Stardew Valley

Stardew Valley é um jogo de videogame, dos gêneros RPG e simulação, desenvolvido por Eric Barone e publicado pela ConcernedApe e pela Chucklefish. O jogo foi lançado para Microsoft Windows em 26 de fevereiro de 2016. Versões para Mac OS X e Linux foram lançadas em 29 de julho de 2016.

Stardew Valley foi fortemente inspirado na série Harvest Moon, com adições pelo criador do jogo, Eric Barone, para resolver algumas das deficiências destes jogos, aproveitando a oportunidade como um exercício para melhorar a sua própria programação e habilidade de design de jogos. Barone desenvolveu o título por conta própria ao longo de quatro anos, e interagiu com frequência com os jogadores que estavam interessados no título para obter feedback. Chucklefish Games abordou Barone, com a oferta para publicar o título a meio-caminho do desenvolvimento, permitindo Barone concentrar-se mais em completar o jogo que ele queria fazer.

Jogabilidade

Stardew Valley é um jogo de simulação de fazenda primariamente inspirado pela série de videogames Harvest Moon. No começo do jogo, o jogador cria seu personagem, e ele se torna o recebedor de um pedaço de terra e uma pequena casa que uma vez foi de seu avô numa pequena cidade chamada Pelican Town. O jogador pode selecionar um de cinco tipos de fazenda de acordo com sua preferência em estilo de jogo, como uma com mais oportunidades de pilhamento da terra, uma com mais recursos de mineração, e outra com um rio de pesca. O campo da fazenda é inicialmente transbordado de pedras, árvores, troncos, e mato, e o jogador deve trabalhar para limpá-los para recomeçar a fazenda, tendendo a plantações e pecuária para gerar lucros e poder expandir ainda mais as construções e recursos da fazenda.

O jogador pode também interagir com personagens não-jogáveis (NPC) que habitam a cidade, incluindo a possibilidade de entrar em relacionamentos com estes personagens; isto pode levar a casamento, que leva o NPC a ajudar o jogador a cuidar da fazenda. O jogador também pode fazer pescas, cozinhar, construir objetos, e também explorar cavernas geradas processualmente com materiais e minérios para minerar ou batalhar as criaturas por dentro. O jogador pode aceitar diversas missões para ganhar dinheiro adicional, ou trabalhar em coleções de materiais específicas oferecidas no Centro da Comunidade da cidade para ganhar recompensas adicionais. Todas estas atividades devem ser medidas com a vida atual do personagem, seu nível de exaustão, e o relógio interno do jogo. Se o personagem ficar muito exausto, ele será trazido de volta à sua casa com energia e vida restaurada na manhã do dia seguinte, mas tendo perdido as oportunidades de continuar nas atividades do dia seguinte. Se o personagem perder muita vida, ele perderá maioria de sua energia e uma quantia aleatória de dinheiro e itens. O jogo utiliza um calendário simplificado, cada ano tendo apenas meses de 28 dias que representam cada estação, que determina que plantas podem crescer e que atividades podem ser beneficiais. O personagem é avaliado a partir de seu terceiro ano. Não existe nenhum ponto final ao completar o jogo.

Criação do Personagem

A tela de criação do personagem permite diversas opções de personalização, tais como a aparência do personagem, Nome, Gênero, Nome da Fazenda, Coisa Favorita, e preferência de animal de estimação.

Existem 2 gêneros, 24 tons de pele, 32 tipos de penteados, 112 camisetas e 20 acessórios para a customização, e 2 animais de estimação.

No lado direito, temos uma ferramenta que controla os parâmetros de cor, saturação e brilho para os olhos, cabelo e calças.

Animal Favorito determina qual animal de estimação irá fazer parte da fazenda futuramente.

O gênero não afeta os relacionamentos e o casamento no jogo.

A “Coisa Favorita” será referenciada no jogo quando o jogador comer uma Fruta-estrela. Se o jogador escolher ConcernedApe como sua coisa favorita, a seguinte mensagem aparecerá quando você comer uma Fruta-estrela:

O jogador pode alterar sua aparência futuramente pelo preço de 500 ouros, na Torre do mago, após alcançar 4 corações de relacionamento com ele.

Mapa da Fazenda

O jogador pode selecionar entre 5 tipos de fazendas diferentes. Cada mapa oferece benefícios únicos e habilidades específicas.

Após selecionar um mapa, o mesmo não poderá ser alterado, da mesma forma que o personagem é ligado ao mapa especificado no momento da sua criação. A área total de cada mapa é a mesma, porém existem diferentes tipos de terrenos, espaços para construções e plantações nos mapas.

Fazenda Padrão: A fazenda original, feita para maximizar os espaços livres para plantações e animais. – Cultivo.

Fazenda na floresta: A floresta invade a fazenda e limita o espaço para plantações. Entretanto existem tocos de madeiras renováveis ao leste da fazenda. Itens de coleta de cada estação também aparecem por lá. Há um tipo de “erva” que cresce neste tipo de fazenda, a qual tem aparência única e sempre prove sementes mistas quando cortada. – Coleta.

Floresta na colina: Há muitos penhascos e uma área especial para mineração no sudoeste onde serão gerados minérios assim como rochas únicas de geodos. – Mineração.

Floresta entre riachos: Muita água neste mapa… limitando o espaço para plantações e animais. Aparenta ser legal e a pescaria é realmente viável nessa fazenda. De fato os jogadores podem fisgar os mesmo peixes disponíveis na Vila Pelicanos. – Pesca.

Floresta Remota: Há um grande lago ao sudoeste da fazenda e um penhasco ao leste e sul. Monstros irão aparecer à noite e suas habilidades serão equivalentes à habilidade de combate do jogador. – Combate.

Se preparando para sua primeira colheita

Presente do Prefeito Lewis.

Use o machado, a picareta e a foice nos tocos, pedras, gramas e moitas na sua fazenda para limpar aproximadamente 15 blocos.

Use sua enxada para arar o solo e plante 15 sementes de chirívia recebidas pelo Prefeito Lewis.

Use o regador para regar suas sementes e o solo.

Continue regando suas lavouras todos os dias até que estejam prontos para a colheita. Suas chirívias estarão prontas para colheita em 4 dias.

Regador

Os cultivos precisam ser regados diariamente para que possam crescer. O regador inicial pode regar somente um bloco de cada vez e pode ser reabastecido usando qualquer fonte de água dentro da sua fazenda.

Seus cultivos podem permanecer um dia sem serem regados. Isso significa que você pode rega-los a cada 2 dias, mas isso implica no crescimento mais lento do cultivo.

O melhor momento para melhorar seu regador é em um dia anterior a um dia chuvoso, assim a chuva irá regar os cultivos e evitar que eles fiquem sem água. O penúltimo dia da estação também é uma boa data para melhorá-lo.

O ferreiro precisará de 2 dias para melhorar qualquer ferramenta, incluindo o regador.

Outra forma de regar seus cultivos é através da utilização de aspersores que precisam ser criados e instalados. Aspersores irão regar automaticamente blocos ao seu redor todas as manhãs e não precisam ser reabastecidos. Existem 3 tipos de aspersores, iniciando com 4 blocos adjacentes ao aspersor, 8 blocos contornando o aspersor em uma área 3×3 e por fim 24 blocos ao redor do aspersor assim formando uma área 5×5.

Energia

A energia limita a produtividade. Uma das melhores maneiras de superar isso é comer alimentos. Comer alimentos é uma ação que por padrão é acionada ao clicar com o botão direito do mouse em qualquer lugar do mapa ou ao pressionar X estando um alimento selecionado. Um diálogo de confirmação será exibido confirmando a ação de comer tal alimento. A maioria dos cultivos e diversos itens de coleta podem ser comidos a fim de repor a energia.

Dormir ao fim do dia irá restaurar a energia do jogador. Após as 00:00 (12pm) o jogador não terá sua energia restaurada em sua totalidade. Se o jogador estiver exausto quando for dormir ou quando for forçado a dormir após as 2:00 (2am), após acordar, sua energia será restaurada aproximadamente pela metade.

No terceiro dia do verão, um terremoto irá remover as rochas que bloqueiam o caminho para o Spa (ao norte da Carpintaria). O spa possibilita restaurar completamente a energia após um curto período de tempo dentro dele.

Habilidades

Para aumentar suas habilidades, o jogador precisa realizar certas ações relacionadas àquela habilidade. A experiência (XP) em cultivo é obtida ao fazer crescer completamente seus cultivos. A XP em coleta é obtida ao coletar itens ou cortar árvores. A XP em mineração é obtida ao quebrar rochas e depósitos de minérios. Pescar ou utilizar armadilhas covo aumentam a XP obtida em pesca. Conforme o nível das habilidades aumentam, o jogador irá aprender a fabricar novos itens (em todos os níveis exceto níveis 5 e 10) ou escolher profissões (nos níveis 5 e 10).

Profissões (níveis 5 e 10) podem dar ao jogador um impulso ao produzir produtos, aumentar a renda dos produtos assim como suas variedades, utilizando menos do inventários e outros benefícios.

Configure o local de acerto da ferramenta

Antes mesmo de dar o primeiro passo em Stardew Valley, acesse o menu de configurações (tecla “E”) e escolha a aba “Opções”. Em seguida, marque a caixa “Exibir o local de acerto da ferramenta”.

Isso fará com que apareça um pequeno quadrado que demonstra exatamente onde o uso das ferramentas (machado, enxada, pá, etc) será feito, facilitando muito a visualização.

Assistir TV todas as manhãs

No início de cada dia em Stardew Valley, ligue a televisão. Ela fornece algumas informações essenciais que, se bem utilizadas, facilitarão muito seu progresso no jogo.

A televisão em Stardew Valley possui 4 canais:

Previsão do tempo: informa a previsão do tempo do dia seguinte, avisando se o dia estará ensolarado, se irá chover, se haverá tempestade, etc. Essas informações são importantes para vários aspectos do jogo, principalmente com relação a sua plantação.

Vidente: o Vidente informa a sua sorte do dia. Esse atributo também é crucial para várias ações que você desenvolve no jogo, então saber os seus dias de maior sorte pode ditar suas escolhas, como, por exemplo, ir minerar em dias de sorte para encontrar minérios mais valiosos.

Vivendo da terra: dicas sobre plantação, colheita, relacionamentos e também informa a estação do ano em que você está.

Rainha do molho: ensina novas receitas.

