Wolfenstein II: The New Colossus

Wolfenstein II: The New Colossus é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela MachineGames e publicado pela Bethesda Softworks. Foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em outubro de 2017, com uma versão para Nintendo Switch estreando em junho de 2018. É o oitavo título principal da série Wolfenstein e uma sequência direta de Wolfenstein: The New Order de 2014, se passando nos Estados Unidos durante a década de 1960 em uma história alternativa em que a Alemanha Nazista venceu a Segunda Guerra Mundial. A narrativa segue o soltado norte-americano B.J. Blazkowicz e seus aliados enquanto lutam para combater e derrubar o regime nazista que tomou seu país natal.

A história é organizada em capítulos, que os jogadores completam para progredir. Uma escolha no prólogo altera o enredo inteiro do jogo; alguns caracteres e pequenos pontos de plotagem são substituídos em todas as linhas do tempo. O jogo apresenta uma variedade de armas, a maioria das quais pode ser de dupla empunhadura. Um sistema de cobertura também está presente. Continuando com o New Order, a equipe de desenvolvimento teve como objetivo caracterizar Blazkowicz para os jogadores adotarem sua personalidade.

Wolfenstein II: The New Colossus foi lançado com uma resposta crítica positiva. Um elogio especial foi dirigido aos personagens, narrativa, mecânica de tiro, bem como a apresentação geral do jogo. O jogo foi indicado para vários prêmios de fim de ano, incluindo indicações ao 35º Annual Golden Joystick Awards e ao The Game Awards 2017, o último em que recebeu o prêmio de “Melhor Jogo de Ação”.

Jogabilidade

Wolfenstein II: The New Colossus é um jogo de tiro de ação e aventura executado a partir de uma perspectiva em primeira pessoa. Para progredir na história, os jogadores lutam contra inimigos ao longo dos níveis. O jogo utiliza um sistema de saúde no qual a saúde dos jogadores é dividida em seções separadas que se regeneram; se uma seção inteira for perdida, os jogadores devem usar um pacote de saúde para reabastecer a saúde perdida. Os jogadores usam ataques corpo a corpo, armas de fogo e explosivos para lutar contra inimigos e podem correr, pular e ocasionalmente nadar para navegar pelos locais. Ataques corpo-a-corpo podem ser usados ​​para derrubar inimigos sem serem detectados. Alternativamente, os jogadores podem emboscar inimigos, o que muitas vezes resulta em um tiroteio intenso entre as duas partes. Comandantes inimigos podem pedir reforços várias vezes.

Um sistema de cobertura pode ser usado em combate como assistência contra inimigos. Os jogadores têm a capacidade de se apoiar, cobrir e ocultar, o que pode ser usado como uma vantagem tática durante tiroteios e níveis furtivos. Palafitas também estão disponíveis durante alguns segmentos de jogo para mais uma vantagem tática. O jogo oferece aos jogadores uma ampla variedade de opções de armas; eles podem ser encontrados no chão, recuperados de inimigos mortos ou removidos de sua posição estacionária e carregados. A munição de armas deve ser recuperada manualmente do solo ou de inimigos mortos. Os jogadores têm acesso a um inventário de armas, o que permite que eles carreguem tantas armas quanto encontrarem. Os jogadores têm a capacidade de misturar livremente armas para empunhar duas vezes, dando-lhes uma vantagem sobre os inimigos, causando o dobro de dano. Os jogadores também podem personalizar armas através do uso de atualizações. Escopos e supressores também podem ser ligados a armas.

A América caiu

Forças nazistas andam livremente pelas ruas, sem controle nem resistência. Mas não por muito tempo. B. J. Blazkowicz está de volta em Wolfenstein II: The New Colossus, e ele está pronto para liderar a resistência e revidar. Com o lançamento de Wolfenstein II essa sexta-feira, montamos todo um dossiê cheio de informações para ajudar você a libertar a América. Da história e da ambientação às armas, à jogabilidade e mais, aqui tem tudo que você precisa saber sobre The New Colossus.

Histórica e Ambientação

Nazistas em Main Street, EUA. Um elenco de personagens coloridos. E um retrato do verdadeiro mal. Vejam esses destaques e assistam aos vídeos que mostram tudo, desde os novos cenários do jogo até o novos aliados de B. J. – e um velho inimigo.

Mate o Kommandant

A primeira dica que queremos dar é simples. Ao jogar através de Wolfenstein 2: The New Colossus, você terá a oportunidade de encontrar e eliminar os Kommandants, que podem chamar reforços. Embora esses inimigos não sejam excepcionalmente difíceis de matar, sua capacidade de chamar reforços pode realmente te prejudicar, então, matá-los será uma boa ideia à medida que você explora o mundo e encontra todos os segredos escondidos que dos nazistas.

Você também adquirirá Códigos de Enigma de qualquer Kommandant que você mata, e você pode usá-los na Enigma Machine para desbloquear missões secretas chamadas Überkommandant. Essas missões secretas permitirão matar inimigos nazistas de alto escalão, dando-lhe ainda mais a fazer no jogo.

Procure Colecionáveis

Há mais de 200 objetos colecionáveis escondidos em torno do mundo do jogo. Os colecionáveis contam mais sobre a história do jogo de forma profunda, que é algo que qualquer fã de Wolfenstein poderá apreciar. Portanto, não tenha medo de aproveitar seu tempo e explorar cada sala que você vê.

Use seu Mapa

Pode ser tentador ignorar o mapa em um FPS, mas fazer isso em Wolfenstein 2: The New Colossus significa que você vai perder muita coisa. Explorar o mundo é sempre uma boa ideia em jogos como o Wolfenstein 2, e ignorar o mapa significa que você vai perder os itens vitais para entender a história do jogo, como colecionáveis ​​e outras coisas. Certifique-se de usar seu mapa para ficar atento a coisas que você ainda obteve, e certifique-se de obtê-las para aproveitar ao máximo o deslumbrante e arrepiante mundo do jogo.

Usar seu mapa também significa que você poderá encontrar maneiras diferentes de fazer as coisas. Enquanto a campanha em Wolfenstein 2 pode ser mais linear do que os jogos de mundo aberto como Fallout 4, isso não significa que haja apenas um caminho para percorrer do ponto A ao ponto B, e você sempre deve procurar o caminho mais diferente se você quiser tornar o jogo ainda mais interessante.

