Wolfenstein II: The New Colossus

Wolfenstein II: The New Colossus é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela MachineGames e publicado pela Bethesda Softworks. Foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em outubro de 2017, com uma versão para Nintendo Switch estreando em junho de 2018. É o oitavo título principal da série Wolfenstein e uma sequência direta de Wolfenstein: The New Order de 2014, se passando nos Estados Unidos durante a década de 1960 em uma história alternativa em que a Alemanha Nazista venceu a Segunda Guerra Mundial. A narrativa segue o soltado norte-americano B.J. Blazkowicz e seus aliados enquanto lutam para combater e derrubar o regime nazista que tomou seu país natal.

A história é organizada em capítulos, que os jogadores completam para progredir. Uma escolha no prólogo altera o enredo inteiro do jogo; alguns caracteres e pequenos pontos de plotagem são substituídos em todas as linhas do tempo. O jogo apresenta uma variedade de armas, a maioria das quais pode ser de dupla empunhadura. Um sistema de cobertura também está presente. Continuando com o New Order, a equipe de desenvolvimento teve como objetivo caracterizar Blazkowicz para os jogadores adotarem sua personalidade.

Wolfenstein II: The New Colossus foi lançado com uma resposta crítica positiva. Um elogio especial foi dirigido aos personagens, narrativa, mecânica de tiro, bem como a apresentação geral do jogo. O jogo foi indicado para vários prêmios de fim de ano, incluindo indicações ao 35º Annual Golden Joystick Awards e ao The Game Awards 2017, o último em que recebeu o prêmio de “Melhor Jogo de Ação”.

Jogabilidade

Wolfenstein II: The New Colossus é um jogo de tiro de ação e aventura executado a partir de uma perspectiva em primeira pessoa. Para progredir na história, os jogadores lutam contra inimigos ao longo dos níveis. O jogo utiliza um sistema de saúde no qual a saúde dos jogadores é dividida em seções separadas que se regeneram; se uma seção inteira for perdida, os jogadores devem usar um pacote de saúde para reabastecer a saúde perdida. Os jogadores usam ataques corpo a corpo, armas de fogo e explosivos para lutar contra inimigos e podem correr, pular e ocasionalmente nadar para navegar pelos locais. Ataques corpo-a-corpo podem ser usados ​​para derrubar inimigos sem serem detectados. Alternativamente, os jogadores podem emboscar inimigos, o que muitas vezes resulta em um tiroteio intenso entre as duas partes. Comandantes inimigos podem pedir reforços várias vezes.

Um sistema de cobertura pode ser usado em combate como assistência contra inimigos. Os jogadores têm a capacidade de se apoiar, cobrir e ocultar, o que pode ser usado como uma vantagem tática durante tiroteios e níveis furtivos. Palafitas também estão disponíveis durante alguns segmentos de jogo para mais uma vantagem tática. O jogo oferece aos jogadores uma ampla variedade de opções de armas; eles podem ser encontrados no chão, recuperados de inimigos mortos ou removidos de sua posição estacionária e carregados. A munição de armas deve ser recuperada manualmente do solo ou de inimigos mortos. Os jogadores têm acesso a um inventário de armas, o que permite que eles carreguem tantas armas quanto encontrarem. Os jogadores têm a capacidade de misturar livremente armas para empunhar duas vezes, dando-lhes uma vantagem sobre os inimigos, causando o dobro de dano. Os jogadores também podem personalizar armas através do uso de atualizações. Escopos e supressores também podem ser ligados a armas.

A América caiu

Forças nazistas andam livremente pelas ruas, sem controle nem resistência. Mas não por muito tempo. B. J. Blazkowicz está de volta em Wolfenstein II: The New Colossus, e ele está pronto para liderar a resistência e revidar. Com o lançamento de Wolfenstein II essa sexta-feira, montamos todo um dossiê cheio de informações para ajudar você a libertar a América. Da história e da ambientação às armas, à jogabilidade e mais, aqui tem tudo que você precisa saber sobre The New Colossus.

Histórica e Ambientação

Nazistas em Main Street, EUA. Um elenco de personagens coloridos. E um retrato do verdadeiro mal. Vejam esses destaques e assistam aos vídeos que mostram tudo, desde os novos cenários do jogo até o novos aliados de B. J. – e um velho inimigo.

Mate o Kommandant

A primeira dica que queremos dar é simples. Ao jogar através de Wolfenstein 2: The New Colossus, você terá a oportunidade de encontrar e eliminar os Kommandants, que podem chamar reforços. Embora esses inimigos não sejam excepcionalmente difíceis de matar, sua capacidade de chamar reforços pode realmente te prejudicar, então, matá-los será uma boa ideia à medida que você explora o mundo e encontra todos os segredos escondidos que dos nazistas.

Você também adquirirá Códigos de Enigma de qualquer Kommandant que você mata, e você pode usá-los na Enigma Machine para desbloquear missões secretas chamadas Überkommandant. Essas missões secretas permitirão matar inimigos nazistas de alto escalão, dando-lhe ainda mais a fazer no jogo.

Procure Colecionáveis

Há mais de 200 objetos colecionáveis escondidos em torno do mundo do jogo. Os colecionáveis contam mais sobre a história do jogo de forma profunda, que é algo que qualquer fã de Wolfenstein poderá apreciar. Portanto, não tenha medo de aproveitar seu tempo e explorar cada sala que você vê.

Use seu Mapa

Pode ser tentador ignorar o mapa em um FPS, mas fazer isso em Wolfenstein 2: The New Colossus significa que você vai perder muita coisa. Explorar o mundo é sempre uma boa ideia em jogos como o Wolfenstein 2, e ignorar o mapa significa que você vai perder os itens vitais para entender a história do jogo, como colecionáveis ​​e outras coisas. Certifique-se de usar seu mapa para ficar atento a coisas que você ainda obteve, e certifique-se de obtê-las para aproveitar ao máximo o deslumbrante e arrepiante mundo do jogo.

Usar seu mapa também significa que você poderá encontrar maneiras diferentes de fazer as coisas. Enquanto a campanha em Wolfenstein 2 pode ser mais linear do que os jogos de mundo aberto como Fallout 4, isso não significa que haja apenas um caminho para percorrer do ponto A ao ponto B, e você sempre deve procurar o caminho mais diferente se você quiser tornar o jogo ainda mais interessante.

Estude suas Vantagens, escolha com cuidado

Com um total de 18 Vantagens para escolher, pode ser tentador apenas ir e começar a desbloquear cada uma delas. Em vez disso, certifique-se de que está estudando cada uma das Vantagens, seus efeitos e o que elas têm para oferecer antes de gastar seus pontos nelas. Você também será capaz de melhorar suas Vantagens cinco vezes, então certifique-se de verificar o que as melhorias fazem também.

Prefira a Faca

Munições não chegam a ser raras, mas não é bom desperdiçar quando se pode usar a faca. Tente caminhar por trás dos adversários e executá-los. É bom para evitar gastar bala e também para não chamar atenção de mais guardas e acabar criando uma enorme confusão sem motivo.

Troque suas Armas

Se precisar atirar, no entanto, esteja preparado para variar entre as suas armas. Há pistolas, submetralhadoras, fuzis e muito mais. Aperte o R1 (RB) e seu menu com o arsenal abrirá. Varie bastante, e note que sempre as últimas duas armas já selecionadas serão acionadas pelo botão triângulo (Y).

Como matar Robôs

Para matar robôs, tente surpreendê-los por trás. Seu ponto fraco é a parte traseira. Jogue uma granada, ele ficará paralisado, então dê a volta e atire. Assim, você conseguirá derrotá-los facilmente.

Deslize

Saber se mover com rapidez é fundamental. Além da corrida tradicional, tente dominar o movimento de deslize. Com ele, você consegue evitar ataques e ainda chega mais rápido a possíveis objetos para lhe proteger.

Não fique parado

Esqueça jogar como “camper”, parado atrás sempre de uma caixa ou pilastra. Em algumas situações, funciona, mas na maioria, se o inimigo te encontrar, ele vai atirar até destruir a caixa ou a parede e acabar te acertando. Movimentar-se pode ser uma opção bem melhor do que “camperar”.

Colete Itens

Explore bastante os ambientes. Em Wolfenstein: The New Order, há muito conteúdo disponível pelo caminho. Muitas armas, coletes, capacetes… Não perca nada! É possível terminar o jogo zerando as fases bem rápido, mas explore mais e você aproveita mais o game.

Configurações

O usuário pode escolher se quer que seu jogo tenha dicas de onde há estes itens, que ficarão brilhando no chão, e também pequenos tutoriais sobre as ações que pode fazer. Dependendo do seu perfil, isso pode facilitar muito o jogo, então pode-se remover estas funções, que são ativadas por padrão.

Fergus e Wyatt

Em um dado momento do jogo, você “opta” por um soldado ou outro e, a partir daí, desenvolve-se a trama. Você pode voltar ao menu de capítulos, regressar ao momento, e depois segui-la de outra forma no futuro. Assim, você explorará Wolfenstein: The New Order de duas formas diferentes.

Conteúdo extra

Além dos itens fundamentais para o jogo, o game ainda tem diversos easter eggs. É possível coletar obras, desbloquear os projetos conceituais de locais, as biografias dos personagens e solucionar enigmas em busca de recompensas. Não fique voltado somente à campanha linear, busque também estes extras.

Dificuldade, tiroteios e stealth

Wolfenstein sempre teve como característica o desafio das dificuldades. Com uma lista acima do normal, Wolfenstein 2: The New Colossus tem a dificuldade exata para você e para o seu desenvolvimento no jogo.

Você pode transformar o jogo no Call of Duty, no modo mais fácil. Ou pode transformar o jogo em uma mistura de Black com Dishonored nas dificuldades mais elevadas. Vamos focar na dificuldade mais normal, afinal de contas esse review tinha que sair o quanto antes não é mesmo?!

O jogo cobra de você um comportamento furtivo logo no início de sua jornada. Mostrando a importância de derrotar inimigos um a um sem ser visto. Pouco tempo depois temos que lidar com os oficiais de patente alta, que são responsáveis por acionar o alarme e transformar qualquer quartinho em um campo de guerra. Estes têm que ser eliminados o quanto antes e para isso o jogo te dá um indicador de distância e direção que eles se encontram. Não pense que isso facilita muito as coisas. Chegar até eles sem ser visto é um baita desafio e você com certeza morrerá bastante até encontrar a melhor maneira de fazê-lo.

Quando as coisas não dão certo ou quando você tem que partir pra cima é onde o jogo se consagra! Atirar em Wolfenstein 2 é uma das melhores experiências que eu já tive em jogos de tiro. Cada arma tem um impacto diferente, um coice diferente e um momento diferente. Não temos uma lista grande de armas, você terá em torno de 10 ou 12 opções, porém, completamente distintas. Além disso você deverá encontrar “partes” para poder melhorar cada uma das suas armas. Esses itens são encontrados durante as missões ou quando você termina alguma das simples missões secundárias que o jogo te possibilita, dentro da sua base. Coisas como tirar caixas do caminho ou alimentar um porco.

As batalhas são muito intensas e a IA do jogo te desafia a todo momento. Você escuta os inimigos se comunicando, planejando te flanquear ou lançar bombas e você que se vire, porque eles de fato vão fazer isso. É muito normal você tomar tiro pelas costas de um lugar que você achava seguro não chegar ninguém. Isso lembra bastante o jogo Black, um dos jogos mais queridos por amantes do FPS Hardcore. E isso é ótimo!

