Friday the 13th: The Game

Friday the 13th: The Game é um jogo eletrônico de gênero survival desenvolvido pela IllFonic, e publicado pela Gun Media. É baseado na franquia de filmes de mesmo nome de propriedade da Paramount Pictures. Foi lançado em 26 de maio de 2017 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

O jogo possui um modo multijogador assimétrico, colocando até sete jogadores para controlar monitores do Acampamento Crystal Lake contra um jogador que controla Jason Voorhees. Funciona como o mais conhecido pique e pega, pois precisam ser astutos e engenhosos para fugir de Jason ou como Jason pegar os conselheiros antes que fujam. Ele possui um mapa semi-aberto, no qual os jogadores são capazes de explorá-lo ainda mais.

Originalmente, o jogo estava sendo desenvolvido sob o título Slasher Vol. 1: Summer Camp pela IllFonic em meados de 2015. A Gun Media estava em negociações com o diretor da franquia Sexta-Feira, Sean S. Cunningham, para obter uma licença e iniciar o desenvolvimento do jogo. Depois de uma série de reuniões, a empresa conseguiu obter os direitos para o projeto. Então, o jogo evoluiu para Friday the 13th: The Game e os financiamentos do Kickstarter e BackerKit aumentaram em aproximados US$1.095.143,40, tornando-se o 124º projeto mais bem-sucedido de todos os tempos. É também o primeiro jogo IllFonic a utilizar o Unreal Engine 4 após desistirem da CryEngine que seguiu com o Projeto Advena.

Sem história

Friday the 13th: The Game não tem um enredo. O jogo foi criado para ser multiplayer e apenas via conexão online. Um modo de história pode ser adicionado no futuro, via atualização ou expansão, mas, por ora, ele foi lançado sem isso. Contudo, sabemos que a premissa básica é a mesma de sempre: um grupo de adolescentes tenta passar a noite em Crystal Lake, mas são surpreendidos com os ataques repentinos do vilão Jason, que pretende matar todos que vê pela frente.

Modos de Jogo

No modo de “Jogo Rápido”, é possível jogar como Monitor (sobrevivente) ou com o próprio Jason (assassino). Como monitor, seu principal objetivo será fugir e sobreviver. Jogando como Jason, seu papel será o de matar os sobreviventes e impedir que eles fujam.

No modo “Jogo Fechado”, o jogador pode criar um lobby e aguardar que os outros entrem ou convidar os amigos para jogar. Estes dois modos citados são totalmente online.

Além destes, existe ainda um terceiro modo o “Jogo Offline”. Ele é subdividido nos modos: “Cabana Virtual” onde é possível conhecer algumas curiosidades da franquia; um “Modo de Robôs” onde o jogador enfrentará alguns bots na partida; e, por último, um modo de desafios extras.

Para jogar o modo principal, acesse “Jogo Rápido” no menu e aguarde que o game encontre os servidores dedicados e também os outros jogadores. Após finalizado esse processo, no lobby do servidor, você poderá escolher e personalizar seu Monitor ou seu Jason.

Ao escolher a opção de personalização de seu Monitor, por exemplo, você poderá trocá-lo por outro monitor que esteja disponível ou apenas adicionar bônus ao seu personagem atual e melhorar suas habilidades.

Single player

Os jogadores poderão controlar Jason Voorhees por novos objetivos além do mero fato de assassinar adolescentes desesperados que tentarão lutar por suas vidas.

Teremos uma série de desafios diferentes, como utilizar uma única arma durante toda a partida, ou acabar com a vida dos monitores apenas de uma forma específica. Haverá também a necessidade de furtividade e utilização de elementos do cenário. Ao seu favor, todas as habilidades de Jason se mantêm, como a capacidade de teletransporte e hipervelocidade por alguns minutos.

Jogando como Monitor

Ao jogar como Monitor, como mencionado anteriormente, seus principais objetivos são: fugir de Jason e sobreviver. Para isso, será necessário coletar o máximo de recursos e sempre prestar atenção para não ser notado pelo assassino. Para ter uma maior taxa de sucesso e sobreviver, é necessário seguir algumas regras básicas:

Controle o medo do personagem acendendo a lanterna sempre que estiver em um local escuro;

Evitar correr para todos os lados ajudará a administrar a estamina e, por consequência, poderá te salvar num possível encontro com Jason;

Para ganhar tempo, preste atenção aos consertos que foram feitos por outros jogadores;

Compense a falta de determinada habilidade de cada personagem equipando bônus pontuais antes de iniciar cada partida;

Não fuja do local sozinho ou com itens importantes. Caso isso aconteça, o jogo se tornará mais difícil para os outros sobreviventes. Lembre-se que este é um jogo de sobrevivência cooperativo;

Não coloque armadilhas em portas abertas, pois elas poderão atrapalhar outros sobreviventes que estejam fugindo do Jason;

Sempre que entrar ou sair de um local, feche todas as portas e mantenha o máximo de janelas abertas possível.

Jogando como Jason

Ao assumir o papel de Jason, você terá que assassinar os monitores e evitar que eles fujam da área. Para isso, esteja atento a todo e qualquer movimento que eles façam. Veja abaixo algumas táticas básicas para ter mais sucesso nessa missão.

