Gears Pop!

Engrenagens pop! É um vídeo game móvel de estratégia em tempo real, no qual dois jogadores lutam usando personagens estilizados da Funko Pop do universo fictício Gears of War. Sua jogabilidade é modelada na de Clash Royale. O jogo lançado em agosto de 2019 nas plataformas Android, iOS e Windows, cerca de um mês antes da próxima entrada importante da série, o Gears 5. O jogo foi desenvolvido pelo desenvolvedor britânico Mediatonic. 

Gameplay 

No Gears Pop, dois jogadores lutam jogando fichas em um campo de jogo, que gera personagens estilizados do Funko Pop do universo fictício Gears of War. Os personagens usam pontos de cobertura para avançar nas duas torres de defesa e base do inimigo antes que o oponente realize o mesmo. Além da mecânica da capa, sua jogabilidade se assemelha muito à do Clash Royale. 

O jogo é gratuito e usa micro transações. É um dos poucos jogos para celular que oferece compatibilidade com as conquistas do Xbox. 

O que é Gears Pop?

Gears Pop! é um jogo multiplayer em estilo de arena em tempo real para dispositivos móveis e Windows. Ele reimagina os personagens populares de Gears of War como miniaturas no estilo Funko Pop, substituindo a ação por cima do ombro por uma jogabilidade estratégica semelhante ao Clash Royale, contudo, assim como vimos em Rwby Amity Arena, colocou o diferencial da série dentro desse estilo.

Free-to-play: Totalmente, porém, se você quiser pode gastar dentro do jogo para comprar recursos com Reais.

Como é o game?

O Gears Pop! se joga da mesma forma que o Clash Royale e outros jogos no estilo arena móvel. Primeiro você constrói um esquadrão de oito unidades (mais uma habilidade suprema), depois entra em batalhas multiplayer de três minutos. Seu objetivo é destruir os postos avançados do inimigo (torretas) e o líder.

Você tem um medidor de energia que enche lentamente, e cada unidade tem um custo de energia específico associado à sua execução. Existem duas colunas de cobertura no campo de batalha, e capturar cobertura mais adiante permitirá que você jogue suas unidades mais perto dos postos avançados inimigos. As habilidades finais se regeneram lentamente ao longo do tempo e são extremamente poderosas.

Quem está no Gears Pop?

Gears Pop apresenta vários personagens populares de Gears of War, incluindo Marcus Fenix, Augustus Cole, Dominic Santiago, Kait Diaz e outros. Gears genéricos e Locust Drones também aparecem, e mais personagens serão adicionados ao jogo com o passar do tempo.

Tem conquistas na Live?

Sim! Ao fazer login na sua conta do Xbox Live, você pode desbloquear várias conquistas do Xbox Live jogando o game. Existem 45 conquistas disponíveis no lançamento e a conclusão delas será adicionada ao seu Xbox Gamerscore.

Formando seu esquadrão perfeito

Gears Pops tem suas unidades de diversos tipos e a combinação delas deverá te ajudar no maior número de situações possíveis no ataque, e também, para poder responder quando for atacado. As unidades são divididas em Batedor, Brutamontes, granadas (eliminador), Tanque, Ameaça. Os personagens com o murinho em cima, são os que vão ganhar terreno explorando as coberturas de proteção do mapa.

Você sempre deve se armar com dois tipos de granadas / utilidades, quatro soldados individuais diferentes que são capazes de se esconder, um soldado que corre de cabeça para a batalha sem se esconder e um tipo final de esquadrão com várias pessoas. Por exemplo, esta formação inicial é recomendada – Frag Grenade, Ink Grenade, Marcus Fenix, Lancer Gear, Savage Grenadier, Locust Drone, Augustus Cole e Shepherds.

Outra combinação de esquadrão em que você pode confiar pode ser feita com: Sentry, Stun Tracker, Kantus, Lancer Gear, Damon Baird, Savage Grenadier, Boomer e Snub Soldiers. E no modo “Horda” você pode usar esse time para o sucesso (você pode gastar mais tempo esperando para lançar tropas poderosas em campo, já que seu amigo cooperativo está apoiando você o tempo todo) – Shock Grenade , Stun Grenade, Deadeye, JD Fenix, Longshot Gear, Kait Diaz, Reyna Diaz e Wretches.

Melhor caminho pra vitória em Gears Pop!

Toda vez que você iniciar uma batalha, aguarde alguns segundos para o seu medidor se encher. Seu medidor deve começar com seis ou sete barras completas, o que oferece muitas opções para você trabalhar. Atire uma granada na torre de tiro de seus oponentes para começar a derrubá-los. Depois, passe as próximas barras do seu medidor enviando tropas que podem se esconder.

Enquanto eles estão se escondendo, espere que seu medidor se encha um pouco mais para poder lançar um soldado solo ofensivo completo no campo. Esse soldado funciona muito bem em conjunto com os tipos de vários soldados. Por exemplo, colocar Kait Diaz em campo e apoiá-la com Shepherds é sempre uma manobra viável.

Certifique-se de espalhar suas tropas também – coloque uma no lado esquerdo do campo, depois coloque a próxima no lado direito do campo e assim por diante. Sempre que você encontrar algumas tropas inimigas se aproximando demais para o conforto, plante suas tropas o mais próximo possível do seu avatar principal e das torres de armas para dar a eles uma dose extra de proteção.

Quando o final da batalha começar, e seu medidor enche ainda mais rápido, faça o possível e jogue suas tropas mais poderosas no campo. E sempre que seu super medidor estiver cheio, use sua habilidade “Ultimate” o mais rápido possível! Seu tipo de tropa Ultimate pode mudar a maré de uma batalha rapidamente, pois pode ser colocado em qualquer lugar do campo de batalha. Sempre coloque-o o mais próximo possível do seu avatar rival para colocá-lo fora do jogo.

Faça o melhor de cada modo de jogo

Gears POP! oferece quatro modos para você trabalhar – “Versus”, “Batalha”, “Treino” e “Horda”. Tente vencer pelo menos cinco batalhas Versus por dia para poder preencher todos os slots de “Gear Pack” e ganhar o melhor recompensas resultantes da obtenção de um “Win Streak”. Depois de fazer isso, complete um desafio tático do modo Batalha para aprender uma nova estratégia de batalha e ganhar algumas recompensas pelo caminho.

Se você quiser experimentar uma de suas novas equipes de esquadrão personalizadas, leve-as para uma batalha no modo Treino antes de colocá-las em uma verdadeira batalha. Depois de ingressar em uma “Tripulação”, certifique-se de responder aos convites do modo Horda dos membros da Guilda. As batalhas cooperativas sobreviventes oferecem ainda mais recompensas; portanto, complete pelo menos uma batalha da Horda antes de você encerrar o dia.

Acumule moedas e cristais

Os principais tipos de moeda no Gears POP! são moedas e cristais. Vencer batalhas nos modos Versus, Batalha e Horda tende a render-lhe todas as moedas e cristais extras que você precisa. Atender aos requisitos de suas “recompensas diárias” também rende moedas extra. Os cristais só podem ser usados para acelerar o limite de tempo necessário para abrir os Gear Packs – certifique-se de usar bem seus cristais quando tiver todos os quatro slots de Gear Pack preenchidos.

Dessa forma, você pode desbloquear todos os quatro Gear Packs, ganhar suas recompensas e preencher esses espaços novamente, vencendo mais quatro batalhas no modo Versus. Para esse segundo conjunto de pacotes de equipamentos, faça logoff e deixe o timer de desbloqueio chegar ao fim. Portanto, passe um dia desbloqueando todos os quatro Gear Packs com cristais, deixe o próximo conjunto de Gear Packs desbloquear através do cronômetro de desbloqueio no dia seguinte e assim por diante. Esse processo não apenas fornece moedas, cristais e personagens extras, mas também ajuda a adquirir as engrenagens necessárias para alcançar as novas arenas do modo Versus.

Seus hábitos diários podem ser…

Concluindo todas as suas recompensas diárias e comprando todos os companheiros de esquadrão e tipos de itens disponíveis que se enquadram no banner “Ofertas diárias” na “Loja”. Ganhar brigas suficientes nos modos Versus e Horda e você ganha moedas suficientes para comprar todas as Ofertas diárias de tropas e itens.

Seguir esse processo significa que você ganhará todo tipo de brindes ao concluir suas recompensas diárias e sempre terá algumas tropas / itens prontos para serem atualizados. Você precisará de moedas para atualizar suas tropas e itens desbloqueados também, portanto, guarde algumas moedas para atualizar seus favoritos.

Como subir de nível no Gears Pop?

A primeira coisa é abrir o jogo de pinos que fica na parte inferior da tela, a partir daí você pode ver o nível em que seus personagens estão. Cada um desses pinos possui um número como 0/9 ou 1/6, que representa o número de pinos que você possui e a quantidade necessária para subir de nível. Portanto, para aumentar o nível, você precisará obter o número de pinos requeridos

Para obter pinos, você terá que abrir caixas, outra maneira é comprá-las na loja.

Depois de obter o número necessário de pinos, você terá a opção de aumentar o nível, você saberá que ele está pronto para subir porque o ícone de pinos será expandido.

Lembre-se de que cada pino é individual, por isso levará tempo para atualizá-los todos.

Esperamos que você saiba como aproveitar este guia rápido sobre como subir de nível no Gears Pop. Temos muito mais conteúdo para você sobre este e outros títulos que você certamente desejará revisar para se manter atualizado.

Como abrir a caixa de cristal no Gears Pop

Toda vez que você completar missões no jogo Gears Pop, receberá caixas de cristal, mas leva um tempo para abri-las. Você tem duas opções para escolher, uma fecha seu aplicativo e aguarda o tempo de retrocesso, segunda opção você usa alguns cristais, usar cristais tornará a caixa mais rapidamente, garantindo maior força para o próximo nível.

Como obter mais cristais rapidamente no Gears Pop

Existem algumas maneiras pelas quais você pode obter mais cristais no Gears Pop mais rapidamente, um deles é comprá-los na loja de jogos com dinheiro real, onde você encontrará pacotes muito variados. No entanto, é uma maneira muito cobiçada para os jogadores terem cristais mais rápidos, então você sempre o terá disponível se quiser avançar.

Mas se você não deseja gastar dinheiro real ou não tem disponível para investir, obtém-os completando recompensas; para isso, basta selecionar a guia Missões e, na parte inferior, encontrará uma lista de desafios que você pode concluir selecionando cada um deles. Você tem duas opções em cada desafio que enfrenta, o primeiro pode perder 300 se for derrotado na batalha Versus ou Hordes, e o segundo é ganhar 1000 moedas, você também será recompensado com 50 moedas e 10 cristais em cada desafio.

Para que servem as caixas de câmbio do Gears Pop?

Nas caixas de velocidades, você encontrará moedas que o ajudarão a adquirir coisas dentro do jogo, você também terá 2 pinos da sorte que o servirão como personagens de combate. Se você conseguir caixas mais caras, seus benefícios serão mais favoráveis. Quanto mais caixas de engrenagens você conseguir abrir, mais recursos você poderá atualizar seus pinos favoritos.

