Deus Ex: Mankind Divided

Deus Ex: Mankind Divided é um jogo eletrônico de RPG de ação – combinando elementos de tiro em primeira pessoa e stealth – desenvolvido pela Eidos Montréal e publicado pela Square Enix. Foi lançado mundialmente em 23 de agosto de 2016 para PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows, com versões para Linux e macOS estreando em 2016 e 2017. É o quarto título principal da série Deus Ex, sendo uma sequência direta de Deus Ex: Human Revolution lançado em 2011. A jogabilidade envolve a exploração e combate em ambientes conectados ao nível central da cidade de Praga, além de missões que geram pontos de experiência que podem ser usados para melhorar as habilidades do personagem. Escolhas de diálogos também estão presentes, com opções de respostas em pontos importantes da história afetando como alguns dos eventos ocorrem.

A história se passa em 2029, dois anos depois dos acontecimentos de Human Revolution, em um mundo que se dividiu entre humanos normais e humanos que usam órgãos artificiais avançados e controversos conhecidos como “aprimoramentos”. As pessoas aprimoradas foram segregadas depois de um evento chamado de “Incidente dos Aprimorados”, levando a um acalorado debate público mundial e uma era de “apartheid mecânico”. O protagonista Adam Jensen, equipado com novos aprimoramentos de última geração, atua como agente duplo para o grupo de hackers do Coletivo Jaganata com o objetivo de expor os Illuminati, que estão secretamente orquestrando os eventos do mundo. A história explora os temas do transumanismo e discriminação, além do tema recorrente da série sobre teorias da conspiração em uma ambientação cyberpunk.

O desenvolvimento de Mankind Divided começou logo depois da finalização de The Missing Link, a expansão de Human Revolution. A Eidos Montréal desejava melhorar e polir os elementos de jogabilidade e narrativa já estabelecidos, ao mesmo tempo que abordavam opiniões e críticas feitas por jogadores e jornalistas em relação ao título anterior. Um novo motor de jogo gráfico e de jogabilidade foi construído do zero especificamente para os consoles da oitava geração, permitindo um maior nível de detalhes e inteligência artificial e combate aprimorados. A narrativa passou a ter um foco maior em realismo e em temas mais sombrios, resultando em uma sutil mudança na paleta de cores em comparação a Human Revolution. O compositor Michael McCann retornou para compor a trilha sonora, que desta vez teve o auxílio de Sascha Dikiciyan e Ed Harrison.

Mankind Divided foi anunciado pela primeira vez em 2015, porém sua campanha de divulgação gerou controvérsias de jornalistas e do público devido os slogans utilizados, enquanto um sistema de pré-venda por níveis precisou ser cancelado devido revolta dos jogadores. A narrativa principal foi expandida por meio de romances, histórias em quadrinhos e três conteúdos para download lançados pelo restante de 2016, além de um modo de jogo paralelo baseado em desafios chamado Breach. O título foi bem recebido pela crítica, que elogiou sua narrativa, gráficos e jogabilidade. Os maiores pontos negativos levantados foram problemas técnicos nos consoles e a curta duração de sua campanha. Mankind Divided teve bons números de vendas, porém surgiram rumores de que foi uma decepção comercial, criando especulações sobre o futuro da série.

Jogabilidade

Deus Ex: Mankind Divided é um RPG eletrônico de ação que incorpora mecânicas de tiro em primeira pessoa e stealth. Os jogadores assumem o papel de Adam Jensen, um homem equipado com implantes cibernéticos chamados de aprimoramentos. Os ambientes do jogo vão de centros em mundo aberto até locais mais guiados e são explorados a partir de uma perspectiva em primeira pessoa, porém ações como se esconder atrás de uma proteção, conversar com personagens não jogáveis e algumas animações de ataque são mostradas em terceira pessoa. Os jogadores podem encontrar nesses centros outros personagens que avançam tanto a história principal quanto missões paralelas opcionais: Jensen ganha pontos de experiência ao completar missões e realizar outras ações como combater inimigos. Vendedores do mercado negro estão acessíveis aos jogadores e providenciam equipamentos, suprimentos, armas e munição em troca de Créditos, a moeda do jogo.

Existem diferentes modos de abordar as situações do jogo. Os jogadores podem empregar uma abordagem violenta e avançar pelos ambientes atirando em inimigos e se escondendo em proteções. Por outro lado, existe a opção de uma abordagem furtiva, evitando guardas e dispositivos de segurança, também usando coberturas para se esconder de inimigos. Jensen pode mover-se entre coberturas e esquinas enquanto permanece escondido. Subjugar inimigos no modo furtivo também possui opções letal e não letal, além de armas que podem matar ou atordoar oponentes. Jensen também pode mover os corpos de oponentes abatidos para esconderijos, impedindo que eles sejam vistos e que o alarme seja disparado. Os aprimoramentos são uma parte importante das habilidades do personagem, podendo ser melhorados através de Praxis Kits que são comprados de vendedores especiais encontrados nos ambientes ou desbloqueados automaticamente ao subir de nível: aprimoramentos de nível mais alto precisam de mais Praxis Kits para serem desbloqueados. As funções dos aprimoramentos podem ir desde melhorias para a visão de Jensen ou resistência contra danos, até aprimoramentos que permitem que ele pule de grandes alturas sem se machucar ou ganhe mais força. Alguns aprimoramentos dependem do nível de energia de Jensen, sendo desativados depois de uma quantidade de energia ser esgotada. Há também certos aprimoramentos que forçam o jogador a desligarem outros para que possam funcionar.

Armas letais e não-letais, que podem ser compradas ou tomadas de inimigos derrotados, podem ser modificadas com partes adquiridas de outras áreas. Novos componentes e elementos como dispositivos de desbloqueio chamados de multinistro podem ser comprados de vendedores ou ainda construídos do zero com recursos encontrados nas áreas de jogo. A criação de novos componentes necessita de plantas que podem ser descobertas pelo mapa. Jensen pode hackear diversos tipos de dispositivos, com o hack em si sendo dividido em dois modos. O primeiro o personagem hackeia dispositivos estáticos como computadores, o que inicia um minijogo separado em que os jogadores devem capturar pontos chamados de nódulos a fim de acessar o dispositivo. O segundo modo envolve hackear dispositivos como armadilhas laser ou robôs de segurança, iniciando outro minijogo onde zonas de um gráfico devem ser acionadas para que um dispositivo seja desabilitado. Jensen pode participar de conversas com personagens não jogáveis sobre missões principais ou paralelas, algumas das quais aprofundam a história do mundo. Ao conversar, é apresentado ao jogador diferentes opções de falas que afetam o resultado das conversas: escolher a opção certa pode ajudar a completar objetivos, enquanto a opção errada fecha essa rota e força o jogador a encontrar uma solução alternativa. Um aprimoramento “social” permite uma melhor leitura dos personagens não jogáveis através da análise de um perfil psicológico, melhorando as chances de escolher a opção de diálogo correta. A maioria das batalhas contra chefões pode ser evitada através das escolhas de diálogos corretas.

Um modo adicional de jogo chamado Breach está disponível aos jogadores. Eles assumem o papel de um hacker que se infiltra no mundo de ciberespaço do Banco Palisade a fim de recuperar dados de diversas empresas, tendo que escapar do nível dentro de um limite de tempo depois de todos os dados terem sido coletados e o monitoramento local de inimigos ativado. É similar a um jogo de arcade com um estilo gráfico surreal e poligonal, com o jogador controlando um avatar e navegando pelos ambientes, possuindo aprimoramentos únicos a esse modo que melhoram o avatar de várias maneiras. O monitoramento de inimigos modifica sua resposta dependendo de como o jogador aborda os níveis. Apesar de Mankind Divided não possuir um modo multijogador, Breach inclui tabelas de líderes mundiais que permitem que os jogadores comparem seus pontos com outros. Recompensas pela finalização de níveis incluem prêmios randômicos e itens que alteram elementos da jogabilidade em mapas individuais.

Considere jogar na maior dificuldade

“Give me Deus Ex” não é uma dificuldade tão difícil, principalmente quando você desbloqueia mais e mais augs enquanto joga. Se você quiser um momento relaxante, vá com a dificuldade do meio. Mas eu recomendo começar o jogo na maior dificuldade, principalmente se você já estiver familiarizado com esse tipo de jogo.

Para começar, leve o rifle tranquilizante

No início da primeira missão, você terá a opção de qual tipo de arma deseja. Escolha as opções de diálogo “não letal” e “à distância” e você receberá o rifle tranquilizador. Não é que seja muito melhor do que as outras opções, e selecioná-lo não o prende a nenhum estilo de jogo. Na maior parte do tempo, a arma tranquilizante é menos comum do que os outros tipos de arma do jogo, então é mais difícil conseguir outra no caminho.

Jogue furtivamente

Este jogo é projetado principalmente para recompensar o jogo furtivo, então eu recomendo abraçar isso e ir para uma construção furtiva no início.

Entre em todos os lugares que puder

Adam Jensen pode ser um especialista em contraterrorismo habilidoso, mas sua verdadeira força está no roubo de gatos. Nenhum lugar em Praga está a salvo de seus dedos pegajosos, e é assim que deve ser.

Se você vir uma porta trancada, é provável que você veja o que está do outro lado. E, a menos que alguém esteja observando você diretamente dentro de seu espaço, você pode roubar o que quiser com segurança, sem repercussões. Roube todo mundo cego. É o que Deus (também conhecido como os designers do jogo) pretendia.

Venda as armas uma de cada vez

Você pode obter um agosto que permite dividir as armas em peças, mas recomendo vendê-las. Armas são alguns dos itens mais valiosos em Mankind Divided, o que é bom, já que existem tantas delas por aí.

Se você pegar um tipo de arma duplicado, ele se transformará em munição, portanto, quanto mais rápido você vender suas armas, mais dinheiro poderá ganhar.

Isso é particularmente útil ao explorar Praga, já que há muitas armas espalhadas e muitos caras armados patrulhando bem perto dos vendedores. Se você nocauteia três caras e todos eles largam a mesma arma, pegam cada uma e vão vendê-la, depois pega a próxima, vende e assim por diante. Demora um pouco mais, mas sua conta bancária agradecerá.

Obs: Não compre armas ou munições.

Na verdade, você não precisa comprar nada neste jogo. Você encontrará todas as munições, explosivos e softwares de hackers de que possa precisar por aí. Não compre armas e não compre munição.

Compre kits Praxis do vendedor no complexo de apartamentos de Jensen

O cara do apartamento de Jensen em Praga é meio idiota, mas tem dois kits de práxis à venda. Eles são caros, mas também são praticamente a única coisa que vale a pena comprar em uma loja.

Venda as armas e economize seus centavos e, eventualmente, você pode ter dois kits de práxis que não teria antes.

O rifle de assalto pode funcionar como um rifle de atirador com silenciador.

O rifle de assalto pode ser equipado com um silenciador, um escopo 4x e pode disparar no modo semi-automático, o que o transforma em um pequeno rifle de precisão silenciado, caso você queira.

Tanto o rifle de precisão quanto o novo rifle de atirador não podem ser equipados com silenciador, o que significa que, se você for usá-los, terá que fazer barulho. Eles também ocupam muito espaço no inventário. Fique com um AR (desde que esteja jogando pelo menos um pouco letal) e você terá tudo que precisa.

Concentre-se primeiro nas missões secundárias

Isso provavelmente nem é preciso dizer, mas concentre-se em completar missões secundárias antes de fazer as missões principais que movem a história adiante. O jogo será muito claro sobre dizer quando você está prestes a sair e perder qualquer sidequests incompletos, mas mesmo assim, é melhor apenas se concentrar neles primeiro.

Procure todos os pontos de interesse

Do lado de fora do apartamento de Jensen, há um cara que vai te mostrar alguns pontos interessantes em troca de Neuropozyne. Quando você conseguir algum, troque-o com ele. (Lembre-se de que Jensen não precisa da droga, embora todos os outros augs precisem.) Você sempre pode encontrar tudo sozinho, mas é útil ter as dicas dele para orientá-lo.

Lembre-se de alguns atalhos de controle úteis

Se você visitar o campo de tiro na sede do TF29, aprenderá alguns atalhos de controle sobre os quais o jogo realmente não fala. Mantendo primeiro pressionado (ou em alguns casos apenas pressionando) o botão X, você pode alternar algumas coisas relacionadas às suas armas sem entrar em nenhum menu adicional. Aqui estão eles:

Segure X + RB = Alterar o tipo de granada.
Segure X + LB = Alterar o tipo de munição.
Pressione X + LT = arma de coldre. (Y funciona bem para isso também.)
Pressione X + RT = Alternar entre as duas armas usadas mais recentemente.

Depois de desbloquear o Icarus Landing, faça-o tão frequentemente quanto possível.

Abrande e leia os e-mails

Em suas explorações, você encontrará inúmeras caixas de entrada de computador e lerá inúmeros e-mails. É fácil dar uma olhada neles, mas algumas das histórias mais legais do jogo estão contidas em e-mails. Reserve um tempo para realmente lê-los e internalizar quem está escrevendo para quem; fará com que essas pequenas histórias tenham muito mais sentido, o que torna o mundo muito mais rico.

Tome seu tempo e explore

Esta pode ser a dica mais importante: Mankind Divided não é realmente um jogo tão longo, mas você pode aproveitar muito se apenas desacelerar e levar o seu tempo. Desde a primeira vez que você chega a Praga, aprecie as atrações e explore. Fale com os civis. Ouça as pessoas conversando na rua. Há muita coisa que você pode experimentar apenas no distrito de abertura da cidade. Na verdade, mantenha essa mentalidade mesmo durante as missões da história. Você pode estar em território hostil, mas ainda há muitas coisas interessantes para o jogador curioso encontrar.

Navegue usando o mapa

Infelizmente, é fácil se perder em Deus Ex: Mankind Divided. Você pode minimizar isso usando o minimapa em sua janela para ver o que está próximo, e você pode usar o mapa maior para ter uma ideia de onde você precisa ir. Seu marcador de objetivo (amarelo para a missão atual) é exibido no HUD (tela de alerta) e no mapa. Isso indica onde você precisa ir para sua missão ativa. Você pode alterar os objetivos na janela de objetivos se quiser fazer uma missão paralela primeiro.

Fique longe da visão das câmeras

As câmeras iluminam uma determinada área e giram. Se você for avistado por um deles, eles derrubarão uma tempestade de inimigos sobre você. Normalmente, as câmeras têm pontos cegos próximos às paredes. Você pode filmar com câmeras, mas uma vez, descobri que na verdade precisava de uma câmera que eu tinha filmado, então tive que voltar e reiniciar a seção.

Encontre ou crie biocélulas para obter energia para seus aumentos

Nunca perca a chance de obter uma ferramenta múltipla, que tem um uso único e permite que você entre em portas de segurança trancadas. Sempre armazene injetores HypoStim para restaurar sua saúde e não use esses consumíveis levianamente. Você precisará deles mais tarde no jogo. A munição está sempre em falta, e você gostaria de pegá-la quando podia dos guardas mortos. Certifique-se de encontrar peças de artesanato, tanto quanto possível.

Encontre códigos secretos

Você deve sempre tentar invadir um computador ou pegar uma secretária eletrônica e ler os e-mails. Frequentemente, você encontrará códigos para portas ou armários de segurança. E então investigue todas as portas de segurança que puder. Apenas tente não falhar e acionar um alarme em toda a área.

Aprenda o mini-jogo de hacking

Para hackear uma porta, você deve participar de um minijogo. Nele, você deve desbloquear vários pontos e, eventualmente, conectar-se ao objetivo final, antes de ser interceptado por traços vermelhos que representam medidas de segurança para o bloqueio de hackers. Se você não conseguir hackear uma porta, provavelmente irá disparar um alarme que trará inimigos contra você. Portanto, não tente atacar uma porta que está muito bem protegida.

Obtenha augs básicos primeiro

Você precisará de mais bateria para seus augs. Você precisará de um estoque maior. Você precisa atualizar sua habilidade de hacking. E eventualmente você precisará de mais saúde para sobreviver melhor aos ferimentos. As coisas chiques podem vir depois. Certifique-se de visitar os comerciantes para vender seu estoque excedente e reservar o máximo de espaço possível para as necessidades.

