparo da arma será essencial. Ficaria muito difícil matar duas ou três criaturas que te perseguem se a sua arma demora para atirar.

Essas duas melhorias, você pode gastar peças para um upgrade cada ou dois. Fica a seu critério. Depois de estar bom o suficiente nesses dois aspectos, você pode pensar no resto. Na potência, na velocidade de recarga ou em outra arma.

Procure as chaves

Caso não tenha saco para procurar as famigeradas chaves, com certeza encontrará a localização delas na internet. Mas lembre-se, na grande maioria das ocasiões elas ficam dentro de estátuas. Não é tão fácil de encontra-las, mas ajudaria muito caso encontre.

As chaves lhe darão acesso aos armários da sala de upgrades. Com uma chave em mãos, então a sorte estará lançada. Mas praticamente, sempre, você obterá bons itens.

Referências:

Alvanista, Última ficha, Aficionado, wikipedia, techtudo.

Outlast 2

Outlast 2 (estilizado como OU⸸LASTII) é um jogo eletrônico de survival horror em primeira pessoa desenvolvido e publicado pela Red Barrels para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 25 de abril de 2017. É a sequência do jogo eletrônico de 2013 Outlast e apresenta um jornalista chamado Blake Langermann, junto com sua esposa Lynn, percorrendo o deserto do Arizona para explorar o assassinato de uma mulher grávida, apenas conhecida como Jane Doe. Blake e Lynn se separam em um acidente de helicóptero, e Blake tem que encontrar sua esposa enquanto viaja através de uma aldeia habitada por uma seita chamada Testamento do Novo Ezequiel (Testament of the New Ezekiel) que acredita que o fim dos dias está chegando.

Pouco depois do lançamento e popularidade de Outlast, Red Barrels anunciou a sequência. Uma demonstração de jogabilidade foi lançada tanto na PAX East quanto na E3 2016 em 22 de abril e 15 de junho, respectivamente, com lançamento inicial previsto para o outono de 2016. No entanto, devido a complicações durante o desenvolvimento, o jogo foi adiado para o primeiro trimestre de 2017 em 1 de agosto. Apesar da promessa de lançar o jogo no primeiro trimestre de 2017, a data de lançamento do jogo foi antecipada para o segundo trimestre de 2017, e foi disponibilizado digitalmente em 25 de abril de 2017 para o Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

Qual a história de Outlast 2?

Somos apresentados ao doentio Temple Gate, uma comunidade religiosa comandada pelo sádico Sullivan Knoth, responsável por pregar aos seus seguidores o combate ao Anti-Cristo e, para isso, sair matando o máximo possível de bebês e crianças. 

No jogo você encarna Blake Langermann, um cameraman que parte com a sua esposa Lynn para os confins do deserto do Arizona, com a missão de investigar o misterioso assassinato de uma jovem mulher grávida. 

O casal, no entanto, sofre um trágico acidente de helicóptero. Blake agora se encontra preso no bizarro vilarejo de Knoth, totalmente afastado da civilização e desesperado por encontrar a sua esposa.

Como se isso fosse pouco, Blake ainda precisa descobrir o que está acontecendo nesta macabra comunidade, recheada com criaturas e fanáticos com diferentes propósitos, mas todos sedentos por sangue!

Jogabilidade em Outlast 2

Não existem grandes novidades na jogabilidade de Outlast 2, em comparação com o seu antecessor. A premissa é a mesma: sobreviver sem armas e evitando totalmente os confrontos com os adversários. Blake conta apenas com uma câmera de visão noturna para se guiar em meio as trevas que cobrem o lugar. 

Agir com furtividade é o ponto chave do game e, para isso, você terá a sua disposição vários locais onde poderá se esconder, evitando os inimigos. 

A jogabilidade continua sendo em primeira pessoa, potencializando a veracidade dos sustos e terror sentido ao longo do jogo.

Os gráficos também estão muito melhores em Outlast 2, assim como vários efeitos que são vistos no game, como quando Blake cai na água e fica com os óculos molhados, por exemplo. Estas novas características ajudam a tornar a experiência ainda mais real.

Não resta dúvida que Outlast 2 é um jogo bastante estressante. O constante terror te persegue a todo momento, seja enquanto corre desesperadamente para escapar dos fanáticos enlouquecidos ou se esgueirando pelos cantos torcendo para não ser visto. 

Tentar sobreviver em meio a todo este caos e pressão pode soar como uma missão impossível. Pensando nisso, separamos algumas dicas essenciais para te ajudar a se acostumar com a atmosfera pesada de Outlast 2 e seguir vivo até o final do game.

Vá com calma!

Para ter sucesso neste jogo você precisa ter paciência. Como dito, uma das principais características de Outlast é a furtividade. Como você não tem armas para se defender, um confronto com os inimigos tem tudo para terminar em game over, portanto para vencer você não pode ser visto!

Logo nas primeiras etapas do game aprendemos vários comandos que são úteis na hora de ser furtivo, como espreitar pelas janelas e portas, agachar, andar na ponta dos pés, se esconder em barris ou debaixo da cama, entre outros.

Fique sempre atento as baterias

Além de chaves, curativos e cartas não existem muitos itens que podem ser coletados ao longo do game (como acontece com Resident Evil, por exemplo). Mas, nada é mais importante para você do que as benditas baterias!

A sua câmera funciona como os seus olhos em Outlast, através da visão noturna. Sem ela você simplesmente andará a deriva na escuridão até esbarrar com algum inimigo. 

As baterias costumam estar escondidas nos casebres, mas também podem ser achadas em outros locais. Fique atento aos objetos que aparentam brilhar no cenário, pois provavelmente é uma bateria novinha para abastecer a sua câmera.

Evite inimigos usando o Modo Áudio

Além da visão noturna, a câmera em Outlast 2 tem uma novidade: capacidade de captar áudio externo. Esta nova função é extremamente útil para você “scannear” as areas ao seu redor para saber se existem inimigos por perto. 

O áudio é capaz de ouvir os sons através de paredes, muros e demais obstáculos. Desta forma, você consegue saber a distância que o adversário está e se é (ou não) seguro avançar por determinado caminho.

Infelizmente, usar o Modo Áudio gasta muita bateria da câmera, portanto seja prudente e saiba administrar bem o uso desta função.

Corra Blake, Corra!

Bem, não é sempre que a furtividade vai dar certo e, caso seja avistado por um dos fanáticos caçadores, só resta uma coisa a fazer: CORRER!

No entanto, enquanto estiver correndo lembre-se de algumas coisas que podem ajudar a salvar a sua pele: 

No desespero de uma perseguição, você pode se sentir desorientado e totalmente perdido no cenário. Se isso acontecer, tente encontrar pontos brilhantes de luz na area, normalmente existem para indicar qual a direção certa que você deve seguir.

Afaste os caçadores dos portões, portas ou outras passagens. Eles tentarão te cercar e bloquearão estes caminhos. Correr para esses lugares diretamente pode significar a morte certa.

Procure por locais no ambiente que possam servir para a sua fuga, como caminhos alternativos, muros altos e ranhuras no chão que você pode utilizar para deslizar por cercas ou portões.

Os lugares que dão para subir estão marcados com marcas de mãos com sangue ou com uma escada quebrada.

Correr por muito tempo vai te deixar sem fôlego, então a melhor opção é procurar um local para se esconder até os inimigos sumirem.

Novos locais para se esconder

Existem muitos lugares que podem servir de esconderijo, como debaixo das camas, caminhões, no meio do mato, atrás de pedras, submerso na água e – uma novidade em Outlast 2 – dentro de barris, que estão espalhados por toda a vila. 

Caso esteja sendo perseguido, certifique-se de encontrar um desses locais e permaneça escondido até a barra ficar limpa. 

Está perdido e não sabe para onde ir?

Os cenários de Outlast 2 também não são moleza. A escuridão intensa e a névoa, aliada ao estado psicológico de constante stress do jogador, pode fazer com que você se perca ou não saiba para onde seguir em algumas partes.

Se isso acontecer, fique atento a uma dessas três dicas: Procure no chão próximo aos portões, cercas e muros uma ranhura no que pode servir como passagem para atingir uma nova area no cenário.

Se os inimigos estiverem atrás de você, chame atenção deles para longe do local de onde eles surgiram e, depois que despista-los, siga para este local.

Nas areas rochosas procure por pedras com marcas de sangue, você provavelmente terá um caminho para seguir naquela direção.

Lembre também de ficar atento aos sinais de luz brilhantes, pois como dito, costumam funcionar como um “norteador” para o jogador. 

Sua bateria acabou e precisa de mais luz? Apenas morra!

Como já falamos, você deve estar sempre atento ao nível da bateria de sua câmera. Ela não costuma durar muito tempo, principalmente usando o Modo Áudio e a visão noturna (sempre que possível, tente economizar estas funções, ok?). 

Mas caso fique sem baterias e perdido no meio da escuridão, ainda existe um modo de dar a volta por cima: morrer!
Pode parecer dramático, mas em último caso é a melhor solução. Sempre que você morre no jogo, renasce com a bateria da câmera e o sue nível de vida totalmente cheio.

Escapando dos sonhos bizarros de Blake

Ao longo do game você nota que o protagonista tem umas alucinações aleatórias e muito bizarras, que nos leva para o ambiente de uma escola abandonada.

O que você precisa ter em mente é que essas sequências de estranhas alucinações não seguem a mesma lógica do resto do jogo. 

O único modo de sair desses sonhos é você explorando detalhadamente todo o cenário da escola, ler as cartas, atender os telefones, acessar computadores, e interagir com o máximo de coisas disponíveis no ambiente.

Após alguns sustos, alguma saída há de surgir… Será?

Nem todo mundo vai querer te matar, mas mesmo assim… cuidado!