Como obter caixas de câmbio no Gears Pop: No Gears Pop, você poderá obter as caixas de câmbio de maneira mais fácil, seguir este conselho, para que você possa obtê-las mais rapidamente, você deve comprá-las com vidro, os cristais as adquirem se você completar metas diariamente, você também pode comprá-las com dinheiro real na loja Compras, o que você quiser. Na loja, você também pode comprar três tipos diferentes de cristais, se você é um daqueles que deseja atualizar tudo imediatamente. Felizmente, existe uma opção que permite obtê-los sem gastar dinheiro real.

Para economizar seu dinheiro real, você só precisa completar os níveis e, quando sair vitorioso de uma batalha e terminar com todas as bases do seu inimigo, receberá como recompensa uma caixa. Mas há apenas um problema, a caixa leva tempo para abrir, é apenas uma questão de terminar a contagem regressiva, no entanto, você pode acelerar usando uma quantidade mínima de vidro, você tem a última decisão dependendo da pressa que tiver.

Principais bottons

Marcus Fenix

O protagonista da trilogia original da série é o melhor botton que utilizei até o momento. Marcus possui ataque e saúde decentes, e tem a habilidade especial de capturar peças de cobertura com o dobro de velocidade do que outros bottons. Com custo de 5 de energia, Marcus é uma peça fundamental para qualquer jogador e, não obstante, uma das unidades mais constantes nos campos de batalha.

Shepherds

Esse conjunto de soldados DeeBees são excelentes para causar dano alto e rápido em qualquer unidade. Lentos e com pouca saúde, porém, não devem ser utilizados de qualquer maneira. É importante colocá-los acompanhados de outras unidades mais fortes, visto que eles avançam diretamente para as defesas do inimigo. Tenha cuidado com Granadeiros Selvagens, pois são extremamente letais contra os Shepherds.

Kait Diaz

A protagonista de Gears 5 (XBO/PC) é o bonequinho que mais causa medo em quem joga Gears POP!. Kait carrega consigo uma escopeta Gnasher e tem poder de ataque alto. Ela avança em velocidade decente diretamente para as defesas do adversário. É comumente utilizada para pegar jogadores desprevenidos e sem unidades no campo de defesa ou para causar dano maciço em começos de partida.

Guarda

Robô DeeBee voador possui um escudo temporário que, quando ativado, absorve o dano inimigo integralmente. É capaz de disparar foguetes e causar um bom estrago. Avança em linha reta pelo cenário, sendo ótimo para abrir caminho e servir como distração para as unidades inimigas. Enquanto o DeeBee voador recebe dano, seus aliados podem atacar e avançar graças à sua boa resistência.

Gangue Gnasher

Com um custo altíssimo de 7 de energia, a Gangue Gnasher é pouco utilizada em batalha. É, no entanto, uma das unidades mais fortes. Avançam velozes em linha reta, parando para destruir tudo e todos em seu caminho. São ótimos para causar dano massivo nas defesas inimigas, especialmente por sua alta capacidade de saúde, especialmente se estiverem em níveis mais altos. Podem causar bastante confusão em momentos finais de batalha, que costumam ser intensos e com muitas peças em jogo.

Granada de Tinta

Embora possa parecer fraca quando utilizada, a Granada de Tinta é ótima para manter os inimigos sob controle. Possui dano em área com bom alcance radial, além de ser contínua por um curto período de tempo. É perfeita para destruir Shepherds, Gears e outras unidades menores e mais fracas.

Soldados com Snubs

Uma dupla de soldados Gears com pistolas Snubs. Seus ataque e saúde são fracos, mas custam apenas 2 de energia e capturam peças de cobertura no dobro do tempo de uma unidade solitária. São excelentes distrações e confiáveis na hora de um ataque conjunto com outras unidades.

Dominic Santiago

Amigo e parceiro de Marcus Fenix, Dom é perfeito para atacar unidades e defesas inimigas acompanhado de outros aliados. Esse botton possui a habilidade de curar a si e aos aliados, bastante ativá-la com um toque nele quando seu medidor estiver completo. Além disso, custa 4 pontos de energia, um valor baixo para sua habilidade especial. Se utilizada com parcimônia, pode permanecer vivo em campo de batalha por mais tempo do que o normal.

Kantus

Esse Locust de baixa saúde e ataque mequetrefe é perfeito para acompanhar unidades mais fortes. Sua habilidade especial concede dano extra aos aliados. Colocá-lo ao lado de um grupo com Marcus, Kait e Shepherds aumenta muito as chances de sucesso durante as batalhas. Pode capturar coberturas e tem baixo custo de energia (3).

Granadeiro Selvagem

Outra peça quase indispensável no grupo. Embora não seja eficiente contra unidades mais resistentes, como Cole, Boomers e Guardas DeeBees voadores, o Granadeiro Selvagem é capaz de eliminar trios Shepherds e unidades menores com apenas um ataque. Além disso, tem o mesmo baixo custo de Kantus e também pode capturar peças de cobertura. Como vantagem adicional, seu alcance de ataque é amplo, o que o torna eficaz na prevenção de ações inimigas.

Referências:

Armadura Nerd, Xbox Play, Game Blast, wikipedia.

Chess Rush

O Chess Rush é um jogo de estratégia gratuito (free-to-play) desenvolvido e publicado pela Tencent Games. Baseado no mod Dota Auto Chess original, faz parte do gênero de videogames Auto Battler. Chess Rush lançado mundialmente no iOS e Android em julho de 2019.  Não confunda “Chess Rush” com Speed Chess.

Jogabilidade

A jogabilidade principal do Chess Rush gira em torno de um campo de batalha no estilo tabuleiro de xadrez 8×8, com batalhas automatizadas ocorrendo após uma curta fase de preparação. Entre cada batalha, os jogadores gastam recursos em unidades (conhecidas como Heróis) com custos e atributos únicos e os colocam estrategicamente no tabuleiro.

O número de unidades que cada jogador pode ter no tabuleiro a qualquer momento é determinado pelo seu nível na partida. Esse nível aumenta à medida que os jogadores ganham experiência vencendo as rodadas ou gastando recursos normalmente usados ​​para comprar unidades, permitindo flexibilidade estratégica na maneira como cada jogador decide aumentar sua força. Unidades que compartilham parâmetros (como raça ou classe) podem desbloquear bônus específicos na batalha, permitindo que os jogadores trabalhem em direção a uma estratégia ou sinergia específica com base na preferência pessoal ou contrarie a estratégia de outro jogador. Unidades idênticas também podem ser mescladas para criar uma entidade única e mais forte.

O Chess Rush estreou com mais de 50 unidades individuais em 12 raças diferentes e 9 classes. Algumas unidades também podem ser híbridas, caindo em várias raças diferentes e combinações de classes ao mesmo tempo. Cada raça de unidade pode conceder bônus (como regeneração de mana adicional) às unidades correspondentes no campo de batalha. Eles também concedem bônus exclusivos de “especialidade” por si mesmos. As classes também ativam bônus únicos quando várias unidades correspondentes são implantadas no campo de batalha e até incluem bônus especiais específicos de classe em cima de vantagens raciais.

Tutorial

Ao logar pela primeira vez, o jogo perguntará se o jogador é iniciante ou veterano no gênero “auto battle”. É interessante escolher a opção “novato”, porque o tutorial servirá como auxílio na hora de aprender mecânicas básicas, equipar itens, como comprar heróis e posicioná-los no tabuleiro.

Além disso, preste atenção nas dicas presentes no modo para entender como algumas funções funcionam e para se familiarizar com a dinâmica do game. Após passar pelas instruções, o usuário pode escolher diversos modos para praticar, como o Básico e o Casual.

Entenda os personagens

Chess Rush é um jogo que tem diversos personagens. Cada herói tem sua própria classe e raça, além de funções específicas. Dito isso, é importante entender e analisar as mecânicas de cada campeão, bem como conhecer suas sinergias e efeitos.

Ter esses conhecimentos pode ajudar a realizar jogadas precisas durante as partidas, já que será possível ver com facilidade o potencial da equipe. No game existe uma aba exclusiva para as unidades na opção “Heróis”, no canto inferior esquerdo da tela.

Analise as recomendações do jogo

Caso o players seja novato no jogo, é comum encontrar dificuldades na hora de montar a equipe ao longo das rodadas. Para conquistar a vitória, é importante criar times com boas sinergias e aprimorar as estrelas dos seus heróis (nível de poder da unidade). No entanto, não é sempre que os campeões certos aparecem na loja, fato este que pode prejudicar a construção do grupo.

Para contornar a situação, vale acessar a aba de recomendações de equipes e formações durante o confronto. Lá é possível ver sugestões de posicionamento ou times. Escolha uma delas para ser auxiliado pelo game no decorrer da rodada. Para acessar essa função, basta clicar na loja da partida e selecionar a opção “Equipe Recomendada” no canto inferior esquerdo.

Lembre de equipar os itens

Durante as rodadas PvE (jogador versus ambiente), o jogador terá a chance de conseguir itens para equipar seus personagens. No entanto, assim como as classes e raças, é preciso entender como os artefatos funcionam para utilizá-los de forma correta e fortalecer sua equipe. Colocar itens nas unidades é uma ação que ajuda a alcançar a vitória, pois o time terá a resistência, a vida, o dano e outros atributos básicos aprimorados.

Controle seus cristais de mana

É possível utilizar os Cristais de Mana para comprar heróis ou experiência na partida (aumentar o nível). Esses cristais podem ser economizados ou utilizados para atualizar a loja e tentar encontrar aquela unidade que falta na equipe. Alguns usuários gostam de guardar dinheiro e, quando necessário, utilizar com mais precisão futuramente. No entanto, outros preferem gastar as moedas para procurar por campeões ou evoluir rapidamente.

Na maioria dos games do gênero “auto battle”, ao juntar uma certa quantia de gold, o usuário recebe “juros” em cima dela. Economizar 10 de gold, por exemplo, resultará em +1 de gold ao terminar a rodada (além do valor que já seria concedido normalmente). Essa técnica permite o máximo de cinco acúmulos, ou seja, até 50 de gold. Utilizar essa técnica garantirá um acúmulo maior de dinheiro, que pode ser investido em campeões ou experiência.

A práctica leva à perfeição

Como acontece com muitos outros jogos do género, Chess Rush é fácil de perceber ao início, mas as nuances envolvidas tornam claro que este não é um jogo de fácil domínio. Se fizeste o tutorial e mesmo assim ainda sentes que não o compreendes totalmente, não há qualquer problema, os Auto Chess nem sempre são fáceis de perceber. O importante é que insistas e que realmente acabes por perceber as suas mecânicas. Voltar a fazer o tutorial é altamente recomendado para estes casos e poderás voltar a fazê-lo através do canto inferior direito do teu ecrã no menu principal. Ao carregares em Classic Mode/Modo Clássico, irás abrir um novo menu onde poderás aceder ao tutorial do jogo. Para isso, basta seleccionar a opção Basic/Básico que se encontra no lado esquerdo do ecrã e escolher em conformidade.