Atualize energia e saúde conforme você precisa

O Sentinel Rx Health System e o Sarif Series 8 Energy Converter têm, cada um, nove sub-atualizações disponíveis que melhoram a saúde e a energia de Jensen, respectivamente. Eles consistem em três níveis que aumentam o máximo, três que melhoram a taxa de recarga e três que diminuem o atraso antes do início da recarga. Como essas funções simplesmente melhoram as funções que Jensen já possui, você pode adicionar mais responsividade às fraquezas percebidas enquanto joga. Se você estiver se tornando furtivo, por exemplo, você deve pular completamente as atualizações de saúde, uma vez que você não deve sofrer nenhum dano; se você está levando um tiro, então as coisas geralmente já deram errado. Os upgrades de energia são mais amplamente úteis, especialmente se você estiver contando com habilidades que drenam muito, como camuflagem e o escudo de Titã.

Não venda sua neuropozyne

Parte do que torna Jensen o ciborgue mais durão é que seu corpo aparentemente não rejeita os acréscimos como a maioria das pessoas, o que significa que ele não tem necessidade pessoal da onipresente droga neuropozina. Isso não significa que outras pessoas não precisam dele, portanto, geralmente é melhor mantê-lo para troca em vez de vendê-lo, como o jogo aconselha. Vários personagens ao longo do jogo trocarão itens ou informações apenas por uma dose de neuropozina, que geralmente valem mais do que o valor em dinheiro de simplesmente vendê-los. Conforme o jogo avança, você começará a encontrar mais e mais disso, então não seja avarento quando seu estoque estiver alto, especialmente no início.

Vencendo o chefe

Um dos inimigos que você encontra é como um tanque humano. Não vamos contar quem é, pois revela uma boa parte da história. Mas você reconhecerá o chefe quando o vir. Ele é auxiliado por mechs ambulantes e drones voadores. Sua principal esperança é tentar atirar nele por trás e depois correr para um esconderijo.

Se você não fizer isso, o chefe irá derrubá-lo, às vezes até quando você estiver se escondendo atrás de uma cobertura fraca. Mas é bom lembrar que os chefes são lentos. Se você conseguir eliminar seus ajudantes rápidos, os drones, ele será lento. Mas tome cuidado com suas próprias habilidades de agosto, pois ele pode pular rapidamente para onde você está.

Se você usar sua invisibilidade, pode fugir para se esconder. Mas isso consome energia. Portanto, você também precisa se esconder em quartos com cobertura. E você tem que encontrar os esconderijos secretos no ambiente, como respiradouros. Na verdade, se você ficar nas aberturas, você pode escapar e tirar os drones e os mechs antes de ter que lidar com o chefe. E para o golpe final com o chefe, certifique-se de usar um Typhoon aug. Isso significa que você tem que salvar sua munição do Typhoon.

Você pode esperar totalmente usar cada peça de munição que você tem na luta contra o chefe. Portanto, escolha seus alvos e tipos de munição com sabedoria para dano máximo. Não use uma pistola contra um grande mech. Use munição perfurante de seu rifle de combate. E acerte seus alvos. Não borrife e ore. É uma boa ideia salvar o jogo antes de entrar na luta contra o chefe, para que você possa voltar e tentar novamente.

Referências:

Venture Beat, Kotaku, Digital Trends, wikipedia.

The Last of Us Part II

Jogo eletrônico de ação aventura e sobrevivência, The Last of Us Part II é desenvolvido pela Naughty Dog e publicado pela Sony Interactive Entertainment. É uma sequência de The Last of Us, de 2013, e foi lançado em 19 de junho de 2020 exclusivamente para PlayStation 4. Ambientado cinco anos após os eventos do primeiro jogo e vinte e cinco anos após o início de um fenômeno epidêmico causado por uma mutação do fungo Cordyceps, os jogadores assumem o papel de Ellie, com 19 anos de idade, que entra em conflito com cultos misteriosos em um Estados Unidos pós-apocalíptico. O jogo contém elementos de survival horror e é jogado numa perspectiva de terceira pessoa. Os jogadores podem usar armas de fogo, arcos, armas improvisadas, esquiva e furtividade para se defenderem de seres humanos hostis e criaturas infectadas.

The Last of Us Part II foi oficialmente revelado durante o evento PlayStation Experience em dezembro de 2016. O jogo é realizado por Neil Druckmann e escrito por Druckmann e Halley Gross e a música é novamente composta pelo argentino Gustavo Santaolalla. Troy Baker e Ashley Johnson voltam a ter os papéis de Joel e Ellie, respectivamente. Estava programado para ser lançado em maio de 2020, mas foi adiado para junho devido à problemas logísticos causados pela pandemia de COVID-19.

The Last of Us Part II foi aclamado pela crítica especializada segundo o agregador de resenhas Metacritic. Os elogios foram direcionados à jogabilidade aprimorada em relação ao seu antecessor e fidelidade visual, enquanto seu enredo e as apresentações de seus temas através da violência receberam opiniões divididas da crítica e do público.

Jogabilidade

The Last of Us Part II é um jogo eletrônico de ação – aventura e sobrevivência jogado numa perspectiva de terceira pessoa. Os jogadores podem usar armas de fogo, arcos, armas improvisadas, esquiva e furtividade para se defender de humanos hostis e criaturas infectadas por uma mutação do fungo Cordyceps. As mecânicas de jogabilidade de Part II foram aprimoradas em relação ao jogo anterior. No jogo, o jogador pode explorar um ambiente mais aberto, sendo capaz de alcançar pontos mais altos, pulando e escalando enquanto joga com uma Ellie mais ágil. Os jogadores também podem deitar no chão para se esconder dos inimigos. Durante o jogo, os jogadores terão personagens não jogáveis os ajudando. Além disso, grande parte do jogo é passado em Seattle, Washington.

O jogo trás de volta o “Modo de Escuta” permitindo que os jogadores localizem os inimigos através de um senso maior de audição e percepção espacial; os inimigos ficam indicados com contornos visíveis através de paredes e objetos. Além disso, os jogadores podem coletar suprimentos para melhorar suas habilidades em uma árvore de habilidades, com os três principais galhos da árvore sendo Sobrevivência, Fabricação e Furtividade. Sobrevivência melhora a saúde, alcance do Modo de Escuta, e aumenta a distância de jogar coisas nos inimigos. Fabricação permitem atualizações no combate corpo a corpo, aumentam a velocidade de fabricação de Ellie e a capacidade de fabricar bombas de fumaça e de choque. Furtividade melhora a movimentação enquanto deitado no chão, assassinatos furtivos mais rápidos, e a possibilidade de usar silenciadores nas pistolas. Part II também introduz cães de guarda que podem rastrear o cheiro do jogador.

Use o mapa quando o tiver

Em determinado momento do jogo você poderá usar um mapa para se orientar. Nele, Ellie marca os pontos de interesse e, apesar de The Last of Us Part II ser um jogo linear, ele oferece uma experiência de “semi-mundo aberto” ao possibilitar que você visite prédios, lojas e lugares opcionais. Por mais que não sejam necessários para a história, os locais podem oferecer momentos únicos e colecionáveis para completar suas estatísticas no jogo, então você não vai desperdiçar tempo investigando cada prédio.

Crie armadilhas explosivas e coquetéis

Nem sempre temos paciência para craftar logo antes de uma batalha contra infectados ou humanos, mas sem dúvidas as armadilhas e coquetéis são ferramentas muito úteis, especialmente contra o primeiro grupo. Por mais que já tenhamos aprendido a usá-los no primeiro game com Joel, saiba que aqui a IA melhorada incentiva que o jogador se preocupe mais com ataques alternativos, que podem te ajudar a criar estratégias enquanto lida com outras hordas e ainda economizam balas.

Melhore suas habilidades furtivas

Ellie tem árvores de habilidades que podem ser melhoradas conforme o jogador encontra manuais e guias pelo cenário e junta pílulas suficientes para desbloquear novos pontos. Há melhorias para combate corpo a corpo, precisão de movimentos e sobrevivência, fabricação de itens e, claro, as habilidades furtivas. Por mais que seu estilo de gameplay possa ser focado em uma abordagem mais agressiva, é fato que a furtividade pode salvar sua pele em grande parte do jogo. Melhorar as habilidades furtivas inclui ouvir melhor a presença de adversário por trás de paredes, fazer menos barulho ao se locomover e agachar, aumentar a velocidade dos durante ataques furtivos — diminuindo os riscos de ser descoberta –, entre outras melhorias significativas.Isso ajudará bastante em pontos cruciais do jogo — mas claro que fica a seu critério escolher a forma que melhor se adequa ao seu gameplay.

Busque recursos

Exploração sempre fez parte da essência de The Last of Us. Enquanto vasculha prédios, lojas e casas abandonadas, não poupe tempo em checar todos os cômodos em busca de recursos. Algumas salas podem estar vazias, mas dificilmente você sairá de mãos vazias de algum local. Munição é escassa, mas há muitos itens úteis pelo caminho: pílulas para melhorar as habilidades da personagem, ferramentas para aprimoramento de armas, itens para produção de kits médicos e armadilhas e muito mais. Olhe sempre os cofres e busque as senhas, mesmo os mais vazios vão encher os bolsos de Ellie. De quebra, você ainda encontrará pelos locais abandonados notas e cartas que contam mais da vida que havia ali antes do caos.

Aprimore as armas

Pelo cenário você encontrará mesas de ferramentas onde é possível melhorar aspectos importantes de suas armas, de forma mais detalhada do que no game anterior. Diminuir a cadência do tiro, aumentar a velocidade de recarga, melhorar a estabilidade ao segurar… todos esses pontos são importantes para fazer com que as valiosas munições sejam melhor aproveitadas.

Crie estratégias de ataque

Não há uma regra fixa para os ataques de sucesso, tudo depende da abordagem que você escolher. Mas, caso opte por avançar a sala em stealth, algumas dicas podem ajudar a poupar algumas vidas e curativos: Uma opção é eliminar os Estaladores antes dos demais inimigos, por serem praticamente mortais, assim você evita que algum passo em falso desperte a atenção deste infectado. Chamar a atenção dos Corredores e Perseguidores para armadilhas de bomba e molotovs poupa muito tempo e faz um estrago em massa, o que torna a eliminação dos restantes ainda mais rápida.

No caso de locais amplamente vigiados por humanos, opte por atacar os adversários mais afastados para não chamar atenção dos demais: comece pelas beiradas até chegar ao centro da ação. Cuidado com inimigos nos andares superiores, lajes e varandas, que podem te ver por janelas. Use o Modo Escuta para “escanear” todo o ambiente, ter ideia da posição de inimigos em pisos superiores ou inferiores, e eliminar os que estiver ao seu alcance sem notificar os demais. Se um inimigo achar um corpo morto, as buscas por você serão mais intensas. Use e abuse das coberturas, grama alta, caçambas e veículos para se esconder.

Cuidado com os Trôpegos, novo tipo de infectado

Por mais assustadores que possam ser os novos infectados, eles não tão difíceis de desvencilhar. É só ter um pouco de paciência — e algumas surpresinhas às mãos: armadilhas terrestres são excelentes para deter trôpegos. Coquetéis e bombas explosivas causam dano e o atordoam por um tempo útil para que você se recupere e ganhe distância. A propósito, distância é a palavra! Trôpegos soltam uma espécie de líquido corrosivo em suas vítimas: fique alerta aos sinais de ataque.

Cuidado com seu rastro

Alguns inimigos do grupo chamado WLF (Washington Liberation Front) andam acompanhados de cães loucos para farejar seu cheiro por trás das coberturas e paredes. Você os ouvirá conversando com os animais, questionando se eles ouviram ou sentiram algo. Neste momento é provável que seu rastro esteja prestes a revelar seu esconderijo. Tenha sempre em mãos um tijolo ou garrafa para distrair a atenção do animal. Ao mudá-lo de direção, você ganha tempo para se esconder novamente; use o Modo Escuta para saber quando seu cheiro está despertando a atenção dos bichos. Fique sempre em movimento e tenha distância dos cachorros — ou os enfrente, se preferir, mas esteja ciente de que são rápidos, podem dar ataques mortais e principalmente chamam a atenção de todos os humanos do local, que imediatamente apontam a mira para você.

Explore até gastar as botas de Ellie

Se tem um jogo que te motiva a explorar, esse é The Last of Us: Parte 2. Do começo ao fim, é importante que você vasculhe cada cantinho dos locais, principalmente vidros de máquinas de lanche. Se você for um jogar paciente e persistente, irá encontrar muitos itens (para construir equipamentos); munições (que estão mais escassas e com espaço menor de carregamento); e outros artefatos importantíssimos. Coldres, Armas novas, Manuais de Evolução e Colecionáveis só podem ser encontrados se você seguir a cartilha de um bom escoteiro. Isso, certamente, fará você entrar muito mais preparado nos combates e traçar estratégias mais assertivas ao enfrentar situações de risco.

Cima + Baixo + Frente – Não, não é cheat code

Essa dica é uma extensão da primeira. Em TLOU2 você tem uma liberdade imensa para explorar. Entretanto, há uma dica importante para se ter em mente. A liberdade que você tem, te permite olhar para baixo, para frente e para cima. Calma, não se assuste – Explicarei!

Baixo: Ellie agora pode deitar e rastejar no chão. Portanto, há lugares secretos que só pode ser adentrador, se você deitar.

Frente: Verifique vidros de Lojas e fendas. Isso pode fazer você encontrar lugares escondidos cheios de itens bons.

Cima: Além de Ellie poder subir em móveis, caminhões e muros, também pode utilizar a Corda. Assim, há lugares que só pode ser acessados se você subir no cenário.

Bônus: Há momentos em que Ellie nada, assim como Joel. Portanto, sempre que estiver nadando, busque buracos escondidos, ou locais escuros. Ali você pode encontrar coisas muito valiosas.

Quem não é visto, não é lembrado

Se tem uma coisa que a gente aprende com Joel é: Furtividade é vida. Em The Last of Us Part II, acreditem, MAIS AINDA. O número de inimigos está muito maior. O nível de percepção deles está muito mais aguçado, portanto, uma estratégia furtiva é a melhor pedida.

Pensando nisso, temos algumas maneiras de encarar os inimigos. O fato de podermos deitar, não ajuda só na exploração, mas certamente é um elemento crucial para se esconder em gramas altas. Temos de novo a abordagem que captura o inimigo desavisado por trás. Também possuímos, novamente, o silencioso e mortal Arco e Flecha. Porém, agora temos a possibilidade de construir silenciadores para sua pistola. Assim, não há desculpa para você não enfrentar inimigos como se fosse um fantasma.

Isso trará vários benefícios, como economizar munição, itens e principalmente, não alertar inimigos faz uma diferença gigante na hora de um combate.

Cuidado: cão bravo

Não é maldade, mas sim pura sobrevivência. A adição dos cachorros são uma elemento que deixa o combate mais picante. Isso porque sua estratégia de furtividade pode ir por água abaixo, umas vez que os doguinhos não percebem só movimento e barulho, mas também o cheiro. Portanto, uma dica importantíssima quando eles aparecerem, elimine-os primeiro.

Eles são inimigos muito perigosos, velozes, que conferem um alto dano e ainda despertam a atenção de todos. Eliminá-los com arco e flecha ou com o silenciador é uma ideia valiosa.

Entre tijolos e garrafas, quebraram-se todos

Assim como no primeiro, tijolos e garrafas são elementos importantíssimos para montar sua estratégia. Seguindo o mesmo padrão, você pode utilizar para despistar infectados e humanos, mas também pode usá-los para atacar o inimigo e assim atordoá-lo, podendo finalizar ou agarrar. A dica é, há locais que existe uma abundância desse tipo de item. Utilize-os sem dó, principalmente quando há cachorros, será de extrema valia. Quando necessário, você pode utilizar esses itens para bater nos inimigos como uma arma de mão.

Já falando em armas de mão, aqui vai uma dica extra. Fique muito de olho da vida útil da sua arma. Veja qual o inimigos está utilizando e a vida útil dela. Existe umas melhores do que as outras, óbvio. Para mim, a mais equilibrada é a machadinha, com alto poder de dano, com vida útil boa e bem veloz.

A esquiva é sua maior aliada

Uma das principais mecânicas que mudaram o estilo de jogar em The Last of Us: Parte 2 é a esquiva. No jogo anterior, Joel era mais forte, mais parrudo, porém mais lento. Nesse agora, Ellie é ágil e veloz, fazendo muito sentido ter a esquiva como aliada.

Dessa maneira, infectados e humanos tentarão te arrebentar a todo custo. Dominar essa arte é essencial para combates frenéticos – principalmente contra os corredores. Mas cuidado, quando você parte para cima de um inimigo que tenha arma de fogo na mão, desista, não é uma boa ideia, pois aqui é The Last of Us, não Matrix.

