Rocket League

Rocket League é um jogo eletrônico de futebol veicular desenvolvido e publicado pela Psyonix. Foi lançado pela primeira vez para Microsoft Windows e PlayStation 4 em julho de 2015, com as portes para o Xbox One, MacOS, Linux e Nintendo Switch sendo lançados posteriormente. Em junho de 2016, a 505 Games começou a distribuir uma versão física para o PlayStation 4 e Xbox One, com a Warner Bros. Interactive Entertainment assumindo essas funções até o final de 2017.

Descrito como “futebol, mas com carros movidos a foguete”, Rocket League tem de um a quatro jogadores designados para cada uma das duas equipes, usando veículos movidos a foguete para acertar o gol do adversário e marcar pontos ao longo de uma partida. O jogo inclui modos para um jogador e multijogadores, que podem ser jogados localmente e on-line, incluindo jogos multi-plataforma entre as versões de PlayStation 4 e Microsoft Windows, bem como cross-play entre as versões de Xbox One, Switch e Windows. Atualizações posteriores permitiram a modificação de regras básicas e novos modos de jogo, incluindo os baseados em hóquei no gelo e basquete.

Rocket League é uma continuação de Supersonic Acrobatic Rocket-Powered Battle-Cars, publicado pela Psyonix em 2008 para o PlayStation 3. Battle-Cars recebeu críticas mistas e não foi um grande sucesso, mas ganhou uma base de fãs leais. A Psyonix continuou a se sustentar através do trabalho de desenvolvimento de contrato para outros estúdios, enquanto procurava desenvolver uma sequência. A empresa iniciou o desenvolvimento formal de Rocket League por volta de 2013, refinando a jogabilidade de Battle-Cars para lidar com críticas e comentários dos fãs. A desenvolvedora também reconheceu sua falta de marketing para o título anterior, e se envolveu tanto nas mídias sociais quanto nas promoções, incluindo oferecer o jogo como um download gratuito para membros da PlayStation Plus no lançamento, a fim de promover o jogo.

Rocket League foi elogiado pela crítica, recebendo uma recepção positiva por suas melhorias em comparação com Battle-Cars, seus gráficos e jogabilidade multijogador, apesar de alguns críticos serem céticos quanto ao motor de física do jogo. O jogo ganhou vários prêmios da indústria. e alcançou mais de seis milhões de vendas e 40 milhões de jogadores até o início de 2018. Rocket League também foi adotado como um eSport, com jogadores profissionais participando da ESL e da Major League Gaming, juntamente com as próprias competições da Psyonix através do Rocket League Championship Series (RLCS).

Como jogar

A mecânica básica de Rocket League é bem simples. Há dois times em campo e você precisa empurrar a bola gigante para o gol do adversário. O tamanho dos times varia, de 1 vs. 1 até 4 vs. 4. Para chegar ao seu objetivo você precisará jogar tanto no ataque quanto na defesa, jogando a bola para o campo adversário e tirando-a do seu lado.

Turbo

Um dos poucos elementos que você pode administrar para ganhar vantagem no jogo é o turbo, o qual garante velocidade e força extra. Ele é indicado por um medidor no canto inferior direito da tela que vai de 0 a 100. Quando seu turbo acaba você precisa adquirir mais nos pontos luminosos do campo. Locais com uma bola de energia garantem turbo completo, enquanto outros pontos apenas preenchem um pouco.

Giros no ar

Um truque que inicialmente pode passar despercebido é o fato que após um pulo seu carro pode girar no ar. Esses giros podem colocar efeito na bola e até jogá-la para direções diferentes ao invés de apenas empurrá-la para frente. Uma vez no ar, use o analógico esquerdo para girar seu carro, tanto na horizontal quanto na vertical. Porém, é bem difícil acertar o timing do giro com a bola.

Personalizando seu carro

No menu principal há a opção “Garage” na qual você pode realizar mudanças estéticas no seu carro. É possível escolher tipos diferentes de veículo, decalques, pintura, pneus, cor do turbo, acessórios e até antenas e bandeiras. Quanto mais você jogar, mais itens são desbloqueados para personalizar seu veículo.

Chat

Há muitas opções de chat disponíveis em Rocket League. As principais seriam o chat por voz, pressionando o botão R1 e o chat por texto, utilizando o painel de toque. No entanto, no calor da partida há também a opção de mensagens predeterminadas. Basta pressionar o direcional digital dependendo da situação: Cima para informações, Esquerda para elogios, Direita para reações e Baixo para desculpas.

Treine

Mesmo o jogo sendo muito simples, necessita de um conhecimento e experiência para não fazer feio. Por isso, jogue um pouco sozinho antes de enfrentar outros jogadores. Domine os comandos, entenda o jogo. Aí depois de algumas partidas, aí conseguirá jogar online e não fazer tão feio.

Defesa

Em Rocket League os times com a defesa mais organizada costumam levar a melhor sobre as equipes mais desorganizadas. Procure defender-se com movimentos horizontais. Isso dificulta o adversário e proporciona várias roubadas de bola, que normalmente resulta em ótimos contra-ataques.

Posicione-se

Acompanhe as disputas pela bola a certa distância. Preveja o próximo destino da bola, tente se adiantar e criar boas chances de marcar.

Chegue na bola

Depois de cada gol, partida é iniciada com a bola no centro do campo, sem a posse para nenhum dos times. Use seu nitro para chegar até ela rapidamente. Dependendo do posicionamento e da distância dos adversários, é possível chutar direto para o gol, com uma grande chance de marcar.

Pratique finalizações

Finalizações é uma das coisas mais difíceis de aprender em Rocket League. Teste jogadas na arena de treinamento do game, onde você poderá correr, chutar e melhorar sua pontaria.

Não corra atrás da bola sem pensar primeiro

Sabemos o quanto os jogadores adoram correr atrás da bola e tentar marcar rapidamente um gol. Mas essa não é a melhor maneira de ganhar a partida. Antes de pensar em marcar gols, apenas observe o jogo por algum tempo, entendendo como você pode ser mais útil para o seu time.

Acompanhe a movimentação da bola no jogo e procure se adiantar dos seus oponentes, pensando estrategicamente antes de sair correndo. Isso pode significar vários tipos de abordagens:

No início da partida, se você não estiver perto da bola, não corra atrás dela. Esse é um trabalho para o jogador que está mais próximo da bola. Use esse tempo para recuar e manter os olhos no jogo, estando pronto para se posicionar rapidamente onde for preciso;

Se você conseguir pegar a bola, tenha calma e pense se é melhor ir direto para a marcação ou fazer um passe para um jogador do seu time;

Está sozinho na defesa? Então não saia voando na direção da bola. O adversário vai aproveitar esse erro para usar o seu desespero contra você (e ninguém gosta de tomar um chapéu, não é mesmo?) Espere que a bola chegue até a sua área e você terá mais chances de defender com sucesso.

Personalize a sua visibilidade e controle

Em um jogo onde é essencial não errar o alvo, é fácil entender porque as definições da câmera e dos controles são muito importantes. Existem várias definições que poderão ajudar os jogadores na partida: desde reduzir a distância da câmera para a bola ser maior na tela, personalizar os comandos para serem mais intuitivos ou usar a câmera mais adequada à sua situação.

Existem vários exemplos do que você pode fazer fora da configuração padrão e recomendamos que experimente várias definições no modo de Jogo Livre.

Uma das escolhas mais populares entre os profissionais de Rocket League é o uso de câmera livre, algo que dá uma visão completamente diferente da partida. Para quem quer liberdade de movimentos e estudar amplamente o jogo, a câmera livre é essencial. Mas isso não significa que não seja útil usar a câmera da bola em certos momentos, como quando você achar a bola.

Saiba como usar o nitro e quando pegar as cargas de turbo

O nitro é um dos componentes mais importantes em Rocket League, sendo frequentemente a diferença entre derrota ou vitória no jogo. O gerenciamento do nitro é algo que todos os jogadores precisam ter em atenção e é bom lembrar que não vale a pena gastá-lo sem ter uma estratégia.

Seja porque quer atacar rapidamente com a bola ou salvar a sua área no último segundo, é vital que exista um motivo para gastar nitro. Tente manter um nível estável de nitro ao longo da partida, pegando cargas de turbo apenas nos momentos mais calmos.

A melhor defesa pode ser o ataque

Rocket League não é um jogo que encoraja os jogadores a se atacarem, mas essa componente existe e pode ser explorada com sucesso. Se o time adversário está roubando a bola, porque não atacar diretamente o carro dele? Com um ataque bem preciso, você pode até explodir o carro do adversário e obrigá-lo a reiniciar na área dele.
Mas um dos melhores momentos para atacar é quando você sabe que não vai chegar na bola a tempo do adversário pegar nela. Ele até pode chegar primeiro, mas você pode se jogar contra ele e roubar a bola.