Portanto, não deixe de checar a TV todos os dias de manhã, e definir suas ações de acordo com as informações recebidas.

Sempre esteja com uma Enxada no inventário

Sempre esteja como uma Enxada no seu inventário. Com muita frequência você encontrará minhocas pelo caminho em todo o mapa de Stardew Valley. Nessas horas, utilize a Enxada sobre elas para receber um item aleatório. A sua sorte informada pelo Vidente de manhã influencia na qualidade do item encontrado na minhoca.

Fique atento à descrição dos itens encontrados. Alguns podem ser de interesse do Gunther, o gerente do Museu. Nesses casos, entregue o item a ele em vez de vendê-los. Isso fará com que você receba recompensas mais valiosas.

Colete 300 Peças de Madeira o mais rápido possível

Logo no início das suas atividades em Stardew Valley, comece a juntar peças de madeira. Não é necessário focar apenas em farmar madeira. Cuide da fazenda e administre sua energia normalmente, mas evite gastá-las no início.

Assim que você juntar 300 peças, vá até a praia, do lado direito. Você encontrará uma ponte quebrada. Efetue o conserto com a madeira e cruze para o outro lado. Lá você encontrará uma variedade de loots muito bons para o início do jogo. Venda-os para obter uma ótima grana.

Construa baús após consertar a ponte

Após gastar as 300 madeiras consertando a ponte, é hora de craftar baús, já que espaço no inventário é um dos maiores problemas no início do jogo. Cada baú exige 50 madeiras e fornece 36 slots para guardar itens. Além disso, você pode marcar cada baú com uma cor específica para facilitar na hora de encontrar seus loots.

Crie laços com os moradores da vila

Um dos principais aspectos de Stardew Valley é desenvolver seus relacionamentos com os vizinhos. Se você apertar a tecla “E” e escolhas a aba “Social”, verá o nível dos seus relacionamentos com cada morador da vila, medido em corações. Cada coração equivale a 250 pontos de amizade.

Existem várias formas de ganhar pontos de amizade em Stardew Valley. Entre as principais estão:

Conversando; completando missões de entrega; escolhendo as alternativas certas nos seus eventos de coração (eventos específicos que melhoram os relacionamentos; Presenteando.

Sobre os presentes, cada aldeão possui suas preferências sobre itens. É importante descobrir quais itens cada vizinho ama ou odeia. Dessa forma você poderá ganhar mais pontos.

Além disso, você pode checar o aniversário de cada aldeão no calendário na frente do estabelecimento do Pierre. Ao presentear alguém com um item que amam no seu aniversário, você receberá 3 corações (o que é muito). Confira nossa lista completa de presentes e aniversários de Stardew Valley e saiba exatamente o que dar para cada vizinho.

No mesmo calendário você pode checar também as datas de festivais (pelo ícone de bandeirinha). Neles você também pode melhorar seus relacionamentos com os vizinhos.

Aproveite os dias de sorte para coletar e processar geodos

Aproveite os dias em que o Vidente informar que você está com muita sorte para ir minerar. O objetivo é encontrar o máximo de Geodos possível e processá-los no ferreiro Clint. Caso você já tenha um bom número de geodos acumulados, vá direto ao ferreiro e processe o máximo possível.

Os geodos processados com sorte podem fornecer vários loots de alta qualidade e que são difíceis de encontrar de outra forma.

Vasculhe as lixeiras atrás de loots

Você pode vasculhar as lixeiras encontradas ao longo do mapa para obter loots. A principal utilidade disso é encontrar itens que recuperem a energia. No entanto, não deixe que nenhum morador o veja fazendo isso, senão você perderá pontos de amizade com ele. A única exceção é o Linus, que não se importa com essas coisas.

Administre bem o tempo

Outro aspecto que você precisa prestar bastante atenção é o tempo do seu dia em Stardew Valley, que costuma durar quase 15 minutos se você deixar seu personagem acordado até o tempo máximo (2h da madrugada). Isso pode parecer muito para um único dia dentro do jogo, mas acaba passando muito rápido.

Dê prioridade para certas coisas, como o trabalho em sua fazenda e o relacionamento com os moradores da pequena cidade de Stardew Valley.

Compre uma mochila melhor

Não vai demorar muito tempo para você perceber que depender só dos seus baús é algo bem irritante em questão de armazenamento. Por isso, você precisa começar a economizar para comprar uma mochila melhor na loja de Pierre. Ele vende o primeiro upgrade por apenas 2 mil, o que não é muito difícil de conseguir se você vender seus vegetais e outros itens que encontrar por aí.

Depois disso, haverá outros upgrades para sua mochila na mesma loja, só que eles serão bem mais caros. Basta planejar seus gastos e ver quando a segunda melhoria realmente se mostrar necessária.

Visite o traveling cart/carrinho de viagem todas as sextas e domingos

Ele fica nas florestas, acima da torre do mago, e vende uma seleção de sementes, móveis e outros itens raros e/ou fora de estação. Ótimo para completar as missões do community center/centro comunitário, apesar dos itens serem um pouco mais caros.

Fazendo crab pots/covos

Crab pots/covos são colocados na água e coletam itens diariamente, dependendo de seu local (mar ou rios e lagos.) Você pode comprá-los na loja do Willy, o pescador, ou fazê-los quando chegar no nível 3 de pesca, usando madeira (entre 25 e 40) e barras de minerais (ou 3 de ferro, ou 2 de cobre.) Você usa 25 madeiras e 2 barras de cobre se for da profissão trapper ou armadilheiro, escolhida à medida em que você passa de níveis.

Reciclando itens

No nível 4 de pesca você pode fazer uma máquina de reciclagem que processa lixo (jornal, gravetos, cds e óculos quebrados) e pode gerar itens como refined quartz/quartzo refinado, tochas, carvão e tecido. Crab pots/covos podem coletar lixo de vez em quando, então é recomendado usar as máquinas de reciclagem junto com eles.

Doe itens para o museu

Na primeira vez que você achar itens raros nas minas, é melhor doar ao museu do que vender. O Gunther te dá prêmios e desbloqueia coisas novas no jogo à medida em que o museu fica mais completo.

Espantalhos afastam corvos das suas plantações

Corvos podem sumir com algumas das suas colheitas. Espantalhos podem ser feitos com 50 wood/madeira, 20 fiber/fibras e 1 coal/carvão.

Como casar

Chegue em 8 corações de relacionamento com a pessoa e dê um buquê a ela;

Tenha pelo menos um upgrade na sua casa;

Compre o Mermaid’s Pendant do Old Mariner, que aparece apenas em dias chuvosos na área leste da praia, entre as árvores.

Após casado(a), seu parceiro(a) pode ficar com ciúmes caso você presenteie outros personagens romanceáveis com qualquer item.

Referências:

Stardew Valley Wiki Guia, Bichos Geek, Play Replay, Ligados Game, Wikipedia.

Animal Crossing: Pocket Camp

Animal Crossing: Pocket Camp (どうぶつの森 ポケットキャンプ Dōbutsu no Mori Poketto Kyanpu?) é um jogo eletrônico de simulação social desenvolvido pela Nintendo Entertainment Planning & Development e NDcube e publicado pela Nintendo. Ele foi lançado na Austrália em outubro de 2017 e mundialmente no mês seguinte para Android e iOS. O jogo continua a série de simulações sociais que permitem que os jogadores interajam em um pequenos acampamento com diversos campistas, realizando pequenas tarefas, participando de comércio e decorando espaços de convivência. O jogo foi dirigido por Kazuyoshi Sensui e produzido por Hideki Konno.

Jogabilidade

Em Pocket Camp, você é responsável por gerenciar um acampamento – abastecendo o espaço com itens e atrações, mantendo amizades com os animais e convidando-os para seu acampamento. Você ainda completa tarefas e acumula itens, constrói móveis e decora seu camping do jeito que preferir. Para criar amizade com os personagens e fazer com que eles se mudem para seu espaço, é preciso procurar certos itens e construir mobílias que os agradam.

O jogo é bem fácil, intuitivo e tem uma atmosfera leve – você não precisa entrar o tempo todo, mas sempre que abrir vai encontrar algo para fazer. Através do mapa, é possível viajar por diversas áreas e, em casa uma delas, encontra personagens e coisas distintas a fazer e que são essenciais para a manutenção do jogo. Chacoalhe as árvores e colha os frutos, fique de olho nos lagos/rios/beira do mar para pescar e não se esqueça de capturar borboletas e outros insetos! (dica: horários diferentes trazem resultados diferentes. Existem peixes e insetos que só aparecem de dia, outros que são noturnos, então vale a pena checar ao longo do dia!)

Sobre o jogo

Apesar de você ser o “único” humano no jogo (já que a aldeia é povoada pelos animais) saiba que cada um ali tem a sua personalidade. Por isso é importante ler os diálogos entre vocês. Há habitantes que reclamam de sono logo pela manhã, outros que gostam de dias ensolarados e até mesmo alguns que não gostam de se exercitar. Tem os personagens fixos (que vão te ajudar a conhecer e entender o jogo) e aqueles que aparecem com menos frequência.

No Animal Crossing Pocket Camp os vizinhos vem e vão embora a cada 3 horas, ou seja, é sempre bom tentar cumprir as tarefas dentro desse intervalo. Há quatro estilos no jogo: natural, esportivo, descolado e fofo. Você consegue identificar essa personalidade enquanto conversa, mas também é possível olhar na ficha cadastral do vizinho. Esses estilos ajudam a identificar os itens que combinam com cada um deles na hora de construir e decorar o seu espaço.

Espaço

Uma das coisas chatas do jogo é a falta de espaço no inventário. É bem limitado e para não ficar na mão quando você mais precisar é possível fazer algumas coisas. Você pode comprar itens de amigos, além de economizar espaço no seu inventário, ajudará o seu amigo a ganhar moedas; Também é possível deixar as frutas caídas no pé da árvore já que elas não estragam. Dessa forma você sempre terá frutas disponíveis; Da mesma forma que você pode comprar itens dos seus amigos, também poderá vendê-los. Assim você libera espaço e ganha moedas (mas cuidado com o que você vende, pois poderá precisar lá na frente)

Prêmios

Mesmo que você não consiga se dedicar ao jogo todos os dias, faça pelo menos login. Uma vez por dia é liberado algum item gratuitamente. Podem ser notas verdes e até mesmo materiais para te ajudar a construir as coisas. E é claro que você também ganhará coisas ao completar as tarefas.