Cofres não tem dinheiro e essa é a maior riqueza

Assim como no primeiro jogo, cofres são elementos super importantes para esse jogo. Entretanto, diferente do primeiro game, não é apenas só encontrar o código que o cofre será aberto. Dessa vez, está bem mais difícil encontrar as senhas, pois os itens dentro dos cofres são bem valiosos.

Pois bem, a dica é a seguinte. Sempre que você encontrar um cofre, a combinação não estará muito longe. TLOU2 não tem backtracking, ou seja, se você passar daquela área, dificilmente poderá voltar.

Outro ponto importante: nem sempre há um código em uma carta, entregue de bandeja. Portanto você deverá, em alguns casos, procurar as respostas em paredes e, ás vezes, até fazendo cálculos.

O que não mata, evolui

Não é segredo para ninguém que há 5 tipos de evoluções que você vai conquistando ao longo do jogo. Cada uma delas traz focos diferentes. Uma é determinante para a sobrevivência, outra melhora itens, outra te deixa mais poderoso para o combate e assim por diante. Portanto, uma das coisas que eu fazia e que me deixou bem equilibrado e preparado para o combate é não utilizar todos os remédios que eu tinha de uma vez. Isso porque as evoluções vão sendo desbloqueadas ao longo do game, por essa razão é sempre importante você ter pílulas de evolução para quando abrir uma nota coluna, você escolher melhor o que irá evoluir.

Outra dica importante. Fique atento às suas necessidades no jogo. Seja no combate, seja nos itens. Dessa maneira, saberá bem que parte deverá evoluir para que seja útil e melhor seu desempenho.

Por fim, lembre-se que não é só o personagem que evolui; as armas também. Então, nesse game a escassez de ferramentas para melhorar seu armamento é muito grande. A dica é, analise qual é a arma que você mais utiliza. Veja o ponto mais importante para ela. Normalmente é importante evoluir o arco e flecha, capacidade de munição, velocidade de recarga e, se sobrar uma graninha, miras telescópicas sempre vão bem.

Analise os locais

Uma dica que parece óbvia, mas ela pode fazer toda a diferença. Quando você tem uma etapa de enfrentamento é de suma importância que consiga identificar locais para se esconder ou para possíveis escapadas. Isso te dará inúmeras opções de abordagens contra inimigos de todos os tipos. Vale destacar que agora Ellie pode pular cercas, subir em telhados, entrar embaixo de caminhões e se camuflar nas gramas altas. Análise com cautela esses aspectos do cenário, mas não se esqueça de sempre utilizar o R1, modo escuta. Em The Last of Us: Parte 2 está muito mais difícil de perceber o oponente, mas ainda dá pra – pelo menos – ter uma ideia de onde ele está.

Quem não arrisca, petisca sim

Ellie tem mais itens para serem construídos. Portanto, o uso das matérias primas – Álcool, trapo, Lâmina, Explosivos, garrafas, etc, competem muito mais para ver quem será utilizado. Álcool, por exemplo, é usado para fazer Kit médico e bomba. Portanto, saiba qual deles poderá ser mais necessário (optei sempre pelo kit médico).

Outro ponto importante. Com exceção do kit médico, todos os outros itens podem ser opcionalmente reservados para quando a necessidade bater. Então se você perceber que há falta de lâminas nesse trecho que está passando, evite ao máximo usar itens que precisem delas para serem craftados. Assim sendo, você terá passagens um pouco mais seguras tendo sempre reservas importantes de equipamentos poderosos.

Dicas de combate para iniciantes

Matar inimigos furtivamente pelas costas é sempre o método mais seguro, mas se o inimigos estiver perto o suficiente, você pode surpreendê-lo também pelo lado ou até mesmo de frente, desde que esteja em uma cobertura para fechar rapidamente a lacuna que existe até o momento em que ele te vê.

Atirar enquanto agachado aumentará bastante a sua precisão. Atirar deitado aumenta essa precisão ainda mais!

Use garrafas e tijolos com frequência. Jogue-os em seu oponente para um choque temporário e finalize-os com um ataque corpo a corpo, ou use-os para atrair infectados a um local e surpreenda-os com uma bomba ou um coquetel molotov.

Ao matar furtivamente NPCs humanos, certifique-se de sair da área antes que seus camaradas apareçam. Eles vão alarmar os outros e acabar com a sua cobertura. Para evitar isso, mate furtivamente apenas aqueles que estiverem distantes do grupo.

Muitas vezes, você terá um companheiro ao seu lado. Portanto, não tenha medo de deixá-los fazer o trabalho sujo. Se for pego de surpresa e precisar colocar uma pequena distância entre você e seu inimigo, seu parceiro ocasionalmente fará um assassinato furtivo ou até matará o inimigo enquanto ele estiver focado em você.

Ficar embaixo de um carro não é uma invisibilidade garantida – os inimigos procurarão você em cada canto.

Existem muitos itens colecionáveis em todo o mundo, mas fique atento para os coldres para tornar a troca de armas mais eficiente.

Fugir é uma boa opção. As áreas de combate são grandes o suficiente para que Ellie possa fugir de uma luta, permitindo que você recupere o fôlego e, muitas vezes, reative seu status de furtividade. Observe que, mesmo se você estiver se escondendo, seus inimigos estarão em alerta máximo se souberem que você está por ali em algum lugar.

Se houver inimigos humanos e infectados em uma mesma área, uma boa opção é colocá-los para atacarem uns aos outros. É um movimento eficaz e que economiza munição.

Tenha cuidado ao criar itens! Assim como no original, The Last of Us Part II não congela o tempo enquanto você acessa o inventário e usa o menu de criação, portanto, verifique se você está em um local seguro antes de fazer isso.

Dicas de combate para veteranos

Experimente várias estratégias. Usar um coquetel molotov pode matar um inimigo e atrair estaladores para as chamas é uma delas. Montar minas explosivas em pontos de entrada e depois atrair inimigos fará um trabalho rápido para quem se aproximar.

Se você usar silenciadores na pistola, preste atenção à contagem de tiros silenciados que aparece embaixo do ícone da arma. Você não vai querer ser pego por causa do barulho de um tiro acidental.

Quando você leva um tiro e é derrubado, pode atirar a partir desse local propenso, retaliando rapidamente ao invés de perder tempo se levantando.

Ao lutar contra inimigos humanos, você geralmente tem muitos objetos para se esconder atrás e prédios com vários andares. Se estiver morrendo muito, tente abordar o cenário de um novo ângulo ou direção.

Referências:

O Vicio, Combo Infinito, Br Ing, wikipedia.

E aí, o que acha deste game, comente logo abaixo sobre The Last of Us Part II!

Hitman 6

Hitman 6 é um jogo eletrônico de stealth. O sexto jogo da série Hitman, foi produzido pela IO Interactive e publicado pela Square Enix para PlayStation 4, Xbox One, e PC (Linux e Microsoft Windows) em formato episódico. A versão completa para consoles com todos os episódios foi lançada em 31 de janeiro de 2017 com o nome Hitman: The Complete First Season. O prólogo do jogo serve como antecedente para a série, no entanto a história principal acontece sete anos depois dos eventos de Hitman: Absolution.

Jogabilidade

Hitman é um jogo de ação-aventura com elementos furtivos (stealth), e tal como os anteriores da série, é jogado numa perspectiva de terceira pessoa. Os jogadores controlam o Agent 47, um assassino treinado, à medida que este percorre o mundo para matar os seus alvos. Hitman encoraja a criatividade, visto que é dado aos jogadores várias maneiras de completar os objetivos. Por exemplo, podem ser utilizadas armas de longo alcance, como os rifles de precisão (sniper), usar explosivos diretamente nos alvos ou o uso de armas de corpo-a-corpo, como machados, facas e katanas. Também se podem criar distrações, disfarçando o assassino, fazendo crer que a morte foi acidental. Uma vez imobilizados os inimigos, os jogadores podem se disfarçar, usando a sua roupa, podendo assim aceder mais facilmente a áreas restritas. Dependendo do seu desempenho em cada missão, são dados bônus aos jogadores, como novas ferramentas. Algumas missões têm limite de tempo e apenas aparecem uma vez; se os jogadores não as conseguirem completar dentro do tempo limite, já não têm uma segunda oportunidade. As ações dos personagens não-jogáveis (NPC) têm impacto no jogo. Por exemplo, os jogadores podem obter mais informações sobre o alvo se ouvirem os noticiários locais.

Os níveis têm uma estrutura similar a Hitman: Blood Money, em oposição ao desenho linear de Hitman: Absolution. Todos os níveis são um pequeno “mundo aberto”, que pode ser explorado pelos jogadores. Também são maiores, visto que cada mapa é “seis a sete vezes maior que os maiores níveis de Absolution”. Cada um dos níveis tem mais de 300 NPC’s, cada um com a sua própria rotina e reagindo de maneira diferente às ações do jogador. Por exemplo, se um dos NPC vir uma mina deixada pelo Agente 47, pode desarmá-la e levá-la para uma área segura. Ou se o jogador deixa uma arma no chão, se um civil a vir, pode fugir e avisar um guarda, este por sua vez apanha a arma e leva-a para outro lugar. Uma jogabilidade que não está predestinada e a que a IO Interactive chamou de “emergente”. O sistema de pontos de controle (checkpoint) de Absolution também foi eliminado; os jogadores podem salvar o seu jogo em qualquer altura durante as missões.

O modo Contracts regressa em Hitman. Os jogadores podem criar cenários e alvos para assassinar, que podem posteriormente serem partilhados com outros jogadores. O modo Instinct, introduzido em Absolution, também está incluido, mas mais simplificado.

Uma mecânica nova, e que manteve o jogo ativo por bastante tempo foi o modo Alvo Elusivo. Nele, um alvo novo é posto em algum mapa por tempo limitado. O alvo também fica fora do minimapa do jogo e não aparece no modo Instinto, ficando por conta do jogador localizar o alvo e encontrar a melhor forma de eliminá-lo. Geralmente essas novas missões dão itens exclusivos e/ou raros aos que conseguem completá-la, estimulando os jogadores a se manterem ativos por bastante tempo no jogo para receber os itens.

Suspender ao redor

Bordas estreitas e janelas para o exterior podem ser escaladas e usadas para atravessar áreas íngremes. Agente 47 tem as mãos muito fortes. Você pode usar bueiros e bordas para passar através dos guardas… As pessoas muito raramente olham para cima.

Mas tenha cuidado ao entrar em janelas: se você estiver manchado, um alarme será gerado.

Becos Escuros

As pessoas ao seu redor estão constantemente transformando suas cabeças. Seus campos de visão são bastantes amplos e eles estão bem conscientes da maioria das coisas que acontecem à luz em quase qualquer distância na frente de seus rostos.

Se alguém está olhando para você e se perguntando sobre o seu comportamento, uma seta suspeita branca aparecerá perto do Agente 47. O jogo explica isso para você, mas nem sempre faz você na pista para os melhores maneiras de escapar de uma situação em que você está sob suspeita. Se você vê esta seta, responda em conformidade. Se você estiver em uma área restrita e sem disfarces, vá para uma área pública. Se alguém começa a segui-lo, você tem uma escolha a fazer: se apresentar, executar ou correr.

Alguns guardas não tentam uma parada completa e simplesmente exigem que você os siga. Geralmente basta segui-lo até a saída e te deixarão em paz.

Por outro lado, às vezes você está com pressa. Se isso acontecer, você pode fazer uma corrida para ele. Isso muitas vezes compromete o seu disfarce, e você vai precisar mudar de roupas.

Por outro lado, você pode querer tentar caminhar rapidamente para uma área fora do caminho, atraindo-os para seguir e, em seguida, eliminar, escondendo o corpo fora da vista. Você só vai ter um curto espaço de tempo para fazer esse tipo de jogada.

Também esteja ciente de que as pessoas podem ouvir bastante bem, às vezes até mesmo através de portas fechadas e paredes. Seja cauteloso com o barulho que você faz.

Armas

Armas do ambiente são maravilhosas. O tutorial ensina-lhe que as armas improvisadas, como pés de cabra e chaves tem mais usos do que apenas esmagar crânios. Não se esqueça que pés de cabra podem abrir portas trancadas e as chaves podem ajustar (e quebrar) algumas máquinas. Mas também podem usar alarmes de incêndio e alarmes de vidro quebrado para induzir pânico, fazer confusão e criar distrações.

Você também vai encontrar itens úteis espalhados por todo o mapa, como a chave mestra no porão de Paris. Pegue no início da infiltração.

Moedas

As moedas são uma maneira fantástica de atrair os inimigos longe de seus postos e nas sombras. Elas são quase essencial para a passagem de determinados postos de guarda. O tutorial menciona moedas, mas tirar o máximo proveito delas exige precisão cuidadosa.

O som de uma moeda caindo é muito barulho em uma área tranquila. Estando escondido em uma sombra e jogando uma moeda para a escuridão nas proximidades, você pode atrair uma pessoa curiosa fora de sua área de patrulha e obter uma imagem clara em suas costas.

Para organizar isso, agache em uma sombra protegida por uma parede ou um pedaço de cobertura de frente para outra área escura que oferece nenhum obstáculo entre o guarda e onde você vai colocar a moeda. Jogue e depois espere a pessoa a andar completamente por você, em seguida, rapidamente se levante e ataque, assim que eles abaixarem para pegar a moeda.

Usando seus instintos

Seus instintos lhe permitem ver através das paredes, pisos e tetos, alvos de identificação, pessoal passivo ameaças de alerta. Segurar R1 permite que você pare e de uma olhada cuidadosa. Hitman mostra isso no tutorial, mas a utilidade generalizada dessa capacidade não pode ser exagerada.

É um poder extremamente útil que deve sempre ser ativado antes de abrir qualquer porta fechada. Se você furtivamente passar em uma área segura, muitas vezes você vai encontrar portas fechadas com os guardas esperando além, voltado para fora. Abrir uma porta irá alertá-los para a sua presença. Também é muito útil quando você tiver sido detectado, o que lhe permite ver se os caçadores estão se aproximando.

Isto é extremamente benéfico, pois sem seus instintos é quase impossível saber se você deve abrir a porta ou se você está bem e verdadeiramente preso o suficiente para considerar uma corrida de desespero.

Planejar sua fuga

Acertar o alvo é apenas metade do problema. Você também precisa saber como fugir. No momento em que o inimigo vai para baixo, os guardas nas proximidades são propensos a reagir, tentando colocar buracos através de seu corpo.

Há várias saídas do barco e do palácio, e é útil para explorar a sua rota de fuga de antemão.

Não tenha medo de quebrar o contato e correr. Enquanto o Agente 47 é um combatente capaz, mesmo um punhado de pessoal de segurança pode arma-lo em campo aberto. Há muita cobertura para se esconder. Se a sua abordagem falhar, recue e replaneje.

Mantenha a compostura

Durante as missões, é possível roubar as roupas de vários inimigos, mas é bom lembrar onde a primeira troca foi efetuada e onde você deixou o terno com que iniciou a fase. Largar a roupa jogada por aí resulta em uma bela multa da sua agência.

Mãos limpas

Com exceção da penúltima missão, na qual escolher uma arma de fogo é essencial, recomendamos que você inicie as demais apenas com o básico. Acredite: o careca consegue causar um belo estrago só com seringas de sedativos e venenos. Sem falar no implacável fio de náilon capaz de estrangular todo mundo.

Não deixe pistas

Não deixe nenhum corpo em locais visíveis, procure jogá-los em lugares afastados ou escondê-los em caçambas de lixo e baús. As armas também podem implicar em multas no final da missão; jogue-as em lugares onde ninguém vai passar.

A pressa é inimiga da perfeição

Disfarces de nada adiantam se você der bandeira. Lembre-se de que uma pessoa correndo sempre levanta suspeitas. Quando cometer um assassinato de maneira discreta, passe pelos guardas devagar, como se nada tivesse acontecido.

Calma

Se chegar a algum local e seu alvo tiver acabado de sair, tenha paciência e espere um pouco. Todos os personagens do jogo se movimentam em ciclos predefinidos e sempre retornam para cumprir suas rotinas.

Contratos

Os contratos podem ser acessados do menu e não precisam que o jogador entre em alguma fase da história antes. Vá na opção correspondente navegando pelos botões superiores (R1 e L1 no PS4, por exemplo).

Dentro desta opção, escolha entre criar um contrato ou verificar os que foram criados e enviados por outros jogadores, em campos como “Contratos em destaque” e “Últimos contratos”. 

Uma lista completa com os contratos disponíveis em Hitman aparecerá, já com o nome que o jogador definiu e alguns detalhes iniciais da missão. Escolha o seu e aguarde o carregamento prévio.