Você vai cruzar com alguns fanáticos que simplesmente não vão correr atrás de você. Se por acaso encontrar uma mulher rezando, não fique preocupado em evitar chamar a sua atenção, ela não vai pular atrás do seu pescoço. 

Mas atenção, não se aproxime dessas pessoas! Elas podem não se importar com a sua presença no local, mas caso você “perturbe a paz”, não exitaram em te cortar ao meio com uma faca de açougueiro!

Covardia sem vergonha

Como bom jogo de terror, Outlast 2 insere o jogador em um mundo ameaçador no qual seu personagem é muito mais fraco que os inimigos ao seu redor e pode morrer em apenas um ataque certeiro.

Ao invés de encarar os monstros de frente, na maior parte do tempo é preciso correr para bem longe. Como o fôlego é limitado, deixe para dar piques apenas nos momentos de maior necessidade e fique atento ao parkour, já que é possível correr sobre mesas ou por debaixo de obstáculos sem perder velocidade.

Seja sorrateiro

Preste muita atenção no ambiente ao seu redor, já que é possível se agachar e esconder embaixo de camas, dentro de barris e armários. Também é possível se esconder embaixo d’água, mas tome cuidado com o fôlego e volte à superfície assim que bolhas começarem a aparecer.

No entanto, há uma pegadinha: não adianta se esconder caso algum inimigo já esteja de olho no personagem, pois ele o encontrará com certeza. Mesmo que não haja qualquer monstro em sua cola, não há garantias de que o esconderijo funcionará, pois muitas vezes a inteligência artificial será proativa e investigará por conta própria pontos suspeitos.

Use bem seus recursos

Baterias são artigos limitados e valiosos, e provavelmente serão esgotadas várias vezes ao longo da campanha. Seja inteligente e evite deixar seu microfone ou visão noturna ligados sem necessidade. Crie o hábito de desligar e religar os itens em rápidos intervalos, o que é mais econômico no longo prazo.

O bolso esquerdo do personagem indica quantas pilhas ele ainda tem disponíveis, e é uma boa ideia procurar mais delas sempre que possível. Nos momentos de conforto e segurança, aproveite para explorar as salas e checar todas as gavetas em busca de mais recursos.

Saúde é o que interessa

Não há uma barra de energia em Outlast 2, mas ainda assim é necessário tomar cuidado com sua saúde, especialmente caso você sofra um ataque que faça o personagem sangrar. Neste caso, é uma boa ideia usar curativos.

Outlast 2 não inclui qualquer detector de Bandagens, então é necessário fazer a busca manualmente, prestando atenção e procurando itens brilhantes no cenário. Dê uma olhada nas caixas de primeiros socorros e não esqueça que os itens ficam mais raros conforme a campanha avança, então poupe seus itens.

Distância segura

Quando estiver explorando uma área infestada por inimigos, tente andar abaixado na maior parte do tempo. Fora dos níveis de dificuldade mais altos, Outlast 2 possui uma grande tolerância e permite que você se aproxime bem dos monstros sem ser notado.

Basta ficar fora do seu campo de visão direto e evitar encostar neles para caminhar sem medo. Também é seguro andar entre a vegetação alta, então use o ambiente a seu favor. A principal dica é ter coragem e inteligência para vencer!

Atenção na tela

O jogo deixa diversas pistas visuais para que você consiga prever o que diabos te espera pela frente. Se alguns sustos são inevitáveis, pelo menos inimigos e colecionáveis geralmente são mais fáceis de se encontrar com alguma atenção. Como o jogo é escuro, pequenos flashes de luz no horizonte indicam inimigos. Se a velocidade do apagar e ascender da luz for mais rápido, provavelmente é uma bateria ou colecionável.

Como a sua câmera pode filmar alguns eventos, coloque a visão dela, sem a visão noturna se não for preciso, sempre que você desconfiar de algo. Sua velocidade diminui, mas evita perder algum colecionável importante para entender melhor a história.

Não leia documentos

Evite ler os documentos encontrados no jogo, deixe para ler depois quando você parar de jogar, todos os documentos podem ser encontrados no menu principal de Outlast 2, ler documentos pelo jogo consome bateria de sua câmera, alguns documentos dão para ler sem a câmera, mas outros não.

Evite recarregar

Toda vez que a bateria de sua câmera acaba, você ainda consegue usar um pouco da visão noturna dela. É recomendado que você evite recarregar no momento em que a bateria acaba, em muitos casos é possível continuar mesmo com a iluminação fraca dela com a bateria no vermelho.

Agache para ver melhor

Quando você está com a bateria no vermelho e usando o mínimo de visão de sua câmera, você pode agachar para ver melhor o que tem no chão ou se aproximar dos objetos para tentar identifica-los.

Piscando a luz

Quando em lugares mais escuros, ande piscando a luz de tempos em tempos, tem muitas partes de Outlast 2 que possuem iluminação parcial e você não precisa necessariamente deixar a câmera sempre ligada.

Como ativar o elevador?

Tem uma parte de Outlast 2 onde você encontrará um elevador e precisará ativá-lo, você deve localizar o gerador e liga-lo.

O gerador se encontra no final do caminho, seguindo reto você vai encontrar uma casa para o lado esquerdo e o gerador vai estar no andar de cima, basta subir as escadas.

Para chegar até lá você deve passar despercebido pelos inimigos.

Após ligar o gerador, você deve voltar para o elevador, agora você deve despistar a vilã Marta.

Siga o caminho em direção ao elevador até que Marta apareça, quando ela te ver, saia correndo de volta para a casa do gerador, antes de subir a escada tem um barril ao qual você pode se esconder e esperar.

Quando você perceber que ela foi embora, volte correndo em direção ao elevador e acione ele antes que ela lhe alcance.

Como passar a parte da biblioteca

Tem um momento onde o personagem principal está na biblioteca da escola e deve escapar, nela há várias estantes de livros e também um monstro.

Existe uma parte da biblioteca onde tem um refletor ligado, siga pela entrada da esquerda deste refletor e continue pela esquerda, em um certo momento você vai encontrar o que parece ser um monstro que vem de um lugar iluminado.

Corra para despistar o monstro e depois volte no lugar iluminado, há uma pilha de livros nesta parte, você vai se aproximar e subir na pilha de livros e se arrastar para uma pequena passagem e sair da biblioteca labirinto.

Nota: Pode parecer simples, mas na minha primeira jogada eu não tinha compreendido que havia uma passagem na pilha de livros e levei um bom tempo para descobrir isso.

Como desligar a eletricidade

Existe uma parte bem perto do final do Outlast 2 onde você está em um lugar subterrâneo onde a única passagem está bloqueada por fiações de energia elétrica.

Para poder passar, você deve localizar e acionar 2 interruptores para desligar a eletricidade, confira o passo a passo para fazer isso.

Estando na frente dos cabos de eletricidade, você vai para o lado esquerdo da tela e observar uma entrada iluminada, se aproxime dela até a vilã aparecer.

Quando ela mostrar sinais de que está vindo, você vai mergulhar na água e passar por uma abertura da parede que vai te levar até o primeiro interruptor. Não mergulhe na direção dela, é mais seguro ir para o canto e passar por baixo.

Rapidamente acione o interruptor e já vá em direção da entrada iluminada no final do corredor, abaixe para não esbarrar na lâmpada para evitar atrair atenção.

Continue reto e observe uma parede de madeira no meio do lugar, atrás dela está o segundo interruptor, acione ele.

Para voltar tome novamente cuidado para não esbarrar na lâmpada, siga reto até o final do corredor, mergulhe, entre no buraco da parede, aguarde a Val passar para poder submergir e ir para a entrada que antes não estava acessível.

Dê a volta na Martha

A Martha é um dos inimigos icônicos do jogo. A voz dela é de arrepiar e, meu amigo, você não vai querer chegar perto dela. Ao contrário dos inimigos convencionais, ela te finaliza com um único golpe e não adianta só tentar dar a volta em torno dela, se chegar perto, ela vai te matar.

A única forma de passar é evitando ela totalmente, dando uma volta grande em torno dela. Chame a atenção da monstrenga para um canto, se for preciso, e use o outro lado para passar por ela, sempre existirá uma saída. Se você dominar e entender isso, até os sustos diminuem.

Referências:

Seu Game, Aficionados, Uol, techtudo, Wikipedia.

Until Dawn

Until Dawn é um jogo de aventura e de survival horror desenvolvido pela Supermassive Games e publicado pela Sony Computer Entertainment para a PlayStation 4 em Agosto de 2015. Originalmente planejado para a PlayStation 3 com suporte para PlayStation Move, o jogo acabou por ser reintroduzido como um exclusivo para PlayStation 4 em agosto de 2014.

Until Dawn recebeu análises positivas por parte dos críticos da especialidade. Conseguiu uma pontuação agregada de 79,07% no GameRankings e 79/100 no Metacritic.

