World of Warcraft

World of Warcraft (também conhecido pelo acrônimo WoW) é um jogo on-line do gênero MMORPG, desenvolvido e distribuído pela produtora Blizzard Entertainment e lançado em 2004. O jogo se passa no mundo fantástico de Azeroth, introduzido no primeiro jogo da série, Warcraft: Orcs & Humans, lançado em 1994.

É considerado o mais popular MMORPG de todo o mundo, tendo chegado a ter 11 milhões de jogadores ativos no ano de 2010. Em 2016, contava com 5 milhões de jogadores regulares.

Joga-se com um programa cliente ligado a uma rede de servidores. Existem servidores para atender Estados Unidos, Oceania, Europa, Rússia, China, Coreia do Sul, Taiwan, Sudeste Asiático, Brasil e América Latina. O acesso aos servidores requer uma chave original e é pago mensalmente, mediante assinatura com dinheiro real ou com ouro conquistado dentro do jogo. A partir de julho de 2011, o jogo também passou a ser distribuído sem custos por meio da versão Starter Edition, que pemite ao jogador ir até o nível 20 de personagem dentro do jogo.

A Criação do Herói

Ao entrar no jogo pela primeira vez, você precisa criar um personagem. Ele será seu avatar no mundo de World of Warcraft. Primeiro você deve escolher uma raça (que determina a aparência do seu personagem) e então uma classe (que determina o que o seu personagem pode fazer).

Qualquer que seja sua espécie, é possível escolher entre personagens masculinos ou femininos, e então determinar qual será sua classe entre as opções disponíveis para cada herói. Bruxos, magos e druidas são mais indicados para os jogadores que curtem utilizar bastante magia, enquanto Guerreiros são a opção padrão para embates de curta distância.

A Barra de Ações

Para que seu personagem faça coisas legais, você precisa usar a Barra de Ações, na parte inferior da tela. Cada espaço da barra padrão corresponde a uma tecla. Para ativar uma habilidade, pressione o botão correspondente no teclado. Simples!

O Grimório

O Grimório ajuda você a controlar suas habilidades. Acesse seu grimório pressionando a tecla P. Agora você pode ver todos os feitiços e habilidades do personagem e arrastar habilidades do Grimório para a barra de ações para facilitar o acesso. 

Tipos de Recursos

Usar habilidades tem um custo para o seu personagem. No jogo, isso se reflete no fato de que as habilidades gastam o recurso que seu personagem tem para usar com feitiços e habilidades. Entender bem o recurso específico do personagem e saber como conduzir os ataques é o que distingue veteranos de novatos. Por exemplo, Magos têm um recurso chamado Mana. Cada feitiço que lançam custa Mana, e, quando o recurso acaba, o Mago tem que esperar até que ele seja reabastecido. Ladinos usam energia em vez de mana. Energia é restaurada rapidamente, mas também se gasta depressa, o que dá ao combate dos ladinos um ritmo todo próprio. Guerreiros usam raiva para energizar ataques especiais. A raiva aumenta à medida que o guerreiro causa e recebe dano, e algumas habilidades de guerreiro geram mana em vez de consumir. Experimente classes diferentes para se acostumar com os tipos de recursos!

Iniciando Missões

Ao entrar no mundo, você encontrará outros personagens com um “!” amarelo em cima da cabeça. Sempre que vir um personagem assim, significa que ele precisa da sua ajuda com uma missão! Fale com ele clicando com o botão direito no personagem. Ele oferecerá uma ou mais missões no diálogo de missões. Se você clicar em Aceitar, a missão será acrescentada ao Registro de Missões do seu personagem.

Rastreamento de Missões: Você tem uma novo amigo de infância. O nome dele é M, e ele é a tecla que você pressiona para fazer surgir o mapa. Suas missões ativas serão destacadas no mapa; se você clicar em um dos destaques, ela ficará marcada no minimapa. Isso significa que você verá uma bússola apontando para o objetivo mais próximo E as regiões relevantes para sua missão ficarão em destaque. Muito conveniente!