Briefing

Com o contrato selecionado, confira o briefing, ou seja, a explicação da missão que deve ser feita naquela fase. Verifique os alvos e os objetivos opcionais, além de condições especiais que podem somar mais pontos à performance.

Planejamento

No planejamento, verifique os equipamentos iniciais disponíveis ao Agente 47 no início daquela missão. Também há outras informações, como a entrada principal do local e os itens de contrabando levados para a fase.

Criar contratos

O jogo também te permite criar contratos. No menu de Contratos, basta selecionar esta opção e seguir o guia que o game fornece para escolher os objetivos, lidar com os desafios e definir quais serão os alvos. Após concluído, o contrato será enviado para a rede e qualquer outro jogador poderá aproveitar.

“Ser uma garça dentre as garças”

Em Hitman, tudo pode ser usado a seu favor no cenário. Você pode, inclusive, eliminar pessoas de interesse e roubar e usar as roupas delas para se aproximar do alvo da missão – cuidado para não assassinar pessoas inocentes! 

Quando estiver devidamente trajado, não se esqueça de esconder os corpos e, depois agir dentro dos conformes, “se misturando no ambiente” e atuando conforme o personagem de quem roubou os trajes. 

Isso pode evitar que algum segurança levante suspeitas do Agente 47. Caso isso aconteça, obviamente é possível contornar a situação. Você pode sair do recinto quando o segurança exigir ou ainda o atrair para um beco escuro e eliminá-lo de uma vez. 

Ainda assim, você pode ganhar tempo e terminar a missão com uma maior pontuação se apenas agir conforme uma garça dentre as garças e fingir ser, de fato, o dono das roupas roubadas. Isso evitará suspeitas e, de tabela, você não precisará de outro disfarce.

“As pessoas raramente olham para cima”

Hitman é um jogo de stealth, logo, é preciso evitar chamar atenção. Se agachar, andar com cautela, se esgueirar, dentre outros; são ações cruciais para sobreviver.

É também possível se esgueirar em diversos locais altos, sejam estes bueiros ou… Bordas de prédios. Tire vantagem se pendurando em superfícies do gênero, sempre que possível.

Os seguranças e transeuntes raramente olham para cima – assim como as pessoas na vida real. Só tome cuidado ao entrar em algumas janelas específicas para não ativar o alarme.

“Vale tudo no amor e na guerra”

As armas improvisadas estão entre os melhores recursos que Hitman pode oferecer. Isso porque você pode usar praticamente tudo que está no ambiente a seu favor, como já dito anteriormente.

Então, além de usar armas de fogo e seus próprios punhos, pode-se ainda usar objetos para atrair a atenção de pessoas de interesse (moedas são uma boa pedida neste caso) e/ou, claro, usar itens espalhados pelo cenário de diversas outras maneiras, inclusive, como armas.

Pés de cabra, por exemplo, podem ser usadas para atacar inimigos, claro, mas também podem abrir portas trancadas, além de quebrar janelas para ativar alarmes e assim, criar uma distração.

“Conheça a si mesmo e conheça seu adversário”

Preste atenção nas instruções das missões para saber mais sobre os alvos do Agente 47. Entenda quem são as pessoas de interesse no cenário para roubar as vestimentas delas e conseguir uma aproximação efetiva; ou ainda bisbilhote conversas para extrair mais informações.

Lembre-se ainda que, dependendo do local da missão, algumas figuras podem reconhecê-lo quando estiver disfarçado; então talvez seja mais difícil se passar por um policial, por exemplo, uma vez que os oficiais geralmente já conhecem uns aos outros.

Dependendo de quem for o alvo, há também a possibilidade de conversar com ele e descobrir mais sobre a figura. Use e abuse do carisma do Agente 47 para enganá-lo. Assim, será mais fácil atraí-lo para um local seguro e executá-lo.

Além de conhecer o alvo e as pessoas que o protegem (e como as driblar); também estude o mapa e planeje sua fuga. Os cenários são enormes e oferecem variadas saídas. É crucial saber como e por onde você pode sair de cena quando finalizar sua missão. 

“Nunca desista, confie em seus instintos”

O Instinto do Agente 47 retorna diretamente de Hitman: Absolution. Essa ferramenta lhe permitirá ver brevemente através das paredes.

Isso lhe ajudará a ver o tamanho do recinto logo adiante, qual a espécie do piso, pessoas de interesse, transeuntes passivos e outros tipos de ameaça como alarmes, por exemplo.

A ferramenta também é uma ótima pedida para quando você precisar fugir, pois o Instinto vai ajudar a ver os inimigos se aproximando. 

Referências:

The Enemy, Game Detonado, Uol, techtudo, wikipedia.

Dishonored 2

Dishonored 2 é um jogo eletrônico de ação-aventura furtiva desenvolvido pela Arkane Studios e publicado pela Bethesda Softworks. É uma sequência de Dishonored de 2012 e foi lançado mundialmente em 11 de novembro de 2016 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. A história se passa na cidade costeira de Karnaca quinze anos depois dos eventos do jogo original, seguindo a imperatriz Emily Kaldwin ou seu pai Corvo Attano enquanto tentam reconquistar o trono usurpado pela bruxa Delilah Copperspoon. Tanto Emily quanto Corvo empregam suas próprias habilidades sobrenaturais únicas para poder completar missões e eliminar alvos por meio de furtividade ou violência, navegando através de ambientes abertos.

Ideias para Dishonored 2 foram concebidas durante o desenvolvimento dos conteúdos para download do jogo original, o que levou a decisão de dar voz ao personagem de Corvo depois de ele ter permanecido um personagem silencioso durante toda a história. O avanço na linha temporal ocorreu assim que foi proposto que Emily, que era apenas uma criança em Dishonored, se tornasse uma personagem jogável. O visual do título foi inspirado em obras de arte como pinturas e esculturas. A cidade de Karnaca foi inspirada em países mediterrâneos como Grécia, Itália e Espanha, com os desenvolvedores se influenciando pela arquitetura, moda e tecnologias de 1851. A Arkane também desenvolveu um motor de jogo totalmente novo para uso em Dishonored 2.

O jogo foi muito bem recebido pela crítica ao ser lançado. Elogios foram feitos para as melhorias realizadas em relação ao título original, como a furtividade mais desafiadora, a adaptabilidade dos poderes de Corvo e Emily, a direção de arte, o projeto criativo das missões individuais, a concepção do mundo de jogo, boa inteligência artificial e valor em se jogar de novo. Os principais pontos negativos foram direcionadas para uma narrativa decepcionante, além de alguns erros técnicos e problemas com a versão para Microsoft Windows. Dishonored 2 foi indicado a vários prêmios e teve números de vendas razoáveis. Mídias adicionais foram criadas com o objetivo de aprofundar o mundo da série, incluindo duas histórias em quadrinhos e três romances.

Jogabilidade

Dishonored 2 é um jogo eletrônico de ação-aventura furtiva jogado a partir de uma perspectiva em primeira pessoa. Logo depois do prólogo e tutorial, o jogador pode decidir jogar como a imperatriz Emily Kaldwin ou como seu pai Corvo Attano, o protagonista do jogo original. O objetivo do jogo é eliminar alvos em diferentes fases, com objetivos paralelos desbloqueando métodos alternativos de assassinato, abordagens não-letais e caminhos diferentes para se alcançar os objetivos. O jogador tem a sua disposição diversos itens como espada, pistola, besta, granadas e minas, todas as quais podendo ser aprimoradas. Melhoramentos para os equipamentos podem ser comprados em lojas do mercado encontradas nas fases, com plantas espalhadas pelos níveis podendo desbloquear novos melhoramentos em potencial. Moedas são necessárias para se comprar esses aprimoramentos, que também podem ser adquiridas explorando as fases ou conquistadas a partir de outros colecionáveis, como através de pinturas roubadas. O jogador pode escolher sempre uma abordagem violenta, pacífica, furtiva ou chamativa, sendo possível completar o jogo sem matar ninguém.

A detecção dos inimigos funciona a partir de linha de visão, com o jogador podendo usar coberturas ou áreas elevadas fora dos cones de visão dos inimigos para permanecerem furtivos. A escuridão pode ajudar o jogador a permanecer escondido, porém só funciona a certa distância. Medidores de alerta de inimigos e trechos musicais informam o jogador se foi avistado. Barulhos podem fazer oponentes investigarem certas áreas, incluindo barulhos feitos por garrafas quebradas ou pela espada do protagonista batendo em uma parede; isto também pode ser utilizado para deliberadamente atrair guardas para armadilhas ou para quebrar sua rota de patrulha. O jogador pode olhar através de buracos de fechaduras a fim de observarem um aposento antes de entrarem, podendo também se inclinar a partir de coberturas com o objetivo de observarem os arredores. O jogador em Dishonored 2 pode ser detectado caso fique inclinado de uma cobertura por muito tempo, algo que não estava presente no Dishonored original. Os corpos de inimigos subjugados podem ser carregados e escondidos. Alarmes podem ser desativados ou alterados para que sejam usados a favor do jogador.

O título possui vários golpes não-letais que tem o objetivo de tirar o equilíbrio de inimigos ou deixá-los inconscientes, como gravatas, bloqueios, empurrões, chutes, deslizamentos, dardos soníferos, minas de tonteio e habilidades sobrenaturais. Também presente é o sistema de caos do jogo anterior. O jogador adquire caos ao matar oponentes, representando o protagonista desestabilizando o mundo. Um novo elemento adicionado em Dishonored 2 faz o jogo, no começo de cada missão, designar proceduralmente personagens não-jogáveis com três estados: simpático, culpado e assassino. Matar um personagem “simpático” cria mais caos do que matar um dos outros, enquanto matar um “assassino” concede menos caos. A quantidade de caos gerada afeta os diálogos de Emily ou Corvo, além da quantidade de inimigos presente em cada fase. Insetos chamados de moscas de sangue fazem ninhos em corpos, assim há mais moscas de sangue caso o jogador mate mais pessoas, também encorajando o jogador a esconder corpos longe delas durante as missões. Cada fase tem um tema único, seja em ficção ou em mecânica de jogo. Por exemplo, em uma missão o jogador é confrontado com duas facções cada uma com seus próprios alvos de assassinato, enquanto em outra o jogador viaja no tempo por meio de um artefato mágico.

Usando suas habilidades e amuletos

O grande atrativo do game é o uso das habilidades de Corvo e Emily. Enquanto o herói mantém boa parte do que foi apresentado no primeiro game, a princesa traz um leque inédito de habilidades para encarar os desafios.

Caso queira ser mais furtivo e causar poucas mortes, dedique suas runas a habilidades menos ofensivas, ou com efeitos de distração para seus inimigos.

Emily, em especial, tem diversos poderes neste estilo, incluindo Encanto, que a torna invisível para pessoas afetadas, e Aspecto Sombrio, que a torna em uma criatura capaz de passar despercebida mais facilmente.

Corvo também tem algumas habilidades especiais neste sentido, incluindo Possessão e Distorção Temporal.

Elas podem substituir os ataques corpo a corpo e ajudar em tarefas da campanha. Todas podem ser evoluídas com Runas – itens que ficam espalhados no cenário e que servem como pontos de habilidades. Para isso, basta acessar o menu principal e escolher a melhor forma de usar as runas acumuladas.

Outro ponto fundamental é utilizar o “Amuleto de Ossos” para conceder vantagens no jogo, com mais chances de encontrar itens, melhorias no combate etc. Assim como as runas, eles ficam espalhados pelo cenário, necessitando usar o “Coração” para encontrá-los.

Agindo sorrateiramente

Dishonored 2 não é um game que exige que o jogador seja sorrateiro o tempo inteiro. Porém, boa parte de suas habilidades e perícias proporcionam esse tipo de ação. Dessa forma, é preciso aprender alguns comandos para agir de forma bem discreta.

Com o botão de agachar, você consegue se esconder atrás de plataformas, muros e andar silenciosamente. Esse tipo de movimento é necessário para não chamar a atenção de seus inimigos. Também há diversas habilidades que ajudam, como a “Visão Predatória”, que permite observar seus inimigos através das paredes.

Escalando prédios, plataformas e outras construções

Diferentemente dos jogos convencionais em primeira pessoa, Dishonored 2 permite que o jogador tenha uma liberdade maior para explorar o cenário. Para isso, é preciso escalar e pular todo tipo de construções espalhadas pelas fases.

O procedimento é simples. Basta movimentar o personagem até o destino desejado e efetuar o pulo. É preciso ter uma certa precisão com o movimento, pois, dependendo da queda, pode ser fatal. Para escalar, o procedimento é o mesmo. O personagem automaticamente se estica para alcançar o ponto mais alto.

Você também pode evoluir a habilidade Teletransporte. Com ela, Corvo e Emily conseguem se locomover em distâncias ainda maiores. Tanto para pular em outra plataforma, como atingir um ponto mais alto.

Moldando o seu final

Dishonored 2 é um game em que o jogador molda a personalidade de seu personagem durante o jogo. De acordo com suas atitudes, Corvo ou Emily serão mais temidos e conhecidos, ou pouco populares e sem causar alardes por onde passam.

Essas atitudes fazem com que o jogo tenha diferentes finais. Portanto, é importante manter o foco em uma personalidade forte e, quando for jogar novamente, fazer com que elas sejam completamente diferentes do que foi feito antes.

Aguente se na Primeira Missão

Em Dishonored 2 não começas desde logo com os teus poderes, precisas completar a primeira missão antes disso. Para alguns poderá ser frustrante pois estarás a explorar e a aprender mais sobre como funcionam as coisas, sem ter uma ideia de que como o jogo realmente é, sem ter uma ideia do seu potencial.

Encara a primeira missão como uma amostra, um momento para aprender o básico de Dishonored 2, e não te deixes sentir frustrado. É uma bela forma de te familiarizares com os elementos furtivos e até pode ser que te sintas incentivado a experimentar diferentes abordagens. Em breve irás conhecer todo o potencial do jogo.

Para os mais veteranos, Dishonored 2 será uma espécie de dois jogos em um, graças às diferentes posturas entre as quais os jogadores podem escolher.

Não te preocupes com o Chaos, Ghosting e puro Stealth

Não te preocupes demasiado com a pontuação no final do nível, isso fica para uma segunda sessão com o jogo. Na tua primeira vez em Dishonored 2, desfruta do que o mundo tem para oferecer, dos cenários e estuda os diferentes percursos que cada nível oferece. Encara os ecrãs de missão como uma informação e não uma avaliação.

Se quiseres apostar no combate, segue em frente e recorrer às belas habilidades, mas se estiveres a ter problemas com o stealth, não te deixes incomodar por isso, aprende com cada situação para que mais tarde possas voltar e fazer as coisas como queres fazer. Dishonored 2 permite que o jogador actue como quer, não existe maneira “errada” de jogar.

Dá tempo para a tua mana regenerar

É preciso ter bastante cuidado com a gestão dos teus recursos em Dishonored 2, poderás dar por ti sem mais consumíveis para apanhar e com muitos desafios ainda pela frente. Além de gerir com cautela os itens, precisas ter alguns cuidados com a forma como geres a tua mana e o tempo que esperas antes de utilizar um das habilidades básicas.

Irás notas que após usares Blink ou Far Reach, a barra de mana irá regenerar desde que não utilizes um novo poder durante alguns segundos. É muito importante pois assegura que podes utilizar os poderes um número ilimitado de vezes. Desde que não os utilizes numa cadência desenfreada.

Não te esqueças que ao usar Dark Vision a tua mana também se regenera.

Usa a Dark Vision

Dishonored 2 poderá tornar-se numa espécie de tentativa e erro, especialmente quando ainda não conheces a área. Por mais cuidado que tenhas, existe sempre algo para te surpreender. Logo na segunda missão, terás acesso à Dark Vision, uma habilidade que te confere uma espécie de sensibilidade térmica, permitindo que vejas os guardas pelas paredes e portas. Isto sem esquecer que a poderás melhorar para se tornar ainda mais útil.

A Dark Vision poderá não funcionar em algumas paredes nos exteriores, e terá de entrar numa estrutura para visualizar os inimigos. No entanto, é das habilidades mais importantes no jogo.

Vá para o alto

Esta talvez seja a dica mais básica, mas também mais importante: não fique nas ruas.

Karnaca é patrulhada constantemente por guardas que não demoram muito a reconhecer e atacar Corvo ou Emily. Por isso, é importante ficar fora do seu campo de visão, e o modo mais fácil de fazer isso é seguir pelo alto.

Além disso, é mais fácil saber e estudar as rotas de inimigos e caminhos diferentes a serem acessados de um ponto de vista mais alto

Evite conflitos

Em geral, a melhor forma de não ser visto em “Dishonored 2” é tentar evitar ao máximo contato com os inimigos. Por isso, às vezes vale mais contornar estes problemas.

