1HitGames

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Da série The Legend of Zelda e foi lançado mundialmente para Wii U e Nintendo Switch em 3 de março de 2017. A história segue Link, que acorda em uma Hyrule devastada após cem anos de sono e precisa recuperar suas memórias e derrotar o mal causado por Calamity Ganon. A jogabilidade de The Legend of Zelda: Breath of the Wild é apresentada em um mundo aberto e os jogadores podem explorá-lo livremente, completando diferentes tipos de missões e resolvendo quebra-cabeças para a obtenção de recompensas.

O desenvolvimento de Breath of the Wild começou pouco depois da estreia de The Legend of Zelda: Skyward Sword e durou cinco anos. A equipe tinha a intenção de reinventar a estrutura da série, assim introduziram elementos inéditos como um motor de física detalhado, visuais em alta definição e dublagem. O mundo de jogo foi projetado para recompensar exploração e experimentação, com a história sendo pensada para poder ser completada de forma não-linear. Breath of the Wild originalmente tinha previsão de lançamento para 2015 como um exclusivo de Wii U, porém foi adiado duas vezes por problemas de desenvolvimento. Ele acabou servindo como um dos títulos de lançamento do Switch e o último jogo publicado pela Nintendo para o Wii U.

Cartografia

Breath of the Wild apresenta o maior mapa já visto na série The Legend of Zelda, o que pode intimidar os jogadores. É preciso que Link ande por territórios inexplorados a fim de expandir a área mostrada no mapa, porém, essa caminhada não é suficiente para que o game marque automaticamente os pontos de interesse e eventos relevantes.

Para resolver o problema, sempre que encontrar algo digno de nota, faça marcações manuais usando carimbos e ícones. Para tanto, abra a tela de mapa apertando “-” no controle, depois aperte “A” para acessar sua coleção de Stamps. Circule até o símbolo que deseja utilizar, e então confirme a escolha pressionando “A” novamente.

Visite as Shrines

Há centenas de Shrines espalhadas pelo mapa. Além de esconderem puzzles e desafios, esses locais possuem uma importância vital para a navegação e crescimento de Link, já que liberam mais energia e fôlego para o herói.

Sempre que encontrar uma Shrine, como a da imagem abaixo, entre nela mesmo que você não pretenda encarar os seus enigmas e recolher recompensas, pois assim que Link sair de lá o local estará habilitando como um ponto de viagem rápida.

Qualquer coisa suspeita no mapa pode estar escondendo tesouros.

Fale com todos os NPCs

Além de quests (e do humor de alguns diálogos – experimente jogar sem vestir nada), eles oferecem dicas sobre o mapa e tesouros. Quests são indicadas por um círculo vermelho com um ponto de exclmação, no mapa.

Use a Rune of Stasis para encontrar objetos

Usar a runa em ambientes abertos revela os objetos com os quais Link pode interagir – ou seja, isso pode incluir armas, plantas, cogumelos, etc. Se a habilidade de stasis receber um upgrade, você também poderá encontrar inimigos. A runa serve para congelar objetos, mas acaba tendo esse outro uso bacana.

Combate

Use o ZL para focar em um inimigo por vez, caso necessário;

Use stealth para não ser detectado e atacar os inimigos por trás. Um aviso aparecerá na tela na hora do golpe, que causa um dano muito maior do que o normal;

Flechas na cabeça causam mais dano nos inimigos;

Pressionar A bloqueia os ataques dos inimigos;

Pressione e segure Y para carregar um golpe mais forte;

ZL para focar no inimigo + mover-se para a esquerda ou direita + X faz seu personagem esquivar para o lado (side hop)

Pressionando Y após essa esquiva, você realiza um golpe que atinge vários inimigos ao mesmo tempo (flurry rush) 

Você pode se arriscar no castelo de Hyrule bem cedo, para pegar ótimos equipamentos

Essa opção pode te dar alguns spoilers do jogo, claro. Um dos caminhos possíveis é pular no castelo por trás dele, pelo norte de Hyrule, e usar o paraglider. Há guardiões ali que podem te matar com um golpe, então evite andares mais altos e procure locais onde você não seja visto, ou possa se proteger dos lasers deles.

Uso de stamina

Sua stamina é consumida enquanto você escala objetos, e você cai quando ela acaba. Ela também acaba mais rápido se você saltar enquanto escala, porém, caso o salto seja feito no momento em que a stamina vai acabar, Link pula uma distância 2 vezes maior do que o normal.

Nâo é possível escalar na chuva. Você pode fazer uma fogueira e passar o tempo para mais tarde para ver se a chuva sumiu. Em alguns lugares, porém, SEMPRE há chuva.

Use bombas para minerar ou pegar madeira

Ao invés de atacar depósitos de minerais ou árvores com suas armas e perder a durabilidade delas, jogue bombas neles. O único problema é que os minérios/madeira podem voar muito longe ou cair de um penhasco.

Como fazer uma fogueira

Coloque no chão flint (é só minerá-los) + madeira e acerte-os com alguma arma de metal.

Use fogo para voar, voar, subir, subir

Colocar fogo na grama, pular sobre ele e usar seu paraglider te impulsionará ao ar.

Como cozinhar

Chegue perto de um caldeirão e coloque fogo sob ele, caso necessário. Pressione + para escolher até 5 ingredientes, aproxime-se do caldeirão e confirme pressionando A. Algumas receitas:

1 maçã: Baked Apple

2 maçãs: Simmered fruit (recupera a mesma vida que 2 maçãs separadas, mas ocupa 1 slot de inventário)

1 Hyrule herb: Fried Wild Greens

5 maçãs: Fruit salad

Combinar certos tipos de ingredientes (como carnes + ervas) pode recuperar tanto sua vida quanto sua stamina, por exemplo.

Para cozinhar elixires, você precisa combinar dois tipos de itens: pedaços de monstros e pequenos animais, como sapos, vaga-lumes e lagartos (critters)

Veja os posters nas paredes lojas: Eles ensinam algumas receitas.

Cozinhe e misture os alimentos sempre. Venda o que sobrar, isso aumenta suas propriedades curativas. Maçãs são bem abundantes no jogo, e se você cozinhar 5 delas ao mesmo tempo, acaba com uma salada de frutas que recupera mais vida do que comer as maçãs individualmente. Receitas também são vendidas por mais rupees do que ingredientes.

Use partes de monstros

Chuchu Jelly: Pode ser usada como granada

Octorok sac: Pode ser grudado em um objeto, fazendo-o flutuar. Experimente usar barris explosivos + Octorok sacs nos inimigos

Flechas gratuitas

No começo da aventura, Link terá pouco dinheiro e itens à disposição, então cada Rupee importa. Como as melhores armas e armaduras só são habilitadas após dezenas de horas de jogo, é uma boa ideia usar uma abordagem de combate à longa distância no começo.

As flechas do arco de Link são extremamente limitadas, mas há um bom modo de estocá-las sem esforço. Quando encontrar um inimigo que também atira flechas, corra de um lado para o outro sem parar, fazendo com que ele erre os disparos. Suas flechas continuarão no chão, e você poderá pegá-las.

Gerencie seu inventário

Há centenas de itens que podem ser recolhidos ao longo da jornada, desde peças de equipamento nos baús até vegetais e recompensas de caça que podem servir como ingredientes. Ao progredir na campanha, em pouco tempo seu inventário ficará lotado.

Como pode ser inconveniente receber mensagens sobre a lotação a cada novo item obtido, controle seu estoque: pause o jogo e, no inventário, clique nas armas mais desgastadas e itens que não serão utilizados no futuro próximo. Depois, escolha a opção “Discard” para jogá-los fora, criando espaço e poupando tempo de jogo.

Cuidado com as armas

Pela primeira vez na série Zelda, as armas que Link encontra pelo caminho não serão necessariamente suas companheiras ao longo de todo o jogo. Quanto mais elas forem utilizadas, maior será o seu desgaste, até o ponto em que elas são quebradas.

Quando a arma estiver prestes a quebrar, um aviso aparecerá na tela. Nesse momento, é uma boa ideia pensar em arremessar sua arma nos inimigos, já que esse movimento causa muito mais dano do que ataques corporais comuns.

Guardiões de tesouros

Guardiões, as gigantescas criaturas com tentáculos, são os principais inimigos do game. Encontrá-los normalmente significa duras batalhas pela sobrevivência, mas, muitas vezes, Link encontrará Guardiões já abatidos pelo cenário.

Nessas situações, explore a carcaça das criaturas, já que frequentemente os Guardiões caídos esconderão um bom e valioso loot, itens de valor bem superior aos liberados por inimigos comuns.

Quem tem boca vai a Hyrule

Como nos melhores RPGs modernos, Breath of the Wild possui uma incrível variedade de missões paralelas. Não adianta apenas andar sem rumo pelo mundo. Para acessar as tarefas bônus, é preciso conversar com os outros personagens.

A melhor alternativa é explorar os vários estábulos espalhados pelo mapa, pois lá é possível organizar sua coleção de cavalos, e encontrar vários personagens para conversar. Interaja com eles sempre que possível, pois eles dão dicas, apontam novos caminhos e habilitam missões paralelas.

Como ganhar dinheiro facilmente

As Rupees são uma das comodidades mais importantes do jogo, permitindo-te adquirir alguns dos itens e atividades mais relevantes do jogo. Portanto, vale a pena descobrir quais são os melhores métodos de apanhares Rupees facilmente, assim como descobrir alguns farming spots para apanhares Rupees rapidamente.

Master Sword

A Master Sword de Zelda: Breath of the Wild é o regresso da arma mais lendária da série.

Curiosamente, não é essencial para terminares a aventura, e embora existam armas mais úteis para encontrar, tem características especiais que a tornam num coleccionável interessante antes de enfrentares o último boss. A famosa arma está escondida numa das áreas opcionais.

Melhor Armadura

Alguma vez tentaste apanhar a melhor armadura do Legenda of Zelda: Breath of the Wild? Ou simplesmente tentaste descobrir qual é a melhor armadura? Caso a resposta a uma das perguntas seja afirmativa, vieste ao lugar certo.