Estude suas Vantagens, escolha com cuidado

Com um total de 18 Vantagens para escolher, pode ser tentador apenas ir e começar a desbloquear cada uma delas. Em vez disso, certifique-se de que está estudando cada uma das Vantagens, seus efeitos e o que elas têm para oferecer antes de gastar seus pontos nelas. Você também será capaz de melhorar suas Vantagens cinco vezes, então certifique-se de verificar o que as melhorias fazem também.

Prefira a Faca

Munições não chegam a ser raras, mas não é bom desperdiçar quando se pode usar a faca. Tente caminhar por trás dos adversários e executá-los. É bom para evitar gastar bala e também para não chamar atenção de mais guardas e acabar criando uma enorme confusão sem motivo.

Troque suas Armas

Se precisar atirar, no entanto, esteja preparado para variar entre as suas armas. Há pistolas, submetralhadoras, fuzis e muito mais. Aperte o R1 (RB) e seu menu com o arsenal abrirá. Varie bastante, e note que sempre as últimas duas armas já selecionadas serão acionadas pelo botão triângulo (Y).

Como matar Robôs

Para matar robôs, tente surpreendê-los por trás. Seu ponto fraco é a parte traseira. Jogue uma granada, ele ficará paralisado, então dê a volta e atire. Assim, você conseguirá derrotá-los facilmente.

Deslize

Saber se mover com rapidez é fundamental. Além da corrida tradicional, tente dominar o movimento de deslize. Com ele, você consegue evitar ataques e ainda chega mais rápido a possíveis objetos para lhe proteger.

Não fique parado

Esqueça jogar como “camper”, parado atrás sempre de uma caixa ou pilastra. Em algumas situações, funciona, mas na maioria, se o inimigo te encontrar, ele vai atirar até destruir a caixa ou a parede e acabar te acertando. Movimentar-se pode ser uma opção bem melhor do que “camperar”.

Colete Itens

Explore bastante os ambientes. Em Wolfenstein: The New Order, há muito conteúdo disponível pelo caminho. Muitas armas, coletes, capacetes… Não perca nada! É possível terminar o jogo zerando as fases bem rápido, mas explore mais e você aproveita mais o game.

Configurações

O usuário pode escolher se quer que seu jogo tenha dicas de onde há estes itens, que ficarão brilhando no chão, e também pequenos tutoriais sobre as ações que pode fazer. Dependendo do seu perfil, isso pode facilitar muito o jogo, então pode-se remover estas funções, que são ativadas por padrão.

Fergus e Wyatt

Em um dado momento do jogo, você “opta” por um soldado ou outro e, a partir daí, desenvolve-se a trama. Você pode voltar ao menu de capítulos, regressar ao momento, e depois segui-la de outra forma no futuro. Assim, você explorará Wolfenstein: The New Order de duas formas diferentes.

Conteúdo extra

Além dos itens fundamentais para o jogo, o game ainda tem diversos easter eggs. É possível coletar obras, desbloquear os projetos conceituais de locais, as biografias dos personagens e solucionar enigmas em busca de recompensas. Não fique voltado somente à campanha linear, busque também estes extras.

Dificuldade, tiroteios e stealth

Wolfenstein sempre teve como característica o desafio das dificuldades. Com uma lista acima do normal, Wolfenstein 2: The New Colossus tem a dificuldade exata para você e para o seu desenvolvimento no jogo.

Você pode transformar o jogo no Call of Duty, no modo mais fácil. Ou pode transformar o jogo em uma mistura de Black com Dishonored nas dificuldades mais elevadas. Vamos focar na dificuldade mais normal, afinal de contas esse review tinha que sair o quanto antes não é mesmo?!

O jogo cobra de você um comportamento furtivo logo no início de sua jornada. Mostrando a importância de derrotar inimigos um a um sem ser visto. Pouco tempo depois temos que lidar com os oficiais de patente alta, que são responsáveis por acionar o alarme e transformar qualquer quartinho em um campo de guerra. Estes têm que ser eliminados o quanto antes e para isso o jogo te dá um indicador de distância e direção que eles se encontram. Não pense que isso facilita muito as coisas. Chegar até eles sem ser visto é um baita desafio e você com certeza morrerá bastante até encontrar a melhor maneira de fazê-lo.

Quando as coisas não dão certo ou quando você tem que partir pra cima é onde o jogo se consagra! Atirar em Wolfenstein 2 é uma das melhores experiências que eu já tive em jogos de tiro. Cada arma tem um impacto diferente, um coice diferente e um momento diferente. Não temos uma lista grande de armas, você terá em torno de 10 ou 12 opções, porém, completamente distintas. Além disso você deverá encontrar “partes” para poder melhorar cada uma das suas armas. Esses itens são encontrados durante as missões ou quando você termina alguma das simples missões secundárias que o jogo te possibilita, dentro da sua base. Coisas como tirar caixas do caminho ou alimentar um porco.

As batalhas são muito intensas e a IA do jogo te desafia a todo momento. Você escuta os inimigos se comunicando, planejando te flanquear ou lançar bombas e você que se vire, porque eles de fato vão fazer isso. É muito normal você tomar tiro pelas costas de um lugar que você achava seguro não chegar ninguém. Isso lembra bastante o jogo Black, um dos jogos mais queridos por amantes do FPS Hardcore. E isso é ótimo!

Mais da metade para o final do jogo, você poderá escolher acessórios que mudam completamente a maneira de lidar com fases seguintes. Você poderá escolher entre: ser ainda mais sorrateiro e caber em lugares mais estreitos, destruir paredes e portas com “ombradas”, ou ter pernas que te elevam, alcançando assim novas áreas para vasculhar ou se refugiar. Um belo fator replay para cada dificuldade que você decidir enfrentar.

Os inimigos possuem fortes armaduras que são destruídas conforme são atingidas, então não é interessante atirar de qualquer maneira, tiros pensados e sequenciais abatem mais rápido, headshots são decisivos. Aqui a sua habilidade é colocada a prova de uma maneira muito mais fina do que em jogos multiplayer.