O poder de derrapar

Derrapar (no original chamado de powerslide) pode ser um movimento salvador na hora de impedir um gol adversário ou de chutar a bola de forma precisa. Com o botão de derrapar, você consegue dar uma viragem muito mais rápida do que conseguiria com uma curva normal, reorientando o carro como quiser.

Experimente esta função no jogo e rapidamente você vai entender porque é uma das funções mais importantes para aprender. Usando a derrapagem, o seu carro faz uma curva muito mais rápida, mais precisa e é muito mais fácil orientar o nariz do veículo para a bola.

Os 10 tipos de jogadores de Rocket League

A Dinvidade

Característica do jogador: Perfeição

Normalmente encontrado: Em seus sonhos e pesadelos

Você fica apavorado só de pensar quanto tempo esses caras ficam pulando em Rocket League. Ou você não ficaria muito impressionado com a forma como eles pulam em cima de você, fazendo acrobacias absurdas no ar, ao mesmo tempo que dominam a bola perfeitamente só com o pneu traseiro esquerdo? Eles fazem umas manobras de um jeito que você nunca viu antes, e conseguem fazer um gol no adversário antes de suas lágrimas sequer saírem da sua íris. Esse cara é como se fosse o Neo do filme Matrix do Rocket League: ele não precisa de companheiros – ele quase não precisa da física.

O motorista de Domingo

Característica do jogador: objeção de consciência

Normalmente encontrado: Em qualquer lugar onde não tem bola

Há uma grande diferença entre quem opta por ficar no gol e simplesmente quem prefere ficar do lado errado do campo em qualquer momento. O motorista de domingo opta por esta última, e você não consegue entender o que realmente está acontecendo em sua cabeça. Eles estão com medo da bola? A conexão deles têm lag o tempo todo? Eles moralmente são contra o esporte? Por que eles estão dirigindo em direção as extremidades do campo? Não importa: o seu jeito estranho de andar sem destino vai lhe custar o jogo, para qualquer que seja a resposta.

O embaraçoso

Característica do jogador: muito ruim

Normalmente encontrado: falhando

Considerando que o motorista de domingo, por qualquer motivo, coloca 100 jardas entre ele e a ação em todos os momentos, o embaraçoso não falha por falta de tentativa – pois ele busca a glória. Só há um problema: ele é, provavelmente, o pior tipo de jogador que você já viu. Alguém deve perguntar no chat “Como você é PRO?” – E uma mensagem aponta diretamente para o cara se contorcendo no meio do campo. Mas sua tag diz que não se trata de um novato, e ainda assim, eles parecem ser incapazes de manter a dianteira do seu carro para cima. Talvez passe pela sua cabeça que eles estão bêbados. Talvez eles simplesmente estão sentados em cima do seu gamepad ou estão jogando de forma irônica? Mas, em todo caso, você tem que dar o direito do benefício da dúvida, pois ninguém é tão ruim assim. É quase impressionante.

O general da poltrona

Característica do jogador: provável insegurança

Normalmente encontrado: na janela do chat

EU CUIDO DISSO! EU CUIDO DISSO! DEFENDENDO! TENTE A CHANCE! DEFENDENDO!

O general da poltrona late suas ordens em um sentido geral, embora aparentemente de forma aleatória e com pouca coesão em relação ao que está acontecendo dentro de campo. Mas isso é legal, eles claramente só precisam se sentir como se estivessem no controle, assim você permitindo que ele grite suas diretrizes digitais por cinco minutos, vai fazê-lo se sentir melhor. Apesar do fato que eles sempre vão gritar “DEFENDENDO” logo no ponta pé inicial do jogo e, em seguida, fazer exatamente o contrário.

O “AFK (Away from Keybord)” – Aquele que fica longe do teclado

Característica do jogador: ficar muito, muito parado

Normalmente encontrado: em qualquer lugar que ele é deixado

Seu carro fica totalmente parado – é a manifestação virtual de uma pessoa que tem assuntos mais urgentes para tratar. Mas a sua mente entra em um processo letárgico quando começa a refletir sobre qual o real motivo de alguém entrar em um jogo e deixar de dar a devida atenção para ele. Poderia ser algo inocente: como o chamado da natureza, por exemplo, ou a pizza que ele pediu deve ter chegado. Mas e se for algo mais sinistro? E se em algum lugar do mundo, um pobre jogador de Rocket League acaba de ser assaltado com uma faca? E se a sua esposa está jogando placas na sua cabeça? E se ele estiver sofrendo uma combustão espontânea? Você nunca vai saber. É claro, o jogo vai acabar tirando o avatar de campo sozinho depois de um tempo ocioso e vai deixá-lo no lugar frio e vazio chamado “menu iniciar”. Deixando você com aquele mistério perturbador que vai assombrá-lo por, bem… os próximos minutos pelo menos.

O Demolidor

Característica do jogador: Estranhamente agressivo

Normalmente encontrado: Transformando seu carro em cinzas

Temos que admitir: às vezes, jogando o player em vez da bola é uma grande estratégia. Mas esse tipo de caso é mais extremo do que isso. Esse tipo de jogador deve estar confundindo o jogo com um outro chamado Destruction Derby. Seu objetivo não é fazer gol, mas sim destruir. O que significa que você gasta a maior parte do jogo fugindo desse tipo de jogador, enquanto ele caça você ou qualquer outro que estiver com ou sem a bola. É muito irritante.

O 50/50

Característica do jogador: Meio brilhante, meio terrívelmente engraçado

Normalmente encontrado: Fazendo as coisas de um jeito muito mais difícil do que elas precisam ser.

O Comeback Kid, o 50/50, é um jogador curioso. Ele mostra uma habilidade estranha, mas ao mesmo tempo chega a ter um brilhantismo impressionante quando ele resolve fazer vários gols de uma forma terrível. Eles geralmente jogam como Semi-Pro – o rank “dores de crescimento”. No Semi-Pro você sabe o que está fazendo, mas ocasionalmente o seu jeito engraçado de jogar pode ser motivo de chacota. Os 50/50 usam seus dedos no chat apenas para dizer algo tão sutil como “ugh, eu sou normalmente melhor do que isso, mas no momento eu estou apenas tendo um jogo ruim”, mas logo depois faz alguns gols de bicicleta, o gol da vitória do seu time e entra para a história. Um jogo de duas metades, por assim dizer.

O que pede desculpas por tudo

Característica do jogador: Pensa que é desprezível

Normalmente encontrado: choramingando

Quando sofre gols: “Desculpe! Desculpa! Desculpa!”
Quando perde a bola: “Desculpe! Desculpa! Desculpa!”
Atinge o companheiro de sua equipe: “Desculpe! Desculpa! Desculpa!”
Toca a bola: “Desculpe! Desculpa! Desculpa!
Tem a audácia de existir: “Desculpe! Desculpa! Desculpa!”

O examinador

Característica do jogador: Não foi possível bater na porta de um celeiro com um banjo

Normalmente encontrado: Seis polegadas à direita da bola

O examinador pode claramente jogar o game melhor que alguns jogadores, mas no mínimo, falta um pouco de percepção de profundidade. Eles provavelmente marcariam uma série dos melhores e mais extravagantes gols aéreos de Rocket League que você já viu, se não fosse o fato de que eles continuam cronometrando seus saltos cerca de três segundos adiantados. É quase uma arte o quão perto eles podem chegar à bola, sem fazer qualquer diferença perceptível para o resultado do jogo; é um pouco como assistir um jogo de capoeira motorizado.

O Bot

Característica do jogador: é um robô

Normalmente encontrado: Tranquilamente planejando a dominação mundial

“Esse cara é um pouco rude”, você pensa consigo mesmo. “Ou apenas humilde, talvez? Ele não responde nenhuma das minhas mensagens sobre seus tiros frios ou seus saves épicos, nem das minhas desculpas.” Mas deixando tudo isso de lado, você acha seu companheiro de equipe um pouco estoico, silenciosamente desligado, as coisas vão ficando ainda mais em silêncio e você não consegue tirá-lo do jogo. “Talvez ele seja apenas um canadense ou finlandês ou algo assim”, você pensa. Mas então você olha a sua tag e no local onde tem tem “XX” no inicio/fim não tem números, mas sim referências a filmes ou personagens de jogos de videogames. Ele simplesmente é chamado de “Jet”. Ele é um bot. Você ficou falando com um bot nos quatro últimos minutos sem perceber, enquanto todos os outros jogadores que estão em campo ficaram questionando a sua sanidade. Mas sabemos que você realmente não mente: você apenas ajudou o Rocket League a passar no teste de Turing.

Referências:

Gamelogia, Ligados Game, Redbull, Wikipedia, techtudo.

League of Legends

É um jogo online e multiplayer para PC (Windows e Mac) que coloca os jogadores em equipes com um único objetivo: destruir a base inimiga. O game faz parte do gênero MOBA, ou seja, uma arena de batalha para vários jogadores online. League of Legends, ou LoL, como é chamado, se baseia em partidas rápidas e dinâmicas, além de dar a possibilidade de escolher entre diversos personagens para compôr suas forças de ataque. Confira agora como jogar o MOBA da Riot.