A melhor armadura do Breath of the Wild é o Ancient set, composto por um Ancient Helm, Cuirass e Greaves, e apenas pode ser obtido após completares uma side quest chamada “Robbie’s Research”. Após completares esta missão deverás ter todos os materiais necessários para entregar no Akkala Ancient Tech Lab.

Pode parecer uma tarefa complicada, mas na verdade é relativamente simples, e para além disso também te preparará para alguns dos desafios mais complicados do jogo, tal como o Calamity Ganon.

Memórias Perdidas

Zelda: Breath of the Wild apresenta uma missão opcional que te pede para explorar Hyrule e descobrir locais específicos para acederes a memórias do passado. Impa pede-te para visitar 12 locais em Hyrule e apenas tens umas fotos para te guiar. Quando chegares a cada local, uma aura amarela surgirá e poderás activar recordações da anterior aventura de Link.

Encontrar todas vai desbloquear uma 13ª, que será adicionada como uma cena extra no final do jogo. Também existem cinco específicas da história que desbloqueias ao completar as Bestas Divinas e quando obtens a Master Sword.

Travel Medallion

A EX Teleportation Rumors quest é uma das novas missões que foram adicionadas com o primeiro DLC do Lengend of Zelda: Breath of the Wild.

Ao jogares esta missão irás ganhar acesso ao Travel Medallion, um item que te permite fazer fast travel para qualquer lugar que escolhas.

Como ganhar Korok Seeds infinitas

Apanhar todas as 900 Korok Seeds no Legend of Zelda: Breath of the Wild pode-se tornar num processo aborrecido, mas caso queiras ter slots suficientes para as armas, escudos e outros equipamentos necessários para completar o desafiante DLC Trial of the Sword, vais precisar de apanhar bastantes seeds.

Não tenha pressa

Abandone tudo o que você sabe sobre Zelda. Em vez de uma experiência semi-linear com uma ordem de objetivos bem definida, Breath of the Wild joga você em um mundo vasto, denso e permite que você o explore como quiser, na ordem que quiser.

Por isso, não tenha pressa para fazer as missões principais. Explore um pouco, passeie, lute, complete objetivos secundários, complete algumas shrines. Breath of the Wild guarda uma surpresa a cada montinho de pedras ou pedaço de grama alta. Tente descobrir todos.

Na dúvida, salve

Breath of the Wild conta com um sistema de salvamento automático bem eficiente e, na maior parte do tempo, você não vai precisar se preocupar com perder seu progresso.

Mas caso você sinta que está se metendo em uma situção complicada, com um monstro muito poderoso ou puzzle mortal, é bom dar uma salvada manual do game para evitar ter que refazer todo o percurso caso morra.

Pense antes de lutar

Fugir da treta, em Breath of the Wild, não é nenhuma desonra. O game traz um combate bastante desafiador contra inimigos bastante inteligentes e imprevisíveis. Se você bobear, logo verá a tela de Game Over.

A dica é: evite confrontos contra muitos inimigos ao mesmo tempo, e evite confrontos se você não estiver com uma boa quantidade de recursos em mãos. Nessas situações de desvantagem, o ideal é sair de fininho ou quem sabe até preparar uma armadilha…

Use o ambiente ao seu favor

Sim, armadilhas. Uma das coisas mais legais de Breath of the Wild é que você pode usar o cenário ao seu favor. Derrube uma pedra de cima de um desfiladeiro, e ela pode rolar e esmagar todos os seus inimigos, por exemplo.

Sempre avalie suas imediações com atenção. Isso não vale apenas para o combate, mas para a exploração também. Alguns lugares serão muito quentes ou muito frios para desbravar sem proteção, e a direção do vento tem mais importância nesse game do que você pode imaginar.

Evite gastar recursos à toa

Não demora muito para seu inventário no novo Zelda estar recheado de tralhas que vão desde insetos até pedaços de madeira. Minha dica é, use esses recursos com moderação e não desperdice nada. Você nunca sabe quando vai precisar de um favo de mel ou de 15 grilos chatos de encontrar.

Sempre cozinhe sua comida em vez de consumi-la crua, porque a mistura de ingredientes oferece diversos buffs para Link. Além disso, muitas missões exigem que você colete uma determinada quantidade de certo item, então evite gastar qualquer coisa que lhe pareça rara.

Siga seu coração

No fim das contas, uma das melhores partes do novo Zelda é justamente o fato de podermos jogar seguindo nossa própria intuição, sem dar satisfações para ninguém. Breath of the Wild é uma experiência melhor quando você faz nele o que seu coração mandar.

Não há escolhas erradas ou caminhos proibidos. Você vai formar sua própria jornada pela natureza selvagem, e ela certamente será única e especial para você. Se deixe levar, sem medo, e você vai entender porque este é um dos jogos mais maravilhosos já feitos.

Referências:

Bichosgeek, Br Ing, Eurogamer, Techtudo, Wikipedia.

Nintendo Switch, RPG, Wii U Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Subir ↑