PS Plus gratuito

A Sony divulgou um mimo de fim de ano, que será um fim de semana online gratuito no PS Plus, assim você não precisará de uma assinatura para enfrentar jogadores de todo o mundo.

Revelaram na conta oficial do Twitter, revelando que os jogadores terão 48 horas para jogar online gratuitamente de sábado, 18 de dezembro às 00:01 a domingo, 19 de dezembro às 23:59, horário de Brasília. 

📷 PS Plus gratuito | Poketlint

Como toda degustação, a ideia é experimentar os benefícios de um produto, afim de trabalhar o interesse em torno dele após isso, seja comprando ou pelo menos ajudando no marketing dele.

Apesar da gratuidade temporária, é preciso reforçar uma informação bastante óbvia: é necessário estar conectado à internet e à PSN no PlayStation 4 ou no PlayStation 5 para aproveitar o final de semana gratuito. Usuários sem conexão a internet ou com consoles banidos da PSN não podem aproveitar a oportunidade.

📷 PS Plus gratuito | Combo Infinito

Desde a chegada do PS4, a Sony exige uma assinatura ativa da PlayStation Plus para permitir o acesso a partidas e funcionalidades online em jogos pagos. É preciso assinar o serviço para jogar Battlefied 2042, por exemplo.

Vale a pena mencionar que jogos gratuitos como Fortnite ou Call of Duty: Warzone nunca precisam de uma assinatura do PS Plus; este fim de semana grátis abre espaço para jogos premium também.

📷 PS Plus gratuito | Olhar Digital

O acesso multijogador gratuito não significa que você terá direito aos jogos PS Plus grátis deste mês , então você precisará trazer seus próprios itens para jogar no PS5 e PS4.

Quem quiser aproveitar para ativar o PS Plus, a Sony está fazendo uma promoção que dá 50% de desconto a novos assinantes no pagamento do plano de 12 meses pela PS Store. Até 19 de dezembro, os usuários que nunca assinaram o serviço antes podem adquirir um ano por R$ 99,90 em vez dos tradicionais R$ 199,90.

📷 PS Plus gratuito | Viciados

Depois do período de 12 meses, o PS Plus será renovado pelo preço normal de R$ 199,90. Se não puder pagar, lembre-se de desativar a renovação automática da mensalidade nas configurações da conta da PSN.

Referências:

Observatório de Games, Tecnoblog, Games radar, Tecmundo.

Terminator Dark Fate: Defiance chega em 2022

Exterminador do Futuro é uma franquia de sucesso, passando por diversos filmes e jogos. Mas novidade da vez é Terminator Dark Fate: Defiance, que deixa a perspectiva em primeira pessoa de lado e explora o gênero RTS. O título foi anunciado durante um evento online, organizado pela Slitherine, distribuidora de RTS, e já conta com um teaser. Confira:

📹 Teaser trailer | Divulgação

O jogo de estratégia para PC já tem página na Steam, e está com lançamento previsto para 2022, mas ainda sem data específica definida.

Sobre o jogo

Terminator Dark Fate: Defiance chega em 2022

📷 Terminator Dark Fate: Defiance chega em 2022 | Divulgação

Terminator Dark Fate: Defiance é um jogo de estratégia em tempo real para PC, que stá sendo desenvolvido pelo estúdio russo Cats Who Play, em colaboração com a Slitherine e a Skydance Media. Defiance encaixa-se no universo entre Dark Fate e o ano de 2042 controlado pelo Legion. Na campanha para um jogador, você assume o papel de um comandante da facção dos Fundadores e guia seu exército na tentativa de frustrar o plano de Legion de exterminar os últimos remanescentes da humanidade. Nos modos skirmish e multiplayer, jogue com três facções muito diversas: Founders, Legion e Resistance. A campanha é liderada pela narrativa, com estratégia em tempo real, que exige aos jogadores que tomem decisões importantes que os farão progredir na história. Embora a campanha se apresente como algo linear, existem algumas divergências dependendo das escolhas realizadas.

Parceria de peso

📷 Terminator Dark Fate: Defiance chega em 2022 | Divulgação

De acordo com Marco A. Minoli, diretor de marketing da Slitherine, essa é a “maior coisa” que eles fizeram.

“A nossa editora reparou que a maior parte da sua audiência que joga títulos de estratégia encontra-se na faixa etária dos 30 anos, e que cresceram com clássicos da ficção científica, fazendo com que este território se transforme em um terreno fértil para adquirirmos licenças e desenvolver jogos. No passado, já fizemos negócio com Battlestar Galactica e Starship Troopers, então Terminator nos pareceu um passo natural. Claro que a Skydance, nessa altura, estava se preparando para anunciar Dark Fate, então fez todo o sentido a criação dessa parceria. Neste jogo, a Slitherine está em colaboração com a Skydance e com o estúdio russo Cats Who Play para trabalhar em Defiance. É a maior coisa que já fizemos.”

Campanha

📷 Terminator Dark Fate: Defiance chega em 2022 | Divulgação

A campanha se passa logo depois do Dia do Julgamento, quando as máquinas se revoltaram contra os seres humanos. O jogador precisará juntamente com a humanidade, resistir e sobreviver a confrontos com Legions. Mas é preciso ter cuidado, as vezes a verdadeira ameaça podem não vir somente das máquinas, mas de outros sobreviventes humanos. Você será envolvido em várias batalhas complexas e realistas, onde suas decisões táticas são vitais para sua sobrevivência e vitória. A sua disposição, equipamentos militares, veículos e diversos tipos de munição.

E mais

📷 Terminator Dark Fate: Defiance chega em 2022 | Divulgação

Recrute outras pessoas, treine novas unidades, aumente seu exército, atribua novas habilidades e adquira novas armas e equipamentos para continuar a resistência. Misture e combine a composição de suas tropas para se adequar às suas táticas de batalha preferidas. Use unidades de infantaria, veículos militares blindados pesados, tecnologia de canhão de plasma, drones e outras unidades voadoras. E lembre-se! Use o campo de batalha a seu favor! A demolição de edifícios com base na física permite gerar um conjunto realista de consequências táticas, especialmente em áreas urbanas.

O que você achou da novidade? Deixe aí nos comentários.

Referências:

IGN, Steam, Voxel.

Uncharted: Legacy of Thieves Collection chega em janeiro

Finalmente, nesta terça-feira (07), a Sony Interactive Entertainment e a desenvolvedora Naughty Dog anunciaram o lançamento da coletânea. Uncharted: Legacy of Thieves Collection, que inclui versões remasterizadas de Uncharted 4: A Thief’s End e Uncharted: The Lost Legacy, será lançada em 28 de janeiro para PS5. Os PCs (via Steam e Epic Games Store), também receberão uma versão no próximo ano, mas a data ainda não foi revelada.

📹 Trailer de pedido antecipado | Divulgação

“Desafie o seu destino e deixe sua marca na história com UNCHARTED: Coleção Legado dos Ladrões. Descubra a emocionante narrativa cinematográfica e as maiores cenas de ação arrasa-quarteirão da franquia UNCHARTED, com toda a espirituosidade, astúcia e momentos inacreditáveis dos ladrões que você mais adora — Nathan Drake e Chloe Frazer.”

Já era de se esperar?

Uncharted: Legacy of Thieves Collection chega em janeiro

📷 Uncharted: Legacy of Thieves Collection chega em janeiro | Divulgação

Uncharted: Legacy of Thieves Collection, que foi anunciado em setembro de 2021, apareceu recentemente no órgão de classificação indicativa da Austrália. Além disso, recebeu classificação etária pelo Entertainment Software Rating Board (ESRB), órgão norte-americano responsável pelo processo. Vale mencionar que a coletânea apareceu na lista vazada do NVIDIA GeForce Now, que apontava que as remasterizações chegaria no dia 7 de fevereiro. Apesar da data errada, o anúncio da coletânea mostra que os títulos presentes naquele vazamento, não é tão difícil de acontecer, ou seja, podemos esperar mais jogos confirmados em breve.

Jogos inclusos

Uncharted coleção

📷 Uncharted: Legacy of Thieves Collection chega em janeiro | Divulgação

Uncharted: Legacy of Thieves Collection inclui duas aventuras que foram aclamadas pela crítica:

  • Uncharted 4: A Thief’s End – segue Nathan Drake em sua caça pelo tesouro perdido do Capitão Avery, seguindo para uma última aventura distante em meio às selvas de Madagascar para a perdida colônia pirata de Libertária.
  • Uncharted: The Lost Legacy – que mostra as aventuras próprias de Chloe Frazer ao mudar de rival amiga para heroína. Contando com a ajuda da renomada mercenária Nadine Ross, Chloe se aventura nos Gates Ocidentais da Índia para localizar a Presa Dourada de Ganesh.

Upgrade

Uncharted coleção

📷 Uncharted: Legacy of Thieves Collection | Divulgação

Os jogadores que possuem Uncharted 4, Uncharted: The Lost Legacy ou Uncharted 4: A Thief’s End + Uncharted: The Lost Legacy Digital Bundle poderão fazer upgrade para a coleção por apenas US$ 10 (cerca de R$ 56). Já a versão de Uncharted 4 da PS Plus não está inclusa no upgrade, além do modo multiplayer dos jogos Uncharted 4 e Uncharted: The Lost Legacy que não estará disponível na coletânea.

E mais

Uncharted coleção

📷 Uncharted: Legacy of Thieves Collection | Divulgação

No que se diz respeito aos gráficos, os jogadores contarão com três modos; o Fidelity Mode, que vai oferecer qualidade de vídeo 4K e 30 FPS; o Performance ativa o framerate de 60 FPS; por fim, Perfomance+ Mode, que reduz a qualidade para 1080p e sobe a taxa de quadros para 120 FPS. Vale mencionar que para a última opção, é necessário jogar em displays com taxa de atualização de 120Hz.

Vale ressaltar que as remasterizações vão ter telas de carregamento mais rápidas, Áudio 3D e suporte ao DualSense. No caso dos proprietários do PS4, os usuários deverão inserir o disco no P5 para baixar a coleção digital.

O que você achou da novidade? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Uncharted: Legacy of Thieves Collection, Voxel, The Enemy.

Dead by Daylight: próximo gratuito da Epic Games

A Epic Games Store revelou na última quinta-feira (25), seu próximo jogo gratuito. O game da vez é nada menos que Dead by Daylight, um jogo de terror multiplayer assimétrico, que poderá ser resgatado entre 2 e 9 de dezembro para PC.

Dead by Daylight

Dead by Daylight

📷 Dead by Daylight: próximo gratuito da Epic Games | Divulgação

O título é um jogo de terror e sobrevivência multiplayer, desenvolvido pela Behaviour Interactive e publicado pela Starbreeze Studios. Foi lançado no PC em junho de 2016, PlayStation 4 e Xbox One em junho de 2017. Já no Nintendo Switch e Mobile, o lançamento aconteceu em 2019. Dead by Daylight é jogado exclusivamente um jogador contra quatro, onde um jogador assume o papel do assassino selvagem, e os outros quatro jogadores jogam como sobreviventes, tentando escapar do assassino, fazer cinco geradores e abrir a saída para evitar ser pego, torturado e morto. Dead by Daylight caiu no gosto das pessoas por trazer personagens de franquias populares de terror da cultura pop. Um bom exemplo foi o de outubro deste ano, onde três personagens de Resident Evil foram adicionados ao jogo, que já possuía Nemesis como um dos Assassinos disponíveis. Se deseja saber mais sobre o jogo, clique aqui.

Ainda tem mais

WhileTrueLearn

📷 Dead by Daylight: próximo gratuito da Epic Games | Divulgação

Além de Dead by Daylight, outro jogo também será dado gratuitamente pela Epic Games na semana que vem. O título é o While True: Learn(), desenvolvido pela Luden.io e publicado pela Nival. While True: Learn() é um jogo de simulação/quebra-cabeça que, literalmente, vai quebrar a sua cabeça: aprendizado de máquina, redes neurais, big data e IA. Mas o mais importante nesse jogo é entender o seu gato. Nesse jogo, você trabalha como um programador que descobre acidentalmente que o seu gato é muito bom em programar, mas não tão bom em falar língua humana. Agora você precisa aprender tudo sobre aprendizado de máquina e usar programação visual para criar um sistema de reconhecimento de linguagem de gato para humano.

Gratuito dessa semana

the hunter

📷 Dead by Daylight: próximo gratuito da Epic Games | Divulgação

Aproveitando a novidade, vale mencionar que essa semana, o jogo gratuito da vez é theHunter: Call of the Wild, um jogo de simulação de caça, que poderá ser resgatado até 2 de dezembro. O título possui um mundo aberto atmosférico e cheio de vida, incluindo animais majestosos e realistas, e a vegetação que te cerca ao seguir sua presa. Você pode se aventurar por conta própria, ou se juntar a amigos para caçadas em grupo. Mas lembre-se de que você não está apenas visitando esse mundo, você se torna uma parte viva dele. A sensação de finalmente avistar a galhada magnífica do seu primeiro veado-vermelho entre a árvores é indescritível.

Vale mencionar que, esta semana, a Epic Games está com grande promoção, com diversos jogos bem mais baratos.

O que você achou da novidade? Presentão não concorda? Dead by Daylight é um grande jogo. Deixe sua opinião nos comentários.

Referências:

Voxel, Steam.

Dragon Ball: The Breakers é anunciado

A Bandai Namco anunciou hoje (16) seu mais novo projeto, o jogo Dragon Ball: The Breakers. O título, que é um multiplayer online do tipo assimétrico, está sendo desenVolvido pela DIMPS, empresa responsável por jogos como; Dragon Ball Xenoverse 2, Soul Calibur VI, Freedom Wars, Saint Seiya: Sanctuary Battle e Sonic Generations. Confira o trailer:

📹 Trailer de anúncio | Divulgação

O trailer, que você conferiu logo acima, mistura cenas de cinemática com gameplay e parece que o jogo deve ter um estilo gráfico que lembra muito Dragon Ball Z: Kakarot, mas com animações diferentes, já que é possível ver formas de correr e algumas poses de medo. Além disso, os mapas de Dragon Ball: The Breakers parecem bem ser grandes e com muitos pontos para se esconder, além de usar armas para distrair o vilão.

Sobre o jogo

Dragon Ball: The Breakers é anunciado

📷 Dragon Ball: The Breakers é anunciado | Divulgação

Dragon Ball: The Breakers é um multiplayer online para oito pessoas. O game combina dinâmicas cooperativas e competitivas, criando uma revolucionária experiência assimétrica de ação e sobrevivência no universo de Dragon Ball Xenoverse. O game consiste em partidas de 7 sobreviventes contra 1 invasor. Os sobreviventes foram sugados para uma Fenda temporal e agora precisam encarar o invasor, que é representado por Cell, Boo ou Freeza, os vilões icônicos da franquia.

“Pego em um fenômeno temporal inesperado, sete cidadãos comuns se encontram presos em uma Costura Temporal: eles compartilham sua prisão com o Raider, um inimigo ameaçador de outra linha do tempo com um poder esmagador”

Gameplay

1hit games

📷 Dragon Ball: The Breakers é anunciado | Divulgação

Os sobreviventes não possuem nenhum poder, para sobreviver, eles precisam de itens de melhoria, armas e veículos para batalhar e fugir do invasor enquanto procuram pela máquina do tempo para escapar da aniquilação. Já o invasor poderá acumular grandes quantidades de poder para destruir o time de sobreviventes no decorrer das partidas, e assim garantir o domínio do jogo. Aqueles que gostam de customizar personagens podem comemorar. O game conta com um modo de customização para os personagens sobreviventes, permitindo que os jogadores criem seus próprios avatares usando skins conhecidas da série, além de equipamentos decorativos que podem ser recebidos com créditos de jogo ou por compras.

Experiência inovadora

1hit games

📷 Dragon Ball: The Breakers é anunciado | Divulgação

Segundo Lin Leng, Diretor Sênior de Marketing da BANDAI NAMCO Entertainment America Inc:

“A série DRAGON BALL tem sido uma favorita dos fãs no mundo todo por mais de 37 e Dragon Ball: The Breakers pega sua consagrada formula de ação descomunal e oferece uma inovadora experiência com sua jogabilidade de sobrevivência online. Novos jogadores e fãs das antigas podem esperar por uma experiência envolvente e extremamente divertida, seja participando como um Invasor e caçando seus colegas ou como um Sobrevivente, jogando cooperativamente e juntando-se a outros jogadores contra rivais icônicos.”

1hit games

📷 Dragon Ball: The Breakers é anunciado | Divulgação

Dragon Ball: The Breakers ficará disponível nas Américas em lojas físicas e digitais para as plataformas PlayStation 4, PlayStation 5 (Compatível), Xbox One, Xbox Series (Compatível), Nintendo Switch e PC via STEAM, em 2022. 

O que você achou da novidade? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Voxel, Game ON.

Jump Force sairá do ar em 2022

A Bandai Namco anunciou no último dia 10, que Jump Force sairá do ar em 2022. O título é um jogo de luta online que mistura vários personagens de anime.

O fim

Jump Force sairá do ar em 2022

📷 Jump Force sairá do ar em 2022 | Divulgação

No dia 7 de fevereiro, Jump Force já deixará de ser exibido nas lojas digitais. Posteriormente, no dia 24 de agosto, os servidores ficarão offline. Com isso, não será mais possível partidas multiplayer, ranqueadas, acesso aos clãs e a troca por recompensas. Vale mencionar que, durante esse período, DLCs, cosméticos e JF medals (moeda interna do jogo), também não poderão ser mais comprados. Se você é um fã do game e quer continuar jogando, restará apenas o jogo offline, isso é, modo campanha, lutas contra AI ou com outros jogadores no mesmo console.

Motivo

Jump Force

📷 Jump Force sairá do ar em 2022 | Divulgação

A produtora não revelou detalhes sobre a razão pelo fim dos serviços do game, contudo, não é muito difícil compreender. Todas estas franquias exigem várias permissões legais para estarem interagindo, principalmente para um game que já caminha para seus três anos de vida, imagina a quantidade de valor em licenciamento que eles teriam de pagar caso o game continuasse. Tudo isso envolve muitas pessoas e muito dinheiro, então não é muito difícil pensar que essa notícia chegaria mais cedo ou mais tarde.

O fracasso

Jump Force

📷 Jump Force sairá do ar em 2022 | Divulgação

Jump Force se destacou em em seu visual e por sua ideia de juntar personagens icônicos no mesmo jogo, contudo, a crítica caiu matando em diversos quesitos, principalmente em sua história ruim. A história do jogo é a mais clichê possível; “o mal pretende dominar o mundo, e acaba sobrando para os heróis acabarem com a bagunça”. Mesmo com belos traços, o enredo parece mais algo escrito por fãs que queria juntar todo mundo e ver no que dava. Vilões genéricos e diálogos rasos também podem ser anotados na sua caderneta. Agora, se for colocado na mesa o pior ponto negativo do jogo, com certeza o modo história apareceria. O modo simplesmente não tem coesão, principalmente no que se trata de narrativa.

Ponto positivo

Jump Force

📷 Jump Force sairá do ar em 2022 | Divulgação

O game não foi um completo fiasco, na verdade ele está bem longe de ser um game ruim. Apesar das duras críticas no modo história, o jogo é bem divertido e não se parece nada com um “simples jogo de anime”. Se for levar em consideração as lutas, os combates são extremamente bem feitos. O que falta na história, sobrou nas batalhas. Efeitos, jogos de câmera, apresentação das lutas, belos cenários e golpes incríveis são os diferenciais do game. Não podemos esquecer da jogabilidade, que também tem seus méritos.

Sobre

Jump Force

📷 Jump Force sairá do ar em 2022 | Divulgação

Jump Force foi desenvolvido pela Spike Chunsoft e publicado pela Bandai Namco. O jogo permitia confrontos entre vários personagens tradicionais de mangás e animes muitos deles. A lista inclui, por exemplo, Goku, Vegeta e Freeza (Dragon Ball); Luffy (One Piece); Seiya e Shiryu (Cavaleiros do Zodíaco); Sosuke (Bleach) e Naruto. O título é um “brawler 3D”, ou seja, um jogo de luta que se passa em uma grande arena 3D, sem muitas complicações. Na verdade, Jump Force é voltado para jogadores iniciantes e, por isso, tem jogabilidade bem básica. São golpes simples, defesas, ataques especiais com um botão e, claro, movimentação em 360 graus no enorme cenário, com alternância em trios, com seu grupo de personagens. Veja detalhes mais clicando aqui.

Jump Force foi lançado em fevereiro de 2019, para PC, PS4 e Xbox One. Posteriormente, uma versão para Nintendo Switch foi lançada em agosto de 2020.

Você gostava do jogo? O que achou da notícia? Deixe aí nos comentários.

Referências:

UOL, Gamerview, Voxel.

Call of Duty: Vanguard 

Call of Duty: Vanguard é um jogo de tiro em primeira pessoa de 2021 desenvolvido pela Sledgehammer Games e publicado pela Activision. Foi lançado no dia 5 de novembro para Microsoft Windows, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, e Xbox Série X / S. Esse game estabelece um enredo apresentando o nascimento das forças especiais para enfrentar uma ameaça emergente no final da guerra durante vários teatros da Segunda Guerra Mundial.

Campanha 

A campanha do Vanguard apresenta mecânica de jogo semelhante introduzida anteriormente em Modern Warfare, como o jogador ser capaz de montar armas empunhadas em superfícies planas, interagir com portas e executar derrubadas. Novos recursos de jogabilidade permitem que o jogador use uma abordagem tática mais avançada em combate, como disparar às cegas por trás da cobertura, quebrar elementos ambientais destrutíveis ou criar novos caminhos para completar objetivos escalando paredes. 

Multiplayer 

O modo multiplayer do Vanguard tem 20 mapas no total, 16 dos quais são apresentados para modos de jogo principais, enquanto os outros 4 são para um novo modo de jogo intitulado “Champion Hill”, declarado ser a próxima iteração de Gunfight, um modo de arena 2v2 anteriormente apresentado em Call of Duty: Modern Warfare e Call of Duty: Black Ops Cold War. O principal objetivo do Champion Hill é, quer você jogue Solos (1v1), Duos (2v2) ou Trios (3v3), sobreviver o tempo que for necessário para ser o último homem em uma luta mortal baseada em esquadrão , round robin torneio onde os jogadores combinam estratégia e tática em um jogo de tiro rápido e próximo. Todos os oito esquadrões compartilham um conjunto de 12 vidas (ou 18 em Trios) entre companheiros de esquadrão um por um, enquanto lutam simultaneamente entre si em 4 mapas projetados especificamente para este modo de jogo. Assim que as vidas forem gastas, o jogo termina e o último time com vidas restantes vence o torneio. Embora cada jogador comece com a mesma carga e equipamento, as rodadas de compra “tornam a preparação de combate mais emocionante”, pois durante essas rodadas, a fim de acomodar diferentes estilos de jogo, os jogadores podem comprar armas mais eficazes, letais, equipamentos táticos e também vantagens com os disponíveis moeda do jogo adquirida durante as partidas.

Pela primeira vez na franquia Call of Duty, o recurso “Combat Pacing” é introduzido na combinação multijogador do Vanguard, o que permite ao jogador ter mais controle sobre a intensidade e densidade dos principais modos de jogo multijogador. Os jogadores podem escolher entre três filtros de ritmo predefinidos (Tactical, Assault e Blitz), favorecendo diferentes estilos de jogo para personalizar a experiência de jogo multiplayer. Essas preferências também podem ser combinadas selecionando a opção de ritmo “Todos” no menu Quick Play. O ritmo “tático” oferece um clássico Call of Duty experiência com o tempo de combate tradicional em um lobby 6v6. O ritmo de “assalto”, por outro lado, aumenta o lobby para 10v10 ou 12v12 com um combate equilibrado e mais cheio de ação em todos os mapas. Por último, o ritmo “Blitz” oferece à contagem de jogadores 24v24, lobbies de alta ação com experiência de combate semelhante, como o modo Ground War do Modern Warfare. Todas as variações de ritmo de combate podem ser jogadas em cada um dos mapas multijogador do Vanguard.

Além do sistema Gunsmith retornar em uma forma mais avançada, o multiplayer Vanguard também possui um chamado “sistema Calibre” que traz elementos imersivos de ambiente destrutível e reativo para seus mapas. No entanto, a recém-introduzida mecânica de jogo de fogo cego, que permite ao jogador atirar nas esquinas às cegas, também pode ser usada no modo multijogador. Vanguard é também o primeiro título de Call of Duty a apresentar Ricochet Anti-Cheat, um sistema proprietário anti-cheat que usa uma combinação de proteção do lado do servidor e um driver no nível do kernel. Assim como na Guerra Fria, o Vanguard se integrará ao Call of Duty: Warzone, permitindo aos jogadores progredir e usar armas, operadores e outros itens de cosméticos em ambos os títulos, além dos itens da Guerra Moderna e da Guerra Fria existentes em Warzone. Como as principais parcelas anteriores da franquia Call of Duty desde 2019, o multijogador Vanguard também é totalmente compatível com plataforma cruzada com suporte para jogos de geração cruzada em consoles de videogame doméstico de oitava e nona geração.

Zombies 

O modo Zombies cooperativo retorna no Vanguard, desenvolvido pela Treyarch em colaboração com a Sledgehammer Games. O modo é considerado uma expansão da história de Dark Aether e atua como um prólogo da história de Black Ops Cold War. No lançamento, o jogo apresenta um novo modo de jogo intitulado “Der Anfang”, que combina aspectos da jogabilidade de sobrevivência baseada em rodadas com a jogabilidade baseada em objetivos de Outbreak e Onslaught, ambos novos modos de jogo introduzidos na Guerra Fria. Elementos de jogabilidade do retorno da Guerra Fria em Vanguard, como Essence e Salvage como moedas e atualizações de campo com Dark Aether, além de itens clássicos de jogabilidade de Zumbis, como regalias e a máquina Pack-a-Punch. Um novo recurso de jogabilidade, o Altar of Covenants, concede aos jogadores buffs aleatórios em cada partida, permitindo uma variedade de builds de combate. As atualizações pós-lançamento para Zumbis devem apresentar objetivos adicionais para Der Anfang, bem como uma missão principal para a progressão da história, bem como novos Covenants e atualizações de campo.

Sempre se mantenha atualizado com o meta atual

A meta nos jogos Call of Duty modernos se move muito rapidamente. Se você não estiver prestando atenção, pode acabar trazendo armas nerfadas para o campo de batalha. Também é possível criar um loadout que não seja o ideal, tornando difícil para você acompanhar o resto dos jogadores em seu lobby. É altamente recomendável verificar nossos guias de carregamento para as armas Vanguard populares – nossos guias são atualizados regularmente para ficar à frente das últimas alterações de equilíbrio.

Diminua a velocidade e concentre-se no minimapa

Isso pode soar como uma dica óbvia, mas há muitos jogadores que correm para o combate sem pensar nas consequências. Depois de atingir os principais pontos de estrangulamento no mapa, é um bom momento para começar a jogar taticamente. Minimize o número de locais de onde os inimigos podem atirar, considerando cuidadosamente onde você se protegerá. Na maioria das vezes, se você se proteger em uma área particularmente boa, poderá abater os inimigos quando eles passarem por você.

Você deve sempre planejar sua rota de ataque estudando primeiro o minimapa – dê uma olhada onde sua equipe está antes de entrar na batalha. O potencial de ganhar mais mortes ao se aventurar por conta própria é muito maior do que ficar com sua equipe, mas também é sua chance de ser morto.

A menos que o inimigo esteja usando regalias específicas do Call of Duty Vanguard, a morte do seu companheiro de equipe é marcada na tela com uma caveira branca. Saber exatamente onde seu esquadrão morreu torna mais fácil rastrear para onde o inimigo provavelmente irá. Use essas informações a seu favor, mirando na direção da área de perigo, também conhecida como pré-mira.

Estude cada mapa

Suas primeiras batalhas nos novos mapas multijogador vão ser agitadas, mas com o tempo você deve começar a ver um padrão emergir. Preste muita atenção às áreas onde a maior parte da ação ocorre. Cada mapa tem certas pistas e portas pelas quais os jogadores devem passar – uma vez que você tenha estabelecido onde essas áreas estão, é aqui que a pré-mira pode realmente ser útil. Demora um pouco para aprender a localização de cada uma dessas áreas, mas essa informação pode ser vital, especialmente nos primeiros estágios da vida do jogo.

Construir loadouts diferentes

É importante vir preparado com vários carregamentos para se adequar a cada tipo de mapa. Existem muitos mapas pequenos que se inclinam para o combate corpo-a-corpo – tenha uma carga SMG pronta, pois esse tipo de arma prospera em espaços estreitos. Da mesma forma, se você estiver jogando em um grande mapa com muito espaço ao ar livre, você pode querer trazer um rifle de precisão para abater os inimigos à distância. Você pode se safar usando um rifle de assalto em todos os mapas, mas onde está a diversão nisso?

Utilize a nova mecânica do vanguard

Existem três novas mecânicas no Vanguard: fogo de supressão, tiro cego e montagem. O fogo de supressão, juntamente com os novos ambientes destrutíveis, permite que os jogadores diminuam drasticamente a velocidade dos inimigos, acertando-os com balas. Se você estiver usando um LMG, esta mecânica pode encorajá-lo a atirar continuamente contra um grupo de inimigos para prendê-los. Se qualquer um dos inimigos escapar e receber danos, seu movimento lento tornará mais fácil para seus companheiros de equipe marcar uma morte fácil.

Tiro cego e montagem andam de mãos dadas. Quando estiver perto de uma parede plana, você poderá disparar sua arma sem colocar seu corpo em perigo. Sua precisão não será grande, no entanto, na pior das hipóteses, você fornecerá fogo de supressão para sua equipe e, na melhor das hipóteses, acertará uma morte com sorte.

O sistema de montagem foi remodelado para que valha a pena desta vez. Isso também combina bem com nossa dica sobre diminuir a velocidade em combate – montar na cobertura aumenta sua precisão, mas também o torna um alvo fácil. Esta mecânica era difícil de usar nos jogos anteriores, pois os jogadores não podiam se mover livremente. No Vanguard, os jogadores podem metralhar enquanto estão montados, permitindo que você evite tiros e alinhe um tiro melhor.

Complete o objetivo

Outra dica que deveria ser de bom senso, mas surpreendentemente não é! Não importa Se você vai sair do seu caminho para escolher um modo de jogo diferente, como Kill Confirmed ou Domination, o mínimo que você pode fazer é ajudar sua equipe com o objetivo. Você ganha mais pontos de experiência ao vencer jogos, então tente coletar o maior número de etiquetas de identificação ou capturar todos os pontos.

Mude seu FOV imediatamente

Se você já passou algum tempo em um jogo de tiro em primeira pessoa competitivo , você sabe o quão importante o campo de visão (FOV) realmente é. Porque quanto mais do mapa você pode ver, melhor chance você tem de localizar aquele jogador que continua flanqueando ou atirando em você. É muito fácil de mudar e fará uma grande diferença no modo multijogador. Abra o menu de configurações, clique na guia Gráficos, role para baixo até a seção Jogabilidade e ajuste o controle deslizante FOV para a configuração desejada. Esse recurso há muito esperado será uma virada de jogo para os jogadores de console.

Cada benefício / anexo / munição tem seu contador

Embora a meta do Vanguard esteja em seu estado mais recente no lançamento, os desenvolvedores por trás do jogo ainda tiveram tempo para criar um equilíbrio, então nenhuma combinação de vantagens ou acessórios no Gunsmith o tornam muito OP. Sugerimos executar o Radar perk durante as primeiras horas, pois isso revelará o tiroteio de qualquer um na equipe adversária – mesmo se eles estiverem usando supressores. Não há Dead Silence também, então você deve ter uma melhor chance de sobrevivência no início. Curiosamente, há também um contador para esse contador – utilizando munição subsônica

Utilize o retorno de ambientes destrutíveis

Embora a Vanguard não vá tão longe quanto Battlefield 2042 em termos de destruição, a desenvolvedora Sledgehammer Games fatorou ambientes destrutíveis em cada um de seus mapas multijogador. Nem todas as paredes ou pisos podem ser destruídos, mas aqueles que podem fornecer novas maneiras de flanquear outros jogadores, ou fornecer um meio de fuga caso você esteja sob fogo intenso. Os jogadores do Rainbow Six Siege encontrarão muito potencial aqui quando se trata de opções táticas. Também é incrível estourar uma parede como um Vinnie Jones zangado.

Seja tático com supressão e fogo cego

Os jogadores do campo de batalha sabem a importância da supressão, mas é um conceito relativamente novo em CoD. Vanguard é a primeira entrada a incluir a supressão como uma mecânica ativa no jogo momento a momento. Funciona assim: jogadores sob fogo pesado terão sua velocidade de movimento visivelmente reduzida e FOV severamente afetado. Como tudo no Vanguard, a supressão se encaixa no meta com seus próprios contadores. O uso de blindfire (onde você pode atirar em torno da cobertura sem a necessidade de espiar, interrompendo o fogo supressor pesado) é muito útil, assim como vantagens como Low Profile.

Use Combat Pacing para filtrar combinações com sua velocidade de jogo preferida

Combat Pacing é uma nova adição à fórmula CoD. É um filtro que divide as partidas em três tipos – Tático, Padrão e Blitz – com cada um definido por sua velocidade de jogo. O tático oferece um jogo mais lento e medido com um TTK (tempo para matar) mais alto, semelhante ao clássico Battle Royales; Padrão é a sua tarifa CoD clássica e imediatamente familiar; Blitz tem tudo a ver com ação rápida que se concentra em mapas maiores e contagens de jogadores mais altas. Encontre o ritmo que funciona para você!

Atenha-se ao ritmo de combate Blitz

Você sabe como em todos os Call of Duty anteriores, a melhor maneira de aumentar o nível de armas ou completar desafios é jogar partidas caóticas de Shipment / Nuketown 24 horas por dia, 7 dias por semana? É basicamente assim que a configuração do ritmo de combate do Blitz é o tempo todo. Ao filtrar sua Partida rápida apenas para “Blitz”, você está maximizando a contagem de jogadores de cada modo de jogo selecionado (geralmente 12v12).

Em mapas menores, como o remasterizado de World at War do Dome, isso significa que há praticamente zero tempo de inatividade entre os tiroteios. Pode ser um pouco frustrante ser alvo de tiros constantes (neste momento, as mortes por spawn são frequentes), mas a ação constante é a maneira mais rápida de moer XP com arma ou completar desafios específicos. E se você quiser aumentar para 11, o Free-for-All é provavelmente sua melhor aposta.

Desbloqueie XP em dobro no passe de batalha

No lançamento, Call of Duty: Vanguard está executando uma passagem de batalha de “pré-temporada” na corrida para sua primeira temporada adequada de conteúdo no início de dezembro. A maioria dos desbloqueios no passe de batalha são exclusivos da Zona de Guerra e da Guerra Fria, mas existem vários níveis gratuitos ao longo do caminho que desbloqueiam pequenos bônus no Vanguard (mesmo se você não comprar o passe premium). Alguns deles são tokens Double XP:

  • Token de XP duplo de 1 hora (Nível 1)
  • Token Double XP de 30 minutos (Nível 11)
  • Token XP de operador duplo de 1 hora (Nível 21)
  • Token de XP duplo de 1 hora (Nível 39)
  • Token Double XP de 30 minutos (Nível 48)
  • Token Double XP de 45 minutos (Tier 94)

Novamente, você não precisa comprar acesso premium de batalha ($ 9,99) para obter esses tokens, mas será mais rápido se você comprar. Você também pode jogar Warzone ou Cold War para trabalhar nessas camadas, se preferir. 

Use a arma favorita do seu operador

No Vanguard, os operadores são mais do que apenas skins. Além de ter seus próprios desafios, cada personagem também tem uma “arma favorita” que eles ganham um bônus por usar.

Por exemplo, se você jogar Solange e usar o rifle de assalto NZ-41, ganhará XP de arma bônus para cada morte que obtiver. Um bônus grátis apenas por escolher a pele certa – nada mal. Como existem apenas 12 operadores até agora, nem toda arma é a favorita de alguém. Os 12 atuais favorecem os rifles de assalto, SMGs e LMGs, com apenas um rifle de precisão, rifle de atirador e aficionado por espingarda entre seus favoritos. Os futuros operadores presumivelmente também terão favoritos, então essas outras armas terão seu dia.

Desbloqueie os operadores

Ao contrário da Guerra Fria e da Guerra Moderna, o Vanguard não desbloqueia nenhum operador automaticamente quando você pula direto para o modo multijogador. Os operadores devem ser desbloqueados por meio de marcos específicos.

Eu destravei minha primeira operadora, Solange, por acidente depois de conseguir várias mortes múltiplas em minhas primeiras lutas. Depois de ter um operador, você pode começar a trabalhar para enfrentar os desafios de operador. Eles valem muito do operador XP (cerca de 1.500 cada, pelo que posso dizer) e não são muito difíceis. Minhas duas primeiras como Solange são simplesmente marcar 100 mortes e vencer 5 partidas jogando como ela. Fácil, fácil, se você tiver tempo.

Desbloquear operadores é meio chato, pois não vai te dar XP na conta, mas vale a pena pelos desafios que eles desbloqueiam, as skins legais ganhas por operadores de classificação e mais um recurso importante novo no Vanguard: armas favoritas.

Referências:

Tech Radar, PC GamesN, PC Gamer, Wikipedia.

Riders Republic ganha trailer de lançamento

Riders Republic, novo jogo de esportes da Ubisoft recebeu na última segunda-feira (18), um trailer lançamento. O trailer mistura atores reais com efeitos digitais, com direito até a um pequeno trecho em tradicional animação 2D. Confira:

📹 Trailer de ação ao vivo | Divulgação


“Entre no enorme cenário multiplayer de Riders Republic™! Pegue sua bicicleta, esquis, prancha de snowboard ou traje planador e explore um paraíso dos esportes de mundo aberto onde você cria ou ignora as regras.”

Sobre

Riders Republic

📷 Riders Republic ganha trailer de lançamento | Divulgação

Riders Republic foi publicado pela Ubisoft e desenvolvido pela Ubisoft Annecy, a mesma que lançou Steep, o também game de esportes. A empresa descreveu o game como um ” jogo de esportes multiplayer massivo “, já que mais de 50 jogadores podem competir entre si em corridas. O título foi anunciado em setembro de 2020 durante o evento digital Ubisoft Forward. Seu lançamento estava programado para acontecer em 25 de fevereiro de 2021, porém, foi adiado não só uma como duas vezes. Em Riders Republic o jogador poderá participar de diversos tipos de competições, nas mais variadas modalidades de esportes radicais, tanto no ar, na terra como na neve. Apesar da semelhança, Riders Republic parece ter uma proposta bem mais arcade com relação ao Steep.

Gameplay

Riders Republic

📷 Riders Republic ganha trailer de lançamento | Divulgação

O jogo se passa em um mundo aberto que mescla sete parques nacionais americanos distintos, incluindo Bryce Canyon, Yosemite Valley, Sequoia Park, Zion, Canyonlands, Mammoth Mountain e Grand Teton, em um único mapa. Ele também possui um centro social no qual os jogadores podem se encontrar e interagir uns com os outros. Riders Republic apresenta um modo de carreira, no qual os jogadores se envolvem em 6 atividades diferentes (Bike Freestyle, Bike Racing, Ski Freestyle, Ski Racing, Wingsuit, Rocket Wingsuit). Cada um deles tem seu próprio caminho de progressão. Aos poucos, os jogadores podem ser convidados para participar de competições como de montanha de UCI Copa do Mundo de Bicicleta, Red Bull Rampage e os X Games. O objetivo final é participar do “Riders Ridge Invitational”, “uma competição multiesportiva nunca vista antes, apresentando todos os esportes em um único evento”. Nesse caso, os jogadores podem alternar entre as atividades esportivas à vontade. Conforme os jogadores progridem no modo carreira, eles destravam novas engrenagens, roupas e itens cosméticos.

Multiplayer

Riders Republic

📷 Riders Republic ganha trailer de lançamento | Divulgação

O jogo possui os seguintes modos multiplayer:

  • Mass Races – corridas épicas e multiesportivas. Essas corridas aparecem aleatoriamente no mapa, os jogadores precisam observar seus pontos cegos e usar suas habilidade para chegar a linha de chegada.
  • Tricks Battle – jogadores se enfrentam em confrontos 6v6 e precisam acertar o máximo de manobras nos vários módulos para ganhar pontos. A equipe com a maior pontuação vence.
  • Free-for-All – Desafios contra novos oponentes em sessões de 12 jogadores e uma lista de eventos e modalidades emocionantes.
  • Versus Mode: Partidas entre até cinco amigos para ver quem é o melhor e para desbloquear eventos.

Período de testes

Riders Republic ganha trailer de lançamento

📷 Riders Republic ganha trailer de lançamento | Divulgação

Riders Republic terá uma semana de testes gratuitos para os jogadores, entre os dias 21 e 27 de outubro. Cada usuário poderá aproveitar até quatro horas de jogatina do game. Além disso, a Ubisoft confirmou que o progresso obitido será levado para o jogo completo. Durante este período de testes a desenvolvedora irá limitar o número de jogadores nas corridas multiplayer do modo Mass Races jogo.

Riders Republic chega no dia 28 de outubro ao PC, PS4 e PS5 e Xbox One e Xbox Series.

O que você espera do jogo? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Riders Republic, Voxel, Game ON, Wikipedia, Terra.

Spellforce III Reforced chega aos consoles em dezembro

Após conquistar diversos fãs no PC, Spellforce III chegará ao PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series no dia 07 de dezembro, com o nome de Spellforce III Reforced. Essa será uma versão revisada e melhorada do game. Confira o trailer:

📹 Trailer de anúncio | Divulgação

Vale mencionar que, os jogadores de PC não serão deixados de lado, a nova versão do game também estará disponível na plataforma com update gratuito.

História

Spellforce III Reforced chega aos consoles em dezembro

📷 Spellforce III Reforced chega aos consoles em dezembro | Divulgação

“É o ano de 518. A rebelião dos magos renegados, conhecida como Guerra dos Magos, foi esmagada pela Coroa. No entanto, foi uma vitória de Pirro: regiões inteiras caíram na anarquia, refugiados vagam pelas terras em busca de abrigo e uma praga misteriosa e mortal chamada “Queimadura de Sangue” surgiu e está se espalhando rapidamente. Em tempos como estes, as pessoas se apegam a qualquer sinal de esperança que possam encontrar. A Pureza da Luz, liderada por um homem carismático chamado Rondar Lacaine, afirma que os magos são a fonte de todos os infortúnios – e que apenas a segunda vinda de Aonir, o pai de todos os deuses, retornará Eo ao seu esplendor anterior.”

Sobre o jogo

Spellforce III

📷 Spellforce III Reforced chega aos consoles em dezembro | Divulgação

SpellForce III Reforced possui um diferencial que é seu estilo hibrido, que mistura RPG com elementos de estratégia em tempo real. O game foi projetado para oferecer uma experiência de console fascinante para fãs e novatos. O título foi desenvolvido pela Grimlore Games e publicado pela THQ Nordic, sendo lançado originalmente em 2017. No game você assume o comando de um exército e terá que escolher as melhores táticas e formas de administra-los. Além disso, poderá reunir companheiros, resolver missões e subir de nível. Há um multiplayer com vários modos – jogue contra outros jogadores nos modos JxJ e Dominação ou jogue de forma cooperativa, todos na mesma facção, ou no modo clássico, em que todo mundo joga em uma facção.

Gameplay

Spellforce III

📷 Spellforce III Reforced | Divulgação

Em Spellforce III Reforced, o jogador cria seu próprio herói, escolhendo entre árvores de habilidades distintas. Dessa forma, você deve comandar seu exército e lutar nas muitas batalhas épicas do jogo. No jogo você deve escolher entre três facções; elfos, orcs e humanos. Explore Eo, um mundo totalmente realizado e cheio de personagens interessantes. A forma de se conseguir a vitória no campo de batalha, é gerenciando suas habilidades e equipamento, faça tudo com sabedoria.

Expansões

Spellforce III

📷 Spellforce III Reforced | Divulgação

Os usuários do console também poderão comprar as expansões “Soul Harvest” e “Fallen God”, que já estão disponíveis para a versão para PC, no lançamento por $ 19,99 / € 19,99 cada. Ambas as expansões apresentam sua própria campanha para um jogador com mais de 30 horas de jogo, novas unidades e muito mais. Uma “Edição Completa” do jogo com ambas as expansões estará disponível por $ 59,99 / € 59,99.

Spellforce III

📷 Spellforce III Reforced | Divulgação

Infelizmente, a THQ Nordic não entrou em muitos detalhes sobre essa nova versão, então não sabemos muito o que esperar. Vamos ficar atentos para novas informações desse jogo incrível, que possui atualmente uma nota média de 73 em suas reviews do Metatric. A nova versão conseguirá manter o sucesso?

Deixe aí nos comentários o que você achou da novidade.

Referências:

Gematsu, PSX Brasil, Voxel.

Gundam Evolution: novo FPS será lançado em 2022

Na última quinta-feira (15), a Bandai NAMCO anunciou Gundam Evolution, um multiplayer FPS da popular franquia Mobile Suit Gundam. Confira o trailer:

📹 Teaser trailer | Divulgação

O game será gratuito e está programado para chegar em 2022. Por enquanto a única plataforma confirmada é PC.

Enredo

Gundam Evolution: novo FPS será lançado em 2022

📷 Gundam Evolution: novo FPS será lançado em 2022 | Divulgação

A história resumida do Gundam original apresenta um universo onde a Terra precisou criar colônias no espaço para suportar a superpopulação e a poluição do planeta. Com isso, uma nova era espacial foi iniciada com o título de UC 0001, até que chegou ao UC 0079. É nesse período que uma colônia independente da Terra, Zeon, declara guerra sob controle de uma família tirana. A batalha causou bilhões de mortes e um acordo de paz foi selado por pouco tempo. Quando um navio de guerra da Federação é perseguido pelas tropas de Zeon, um novo conflito se inicia, mas o jovem Amuro Ray encontra o Gundam RX-78-2, uma arma robótica construída pela Terra como resposta aos robôs inimigos. Ray lidera então o contra-ataque a Zeon reunindo civis e refugiados.

Sobre o jogo

Gundam

📷 Gundam Evolution: novo FPS será lançado em 2022 | Divulgação

O jogo faz parte da franquia Mobile Suit Gundam, que possui diversos jogos; Dynasty Warriors: Gundam de 2007 é um exemplo. Mobile Suit Gundam ou simplesmente Gundam, foi baseado na série animada de mesmo nome, produzida e animada pela Nippon Sunrise, criada e dirigida por Yoshiyuki Tomino. A primeira animação da franquia, conta com 43 episódio e foi ao ar na TV japonesa entre 1979 e 1980.

Jogabilidade

Gundam

📷 Gundam Evolution | Divulgação

Gundam Evolution coloca duas equipes de seis jogadores que se enfrentam em arenas onde lutam para capturar pontos usando habilidades especiais, podemos dizer que o jogo lembra muito Overwatch. O título terá três modos de jogo; Point Capture, em que as equipes lutam pelo controle dos pontos do mapa; Dominação, onde as equipes competem para capturar um dos três pontos disponíveis aleatoriamente; e Destruição, onde uma equipe é encarregada de destruir um objeto enquanto a outra tenta protegê-lo.

Mobile Suit

Gundam

📷 Gundam Evolution | Divulgação

O jogador controlará os mobile suit que aparecem na série de anime e experimentar batalhas de equipe velozes e envolventes. Os jogadores podem fazer uso completo de mobile suit com habilidades distintas e lutar enquanto trocam de aeronave de acordo com a situação da batalha. Possui operação intuitiva com seu próprio sistema de boost, permitindo que você jogue batalhas online 6v6 com múltiplas regras de batalha e mapas de batalha diferentes. Até o momento, 12 mobile suits já estão confirmados; Gundam, Zaku II, Sazabi, GM Sniper II, Dom Trooper, Guntank, Pale Rider, Gundam Barbatos, Methuss, Asshimar, Turn-A Gundam e GM.

Beta fechado

Gundam

📷 Gundam Evolution | Divulgação

Nos dias 8 e 9 de agosto, será realizado um beta fechado do jogo, apenas para o Japão. O site oficial já está aceitando as inscrições dos interessados. O período para se inscrever começou no dia 15 e vai até dia 02 de agosto, e somente 5 mil pessoas poderão se inscrever no beta.

Você é fã da série? Deixe aí nos comentários o que achou da novidade.

Referências:

Gundam Evolution, JBox, Polygon, GUNDAM.INFO, Voxel.

Dread Hunger ganha novo trailer

Na última quarta-feira (14), o jogo Dread Hunger lançou um novo trailer sobre a atualização The Great Hunt. Confira:

📹 Trailer da atualização The Great Hunt | Divulgação

A atualização traz um novo mapa, personagem com arco e flechas e um urso polar para o jogo.

“Estamos quase atravessando a passagem, a tempestade atinge nossos calcanhares e a tripulação sussurra de sangue e magia negra.”

DIÁRIO DO CAPITÃO, ABRIL DE 1847

Sobre

Dread Hunger ganha novo trailer

📷 Dread Hunger ganha novo trailer | Divulgação

Dread Hunger é um multiplayer de ação, aventura e sobrevivência desenvolvido pela Digital Confectioners. O título coloca os players no papel de membros de uma expedição marítima cujo objetivo é explorar as zonas árticas. Alguns dos players assumirão o papel de traidores, que deverão fazer o possível para sabotar a expedição. E tudo isso acontece enquanto os jogadores lutam pela sobrevivência em ambientes extremamente perigosos. Isto é, trata-se de uma experiência bastante imersiva.

Jogabilidade

Dread Hunger ganha novo trailer

📷 Dread Hunger ganha novo trailer | Divulgação

Na partida, oito jogadores decolam em uma exploração do Ártico do século 19. Contudo, 2 deles serão traidores, os chamados Thralls. O objetivo dos Thralls é terem certeza que todos morram no frio glacial. Já os exploradores tem que trabalhar como equipe, consertando sua embarcação e avançando no clima severo, antes de serem eliminados.

Os Thralls

1hit games

📷 Dread Hunger ganha novo trailer | Divulgação

Os traidores do grupo possuem diversos meios de sabotar a expedição. Eles podem envenenar alimentos, detonar explosivos no navio e até mesmo lançar rituais sombrios. Vale mencionar que eles não são os únicos que os exploradores precisam ter cuidados, também existem ameaças externas, como ursos, lobos e canibais.

Trabalho duro

1hit games

📷 Dread Hunger | Divulgação

Além de se preocupar com os traidores, os “mocinhos” terão que trabalhar duro, encher caldeira com carvão para mover o navio, se preocupar com alimentação e temperaturas para não morrer. O game incentiva bastante a exploração, oferecendo materiais para a montagem de armas e animais espalhados pelo mapa. No final do trajeto, o grupo precisa encontrar nitroglicerina para explodir uma geleira e escapar.

Acesso antecipado

1hit games

📷 Dread Hunger | Divulgação

Dread Hunger já está em acesso antecipado para PC na Steam desde abril, no valor de R$ 52,49. De acordo com a página do jogo na loja da Valve, o preço será alterado após o lançamento completo; os desenvolvedores informaram que ele sairá de Early Acess entre setembro e dezembro de 2021

Principais características

1hit games

📷 Dread Hunger | Divulgação

  • Sobreviva ao Ártico – Construa incêndios para se manter aquecido, afaste-se de lobos e outros predadores e procure comida para se manter vivo no brutal e implacável Ártico canadense.
  • Trair seus amigos – Alimente-os com comida contaminada, atraia animais para atacá-los, azará-los com magia do sangue ou, se tudo mais falhar … atire neles pelas costas
  • Você é o que você come – No Ártico, você terá que fazer algumas escolhas desagradáveis ​​para se manter alimentado. Corpo de açougueiro e usa as peças como armas – ou comida.
  • Comande um navio – Pilote um navio de guerra do século 19 ao redor (ou para dentro) de icebergs. Encontre carvão para a caldeira sempre faminta para manter o navio em movimento … ou explodi-lo
  • Admirável um – Plano Mundial Perigoso em torno de um ciclo diurno e noturno completo, lute com brancos inesperados e tente fugir de uma nevasca maciça que assoma sobre a expedição.

Você já jogou um pouquinho do jogo? Conte para nós o que achou.

Referências:

Dread Hunger, Polygon, Voxel, MMORPGBR.

Salt and Sacrifice recebe gameplay incrível

Salt and Sacrifice é o novo jogo da Ska Studios. O título foi anunciado durante a live de abertura do Summer Game Fest, pelo ex presidente e atual responsável por desenvolvedoras independentes da Sony, Shuhei Yoshida. Confira o trailer de anúncio:

📹 Trailer de anúncio | Divulgação

Salt and Sacrifice é a sequência de Salt and Sanctuary, de 2016. O game promete expandir as incríveis ideias do seu antecessor e garantir mais uma experiência digna de um verdadeiro “Dark Souls 2D”

Novo trailer

No último dia 21, o jogo recebeu um trailer de gameplay incrível com 10 minutos de duração. No vídeo, você vê o protagonista enfrentando e fugindo de vários monstros, incluindo chefões, enquanto caça recompensas pelo caminho. Veja:

📹 Trailer de gameplay | Divulgação

Com essa gameplay, é possível notar que o jogo parece estar mais fluído com relação ao primeiro título, contudo, manteve seu “ar de Dark Souls”. Além disso, o game recebeu um aprimoramento em sua jogatina coop e tem como promessa, garantir fortes emoções entre amigos.

Modo cooperativo

Salt and Sacrifice recebe gameplay incrível

📷 Salt and Sacrifice recebe gameplay incrível | Divulgação

Salt and Sacrifice pode ser jogado sozinho ou com amigos, o coop local e online permite que o jogador entre em facções como a Ordem Dawnlight e a Aliança Shroud. James Silva, o fundador do estúdio se mostrou muito animado com a funcionalidade, isso mostra o empenho da equipe em entregar a melhor experiência possível no modo multiplayer.

Sobre o título

Salt and Sacrifice 1Hit Games

📷 Salt and Sacrifice recebe gameplay incrível | Divulgação

“Salt and Sacrifice é a próxima continuação do jogo de plataformas de RPG de ação hardcore Salt and Sanctuary. Explore uma nova era e região, bem como uma nova função: um Inquisidor Marcado. Um Inquisidor Marcado é um criminoso condenado, mas poupou a mão da justiça em troca de uma vida inteira de serviço na guerra sem fim contra Magos: criaturas distorcidas e irredimíveis de malícia elementar”.

Sobre o primeiro título

Salt and Sanctuary

📷 Salt and Sanctuary | Divulgação

Salt and Sanctuary combina perfeitamente o combate 2D rápido, brutal e complexo com uma mecânica de RPG ricamente desenvolvida. Foi lançado em 15 de março de 2016, sendo fortemente inspirado na série Souls da desenvolvedora japonesa FromSoftware. O jogo teve uma recepção muito positiva dos críticos, que elogiaram seu estilo gráfico e jogabilidade.

Novidades em breve

Salt and Sacrifice 1Hit Games

📷 Salt and Sacrifice | Divulgação

Em uma postagem para o PlayStation.Blog, James Silva falou a jornada do primeiro para o segundo título, e por fim, prometeu ainda mais novidades sobre o game.

“Ainda temos um longo caminho a percorrer, mas este já foi um dos desenvolvimentos mais empolgantes em minha agora estranhamente longa carreira. Mal posso esperar para falar sobre os designs do Mago, as várias facções multijogador e o mundo de Salt e Sacrifice, mas por enquanto é simplesmente emocionante apresentar o jogo.”

James Silva

Salt and Sacrifice 1Hit Games

📷 Salt and Sacrifice | Divulgação

Salt and Sacrifice, que vem despertando a atenção de vários jogadores, será lançado no começo de 2022 para PS4, PS5 e PC. Nos resta aguardar.

Você está ansioso pelo jogo? Deixe aí nos comentários

Referências:

Ska Studios, PlaySation.Blog, Voxel, IGN Brasil, The Game Times.

Mario Party Superstars chega em 29 de outubro

Durante a Nintendo Direct na E3 2021, nesta terça-feira (15), a Nintendo revelou que a série Mario Party chega ao Switch, com lançamento marcado para 29 de outubro. A versão de Mario Party Superstars contará com dezenas de novos mini games.

O jogo traz cinco tabuleiros clássicos dos jogos para Nintendo 64 e 100 minigames que já apareceram nos 11 títulos anteriores da franquia. Além disso, o game terá modos multiplayer online. Diversos mapas icônicos foram apresentados durante o trailer revelação.

📷 Mario Party Superstars chega em 29 de outubro | Reprodução

Segundo o trailer, todos os modos de jogo de Mario Party Superstars contam com opções online para multiplayer. Além disso, os jogadores terão a opção de entrar em partidas com pessoas aleatórias ao redor do mundo em vez de jogar com robôs.

Ainda sem muitos detalhes revelados, Mario Party Superstars é um jogo completo — ou seja, não é um DLC para Super Mario Party, lançado em 2018 para o Nintendo Switch. Segundo a Nintendo, o título é uma “coleção estrelada” dos minijogos da série.

📷 Mario Party Superstars chega em 29 de outubro | Reprodução

Alguns dos tabuleiros da época do Nintendo 64 são Peach’s Birthday Cake, com temática de bolo de aniversário da princesa Peach, e Space Land, com visual de estação espacial. Cada tabuleiro terá eventos e minigames únicos para animar as festas.

Por falar nos minigames, a Nintendo exibiu jogos que envolvem pular plataformas, conectar blocos e até mudar as expressões faciais dos personagens para montar caretas. Todos as atividades suportam controles por botões, permitindo que usuários de Nintendo Switch Lite se divirtam também.

📷 Mario Party Superstars chega em 29 de outubro | Reprodução

Outros destaques da Nintendo Direct foram o trailer e data de Zelda: Breath of the Wild 2, anúncio de Metroid Dread, um novo WarioWare, Life is Strange para o console e Kazuya, de Tekken, em Super Smash Bros. Ultimate.

A apresentação da Nintendo fez parte da E3 2021. O evento deste ano ainda conta com conferências da Devolver Digital, Xbox + Bethesda, Square Enix, Ubisoft Forward e muito mais.

Mario Party Superstars chega ao Nintendo Switch em dia 29 outubro 2021. Na Nintendo eShop o jogo está custando R$ 299,99.

📷 Mario Party Superstars chega em 29 de outubro | Reprodução

Mario Party Superstars terá localização em português

A pré-venda de Mario Party Superstars está disponível a partir de hoje na página do jogo na Nintendo eShop do Switch. No Brasil, o game custa os tradicionais R$ 299. A boa notícia é que o título será localizado em português.

Na Nintendo Direct da E3 2021, a empresa ainda mostrou Metroid Dread, o novo game em 2D da série clássica para Nintendo Switch. O jogo sai em 8 de outubro deste ano. A desenvolvedora ainda disse que continua trabalhando em Metroid Prime 4.

📹 Mario Party Superstars – Trailer de anúncio | Nintendo

Referências:

Meu Gamer, Terra, TecnoBlog, IGN.

Battlefield 2042 é finalmente revelado

O que era somente rumores, se tornou oficial. Na manhã de hoje, a EA Games revelou seu novo título, Battlefield 2042, novo jogo da franquia Battlefield. Confira o trailer explosivo:

📹 Trailer de revelação | Divulgação

O anúncio foi feito durante uma transmissão ao vivo. Além disso, foi revelado diversos detalhes do modo multiplayer e novidades em geral sobre o game.

História

Battlefield 2042 é finalmente revelado

📷 Battlefield 2042 é finalmente revelado | Divulgação

Como o próprio nome já sugere, Battlefield 2042 se passa no futuro. O novo game retrata uma nova guerra mundial, sendo Rússia e EUA como centro do conflito, que foi originado pela disputa de recursos naturais. O mundo está um caos, onde a humanidade enfrenta sua maior crise de todos os tempos. Além disso, diversos países e economias entraram em colapso devido à falta de recursos, e pelo descaso com as questões ambientais, acontecem diversos desastres naturais.

Descrição do game

BF 2042 1Hit Games

📷 Battlefield 2042 é finalmente revelado | Divulgação

“Em Battlefield 2042, o mundo está à beira de um colapso. A escassez de alimentos, energia e água faliu dezenas de nações e criou a maior crise de refugiados da história. Entre esses Apátridas, estão familiares, fazendeiros, engenheiros e até soldados. Em meio à crise, os Estados Unidos e a Rússia deixam o mundo em guerra total. Especialistas Apátridas se juntam aos dois lados, não lutando por uma bandeira, mas pelo futuro dos Apátridas nesse novo mundo.”

Modos de jogo

BF 2042 1Hit Games

📷 Battlefield 2042 | Divulgação

Na transmissão, foi divulgado que BF 2042 terá 3 modos de jogo, são eles:

  • All-Out Warfare – o modo clássico da franquia. Os jogadores se enfrentam em duas equipes e lutam por pontos de controle dentro do mapa.
  • Hazard Zone – esse modo será focado em squads, porém, não será um Battle Royale.

O terceiro modo ainda é uma surpresa. Está apenas descrito como “Uma nova forma de jogar Battlefield.”Detalhes sobre esse modo de jogo, serão mostrados na EA Play Live no dia 22 de julho.

Mapas

BF 2042 1Hit Games

📷 Battlefield 2042 | Divulgação

A princípio, Battlefield 2042 contará com sete mapas em diversos lugares do mundo, como Coréia do Sul, Singapura, Guiana Francesa, Índia, Egito, Catar e Antártica. Além disso, a empresa disse que esses serão os maiores mapas já criados com relação aos outros títulos da franquia. Além disso, cada campo de batalha tem diversas áreas de combate distintas em um único espaço de jogo, o que significa mais variedade e jogabilidade mais significativa com veículos.

Não terá modo campanha

Além dos diversos detalhes que a empresa revelou, um deles foi que o BF 2042 não terá o modo campanha, ou seja, o jogo não poderá ser jogado no tradicional modo single player offline, somente de maneira online multiplayer. Apesar disso, o modo multiplayer vem com novidade; no PC e consoles da nova geração as batalhas poderão ter até 128 jogadores, Já no PS4 e One, o número de participantes é o mesmo anterior, 64 pessoas.

BF 2042 1Hit Games

📷 Battlefield 2042 | Divulgação

Battlefield 2042 está previsto para chegar no dia 22 de outubro, mas quem adquirir as versões Gold e Ultimate terá 7 dias de acesso antecipado ao jogo, com início no dia 15. BF será lançado para PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series.

Gostou da novidade? Deixe aí nos comentários o que você espera do jogo.

Referências:

Battlefield 2042, IGN Brasil, Voxel, TechTudo, The Enemy.

Overwatch 2: as principais novidades

Overwatch 2 vem de tempos em tempos nos presenteando com diversas novidades. A última delas, é que o game terá um mapa do Rio de Janeiro chamado Rio. A notícia foi divulgada pelo perfil oficial do jogo no twitter, confira:

O mapa terá diversas características da cidade, incluindo locais como o Bar do Peixuca, Spermercado verde e o Clube Sinestesia. Além disso, podemos esperar praias, quiosques e a famosa calçada.

Bate-papo

Overwatch 2: as principais novidades

📷 Overwatch 2: as principais novidades | Divulgação

Em uma conversa com o IGN Brasil durante a Blizzcon 2019, Thiago Klafke, brasileiro e artista sênior de Overwatch, disse:

“Quando eu soube que poderia trabalhar nesse mapa, o primeiro pensamento que veio é que eu sempre quis fazer uma versão do Brasil que fosse bonita e positiva, algo que possa mostrar as belezas do país ou que possa mostrar o que podemos ser um dia. Muito desse mapa foi buscar o que torna o Rio de Janeiro tão único e colocar a nossa interpretação nisso”,

PvP

overwatch2 1Hit Games

📷 Overwatch 2: as principais novidades | Divulgação

Uma das novidades divulgadas no último dia 20, foi que o PvP (Player vs Player) será composto por duas equipes com cinco jogadores, não seis como é no Overwatch, e terá um enorme impacto na forma como o FPS é jogado atualmente. O diretor Aaron Keller, disse que o objetivo dessa mudança é simplificar o jogo para que os jogadores possam entender melhor o que acontece, diminuindo a quantidade de informações na tela, e também aumentar o impacto individual nas partidas.

Gameplay

No dia 20, como já era esperado, o jogo ganhou um vídeo de gameplay, e foi justamente nesse vídeo que a empresa divulgou as principais mudanças, confira:

📹 Vídeo de jogabilidade | Divulgação

Principais mudanças

overwatch2 1Hit Games

📷 Overwatch 2 | Divulgação

  • mapas antigos adaptados para apenas um tanque na equipe
  • mapas terão objetos onde os jogadores poderão se proteger
  • personagens de danos irão se mover um pouco mais rápido que os outros
  • personagens de suporte irão regenerar a vida automaticamente quando não estiverem em combate
  • os tanques terão dano recebido reduzido

Anúncio

Overwatch 2 foi revelado na Blizzcon 2019. O game promete que as missões cooperativas terão um grande fator replay, e jogadores poderão evoluir seus heróis por meio de árvores de habilidades. De acordo com o diretor do jogo, Jeff Kaplan, o primeiro Overwatch e Overwatch 2 terão um multiplayer compartilhado, com direito a heróis e mapas inéditos, e todos os itens adquiridos no game original poderão ser transferidos para a sequência.

overwatch2 1Hit Games

📷 Overwatch 2 | Divulgação

Overwatch 2 promete uma grande evolução em relação ao primeiro game, tanto em termos visuais quanto em jogabilidade. O título ainda não tem uma data de lançamento

Temos o primeiro Overwatch em nosso acervo, Ele está repleto de detalhes e tudo o que você precisa saber sobre o jogo. Confira clicando aqui.

O que você espera do Overwatch 2? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Overwatch 2, Voxel, The Enemy, IGN Brasil, TechTudo, TudoCelular.

Halo: The Master Chief Collection

Halo: The Master Chief Collection é uma compilação de jogos eletrônicos de tiro em primeira pessoa da série Halo, originalmente lançada em novembro de 2014 para o Xbox One e, posteriormente, no Windows entre 2019 e 2020. Uma versão aprimorada foi lançada para o Xbox Series X|S em novembro de 2020. A coleção foi desenvolvida pela 343 Industries em parceria com outros estúdios e foi publicada pela Xbox Game Studios. A coleção consiste em Halo: Combat Evolved Anniversary, Halo 2: Anniversary, Halo 3, Halo 3: ODST, Halo: Reach e Halo 4, que foram originalmente lançados em plataformas Xbox anteriores.

Cada jogo da Master Chief Collection recebeu uma atualização gráfica, com o Halo 2 recebendo uma reformulação completa em alta definição de seu áudio e cutscenes que são exclusivas da coleção. O jogo inclui acesso à série em live-action Halo: Nightfall, bem como ao beta multijogador de Halo 5: Guardians, disponível por tempo limitado. O modo multijogador da coleção apresenta todos os mapas lançados originalmente com cada jogo, incluindo seis mapas de Halo 2 refeitos do zero.

Os críticos geralmente elogiaram The Master Chief Collection por seus visuais e áudio atualizados, bem como por sua quantidade de conteúdo, mas criticaram seus aspectos de multijogador devido a um número significativo de bugs e a experiências ruins de matchmaking. Muitos desses problemas técnicos foram corrigidos posteriormente em patches pós-lançamento.

Jogabilidade

The Master Chief Collection consistia originalmente de Halo: Combat Evolved Anniversary, a edição de aniversário de Halo 2, Halo 3 e Halo 4, completa com seu catálogo completo de extras, incluindo todos os mapas multijogador e modos de jogo. Não houve mudanças na história ou na jogabilidade dos lançamentos originais. Os jogos são de tiro em primeira pessoa com um combate veicular que ocorre na perspectiva de terceira pessoa. Todos os quatro modos de campanha podem ser jogados sozinhos ou cooperativamente via tela dividida ou Xbox Live. Cada campanha tem quatro níveis de dificuldade e acesso a modificadores de jogabilidade conhecidos como “Crânios”.

Como em Combat Evolved Anniversary, os jogadores de Halo 2 podem trocar entre os gráficos originais e os atualizados rapidamente. Adições ao modo campanha de Halo 2 incluem ‘Terminais’ e novas cutscenes de prólogo e epílogo para vincular a série à estreia de Halo 5. Como apenas seis dos mapas multijogador do jogo foram remasterizados, existem dois modos multijogador de Halo 2. O modo multijogador de aniversário de Halo 2 usa os seis mapas remasterizados, enquanto o modo multijogador padrão de Halo 2 inclui todos os mapas lançados do jogo original com uma atualização gráfica completa, mas sem remasterização. O multijogador da coleção inclui listas de missões, listas de curadoria de níveis selecionados ao longo da série.

O menu Extras inclui acesso à série de vídeos em live-action Halo: Nightfall e ao beta multijogador de Halo 5: Guardians, até ele ser removido antes do lançamento do jogo. A compilação apresenta novas conquistas e todos os modos de dificuldade e reprodução são desbloqueados desde o início. O jogo foi lançado com um total de 4.000 Gamerscore distribuídos em 400 Conquistas – a maior quantidade de Gamerscore atribuída a um jogo desde sua introdução – com outros 500 Gamerscore, distribuídos em 50 Conquistas, sendo lançados em uma atualização de dia um. Com o lançamento de Spartan Ops, alguns meses depois, foram lançadas mais 50 conquistas, no valor de 500 Gamerscore. Em maio de 2015, outras 100 Conquistas, no valor de 1.000 Gamerscore, foram lançadas ao lado de Halo 3: ODST.

O modo multijogador de cada jogo difere um do outro

Cada jogo multijogador difere muito de título para título. Halo: The Master Chief Collection não apresenta um multiplayer gigante que usa todos os jogos para ser criado e cada jogo nem sempre possui recursos que os outros possuem. Por exemplo, o Halo não possui todos os mapas multijogador que o Halo 2 possui.

É importante que os jogadores observem isso porque, embora seja divertido ter vários jogos Halo em uma coleção, também é importante entender que eles não contêm os mesmos recursos em certas áreas. Portanto, os jogadores precisarão aprender as diferenças entre o modo multijogador de cada jogo para saber no que estão se metendo.

Compreendendo as listas de reprodução multijogador

Para ajudar a diferenciar os componentes multijogador dos diferentes jogos, Halo: The Master Chief Collection tem listas de reprodução multijogador. Esse recurso tem listas diferentes que variam em termos de quais jogos são específicos e / ou certos modos de jogo.

Por exemplo, a lista “Team Halo 2: Anniversary ” apresenta uma mistura de modos de jogo e mapas específicos para Halo 2: Anniversary. Outras listas de reprodução funcionam de forma semelhante, mas existem listas de reprodução em vários jogos, como “Team Slayer”, que apresenta o modo Team Slayer em Halo: Combat Evolved até Halo 3. As listas de reprodução multijogador da coleção ajudam os jogadores a diferenciar entre os vários títulos de Halo: The Master Chief Collection.

Diferentes armas entre os jogos

Cada jogo da coleção possui várias armas que podem ser utilizadas no modo multijogador. Certas armas são exclusivas do jogo em que estão, portanto não aparecerão nos outros títulos. É essencial que os jogadores examinem os diferentes jogos e vejam quais são as melhores armas para usar no modo multijogador.

Por exemplo, cada jogo tem sua própria versão de uma pistola que é específica para aquele título. Os jogadores precisarão examinar os diferentes jogos para ver seu inventário de armas para ajudar a ter uma ideia melhor de qual é a melhor arma para utilizar em seus respectivos jogos.

Como as armaduras funcionam nos diferentes jogos

Cada jogo na coleção de antologia tem vários graus de como os jogadores podem personalizar sua armadura e / ou suas habilidades. Isso pode ajudar muito no multiplayer, mas quanto às armas, é importante entender como funciona a customização em cada entrada.

Halo: Reach, uma adição recente ao Halo: The Master Chief Collection, possui um sistema de personalização de combinação e combinação para armaduras. Os outros títulos não terão esse nível de personalização, como Halo 3 e Halo 4, pois eles têm apenas predefinições de armadura e não combinam e combinam. A mecânica da armadura funciona de maneira diferente nos jogos, então os jogadores devem ser cautelosos com isso.

Diferentes modos

Enquanto alguns aspectos do multijogador diferem de jogo para jogo, algo que permanece praticamente o mesmo são os diferentes modos multijogador. Todos os jogos têm modos de jogo multijogador semelhantes, embora tenham certos modos exclusivos de jogos específicos.

Team Slayer é um modo de jogo que pode ser jogado na maioria dos jogos da coleção de antologias. Spartan Ops, no entanto, é exclusivo para Halo 4, uma vez que estreou com esse título de jogo. Halo: The Master Chief Collection oferece modos multijogador que permanecem os mesmos, mas também podem variar entre os diferentes títulos.

Mire para a cabeça

Os headhunters precisam jogar esta coleção. Acertar um tiro na cabeça em comparação com um tiro no corpo é uma diferença de dia e noite. A quantidade de dano infligido por um tiro na cabeça o torna um alvo que vale a pena. Quer você esteja usando uma arma de curto alcance como o SMG ou um rifle de médio ou longo alcance, os tiros na cabeça causam significativamente mais danos. Se o alvo não estiver blindado, um tiro na cabeça resulta em uma morte instantânea. Tiros na cabeça são difíceis por causa do tamanho do alvo, mas os jogadores profissionais fazem com que pareça fácil.

Conheça o layout do mapa

Em Halo: The Master Chief Collection, os jogadores podem alternar entre as gerações de Halo sem aviso prévio. Em um segundo você estará jogando Halo 4 ‘s Exile, e no próximo, você retornará ao Blood Gulch para uma partida icônica.

O tema comum em todos os mapas do Halo é que você precisa conhecê-los por dentro e por fora. Explorando no modo Forge ou estudando os movimentos táticos dos jogadores de primeira linha, você pode subir na classificação do Halo para se tornar um jogador de classe mestre.

Jogue o objetivo

Jogar o objetivo é uma parte essencial de jogar Halo. Capture the Flag é um dos modos mais populares, mas muitos jogadores tendem a perder de vista o objetivo. Se você continuar jogando o objetivo, poderá vencer, subir de classificação e receber itens desbloqueáveis. Se você estiver jogando Slayer ou Team Slayer, modos de jogo em que a contagem de mortes é importante, observe sua proporção de mortes. Simplesmente conseguir uma abundância de mortes não ajudará se você morrer com frequência.

Ataques corpo a corpo causam danos consideráveis

Lembre-se de que os ataques corpo a corpo são uma poderosa mecânica de jogo que inflige danos massivos. Saiba quando usar ataques corpo a corpo e quando puxar o gatilho. Ataques corpo a corpo removem o escudo de um inimigo quando ele não tem um Overshield ou outras assistências. Um ataque corpo a corpo por trás normalmente é uma morte instantânea. Se a distância entre você e o inimigo for muito grande, evite ataques corpo a corpo que podem funcionar contra você.

Granadas de arremesso

Muitos estiveram lá onde não jogaram Halo por um tempo e as granadas parecem não grudar. Usar granadas requer prática considerável, especialmente se você quiser acertar um inimigo com uma granada de plasma. Em Halo: The Master Chief Collection, os jogadores usam granadas como Plasma Grenade, Frag Grenade e Pulse granade.

O raio de explosão das granadas foi polido e nerfado, tornando-as cada vez menos eficazes. Você recebe granadas quando desova na maioria das partidas, então por que não jogá-las? Saiba quando segurá-los e quando jogá-los.

Habilidades De Armadura

Os desenvolvedores de Halo: Reach foram os primeiros a introduzir vantagens chamadas habilidades de armadura na franquia. Habilidades de armadura adicionam uma nova camada de profundidade ao jogo de Halo: The Master Chief Collection. Agora que Halo: Reach faz parte da coleção Halo, Halo 4 e Halo 5: Guardians não são os únicos jogos com esse recurso. Quando as fichas estão baixas e você está ficando sem opções, as habilidades da armadura podem mudar a maré de uma partida.

Furtividade

Halo não é de forma alguma um jogo baseado em furtividade, mas contém elementos furtivos. Deixando de lado a mecânica furtiva mais aparente, a Camuflagem Ativa, é possível derrotar um inimigo furtivamente. A Energy Sword pode revelar sua localização nos jogos Halo anteriores, mas isso foi alterado desde então. Monitore seu radar e verifique se o ponto amarelo não está piscando. Permaneça escondido do radar agachando-se. Dependendo do tamanho do mapa, esta é uma estratégia altamente eficaz.

Veículos são armas poderosas

Conforme a série avança, estamos continuamente sendo apresentados a veículos revolucionários. Alguns exemplos de qualidade de construção incluem o Mantis, Wraith, Banshee e o agora pilotável Pelican. Assim como as armas de energia, os veículos Halo são de vital importância.

O Warthog é um veículo de ataque rápido fabricado pelas Forças Armadas do Comando Espacial das Nações Unidas. Existem variantes do Warthog, mas é inegável que o M12 Warthog é o mais onipresente. Lembre-se de que os veículos existem para mais do que transporte.

Elites e como derrubar escudos

As elites se movem muito e de maneira bastante imprevisível. Eles também podem ser incrivelmente difíceis. O DMR pode fazer um bom trabalho eliminando elites vermelhas, operações de especulação / elites que disfarçam e elites azuis se você for bom em acertar todos os seus tiros, mas para os mais fortes como os caras brancos, armas amarelas com calças elegantes capacete e os caras roxos, você pode querer usar armamento mais resistente, como enfiá-los com granadas de plasma, usando armas de plasma como o repetidor de plasma, rifle de plasma e especialmente a pistola de plasma com seu escudo que destrói o tiro de sobrecarga para derrubá-los com eficiência.

Não se esconda com muita frequência

Apesar do que o escudo regenerador e a saúde podem levar você a presumir, Halo não é um atirador de cobertura, e mesmo em Legendary ficar ao ar livre está tudo bem se você jogar com inteligência e manter em mente onde a cobertura está o tempo todo e levando em consideração quais inimigos você está enfrentando. Como os inimigos têm armas de projétil também conhecidas como não balas que o atingem instantaneamente, você pode esquivá-los até certo ponto. Obviamente mais fácil de fazer à distância. A moral da história aqui é que ficar escondido não é muito eficiente e não é necessário se você for bom.

Caçadores

Explosivos são o caminho a percorrer, mas atirar neles pelas costas com a parte laranja causa muitos danos, pois é o ponto fraco deles. Atirar em sua parte blindada causa uma quantidade insignificante de dano, dependendo do que você está usando. Boas armas além de armas explosivas para usar que causam muitos danos em suas costas são o rifle de agulhas e agulhas, uma vez que supercombina (explode), a espada de energia, ataques corpo a corpo se você aprendeu a se esquivar de seus ataques corpo a corpo bem o suficiente, o rifle de plasma e o repetidor de plasma. Eles também sofrem muitos danos ao serem atropelados por javalis, espectros e fantasmas.

Grunts

Grunts são fracos, propensos a tiros na cabeça e facilmente matáveis ​​com tudo no jogo. Os grunhidos ultra / brancos dão um tiro extra na cabeça para matar, mas fora isso, eles se comportam da mesma forma além dos grunhidos verdes com máscaras engraçadas empunhando a morte instantânea em canhões de haste de combustível de impacto direto. Eles diferem em saúde, mas não por qualquer quantidade perceptível de você atirar neles no rosto com uma arma de precisão, que é como você frequentemente os tirará. Eles gostam de lançar granadas, podem conduzir fantasmas e carregam pistolas de plasma ou agulhas.

Drones

Ao contrário de Halo 2 e 3, os drones são propensos a tiros na cabeça como outros inimigos. Atire no rosto deles e eles literalmente explodirão. Melhor atirar neles enquanto voam e grudar nas paredes, pois ataques corpo a corpo e granadas geralmente não são uma opção viável.

Referências:

Indie Faq, Screen Rant, Game Rant, wikipedia.

Battle Royale Pac-Man 99 chega hoje ao Nintendo Switch

Boa notícia para os fãs dos jogos antigos. O querido Pac-Man está de volta! A Nintendo revelou hoje seu novo game multiplayer intitulado Pac-Man 99. O jogo é um battle royale ao estilo Tetris 99 e Super Mario Bros. 35. Veja o trailer de anúncio:

📹 Trailer de anúncio | Divulgação

“40 anos depois que o clássico fenômeno do Pac abalou o mundo dos jogos, o PAC-MAN está de volta em uma nova batalha real de 99 homens. Volte para o labirinto e persiga os fantasmas icônicos. Quem será o último PAC-MAN de pé?”

Sobre o jogo

O princípio básico do jogo é o mesmo da versão clássica. O jogador percorre por um labirinto comendo pastilhas e fantasmas (quando é possível). A diferença, é que outros 98 jogadores participam da batalha também, cada um com sua tela. Além disso, você poderá atrapalhar as partidas dos oponentes, bem como ser atrapalhado. Isso pode ser feito de oito maneiras diferentes, veja:

Alterne entre oito estratégias diferentes

Pac Man 99 1Hit games

📷 Battle Royale Pac-Man 99 chega hoje ao Nintendo Switch | Reprodução IG

  • Coma uma Power Pellets para deixar os fantasmas azuis e torná-los vulneráveis. Coma-os para enviar Jammer Pac-Man aos seus oponentes! Quanto mais fantasmas você comer, mais Jammers você enviará!
  • Coma um Trem Fantasma para um grande retorno!
  • Ganhe vantagem alternando entre oito estratégias predefinidas diferentes: acelerar, enviar Jammers extras e muito mais. Mudar no momento certo pode lhe dar uma vantagem sobre seus rivais!

Habilidades especiais

Pac Man 99 1Hit games

📷 Battle Royale Pac-Man 99 chega hoje ao Nintendo Switch | Reprodução Wccftech

Em Pac-Man 99, os jogadores podem contar com habilidades espaciais, que são destravadas conforme se avança na série, isso faz com que facilite seu caminho para a vitória. Essas habilidades podem ser, aumentar a velocidade de seu Pac-Man, bem como enviar mais desafios para seus adversários.

Temas personalizados

📷 Pac-Man 99 | Divulgação

O game tem uma versão básica, mas há 20 pacotes DLC disponíveis com temas de outros games clássico. Você pode comprar temas personalizados para download baseados em Xevious, GALAGA, Dig Dug e mais para mudar a aparência do jogo. Existem vinte temas clássicos diferentes ao todo! Além disso, eles fazem mais do que alterar os gráficos! O pacote completo sai por US$ 30.

Pac-Man 99 é exclusivo para Nintendo Switch. Está prevista para lançar hoje (07) as 22 horas. Vale saber que, a Nintendo não confirmou se o título será permanente ou se terá disponibilidade por tempo limitado.

O que você achou da novidade? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Nintendo, The Enemy, Olhar Digital, TudoCelular, Tecnoblog.

Conheça Home Sweet Home: Survive

Home Sweet Home: Survive é um jogo multiplayer de terror e sobrevivência em primeira pessoa baseado em mitos e crenças tailandesas. A jogabilidade central concentra-se em narrativa e furtividade para evitar espíritos perigosos que caçam você. Além disso, poucos quebra-cabeças são adicionados ao jogo, tornando a jogabilidade mais variada. O jogo faz com que você fique emocionado com uma atmosfera tailandesa de terror, momentos assustadores imprevisíveis e jogabilidade desafiadora!

História

Conheça Home Sweet Home: Survive

📷 Conheça Home Sweet Home: Survive | Divulgação

A história gira em torno de Tim, cuja a vida muda drasticamente após o desaparecimento misterioso de sua esposa. Tempos depois, convivendo com a dor da perda, ele acorda em um lugar desconhecido ao invés de sua casa. Ao tentar escapar deste lugar, ele foi caçado por um espírito feminino rancoroso. Veja o trailer:

📹 Trailer oficial | Divulgação

“Ele pode sobreviver? Este lugar é realmente a casa dele? Está relacionado com o desaparecimento de sua esposa? Algum segredo sombrio e sinistro está escondido dentro desta casa, e ela não será mais um lugar de felicidade como costumava ser.”

Mais detalhes

HSH: Survive novo jogo de terror 1Hit Games

📷 Conheça Home Sweet Home: Survive | Divulgação

Os jogadores poderão ter dois papéis; ser um dos 4 sobreviventes, que tem como objetivo escapar ou eliminar o inimigo e cumprir objetivos adicionais, ou do Espectro, o responsável por matar todos os outros jogadores e impedi-los de completar suas missões. Cada personagem, seja de um lado ou de outro, terá habilidades próprias, e isso o seu uso fará com que tenha diversos benefícios na gameplay. O jogo testará o dilema pessoal escolhendo se unir para eliminar o Espectro ou salvar-se ao deixar a arena.

Principais características

HSH: Survive novo jogo de terror 1Hit Games

📷 Home Sweet Home: Survive | Divulgação

  • Multiplayer – Aproveite o jogo no multiplayer, cooperando com outros sobreviventes ou sendo um lobo solitário caçando sobreviventes.
  • Jogabilidade Diferenciada – A jogabilidade assimétrica não precisa ser um jogo de fuga. O Espectro não pode jogar de forma imprudente; sobreviventes podem caçá-lo também. Um bom jogo em equipe é a chave vencedora para os sobreviventes.
  • Jogabilidade repetível – Cada jogo não será o mesmo jogando com o mesmo grupo de pessoas. Vivenciando o jogo que as situações são sempre alteradas com várias configurações e personagens.

Acesso antecipado

HSH: Survive novo jogo de terror 1Hit Games

📷 Home Sweet Home: Survive | Divulgação

O jogo já está disponível na Steam em acesso antecipado e custa R$ 14,49. Essa versão antecipada inclui modos de jogo rápido e partidas personalizadas, além disso, é possível a criação de parties com amigos e personalização de personagens através de inúmeros cosméticos e vantagens. Até o lançamento definitivo, o estúdio Yggdrazil Group irá entregar atualizações e melhorias, contando com feedback dos jogadores para formar a melhor experiência de jogo possível.

Home Sweet Home: Survive foi anunciado oficialmente para PC via Steam. O jogo está programado para sair ainda em 2021.

O que você achou do novo jogo? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Home Sweet Home, Voxel, Logamers, Última Ficha, Teoria Geek.

Resident Evil Re:Verse terá beta aberto em abril

A Capcom anunciou através de seu site oficial que Resident Evil Re:Verse terá beta aberto em abril. Re: Verse é um novo game multiplayer feito para celebrar os 25 anos da franquia Resident Evil. O game está incluso no Resident Evil Village, que será publicado dia 7 de maio.

Sobre

Resident Evil RE: Verse 1hit games

📷 Resident Evil Re:Verse | Divulgação

Resident Evil Re:Verse, foi anunciado em janeiro durante o evento digital Resident Evil Showcase. O título, que será incluído gratuitamente em Resident Evil Village, terá uma aparência ligeiramente cel-shaded e incluirá personagens de vários capítulos da série, tais como; Chris Redfield, Jill Valentine, Leon Kennedy, Claire Redfield, Ada Wong e outros. Vilões como, Hunk e Jack Baker também estão incluídos.

Jogabilidade

Resident Evil RE: Verse 1hit games

📷 Resident Evil Re:Verse | Divulgação

O jogo coloca até seis jogadores para se enfrentar em deathmatches. Os jogadores poderão controlar heróis, personagens famosos da série. Os jogadores buscarão itens e cepas de vírus pelo cenário e, ao serem abatidos, poderão continuar participando da partida no papel de monstros, incluindo Nemesis e Tyrant. O tipo de monstro em que você se transforma será determinado por quantas amostras de vírus você coletou antes de ser derrotado. Os mapas serão baseados em locais clássicos de Resident Evil. Veja o trailer:

📹 Teaser Trailer | Divulgação

Datas

Resident Evil RE: Verse 1hit games

📷 Resident Evil Re:Verse | Divulgação

Anote aí no seu caderninho! O download do jogo será liberado no dia 5 de abril, às 21h no horário de Brasília. Já o beta aberto do game, começará no dia 8 de abril, às 3h da manhã, e vai até as 3h da manhã do dia 11 do mesmo mês. O beta aberto será liberado na mesma hora para todas as plataformas, PC (via Steam), PlayStation 4 e Xbox One.

Termos e condições

Resident Evil Re:Verse terá beta aberto em abril

📷 Resident Evil Re:Verse terá beta aberto em abril | Divulgação

Antes de jogar o beta aberto o jogador precisará se certificar de ter um Capcom ID e que ele deverá estar associado ao hardware onde queira jogar o beta. Vale a pena salientar que, se você tiver um PlayStation 5, a versão do PlayStation4 estará acessível, e se você tiver o Xbox Series, a versão do Xbox One estará acessível.

Avisos

Resident Evil Re:Verse terá beta aberto em abril

📷 Resident Evil Re:Verse terá beta aberto em abril | Divulgação

Este beta visa testar o sistema, equilíbrio e os servidores do jogo. A empresa avisa també, que poderá ocorrer algumas manutenções inesperadas. Vale a pena saber que, se você baixou a versão de teste beta fechado do jogo, não precisará baixar novamente o jogo para o teste beta aberto.

Sobre o Resident Evil Village

Resident evil village 1hit games

📷 Resident Evil Village | Divulgação

A próxima geração de terror sobrevivência, vem na forma de Resident Evil Village. O título é a oitava grande entrada na franquia Resident Evil. Com gráficos ultra-realistas alimentados pelo RE Engine, lute pela sobrevivência enquanto o perigo espreita em cada esquina. O game se passa alguns anos após os eventos horríveis do aclamado resgate biológico Resident Evil 7.  A nova história começa com Ethan Winters e sua esposa Mia vivendo pacificamente em um novo local, livre de seus pesadelos anteriores. Saiba mais clicando aqui.

O lançamento oficial do jogo completo será no dia 7. Como dito antes, RE: Verse estará incluso gratuitamente para quem comprar o Resident Evil Village, sendo um dos jogos mais aguardados do momento. E você? Está ansioso pelo game? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Resident Evil RE: Verse, The Enemy, Voxel, VídeoGamer, GameBlast.

V1 Interactive, estúdio de Disintegration fecha as portas

V1 Interactive, estúdio por trás de Disintegration anunciou na última segunda-feira (8) que está fechando as portas. Veja a publicação da empresa em seu Twitter:

“Sentimos muito de informar que a V1 Interactive está oficialmente fechando. Gostaríamos de agradecer a todas as pessoas talentosas da V1, tanto no passado quanto no presente, que ajudaram a fazer esses últimos cinco anos incríveis. E um agradecimento de coração à incrível comunidade que nos apoiou”

V1 Interactive

Marcus Lehto, presidente da empresa ainda complementou, afirmando que o estúdio sempre prezou pelo bem-estar da equipe: “tomamos essa decisão agora para que eles ainda tenham tempo para procurar novos empregos enquanto são suportados pelo nosso estúdio.“

Sobre a empresa

V1 Interactive disintegration 1Hit Games

O estúdio foi originalmente criado em 2014, com o co-criador de Halo, Marcus Lehto, e o desenvolvedor de SOCOM, Mike Gutmann, no comando. A dupla rapidamente fez parceria com a editora Private Division, começando a trabalhar em seu primeiro projeto. No ano passado, o ambicioso FPS de ficção científica Disintegration finalmente chegou às prateleiras, mas trouxe críticas mistas dos críticos.

Disintegration

📹 Disintegration Trailer | IGN

Disintegration é um jogo de tiro em primeira pessoa. O jogo também apresenta elementos do gênero de estratégia em tempo real. Foi lançado em junho de 2020 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. Disintegration foi elogiado por algumas das suas mecânicas e por tentar algo diferente, mas não conseguiu conquistar a atenção das massas e deixou a V1 Interactive numa situação precária. Disintegration levou cerca de três anos e meio para ser desenvolvido e foi o título de estreia da V1 Interactive. Veja tudo sobre o game aqui.

Os servidores já tinham sido desligados

V1 Interactive disintegration 1Hit Games

📷 V1 Interactive, estúdio de Disintegration fecha as portas | Disintegration Divulgação

Quatro meses após seu lançamento, Disintegration já tinha desligado seus servidores multiplayer. A decisão não tinha afetado o modo single player e foi tomada pela dificuldade do jogo em construir a audiência necessária.

“Tomamos a difícil decisão de remover os modos multijogador do Disintegration do jogo em todas as plataformas. Isto será feito em fases ao longo dos próximos meses, a partir de hoje com a remoção da loja do jogo, e terminará em 17 de novembro com a remoção completa do multiplayer. A campanha para um jogador permanecerá totalmente jogável daqui para frente.”

V1 Interactive

Tempos difíceis

V1 Interactive disintegration 1Hit Games

📷 V1 Interactive, estúdio de Disintegration fecha as portas | Disintegration Divulgação

Este é o segundo estúdio da Private Division a ser fechado nos últimos anos. Star Theory foi encerrada em março de 2020 depois que o contrato para seu jogo Kerbal Space Program 2 foi cancelado pela Private Division, que montou um novo estúdio e contratou uma grande parte da equipe da Star Theory em Dezembro de 2019 para continuar o desenvolvimento do jogo. Os que permaneceram na Star Theory foram eventualmente forçados a fechar o estúdio devido à incapacidade de garantir novos contratos de publicação.

V1 Interactive disintegration 1Hit Games

📷 Disintegration | Divulgação

É muito triste ver empresas fechando. Principalmente uma empresa como a V1 Interactive que tinha grande potencial e um belo futuro pela frente. O que você achou da notícia? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Disintegration, The Enemy, Arkade, Combo Infinito, IGN.

Valorant agora terá circuito profissional feminino

A Riot Games anunciou na última terça-feira (23), que investirá no cenário feminino de Valorant, através do Game Changers. O objetivo da empresa é incluir ainda mais as mulheres no competitivo, visto que cada vez mais, o game recebe talentos femininos.

VCT Game Changers

VCT Game Changers é um novo programa que complementará a temporada competitiva, criando novas oportunidades e exposição para mulheres e outros gêneros marginalizados dentro dos esportes esportivos VALORANT. A competitiva comunidade VALORANT é diversificada e incrivelmente global, e nossos esport devem refletir isso. O Game Changers consistirá em duas iniciativas competitivas principais, a VCT Game Changers Series e a VCT Game Changers Academy

Sobre o VCT Game Changers Series

Essa primeira parte, será um conjunto de competições de alto nível que acontecerão em várias regiões do mundo durante 2021 e será semelhante em escala aos torneios Ignition Series do ano passado. Eles vão começar com o evento norte-americano, que acontecerá no final de março.

Sobre a VCT Game Changers Academy

Valorant fps pc 1hit games

📷 Valorant agora terá circuito profissional feminino | Divulgação

A segunda parte da iniciativa, criará torneios mensais, dando aos jogadores ainda mais oportunidades de competir no nível semi-profissional e de base. Os eventos da Academia serão organizados em parceria com GALORANTs, uma das maiores comunidades dentro da VALORANT. Tanto a VCT Game Changers Series quanto a Academy buscarão construir a próxima geração de superstars para o VALORANT Champions Tour.

No Brasil

Valorant fps pc 1hit games

📷 Valorant | Divulgação

No Brasil, o VCT Game Changers terá duas edições. Cada uma contará com quatro Qualificatórias abertas, com a primeira começando em março, tendo como premiação R$ 20 mil reais. Os eventos principais, por sua vez, terão um prêmio de R$ 100 mil reais. Com relação as datas das seletivas e torneios ainda não foi nada divulgado.

Mais incentivo

Valorant agora terá circuito profissional feminino

📷 Valorant | Divulgação

Para incentivar ainda mais, a empresa entrará com R$ 10 mil de incentivos mensais às competições independentes, R$ 20 mil para cada Qualificatória Aberta e R$ 100 mil para cada evento principal do Game Changers Series. No total, serão distribuídos R$ 460 mil em premiações para incentivar o cenário competitivo, além de investimentos de produção e conteúdo pela Riot Games durante todo o ano.

As dificuldades

📹 Paula Nobre Gameplay – Reprodução

Não é de hoje que a inclusão das mulheres no cenário competitivo, é uma dificuldade. Anna Donlon, Produtora Executiva de VALORANT, comenta:

“Competir em jogos sendo uma mulher não é tarefa fácil, muitas vezes resultando em uma desvantagem competitiva real. Embora já estejamos cuidando desse problema dentro do jogo com melhorias no chat, nas comunicações por voz e na mitigação de problemas causados por pessoas inconvenientes, também sabemos que há espaço para darmos outro passo na parte dos Esports.”

O Valorant

Valorant fps pc 1hit games

📷 Valorant | Divulgação

Valorant é um jogo multiplayer de tiro em primeira pessoa desenvolvido e publicado pela Riot Games, é o primeiro jogo do gênero desenvolvido pela empresa. Foi anunciado pela primeira vez com o codinome Project A em outubro de 2019, em um evento de comemoração de 10 anos de League of Legends. Seu lançamento foi em 2 de junho de 2020 para Microsoft Windows. Saiba mais sobre Valorant.

O que você achou da iniciativa? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Valorant, The Enemy, Pichau Arena, Blog do Esporte, The Squad.

Splatoon 3 chegará em 2022

Os jogadores serão levados até às Splatlands e a Nintendo anunciou que está a trabalhar em Splatoon 3 e que a obra chegará em exclusivo à Nintendo Switch em 2022.

O terceiro jogo da série foi anunciado num vídeo mostrado no final da mais recente Nintendo Direct, com a empresa a confirmar em comunicado que os jogadores serão convidados a visitar uma nova área conhecida como Splatlands.