Jogabilidade

Until Dawn foi desenhado para poder ser jogado várias vezes para que os jogadores possam entender o jogo na sua totalidade. A história dura cerca de nove horas de cada vez que se joga e as mecânicas irão utilizar um novo sistema chamado “Efeito Borboleta” em que cada escolha feita terá grandes consequências nunca antes vistas no desenrolar da história. Ao longo do jogo, os jogadores farão decisões difíceis com dilemas éticos e morais, como por exemplo sacrificar uma personagem para poder salvar outra. O “Efeito Borboleta” apaga a linha entre o correto e o incorreto, e é possível manter os oito personagens vivos (e até todos mortos), permitindo diferentes caminhos e cenários criando assim vários finais diferentes. O mecanismo de interação com a aplicação pode ser feito de três formas: com o DualShock 4 utilizando os botões, com o DualShok 4 utilizando o sensor de movimentos do mesmo e, sem a utilização de qualquer dispositivo remoto, através da PlayStation Camera, pelos movimentos corporais do jogador (algo semelhante aos jogos jogados através do Kinect, do Microsoft Xbox). Until Dawn tem um modo de auto-salvar muito restrito e, não permite ao jogador aceder ao arquivo da gravação; isto para prevenir que os jogadores se sintam arrependidos de alguma decisão que fizeram no jogo e a possam alterar. Também não há regulação da dificuldade no que toca à resposta do computador. A dificuldade é auto-ajustada de acordo com as decisões e o ponto da história em que o jogador está; por exemplo: o tempo de resposta aos “Quick-time Events” é menor quando um personagem se encontra numa cena de perigo do que se a mesma se encontrar numa situação calma. O nome do jogo Until Dawn em inglês significa “Até o amanhecer”, e já diz até que tempo terminará a história, isso o jogador verá que é verdade ao decorrer do jogo.  O jogador deverá recolher o máximo de colecionáveis de vários tipos com todos os personagens por forma a poder perceber a história.

A História

À primeira vista, Until Dawn é apenas um entre vários games que conseguiu passar a ideia de um filme de terror, reunindo alguns jovens em uma cabana amaldiçoada no meio do nada. A diferença é que a história consegue tomar rumos muito inventivos, trazendo surpresas e reviravoltas.

Aqui, vemos um grupo de amigos se reunindo em uma casa no interior do Canadá, um ano após a morte de duas amigas queridas. Contudo, esse retorno é marcado por acontecimentos bizarros, conformes criaturas macabras e um assassino misterioso espreitam na escuridão…

Como funcionam as escolhas em Until Dawn?

Exemplo de um “quicktime event” em Until Dawn. Escolha em quem atirar.

A mecânica do jogo Until Dawn é toda baseada no “efeito borboleta”. Algumas ações que o jogador toma durante as fases interferem diretamente no resultado de outras mais adiante na história. Por isso, é preciso tomar muito cuidado nos chamados “quicktime events”, as coisas que acontecem do nada e exigem uma decisão imediata de quem está com o controle nas mãos.

Essas decisões são tomadas com o botão “R”, virando para o lado da opção desejada na tela. Outros momentos em que o jogo exige total atenção e rapidez nos movimentos acontecem durante fugas, escaladas, correrias em geral. Botões aparecem na imagem com um tempo absolutamente curto para que você os aperte e ajude as personagens a alcançar seus objetivos – sob pena de pagarem caro caso não consigam. Como o próprio game sugere no começo, guarde isso na cabeça quando for jogar: algumas vezes a melhor decisão pode ser não fazer nada.

O que fazer durante os períodos em que não há muitas ações?

No jogo, há também muita exploração possível nos cenários. Todas as personagens precisam recolher o máximo possível de provas e evidências que misturam o desaparecimento das gêmeas com outros casos que aconteceram naquela região muitas décadas antes. Também precisam recolher os chamados “totens”. Quando o jogador encontra um desses, uma cena revela algo que pode acontecer na história mais adiante. São flashes que não dizem nada claramente, mas podem ajudar a tomar decisões ao longo do game.

Outros elementos que você recolher ao percorrer os diversos cenários de Until Dawn serão pequenos fragmentos de um vídeo que só será completamente formado se você conseguir pegar todas as peças desse verdadeiro quebra-cabeças. Fique muito atento ao andar pelos ambientes, tanto internos quanto externos. Vire para todos os lados e procure por objetos brilhantes. Lá estarão muitas provas e evidências importantes para a compreensão do jogo e para usar na hora de tomar decisões.

Como funciona o controle nesse jogo? 

Além dos quicktime events, que já explicamos, o controle DualShock 4 tem funções muito importantes em Until Dawn. Existem cenas nas quais as personagens precisam ficar em absoluto silêncio para não serem notados pelo inimigo. E a mecânica nessa hora é segurar o controle do jeito que estiver nas suas mãos, sem fazer o menor movimento. O sensor do joystick do PS4 determina essas mexidas, e a mais leve delas pode significar a morte de um dos membros da turma no jogo.

O touchpad servirá para que você vire páginas de algumas provas encontradas durante o jogo, como livros, documentos e relatórios. Fique atento. A movimentação pelos botões L (que controla a personagem) e R (que ajeita a câmera) é um dos pontos mais negativos de Until Dawn. Por isso dissemos que o jogo é uma combinação “quase perfeita”. Tome cuidado principalmente com a mira, quando estiver com armas. É preciso estar atento e ser ágil, porque o motor do game não ajuda nada a quem está com o controle nas mãos.

O que pode acontecer em cada história?

Como o jogo é baseado em decisões e no tempo de reação aos quicktime events, toda história que você começar poderá ser diferente da outra. Há possibilidades de salvar todos os adolescentes, salvar alguns, existe um troféu na PSN (PlayStation Network) para quem conseguir salvar todas as meninas do grupo, pelo menos. E há a possibilidade de ver todos e todas morrendo.

Não é possível voltar atrás em nenhuma decisão. O modo que salva o jogo automaticamente não te dá acesso ao arquivo exatamente para que o jogador não tente modificar alguma coisa após arrependimento. Só depois que a história termina é que o menu de Until Dawn te oferece a oportunidade de refazer alguma parte que causou arrependimento em um dos capítulos. Mas vai outra dica aí: quando você escolher um capítulo para refazer, todo o resto adiante será modificado também. É preciso jogar até o fim e fazer um novo destino para todos.

Por que “Until Dawn”?

A tradução do nome do jogo em português é “Até o Amanhecer”. A história começa na noite em que grupo chega ao chalé e termina no amanhecer. Todo o terror está concentrado ao longo dessas horas. Entre os capítulos, aparece outro personagem, um psiquiatra chamado “Dr. Hill”. Ele também faz perguntas que levam a escolhas durante o jogo. Ao longo da história, será revelado quem é o paciente que passa pelas sessões com clima bem macabro naquele consultório.

Preste atenção nas relações

Toda vez que você assumir o comando do personagem, aperte o botão R1 para acessar o menu de informações. Nesta tela você verá informações a respeito do jovem controlado e do quanto ele gosta de cada amigo do grupo.

Ao pressionar o botão novamente, o jogador tem a acesso às telas de pistas e totens (sobre os quais você encontra informações logo abaixo), assim como o menu do Efeito Borboleta. Nesta última seção, o jogador encontrará o registro das escolhas críticas do game. Ao longo dos 10 episódios, são 22 grandes decisões que afetam em nível maior os eventos de todo o jogo.

Pense nas suas decisões

Enquanto as decisões críticas são um dos elementos centrais de Until Dawn, em vários momentos não há opção correta. O problema é que, em alguns casos, podem ocorrer consequências fatais.

O importante mesmo é não entrar em pânico. Sendo assim, mesmo quando estiver pressionado para realizar uma escolha rapidamente, tente analisar as opções e lembre-se de que, muitas vezes, também é possível simplesmente não fazer nada.

Fique parado

Apesar de no início o game ter sido planejado como exclusividade do PlayStation Move, o título recebeu suporte para DualShock ao longo do desenvolvimento. Desse modo, o jogador pode escolher qualquer uma das duas opções de controle de acordo com a preferência.

Independentemente da sua escolha, no entanto, várias seções do jogo vão exigir que o personagem controlado fique completamente parado, seja para se esconder de algum perseguidor ou por algum outro motivo. Como o controle é bastante sensível, procure apoiar o joystick em algo para ajudar a mantê-lo parado sempre que o game avisar para não se mover.

Ouça os conselhos dos totens

Ao longo do jogo, é possível encontrar vários pedaços de totens indígenas, os quais oferecem visões de possíveis futuros para os personagens. Eles são classificados em cinco tipos, de acordo com a cor, e cada um apresenta um tipo de situação. Confira as possibilidades:

Totens da morte (borboleta preta): talvez um dos tipos mais importantes, estes totens preveem o jeito que o personagem pode morrer. Desse modo, o jogador pode descobrir em quais situações não pode cometer erros.

Totens de perigo (borboleta vermelha): semelhante ao totem preto, este artefato apresenta eventos que podem causar problemas ao jogador, mesmo que não haja perigo de morte imediata.

Totens de perda (borboleta marrom): apresentam tragédias com personagens que não estejam sob controle do jogador no momento. Como o usuário não sabe quem vai controlar em seguida, é interessante guardar as informações apresentadas por estes totens.

Totens de orientação (borboleta amarela): mostra visões com dicas para reunir o seu personagem com os amigos.

Totens de fortuna (borboleta branca): estes artefatos revelam informações sobre o personagem controlado pelo jogador no momento, assim como algumas das possíveis escolhas em diferentes situações.

Procure em todos os lugares

Ao longo dos capítulos, é bastante importante explorar a cabana e as redondezas em busca de pistas que revelem a identidade do assassino, assim como o que aconteceu com as gêmeas desaparecidas.

Uma vez que o personagem passar perto da pista (ou apontar a lanterna para a direção de alguma), um pequeno ícone iluminará o objeto para marcar que há algo ali para ser pego. Assim, quanto mais você souber, mais você estará seguro.

Reviva os episódios separadamente

Após terminar o jogo pela primeira vez, aproveite a chance que o game oferece de reviver cada um dos 10 capítulos separadamente. Desse modo, você pode brincar com todas as possibilidades das decisões críticas sem precisar carregar as consequências pela campanha inteira, ao mesmo tempo em que também pode aprender a salvar todos os personagens dos diferentes perigos.

O Elenco

O jogo não é apenas esplendoroso visualmente, mas também conta com um elenco de peso, que empresta sua voz e seu rosto para os personagens. Para citar alguns nomes, temos Hayden Panettiere (Heroes), Peter Stormare (Fargo) e Brett Dalton (Agentes da S.H.I.E.L.D.).