Dicas finais

Você não precisa saber tudo antes de mergulhar em The New Colossus. Quem jogou o primeiro jogo vai continuar de onde ele parou. Mas, para quem é novo na franquia, reapresentamos a trama e os personagens, então você pode aproveitar o jogo de modo independente.

A sequência de abertura do jogo apresenta aos jogadores uma escolha de linha do tempo. Na linha do tempo de Fergus, você ganha acesso ao já conhecido Laserkraftwerk, uma multiferramenta de alta energia capaz de derreter aço e transformar nazistas em cinzas. Escolher a linha do tempo de Wyatt te recompensa com o novo Dieselkraftwerk, uma arma bruta detonada remotamente que dispara tubos aderentes cheios de diesel dos nazistas. Ambas as armas são melhoráveis para dar ainda mais poder de fogo para matar nazistas. Falando nisso…

Melhorias de arma oferecem uma nova forma de personalizar a sua experiência em The New Colossus. Kits de melhoria – que podem ser descobertos por todo o jogo – permitem que B. J. altere dramaticamente a funcionalidade e versatilidade do seu arsenal.

Lembre-se de aplicar seus kits de melhoria desde o início e com frequência. Sendo um jogador caótico que prefere carregadores estendidos para suas escopetas, um jogador furtivo que prefere supressores para a pistola e submetralhadora ou um jogador tático que prefere uma mira para o seu fuzil de assalto e um PEM para suas granadas, as melhorias de armas podem fazer toda a diferença no calor da batalha. Planeje de acordo e faça os nazistas tremerem nas calças!

Os dispositivos adicionam um novo elemento à jogada. Essas melhorias especiais complementam estilos de jogo diferentes. Prefere a rota furtiva? A armadura compressora espreme o corpo de B. J. para caber em canos pequenos e locais estreitos para surpreender inimigos em locais inesperados. Para uma abordagem mais tática, B. J. pode optar pelo locomotor de batalha – dispositivo mecânico que te dá uma visão de cima do campo de batalha, além de acesso a parapeitos, telhados e outros locais difíceis de acessar. E finalmente, as ombreiras de ataque são uma armadura reforçada que deixa B. J. destruir paredes de concreto e cair obliterar nazistas deixando apenas uma névoa sangrenta no caminho.

Não há “jeito certo” de fazer manejo duplo. Se quiser ser tático e carregar uma arma com silenciador em uma mão e um fuzil de assalto na outra, vá em frente. Ou se quiser ser furtivo, agachar com frequência, espreitar pelos cantos e adicionar um silenciador às suas pistolas também. Ou mesmo se quiser só carregar duas armas pesadas, encontrar uma Schockhammer e se divertir. Experimente levando em conta as suas habilidades, estilo de jogo e o próprio nível. E sinta-se livre para mudar quando quiser!

Embora suportemos estilos de jogo diferentes – furtivo, tático e caótico – isso não é normativo. Seja flexível e faça o que funcionar melhor em cada situação.

No estilo furtivo, o objetivo é matar silenciosamente, inimigo a inimigo. Mas se você for pego, sempre há a possibilidade de pegar duas armas e limpar a sala!

Os nossos níveis são ainda maiores em The New Colossus, então invista em exploração. Você pode encontrar caminhos alternativos ou uma abordagem diferente para enfrentar um inimigo. Quase sempre há outra opção se você estiver com dificuldades. Se desviar do objetivo principal vai oferecer uma experiência mais recompensadora.

Machadinhas estão em todos os lugares, então se lembre de jogá-las com frequência para realizar eliminações de um acerto em inimigos menos protegidos. E não se esqueça de recuperá-las depois para ter sempre um bom suprimento delas.

O Martelo de Eva, o submarino que você roubou dos nazistas no primeiro jogo, foi transformado em uma base da resistência. É aqui que você vai coordenar as missões que podem acionar a revolução americana. Certifique-se de explorá-lo entre missões para encontrar segredos e missões secundárias ou apenas para conhecer melhor a sua crescente família de guerreiros da resistência.

Referências:

X Games Viciados, Bethesda, Ultima ficha, techtudo, wikipedia.

Battlefield V

Battlefield V é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa, desenvolvido pela Criterion Games, EA DICE e publicado pela Electronic Arts. É o décimo sexto jogo da série Battlefield. Foi lançado mundialmente para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 20 de novembro de 2018. O jogo continua a partir de seu precursor Battlefield 1, concentrando-se na Segunda Guerra Mundial.

Comece com as Histórias de Guerra para um jogador

Uma narrativa antológica para um jogador conhecida como Histórias de Guerra coloca você em campos de batalha pouco conhecidos da Segunda Guerra, através de relatos pessoais de diferentes protagonistas. Esta coletânea de drama, ação e tragédia é jogada com as mesmas ferramentas do ambiente livre de Battlefield e é um ótimo lugar para aprender os elementos básicos que irá usar nos modos multiplayer.

Por exemplo, em Nordlys, você terá que se infiltrar em uma instalação inimiga, resgatar sua mãe e deter uma trama do Eixo. Para melhorar suas chances, os jogadores são incentivados a utilizar as táticas de reconhecimento e o arsenal preciso da Classe Batedor. Em Por Conta Própria, os jogadores podem sabotar uma base aérea alemã, derrubando aviões com plataformas antiaéreas ou roubando e usando um bombardeiro Stuka contra o inimigo.

Assim que completar essas histórias extraordinárias de pessoas comuns e aprender a dominar inimigos controlados pelo computador, você pode sempre ir direto para o multiplayer. Ou, assim que for lançado, aprimorar ainda mais a sua técnica no Campo de Treinamento.

Prepare-se no Campo de Treinamento de Battlefield V

Logo após o lançamento, você poderá testar seus tempos de reação, precisão e manuseio das armas de Battlefield V no Campo de Treinamento. Verifique os equipamentos de classe para ver o que combina, ou passeie à vontade com os veículos para garantir que você não será aquele jogador que prende o pelotão em uma vala.

Quando terminar de treinar, é hora de entrar na batalha.

Avalie os modos e mapas multiplayer

O peso da arma já está estável em suas mãos, e você já não hesita tanto entre cada disparo. Parece que você está pronto para o multiplayer, a atração principal do Battlefield V.