Se uma sala ou ambiente está sendo patrulhado por dois ou mais soldados, é melhor não confrontá-los – pelo menos no início do jogo, antes de desbloquear versões mais poderosas de suas habilidades

Use o ambiente a seu favor

Nos mapas de “Dishonored 2”, há provavelmente 120 garrafas para cada ser humano presente.

Pode parecer simples demais, mas mesmo arremessar um objeto para fazer barulho pode fazer a diferença entre ser detectado ou não, especialmente nas primeiras horas de jogo

Diminuindo o número de inimigos

É fácil acabar entrando em uma batalha maior do que você espera. Você vê um patrulheiro vagando por aí e pensa: “Ei, vamos matar aquele cara.” É uma ideia perfeitamente justa, mas você pode não saber sobre os dois homens em uma sala lateral que estão dentro de alcance. E então há outro patrulheiro que pode vagar ir a mesma sala, e então você começa a lutar contra esses três. As coisas podem sair do controle sem muito aviso.

Mesmo como um jogador combativo, você precisa pensar um pouco como um furtivo antes de se envolver em uma luta. Fique quieto quando você estiver fora do combate, e olhe ao redor antes de atacar qualquer um. Se você ver inimigos que estão absolutamente isolados, mate-os imediatamente. Se você usar assassinatos furtivos, você pode matar esses inimigos e ainda matar outros alvos antes que as batalhas altas e caóticas comecem. É fácil matar uma ou duas pessoas ao mesmo tempo, portanto, mantenha suas opções abertas envolvendo essas matanças furtivas.

Armas Combinadas

É importante usar mais do que sua espada na batalha. Corvo e Emily têm várias armas à sua disposição, e estas não são destinadas a serem usadas exclusivamente. Você não tem Balas suficiente para abusar tiros de pistola durante todo o dia e noite. Em vez de usar uma arma só, você é melhor se você combinar todas as suas armas.

Aqui está um exemplo. Imagine um quarto com três inimigos próximos. Você não pode matá-los calmamente (ou não quer), então vai ser uma luta. Chegar investindo no grupo permite que você mate automaticamente um inimigo com sua espada porque eles não estão prontos para bloquear. Você mata esse alvo, e os outros dois mostram lâminas. Você atira no primeiro que se aproxima, com sua Pistola. Se você tiver sorte, você consegue uma baixa instantânea, mas mesmo se ele sobreviver, você pode atacar enquanto ele está cambaleado e mate-o. Bloqueie para parar o próximo atacante de feri-lo e, em seguida, salve sua munição, porque um sobrevivente sozinho não tem quase nenhuma esperança contra você no corpo a corpo.

Desta forma, você derruba três inimigos com apenas uma Bala gasta. Mas se você tentou puro corpo a corpo, você teria que segurar dois atacantes ao mesmo tempo, o que é substancialmente mais complicado.

Fique fora do caminho esperado

A maioria dos inimigos patrulham e olham grandes entradas e avenidas pela área. Eles não gastam muito do seu tempo olhando telhados, prédios abandonados e outras rotas não tradicionais. Devido a isso, você pode esgueirar-se facilmente e um pouco rapidamente, ficando acima de seus inimigos ou em torno deles.

Explore para encontrar esses caminhos opcionais. Salve seu jogo e explore sem se preocupar com a letalidade, sendo visto, etc  Basta correr e olhar para qualquer coisa útil. Depois de encontrar algumas possibilidades interessantes, carregue seu jogo novamente e alcance esses pontos quietamente. 

Coletando e Criando Bone Charms

Bone Charms concedem a seu personagem bônus menores. Você se beneficia destes sempre que você equipar um Bone Charm. Esses itens podem incluir até quatro efeitos positivos e um único efeito negativo se tiverem sido corrompidos. Bone Charms corrompidos são encontrados com um traço negativo, ou podem ser acidentalmente criados dessa forma se você usar a Criação de Bone Charms como uma de suas habilidades.

Porque o sistema de Criação de Bone Charms é tão forte, recomendamos que cada personagem veja isso. Você pode sacrificar os Bone Charms que você encontra, aprender suas características para a futura criação, e te dá o Osso de Baleia Cru no processo. Este Osso de Baleia Cru é então usado quando você faz os seus próprios Bone Charms.

Você tem permissão para aumentar o mesmo efeito positivo em até quatro vezes em seu personagem. Assim, por exemplo, um efeito que lhe dá saúde sempre que você faz X pode ser aplicado até quatro vezes (no mesmo item ou espalhados por vários Bone Charms).

É por isso que a Criação é tão útil; Você pode multiplicar todos os seus bônus favoritos e levá-los ao máximo. Por exemplo, em nossas jogadas furtivas, obtemos a máxima velocidade para o nosso movimento agachado (Swift Shadow), temos uma grande chance de recuperar os dardos do sono depois que eles são usados ​​(Lucky Needle), mover mais rápido ao carregar um corpo (Undertaker) e engasgar as pessoas mais rápido (Strong Arms).

Um verdadeiro líder pode ser misericordioso

Para obter a classificação Misericordioso você não pode matar qualquer pessoa durante o jogo. Bloodflies, Peixes, Ratos, Soldados Clockwork, e Bloodbriars ainda podem ser mortos, porque nenhum deles são pessoas. Guarde Balas e Parafusos para esses inimigos, e use habilidades, nocautes não letais e Dardos do Sono para fazer o resto do seu trabalho.

Quando confrontado com um alvo importante, procure sempre uma solução especial. Para cada NPC maior tem uma maneira de derrotá-los sem violência letal. Passe tempo extra usando essas alternativas legais.

Você não tem que ser um jogador puramente furtivo para ser Misericordioso. Se você melhorar seus dardos de sono, você pode usá-los muito eficazmente no combate. Com desvios hábeis, você pode sufocar os alvos sem prejudicá-los. Estas técnicas tornam muito mais fácil obter uma classificação Misericordioso sem ter que evitar cada encontro único no jogo.

Referências:

Clube Do Game Colombo, Eurogamer, Uol, wikipedia, techtudo.

Watch Dogs

Watch Dogs (estilizado como WATCH_DOGS) é um jogo eletrônico de ação e aventura do gênero sandbox desenvolvido pelo estúdio Ubisoft Montreal e publicado pela Ubisoft para Xbox One, Xbox 360, Windows PC, PlayStation 4, PlayStation 3 e Wii U no dia 27 de Maio de 2014.

Revelado na conferência de imprensa da Ubisoft durante o evento E3 de 2012 e originalmente planejado para novembro de 2014.

Watch Dogs é jogado numa perspectiva em terceira pessoa e o mapa pode ser percorrido a pé ou em um veículo. A história é contada numa versão fictícia da cidade de Chicago, que inclui a sua zona urbana, os campos em redor e os bairros pobres. Baseado nos temas de cibersegurança, em Watch Dogs o jogador controla Aiden Pearce, um hacker “grey hat” altamente qualificado, descrito como uma pessoa que usa tão bem os “punhos como a inteligência”, muito hábil na capacidade de se infiltrar em sistemas eletrônicos, e deste modo penetrar no ctOS, um sistema centralizado todo ligado em rede, que coordena a hiper-controlada cidade de Chicago. A história segue os esforços de Aiden na procura de vingança depois da morte acidental da sua sobrinha. Um modo multijogador online também está incluído, permitindo até oito jogadores participarem em jogos tanto cooperativos como competitivos no mesmo mapa do modo história.

Na altura do seu lançamento, Watch Dogs recebeu no geral análise positivas. Foi particularmente elogiado no que toca aos elementos de hacking, a variedade das missões e o multijogador online. O enredo e as personagens tiveram uma recepção variada, no entanto, as críticas recaíram mais por o jogo não acrescentar nada de novo ao género para além de ter muitos elementos em comum com outras séries também produzidas pela Ubisoft Montreal. De acordo com o site de críticas agregadas Metacritic, o jogo recebeu uma pontuação média de 82/100, 81/100 e 79/100 para PlayStation 4, Microsoft Windows e Xbox One, respectivamente. No GameRankings, Watch Dogs conseguiu uma média de 82,70% para PlayStation 4, 77,40% para Microsoft Windows e 79,37% para Xbox One.

Um sucesso comercial, uma semana após o seu lançamento, Watch Dogs já tinha vendido mais de 4 milhões de cópias fazendo do jogo a nova propriedade intelectual mais vendida de sempre durante esse período. Devido às demonstrações nas E3 2012 e 2013, Watch Dogs recebeu um combinado de mais de 173 prémios e nomeações, incluindo três prémios e quatro nomeações dos Game Critics Awards. Foi seguido por uma sequela, Watch Dogs 2, em novembro de 2016.

Jogabilidade

Como Aiden Pearce, os jogadores podem usar o seu smartphone e obter inúmeras informações do local e das pessoas que o rodeiam.

Watch Dogs é um jogo de vídeo em mundo aberto, no qual os jogadores, numa perspectiva de terceira pessoa, controlam um homem chamado Aiden Pearce, que consegue se infiltrar (hacking) em vários dispositivos eletrónicos ligados ao Sistema Operacional Central da cidade (CtOS), permitindo ao jogador usar diferentes métodos para resolver numerosos objetivos. Os exemplos incluem invadir os telefones das pessoas para obter dados bancários e roubar fundos, provocar avarias em equipamentos para distrair os outros personagens e alterar os semáforos do transito para causar colisões. Tudo isso com a ajuda de um celular muito avançado. O jogo também inclui um grande arsenal de armas incluindo pistolas, metralhadoras, espingardas, escopetas e um bastão retrátil.

Os jogadores também podem receber informações sobre os civis através de feeds de realidade aumentada, proporcionando ao jogador informações sobre demografia, saúde e comportamentos. Objetivos que foram expostos em apresentações incluem encontrar alvos específicos para matar, fugir da polícia e seguir potenciais vítimas, a fim de impedir aqueles que seriam os seus assassinos. O combate utiliza uma combinação de componentes stealth e parkour, junto com a mecânica uma cobertura baseada em jogos de tiro na terceira pessoa.

A mecânica central de Watch Dogs é o hacking. Hacking é uma das mais importantes características do jogo, central tanto na jogabilidade como no enredo. Aiden Pearce, o protagonista do jogo, tem um smartphone com várias aplicações capazes de se infiltrar na maior parte da infraestrutura de Chicago. Devido ao facto de que a interpretação de Chicago em Watch Dogs é governada inteiramente pelo Sistema Operacional Central (ctOS), Aiden Pearce tem o poder de aceder remotamente e assim interagir com o ambiente – como semáforos, canos de vapor, bloqueios de estrada, pontes, caixas de fusíveis, e até com as luzes da cidade, etc. Aiden pode usar isto para sua vantagem em situações de combate para eliminar oponentes, criar diversões ou coberturas e esconder-se. Também pode usar como forma de infiltração furtiva. É dito que o seu telefone é capaz de mais de 100 hacks.

Através de uma aplicação, Aiden Pearce consegue ter acesso à informação dos cidadãos da cidade de Chicago. O smartphone está ligado à base de dados da população do ctOS, e assim pode aceder por exemplo à idade, ocupação, bem como outros factos pessoais. Pearce também consegue ler mensagens de texto e ouvir conversas entre as pessoas, conseguindo com isso desbloquear missões. Esta característica foi desenhada para tornar o mundo de Watch Dogs mais vivo e real, dando profundidade à cidade e à sua população. Adicionalmente, o smartphone de Pearce está constantemente ligado ao sistema de prevenção de crimes do ctOS, uma ferramenta fictícia originalmente desenhada para a Polícia de Chicago. Esta ferramenta notifica o jogador de quando poderá ocorrer um crime na zona onde está, dando-lhe a chance de intervir e evitar o crime. Tal contribui para a persona justiceira de Pearce.

Crossover com Assassin’s Creed

O que primeiro surgiu como um rumor agora é uma certeza. Existem referências a Assassin’s Creed em Watch Dogs – e vice-versa. A incerteza está no nível dessa relação, ainda não detalhada pela Ubisoft. Fato é que existem diversas pistas de que os dois universos existem na mesma faixa de tempo e que os dois mundos se conectam; quem jogou Assassin’s Creed IV: Black Flag percebe as ligações. Agora é esperar para ver até onde isso será levado.

Chicago é menor que Los Santos

O mapa de Watch Dogs deve ter cerca de 60% do tamanho de Los Santos, a cidade de Grand Theft Auto V. Segundo a Ubisoft, a escala, nessa questão, não é o principal, pois a intensidade com que a cidade “respira” em volta do jogador fará tudo parecer mais latente. “Chicago será viva e deixará o jogador se relacionar e hackear qualquer um dos NPCs que estão no caminho”, disse ao Omelete o diretor de marca da Ubi, Thomas Geffroyd.

Hackear é a sua maior arma

Watch Dogs terá tiroteios, perseguições de carro, lutas corporais e outros tipos de combate; mas nenhuma dessas ferramentas será mais importante que o hack. Desde a primeira demonstração, o mote do jogo era claro: “controle tudo pelo seu celular”. Aiden poderá modificar sinais de trânsito, barreiras de contenção, luzes e até ondas de rádio com apenas um celular com o ctOS, um avançado sistema operacional espalhado por toda cidade. Além do confronto, o hackeamento servirá para conseguir missões paralelas e descobrir sobre a vida dos cidadãos de Chicago. Serão cerca de 60 habilidades incluídas no celular, segundo a Ubisoft.

Uma história sobre vingança

O game não será somente sobre missões e invasões eletrônicas. A Ubisoft promete uma narrativa tão impactante e profunda quanto as novidades na jogabilidade. Aiden Pierce, o protagonista, é um hacker que tem um passado misterioso e cheio de crimes desconhecidos. Certo dia ele testemunha uma série de casos horrendos envolvendo um grande mafioso de Chicago. Devido ao seu conhecimento sobre o caso, a máfia assassina sua família – é o motivo para ele voltar às atividades passadas em busca de vingança. “Acima de tudo temos que fazer um jogo com uma história que interesse ao jogador, como em todos os nossos outros títulos”, garante Thomas.

O falso modo multiplayer

Não há uma diferença clara entre o modo multiplayer e o single player em Watch Dogs. Segundo Geffroyd, “não será possível saber se aquele NPC está sendo controlado pela máquina ou por um ser humano, pois o jogo sempre incluirá outros jogadores reais na jornada sem aviso prévio”. No entanto, dificilmente algum jogador real se comportará exatamente como um NPC. “É aí que você começa a entender se ele vai te ajudar ou atrapalhar numa missão”, conta Thomas.

O verdadeiro modo multiplayer

Para os aficcionados no multiplayer tradicional, Watch Dogs terá algumas novidades. “Teremos os modos tradicionais e algumas novidades, como o Decryption. Ele juntará quatro jogadores para decodificar um objeto ao mesmo tempo, enquanto fogem de outro grupo que tentará impedi-los. É um misto de estratégia e combate feito especialmente para o jogo”, revela Thomas. Além desse, haverá as modalidades Racing (corridas ao redor de Chicago), Intrusion (roubo de informações do adversário) e Tailing (perseguição e roubo de informações para futuras tarefas).

O jogo na palma da mão

Nem só dentro de Watch Dogs será possível hackear. Segundo a Ubisoft, um aplicativo feito especialmente para o jogo permitirá que outros jogadores entrem na sua aventura para atrapalhar ou ajudar no desfecho de uma missão. “Será possível desligar sinais, interromper transportes e fazer todas as outras peripécias que Aiden faz no celular”, diz Geffroyd. No campo das ideias parece uma ideia interessante, mas é preciso esperar para ver como isso funciona de fato.

Jogos dentro do jogo

Além de se aventurar no mundo aberto de Watch Dogs, o jogador poderá se distrair com os variados minigames espalhados por Chicago. Até agora, já foram divulgados 13 deles. Um é o pôquer, que, obviamente, poderá ser hackeado por Aiden para garantir trapaças. O jogador pode ver se os rivais são viciados em apostas ou se estão nervosos. É possível disputar uma partida de xadrez e até usar o celular do protagonista para uma brincadeira de realidade aumentada. Um dos games faz alienígenas invadirem Chicago, enquanto outro faz Aiden pular entre os prédios para coletar moedas.

O celular de Aiden e seus diversos recursos

Para iniciar qualquer um dos modos de jogo online de Watch Dogs, é preciso usar rapidamente o smartphone de Aiden. Abra-o e dirija-se ao menu “Contratos Online”. Dentro desta aba, você encontrará as seis variações de jogo: Perseguição, Corrida, Desafio ctOS Mobile, Vagar Livremente, Decodificação e Hackeamento.