O verdadeiro destaque, no entanto, fica por conta de Rami Malek, que você conhece graças a Mr. Robot. O ator consegue trazer uma performance digna de qualquer filme ou série. O resto do elenco coadjuvante também não decepciona, construindo personagens marcantes.

O jogo sabe aproveitar os medos de quem joga

Para um jogo de terror, o primeiro pré-requisito é ser assustador, e Until Dawn consegue fazer isso de uma forma quase universal, já que ele capta e usa os medos do jogador contra ele próprio. E tudo isso é feito de uma forma bem criativa e medonha.

No início de cada capítulo do jogo – ao menos no início -, somos levados para uma sessão psiquiátrica com o Dr. Hill. Em cada sessão, o analista nos pergunta sobre o que nos causa aflição, e isso é salvo e utilizado depois, durante a história central. Então, escolha sabiamente quando chegar a hora de decidir entre palhaços e espantalhos…

Wendigos!

Como todo bom jogo de monstro, Until Dawn se aproveita para criar algumas criaturas bem tenebrosas. Aqui, eles usam uma lenda bem popular do folclore canadense: os Wendigos. Trata-se de seres humanos que, ao comerem carne humana nas florestas do Canadá, viram monstros insaciáveis.

E os Wendigos do jogo são bem interessantes, já que possuem um design único e bem diferente de tudo que já vimos. Além disso, eles realmente apresentam uma ótima ameaça para os personagens, e nunca deixam de ser assustadores, já que são usados de formas bem pontuais.

Outros elementos de horror

Porém, não pense que o game vive apenas dos Wendigos. Em vez disso, temos uma trama bem maior, que envolve um serial killer misterioso e um incendiário que habita as florestas. Ah, e não se esqueça do assustador hospital psiquiátrico, que rende a parte mais tensa da história.

Porém, nada disso é jogado no game de forma gratuita. Esses elementos não estão lá, de forma desconexa, apenas para causar sustos baratos no jogador. Eles são todos muito bem amarrados, e formam uma história que, mesmo com as mudanças provocadas pelas decisões, continua firme e forte.

Tensão crescente

Tensão é uma palavra que já foi repetida diversas vezes só nesta lista, mas verdade seja dita: Until Dawn é um dos jogos mais tensos da atualidade. O game consegue te colocar em uma espiral de horror e insanidade, e mesmo em alguns capítulos onde sequer temos um monstro, você está apavorado.

Como eu disse antes, isso é bem bacana porque torna o horror mais puxado para o psicológico. Há sustos em vários momentos, mas o medo já se alastrou para além disso. E considerando que toda a história se passa em uma madrugada, você vai querer passar por essa noite torturante o mais rápido possível.

Você pode mudar a essência dos personagens

Um desenvolvimento muito legal trazido por essa mecânica de decisões é justamente a interação entre os personagens. Quando o jogo começa, temos pré-determinado com quem alguns personagens se dão bem, quais são os relacionamentos e alianças.

Contudo, conforme a história progride, você vai tomando decisões e usando diálogos que podem mudar essa dinâmica. Isso é interessante porque mostra um desenvolvimento de personagem bem peculiar e jamais visto em games – ao menos, não nessa escala. Ao fim do jogo, ninguém é como era quando começou.

Como manter todos vivos

Ashley

Para que a personagem Ashley sobreviva, no capítulo 9, não verifique de onde vem o barulho que você ouve. Caso você seja curioso e vá verificar, não abra a porta, senão é morte na certa.

Chris

No capítulo 6, quando Chris e Ashley estão presos e Chris tem que decidir quem vive e quem morre, atire na própria cabeça. Chris não vai morrer pois a bala é de festim.

No capítulo 8, acerte todos os Wendigos com a Shotgun quando Chris estiver voltando para o chalé. Ashley vai salvar a pele dele deixando-o voltar pra casa.

Emily

No episódio 8, escape e conclua todos os QTEs sem errar.

Jessica

No episódio 4, quando Jessica for sequestrada, corra atrás dela usando Mike, não erre os QTEs e use sempre os caminhos mais arriscados para certificar-se de que ela vai sobreviver à queda do elevador.

No episódio 10, esconda-se dos Wendigos sempre que você tiver a chance, e conclua todos os QTEs para que Jessica sobreviva ao jogo.

Josh

Encontre todas as pistas envolvendo as gêmeas (incluindo uma que está dentro da água quando você está controlando Sam e Mike) e ele vai sobreviver.

Matt

No capítulo 6, não ataque os animais. Quando você tiver que escolher entre ajudar Emily e pular para a segurança, pule. Caso você prefira salvar Emily, certifique-se de que Matt tem o Sinalizador (mais cedo Emily encontra o sinalizador na torre de rádio e pode escolher entre ficar com ele e entregar para Matt)

Mike

Mike não morre até o capítulo 10. Quando você estiver encurralado pelos Wendigos, escolha “Salvar Mike” com a Sam e conclua todas as sequências de Don’t Move para que Mike seja salvo.

Dica: solte o controle na mesa para sobreviver a essas cenas sem perigo de estragar tudo.

Sam

Mesma coisa dita acima, escolha salvar o Mike e conclua todas as sequências de Don’t Move e Sam estará salva.

Referências:

Torcedores, Legião dos Heróis, Critical Hits, Techtudo, wikipedia.

Granny

Granny é um jogo de terror Indie desenvolvido e publicado pela DVloper, como parte da série Slenderina. O jogo apresenta um protagonista sem nome preso em uma casa, precisando resolver quebra-cabeças, evitando uma “vovó” para sair de casa em um período de apenas cinco dias. 

O jogo ganhou força após seu lançamento em várias plataformas de mídia, como YouTube , Twitch e outros. A atualização mais recente que o jogo recebeu foi em 18 de abril de 2019. 

O jogo é fortemente baseado no som, o principal antagonista, conhecido apenas como o titular “Granny”, alertado via som. O objetivo geral do jogo é escapar de casa usando pistas e resolvendo quebra-cabeças.

Gameplay 

O jogo se passa em uma casa antiga, onde o personagem principal (o jogador) está preso. O jogador deve explorar a casa para encontrar itens que possam ajudá-lo a escapar da casa em 5 dias (6 se um quebra-cabeça opcional for resolvido). Os itens incluem um martelo para arrancar tábuas de madeira, uma espingarda para atirar em Granny e uma besta para derrubar objetos altos ou derrubar Granny. Atualmente, a casa possui 5 andares, incluindo uma garagem e 2 áreas no sótão. O jogador pode escapar limpando os obstáculos na porta da frente, o que exige que ele encontre um alicate de corte, um martelo, um código de cadeado, uma chave de cadeado e uma chave mestra (esses itens são necessários para destrancar a porta principal , mas a obtenção desses itens pode exigir mais) ou reparando o carro na garagem, o que exige gasolina, uma chave de carro, uma bateria de carro, uma vela de ignição, uma peça de motor e uma chave inglesa.

Granny – o antagonista – procura na casa pelo jogador. A vovó tem um excelente senso de audição e corre em direção a qualquer som alto que ela ouve, seja de um objeto descartado ou de uma tábua rangendo. Vovó corre em direção ao jogador até que ele o perca de vista e coloca armadilhas para ursos pela casa para pegá-lo. A velocidade de corrida da vovó varia de acordo com a dificuldade do jogo (fácil, média, difícil ou extrema). Na dificuldade ‘extrema’, a vovó corre mais rápido que o jogador; na dificuldade “prática”, a vovó não está presente e o jogador pode vagar livremente e descobrir como escapar da casa. Há também uma aranha lanosa no piso do sótão, que ataca o jogador se ele chegar muito perto. O jogador terá que usar um pedaço de carne para distrair a aranha lanosa ou atirar com a besta ou a espingarda. O Modo Pesadelo adiciona mais desafios à dificuldade Extreme, adicionando uma textura mais escura e mais sangrenta na maioria das superfícies, dificultando a visualização das bordas da maioria dos objetos. O modo Pesadelo também torna as armadilhas de urso da vovó muito mais difíceis de evitar.

O jogador pode se esconder embaixo das camas ou nos guarda-roupas, desde que a avó não veja o jogador se escondendo. Se o jogador for pego, a avó vira seu taco de beisebol na cabeça do jogador, que termina o dia atual. O jogador também pode ser nocauteado ao cair do chão instável ou de uma aranha lanosa no sótão. Se o jogador for pego no último dia, uma das 4 cenas de jogo acabado, incluindo ser atacado por vovó no porão, atropelado pelo carro na garagem, com a cabeça cortada pela guilhotina em no quintal e caindo em uma armadilha de urso através do fraco piso do sótão. O jogador pode se defender de Granny atirando nela com a besta, fazendo-a andar sobre uma armadilha de gelo, prendendo-a na sauna (localizada na garagem) por um período de tempo,

O jogador também recebe lesões durante o período em que estiver em casa. No primeiro dia, o jogador não tem lesões. No segundo dia, o jogador anda mancando. No terceiro dia, o mancar se torna mais severo. No quarto dia, a visão do jogador está salpicada de gotas de sangue e a cama em que acorda tem sangue. A partir daqui, o jogador não sofre mais lesões. Durante as cenas de “game over”, a visão do jogador permanecerá a mesma do dia anterior.

Quando o jogador consegue escapar pela porta da frente, Granny fica atrás dele (a não ser na dificuldade Practice, caso em que ela espera do lado de fora da porta aberta) enquanto o jogador corre. Se o jogador não colocar o ursinho de pelúcia no berço do bebê no sótão antes de escapar, a vovó assustará e atacará o jogador quando a tela ficar preta. Se o jogador colocar o ursinho de pelúcia no berço, a vovó se sentará no degrau da frente, segurando o ursinho de pelúcia na mão esquerda antes de se virar para ver o jogador fugir, e se juntará à neta Slenderina enquanto a câmera se afasta.

