Until Dawn

Until Dawn é um jogo de aventura e de survival horror desenvolvido pela Supermassive Games e publicado pela Sony Computer Entertainment para PlayStation 4 em Agosto de 2015. Originalmente planejado para PlayStation 3 com suporte para PlayStation Move, o jogo acabou por ser reintroduzido como um exclusivo para PlayStation 4 em agosto de 2014.

Until Dawn recebeu análises positivas por parte dos críticos da especialidade. Conseguiu uma pontuação agregada de 79,07% no GameRankings e 79/100 no Metacritic.

Jogabilidade

Until Dawn foi desenhado para poder ser jogado várias vezes para que os jogadores possam entender o jogo na sua totalidade. A história dura cerca de nove horas de cada vez que se joga e as mecânicas irão utilizar um novo sistema chamado “Efeito Borboleta” em que cada escolha feita terá grandes consequências nunca antes vistas no desenrolar da história. Ao longo do jogo, os jogadores farão decisões difíceis com dilemas éticos e morais, como por exemplo sacrificar uma personagem para poder salvar outra. O “Efeito Borboleta” apaga a linha entre o correto e o incorreto, e é possível manter os oito personagens vivos (e até todos mortos), permitindo diferentes caminhos e cenários criando assim vários finais diferentes. O mecanismo de interação com a aplicação pode ser feito de três formas: com o DualShock 4 utilizando os botões, com o DualShok 4 utilizando o sensor de movimentos do mesmo e, sem a utilização de qualquer dispositivo remoto, através da PlayStation Camera, pelos movimentos corporais do jogador (algo semelhante aos jogos jogados através do Kinect, do Microsoft Xbox). Until Dawn tem um modo de auto-salvar muito restrito e, não permite ao jogador aceder ao arquivo da gravação; isto para prevenir que os jogadores se sintam arrependidos de alguma decisão que fizeram no jogo e a possam alterar. Também não há regulação da dificuldade no que toca à resposta do computador. A dificuldade é auto-ajustada de acordo com as decisões e o ponto da história em que o jogador está; por exemplo: o tempo de resposta aos “Quick-time Events” é menor quando um personagem se encontra numa cena de perigo do que se a mesma se encontrar numa situação calma. O nome do jogo Until Dawn em inglês significa “Até o amanhecer”, e já diz até que tempo terminará a história, isso o jogador verá que é verdade ao decorrer do jogo.  O jogador deverá recolher o máximo de colecionáveis de vários tipos com todos os personagens por forma a poder perceber a história.

A História

À primeira vista, Until Dawn é apenas um entre vários games que conseguiu passar a ideia de um filme de terror, reunindo alguns jovens em uma cabana amaldiçoada no meio do nada. A diferença é que a história consegue tomar rumos muito inventivos, trazendo surpresas e reviravoltas.

Aqui, vemos um grupo de amigos se reunindo em uma casa no interior do Canadá, um ano após a morte de duas amigas queridas. Contudo, esse retorno é marcado por acontecimentos bizarros, conformes criaturas macabras e um assassino misterioso espreitam na escuridão…

Como funcionam as escolhas em Until Dawn?

Exemplo de um “quicktime event” em Until Dawn. Escolha em quem atirar.

A mecânica do jogo Until Dawn é toda baseada no “efeito borboleta”. Algumas ações que o jogador toma durante as fases interferem diretamente no resultado de outras mais adiante na história. Por isso, é preciso tomar muito cuidado nos chamados “quicktime events”, as coisas que acontecem do nada e exigem uma decisão imediata de quem está com o controle nas mãos.

Essas decisões são tomadas com o botão “R”, virando para o lado da opção desejada na tela. Outros momentos em que o jogo exige total atenção e rapidez nos movimentos acontecem durante fugas, escaladas, correrias em geral. Botões aparecem na imagem com um tempo absolutamente curto para que você os aperte e ajude as personagens a alcançar seus objetivos – sob pena de pagarem caro caso não consigam. Como o próprio game sugere no começo, guarde isso na cabeça quando for jogar: algumas vezes a melhor decisão pode ser não fazer nada.

O que fazer durante os períodos em que não há muitas ações?