Depois de compreenderes o tutorial de uma ponta à outra, está na hora de começar a praticar através do modo Practice/Prática. Um exército nunca vai para a guerra sem uma boa preparação e por isso é importante que pratiques o máximo que puderes. É um processo lento e tedioso, mas concentra-te neste passo a passo, segue a nossa estratégia e podes ter a certeza de que os resultados aparecerão. Não há bela sem senão, e se quiseres mesmo dominar o jogo, empenho e determinação serão essenciais. Este modo irá colocar-te frente a frente contra a IA do jogo e é uma excelente ferramenta até para os jogadores mais experientes que pretendem testar novas builds. Após começares a sentir-te mais à vontade com toda a jogabilidade, traça uma meta. Define um número mínimo de jogos que pensas ser necessário jogares até que te sintas suficientemente preparado para abraçar o modo competitivo e mantém a disciplina. Do que estás à espera?

Raças

Human/Humano (7/56 heróis): Os Humans/Humanos focam-se sobretudo na regeneração de mana e na redução de cooldowns. Como já deves ter reparado, utilizar heróis diferentes permite gerar uma melhoria de determinados atributos para a tua formação, através dos chamados combos. No caso dos Human/Humanos, as melhorias são:

2 Humans/Humanos diferentes: Recuperação de 3 de mana/segundo para todos os aliados da tua formação;

4 Humans/Humanos diferentes: 25% de chance de redução de cooldown da habilidade especial de cada Human/Humano e recuperação imediata de 100 de mana por cada habilidade utilizada;

6 Humans/Humanos diferentes: 50% de chance de redução do cooldown da habilidade especial de cada Human/Humano e recuperação imediata de 100 pontos de mana por cada habilidade utilizada.

Elf/Elfo (8/56 heróis): Os Elfs/Elfos são peritos em esquivar-se dos ataques adversários. As melhorias que apresentam conferem combos ao nível do dodge, o que significa que são uma óptima defesa contra as builds adversárias que se concentram puramente em causar dano. As melhorias que oferecem são:

3 Elfs/Elfos diferentes: Todos os Elfs/Elfos aliados ganham 25% de chance de se esquivarem dos ataques adversários;

6 Elfs/Elfos diferentes: Todos os Elfs/Elfos aliados ganham 44% de chance de se esquivarem dos ataques adversários.

Beast/Fera (7/56 heróis): Os Beasts/Feras gostam de invocar pequenas criaturas. Não só possibilitam um aumento do dano de ataque de todos os seus aliados como lhes garante a possibilidade de invocar Pets. As melhorias que oferecem são:

2 Beasts/Feras diferentes: Todos os aliados da equipa passam a causar mais 10% de dano, e aqui incluem-se os Pets invocados durante uma batalha;

4 Beasts/Feras diferentes: Todos os aliados passam a ter 40% de chance de invocar um Pet durante uma batalha;

6 Beasts/Feras diferentes: Todos os aliados passam a ter 60% de chance de invocar um Pet durante uma batalha.

Cyborg/Mecha (7/56 heróis): Os Cyborgs/Mechas especializam-se em melhorar os atributos de defesa, nomeadamente a capacidade de regeneração de vida e um aumento da armor/armadura de cada aliado. As melhorias que proporcionam são:

3 Cyborgs/Mechas diferentes: Aumentam a armor/armadura e a regeneração de vida de um único aliado, escolhido de forma aleatória, em 75 e 30 pontos, respectivamente;

6 Cyborgs/Mechas diferentes: Aumentam a armor/armadura e a regeneração de vida de todos os Cyborgs/Mechas aliados em 75 e 30 pontos, respectivamente.

Furry/Peludo (4/56 heróis): Os Furrys/Peludos são uma raça que valorizam a entreajuda. São conhecidos por garantirem um shield/escudo a todos os outros aliados da sua raça. As melhorias são:

2 Peludos/Furries diferentes: Todos os Peludos/Furries recebem um shield/escudo que é capaz de absorver até 800 de dano;

4 Peludos/Furries diferentes: Todos os Peludos/Furries recebem um shield/escudo que é capaz de absorver até 2000 de dano.

Goblin (4/56 heróis): Precisas de mais velocidade de ataque? Deixa isso com os Goblins. Os Goblins prometem aumentar o attack-speed de todos os aliados da tua build, podendo ser excelentes quando conciliados com heróis capazes de causar dano à distância. As melhorias que oferecem são:

2 Goblins diferentes: Garantem um aumento da velocidade de ataque de todos os seus aliados em 15 pontos;

4 Goblins diferentes: Garantem um aumento da velocidade de ataque de todos os seus aliados em 35 pontos.

Undead/Morto-vivo (4/56 heróis): Excelentes para furar as defesas adversárias. Se estás a enfrentar oponentes que se estão a preparar para formar equipas altamente defensivas, especialmente focadas nos atributos de armor/armadura, então recorrer a uma build de Undeads/Mortos-vivos pode ser uma boa ideia:

2 Undeads/Mortos-vivos diferentes: Reduzem a armor/armadura de todos os heróis adversários em 20 pontos;

4 Undeads/Mortos-vivos diferentes: Reduzem a armor/armadura de todos os heróis adversários em 50 pontos.

Demon/Demónio (5/56 heróis): Os Demon/Demónios são uma raça individualista. Não gostam de trabalhar em equipa, originando um aumento de atributos apenas para si mesmos, pondo de lado, inclusive, os outros membros da sua própria raça. Recorrer a um herói desta raça poderá ser uma boa ideia, se a sua classe for do interesse para a build que estás a preparar. Oferecem apenas uma melhoria:

1 Demon/Demónio em campo: O seu dano de ataque aumenta em 40% e cada ataque causado num herói oponente fará com que este sofra 10% do mesmo dano durante 5 segundos.

Oceanborn/Oceânico (4/56 heróis): Estes são aqueles a que deves recorrer se estiveres a precisar de montar uma build contra heróis adversários que possuem habilidades especiais fortes ou que apresentam danos de magia elevados. As suas melhorias:

2 Oceanborns/Oceânicos diferentes: Aumentam a resistência mágica de todos os aliados em 20 pontos;

4 Oceanborns/Oceânicos diferentes: Em cada combate, um aliado aleatório ganha imunidade contra habilidades especiais durante 60 segundos.

Void/Vazio (2/56 heróis): Excelentes contra tanks, os Voids/Vazios concentram-se na redução da quantidade de vida dos heróis adversários. Por agora são poucos os heróis disponíveis desta raça, oferecendo apenas uma melhoria:

2 Voids/Vazios diferentes: Em cada batalha, um herói adversário aleatório verá a sua vida máxima reduzida em 50%.

Dragon/Dragão (3/56 heróis): Tal como os Peludos/Furries, os Dragons/Dragões valorizam-se uns aos outros. São peritos no aumento da sua mana, no início de cada batalha, o que significa que são úteis apenas se estiveres a focar-te numa build assente na sua raça. As melhorias que oferecem são:

2 Dragons/Dragões diferentes: Restauram 30 pontos de mana a todos os Dragons/Dragões aliados, no início de cada batalha;

3 Dragons/Dragões diferentes: Restauram 100 pontos de mana a todos os Dragons/Dragões aliados, no início de cada batalha;

Jelly/Geleia (1/56 heróis): Esta é uma raça especial. Gurru/Geleia, o herói que serve de jogada especial e que pode virar partidas do avesso, é o único herói pertencente à raça. Mais à frente, iremos detalhar o seu funcionamento.

Como pode ver, cada raça introduz diferentes tipos de combos. Num jogo de Auto Chess, saber o que é possível fazer com cada herói é determinante para alcançares os primeiros lugares de cada partida. Ao contrário dos jogos de cartas como Hearthstone, em que cada jogador prepara um baralho e uma estratégia de antemão, Chess Rush obriga-te a estares atento ao desenrolar de cada partida. É importante tirares notas do que cada jogador adversário está a planear e, consequentemente, que sejas capaz de te adaptar às diferentes adversidades. E isso só será possível quando tiveres as ideias bem assentes sobre o que cada herói poderá ser capaz de trazer para uma partida. Por esta razão, não só é importante conheceres as diferentes raças de cada herói, como também é importante teres um apanhado geral das 9 classes que existem no jogo.

Classes

Warrior/Guerreiro (8/56 heróis): Os Warriors/Guerreiros, são decididamente importantes na construção de builds mistas. Os seus heróis são por norma bruisers, o que significa que não só são bons a causar dano como a aguentar a linha da frente do terreno de jogo. As suas sinergias trazem benefícios sobretudo ao nível da própria classe, sendo as suas melhorias:

3 Warriors/Guerreiros diferentes: Aumentam a armor/armadura de todos os Warriors/Guerreiros aliados em 50 pontos;

6 Warriors/Guerreiros diferentes: Aumentam a armor/armadura de todos os Warriors/Guerreiros aliados em 100 pontos.

Assassin/Assassino (7/56 heróis): Quem está habituado a jogos deste género sabe bem o que é um Assassin/Assassino. Estes têm, por norma, uma elevada capacidade para causar dano, mas em contrapartida, são bastante fracos defensivamente. São altamente ofensivos, ideais para as situações em que os adversários têm linhas de retaguarda bastante fortes, nomeadamente as que são formadas por heróis que causam elevadas quantidades de dano à distância. As suas melhorias são:

3 Assassins/Assassinos diferentes: Todos os Assassins/Assassinos aliados ficam invisíveis durante os momentos iniciais da batalha. Para além disso, o seu primeiro ataque normal causa 250% de dano adicional e cada ataque subsequente confere-lhes 10% de chance de ficarem novamente invisíveis;

6 Assassins/Assassinos diferentes: Todos os Assassins/Assassinos aliados ficam invisíveis durante os momentos iniciais da batalha. Para além disso, o seu primeiro ataque normal causa 250% de dano adicional e cada ataque subsequente confere-lhes 30% de chance de ficarem novamente invisíveis.

Sorcerer/Feiticeiro (8/56 heróis): Uma build assente em heróis da classe Sorcerers/Feiticeiros é sinal de dano mágico, o que significa que são fracos contra heróis da raça Oceanborns/Oceânicos. São suas características o dano AOE (dano que tem efeito numa área alargada do terreno) e a capacidade para atacar à distância. As suas melhorias são:

3 Sorcerers/Feiticeiros diferentes: Reduz a resistência mágica a todos os heróis adversários em 20 pontos;

6 Sorcerers/Feiticeiros diferentes: Reduz a resistência mágica a todos os heróis adversários em 60 pontos;

Rider/Cavaleiro (6/56 heróis): Os Riders/Cavaleiros são uma das classes mais jogadas na meta actual. Contribuem de forma significativa para um acréscimo dos atributos de defesa das builds baseadas nesta classe. Isto é extremamente importante porque, na maioria das partidas, não é possível ter formações com mais de 9/10 heróis diferentes. Assim, uma build de 6 Riders/Cavaleiros diferentes é sinal de uma formação com excelentes capacidades defensivas. Isto porque as melhorias que oferecem são:

2 Riders/Cavaleiros diferentes: Confere 30% de chance aos Riders/Cavaleiros aliados para ganharem mais 150 pontos de armor/armadura e mais 60% de resistência mágica;

4 Riders/Cavaleiros diferentes: Confere 45% de chance aos Riders/Cavaleiros aliados para ganharem mais 160 pontos de armor/armadura e mais 60% de resistência mágica;

6 Riders/Cavaleiros diferentes: Confere 60% de chance aos Riders/Cavaleiros aliados para ganharem mais 185 pontos de armor/armadura e mais 60% de resistência mágica.