Entregando Missões: Depois de completar todos os objetivos da missão, você deverá entregá-la e coletar sua recompensa. Veja a descrição da missão no Registro de Missões quando for entregá-la. Muitas vezes você terá que falar de novo com o personagem que lhe deu a missão, mas algumas exigem que você viaje para terras remotas e viva novas aventuras.

Como chegar ao seu destino

Você vai notar que, quando o nível do seu personagem chegar ali na “adolescência”, as missões vão começar a mandar você para lugares completamente novos. Com tanta viagem prum lado e pro outro, conhecer Azeroth como a palma da mão vai economizar bastante tempo.

Usando o mapa: Seu mapa é muito útil nas missões, mas também é uma mão na roda para a orientação em geral. Sempre que se perder e não souber para onde ir, pressione M para ver a sua localização. Você pode encolher a janela do mapa para mantê-la aberta enquanto se anda por aí. Bem útil! 

Pedras de Regresso: Cada personagem começa sua aventura com uma Pedra de Regresso no inventário. Use-a para se teleportar de volta para a base de operações. Onde é que fica sua base? Bom, se você estiver em uma cidade com uma estalagem, fale com o estalajadeiro. Ele pode definir a sua posição como base para que, da próxima vez que usar a Pedra de Regresso, você volte para lá.

Rotas de Voo: Não há melhor maneira de viajar que pelos ares. Os maiores povoados são ligados por uma grande rede de rotas de voo. Tudo o que você precisa fazer para se deslocar entre dois lugares conectados pela mesma rota de voo é falar com um Mestre de Voo e selecionar seu destino. Por um pequeno preço, ele permitirá que você voe aonde desejar.

Segue o barco: Se você pretende viajar entre continentes, não há nada melhor que ir de navio. A Aliança oferece passagens regulares para portos em Kalimdor, Azeroth e Nortúndria.

Zepelins goblínicos: Zepelins Goblínicos conectam algumas cidades da Horda da mesma maneira que os barcos. A vista é mais bonita, mas não é recomendável sair do zepelim antes de ele atracar em segurança no terminal (a não ser que você esteja de paraquedas, claro).

Portais: Portais são a melhor maneira de ir do ponto A ao ponto B. Ah, não precisa ter medo. É só um punhado de energia arcana rasgando o tecido do espaço-tempo e da própria realidade para economizar umas horas de viagem. O que poderia dar errado? Magos e engenheiros podem aprender a criar portais para locais específicos, e algumas cidades também são conectadas por portais.

Localizador de Masmorras

No nível 15, você ganha acesso ao Localizador de Masmorras, que permite entrar na fila para a masmorra de sua escolha. O Localizador de Masmorras reúne você e outros jogadores na fila para a mesma masmorra, forma um grupo e manda vocês para lá. Não existe maneira mais rápida de encontrar um grupo de masmorra que com o Localizador.

Elites e Chefes

Os monstros nas masmorras são mais resistentes do que os bichos que você encontra por aí. É preciso trabalhar em equipe para matá-los, então vá com uma. Você também encontrará chefes nas masmorras. Esses monstros são MUITO mais fortes e costumam exigir estratégia para serem derrotados (por acaso, esses monstros também deixam os melhores tesouros).

Regras da Masmorra

Eis algumas regras simples para ter sucesso numa masmorra.

Verificação de missões: Certifique-se de que todos tenham as missões certas e compartilhe as missões quando necessário.

Chamada de funções: Todos precisam estar cientes de suas funções (ver anotação sobre funções acima). Se você não souber o que deve fazer, pergunte.

Tanques: Espera-se que você inicie os combates. O ideal é que ninguém ataque os monstros antes de você.

Curadores: Avise ao Tanque quando você precisar sair de combate para recuperar mana.

Causadores de Dano:  Espere os Tanques começarem o combate antes de atacar.

Mantenha a calma: Masmorras podem ser difíceis. Se todos em um grupo morrerem (o que chamamos de derrota ou “wipe”), não se culpe (e, mais importante, também não culpe os colegas). Erros acontecem. Basta ressuscitar e tentar de novo.