Em todos os modos de invasão, ou seja, Desafio ctOS Mobile, Perseguição Online e Hackeamento Online, o usuário pode tanto invadir como ser invadido. Se houver uma invasão ao seu jogo, você será avisado, e terá que encontrar o hacker rival e matá-lo, antes que ele roube seus dados. O tempo necessário para isso é mostrado na tela.

Cada sucesso (ou insucesso) em uma destas missões renderá ao jogador pontos de notoriedade. Quanto mais notoriedade ele tiver, mais pontos terá no ranking mundial e sua reputação sera exibida em seu perfil online.

Confira abaixo cada modo de jogo online:

Vagar Livremente Online – Um modo que lembra o GTA Online. Esqueça missões e desafios. Chame os amigos e fique rodando pela cidade de Chicago. Entre na sessão, procure outros hackers e acabe com eles!

Perseguição Online – Divertido modo “gato e rato”. Você deve avistar um hacker rival, dentro da sessão de jogo dele, segui-lo e identificar seus dados com o perfilador, e sair após o tempo determinado sem ser detectado.

Desafio ctOS Mobile – Jogo de estratégia, em que você deve desafiar um outro usuário com o controle da polícia. Deverá ser jogado no celular pelo aplicativo do jogo. É um jogo semelhante a games de tabuleiro, em que você deve alcançar check-ins antes dos rivais.

Corrida Online – O nome já diz tudo, certo? Watch Dogs tem carros bem legais, e neste modo os usuários podem testar toda a potência deles em corridas alucinantes online. Os primeiros ganham boas recompensas.

Hackeamento Online – Semelhante ao Perseguição. Você entra na sessão de um outro gamer e precisa hackear o celular dele. Roube os dados e fuja sem que ele te ache (e te mate) antes disso. Não machuque o alvo.

Decodificação Online – Este é um divertido modo de grupo. Você joga com os amigos e seu time tem que achar um importante arquivo perdido na cidade. Siga as pistas, busque por ele e depois decodifique-o.

Hackeie tudo ao seu redor

Sinais de trânsito, câmeras, celulares… Tudo o que puder ser hackeado pode ter alguma importância. Então, use o seu sistema de invasão o máximo possível, porque isso certamente vai lhe render bons frutos. Mas chegue perto do alvo para hackear e não dê brechas para que transeuntes percebam o que você está fazendo, pois eles podem fazer denúncias à polícia e isso te deixará vulnerável.

Seja discreto

A discrição é sempre fundamental em jogos deste tipo. Adrien não é um Nathan Drake. Ele precisa ser como um fantasma, como um hacker no mundo real. Só fazer suas tarefas sem ser visto e identificado. Por isso, o modo “stealth” de jogar Watch Dogs é mais divertido – e seguro – do que sair para o combate, tendo em vista que ele não tem uma quantidade de vida muito grande.

Mundo aberto

Watch Dogs é um game em mundo aberto, ou seja, você não precisa – e não deve – se ater somente às missões da história central do game. Passear pelo local de Chicago com objetivos à parte é fundamental. Você pode desbloquear conteúdo muito importante, achar novos alvos para hackear e realizar tarefas bem divertidas. Assim, passa a aproveitar muito mais o game do que apenas seguindo-o linearmente.

Melhore as habilidades

Em Watch Dogs, o jogador pode melhorar as habilidades que Aiden tem em diversos aspectos, como para dirigir carros, hackear ou criar novos itens e armas. Todas são importantes, mas o principal é você saber seu estilo de jogo e fazer os upgrades de acordo com o que mais utiliza.

Estratégia

Cada missão tem uma abordagem diferente. Preste atenção em seus objetivos para saber o que é melhor. Quase sempre, passar batido é melhor, porém existem situações em que é preciso trocar tiros, ou preparar armadilhas. O feeling do jogador é fundamental, e saber criar a melhor estratégia também.

Saia do carro

Não é possível atirar de dentro do carro, dessa forma, caso esteja em uma perseguição e ache que a melhor solução para se livrar da polícia é acabar com eles, literalmente, pare o carro e vá para o combate. Antes, tente despistá-los hackeando os semáforos. Se não der, esconda-se em algum beco ou vá para o tiroteio direto.

Use o ambiente

Watch Dogs tem tantas possibilidades de exploração do ambiente que é óbvio que o usuário deverá usá-las. Além dos sinais de trânsito, que podem causar os acidentes mais incríveis que você já viu, é possível estourar caixas de energia e acertar a pessoa que está passando, entrar em restaurantes e comprar comida ou bebida, escalar objetos e muito mais. Use esta variedade a seu favor!

Identifique as pessoas

Não são apenas locais e dispositivos eltrônicos que podem ser hackeados. As pessoas também; e elas são fundamentais, porque podem guardar segredos ou ajudar o protagonista a roubar carros e dinheiro. Por isso, use sempre a ferramenta de fazer perfis das pessoas e mire nos alvos certos.

Gaste o dinheiro

Dizem que “dinheiro na mão é vendaval”, mas mãos de Aiden deve ser mesmo. Isso porque você pode roubar de tanta gente, que é preciso usar o máximo possível para dar o melhor para seu personagem. É possível comprar muita coisa com a grana, sendo assim, não guarde dinheiro; gaste tudo o que puder!

Descanse bastante

Vá até seu esconderijo quando estiver com o nível de criminalidade alto, ou se quiser salvar o game. Deite na cama, coloque o despertador e aguarde. Quando seu personagem acordar, estará com o game salvo e sem a mira da polícia.

Drivers Invisíveis

Hackear os bloqueadores no momento certo e você pode virar um carro para que ele fique de cabeça para baixo. Quando você faz isso, um motorista vai sair e deixar a cena. Quando virar o carro novamente, ele deve afastar-se após alguns segundos (sem condutor visível).

Fácil Shell Game Win

Comece a jogar o game casca e deixar o acabamento hustler movendo os copos ao redor. Sem indicar qual copo você esconde o shell, Pause o jogo e acesse o menu Opções. Sob calibração, ajuste o brilho para 100 e, em seguida, retomar a ação. Em seguida, pause-o mais uma vez. Por um breve segundo, você deve ver o contorno da bola em um dos copos disponíveis. Escolha esse copo para vencer a rodada.

Pontos de Perícia Exploit

Compre muita munição em qualquer loja que venda, e ganhe um nível de procurado. Esconda-se em sua casa segura, no banheiro. Depois de um tempo de recarga, você pode disparar a sua arma fora e seu nível de procurado irá retornar. Deixe a sua experiência de nível de procurado outro cooldown, em seguida, dispare a sua arma para fora da janela novamente. Repita conforme desejado.

Referências:

The Enemy, Wikipedia, techtudo.

Horizon Zero Dawn

Horizon Zero Dawn é um jogo eletrônico de ação desenvolvido pela Guerrilla Games e publicado pela Sony Interactive Entertainment exclusivamente para o PlayStation 4, lançado em 28 de fevereiro de 2017. Esta é a primeira propriedade intelectual criada pela Guerrilla desde Killzone em 2004 e seu primeiro jogo de Ação e Aventura com Elementos de RPG.

Horizon Zero Dawn acontece mil anos no futuro em um mundo pós-apocalíptico onde criaturas mecanizadas colossais dominaram o mundo, e vagam em uma paisagem fora do controle da humanidade. O jogador controla Aloy, uma caçadora que utiliza sua velocidade, esperteza e agilidade para permanecer viva e proteger sua tribo contra a força, o tamanho e o poder bruto das máquinas.

Jogabilidade

Horizon Zero Dawn é um eletrônico de ação em que os jogadores controlam Aloy, uma caçadora e arqueira, à medida que ela progride através de um mundo pós-apocalíptico, dominado por criaturas mecanizadas como robôs dinossauros. Os componentes destas criaturas, como a electricidade e o metal, são vitais para Aloy sobreviver, sendo que ela tem de revistar os cadáveres destas criaturas em busca de recursos. Os jogadores têm várias formas de matar os inimigos, como criar armadilhas, disparar setas, utilizando explosivos, combate corpo a corpo, ou fazendo mortes silenciosas. O combate divide-se assim em três estilos distintos; um usa tácticas furtivas, um outro mais orientado para o poder de fogo do jogador e um último focado na criação de armadilhas. Também existe a possibilidade de criar novos itens através de materiais e partes mecânicas espalhadas pelo mundo. Através de um sistema de “regalias”, o jogador pode personalizar o seu personagem para melhorá-lo de acordo com o seu estilo ou forma de jogar.

O jogo tem um cenário futurista, pós-apocalíptico de mundo aberto, que pode ser explorado pelos jogadores quando não estão a completar missões. Horizon: Zero Dawn inclui um sistema de dinâmico de clima e um ciclo dia-noite. Horizon: Zero Dawn não tem qualquer forma de tutorial, por forma a encorajar os jogadores a aprender a derrotar os inimigos através do método de “tentativa e erro”. A Guerrilla Games referiu que o jogo não tem telas de carregamento.

Mundo

Horizon Zero Dawn acontece a mil anos no futuro em um mundo pós-apocalíptico onde criaturas mecanizadas colossais dominaram o mundo, e vagam em uma paisagem fora do controle da humanidade. Ao longo do tempo, a evolução humana regrediu até uma sociedade tribal de caçadores e coletores que sobrevive por entre florestas imensas, cordilheiras imponentes e as ruínas atmosféricas de uma civilização antiga – enquanto as máquinas selvagens se tornaram cada vez mais poderosas e agressivas. O jogador controla Aloy, uma caçadora que utiliza a velocidade, esperteza e agilidade para permanecer viva e proteger sua tribo contra a força, o tamanho e o poder bruto das máquinas.

Como escolher as habilidades no início

Horizon Zero Dawn de habilidades: Gatuna, Valente e Saqueadora. Existem várias habilidades de valor nas 3 categorias e não será fácil saber por onde começar. Algo que pode ajudar nestes momentos é tentar se colocar no lugar da protagonista: o que é fundamental para esta etapa do jogo?

Habilidades essenciais no seu primeiro contato com as máquinas são aquelas que permitam:

que você se movimente silenciosamente para surpreender os robôs

conseguir atrair discretamente as máquinas e combinar isso com uma armadilha montada

dar dano extra com ataques críticos

concentração para ataques mais precisos

Outras habilidades importantes são as relacionadas com a recolha de plantas medicinais e a vitalidade de Aloy.

Dê asas ao seu lado acumulador

Isso é uma regra de ouro em games de RPG. Acumule tudo o que puder, você vai precisar. O mundo de Horizon Zero Dawn está repleto de recursos necessários ao desenvolvimento de Aloy. Mesmo que pense que algo poderá não ser útil de momento, guarde para não se arrepender no futuro.

Além dos itens recebidos por cada robô caçado, não se esqueça também de caçar animais e colher plantas. Se você fizer isto, dificilmente vai precisar de comprar poções ou bombas dos vendedores.

Como aumentar o seu inventário

Se você seguir os conselhos de acumular tudo o que puder, então vai ter o problema de falta de espaço. Mas isso é algo bem fácil de resolver. Horizon Zero Dawn é um game que realmente foi pensado para os jogadores se dedicarem à criação e ao melhoramento de vários itens.

Você pode caçar vários animais e máquinas, mas vai precisar de gastar um tempinho elaborando ferramentas, armas e itens úteis para a sua sobrevivência. Uma das coisas essenciais a fazer é ir aumentando continuamente o seu espaço de inventário.

Ossos, carne e peles de animais são importantes para fazer um upgrade nas suas bolsas. Nesse game, você possui bolsas para os vários tipos de itens, como Bolsa de Recursos, Bolsa de Poções, etc. Recomendamos que aumente assim que possível o espaço da sua Bolsa de Recursos e da Bolsa de Munições.

Focus é o melhor amigo de Aloy

O Item mais importante para Aloy é o Focus, um gadget que permite à heroína analisar uma situação antes de agir. Se você avistar as máquinas e quiser entrar em confronto, primeiro tire uns minutos para estudar a situação calmamente.

Carregue em R3 e você verá uma esfera púrpura brilhando à volta de Aloy. Isso é o Focus. Com esse gadget você consegue ver através de paredes, observar a distâncias muito longas e até traçar o caminho mais provável que os inimigos farão.

Pressionando R1, o caminho da criatura ficará visível e isso é fundamental se você quiser montar uma armadilha, escolher o caminho de fuga ou atacar no melhor momento.

Esse gadget também analisa as fraquezas dos oponentes, permitindo aos jogadores escolherem a melhor arma para aquele tipo de inimigo. As armas de Horizon Zero Dawn têm seu dano dividido em 6 categorias: dano genérico, dilaceração, fogo, congelante, choque e corrupção. Algumas armas já surgem com essas características mas outras você poderá customizar como desejar.

As fraquezas dos robôs estão enquadradas nessas categorias, de acordo com aquilo que eles estão mais vulneráveis. A informação recolhida pelo Focus fica sempre guardada no seu Diário, onde poderá reler aquilo que for aprendendo durante a sua jornada.

Dicas básicas para combate

Tenha atenção aos símbolos que surgem por cima da cabeça dos inimigos. Se uma máquina não tiver um “?” ou “!” pairando na sua cabeça, então você está seguro: ela não te viu.

O game é muito intuitivo visualmente e dá dicas através de cores. Os robôs têm caixas metálicas nas suas costas com pistas para qual tipo de munição usar. Use flechas congelantes para aqueles com cor azul e flechas de fogo para aquelas de cor laranja.

Está vendo um bando de robôs reunidos e tremendo com a dúvida de como passar por eles? Use flechas de corrupção. Basta disparar em uma criatura, para que ela ataque os outros. Você fica assistindo de longe, rindo com a sua estratégia maléfica.

Veja cada combate como um enigma a ser explorado e não tenha receio de experimentar novas táticas. Você pode vencer usando sempre as mesmas flechas normais, mas isso não vai ser divertido durante muito tempo.

Essa é óbvia, mas essencial: se o alerta ficar vermelho, fuja! Encontre um lugar para se esconder e retorne com um plano.

O vestuário de Aloy faz a diferença

O mundo de Horizon Zero Dawn pode não ser um Red Carpet mas as roupinhas da protagonista são a diferença entre a vida e a morte. Cada vestuário tem características diferentes e acentua qualidades importantes para os combates. Antes de uma batalha, confira se Aloy está com o look adequado para o inimigo que vai enfrentar.

Esse é um dos itens que você pode modificar e é recomendado que o faça. Compre também um vestuário para os elementos principais: Fogo, Congelante e Choque.

Suje as mãos e trabalhe com as modificações

Essa é uma das partes mais interessantes do jogo, incentivando à customização do seu inventário e à criatividade dos jogadores. Mais do que fazer um simples upgrade, você está construindo a personagem através dessas modificações. Além de que, elas são decisivas na hora de ganhar um combate.

Algo a ter em atenção é que as modificações são únicas. Ou seja, se você substituir uma modificação por outra nova, a antiga será removida do inventário. Uma boa ideia é não gastar as suas melhores modificações nas suas armas iniciais, e esperar subir de nível para as usar no melhor momento.

Mais tarde no jogo você vai poder desbloquear uma habilidade que lhe permita substituir as modificações sem as perder para sempre.

Explore todos os Caldeirões que encontrar

Embora sejam opcionais, os Caldeirões são algo que você não pode deixar de experimentar nesse game. Semelhantes às dungeons de outros RPG, os Caldeirões são locais onde a exploração é a palavra de ordem. Guardados por robôs, cada Caldeirão pertence a uma classe diferente de máquinas – e isso é a chave para um segredo.

Cumpra todas as atividades

Por se tratar de um típico jogo de mundo aberto, Zero Dawn traz um mapa cheio de missões a serem cumpridas. Além dos objetivos relacionados à história, Aloy pode participar de tarefas secundárias e provas de habilidade para ganhar pontos de experiência e subir de nível.

A vantagem de cumprir todas as missões e, consequentemente, limpar o mapa, é que, assim, Aloy consegue evoluir com facilidade. Há, também, itens exclusivos concedidos como prêmio em atividades opcionais, o que serve de incentivo para fazer a jovem explorar cada centímetro dos cenários e ajudar outros personagens.

Seja sorrateiro

Sobreviver às ameaças dos robôs jurássicos não é uma tarefa fácil, seja no nível de jogo mais acessível ou no muito difícil. Aloy é uma caçadora habilidosa, mas, como qualquer ser humano em meio à natureza, tem dificuldade em encarar manadas de criaturas. Por isso, a melhor estratégia é agir sorrateiramente, eliminando inimigos um a um, visto que apenas um golpe furtivo é necessário para abater robôs de pequeno e médio portes.