Pegue todas as facas que encontrar pelo caminho. Elas o ajudarão no momento que estiver correndo atrás de alguém;

Coloque armadilhas em carros, cabines telefônicas e atrás de portas fechadas. Isso aumentará as chances de você ferir e matar os outros;

Quebre todas as janelas e disjuntores que encontrar. As janelas quebradas impedem que os sobreviventes passem por elas sem se machucar. Quebrar os disjuntores irá apagar as luzes e dificultar a visão dos monitores, te ajudando a pegá-los de forma mais furtiva;

Faça o teletransporte para alcançar locais mais distantes com facilidade antes que os sobreviventes fujam, consertem o carro ou chamem a polícia.

Friday The 13th The game é um jogo bastante divertido, mas aterrorizante e violento ao mesmo tempo. Uma ótima opção para tomar sustos e dar boas risadas jogando com amigos. Com partidas rápidas de aproximadamente 20 minutos, é possível ganhar muita experiência, subir de nível rapidamente e adquirir mais personagens, habilidades e customizações. Os gráficos não acompanham os jogos de última geração, mas o carisma do protagonista (Jason) tornou o game um grande sucesso entre os fãs da franquia.

Não corra

É essencial que você não corra como um maníaco durante o jogo, porque Jason ouvirá o som e saberá onde você está. Sim, uma vez que localizo você, é melhor correr, mas quando ainda não sei onde você está, é aconselhável ir devagar para tentar encontrar objetos que permitam que você se defenda e escape totalmente do jogo.

Estas são as três melhores maneiras de escapar de Jason e sobreviver

Para isso, você deve se preocupar com a correção. Por um lado, você tem o telefone e, por outro, os veículos na forma de barco e carro.

Para consertar o telefone, você precisa encontrar o fusível, geralmente ele fica perto da cabine. Você pode encontrá-lo em casas ou cercas. Lembre-se de que, depois de fazer a ligação, você ainda não está seguro, pois você precisa esperar 5 minutos para que a polícia chegue e siga na estrada principal, e Jason estará esperando por você.

Se você deseja consertar o carro, você deve encontrar a bateria de gasolina e as chaves espalhadas aleatoriamente no mapa. Para consertar o carro, você deve executar um botão e pressionar o minijogo, mas se você fizer errado, terá que esperar para tentar novamente se Jason ouvir que ele poderia procurá-lo se você for cuidadoso e executar bem o minijogo. Existem 2 veículos, um azul que pode acomodar até 4 ocupantes e o outro azul que pode acomodar até 2 ocupantes. Observe que Jason pode bloquear seu carro e você precisará iniciá-lo novamente.

Você também tem a opção de consertar o navio encontrando a gasolina e as hélices espalhadas aleatoriamente pelo mapa.

Explore as casas

Isso tornará sua vida muito mais fácil (e salvará) se você tiver um bom inventário. Nas casas, você pode encontrar o walkie-talkie, o kit de primeiros socorros e outros objetos úteis que lhe permitirão sair vivos dos confrontos com Jason.

Obtenha experiência para subir de nível rapidamente

Você não deveria estar de pé, mas também não deveria estar correndo como um louco. Toda ação que você faz no jogo oferece experiência. Você pode vender upgrades, derrubar objetos e portas, instalar a bateria do carro, consertar o telefone e o melhor de tudo: terminar os jogos repetidamente. Acima de tudo, este último lhe dará muita experiência para ter cada vez mais vantagens em futuros confrontos.

Use armas com grande atordoamento para atacar Jason

Armas mais fracas quebram facilmente, por isso recomendamos que você encontre a espingarda, machado e facão o mais rápido possível.

Ligar para Tommy Jarvis

Para que isso aconteça, você precisa dos seguintes requisitos:

Uma das vítimas deve ter morrido ou escapado;

Antes de encontrar o grande rádio e chamá-lo;

Uma vez que você o tenha, ele aparecerá com uma espingarda, com estatísticas melhores que as outras e você terá mais tempo de sobrevivência devido à sua ajuda.

Fuja de Jason se ele te agarra

Você só tem duas maneiras de escapar de Jason quando ele a agarra e antes que ele cruelmente termine sua vida delicada:

Com a faca secreta, se você já fez isso antes;

Pressionando um certo botão antes de Jason.

Como consertar melhor

Tem personagens que não são bons de conserto, como a Tiffany, o seu reparo é ruim, por isso seu mini jogo é o mais difícil. Quando você pega aquele reparo grande e demorado, pois você pode trocar ele. Quando não gostar do seu mini jogo inicial recomeçando o puzzle, tipo retirar e colocar a bateria do carro até aparecer um mini jogo menor e mais rápido.

Quebrar portas

Muitas pessoas cometem o mesmo erro, que é quebrar a porta normalmente, segurando o botão de ataque. A melhor forma de quebrar a porta é modo combate, assim é mais rápido e pode matar o monitor mais cedo.

Como arrancar a máscara mais facilmente

Retirar a máscara de Jason não é uma tarefa fácil, então precisamos de um truque para isso também, já que vamos retirar sua máscara, corremos riscos de morte, sabe quando Jason vai na janela para a quebrar, como um facão ou qualquer arma vá a janela fique em modo de combate (não é obrigatório) e quando ele estiver quebrando a janela ataque ele, assim Jason vai tomar mais Dano.