O destaque do multiplayer é a combinação de modos novos e icônicos e os lugares nos quais irá jogar. No lançamento, quatro países estarão representados em oito mapas de tamanhos diversos, de pequenos a imensos. Eles foram projetados para retratar locais pouco conhecidos, mas cruciais, da Segunda Guerra como arenas para até 64 jogadores.

Você não entrará no mapa de imediato, pois antes precisará escolher uma classe.

Escolha uma classe

As quatro classes icônicas Batedor, Suporte, Assalto e Médico estão de volta no Battlefield V, cada uma equipada com armas e dispositivos distintos que podem criar um pelotão para qualquer combate. Em qual você se encaixa? À medida que jogar, aprenderá o que funciona melhor para você.

Se você é um jogador que prefere ser furtivo e passivo, a classe Batedor será ideal. Apanhe os inimigos a longa distância com o rifle de precisão (sniper) e faça uso total de seus gadgets para fornecer aos seus companheiros de equipe muita inteligência, à medida que eles convergem em um objetivo.

Médico não é o papel favorito de todos, porém é essencial para que seu time e seu esquadrão prosperem no jogo. Use suas Reanimações Rápidas e Bolsas de Médicas para manter seus companheiros na luta por mais tempo. Ao capturar um ponto de conquista, um bom Médico pode ser a diferença entre garantir o ponto ou ser invadido por uma presença inimiga mais forte.

Frequentemente visto acompanhando o Médico temos o Assalto. Normalmente você os verá liderando um ataque a um objetivo contestado, onde contam com uma gama diversificada de rifles, fuzis de assalto altamente poderosos e gadgets, uma ótima combinação para desfazer qualquer avanço inimigo ou para empurrá-los de volta para seu respawn.

Por último, mas não menos importante, temos a classe Suporte. Armados com metralhadoras leves e médias, os jogadores de apoio têm o potencial de lançar uma barragem de fogo implacável com seus enormes estoques. Se você estiver jogando com outra classe, os jogadores de Suporte são sua fonte móvel para qualquer tipo de munição extra que possa precisar. Por isso, é importante saber onde o Suporte mais próximo está antes de ficar sem balas.

Os mapas, modos e classes oferecem aos jogadores a oportunidade de enfrentar uma ampla variedade de frentes, mas sabemos que isso pode ser demais para jogadores novos, então sugerimos seguir uma rota específica.

Comece com o Conquista

O modo Conquista é uma constante do Battlefield em que até 64 jogadores se dividem em equipes e trabalham em conjunto para controlar pontos-chave – bandeiras – no mapa. O Conquista é acessível em todos os mapas, então mesmo se for jogar apenas neste modo, eventualmente irá atuar em cada local.

Este modo foi feito para grandes equipes, então se ainda estiver aprendendo a jogar, a responsabilidade é dividida entre muitos o que permite cometer alguns erros. Os pontos com bandeiras estão em locais estratégicos, e a captura de cada uma irá exigir que você desbrave o mapa e descubra os seus detalhes e segredos.

Você pode passar um fim de semana inteiro apenas no Conquista, mas recomendamos que experimente todos os modos do Battlefield V quando se sentir confortável, como as Operações Grandiosas ou o bom e velho Cada Equipe Por Si. Algumas vezes você pode acabar ganhando, mas em outras não, pois isso é algo que acontece, e é algo que se aprende.

Continue mobilizando e estruturando sua Companhia de soldados

Assim que tiver praticado o suficiente e tiver se familiarizado bem com o jogo, concentre-se na construção da sua Companhia, o conjunto de soldados, armas e veículos que cresce e se transforma a quase cada minuto que você passa no campo de batalha.

Apenas jogando, você irá conquistar novas habilidades e opções de personalização que afetarão sua capacidade de manobrar, explorar e usar a evolução do campo de batalha a seu favor. Cada escolha tem seu impacto, e sua estratégia irá mudar assim que os Cursos da Guerra do pós-lançamento começarem. Mas você não precisa esperar!

Não esqueça de se curar

Nossa dica final é sempre lembrar de curar! Pode parecer uma bobagem, mas muitos se esquecem que, quando sob fogo pesado ou fugindo do inimigo, é muito fácil esquecer de reabastecer sua saúde. Portanto, manter-se informado sobre sua saúde é a chave para permanecer na batalha por mais tempo. Lembre-se de manter-se perto de Médicos amigáveis, que possam reabastecer seu pacote de saúde quando você estiver prestes a ser derrubado por um soldado inimigo.

Esteja atento aos arredores

Manter um olho no ambiente ao redor é importante, pois pode ajudá-lo a encontrar inimigos. Por exemplo, a grama alta sai do caminho quando você a atravessa, então se você ver um pequeno pedaço de mato se mover, pode ser um inimigo tentando emboscar você. Aproveite a oportunidade para detê-lo antes que ataque.

Também fique de olho nas montanhas. Nuvens de sujeira agora despencam de um soldado abatido que cai em direção ao chão. Manter-se atento a essas mudanças ambientais ajudará muito ao tentar localizar as forças inimigas.

Encare desafios e ganhe recompensas no jogo

Complete Designações Especiais e Ordens Diárias sempre que entrar em Battlefield V para ganhar Moedas da Companhia, que desbloqueiam opções de progressão para armas e veículos ou itens cosméticos como jaquetas, pinturas faciais e textura de armas.

As Designações Especiais são uma série de tarefas no jogo que desafiam suas habilidades no campo de batalha.

As Ordens Diárias são desafios menores que mudam diariamente, exigindo, por exemplo, que os jogadores reabasteçam seus companheiros de equipe um certo número de vezes, ou que destruam um número específico de veículos inimigos.

Designações e ordens

Uma das primeiras coisas que o game vai mostrar aos jogadores é a mesa de designações, algo extremamente importante para a sua jornada em Battlefield V. Veja os principais detalhes desta mecânica:

A mesa de designações vai te recompensar com Moedas de Companhia, que são utilizadas para comprar itens cosméticos.

As designações precisam ser selecionadas manualmente. Você pode ter quatro ao mesmo tempo, então tente garantir que estes espaços permaneçam preenchidos.

Você pode ter 14 designações na reserva. Descarte as missões que você não pretende fazer, porque elas vão evitar que novas designações apareçam na sua lista.

Só é necessário completar dois dos três desafios de cada designação, então não esquente a cabeça caso um deles pareça impossível.