Hunter/Caçador (7/56 heróis): Os heróis da classe Hunter/Caçador são peritos em causar dano. A maior parte dos heróis desta classe causam dano à distância, sendo uma óptima escolha na formação de builds que exigem altas quantidades de dano por segundo (DPS). As melhorias são:

3 Hunters/Caçadores diferentes: Todos os Hunters/Caçadores aliados vêm o seu atributo de ataque crescer 25%;

6 Hunters/Caçadores diferentes: Todos os Hunters/Caçadores aliados vêm o seu atributo de ataque crescer 60%;

Warlock/Mago (5/56 heróis): Adequam-se a todo o tipo de builds. São eles os responsáveis por conferir a todos os aliados capacidades de roubo de vida (life steal). As melhorias que oferecem são por isso:

2 Warlocks/Magos diferentes: Aumentam a capacidade de roubar vida de todos os seus aliados em 15%. Toda a quantidade de vida obtida em excesso é transformada num shield/escudo;

4 Warlocks/Magos diferentes: Aumentam a capacidade de roubar vida de todos os seus aliados em 25%. Toda a quantidade de vida obtida em excesso é transformada num shield/escudo.

Engineer/Funileiro (5/56 heróis): Neste momento, todos os heróis desta classe são da raça Cyborg/Mecha. Peritos na regeneração de vida, os seus combos oferecem:

2 Engineers/Funileiros diferentes: Todos os Engineers/Funileiros aliados vêm a sua capacidade de regeneração de vida aumentar em 45 pontos;

4 Engineers/Funileiros diferentes: Todos os Engineers/Funileiros aliados vêm a sua capacidade de regeneração de vida aumentar em 120 pontos.

Druid/Druida (5/56 heróis): Os Druid/Druidas têm uma velha tradição de invocações. Desde a invocação de Totens que regeneram vida à invocação de espíritos que causam dano, as melhorias que os seus combos oferecem alteram uma mecânica importante no jogo: a necessidade de juntar 3 heróis para aumentar de nível.

2 Druids/Druidas diferentes: A partir deste momento, basta combinar apenas 2 Druids/Druidas de 1 estrela para dar origem a 1 Druid/Druida de 2 estrelas. Para além disso, sempre que um Druid/Druida morra em batalha, todos os seus aliados recuperam imediatamente 10 pontos de mana;

4 Druids/Druidas diferentes: A partir deste momento, basta combinar apenas 2 Druids/Druidas de 2 estrela para dar origem a um Druid/Druida de 3 estrelas. Para além disso, sempre que um Druid/Druida morra em batalha, todos os seus aliados recuperam imediatamente 20 pontos de mana.

Punisher/Justiceiro (2/56 heróis): Por agora são apenas dois os heróis da classe Punisher/Justiceiro. Dadas as suas condições, fazem uma excelente parelha com heróis da raça Demon/Demónio. Senão vejamos:

1 Punisher/Justiceiro em campo: Este Punisher/Justiceiro será tratado como um Demon/Demónio adversário, o que significa que irá beneficiar o oponente;

2 Punishers/Justiceiros diferentes: Os Demons/Demónios aliados ganham uma nova classe, a de Punisher/Justiceiro, a acrescentar às classes que já possuem. Isto significa que não perderão as sinergias relacionadas com as suas classes originais;

4 Punishers/Justiceiros diferentes: 35% do dano de um ataque normal de um Punisher/Justiceiro aliado atinge a área ao redor do herói adversário (a área afectada será, no máximo, de um quadrado do terreno de jogo).

Como é possível observar, são várias as raças e classes que cada herói pode ter, o que implica um número incontável de sinergias possíveis. Saber de uma forma geral como funciona cada herói é extremamente relevante para o desenrolar das partidas. Como recomendação, sugerimos que leias este capítulo pelo menos uma vez por dia. Este é um gesto que, aliado à práctica, será um pequeno esforço quando comparado com as inúmeras vantagens que te irá trazer. Não só irás perceber mais do jogo, como ganharás uma melhor capacidade de decisão durante todos os momentos das partidas. Numa nota final, recomendamos também que analises herói a herói, prestando especial atenção a cada uma das suas habilidades especiais.

Melhorar a colocação de heróis em campo

As disposições dos elementos da tua equipe são de extrema importância em jogos como este, por isso é bom que saibas o que estás a fazer.

Regra geral, aconselhamos que sigas as seguintes sugestões:

Deves manter os heróis com maior número de vida e atributos de defesa na linha da frente;

Heróis que atacam à distância devem ficar protegidos na retaguarda. Para saber se um herói é melee ou não, basta clicar nele durante uma partida e verás que os quadrados do tabuleiro irão brilhar, revelando a área de ataque desse herói;

Se estás a enfrentar um oponente com um ou mais Assassins/Assassinos, lembre-se de que será necessário proteger os elementos que tem mais atrás. É frequente ver Assassins/Assassinos a deslocarem-se rapidamente de uma ponta à outra do terreno para destruírem alguns dos heróis mais essenciais de uma equipe;

Por vezes, os oponentes optam por adquirir heróis com uma forte componente AOE. Seja o resultado desses ataques simplesmente para causar dano ou para controlar a tua equipe – deixando-a paralisada, por exemplo -, é importante que, nestas situações, deixes os seus heróis ligeiramente afastados uns dos outros. Desta forma consegues garantir que nem todos os teus heróis serão afetados.

Gere bem os teus recursos

Não foram poucas as vezes que pudemos observar jogadores a gastarem tudo o que tinham em cada turno. Uma das chaves de sucesso passa precisamente por fazer uma boa administração dos recursos de que temos.

Em Chess Rush, independentemente do modo de jogo que opte por jogar, terá sempre direito a uma determinada quantidade de mana por turno. A esse valor, acrescem-lhe os juros. Os juros são calculados de forma simples. Por cada 10 unidades de mana com que acabar cada turno, receberás 1 de mana sob a forma de juros. Isto significa que, se acabar um turno com 10 de mana, ganhará 1 de juros. E se acabar um turno com 20 de mana, receberás 2 de juros. Complicado? Existe uma forma ainda mais simples de saber quais são os juros que tens a receber por turno: Basta olhar para o número de mana que tens e prestar atenção ao primeiro algarismo. Assim, 10 de mana significa que irás receber 1 de juros, 12 de mana / 1 de juros, 25 de mana / 2 de juros, e assim adiante. Uma outra opção, é consultar esta informação durante a própria partida. Para isso, basta clicar no símbolo da mana que surgirá uma pequena janela com todas as informações relativas à mana que irás receber.

Porque é isto importante? Porque há muitos adversários que não tiram partido desta mecânica. Imagina que durante 5 turnos consegues juntar 5 unidades de mana adicionais sob a forma de juros, ao contrário dos teus adversários, que conseguem apenas 1 unidade por turno. Ao fim desses 5 turnos, terás ganho uma vantagem de 20 unidades de mana. E 20 unidades não é uma quantidade pequena para apenas 5 turnos.

Os juros existem e devem ser aproveitados. No entanto, estamos limitados a um valor máximo de 5 unidades.  Isto significa que se já ultrapassou os 50 de mana, não vale a pena poupar mais. Acabar um turno com 50 de mana garantir-te-á 5 unidades adicionais sob a forma de juros, mas 60 de mana resultará no mesmo: apenas 5 unidades adicionais.

São três as nossas sugestões para que possas melhorar relativamente ao nível da gestão de recursos:

Na aquisição de heróis, não atualize ou faças re-roll durante os primeiros turnos. Recruta apenas os heróis que te aparecem de imediato em cada turno. Não vale a pena gastar mana para tentar obter outro tipo de heróis numa fase inicial, até porque existe um número limitado de cada herói por partida. Se cada jogador tem uma unidade do herói que procuras, menos possibilidades existem desse herói te aparecer. Com o avançar do jogo, à medida que alguns jogadores vão sendo eliminados, as chances de obteres o herói que tanto procuras começam a aumentar. E, como é óbvio, quanto mais cedo puderes começar a poupar, melhor;

Tenta atingir a marca das 50 unidades de mana o mais rápido possível. Não tenhas receio de perder as primeiras batalhas. As primeiras são as menos importantes e deves deixá-las para o fim. Mas isso também não significa que deves perder por perder. O que é recomendado é que vás construindo a sua build e que tentes vencer cada uma das batalhas, tudo sem entrar em grandes despesas.

Se sentes que já compraste tudo o que tinhas a comprar e mesmo assim ainda te sobraram 54 unidades de mana ou mais, aproveita para melhorar o teu próprio nível. Desta forma, garantes as 5 unidades de mana sob a forma de juros e ainda aceleras o processo de poder voltar a colocar mais heróis no terreno de jogo.

Referências:

MGamer, Techtudo, wikipedia.

Mafia III

Mafia III é um jogo eletrônico de ação e aventura produzido pelo estúdio Hangar 13 e lançado pela 2K Games em 7 de outubro de 2016 para as plataformas Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. É o terceiro jogo da série Mafia e o primeiro desenvolvido pela Hangar 13.

Os acontecimentos de Mafia III decorrem em 1968 no New Bordeaux, uma recriação fictícia de Nova Orleães, onde os jogadores assumem o papel de Lincoln Clay, um veterano da Guerra do Vietnã que procura vingar os seus amigos assassinados por mafiosos locais ao mesmo tempo que constrói uma nova organização criminosa.

Mafia III obteve uma recepção mista por parte da crítica especializada. Enquanto os gráficos, a recriação histórica da época, o enredo e a trilha sonora foram elogiados, as críticas recaíram principalmente sobre a estrutura repetitiva das missões, a pobre inteligência artificial e o elevado número de erros de design, com alguns críticos chamando o jogo de “funcional”. Ainda assim, foi um sucesso comercial, tornando-se o jogo que mais rapidamente vendeu na história da 2K Games.

Jogabilidade

Mafia III é um jogo de ação-aventura numa perspectiva de terceira pessoa, no qual os jogadores assumem o papel de Lincoln Clay, um veterano da Guerra do Vietnã que quer vingar os seus amigos assassinados pelos mafiosos locais. O jogo decorre em 1968 em New Bordeaux, uma recriação fictícia de New Orleans, que é um mundo aberto e pode ser livremente explorado pelos jogadores. Os jogadores podem completar os objetivos de vários modos. Por exemplo, podem usar armas, como revolveres e caçadeiras, para eliminarem os inimigos, ou alternativamente, podem utilizar uma abordagem mais furtiva em toda a missão sem que sejam notados pelos inimigos. A jogabilidade centra-se sobretudo sobre o jogo de armas. Como adição, também há a possibilidade de matar com movimentos que executam e através do combate corpo-a-corpo. Mafia III também tem um sistema de cobertura, que permite aos jogadores se esconderem por detrás de objetos para prevenirem ataques. Para completarem os objetivos, os jogadores também podem fazer interrogatórios a outros personagens para conseguirem obter informações.

Os jogadores podem atacar e controlar locais propriedade da máfia italiana, e responsabilizar pelo local um dos seus comandantes. Os comandantes disponíveis são Cassandra, Burke e Vito Scaletta.

Segundo Haden Blackman da Hangar 13, o jogo não tem multijogador porque a equipa de produção quer focar-se em desenvolver a personagem de Lincoln, as bases de cobertura e tiroteios da jogabilidade, mais a física da condução perigosa.

Bem-vindo a New Bordeuax

O novo Mafia 3 nos leva diretamente à New Berdeaux, uma cidade fictícia inspirada na região de New Orleans, mas com muitos aspectos que remetem à realidade da época. O local foi tomado pelo crime organizado, sobretudo após a chegada da máfia italiana ao local.

E esse contexto histórico é mais do que importante, pois é o que dá o tom a tudo aquilo que a 2K está fazendo. A década de 1960 é marcada pelo auge da Guerra Fria e os Estados Unidos estavam em sua caça aos comunistas. Enquanto o pensamento macarthista ocupava a cabeça dos políticos, as organizações criminosas tomavam conta de regiões menos “interessantes”. E é um pouco disso que o game retrata.

Tanto que o próprio protagonista é fruto dessa realidade. Lincoln Clay é um veterano da Guerra do Vietnã que, abandonado pelo seu país após voltar do conflito, vê seus amigos serem assassinados por esses mafiosos. E é esse desejo de vingança que faz com que ele acabe se envolvendo com gente tão perigosa quanto.

A demonstração de Mafia 3 apresentada nesta E3 focou bastante neste aspecto pessoal do game, mostrando que o estúdio fez um ótimo trabalho não apenas para ambientar o período, mas de criar personagens que explorem bem esse tipo de realidade. Mesmo não aprofundando muito a história, vimos um pouco do que Clay é feito e do que ele é capaz. E o que mais chama a atenção aqui é o quanto, mesmo em alguns poucos minutos de apresentação, foi interessante acompanhar os dilemas do protagonista.

E sua missão de limpar New Bordeaux desses mafiosos pode ser feita de diferentes maneiras. Cada região possui uma espécie de líder dentro da facção criminosa e o jogador precisa realizar uma série de pequenas tarefas para enfraquecer a sua influência naquela área, como destruir produção de drogas, acabar com orgias ou matar traficantes. Com isso, você chega cada vez mais perto do chefão daquele local e também de seu objetivo.

Ambientação

É interessante explorar a vida nos anos 60, a cultura e a música do local. Aliás, a trilha sonora está um show à parte. A cidade tem subúrbios e mansões, e você vai passar por vários cenários enquanto joga. Tantas opções que você não vai conseguir enjoar tão cedo.

Gerenciar um império do crime

O jogo possui um sistema de reuniões, onde você pode se sentar com os chefes do crime aliados e discutir estratégias. Conforme você vai dominando sessões da cidade, pode designar um sub-chefe para tomar conta dela, e eles dão sugestões de missões e outras ações que você pode fazer em cada parte. Você também precisa gerenciar a felicidade desses chefes, para que os resultados sejam ainda mais proveitosos.

Consequências

Tudo que você faz em Mafia III gera consequências, sejam elas boas ou, na maioria das vezes, ruins. Se você continuar não agradando um de seus sub-chefes, ele vai acabar te traindo e se tornando um inimigo. A ideia de um aliado se tornar inimigo faz você pensar muito bem antes de tomar uma atitude. Isso faz com que as ações que você toma sejam não apenas morais, mas práticas.

Carros

São os anos 60. O que significa que é o começo da era de muscle cars. Não se engane: os carros podem SIM ser rápidos. E você terá uma série de escolhas à sua disposição.

No alvo!

O mundo do crime é repleto de armas de fogo, então saber atirar corretamente é um requisito básico do “ofício”. Lidar com os inimigos exige muito trabalho naturalmente, então evite lutar contra a câmera também. Caso não consiga enxergar o que se esconde fora da visão do personagem, aperte o direcional analógico esquerdo para mudar o ombro de apoio da arma.

Acostume-se, também, a trocar rapidamente de arma, pois isso pode ser a diferença entre a vida e a morte durante os tiroteios mais intensos. Para alternar rapidamente entre as pistolas e armas pesadas que você tem equipadas, basta apertar L1 ou R1 no PS4, ou LB ou RB no Xbox One.

Guarde seus primeiros milhares de dólares e invista em melhorias para suas armas o quanto antes. Uma dica é começar melhorando sua pistola, pois com apenas US$ 5.000 já é possível fazer o melhor upgrade da arma, o que aumenta drasticamente a sua precisão durante os combates. No entanto, nada substitui os tutoriais de tiro, então complete-os com atenção.

De olho no mapa

O mundo de Mafia 3 é gigantesco e repleto de missões para cumprir, itens para coletar e pessoas para conhecer. É fácil se sentir intimidado pela fartura de opções, especialmente no começo da campanha. Por isso, lembre-se que o mapa é o seu melhor amigo.

Marcas verdes no mapa costumam indicar pontos de interesse, apontando a localização de dinheiro e componentes eletrônicos, necessários para interagir com as caixas de junção. Além disso, como Mafia 3 não indica automaticamente o melhor caminho até novas missões, crie o hábito de abrir o mapa e fazer suas próprias marcações para não se perder.

Auto escola

Apesar de também ser um sandbox sobre criminosos, não trate os veículos e trânsito de Mafia 3 como faria em GTA. É aceitável furar um ou outro sinal, mas cometer muitas infrações chamará atenção desnecessária para seu veículo e pode causar problemas com a polícia.

Além disso, como Mafia 3 é um jogo de época, todos os carros disponíveis estavam realmente circulando pelas ruas dos EUA em 1960. Logicamente, eles possuem as limitações de velocidade, peso e direção esperadas, então aproveite as primeiras horas de jogo para se acostumar com a jogabilidade dos veículos antigos.

Uma ajudinha da CIA

Não é muito útil focar sua atenção na busca por colecionáveis até a história chegar ao ponto em que Lincoln é chamado para cumprir sua primeira missão com a CIA. Afinal, só depois de completá-la será possível interagir com as caixas de junção espalhadas pelo mapa.

Há 89 caixas de junção espalhadas pelo gigantesco mundo de Mafia 3, mas não adianta apenas encontrá-las. Para ativar suas funções e revelar as localizações de itens e inimigos no mapa, é preciso, antes, coletar três fusíveis, então certifique-se de estar com o inventário completo antes de buscar as caixas.

Etiqueta de mafioso

Existem muitas formas de abrir uma porta em Mafia 3. Se você resolver arrombá-la com um chute, lembre que isso chamará muita atenção e alertará os inimigos. Curiosamente, a melhor opção para abrir silenciosamente uma porta trancada é usando um pé de cabra, método que permite a Lincoln entrar sorrateiramente em qualquer local.

Outra regra interessante do mundo de Mafia 3 diz respeito ao modo como civis enxergam os crimes. Se você atacar pessoas inocentes ou furtar em seu raio de visão, logo verá testemunhas acionando policiais. No entanto, civis não se importam caso você execute outros mafiosos no meio da rua, então tire proveito dessa vista grossa.

Mistério no Bayou

No centro do Bayou, exploradores intrépidos, dispostos a enfrentar os jacarés, encontrarão um velho navio pirata, chamado de Ghost Ship of Jean St. John.

Explore os Locais

Quase todo espaço onde há combate, incluindo os esconderijos, possui múltiplas entradas e pontos de acesso. Por exemplo, quando for resgatar Vito no cais, tente nadar até a doca mais próxima do restaurante em vez de atacar de frente. Quando for combater nos quintais ou becos de New Bordeaux, procure saídas de incêndio e outras maneiras de conseguir vantagem de altura, que é sempre uma vantagem tática contra seus inimigos.

Todos têm uma história

Todo chefe de esconderijo tem uma história, que você pode aprender detalhes coletando notas pelo mundo ou ouvindo conversas. Colocamos bastante histórias no ambiente pelo jogo todo, então basta olhar ao seu redor para achar pistas. Enquanto enfrenta criminosos em Barclay Mills, procure os capangas e descubra o terrível negócio de eliminação de corpos da máfia. Se conseguir chegar até o chefe de um esconderijo sem ser detectado, várias vezes consegue pegá-lo em flagrante…

Descanse em paz

Depois que Lincoln jura derrubar a máfia, é possível visitar o cemitério em Hollow para lembrar o quanto ele odeia Sal Marcano com tanta força… E um número surpreendente de membros da equipe de desenvolvimento parece estar enterrados em cemitérios pela cidade.

Pulando sobre telhados

Várias rampas estão escondidas pela cidade, incluindo algumas de terra. Algumas servem como atalhos para fugas rápidas da polícia, enquanto outras testam sua habilidade no volante. Nossas rampas favoritas são os tetos dos restaurantes Briar Patch. Uma franquia encontrada na cidade, o Briar Patch tem um design inspirado nos anos 60 e inclui um telhado inclinado que vai até o chão de um lado – criando uma rampa para se jogar por cima das ruas próximas.

Rampas de barco

Saltos acrobáticos não são apenas para os carros em New Bordeaux. Roube um barco e pilote entre as casas alagadas próximas do parque de diversão abandonado em Delray Hollow. Lá descobrirá que vários dos tetos podem ser usados como rampas.

Cruzeiros pelos canais

New Bordeaux é diferente da cidade que a inspirou de algumas maneiras importantes. Uma delas é uma rede de canais que passa por baixo da cidade fictícia. Estes canais podem ser acessados por portas de serviço nos becos, ou usando um barco. Explorar os túneis garante não apenas vários itens colecionáveis, como também revela entradas secretas para vários esconderijos da máfia italiana.

Corridas subterrâneas

Depois que descobrir a rede subterrânea, visite os túneis debaixo do porto de Tickfaw, acessíveis por carro e que inclui uma rampa que deixa você saltar sobre o canal norte da cidade.

O Expresso Lincoln

Uma antiga ferrovia vai do canto noroeste do Bayou até o sul dos pântanos, antes de correr para o leste e eventualmente acabar no canto nordeste do Bayou, no formato da letra U. Apesar da idade, a ferrovia está intacta e pode-se dirigir por ela de carro para uma vista diferente do Bayou.

Jacarés nos esgotos

Uma família de jacarés passou a morar no centro de filtragem de água próximo ao lixão em Barclay Mills. Jogue o corpo de um mafioso no tanque d’água, e verá os jacarés se alimentando. É possível alimentá-los em alguns outros lugares, pelo Bayou e na fazenda de jacarés da abertura do jogo.

Trocando suas armas

Você pode usar a roda de armas para mudar suas armas, mas a maneira mais fácil de trocar armas é pressionando os botões LB ou RB (ou L1 e R1). Isto irá alternar entre a Arma Pesada em seu compartimento direito, e a Arma Secundária em seu compartimento esquerdo.

Mudando a postura da sua mira

Como a maioria dos shooters em terceira pessoa, Mafia 3 a postura padrão da mira é sobre o ombro direito quando você mira com sua arma. Use o botão L3 (ou LS do Xbox) para mudar de lado em torno da mira.

Arrombando portas

Ao lidar com portas trancadas você pode chutá-las, ou destrancá-la silenciosamente. Chutar irá alertar a todos os inimigos próximos a sua presença, enquanto destrancar com um pé de cabra lhe permitirá aproximar silenciosamente. Escolha com cuidado, dependendo da situação, e sempre fique pronto para derrotar inimigos no caso de eles estarem esperando por você.

Usando seus Associados

Lincoln tem alguns amigos em lugares altos, e você vai querer ter certeza de que você está usando o máximo deles, conforme você passa o tempo explorando Nova Bordeaux. Há poucos tipos diferentes de Associados, mas, apenas lembre-se de fazer uso de seus serviços a qualquer momento em que precisar deles. Eles estão lá para ajudar, e derrubar os impérios criminosos vai exigir um pouco de apoio ao longo do caminho.

Como conseguir dinheiro

Coletando dinheiro dos esquemas no jogo você pode conseguir uma boa quantidade de dinheiro. Os seus subordinados controlam os esquemas e coletam dinheiro dele. Ao visitar eles você poderá pegar o dinheiro. É importante coletar sempre, pois há um limite de dinheiro que eles podem guardar, quando chega esse limite eles param de trazer dinheiro. Essa capacidade vai aumentando a medida em que o jogo progride.

Ao progredir na história e conseguir os três subordinados você irá desbloquear formas diferentes de conseguir dinheiro. Entretanto esses métodos não ficarão disponíveis até você encontrar Donovon em um banco em Barclay Mills.

Ao conseguir $140,000 você poderá desbloquear a habilidade de contratar alguém para coletar o dinheiro no seu lugar, te dando tempo para focar em outras formas de obter dinheiro.

Evite perder dinheiro

Todo dinheiro que você recebe pode ser armazenado dentro de um cofre. Antes de iniciar uma missão que você acha que pode morrer, sempre guarde o dinheiro, pois ao falhar em uma missão você perde metade do dinheiro na sua carteira.

Referências:

Blog nuuvem, Jogos Enternauta, Game Detonado, Canaltech, Blog Playstation, wikipedia, techtudo.

Middle Earth: Shadow of War

Middle Earth: Shadow of War é um jogo de RPG de ação ambientado no universo da saga “O Senhor dos Anéis” do autor J. R. R. Tolkien, desenvolvido pela Monolith Productions e distribuído pela Warner Bros. Interactive Entertainment. É uma sequência do jogo Middle-earth: Shadow of Mordor de 2014 e foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 10 de outubro de 2017.

Shadow of War foi bem recebido pelos críticos, com elogios com relação ao gameplay e melhorias no sistema de jogo, embora alguns elementos da história e mudanças nos personagens provocaram reações negativas, assim como a inclusão de microtransações.

Estude o inimigo

O exército de Sauron é composto por muitos capitães e seus Uruk’s subordinados. Os subordinados são inimigos mais fracos, que podem ser derrotados facilmente. Já os capitães são Uruk’s promovidos, que possuem poder de ataque e resistência muito maior aos de outros Uruk’s. Não obstante, esses capitães possuem também fraquezas e forças únicas que você precisa saber antes de enfrentá-los.

Ao marcar um capitão, ronde os arredores e procure por documentos que informem mais detalhes dele. Um outro caminho mais fácil de obter tais informações é interrogando delatores. Para saber quem são, basta ativar a visão espectral e procurar pelos inimigos de silhueta verde. Inimigos comuns podem também saber informações sobre os capitães, mas muitas vezes não é o suficiente.

Modo Furtivo

O modo furtivo é a sua melhor tática para se dar bem no começo do jogo. A medida que avança na campanha, você poderá evoluir Talion para lutar bem contra grandes quantidades de inimigos, contudo, no início da campanha é bom evitar o combate contra muitos Uruk’s.

No modo furtivo, Talion pode matar inimigos e se locomover sem ser notado pelos outros. Este modo também é útil quando se deseja despistar inimigos que estão lhe perseguindo. Quando encontrar mato alto, você pode se ocultar nele e atrair inimigos para que os derrote rapidamente.

Evolua ao seu modo

Com elementos RPG muito bem visíveis, em Shadow of Mordor você deverá evoluir Talion para que ele possa melhorar em combate. A cada level evoluído, novos pontos de habilidade serão dados para que você desbloqueie novas habilidades.

A dica aqui é evoluir o guardião no seu modo de jogo. Por exemplo: se você foca no combate corpo a corpo, evolua técnicas de finalização ou de montaria em Caragors; se você prefere ser mais furtivo, melhore seus atributos de dano a distância, morte furtiva e movimentação mais rápida.

Equipe-se bem

Ao derrotar um capitão, lhe é concedido uma Runa para que você possa equipar em sua espada, arco ou adaga. Essa Runa lhe dará vantagem em batalha, como melhorar seu ataque crítico, aumento de energia e/ou velocidade de ataque. Para desbloquear um novo espaço de Runa é necessário gastar Mirians – dinheiro do jogo -, além de precisar ter level mínimo em alguns casos.

Aproveite o jogo

Shadow of Mordor é um jogo com mapas gigantescos, com ricos detalhes e referência a cultura Tolkiana. Há dezenas de missões secundárias para fazer, itens para coletar, vilões para derrotar e conquistas para desbloquear.

Segundo o site How Long to Beat, Shadow of Mordor conta com 11 horas de jogo de campanha principal, e mais oito horas de conteúdo adicional, como Side Quests e desafios. Como se não bastasse, há dezenas de apêndices sobre detalhes sutis da história do jogo, que renderão mais algumas horas de entretenimento.

Cuidado: morrer deixará os inimigos mais fortes

A morte traz consequências mais impactantes do que você imagina em Middle-earth: Shadow of Mordor. Os guerreiros orc da região em que você foi assassinado acabam ficando mais fortes por meio do “sistema de nêmesis”, que acaba promovendo os soldados de baixo escalão e aumentando ainda mais a força dos inimigos mais poderosos.

Não é apenas o adversário que matou Talion que leva o crédito, mas sim todos aqueles que sobreviveram à briga. Portanto, pense duas vezes antes de enfrentar um pelotão de forma despreparada — ou eles vão acabar se tornando uma grande dor de cabeça para você depois de um tempo.

Seja cuidadoso com a sua vida

Há poucas formas de recuperar a vida em Middle-earth: Shadow of Mordor, mas a principal delas é buscar pelas pequenas plantas e ervas que crescem pelos cenários. No entanto, não fique tão confiante ao ver elas reaparecendo pelo mapa, pois dentro das fortalezas elas não irão crescer novamente caso sejam utilizadas.

Cuidado é crucial nessas horas, ou seu destino não será muito agradável.

Corra quando precisar

Se você já passou pela primeira dica, vai se lembrar o quão importante é se manter vivo para não dificultar ainda mais as coisas. Portanto, se sua vida começar a ficar muito baixa, não tenha medo de correr. Seguir para os pontos com ervas para recuperar a saúde talvez seja a opção mais indicada para não encontrar Boromir de uma forma cruel.

É bem provável que os orcs te provoquem pela sua manobra “estratégica”, mas talvez eles não fiquem tão animados assim quando você voltar preparado para uma segunda rodada.

Procure aumentar a sua vida

Ok, já sabemos que a cabeça de Talion é colocada em risco constantemente, então nada mais justo do que aumentar a barra de vida para deixar as batalhas um pouquinho menos perigosas, não?

Em Middle-earth: Shadow of Mordor é possível aumentar alguns atributos coletando Mirian a partir das missões marcadas em branco pelo mapa. Maximizar a vida do nosso protagonista será uma sábia escolha para aguentar as incansáveis hordas de orcs que vão te acompanhar pela Terra Média.

Habilidades de Ranger podem salvar sua pele

Outros upgrades para Talion incluem aprimorar suas habilidades nas classes “Ranger” e “Wraith”. Como a primeira influencia diretamente no seu combate corpo-a-corpo, é bem aconselhável seguir por ela para aumentar seu leque de opções durante as brigas — principalmente no começo do jogo.

Maximizar uma determinada habilidade também é aconselhável para deixar o jogo mais fácil.

Não se preocupe muito com os artefatos

Há pequenas missões em Middle-earth: Shadow of Mordor que consistem em procurar artefatos únicos, garantindo uma quantia bônus de pontos de experiência. Apesar de parecer bem tentador, a XP extra não compensa tanto assim por conta do tempo investido, então só se preocupe com elas se você quiser conhecer um pouco mais sobre a Terra Média.

Fique de olho nas runas amarelas

As armas podem ser aprimoradas por meio de runas especiais para aumentar o dano que você causa ou ainda diminuir o tempo de recarga. No entanto, há uma classe específica de runas que podem chamar muito mais a sua atenção: as “Epic Runes”, que contam com um brilho dourado ao redor delas.

Infelizmente, não espere que seja fácil encontrar por elas, afinal elas só poderão cair de orcs de alto escalão e uruk-hais. Você pode seguir para eles assim que sentir que suas habilidades estão à altura dos desafios, sendo mais aconselhável enfrentá-los depois de desbloquear uma das habilidades que garantem uma qualidade melhor para os itens encontrados.

Cuidado com os caragors

Caragors são animais ferozes que percorrem pelos cenários, mas com o tempo você poderá domesticá-los para que eles te ajudem nas missões. Até lá, tome cuidado para que você não se transforme em uma refeição, ainda mais quando encontrá-los pelos cenários no início do jogo.

Sua presença também pode ser muito estratégica, principalmente quando você conseguir libertar uma dessas feras de uma jaula em meio à um acampamento orc. Deixe que ela faça o trabalho sujo, pelo menos por agora…

Desvie e contra-ataque na hora certa

Middle-earth: Shadow of Mordor apresenta uma mecânica de defesa muito similar a da série Batman Arkham, possibilitando entrar em combate e desferir um golpe fatal mesmo quando o inimigo estiver pronto para atacar.

A possibilidade para isso aparecerá como um comando na cabeça do orc atacante, então é bom praticar para manter a ofensiva sempre presente durante os combates.

Mesmo assim, alguns ataques não podem ser bloqueados ou contra-atacados — então você deverá desviar no tempo certo para não sofrer danos. O esquema continua o mesmo: quando um ataque estiver prestes a ser desferido, um botão aparecerá no adversário informando que o momento de fugir está perto.

Muito cuidado com veneno e armas de longo alcance

Se você for entrar em uma fortaleza, faça questão de matar os arqueiros primeiro, assim não terá que lidar com eles durante toda a expedição. Além disso, é essencial tomar conta contra os ataques venenosos, principalmente vindo de orcs de elite. Evitar estes dois problemas irá manter sua vida fora da área de perigo.

Descubra o medo dos seus inimigos

Alguns orcs deixam marcas verdes depois de morrerem, sendo possível descobrir algumas informações interessantes sobre os inimigos mais poderosos. Eles também revelam o maior temor deles, como medo de fogo, de ser atacado por um caragor ou de ser traído por um guarda-costas.

Assim que você descobrir este ponto fraco, é hora de trabalhar para deixar seu inimigo de frente com esta vulnerabilidade e facilitar o seu trabalho.