Como matar Jason

Primeiro você deve pegar o suéter da mãe de Jason, localizado na cabana onde ele nasce. Jason será alertado assim que você chegar lá e devido ao fato de que ele pode teleportar-se para qualquer lugar do mapa, é bom ser rápido.

Este suéter deverá ser usado mais adiante por uma conselheira (mulher). Se for um conselheiro (homem), não causará o efeito desejado.

Após estar com o suéter, um conselheiro precisa morrer para renascer como Tommy Jarvis. Para de que para isso aconteça, um dos jogadores deve chamar por ajuda antes usando o Radio de Banda Cidadão (Radio CB), localizado na casa com a torre de transmissão branca e vermelha com uma antena no topo.

Depois que Jarvis aparecer, ele deve se desfazer de sua arma, pegar uma machete e atacar Jason até que sua máscara caia.

Em seguida, a supervisora com o suéter deve usá-lo como faria com qualquer outro item, o que irá atordoar Jason. Nesse instante, Tommy deve matar Jason com a machete. Qualquer outro conselheiro atacando ele com esta arma não desferirá o golpe fatal.

Como Jason é muito forte, a chance de você acabar morrendo é alta, ainda mais se Jason estiver ciente do que seus amigos e você estão planejando.

Então nada de ficar tristinho quando morrer, levanta a cabeça (se ele ainda não tiver cortado) e vá para a luta.

Dicas rápidas

Andar em floresta e evitar rios;

Um dos melhores lugares para por trap é na frente da casa central e nas pontes que dão a o outro lado do mapa;

Ande em grupo (um grupo ajuda a sua porcentagem de sobrevivência;

Não tente ir para cima do Jason sozinho (Apenas com um grupo);

Não corra ou faça barulho dentro de uma casa, motivo: Se você não fizer nenhum barulho você não aparece dentro de uma casa por isso também temos que optar por stealth;

Ande de olho no chão para ver se tem traps, lembrando as traps ficam com uma cobertura de folhas em cima, então tome cuidado!

Referências:

Boca do Inferno, 3 Djuegos, Steam Comunnity, Amino apps, Game for fun, wikipedia, techtudo.

The Evil Within 2

The Evil Within 2 [a] é um videogame de terror de sobrevivência em terceira pessoa desenvolvido pela Tango Gameworks e publicado pela Bethesda Softworks para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo foi lançado mundialmente em outubro de 2017 e é a sequela do videogame de 2014 The Evil Within. O jogo recebeu críticas geralmente positivas; como seu antecessor, recebeu elogios por seu visual, atmosfera e jogabilidade, mas recebeu algumas críticas por sua história e personagens.

Não tenha medo… de fugir

Naturalmente, The Evil Within 2 te dá medo. Ele foi feito para isso. Monstros assustadores, sustos mil, mas nem sempre precisa ser assim. Quando se deparar com uma criatura desconhecida que você não sabe bem o que faz ou como ataca, não tenha medo de fugir!

O game te dá todas as possibilidades para tentar se esconder ou despistar inimigos normais. Ainda que não seja tão adequado, é possível escapar com algum trabalho extra, seja por vida curta ou falta de munição. Contudo, tenha cuidado: os monstros são bem inteligentes e não deixarão que você suma sem mais nem menos.

Siga sempre o comunicador

O comunicador é uma importante ferramenta em The Evil Within 2 e coloca muita informação à disposição de Sebastian. Saiba seguir suas dicas e encontrar a localidade de outros elementos, itens ou sobreviventes no STEM.

Sem o comunicador, sua vida vai ficar bem mais complicada. Explicamos isso pois suas dicas podem parecer meros tutoriais do próprio jogo, mas não são. Não as ignore em hipótese alguma se quiser sobreviver um pouco mais.

Jogue com calma (na medida do possível)

Apesar de ter elementos de ação, The Evil Within 2 é um game para ser explorado nos mínimos detalhes. Jogue com calma, não pense em correr para terminar e ver logo a sequência de cenas finais.

Explore os cantos escuros, destrua caixotes para revelar itens e, claro, não deixe de aproveitar cada segundo da campanha. Essa dica é ainda mais recomendada nas dificuldades mais altas, carregadas de desafio superior.

Prefira sempre a furtividade

Por falar em calma, a furtividade é sua amiga em The Evil Within 2. Escolha permanecer nas sombras, evite combates e encontros indesejados. Os jogadores que fazem isso têm mais chance de sobreviver por algum tempo sem ser interrompidos. É no acobertamento que você encontra menus para matar automaticamente inimigos distraídos.

Como já deixamos claro, as sombras são suas amigas. Esgueire-se por cantos e escolha ficar atrás de móveis ao longo dos mapas que são dentro das casas, ou por trás de objetos diversos em outros locais de Union. Fique sempre atento ao ícone de olho que aparece no topo da tela. Se ele mudar, quer dizer que um inimigo te viu. Uma boa dica para distrair oponentes e usar mais a furtividade é, por exemplo, lançar objetos como garrafas em outro canto do cenário.