Jogador x Jogador

Depois de provar que é capaz de derrotar monstros, dê uma olhada no conteúdo Jogador x Jogador (JxJ) de World of Warcraft. Lute em uma Arena pela glória e emoção da batalha, enfrente inimigos nos Campos de Batalha, onde estratégias e trabalho em equipe são tão importantes quanto reflexos rápidos e habilidade, ou procure um dos grandes locais JxJ do Mundo e espalhe um pouco de caos.

Comandos úteis e divertidos

Independente do personagem escolhido e de qual ponto do mapa começou sua aventura, é importante lembrar que as habilidades dos heróis em WoW Classic são ativadas por um sistema de cooldown, ou seja, cada golpe possui um período de tempo próprio até poder ser reutilizado. Na parte inferior da tela é possível ver quais são suas habilidades atualmente equipadas, e é preciso clicar nelas para ativá-las em combate.

Rode sua câmera e campo de visão segurando o botão esquerdo do mouse e deslocando o cursor para onde quiser olhar. Para iniciar uma luta, clique em um inimigo com o botão direito do mouse, mas certifique-se de estar em um ângulo onde os golpes possam acertá-lo, com um personagem de frente para o outro. Nos momentos de calmaria, você também pode se divertir apertando enter para abrir o chat, e então digitando comandos clássicos como “/dance” para fazer uma dancinha engraçada, ou então “/flirt” para cortejar outros personagens.

Dicas para subir de nível rapidamente

Como todo bom MMORPG, WoW Classic possui bastante grinding e é preciso gastar dezenas de horas subindo de nível para poder habilitar as missões mais desafiadoras e explorar os ambientes mais inóspitos. A boa notícia é que quase todas as suas ações no jogo são convertidas em pontos de experiência, desde matar inimigos até descobrir novas áreas no mapa. Na hora de grandes andanças, aperte a tecla “num lock” para fazer seu personagem andar automaticamente.

Converse com todos os personagens que tiverem um ponto de exclamação amarelo sobre suas cabeças, pois eles podem habilitar novas missões. Aceite as quests, pois completá-las rende valiosas recompensas. Não tenha medo de andar até locais ainda não explorados, e lembre que é possível apertar M para abrir seu mapa a qualquer segundo. É uma boa ideia fugir de feras com nível muito acima do seu, mas você pode vencer com relativa tranquilidade inimigos com um ou dois níveis acima do seu, então aproveite para ganhar muita experiência às suas custas.

Colha muito loot

Inimigos caídos pelo mapa emitem brilho quando estão carregando itens que podem ser colhidos por seu personagem. Aproxime-se de seus corpos e clique neles com o botão direito do mouse para abrir uma nova janela, que mostrará quais itens podem ser obtidos. É preciso clicar nos ícones dos itens na nova janela para colocá-los em seu inventário manualmente, então não esqueça de fazer isso.

Com o tempo, naturalmente seu inventário ficará cheio. Nessas horas, visite qualquer cidade que tiver encontrado em suas aventuras e interaja com os vendedores nas lojas. Lá, você pode abrir seu inventário e selecionar os itens que deseja vender apertando o botão direito do mouse. Use sua verba para comprar itens e equipamentos ainda melhores do que seu arsenal.

Quais são as Profissões no World of Warcraft

Precisando forjar alguma arma?

Ou talvez se especializar em poções mágicas, saber como escrever pergaminhos mágicos, fazer armaduras, cuidar de ferimentos… nada disso vem de mão beija no WoW.

Para se especializar nisso tudo, você vai precisar de um profissional. Confira abaixo as principais profissões em World of Warcraft.

As profissões estão separadas em duas classes, primária e secundária.

Profissões Primárias

Alfaiates: São os responsáveis por produzir roupas e trajes através de tecidos.

Alquimistas: Criam misturas mágicas e poções especiais, tais como invisibilidade, resistência elemental, restauração de mana entre outros.

Coureiros: Transformam couro de animais em peças de vestuários.

Encantadores: Podem desencantar itens mágicos que estejam sobrando e usar o resíduo para melhorar permanentemente um equipamento.

Engenheiros: Se valem de inventividade para criar uma imensa (e, muitas vezes, aleatória) variedade de itens muito úteis.

Escribas: Melhoram as habilidades dos heróis através de glifos.