No jogo, há também muita exploração possível nos cenários. Todas as personagens precisam recolher o máximo possível de provas e evidências que misturam o desaparecimento das gêmeas com outros casos que aconteceram naquela região muitas décadas antes. Também precisam recolher os chamados “totens”. Quando o jogador encontra um desses, uma cena revela algo que pode acontecer na história mais adiante. São flashes que não dizem nada claramente, mas podem ajudar a tomar decisões ao longo do game.

Outros elementos que você recolher ao percorrer os diversos cenários de Until Dawn serão pequenos fragmentos de um vídeo que só será completamente formado se você conseguir pegar todas as peças desse verdadeiro quebra-cabeças. Fique muito atento ao andar pelos ambientes, tanto internos quanto externos. Vire para todos os lados e procure por objetos brilhantes. Lá estarão muitas provas e evidências importantes para a compreensão do jogo e para usar na hora de tomar decisões.

Como funciona o controle nesse jogo? 

Além dos quicktime events, que já explicamos, o controle DualShock 4 tem funções muito importantes em Until Dawn. Existem cenas nas quais as personagens precisam ficar em absoluto silêncio para não serem notados pelo inimigo. E a mecânica nessa hora é segurar o controle do jeito que estiver nas suas mãos, sem fazer o menor movimento. O sensor do joystick do PS4 determina essas mexidas, e a mais leve delas pode significar a morte de um dos membros da turma no jogo.

O touchpad servirá para que você vire páginas de algumas provas encontradas durante o jogo, como livros, documentos e relatórios. Fique atento. A movimentação pelos botões L (que controla a personagem) e R (que ajeita a câmera) é um dos pontos mais negativos de Until Dawn. Por isso dissemos que o jogo é uma combinação “quase perfeita”. Tome cuidado principalmente com a mira, quando estiver com armas. É preciso estar atento e ser ágil, porque o motor do game não ajuda nada a quem está com o controle nas mãos.

O que pode acontecer em cada história?

Como o jogo é baseado em decisões e no tempo de reação aos quicktime events, toda história que você começar poderá ser diferente da outra. Há possibilidades de salvar todos os adolescentes, salvar alguns, existe um troféu na PSN (PlayStation Network) para quem conseguir salvar todas as meninas do grupo, pelo menos. E há a possibilidade de ver todos e todas morrendo.

Não é possível voltar atrás em nenhuma decisão. O modo que salva o jogo automaticamente não te dá acesso ao arquivo exatamente para que o jogador não tente modificar alguma coisa após arrependimento. Só depois que a história termina é que o menu de Until Dawn te oferece a oportunidade de refazer alguma parte que causou arrependimento em um dos capítulos. Mas vai outra dica aí: quando você escolher um capítulo para refazer, todo o resto adiante será modificado também. É preciso jogar até o fim e fazer um novo destino para todos.

Por que “Until Dawn”?

A tradução do nome do jogo em português é “Até o Amanhecer”. A história começa na noite em que grupo chega ao chalé e termina no amanhecer. Todo o terror está concentrado ao longo dessas horas. Entre os capítulos, aparece outro personagem, um psiquiatra chamado “Dr. Hill”. Ele também faz perguntas que levam a escolhas durante o jogo. Ao longo da história, será revelado quem é o paciente que passa pelas sessões com clima bem macabro naquele consultório.

Preste atenção nas relações

Toda vez que você assumir o comando do personagem, aperte o botão R1 para acessar o menu de informações. Nesta tela você verá informações a respeito do jovem controlado e do quanto ele gosta de cada amigo do grupo.

Ao pressionar o botão novamente, o jogador tem a acesso às telas de pistas e totens (sobre os quais você encontra informações logo abaixo), assim como o menu do Efeito Borboleta. Nesta última seção, o jogador encontrará o registro das escolhas críticas do game. Ao longo dos 10 episódios, são 22 grandes decisões que afetam em nível maior os eventos de todo o jogo.

Pense nas suas decisões

Enquanto as decisões críticas são um dos elementos centrais de Until Dawn, em vários momentos não há opção correta. O problema é que, em alguns casos, podem ocorrer consequências fatais.

O importante mesmo é não entrar em pânico. Sendo assim, mesmo quando estiver pressionado para realizar uma escolha rapidamente, tente analisar as opções e lembre-se de que, muitas vezes, também é possível simplesmente não fazer nada.