Mate os guarda-costas primeiro

Enfrentar um chefe guerreiro é sempre complicado. Além da sua força incrível, ele conta com a ajuda de mais alguns orcs de elite, então sempre tenha cuidado para não acabar cercado e sofrer uma morte com essa situação.

Um meio de superar esse desafio é eliminar primeiro os guarda-costas e aos poucos deixar o combate mais tranquilo. Mas não respire tão levemente assim, afinal o chefe ainda te espera para um difícil confronto.

Esperamos que, depois de tantas dicas, sua aventura pela Terra Média fique um pouco mais fácil — e temos certeza que você conseguirá matar tantos orcs que deixarão um certo anão enciumado pela sua contagem superar a dele.

Retirada estratégica

Embora Talion seja bastante poderoso, até o herói pode ter grandes dificuldades contra vastos números de oponentes – e acreditem em nós, vão ter situações com mais de 10 inimigos ao mesmo tempo. Com um pouco de sorte e habilidade, podem sair vitoriosos até das situações mais complicadas, mas não fiquem cercados. Se pressionarem no botão de desvio podem ganhar alguns metros aos oponentes, e isso oferece a oportunidade para usarem o arco para abaterem rapidamente alguns adversários. Tenham atenção ao cenário, e se virem um barril explosivo, tentem atrair os orcs para perto antes de o rebentarem. Se mesmo assim estiverem em dificuldade, fujam. Podem simplesmente ignorar a situação, ou se quiserem voltar a atacar, esperem por uma oportunidade para atacarem de forma furtiva.

Aproveitem-se do sistema Nemesis

Não entrem cegos numa batalha contra uma personagem do sistema Nemesis. Tentem encontrar um Orc informador, ou outras formas de conseguir informações, para descobrirem as vantagens e desvantagens de cada oponente. Se souberem tirarem vantagem desta informação podem facilitar imenso a vossa tarefa. Com o avançar do jogo vão descobrir que os inimigos têm menos fraquezas para explorarem, mas existe sempre uma maneira. Também é muito importante evitar os pontos fortes do adversário. Se atacarem de uma certa forma podem causar raiva ao inimigo, por exemplo, o que vai dificultar imenso o objetivo. Tenham ainda em atenção o facto de alguns inimigos fugirem, por isso estejam preparados para isso – perder minutos a tentar matar um capitão, para depois o deixar fugir, pode ser muito frustrante.

Esta é a função primária do sistema Nemesis, mas quando começa o segundo ato, terão a hipótese de construir um exército. Vão colocar os vossos capitães em confronto com os adversários do sistema Nemesis, o que também tem os seus pontos de interesse. Também existem novas batalhas em arenas, onde os inimigos lutam entre si. Aprendam as particularidades de cada classe, e aproveitem-se disso mesmo, seja comandando o vosso exército, ou em combate direto.

Dominem as Feras

Com tudo o que há para fazer, é fácil deixar com que a capacidade para usar montadas caia no esquecimento. Podem montar Caragors, Graugs, e Drakes, cada um oferecendo diferentes vantagens estratégicas. Os inimigos do Nemesis têm também atributos relacionados com estas criaturas – alguns ficam furiosos quando vêm um, outros ficam apavorados, e outros dominam-nos. Usem-nos para ganharem vantagem nos combates, mas também como meio de transporte. Os Caragors são rápidos, ideias para cobrirem grandes distâncias, e ainda podem usar flechas quando estão montados. Os Graugs são resistentes e fortes, ideais para combates a curta distância, mas a sua lentidão não os validam como meio de transporte. Os Drakes têm o encanto de voarem, mas são a montada de que gostámos menos. Ainda assim, a perspetiva que oferecem do campo de batalha é fantástica.

Apontem às pernas

Uma flecha em cheio na cabeça é um tiro crítico garantido, mas se acertarem na perna vão ter outras vantagens estratégicas. Se o fizerem, seu oponente vai ficar parado no lugar, exposto para explorarem fraquezas. Isto será particularmente útil contra inimigos Nemesis que não sejam imunes a flechas. Esta tática é também excelente para parar inimigos em fuga que não queiram matar, como os Orcs informadores.

Ao vencedor, os espólios

Para Shadow of War a Monolith remodelou por completo o sistema de espólios (ou loot, se preferirem). Agora vão receber otipos de armas, peças, e gemas durante a aventura, com diferentes graus de raridade e qualidade. Enquanto os itens mais comuns só incluem estatísticas, as variedades rara e épica costumam trazer várias vantagens ou efeitos secundários. O segredo aqui não está em tentar arranjar as melhores armas e descartar as outras, mas antes em guardar armas capazes de causar efeitos diferentes. Como os inimigos têm vários tipos de fraquezas, convém adaptar o armamento e a armadura a preceito.

Outra componente nova são as gemas que podem equipar, itens que normalmente são largados por uns orcs especiais com uma marca branca em cima da sua cabeça. Sempre que virem um destes orcs, tentem matá-lo, porque vão precisar de todas as gemas que conseguirem mais próximo do final do jogo. As gemas mais poderosas podem ter um efeito esmagador no desempenho de Talion, como aumentar o dano causado ou a saúde em 30%, por exemplo. So passadas 30 horas de jogo conseguimos criar a nossa primeira gema de qualidade máxima, o que implica que terão de investir a sério na procura destas gemas. Prestem atenção ao mini-mapa, onde estes Orcs são também identificados por setas brancas.

Habilidades

Perfect Counter: Depois do Execution – que é extremamente útil sem dúvida, procura desbloquear o Perfect Counter bem cedo também. É essencial ao enfrentar hordas de inimigos, ser capaz de os imobilizar tempo suficiente para te focares num Captain ou para aplicar uma execução no chão. Eventualmente esta pode ser melhorada para recuperar ammo ou para matar instantaneamente grunts mais frágeis.

Wraith Chain: Na Predator Skill Tree, terás de desbloquear umas quantas habilidades até chegar à Wraith Chain – mas assim que o conseguires, as missões furtivas serão muito mais simples. Utilizando Focus, podes teleportar a tua forma wraith para inimigos nas redondezas, eliminando múltiplos oponentes em cascata, algo muito útil quando não podemos mesmo ser identificados ou quando queremos invadir uma fortaleza sem ser detetados.

Bird of Prey: Na árvore Ranged praticamente todas as habilidades são úteis, mas de início, a Bird of Prey é a mais importante. Permite-te abrandar o tempo e focar o disparo em pleno ar. Combinado com o Shadow Strider, podes saltar e executar um duplo salto, mudando de direção no enquadramento do teu alvo, antes de abrandar o tempo para desencadear uma chuva de setas num grupo, ou marcar um barril para explodir mesmo antes de aterrares no meio deles e limpar as sobras.

Ice Storm: Na árvore Wraith está uma das habilidades mais úteis para desbloquear desde cedo, Ice Storm. Quando estás a enfrentar demasiados Orcs ou um Captain poderoso, o Ice Storm permite-te congelar um alvo, prendendo-o no mesmo sítio e deixando-o fora da batalha, ou para usar um ataque flurry e acumular might rapidamente.

Call Caragor: Finalmente, a “Skill tree” Mounted é sempre útil para abusar das fraquezas dos inimigos, sendo que nada é mais útil que invocar um Caragor quando a necessidade aperta. Esta habilidade é especialmente adequada quando enfrentamos um Captain que tem medo ou é especialmente sensível a beasts – É inclusive possível invocar um Caragor no interior da sala de um Commander durante o assalto a uma fortaleza.

Não te esqueças de realizar o upgrade à habilidade para invocar outros tipos de beast e capitalizar as fraquezas dos teus oponentes.

Referências:

Game Reactor, Voxel, ING, techtudo, wikipedia.

The Evil Within 2

The Evil Within 2 [a] é um videogame de terror de sobrevivência em terceira pessoa desenvolvido pela Tango Gameworks e publicado pela Bethesda Softworks para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo foi lançado mundialmente em outubro de 2017 e é a sequela do videogame de 2014 The Evil Within. O jogo recebeu críticas geralmente positivas; como seu antecessor, recebeu elogios por seu visual, atmosfera e jogabilidade, mas recebeu algumas críticas por sua história e personagens.

Não tenha medo… de fugir

Naturalmente, The Evil Within 2 te dá medo. Ele foi feito para isso. Monstros assustadores, sustos mil, mas nem sempre precisa ser assim. Quando se deparar com uma criatura desconhecida que você não sabe bem o que faz ou como ataca, não tenha medo de fugir!

O game te dá todas as possibilidades para tentar se esconder ou despistar inimigos normais. Ainda que não seja tão adequado, é possível escapar com algum trabalho extra, seja por vida curta ou falta de munição. Contudo, tenha cuidado: os monstros são bem inteligentes e não deixarão que você suma sem mais nem menos.

Siga sempre o comunicador

O comunicador é uma importante ferramenta em The Evil Within 2 e coloca muita informação à disposição de Sebastian. Saiba seguir suas dicas e encontrar a localidade de outros elementos, itens ou sobreviventes no STEM.

Sem o comunicador, sua vida vai ficar bem mais complicada. Explicamos isso pois suas dicas podem parecer meros tutoriais do próprio jogo, mas não são. Não as ignore em hipótese alguma se quiser sobreviver um pouco mais.

Jogue com calma (na medida do possível)

Apesar de ter elementos de ação, The Evil Within 2 é um game para ser explorado nos mínimos detalhes. Jogue com calma, não pense em correr para terminar e ver logo a sequência de cenas finais.

Explore os cantos escuros, destrua caixotes para revelar itens e, claro, não deixe de aproveitar cada segundo da campanha. Essa dica é ainda mais recomendada nas dificuldades mais altas, carregadas de desafio superior.

Prefira sempre a furtividade

Por falar em calma, a furtividade é sua amiga em The Evil Within 2. Escolha permanecer nas sombras, evite combates e encontros indesejados. Os jogadores que fazem isso têm mais chance de sobreviver por algum tempo sem ser interrompidos. É no acobertamento que você encontra menus para matar automaticamente inimigos distraídos.

Como já deixamos claro, as sombras são suas amigas. Esgueire-se por cantos e escolha ficar atrás de móveis ao longo dos mapas que são dentro das casas, ou por trás de objetos diversos em outros locais de Union. Fique sempre atento ao ícone de olho que aparece no topo da tela. Se ele mudar, quer dizer que um inimigo te viu. Uma boa dica para distrair oponentes e usar mais a furtividade é, por exemplo, lançar objetos como garrafas em outro canto do cenário.

Economize balas

Chegamos àquela dica precisamente voltada para o gênero de sobrevivência de horror: economize balas. Não é brincadeira, já que toda a munição é escassa ao longo do jogo. As armas brancas, de corte, fazem um trabalho melhor para eliminar monstros mais simples ou abrir caixotes.

É claro que teremos momentos nos quais as balas serão imprescindíveis e você terá que descarregar pentes inteiros para eliminar os inimigos. Contudo, é sempre bom ter aquela reserva adicional, para fazer com que uma batalha de chefe seja mais simples, por exemplo.

Machado: a melhor arma branca

Por falar em armas brancas… Elas são as armas de corte, que não gastam munição e te oferecem ataques praticamente infinitos contra qualquer monstro padrão. Dentre elas, o machado é a melhor, com golpes mais fortes e precisos.