Economize balas

Chegamos àquela dica precisamente voltada para o gênero de sobrevivência de horror: economize balas. Não é brincadeira, já que toda a munição é escassa ao longo do jogo. As armas brancas, de corte, fazem um trabalho melhor para eliminar monstros mais simples ou abrir caixotes.

É claro que teremos momentos nos quais as balas serão imprescindíveis e você terá que descarregar pentes inteiros para eliminar os inimigos. Contudo, é sempre bom ter aquela reserva adicional, para fazer com que uma batalha de chefe seja mais simples, por exemplo.

Machado: a melhor arma branca

Por falar em armas brancas… Elas são as armas de corte, que não gastam munição e te oferecem ataques praticamente infinitos contra qualquer monstro padrão. Dentre elas, o machado é a melhor, com golpes mais fortes e precisos.

Na maioria do tempo, Sebastian terá a clássica “faquinha” à sua disposição, mas a partir do momento em que conseguimos o machado, a experiência de combate muda completamente. Não tenha medo de usá-lo no lugar das armas de fogo, inclusive.

Sempre mova a câmera

Essa dica está ligada com outras que citamos mais acima: a câmera é um dos segredos para se dar bem em The Evil Within 2. Alguns inimigos atacam sem aviso, silenciosos e, principalmente, por trás.

Ter todo o cuidado para não receber um golpe desprevenido ou morrer sem ser alertado é primordial no game. Infelizmente, não dá para olhar para a frente sempre, então é ideal que você sempre vigie outros ângulos da cena.

Jogar no ‘Easy’ não é vergonha

Por fim, saiba que The Evil Within 2 tem pelo menos três níveis de dificuldade iniciais. Começar no mais fácil não é vergonha alguma e, inclusive, é indicado pelo próprio diretor do jogo, Shinji Mikami – que foi o produtor e co-criador do primeiro.

The Evil Within 2 já é difícil por natureza, dada a variedade de momentos tensos, e jogar no “Casual”, o nível mais fácil, ajuda na adaptação dos controles e no desenrolar da história. Depois, é possível repetir a partida, em dificuldade superior, mas não se acanhe em começar pela mais simples – mesmo nesta dificuldade há um certo desafio alto.

Ande sempre escondido

The Evil Within 2 é um game que precisa ser jogado com cautela. O seu personagem, Sebastian, não é particularmente rápido ou forte e você terá que aprender a sobreviver sabendo isso. Considere sempre os campos de visão dos inimigos, seus movimentos e os locais onde você pode se esconder.

Sendo um game de terror de sobrevivência, você também necessita de itens essenciais como munições, mas estará limitado a um inventário não muito grande. A melhor estratégia então será andar escondido e tentar pegar seus adversários com sua faca, sempre por trás. Cada zumbi que você mata dessa forma é mais uma bala que pode o salvar no futuro.

Não seja impulsivo se for visto

Se você for descoberto por algum zumbi, não entre logo em pânico. Não é boa ideia começar disparando, mas sim procurar outro local para se esconder. Se você conseguir quebrar o campo de visão com o inimigo há boas hipóteses dele se esquecer de sua presença.

Tenha apenas cuidado com os arbustos, pois embora eles sejam bons para você se esconder, os mais altos podem também quebrar sua visão.

Estude suas redondeza

Como você não vai ter acesso a um mini-mapa, é muito importante percorrer seu caminho com cautela. Alguns zumbis estão sentados ou deitados nas ervas, um pouco camuflados e parecendo até mortos. Você não deve confiar em nada que não tenha sido morto por você, logo evite pisar nesses mortos-vivos ou eles vão acabar o atacando quando menos esperar.

Para o ajudar, você tem um ícone de alerta em cima da tela que indica se alguém está atento a sua presença. Se o olho estiver escaneando, isso significa que alguém está procurando você. Se por outro lado estiver apenas olhando em frente sem pestanejar então é melhor fugiu porque alguém está indo na sua direção!

Não esqueça que esse é um game de mundo aberto

The Evil Within é um game que o vai recompensar pela exploração. É necessário entrar em edifícios para pegar itens que vão ser muito necessários na sua sobrevivência. Logo, é útil que vá explorando suas redondezas enquanto se dirige para seu objetivo principal.

Além disso, andar pelo meio das ruas vai provavelmente levar você até à morte. Felizmente, o game tem muitos atalhos e vielas para você percorrer, fazendo com que fique mais escondido. Estabeleça sua rota por caminhos alternativos para aumentar suas chances de sobrevivência.

Complete todas as missões, incluindo as secundárias

É muito importante que você não só complete suas missões, mas também alguns objetivos opcionais que pode pegar. Essas missões secundárias devem ser completadas assim que possível porque vão conceder a você recompensas muito úteis, como novas armas e bolsas que aumentam sua capacidade de inventário.

Construa itens e melhore suas armas

The Evil Within 2 tem um sistema de construção fácil. Você apenas tem que pegar os materiais pelo mundo e os usar para criar itens. Embora o possa fazer em qualquer parte, o melhor será mesmo planejar o que quer fazer e levar seus itens a um banco de trabalho que pode encontrar em alguns pontos seguros. E ao fazer isso aproveite para criar um pouco de tudo, pois não sabe que itens vão fazer falta enquanto andar em suas aventuras. No início do game, tente se focar principalmente em munições para sua pistola de mão.