Fique parado

Apesar de no início o game ter sido planejado como exclusividade do PlayStation Move, o título recebeu suporte para DualShock ao longo do desenvolvimento. Desse modo, o jogador pode escolher qualquer uma das duas opções de controle de acordo com a preferência.

Independentemente da sua escolha, no entanto, várias seções do jogo vão exigir que o personagem controlado fique completamente parado, seja para se esconder de algum perseguidor ou por algum outro motivo. Como o controle é bastante sensível, procure apoiar o joystick em algo para ajudar a mantê-lo parado sempre que o game avisar para não se mover.

Ouça os conselhos dos totens

Ao longo do jogo, é possível encontrar vários pedaços de totens indígenas, os quais oferecem visões de possíveis futuros para os personagens. Eles são classificados em cinco tipos, de acordo com a cor, e cada um apresenta um tipo de situação. Confira as possibilidades:

Totens da morte (borboleta preta): talvez um dos tipos mais importantes, estes totens preveem o jeito que o personagem pode morrer. Desse modo, o jogador pode descobrir em quais situações não pode cometer erros.

Totens de perigo (borboleta vermelha): semelhante ao totem preto, este artefato apresenta eventos que podem causar problemas ao jogador, mesmo que não haja perigo de morte imediata.

Totens de perda (borboleta marrom): apresentam tragédias com personagens que não estejam sob controle do jogador no momento. Como o usuário não sabe quem vai controlar em seguida, é interessante guardar as informações apresentadas por estes totens.

Totens de orientação (borboleta amarela): mostra visões com dicas para reunir o seu personagem com os amigos.

Totens de fortuna (borboleta branca): estes artefatos revelam informações sobre o personagem controlado pelo jogador no momento, assim como algumas das possíveis escolhas em diferentes situações.

Procure em todos os lugares

Ao longo dos capítulos, é bastante importante explorar a cabana e as redondezas em busca de pistas que revelem a identidade do assassino, assim como o que aconteceu com as gêmeas desaparecidas.

Uma vez que o personagem passar perto da pista (ou apontar a lanterna para a direção de alguma), um pequeno ícone iluminará o objeto para marcar que há algo ali para ser pego. Assim, quanto mais você souber, mais você estará seguro.

Reviva os episódios separadamente

Após terminar o jogo pela primeira vez, aproveite a chance que o game oferece de reviver cada um dos 10 capítulos separadamente. Desse modo, você pode brincar com todas as possibilidades das decisões críticas sem precisar carregar as consequências pela campanha inteira, ao mesmo tempo em que também pode aprender a salvar todos os personagens dos diferentes perigos.

O Elenco

O jogo não é apenas esplendoroso visualmente, mas também conta com um elenco de peso, que empresta sua voz e seu rosto para os personagens. Para citar alguns nomes, temos Hayden Panettiere (Heroes), Peter Stormare (Fargo) e Brett Dalton (Agentes da S.H.I.E.L.D.).

O verdadeiro destaque, no entanto, fica por conta de Rami Malek, que você conhece graças a Mr. Robot. O ator consegue trazer uma performance digna de qualquer filme ou série. O resto do elenco coadjuvante também não decepciona, construindo personagens marcantes.

O jogo sabe aproveitar os medos de quem joga

Para um jogo de terror, o primeiro pré-requisito é ser assustador, e Until Dawn consegue fazer isso de uma forma quase universal, já que ele capta e usa os medos do jogador contra ele próprio. E tudo isso é feito de uma forma bem criativa e medonha.

No início de cada capítulo do jogo – ao menos no início -, somos levados para uma sessão psiquiátrica com o Dr. Hill. Em cada sessão, o analista nos pergunta sobre o que nos causa aflição, e isso é salvo e utilizado depois, durante a história central. Então, escolha sabiamente quando chegar a hora de decidir entre palhaços e espantalhos…

Wendigos!

Como todo bom jogo de monstro, Until Dawn se aproveita para criar algumas criaturas bem tenebrosas. Aqui, eles usam uma lenda bem popular do folclore canadense: os Wendigos. Trata-se de seres humanos que, ao comerem carne humana nas florestas do Canadá, viram monstros insaciáveis.