Mais da metade para o final do jogo, você poderá escolher acessórios que mudam completamente a maneira de lidar com fases seguintes. Você poderá escolher entre: ser ainda mais sorrateiro e caber em lugares mais estreitos, destruir paredes e portas com “ombradas”, ou ter pernas que te elevam, alcançando assim novas áreas para vasculhar ou se refugiar. Um belo fator replay para cada dificuldade que você decidir enfrentar.

Os inimigos possuem fortes armaduras que são destruídas conforme são atingidas, então não é interessante atirar de qualquer maneira, tiros pensados e sequenciais abatem mais rápido, headshots são decisivos. Aqui a sua habilidade é colocada a prova de uma maneira muito mais fina do que em jogos multiplayer.

Dicas finais

Você não precisa saber tudo antes de mergulhar em The New Colossus. Quem jogou o primeiro jogo vai continuar de onde ele parou. Mas, para quem é novo na franquia, reapresentamos a trama e os personagens, então você pode aproveitar o jogo de modo independente.

A sequência de abertura do jogo apresenta aos jogadores uma escolha de linha do tempo. Na linha do tempo de Fergus, você ganha acesso ao já conhecido Laserkraftwerk, uma multiferramenta de alta energia capaz de derreter aço e transformar nazistas em cinzas. Escolher a linha do tempo de Wyatt te recompensa com o novo Dieselkraftwerk, uma arma bruta detonada remotamente que dispara tubos aderentes cheios de diesel dos nazistas. Ambas as armas são melhoráveis para dar ainda mais poder de fogo para matar nazistas. Falando nisso…

Melhorias de arma oferecem uma nova forma de personalizar a sua experiência em The New Colossus. Kits de melhoria – que podem ser descobertos por todo o jogo – permitem que B. J. altere dramaticamente a funcionalidade e versatilidade do seu arsenal.

Lembre-se de aplicar seus kits de melhoria desde o início e com frequência. Sendo um jogador caótico que prefere carregadores estendidos para suas escopetas, um jogador furtivo que prefere supressores para a pistola e submetralhadora ou um jogador tático que prefere uma mira para o seu fuzil de assalto e um PEM para suas granadas, as melhorias de armas podem fazer toda a diferença no calor da batalha. Planeje de acordo e faça os nazistas tremerem nas calças!

Os dispositivos adicionam um novo elemento à jogada. Essas melhorias especiais complementam estilos de jogo diferentes. Prefere a rota furtiva? A armadura compressora espreme o corpo de B. J. para caber em canos pequenos e locais estreitos para surpreender inimigos em locais inesperados. Para uma abordagem mais tática, B. J. pode optar pelo locomotor de batalha – dispositivo mecânico que te dá uma visão de cima do campo de batalha, além de acesso a parapeitos, telhados e outros locais difíceis de acessar. E finalmente, as ombreiras de ataque são uma armadura reforçada que deixa B. J. destruir paredes de concreto e cair obliterar nazistas deixando apenas uma névoa sangrenta no caminho.

Não há “jeito certo” de fazer manejo duplo. Se quiser ser tático e carregar uma arma com silenciador em uma mão e um fuzil de assalto na outra, vá em frente. Ou se quiser ser furtivo, agachar com frequência, espreitar pelos cantos e adicionar um silenciador às suas pistolas também. Ou mesmo se quiser só carregar duas armas pesadas, encontrar uma Schockhammer e se divertir. Experimente levando em conta as suas habilidades, estilo de jogo e o próprio nível. E sinta-se livre para mudar quando quiser!

Embora suportemos estilos de jogo diferentes – furtivo, tático e caótico – isso não é normativo. Seja flexível e faça o que funcionar melhor em cada situação.

No estilo furtivo, o objetivo é matar silenciosamente, inimigo a inimigo. Mas se você for pego, sempre há a possibilidade de pegar duas armas e limpar a sala!

Os nossos níveis são ainda maiores em The New Colossus, então invista em exploração. Você pode encontrar caminhos alternativos ou uma abordagem diferente para enfrentar um inimigo. Quase sempre há outra opção se você estiver com dificuldades. Se desviar do objetivo principal vai oferecer uma experiência mais recompensadora.

Machadinhas estão em todos os lugares, então se lembre de jogá-las com frequência para realizar eliminações de um acerto em inimigos menos protegidos. E não se esqueça de recuperá-las depois para ter sempre um bom suprimento delas.

O Martelo de Eva, o submarino que você roubou dos nazistas no primeiro jogo, foi transformado em uma base da resistência. É aqui que você vai coordenar as missões que podem acionar a revolução americana. Certifique-se de explorá-lo entre missões para encontrar segredos e missões secundárias ou apenas para conhecer melhor a sua crescente família de guerreiros da resistência.

Referências:

X Games Viciados, Bethesda, Ultima ficha, techtudo, wikipedia.

Disco Elysium

Disco Elysium é um jogo eletrônico de RPG desenvolvido e publicado pela ZA/UM. Foi lançado para Microsoft Windows em 15 de outubro de 2019, com um lançamento para PlayStation 4 e Xbox One planejado para 2020. O jogo é inspirado nos jogos de RPG da Infinity Engine (como Baldur’s Gate e Planescape: Torment) e nos jogos de RPG de Mesa, sendo escrito e projetado pelo romancista estoniano Robert Kurvitz. O jogo foi aclamado pela crítica, com alguns citando-o como um dos melhores jogos de RPG de todos os tempos.

Um degenerado lutando contra as vozes da própria cabeça

A arte de Jenny Saville é uma das influências de Disco Elysium. A amnésia é uma muleta, um recurso de linguagem bastante saturado em roteiros, seja nos filmes ou nos games. E também é o ponto de partida de “Disco Elysium”.

Você não tem controle sobre o passado do policial protagonista, mas age ativamente daquela manhã em diante. Acorda de cuecas, cara no chão, gravata no ventilador. De onde veio e o que está fazendo ali? É o que vamos descobrir — se essas vozes na sua cabeça deixarem.

São vozes dentro da mente do policial lutando pelo holofote dos sentidos expositórios. Elas surgem como caixas de texto, como se fossem um típico personagem. Mas quem está falando? Devo ouvir ou pular fora?

Cada voz na cabeça do policial seria algo como a personalidade de um diferente mestre neste RPG da vida real? É uma forma de se pensar.

Substâncias ilícitas podem entrar na equação, afetando o resultado das conversas com efeitos reais, não só pontuais. É como se Arthur Conan Doyle desafiasse Shakespeare para uma disputa de braço de ferro, com tapa de luva de pelica e tudo.

Não subestime as palavras

Em “Disco Elysium” você vai ser soterrado por textos —até o momento, sem tradução para o português brasileiro. Mas não é um texto qualquer, cozinhado em três minutos para preencher missões.

O texto tem peso, as respostas transitam entre o mais puro fascismo grotesco e o ultra-liberalismo desmedido num mundo de ficção versus realidade. E nem pense em sair pulando diálogos, ou então é melhor nem começar o jogo. O impacto de uma caixa de texto vertical, e não horizontal, carrega valores de Rembrandt, Ilya Repin e, em especial, Jenny Saville.

Como num RPG tradicional, você ganha XP, distribui pontos e conceitos básicos de psiquê e força física, por exemplo. Você é testado, rolando “dados virtuais” que aparecem na tela, como se rolassem em uma mesa. Falhas e acertos dependem desses testes, mas o sistema de jogo não impõe barreiras.

Os NPCs são profundos e marcantes, assim como criptozoologia

Com exceção de um ou outro morador de rua bêbado demais para articular mais do que um par de linhas de raciocínio, todo e qualquer NPC em Disco Elysium é complexo o suficiente para ganhar seu próprio espaço no caderninho de anotações. E não só do excepcionalmente resoluto Kim Katsuragi, seu parceiro policial.

Criar qualquer tipo de vínculo com o dono da banquinha de jornais pode dizer muito mais sobre você mesmo. O policial, ora ingênuo, ora filosófico, pode derrubar paredes metalinguísticas irreversíveis. Afinal de contas, o cadáver não vai desfazer o nó da forca sozinho, as crianças não pretendem deixar de lado suas compulsões pelo mórbido e a senhorinha cadeirante, cujo marido é estudioso da arte da criptozoologia, não vai esquecer tão cedo (por mais que ela diga o contrário) do encontrão atrapalhado, com direito a câmera lenta e dois dedos do meio direcionados ao barman.

Não há cães para acariciar em Disco Elysium, mas você pode despejar toda essa ternura na caixa de correios (evidentemente que chutá-la também é opção).

O seu Forgotten Realms particular

“Planescape: Torment” é considerado por estudiosos da era de ouro dos RPGs de computador o manifesto do refinamento em texto, narrativa, roteiro, e do que esse tipo de mídia foi e seria capaz de criar.

Disco Elysium é condensado e formulado com os mesmíssimos fundamentos, mas a mensagem foge do medieval fantástico —o momento de karaokê bêbado não me deixa mentir.

Saúde física e mental precisam andar em dia, e aí entra o uso de substâncias psicotrópicas, ilícitas ou não. Para ganhar dinheiro, você precisa coletar garrafas para reciclá-las. Ao menos, é uma tentativa de fazer o mundo melhor.

Atitude de punk-rock estoniano: anárquico, caótico

Se David Lynch tirou inspiração para finalizar seu “Eraserhead” de uma citação bíblica (e jamais saberemos exatamente qual), as mentes pulsantes por trás de Disco Elysium consumiram punk-rock de sua terra-natal o suficiente para que o vírus do inconformismo anarquista fosse companhia constante, assim como os livros de Dungeons & Dragons ou o movimento Avant Garde russo.

Disco Elysium é um jogo nascido de cenário de RPG de mesa que virou novela para, então, ser concebido no formato de videogame – ou seja, estamos falando de criadores mais acostumados ao analógico que ao digital.

ZA/UM, o estúdio responsável pelo jogo, nasceu tão de garagem quanto as bandas ouvidas durante a adolescência tumultuada, dentro e fora de casa. E talvez fosse isso que o mercado de games estivesse precisando com tanta urgência para trazer um ar de novidade.

Nem sempre confie nos seus instintos

A cabeça de um detetive é um emaranhado de ideias, suposições e raciocínios. Em “Disco Elysium”, esse instinto é parte importante do gameplay. Dependendo de quais atributos você for melhorando ao ganhar níveis, diferentes áreas da sua mente vão entrar em ação na hora dos diálogos pelo mundo.

Lógica, retórica, drama e diversos outros conhecimentos vão te ajudar a descobrir mais sobre as intenções dos interrogados e alertar sobre locais escondidos e possíveis armadilhas. No entanto, assim como na realidade, nem sempre o raciocínio do seu detetive vai estar correto.

Desconfie especialmente de habilidades que estiverem com poucos níveis ou que tiverem vencido apenas testes fáceis para dar uma dica. Pensamentos que têm relação com a vontade do seu personagem de se acabar em bebedeira e drogas também não dão conselhos muito produtivos.

Respostas ruins ou que irritem o seu interrogado podem fechar opções de diálogo, dificultar desafios de rolagem de dado e até mesmo causar algo trágico, como o fim de uma sidequest ou mesmo a morte do seu personagem graças a uma reação desmedida.