Nos bancos de trabalho, você também pode melhorar suas armas e, nesse caso, deverá começar a fazer o mais cedo possível. Cada melhoramento que você faça não vai ficar ativo apenas na arma que você está usando no momento, mas em todas da mesma categoria. Ou seja, se você melhorar uma pistola fraca na realidade todas as pistolas que pegar no futuro vão ter esse melhoramento incluído.

Evite entrar em combates desnecessários

Nesse início de jogo, seu personagem não terá várias habilidades que ajudam em combates. Sejam eles corpo a corpo ou com armas de fogo. Dessa forma, vá “comendo pelas beiradas”. Sim, elimine zumbis desgarrados para ganhar o gel verde que ajuda justamente a melhorar suas habilidades. Mas evite confrontos com grupos de monstros ou com criaturas que parecem assustadoras (elas são fortes, vai por mim).

Use os arbustos para passar desapercebido

The Evil Within 2 usa o bom e velho arbusto (consagrado em Assassin’s Creed, Uncharted e tantos outros jogos) como camuflagem. Portanto, aproveite os arbustos em Unity para andar camuflado e/ou fazer um aproach ninja antes de fazer aquele ataque furtivo.

Faça as missões paralelas

Sempre que possível, faças as missões paralelas em Unity. A primeira que já aparece logo de cara é para procurar por um armazém de armas. Do it (faça). Além de pegar munição pra chuchu, você conseguirá ótimas armas, como o virote (besta) e a shotgun.

Rifle “sniper” no telhado

Unity se parece com uma cidade de interior, cheia de casas pequenas, igreja e parque. Porém, há um prédio nela. E é nele que você precisa subir. Não chega a ser um arranha céu, mas é uma construção alta que se destaque dentre as outras. Em uma das laterais da construção há uma escada. Suba e procure pelos corpos de membros da Mobius. Só cuidado com os zumbis errantes que você pode encontrar por lá.

Reviste os soldados Mobius

Sempre que possível, reviste os soldados da Mobius mortos em Unity. Eles tem os melhores loots. Desde munição, porções generosas de gel e até itens que só eles lhe darão, como melhores repositórios de munição, seringas curativas etc. É claro que o jogo, sabendo disso, escolhe a dedo os locais para os policiais estarem caídos. Geralmente perto de algo em risco. Mas, mesmo assim, é possível saquear vários corpos e voltar com recompensas bem legais.

Se avistar uma imagem de santa, quebre-a

Calma. Sebastian Castellanos não virou nenhum religioso fanático. É que as imagens de santa em The Evil Within 2 contém chaves para você desbloquear itens em um armário que fica ao lado da cadeira elétrica na qual você obtém seus poderes.

Deixe para craftar em refúgios

Em The Evil Within 2 é possível melhorar armas e criar os itens que você usa no jogo. É possível fazer isso em bancadas espalhadas pela cidade. Logo de cara você encontra uma, no abrigo do O’Neil. O abrigo é um dos refúgios do jogo. Você até encontrará bancadas (workbenchs) “soltas” em algumas casas na Unity. Porém, criar itens nesses locais custará o dobro dos materiais que os refúgios lhe cobram. A não ser que você precise muito, guarde seus itens para criar em refúgios.

Pausa para o cafezinho

Quem não gosta de um café quentinho? Ainda mais passando o perrengue que o Castellanos passa em The Evil Within 2. Qual não foi minha surpresa quando, ao adentrar no primeiro refúgio do jogo, dei de cara com uma máquina de café. E, para minha surpresa ainda maior, o café recuperou completamente minha energia. Incrível! Portanto, se estiver voltando para um refúgio após uma missão e a energia não estiver lá essas coisas, tente economizar suas seringas já pensando naquele café quentinho do refúgio. Só não abuse, pois o café demora um tempinho para ficar pronto novamente.

Olho vivo no indicador de som

Em The Evil Within 2, há um indicador de barulho que fica na sua tela. Sempre que um zumbi ou monstro estiver por perto, o sensor mostrará umas ondas de som (parecem também com um eletrocardiograma, se você já viu um). Quanto mais perto do zumbi, mais ondas você verá. Portanto, sempre que tiver ondinha, tem zumbizinho. 

Upgrades

O mais importante de tudo; foque em estamina. Saiba que o personagem tem um péssimo fôlego. Sua barra é pequena e esvazia rápido. Então melhore dois níveis dessa barra. Você poderá ter uma chance melhor de correr de uma encrenca.

Depois dessa barra procure melhorar atributos que não envolvam o ataque. Não fará grande diferença. Veja os upgrades de estamina, vida etc, mas não de seu ataque.

Perceba as melhorias “laterais”. Toda árvore possui o principal a ser melhorado e o que rodeia a melhoria. Veja o que melhor te ajudará na progressão do jogo.

Particularmente, eu investi um pouco na árvore de furtividade. Diminuindo o ruído dos meus passos e aumentando a velocidade da caminhada agachada. Com isso, a dica que dei sobre o ataque furtivo fica ainda melhor se pensar por esse lado.

Melhoria de arma

Pense na melhoria da sua pistola. Claro, esse foco voltado mais para o início do jogo. Não gaste suas peças com nada diferente do que a capacidade de balas no pente e a cadência de tiro.

Sobre a quantidade de balas a explicação é muito simples; quanto mais munição disponível, melhor. Lembrando que arma de fogo é apenas para momentos de alta dificuldade, seja eles quais forem. E outro ponto é de você não deixar munição para trás no cenário. Se sua arma estiver cheia, você não coletará as balas, nem mesmo para ficarem em inventário. O que faria sentido se fosse assim, mas fazer o que né?!

A cadência vai te ajudar diretamente em momentos de aperto. Caso esteja sendo seguido por muitos inimigos ou tenha alguma criatura muito forte e é preciso mata-lo o quanto antes, a velocidade de disparo da arma será essencial. Ficaria muito difícil matar duas ou três criaturas que te perseguem se a sua arma demora para atirar.

Essas duas melhorias, você pode gastar peças para um upgrade cada ou dois. Fica a seu critério. Depois de estar bom o suficiente nesses dois aspectos, você pode pensar no resto. Na potência, na velocidade de recarga ou em outra arma.

Procure as chaves

Caso não tenha saco para procurar as famigeradas chaves, com certeza encontrará a localização delas na internet. Mas lembre-se, na grande maioria das ocasiões elas ficam dentro de estátuas. Não é tão fácil de encontra-las, mas ajudaria muito caso encontre.

As chaves lhe darão acesso aos armários da sala de upgrades. Com uma chave em mãos, então a sorte estará lançada. Mas praticamente, sempre, você obterá bons itens.

Referências:

Alvanista, Última ficha, Aficionado, wikipedia, techtudo.

Granny

Granny é um jogo de terror Indie desenvolvido e publicado pela DVloper, como parte da série Slenderina. O jogo apresenta um protagonista sem nome preso em uma casa, precisando resolver quebra-cabeças, evitando uma “vovó” para sair de casa em um período de apenas cinco dias. 

O jogo ganhou força após seu lançamento em várias plataformas de mídia, como YouTube , Twitch e outros. A atualização mais recente que o jogo recebeu foi em 18 de abril de 2019. 

O jogo é fortemente baseado no som, o principal antagonista, conhecido apenas como o titular “Granny”, alertado via som. O objetivo geral do jogo é escapar de casa usando pistas e resolvendo quebra-cabeças.

Gameplay 

O jogo se passa em uma casa antiga, onde o personagem principal (o jogador) está preso. O jogador deve explorar a casa para encontrar itens que possam ajudá-lo a escapar da casa em 5 dias (6 se um quebra-cabeça opcional for resolvido). Os itens incluem um martelo para arrancar tábuas de madeira, uma espingarda para atirar em Granny e uma besta para derrubar objetos altos ou derrubar Granny. Atualmente, a casa possui 5 andares, incluindo uma garagem e 2 áreas no sótão. O jogador pode escapar limpando os obstáculos na porta da frente, o que exige que ele encontre um alicate de corte, um martelo, um código de cadeado, uma chave de cadeado e uma chave mestra (esses itens são necessários para destrancar a porta principal , mas a obtenção desses itens pode exigir mais) ou reparando o carro na garagem, o que exige gasolina, uma chave de carro, uma bateria de carro, uma vela de ignição, uma peça de motor e uma chave inglesa.

Granny – o antagonista – procura na casa pelo jogador. A vovó tem um excelente senso de audição e corre em direção a qualquer som alto que ela ouve, seja de um objeto descartado ou de uma tábua rangendo. Vovó corre em direção ao jogador até que ele o perca de vista e coloca armadilhas para ursos pela casa para pegá-lo. A velocidade de corrida da vovó varia de acordo com a dificuldade do jogo (fácil, média, difícil ou extrema). Na dificuldade ‘extrema’, a vovó corre mais rápido que o jogador; na dificuldade “prática”, a vovó não está presente e o jogador pode vagar livremente e descobrir como escapar da casa. Há também uma aranha lanosa no piso do sótão, que ataca o jogador se ele chegar muito perto. O jogador terá que usar um pedaço de carne para distrair a aranha lanosa ou atirar com a besta ou a espingarda. O Modo Pesadelo adiciona mais desafios à dificuldade Extreme, adicionando uma textura mais escura e mais sangrenta na maioria das superfícies, dificultando a visualização das bordas da maioria dos objetos. O modo Pesadelo também torna as armadilhas de urso da vovó muito mais difíceis de evitar.