Esfoladores: São os responsáveis por tirar a pele e o couro dos animais.

Ferreiros: Responsáveis pelas armas e armaduras dos heróis.

Herboristas: Os responsáveis por colher e cuidar das mais variadas plantas úteis e poderosas que podem ser encontradas mundo afora.

Joalheiros: Responsáveis por liberar o surpreendente poder das pedras preciosas, criando jóias e berloques muito potentes.

Mineradores: Dizem que são os que mais trabalham, pois são os responsáveis por abastecer o caixa da cidade, buscando minérios úteis e valiosos, extraindo-os diretamente da terra com suas picaretas.

Profissões Secundárias

Arqueólogos: São responsáveis por vasculhar o mundo em busca de respostas e reminiscências misteriosas do passado.

Cozinheiros: São os responsáveis em alimentar toda uma cidade. Adoram fazer experiências com os mais diversos ingredientes de Azeroth.

Pescadores: Não é apenas uma prática para relaxar, mas sim para prover alimentos através dos mares e lagos por toda a Azeroth.

Médicos: Uma das profissões mais importantes, já que são os responsáveis por salvar muitas vidas em Azeroth, utilizando bandagens e antídotos para neutralizar venenos.

Como fazer

A parte mais importante do jogo, já que você vai precisar fazer dinheiro para sustentar a sua campanha, certo?

Para isso, você vai precisar do serviço de mineração. Três profissões dependem da mineração: Ferreiro, Joalheiro e Engenheiro. Os minérios extraídos podem ser usados ou vendidos.

Para você localizar locais de extração é super simples: no minimapa basta escolher a habilidade “Localizar Minérios“.

Quanto mais você exercita essa função, mas as suas habilidades aumentam e, com a habilidade cada vez maior, há a possibilidade de conseguir minérios mais raros e caros.

Vale lembrar que para começar a mineração, a profissão requer uma Picareta de Mineração.

Para fundir os objetos, basta ir a qualquer forja, disponíveis através do mapa.

Os minérios podem ser encontrados em quase toda Azeroth, embora algumas áreas sejam mais ricas em minerais do que outras.

Então basicamente, o caminho para a mineração começa em ativar a habilidade, localizar minérios em qualquer lugar do mundo.

A seguir, quando achar um ponto de extração, basta clicar no veio para extrair minerais, com a sua picareta de mineração

Depois de coletar a porção, você pode fundi-los ou vendê-los em qualquer forja.

Como construir seu império (Guildas)

Algo muito procurado e que gera muitas dúvidas no WoW Brasil são as Guildas.

Guildas são associações de pessoas com os mesmos interesses e que visa proporcionar assistência e proteção aos seus membros.

Mas o que fazer?

Se juntar a uma guilda com muitos membros, com poucos membros ou criar a própria?

Os players se dividem com relação à isso, mas existem algumas coisas que você precisa saber a respeito.

Algumas guildas florescem e prosperam enquanto outras murcham e somem. O sucesso ou o fracasso se deve, no final das contas, à maneira de formar a base da guilda.

A questão então é: O que fazer para criar essa fundação e montar uma guilda que resista às provações do tempo?

Se você optar criar uma guilda do zero, você vai ter um pouco de trabalho, pois precisará manter tudo organizado para conseguir atrair o maior número de pessoas possível. Por isso seja sempre receptivo com novos membros.

Saiba também designar jogadores de segurança para sempre haver alguém disponível para recepcionar os novos membros e tirar dúvidas, isso gera uma confiança maior e faz a sua guilda ser comentada e procurada por novos jogadores.

Além de estar sempre atento aos jogadores e premiar os mais ativos e antigos, participe frequentemente de chats e sempre esteja atento para resolver problemas entre os membros e esclarecer dúvidas.

Mantenha sua guilda sempre organizada e fique de olho para que os jogadores presentes nela possam tirar o maior proveito do jogo possível.

Por outro lado, nada te impede de entrar em uma guilda pronta.

Para te ajudar na escolha correta de qual entrar, siga as dicas acima e veja se o moderador segue todos os tópicos.