Saiba como gastar as notas verdes

Não se empolgue e saia comprando tudo que ver pela frente. Como essas notas são mais difíceis de conseguir, use com coisas que vão te ajudar. Por exemplo: liberar mais espaço no seu inventário. Ás vezes você precisa construir algo que exige um tempo maior para concluir, então veja se compensa usar essas notas para isso.

Use sua criatividade no seu camping

A parte mais divertida do jogo é essa. Você pode escolher itens que combinem com a sua personalidade. Então não economize no espaço. O meu atualmente está decorado para o Natal, mas já estou providenciando outros móveis para quando quiser mudar a cara do ambiente. E o mais legal é que cada vez que você sobe de nível, desbloqueia novos itens.

Troque de roupas

Dá pra conseguir várias peças de roupas no jogo. Cumprindo tarefas e até mesmo comprando no Market. Dessa forma você consegue personalizar melhor o seu personagem.

Bells e Leaf Ticket

Essa é a base da obtenção de bells, a moeda do jogo: é comum que os animais te peçam favores e você tenha que entregar alguns desses itens em troca de moeda, madeira, papel e outros recursos para construir e personalizar seu camping. Isabelle, a nossa assistente preferida, está aqui para te ajudar também, então não hesite em interagir com ela se quiser alguma dica no início do jogo.

Além disso, também é possível usar dinheiro real e comprar a moeda chamada Leaf Ticket (que você também ganha, aos pouquinhos, quando sobe de nível ou completa outras metas). É perfeitamente possível jogar sem comprá-las, mas se você quiser acelerar alguns processos ou obter certos itens especiais, pode ser bem útil! Você ainda pode adicionar amigos, visitar o acampamento deles e trocar alguns itens entre si (muito útil quando você precisa entregar uma maçã, mas não tem nenhuma disponível no momento para colher!)

Colete recompensas no My Nintendo

Logo no menu inicial do game, há uma opção para linkar o jogo ao seu My Nintendo Account, o site de recompensas da nintendo, também disponível em versão nacional. Nele, há diversas missões bem pequenas e fáceis para cumprir, e através do site você pode usar essas conquistas para resgatar prêmios em dinheiro no jogo! 

Use as Market Boxes

As Market Boxes servem para que amigos e jogadores aleatórios de todo o mundo possam comprar itens seus, às vezes bem acima do preço tabelado. Assim, também evite colocar itens comuns nessas caixas, já que nenhum jogador terá interesse em comprar itens que podem ser encontrados em qualquer lugar. Ao invés disso, venda itens raros e cobre um preço caro, porém justo, por eles. Muita gente prefere comprar frutas a esperar que as árvores cresçam e deem frutos.

Invista na venda de móveis

Quanto mais você jogar, mais móveis vai acabar guardando em seu inventário, já que não há espaço físico capaz de suportar todos eles no acampamento. Quando se sentir sucateado, abre o Market Place em seu mapa e fale com um dos vendedores locais. É essencial fazer sempre um rodízio em seu estoque, e se livrar de itens indesejados ou obsoletos, e trocá-los por itens novos de melhor valor.

Não ignore a Shovelstrike Quarry

Na Shovelstrike Quarry você pode mineirar em busca de pedras preciosas, que valem um dinheirão. No entanto, antes de poder entrar lá, é preciso enviar convites para cinco amigos diferentes ou gastar 20 Leaf Tickets, que podem ser compradas com dinheiro real na loja do game. Cada visita ao local rende bem mais de 1.000 bells, então se esforce para ir até lá o quanto antes!

Adicione seus amigos

Animal Crossing é um jogo que fala basicamente sobre a amizade – e sobre o quanto ela pode ser valorosa. Em Pocket Camp será muito importante que você adiciona seus amigos que estão no game. O melhor caminha é vincular suas redes sociais, assim como em vários outros jogos mobile, desta forma você encontra com mais facilidade quem está acampando também.

Ter os amigos serve para você pedir ajuda no mini-game de mineração, facilitando as chances de ganhar mais Bells (as moedinhas do jogo). Sem contar que você pode acessar a “vendinha” pessoal de cada um, as vezes ter muitos amigos e desfrutar de seus produtos vai te poupar um tempão que você gastaria pescando aquele peixe que demora pra aparecer.

Não tenha medo de vender seus itens

Eu sei que pescar, caçar insetos e colher frutas pode se tornar cansativo depois de um tempo, mas tenha em mente que ajudar seus amigos e ganhar uns trocadinhos por isso pode ser bem útil. Após um tempo caçando coisas, sua bolsa vai ficar cheia e você será obrigado a se desfazer do que coletou.

É bom ficar de olho nas coisas que seus hóspedes animais se interessam mais. O que não for tão usado, ou mais fácil de se conseguir num espaço de tempo, coloque a venda. As vezes um amigo pode precisar disso e depois de um tempo tudo volta. Fique de olho!

Preste atenção no mapa

“Fique de olho”. Essa é talvez a dica mais valorosa para não se sentir perdido em Pocket Camp. O mapa do jogo mostra quanto tempo você tem para cumprir as requests dos seus hóspedes. Depois de um tempo, subindo de nível e fazendo novas amizades com os animais, você terá que ficar ligado em quem está em que parte do mapa. Desta forma você convida para o seu acampamento aqueles que não estão em alguma área de atividade.

Sabendo quem convidar você terá a chance de fazer mais requests, ganhar mais experiência e quando perceber já estará perto do cronômetro do mapa zerar e começar o ciclo novamente.

Economize seus Leaf Tickets (mas nem tanto assim)

Se você não começou agora nesse mundo de jogos mobile, já deve estar ligado que os Leaf Tickets são a moeda do jogo que pode ser aumentada com a moeda da vida real. É o famoso pay-to-play. Mas, relaxa, aqui você dificilmente precisará usar seu precioso dinheiro – se for esperto.

Economizar os Leaf Tickets é uma tarefa importante – mas não deve ser feita tão rigorosamente. Conforme você cumpre as missões diárias que recebe da Isabelle, a chance de receber mais Leafs é grande. As vezes você gastar 8 Leafs para agilizar a construção de um móvel pode compensar se você vai receber 10 novos para repor. Essa dica é essencial se você for um jogador ansioso.

Ajude seus amigos

Assim como eu falei anteriormente, ter amigos é essencial em Pocket Camp. Visitar os seus acampamentos e fazer compras no market de cada um é importante para manter a harmonia. Além de você respirar novos ares e conhecer decorações inusitadas que podem inspirar você no seu camp.

Não deixe de fazer as visitas e deixar os seus “kudos”. Bater palma pro acampamento dos amigos pode render recompensas, além de deixar uma notificação para o amigo saber que ele foi visitado. Uma mão lava a outra, quando você precisar de uma mãozinha para minerar, aquele amigo vai lembrar de você e do menu de Frieds, onde fica a notificação do seu pedido de ajuda!

Dia de férias é todo dia

Animal Crossing Pocket Camp foi a surpresa do ano. Jogos mobile são difíceis de prender por muito tempo – e mais difícil ainda de conseguir um fluxo de pessoas conhecidas entrando no jogo com você. Aqui, isso acontece!

Troque de roupa, de aparência, mude seus móveis e faça tudo no estilo que você preferir. Do fofinho ao esportivo, Pocket Camp agrada a todos os gostos e te abraça com uma trilha sonora muito calorosa.

Passar as férias acampando com animais pode ser mais divertido do que parece e ter um jogo para passar aquele tempo livre numa sala de espera é reconfortante. Mas se você acabar como eu, jogará ele até quando estiver ocupado – e, provavelmente, todos os dias.

Referências:

Play Replay, Sai da Minha Lente, Indiretas Do Bem, Jogazera, Wikipedia.

The Evil Within 2

The Evil Within 2 [a] é um videogame de terror de sobrevivência em terceira pessoa desenvolvido pela Tango Gameworks e publicado pela Bethesda Softworks para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo foi lançado mundialmente em outubro de 2017 e é a sequela do videogame de 2014 The Evil Within. O jogo recebeu críticas geralmente positivas; como seu antecessor, recebeu elogios por seu visual, atmosfera e jogabilidade, mas recebeu algumas críticas por sua história e personagens.

Não tenha medo… de fugir

Naturalmente, The Evil Within 2 te dá medo. Ele foi feito para isso. Monstros assustadores, sustos mil, mas nem sempre precisa ser assim. Quando se deparar com uma criatura desconhecida que você não sabe bem o que faz ou como ataca, não tenha medo de fugir!

O game te dá todas as possibilidades para tentar se esconder ou despistar inimigos normais. Ainda que não seja tão adequado, é possível escapar com algum trabalho extra, seja por vida curta ou falta de munição. Contudo, tenha cuidado: os monstros são bem inteligentes e não deixarão que você suma sem mais nem menos.

Siga sempre o comunicador

O comunicador é uma importante ferramenta em The Evil Within 2 e coloca muita informação à disposição de Sebastian. Saiba seguir suas dicas e encontrar a localidade de outros elementos, itens ou sobreviventes no STEM.

Sem o comunicador, sua vida vai ficar bem mais complicada. Explicamos isso pois suas dicas podem parecer meros tutoriais do próprio jogo, mas não são. Não as ignore em hipótese alguma se quiser sobreviver um pouco mais.

Jogue com calma (na medida do possível)

Apesar de ter elementos de ação, The Evil Within 2 é um game para ser explorado nos mínimos detalhes. Jogue com calma, não pense em correr para terminar e ver logo a sequência de cenas finais.

Explore os cantos escuros, destrua caixotes para revelar itens e, claro, não deixe de aproveitar cada segundo da campanha. Essa dica é ainda mais recomendada nas dificuldades mais altas, carregadas de desafio superior.

Prefira sempre a furtividade

Por falar em calma, a furtividade é sua amiga em The Evil Within 2. Escolha permanecer nas sombras, evite combates e encontros indesejados. Os jogadores que fazem isso têm mais chance de sobreviver por algum tempo sem ser interrompidos. É no acobertamento que você encontra menus para matar automaticamente inimigos distraídos.

Como já deixamos claro, as sombras são suas amigas. Esgueire-se por cantos e escolha ficar atrás de móveis ao longo dos mapas que são dentro das casas, ou por trás de objetos diversos em outros locais de Union. Fique sempre atento ao ícone de olho que aparece no topo da tela. Se ele mudar, quer dizer que um inimigo te viu. Uma boa dica para distrair oponentes e usar mais a furtividade é, por exemplo, lançar objetos como garrafas em outro canto do cenário.

Economize balas

Chegamos àquela dica precisamente voltada para o gênero de sobrevivência de horror: economize balas. Não é brincadeira, já que toda a munição é escassa ao longo do jogo. As armas brancas, de corte, fazem um trabalho melhor para eliminar monstros mais simples ou abrir caixotes.

É claro que teremos momentos nos quais as balas serão imprescindíveis e você terá que descarregar pentes inteiros para eliminar os inimigos. Contudo, é sempre bom ter aquela reserva adicional, para fazer com que uma batalha de chefe seja mais simples, por exemplo.

Machado: a melhor arma branca

Por falar em armas brancas… Elas são as armas de corte, que não gastam munição e te oferecem ataques praticamente infinitos contra qualquer monstro padrão. Dentre elas, o machado é a melhor, com golpes mais fortes e precisos.

Na maioria do tempo, Sebastian terá a clássica “faquinha” à sua disposição, mas a partir do momento em que conseguimos o machado, a experiência de combate muda completamente. Não tenha medo de usá-lo no lugar das armas de fogo, inclusive.

Sempre mova a câmera

Essa dica está ligada com outras que citamos mais acima: a câmera é um dos segredos para se dar bem em The Evil Within 2. Alguns inimigos atacam sem aviso, silenciosos e, principalmente, por trás.

Ter todo o cuidado para não receber um golpe desprevenido ou morrer sem ser alertado é primordial no game. Infelizmente, não dá para olhar para a frente sempre, então é ideal que você sempre vigie outros ângulos da cena.

Jogar no ‘Easy’ não é vergonha

Por fim, saiba que The Evil Within 2 tem pelo menos três níveis de dificuldade iniciais. Começar no mais fácil não é vergonha alguma e, inclusive, é indicado pelo próprio diretor do jogo, Shinji Mikami – que foi o produtor e co-criador do primeiro.

The Evil Within 2 já é difícil por natureza, dada a variedade de momentos tensos, e jogar no “Casual”, o nível mais fácil, ajuda na adaptação dos controles e no desenrolar da história. Depois, é possível repetir a partida, em dificuldade superior, mas não se acanhe em começar pela mais simples – mesmo nesta dificuldade há um certo desafio alto.

Ande sempre escondido

The Evil Within 2 é um game que precisa ser jogado com cautela. O seu personagem, Sebastian, não é particularmente rápido ou forte e você terá que aprender a sobreviver sabendo isso. Considere sempre os campos de visão dos inimigos, seus movimentos e os locais onde você pode se esconder.

Sendo um game de terror de sobrevivência, você também necessita de itens essenciais como munições, mas estará limitado a um inventário não muito grande. A melhor estratégia então será andar escondido e tentar pegar seus adversários com sua faca, sempre por trás. Cada zumbi que você mata dessa forma é mais uma bala que pode o salvar no futuro.

Não seja impulsivo se for visto

Se você for descoberto por algum zumbi, não entre logo em pânico. Não é boa ideia começar disparando, mas sim procurar outro local para se esconder. Se você conseguir quebrar o campo de visão com o inimigo há boas hipóteses dele se esquecer de sua presença.

Tenha apenas cuidado com os arbustos, pois embora eles sejam bons para você se esconder, os mais altos podem também quebrar sua visão.

Estude suas redondeza

Como você não vai ter acesso a um mini-mapa, é muito importante percorrer seu caminho com cautela. Alguns zumbis estão sentados ou deitados nas ervas, um pouco camuflados e parecendo até mortos. Você não deve confiar em nada que não tenha sido morto por você, logo evite pisar nesses mortos-vivos ou eles vão acabar o atacando quando menos esperar.

Para o ajudar, você tem um ícone de alerta em cima da tela que indica se alguém está atento a sua presença. Se o olho estiver escaneando, isso significa que alguém está procurando você. Se por outro lado estiver apenas olhando em frente sem pestanejar então é melhor fugiu porque alguém está indo na sua direção!

Não esqueça que esse é um game de mundo aberto

The Evil Within é um game que o vai recompensar pela exploração. É necessário entrar em edifícios para pegar itens que vão ser muito necessários na sua sobrevivência. Logo, é útil que vá explorando suas redondezas enquanto se dirige para seu objetivo principal.

Além disso, andar pelo meio das ruas vai provavelmente levar você até à morte. Felizmente, o game tem muitos atalhos e vielas para você percorrer, fazendo com que fique mais escondido. Estabeleça sua rota por caminhos alternativos para aumentar suas chances de sobrevivência.

Complete todas as missões, incluindo as secundárias

É muito importante que você não só complete suas missões, mas também alguns objetivos opcionais que pode pegar. Essas missões secundárias devem ser completadas assim que possível porque vão conceder a você recompensas muito úteis, como novas armas e bolsas que aumentam sua capacidade de inventário.

Construa itens e melhore suas armas

The Evil Within 2 tem um sistema de construção fácil. Você apenas tem que pegar os materiais pelo mundo e os usar para criar itens. Embora o possa fazer em qualquer parte, o melhor será mesmo planejar o que quer fazer e levar seus itens a um banco de trabalho que pode encontrar em alguns pontos seguros. E ao fazer isso aproveite para criar um pouco de tudo, pois não sabe que itens vão fazer falta enquanto andar em suas aventuras. No início do game, tente se focar principalmente em munições para sua pistola de mão.

Nos bancos de trabalho, você também pode melhorar suas armas e, nesse caso, deverá começar a fazer o mais cedo possível. Cada melhoramento que você faça não vai ficar ativo apenas na arma que você está usando no momento, mas em todas da mesma categoria. Ou seja, se você melhorar uma pistola fraca na realidade todas as pistolas que pegar no futuro vão ter esse melhoramento incluído.

Evite entrar em combates desnecessários

Nesse início de jogo, seu personagem não terá várias habilidades que ajudam em combates. Sejam eles corpo a corpo ou com armas de fogo. Dessa forma, vá “comendo pelas beiradas”. Sim, elimine zumbis desgarrados para ganhar o gel verde que ajuda justamente a melhorar suas habilidades. Mas evite confrontos com grupos de monstros ou com criaturas que parecem assustadoras (elas são fortes, vai por mim).

Use os arbustos para passar desapercebido

The Evil Within 2 usa o bom e velho arbusto (consagrado em Assassin’s Creed, Uncharted e tantos outros jogos) como camuflagem. Portanto, aproveite os arbustos em Unity para andar camuflado e/ou fazer um aproach ninja antes de fazer aquele ataque furtivo.

Faça as missões paralelas

Sempre que possível, faças as missões paralelas em Unity. A primeira que já aparece logo de cara é para procurar por um armazém de armas. Do it (faça). Além de pegar munição pra chuchu, você conseguirá ótimas armas, como o virote (besta) e a shotgun.

Rifle “sniper” no telhado

Unity se parece com uma cidade de interior, cheia de casas pequenas, igreja e parque. Porém, há um prédio nela. E é nele que você precisa subir. Não chega a ser um arranha céu, mas é uma construção alta que se destaque dentre as outras. Em uma das laterais da construção há uma escada. Suba e procure pelos corpos de membros da Mobius. Só cuidado com os zumbis errantes que você pode encontrar por lá.

Reviste os soldados Mobius

Sempre que possível, reviste os soldados da Mobius mortos em Unity. Eles tem os melhores loots. Desde munição, porções generosas de gel e até itens que só eles lhe darão, como melhores repositórios de munição, seringas curativas etc. É claro que o jogo, sabendo disso, escolhe a dedo os locais para os policiais estarem caídos. Geralmente perto de algo em risco. Mas, mesmo assim, é possível saquear vários corpos e voltar com recompensas bem legais.

Se avistar uma imagem de santa, quebre-a

Calma. Sebastian Castellanos não virou nenhum religioso fanático. É que as imagens de santa em The Evil Within 2 contém chaves para você desbloquear itens em um armário que fica ao lado da cadeira elétrica na qual você obtém seus poderes.

Deixe para craftar em refúgios

Em The Evil Within 2 é possível melhorar armas e criar os itens que você usa no jogo. É possível fazer isso em bancadas espalhadas pela cidade. Logo de cara você encontra uma, no abrigo do O’Neil. O abrigo é um dos refúgios do jogo. Você até encontrará bancadas (workbenchs) “soltas” em algumas casas na Unity. Porém, criar itens nesses locais custará o dobro dos materiais que os refúgios lhe cobram. A não ser que você precise muito, guarde seus itens para criar em refúgios.

Pausa para o cafezinho

Quem não gosta de um café quentinho? Ainda mais passando o perrengue que o Castellanos passa em The Evil Within 2. Qual não foi minha surpresa quando, ao adentrar no primeiro refúgio do jogo, dei de cara com uma máquina de café. E, para minha surpresa ainda maior, o café recuperou completamente minha energia. Incrível! Portanto, se estiver voltando para um refúgio após uma missão e a energia não estiver lá essas coisas, tente economizar suas seringas já pensando naquele café quentinho do refúgio. Só não abuse, pois o café demora um tempinho para ficar pronto novamente.

Olho vivo no indicador de som

Em The Evil Within 2, há um indicador de barulho que fica na sua tela. Sempre que um zumbi ou monstro estiver por perto, o sensor mostrará umas ondas de som (parecem também com um eletrocardiograma, se você já viu um). Quanto mais perto do zumbi, mais ondas você verá. Portanto, sempre que tiver ondinha, tem zumbizinho. 

Upgrades

O mais importante de tudo; foque em estamina. Saiba que o personagem tem um péssimo fôlego. Sua barra é pequena e esvazia rápido. Então melhore dois níveis dessa barra. Você poderá ter uma chance melhor de correr de uma encrenca.

Depois dessa barra procure melhorar atributos que não envolvam o ataque. Não fará grande diferença. Veja os upgrades de estamina, vida etc, mas não de seu ataque.

Perceba as melhorias “laterais”. Toda árvore possui o principal a ser melhorado e o que rodeia a melhoria. Veja o que melhor te ajudará na progressão do jogo.

Particularmente, eu investi um pouco na árvore de furtividade. Diminuindo o ruído dos meus passos e aumentando a velocidade da caminhada agachada. Com isso, a dica que dei sobre o ataque furtivo fica ainda melhor se pensar por esse lado.

Melhoria de arma

Pense na melhoria da sua pistola. Claro, esse foco voltado mais para o início do jogo. Não gaste suas peças com nada diferente do que a capacidade de balas no pente e a cadência de tiro.

Sobre a quantidade de balas a explicação é muito simples; quanto mais munição disponível, melhor. Lembrando que arma de fogo é apenas para momentos de alta dificuldade, seja eles quais forem. E outro ponto é de você não deixar munição para trás no cenário. Se sua arma estiver cheia, você não coletará as balas, nem mesmo para ficarem em inventário. O que faria sentido se fosse assim, mas fazer o que né?!

A cadência vai te ajudar diretamente em momentos de aperto. Caso esteja sendo seguido por muitos inimigos ou tenha alguma criatura muito forte e é preciso mata-lo o quanto antes, a velocidade de disparo da arma será essencial. Ficaria muito difícil matar duas ou três criaturas que te perseguem se a sua arma demora para atirar.

Essas duas melhorias, você pode gastar peças para um upgrade cada ou dois. Fica a seu critério. Depois de estar bom o suficiente nesses dois aspectos, você pode pensar no resto. Na potência, na velocidade de recarga ou em outra arma.

Procure as chaves

Caso não tenha saco para procurar as famigeradas chaves, com certeza encontrará a localização delas na internet. Mas lembre-se, na grande maioria das ocasiões elas ficam dentro de estátuas. Não é tão fácil de encontra-las, mas ajudaria muito caso encontre.

As chaves lhe darão acesso aos armários da sala de upgrades. Com uma chave em mãos, então a sorte estará lançada. Mas praticamente, sempre, você obterá bons itens.

Referências:

Alvanista, Última ficha, Aficionado, wikipedia, techtudo.

Last Day on Earth: Survival

Last Day on Earth: Survival é um jogo gratuito para Android e iOS com cenário pós-apocalíptico e estratégia em tempo real. Controle um sobrevivente, que deve construir barricadas, coletar resíduos para montar armas e lidar com a invasão de zumbis. Construa, cace e elabore planos para sobreviver no “último dia na Terra”.

O jogo é da Kefir Games e está em beta aberto, então ele ainda vai crescer muito. Tem atualizações quase toda semana! Com gráficos bem bacanas e câmera isométrica, o jogo roda super bem nos principais dispositivos. O único problema, é que você precisa estar conectado à internet o tempo todo, ou seja, deixe para jogar quando estiver com wi-fi.

Os controles são bem simples e intuitivos, e não é difícil entender rapidamente quais são os principais comandos do jogo.

Em Last Day On Earth: Survival, você precisa explorar os diversos cenários existentes em busca de itens, recursos, armas, comida e o que mais puder ajudá-lo a sobreviver. Além disso, você precisa construir seu próprio abrigo e todas as estruturas que vão te ajudar nessa saga. Fogueira, coletor de água, e por aí vai…

E não esquece que você sente fome, sede, vontade de ir ao banheiro, e precisa até tomar banho!

Um apanhado geral

Em Last Day on Earth Survival você encontrará uma jogabilidade bastante simples no melhor estilo RPG, sem grandes segredos. Apesar da necessidade de urgência que, desde o princípio, o jogo impõe, você perceberá que as funções e categorias são bem simples de entender, com ícones que representam bem a função de cada um e ajudam bastante na hora de compreender e decorar onde ir diante de qualquer necessidade.

Outro fato que é bem interessante no game é que basicamente tudo o que você precisar será construído por você mesmo, o que dá um senso bem legal de multitask. Os gráficos do jogo também são bem interessantes, o que torna a experiência ainda mais completa, amparada por um game desafiante e que, rapidamente, fisga o player em meio à necessidade de atingir seus objetivos e se tornar, de fato, um sobrevivente em um mundo hostil e pouco propício à vida como conhecemos.

Humano de verdade, só você

A primeira coisa que você precisa saber, e lembrar sempre, é que você está sozinho. Todos os outros humanos que você encontrar são controlados pelo computador, o que significa nada de empatia e zero misericórdia. Não se engane: eles irão ataca-lo. E para sobreviver, você precisará construir uma base forte, segura, autossuficiente e repleta de recursos.

Energia é tudo

Como em basicamente todos os jogos de estilo, você estará sujeito a capacidade de energia de seu personagem para sobreviver e abrir caminho frente as missões e objetivos contemplados. Por isso, economizar e gastar apenas o necessário é essencial. Sua energia se recupera automaticamente, porém de forma bastante devagar. Ela é simbolizada pelo raio, no canto direito da sua tela. Você precisará dela para participar de embates, coletar recursos como madeira e pedra e caminhar. Outra dica importante é guardar diariamente um pouco de sua energia para participar de eventos. Quando não tiver nenhum objetivo definido e estiver por vias de encerrar pelo dia, aí sim sinta-se à vontade para gastá-la de forma mais “inconsequente”.

Coletando recursos

Conforme o jogo se desenrola e você for acumulando suas primeiras experiências em Last Day on Earth Survival, você perceberá que, apesar de ser uma das atividades mais básicas e necessárias, coletar recursos está longe de ser algo fácil. Isso acontece, principalmente, devido ao tamanho de sua mochila. Independentemente de seu momento e do quão avançado você estiver no game, vá se acostumando: coletar recursos será sempre uma de suas prioridades, e para ser sincero você nunca poderá deixar de fazê-lo. Quanto menos você tiver que se deslocar para buscar o que precisa, menos energia será gasta e menos riscos de se deparar com uma horda de zumbis ou inimigos você correrá, por isso pense bem antes de montar acampamento.

Junte basicamente tudo o que você puder por aí, mas nunca se esqueça de qual a sua prioridade naquele determinado momento. Outra sugestão é ter na mochila apenas o necessário.

Um mundo onde luxo de verdade é se manter discreto

Logo no começo do jogo, a vontade de criar uma grande base, com alto investimento de recurso e basicamente tudo o que você precisa ao seu redor é evidente. E este pode, realmente, parecer um bom caminho. Não caia nesta armadilha. Em Last Day on Earth Survival seus recursos iniciais são limitados e, por isso, perder tempo com preciosidades do tipo pode ser fatal. Seja humilde e comece apenas com o necessário para, é claro, sobreviver. Conforme o andar da carruagem, se o seu desempenho for satisfatório, aí sim você poderá começar a incrementar sua vida e se dar certos luxos. No começo, rico mesmo é estar vivo. Afinal de contas, estamos falando de um clássico e trágico apocalipse zumbi.

Você ainda é humano, use ferramentas

O que isso quer dizer? Oras, que apesar dos zumbis terem, um dia, sido homens e mulheres, hoje são seres de inteligente infinitamente inferior à sua. Por isso, nada mais justo que tirar proveito desta vantagem. De forma clara, isso significa que antes de qualquer coisa você deverá construir ferramentas básicas para estar sempre um passo à frente. E não estamos falando de nada muito complexo, não, mas sim de elementos básicos como lança, picareta e machadinha. Aliás, guarde e cuide bem destas 3, pois serão os mais utilizados no momento inicial do game.

Comece coletando calcário e pinho longo para conseguir manufaturar as ferramentas que falamos acima. Esta, aliás, é outra característica bem bacana de Last Day on Earth Survival: você será responsável por criar suas próprias ferramentas!

Um lugar para chamar de seu: a base de tudo

Agora que você já possui as ferramentas básicas para coletar recursos, resistir a zumbis e construir, chegou a hora de criar um lugar para chamar de seu. A sua base será responsável por proteger seus pertences de ataques e invasões de zumbis. Ou seja: você tem muita pressa em erguê-la o mais rápido possível. Isso também quer dizer que, neste momento, você não deve se apegar a nenhum luxo. O importante é estar entre quatro paredes! Uma casa pequena é mais do que o suficiente neste momento. Até pelo fato de que você sempre poderá expandi-la, por isso não perca tempo com isso agora. Tempos difíceis pedem medidas funcionais. Pense sempre nisso. Caso queira investir em algo a mais, opte por um Apanhador de Chuva, para ter sempre água disponível e ema estrutura de segurança.

Casa arrumada significa hora de explorar

Agora que você já tem uma base segura para chamar de sua, é hora de ir em busca de melhores condições, onde sua prioridade será sempre angariar cada vez mais recursos que proporcionem mais chances de sobreviver. A Base Alfa, Avião Caído e Entregas Aéreas Militares de Suprimentos estão entre seus maiores objetivos neste momento. É nestes cenários que estão os materiais mais valiosos. Não conte muito com as entregas aéreas, uma vez que ela fornece no máximo itens medianos, mas é bom estar sempre atento nem que seja para dar uma olhada. Já no Avião e na Base Alfa, a história é outra, com probabilidade de equipamentos militares como armas. Para acessar a Base, você deverá ter conseguindo um Cartão A.

Carregue apenas o necessário

Um dos itens mais importantes em Last Day on Earth Survival é a sua mochila, que, como tudo no game, deverá ser criada por você mesmo. No começo, no entanto, você ainda não será capaz de manufaturá-la. Por isso carregar apenas o necessário em suas aventuras mundo afora é o ideal. Se estiver com seu inventário cheio, não será possível coletar os recursos necessários para atingir suas metas e concluir suas obras. Além disso, quanto menos espaço tiver em sua mochila, mais idas e vindas até a base serão necessárias, o que implica em um gasto de tempo e energia muito maiores, algo que pode ser fatal no game.

Além de mais espaço e tempo economizado, outro fato importante para carregar com você apenas o necessário é que, caso você não resista e seja derrotado por zumbis, você perderá tudo que está em seu inventário naquele momento, inclusive os itens equipados. Por isso, nunca, em hipótese alguma, carregue todos os seus recursos com você. Não há absolutamente nenhuma vantagem em fazer isso.

Economize recursos e munição

Depois de explorar a Base Alfa e o Avião, você pode estar todo feliz caso tenha encontrado alguma arma militar, o que é, de fato, motivo para comemorar. Elas representam uma excelente forma improvisada de se proteger em Last Day on Earth Survival e, na realidade, chegará um ponto do game em que você será obrigado a contar com itens do tipo. Um erro muito comum, no entanto, é, assim que conseguir uma metralhadora ou qualquer outra arma, usá-la para tudo. Não faça isso, por mais tentador que possa parecer! Atirar nos zumbis é, realmente, divertido, mas deixe para fazê-lo quando estiver enfrentando hordas inteiras, e náo apenas um ou dois. Nestes casos, derrote-os com uma simples lança. Assim você sempre terá munição para as batalhas realmente complicadas.

Preocupe-se em achar comida

Sem comida você não vai nada longe. Somente se alimentando com alguma boa frequência é que poderá se manter saudável. No jogo há boas opções para adquirir alimento. A mais rápida e mais perigosa é matando lobos e coletando suas carnes. Contudo no início vai ser difícil que sobreviva a muitos embates.

Portanto foque-se primeiramente em plantar. Plante sementes, que se transformarão em cenouras em poucos minutos após estarem na terra. Cada cenoura dá 25 pontos de fome e aumenta 15 de HP. A vantagem é que pode ser comida crua! Caso queira e possa, cozinhe as cenouras para ganhar 5 pontos extras de vida.

O terceiro método para se alimentar consiste em caçar seu alimento. No caso, veados. Mas cuidado! É preciso ter tática e estratégia. Se sair correndo atrás do animal, ele vai fugir e levá-lo a atrair zumbis ou outros animais selvagens perigosos. O melhor, portanto, é usar furtividade. Com uma faca, se aproxime por trás do bicho sem ele ver e dê um golpe seco.

Recicle sempre que possível

Muitos itens só ficam disponíveis quando você consome outros. Só é possível obter uma garrafa de água após beber uma garrafa de água inteira. Com as latas é a mesma coisa! No caso das garrafas, é mesmo importante que não coloque fora depois de beber seu conteúdo.

Com esses objetos você pode fazer uma espécie de captação da chuva. Após algum tempo, terá água da chuva para beber se souber ter paciência. De qualquer forma, vale a pena descobrir as utilidades de todos os itens do jogo.

Tenha estratégia para atacar os zumbis

Os zumbis são fortes e tiram muito dano. Ainda assim, não tem qualquer inteligência, o que faz de você um ser muito superior. Portanto quando for atacá-los, pois isso eventualmente vai acontecer, tenha certeza de usar a abordagem correta!

O segredo é ser furtivo. Ataque sempre por trás, tentando escolher inimigos que estejam sozinhos ou em grupos muito pequenos. Não ser visto facilita muito a sua vida. Caso isso não seja possível, tenha garantia de que poderá usar uma arma de fogo para se defender.

Usando a arma de fogo, não saia disprando de qualquer jeito por aí. Tente controlar o dedo nervoso para não desperdiçar munição. Aliás, isso fica ainda mais fácil se, de novo, selecionar bem seus zumbis. O ideal é mesmo enfrentar um de cada vez. Hordas são sempre a receita para morrer.

Prepare-se para a horda diária de zumbis

É inevitável: todos os dias, a cada 24 horas, sua base será atacada por uma horda de zumbis. Se você não preparar bem suas defesas, verá suas muralhas serem destruídas em alguns pontos. Isso se tiver muralhas! Se não for o caso, qualquer coisa que houver em seu abrigo poderá ser destruída.

Então tente agir durante seu tempo útil em prol da construção e da melhoria de defesas. Você não quer ver todo seu trabalho indo por água abaixo após o ataque das criaturas.

Caso você esteja completamente despreparado para enfrentar os zumbis, uma sugestão é que fique na tela do mapa durante o ataque. Isso fará com que não morra, tendo apenas que reconstruir tudo que foi perdido.

Use os bolsos para ter mais espaço no inventário

Uma coisa que o Last Day on Earth: Survival não lhe diz é que você não precisa colocar tudo na sua backpack. Aliás, nem dá para fazer isso, visto que o espaço desse objeto é bem pequeno. Uma alternativa rápida e prática é colocar os itens nos bolsos. Nos bolsos você tem 8 espaços, o que permite coletar objetos ou mesmo comida para levar ao abrigo.

Pause o jogo para não morrer de fome ou de sede

Infelizmente nem sempre você terá água a sua disposição…

Sim, a gente sabe que não dá para pausar em Last Day on Earth: Survival. Porém outra coisa que o game não lhe diz é que a tela do mapa serve como um pause, evitando que as barrinhas de fome e de sede desçam constantemente. Isso é importante, visto que sempre que estiver jogando terá de prestar atenção a essas duas barras.

Vá à Base Alfa só depois de fortificar seu abrigo

A Base Alfa é sua melhor chance de obter boas armas no início do jogo. Ir lá é imprescindível, mas apenas se você tem seu abrigo fortalecido contra invasões. E não só: seu próprio avatar precisa estar bem preparado.

Por isso tenha calma e assegure-se de que suas defesas estão bem postas. Quando sair para ir à Base, verifique que sua personagem está minimamente armada e que tem alimento para recuperar vida. No caminho para a Alfa com certeza vai encontrar zumbis e será preciso se defender.

Monte a casa do jeito certo

A construção da casa, claro, é um dos aspectos mais importantes do jogo. Sem ela você não sobrevive uma hora no jogo. Quando for construí-la, certifique-se de que tem os recursos suficientes. Não é do seu interesse que ela fique pela metade ou sem porta.

Uma casa sem porta é desperdício de tempo. Mesmo uma porta simples só pode ser destruída por explosivos C4, portanto não hesite em ter uma! Isso impedirá zumbis e outras personagens humanas de invadirem sua residência, roubando itens preciosos.

Em termos de tamanho, faça uma casa 3×3. Pequena, mas ideal para quem está começando. Certifique-se de ter uma fogueira, uma caixa pequena para guardar itens e uma cama. Isso é tudo que você precisa para começar o jogo bem e seguro.

Lembre-se que a caixa pequena guarda apenas 12 itens de forma segura. Caso precise de mais espaço, uma dica é ir ao caminhão do início do jogo para guardar mais objetos valiosos.

Lobby das Casamatas

Já vi muitas pessoas usando essa estratégia, o saguão ou lobby da casamata (local onde tem o computador para colocar a senha e abrir o elevador) não reseta, você pode tirar vantagem disso colocando seus itens nos armários, como comidas, armas e roupas, assim, descendo apenas com os itens necessários.

Refinamento de recursos

Essa dica é muito importante para vocês terem um melhor aproveitamento de seus recursos, como por exemplo a cenoura (ou abóbora) é muito melhor transformá-los em sopa, do que comer apenas a cenoura, assim você vai curar 20 de vida do que apenas 15. Ou usar toras ou tábuas de madeira ao invés de carvão, é sempre bom pesquisar para ver se o recurso bruto pode ser refinado para ter um melhor aproveitamento.

Contrabandistas

Hoje em dia, os contrabandistas são a melhor forma de conseguir recursos ou itens raros, como a placa de aço que serve para fazer a mochila militar ou roupas da SWAT. Os níveis 1 e 2 desse evento são fáceis de completar, já o 3 que complica, mas não vale a pena pois gastar muita arma por pouco. Caso os contrabandistas não apareça para você, pode ser porque você não tenha o rádio CB ou nível suficiente (nada confirmado apenas minha teoria).

Dicas

No início, não construa paredes, foque mais em construir uma casa pequena, e melhorar os pisos para depois você conseguir evoluir as paredes de boa.

Sempre que der, vá duas vezes às florestas para conseguir bastante madeira e evoluir. No dia seguinte vá à pedreira para conseguir bastante pedra.

Nunca vá às pedreiras e florestas com a seta de cor amarela e vermelha, mesmo lá tendo mais recursos, a probabilidade de morrer no nível baixo é muito grande.

Se um dia for em florestas e pedreiras de cor amarela e vermelha, saiba que terá de levar uma arma de corpo a corpo muito boa (racha-cuca) e uma arma de fogo, que seria a famosa pistola. Mas para que isso? Simples! Se aparecer uma Abominação Tóxica, é muito mais fácil matá-la com uma arma que dê bastante dano.

Nunca vá a uma casamata sem muitas armas de fogos e várias de corpo a corpo, pois lá, a probabilidade de morrer é muito alta. Só para ter uma ideia, tem um zumbi que te mata em dois hits, que dá em 81 de dano.

No canto direito inferior, há um botão de furtividade. Ative o botão e ataque zumbis e animais pelas costas para ganhar bônus no ataque.

Lutar com outros sobreviventes pode ser uma boa, mas verifique se sua arma é tão boa quanto a dele. Se estiver com pouca vida, corra para fora do mapa.

Itens eletrônicos podem parecer atraentes, mas não serão usados no início do jogo. Foque no recursos básico (madeira, pedras e metais). Cordas, peles e tecidos são bons itens também!

Guarde todas as garrafas de água vazias e construa um coletor de água da chuva o mais rápido que puder para não morrer de sede.

Quando for explorar o Bunker Alfa, vá com o mínimo de coisas possíveis. Há MUITO LOOT lá e coisas bem bacanas. Não gaste agora os itens valiosos que encontrar lá (armas, roupas, etc.)

Deixe sempre uma segunda arma ou comida/remédio no seu “bolso”, que é o espaço abaixo da mochila no seu inventário. Pode ser importante durante uma luta.

Fique atento aos eventos como a Queda de Avião e os Pacotes de Ajuda que são jogados no mapa de tempos em tempos. Sempre tem ótimos loots por lá. Cuidado com sobreviventes!

Referências:

Playstorm, Amino apps, Last Day Dicas, Blue Stacks, Ligados Games.

Nioh

Nioh (仁王 Niō?, lit. rei benevolente) é um jogo eletrônico de RPG de ação desenvolvido pela Team Ninja e publicado pela Koei Tecmo para o Playstation 4 e Windows PC.

Foi lançado em todo o mundo em fevereiro de 2017 para Playstation 4 sendo publicado pela Koei Tecmo no Japão e pela Sony Interactive Entertainment internacionalmente, a versão para Windows PC foi lançada em novembro de 2017 sendo publicada exclusivamente pela Koei Tecmo. A jogabilidade gira em torno de níveis de navegação e de derrotar monstros que infestaram uma área. Nioh ocorre no início de 1.600 durante uma versão ficcional do período Sengoku, quando o Japão estava no meio de uma guerra civil anterior à ascensão do xogunato Tokugawa. Um marinheiro chamado William, em busca de um inimigo, chega ao Japão e é alistado por Hattori Masanari, servo de Tokugawa Ieyasu, na derrota de yōkai que estão florescendo no caos da guerra.

O início do desenvolvimento do jogo começou em 2004 como um projeto multimídia baseado em um inacabado script de Akira Kurosawa, ele passou por várias revisões ao longo dos oito anos seguintes pelo produtor geral Kou Shibusawa que estava insatisfeito com o resultado. Foi dado o projeto a Team Ninja, e o desenvolvimento subsequente durou quatro anos. A história era baseada na vida do samurai ocidental histórico William Adams, embora embelezado com elementos sobrenaturais. O primeiro anuncio do jogo foi no ano em que começou o seu desenvolvimento, a informação tornou-se esporádica até 2015, quando foi anunciado como um exclusivo de PlayStation 4. As demos Alpha e Beta foram lançadas durante 2016, tanto para avaliar a reação do público ao título e fazer ajustes com base no feedback. Inicialmente programado para ser lançado em 2016, os ajustes empurraram o lançamento para o ano seguinte. Após a liberação, Nioh recebeu a aclamação da crítica, com a maioria dos críticos comparam-na à série de jogos eletrônicos Dark Souls.

Lute ao lado dos espíritos guardiões

O William tem à disposição três guardiões no início da jornada. O espírito animal concede atributos temporários ao personagem, faz com ele fique imbatível e cause mais dano por um curto período de tempo.

No canto superior direito da tela, há um medidor que indica o nível de ativação do poder. Quando ele estiver cheio, basta pressionar os botões “Triângulo” e “Círculo” ao mesmo tempo. O poder especial é ideal para ser usado em lutas contra chefes e guerreiros mais resistentes. 

Busque Kodamas

Os Kodamas são pequenas criaturas esverdeadas que concedem bônus a William quando encontradas. Os espíritos da floresta, extraídos do folclore japonês, ficam localizados em pontos estratégicos do mapa e podem ser habilitados em Santuários.

É importante ressaltar que, ao coletar Kodamas de um mesmo gênero, o valor percentual do bônus será acumulado. Os Kodamas garantem atributos adicionais de Amrita, além de efeitos de anulação em veneno, danos elementais, etc. 

Treine no Dojo

O Dojo, a área apresentada em uma das demos do game, é um estágio de treinamento que ensina os conceitos básicos e avançados de samurais. O Dojo fica disponível após a fuga de William no prólogo, em Londres, e pode ser acessado em qualquer ocasião a partir do mapa.

A sessão de treinamento é um ótimo local para promover melhorias em combate e movimentação. Isso porque as principais combinações de ataque são explicadas durante a sessão e, além disso, diferentes armas podem ser testadas sem punições, incluindo equipamentos de longa distância.

Gaste os pontos de prestígio

Por se tratar de um RPG denso com amplos sistemas de progressão, muitos detalhes de Nioh passam despercebidos, como os valiosos pontos de prestígio. O recurso de prestígio funciona como um sistema de recompensas, ou seja, William deve cumprir desafios pré-definidos para ganhar atributos adicionais. 

Matar um número específico de Yokais e coletar itens pontuais pelos cenários são alguns dos desafios a serem vencidos. Outro ponto a se destacar é que é possível acompanhar quais desafios estão sendo cumpridos naquele momento. Para isso, basta acessar o menu de prestígio, no Santuário, para consultar e aplicar os bônus ativos. 

Invista em melhorias e habilidades

Ao menos no início, é altamente recomendável investir as habilidades desbloqueáveis em uma mesma categoria de arma. Katanas e katanas duplas, por exemplo, são os equipamentos mais fáceis de serem controlados.

Procure desbloquear primeiro a habilidade de reabastecer o pulso de Ki ao esquivar –disponível, inclusive, para todas as posturas de combate. Dessa forma, você vai restabelecer uma parte da barra de vigor ao executar esquivas perfeitas, o que ajuda muito na hora de encarar grupos de inimigos.

Lembre-se de subir de nível

O ki do inimigo é absorvido automaticamente ao exterminá-lo, e isso faz com que William consiga evoluir os atributos. Felizmente, o jogo indica na tela quando é possível subir de nível. Para isso, acesse o Santuário, localize a opção de aprimoramento de personagem e aplique os pontos conquistados na categoria pretendida.

Explore os mapas

Se você está morrendo em um ou dois ataques dos chefes de Nioh, você provavelmente está fazendo algo bem errado, e provavelmente está bem mal equipado para enfrentá-lo. Na maioria dos casos, os próprios mapas de Nioh te dão algum equipamento que vai ajudá-lo a enfrentar os chefes do jogo antes de você chegar neles, como agulhas anti-paralisia ou um amuleto que faz que o dano de eletricidade não te mate no primeiro golpe. Além disso, ao explorar os mapas, você aumenta a sua chance de encontrar os Kodamas espalhados por aí, então, não saia correndo atrás do próximo chefe, aproveite para explorar cada canto dos mapas, pois as recompensas valem a pena.

Como ganhar mais Elixirs (itens de cura)

Se você está jogando Nioh pela primeira vez, você vai notar que você leva dano pra caramba dos inimigos, e que os itens de cura são bem escassos. Pior ainda, esses itens são finitos e você não ganha 5 itens de cura de cara, como em Dark Souls. Mas como ganhar mais itens então? Bom, há algumas dicas para isso, e abaixo vocês conferem o que fazer.

Encontre os Kodamas:  Sabe aquele bichinho verde que fica em cima do santuário? Eles são os Kodamas, e eles vão te ajudar bastante a conseguir mais itens de cura. Antes de mais nada, há um limite que de quantos Elixirs você pode andar, e o número mínimo no começo do jogo é de 3. Conforme você encontra mais Kodamas durante as fases, você vai aumentando esse limite. Para cada 5 Kodamas encontrados, você ganha mais 1 Elixir nesse limite mínimo. Antes de entrar em cada fase, ela te mostra quantos Kodamas há na fase, então, a dica aqui é você explorar toda a fase atrás deles. Eles geralmente estão escondidos.

Além disso, um dos bônus que os Kodamas dão é o aumento na chance de você receber Elixir dos inimigos, ou seja, se você está com poucos itens, você pode ficar matando inimigos para tentar ganhar Elixirs, morrer sem se curar e recomeçar.

Ofereça itens no santuário: Ao oferecer itens no Santuário, há uma pequena chance de você ganhar presentes conforme o item que você oferece. Ao fazer isso, você não pode recomprá-los depois, como no Ferreiro, mas o Santuário pode acabar te dando Elixir como o prêmio, e no começo do jogo, isso é bem comum de acontecer.

Saindo e entrando de missões: Certifique-se de que você tem o item Himorogi Fragment ou Branch. Guarde todos os seus Elixirs no depósito (aperte L3 no Elixir para transferi-lo para lá). Comece qualquer missão (de preferência uma num lugar onde você tenha muitos Kodamas). O jogo vai recarregar os Elixirs que o seu personagem está carregando e os que você guardou no depósito vão continuar lá. Use o item Himorogi Fragment para sair da missão. Repita.

Monstros quase sempre dão Elixir: Sabe esses inimigos vermelhos grandes que parecem um demônio? Geralmente tem um ou dois deles perto dos chefes, e eles não estão lá por acaso. Ao morrerem, eles quase sempre deixam Elixirs, então, caso você esteja com um estoque baixo, aproveite para farmar alguns deles antes de tentar mais uma vez aquele chefe que está te dando trabalho.

Os chefes estão te dando uma surra? Use a magia Sloth/Preguiça

Uma das técnicas mais úteis do jogo é a magia Sloth/Preguiça. Ao usá-la, a velocidade do seu inimigo é reduzida para 50%, tornando assim os ataques deles bem mais fáceis de serem desviados. Além disso, você ainda pode usar outras magias que causem debuff nos inimigos, como diminuir a resistência física deles, reduzir o poder de ataque e assim por diante. Basta você ter pontos para isso.

Troque o esquema de controles caso você seja um veterano Soulsborne

O esquema de controles de Nioh vai dar um nó gigantesco na cabeça de quem jogou centenas de horas de Dark Souls e de Bloodborne, e se você se viu errando os botões de esquiva ou de ataque toda hora, como eu, felizmente o jogo traz a opção de mudar o esquema de botões para um esquema bem semelhante ao usado em Dark Souls e Bloodborne, com os ataques nos botões R1 e R2, a esquiva no X e os botões de postura no botão L1.

Essa mudança me ajudou bastante a não morrer para os inimigos mais básicos do jogo, pois eu volta e meia morria porque apertava o botão errado de maneira instintiva, achando que eu estava jogando Dark Souls ou Bloodborne e, se você também fez isso, talvez seja uma boa ideia mudar a configuração de botões pra ontem.

Desbloqueie a habilidade Sneak Attack assim que possível

Sabe o ataque pelas costas de Dark Souls e Bloodborne? Ele existe em Nioh, mas não está disponível logo no começo do jogo. Ele precisa ser comprado, e encontra-se dentro da aba de habilidades Ninja.

Depois de desbloqueado, você finalmente vai poder atacar inimigos que não perceberam que você está ali por trás, é só esperar o ícone de travamento de mira ficar vermelho e apertar o botão de ataque forte para garantir um dano um pouco mais alto do que o do seu ataque normal.

Se você levou um ataque de um combo, não tem como escapar dele

Nioh provavelmente não é o primeiro jogo do estilo que você jogou, e novamente vamos falar de Dark Souls aqui. Quando você é atingido num combo em Dark Souls ou Bloodborne, a primeira reação instintiva do jogador é a de tentar rolar para os lados ou para trás para evitar os outros ataques, e isso não funciona em Nioh.

O que fazer então? Bloquear. Bloqueando, você pode evitar os ataques restantes ou até quebrar o combo do inimigo, dependendo de quem ele for. Eu sei, dá muita vontade de rolar pros lados ou pra trás, mas você deve resistir a esse impulso e bloquear, pois rolar não serve pra nada assim que o primeiro ataque entrou. E você vai ver como essa dica é útil contra a senhora que ilustra esse item.

As paredes com olhos não precisam ser enfrentadas

Você talvez já tenha dado de cara com uma Nurikabe, aquelas paredes com olhos. Caso você tenha, você provavelmente morreu no primeiro encontro com elas, afinal, elas batem forte demais, e se você trancou numa delas, fique sabendo que é possível passar por elas sem enfrentá-las.

Como fazê-las desaparecer então? Usando o Emote certo. Para isso, basta ver qual a cor dos olhos da parede e usar qualquer emote de cor correspondente. Fazendo isso, a parede some e você não precisa ser esmagado por ela na tentativa de derrubá-la na porrada.

Repare a stamina dos inimigos

Diferente de Dark Souls, todos os inimigos têm stamina igual a você e, se ela acabar, eles ficam em apuros, pois o personagem fica em estado de cansaço e se torna extremamente vulnerável para execuções. Use e abuse do chute, que é uma mão na roda para esgotar a energia do oponente humano. Muitos se esquecem dessa técnica que gasta pouco da sua stamina e quebra muito a do inimigo.

Os demônios também têm uma barra sobrenatural na mesma pegada e sucumbem facilmente aos ataques fortes. Use a postura alta combinada com apenas um golpe bem acertado para esgotá-la rapidamente. Caso esse medidor roxo se esgote, os tinhosos podem ficar em estado de recuperação ou perder os seus poderes especiais, como raios e fogo, por exemplo.

Varie as posturas

É necessário saber e perceber a postura dos adversários e usar as suas com sabedoria de acordo com armas e peso. Assim como você, eles podem mudá-las a qualquer momento. Sempre repare quais golpes cancelam o ataque do inimigo e abuse disso para não dar chance de o oponente atacá-lo.

Não jogue só as missões principais

Se você reparar, as localidades anteriores contêm abas que você pode trocar com os botões R1 e L1. As outras páginas são side quests, que são mais importantes do que parecem. Dê atenção às missões secundárias porque elas dão um caminho mais curto para ótimos equipamentos, espíritos-guardiões novos e muita XP extra.

Parte da sua stamina pode ser recuperada

Diferente de Dark Souls, Nioh é um pouco mais generoso quando o assunto é stamina. De forma geral, o jogo o encoraja e recompensa por investidas rápidas, pois é possível ganhar de volta parte da energia gasta, uma mecânica parecida com a recuperação de vida em Bloodborne (ambos servem para incentivar a ofensiva).

Sempre tente recuperar a stamina perdida. Apertar o R1 após os ataques recupera parte dessa barra e, se for perfeita (recuperar o máximo possível), elimina regiões corrompidas por demônios, aquelas nuvens cinzas e brancas que atrasam a recarga e desaceleram o personagem. Além disso, é possível usar parte da energia gasta para realizar dashs gratuitos, o que é ideal para escapar de investidas.

Não dependa muito da defesa

Alterne entre esquiva e defesa nos combates. A esquiva sempre gasta stamina, ao passo que a defesa gasta muito mais energia, podendo tirá-lo ou deixá-lo em apuros. No calor da batalha, é fácil se esquecer de alternar entre as duas técnicas e saber quando usá-las. É sempre preferível desviar a defender, mas, caso o ataque seja inevitável, uma defesa pode salvá-lo da morte.

Não subestime ameaças pequenas e grupos de inimigos

Viu um demônio pequenino e inofensivo? Não dê sorte ao azar, pois eles podem se transformar e acabar com a sua graça. Mate esses tinhosos rapidamente para evitar problemas. Inimigos fracos não dão problemas, mas, se eles se juntarem, ferrou. Use espaços abertos e lute sempre no x1.

Abuse dos itens do inventário

Leia a descrição de cada item do inventário. Alguns deles garantem pontos permanentes de habilidades, enquanto outros podem te ajudar em situações específicas, como o sal contra demônios. Não se esqueça de imbuir as armas com elementos, pois o dano extra é uma mão na roda. Muitos desses itens podem ser comprados no mapa-múndi, então não tenha medo de usá-los.

Não se apegue às armas velhas

Está com muita tralha no inventário e precisando de itens de cura? Coloque os equipamentos como oferenda no Santuário e você terá a chance de ganhar recursos extras, como shurikens e poções. Além disso, elas podem servir para enviar as suas características como herança a outros equipamentos.

Cuidado com o peso extra

Tome cuidado com os atributos das armaduras. Defesa mais alta e números azuis de melhoria são tentadores, mas, quanto mais protegido você fica, mais lenta se torna a movimentação e a recuperação de stamina. Balanceie o seu estilo de jogo com cautela, pois a agilidade costuma ser prioridade. Sempre procure equipamentos leves com status altos.

NÃO faça invocações quando estiver em perigo

Em Nioh, um jogador que morre deixa para trás uma lápide, com a memória de tudo o que havia conquistado até ali. Com ela, é possível invocar Revenants, que se assemelham em forças e habilidades com o ser original para, então, enfrentá-los em batalha.

O problema é que muitas vezes eles podem ser fortes demais, então nem pense em criar um quando estiver longe de alguma Shrine — a não ser que você esteja bem preparado. Perder o progresso em uma missão complicada, só porque “você se achou o ninja mais poderoso da parada” e pensou que aguentaria o tranco pode ser um pouco frustante.

Cuidado com o Yokai

O Reino Yokai é uma área com uma neblina densa e que pode ser evocada por um Yokai segundo sua vontade — ou também pode ser um sinal de que há um por perto. De qualquer forma, não entre dentro desses locais caso você esteja cercado. É provável que esse temível inimigo surja nele, destruindo a sua rota de fuga.

Não deixe que cheguem muito perto de você

Por falar no Reino dos Yokais, não permita que muitos deles sejam evocados perto de você, principalmente em lutas contra chefes ou em áreas estreitas. Quanto mais áreas você permitir que sejam criadas, mais difícil será gerenciar o seu Ki. Seja rápido e as elimine assim que aparecerem, mesmo que você perca uma abertura para o ataque apenas para carregar sua barra e conseguir soltar um Ki Pulse.

Sabendo um pouco de tudo e muito de nada

Há muitas armas diferentes em Nioh, assim como muitas habilidades que acompanham cada uma. Mas não espalhe os seus pontos de habilidade em várias delas. Ao invés disso, foque em apenas uma ou duas, e também nas Ninja Skills ou Onmyo Magics (mas não em ambas). Dessa forma, você conseguirá ter acesso às skills mais poderosas e que fazem falta perto do fim do jogo.

Mas também não é por isso que você precisa se limitar a não experimentar novas armas. Em certo momento, o ferreiro passa a lhe oferecer um livro por 10.000 gold, o que permite a você “resetar” as habilidades e stats de seu personagem.

Alminha, venha aqui!

Não desperdice as suas Summoner’s Candles. Este itens são raros e permitem trazer de volta um Espírito Guardião e a sua Amrita sem obrigar você a ir até a sua lápide. Só use-os caso o local de morte esteja guardado por inimigos fortes, que possuem uma boa chance de vencê-lo em combate.

A arma certa para o trabalho certo

Criar, forjar e encomendar armas pode ser um processo confuso em Nioh — principalmente envolvendo processos como o Soul Matching e Reforging. Não dê um Soul Match em itens sem possuir um bom material para passar para frente.

Se você tem uma arma de nível baixo, mas com muitos efeitos especiais bons, encontre uma outra mais forte para herdar suas características — mesmo que elas não sejam do mesmo tipo. Aumentando a sua familiaridade da arma de nível alto ao máximo e usando-a como material, a arma fraca se tornará tão poderosa quanto ela e ainda ganhará um novo efeito no processo.

“Sujiro Kylêaspa Aradatoda”

Nioh, como você já deve ter notado, é um jogo bastante ao estilo japonês, que usa a abusa de elementos históricos e do folclore do pais. Por conta disso, muitos dos nomes utilizados no game permanecem na língua nativa, fazendo com que os jogadores mais dispersos ignorem alguma informações importantes durante o jogo. Sempre que você vir um “Kayaku-dama” ou uma “Magatama”, dê uma boa olhada. Esses podem ser itens que merecem ser equipados.

Há hora e lugar para tudo

Não use Spirit Stones assim que encontrá-las: guarde-as para quando você completar uma missão ou estiver em uma Shrine e com tempo disponível para subir de nível. Afinal de contas, você não vai querer acumular toda aquela Amrita só para perdê-la no próximo inimigo.

Não tenha pressa

Há, basicamente, duas formas de progredir bem em “Nioh”: contando com sua habilidade ou ficando mais forte. Enquanto jogadores mais experientes tendem a seguir a primeira opção, novatos podem traçar rotas pelas fases para matar um determinado número de inimigos e voltar a um altar. É uma boa forma de ganhar alguns níveis no início do jogo e chegar mais forte e melhor equipado para porções mais complicadas.

Quem procura, acha

Explorar as fases também garante itens e Kodamas. Eles são pequenos personagens que dão bênçãos ao jogador, o que se traduz em maior probabilidade de encontrar determinados itens após matar os inimigos. De início, o recomendado é ativar a bênção que aumenta a chance de encontrar elixires, o que pode garantir um estoque extra de úteis itens de cura.

Cuide bem do seu Ki

O Ki é como se fosse o fôlego do personagem e é usado para atacar, defender e correr. Uma vez que a barra esteja esgotada, não será possível realizar outros movimentos. Há, porém, o pulso de Ki, realizado ao se apertar R1 momentos após desferir um ataque e que recupera parte do medidor – e também limpa a aura deixada pelos Yokai. Ainda assim, é recomendável evitar atacar “feito louco” e também segurar o botão de defesa, o que faz a regeneração da barra ser mais lenta.

Ninguém é invencível

Há classes de inimigos mais fortes em “Nioh”, como soldados com armadura mais pesada, demônios Yokai e chefes de fase. Apesar de visivelmente mais complicados de se encarar, todos eles deixam brechas que podem ser exploradas pelo jogador. Nessa hora, vale usar itens como bombas e também o seu espírito guardião (ativado usando os botões X e O) para obter vantagem. Os túmulos vermelhos, que abrigam guerreiros lendários mortos ou outros jogadores, também devem ser explorados e podem render boas recompensas.

Morri, e agora?

A frustração após uma morte em “Nioh” pode ser bem útil. Ela serve de alerta para jogadores mais confiantes voltarem a ser cautelosos ou, simplesmente, para perceber falhas em equipamentos ou estilo de jogo. Caso você morra, é importante ressaltar um ponto: evite ao máximo correr de forma inconsequente até o ponto da morte para recuperar sua Amrita – fazendo isso, sua chance de morrer de forma boba é alta. Caso o trajeto seja complicado e a quantidade Amrita perdida seja grande, vale usar um item que permite sua recuperação à distância.

Referências:

Voxel, Critical Hits, Br Ing, Uol, Wikipedia, techtudo.