Como funciona uma partida

Sua primeira partida em League of Legends será apenas de ensinamentos e somente com personagens controlados pelo computador. A seguir, te explicamos o básico do que precisa fazer para começar no jogo. Aproveite para ver mais detalhes de como mandar bem nas primeiras partidas.

Jogue os tutoriais

Antes de enfrentar um inimigo real, considere se familiarizar com o jogo por meio do Tutorial e do Treinamento de Batalha. Esses tutoriais ensinam o básico de League of Legends, desde os fundamentos, como movimentação, a tópicos avançados, como emboscadas e bônus da selva. Completar os tutoriais ajudará você a se preparar para encarar oponentes humanos.

Co op. Vs. IA

O Co op. vs. IA é uma excelente maneira de aprender as habilidades de um novo campeão ou testar uma nova estratégia com seu time. Ao contrário dos tutoriais, o Coop. permite que você interaja com outros invocadores e ajuste a dificuldade da IA conforme seu nível de habilidade. Seja jogando uma ou cem partidas, é uma ótima forma de conhecer outros invocadores.

Depois de completar os tutoriais, você pode unir forças com outros invocadores numa partida de 5 jogadores contra bots controlados pelo computador. Enquanto os tutoriais são guiados por missões e estratégias sugeridas, aqui você e seus companheiros decidirão a melhor maneira de enfrentar os campeões inimigos, conquistar os objetivos do mapa e avançar pelas rotas rumo à vitória.

Além dos bots

Iniciante, Intermediário e mais. Mesmo que praticamente todos os campeões de League of Legends tenham uma versão bot, lutar contra a IA não substitui uma verdadeira experiência PvP. Nem mesmo a infame Annie Bot vai se adaptar às suas estratégias da mesma maneira que um oponente real, humano.

A próxima seção oferece detalhes sobre como encontrar seus amigos online e jogar contra oponentes humanos. Com uma equipe ou sozinho, o sistema de gerenciamento de partidas é projetado para fazer com que você enfrente invocadores com habilidade semelhante à sua. Conforme sua habilidade aumenta, seus oponentes também melhoram. Quando chega ao nível 30, você tem a opção de participar de partidas Ranqueadas.

Os modos de jogos

Têm diversos modos de jogo. Após terminar sua partida de treino/tutorial, basta clicar em “Jogar” no menu principal para acessar todas as possibilidades disponíveis.

O modo de jogo mais comum é o Summoner’s Rift, que é o “oficial”, de cinco contra cinco, em um mapa com três rotas principais para chegar à base inimiga, além da selva. É este que é utilizado em torneios oficiais, mas existem ainda outras modalidades. Conheça os principais detalhes do Summoner’s Rift.

Normal Matchmaking é válido aos jogadores que alcançaram o nível 6 e é utilizado um sistema automático para formar os times, para se jogar com pessoas com a mesma experiência.

Ranked Matchmaking é válido aos jogadores que alcançaram o nível 30. É utilizado um sistema semelhante ao do Normal Matchmaking e permite aos jogadores competirem entre si, pois essas partidas são contabilizadas no sistema competitivo do jogo.

Team Matchmaking permite que a equipe seja pré-formada para competir contra outra equipe com habilidade semelhante.

Entrando na briga

Seja organizando uma partida personalizada para seus amigos ou permitindo que o sistema de gerenciamento de partidas escolha uma equipe com a mesma habilidade, as partidas são recheadas de momentos memoráveis e jogadas decisivas. Lembre-se de que as partidas são ainda melhores quando você luta lado a lado com seus amigos.

Introdução aos Campeões

League of Legends tem classes distintas de campeões: assassino, lutador, mago, suporte, tanque e atirador. Cada classe possui diferentes características e pontos fortes. No mapa de Summoner’s Rift, é mais comum (podendo sempre ocorrer variações de escolhas) a classe de suportes e atiradores lutarem na rota inferior; os magos e assassinos na rota central; os tanques, lutadores e assassinos rota superior; e na selva os tanques, lutadores, assassinos e magos.

Assassino: campeões que têm como especialidade abater um campeão o mais rápido possível. Esses campões possuem alto dano e costumam ser difíceis de serem abatidos se adquirirem vantagem. Alguns campeões assassinos: Akali, Fizz, Kassadin, Katarina, LeBlanc, Master Yi, Nidalee, Rengar e Zed.

Atirador: campeões que geralmente são fracos no começo, mas tornam-se grandes carregadores caso consigam alguns abates. Possuem pouca vida e armadura, mas uma alta velocidade de ataque. Alguns campeões atiradores: Ashe, Caitlyn, Ezreal, Kai’Sa, Jinx, Miss Fortune, Varus, Vayne e Xayah.

Lutador: campeões que misturam os atributos de dano e defesa. Alguns campeões lutadores: Aatrox, Camille, Fiora, Hecarim, Irelia, Jax, Riven, Vi e Yasuo.

Suporte: campeões que possuem habilidades para ajudar o resto do time. Alguns campeões suportes: Bardo, Janna, Karma, Lulu, Nami, Rakan, Sona, Soraka, e Thresh.

Mago: campeões com poderosas habilidades mágicas, mas pouca defesa. Algumas habilidades causam grande quantidade de dano em um curto período de tempo, enquanto outras causam dano ao longo do tempo. Alguns campeões magos: Ahri, Annie, Lux, Orianna, Swain, Syndra, Taliyah, Veigar e Xerath.

Tanque: campeões focados em iniciar lutas e receber todo o dano do time adversário devido a alta defesa que possuem. Alguns campeões tanques: Amumu, Cho’Gath, Leona, Maokai, Nautilus, Ornn, Poppy, Sejuani e Shen.

Controlando seu campeão

Salvo alguns casos, os campeões usam o esquema de controle tradicional de jogos estratégia. Os controles podem ser personalizados no menu Opções.

Para mover seu campeão, clique com o botão direito no terreno para onde quer enviá-lo, para atacar um inimigo, clique com o botão direito no alvo, para lançar um feitiço, clique com o botão esquerdo no ícone ou use o atalho correspondente (Q, W, E e R por padrão), e depois clique no alvo.

Mecânica de jogo

Como já citado, o objetivo principal do jogo é destruir o Nexus inimigo. Tal coisa pode parecer bem fácil, mas existem muitas coisas que impedem um time de alcançá-lo.

Rotas

Rota superior ou Top: A rota superior é onde participa apenas um campeão de cada time; este pode ser um tanque, um lutador, ou, eventualmente, alguns atiradores como Vayne. Vale lembrar que o termo “AD Carry” não significa exatamente um atirador, mas sim um carregador de dano físico de alto potencial, como Fiora, Tryndamere ou Yasuo. Mas comumente, AD Carry é um termo designado apenas para atiradores. O tanque é altamente resistente, é responsável por liderar o time (independente se ele estiver na rota superior ou não, o que determinará isso, é se houverem mais de um tanque no time, portanto, cabe ao time a decisão de deixar o top-laner cuidar da liderança ou outro tanque como o suporte). É ele quem cuidará da linha de frente e será responsável por proteger seus aliados com suas enormes capacidades de absorver dano.

Rota inferior ou Bot: A rota inferior é a única rota que conta com duas importantes figuras: O atirador e o suporte. O suporte é responsável pela visão do mapa, pelo suporte ao time e pela proteção do atirador. Também é responsável pelo controle da rota inferior e suporte para sua equipe. Este pode ser um tanque com alto controle de grupo como Nautilus ou Rakan, alguém com sustentamento de vida como Nami, Sona ou Soraka, algum com poke (incomodar e atrapalhar o atirador inimigo a pegar ouro) como Karma ou Morgana, ofensivos como Blitzcrank, Thresh ou Pyke, ou defensivos como Braum, Janna, Taric, entre outros. O atirador, juntamente com o mago, concentra o maior dano do time. Devido ao fato de possuir pouca defesa e vida, esta é a razão de precisar de um suporte. Este atirador também possui várias características; ele pode ser um atirador ofensivo, defensivo ou de poke, como Draven, Vayne e Varus ou Ezreal, respectivamente.

Rota do meio ou Mid: É onde se concentram campeões com elevadas formas de causar dano em área e abater alvos desprevenidos (pick-off). Estes incluem os assassinos, personagens com dano suficiente para retirar um alvo frágil do mapa em poucos segundos, como LeBlanc, Katarina e Zed; ou os magos, personagens com grandes dano em área e alto controle de grupo, como Cassiopeia, Lux e Veigar.

Selva ou Jungle: É um lugar encontrado apenas em Summoner’s Rift e não consideravelmente, em Twisted Treeline. O personagem deste lugar é o Caçador, popularmente conhecido como Jungler. Ele é responsável pelos monstros épicos (Dragão e Barão) e também tem a função de ajudar as outras três rotas. A Selva é dividida em duas partes para as duas equipes. Também possui o objetivo extra de atrapalhar a selva inimiga, o chamado Counter-Jungle, onde dependendo do seu personagem e habilidade, você poderá invadir a selva inimiga e roubar seus atributos essenciais, como o Rubrivira ou o Azuporã.

Monstros da selva

Rubrivira: O Rubrivira (ou Red) é um monstro grande essencial no início do jogo para o caçador. Ele concede o efeito de queimadura por 3 segundos ao atingir um inimigo, aumenta o dano de ataque e dá uma boa regeneração de vida a quem lhe abater. Não é necessário golpeá-lo para adquirir seu efeito.

Azuporã: O Azuporã (ou Blue) é um golem gigante que também é priorizado pelos caçadores no início no jogo. Ao ser abatido, concede poder de habilidade, super-regeneração de mana e redução do tempo de recarga a quem lhe abater. Seu efeito e o efeito do Rubrivira são os únicos que são transferíveis entre campeões; caso um campeão abata o campeão que estiver com o efeito, ele é transferido para o abatedor. Também não é necessário golpeá-lo para adquirir seu efeito.

Acuâminas: As acuâminas são um grupo de pássaros. São os monstros neutros mais próximos da rota do meio. No início são complicados de abater devido ao alto dano causado por eles.

Krugues: Os krugues são dois monstros neutros que acabam dividindo em monstros menores ao serem abatidos. O krugue menor se divide apenas em duas partes, enquanto o krugue maior também se divide em duas partes que depois se dividem em mais duas.

Arongueijos: Os arongueijos são encontrados nas proximidades do covil do Barão e Dragão. São bastante resistentes, mas eles são os únicos monstros da selva que não revidam. Não atacam, apenas andam. Ao serem abatidos, fornecem visão do rio superior (se o arongueijo superior for abatido) e visão do rio inferior (se o arongueijo inferior for abatido).

Lobos Trevoguari: Três lobos que são uma boa fonte de ouro e os mais fáceis para derrotar no início de jogo.

Grompe: O grompe é um sapo gigante que causa dano mágico e é um pouco difícil de matar, devido a sua alta vida e resistência.

Arauto do Vale: O Arauto do Vale é um monstro épico. Ele nasce somente uma vez por jogo, e sumirá permanentemente após os 19:45 de tempo de partida, ou 19:55 se estiver em combate. Para abatê-lo mais facilmente, é preciso atacar seu olho nas costas. Ao derrotá-lo, ele deixará uma relíquia ocular no chão que apenas um jogador do time que o derrotou pode pegar: essa relíquia fornece retorno acelerado à base e o poder de invocar o Arauto do Vale, que irá agora atacar as torres e ir em direção ao Nexus inimigo, até ser derrotado pela equipe inimiga.

Dragão: O Dragão é um monstro épico e uma fonte de efeitos permanentes. Existem 4 dragões elementais diferentes no jogo: o Dragão Infernal (Fogo) aumenta o poder de habilidade e dano de ataque do time; o Dragão das Nuvens (Ar) concede velocidade de movimento fora de combate; o Dragão do Oceano (Água) concede regeneração de vida e mana; e o Dragão da Montanha (Terra) aumenta o dano em monstros épicos e estruturas. A partir dos 35 minutos de jogo, nascerá apenas o Dragão Ancião, que amplifica todos os bônus já obtidos com os dragões já eliminados pelo time. O Dragão Ancião tem efeito temporário.

Barão: É o monstro épico mais forte de Summoner’s Rift. Surge aos 20 minutos de jogo e, ao ser abatido, concede 300 de ouro a todo o time abatedor, aumento no dano, no alcance de ataque e resistência das tropas próximas, dano de ataque e poder de habilidade extra a todos os aliados e 25 de ouro adicional a quem der o golpe final. É um combo de efeitos extremamente notáveis e poderosos. Para abatê-lo são necessários dois ou mais campeões.

O Golpear é um feitiço obrigatório para o caçador, pois ele possui aprimoramentos específicos na loja, como lentidão ou dano real, podendo ser aprimorado para causar dano mágico, físico, aumentar a velocidade de ataque ou fornecer resistência.

O Nexus

O Nexus é o grande objetivo do jogo. Ele fica localizado ao centro da base inimiga, dentro do mapa, e precisa ser destruído para que você alcance a vitória. Porém, a tarefa não é fácil, já que ele é protegido pelo caminho por torres, tropas e campeões do time adversário. Além disso, o Nexus tem uma vida longa e nem sempre será fácil destroçá-lo.

Na sua base

O jogo começa com o seu campeão posicionado na sua base. É preciso movimentar com o clique direito do botão do mouse, indicando para onde o personagem deve ir. Não é possível jogar League of Legends com controles tradicionais de videogame, apenas com a combinação entre mouse e teclado. No canto inferior da tela você também confere informações sobre o personagem, como pode notar abaixo.

Retornar à base é sempre importante para que você recupere sua vida, mana e também compre novos itens na loja. Para fazer isso durante o jogo, pressione o botão B, no teclado, e espere a barra de carregamento. É importante avisar que o retorno à base é interrompido se algum inimigo te atacar nesse tempo.

Atacando tropas

As tropas são soldados, do seu time e do adversário, que são sempre controlados pelo computador. Nenhum jogador os comanda, mesmo nas partidas tradicionais, e eles são enviados automaticamente da base inimiga para sua base, e vice-versa. Para chegar ao objetivo, é preciso também destruir as tropas, clicando com o botão direito do mouse em cima dos alvos.

Usar habilidades

As habilidades são primordiais para se dar bem em uma partida. Elas variam muito de campeão para campeão. Embora elas sejam diversas, o funcionamento básico de todas elas são o mesmo: são ativadas com os botões Q, W, E e R no teclado. O R, no caso, é sempre a habilidade mais forte, o chamado “Ultimate”.

As habilidades são obtidas conforme o campeão avança de nível em uma partida. Quanto maior for o nível, mais fortes elas serão. Ao obter uma nova habilidade, uma seta aparecerá em cima do ícone correspondente dela, no menu inferior. Basta clicar para ativar ou melhorar uma delas.

Itens

Numa partida de League of Legends, seu campeão ganha Ouro destruindo unidades e estruturas inimigas. Aplicar o golpe final numa tropa ou campeão, assistência ao matar um campeão e adquirir certas runas ou itens são apenas algumas maneiras de gerar Ouro extra. Você pode usá-lo para comprar poderosos itens na loja junto à plataforma do invocador. Basta clicar na loja ou no botão próximo ao seu total de Ouro para abri-la.Os itens concedem bônus assim que são comprados, não é preciso equipá-los

Diferentes campeões e estilos de jogo são beneficiados por diferentes combinações de itens, por isso suas compras devem ser orientadas pela sua estratégia

Os itens mais poderosos são criados por meio de combinações de itens menores, não hesite em comprar itens componentes. Itens consumíveis, tais como poções, sentinelas e itens que requerem ativação, são usados ao se clicar no inventário ou por meio dos atalhos 1 – 6.

Torres

As torres são as principais defesas dos inimigos em uma partida. Elas aplicam um dano imenso contra seu campeão, se ele estiver próximo. Por isso, procure sempre ficar protegido, atrás de tropas aliadas ou de outros heróis amigos, enquanto ataca a torre para derrubá-la. Caso contrário, seu campeão pode ser abatido com facilidade.

Destruindo inibidores

Além das torres, cada mapa de League of Legends também tem inibidores, que são construções que ficam próximas do Nexus. Depois de destruídos, suas tropas ganharão melhorias e serão chamadas de “supertropas”, mais fortes e resistentes. Destruir os inibidores antes do Nexus é obrigatório para vencer a partida.

Antes de partir para os embates tradicionais, é importante lembrar que os níveis dos campeões também valem apenas para cada sessão de jogo em si e não são transferidos para outras fases.

Mapas do jogo

League of Legends possui quatro mapas principais, ou “Campos da Justiça”, que possuem diferentes cenários, objetivos e circunstâncias de vitórias, assim como feitiços de invocador e itens variados. Um quarto mapa, Crystal Scar, foi descontinuado.

Summoner’s Rift

Uma representação simplificada de Summoner’s Rift. Os caminhos amarelos são as “lanes” aonde ondas sem fim de tropas conhecidas como “minions” marcham; os pontos azuis e vermelhos são as torres defensivas que defendem as lanes. Não está ilustrado as duas torres que flanqueiam cada Nexus — o objetivo final do jogo, que está na base de cada time em seus cantos. A linha pontilhada é o rio que divide os lados.

Summoner’s Rift é o mapa mais popular de League of Legends. Nesse tipo de mapa, dois times de cinco jogadores competem para destruir uma estrutura inimiga chamada Nexus, que é guardada por torres e defendida pelos jogadores do time adversário. Essa estrutura cria continuamente personagens não jogáveis e fracos conhecidos como minions, que avançam em direção à base do time inimigo através de três rotas: topo, meio e inferior. Os jogadores disputam para avançar essas ondas de minions até a base inimiga, o que lhes permite destruir as estruturas inimigas, atingir objetivos e, consequentemente, garantir a vitória.

Ao redor das rotas há terrenos neutros conhecidos como selva e rio. A selva é apresentada em quatro quadrantes e contém uma grande variedade de personagens não jogáveis, conhecidos como monstros. O rio contém três tipos de monstros neutros: o aronguejo, o Dragão e o Barão Nashor.

Twisted Treeline

Twisted Treeline é o palco para as partidas 3 contra 3. Assim como no Summoner’s Rift, o objetivo é destruir o Nexus da outra equipe, porém o mapa é dividido em apenas 2 rotas. Na selva, entre as duas rotas, existem dois pontos que concedem bônus a equipe ao serem capturados.

Howling Abyss

Howling Abyss é um mapa gélido com temática voltada para as histórias de Freljord, conhecido como a ponte onde houve a guerra entre os Glacinatas e os Observadores Gélidos. Visando esta guerra, a aparência da ponte é toda quebrada e pedaços da mesma caem com o decorrer da partida. Ficou no lugar de Proving Grounds como mapa do ARAM e do tutorial.

Assim como no Summoner’s Rift e em Twisted Treeline, o objetivo aqui é destruir o Nexus inimigo, com cinco jogadores em cada equipe e uma única rota. As partidas geralmente têm duração de 10 a 25 minutos pela facilidade que se tem de iniciar lutas. Aqui o jogador não necessita de tanta estratégia quanto nos outros mapas, sendo apenas incumbido de se dedicar ao trabalho em equipe, ficando impossibilitado de se curar ao voltar para base e só podendo comprar itens enquanto está morto ou um tempo depois de voltar a vida. A seleção de campeões deste mapa é aleatória, com base nos campeões que o jogador já tem (salvo se o invocador acumulou dados de troca, que permite que o seu campeão seja sorteado randomicamente novamente). Muitas vezes a vitória depende da sorte que a equipe teve nos campeões que foram sorteados ao seu time.

Crystal Scar

Crystal Scar foi o cenário do Dominion, um mapa 5v5 onde os campeões capturavam e concentravam pontos de controle com o objetivo de danificar o Nexus inimigo. Os Nexus de Crystal Scar, diferente do dos outros mapas não podiam ser danificados diretamente, tinham 500 de vida e a equipe que dominava a maior parte dos pontos, iria concentrar um raio destrutivo no Nexus inimigo que era destruído quando chega a 0 de vida.

Na segunda temporada (2012) do jogo, a Riot Games demonstrou um novo modo de jogo intitulado “Dominion”. Este é um clássico modo de jogo de domínio de bases, no qual as equipes precisam dominar uma base e defende-la da equipe inimiga. O mapa consiste em 5 pontos para conquistar e defender, que são os seguintes:

O moinho: localiza-se no topo, e uma das mais prezadas, já que não está localizada em nenhum dos lados, tornando-se um dos pontos mais fáceis e, ao mesmo tempo, mais difíceis de se alcançar, pois é o mais longe de todos, para os dois lados;

A refinaria: localiza-se mais abaixo do Moinho, e fica no lado esquerdo, pertencendo, assim, ao time Azul. É fácil de se capturar, já que possui um caminho livre até ele;

A pedreira: fica localizado na parte debaixo, a esquerda do mapa. É muito útil, pois é localizada próxima da fonte de ambos os times, assim fazendo com que eles possam ir rapidamente até ela;

O ossuário: está posicionada no lado do time roxo, sendo facilmente conquistada, por localizar-se próxima se sua fonte;

A perfuradora: fica localizada entre o Ossuário e o Moinho sendo de fácil acesso ao time Roxo. Fácil de se atingir pelo time Roxo, por estar localizada próximo ao leste, e prezado pelo time Azul, por ter caminho livre para leste.

Cada equipe começa com quinhentos pontos de vida em seu Nexus (cristal central de cada equipe). Quanto mais bases uma equipe domina, mais rápido os pontos de vida da equipe adversária se esgotam. A partida acaba quando os pontos de vida chegam a 0. Este modo de jogo tem uma popularidade muito mais baixa do que os outros modos de jogo.

Em 10 de fevereiro de 2016, Riot anunciou que desativaria permanentemente o modo Dominion e removeria Crystal Scar de partidas personalizadas, que aconteceu em 22 de fevereiro. Apesar disto, o mapa Crystal Scar foi reutilizado posteriormente em outros modos, como Ascension.

Adicionando amigos ao jogo

Se decidir jogar em grupo, poderá convidar outros invocadores selecionando “Vou convidar meus amigos para a equipe” sob a guia Grupo. Ao formar o grupo, um saguão de partida será aberto para que você possa selecionar os amigos que quer convidar para jogar. Quando tiver terminado de selecionar seus colegas de equipe, clique em Convidar Jogadores.

Campeonato Mundial de League of Legends 

É um campeonato internacional anual de esporte eletrônico voltado para o game, organizado pela empresa americana Riot Games. As equipes competem pelo título de campeão, pela Taça do Invocador e pelo prêmio de aproximadamente US$1.000.000 (2015). As equipes são formadas sempre por no máximo 6 membros incluindo o técnico, que não precisam ser necessariamente de uma única nacionalidade. O evento é bastante prestigiado atualmente pelos fãs de jogos eletrônicos e tem atraído alguns olhares importantes de televisões abertas do mundo inteiro e patrocinadores significativos.

Teamfight Tactics é o modo de jogo totalmente novo do League que chegará ao APT (PBE) até o fim do mês.

TFT é um jogo de estratégia em turnos que coloca você contra sete oponentes em uma guerra sem limites. Monte uma equipe que lutará em seu nome de rodada em rodada até que você seja o último sobrevivente.

Teamfight tactics

Você gastará ouro na loja antes de cada rodada para recrutar Campeões do League para sua equipe. Ao longo da partida, seu time ficará mais forte conforme você escolhe Campeões que compartilham Origens e Classes para habilitar níveis adicionais de características. Além disso, você pode combinar três cópias do mesmo Campeão para aprimorá-lo em uma incrível e melhorada versão dele próprio, e depois combinar três versões melhoradas para criar uma versão suprema.

Sua equipe viajará para o tabuleiro do oponente (ou os inimigos virão até o seu) e a batalha começará. Durante o combate, seus Campeões se moverão, atacarão e conjurarão habilidades automaticamente. Assim como no League, você precisará escolher uma composição de equipe e posicionar seus Campeões sabiamente para alcançar todo o potencial de seu time.

No final de cada rodada, você receberá ouro para gastar em futuras rodadas. Ocasionalmente, todos se reunirão para um evento especial e escolher Campeões de um elenco único composto de Campeões de níveis de poder variados. Os jogadores escolherão na ordem reversa ao estado atual da partida (os últimos colocados escolhem primeiro, os primeiros colocados escolhem por último), dando aos jogadores que estão para trás uma chance de dar a volta por cima. Vença confrontos de equipe consistentemente para evitar perder Vida e causar dano aos seus oponentes. Sobreviva mais que todos para vencer e não esqueça de usar seus emotes freneticamente no processo!

Referências:

Ligado games, League of legends, Wikipedia, techtudo.

For Honor

É um videojogo de combate tático medieval produzido pela Ubisoft Montreal publicado pela Ubisoft para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em fevereiro de 2017. Anunciado durante a Electronic Entertainment Expo 2015, o jogo tem sistema de combate corpo a corpo descrito pelos produtores como a “Arte da Batalha”, e permite aos jogadores terem o papel de soldados históricos como os cavaleiros medievais, os samurais e os vikings.

Jogabilidade

For Honor é um videojogo de luta que tem o período medieval como cenário. Os jogadores podem escolher um personagem a partir de três facções: Legion, Chosen e Warborn que representam os cavaleiros medievais, os samurais e os vikings, respectivamente. Existem várias classes, cada qual com as suas habilidades e armas. As classes podem ser personalizadas como o género e a armadura usada. Por exemplo, os samurais são descritos como “rápidos e letais, capazes de inspirar medo”. Um dos seus soldados, o Orochi, usa uma armadura feita de couro e madeira e usa uma katana japonesa. As suas habilidades especiais inclui lâminas venenosas, punhais kunai para arremesso e a “Flecha Tempestade”.

Os jogadores lutam uns contra os outros com armas de corpo-a-corpo, como machados e espadas. O jogo inclui modos competitivos que suportam até oito jogadores, separados em duas equipas de quatro. Quando começa uma ronda, os jogadores têm a companhia de numerosos companheiros de equipa controlados pela inteligência artificial(IA). Os pontos, tanto temporários como permanentes, podem ser ganhos durante os combates/rondas.

Quando uma das equipas consegue um certo número de pontos, terão de eliminar os jogadores da outra equipa. Quando os jogadores de uma equipa forem eliminados, acaba a ronda. Se o jogador matar vários inimigos de um modo consecutivo, pode aumentar de nível, e ganhar características especiais que lhe permitem ter mais pontos e capacidades, como chamar por exemplo uma chuva de flechas, um ataque de catapulta ou auto curarem-se.

O jogo tem um sistema de combate corpo a corpo táctico descrito pelos produtores como a “Arte da Batalha”. Os jogadores entram num modo duelo contra outro jogador, num combate com espadas. Os jogadores podem escolher o lugar e a posição da sua arma quando atacam o inimigo. Podem ser escolhidas três direções para atacar, de cima, da esquerda e da direita. Ao observar os movimentos do personagem, que reflete a sua posição de ataque, os jogadores podem fazer um ataque à parte mais fraca do seu inimigo. Escolhendo a posição correta pode bloquear os ataques adversários. A força de cada ataque também é decidida pelo jogador. O sistema tem como objetivo dar aos jogadores “a sensação do peso da arma na sua mão”. Os jogadores podem causar, de modo acidental ou intencional, dano aos seus companheiros de equipa.

Você deve assistir aos vídeos e jogar os tutoriais

Acredite, vai valer a pena. Sabemos que ninguém é fã de começar um jogo pelos tutoriais, mas em For Honor, isso não é uma questão de escolha: é absolutamente necessário. O game é realmente exigente e você vai agradecer todo o tempo que esteve aprendendo nessas fases iniciais. For Honor começa em um ambiente básico de tutorial, mas recomendamos que você jogue todos os outros tutoriais que vão ajudá-lo a conhecer modos avançados.

Para isso vá para Play, selecione How to Play e escolha Advanced Practice. Escolha um herói que você deseje aprender a fundo e assista aos vídeos dos modos básico e avançado desse herói. Se você ainda assim não está convencido, saiba que se fizer estas coisas será recompensado em valor monetário do jogo. Contudo, esse dinheiro virtual surge apenas na primeira vez que você faz isso.

Jogue primeiro contra um bot

Já estou ouvindo as queixas de “mas quando é que esse game começa mesmo?”. Mas nós garantimos que o melhor para você é jogar primeiro contra bots (inteligência artificial do game).Se você começar por jogar logo contra outros jogadores humanos online, não há forma de isso correr bem. Primeiro pratique e aprenda como mandar bem para usar isso mais tarde contra seus inimigos humanos!

Se você começar por jogar logo contra outros jogadores humanos online, não há forma de isso correr bem. Primeiro pratique e aprenda como mandar bem para usar isso mais tarde contra seus inimigos humanos!

Os jogadores podem jogar contra bots em Free Mode (mapa Dominion 4v4) ou montar uma partida inteiramente personalizável, onde você pode até convidar amigos para participar. Tal como nossa primeira dica, essa também tem recompensações maneiras. Todas as partidas em For Honor, mesmo essa contra bots, dão sempre pontos de experiências (XP) e chance de ganhar itens (loot).

Escolha um herói e aprenda tudo sobre ele

A melhor forma do seu estilo de combate se tornar impressionante é se você aprender a fundo tudo sobre um herói. Escolha um personagem em específico e jogue muito com ele, entendendo suas habilidades únicas e diferentes combos. Cada herói apresenta um grau de dificuldade diferente e um conjunto de capacidades e fraquezas distinto. Conheça as classes de heróis, leia suas descrições e escolha um com quem acha que se vai divertir mais.

É muito importante que seu herói tenha um estilo de combate que você goste de jogar. Quando escolher seu personagem, entenda suas habilidades, descubra o que torna ele único e saiba tudo sobre o combate. Praticando muito com um só herói vai fazer de você um mestre desse personagem – e muito melhor combatente na hora da batalha.

O minimapa pode ser o seu melhor amigo

No meio do combate cerrado pode ser muito difícil tomar atenção nesse detalhe, mas isso é realmente crucial. Especialmente em Dominion 4v4, o minimapa é uma informação necessária ao seu sucesso.

De vez em quando olhe para o minimapa para ter uma ideia rápida da sua localização, evitar ataques surpresa e escolher a melhor direção a tomar em seguida.

Não esqueça seus níveis de stamina

Stamina é a sua resistência e está representado pela barra verde por baixo da sua barra da vida. Essa é uma das peças mais fundamentais na construção do seu ataque: sem stamina, você simplesmente não pode usar seus ataques.

Sempre que você ataca um inimigo, sua barra de stamina diminui e tem que ter cuidado para não gastar toda essa energia. Se isso acontecer, você fica mais vulnerável a ataques, sendo o melhor conselho regenerar completamente a energia em um local seguro. A necessidade de recuperação de stamina é mostrada visualmente pelo game ao tornar sua tela pálida.

Aquilo que mais retira stamina é quando o jogador se esquiva, por isso é recomendado que se esquive apenas quando necessário.

Varie seus combos e engane o inimigo

Para se tornar um combatente de excelência, você deve misturar seus tipos de ataque, alternando entre ataques leves e pesados. Jogue com as expectativas dos seus oponentes, fingindo ataques e depois cancelando a meio e atacando de um modo inesperado.

Em For Honor é importante saber variar o seu combate, criando uma ideia na cabeça dos inimigos para depois surpreender a meio. Pense que está perante uma situação de pênalti e tem de enganar o goleiro!

Jogando com classe

Além das três facções principais, For Honor apresenta classes que precisam ser dominadas para ganhar as partidas. Todas elas possuem suas próprias virtudes e fraquezas, então procure memorizá-las o quanto antes para utilizá-las a seu favor.

Berserker é muito ágil, mas causa pouco dano por golpe; Conqueror ataca devagar, mas sua investida não pode ser defendida; Kensei tem longo alcance nas armas, porém seus ataques horizontais são lentos demais; Orochi é fácil ser defendido, mas possui o melhor bloqueio do game; Raider é excelente para empurrar seus inimigos em direção às armadilhas, mas ataca muito lentamente; Peacekeeper usa apenas golpes de curto alcance para deixar os rivais sangrando; Warden é o personagem mais lento do game, mas seus ataques causam os maiores danos do jogo; Nobuchi não consegue se defender de perto, mas possui os melhores alcance e evasão.

Cuidado com o cenário

O mapa pode ser mais letal do que as armas dos guerreiros, então fique atento. Paredes cheias de espinhos ou abismos podem dar conta dos samurais, cavaleiros e vikings sem esforço.

Enquanto estiver se acostumando com os controles, evite andar perto das beiradas, já que jogadores veteranos tentarão usar golpes para empurrá-lo em direção à morte. Quando estiver melhor, circule durante as lutas e faça de tudo para deixar seus rivais com as costas contra os perigos do ambiente, e então empurre-os sem pensar duas vezes.

Ajeite sua postura

Os personagens podem atacar e bloquear a partir de três posturas diferentes: pela esquerda, direita e por cima. O único modo de defender as investidas do oponente de forma eficiente é mover o analógico direito para a mesma direção do ataque desferido pelo rival.

Sabendo disso, tente blefar durante as lutas. Ou seja, na hora de atacar outro jogador, comece a atacar por cima, deixando claro em sua linguagem corporal qual será o sentido do ataque. No último instante, mude para qualquer outra direção para surpreender e aumentar suas chances de furar a defesa.

Quebrando as defesas

Caso suas fintas não tenham efeito, é possível usar o Guard Break (Quebra de Guarda): no Xbox One, o movimento é acionado com o botão X, enquanto no PS4 é preciso apertar quadrado.

Pressionando duas vezes o botão, seu guerreiro vai trocar o Guard Break por um arremesso ou investida. Fique atento, pois esse movimento o deixa bastante vulnerável, já que basta o rival realizar seu próprio Guard Break a tempo para anular totalmente o seu ataque.

Vingança é servida fria

É uma boa ideia se esforçar para entrar em Revenge Mode (Modo de Vingança) o quanto antes, ao realizar suas principais investidas ofensivas. Para isso, basta bloquear seguidamente os ataques inimigos até entrar em sua forma mais raivosa, que fará o personagem brilhar.

Nela, o dano causado pelo herói é drasticamente elevado, seus ataques não podem ser interrompidos, e até a saúde é restaurada. É uma boa ideia atacar grupos inimigos aproveitando esse bônus. Da mesma forma, fuja a todo custo dos oponentes que entraram nesse modo.

Aquela provocação

Por fim, essa dica não te fará jogar melhor, mas é bem divertida: para provocar os seus rivais, aperte triângulo no PS4 ou Y no Xbox One. Essa é uma boa forma de celebrar suas vitórias, especialmente porque novas animações podem ser desbloqueadas na tela de customização dos heróis.

Veja esse e outros vídeos no nosso canal do youtube.

Referências:

Aficionados, Wikipedia.

Dauntless

Lançado 21 de Maio de 2019, sendo produzido pela Phenix Labs e distribuído pela Epic Game, para PCs, PlayStation 4 e Xbox One,  este é o novo MMORPG “Play  to Free” favorito da massa que tende a seguir uma linha similar ao tão conhecido Battle Royale Fortnite.

É um RPG de ação cooperativa, que vem ganhando muitos fãs desde que foi liberado em versão beta, aberto de forma gratuita. Apesar das semelhanças com Monster Hunter, ele tem seu estilo único e vem garantindo cada vez mais espaço entre a comunidade gamer e os amantes do gênero RPG.

História

Não há uma história profunda e inovadora neste game, e vemos que este não é o intuito do jogo. Observa-se em Dauntless, um continente chamado de “Ihas Partidas” onde tudo é muito vivo e cheio de monstros gigantes chamados de Behemoths, o continente é entregue aos jogadores, para que o defendamos das ameaças. Contamos aqui com 6 classes e com a possibilidade de caracterização de personagem bem ampla.

Ao iniciar o game, vemos que nosso personagem é um principiante no quesito de caça e sobrevivência, nosso “char” cai na mata e segue instruções de seus superiores, após isso somos levados a cidade e iniciamos nossa aventura individual.

Jogabilidade

O jogo é uma mistura de Monster Hunter e Fortnite, e a jogabilidade é muito similar ao game de nossa parceira Capcom. Devemos cumprir objetivos, matar monstros e coletar materiais primas para aprimorar nossos itens, com isso, poderemos deixar nosso personagem do modo que queremos.

Os combates são lentos e longos, mesmo em equipe, a esquiva não responde de modo satisfatório e não há barra de “life” dos monstros, sendo assim, o player deve espancar o adversário até ele decidir cair e a falta de um mapa e a melhor colocação de alguns elementos na tela acabam deixando o jogador meio perdido e dificultando a jogatina.

Algo peculiar na jogabilidade do game é que cada monstro tem um elemento para realizar seus ataques, sendo assim, para que você possa ter ataques com melhores danos, é bom o jogador possuir armas com elemento que levem vantagem sobre o monstro, e sim, isto é bem interessante. O cross-play está presente aqui, podendo gerar equipes da caça de diferentes plataformas, fazendo assim, o game ter ainda mais usuários online.

Gráficos

Este é praticamente um Fortnite medieval, se na jogabilidade Dauntless é similar a Monster Hunter, nos gráficos, ele é a cópia do Battle Royale. Heróis e ambientes cartunescos, dando um ar de leveza ao jogo e disseminando algo que parece mais divertido.

Porém, a renderização do cenário é muito lenta, parece que estamos tentando rodar uma game muito “pesado” em um PC com menos memória RAM do que necessário, os pulos são estranhos, fazendo o jogo bugar e os movimentos do personagem não são nem um pouco fluidos, deixando a desejar ao menos neste início de vida do game.

Caçador valente

Dauntless tem a essência da franquia Monster Hunter: caçar poderosos monstros, chamados Behemoths, que assolam o mundo e, aproveitando o cadáver, forjar armas e equipamentos para seus personagens. No entanto, o game tem uma jogabilidade mais simples.

Há seis classes de armas; cinco melee e uma de dano à distância. As armas melee, em geral, possuem dois tipos de golpes, e cada classe tem o próprio leque de combos possíveis. Além disso, cada classe também possui um tipo de habilidade especial, mas para isto é preciso encher uma barra de energia ao golpear as criaturas.
Além disso, existem elementos no game. Por exemplo, para ter um bom desempenho contra um monstro de fogo, é recomendado usar uma arma que tenha o elemento gelo para aumentar o dano e armaduras com elemento fogo para reduzir o dano recebido.

O caçador também conta com uma lanterna, que pode oferecer habilidades adicionais variadas, de acordo com o monstro que foi usado para construí-la. Ao ativá-las, o jogador pode ganhar maior agilidade ou estamina, por exemplo. Outro elemento que garante habilidades passivas extras são os perks que podem ser infundidos em peças de armadura e nas armas.

Para construir ou melhorar os itens que quer utilizar nas futuras caçadas, é preciso caçar monstros específicos. Assim, é necessário fazer um pouco de “grinding”, ou seja, realizar a mesma missão repetidas vezes para conseguir todas as peças necessárias. No entanto, destaco que o jogo não exige tanto quanto Monster Hunter: World, mais recente título da franquia da Capcom.
Outro aspecto no qual Dauntless destoa de Monster Hunter são as próprias caçadas. Os mapas do jogo são consideravelmente menores e não há interação entre os monstros — normalmente, há apenas um disponível no modo e dois no modo Patrulha. Em Dauntless, você vai ao local, caça e mata os Behemoths em partidas de aproximadamente 10 a 20 minutos. Em termos de comparação, as de World normalmente duram de 20 a 50.

Oferece um leque considerável de criaturas. Eventualmente, algumas delas tornam-se repetidas, mas o fato do game contar com diversas atualizações nos garante mais e mais criaturas chegando para incomodar a humanidade neste mundo virtual.

Cross-tudo

Um dos principais pontos a se destacar no game é a iniciativa “One Dauntless”, que permite as funções cross-play e cross-progression. O jogo oferece a possibilidade de jogar com qualquer pessoa no PS4, Xbox One e PC, sem restrição de plataforma (destaque para o fato de Dauntless ser o primeiro título lançado com cross-play para PS4). É interessante observar a plataforma de cada jogador da sua equipe ao lado do nome. A Phoenix Labs revelou que 60% dos grupos formados em Dauntless são cross-play.
Também é possível jogar em qualquer uma das plataformas de acordo com seu gosto. Caso possua as três, é possível jogar um dia no console da Microsoft, outro dia no seu computador, e em outro no PlayStation. A sua conta Dauntless será a mesma, bem como o personagem, itens e equipamentos, todo o seu progresso é compartilhado. O game ainda será lançado para Nintendo Switch e dispositivos mobile em 2019, sem data definida por ora. Estas plataformas também serão incluídas na iniciativa “One Dauntless”.

Jogue agora e no futuro

Dauntless abraça o modelo de “jogo como serviço”, que significa que é um game online que receberá atualizações constantes para adicionar novos conteúdos e melhorar e balancear a jogabilidade. O game adota um “Passe de Caça”, que oferece itens cosméticos e moedas aos jogadores ao cumprir metas e subir de nível. Há o passe normal gratuito para todos os jogadores, que garante itens menos interessantes e em menores proporções quando comparado com o passe pago.
No entanto, é importante destacar que os itens são majoritariamente cosméticos e pouco influenciam no gameplay. Os jogadores não precisam se preocupar com o conceito de “pay-to-win” (pague para vencer, em tradução livre), já que as recompensas não afetam seu desempenho em jogo.

Do seu jeito

E por falar em itens cosméticos, há muito o que customizar em Dauntless. Para começar, o game oferece uma quantidade considerável de opções para a construção do seu personagem, com modelos pré-prontos e a possibilidade de modificar cabelo, olhos, detalhes do rosto e complementos como maquiagem e pintura. Contudo, o brilho em termos de personalização está nos equipamentos. As peças da sua armadura podem ter a cor alterada em duas instâncias (primária e secundária) com uma paleta de cores que é gradualmente desbloqueada.

Caso as habilidades da sua armadura sejam as melhores para o seu estilo de jogo, mas o visual não lhe agrada, você também pode modificar a aparência dele para que pareça com qualquer outra, contanto que você possua o equipamento que quer reproduzir e um item exigido. Você também pode esconder o capacete/elmo do personagem sem perder nenhuma das estatísticas adicionais, caso seja de seu agrado.

Melhorar armas e armaduras

Por se tratar de um game estilo RPG, uma dica muito importante para ter mais sucesso nas batalhas é, sem dúvida, melhorar suas armas e armaduras ao nível máximo antes de sair para caçada. Para melhora-las, vá até o Armeiro e certifique-se de ter todos os ingredientes necessários para elevar a arma escolhida até o nível máximo. Caso não consiga deixá-la no nível máximo, será necessário derrotar várias vezes o Behemoth associado àquela arma para adquirir o ítem que falta.

Gerenciar os recursos em batalha

Como em todo jogo cooperativo, nunca sabemos que tipos de jogadores irão nos acompanhar na jornada. Portanto, a menos que esteja jogando com um grupo de amigos e tenha certeza que a batalha será vencida, gerencie seus recursos e use somente o necessário nos primeiros momentos. Para recuperar vida, utilize a “fonte” que fica próxima do local do aparecimento do Behemoth e, se possível, só utilize poções de vida quando estiver em perigo ou quando perceber que todos estão com vida baixa e não haverá outra opção.

Uma estratégia sábia para usar seus recursos é analisar a batalha e só gastar as poções caso tenham certeza que a batalha vale à pena ser finalizada. O caso de estar numa caçada onde você está buscando um drop de um ítem específico para finalizar uma arma ou uma vestimenta, e percebe que já conseguiu extrair esse ítem do Behemoth, é um bom exemplo de situação ideal para usar seus elixires e poções. Caso não tenha conseguido o item que necessita ainda, guarde-as para a próxima oportunidade.