Primeiros passos

Baixe o jogo no diretório de aplicativos de seu smartphone. Em seguida, selecione a dificuldade na qual deseja jogar o Granny. Quanto mais difícil, maior a velocidade na qual a avó se locomove. Já nos níveis mais fáceis, ela está menos presente.

Já, para jogar o Granny, basta ter em mente que a esfera branca localizada na tela movimenta o seu personagem. Já para mover a câmera e ter uma melhor visão do cenário ao seu redor, basta tocar o display com o outro dedo, em qualquer lugar.

Para fazer com que seu personagem se abaixe a fim de se esconder da Granny, pressione o ícone de uma pessoa em pé, localizado do lado esquerdo da tela.

Para jogar Granny de maneira eficiente, lembre-se sempre de deixar o volume de seu smartphone bem alto ou conectar seus fones de ouvido. É essencial fazer isso para poder ouvir a movimentação da vovó assustadora e fugir dela sempre que possível. Além disso, se você pisar em um local do assoalho sem querer e fizer barulho, vale pensar em se esconder, uma vez que essa ação pode despertar a personagem.

Como jogar

Os controles em Granny são muito simples. A esfera branca que fica na tela movimenta seu personagem. Para mover a câmera, basta tocar na tela com outro dedo, em qualquer lugar, e modificar sua visão para os lados ou para cima e para baixo.

Há ainda um ícone com uma pessoa em pé, que serve para que o personagem se abaixe. Ao tocar, ele fica de joelhos no cenário e serve para se esconder da avó de maneira mais eficaz em alguns momentos.

Objetivo: fugir!

Em Granny, você tem cinco dias para escapar. Caso não consiga fazer isso a tempo, terá perdido o jogo. Além disso, quanto mais o jogador permanecer na casa, pior, uma vez que isso o torna sujeito a fazer barulhos e atrair a personagem, que irá aumentar sua velocidade quanto mais próxima estiver.

A avó patrulha a casa em todos os momentos. Além disso, a vovó aumenta sua velocidade consideravelmente quando encontra o jogador ou ouve seu barulho.

O ideal, além de andar de fininho pela casa, é encontrar ambientes para se esconder ou fugir mais rapidamente. Dependendo da dificuldade, correr não vai adiantar nada, então procure sempre ficar fora do campo de visão da avó.

Isso, claro, sem falar nos quebra-cabeças que você tem de resolver para lidar com a casa, para, enfim, escapar do pesadelo e fugir do lugar.

Importante: aumente o volume!

Granny deve ser jogado com volume alto ou, no mínimo, fones de ouvido conectado no celular. É extremamente importante, caso queira durar mais nas partidas.

Isso tudo por conta dos barulhos dos cenários. Se você ouvir a avó se aproximando ou se pisar em um local em falso e alertar a inimiga, é sempre bom ter um retorno deste tipo de ação. Nunca jogue no mudo.

Do mesmo jeito que os sons podem indicar quando a Granny está se aproximando, eles também podem ser utilizados para distrair a personagem. Quando estiver tentando fugir, jogue objetos no chão para que ela vá atrás de onde você está e corra o mais rápido que puder para outro lugar. Essa dica, no entanto, é somente válida para quando você estiver próximo a uma saída. Por exemplo: quando estiver no segundo andar da casa, jogue algo no chão e corra para o andar inferior.

Use também outros elementos do cenário para confundir a vovózinha. Se esconda embaixo de mesas, dê a volta na escada do porão e passe por qualquer entrada que a deixe perdida por alguns segundos.

Faça silêncio

Desenvolve uma destreza capaz de fazê-lo andar sem emitir sons, ou prepare-se para se deparar com seu maior pesadelo. Lembre-se, além disso, que cada uma de suas atitudes, como abrir uma porta com uma chave ou até mesmo quebrar um pedaço de madeira emitirá sons. Por isso, sempre que decidir fazer algo, é preciso que você já tenha esquematizado em sua cabeça qual será o seu próximo passo e onde vai se esconder.

Feche as portas quando sair

Feche as portas sempre que for atravessar de um cômodo para outro. Essa é uma maneira simples e fácil de ganhar tempo contra Granny. Além de atrasar os passos da vovó durante a perseguição, o ruído da porta abrindo servirá de alerta para saber se ela ainda está atrás de você.

Outra dica é usar as portas como um esconderijo de última hora. Caso você seja encurralado em um dos cômodos, fique atrás da porta e espere a Granny entrar. O personagem será “empurrado” para trás da entrada e permanecerá escondido. Em seguida, quando a vovó estiver de costas para você, aproveite a brecha para sair correndo e escapar.

Saiba para que serve cada item

Saber a função de cada um dos itens em Granny é essencial, caso contrário, de nada adiantará uma chave que você não sabe onde deverá ser usada ou muito menos um dentre três pedaços de uma escopeta velha. Para isso, continue sendo.

Deixe os itens em lugares seguros

Os itens que são derrubados no chão permanecem no mesmo lugar, por isso procure um cômodo seguro e deixe os objetos importantes guardados. Especialmente a espingarda e os tranquilizantes para afastar Granny mais facilmente em momentos de perigo.

Confunda Granny

Uma boa estratégia e constantemente confundir Granny, fazendo com que ela acredite que você está em um cômodo quando, na realidade, está em outro. Uma das melhores formas de fazer isso é através das passagens secretas do porão ou então no quintal, fugindo sempre para a casinha de brinquedo. Isso certamente lhe dará algum tempo para respirar, visto que Granny fará uma busca no cômodo em questão. Certifique-se, entretanto, de, de forma alguma, emitir outro som no local onde você de fato está. Isso colocará todo o plano em risco, e você terá feito um esforço danado para, no fim das contas, ser facilmente encontrado.

Logo no começo do jogo, no quarto onde você aparece, pegue o vaso que está em cima da mesa e atire-o no chão. Fique ao lado da mesa e, quando Granny entrar no quarto, aperte o ícone para se esconder repetidas vezes até que o bug aconteça. A vovó ficará andando no mesmo lugar, sem parar, e você estará livre para ir onde quiser.

Paciência é uma de suas melhores armas

Mesmo que você não sinta medo de verdade em jogar Granny (e caso isso seja verdade, parabéns!), ter paciência é uma de suas maiores virtudes nessa situação. Procure ficar mais escondido do que andando por aí, por mais que apenas esconder-se não vá resolver o seu problema. O ideal é esperar o momento certo para se arriscar e procurar itens ou até mesmo outras possibilidades. Na dúvida, espere um pouquinho mais. O pior que pode acontecer é Granny encontrá-lo.

Não se desespere

Por mais que ser encontrado por Granny seja algo realmente assustador, escapar dela não é assim tão difícil, isso porque o elemento físico ainda está em seu favor. Procure desviar dela com itens como a mesa de jantar e sofás. Ela não terá a mesma destreza que você e não poderá subir neles, precisando fazer a volta, o que pode lhe conceder uma vantagem não tão considerável assim, porém essencial.

Cuidado com as armadilhas!

Como se sua situação já não fosse caótica o bastante, Granny ainda tratou de espalhar alguns obstáculos “leves” como, por exemplo, armadilhas de urso pela casa. Preste muita atenção para não cair nisso! Além de alertá-la sobre sua posição, você perderá um tempo considerável tentando escapar e, quando o conseguir, talvez seja tarde demais.

Estas são as principais dicas para que você tenha sucesso tentando escapar de Granny. Abaixo, separamos mais algumas dicas rápidas que podem vir a ser úteis para melhorar o seu desempenho e garantir mais chances de escapar:

– Caso precise abandonar o item, o deixe em algum lugar seguro, pois ele permanecerá por lá.
– Tudo o que fizer emitirá sons, por isso pense bem.
– Recolha apenas os itens que você for utilizar imediatamente.
– Esconda-se sempre que notar que Granny se aproxima.
– Preste atenção aos sons emitidos por Granny.
– Utilize o tranquilizante e a escopeta para deixar Granny mais devagar.

Guia 

Saindo do quarto

É comum você ter alguma dificuldade, por medo, de sair do quarto inicial. Essa saída fica mais natural quando você consegue explorar o mapa algumas vezes. Mas aqui uma dica para iniciar:

Se você quer explorar um andar da casa em específico, e ainda for iniciante, uma dica é derrubar os objetos que estão dentro do quarto inicial (quadro, vaso, mesinha) e se esconder embaixo da cama. A Granny virá até o quarto, dará uma olhada e depois sairá do quarto.

Agora é a parte que você precisa prestar atenção: se a Granny, depois de sair do quarto virar a esquerda, você está livre (por um tempo) para explorar os andares de baixo, mas se ela continuar reto e descer as escadas, você pode explorar o andar atual e o de cima. Se ela virar a direita e entrar no banheiro, é melhor esperar ela sair dele para decidir onde explorar.

Se a Granny não foi para a direção que você queria, é só derrubar os objetos novamente e se esconder debaixo da cama, e prestar atenção pra onde ela vai.

Desmaiando a Granny

Se você quiser um tempinho livre para explorar o mapa sem ter a velha perambulando por aí e chupando manga, essa dica é maravilhosa.

Você pode desmaiar a Granny para obter alguns minutos ou segundos (dependendo da dificuldade de jogo que você escolher) sem ter ela dentro do mapa.

Atualmente, existem três maneiras de desmaiar a velha.

1ª maneira: Crossbow, um arco que vem com dardos tranquilizantes.

2ª maneira: Shotgun, uma espingarda TOP.

3ª maneira: Sauna – na garagem da Granny, existe uma sauninha. Se você conseguir atrair a Granny para dentro da sauna, fechar e trancar a porta usando a tábua, e ligar a sauna usando a alavanca branca que fica ao lado da porta, a velha irá se sentir toda relaxada lá no SPA dela e desmaiará.