Não escolha a guilda por maior número de membros ou por ser a mais famosa, esteja atento para que você possa desfrutar do jogo sem dor de cabeça.

Como Ganhar Dinheiro no World of Warcraft

Se você tem pontos de experiência nas profissões de herborista, médico, esfolador, coureiro ou correlatadas, experimente vender materiais que você possui da sua profissão.

Uma outra alternativa é em Ashenvalle, onde existe Rotting Slime que deixa tesouros com algum valor.

Experiência 

Para você conseguir experiência de forma fácil e rápida, você simplesmente deve descansar! Isto irá duplicar a experiência ao matar inimigos.

Aliança

A Aliança possui 7 raças diferentes: Humano, Anões, Elfos Noturnos, Draenei, Gnomo, Worgen e Pandaren.

Raça dos Humanos

São os chamados “mocinhos” e fazem parte da raça mais populosa de Azeroth, tendo seu trono na cidade de Ventobravo.

O ponto de partida para quem joga com os humanos é na Floresta de Elwynn.

As classes disponíveis para os humanos são:

Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Paladina, Sacerdote, Ladino, Bruno e Guerreiro.

Raça dos Anões

Os anões são bravos, corajosos e destemidos.

São provenientes de Khaz Modan nos Reinos do Leste e possuem três clãs dentro do jogo: os Barbabronze, Martelo Feroz e Ferro Negro, cada um competindo pelo poder em Altaforja, local onde possuem o trono.O ponto de partida é em Dun Morogh.

As classes para os anões, são:

Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Paladina, Sacerdote, Ladino, Xamã, Bruxo e Guerreiro.

Raça dos Elfos Noturnos

Imortais e misteriosos.

Os elfos noturnos são de uma raça antiga e vivem em Darnassus, situados nos ramos da árvore mundial.

Era uma raça desconhecida até ter a árvore mundial sacrificada para parar o avanço da Legião Flamejante.O ponto de partida dos elfos noturnos é em Teldrassil.

As classes disponíveis, são:

Cavaleiro da Morte, Druida, Caçador, Mago, Sacerdote, Ladino e Guerreiro.

Raça dos Draenei

Uma raça que foi praticamente dizimada durante a corrupção dos Orcs por Gul´dan, já que eles habitavam Draenor, terra natal dos Orcs.

Os Draenei são seguidores de Naaru e adoradores da Luz sagrada e, depois dos acontecimentos em Draenor, se estabeleceram em Azeroth. O ponto de poder dos Draenei é nas ruínas da nave Exodar.

O ponto inicial são Ilha Névoa Lazúli e Ilha Névoa Rubra.

Suas classes são:

Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Paladina, Sacerdote, Xamã e Guerreiro.

Raça dos Gnomos

Os gnomos têm sua origem na Vila da Gambiarra e, pelo nome de onde vieram, já dá pra notar um pouco a respeito da raça.

Eles gostam muito de tecnologia e tranqueiras. Devido a destruição de sua terra natal por Grão-faz-tudo-Mekkatorque em uma tentativa de salvá-la em uma invasão de um exército de Troggs, eles agora residem em Altaforja.

O ponto inicial é em Dun Morogh.

Possuem as classes:

Cavaleiro da Morte, Mago, Sacerdote, Ladino, Bruxo e Guerreiro.

Raça dos Worgen

Uma mistura mortal de Homem e Worg.

Os Worgens surgiram depois de uma antiga maldição druídica sobre as pessoas de Guilnéas.

Depois de várias tentativas no desenvolvimento de uma cura, as pessoas infectadas de Gilneas conseguiram manter sua mente e consciência e foram empossados na Aliança para lutar contra a ameaça dos Renegados que devastam suas terras.

Alguns Worgens ainda vivem na capital de Guilnéas e outros no Carvalho Uivante em Darnassus. Seu ponto inicial é em Guilnéas.

Os Worgens possuem as classes:

Cavaleiro da Morte, Druida, Caçador, Mago, Sacerdote, Ladino, Bruxo e Guerreiro.

Raça dos Pandaren

Enigmáticos, famintos e amantes de uma boa briga. Essa é uma boa definição dos Pandaren.