📷 Splatoon 3 chegará em 2022 | Reprodução

Curiosamente, é mencionado sobre a nova área que no centro de Splatlands fica um novo local, Splatsville, que é conhecido como “a cidade do caos” – é aqui que Inklings e Octolings se reúnem.

Ainda que as informações não sejam muitas, foi também revelado que o Turf War 4v4 estará de regresso na nova obra. Em termos de novidades, Splatoon 3 incluirá novas armas, opções de personalização e também novos movimentos, entre outras.

📷 Splatoon 3 chegará em 2022 | Reprodução

Com cefalópodes (lembrando lulas e polvos) antropomorfizados, as armas atiram tinta na qual os personagens “escorregam”. Fazendo sucesso talvez pelo modo multiplayer de time, os jogos possuem também campanhas solo.

Ainda sem mês definido, apenas um trailer foi mostrado, mas já com várias cenas do jogo, apesar de entregar pouca coisa.

📷 Splatoon 3 chegará em 2022 | Reprodução

A série Splatoon

Para quem não conhece, Splatoon é uma série de jogos multiplayer de tiro em terceira pessoa. Mas, em vez de armas de fogo, temos armas de paintball.

O objetivo é pintar o cenário em uma quantidade maior do que o time adversário. Também é possível eliminar os outros jogadores com a tinta, mas a pintura nunca para.

📷 Splatoon 3 chegará em 2022 | Reprodução

É possível esperar que Splatoon 3 traga inovações para os controles e forma de jogar, mas não se sabe o que o título terá de efetivamente novo, por enquanto. A Nintendo prometeu revelar mais detalhes conforme os meses se passam e o lançamento se aproxima.

outro destaque da apresentação Nintendo Direct foi a revelação das lutadoras Pyra/Mythra de Xenoblade Chronicles 2 como as mais recentes personagens a juntarem-se ao elenco de Super Smash Bros. Ultimate. Além disso, foram anunciados ainda outros jogos para a Nintendo Switch. São eles The Legend of Zelda: Skyward Sword HD, que irá incluir novas opções de controlo. Temos também Mario Golf: Super Rush, um novo capítulo da série com novos modos e controlos por movimento, e Miitopia, um título protagonizado por personagens Mii que permite aos jogadores criarem as suas próprias aventuras.

📷 Splatoon 3 chegará em 2022 | Reprodução

Esta Nintendo Direct também incluiu outras revelações muito interessantes. São elas o Project TRIANGLE STRATEGY (título provisório). Temos também Fall Guys: Ultimate Knockout, que o convidará a lutar pela coroa. A isto junta-se um novo RPG tático da SQUARE ENIX. Para quem gosta de aventuras especiais vai poder contar com Star Wars: Hunters, um título multijogadores de início gratuito que decorre entre Star Wars: Return of the Jedi e Star Wars: The Force Awakens. Outras das novidades chama-se World’s End Club, dos criadores da série Danganronpa. Por fim, temos DC Super Hero Girls: Teen Power, um jogo de ação baseado na série de desenhos animados, e a versão física do aclamado Hades.

📹  Splatoon 3 – Trailer | Nintendo

Referências:

Leak, Vídeo Gamer, JBox, Tecnoblog,

O que é Battle Royale? Tudo sobre

Você que está ligado no mundo dos games, sabe que o Battle Royale é um dos gêneros mais populares da atualidade. Diversos jogos de sucesso carregam esse estilo de jogo. A seguir, vamos explicar os elementos de gameplay que fazem de um jogo Battle Royale, melhores games do gênero, por fim, como surgiu e se tornou o queridinho de muitos gamers.

A origem

Tudo sobre Battle royale pubg free fire apex legends call of duty warzone fortnite 1hit games

📷 Battle Royale | Divulgação

Em 1999 foi publicado o romance japonês Battle Royale de Koushun Takami. A história se passa em um futuro fictício do Japão controlado por um governo totalitário que a cada ano uma turma do ensino médio é escolhida e seus alunos são forçados a lutar uns contra os outros até a morte, podendo restar apenas um sobrevivente. O livro acabou virando um best-seller e, em 2000, foi adaptado para mangá e filme, o que aumentou ainda mais o sucesso.

Cada vez mais conhecido

Tudo sobre Battle royale pubg free fire apex legends call of duty warzone fortnite 1hit games

📷 Jogos Vorazes | Divulgação

No início dos anos 2000, a modalidade alcançou muito sucesso. Desta forma, influenciou diversas empresas. Um dos grandes livros por exemplo, com inspiração do gênero foi o grande Jogos Vorazes, de 2008. Hoje em dia, é possível encontrar inúmeros jogos e filmes com esta temática. Com todo esse sucesso, era questão de tempo alguém criar um game no mesmo formato.

A essência já existia

Tudo sobre Battle royale pubg free fire apex legends call of duty warzone fortnite 1hit games

📷 Bomberman | TechTudo

Antes do Battle Royale se tornar o sucesso que é hoje, alguns jogos já tinham a essência do estilo em sua gameplay. Não podemos continuar escrevendo sem dar créditos ao clássico Bomberman.  Antes mesmo do livro “Battle Royale de Koushun Takami, o game foi um dos primeiros títulos a introduzir um gameplay de multiplayer que os jogadores deveriam coletar mais itens e lutar para sobreviver.

Chegando nos vídeo games

Tudo sobre Battle royale pubg free fire apex legends call of duty warzone fortnite 1hit games

📷 DayZ | Divulgação

Devido ao sucesso, algumas modificações de jogos com a mesma temática foram lançados em 2012. Minecraft por exemplo, recebeu dois modos de jogos do estilo Battle Royale. Outro game foi o DayZ, que era um mod ARMA 2. Contudo, o mod mais influente foi criado por Brendan Greene, que utilizava o nome “PlayerUnknown”. Greene foi consultor para um outro jogo chamado H1Z1, antes de se tornar desenvolvedor na empresa Bluehole. Nela, Greene pôde desenvolver o seu projeto original de Battle Royale, que foi lançado como PlayerUnknown’s Battlegrounds.

A consagração do gênero

Tudo sobre Battle royale pubg free fire apex legends call of duty warzone fortnite 1hit games

📷 PUBG | Divulgação

Foi em 2017 que o Battle Royale se popularizou de verdade, com o lançamento de PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG), considerado o primeiro do gênero. O game é um jogo eletrônico multiplayer desenvolvido pela PUBG Corp., subsidiária da produtora coreana Bluehole, utilizando o motor de jogo Unreal Engine 4. O jogo foi desenvolvido sob a liderança criativa de Brendan “PlayerUnknown” Greene. O jogo consiste de até cem jogadores que caem de paraquedas em uma ilha em busca de armas e equipamento a fim de matar os outros jogadores, enquanto tentam sobreviver ao mesmo tempo. A área de jogo diminui progressivamente, confinando os sobreviventes a um espaço cada vez menor e forçando encontros. Ganha o último jogador ou time sobrevivente. O jogo permite tanto as perspectivas de primeira pessoa como em terceira pessoa.

Como é o Battle Royale

Tudo sobre Battle royale pubg free fire apex legends call of duty warzone fortnite 1hit games

📷 Call of Duty: Warzone | Divulgação

O funcionamento de títulos Battle Royale é bem simples. Assim como na obra original, um grande grupo de pessoas fica confinado em um mesmo ambiente, com vários tipos de armas e equipamentos à disposição. Os jogadores precisam coletar armas, fazer melhorias, bem como iténs de recuperação de saúde. O número de pessoas varia. Em PUBG e Fortnite, por exemplo, são 100. Em Free Fire são 50. E por aí vai, depende do jogo. O ambiente é, geralmente, uma grande ilha, com um mapa que diminui cada vez mais, por conta do gás que força os jogadores se encontrarem em algum momento, facilitando as eliminações. O objetivo de todos é o mesmo, ser o último sobrevivente. No caso do Squad ou duo, ganha o time que tiver seu jogador como último sobrevivente.

Os maiores jogos do gênero

Após a consagração do estilo com PUBG, outros games de sucesso foram lançados. Confira nossa lista com alguns dos maiores jogos do estilo Battle Royale:

Fortnite (2017)

📹 Giga – Gameplay | Reprodução 1Hit Games

O sucesso da Epic Games foi lançado em 2017 e o modo Battle Royale fez do jogo, a sensação de 2018. O jogo possui um estilo mais cartunizado e bastante colorido, sendo muito popular entre diversas faixa etárias. Outro motivo foi a grande quantidade de parcerias que a Epic Games fez para incrementar o jogo, como no caso da NFL.

Free Fire (2017)

Tudo sobre Battle royale pubg free fire apex legends call of duty warzone fortnite 1hit games

📷 Free Fire | Divulgação

 O jogo mobile se tornou uma grande febre. Primeiramente por ser acessível a diversos modelos de celular e também, por conter uma estética que lembra outros sucessos, como PUBG, ao mesmo tempo em que traz recursos como construção, bem populares no Fortnite. O título lançado pela Garena também alcançou o top 5 de jogos mais baixados nas lojas de aplicativos em 2018.

Apex Legends (2019)

📹 Giga – Gameplay | Reprodução 1Hit Games

Com o cenário de Battle Royale mais estabelecido, o jogo da Respawn Entertainment prometeu um cenário mais futurista. Ao contrário de PUBG e Fortnite, os personagens possuem habilidades diferentes, podendo ser utilizados como um recurso extra durante as batalhas.

Call of Duty: Warzone (2020)

Lançado em 10 de março de 2020 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One, o jogo faz parte do título Call of Duty: Modern Warfare (2019), mas não requer compra. Warzone permite um combate em um modo multijogador on-line entre 150 jogadores na cidade fictícia de Verdansk, que é vagamente baseada na cidade de Donetsk, no leste da Ucrânia. No seu primeiro dia de lançamento, a Activision anunciou que Warzone havia sido baixado por seis milhões de pessoas. Um mês depois, esse número já ultrapassava 50 milhões.

Uma pitada de Battle Royale

Tudo sobre Battle royale pubg free fire apex legends call of duty warzone fortnite 1hit games

📷 Fall Guys | Divulgação

Surpreenda-se! Fall Guys, é do estilo Battle royale, contudo, voltado mais para o lado cartunesco. O jogo foi desenvolvido pela Mediatonic e publicado pela Devolver Digital. Foi anunciado na E3 2019 e lançado em 4 de agosto de 2020 para Microsoft Windows e PlayStation 4. Além do gênero, o game foi inspirado em jogos de corrida com obstáculos de programas de televisão, como Takeshi’s castle, Wipeout, entre outros. Outras franquias consagradas também adicionaram uma pitada de battle royale em seu gameplay mais tradicional, como Tetris 99 e Super Mario Bros.35 no Nintendo Switch.

Qual o seu jogo preferido do gênero? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Voxel, TechTudo, SportTV.com, Canaltech.

Ancestors Legacy

Ancestors Legacy é um videogame de estratégia em tempo real desenvolvido pelo estúdio polonês Destructive Creations e publicado pela 1C Company. Foi lançado no Microsoft Windows em 22 de maio de 2018, Xbox One e PlayStation 4 em 13 de agosto de 2019 e Nintendo Switch em 11 de junho de 2020.

Gameplay

O jogador tem a opção de jogar o cenário de campanha ou jogo multiplayer em que pode escolher jogar uma das quatro civilizações: Vikings, Anglo-Saxões, Teutões ou Eslavos (Sarracenos com o DLC de Conquista de Saladino). O jogo apresenta um ciclo dia / noite que muda a forma como as facções jogam.

O jogo tem uma campanha ou duas para cada nação. A campanha anglo-saxã tem gente como Eduardo, o Confessor, Guilherme, o Conquistador e Conde de Huntingdon. Para a campanha dos Vikings, o jogo se passa em 793 e é dividido em duas partes. A primeira parte se passa durante a invasão do mosteiro de Lindisfarne, que foi o início fundamental da Era Viking e serve como um tutorial. Assim que o tutorial for concluído, as outras campanhas estarão disponíveis. A segunda parte se passa em 892 e é dedicada a Rurik, um chefe varangiano durante a campanha de Ladoga. Os eslavos e os teutões têm uma campanha cada um. Durante as campanhas, o AI é um jogador melhor, pois é capaz de substituir as perdas e enviar grandes exércitos para sua base.

O aspecto multiplayer do jogo fornece opções de Dominação e Aniquilação durante as quais um jogador pode ter até 10 esquadrões. As batalhas multiplayer podem acontecer em 15 mapas preparados para 2, 4 ou 6 jogadores (1v1, 2v2 ou 3v3).

Cada equipe é valiosa

Em Ancestors Legacy você só pode comandar até 10 esquadrões. Por isso, cada esquadrão é muito importante – eles são recrutados com o número máximo de guerreiros (normalmente, 1 esquadrão tem 10 deles). Seus guerreiros podem se machucar na batalha e morrer. Pressione o ícone de recuo quando perceber que o número de guerreiros em um esquadrão está diminuindo ou quando você sofrer grandes perdas. Você não será capaz de controlá-los por um momento – no entanto, eles podem ser enviados em breve de volta para uma aldeia onde podem reabastecer suas fileiras e curar feridas.

Qualidade sobre quantidade

As unidades ganham experiência por meio do combate. Graças a isso, você pode aumentar suas habilidades, por exemplo, ofensivas. Você também pode gastar ferro em equipamentos melhores. O processo de atualização das unidades leva um pouco de tempo, mas os resultados valem a pena. Esquadrões experientes equipados com a melhor armadura são incrivelmente fortes. Perdê-los pode ser devastador para você – tente sempre recuar aqueles que estão feridos.

Os arqueiros podem causar danos aos aliados

Prepare-se para perdas se colocar arqueiros nas costas e ordenar que outras unidades ataquem. Arqueiros causam dano a inimigos e aliados. Colocá-los no lugar certo é importante – de preferência ao lado das unidades inimigas ou você pode usar arqueiros para fazer uma “primeira salva” que pode enfraquecer as unidades inimigas que atacam em sua direção.

Tenha um plano ao atacar seu inimigo

Não ordene que todas as suas unidades ataquem um inimigo frontalmente. É melhor flanquear ou atacar seu oponente por trás. Além disso, você deve sempre tentar enviar esquadrões para eliminar unidades de ataque à distância.

Cuide de sua economia antes de ir para a batalha