Mais informações sobre a 1ª e a 2ª maneira estarão abaixo, em outros setores do post.

Dia Extra

Se você não se satisfez com os 5 dias dentro da casa da Granny, existe um jeito de conseguir um sexto dia. Existem 4 peças de pintura (piece of painting) espalhadas pelo mapa. Se você reunir todas na moldura que está dentro do porão da Granny, o resultado final será uma pintura da velha, e você ganhará um dia a mais dentro da casa.

Se eu não me engano, esse método funciona apenas na dificuldade fácil ou normal.

Navegando pela casa

Se você não se sente confiante em navegar livremente pela casa, uma boa dica é sempre ter algo em mãos para criar algum barulho, atrair a Granny, e então, fugir pelo lado oposto. Você também pode fazer isso para “rastrear” ela.

Comece no Easy

Se você é um iniciante total, melhor jogar na dificuldade fácil para ir aprendendo ao seu ritmo.

Não exagere nem omita o volume

Se você usar o volume muito alto, você pode ter uma fibrilação ventricular bem inesperada, aí quando perguntarem como você morreu, diga que você tomou um susto da velha chupadora de manga.

Mas se você jogar com um volume muito baixo ou sem volume, você pode não perceber o som de algo que você derrubou, ou alguma velha correndo atrás de você com um taco de baseball.

Cuidado!

Itens

Aqui darei uma breve visão sobre a utilidade dos itens e onde encontrá-los.

*Se nesse setor você se deparar com algum nome de lugar da casa que você não conhece ou não sabe onde fica, é só procurar no próximo setor, do mapa.

Hammer

Tradução: Martelo

Onde encontrar: Na mesa do porão, dentro do poço, no Closet perto da entrada da Área Secreta, ou no porta malas do carro.

Utilidade: Retirar a tábua na porta principal, derrubar as tábuas que bloqueiam a sala do berço, no Sótão, e quebrar a câmera de segurança, também no Sótão.

Cutting pliers

Tradução: Alicate

Onde encontrar: No poço, no cofre do Porão, na gaveta esquerda da “mesa” da sala do berço, dentro de um quarto da Área Secreta que contém um pedaço de carne, nas gavetas do quarto mais distante do quarto inicial.

Utilidade: Cortar o fio da ventoinha no Sótão, Cortar o fio azul da porta principal, Cortar o fio do quadro de luz dentro do Porão.

Cogwheels

Tradução: Engrenagens

Onde encontrar:

Engrenagem Vermelha: gaveta esquerda na sala do berço, atrás da ventoinha no Sótão, gaveta esquerda no quarto mais distante do quarto inicial, dentro do poço ou dentro da Cabana

Engrenagem Laranja: dentro do microondas, no armário da cozinha, dentro da Cabana, nas pias do banheiro ou atrás da ventoinha.

Utilidade: abrir o cofre dentro da casinha, no Quintal. (Usam-se as duas engrenagens ao mesmo tempo)

Melon

Tradução: Melão, embora parece mais uma melancia

Onde encontrar: dentro da Cabana, armário azul na cozinha, no poço, na banheira e no porta malas do carro.

Utilidade: dentro do melão sempre existe uma chave. Para obtê-la, é preciso abrir o melão na Guilhotina do Quintal.

Winch Handle

Tradução: Manivela

Onde encontrar: Túnel que liga o porão á Cabana, porta malas do carro, quartinho do Teddy, no cofre ou nos armários da cozinha.

Utilidade: É usada no poço do quintal para subir o balde, que terá algum item dentro.

Screwdriver

Tradução : Chave de fenda

Onde encontrar: quando se está no segundo andar, de frente para a escada principal, pode se ver uma prateleira com um item em cima.

Utilidade: Abrir um quadro branco parafusado no andar mais baixo da Área Secreta para obter um item; Abrir um quadro no Quintal que libera uma fechadura da porta principal

Só pode abrir o quadro no quintal quando se está jogando com a opção “Extra Locks” ativada.

Battery

Tradução: Bateria

Onde encontrar: prateleira no Sótão, quartinho do Teddy, Quartinho do Pedaço de Carne, gaveteira na entrada da Área Secreta, armários da Cozinha.

Utilidade: É um item que desbloqueia uma fechadura da porta principal.

Só pode ser encontrada quando se joga no modo Difícil ou com a opção “Extra Locks” ligada.

Padlock Code

Tradução: Senha de fechadura

Onde encontrar: no Armário ou na Salinha ao lado da escada principal (no primeiro andar), na mesa no Porão, nos armários da Cozinha ou no armário do Banheiro.

Utilidade: Abrir o cadeado de senha da Porta Principal.

Só pode ser encontrado quando se joga na Dificuldade Normal ou mais difícil, ou quando se joga com opção “Extra Locks” ativada.

Weapon Key

Tradução: Chave da arma

Onde encontrar: no cofre da Casinha do Quintal, no cofre do Porão, no Melão, no Armário azul da Cozinha ou no Porta-malas do Carro.

Utilidade: Abrir o quadro na Área Secreta que contém o Crossbow e os Tranquilizer Darts.

Car Key

Tradução: Chave do Carro

Onde encontrar: no Cofre do Porão, no vaso sanitário, na gaveteira na Área Secreta, na gaveteira na Sala do Berço ou no quadro branco na Área Secreta.

Utilidade: Abrir o porta-malas do carro.

Padlock Key

Tradução: Chave do Cadeado

Onde encontrar: dentro do melão, dentro do quadro branco na Área Secreta, no cofre da Casinha do Quintal ou na Ventoinha do Sótão.

Utilidade: Abrir o cadeado da porta principal.

Playhouse Key

Tradução: Chave da “Casinha de Brinquedo”?

Onde encontrar: gaveteira no primeiro andar (á esquerda da escada principal), dentro do Melão, dentro do Cofre do Porão, dentro do quadro branco na Área Secreta ou no capô do Carro.

Utilidade: Abrir a casinha do Quintal (para após inserir duas Cogwheels na casinha, obter uma das chaves)

Safe Key

Tradução: Chave do Cofre

Onde encontrar: na Ventoinha do Sótão, no quadro branco da Área Secreta ou no quartinho do Teddy.

Utilidade: Abrir o Cofre no Porão

Master Key

Tradução: Chave Mestra

Onde Encontrar: dentro do Melão, no cofre da Casinha do Quintal ou no Porta-malas do Carro

Utilidade: Após todas as fechaduras terem sido desbloqueadas da porta principal, a Master Key possiblilita o jogador de fugir da casa.

Shotgun

Tradução: Espingarda

Onde encontrar: As partes da shotgun estão espalhadas por muitos lugares da casa. Após achar uma parte de Shotgun, você deve levá-la até a mesa com um projeto de arma na Garagem. Quando todas as 3 partes estiverem na mesa, o resultado será a Shotgun.

Utilidade: desmaiar a Granny, derrubar a Screwdriver da prateleira.

Mapa

Aqui nesse setor teremos uma visão de todos os cômodos e lugares dentro da casa.

Banheiro

Fica logo ao lado do quarto inicial.

Andar: 2º

Ligação: corredor principal

Quarto 1

O quarto mais próximo do quarto inicial

Andar: 2º

Ligações: corredor principal, Quarto 2, Área Secreta.

Quarto 2

O quarto mais distante do quarto inicial

Andar: 2º

Observação: A Granny tranca a porta no segundo dia.

Ligações: corredor principal, Quarto 1, Área Secreta.

Área Secreta

Um conjunto de cômodos em andares diferentes, que liga os Quartos 1 e 2 ao Porão.

Andares: 2º, 1º e Porão

Observações: possui o armário da Crossbow (2º andar) e o quadro branco parafusado á parede (Porão).

Engloba o Quartinho do Teddy e o Quartinho do pedaço de carne.

Sótão

Único cômodo do terceiro andar

Observações: se a Câmera de Segurança da grade não for quebrada antes do jogador adentrar na cela, a porta irá fechar e a Granny virá até o local (ela não abrirá a porta se você não fizer barulho dentro da cela), mas a porta pode ser destrancada se você retirar os pinos vermelhos que estão trancando-a. Se o jogador tentar pegar o item na ventoinha enquanto ela ainda estiver girando, a tela ficará espirrada de sangue e a visão do jogador balancará violentamente.

Ligações: corredor principal, Banheiro e área da porta principal (a tentativa de acessar a área da porta principal pelo buraco do sótão resultará no jogador desmaiando e indo ao próximo dia)

Engloba o Quarto do Berço.

1º andar interno

Esse andar não é composto por cômodos, mas sim por uma área aberta que engloba uma cozinha, uma sala de estar, uma área em frente á porta principal e uma sala que não consegui reconhecer o que era o_O

Ligações: Quintal (pela janela com uma marca vermelha de mão), escada principal, porão.

Quintal

Essa é como se fosse uma área externa do primeiro andar.

Observações: a porta que leva para a parte de dentro da casa sempre está trancada, para sair do jardim o jogador deve atravessar a janela ou atravessar a passagem subterrânea. A guilhotina produz barulho.

Ligações: 1º andar interno, passagem subterrânea.

Engloba a Cabana e a Casinha

É um dos lugares onde pode acontecer a cutscene de Game Over.

Porão

É um espaço abaixo do primeiro andar.

Observações: é o lugar de onde a Granny sai no começo de cada dia. Contém um cofre que pode ser aberto com a Safe Key, e é onde está a moldura que dá ao jogador o sexto dia.

Ligações: área da porta principal, Área Secreta, Túnel subterrâneo e Garagem.

É um dos lugares onde pode acontecer a cutscene de Game Over.