O jogador pode se esconder embaixo das camas ou nos guarda-roupas, desde que a avó não veja o jogador se escondendo. Se o jogador for pego, a avó vira seu taco de beisebol na cabeça do jogador, que termina o dia atual. O jogador também pode ser nocauteado ao cair do chão instável ou de uma aranha lanosa no sótão. Se o jogador for pego no último dia, uma das 4 cenas de jogo acabado, incluindo ser atacado por vovó no porão, atropelado pelo carro na garagem, com a cabeça cortada pela guilhotina em no quintal e caindo em uma armadilha de urso através do fraco piso do sótão. O jogador pode se defender de Granny atirando nela com a besta, fazendo-a andar sobre uma armadilha de gelo, prendendo-a na sauna (localizada na garagem) por um período de tempo,

O jogador também recebe lesões durante o período em que estiver em casa. No primeiro dia, o jogador não tem lesões. No segundo dia, o jogador anda mancando. No terceiro dia, o mancar se torna mais severo. No quarto dia, a visão do jogador está salpicada de gotas de sangue e a cama em que acorda tem sangue. A partir daqui, o jogador não sofre mais lesões. Durante as cenas de “game over”, a visão do jogador permanecerá a mesma do dia anterior.

Quando o jogador consegue escapar pela porta da frente, Granny fica atrás dele (a não ser na dificuldade Practice, caso em que ela espera do lado de fora da porta aberta) enquanto o jogador corre. Se o jogador não colocar o ursinho de pelúcia no berço do bebê no sótão antes de escapar, a vovó assustará e atacará o jogador quando a tela ficar preta. Se o jogador colocar o ursinho de pelúcia no berço, a vovó se sentará no degrau da frente, segurando o ursinho de pelúcia na mão esquerda antes de se virar para ver o jogador fugir, e se juntará à neta Slenderina enquanto a câmera se afasta.

Primeiros passos

Baixe o jogo no diretório de aplicativos de seu smartphone. Em seguida, selecione a dificuldade na qual deseja jogar o Granny. Quanto mais difícil, maior a velocidade na qual a avó se locomove. Já nos níveis mais fáceis, ela está menos presente.

Já, para jogar o Granny, basta ter em mente que a esfera branca localizada na tela movimenta o seu personagem. Já para mover a câmera e ter uma melhor visão do cenário ao seu redor, basta tocar o display com o outro dedo, em qualquer lugar.

Para fazer com que seu personagem se abaixe a fim de se esconder da Granny, pressione o ícone de uma pessoa em pé, localizado do lado esquerdo da tela.

Para jogar Granny de maneira eficiente, lembre-se sempre de deixar o volume de seu smartphone bem alto ou conectar seus fones de ouvido. É essencial fazer isso para poder ouvir a movimentação da vovó assustadora e fugir dela sempre que possível. Além disso, se você pisar em um local do assoalho sem querer e fizer barulho, vale pensar em se esconder, uma vez que essa ação pode despertar a personagem.

Como jogar

Os controles em Granny são muito simples. A esfera branca que fica na tela movimenta seu personagem. Para mover a câmera, basta tocar na tela com outro dedo, em qualquer lugar, e modificar sua visão para os lados ou para cima e para baixo.

Há ainda um ícone com uma pessoa em pé, que serve para que o personagem se abaixe. Ao tocar, ele fica de joelhos no cenário e serve para se esconder da avó de maneira mais eficaz em alguns momentos.

Objetivo: fugir!

Em Granny, você tem cinco dias para escapar. Caso não consiga fazer isso a tempo, terá perdido o jogo. Além disso, quanto mais o jogador permanecer na casa, pior, uma vez que isso o torna sujeito a fazer barulhos e atrair a personagem, que irá aumentar sua velocidade quanto mais próxima estiver.

A avó patrulha a casa em todos os momentos. Além disso, a vovó aumenta sua velocidade consideravelmente quando encontra o jogador ou ouve seu barulho.

O ideal, além de andar de fininho pela casa, é encontrar ambientes para se esconder ou fugir mais rapidamente. Dependendo da dificuldade, correr não vai adiantar nada, então procure sempre ficar fora do campo de visão da avó.

Isso, claro, sem falar nos quebra-cabeças que você tem de resolver para lidar com a casa, para, enfim, escapar do pesadelo e fugir do lugar.

Importante: aumente o volume!

Granny deve ser jogado com volume alto ou, no mínimo, fones de ouvido conectado no celular. É extremamente importante, caso queira durar mais nas partidas.

Isso tudo por conta dos barulhos dos cenários. Se você ouvir a avó se aproximando ou se pisar em um local em falso e alertar a inimiga, é sempre bom ter um retorno deste tipo de ação. Nunca jogue no mudo.

Do mesmo jeito que os sons podem indicar quando a Granny está se aproximando, eles também podem ser utilizados para distrair a personagem. Quando estiver tentando fugir, jogue objetos no chão para que ela vá atrás de onde você está e corra o mais rápido que puder para outro lugar. Essa dica, no entanto, é somente válida para quando você estiver próximo a uma saída. Por exemplo: quando estiver no segundo andar da casa, jogue algo no chão e corra para o andar inferior.

Use também outros elementos do cenário para confundir a vovózinha. Se esconda embaixo de mesas, dê a volta na escada do porão e passe por qualquer entrada que a deixe perdida por alguns segundos.

Faça silêncio

Desenvolve uma destreza capaz de fazê-lo andar sem emitir sons, ou prepare-se para se deparar com seu maior pesadelo. Lembre-se, além disso, que cada uma de suas atitudes, como abrir uma porta com uma chave ou até mesmo quebrar um pedaço de madeira emitirá sons. Por isso, sempre que decidir fazer algo, é preciso que você já tenha esquematizado em sua cabeça qual será o seu próximo passo e onde vai se esconder.