Recicle para fazer dinheiro

Em Revachol, o dinheiro é para poucos. Um detetive que recebe quase nada e gasta o que tem com bebidas também não vai ter sucesso para pagar o seu quarto de hotel, quanto mais comprar bons itens para ajudar nas missões.

Um meio de fazer uma grana extra é reciclando garrafas. Para isso você vai precisar de uma sacola que fica próxima a dois veteranos na parte sul do primeiro cenário. Com essa sacola você pode recolher garrafas por todos os lados e trocar por dinheiro na loja de conveniência próxima ao hotel onde você dorme. Não é muito, mas ajuda a comprar aquele item em que você estava de olho.

Faça missões secundárias

Missões secundárias são a melhor forma de ganhar experiência. Há dezenas delas espalhadas pela cidade só esperando a sua ajuda para uma resolução. Algumas demandam que você encontre alguém em um momento exato do dia, outras pedem que você use algum dos seus atributos para investigar alguma coisa. A recompensa é sempre uma boa quantidade de experiência e, quem sabe, algum dinheiro ou item.

Para conseguir missões secundárias é preciso conversar com todo mundo, já que elas não ficam marcadas no mapa. Tente sempre esgotar as opções de conversa, e fique atento porque algumas delas estão escondidas embaixo de várias camadas de diálogo com NPCs.

Visite o mapa regularmente

O seu inventário em Disco Elysium é bem útil durante a jornada. Na parte chamada de ‘Journal’ você tem acesso a duas abas importantes. A primeira, de ‘Tasks’, mostra todas as missões ativas no momento, tanto principais quanto secundárias. Além das descrições, ela mostra qual o seu último passo e o que fazer a seguir. Com tantas missões, é bom voltar aqui regularmente para garantir que não esqueceu nada.

Na segunda aba está o mapa do jogo. Além de uma visão geral de Revachol, você conseguirá ver onde está cada local importante nesse mundo, inclusive pessoas com quem você pode ter alguma pendência ou algum desafio de dado não concluído. Basta ir descendo a barra para encontrar quem você estava procurando e qual a perícia que ele exige para completar um desafio.

Use ‘Tab’ sempre

O cenário de Disco Elysium é sempre bem carregado. Em áreas abertas isso dificulta identificar todos os objetos passíveis de interação, e em áreas fechadas algo sempre acaba ficando escondido. Para não te deixar na mão, o jogo colocou uma opção bem tradicional de RPGs isométricos: contornar tudo com o que você pode interagir.

Para ativar esse contorno, basta pressionar ‘Tab’. Sempre que chegar em um novo local ou suspeitar de algo, utilize o botão. Com algumas perícias ainda é possível descobrir objetos escondidos e entradas secretas.

Itens e roupas ajudam nos desafios

Vários dos desafios de rolagem de dados podem ser refeitos. Quanto maior a sua perícia no atributo que o desafio pede, maior a sua chance de conseguir executá-lo. Para te ajudar a conseguir mais pontos, você pode modificar as roupas do seu personagem. Cada peça de roupa conta com vantagens e, às vezes, desvantagens em algum atributo. Equipe as que você precisa e tente novamente.

Para um bônus ainda maior, você pode utilizar substâncias que causam dano à sua moral e saúde, mas melhoram algum atributo. Bebidas, cigarro e drogas são exemplos do que você pode conseguir pela cidade. Mas tome cuidado com a quantidade de usos, que pode complicar a vida do seu personagem.

Vida após as 21h

O seu parceiro Kim Kitsuragi vai estar durante todo o dia ao seu lado. Na maior parte do tempo ele é calado e não interfere muito nas suas atitudes, mas por vezes pode te impedir de fazer algo, como roubar uma bota de um cadáver.

Se você vai ser do tipo policial corrupto e prefere fazer essas coisas sem a presença do Kim, existe um meio. A partir das 21 horas é possível ir para o hotel e dormir. Assim que você entrar no seu quarto, o seu parceiro vai dar boa noite e ir para o quarto dele. Nesse momento é possível sair do seu quarto e abusar da noite na cidade, livre do olhar julgador do Kim. Só tome cuidado para não fazer nada de que vá se arrepender depois.

Como dormir em Disco Elysium?

Os desenvolvedores deste jogo nos fizeram algumas sugestões, porque eles nos dizem que é idéia ir com Roy para a loja de penhores, então podemos vender alguns objetos com ele recolher dinheiro, por outro lado, é importante continuar com a exploração, porque alguns recipientes às vezes contêm dinheiro, há também uma outra opção e é que Joyce pode dar algum dinheiro que ele está na doca, para isso acontecer é importante passar um cheque em branco de Volition.

Enquanto isso, outro lugar onde podemos obter dinheiro no contêiner fechado do porto, não é necessário fazer uma verificação, além de ter em conta o seguinte:

É importante ter tempo a nosso favor, então se o tempo for antes das 23.00 horas podemos equipar o saco de tara amarelo, então é necessário recolher a tara e vendê-la para Frite, por outro lado se for antes das 22.00 horas podemos passar um cheque com Sell e assim pedir dinheiro, então, recolher dinheiro suficiente é necessário com Garte no Whirling e cancelar o quarto de hotel porque desta forma podemos dormir em Disco Elysium.

Por outro lado, se você chegar às 2.00 da manhã e nós não conseguimos obter dinheiro se você voltar a um problema, uma vez que não podemos dormir e isso é uma desvantagem, e, por acaso, você não pode executar as operações relacionadas recentemente para levantar dinheiro, se esse caso for apresentado, basta recarregar a gravação de 23,00 e siga os passos acima.

Como ganhar dinheiro no Disco Elysium

Você precisará de muito dinheiro no Disco Elysium. Assim como na vida real, viver não é barato.O dinheiro é necessário para colocar um teto sobre sua cabeça, comprar comida para curá-lo e outras bugigangas que podem ou não ser úteis para suas investigações. Infelizmente, não é fácil conseguir dinheiro no Disco Elysium, mas há algumas coisas que você pode fazer para tentar obter mais.

A moedausado no Disco Elysium é chamado r & eacute; al. Se você quiser fazer alguma coisa –como obter um mapa –você precisará descobrir uma maneira de se tornar real. De fato, depois de acordar, você descobrirá que sua conta de hotel é uma gritante quantia de 130 r, significativamente mais do que seu saldo atual de zero.

Também vale a pena notar isso, a menos que você tenha um lugar livrepara dormir, você precisará pagar 20 dólares por dia para dormir no Whirling-in-Rags.Não apenas você precisará tentar avançar com a investigação todos os dias, mas também precisará descobrir uma maneira de obter mais dinheiro.

Coletando moedas

A primeiramaneira de obter r & eacute; tudo é simplesmente pegá-lo do chão. Espalhadas pelo mundo do Disco Elysium estão pequenas pilhas de moedas. Estes costumam chegar a alguns centavos, mas é melhor que nada. De fato, é provável que você encontre 50 centavos ímpares fora do seu quarto de hotel. Comece bem!

Venda itens para a casa de penhores

Outra maneira de ganhar dinheiro rápido no Disco Elysium é vender itenspara a loja de penhores. Você pode encontrar a casa de penhores ao sul de Whirling-in-Rags. Esta loja é administrada por um sujeito interessante que tem um leve vício químico. Traga a ele qualquer coisa interessante que você encontrar e você pode fazer algo real.

Os tipos de coisas que você pode penhorar para r & eacute; todos são: a caneta chique que Kim lhe dá, fotografias que você encontra, uma caneca quebrada. Basicamente, tudo o que você acha que não precisa pode ser vendido.A única coisa que o dono da loja de penhores não compra é a sua roupa, e ele absolutamente não compra a sua gravata.

Caridade de estranhos

Finalmente, a última maneira de conseguir dinheiro no Disco Elysium é literalmente implorar a estranhos por sua caridade. Embora nem todos os NPCs possam receber uma apostila, há alguns em que a opção está disponível.

Há uma mulher bastante próspera em um barco à esquerda de Martinaise chamado Joyce Messier. Depois de conversar um pouco com ela, você pode pedir uma apostila. Se você pedir uma quantia razoável, é provável que você a consiga. Uma boa idéia é pedir 130 r & eacute; al, apenas para cobrir os danos que você causou antes de começar a jogar.

Conseguir dinheiro no Disco Elysium é difícil.Não há muito o que encontrar no mundo, mas existem maneiras de ganhar dinheiro.Não se envergonhe de pegar garrafas para reciclagem, vender itens para a loja de penhores e até pedir um folheto a estranhos. Você precisará usar todas as avenidas se quiser manter o teto sobre sua cabeça ou seus medidores de saúde e moral cheios. Para obter mais cobertura do Disco Elysium, você já está no lugar certo.

Referências:

Joy Stick Brasil, Xbox Play, Uol, Wikipedia.

Outlast 2

Outlast 2 (estilizado como OU⸸LASTII) é um jogo eletrônico de survival horror em primeira pessoa desenvolvido e publicado pela Red Barrels para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 25 de abril de 2017. É a sequência do jogo eletrônico de 2013 Outlast e apresenta um jornalista chamado Blake Langermann, junto com sua esposa Lynn, percorrendo o deserto do Arizona para explorar o assassinato de uma mulher grávida, apenas conhecida como Jane Doe. Blake e Lynn se separam em um acidente de helicóptero, e Blake tem que encontrar sua esposa enquanto viaja através de uma aldeia habitada por uma seita chamada Testamento do Novo Ezequiel (Testament of the New Ezekiel) que acredita que o fim dos dias está chegando.

Pouco depois do lançamento e popularidade de Outlast, Red Barrels anunciou a sequência. Uma demonstração de jogabilidade foi lançada tanto na PAX East quanto na E3 2016 em 22 de abril e 15 de junho, respectivamente, com lançamento inicial previsto para o outono de 2016. No entanto, devido a complicações durante o desenvolvimento, o jogo foi adiado para o primeiro trimestre de 2017 em 1 de agosto. Apesar da promessa de lançar o jogo no primeiro trimestre de 2017, a data de lançamento do jogo foi antecipada para o segundo trimestre de 2017, e foi disponibilizado digitalmente em 25 de abril de 2017 para o Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

Qual a história de Outlast 2?

Somos apresentados ao doentio Temple Gate, uma comunidade religiosa comandada pelo sádico Sullivan Knoth, responsável por pregar aos seus seguidores o combate ao Anti-Cristo e, para isso, sair matando o máximo possível de bebês e crianças. 

No jogo você encarna Blake Langermann, um cameraman que parte com a sua esposa Lynn para os confins do deserto do Arizona, com a missão de investigar o misterioso assassinato de uma jovem mulher grávida. 

O casal, no entanto, sofre um trágico acidente de helicóptero. Blake agora se encontra preso no bizarro vilarejo de Knoth, totalmente afastado da civilização e desesperado por encontrar a sua esposa.

Como se isso fosse pouco, Blake ainda precisa descobrir o que está acontecendo nesta macabra comunidade, recheada com criaturas e fanáticos com diferentes propósitos, mas todos sedentos por sangue!

Jogabilidade em Outlast 2

Não existem grandes novidades na jogabilidade de Outlast 2, em comparação com o seu antecessor. A premissa é a mesma: sobreviver sem armas e evitando totalmente os confrontos com os adversários. Blake conta apenas com uma câmera de visão noturna para se guiar em meio as trevas que cobrem o lugar. 

Agir com furtividade é o ponto chave do game e, para isso, você terá a sua disposição vários locais onde poderá se esconder, evitando os inimigos. 

A jogabilidade continua sendo em primeira pessoa, potencializando a veracidade dos sustos e terror sentido ao longo do jogo.

Os gráficos também estão muito melhores em Outlast 2, assim como vários efeitos que são vistos no game, como quando Blake cai na água e fica com os óculos molhados, por exemplo. Estas novas características ajudam a tornar a experiência ainda mais real.

Não resta dúvida que Outlast 2 é um jogo bastante estressante. O constante terror te persegue a todo momento, seja enquanto corre desesperadamente para escapar dos fanáticos enlouquecidos ou se esgueirando pelos cantos torcendo para não ser visto. 

Tentar sobreviver em meio a todo este caos e pressão pode soar como uma missão impossível. Pensando nisso, separamos algumas dicas essenciais para te ajudar a se acostumar com a atmosfera pesada de Outlast 2 e seguir vivo até o final do game.

Vá com calma!

Para ter sucesso neste jogo você precisa ter paciência. Como dito, uma das principais características de Outlast é a furtividade. Como você não tem armas para se defender, um confronto com os inimigos tem tudo para terminar em game over, portanto para vencer você não pode ser visto!

Logo nas primeiras etapas do game aprendemos vários comandos que são úteis na hora de ser furtivo, como espreitar pelas janelas e portas, agachar, andar na ponta dos pés, se esconder em barris ou debaixo da cama, entre outros.

Fique sempre atento as baterias

Além de chaves, curativos e cartas não existem muitos itens que podem ser coletados ao longo do game (como acontece com Resident Evil, por exemplo). Mas, nada é mais importante para você do que as benditas baterias!

A sua câmera funciona como os seus olhos em Outlast, através da visão noturna. Sem ela você simplesmente andará a deriva na escuridão até esbarrar com algum inimigo. 

As baterias costumam estar escondidas nos casebres, mas também podem ser achadas em outros locais. Fique atento aos objetos que aparentam brilhar no cenário, pois provavelmente é uma bateria novinha para abastecer a sua câmera.

Evite inimigos usando o Modo Áudio

Além da visão noturna, a câmera em Outlast 2 tem uma novidade: capacidade de captar áudio externo. Esta nova função é extremamente útil para você “scannear” as areas ao seu redor para saber se existem inimigos por perto. 

O áudio é capaz de ouvir os sons através de paredes, muros e demais obstáculos. Desta forma, você consegue saber a distância que o adversário está e se é (ou não) seguro avançar por determinado caminho.

Infelizmente, usar o Modo Áudio gasta muita bateria da câmera, portanto seja prudente e saiba administrar bem o uso desta função.

Corra Blake, Corra!

Bem, não é sempre que a furtividade vai dar certo e, caso seja avistado por um dos fanáticos caçadores, só resta uma coisa a fazer: CORRER!

No entanto, enquanto estiver correndo lembre-se de algumas coisas que podem ajudar a salvar a sua pele: 

No desespero de uma perseguição, você pode se sentir desorientado e totalmente perdido no cenário. Se isso acontecer, tente encontrar pontos brilhantes de luz na area, normalmente existem para indicar qual a direção certa que você deve seguir.

Afaste os caçadores dos portões, portas ou outras passagens. Eles tentarão te cercar e bloquearão estes caminhos. Correr para esses lugares diretamente pode significar a morte certa.

Procure por locais no ambiente que possam servir para a sua fuga, como caminhos alternativos, muros altos e ranhuras no chão que você pode utilizar para deslizar por cercas ou portões.

Os lugares que dão para subir estão marcados com marcas de mãos com sangue ou com uma escada quebrada.

Correr por muito tempo vai te deixar sem fôlego, então a melhor opção é procurar um local para se esconder até os inimigos sumirem.

Novos locais para se esconder

Existem muitos lugares que podem servir de esconderijo, como debaixo das camas, caminhões, no meio do mato, atrás de pedras, submerso na água e – uma novidade em Outlast 2 – dentro de barris, que estão espalhados por toda a vila. 

Caso esteja sendo perseguido, certifique-se de encontrar um desses locais e permaneça escondido até a barra ficar limpa. 

Está perdido e não sabe para onde ir?

Os cenários de Outlast 2 também não são moleza. A escuridão intensa e a névoa, aliada ao estado psicológico de constante stress do jogador, pode fazer com que você se perca ou não saiba para onde seguir em algumas partes.

Se isso acontecer, fique atento a uma dessas três dicas: Procure no chão próximo aos portões, cercas e muros uma ranhura no que pode servir como passagem para atingir uma nova area no cenário.

Se os inimigos estiverem atrás de você, chame atenção deles para longe do local de onde eles surgiram e, depois que despista-los, siga para este local.

Nas areas rochosas procure por pedras com marcas de sangue, você provavelmente terá um caminho para seguir naquela direção.

Lembre também de ficar atento aos sinais de luz brilhantes, pois como dito, costumam funcionar como um “norteador” para o jogador. 

Sua bateria acabou e precisa de mais luz? Apenas morra!

Como já falamos, você deve estar sempre atento ao nível da bateria de sua câmera. Ela não costuma durar muito tempo, principalmente usando o Modo Áudio e a visão noturna (sempre que possível, tente economizar estas funções, ok?). 

Mas caso fique sem baterias e perdido no meio da escuridão, ainda existe um modo de dar a volta por cima: morrer!
Pode parecer dramático, mas em último caso é a melhor solução. Sempre que você morre no jogo, renasce com a bateria da câmera e o sue nível de vida totalmente cheio.

Escapando dos sonhos bizarros de Blake

Ao longo do game você nota que o protagonista tem umas alucinações aleatórias e muito bizarras, que nos leva para o ambiente de uma escola abandonada.

O que você precisa ter em mente é que essas sequências de estranhas alucinações não seguem a mesma lógica do resto do jogo. 

O único modo de sair desses sonhos é você explorando detalhadamente todo o cenário da escola, ler as cartas, atender os telefones, acessar computadores, e interagir com o máximo de coisas disponíveis no ambiente.

Após alguns sustos, alguma saída há de surgir… Será?

Nem todo mundo vai querer te matar, mas mesmo assim… cuidado!

Você vai cruzar com alguns fanáticos que simplesmente não vão correr atrás de você. Se por acaso encontrar uma mulher rezando, não fique preocupado em evitar chamar a sua atenção, ela não vai pular atrás do seu pescoço. 

Mas atenção, não se aproxime dessas pessoas! Elas podem não se importar com a sua presença no local, mas caso você “perturbe a paz”, não exitaram em te cortar ao meio com uma faca de açougueiro!

Covardia sem vergonha

Como bom jogo de terror, Outlast 2 insere o jogador em um mundo ameaçador no qual seu personagem é muito mais fraco que os inimigos ao seu redor e pode morrer em apenas um ataque certeiro.

Ao invés de encarar os monstros de frente, na maior parte do tempo é preciso correr para bem longe. Como o fôlego é limitado, deixe para dar piques apenas nos momentos de maior necessidade e fique atento ao parkour, já que é possível correr sobre mesas ou por debaixo de obstáculos sem perder velocidade.

Seja sorrateiro

Preste muita atenção no ambiente ao seu redor, já que é possível se agachar e esconder embaixo de camas, dentro de barris e armários. Também é possível se esconder embaixo d’água, mas tome cuidado com o fôlego e volte à superfície assim que bolhas começarem a aparecer.

No entanto, há uma pegadinha: não adianta se esconder caso algum inimigo já esteja de olho no personagem, pois ele o encontrará com certeza. Mesmo que não haja qualquer monstro em sua cola, não há garantias de que o esconderijo funcionará, pois muitas vezes a inteligência artificial será proativa e investigará por conta própria pontos suspeitos.

Use bem seus recursos

Baterias são artigos limitados e valiosos, e provavelmente serão esgotadas várias vezes ao longo da campanha. Seja inteligente e evite deixar seu microfone ou visão noturna ligados sem necessidade. Crie o hábito de desligar e religar os itens em rápidos intervalos, o que é mais econômico no longo prazo.

O bolso esquerdo do personagem indica quantas pilhas ele ainda tem disponíveis, e é uma boa ideia procurar mais delas sempre que possível. Nos momentos de conforto e segurança, aproveite para explorar as salas e checar todas as gavetas em busca de mais recursos.

Saúde é o que interessa

Não há uma barra de energia em Outlast 2, mas ainda assim é necessário tomar cuidado com sua saúde, especialmente caso você sofra um ataque que faça o personagem sangrar. Neste caso, é uma boa ideia usar curativos.

Outlast 2 não inclui qualquer detector de Bandagens, então é necessário fazer a busca manualmente, prestando atenção e procurando itens brilhantes no cenário. Dê uma olhada nas caixas de primeiros socorros e não esqueça que os itens ficam mais raros conforme a campanha avança, então poupe seus itens.

Distância segura

Quando estiver explorando uma área infestada por inimigos, tente andar abaixado na maior parte do tempo. Fora dos níveis de dificuldade mais altos, Outlast 2 possui uma grande tolerância e permite que você se aproxime bem dos monstros sem ser notado.

Basta ficar fora do seu campo de visão direto e evitar encostar neles para caminhar sem medo. Também é seguro andar entre a vegetação alta, então use o ambiente a seu favor. A principal dica é ter coragem e inteligência para vencer!

Atenção na tela

O jogo deixa diversas pistas visuais para que você consiga prever o que diabos te espera pela frente. Se alguns sustos são inevitáveis, pelo menos inimigos e colecionáveis geralmente são mais fáceis de se encontrar com alguma atenção. Como o jogo é escuro, pequenos flashes de luz no horizonte indicam inimigos. Se a velocidade do apagar e ascender da luz for mais rápido, provavelmente é uma bateria ou colecionável.

Como a sua câmera pode filmar alguns eventos, coloque a visão dela, sem a visão noturna se não for preciso, sempre que você desconfiar de algo. Sua velocidade diminui, mas evita perder algum colecionável importante para entender melhor a história.

Não leia documentos

Evite ler os documentos encontrados no jogo, deixe para ler depois quando você parar de jogar, todos os documentos podem ser encontrados no menu principal de Outlast 2, ler documentos pelo jogo consome bateria de sua câmera, alguns documentos dão para ler sem a câmera, mas outros não.

Evite recarregar

Toda vez que a bateria de sua câmera acaba, você ainda consegue usar um pouco da visão noturna dela. É recomendado que você evite recarregar no momento em que a bateria acaba, em muitos casos é possível continuar mesmo com a iluminação fraca dela com a bateria no vermelho.

Agache para ver melhor

Quando você está com a bateria no vermelho e usando o mínimo de visão de sua câmera, você pode agachar para ver melhor o que tem no chão ou se aproximar dos objetos para tentar identifica-los.

Piscando a luz

Quando em lugares mais escuros, ande piscando a luz de tempos em tempos, tem muitas partes de Outlast 2 que possuem iluminação parcial e você não precisa necessariamente deixar a câmera sempre ligada.

Como ativar o elevador?

Tem uma parte de Outlast 2 onde você encontrará um elevador e precisará ativá-lo, você deve localizar o gerador e liga-lo.

O gerador se encontra no final do caminho, seguindo reto você vai encontrar uma casa para o lado esquerdo e o gerador vai estar no andar de cima, basta subir as escadas.

Para chegar até lá você deve passar despercebido pelos inimigos.

Após ligar o gerador, você deve voltar para o elevador, agora você deve despistar a vilã Marta.

Siga o caminho em direção ao elevador até que Marta apareça, quando ela te ver, saia correndo de volta para a casa do gerador, antes de subir a escada tem um barril ao qual você pode se esconder e esperar.

Quando você perceber que ela foi embora, volte correndo em direção ao elevador e acione ele antes que ela lhe alcance.

Como passar a parte da biblioteca

Tem um momento onde o personagem principal está na biblioteca da escola e deve escapar, nela há várias estantes de livros e também um monstro.

Existe uma parte da biblioteca onde tem um refletor ligado, siga pela entrada da esquerda deste refletor e continue pela esquerda, em um certo momento você vai encontrar o que parece ser um monstro que vem de um lugar iluminado.

Corra para despistar o monstro e depois volte no lugar iluminado, há uma pilha de livros nesta parte, você vai se aproximar e subir na pilha de livros e se arrastar para uma pequena passagem e sair da biblioteca labirinto.

Nota: Pode parecer simples, mas na minha primeira jogada eu não tinha compreendido que havia uma passagem na pilha de livros e levei um bom tempo para descobrir isso.

Como desligar a eletricidade

Existe uma parte bem perto do final do Outlast 2 onde você está em um lugar subterrâneo onde a única passagem está bloqueada por fiações de energia elétrica.

Para poder passar, você deve localizar e acionar 2 interruptores para desligar a eletricidade, confira o passo a passo para fazer isso.

Estando na frente dos cabos de eletricidade, você vai para o lado esquerdo da tela e observar uma entrada iluminada, se aproxime dela até a vilã aparecer.

Quando ela mostrar sinais de que está vindo, você vai mergulhar na água e passar por uma abertura da parede que vai te levar até o primeiro interruptor. Não mergulhe na direção dela, é mais seguro ir para o canto e passar por baixo.

Rapidamente acione o interruptor e já vá em direção da entrada iluminada no final do corredor, abaixe para não esbarrar na lâmpada para evitar atrair atenção.

Continue reto e observe uma parede de madeira no meio do lugar, atrás dela está o segundo interruptor, acione ele.

Para voltar tome novamente cuidado para não esbarrar na lâmpada, siga reto até o final do corredor, mergulhe, entre no buraco da parede, aguarde a Val passar para poder submergir e ir para a entrada que antes não estava acessível.

Dê a volta na Martha

A Martha é um dos inimigos icônicos do jogo. A voz dela é de arrepiar e, meu amigo, você não vai querer chegar perto dela. Ao contrário dos inimigos convencionais, ela te finaliza com um único golpe e não adianta só tentar dar a volta em torno dela, se chegar perto, ela vai te matar.

A única forma de passar é evitando ela totalmente, dando uma volta grande em torno dela. Chame a atenção da monstrenga para um canto, se for preciso, e use o outro lado para passar por ela, sempre existirá uma saída. Se você dominar e entender isso, até os sustos diminuem.

Referências:

Seu Game, Aficionados, Uol, techtudo, Wikipedia.

Nier: Automata

Nier: Automata (ニーア オートマタ Nīa Ōtomata?) é um jogo eletrônico de RPG de ação desenvolvido pela PlatinumGames e publicado pela Square Enix. Foi lançado em fevereiro de 2017 no Japão e mundialmente no mês seguinte para PlayStation 4 e Microsoft Windows, com uma versão para Xbox One estreando em junho de 2018. O jogo é uma sequência de Nier, um spin-off da série Drakengard. A história se passa milhares de anos no futuro em meio a uma guerra por procuração entre máquinas criadas por invasores alienígenas e andróides concebidos pelos remanescentes da humanidade, acompanhando os andróides 2B, 9S e A2. A jogabilidade combina elementos de RPG com um combate voltado para a ação e uma mistura de outros gêneros.

O desenvolvimento começou em 2014, com o diretor Yoko Taro, o produtor Yosuke Saito e os compositores Keiichi Okabe e Keigo Hoashi retornando nas mesmas funções que tinham desempenhado no Nier original. A história foi baseada ao redor de temas similares aos trabalhos anteriores de Yoko, como o impulso para matar, ao mesmo tempo incorporando questões como o confronto do preconceito e a fuga de situações difíceis. O objetivo era fazer um jogo fiel ao espírito do original, mas que simultaneamente possuísse uma jogabilidade de combate melhor. A equipe da PlatinumGames enfrentou vários desafios no desenvolvimento das diversas mecânicas de jogo e do mundo aberto já que o estilo projeto era inteiramente novo para eles.

Automata foi anunciado pela primeira vez durante a conferência de imprensa da Square Enix na Electronic Entertainment Expo de 2015, porém seu título oficial e imagens de jogabilidade foram revelados posteriormente. Sua data de lançamento originalmente seria em novembro de 2016, porém o jogo foi adiado até fevereiro do ano seguinte por preocupações sobre seu desempenho comercial. O título foi muito bem recebido pela crítica especializada, que elogiou sua narrativa, profundidade temática, música e jogabilidade, enquanto as principais críticas centraram-se em problemas técnicos e visuais. Ele teve um bom desempenho comercial e vendeu mais de quatro milhões de unidades, também vencendo e sendo indicado a diversos prêmios.

Esquiva e defesa

Lutas e combates eletrizantes estão presentes ao longo de toda a jornada em Nier: Automata. Como não existe um medidor de fôlego que limita a stamina, corra sempre e abuse dos movimentos de esquiva para não levar dano. Basta usar o botão R2 para escapar rapidamente dos problemas.

É importante dominar a esquiva, pois ela abre portas para contra-ataques letais. Quando 2B escapar deixando uma trilha de partículas brancas pelo caminho, essa será a marca visual de uma esquiva realizada no tempo exato. Neste momento, desfira qualquer ataque para quebrar a guarda inimiga e emendar combos letais.

“Pod”

O Pod que acompanha 2B não é apenas um aliado útil, mas também uma arma ambulante, então não esqueça de utilizá-lo como tal. Apesar de o seu poder de ataque não ser dos mais altos, sua munição ilimitada compensa.

Assim, em todas as lutas que encontrar, segure o botão R1, fazendo com que o Pod ataque incessantemente os rivais. Se utilizá-lo bem, todas as lutas serão mais rápidas.

Viagem rápida

Diferentemente de outros jogos do gênero, viajar rapidamente pelo mapa de Nier: Automata é um recurso que só é habilitado após muitas horas de jogo. No começo, a viagem só é possível entre o Bunker e Campo da Resistência, então persista e continue jogando a campanha principal para resolver o problema.

Quando chegar à Underground City (Cidade Subterrânea), vá até o fundo da caverna e vença o chefe. Ao sair da caverna, interaja com o androide na entrada, pois ele irá liberar um novo Acess Point (Ponto de Acesso) que inclui um transportador. Finalmente será possível viajar instantaneamente até qualquer outro ponto quando desejar.

Lembre, também, que os Acess Points devem ser usados frequentemente para salvar o seu progresso, já que Nier: Automata não possui um sistema de salvamento automático.

Investimento frutífero

O mundo de Nier: Automata é gigantesco, mas não são apenas as belas vistas que fazem sua exploração valer a pena. Para melhorar as suas armas é preciso obter diversos materiais espalhados pelo cenário, então, em vez de correr de uma missão para outra, gaste alguns minutos investigando cada canto do mapa em busca de recursos.

Colher muitos itens também ajuda na customização de chips da 2B, já que seu fortalecimento exige gastos em dinheiro do jogo. Visite qualquer vendedor para comprar upgrades de habilidades passivas. Escolha sabiamente, pois ao longo da campanha eles aumentam de preço. Interaja, também, com os personagens de outros jogadores para ganhar bônus.

Os chips de fortalecimento são úteis ao natural, mas também podem ser combinados para criar chips ainda mais poderosos no menu de pausa. O único ponto negativo do processo é que o novo chip ocupará mais espaço no inventário.

Saúde é o que interessa

A morte não é o fim em Nier: Automata. Caso 2B caia em combate, volte prontamente ao local da derrota para recuperar seus itens. A melhor forma de evitar esse inconveniente é deixar chips com itens de uso automático equipados, e confiar no Pod para a auxiliar nos momentos ruins.

Assim, sempre que a saúde de 2B estiver quase zerada, o Pod correrá em seu socorro, evitando a derrota. Também é aconselhável investir seus recursos no aprimoramento dos chips de cura gradual, já que eles permitem que a heroína recupere seu HP sempre que estiver fora de combate.

História de pescador

Ganhar dinheiro é essencial para prosperar em Nier: Automata, então é uma boa ideia negociar frequentemente os seus itens e materiais encalhados com os vendedores, além de cumprir missões paralelas para colher recompensas.

Além disso, tente pescar sempre que possível, já que esse é o melhor modo de ganhar dinheiro rapidamente. A pescaria pode ser iniciada em qualquer espaço que possua água.

Para iniciar a pescaria, segure “círculo” no joystick. Posicione o cursor no local onde o Pod deve iniciar a busca por peixes. Assim que ele sinalizar que fisgou algo, aperte “X” no controle para puxar sua recompensa.

Se você conseguir chegar ao primeiro ponto de salvamento, você estará OK

A parte mais difícil do jogo pode ser o começo. Você é jogado em uma série de lutas aéreas, tem que voar através de corredores estreitos que irão prejudicá-lo se você bater neles, aprender as cordas de combates corpo-a-corpo, lutar com seu primeiro chefe, enfrentar ondas de inimigos menores e depois lutar contra um multi-inimigo. chefe de fase que só pode ser derrotado usando vários estilos de combate e obedecendo a prompts especiais. Tudo isso vem antes do primeiro ponto de acesso ao jogo, o que significa que, se você morrer, terá que jogar cerca de 40 minutos de conteúdo novamente. Depois disso, você terá a noção da maioria dos mecanismos necessários, ou pelo menos descobriu como diminuir a dificuldade. Você também terá acesso rápido a lojas que permitirão que você personalize seu estilo de luta e compre mais itens de cura vitais do que a colocação em que iniciar o jogo. Se você puder sobreviver até então, você será capaz de lidar com o resto dos desafios do Nier: Automata.

Funções básicas e power-ups são um trade off

Como um andróide, as habilidades de seu personagem vêm na forma de fichas de plug-in que podem ser reiniciadas durante o jogo. Cada chip ocupa uma certa quantidade de espaço, incluindo aqueles que marcam os objetivos da sua missão em um mapa e lhe dizem coisas que você precisa saber em combate – como quando suas recargas estão prontas, sua saúde atual e quanto dano você está causando . Chips mais poderosos que aumentam a chance de acertos críticos ou permitem que você se cure quando você ataca, ocupam mais espaço, então você vai querer bombear muito do seu ouro para expandir sua capacidade. Mesmo assim, é uma boa ideia descobrir o que você pode viver sem. Aproveite as várias opções do jogo para salvar configurações de chip criando um conjunto de exploração que enfatiza a velocidade de movimento e as ferramentas de mapa e, em seguida, alternar para uma construção focada em combate quando você entra em combate.

Jogue como se você fosse daltônico

Quando o seu android está com pouca vida, os visuais se tornam monocromáticos com um pouco de pixilation nos cantos para indicar que seus sistemas estão falhando. É um efeito legal, adicionando tensão à cena e um senso de urgência para estalar um item restaurador. Infelizmente, ele também desativa uma importante dica visual: as luzes vermelhas ao redor das máquinas que estão prestes a explodir você com armas à distância. Isso pode rapidamente tornar um cenário já muito pior, então você vai querer investir em um chip que automaticamente cura seu personagem ou aprende a pegar a animação que os inimigos usam quando liga seus lasers para que você possa evitar o ataque e encontrar um momento para curar.

Faça uma lista de compras

Você pode ler histórias relacionadas às suas armas a qualquer momento na seção Intel do menu, mas aprender quais materiais você precisará para atualizá-las exige que você esteja na loja certa. Isso também é verdade quando se trata de melhorar seu robô companheiro Pod incrivelmente importante. Tome nota do que você precisa para que, quando encontrar alguém vendendo materiais, saiba o que comprar sem ter que voltar atrás. Mapear os próximos upgrades também evitará que você se preocupe se tiver que vender seus itens por dinheiro rápido.

Esteja pronto para o inferno da bala

Enquanto a maioria do Nier: Automata consiste em combate no solo, existem porções significativas onde você estará voando em uma nave espacial tentando explodir seus oponentes antes que suas ondas de tiros disparem. Essas seções também surgem quando você menos espera. O jogo abre com você no céu, antes de você passar algum tempo como um mech defletindo fogo inimigo com uma espada. Um mini-jogo bullet hell também é como o seu android entra em batalhas de hackers com outras máquinas. Isso faz uma transição bem chocante quando, num momento, você está lutando com uma cantora de ópera robótica e seu exército de andróides escravizados com sua espada, e então você tem que abater um orbe específico para voltar à briga. Você vai querer ficar bom nisso desde lesões no jogo de hackers serão transportados para seus andróides.

Cadáveres, especialmente os seus

Você não precisa estar conectado on-line para jogar o Nier: Automata, mas isso tornará o jogo um pouco mais fácil e divertido. Tal como acontece com Dark Souls, a morte em Nier: Automata é um assunto social. O jogo está cheio de cadáveres de jogadores caídos, e você pode orar sobre eles para ganhar um pouco de ouro e um bônus baseado em quais fichas de plug-in eles equiparam quando morreram. Você também pode tentar reparar o corpo android e obter um aliado temporário. Da mesma forma, quando você morrer, suas memórias serão carregadas em um novo corpo que saia do ponto de acesso mais próximo (ou seja, o ponto de salvamento), mas você precisará voltar ao seu cadáver para recuperar suas próprias fichas de plug-in. Você consegue manter o seu outro equipamento e o jogo é generoso com gotas de plug-in, mas os chips duplicados podem ser fundidos em versões mais poderosas, então geralmente vale a caminhada de volta. Cadáveres vêm com uma mensagem sobre seu destino, embora não esperem que eles sejam particularmente úteis. Eles são escolhidos aleatoriamente ou predefinidos pelo jogador em uma lista de opções.

Fique ciente do seu entorno

Os irritantes muros invisíveis que assolam Nier: Automata podem dissuadi-lo de enfiar sua cabeça em edifícios e tentar escalar e pular ruínas, mas você precisará realmente explorar o mundo para encontrar itens poderosos, missões secundárias e até mesmo continuar trama principal. Pense tridimensionalmente em contornar áreas aparentemente intransponíveis para o seu próximo objetivo, seja envolvendo descer uma escada para os esgotos ou pular em torno dos carros de um passeio parado para chegar a uma saliência. Elevação também é extremamente útil em combate, permitindo que você evite sprays de ataques à distância e forçando alguns chefes a perder tempo se ajustando para que eles possam atacá-lo novamente. A habilidade de dar um duplo salto significa que você pode ficar no ar um tempo surpreendentemente longo durante uma luta, o que realmente ajuda quando o chão é coberto por lasers giratórios.

Paciência é uma virtude, exceto quando não é

No clássico RPG de ação, grande parte das lutas de Nier: Automata envolve encontrar o momento certo para atacar. Você precisará ser bom em fugir e fugir de ataques devastadores (se altamente telegrafados) enquanto espera seu momento para liberar seus próprios ataques pesados. Mas o jogo mantém você em pé, mudando as coisas. Chefes podem gerar enxames de monstros de ataque rápido que você precisa queimar rapidamente, para que não o distraiam do objetivo principal. Depois, há Adam, o andróide incrivelmente rápido que sobe de nível enquanto você luta. É quando é bom alterar a configuração do seu chip de plug-in e as táticas do seu andróide do companheiro para liberar a ofensiva mais agressiva possível.

Tire algum tempo para relaxar

Entre brigas intensas e conversas profundas sobre a natureza da vida e o destino da humanidade, é bom relaxar e apreciar alguns dos toques mais leves do jogo. Pegue um pouco de isca para animais e monte um alce ou um javali enquanto admira a bela paisagem. Pegue a pesca, usando seu robô como um bobber que trará de volta capturas estranhas, incluindo peixes e canos que podem ser usados ​​como armas. Além de ser necessário para desbloquear todos os itens colecionáveis ​​do jogo, alguns desses itens podem ser vendidos por muito dinheiro, então use seu tempo de inatividade com sabedoria para aumentar seus ativos.

Estoque itens de cura

Nossa heroína 2B enfrenta vários desafios durante a sua aventura e alguns inimigos, especialmente chefões, podem oferecer um desafio maior do que o esperado. Os save points são escassos em algumas áreas, sem opção de auto-save, por isso é importante ter itens de cura para quando surgir uma necessidade grave. Dica: coloque o uso de item de cura no direcional com seta para Baixo em seu controle DualSHock 4, para agilizar o procedimento.

Sempre faça upgrades

O sistema de upgrade de “Nier: Automata” não é muito bem explicado, sendo que há várias coisas que podem ser evoluídas como a protagonista, as armas o Pod auxiliar e outros. Para melhorar os atributos de 2B basta inserir novos chips em sua placa-mãe, sendo o mais valioso o de HP e o de Storage (espaço da placa-mãe para 2B usar os chips). A auto-cura também pode ser bem vantajosa em situações de aperto. O jogo oferece diversos tipos de chips que podem ser usados para o ataque ou defesa, com várias opções de customização – teste as que mais se adequam ao seu estilo de jogo, ou se preferir, use o balanceamento automático do jogo. O Pod e as armas também podem, e devem, ser melhorados através dos mercadores, em troca de recursos e dinheiro (no caso das armas) ou encontrando outros Pods abandonados que oferecem diferentes armas.

Explore o mapa, colete tudo

Se você já é veterano em jogos de mundo aberto já sabe que é essencial coletar tudo que aparece pelo mapa e aceitar as side quests para obter não apenas valiosos pontos de XP extra, como também itens especiais que podem ser usados nos upgrades das armas e chips para 2B.

Ligue a opção Online

Tenha certeza de ligar a funcionalidade online do game. Assim como em “Dark Souls”, “NieR: Automata” permite visualizar o corpo de outros jogadores pelo caminho, que além de servir como um “aviso” para área perigosas, também serve para dar um loot e recarregar o HP do seu personagem ao interagir com o corpo do jogador azarado – é possível inclusive ressuscitar um corpo, que será controlado pela Inteligência Artificial e que lhe ajudará nos combates até ser derrotado novamente ou se auto-destruir após uma quantidade de tempo. Importante: se você morrer, perderá itens valiosos, e mesmo que tenha sido em um lugar de difícil acesso, recomendamos que você vá até o local da sua morte para recuperar seus preciosos chips.

Salve seu jogo

NieR: O Automata não possui uma função de salvamento automático (que você entenderá porque, jogando o jogo), então lembre-se de encontrar pontos de acesso e salvar seu progresso regularmente.

As Missões Secundárias Estarão Esperando por Você

Não se preocupe em estudar todas as missões secundárias assim que as encontrar. Algumas delas são sensíveis ao tempo, mas não se preocupe se você sentir falta delas. Você terá a chance de voltar e completá-las mais tarde no jogo. Você também desbloqueará a habilidade de viajar mais rápido no final do jogo e destravar um capítulo para limpar todas as missões secundárias que você possa ter perdido.

Encontre Pods e Atualize-os

Pods são unidades de suporte extremamente úteis em combate. Você começa o jogo com um, mas você pode encontrar mais dois em todo o mundo, então não deixe de procurá-los. Um está na Cidade Inundada e o outro está na Zona Deserto.

Não se esqueça de atualizar seus Pods no campo de resistência também, embora você precise de materiais raros para fazer isso. Ah, regue seu Pod com carinho pressionando o Thumbstick direito de seu controlador enquanto move seu Thumbstick Esquerdo. Eles vão apreciar isso.

Personalizar Chips de Plug-in

Você pode equipar muitos chips de plug-in para oferecer uma variedade de buffs e habilidades. Lembre-se de instalar novos chips para combinar com seu estilo de jogo e armas equipadas.

Alguns chips úteis para equipar ao iniciar são:

EXP Gain Up (aumenta a quantidade de experiência adquirida, facilitando o crescimento de nível)

Auto-Use (automaticamente usa itens de cura quando a saúde cai abaixo de 30%)

Auto-Heal (restaura a saúde após 4-6 segundos sem receber dano)

Item Drop Rate Up (aumenta o número de itens descartados pelos inimigos)

Auto-Collect Item (itens são automaticamente atraídos para você e coletados)

Você também pode fundir as mesmas fichas para aumentar sua eficácia.

Priorizar a Atualização de Armazenamento da Loja de Manutenção

NieR:Automata_20180118001431

Isso custa bastante no início do jogo, mas permite que você instale mais fichas. O que, por sua vez, torna você mais poderoso. Portanto, vale a pena economizar para aumentar sua capacidade de armazenamento de chip ao máximo possível o mais rápido possível.

Não Tenha Medo de Perder a Dificuldade

NieR: o Automata apresenta várias configurações de dificuldade, então não tenha medo de alterá-lo para se adequar ao seu estilo de jogo. Em dificuldades menores, você também pode instalar auto chips especiais, o que tornará o jogo mais fácil, executando automaticamente certas ações para você, como evadir e atacar.

Misture e Combine Armas

As armas têm ataques e combinações diferentes, dependendo se você as equipar aos botões de ataque pesado ou leve. Misture e combine armas e configurações para se adequar ao seu estilo de jogo. Mesmo trocar as mesmas armas entre ataques leves e pesados ​​pode mudar drasticamente como você usa cada uma delas, então não deixe de experimentar.

Ataques de Carregamento

Pressione e segure o botão Light Attack para um ataque mais pesado e mantenha pressionado o botão do programa Pod para carregar seus ataques Pod. Cobrar seus ataques Pod pode produzir ataques devastadores se você tiver mais de um.

Vender Peixe e Objetos de Valor por Dinheiro

Todos os peixes e qualquer coisa com “Pode ser trocado por dinheiro”, escrito em sua descrição, podem ser vendidos sem preocupação. Você não precisará desses itens para missões secundárias ou para melhorar suas armas ou Pods. A única exceção é a cavala, que eu ouço é delicioso e você deve experimentá-lo se você tiver a chance.

Continue Jogando Depois de Terminar [A]

NieR: Automata possui 26 finais diferentes, um para cada letra do alfabeto e você definitivamente verá pelo menos finais [A] até [E]. Lembre-se que o final do primeiro (ou mesmo segundo) jogo não é realmente o fim do jogo.

Dica Bônus

Remova o chip do sistema operacional

Referências:

Nos Nerds, Game Hall, GameMe techtudo, wikipedia.

Fallout 4

Fallout 4 é um jogo eletrônico do gênero RPG de ação ambientado em mundo aberto produzido pela Bethesda Game Studios, sendo o quinto título principal da série Fallout. O game foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One no dia 10 de Novembro de 2015 pela Bethesda Softworks.

O jogador assume um personagem referido como “Sole Survivor” (“sobrevivente solitário”), que emerge da Vault 111 (traduzido como “refúgio”), um abrigo nuclear subterrâneo. Após o personagem testemunhar a morte do seu cônjuge e o sequestro do filho, o “sobrevivente solitário” viaja pela Commonwealth de Massachusetts, nas áreas ao redor de Boston. O jogo é baseado em sistema de RPG, de modo single player, com exploração de mundo aberto. Fallout 4 é o primeiro jogo da franquia em que o protagonista tem voz.

Fallout 4 foi um sucesso de vendas e de crítica, com muitos elogiando a profundidade do mundo do jogo, a liberdade dada ao jogador, a quantidade de coisas para fazer, a história, sistema de profissões, as personagens e a trilha sonora. A qualidade gráfica, contudo, não foi unânime e os problemas técnicos foram criticados. O jogo vendeu mais de 12 milhões de unidades e faturou 750 milhões de dólares nas primeiras 24 horas de lançamento.

A história

Os jogos da franquia Fallout colocam você em um futuro distópico, em que a humanidade entrou em guerra por causa de recursos. Os combates só foram encerrados depois de um verdadeiro holocausto nuclear que dizimou quase toda a população mundial. Algumas pessoas, no entanto, sobreviveram por terem se abrigado a tempo em fortes subterrâneos, os chamados Vaults. É de um deles, o Vault 111, que sai o protagonista de Fallout 4, que se passa em sua maior parte 200 anos após o fim da guerra nuclear, mais precisamente em 2277 – o mesmo ano de Fallout 3. E, enquanto o abrigo do jogo anterior estava perto de Washington, o do novo se situa em Boston e é rodeado por um ambiente retrô e, ao mesmo tempo, futurista, que promete ser do tamanho do mapa de The Elder Scrolls V: Skyrim.

É do Vault 111, que sai o protagonista de Fallout 4, que se passa em sua maior parte 200 anos após o fim da guerra nuclear, mais precisamente em 2277 – o mesmo ano de Fallout 3

A história toda será narrada pelo ator Ron Perlmann, que fez Hellboy, e o protagonista, pela primeira vez, não será mudo. Mais de 13 mil linhas de diálogo foram gravadas para Fallout 4, o que é mais que Fallout 3 e Skyrim combinados. A trama também continuará depois que o jogo for finalizado, e será possível terminar tudo sem matar personagens.

O combate

O terceiro game da série pós-apocalíptica deixou de lado a visão isométrica e os combates por turno dos dois anteriores. No lugar, os desenvolvedores da Bethesda incluíram um estilo mais próximo do tiro em primeira pessoa que continuará em Fallout 4. O jogador poderá mirar a seu bel-prazer, mas também poderá contar com um recurso chamado de V.A.T.S., ou Vault-Tec Assisted Targeting System. O sistema desacelera o tempo e mostra em que parte do corpo os tiros darão mais dano, o que deve tornar as coisas um pouco menos difíceis no mundo devastado por bombas nucleares e repleto de animais e humanos mutantes. Inimigos mortos (e missões, é claro) renderão pontos de experiência, que virarão níveis e serão transformados em mais habilidades para usar em combate ou fora dele.

Shooter ou combate tático? Você decide

Em Fallout 4, as mecânicas de tiro foram nitidamente aperfeiçoadas em comparação a Fallout 3 e New Vegas, tanto na visão em primeira quanto em terceira pessoa. A câmera pode ser alterada a qualquer momento do gameplay, mas a opção em primeira pessoa continua ideal para explorar os ambientes em busca de equipamentos, armas e recursos.

Quem é novato na série Fallout ainda não deve conhecer muito bem o incrível sistema tático V.A.T.S, no qual o jogador pode desacelerar o tempo para acertar com mais precisão pontos específicos do corpo do oponente. O V.A.T.S pode ser acessado pelo do botão L1, no joystick do PlayStation 4, ou usando o LB, um dos gatilhos alocados do lado esquerdo do controle de Xbox One.

Especialmente no início da jogatina, o recurso de mira assistente da Vault-Tec é indispensável, pois os equipamentos são de baixa qualidade e há poucas munições à disposição. Por isso, o V.A.T.S é uma ótima forma de iniciar bem a aventura, os acertos precisos certamente vão salvar a sua vida e, é claro, poupar muitos de seus recursos escassos.

Assim como nos outros games da franquia, o desempenho do jogador ao utilizar o sistema V.A.T.S depende do tipo de arma utilizada e dos atributos aplicados. Ao focar na habilidade “Percepção”, por exemplo, você poderá visualizar os pontos fracos do inimigo, enquanto a “Inteligência” aprimorada consegue destacar o oponente mais próximo. Além disso, qualidade “Sorte” também pode ser de grande ajuda, já que eleva consideravelmente as chances de dano crítico.

Se você ainda prefere utilizar o sistema de mira aberta, saiba que guardar a arma em momentos pontuais do combate pode ajudá-lo a escapar de inimigos mais fortes, pois o personagem vai ficar mais ágil e, consequentemente, conseguirá correr com maior rapidez. Para armazenar o armamento principal, pressione e segure o botão quadrado/X no joystick.

Sempre que possível deixe Dogmeat, o parceiro canino do protagonista, avançar sobre o oponente. Isso vai fazer com que a criatura rival se distraia e tenha bastante trabalho para lidar com as investidas do cachorro. Aproveite os momentos de distração para descarregar o pente de balas no adversário.

Atenção à radiação

Basicamente, a cidade de Boston de Fallout 4 é um mar de radiação. Ser afetado pela radioatividade diminui a sua saúde máxima, deixando, assim, o personagem mais vulnerável a ataques. Os alimentos, por exemplo, quando estão crus, devem ser cozidos em uma estação para serem devidamente esterelizados.

Fique atento também aos monstros que têm ataques radioativos, pois as investidas corpo a corpo deles conseguem diminuir consideravelmente a sua barra de vida. Não se desespere com a radiação, afinal existem materiais no jogo com a finalidade de desintoxicar o sobrevivente, como os itens RadAway e Rad-X.

Outros componentes medicinais imprescindíveis na terra desolada são os Stimpaks. Há grande variedade deles espalhados pelo extenso mapa do jogo, que variam de acordo com a eficácia. Um Ultra Stimpak, por exemplo, é capaz de reconstituir praticamente todos os pontos de vida do personagem, enquanto o item comum regenera apenas 30% do total.

Vez ou outra você, inevitavelmente, vai ficar sem recursos medicinais para restabelecer os pontos de vida. Quando isso acontecer, vasculhe residências em busca de camas ou colchões para dormir, já que descansar também restaura o HP. Outra opção é fazer uma viagem rápida para relaxar em algum local seguro, como o Santuário ou Diamond City.

Favorite itens 

Assim como em todo RPG, o personagem de Fallout 4 necessita de alguns recursos essenciais para sobreviver à cidade desolada. Para evitar ter que abrir o Pip-Boy – o acessório de gerenciamento de recursos do game – a todo momento com os botões “círculo” ou “B”, destaque os itens favoritos no inventário rápido, acessível por meio dos direcionais do joystick.

Abra o Pip-Boy, acesse as abas de consumíveis e armas para favoritar os objetos desejados pressionando os botões “R1″/”RB”. Em seguida, basta posicionar os itens no menu rápido da forma que bem entender. Procure deixar mais de um tipo de armamento no inventário para quando o personagem ficar sem munição, bem como Stimpaks, RadAway e outros artigos que regeneram o HP e amplificam habilidades.

 Salve o jogo com frequência

Embora Fallout 4 seja uma das maiores franquias single player dos games, não há como negar que ela tem um passado bastante conturbado em relação a problemas de salvamento e bugs.

Por isso certifique-se de utilizar a opção “Salvar rápido” – disponível ao pausar o título –  sempre que possível, porque será a partir daquele ponto que o personagem vai renascer depois de morrer (esteja ciente de que é você o responsável pelos checkpoints). Antes de desligar o console ou PC, salve mais uma vez por precaução em um slot diferente na opção “Salvar”.

Você pode guardar itens nas mesas de fabricação de itens

Cada região com uma mesa de fabricação de itens é uma central de armazenamento de itens em potencial. Você pode depositar suas tralhas por lá sem medo de perdê-las posteriormente. Melhor ainda, todas as mesas de fabricação de uma mesma região são conectadas: Se você colocar seus itens em uma mesa de fabricação de armas, eles estarão disponíveis na mesa de fabricação de armaduras ou de poções.

Isso é muito útil no complexo sistema de fabricação de Fallout 4, que exige que você acumule itens constantemente para construir e arrumar equipamentos. Use o recurso de viagem rápida entre seu workshop favorito e a área que você está explorando para não deixar nenhuma bugiganga para trás.

Você pode reconstruir Sanctuary para conseguir itens bacanas

Usando suas habilidades de fabricação, você pode destruir as casas velhas de Sanctuary (não se esqueça de saqueá-las antes) e colocar novas construções bacanas no seu lugar. Fazendo camas, abrigos e cumprindo missões do Minutemen, você terá um belo vilarejo em breve.

Isso, por sua vez, vai atrair mercadores que vão tentar trocar um monte de itens bacanas com você, inclusive algumas armas poderosíssimas. Você também pode subir de nível só reconstruindo a sua cidade. Isso é muito bacana.

A Power Armor fica onde você a deixou

A sua Power Armor fica onde você a deixou, então se você quer economizar Fusion Cores não tenha medo de deixá-la para trás… só não se esqueça do lugar onde você está fazendo isso.

Assim que ganhar sua primeira Power Armor vai ter vontade de a usar o tempo todo, mas se fizer isso irá gastar os Fusion Core com rapidez. A maioria está espalhada ao longo da Wasteland, e por vezes até terá de invadir outros Vaults para recolher alguns (a não ser que tenham um carisma elevado).

Prefira guardar a armadura no Sanctuary, reservada para situações particularmente difíceis ou para explorar zonas muito contaminadas. Já agora, se encontrarem um inimigo montado numa Power Armor, lembrem-se que elas também usam Fusion Cores. Tentem esgueirar-se do alvo e roubar o núcleo antes que se apercebam da sua presença.

Construa um sino

Conforme você ganha seguidores, você vai perceber que eles tendem a sumir nos arredores de seu vilarejo caso não estejam te acompanhando. Você pode perder muito tempo procurando por eles, então é uma boa ideia construir um sino. Basta tocá-lo para que todos venham até você.

Vasculhem bem os arredores

Esta dica é válida assim que começam a dar os primeiros passos no Vault 111, mas aplica-se a todo o jogo. Procurem bem cada edifício e estrutura que encontrarem, porque nunca se sabe onde podem encontrar uma banda desenhada, uma revista, ou figuras. São itens valiosos que podem ser facilmente ignorados, mas garantem efeitos duradouros ao jogador.

Mais dano para as armas, maior agilidade, melhores técnicas de negociação, e outras vantagens semelhantes, é o que vos espera se recolherem estes objetos, por isso estejam atentos.

Já agora, outra pequena dica. Ao explorarem os edifícios e estruturas da Wasteland, que por vezes são enormes, podem perder um pouco a direção. Se for o caso, considerem ativar a habilidade V.A.N.S. da árvore de talentos de Inteligência. Assim podem consultar o V.A.T.S. – fora de combate – e receber indicações para o próximo objetivo.

Alimentação saudável

Enquanto exploram as ruínas de Boston, vão encontrar muita comida e bebida, mas nem todas estão em condições para serem digeridas. Aliás, a maioria da comida e da bebida que vão encontrar está contaminada com radiação, e se comerem demasiado, isso terá efeitos muito negativos na saúde do jogador. Em vez de comerem carne crua, aconselhamos que experimentem as várias estações de culinária espalhadas pelo mapa. O processo remove a radiação e aumenta a saúde restaurada pelo alimento.

Algumas receitas até incluem vantagens temporárias para o jogador, como a capacidade de transportar mais equipamento, ou maior resistência a dano. A forma mais segura e rápida de ganhar saúde passa pelo uso de Stimpacks, mas sugerimos que os guardem para alturas de pânico, ou em caso de um dos membros ficar danificado.

Em boa companhia

Os companheiros de Fallout 4 desempenham um papel importante no jogo, e podem ser uma ajuda preciosa para o vosso combate. Também podem fornecer outro tipo de serviços, como a capacidade para fazerem hack a terminais, dependendo do companheiro. A relação também vai evoluído, permitindo desbloquear ainda mais vantagens com o tempo.

Cada companheiro tem uma personalidade única, e se prestarem atenção aos seus comentários, vão aprender que tipo de atitudes aprovam ou desaprovam por parte do jogador. Se a personalidade do jogador e do companheiro for muito díspar, talvez seja boa ideia procurar um parceiro que partilhe as mesmas convicções. Até podem avançar para uma aventura romântica com o companheiro, o que desbloqueará outras vantagens, mas essas vão descobrir sozinhos.

Materiais

O sistema de construções de Fallout 4 requer muitos recursos, especialmente devido ao amontoado de objetos que precisam de colecionar para terem os itens necessários para construírem algo. Isso significa que pode ser difícil acompanhar o recurso necessário, sobretudo quando estão a pesquisar uma gaveta com balas a voar por todo o lado.

Aconselhamos a “marcar” os objetos que querem construir através do menu de construções, já que todos os itens com as partes necessárias serão assinalados com um pequeno ícone. Isso facilitará a recolha de materiais específicos, mas quando começarem a vossa aventura, não se acanhem e apanhem tudo o que não estiver pregado ao chão. Isto pode dar um bom arranque ao jogador quando finalmente decidir começar a construir.

Donos do comércio

Além de servirem como o local perfeito para construírem a vossa casa de sonho, as pequenas aldeias também podem ser uma boa forma de ganhar algum dinheiro. Se construírem lojas perto dos acampamentos e convencerem a população a habitá-las, vão começar a receber caricas (o dinheiro de Fallout 4) na nossa estação de construção. Esta é uma função que pode passar despercebida ao jogador, mas se quiserem recolher o dinheiro, carreguem em “Transfer”, e depois na categoria “Misc.” Passados alguns dias podem voltar para levantarem mais caricas.

Retirada estratégica

Não há vergonha nenhuma em assumir a derrota, sobretudo numa situação complicada. Se a saúde estiver em baixo, se não tiverem Stimpacks, e o vosso parceiro estiver indisponível, têm duas escolhas: lutar até ao último suspiro, ou fugir. Alguns jogadores podem sentir-se tentados a ignorar a segunda opção, mas não devem fazê-lo. Isto é um RPG, e vão acontecer situações em que podem encontrar inimigos de nível superior.

Nestes casos, o melhor mesmo é fugir e tentar subir mais alguns níveis, antes de regressarem mais tarde para o tira-teimas. Já agora, fica outro conselho. Se um combate parecer mais trabalhoso do que se calhar vale a pena, podem tentar ignorá-lo. Os robôs de segurança são particularmente duros, e raramente terão recompensas pelo vosso trabalho, por isso tentem agir de forma sorrateira para evitar os combates.

Melhorem suas armas

Em Fallout 4 podem melhorar as vossas armaduras e armas, e devem fazê-lo, mas não exagerem de início e não melhorem cada arma que apanham. Esperem por armas lendárias, que são normalmente largadas por inimigos especiais devidamente assinalados. Já agora, estes inimigos costumam sofrer mutações, o que na prática significa que terão de os combater duas vezes.

Estas armas lendárias costumam ter características fantásticas logo à partida, e se forem melhoradas tornam-se em ferramentas essenciais para distribuírem a vossa fúria por toda a Wasteland.

Ataquem primeiro (de preferência sem o inimigo perceber)

Sempre que possível, sobretudo com inimigos mais duros, tentem ser os primeiros a atacar. Melhor ainda, façam-no a partir da posição furtiva, o que duplica o dano causado no ataque inicial. Isto é particularmente verdade com as Sniper Rifle: um tiro certeiro na cabeça é vitória quase garantida. Mas se não puder ser, uma boa cacetada com um taco cheio de picos também costuma resultar.

Para estes ataques sorrateiros, aconselhamos a utilização da mira manual, que pode ser imprecisa à distância. O V.A.T.S. também tem ataques críticos, que podem ser ativados manualmente, mas estes disparos devem ser guardados para situações críticas.

Dicas

Carregando corpos e objetos

PS4: Segurar o X, Xbox One: Segurar o A, PC: Segurar o E.

Bom comando para “limpar” os settlements de corpos de inimigos ou para decorá-lo. E não é tão intuitivo – no Fallout: New Vegas, o atalho de teclado para segurar e carregar as coisas é Z.

Esperar / wait

Use o T (PC) quando estiver sentado (a) em uma cadeira ou sofá qualquer. Uma mensagem no jogo te mostrará o botão de atalho para esperar.

Lanterna e mudar a cor da interface/Pip-boy

Segure o botão correspondente ao pip-boy para ativar a lanterna. Ela te torna mais facilmente detectável por inimigos, e, por padrão, é verde.

Trocar itens com o Dogmeat sem ele correr de você

Você vai tentar trocar itens com o seu cachorro, e ele sai correndo. É mais fácil dar primeiro um comando “go” para ele chegar mais perto e depois ativar o diálogo para troca de itens.

Local Leader: Conecte seus settlements (nível 1) e tenha lojas (nível 2)

Com a perk Local Leader, no nível 6 de Charisma, você pode usar um settler para viajar entre 2 settlements e conectá-los. Use a visão do workshop, olhe para o settler e aperte Q (PC) para escolher para onde ele vai. Isso significa que os junk itens deles serão compartilhados. Só os junk + crafting itens, e não armas, armaduras, etc. Água e comida são divididos caso um dos settlements esteja com fome/sede.

No nível 2 você pode começar a construir lojas. Cada loja precisa de um settler trabalhando nela para funcionar, e de tempo em tempo vai gerar bottlecaps, que serão armazenados no seu workshop.

Se você tem um settlement X conectado ao settlement Y, conectar qualquer supply line ao settlement X também te dará acesso aos junk items de Y. 

Atenção: Conectar TODOS os settlements a um lugar só (como Sanctuary Hills) pode ser um problema mais tarde no jogo, pois toda vez que você visitar o local ele estará cheio de caravanas.

Adesivo

Item importante para a modificação de armaduras, ele costuma ficar em falta.

Uma solução é ir na cooking station e fazer vegetable starch, com corn + tato + mutfruit + purified water. Rende 5 adesivos.

A defesa dos settlements

Para minimizar a quantidade de invasões nos seus settlements, mantenha o número de defesa acima da soma de água + comida. Se você tem 5 de água e 5 de comida, a defesa deve estar em 10+.

Cada settler pode tomar conta de 3 postos/guard posts, com cada posto gerando 2 pontos. Turrets também aumentam sua defesa. Você também pode colocar os turrets em cima de telhados, na beira; ou em locais onde os inimigos teriam dificuldade para chegar neles a pé.

Equipando os settlers

Troque equipamentos com eles para aumentar as defesas dos personagens. As armas de fogo iniciais deles costumam ser pipe pistols, bem fracas.

Caso você dê a eles uma arma com outro tipo de munição, também é necessário equipar neles 1 bala do novo tipo de munição (basta 1 bala e eles terão munição infinita.)

Nota: Já seus followers consomem as balas que você der para eles. Se as balas de todas as armas deles acabarem, eles voltam a usar a arma padrão deles, que tem munição infinita.

Guardar a arma

Segure o botão para recarregar. Essa é conhecida para os jogadores de Fallout, mas vale a menção.

Como funciona o stealth

Quando você está em modo furtivo, alguns indicadores aparecem no topo da tela, como [Hidden], [Detected] e [Danger]

Quanto mais próximos os colchetes estiverem da palavra no centro, mais próximo você está do próximo nível – ou seja, os colchetes se fechando em “hidden” indicam que você está próximo (a) de ser detectado. Da mesma maneira, ir para um canto seguro e não chamar a atenção por um tempo “afrouxa” os colchetes caso tenham te visto.

Não correr e não usar a lanterna minimizam sua chance de ser detectado (a).

Usando o sistema de cobertura/cover

Sabe quando os inimigos miram em você por trás de uma parede? O (a) Sole Survivor pode fazer isso também: Encoste na parede que quer usar como cover, próximo ao canto, então use o botão de mira.

Roubaram sua power armor?

É isso mesmo, NPCs podem pegar a sua power armor caso ela esteja parada em algum lugar que não seja uma das estações amarelas. Tire o fusion core delas para que o NPC não tenha interesse nela.

Nomeando suas armas e armaduras

Você pode dar nomes novos aos equipamentos nas estações de crafting de armas de fogo e armaduras. Elas também podem receber certos tipos de formatação html, como <u>NOME</u> para o texto aparecer grifado, <i>NOME</i> para itálico e <b>NOME</b> para negrito.

Guarde todos os Overdue Books que encontrar

Estes itens podem ser trocados por tokens e prêmios em terminais pelo Commonwealth.

Montando novos settlements rapidamente / coletando junk

O ideal é conectar o novo settlement imediatamente com outro, assim você tem acesso a mais junk items para montar os turrets e outros recursos locais, sem precisar sair por aí coletando coisas. Se não tiver um settler disponível para criar uma supply line, construa primeiro um gerador e uma estação de rádio que chama novos settlers.

Memorize os itens que geram o tipo de scrap que você precisa para construir os settlements. Exemplo: precisar de muita cerâmica, borracha e cobre, por exemplo (para fazer os geradores, estações e turrets), então pegue o costume de coletar canecas, cinzeiros, chaves inglesas, etc. Não custa nada pegar fontes de óleo também, como sabão e isqueiros.

Para fazer mods em armaduras, pegue todas as fontes de adesivo que encontro, assim como fontes de ballistic fiber, que são bem raras (military ammo bag e military duct tape.)

Referências:

Game Reactor, Terra, Bichos Geek, Br Ing, Wikipedia, Techtudo.