Os ataques sorrateiros são executados com perfeição quando Aloy está escondida na densa vegetação. Ao se aproximar do inimigo, basta pressionar o botão R1 para executar a finalização. No início da jornada, é importante priorizar as habilidades de atrair inimigos com o assovio e usar pontos de experiência para elevar o nível de furtividade.

Garimpar é preciso

Assim como em outros grandes jogos de ação, como Rise of the Tomb Raider e Far Cry, a coleta de recursos é um dos principais elementos de Horizon Zero Dawn. Isso porque a protagonista necessita da matéria-prima dos ambientes para confeccionar munições, apetrechos medicinais e ampliar o espaço de bolsas para carregar mais itens.

Praticamente tudo pode ser projetado com os componentes armazenados no inventário, portanto é essencial colher todas as plantas, madeira e componentes eletrônicos de máquinas abatidas. Os ícones dos itens ficam bem apontados no mapa, você só precisa se aproximar do objeto e apertar o botão “Triângulo” para obtê-lo.

Estude os inimigos

Apesar de o jogo não incentivar o combate corpo a corpo, Aloy tem à disposição um vasto arsenal de armas de média e longa distâncias. Antes de atacar, é altamente recomendável estudar os oponentes de forma minuciosa. Com a heroína parada em um local seguro, use o botão R3 para ativar o foco, escanear a área e destacar os pontos vulneráveis das máquinas.

Os robôs têm fraquezas em partes específicas do corpo, então o melhor a fazer é descobrir as peças que vão absorver mais dano. Também é importante usar as flechas e armas elementais para derrubar inimigos mais fortes. Se o robô tem uma peça azul em suas costas, por exemplo, isso significa que ele é vulnerável aos equipamentos de choque. Procure se basear nas cores para definir a melhor abordagem.

Seja criativo e faça bom uso do arsenal 

Além do arco e flecha, existem armadilhas, estilingues e outros instrumentos primitivos equipados com tecnologia de ponta. Use a criatividade para caçar, pois existem criaturas que simplesmente não sofrem dano de flechas comuns. Caso a Aloy esteja em desvantagem, sem causar dano, experimente trocar de equipamento ou usar armadilhas para imobilizar o dinossauro.

No início da campanha, lembre-se de priorizar a habilidade de desacelerar o tempo durante os disparos. O poder pode ser desbloqueado nos primeiros níveis – com apenas um ponto de habilidade –, e ajuda muito na hora de confrontar inimigos mais ágeis, como o Dente-Serrado.

Use o recurso de viagem rápida e aproveite a montaria

Poupe o seu tempo e invista, logo de cara, no pacote de viagem rápida conhecido como “Golden Fast Travel Pack”. Com ele, Aloy consegue fazer uma viagem rápida sem custos para qualquer acampamento já visitado no mapa. Dessa forma, você poderá cumprir missões sem a necessidade de percorrer grandes distâncias para ir do ponto A ao ponto B.

O pacote especial é vendido nos principais comerciantes, mas recomendamos o vendedor de Meridiana, que fica próximo à ponte da cidade, já que é uma das primeiras regiões visitadas na jornada. O Golden Pack exige uma boa quantidade de matéria-prima para ser concebido, como cacos, pele de raposa e carne gordurosa.

A locomoção de Aloy não depende apenas da viagem rápida. A nossa protagonista pode domar feras para transformá-las em montarias, o que agiliza muito o progresso na história. Assim que as missões introdutórias forem concluídas, a heroína recebe um item para converter máquinas, ou seja, para torná-las aliadas. Se aproxime da criatura desejada de forma cautelosa e use o acessório para controlar suas ações.

Desligue a HUD dinâmica

Horizon Zero Dawn é um jogo lindo. Seja em 1080p ou 4K (no PS4 Pro), com ou sem HDR, esse é um dos jogos mais bonitos e exigentes dessa geração. Então achamos um pouco estranho que a desenvolvedora Guerrilla Games tenha escolhido deixar a HUD inteira ligada o tempo todo como opção padrão.

Com a interface de usuário ligada, enxergamos apenas metade da tela do jeito que deveríamos para apreciar o jogo. Desligá-la dará a você a chance de ver o visual glorioso do jogo e, caso você sinta falta da HUD, tudo o que você precisa fazer é colocar o dedão no touchpad para trazê-lo de volta.

Cheque seus equipamentos e melhore-os

Uma das primeiras missões do jogo vai te ensinar a caçar animais (e dinossauros mecânicos) para juntar recursos e trocá-los por uma outra roupa. Esses trajes não são apenas cosméticos, e vão ajudar Aloy a melhorar seus atributos para ter mais força ou resistência a certos elementos.

Similarmente, o armamento é classificado conforme sua raridade (muitos jogos usam cores para determinar raridade, e isso não é diferente em Horizon), e é bem fácil gastar horas fazendo missões antes de perceber que você ainda está usando o arco inicial para diminuir a vida dos inimigos a passo de tartaruga. Dê uma olhada em seus equipamentos para evitar entrar numa fria, o que significa que é importante ter certeza de estar usando as melhores armas e trajes que puder.

Fique na grama alta e ganhe

Os trailers de Horizon Zero Dawn sugerem ação frenética, e levando em consideração que esse jogo foi feito pelo mesmo estúdio de Killzone, é fácil assumir que ele seria um shooter. Por mais que o combate direto seja uma opção, esse é um game que vai te matar rapidamente a menos que você fique no matinho e ataque silenciosamente. Mire nos pontos fracos, e não erre.

Compre a habilidade do assobio

Assim que você puder, compre a habilidade do assobio. Ela faz exatamente o que está escrito na descrição, mas só funciona com um inimigo de cada vez e o traz para perto de você, permitindo que você consiga um abate furtivo. Use-o sabiamente e com frequência. Ao invés de sair pulando e correndo por aí, fique nas sombras e diminua o rebanho de um em um. Algumas vezes é possível limpar uma área inteira só usando essa tática, mas fique atento: inimigos humanos podem encontrar os cadáveres, e você não pode movê-los ou esconder os corpos, então essa habilidade é melhor utilizada em seus inimigos mecânicos.

Quanto maior, mais forte eles batem

A tentação de atacar um inimigo novo e grande é fácil de entender. Mas isso gera dois problemas: primeiramente, é raro encontrar um inimigo sozinho. Até mesmo os planos mais bem feitos podem ser arruinados caso você esteja enfrentando um mecha-dino com meia vida e dois dos amiguinhos dele resolvam aparecer e mudar tudo. Segundamente, a menos que você saiba exatamente o que fazer contra o novo oponente, é bem provável que essa aventura termine mal.

Desligue o pathfinding dinâmico

“Do que você está falando?”, nós podemos ouvir você perguntar. Basicamente, outra opção que fica ligada por padrão é a de pathfinding dinâmico. Pense nisso como um GPS num carro. Quando você jogar pela primeira vez, se correr para um determinado lado, o pathfinding vai mudar para te colocar de volta no caminho.

Horizon Zero Dawn brilha quando o assunto é exploração e encontrar seu caminho pelo mundo, mas mais do que isso, o método dinâmico que muda seu marcador de objetivo conforme você anda é bem confuso. A princípio, parece que ele quer que você continue no caminho, mas vai ser mais legal explorar através das árvores. Com essa opção desligada, você sempre saberá exatamente onde está seu objetivo, então mude isso o quanto antes.

Explore e suba de nível

Parece bobeira, mas é bem importante que você não saia correndo na história principal e esqueça das missões opcionais, caçadas, e outros objetivos. Como em muitos RPGs de ação, existem habilidades para desbloquear, e você ganha um ponto cada vez que subir de nível. As missões secundárias não são as mais empolgantes, mas algumas delas darão pontos de habilidade e algumas habilidades podem aumentar seu tempo de foco, o que significa que você poderá mirar em câmera lenta por mais tempo.

Inimigos andam em bandos para te atrapalhar

Cada um dos monstros do jogo possui um ponto fraco distinto. Ligar seu foco te ajudará a estudar cada um dos seus inimigos, e descobrir em qual parte do corpo deles você deverá mirar. Alguns são fracos ao fogo, alguns ao gelo, mas, a menos que você os estude, você nunca saberá, e toda luta será difícil. Use suas armadilhas e toda arma que estiver ao seu alcance para garantir que eles nunca se aproximem de você.

Vá no seu ritmo

Horizon Zero Dawn é um jogo imenso, cheio de coisas para fazer. Jogando rápido você pode perder muitas coisas. Vá no seu tempo e explore as missões adicionais que dão acesso ao mundo subterrâneo antigo que culminam em uma batalha contra um chefão, ou algo do tipo. Completar essas tarefas te dará novas habilidades de override que, em troca, permitem que você reprograme alguns inimigos para lutarem a seu lado ou deixar que você os monte. Há muito o que fazer então relaxe e não tenha pressa.

Use bem o stealth

Você pode enfrentar as máquinas de Horizon como quiser, mas agir de forma furtiva é uma estratégia extremamente eficaz, especialmente se você investir em habilidades e armaduras que prestigiam o stealth. Dessa forma é possível economizar recursos e fazer ataques de alto dano.

Pensando nisso, juntamos cinco dicas que podem te ajudar a se dar bem no mundo pós-pós-apocalíptico criado pela Guerrilla Games, tanto na hora de aproveitar o jogo quanto quando for enfrentar as máquinas gigantes que caminham pela Terra do futuro.

Invista no dano lacerante

Há uma estatística especial em Horizon Zero Dawn que se chama “dano lacerante.” Arcos e flechas que tem bons números nessa cateogia são ideal pois ao usá-los, a chance de remover uma parte do corpo das máquinas é maior, e essa é a melhor maneira de derrotar as criaturas gigantes.

Procure os colecionáveis

Normalmente, colecionáveis em RPGs de mundo aberto não passam de itens dispensáveis, com uma ou outra curiosidade. Aqui, eles ajudam a construir o mundo ao redor de Aloy. Toda missão da main quest está recheada de textos, áudios e hologramas do passado. Eles enriquecem a narrativa de formas fantásticas. Procure-os!

Volte para as ruínas

Logo no começo de Horizon Zero Dawn, você entrará numa série de ruínas e não poderá fazer muita coisa lá. Entretanto, mais para a frente é possível retornar e explorar melhor o lugar.

Lá você encontrará uma célula de energia que é o primeiro passo numa side-quest que dura quase o jogo todo. Durante a campanha, procure mais células. Elas vão te dar a melhor ferramenta do jogo.

Horizon Zero Dawn se passa em um futuro no qual uma civilização avançada deixou de existir. Os humanos, organizados em tribos, se aventuram em um mundo que mistura paisagens selvagens com os destroços de metrópoles, e dinossauros-robôs. O game é de ação em terceira pessoa e terá uma mulher como protagonista, Aloy.

Referências:

Afionados, The Enemy, Red Bull, Wikipedia, Techtudo.

Fallout 4

Fallout 4 é um jogo eletrônico do gênero RPG de ação ambientado em mundo aberto produzido pela Bethesda Game Studios, sendo o quinto título principal da série Fallout. O game foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One no dia 10 de Novembro de 2015 pela Bethesda Softworks.

O jogador assume um personagem referido como “Sole Survivor” (“sobrevivente solitário”), que emerge da Vault 111 (traduzido como “refúgio”), um abrigo nuclear subterrâneo. Após o personagem testemunhar a morte do seu cônjuge e o sequestro do filho, o “sobrevivente solitário” viaja pela Commonwealth de Massachusetts, nas áreas ao redor de Boston. O jogo é baseado em sistema de RPG, de modo single player, com exploração de mundo aberto. Fallout 4 é o primeiro jogo da franquia em que o protagonista tem voz.

Fallout 4 foi um sucesso de vendas e de crítica, com muitos elogiando a profundidade do mundo do jogo, a liberdade dada ao jogador, a quantidade de coisas para fazer, a história, sistema de profissões, as personagens e a trilha sonora. A qualidade gráfica, contudo, não foi unânime e os problemas técnicos foram criticados. O jogo vendeu mais de 12 milhões de unidades e faturou 750 milhões de dólares nas primeiras 24 horas de lançamento.

A história

Os jogos da franquia Fallout colocam você em um futuro distópico, em que a humanidade entrou em guerra por causa de recursos. Os combates só foram encerrados depois de um verdadeiro holocausto nuclear que dizimou quase toda a população mundial. Algumas pessoas, no entanto, sobreviveram por terem se abrigado a tempo em fortes subterrâneos, os chamados Vaults. É de um deles, o Vault 111, que sai o protagonista de Fallout 4, que se passa em sua maior parte 200 anos após o fim da guerra nuclear, mais precisamente em 2277 – o mesmo ano de Fallout 3. E, enquanto o abrigo do jogo anterior estava perto de Washington, o do novo se situa em Boston e é rodeado por um ambiente retrô e, ao mesmo tempo, futurista, que promete ser do tamanho do mapa de The Elder Scrolls V: Skyrim.

É do Vault 111, que sai o protagonista de Fallout 4, que se passa em sua maior parte 200 anos após o fim da guerra nuclear, mais precisamente em 2277 – o mesmo ano de Fallout 3

A história toda será narrada pelo ator Ron Perlmann, que fez Hellboy, e o protagonista, pela primeira vez, não será mudo. Mais de 13 mil linhas de diálogo foram gravadas para Fallout 4, o que é mais que Fallout 3 e Skyrim combinados. A trama também continuará depois que o jogo for finalizado, e será possível terminar tudo sem matar personagens.

O combate

O terceiro game da série pós-apocalíptica deixou de lado a visão isométrica e os combates por turno dos dois anteriores. No lugar, os desenvolvedores da Bethesda incluíram um estilo mais próximo do tiro em primeira pessoa que continuará em Fallout 4. O jogador poderá mirar a seu bel-prazer, mas também poderá contar com um recurso chamado de V.A.T.S., ou Vault-Tec Assisted Targeting System. O sistema desacelera o tempo e mostra em que parte do corpo os tiros darão mais dano, o que deve tornar as coisas um pouco menos difíceis no mundo devastado por bombas nucleares e repleto de animais e humanos mutantes. Inimigos mortos (e missões, é claro) renderão pontos de experiência, que virarão níveis e serão transformados em mais habilidades para usar em combate ou fora dele.

Shooter ou combate tático? Você decide

Em Fallout 4, as mecânicas de tiro foram nitidamente aperfeiçoadas em comparação a Fallout 3 e New Vegas, tanto na visão em primeira quanto em terceira pessoa. A câmera pode ser alterada a qualquer momento do gameplay, mas a opção em primeira pessoa continua ideal para explorar os ambientes em busca de equipamentos, armas e recursos.

Quem é novato na série Fallout ainda não deve conhecer muito bem o incrível sistema tático V.A.T.S, no qual o jogador pode desacelerar o tempo para acertar com mais precisão pontos específicos do corpo do oponente. O V.A.T.S pode ser acessado pelo do botão L1, no joystick do PlayStation 4, ou usando o LB, um dos gatilhos alocados do lado esquerdo do controle de Xbox One.

Especialmente no início da jogatina, o recurso de mira assistente da Vault-Tec é indispensável, pois os equipamentos são de baixa qualidade e há poucas munições à disposição. Por isso, o V.A.T.S é uma ótima forma de iniciar bem a aventura, os acertos precisos certamente vão salvar a sua vida e, é claro, poupar muitos de seus recursos escassos.

Assim como nos outros games da franquia, o desempenho do jogador ao utilizar o sistema V.A.T.S depende do tipo de arma utilizada e dos atributos aplicados. Ao focar na habilidade “Percepção”, por exemplo, você poderá visualizar os pontos fracos do inimigo, enquanto a “Inteligência” aprimorada consegue destacar o oponente mais próximo. Além disso, qualidade “Sorte” também pode ser de grande ajuda, já que eleva consideravelmente as chances de dano crítico.

Se você ainda prefere utilizar o sistema de mira aberta, saiba que guardar a arma em momentos pontuais do combate pode ajudá-lo a escapar de inimigos mais fortes, pois o personagem vai ficar mais ágil e, consequentemente, conseguirá correr com maior rapidez. Para armazenar o armamento principal, pressione e segure o botão quadrado/X no joystick.

Sempre que possível deixe Dogmeat, o parceiro canino do protagonista, avançar sobre o oponente. Isso vai fazer com que a criatura rival se distraia e tenha bastante trabalho para lidar com as investidas do cachorro. Aproveite os momentos de distração para descarregar o pente de balas no adversário.

