Mafia III

Mafia III é um jogo eletrônico de ação e aventura produzido pelo estúdio Hangar 13 e lançado pela 2K Games em 7 de outubro de 2016 para as plataformas Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. É o terceiro jogo da série Mafia e o primeiro desenvolvido pela Hangar 13.

Os acontecimentos de Mafia III decorrem em 1968 no New Bordeaux, uma recriação fictícia de Nova Orleães, onde os jogadores assumem o papel de Lincoln Clay, um veterano da Guerra do Vietnã que procura vingar os seus amigos assassinados por mafiosos locais ao mesmo tempo que constrói uma nova organização criminosa.

Mafia III obteve uma recepção mista por parte da crítica especializada. Enquanto os gráficos, a recriação histórica da época, o enredo e a trilha sonora foram elogiados, as críticas recaíram principalmente sobre a estrutura repetitiva das missões, a pobre inteligência artificial e o elevado número de erros de design, com alguns críticos chamando o jogo de “funcional”. Ainda assim, foi um sucesso comercial, tornando-se o jogo que mais rapidamente vendeu na história da 2K Games.

Jogabilidade

Mafia III é um jogo de ação-aventura numa perspectiva de terceira pessoa, no qual os jogadores assumem o papel de Lincoln Clay, um veterano da Guerra do Vietnã que quer vingar os seus amigos assassinados pelos mafiosos locais. O jogo decorre em 1968 em New Bordeaux, uma recriação fictícia de New Orleans, que é um mundo aberto e pode ser livremente explorado pelos jogadores. Os jogadores podem completar os objetivos de vários modos. Por exemplo, podem usar armas, como revolveres e caçadeiras, para eliminarem os inimigos, ou alternativamente, podem utilizar uma abordagem mais furtiva em toda a missão sem que sejam notados pelos inimigos. A jogabilidade centra-se sobretudo sobre o jogo de armas. Como adição, também há a possibilidade de matar com movimentos que executam e através do combate corpo-a-corpo. Mafia III também tem um sistema de cobertura, que permite aos jogadores se esconderem por detrás de objetos para prevenirem ataques. Para completarem os objetivos, os jogadores também podem fazer interrogatórios a outros personagens para conseguirem obter informações.

Os jogadores podem atacar e controlar locais propriedade da máfia italiana, e responsabilizar pelo local um dos seus comandantes. Os comandantes disponíveis são Cassandra, Burke e Vito Scaletta.

Segundo Haden Blackman da Hangar 13, o jogo não tem multijogador porque a equipa de produção quer focar-se em desenvolver a personagem de Lincoln, as bases de cobertura e tiroteios da jogabilidade, mais a física da condução perigosa.

Bem-vindo a New Bordeuax

O novo Mafia 3 nos leva diretamente à New Berdeaux, uma cidade fictícia inspirada na região de New Orleans, mas com muitos aspectos que remetem à realidade da época. O local foi tomado pelo crime organizado, sobretudo após a chegada da máfia italiana ao local.

E esse contexto histórico é mais do que importante, pois é o que dá o tom a tudo aquilo que a 2K está fazendo. A década de 1960 é marcada pelo auge da Guerra Fria e os Estados Unidos estavam em sua caça aos comunistas. Enquanto o pensamento macarthista ocupava a cabeça dos políticos, as organizações criminosas tomavam conta de regiões menos “interessantes”. E é um pouco disso que o game retrata.

Tanto que o próprio protagonista é fruto dessa realidade. Lincoln Clay é um veterano da Guerra do Vietnã que, abandonado pelo seu país após voltar do conflito, vê seus amigos serem assassinados por esses mafiosos. E é esse desejo de vingança que faz com que ele acabe se envolvendo com gente tão perigosa quanto.

A demonstração de Mafia 3 apresentada nesta E3 focou bastante neste aspecto pessoal do game, mostrando que o estúdio fez um ótimo trabalho não apenas para ambientar o período, mas de criar personagens que explorem bem esse tipo de realidade. Mesmo não aprofundando muito a história, vimos um pouco do que Clay é feito e do que ele é capaz. E o que mais chama a atenção aqui é o quanto, mesmo em alguns poucos minutos de apresentação, foi interessante acompanhar os dilemas do protagonista.

E sua missão de limpar New Bordeaux desses mafiosos pode ser feita de diferentes maneiras. Cada região possui uma espécie de líder dentro da facção criminosa e o jogador precisa realizar uma série de pequenas tarefas para enfraquecer a sua influência naquela área, como destruir produção de drogas, acabar com orgias ou matar traficantes. Com isso, você chega cada vez mais perto do chefão daquele local e também de seu objetivo.

Ambientação

É interessante explorar a vida nos anos 60, a cultura e a música do local. Aliás, a trilha sonora está um show à parte. A cidade tem subúrbios e mansões, e você vai passar por vários cenários enquanto joga. Tantas opções que você não vai conseguir enjoar tão cedo.

Gerenciar um império do crime

O jogo possui um sistema de reuniões, onde você pode se sentar com os chefes do crime aliados e discutir estratégias. Conforme você vai dominando sessões da cidade, pode designar um sub-chefe para tomar conta dela, e eles dão sugestões de missões e outras ações que você pode fazer em cada parte. Você também precisa gerenciar a felicidade desses chefes, para que os resultados sejam ainda mais proveitosos.

Consequências

Tudo que você faz em Mafia III gera consequências, sejam elas boas ou, na maioria das vezes, ruins. Se você continuar não agradando um de seus sub-chefes, ele vai acabar te traindo e se tornando um inimigo. A ideia de um aliado se tornar inimigo faz você pensar muito bem antes de tomar uma atitude. Isso faz com que as ações que você toma sejam não apenas morais, mas práticas.

Carros

São os anos 60. O que significa que é o começo da era de muscle cars. Não se engane: os carros podem SIM ser rápidos. E você terá uma série de escolhas à sua disposição.

No alvo!

O mundo do crime é repleto de armas de fogo, então saber atirar corretamente é um requisito básico do “ofício”. Lidar com os inimigos exige muito trabalho naturalmente, então evite lutar contra a câmera também. Caso não consiga enxergar o que se esconde fora da visão do personagem, aperte o direcional analógico esquerdo para mudar o ombro de apoio da arma.

Acostume-se, também, a trocar rapidamente de arma, pois isso pode ser a diferença entre a vida e a morte durante os tiroteios mais intensos. Para alternar rapidamente entre as pistolas e armas pesadas que você tem equipadas, basta apertar L1 ou R1 no PS4, ou LB ou RB no Xbox One.

Guarde seus primeiros milhares de dólares e invista em melhorias para suas armas o quanto antes. Uma dica é começar melhorando sua pistola, pois com apenas US$ 5.000 já é possível fazer o melhor upgrade da arma, o que aumenta drasticamente a sua precisão durante os combates. No entanto, nada substitui os tutoriais de tiro, então complete-os com atenção.

De olho no mapa

O mundo de Mafia 3 é gigantesco e repleto de missões para cumprir, itens para coletar e pessoas para conhecer. É fácil se sentir intimidado pela fartura de opções, especialmente no começo da campanha. Por isso, lembre-se que o mapa é o seu melhor amigo.

Marcas verdes no mapa costumam indicar pontos de interesse, apontando a localização de dinheiro e componentes eletrônicos, necessários para interagir com as caixas de junção. Além disso, como Mafia 3 não indica automaticamente o melhor caminho até novas missões, crie o hábito de abrir o mapa e fazer suas próprias marcações para não se perder.

Auto escola

Apesar de também ser um sandbox sobre criminosos, não trate os veículos e trânsito de Mafia 3 como faria em GTA. É aceitável furar um ou outro sinal, mas cometer muitas infrações chamará atenção desnecessária para seu veículo e pode causar problemas com a polícia.

Além disso, como Mafia 3 é um jogo de época, todos os carros disponíveis estavam realmente circulando pelas ruas dos EUA em 1960. Logicamente, eles possuem as limitações de velocidade, peso e direção esperadas, então aproveite as primeiras horas de jogo para se acostumar com a jogabilidade dos veículos antigos.

Uma ajudinha da CIA

Não é muito útil focar sua atenção na busca por colecionáveis até a história chegar ao ponto em que Lincoln é chamado para cumprir sua primeira missão com a CIA. Afinal, só depois de completá-la será possível interagir com as caixas de junção espalhadas pelo mapa.

Há 89 caixas de junção espalhadas pelo gigantesco mundo de Mafia 3, mas não adianta apenas encontrá-las. Para ativar suas funções e revelar as localizações de itens e inimigos no mapa, é preciso, antes, coletar três fusíveis, então certifique-se de estar com o inventário completo antes de buscar as caixas.

Etiqueta de mafioso

Existem muitas formas de abrir uma porta em Mafia 3. Se você resolver arrombá-la com um chute, lembre que isso chamará muita atenção e alertará os inimigos. Curiosamente, a melhor opção para abrir silenciosamente uma porta trancada é usando um pé de cabra, método que permite a Lincoln entrar sorrateiramente em qualquer local.

Outra regra interessante do mundo de Mafia 3 diz respeito ao modo como civis enxergam os crimes. Se você atacar pessoas inocentes ou furtar em seu raio de visão, logo verá testemunhas acionando policiais. No entanto, civis não se importam caso você execute outros mafiosos no meio da rua, então tire proveito dessa vista grossa.

Mistério no Bayou

No centro do Bayou, exploradores intrépidos, dispostos a enfrentar os jacarés, encontrarão um velho navio pirata, chamado de Ghost Ship of Jean St. John.

Explore os Locais

Quase todo espaço onde há combate, incluindo os esconderijos, possui múltiplas entradas e pontos de acesso. Por exemplo, quando for resgatar Vito no cais, tente nadar até a doca mais próxima do restaurante em vez de atacar de frente. Quando for combater nos quintais ou becos de New Bordeaux, procure saídas de incêndio e outras maneiras de conseguir vantagem de altura, que é sempre uma vantagem tática contra seus inimigos.

Todos têm uma história

Todo chefe de esconderijo tem uma história, que você pode aprender detalhes coletando notas pelo mundo ou ouvindo conversas. Colocamos bastante histórias no ambiente pelo jogo todo, então basta olhar ao seu redor para achar pistas. Enquanto enfrenta criminosos em Barclay Mills, procure os capangas e descubra o terrível negócio de eliminação de corpos da máfia. Se conseguir chegar até o chefe de um esconderijo sem ser detectado, várias vezes consegue pegá-lo em flagrante…

Descanse em paz

Depois que Lincoln jura derrubar a máfia, é possível visitar o cemitério em Hollow para lembrar o quanto ele odeia Sal Marcano com tanta força… E um número surpreendente de membros da equipe de desenvolvimento parece estar enterrados em cemitérios pela cidade.

Pulando sobre telhados

Várias rampas estão escondidas pela cidade, incluindo algumas de terra. Algumas servem como atalhos para fugas rápidas da polícia, enquanto outras testam sua habilidade no volante. Nossas rampas favoritas são os tetos dos restaurantes Briar Patch. Uma franquia encontrada na cidade, o Briar Patch tem um design inspirado nos anos 60 e inclui um telhado inclinado que vai até o chão de um lado – criando uma rampa para se jogar por cima das ruas próximas.

Rampas de barco

Saltos acrobáticos não são apenas para os carros em New Bordeaux. Roube um barco e pilote entre as casas alagadas próximas do parque de diversão abandonado em Delray Hollow. Lá descobrirá que vários dos tetos podem ser usados como rampas.

Cruzeiros pelos canais

New Bordeaux é diferente da cidade que a inspirou de algumas maneiras importantes. Uma delas é uma rede de canais que passa por baixo da cidade fictícia. Estes canais podem ser acessados por portas de serviço nos becos, ou usando um barco. Explorar os túneis garante não apenas vários itens colecionáveis, como também revela entradas secretas para vários esconderijos da máfia italiana.

Corridas subterrâneas

Depois que descobrir a rede subterrânea, visite os túneis debaixo do porto de Tickfaw, acessíveis por carro e que inclui uma rampa que deixa você saltar sobre o canal norte da cidade.

O Expresso Lincoln

Uma antiga ferrovia vai do canto noroeste do Bayou até o sul dos pântanos, antes de correr para o leste e eventualmente acabar no canto nordeste do Bayou, no formato da letra U. Apesar da idade, a ferrovia está intacta e pode-se dirigir por ela de carro para uma vista diferente do Bayou.

Jacarés nos esgotos

Uma família de jacarés passou a morar no centro de filtragem de água próximo ao lixão em Barclay Mills. Jogue o corpo de um mafioso no tanque d’água, e verá os jacarés se alimentando. É possível alimentá-los em alguns outros lugares, pelo Bayou e na fazenda de jacarés da abertura do jogo.

Trocando suas armas

Você pode usar a roda de armas para mudar suas armas, mas a maneira mais fácil de trocar armas é pressionando os botões LB ou RB (ou L1 e R1). Isto irá alternar entre a Arma Pesada em seu compartimento direito, e a Arma Secundária em seu compartimento esquerdo.

Mudando a postura da sua mira

Como a maioria dos shooters em terceira pessoa, Mafia 3 a postura padrão da mira é sobre o ombro direito quando você mira com sua arma. Use o botão L3 (ou LS do Xbox) para mudar de lado em torno da mira.

Arrombando portas

Ao lidar com portas trancadas você pode chutá-las, ou destrancá-la silenciosamente. Chutar irá alertar a todos os inimigos próximos a sua presença, enquanto destrancar com um pé de cabra lhe permitirá aproximar silenciosamente. Escolha com cuidado, dependendo da situação, e sempre fique pronto para derrotar inimigos no caso de eles estarem esperando por você.

Usando seus Associados

Lincoln tem alguns amigos em lugares altos, e você vai querer ter certeza de que você está usando o máximo deles, conforme você passa o tempo explorando Nova Bordeaux. Há poucos tipos diferentes de Associados, mas, apenas lembre-se de fazer uso de seus serviços a qualquer momento em que precisar deles. Eles estão lá para ajudar, e derrubar os impérios criminosos vai exigir um pouco de apoio ao longo do caminho.

Como conseguir dinheiro

Coletando dinheiro dos esquemas no jogo você pode conseguir uma boa quantidade de dinheiro. Os seus subordinados controlam os esquemas e coletam dinheiro dele. Ao visitar eles você poderá pegar o dinheiro. É importante coletar sempre, pois há um limite de dinheiro que eles podem guardar, quando chega esse limite eles param de trazer dinheiro. Essa capacidade vai aumentando a medida em que o jogo progride.

Ao progredir na história e conseguir os três subordinados você irá desbloquear formas diferentes de conseguir dinheiro. Entretanto esses métodos não ficarão disponíveis até você encontrar Donovon em um banco em Barclay Mills.

Ao conseguir $140,000 você poderá desbloquear a habilidade de contratar alguém para coletar o dinheiro no seu lugar, te dando tempo para focar em outras formas de obter dinheiro.

Evite perder dinheiro

Todo dinheiro que você recebe pode ser armazenado dentro de um cofre. Antes de iniciar uma missão que você acha que pode morrer, sempre guarde o dinheiro, pois ao falhar em uma missão você perde metade do dinheiro na sua carteira.

Referências:

Blog nuuvem, Jogos Enternauta, Game Detonado, Canaltech, Blog Playstation, wikipedia, techtudo.

Disco Elysium

Disco Elysium é um jogo eletrônico de RPG desenvolvido e publicado pela ZA/UM. Foi lançado para Microsoft Windows em 15 de outubro de 2019, com um lançamento para PlayStation 4 e Xbox One planejado para 2020. O jogo é inspirado nos jogos de RPG da Infinity Engine (como Baldur’s Gate e Planescape: Torment) e nos jogos de RPG de Mesa, sendo escrito e projetado pelo romancista estoniano Robert Kurvitz. O jogo foi aclamado pela crítica, com alguns citando-o como um dos melhores jogos de RPG de todos os tempos.

Um degenerado lutando contra as vozes da própria cabeça

A arte de Jenny Saville é uma das influências de Disco Elysium. A amnésia é uma muleta, um recurso de linguagem bastante saturado em roteiros, seja nos filmes ou nos games. E também é o ponto de partida de “Disco Elysium”.

Você não tem controle sobre o passado do policial protagonista, mas age ativamente daquela manhã em diante. Acorda de cuecas, cara no chão, gravata no ventilador. De onde veio e o que está fazendo ali? É o que vamos descobrir — se essas vozes na sua cabeça deixarem.

São vozes dentro da mente do policial lutando pelo holofote dos sentidos expositórios. Elas surgem como caixas de texto, como se fossem um típico personagem. Mas quem está falando? Devo ouvir ou pular fora?

Cada voz na cabeça do policial seria algo como a personalidade de um diferente mestre neste RPG da vida real? É uma forma de se pensar.

Substâncias ilícitas podem entrar na equação, afetando o resultado das conversas com efeitos reais, não só pontuais. É como se Arthur Conan Doyle desafiasse Shakespeare para uma disputa de braço de ferro, com tapa de luva de pelica e tudo.

Não subestime as palavras

Em “Disco Elysium” você vai ser soterrado por textos —até o momento, sem tradução para o português brasileiro. Mas não é um texto qualquer, cozinhado em três minutos para preencher missões.

O texto tem peso, as respostas transitam entre o mais puro fascismo grotesco e o ultra-liberalismo desmedido num mundo de ficção versus realidade. E nem pense em sair pulando diálogos, ou então é melhor nem começar o jogo. O impacto de uma caixa de texto vertical, e não horizontal, carrega valores de Rembrandt, Ilya Repin e, em especial, Jenny Saville.

Como num RPG tradicional, você ganha XP, distribui pontos e conceitos básicos de psiquê e força física, por exemplo. Você é testado, rolando “dados virtuais” que aparecem na tela, como se rolassem em uma mesa. Falhas e acertos dependem desses testes, mas o sistema de jogo não impõe barreiras.

Os NPCs são profundos e marcantes, assim como criptozoologia

Com exceção de um ou outro morador de rua bêbado demais para articular mais do que um par de linhas de raciocínio, todo e qualquer NPC em Disco Elysium é complexo o suficiente para ganhar seu próprio espaço no caderninho de anotações. E não só do excepcionalmente resoluto Kim Katsuragi, seu parceiro policial.

Criar qualquer tipo de vínculo com o dono da banquinha de jornais pode dizer muito mais sobre você mesmo. O policial, ora ingênuo, ora filosófico, pode derrubar paredes metalinguísticas irreversíveis. Afinal de contas, o cadáver não vai desfazer o nó da forca sozinho, as crianças não pretendem deixar de lado suas compulsões pelo mórbido e a senhorinha cadeirante, cujo marido é estudioso da arte da criptozoologia, não vai esquecer tão cedo (por mais que ela diga o contrário) do encontrão atrapalhado, com direito a câmera lenta e dois dedos do meio direcionados ao barman.

Não há cães para acariciar em Disco Elysium, mas você pode despejar toda essa ternura na caixa de correios (evidentemente que chutá-la também é opção).

O seu Forgotten Realms particular

“Planescape: Torment” é considerado por estudiosos da era de ouro dos RPGs de computador o manifesto do refinamento em texto, narrativa, roteiro, e do que esse tipo de mídia foi e seria capaz de criar.

Disco Elysium é condensado e formulado com os mesmíssimos fundamentos, mas a mensagem foge do medieval fantástico —o momento de karaokê bêbado não me deixa mentir.

Saúde física e mental precisam andar em dia, e aí entra o uso de substâncias psicotrópicas, ilícitas ou não. Para ganhar dinheiro, você precisa coletar garrafas para reciclá-las. Ao menos, é uma tentativa de fazer o mundo melhor.

Atitude de punk-rock estoniano: anárquico, caótico

Se David Lynch tirou inspiração para finalizar seu “Eraserhead” de uma citação bíblica (e jamais saberemos exatamente qual), as mentes pulsantes por trás de Disco Elysium consumiram punk-rock de sua terra-natal o suficiente para que o vírus do inconformismo anarquista fosse companhia constante, assim como os livros de Dungeons & Dragons ou o movimento Avant Garde russo.

Disco Elysium é um jogo nascido de cenário de RPG de mesa que virou novela para, então, ser concebido no formato de videogame – ou seja, estamos falando de criadores mais acostumados ao analógico que ao digital.

ZA/UM, o estúdio responsável pelo jogo, nasceu tão de garagem quanto as bandas ouvidas durante a adolescência tumultuada, dentro e fora de casa. E talvez fosse isso que o mercado de games estivesse precisando com tanta urgência para trazer um ar de novidade.

Nem sempre confie nos seus instintos

A cabeça de um detetive é um emaranhado de ideias, suposições e raciocínios. Em “Disco Elysium”, esse instinto é parte importante do gameplay. Dependendo de quais atributos você for melhorando ao ganhar níveis, diferentes áreas da sua mente vão entrar em ação na hora dos diálogos pelo mundo.

Lógica, retórica, drama e diversos outros conhecimentos vão te ajudar a descobrir mais sobre as intenções dos interrogados e alertar sobre locais escondidos e possíveis armadilhas. No entanto, assim como na realidade, nem sempre o raciocínio do seu detetive vai estar correto.

Desconfie especialmente de habilidades que estiverem com poucos níveis ou que tiverem vencido apenas testes fáceis para dar uma dica. Pensamentos que têm relação com a vontade do seu personagem de se acabar em bebedeira e drogas também não dão conselhos muito produtivos.

Respostas ruins ou que irritem o seu interrogado podem fechar opções de diálogo, dificultar desafios de rolagem de dado e até mesmo causar algo trágico, como o fim de uma sidequest ou mesmo a morte do seu personagem graças a uma reação desmedida.

Recicle para fazer dinheiro

Em Revachol, o dinheiro é para poucos. Um detetive que recebe quase nada e gasta o que tem com bebidas também não vai ter sucesso para pagar o seu quarto de hotel, quanto mais comprar bons itens para ajudar nas missões.

Um meio de fazer uma grana extra é reciclando garrafas. Para isso você vai precisar de uma sacola que fica próxima a dois veteranos na parte sul do primeiro cenário. Com essa sacola você pode recolher garrafas por todos os lados e trocar por dinheiro na loja de conveniência próxima ao hotel onde você dorme. Não é muito, mas ajuda a comprar aquele item em que você estava de olho.

Faça missões secundárias

Missões secundárias são a melhor forma de ganhar experiência. Há dezenas delas espalhadas pela cidade só esperando a sua ajuda para uma resolução. Algumas demandam que você encontre alguém em um momento exato do dia, outras pedem que você use algum dos seus atributos para investigar alguma coisa. A recompensa é sempre uma boa quantidade de experiência e, quem sabe, algum dinheiro ou item.

Para conseguir missões secundárias é preciso conversar com todo mundo, já que elas não ficam marcadas no mapa. Tente sempre esgotar as opções de conversa, e fique atento porque algumas delas estão escondidas embaixo de várias camadas de diálogo com NPCs.

Visite o mapa regularmente

O seu inventário em Disco Elysium é bem útil durante a jornada. Na parte chamada de ‘Journal’ você tem acesso a duas abas importantes. A primeira, de ‘Tasks’, mostra todas as missões ativas no momento, tanto principais quanto secundárias. Além das descrições, ela mostra qual o seu último passo e o que fazer a seguir. Com tantas missões, é bom voltar aqui regularmente para garantir que não esqueceu nada.

Na segunda aba está o mapa do jogo. Além de uma visão geral de Revachol, você conseguirá ver onde está cada local importante nesse mundo, inclusive pessoas com quem você pode ter alguma pendência ou algum desafio de dado não concluído. Basta ir descendo a barra para encontrar quem você estava procurando e qual a perícia que ele exige para completar um desafio.

Use ‘Tab’ sempre

O cenário de Disco Elysium é sempre bem carregado. Em áreas abertas isso dificulta identificar todos os objetos passíveis de interação, e em áreas fechadas algo sempre acaba ficando escondido. Para não te deixar na mão, o jogo colocou uma opção bem tradicional de RPGs isométricos: contornar tudo com o que você pode interagir.

Para ativar esse contorno, basta pressionar ‘Tab’. Sempre que chegar em um novo local ou suspeitar de algo, utilize o botão. Com algumas perícias ainda é possível descobrir objetos escondidos e entradas secretas.

Itens e roupas ajudam nos desafios

Vários dos desafios de rolagem de dados podem ser refeitos. Quanto maior a sua perícia no atributo que o desafio pede, maior a sua chance de conseguir executá-lo. Para te ajudar a conseguir mais pontos, você pode modificar as roupas do seu personagem. Cada peça de roupa conta com vantagens e, às vezes, desvantagens em algum atributo. Equipe as que você precisa e tente novamente.

Para um bônus ainda maior, você pode utilizar substâncias que causam dano à sua moral e saúde, mas melhoram algum atributo. Bebidas, cigarro e drogas são exemplos do que você pode conseguir pela cidade. Mas tome cuidado com a quantidade de usos, que pode complicar a vida do seu personagem.

Vida após as 21h

O seu parceiro Kim Kitsuragi vai estar durante todo o dia ao seu lado. Na maior parte do tempo ele é calado e não interfere muito nas suas atitudes, mas por vezes pode te impedir de fazer algo, como roubar uma bota de um cadáver.

Se você vai ser do tipo policial corrupto e prefere fazer essas coisas sem a presença do Kim, existe um meio. A partir das 21 horas é possível ir para o hotel e dormir. Assim que você entrar no seu quarto, o seu parceiro vai dar boa noite e ir para o quarto dele. Nesse momento é possível sair do seu quarto e abusar da noite na cidade, livre do olhar julgador do Kim. Só tome cuidado para não fazer nada de que vá se arrepender depois.

Como dormir em Disco Elysium?

Os desenvolvedores deste jogo nos fizeram algumas sugestões, porque eles nos dizem que é idéia ir com Roy para a loja de penhores, então podemos vender alguns objetos com ele recolher dinheiro, por outro lado, é importante continuar com a exploração, porque alguns recipientes às vezes contêm dinheiro, há também uma outra opção e é que Joyce pode dar algum dinheiro que ele está na doca, para isso acontecer é importante passar um cheque em branco de Volition.

Enquanto isso, outro lugar onde podemos obter dinheiro no contêiner fechado do porto, não é necessário fazer uma verificação, além de ter em conta o seguinte:

É importante ter tempo a nosso favor, então se o tempo for antes das 23.00 horas podemos equipar o saco de tara amarelo, então é necessário recolher a tara e vendê-la para Frite, por outro lado se for antes das 22.00 horas podemos passar um cheque com Sell e assim pedir dinheiro, então, recolher dinheiro suficiente é necessário com Garte no Whirling e cancelar o quarto de hotel porque desta forma podemos dormir em Disco Elysium.

Por outro lado, se você chegar às 2.00 da manhã e nós não conseguimos obter dinheiro se você voltar a um problema, uma vez que não podemos dormir e isso é uma desvantagem, e, por acaso, você não pode executar as operações relacionadas recentemente para levantar dinheiro, se esse caso for apresentado, basta recarregar a gravação de 23,00 e siga os passos acima.

Como ganhar dinheiro no Disco Elysium

Você precisará de muito dinheiro no Disco Elysium. Assim como na vida real, viver não é barato.O dinheiro é necessário para colocar um teto sobre sua cabeça, comprar comida para curá-lo e outras bugigangas que podem ou não ser úteis para suas investigações. Infelizmente, não é fácil conseguir dinheiro no Disco Elysium, mas há algumas coisas que você pode fazer para tentar obter mais.

A moedausado no Disco Elysium é chamado r & eacute; al. Se você quiser fazer alguma coisa –como obter um mapa –você precisará descobrir uma maneira de se tornar real. De fato, depois de acordar, você descobrirá que sua conta de hotel é uma gritante quantia de 130 r, significativamente mais do que seu saldo atual de zero.

Também vale a pena notar isso, a menos que você tenha um lugar livrepara dormir, você precisará pagar 20 dólares por dia para dormir no Whirling-in-Rags.Não apenas você precisará tentar avançar com a investigação todos os dias, mas também precisará descobrir uma maneira de obter mais dinheiro.

Coletando moedas

A primeiramaneira de obter r & eacute; tudo é simplesmente pegá-lo do chão. Espalhadas pelo mundo do Disco Elysium estão pequenas pilhas de moedas. Estes costumam chegar a alguns centavos, mas é melhor que nada. De fato, é provável que você encontre 50 centavos ímpares fora do seu quarto de hotel. Comece bem!

Venda itens para a casa de penhores

Outra maneira de ganhar dinheiro rápido no Disco Elysium é vender itenspara a loja de penhores. Você pode encontrar a casa de penhores ao sul de Whirling-in-Rags. Esta loja é administrada por um sujeito interessante que tem um leve vício químico. Traga a ele qualquer coisa interessante que você encontrar e você pode fazer algo real.

Os tipos de coisas que você pode penhorar para r & eacute; todos são: a caneta chique que Kim lhe dá, fotografias que você encontra, uma caneca quebrada. Basicamente, tudo o que você acha que não precisa pode ser vendido.A única coisa que o dono da loja de penhores não compra é a sua roupa, e ele absolutamente não compra a sua gravata.

Caridade de estranhos

Finalmente, a última maneira de conseguir dinheiro no Disco Elysium é literalmente implorar a estranhos por sua caridade. Embora nem todos os NPCs possam receber uma apostila, há alguns em que a opção está disponível.

Há uma mulher bastante próspera em um barco à esquerda de Martinaise chamado Joyce Messier. Depois de conversar um pouco com ela, você pode pedir uma apostila. Se você pedir uma quantia razoável, é provável que você a consiga. Uma boa idéia é pedir 130 r & eacute; al, apenas para cobrir os danos que você causou antes de começar a jogar.

Conseguir dinheiro no Disco Elysium é difícil.Não há muito o que encontrar no mundo, mas existem maneiras de ganhar dinheiro.Não se envergonhe de pegar garrafas para reciclagem, vender itens para a loja de penhores e até pedir um folheto a estranhos. Você precisará usar todas as avenidas se quiser manter o teto sobre sua cabeça ou seus medidores de saúde e moral cheios. Para obter mais cobertura do Disco Elysium, você já está no lugar certo.

Referências:

Joy Stick Brasil, Xbox Play, Uol, Wikipedia.