E os Wendigos do jogo são bem interessantes, já que possuem um design único e bem diferente de tudo que já vimos. Além disso, eles realmente apresentam uma ótima ameaça para os personagens, e nunca deixam de ser assustadores, já que são usados de formas bem pontuais.

Outros elementos de horror

Porém, não pense que o game vive apenas dos Wendigos. Em vez disso, temos uma trama bem maior, que envolve um serial killer misterioso e um incendiário que habita as florestas. Ah, e não se esqueça do assustador hospital psiquiátrico, que rende a parte mais tensa da história.

Porém, nada disso é jogado no game de forma gratuita. Esses elementos não estão lá, de forma desconexa, apenas para causar sustos baratos no jogador. Eles são todos muito bem amarrados, e formam uma história que, mesmo com as mudanças provocadas pelas decisões, continua firme e forte.

Tensão crescente

Tensão é uma palavra que já foi repetida diversas vezes só nesta lista, mas verdade seja dita: Until Dawn é um dos jogos mais tensos da atualidade. O game consegue te colocar em uma espiral de horror e insanidade, e mesmo em alguns capítulos onde sequer temos um monstro, você está apavorado.

Como eu disse antes, isso é bem bacana porque torna o horror mais puxado para o psicológico. Há sustos em vários momentos, mas o medo já se alastrou para além disso. E considerando que toda a história se passa em uma madrugada, você vai querer passar por essa noite torturante o mais rápido possível.

Você pode mudar a essência dos personagens

Um desenvolvimento muito legal trazido por essa mecânica de decisões é justamente a interação entre os personagens. Quando o jogo começa, temos pré-determinado com quem alguns personagens se dão bem, quais são os relacionamentos e alianças.

Contudo, conforme a história progride, você vai tomando decisões e usando diálogos que podem mudar essa dinâmica. Isso é interessante porque mostra um desenvolvimento de personagem bem peculiar e jamais visto em games – ao menos, não nessa escala. Ao fim do jogo, ninguém é como era quando começou.

Como manter todos vivos

Ashley

Para que a personagem Ashley sobreviva, no capítulo 9, não verifique de onde vem o barulho que você ouve. Caso você seja curioso e vá verificar, não abra a porta, senão é morte na certa.

Chris

No capítulo 6, quando Chris e Ashley estão presos e Chris tem que decidir quem vive e quem morre, atire na própria cabeça. Chris não vai morrer pois a bala é de festim.

No capítulo 8, acerte todos os Wendigos com a Shotgun quando Chris estiver voltando para o chalé. Ashley vai salvar a pele dele deixando-o voltar pra casa.

Emily

No episódio 8, escape e conclua todos os QTEs sem errar.

Jessica

No episódio 4, quando Jessica for sequestrada, corra atrás dela usando Mike, não erre os QTEs e use sempre os caminhos mais arriscados para certificar-se de que ela vai sobreviver à queda do elevador.

No episódio 10, esconda-se dos Wendigos sempre que você tiver a chance, e conclua todos os QTEs para que Jessica sobreviva ao jogo.

Josh

Encontre todas as pistas envolvendo as gêmeas (incluindo uma que está dentro da água quando você está controlando Sam e Mike) e ele vai sobreviver.

Matt

No capítulo 6, não ataque os animais. Quando você tiver que escolher entre ajudar Emily e pular para a segurança, pule. Caso você prefira salvar Emily, certifique-se de que Matt tem o Sinalizador (mais cedo Emily encontra o sinalizador na torre de rádio e pode escolher entre ficar com ele e entregar para Matt)

Mike

Mike não morre até o capítulo 10. Quando você estiver encurralado pelos Wendigos, escolha “Salvar Mike” com a Sam e conclua todas as sequências de Don’t Move para que Mike seja salvo.

Dica: solte o controle na mesa para sobreviver a essas cenas sem perigo de estragar tudo.

Sam

Mesma coisa dita acima, escolha salvar o Mike e conclua todas as sequências de Don’t Move e Sam estará salva.

Referências:

Torcedores, Legião dos Heróis, Critical Hits, Techtudo, wikipedia.

Deixe seu comentário: