Guitar Hero III: Legends of Rock

Desenvolvido pela Neversoft e publicado pela Activision, Guitar Hero III: Legends of Rock é um jogo eletrônico musical e de ritmo, onde o jogador usa um controlador para simular melodias de uma guitarra principal, rítmica ou um contrabaixo elétrico em canções de rock. O jogo foi  lançado mundialmente em outubro de 2007 para as plataformas PlayStation 2, PlayStation 3, Wii e Xbox 360. No final do mesmo ano, foi lançado também para PC, com a produção e desenvolvimento da Aspyr Media.

Jogabilidade

Guitar Hero III: Legends of Rock é semelhante aos primeiros jogos da serie. O ritmo das canções, são mostrados na tela em botões coloridos, o objetivo do jogador é apertar os botões da mesma cor sincronizadamente na guitarra, feita especialmente para o jogo, ou também, podendo ser o próprio controle do game. A diferença da guitarra para o controle, é que na guitarra você precisará palhetar na barra que simula as cordas da guitarra, já no controle, não é preciso.  O acerto das notas lhe dará pontos, quanto mais sincronizado, maior o ponto ganho. O erro das notas, fará seu medidor de desempenho ir abaixando, se abaixar até o fim, a música para e você perderá, recebendo diversas vaias.

As seções especiais, marcadas por notas com estrela, podem ser usadas para obter o “Star Power”. Este, quando ativado, dobra o multiplicar de pontuação, com o jogador inclinando verticalmente o controle de guitarra ou pressionando um botão específico no controle padrão. Enquanto o “Star Power” estiver ativado, o medidor de desempenho aumenta mais rapidamente quando uma nota correta é efetuada, e as notas erradas têm uma penalidade reduzida. Guitar Hero III: Legends of Rock contém quatro níveis de dificuldade: “fácil”, que usa três botões de traste; “médio”, que usa quatro; “difícil”, que usa todos os cinco; e “experto”, que não adiciona novos botões em relação ao anterior, mas aumenta o número de notas e a dificuldade geral.

Modo carreira

O modo carreira é jogado por um único jogador, esse modo possui 8 níveis, ao todo, somam 42 canções. Dentro de cada nível, o jogador precisará concluir um certo número de canções, dependendo do nível de dificuldade escolhido, antes de oferecerem uma performance extra de uma canção adicional. Para desbloquear o próximo nível, é preciso concluir o anterior. O game conta com chefes que você precisa vencer para progredir e também dinheiro virtual que você ganha quando conclui um música com sucesso. O dinheiro serve para desbloquear novos personagens, trajes, guitarras, finais, canções bônus e vídeos. Além disso, a conclusão de uma canção no modo carreira a desbloqueia para reprodução em todos os outros modos disponíveis no jogo.

Cooperação no modo carreira

Existem seis níveis que os jogadores completam da mesma maneira do modo de um jogador. Nesses níveis, dois jogadores usando o mesmo console podem participar por cooperação no modo carreira, ou seja, com um jogador na guitarra principal e outro no contrabaixo elétrico ou na guitarra rítmica, dependendo da canção.

Modo Multijogador

Nas versões para Xbox 360, PlayStation 3 e Wii, é apresentado um modo competitivo online, ou seja, um jogador pode competir contra outro, através do serviço de rede do console. Existem três modos de jogo online: Face Off, Pro Face Off e Battle. Os desafios de confronto são modos de ataque de pontuação introduzidos no título anterior, em outras palavras, dois jogadores tentam obter a melhor pontuação em uma determinada canção; no desafio padrão Face Off, os jogadores podem selecionar diferentes níveis de dificuldade, enquanto o Pro Face Off exige que os jogadores joguem na mesma dificuldade.

No modo battle, um jogador tem que fazer com que o outro falhe ou perca jogando com sucesso as sequências “Battle Power”, que substituem o “Star Power” da modalidade normal, para ganhar ataques que podem ser usados contra o oponente. Os jogadores podem armazenar até três ataques por vez. Os ataques tem alguns efeitos, por exemplo, dificultar a canção para o outro jogador, adicionando notas adicionais, ou pode obrigar o oponente a executar ações especiais para limpar o efeito. Se um jogador falhar, o outro ganha, contudo, se os dois não falharem, eles vão para a morte súbita.

Trilha sonora

O jogo conta com 73 canções, 42 fazem parte da lista principal, seis são exclusivas do modo cooperativo e as 25 restantes são faixas bônus. Ao todo, 54 canções foram masterizadas. Além disso, o modo carreira inclui três batalhas, uma contra cada chefe: Slash, Tom Morello e Lou the Devil.  As canções exclusivas das batalhas, foram escritas por Tom Morello e Slash.

Entre as canções do game, você encontrá clássicos como; Paint It Black (The Rolling Stones); Cherub Rock (The Smashing Pumpkins); Sabotage (Beastie Boys); The Metal (Tenacious D); My Name Is Jonas (Weezer); Rock and Roll All Nite (Kiss); School’s Out (Alice Cooper); Talk Dirty to Me (Poison); Slow Ride (Foghat); Barracuda (Heart); e Down ‘n Dirty (L.A. Slum Lords).  Também apresenta regravações de Anarchy in the U.K. (Sex Pistols) e Cult of Personality (Living Colour) especificamente para o título, pois as faixas originais não foram encontradas. O título também suporta faixas extras para download nas versões de Xbox 360 e PlayStation 3.