Ordens são missões diárias que estão sempre ativas. Também oferecem Moedas de Companhia como recompensa.

Ordens serão atualizadas automaticamente, têm apenas um objetivo e dará um número de moedas que vão de acordo com a sua performance.

Armas

Algumas classes podem utilizar armas específicas e desbloquear outras conforme sobem de nível. Misture e combine o arsenal que você preferir!

Armas podem ser customizadas, o que pode ser feito no menu Sua Companhia. Selecione essa opção, escolha uma classe e então uma arma para ver as especializações que você pode desbloquear, cosméticos disponíveis e mais.

Quando você escolher uma classe e sua arma, fique com essa combinação por um tempo. Armas ganham pontos de experiência, assim como a classe, e as especializações vão oferecer melhorias em diferentes maneiras.

Está sem munição no meio da batalha? Troque para a sua arma secundária, que são perfeitamente viáveis em Battlefield V — na verdade, o revólver MK VI é potente o suficiente para ser uma arma primária, depois de muito treinamento, é claro.

Veículos

Desde a origem de Battlefield, os veículos são uma coluna central da jogabilidade pedra-papel-e-tesoura. Em Battlefield V, aviões, tanques e outros veículos terão um papel ainda mais dinâmico, então dominar seus pontos fortes e fracos é essencial. Você poderá usar veículos icônicos da Segunda Guerra Mundial para devastar as fortalezas inimigas, ou para rebocar armas fixas para maximizar seu poder de fogo devastador. Mas esteja avisado: você não é invencível só porque está cercado por aço ou voa acima do inimigo. Como sempre todos os jogadores possuem um calcanhar de Aquiles e, na guerra de exaustão, você precisa ficar de olho tanto na saúde do veículo quanto na munição.

Adapta-se a vida sem o Avistamento 3D 

O Battlefield V se livrou do famoso Avistamento em 3D. Pela primeira vez em anos, você pode ser discreto, mas não menos mortal. Disparar sua arma não fará com que você seja identificado automaticamente no minimapa, e você não estará correndo por aí com um triângulo laranja sobre sua cabeça sempre que alguém olhar para sua direção.

Se você não for atacado, você pode assumir que o inimigo não sabe que você está lá. O botão de avistamento agora coloca um marcador contextual, semelhante ao Rainbow Six Siege. Você pode usá-lo para alertar os companheiros de equipe para a direção geral que o inimigo está, mas é só isso.

O reflexo da mira é muito mais brilhante agora e vai ser isso que irá ajudá-lo a detectar os inimigos na maior parte do tempo em Battlefield 5. Detalhe, você não poderá retirar esse reflexo com especializações, portanto, use isso para sua vantagem para detectar os campers de plantão.

Em BFV a visibilidade de outros jogadores, o novo sistema de avistamento e outras variáveis precisarão de ajustes para se obter uma TTK que seja satisfatória para nós e para a comunidade.

Ganhe dinheiro com as Designações e Ordens (Assignments)

Uma boa maneira de obter Moedas da Companhia (dinheiro do game) e exp em Battlefield V é ficar atento nas “Designações e Ordens Diárias“. Ordens Diárias são pequenos desafios que mudam a cada dia, e você não precisará fazer nada para ativá-las.

Elas irão analisar sua progressão enquanto você joga, e tudo que precisa ser feito é completar os requerimentos, e assim, ganhar a recompensa. As Designações, por outro lado, vão precisar de um pouco mais de participação. Você terá quatro espaços para escolher quais designações quer seguir.

Para isto vá até o menu principal, e você também poderá ver sua progressão a qualquer momento durante uma partida apertando Esc e selecionando a opção adequada. Completar “Designações” te dará Moedas da Companhia e Exp. Seus requerimentos são maiores em relação as Ordens Diárias, e algumas vezes irão envolver vários modos de jogo para serem completadas.

Abuse do menu de reforços do seu esquadrão

Se você sempre gostou de liderar esquadrões, saiba que em Battlefield V a sua responsabilidade será ainda maior.

Cada coisa que você faz como parte do esquadrão contribui com “Pontos de Requisição“. Quanto mais organizado for seu esquadrão, mais rápido você irá pontuar. Battlefield V permite que líderes do esquadrão chamem reforços usando esses pontos.

O mais caro e devastador deles, é o Foguete V1/JB2. Você pode economizar pontos para chamar ele, ou gastar os pontos em reforços mais baratos. Tais como o tanque Crocodile ou o Sturmtiger, que podem ser obtidos apenas com Pontos de Requisição.

Além disso, você também pode chamar uma entrega aérea para sua equipe, ela irá incluir munição e caixas médicas, quase como uma estação de suprimento móvel.

Lembre-se que, mesmo que você escolha o local de entrega e envio do foguete, os tanques sempre irão aparecer no spawn da sua equipe.

Capture bandeiras mais rapidamente em “conquista” 

Entre nossas dicas e truques está a espécie de mecanismo oculto inserido na captura de pontos em Conquista. Se você ficar mais perto do mastro, a velocidade de captura aumentará.

Sim, por mais bizarro que pareça, estar bem embaixo da bandeira tem seus benefícios. É claro que você estará se tornando um alvo fácil para os defensores que se escondem em algum lugar na zona de captura, mas isso não significa que você não possa fazer isso funcionar a seu favor.

Se você tiver um ou mais companheiros de equipe cobrindo você, anunciar sua presença dessa maneira fará com que você seja atingido imediatamente, o que obviamente revelará seu atirador a todos os demais que capturarem a zona com você. Uma maneira insolente de expulsar os inimigos, mas funciona.

Dicas gerais

Objetivos podem ser capturados de qualquer lugar dentro do perímetro. Isso significa que você pode obter cobertura, utilizar esconderijos e mais. Não fique simplesmente exposto!

Paredes ou outros objetos no seu caminho? Quase tudo no campo de batalha de Battlefield V pode ser destruído. Aproveite.

Não tenha medo de pegar outras classes durante a batalha. Jogar de Assalto é divertido, mas nem sempre será necessário. O ritmo da partida vai indicar qual especialização é mais importante no momento.

Marque seus inimigos. Isso vai fazer com que os adversários marcados apareçam para os seus aliados, enquanto objetivos marcados vão gerar pontos extras para os esquadrões.