Passagem Subterrânea

É um túnel que liga o Porão ao Quintal.

Observação: Dentro desse túnel existe um bilhete, possivelmente da vítima anterior da Granny, onde está escrito uma dica sobre existir uma chave dentro da Melancia (além de uma breve história).

Garagem

A garagem contém um carro e uma sauna, e está localizada abaixo do Porão.

Observações: nesse ponto da casa se monta a Shotgun, e se localizam algumas munições. A Granny pode ser atraída para dentro da Sauna, e se o jogador fechar a porta, descer a tábua e ligar a sauna (usando a alavanca branca ao lado da porta), ao fazer isso, a Granny desmaiará, mas se o jogador não ligar a Sauna, a Granny pode quebrar a tábua e abrir a porta. O portão da garagem pode ser aberto, mas estará coberto por uma parede de tijolos onde está escrita a frase “Você não pode escapar” em inglês, obviamente.

Ligação: Porão.

Fechaduras

Aqui darei uma visão sobre a porta principal e as fechaduras que você precisa abrir pra escapar, e em qual dificuldade essas fechaduras aparecem.

Tábua – retirável com o martelo (em qualquer dificuldade)

Cadeado – retirável com a Padlock Key (em qualquer dificuldade)

Fio azul da porta – cortável com o alicate (em qualquer dificuldade)

Fio no quadro do Porão – cortável com o alicate (em qualquer dificuldade)

Cadeado de senha – retirável com o Padlock Code (A partir da dificuldade Normal, na Extra Lock da Granny ou ao jogar com Extra Locks ativado)

Entrada de Bateria – Ativa-se ao inserir a Bateria (A partir da dificuldade difícil ou ao jogar com Extra Locks)

Quadro do Quintal – Abrir com a Screwdriver e ligar a alavanca (A partir da dificuldade Extreme ou ao jogar com Extra Locks)

Fechadura Mestra – Abre a porta após retirar todas as outras fechaduras, usando-se a Master Key (em qualquer dificuldade)

Referências:

Bluestacks, Amino apps, Canal Tech, wikipedia, techtudo.

Dying Light

Dying Light é um jogo de ação e mundo aberto na primeira pessoa do gênero survival horror onde se retrata um apocalipse zumbi. O jogo foi produzido pela Techland e publicado pela Warner Bros. Interactive Entertainment, seu anúncio aconteceu em maio de 2013, e eventualmente foi lançado em janeiro de 2015 para Playstation 4, Xbox One, Microsoft Windows e distribuições Linux (SteamOS). O jogo estava planejado para ser lançado em Playstation 3 e Xbox 360, porém tais conversões foram canceladas devido as limitações de hardware.

Gameplay

É um jogo do gênero survival horror, em conjunto com um vasto e perigoso mundo aberto. Durante o dia, os jogadores percorrem um ambiente urbano expansivo invadido por um surto vicioso, procurando pelo mundo suprimentos e elaborando armas para se defender contra a crescente população infectada. À noite, o caçador torna-se caçado, os infectados tornam-se agressivos e mais perigosos. Mais assustador são os voláteis (uma espécie de zumbi muito mais agressiva e forte que os tradicionais, porém fracos à luz UV) que aparecem somente após o anoitecer. Os jogadores devem usar tudo em seu poder para sobreviver até a primeira luz da manhã.

Uma das características marcantes do jogo é a forma como a personagem se movimentará no ambiente, claramente o seu estilo foi inspirado no parkour, possibilitando que sejam feitos saltos entre edifícios, escalar muros e até usar como apoio os corpos de zumbis para escapar.

Em Dying Light haverá a possibilidade de partidas online com multiplayer de até quatro jogadores. Na sua pré estreia será disponibilizado um pacote especial para que o jogador tenha a possibilidade de tomar o controle como um zumbi modificado, com o objetivo de destruir jogadores com personagens humanas.

Morrer pode custar caro

Sabemos que é difícil ficar vivo na desolada cidade de Harran, mas, caso você esteja à beira da morte, não pense duas vezes em fugir para a construção mais próxima. Toda vez que Crane (o protagonista da trama) morre, alguns pontos de experiência são descontados de seu medidor de sobrevivência.

Pode até parecer besteira perder uma pequena quantidade de pontos, já que você será capaz de reconquistá-los. No entanto, quanto mais rápido você desbloquear as habilidades da árvore de sobrevivência, maiores serão as chances de conseguir itens melhores e, consequentemente, de evoluir outras aptidões com mais facilidade. Resumindo: nunca tente bancar o herói em meio a uma horda imensurável de zumbis.

Não tenha medo do escuro

Dica dos próprios sobreviventes de Harran: quando a noite cair, corra para um local seguro para manter-se vivo. Mas, esqueça essa besteira dita por NPCs. Uma das melhores maneiras de melhorar as habilidade do personagem de forma rápida é se aventurar no período noturno. Afinal, os pontos de agilidade e força conquistados à noite serão dobrados, como uma espécie de bônus temporário de XP.

Para sobreviver ao longo da noite, utilize flashlights para atrasar Voláteis e fogos de artifício para distraí-los. Procure evitar contato direto com as descerebradas criaturas, visto que elas certamente estarão mais agressivas que o normal. O jeito é atuar sorrateiro, como se o game fosse do gênero stealth.

Equilibre as habilidades

Em Dying Light, o sistema de upgrades funciona da seguinte forma: quanto mais você pratica determinada especialidade, mais rápido ela evolui. No início da aventura, é comum fugir dos inimigos infectados, posto que o protagonista possui armas fraquíssimas e habilidades de força desprezíveis.

Na verdade, fugir no começo da jornada é um erro. Se o jogador só foge dos inimigos, ele vai melhorar apenas os pontos de agilidade, o que irá desequilibrar completamente a árvore de habilidades. Sendo assim, procure manter todas as aptidões proporcionalmente niveladas. Crie coragem para encarar alguns zumbis com uma mísera pá, por exemplo, mesmo que você tenha que matar um ou dois zumbis e sair correndo.

Vasculhe tudo ao seu redor 

Lootear é uma obrigação em Dying Light. Por isso, vasculhe de forma minuciosa cada centímetro das inúmeras construções do game. O jogador pode encontrar itens, recursos e suprimentos por todos os cantos, como em cabines telefônicas, veículos, baús, cestos de lixo e, é claro, corpos despedaçados.

Ao buscar todos os recursos no próprio ambiente do jogo, você não terá que gastar dinheiro comprando itens essenciais, como medkits e lockpicks, já que eles poderão ser criados manualmente. Lembre-se de que os cenários também escondem objetos colecionáveis, anotações que explicam acontecimentos de Harran etc. Vale a pena se dedicar ao looting.

Mire na cabeça

Dying Light não é diferente da maioria dos jogos e filmes de zumbis. Nele, o jogador também deve acertar a cabeça (o típico ponto fraco) da aberração infectada para finalizá-la completamente. Portanto, seja com uma pá, um pé de cabra ou uma espada, certifique-se de desferir um golpe diretamente no crânio do infectado. Dessa forma, a arma ainda será poupada, já que você não terá que gastá-la com investidas desnecessárias.

Armadilhas são legais

Os ambientes do título estão repletos de armadilhas mortais, capazes de exterminar hordas de inimigos de uma só vez. O jogador pode atrair os mortos-vivos para objetos revestidos por espinhos ou ainda eletrocutá-los em arapucas estrategicamente posicionadas. Há diversas formas de aniquilar os zumbis sem a necessidade de instrumentos de extermínio. Sendo assim, poupe o seu limitado arsenal de equipamentos e utilize armadilhas para causar carnificinas.

 Faça o armamento durar mais

Em Harran, as armas possuem diferentes limites de reparo. Isso significa que certas armas podem ser reparadas mais de três vezes, enquanto outras podem ser restauradas apenas uma vez. Por esse motivo, conserte o armamento apenas quando ele quebrar completamente (o jogo vai alertá-lo automaticamente quando um item estiver quebrado). É possível verificar o status do item no canto inferior direito da tela.

Complete as missões secundárias

As sidequests são importantíssimas para a evolução de Crane. Afinal, elas concedem bastante experiência e fazem com que o personagem fique mais bem preparado para encarar os desafios da campanha principal.

Use a cabeça para fazer combinações

Craftar é uma necessidade em Dying Light. Em vista disso, o jogador precisa coletar certos recursos indispensáveis para criar armamentos melhores. Procure realizar combinações usando armas realmente valiosas, com alta taxa de dano e, é claro, maior durabilidade. Nunca desperdice acessórios com armas medíocres, descartáveis e que pouco irão ajudá-lo no decorrer da jogatina.

A noite não é uma criança em Dying Light

Você já deve ter visto uma dezena de YouTubers jogando Dying Light e humilhando centenas de zumbis durante a noite, certo? Bem, antes de mais nada é bom deixar claro o seguinte: a noite é o momento mais difícil de Dying Light, onde os Zumbis estão mais fortes e violentos. Dito isso, se você estiver em seus primeiros dias no jogo, pegue leve e tente se manter vivo! Morrer custa caro e você não quer virar comida de zumbi por um vacilo descuidado, certo?

Para iniciantes, a estratégia mais segura de se manter inteiro em Dying Light é ficar escondido durante a noite e usar as Safe Zones para dormir até a manhã. Durante o dia, os zumbis são mais lentos e você ainda pode comprar novos recursos (caso os seus estejam baixos), uma vez que os vendedores resetam seu estoque no início de cada dia no jogo.

Entretanto, se você já tem alguns pontos em Agilidade e está com uma dose responsável de sangue no olho, nossa dica é SE JOGA, MANO! Para os jogadores um pouco mais experientes, a noite é o momento mais oportuno de Dying Light – uma vez que este período concede bônus em alguns atributos do personagem, sendo uma das melhores maneiras de upar rápido dentro do jogo.