Atenção à radiação

Basicamente, a cidade de Boston de Fallout 4 é um mar de radiação. Ser afetado pela radioatividade diminui a sua saúde máxima, deixando, assim, o personagem mais vulnerável a ataques. Os alimentos, por exemplo, quando estão crus, devem ser cozidos em uma estação para serem devidamente esterelizados.

Fique atento também aos monstros que têm ataques radioativos, pois as investidas corpo a corpo deles conseguem diminuir consideravelmente a sua barra de vida. Não se desespere com a radiação, afinal existem materiais no jogo com a finalidade de desintoxicar o sobrevivente, como os itens RadAway e Rad-X.

Outros componentes medicinais imprescindíveis na terra desolada são os Stimpaks. Há grande variedade deles espalhados pelo extenso mapa do jogo, que variam de acordo com a eficácia. Um Ultra Stimpak, por exemplo, é capaz de reconstituir praticamente todos os pontos de vida do personagem, enquanto o item comum regenera apenas 30% do total.

Vez ou outra você, inevitavelmente, vai ficar sem recursos medicinais para restabelecer os pontos de vida. Quando isso acontecer, vasculhe residências em busca de camas ou colchões para dormir, já que descansar também restaura o HP. Outra opção é fazer uma viagem rápida para relaxar em algum local seguro, como o Santuário ou Diamond City.

Favorite itens 

Assim como em todo RPG, o personagem de Fallout 4 necessita de alguns recursos essenciais para sobreviver à cidade desolada. Para evitar ter que abrir o Pip-Boy – o acessório de gerenciamento de recursos do game – a todo momento com os botões “círculo” ou “B”, destaque os itens favoritos no inventário rápido, acessível por meio dos direcionais do joystick.

Abra o Pip-Boy, acesse as abas de consumíveis e armas para favoritar os objetos desejados pressionando os botões “R1″/”RB”. Em seguida, basta posicionar os itens no menu rápido da forma que bem entender. Procure deixar mais de um tipo de armamento no inventário para quando o personagem ficar sem munição, bem como Stimpaks, RadAway e outros artigos que regeneram o HP e amplificam habilidades.

 Salve o jogo com frequência

Embora Fallout 4 seja uma das maiores franquias single player dos games, não há como negar que ela tem um passado bastante conturbado em relação a problemas de salvamento e bugs.

Por isso certifique-se de utilizar a opção “Salvar rápido” – disponível ao pausar o título –  sempre que possível, porque será a partir daquele ponto que o personagem vai renascer depois de morrer (esteja ciente de que é você o responsável pelos checkpoints). Antes de desligar o console ou PC, salve mais uma vez por precaução em um slot diferente na opção “Salvar”.

Você pode guardar itens nas mesas de fabricação de itens

Cada região com uma mesa de fabricação de itens é uma central de armazenamento de itens em potencial. Você pode depositar suas tralhas por lá sem medo de perdê-las posteriormente. Melhor ainda, todas as mesas de fabricação de uma mesma região são conectadas: Se você colocar seus itens em uma mesa de fabricação de armas, eles estarão disponíveis na mesa de fabricação de armaduras ou de poções.

Isso é muito útil no complexo sistema de fabricação de Fallout 4, que exige que você acumule itens constantemente para construir e arrumar equipamentos. Use o recurso de viagem rápida entre seu workshop favorito e a área que você está explorando para não deixar nenhuma bugiganga para trás.

Você pode reconstruir Sanctuary para conseguir itens bacanas

Usando suas habilidades de fabricação, você pode destruir as casas velhas de Sanctuary (não se esqueça de saqueá-las antes) e colocar novas construções bacanas no seu lugar. Fazendo camas, abrigos e cumprindo missões do Minutemen, você terá um belo vilarejo em breve.

Isso, por sua vez, vai atrair mercadores que vão tentar trocar um monte de itens bacanas com você, inclusive algumas armas poderosíssimas. Você também pode subir de nível só reconstruindo a sua cidade. Isso é muito bacana.

A Power Armor fica onde você a deixou

A sua Power Armor fica onde você a deixou, então se você quer economizar Fusion Cores não tenha medo de deixá-la para trás… só não se esqueça do lugar onde você está fazendo isso.

Assim que ganhar sua primeira Power Armor vai ter vontade de a usar o tempo todo, mas se fizer isso irá gastar os Fusion Core com rapidez. A maioria está espalhada ao longo da Wasteland, e por vezes até terá de invadir outros Vaults para recolher alguns (a não ser que tenham um carisma elevado).

Prefira guardar a armadura no Sanctuary, reservada para situações particularmente difíceis ou para explorar zonas muito contaminadas. Já agora, se encontrarem um inimigo montado numa Power Armor, lembrem-se que elas também usam Fusion Cores. Tentem esgueirar-se do alvo e roubar o núcleo antes que se apercebam da sua presença.

Construa um sino

Conforme você ganha seguidores, você vai perceber que eles tendem a sumir nos arredores de seu vilarejo caso não estejam te acompanhando. Você pode perder muito tempo procurando por eles, então é uma boa ideia construir um sino. Basta tocá-lo para que todos venham até você.

Vasculhem bem os arredores

Esta dica é válida assim que começam a dar os primeiros passos no Vault 111, mas aplica-se a todo o jogo. Procurem bem cada edifício e estrutura que encontrarem, porque nunca se sabe onde podem encontrar uma banda desenhada, uma revista, ou figuras. São itens valiosos que podem ser facilmente ignorados, mas garantem efeitos duradouros ao jogador.

Mais dano para as armas, maior agilidade, melhores técnicas de negociação, e outras vantagens semelhantes, é o que vos espera se recolherem estes objetos, por isso estejam atentos.

Já agora, outra pequena dica. Ao explorarem os edifícios e estruturas da Wasteland, que por vezes são enormes, podem perder um pouco a direção. Se for o caso, considerem ativar a habilidade V.A.N.S. da árvore de talentos de Inteligência. Assim podem consultar o V.A.T.S. – fora de combate – e receber indicações para o próximo objetivo.

Alimentação saudável

Enquanto exploram as ruínas de Boston, vão encontrar muita comida e bebida, mas nem todas estão em condições para serem digeridas. Aliás, a maioria da comida e da bebida que vão encontrar está contaminada com radiação, e se comerem demasiado, isso terá efeitos muito negativos na saúde do jogador. Em vez de comerem carne crua, aconselhamos que experimentem as várias estações de culinária espalhadas pelo mapa. O processo remove a radiação e aumenta a saúde restaurada pelo alimento.

Algumas receitas até incluem vantagens temporárias para o jogador, como a capacidade de transportar mais equipamento, ou maior resistência a dano. A forma mais segura e rápida de ganhar saúde passa pelo uso de Stimpacks, mas sugerimos que os guardem para alturas de pânico, ou em caso de um dos membros ficar danificado.

Em boa companhia

Os companheiros de Fallout 4 desempenham um papel importante no jogo, e podem ser uma ajuda preciosa para o vosso combate. Também podem fornecer outro tipo de serviços, como a capacidade para fazerem hack a terminais, dependendo do companheiro. A relação também vai evoluído, permitindo desbloquear ainda mais vantagens com o tempo.

Cada companheiro tem uma personalidade única, e se prestarem atenção aos seus comentários, vão aprender que tipo de atitudes aprovam ou desaprovam por parte do jogador. Se a personalidade do jogador e do companheiro for muito díspar, talvez seja boa ideia procurar um parceiro que partilhe as mesmas convicções. Até podem avançar para uma aventura romântica com o companheiro, o que desbloqueará outras vantagens, mas essas vão descobrir sozinhos.

Materiais

O sistema de construções de Fallout 4 requer muitos recursos, especialmente devido ao amontoado de objetos que precisam de colecionar para terem os itens necessários para construírem algo. Isso significa que pode ser difícil acompanhar o recurso necessário, sobretudo quando estão a pesquisar uma gaveta com balas a voar por todo o lado.

Aconselhamos a “marcar” os objetos que querem construir através do menu de construções, já que todos os itens com as partes necessárias serão assinalados com um pequeno ícone. Isso facilitará a recolha de materiais específicos, mas quando começarem a vossa aventura, não se acanhem e apanhem tudo o que não estiver pregado ao chão. Isto pode dar um bom arranque ao jogador quando finalmente decidir começar a construir.

Donos do comércio

Além de servirem como o local perfeito para construírem a vossa casa de sonho, as pequenas aldeias também podem ser uma boa forma de ganhar algum dinheiro. Se construírem lojas perto dos acampamentos e convencerem a população a habitá-las, vão começar a receber caricas (o dinheiro de Fallout 4) na nossa estação de construção. Esta é uma função que pode passar despercebida ao jogador, mas se quiserem recolher o dinheiro, carreguem em “Transfer”, e depois na categoria “Misc.” Passados alguns dias podem voltar para levantarem mais caricas.

Retirada estratégica

Não há vergonha nenhuma em assumir a derrota, sobretudo numa situação complicada. Se a saúde estiver em baixo, se não tiverem Stimpacks, e o vosso parceiro estiver indisponível, têm duas escolhas: lutar até ao último suspiro, ou fugir. Alguns jogadores podem sentir-se tentados a ignorar a segunda opção, mas não devem fazê-lo. Isto é um RPG, e vão acontecer situações em que podem encontrar inimigos de nível superior.

Nestes casos, o melhor mesmo é fugir e tentar subir mais alguns níveis, antes de regressarem mais tarde para o tira-teimas. Já agora, fica outro conselho. Se um combate parecer mais trabalhoso do que se calhar vale a pena, podem tentar ignorá-lo. Os robôs de segurança são particularmente duros, e raramente terão recompensas pelo vosso trabalho, por isso tentem agir de forma sorrateira para evitar os combates.

Melhorem suas armas

Em Fallout 4 podem melhorar as vossas armaduras e armas, e devem fazê-lo, mas não exagerem de início e não melhorem cada arma que apanham. Esperem por armas lendárias, que são normalmente largadas por inimigos especiais devidamente assinalados. Já agora, estes inimigos costumam sofrer mutações, o que na prática significa que terão de os combater duas vezes.

Estas armas lendárias costumam ter características fantásticas logo à partida, e se forem melhoradas tornam-se em ferramentas essenciais para distribuírem a vossa fúria por toda a Wasteland.

Ataquem primeiro (de preferência sem o inimigo perceber)

Sempre que possível, sobretudo com inimigos mais duros, tentem ser os primeiros a atacar. Melhor ainda, façam-no a partir da posição furtiva, o que duplica o dano causado no ataque inicial. Isto é particularmente verdade com as Sniper Rifle: um tiro certeiro na cabeça é vitória quase garantida. Mas se não puder ser, uma boa cacetada com um taco cheio de picos também costuma resultar.

Para estes ataques sorrateiros, aconselhamos a utilização da mira manual, que pode ser imprecisa à distância. O V.A.T.S. também tem ataques críticos, que podem ser ativados manualmente, mas estes disparos devem ser guardados para situações críticas.

Dicas

Carregando corpos e objetos

PS4: Segurar o X, Xbox One: Segurar o A, PC: Segurar o E.

Bom comando para “limpar” os settlements de corpos de inimigos ou para decorá-lo. E não é tão intuitivo – no Fallout: New Vegas, o atalho de teclado para segurar e carregar as coisas é Z.

Esperar / wait

Use o T (PC) quando estiver sentado (a) em uma cadeira ou sofá qualquer. Uma mensagem no jogo te mostrará o botão de atalho para esperar.

Lanterna e mudar a cor da interface/Pip-boy

Segure o botão correspondente ao pip-boy para ativar a lanterna. Ela te torna mais facilmente detectável por inimigos, e, por padrão, é verde.

Trocar itens com o Dogmeat sem ele correr de você

Você vai tentar trocar itens com o seu cachorro, e ele sai correndo. É mais fácil dar primeiro um comando “go” para ele chegar mais perto e depois ativar o diálogo para troca de itens.

Local Leader: Conecte seus settlements (nível 1) e tenha lojas (nível 2)

Com a perk Local Leader, no nível 6 de Charisma, você pode usar um settler para viajar entre 2 settlements e conectá-los. Use a visão do workshop, olhe para o settler e aperte Q (PC) para escolher para onde ele vai. Isso significa que os junk itens deles serão compartilhados. Só os junk + crafting itens, e não armas, armaduras, etc. Água e comida são divididos caso um dos settlements esteja com fome/sede.

No nível 2 você pode começar a construir lojas. Cada loja precisa de um settler trabalhando nela para funcionar, e de tempo em tempo vai gerar bottlecaps, que serão armazenados no seu workshop.

Se você tem um settlement X conectado ao settlement Y, conectar qualquer supply line ao settlement X também te dará acesso aos junk items de Y. 

Atenção: Conectar TODOS os settlements a um lugar só (como Sanctuary Hills) pode ser um problema mais tarde no jogo, pois toda vez que você visitar o local ele estará cheio de caravanas.

Adesivo

Item importante para a modificação de armaduras, ele costuma ficar em falta.

Uma solução é ir na cooking station e fazer vegetable starch, com corn + tato + mutfruit + purified water. Rende 5 adesivos.

A defesa dos settlements

Para minimizar a quantidade de invasões nos seus settlements, mantenha o número de defesa acima da soma de água + comida. Se você tem 5 de água e 5 de comida, a defesa deve estar em 10+.

Cada settler pode tomar conta de 3 postos/guard posts, com cada posto gerando 2 pontos. Turrets também aumentam sua defesa. Você também pode colocar os turrets em cima de telhados, na beira; ou em locais onde os inimigos teriam dificuldade para chegar neles a pé.

Equipando os settlers

Troque equipamentos com eles para aumentar as defesas dos personagens. As armas de fogo iniciais deles costumam ser pipe pistols, bem fracas.

Caso você dê a eles uma arma com outro tipo de munição, também é necessário equipar neles 1 bala do novo tipo de munição (basta 1 bala e eles terão munição infinita.)

Nota: Já seus followers consomem as balas que você der para eles. Se as balas de todas as armas deles acabarem, eles voltam a usar a arma padrão deles, que tem munição infinita.

Guardar a arma

Segure o botão para recarregar. Essa é conhecida para os jogadores de Fallout, mas vale a menção.

Como funciona o stealth

Quando você está em modo furtivo, alguns indicadores aparecem no topo da tela, como [Hidden], [Detected] e [Danger]

Quanto mais próximos os colchetes estiverem da palavra no centro, mais próximo você está do próximo nível – ou seja, os colchetes se fechando em “hidden” indicam que você está próximo (a) de ser detectado. Da mesma maneira, ir para um canto seguro e não chamar a atenção por um tempo “afrouxa” os colchetes caso tenham te visto.

Não correr e não usar a lanterna minimizam sua chance de ser detectado (a).

Usando o sistema de cobertura/cover

Sabe quando os inimigos miram em você por trás de uma parede? O (a) Sole Survivor pode fazer isso também: Encoste na parede que quer usar como cover, próximo ao canto, então use o botão de mira.

Roubaram sua power armor?

É isso mesmo, NPCs podem pegar a sua power armor caso ela esteja parada em algum lugar que não seja uma das estações amarelas. Tire o fusion core delas para que o NPC não tenha interesse nela.

Nomeando suas armas e armaduras

Você pode dar nomes novos aos equipamentos nas estações de crafting de armas de fogo e armaduras. Elas também podem receber certos tipos de formatação html, como <u>NOME</u> para o texto aparecer grifado, <i>NOME</i> para itálico e <b>NOME</b> para negrito.

Guarde todos os Overdue Books que encontrar

Estes itens podem ser trocados por tokens e prêmios em terminais pelo Commonwealth.

Montando novos settlements rapidamente / coletando junk

O ideal é conectar o novo settlement imediatamente com outro, assim você tem acesso a mais junk items para montar os turrets e outros recursos locais, sem precisar sair por aí coletando coisas. Se não tiver um settler disponível para criar uma supply line, construa primeiro um gerador e uma estação de rádio que chama novos settlers.

Memorize os itens que geram o tipo de scrap que você precisa para construir os settlements. Exemplo: precisar de muita cerâmica, borracha e cobre, por exemplo (para fazer os geradores, estações e turrets), então pegue o costume de coletar canecas, cinzeiros, chaves inglesas, etc. Não custa nada pegar fontes de óleo também, como sabão e isqueiros.

Para fazer mods em armaduras, pegue todas as fontes de adesivo que encontro, assim como fontes de ballistic fiber, que são bem raras (military ammo bag e military duct tape.)

Referências:

Game Reactor, Terra, Bichos Geek, Br Ing, Wikipedia, Techtudo.