São provenientes da Ilha Errante, onde são praticantes de artes marciais e lá também é o ponto inicial dos Pandaren no jogo.

Eles possuem as classes:

Caçador, Guerreiro, Ladino, Mago, Monge, Sacerdote e Xamã.

Horda

A horda também são está dividida em 7 raças, sendo elas: Orcs, Trolls, Elfos Sangrentos, Taurens, Goblins, Renegados e Pandarens.

Raça dos Orcs

Eram em sua origem uma raça de selvagens nobres até serem infectados com o sangue demoníaco de Mannooroth, o destruidor.

Fracassaram na Segunda Guerra e, após isso, tentam montar uma moradia em Azeroth. Eles residem atualmente em Orgrimmar, e o ponto de início das missões é em Durotar.

Possuem as classes:

Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Ladino, Xamã, Bruxo e Guerreiro.

Raça dos Trolls

Existem diversas tribos de Trolls espalhados por toda Azeroth e seria impossível identificar todas, mas apenas uma tribo jurou fidelidade à horda, os Lançanegra.

Isso graças à ajuda que receberam do Orc Thrall, que os salvou de sua extinção. Eles atualmente vivem em Orgrimmar que também é seu ponto de início.

Suas classes são:

Cavaleiro da Morte, Druida/Caçador, Mago, Sacerdote, Ladino, Xamã, Bruxo e Guerreiro.

Raça dos Elfos Sangrentos

Não lembram nem um pouco os elfos que já conhecemos. Essa raça é arrogante e eles fazem parte da Horda.

Fazem parte de uma facção dos extintos elfos nobres, separados da sociedade élfica restante; eles são também sobreviventes do ataque de Arthas a Luaprata.

Sua capital é em Luaprata e o ponto de início dos Elfos Sangrentos é na Floresta do Canto Eterno.

Suas classes são:

Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Paladina, Sacerdote, Ladino, Bruxo e Guerreiro.

Raça dos Taurens

Os Taurens são conhecidos pela forte ligação com a natureza e pelo xamanismo.

Eles residem em Penhasco do Trovão e começam suas missões em Mulgore.

Os Taurens possuem as classes:

Cavaleiro da Morte, Druida, Caçador, Paladina, Sacerdote, Xamã e Guerreiro.

Raça dos Goblins

Uma raça que sofreu com muitas perdas e mortes por causa de traições internas.

Apesar de possuírem Porto Borranquilha, os Goblins não possuem mais uma capital em sua cidade natal, já que ela foi totalmente destruída. E o ponto de início é em Kezan.

As classes dos Goblins são:

Cavaleiro da Morte, Caçador, Mago, Sacerdote, Ladino, Xamã, Bruxo e Guerreiro.

Renegados

Os renegados ou mortos-vivos fazem parte de uma das raças mais sofridas do jogo, todos em Azeroth pedem a sua destruição.

Após o término da Terceira Guerra, com o fim do controle do Lich Rei sobre seus vastos exércitos, um contingente de mortos-vivos se libertou da vontade férrea de seu mestre.

A liberdade parecia uma bênção, mas a memória dos horrores cometidos em nome do Flagelo logo ressurgiu para atormentar os outrora humanos.O ponto de início das missões dos Renegados é em Clareiras de Tirisfal.

As classes disponíveis são:

Monge, Cavaleiro da Morte, Mago, Sacerdote, Ladino, Bruxo, Caçador e Guerreiro.

Pandarens

Enigmáticos, famintos e amantes de uma boa briga.

Essa é uma boa definição dos Pandaren. São provenientes da Ilha Errante, onde são praticantes de artes marciais, e alguns de sua raça decidiram se unir a Horda.

Eles possuem as classes:

Caçador, Guerreiro, Ladino, Mago, Monge, Sacerdote e Xamã.

Desenvolver personagem

Se você é guerreiro ou paladino, una o útil ao agradável. Escolha o trabalho de ferreiro, isso vai aumentar seus pontos de experiência.

Assim como magos, bruxos, warlocks e xamãs escolherem habilidades de cura.

Referêncaias:

World of Warcraft, Tec8, Techtudo, wikpedia.