Fortificações são ótimas ferramentas inéditas de Battlefield V. Qualquer classe pode utilizá-las e contribuir com as defesas do time, embora algumas construções são específicas de certas classes.

Referências:

EA, Battlhefield, Torcedores, Br Ing, Red Bull, Wikipedia.

Call of Duty

Call of Duty (frequentemente abreviado como CoD) é uma série de videojogos na primeira pessoa. A série começou no PC, mais tarde expandindo-se para os vários tipos de consoles. Também foram lançados vários jogos spin-off. Os primeiros títulos têm como cenário a Segunda Guerra Mundial, incluindo Call of Duty, Call of Duty 2 e Call of Duty 3. Começando em Call of Duty 4: Modern Warfare, que se desenrola nos tempos modernos, a série retirou o seu foco da Segunda Guerra Mundial. Modern Warfare (2007) foi seguido por Call of Duty: World at War e Call of Duty: Modern Warfare 2. Black Ops (2010) decorre na Guerra Fria, enquanto que Modern Warfare 3 (2011) acontece num futuro próximo. Black Ops II (2012) decorre essencialmente no ano 2025. Call of Duty: Ghosts foi lançado em 2013. Em Maio de 2014 foi anunciado Advanced Warfare e lançado em Novembro desse ano. Em Abril de 2015, a Treyarch revelou Black Ops III, lançado em Novembro de 2015. Em Novembro de 2016 lançou Call of Duty: Infinite Warfare. Em Novembro de 2017 lançou Call of Duty: World War II, que marca o retorno da série para temática da Segunda Guerra Mundial. Em Março de 2018, a Treyarch anunciou Call of Duty: Black Ops III, que foi lançado em 12 de Outubro de 2018.

Os jogos Call of Duty são publicados e propriedade da Activision. Enquanto que o estúdio Infinity Ward ainda é o principal produtor, a Treyarch também já produziu alguns títulos onde a história está interligada entre eles. Alguns jogos já foram produzidos pela Gray Matter Interactive, Nokia, Exakt Entertainment, Spark Unlimited, Amaze Entertainment, n-Space, Aspyr, Rebellion Developments, Ideaworks Game Studio, Sledgehammer Games e nStigate Games. Os jogos usam vários motores incluindo id Tech 3, o Treyarch NGL e o IW 5.0.

Em janeiro de 2016, já tinham sido vendidas mais de 250 milhões de cópias de jogos Call of Duty. Em particular, Call of Duty: Black Ops é o jogo mais vendido da série, com um total de 30.5 milhões de cópias vendidas. De acordo com a Activision, as vendas dos jogos Call of Duty já ultrapassaram os US$15 bilhões.

Elementos

Temática

Os primeiros jogos dessa série, desde o original Call of Duty até Call of Duty 3, estão ambientados na Segunda Guerra Mundial e são baseados em fatos históricos, alguns muito conhecidos como a Batalha da Normandia ou a defesa do território russo por parte do Exército Vermelho, recriando as batalhas mais importantes, levando o jogador a uma série de cenários na Europa e no norte da África, e sempre na pele de um inglês, americano ou soviético, ou em algumas vezes, francês ou canadense. O quinto jogo, Call of Duty: World at War, volta ao cenário da Segunda Guerra Mundial. As principais características do jogo são estar focado principalmente nos conflitos que ocorreram no Pacífico (que só haviam sido representados em Medal of Honor: Pacific Assault e Medal of Honor: Rising Sun) e o realismo implementado nas batalhas, que acrescenta a jogabilidade clássica da série, com mais sangue nos impactos de bala, amputações, incinerações, e em geral uma temática mais crua e realista da Guerra.

Call of Duty: Black Ops representa, pela primeira vez na série, a Guerra Fria sendo uma sequência direta de Call of Duty: World at War ao mostrar personagens já conhecidos, entre eles, Dimitri Petrenko e Viktor Reznov, este último, tendo um papel significativo no jogo por ser um dos personagens principais.

Dois jogos da série principal saem das guerras histórias baseadas em fatos reais e criam guerras modernas fictícias que tentam refletir o caráter dos conflitos modernos. A mudança radical ocorre no quarto título da série principal, Call of Duty 4: Modern Warfare, que tem como cenários a Europa Oriental e o Oriente Médio onde o jogador encarna membros do Serviço Aéreo Especial britânico (SAS) e do Corpo de Fuzileiros Navaisamericanos. Nesses cenários o jogador enfrentará grupos terroristas russos. Call of Duty: Modern Warfare 2 segue os acontecimentos de seu antecessor, seguindo os cenários na Europa Oriental, e segue com ex-membros do Serviço Aéreo Especial britânico, que passam a ser chamados de “Task Force 141”.

Série principal

Jogos da “Segunda Guerra Mundial”

Call of Duty

Call of Duty é um videojogo baseado no motor Quake III Arena engine (id Tech 3), lançado em Outubro de 2003 exclusivamente para PC, marcando a criação da franquia. Foi produzido pela Infinity Ward e publicado pela Activision. O jogo simula a infantaria e as forças combinadas da Segunda Guerra Mundial.

Call of Duty 2

CoD 2 é a sequência do aclamado Call of Duty. Foi produzido pela Infinity Ward e publicado pela Activision. A ação também decorre na Segunda Guerra Mundial através da perspectiva de vários exércitos. Foi lançado em Outubro de 2005 para PC, em Novembro de 2005 para Xbox 360, em Junho de 2006 para Mac OS X. Foram feitas outras versões móveis.

Call of Duty 3

CoD 3 é o terceiro jogo da série Call of Duty. Lançado em Novembro de 2006, o jogo foi produzido pela Treyarch, o primeiro Call of Duty que não teve produção da Infinity Ward. Foi também o primeiro a não ser lançado para PC.

Call of Duty: World at War

CoD: World at War foi produzido pela Treyarch e serve com prólogo para Black Ops. World at Warregressa ao cenário histórico da Segunda Guerra Mundial. Em Junho de 2009, Call of Duty: World at War já tinha vendido mais de 11 milhões de cópias.

Call of Duty: WWII

CoD: WWII é o décimo quarto título principal da franquia, trouxe de volta a temática da segunda guerra mundial. Produzido pela Sledgehammer Games e lançado dia 3 de novembro de 2017.

História de “Modern Warfare”

Call of Duty 4: Modern Warfare

CoD 4: Modern Warfare é o quarto jogo da série principal, produzido pela Infinity Ward. Foi o primeiro jogo da série que não tem como cenário a Segunda Guerra Mundial, mas sim os tempos modernos. Em Maio de 2009, Call of Duty 4: Modern Warfare já tinha vendido mais de 13 milhões de cópias.

Call of Duty : Modern Warfare 2

Call of Duty: Modern Warfare 2 é o sexto jogo principal da série. Foi produzido pela Infinity Ward e publicado pela Activision.

Call of Duty : Modern Warfare 3

CoD: Modern Warfare 3 foi desenvolvido pela Infinity Ward e pela Sledgehammer Games com a assistência da Raven Software. É o sétimo jogo da série Call of Duty e o terceiro da saga Modern Warfare sendo uma sequela direta de Modern Warfare 2. A Sledgehammer Games, apontou para um jogo “livre de erros” (“bug free” em inglês) pela primeira vez na série, estabelecendo assim uma meta para as pontuações de crítica do site Metacritic acima de 95%. É também o primeiro jogo da série a ter suporte para jogadores daltónicos.

História de “Black Ops”

Call of Duty: Black Ops

CoD: Black Ops produzido pela Treyarch e publicado pela Activision em 2010. O sétimo titulo Call of Duty, e o terceiro da série criada pela Treyarch, Black Ops é o primeiro jogo da série que decorre na Guerra Fria e em parte durante a Guerra do Vietname.

Call of Duty: Black Ops II

CoD: Black Ops II foi anunciado oficialmente a 1 de Maio de 2012. Black Ops II é o primeiro Call of Duty que tem como cenário um ambiente de ficção cientifica com armas futuristas.

Call of Duty: Black Ops III

CoD: Black Ops III é um videojogo de 2015 do género first-person shooter, produzido pela Treyarch e publicado pela Activision. É o décimo segundo jogo principal da série Call of Duty e o terceiro do arco de história Black Ops. A 9 de Abril de 2015 a Activision lançou a campanha #backinblack, revelando mais tarde em várias plataformas oficiais que um novo Black Ops estava em produção. Black Ops III foi então formalmente mostrado a 26 de Abril de 2015 com data de lançamento prevista para 6 de Novembro de 2015 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

De acordo com a descrição, Call of Duty: Black Ops III “atira os jogadores para um futuro negro e distorcido em que uma nova raça de soldados Black Ops emerge”. O jogo terá o regresso do modo ‘Zombies’.

Call of Duty: Black Ops IV

CoD: Black Ops IIII foi anunciado no dia 17 de Maio de 2018, não atendendo a expectativa dos fans que rondava uma contextualização histórica de um presente ou passado, esse titulo esta localizado alguns anos antes dos acontecimentos de seu antecessor (Black ops III). Esse é o primeiro da franquia a não possuir modo história, entretanto apresenta seu modo análogo ao Battle Royale chamado de Blackout.

Esse game inicialmente possui 3 mapas de zombies, IX, Voyage of Despair e Blood of the Dead, (esse que é um remaster da Mob of the dead, mas conta com uma história diferente). Por se passar em um universo paralelo, o lore desse modo conta com personagens diferentes dos clássicos.

Outras histórias

Call of Duty: Ghosts

CoD: Ghosts é o décimo jogo da série, produzido pela Infinity Ward. Foi lançado em novembro de 2013.

Call of Duty: Advanced Warfare

CoD: Advanced Warfare é um videojogo do género tiro em primeira pessoa (first-person shooter) produzido pela Sledgehammer Games e publicado pela Activision (Square Enix no Japão). É o décimo primeiro jogo principal da série Call of Duty e o primeiro a ser produzido principalmente pela Sledgehammer Games. Foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox One, Xbox 360 e PlayStation 3 no dia 4 de Novembro de 2014. Tal como Black Ops II e Black Ops III, Advanced Warfare tem um cenário e armas futuristas e apresenta o actor Kevin Spacey com o antagonista do jogo.

Call of Duty: Infinite Warfare

CoD: Infinite Warfare é o décimo terceiro título série desenvolvido pela Infinity Ward, e publicado pela Activision. O jogo foi lançado em 4 de novembro de 2016.

CALL OF DUTY: BLACK OPS 4

Game abdica de Modo Campanha para oferecer uma experiência maior em seus modos multiplayers

Era uma vez o Modo Campanha…

Depois de muitas reclamações por conta de enredo e tempo de duração, Black Ops 4 chega pela primeira vez sem um Modo Campanha. Coube a Treyarch oferecer um vasto material multiplayer para compensar o preço do seu game – que continua o mesmo de um lançamento normal. Esse “vazio” é compensado pela quantidade de opções que as partidas multijogador trazem. Desde os modos mais antigos, até os mais recentes Zumbis e Blackout.

Novos e tradicionais modos 

O novo Black Ops 4 mescla modos populares na franquia com outros que prometem muito, principalmente no que diz respeito ao cenário competitivo. São eles:

Assalto – Um nov Modo no melhor estilo Counter Strike. Nele, cada equipe começa com uma limitada quantia em dinheiro, onde precisa vencer partidas e evitar o abate para acumular mas grana e melhorar seu armamento. O intuito da partida é extrair uma mala de dinheiro primeiro do que o time adversário, ou eliminar todos os seus adversários na partida.

Controle – O modo alterna as equipes entre atacar e defender uma determinada área. Ele funciona de uma forma bem parecida com o popular modo do game Overwatch que possui o mesmo objetivo.

MME Caos – Sem dúvida o modo mais famoso da franquia, MME Caos traz um mata mata em equipe de seis jogadores contra seis da outra equipe. Vence o time que obter o máximo número de abates dentro de um determinado tempo. 

Contra Todos – Outro popular modo que colocar de 6 a 8 todos contra todos. O seu objetivo é sobreviver o máximo de tempo possível eliminando todos os jogadores que cruzarem o seu caminho. 

Captura – Mais um popular modo que marcar presença em Black Ops 4. Seu objetivo é capturar a bandeira do time adversário ao mesmo tempo em que protege a sua. 