Recepção

No geral, Guitar Hero III: Legends of Rock recebeu criticas positivas por parte dos críticos e dos fãs, contudo, a crítica notou diferenças significativas na jogabilidade  do título comparado com os anteriores da série. O jogo é considerado em alguns aspectos, “muito difícil”, criando “paredes de notas” que são difíceis de se executar. Esta constatação influenciou em mudanças na jogabilidade das futuras sequências.

De acordo com a Activision, o título é o jogo mais vendido de 2007, tanto nas quantidades de unidades quanto na receita auferida, tornando-se o primeiro jogo eletrônico a ultrapassar um bilhão de dólares em vendas.

O que você acha desse jogo incrível? Deixa aí nos comentários.

Referência:

Wikipedia.

Rock N’ Roll Racing

Desenvolvido pela Silicon & Synapse (que hoje, é a gigante Blizzard Entertainment) e publicado pela Interplay, Rock n’ Roll Racing é um jogo de corrida e combate de veículos que possui um estilo único. O jogo foi lançado para SNES em 1993, mas possui uma versão para Mega Drive. Ambas versões, são bem parecidas, contudo, alguns detalhes são diferentes, tais como, elementos gráficos, trilha sonora e a jogabilidade, que no caso do Mega Drive é mais difícil.

Jogabilidade

Diferente da maioria dos jogos de corrida, onde sua visão é como se tivesse dentro do carro, o jogo conta com a famosa câmera isométrica, permitindo uma perspectiva diferente da corrida. No game, os competidores disputam corridas em diversos planetas, com carros equipados com armas e tudo isso ao som do bom e velho Rock n’ Roll, além disso, o interessante é a parte que permite ao jogador poder equipar ao máximo seu carro com armas, latarias, pneus, entre outros equipamentos. Existem três níveis de dificuldade: Rookie, Veteran e Warrior, Rookie seria mais fácil e Warrior mais difícil.

Enredo

A historia se desenvolve como se tudo fosse uma competição de corridas interplanetárias, onde os corredores passam por diferente planetas, seis no total, sendo eles; Planeta Chen VI, Planeta Drakonis, Planeta Bogmire, Planeta New Mojave, Planeta Nho e Planeta Inferno. Antes de tudo, a primeira corrida automobilística foi realizada na França em 1894, sete anos após o primeiro carro feito por Herr Daimler Herr Benz da Alemanha. Eles fizeram o primeiro motor a combustão utilizados em carros dos séculos 19, 20 e 21. Nestes automóveis de corridas, os homens queriam testar seus juízos, bem como, habilidades e máquinas uns contra os outros onde só os melhores sobreviveriam.

Quando a humanidade descobriu vida inteligente em Bogmire no ano de 2833, eles começaram uma loucura como nunca vista antes, como resultado, Os Saurions sobre Bogmire começaram corridas com todos os tipos de veículos, delirando com clássico do Rock n ‘Roll do planeta TERRA. A ideia foi capturada e passada adiante. Assim, a comissão do Rock N’ Roll Racing foi criada.

Personagens

Ao todo são 15 personagens, sendo, 7 heróis e 8 vilões. Alguns deles, se baseiam em coisas ou pessoas ligadas ao rock n roll, são eles:

Heróis;

  • Snake Sanders, inspirado em David Coverdale do Whitesnake.
  • Cyberhawk, baseado na arte do álbum Screaming for Vengeance, do Judas Priest.
  • Ivanzypher
  • Katarina Lyons
  • Tarquinn, inspirado em Brian Tarquin.
  • Jake Badlands, inspirado em Jake E. Lee.
  • Olaf, o herói secreto.

Vilões;

  • Viper mackay
  • Grinder X19, Seu nome é homônimo a uma música da banda Judas Priest
  • Ragewortt
  • Roadkill Kelly, mistura do rosto do O Exterminador do Futuro com o rosto de Sebastian Bach, ex-vocalista da banda Skid Row.
  • Butcher Icebone, inspirado em Butch Vig, um produtor musical
  • J.B Slash, o “JB” de seu nome foi inspirado na marca de captadores para guitarra, e Slash foi inspirado no guitarrista.
  • RIP, gira que simbolixa o ato de tocar guitarra.
  • Shred, também simbolixa a gíria do ato de tocar guitarra.

Trilha sonora

Como falar do jogo e não falar da sua excelente trilha sonora, afinal, o jogo conta com clássicos do rock n roll, que atravessam gerações, são eles:

  • Henry Mancini (Emerson, Lake & Palmer version) – Peter Gunn Theme
  • Black Sabbath – Paranoid
  • Steppenwolf – Born To Be Wild
  • George Thorogood and the Destroyers – Bad to the Bone
  • Golden Earring – Radar Love (Somente na versão para Mega Drive)
  • Deep Purple – Highway Star

Seu legado

Rock n’ Roll Racing fez história e como resultado, hoje em dia, não tem um gamer que não tenha jogado ou pelo menos, tenha ouvido falar seu nome. Em 1994, a revista Electronic Gaming Monthly premiou este jogo como “O Melhor Jogo de Corrida do Ano de 1993”. Foi eleito pela IGN como o 72º melhor jogo do SNES.

O que você acha desse clássico dos anos 90? Deixe aí nos cometários.

Referência:

Wikipedia.