Quando a ajuda vem do céu…

Não despreze! Os Airdrops são extremamente úteis para a sua sobrevivência e sempre que você puder colocar suas mãos em um deles, não poupe esforços. Viu um avião no céu? Fique atento para ver se as caixas caíram por perto! No caminho, fique atento para as tropas que podem aparecer e aproveite o seu “presente”!

Side Quests

A história principal de Dying Light pode até ser divertida para a maioria dos jogadores. Mas o jogo realmente tem seus momentos mais memoráveis em suas missões opcionais (Side Quests). Aproveite sempre o tempo livre para realizar o maior número de Side Quests possíveis em Harran. Elas não apenas mantém o seu XP alto e lhe premiam com boas recompensas, como também fazem com que Dying Light realmente valha a pena. Resumindo: Dê uma chance às histórias secundárias e lhe garanto que você não irá se arrepender.

Cada bala conta

Eu sei que você quer se jogar em uma horda de Zumbis com sua mais nova metralhadora e dizimar todos enquanto grita “WAARRRRRR”. Acredite, todos nós queremos isso. Mas em Dying Light, munição é preciosa e cada bala perdida pode lhe fazer falta, quando for enfrentar um inimigo mais forte.

Desse modo, priorize gastar suas balas em explosivos (que afetam uma área maior – e mais inimigos no processo), mire sempre na cabeça e use e abuse das armas de contato para evitar gastar sua munição. Acha que aquele pente cheio de balas vai durar o dia inteiro? Harran não trata bem seus cidadãos descuidados… Comece a atirar sem pensar e você irá se encontrar em apuros antes do cair da noite!

Trate bem suas armas

Em um ambiente inóspito, onde 90% da população quer lhe comer (literalmente), esqueça o pacifismo e tenha certeza do seguinte: As suas armas são suas melhores amigas.

Em Dying Light, toda arma se desgasta com o uso e pode ser reparada uma quantidade limitada de vezes. É simples, algumas armas você repara algumas vezes e outras você repara apenas uma vez, antes de perdê-la de vez. Desse modo, fique atento ao status de seu equipamento e só utilize estes reparos quando a situação for absolutamente necessária (ou seja, quando ele quebrar completamente).

Outra dica importante neste ponto, é utilizar as Blueprints achadas no jogo para melhorar suas melhores armas (não se esqueça de upar as armas com a melhor durabilidade). Isso é essencial para lhe fazer aumentar o dano da arma e trazer o caos para o campo de batalha.

Não menospreze seu inimigo

Ficou meio Mestre Yoda? Mas leve a sério o que você acabou de ler, jovem Padawan! Aquele Zumbi derrubado que você jurava ter derrotado, pode muito bem ainda agarrar sua perna e dar uma bela mordida! Fique atento ao campo de batalha e não se esqueça de garantir que Zumbi bom é Zumbi morto!

É simples: Se você acertou o Zumbi e não ganhou o XP daquele ataque… significa que você precisa completar o serviço!

A Maneira mais fácil de matar zumbis em Dying Light

Matar zumbis é uma arte que deve ser aprimorada até a perfeição. Esta é a graça que faz com que Dying Light seja um jogo tão divertido. Entretanto, este é um pequeno guia para iniciantes, que tem como objetivo sobreviver da melhor forma possível dentro do jogo. Deste modo, esta é a técnica mais simples que você pode usar, para matar praticamente qualquer zumbi mais simples durante o jogo:

Passo 1: Se aproxime do Zumbi

Passo 2: Dê uma bela bicuda nas pernas do infeliz. Se ele não cair de primeira, continue chutando até que ele caia no chão.

Passo 3: Acerte a cabeça do maldito com a fúria de mil sóis.

Não é belo, mas é extremamente eficiente. Se você desbloquear a habilidade “Head Stomp” mais para frente, você pode finalizar o serviço sem precisar usar uma arma (o que preserva a durabilidade da mesma).

Habilidade e XP

Nós temos três arvores de XP em Dying Light, a primeira de sobrevivência, a segunda de agilidade e a terceira de força certo? Cada uma delas é “upada” de um jeito.

A de sobrevivência é: completando missões, sobrevivendo a hordas e ficando um tempo sem morrer, pois sempre que você morre a única coisa que você perde são de 300 pontos de XP aos 1600 pontos.

A de agilidade é: Correndo rápido por obstáculos, fazendo parkur e não se esqueça que quanto mais rápido você souber se locomover pelo parkur mais pontos ir ganhar.

A de força é: Em combate, essa é a mais simples, onde você ganha pontos apenas degolando alguns zumbis ou agentes do Rais.

Durante a noite você faz pakur sobre os prédios e construções e então cada movimento, escalada e desvio dará de 30 á 40 pontos, durante esse percurso você ira encontrar zumbis que ficam na parte de cima de casas das favelas, ou dos prédio na cidade velha, então cada golpe pode lhe dar uns 80 pontos e a morte do zumbi até uns 400 pontos por cabeça.

E finalmente ao chegar no fim da noite você ganha uma porrada de pontos de sobrevivência por ter passado a noite vivo, mas como tudo tem seu contra, você deve fazer essa aventura “parkureira” com cautela, pois não se esqueça que os “Pesadelos” estão a solta de noite, e se você não está bem upado ou até mesmo upado não aconselho a enfrentados logo de cara, caso chame atenção de um, você pode tomar distância e usar a lanterna UV para queimar ele e tentar um ataque de oportunidade, mas se chamar atenção de mais de um “Pesadelo”,  CORRA!!

Os pesadelos são casca grossa tem que tomar cuidado mesmo, mas caso queira dar uma de Highlander para enfrentar os zumbis e aprimorar sua força no máximo, aconselho a procurar uma farmácia durante a noite ou aquele laboratório do Dr. Camdan, que ambos  tem a porta semi-aberta e então chamar a atenção de uma horda para lá, ou até mesmo de “Pesadelos” será bom, pois assim que você passar por de baixo da porta os zumbis vão ficar presos do lado de fora e então ficara o vão da porta onde vocês pode atacá-los sem problema ou preocupação de levar danos e então é só matar todos os zumbis ganhar seu XP e depois ainda pegar o loot da pilha de corpos que irá deixar.

Saqueie

Para se dar bem no jogo, você vai precisar coletar bastante itens, os itens servem para você criar outros itens, consertar armas, fazer kit’s médicos (que é muito importante), aprimorar armas, fazer armas e etc…

Sempre tenha o inventário com muitos materias, sempre colete os itens, procure não deixar nenhum baú e nenhuma caixa para trás, eles podem conter itens de fabricação, itens valiosos (cigarros, cosméticos, café, bolsas, ervas e jóias) e até mesmo armas raras!

Você pode encontrar recursos em capôs de carros, em porta malas de carros, em lixeiras, baús, caixas, orelhões (possuem dinheiro), naquelas maquininhas de loja (tem dinheiro também) e em entregas aéreas!

Combate

Tome cuidado porque no Dying Light suas armas sofrem desgastes na hora que você as usa, e claro que existem armas melhores do que as outras, com melhores durabilidade e dano.

Por isso tente não gastar suas armas atoa, mas tenha em mente que você vai precisar matar uns zumbis de vez em quando para upar força!

A forma mais fácil de matar um zumbi sozinho é chutar a perna dele até que ele caia (chutar não gasta estamina!), e depois, ficar batendo na cabeça dele até ele morrer!

Não faça barulho!

Barulhos atraem os perigosos virais durante o dia, e os perigosíssimos voláteis durante a noite, tome cuidado para não fazer barulho!

Quando estiver saltando sobre os telhados, tome cuidado para não saltar sobre um telhado de madeira, porque ele vai quebrar, e depois vai fazer um barulho da porra, e vai atrair tudo que é zumbi! (Os virais principalmente)

Armas de fogo fazem barulho, por isso, só as use se for REALMENTE preciso!

Ah, e cuidado também para não causar explosões!

Obs: virais e voláteis são extremamente volozes e conseguem escalar construções rapidamente.

Pontos de agilidade

Tente se movimentar bastante pelos telhados, para upar em agilidade, além de ser bem mais seguro, porque na maioria das vezes os telhados estão fora do alcance dos zumbis!

Por isso, se não tiver nada para fazer, fique pulando para lá e para cá que nem um retardado!

Kit médico

Tenha sempre bastante kit médico no inventário, eles servem para recuperar sua vida e não são difíceis de fazer, além do fato de que o jogador aprende a fazer eles na primeira missão!

Para se fazer um kit médico você precisa de GAZE e ÁLCOOL!!!

Dinheiro

Venda itens valiosos na loja para conseguir dinheiro, e também saqueie cadáveres e orelhões, que também possuem dinheiro, sempre tenha bastante dinheiro, e NÃO gaste no começo!

Você pode usar dinheiro para comprar itens e armas!

Intendente

Todo dia o intendente vai ter itens GRATUITOS para te dar! Armas, peças de metais, gazuas (para abrir fechaduras), kit médicos são exemplos de itens que ele te da!

Obs: com o intendente, você pode resgatar vales para ganhar itens também!

Fast travel

Após terminar o jogo, você poderá dar fast travel e andar rapidamente pelo mapa  para todas as áreas principais do jogo (Slums, Old Town, Antenna).

Para ir de Slums a Old Town, vá para o seu quarto na torre. Use o pôster na parede para se teleportar para a outra área. Para viajar a partir da área da Antenna use a porta á norte de Slums ou a entrada do esgoto ao norte da Old Town. Depois você poderá retornar aos esgotos se quiser através dos pontos de acesso marcados no mapa nos mesmos locais que estavam durante as missões do modo história.

Referências:

Jogos Internauta, O Vicio, Amino Apps, Game for fun, Wikipedia, techtudo.