Na maioria do tempo, Sebastian terá a clássica “faquinha” à sua disposição, mas a partir do momento em que conseguimos o machado, a experiência de combate muda completamente. Não tenha medo de usá-lo no lugar das armas de fogo, inclusive.

Sempre mova a câmera

Essa dica está ligada com outras que citamos mais acima: a câmera é um dos segredos para se dar bem em The Evil Within 2. Alguns inimigos atacam sem aviso, silenciosos e, principalmente, por trás.

Ter todo o cuidado para não receber um golpe desprevenido ou morrer sem ser alertado é primordial no game. Infelizmente, não dá para olhar para a frente sempre, então é ideal que você sempre vigie outros ângulos da cena.

Jogar no ‘Easy’ não é vergonha

Por fim, saiba que The Evil Within 2 tem pelo menos três níveis de dificuldade iniciais. Começar no mais fácil não é vergonha alguma e, inclusive, é indicado pelo próprio diretor do jogo, Shinji Mikami – que foi o produtor e co-criador do primeiro.

The Evil Within 2 já é difícil por natureza, dada a variedade de momentos tensos, e jogar no “Casual”, o nível mais fácil, ajuda na adaptação dos controles e no desenrolar da história. Depois, é possível repetir a partida, em dificuldade superior, mas não se acanhe em começar pela mais simples – mesmo nesta dificuldade há um certo desafio alto.

Ande sempre escondido

The Evil Within 2 é um game que precisa ser jogado com cautela. O seu personagem, Sebastian, não é particularmente rápido ou forte e você terá que aprender a sobreviver sabendo isso. Considere sempre os campos de visão dos inimigos, seus movimentos e os locais onde você pode se esconder.

Sendo um game de terror de sobrevivência, você também necessita de itens essenciais como munições, mas estará limitado a um inventário não muito grande. A melhor estratégia então será andar escondido e tentar pegar seus adversários com sua faca, sempre por trás. Cada zumbi que você mata dessa forma é mais uma bala que pode o salvar no futuro.

Não seja impulsivo se for visto

Se você for descoberto por algum zumbi, não entre logo em pânico. Não é boa ideia começar disparando, mas sim procurar outro local para se esconder. Se você conseguir quebrar o campo de visão com o inimigo há boas hipóteses dele se esquecer de sua presença.

Tenha apenas cuidado com os arbustos, pois embora eles sejam bons para você se esconder, os mais altos podem também quebrar sua visão.

Estude suas redondeza

Como você não vai ter acesso a um mini-mapa, é muito importante percorrer seu caminho com cautela. Alguns zumbis estão sentados ou deitados nas ervas, um pouco camuflados e parecendo até mortos. Você não deve confiar em nada que não tenha sido morto por você, logo evite pisar nesses mortos-vivos ou eles vão acabar o atacando quando menos esperar.

Para o ajudar, você tem um ícone de alerta em cima da tela que indica se alguém está atento a sua presença. Se o olho estiver escaneando, isso significa que alguém está procurando você. Se por outro lado estiver apenas olhando em frente sem pestanejar então é melhor fugiu porque alguém está indo na sua direção!

Não esqueça que esse é um game de mundo aberto

The Evil Within é um game que o vai recompensar pela exploração. É necessário entrar em edifícios para pegar itens que vão ser muito necessários na sua sobrevivência. Logo, é útil que vá explorando suas redondezas enquanto se dirige para seu objetivo principal.

Além disso, andar pelo meio das ruas vai provavelmente levar você até à morte. Felizmente, o game tem muitos atalhos e vielas para você percorrer, fazendo com que fique mais escondido. Estabeleça sua rota por caminhos alternativos para aumentar suas chances de sobrevivência.

Complete todas as missões, incluindo as secundárias

É muito importante que você não só complete suas missões, mas também alguns objetivos opcionais que pode pegar. Essas missões secundárias devem ser completadas assim que possível porque vão conceder a você recompensas muito úteis, como novas armas e bolsas que aumentam sua capacidade de inventário.

Construa itens e melhore suas armas

The Evil Within 2 tem um sistema de construção fácil. Você apenas tem que pegar os materiais pelo mundo e os usar para criar itens. Embora o possa fazer em qualquer parte, o melhor será mesmo planejar o que quer fazer e levar seus itens a um banco de trabalho que pode encontrar em alguns pontos seguros. E ao fazer isso aproveite para criar um pouco de tudo, pois não sabe que itens vão fazer falta enquanto andar em suas aventuras. No início do game, tente se focar principalmente em munições para sua pistola de mão.

Nos bancos de trabalho, você também pode melhorar suas armas e, nesse caso, deverá começar a fazer o mais cedo possível. Cada melhoramento que você faça não vai ficar ativo apenas na arma que você está usando no momento, mas em todas da mesma categoria. Ou seja, se você melhorar uma pistola fraca na realidade todas as pistolas que pegar no futuro vão ter esse melhoramento incluído.

Evite entrar em combates desnecessários

Nesse início de jogo, seu personagem não terá várias habilidades que ajudam em combates. Sejam eles corpo a corpo ou com armas de fogo. Dessa forma, vá “comendo pelas beiradas”. Sim, elimine zumbis desgarrados para ganhar o gel verde que ajuda justamente a melhorar suas habilidades. Mas evite confrontos com grupos de monstros ou com criaturas que parecem assustadoras (elas são fortes, vai por mim).

Use os arbustos para passar desapercebido

The Evil Within 2 usa o bom e velho arbusto (consagrado em Assassin’s Creed, Uncharted e tantos outros jogos) como camuflagem. Portanto, aproveite os arbustos em Unity para andar camuflado e/ou fazer um aproach ninja antes de fazer aquele ataque furtivo.

Faça as missões paralelas

Sempre que possível, faças as missões paralelas em Unity. A primeira que já aparece logo de cara é para procurar por um armazém de armas. Do it (faça). Além de pegar munição pra chuchu, você conseguirá ótimas armas, como o virote (besta) e a shotgun.

Rifle “sniper” no telhado

Unity se parece com uma cidade de interior, cheia de casas pequenas, igreja e parque. Porém, há um prédio nela. E é nele que você precisa subir. Não chega a ser um arranha céu, mas é uma construção alta que se destaque dentre as outras. Em uma das laterais da construção há uma escada. Suba e procure pelos corpos de membros da Mobius. Só cuidado com os zumbis errantes que você pode encontrar por lá.

Reviste os soldados Mobius

Sempre que possível, reviste os soldados da Mobius mortos em Unity. Eles tem os melhores loots. Desde munição, porções generosas de gel e até itens que só eles lhe darão, como melhores repositórios de munição, seringas curativas etc. É claro que o jogo, sabendo disso, escolhe a dedo os locais para os policiais estarem caídos. Geralmente perto de algo em risco. Mas, mesmo assim, é possível saquear vários corpos e voltar com recompensas bem legais.

Se avistar uma imagem de santa, quebre-a

Calma. Sebastian Castellanos não virou nenhum religioso fanático. É que as imagens de santa em The Evil Within 2 contém chaves para você desbloquear itens em um armário que fica ao lado da cadeira elétrica na qual você obtém seus poderes.

Deixe para craftar em refúgios

Em The Evil Within 2 é possível melhorar armas e criar os itens que você usa no jogo. É possível fazer isso em bancadas espalhadas pela cidade. Logo de cara você encontra uma, no abrigo do O’Neil. O abrigo é um dos refúgios do jogo. Você até encontrará bancadas (workbenchs) “soltas” em algumas casas na Unity. Porém, criar itens nesses locais custará o dobro dos materiais que os refúgios lhe cobram. A não ser que você precise muito, guarde seus itens para criar em refúgios.

Pausa para o cafezinho

Quem não gosta de um café quentinho? Ainda mais passando o perrengue que o Castellanos passa em The Evil Within 2. Qual não foi minha surpresa quando, ao adentrar no primeiro refúgio do jogo, dei de cara com uma máquina de café. E, para minha surpresa ainda maior, o café recuperou completamente minha energia. Incrível! Portanto, se estiver voltando para um refúgio após uma missão e a energia não estiver lá essas coisas, tente economizar suas seringas já pensando naquele café quentinho do refúgio. Só não abuse, pois o café demora um tempinho para ficar pronto novamente.

Olho vivo no indicador de som

Em The Evil Within 2, há um indicador de barulho que fica na sua tela. Sempre que um zumbi ou monstro estiver por perto, o sensor mostrará umas ondas de som (parecem também com um eletrocardiograma, se você já viu um). Quanto mais perto do zumbi, mais ondas você verá. Portanto, sempre que tiver ondinha, tem zumbizinho. 

Upgrades

O mais importante de tudo; foque em estamina. Saiba que o personagem tem um péssimo fôlego. Sua barra é pequena e esvazia rápido. Então melhore dois níveis dessa barra. Você poderá ter uma chance melhor de correr de uma encrenca.

Depois dessa barra procure melhorar atributos que não envolvam o ataque. Não fará grande diferença. Veja os upgrades de estamina, vida etc, mas não de seu ataque.

Perceba as melhorias “laterais”. Toda árvore possui o principal a ser melhorado e o que rodeia a melhoria. Veja o que melhor te ajudará na progressão do jogo.

Particularmente, eu investi um pouco na árvore de furtividade. Diminuindo o ruído dos meus passos e aumentando a velocidade da caminhada agachada. Com isso, a dica que dei sobre o ataque furtivo fica ainda melhor se pensar por esse lado.

Melhoria de arma

Pense na melhoria da sua pistola. Claro, esse foco voltado mais para o início do jogo. Não gaste suas peças com nada diferente do que a capacidade de balas no pente e a cadência de tiro.

Sobre a quantidade de balas a explicação é muito simples; quanto mais munição disponível, melhor. Lembrando que arma de fogo é apenas para momentos de alta dificuldade, seja eles quais forem. E outro ponto é de você não deixar munição para trás no cenário. Se sua arma estiver cheia, você não coletará as balas, nem mesmo para ficarem em inventário. O que faria sentido se fosse assim, mas fazer o que né?!

A cadência vai te ajudar diretamente em momentos de aperto. Caso esteja sendo seguido por muitos inimigos ou tenha alguma criatura muito forte e é preciso mata-lo o quanto antes, a velocidade de disparo da arma será essencial. Ficaria muito difícil matar duas ou três criaturas que te perseguem se a sua arma demora para atirar.

Essas duas melhorias, você pode gastar peças para um upgrade cada ou dois. Fica a seu critério. Depois de estar bom o suficiente nesses dois aspectos, você pode pensar no resto. Na potência, na velocidade de recarga ou em outra arma.

Procure as chaves

Caso não tenha saco para procurar as famigeradas chaves, com certeza encontrará a localização delas na internet. Mas lembre-se, na grande maioria das ocasiões elas ficam dentro de estátuas. Não é tão fácil de encontra-las, mas ajudaria muito caso encontre.

As chaves lhe darão acesso aos armários da sala de upgrades. Com uma chave em mãos, então a sorte estará lançada. Mas praticamente, sempre, você obterá bons itens.

Referências:

Alvanista, Última ficha, Aficionado, wikipedia, techtudo.