Ajudar aliados durante a batalha

É fundamental ajudar os aliados a se levantar caso eles estejam caídos. Lembre-se que o jogo é uma RPG cooperativo. Portanto, trabalhar em equipe é essencial para o sucesso da batalha. Além disso, quanto mais rápido você levantar seus aliados, menor é a chance da batalha entrar em estado crítico e mais fácil será derrotar o Behemoth.

Cuidados necessários com o indicador de perigo em batalha

No canto superior direito existe um indicador de perigo da batalha. Basicamente, quanto menor for o percentual apresentado, melhores serão as chances de vencer a luta. Caso o indicador chegue em 100%, a tela ficará com sombras vermelhas e não será possível levantar seus aliados (a menos que você derrote o Behemoth ou ele fuja da área). Além disso, o Behemoth terá dano aumentado enquanto estiver nessa situação.

Se você ficar muito tempo coletando ervas ou ficar sendo derrubado por muitas vezes, o indicador aumentará gradativamente. Caso demore muito a levantar seus amigos, ele também aumentará mais rapidamente. Portanto, seja rápido em batalha e eficiente ao acertar os golpes precisamente, tomando menos dano possível e levantando seus aliados o mais rápido que puder. Ações perigosas fazem o nível de perigo da batalha subir e aumentam as chances de fracasso na caçada.

Coletar plantas e recursos

Além de derrotar os Behemoths o mais rápido possível, será necessário coletar recursos (ervas, pedras e etc) enquanto estiver em busca do monstro. Basicamente, você precisa desses recursos para construir poções que o ajudarão em batalhas mais difíceis. Para criar elixir e outras poções, visite o Contramestre na área principal de Ramsgate.

É importante balancear o tempo e a quantidade de recursos que você irá coletar. Do contrário, isso poderá atrapalhar no andamento da batalha. Além disso, é bom citar que, caso você e seus amigos sejam derrubados e não tenham mais como se levantar, a batalha é finalizada e tudo o que você coletou é perdido. Colete o necessário e fique atento ao medidor de perigo.

Missões diárias e semanais

Para evoluir no game é essencial completar as missões diárias e semanais. No entanto, pode ser difícil cumprir todas as missões nas primeiras semanas de jogo. Não desista e complete todas as que forem possíveis. Dessa forma, você ganhará mais experiência e poderá melhorar seu nível de Slayer e também o nível de Alquimista. Este último permitirá que você construa poções e elixires melhores, facilitando assim o sucesso nas batalhas mais difíceis.

Veja esse e outros videos no nosso canal do Youtube.

Referências:

A casa do Cogumelo, ING, Techtudo.

Fortnite

Apresentação:

Fortnite é um jogo que une os modos Battle Royale, Salve o Mundo e um Modo Criativo. Disponível no PC, PS4, Xbox One, Nintendo Switch e, na versão Fortnite Mobile para celular Android e iPhone (iOS), o game de ação e tiro da Epic Games hoje compete com PUBG e Paladins. O objetivo de Fortnite é se divertir sem limites em combates entre até 100 participantes na modalidade gratuita, o Battle Royale. Fortnite tem um ‘tracker’ feito por fãs, o Fortnite Tracker. No jogo, é possível ganhar skins, danças e outros itens por meio do Passe de Batalha, que evolue conforme o jogador completa os Desafios da Semana de Fortnite, que mudam a cada Temporada.

Embora ambos os jogos tenham sido bem sucedidos para a Epic Games, o Fortnite Battle Royale se tornou um sucesso retumbante, atraindo mais de 125 milhões de jogadores em menos de um ano e ganhando centenas de milhões de dólares por mês, e desde então tem sido um fenômeno cultural.

Objetivo central:

Em Fortnite o objetivo é bem simples, ao menos no modo Battle Royale: você seleciona seu personagem, que é aleatório em cada partida, mas utiliza os equipamentos pré-configurados, e é lançado no mapa com outras 99 pessoas, que caem em uma ilha com paraquedas. A partir daí, apenas um sobrevive. Sem qualquer arma, você deve estabelecer perímetro e lidar com a ameaça de outros participantes. A jogabilidade é sempre em terceira pessoa e você precisa sempre andar no mapa, enquanto evita uma tempestade que vai diminuindo a área útil.

É necessário estar sempre atento às ameaças dos jogadores em sua volta, já que é fácil morrer e não há “respawn”, ou seja, renascimento. Se morrer, você perde a batalha. Somente um sobrevive e sai como o grande vencedor da partida. Conforme ganha, mais níveis você avança e pode comprar mais estéticos para seu personagem, com dinheiro do jogo.

Modos de jogo:

Atualmente, Fortnite é distribuído em dois modos de jogo diferentes, embora cada modo utilize o mesmo mecanismo e tenha os mesmos gráficos, recursos de arte e mecânicas de jogabilidade.

Fortnite: Save the World é projetado como um jogo de jogador-versus-ambiente, com quatro jogadores cooperando em direção a um objetivo comum em várias missões. O jogo se passa depois que uma tempestade de fluidos aparece em toda a Terra, fazendo com que 98% da população desapareça e os sobreviventes sejam atacados por zumbis. Os jogadores assumem o papel de comandantes de abrigos de base, coletando recursos, salvando sobreviventes e defendendo equipamentos que ajudam a coletar dados sobre a tempestade ou empurrar a tempestade para trás. Das missões, os jogadores recebem uma série de itens no jogo, que incluem personagens heróicos, esquemas de armas e armadilhas, tudo o que pode ser melhorado através da experiência adquirida para melhorar seus atributos.

Fortnite Battle Royale é um modo de jogo do gênero battle royale para até 100 jogadores, jogando sozinho ou em grupos de dois a quatro amigos. Os jogadores deixam um “ônibus de batalha” que cruza o mapa do jogo sem nenhuma arma. Quando eles pousam, eles devem procurar por armas, itens e recursos, evitando de serem mortos enquanto atacam outros jogadores. Ao longo de uma rodada, a área segura do mapa diminui de tamanho devido a uma tempestade que chega; os jogadores fora daquela área recebem dano e podem ser mortos. Isso força os jogadores remanescentes a irem para um espaço mais apertado e incentiva os encontros dos jogadores. O último jogador ou time vivo é o vencedor.

Em ambos os modos, os jogadores podem usar uma picareta para derrubar estruturas existentes no mapa para coletar recursos básicos, como madeira, tijolo e metal, para construir fortificações, como paredes, pisos e escadas. Tais peças de fortificação podem ser editadas para adicionar coisas como janelas ou portas. Os materiais utilizados têm diferentes propriedades de durabilidade e podem ser atualizados para variantes mais fortes usando mais materiais do mesmo tipo. Dentro de Save the World, isso permite que os jogadores criem fortificações defensivas em torno de um objetivo ou túneis cheios de armadilhas para atrair os zumbis. Em Battle Royale, isso fornece os meios para atravessar rapidamente o mapa, proteger-se de uma ofensiva inimiga ou atrasar um inimigo em avanço.

Ambos os modos de jogo são definidos como títulos free-to-play, embora atualmente Save the World esteja em acesso antecipado e exija compra para jogar. Ambos os jogos são rentabilizados através do uso de V-Bucks, moeda do jogo que também pode ser obtida apenas através de Save the WorldV-Bucks em Save the World pode ser usado para comprar pinatas em forma de lhamas para ganhar uma seleção aleatória de itens. Em Battle RoyaleV-Bucks podem ser usados para comprar itens cosméticos, como modelos de personagens ou similares, ou também pode ser usado para comprar o “Battle Pass” do jogo, uma progressão gradual de recompensas por ganhar experiência e completar certos objetivos durante uma temporada em Battle Royale.

Desafios Semanais:

Os desafios semanais do Passe de Batalha são objetivos adicionais que surgiram pela primeira vez na Temporada 3 e continuaram nas Temporadas 4 e 5 do Battle Royale de Fortnite. A cada semana um novo conjunto de desafios é desbloqueado, ajudando você a ganhar EXP e subir de nível. Desafios das semanas anteriores continuam disponíveis até o final da temporada, então você pode completá-los mesmo se começou a jogar Fortnite recentemente.

Temporadas:

A desenvolvedora de Fortnite Epic Games começou sua primeira temporada vários meses após o lançamento do jogo. Desde então, houve mais seis, e a oitava temporada chegará em poucas semanas

Durante as sete temporadas de Fortnite, a Epic Games tentou continuamente renovar o jogo com novas armas, cosméticos, consumíveis e mudanças no icônico mapa. Embora nem sempre tenham sucesso, há aquelas que se conectam aos fãs e se tornam partes populares do jogo.

Essas novas adições, juntamente com uma espécie de reinício de uma temporada para a próxima, é o motivo pelo qual o início da nova temporada de Fortnite: Battle Royale é sempre muito importante entre os jogadores. A Epic provavelmente vê grandes picos de jogadores nos primeiros dias de uma nova temporada antes que a contagem de jogadores diminua à medida que os jogadores avançam.

Veja também os vídeos dos nossos gamers: Giga e GuiDeeds em nosso canal do youtube.