De todos eles, gostei demais de como Assalto é representado. É de longo o mais popular e disputado. Modos como Controle levam um certo tempo até que jogadores preencham todas as equipes, o que não acontece em Assalto, mostrando mais uma vez a popularidade que ele ganhou. 

Blackout é o Battle Royale que esbanja qualidade

Uma das novidades mais aguardadas de Call of Duty: Black Ops 4 é o seu modo Battle Royale. Chamado de Blackout, ele coloca até 100 jogadores em um mapa onde todos lutam contra todos, com a possibilidade de ser disputado de forma solitária, em dupla ou em quartetos. 

E, para se destacar em um gênero no qual PUBG e Fortnite reinam absolutos, Black Ops 4 apostou no que faz de melhor: sua jogabilidade. Não há como negar a similaridade com os concorrentes, entretanto, quando o game começa para valer, é impossível não notar o quanto o game da Activision roda melhor e de uma forma mais natural.

Para começar, o modo roda a lisos 60 quadros por segundos até mesmo nos consoles (PS4 e Xbox One). A parte visual também não deixa a desejar, já que mesmo com um mapa enorme e repleto de detalhes, não há elementos sem detalhamentos ou estruturas simples. Ou seja, o mesmo visual de outros modos, como o antigo Campanha e os Multiplayers, se mantém inalterado em Blackout. 

O que também diferencia o modo é a forma com que o jogo força as partidas a terminarem de uma forma mais rápida. A começar pelo recolhimento de itens e armamentos, que achei muito mais simples do que em PUBG, por exemplo. Praticamente todos os lugares do mapa me ofereceram um equipamento justo para iniciar o combate franco. Claro que, quanto mais eu vasculhei, melhores opções encontrei.  A velocidade com que o círculo de proteção se movimenta também é mais rápida. Me arrisco a dizer que o tempo de uma partida de Blackout é metade do que uma de PUBG. 

E para completar, a facilidade de encontrar veículos para uma locomoção mais rápida ajuda muito a iniciar o combate. Há carros, lanchas e até helicópteros que ajudam a atingir áreas mais distantes em tempos menores, porém, há sempre o fator exposição jogando contra. Em outras palavras, usar um desses meios de transporte faz com que outros jogadores descubram você mais facilmente no jogo. Entretanto, cabe a cada um decidir qual a melhor estratégia. 

Acredito que não levará muito tempo para que Blackout seja uma referência no gênero. Talvez ainda demore um pouco por conta do seu preço, já que não é possível adquirir somente o modo separado. 

Zumbis no Titanic, em Alcatraz e Arenas de Gladiadores

Black Ops 4 também é a confirmação de que o seu Modo Zumbi deixou de ser apenas um complemento e tornou-se um item obrigatório na franquia. Dessa vez, há quatro tipos de cenários para encarar as criaturas do inferno, como Cruzeiro do Desespero, que leva os jogadores para um confronto dentro do Titanic em naufrágio. 

Por mais que seja um tanto absurdo ter que encarar os mortos vivos dentro da famosa embarcação, o enredo cai como uma luva para o modo. A começar pelo trajeto dentro do navio que ficou imortalizado nos cinemas. Há desde a parte externa onde o iceberg atinge em cheio o casco, até os corredores e a famosa escada onde muitos dos eventos o longo se passam por lá. Para completar, os monstros também trazem uma caracterização inspirada na obra de James Cameron, com vestimentas de funcionários e tripulantes. Confesso que procurei Jack e Rose, mas já deveriam estar à deriva no mar. 

Com o game rolando, a dificuldade do modo é bem mais amena do que em outras versões. Há quatro níveis de configuração, cujo mais alta é impiedoso ao ponto do jogador não durar mais que cinco rodadas. A inclusão dos frascos e habilidades acaba criando uma cara nova ao modo, fazendo com que ele seja mais tático do que o convencional, fazendo com que haja uma conversa antes da partida para organizar quem usará o que. 

A grande novidade fica por conta da configuração de pilastras de habilidades. Você vai se deparar com quatro delas ao longo do cenário, e cada uma contará com um tipo de vantagem na qual você mesmo escolhe ao longo do jogo. Logo depois de uma série de partidas no Titanic, comecei a recordar mais facilmente da localização de cada um, o que me facilitou na hora de escolher qual habilidade pôr no pilar mais fácil de ser encontrado. 

Além de Cruzeiro do Desespero, você também pode conferir os capítulos IX, que leva os jogadores a uma espécie de Arena de Gladiadores, e o Sangue dos Mortos, onde é preciso encarar a prisão de Alcatraz repleta de criaturas. Apesar do primeiro ser o mais divertido de todos, é interessante adentrar a famosa prisão, entretanto, achei o mapa um pouco confuso e sem grandes áreas de escapes. 

Vale ressaltar que é possível jogar cada um desses modos de uma forma solitária com ou sem bots. Eles também funcionam de forma offline, o que também ajuda aqueles que buscam diversão sem a necessidade de estarem conectados. 

Visual continua sendo um show à parte

A parte visual de Call of Duty: Black Ops 4 mantém o padrão de qualidade da série. Praticamente todos os seus cenários, independente do modo, trazem um nível de detalhamento que me agradou demais. E o melhor, mesmo diante de tantas informações, o jogo não perde em nenhum momento a sua velocidade e deixa de rodar a 60 fps. 

A personalização do seu armamento também é muito bem representada. Agora você pode criar uma identidade única para suas pistolas, metralhadoras, etc, dando uma composição de cores e símbolos únicas. Essa possibilidade traz um elemento a mais, permitindo até mesmo que você inventasse uma marca de um clã para ser usadas nas partidas multiplayers. 

E por fim, as animações antes de alguns modos, como o Zumbis, também agrada bastante. É divertido ver os acontecimentos que antecedem a presença das criaturas no Titanic, ou a movimentação dos monstros prestes a adentrarem a arena de combate no melhor estilo Gladiador. 

Conclusão

Call of Duty: Black Ops 4 chega como um dos melhores jogos multiplayers da atualidade. Apesar de não contar com um Modo Campanha e trazer uma limitação para jogadores que preferem partidas offline, a inclusão de novos modos, de um Battle Royale viciante, e um modo Zumbi ainda mais divertido, justifica a aquisição do título. 

Referências:

Wikipedia, techtudo.