Feche as portas quando sair

Feche as portas sempre que for atravessar de um cômodo para outro. Essa é uma maneira simples e fácil de ganhar tempo contra Granny. Além de atrasar os passos da vovó durante a perseguição, o ruído da porta abrindo servirá de alerta para saber se ela ainda está atrás de você.

Outra dica é usar as portas como um esconderijo de última hora. Caso você seja encurralado em um dos cômodos, fique atrás da porta e espere a Granny entrar. O personagem será “empurrado” para trás da entrada e permanecerá escondido. Em seguida, quando a vovó estiver de costas para você, aproveite a brecha para sair correndo e escapar.

Saiba para que serve cada item

Saber a função de cada um dos itens em Granny é essencial, caso contrário, de nada adiantará uma chave que você não sabe onde deverá ser usada ou muito menos um dentre três pedaços de uma escopeta velha. Para isso, continue sendo.

Deixe os itens em lugares seguros

Os itens que são derrubados no chão permanecem no mesmo lugar, por isso procure um cômodo seguro e deixe os objetos importantes guardados. Especialmente a espingarda e os tranquilizantes para afastar Granny mais facilmente em momentos de perigo.

Confunda Granny

Uma boa estratégia e constantemente confundir Granny, fazendo com que ela acredite que você está em um cômodo quando, na realidade, está em outro. Uma das melhores formas de fazer isso é através das passagens secretas do porão ou então no quintal, fugindo sempre para a casinha de brinquedo. Isso certamente lhe dará algum tempo para respirar, visto que Granny fará uma busca no cômodo em questão. Certifique-se, entretanto, de, de forma alguma, emitir outro som no local onde você de fato está. Isso colocará todo o plano em risco, e você terá feito um esforço danado para, no fim das contas, ser facilmente encontrado.

Logo no começo do jogo, no quarto onde você aparece, pegue o vaso que está em cima da mesa e atire-o no chão. Fique ao lado da mesa e, quando Granny entrar no quarto, aperte o ícone para se esconder repetidas vezes até que o bug aconteça. A vovó ficará andando no mesmo lugar, sem parar, e você estará livre para ir onde quiser.

Paciência é uma de suas melhores armas

Mesmo que você não sinta medo de verdade em jogar Granny (e caso isso seja verdade, parabéns!), ter paciência é uma de suas maiores virtudes nessa situação. Procure ficar mais escondido do que andando por aí, por mais que apenas esconder-se não vá resolver o seu problema. O ideal é esperar o momento certo para se arriscar e procurar itens ou até mesmo outras possibilidades. Na dúvida, espere um pouquinho mais. O pior que pode acontecer é Granny encontrá-lo.

Não se desespere

Por mais que ser encontrado por Granny seja algo realmente assustador, escapar dela não é assim tão difícil, isso porque o elemento físico ainda está em seu favor. Procure desviar dela com itens como a mesa de jantar e sofás. Ela não terá a mesma destreza que você e não poderá subir neles, precisando fazer a volta, o que pode lhe conceder uma vantagem não tão considerável assim, porém essencial.

Cuidado com as armadilhas!

Como se sua situação já não fosse caótica o bastante, Granny ainda tratou de espalhar alguns obstáculos “leves” como, por exemplo, armadilhas de urso pela casa. Preste muita atenção para não cair nisso! Além de alertá-la sobre sua posição, você perderá um tempo considerável tentando escapar e, quando o conseguir, talvez seja tarde demais.

Estas são as principais dicas para que você tenha sucesso tentando escapar de Granny. Abaixo, separamos mais algumas dicas rápidas que podem vir a ser úteis para melhorar o seu desempenho e garantir mais chances de escapar:

– Caso precise abandonar o item, o deixe em algum lugar seguro, pois ele permanecerá por lá.
– Tudo o que fizer emitirá sons, por isso pense bem.
– Recolha apenas os itens que você for utilizar imediatamente.
– Esconda-se sempre que notar que Granny se aproxima.
– Preste atenção aos sons emitidos por Granny.
– Utilize o tranquilizante e a escopeta para deixar Granny mais devagar.

Guia 

Saindo do quarto

É comum você ter alguma dificuldade, por medo, de sair do quarto inicial. Essa saída fica mais natural quando você consegue explorar o mapa algumas vezes. Mas aqui uma dica para iniciar:

Se você quer explorar um andar da casa em específico, e ainda for iniciante, uma dica é derrubar os objetos que estão dentro do quarto inicial (quadro, vaso, mesinha) e se esconder embaixo da cama. A Granny virá até o quarto, dará uma olhada e depois sairá do quarto.

Agora é a parte que você precisa prestar atenção: se a Granny, depois de sair do quarto virar a esquerda, você está livre (por um tempo) para explorar os andares de baixo, mas se ela continuar reto e descer as escadas, você pode explorar o andar atual e o de cima. Se ela virar a direita e entrar no banheiro, é melhor esperar ela sair dele para decidir onde explorar.

Se a Granny não foi para a direção que você queria, é só derrubar os objetos novamente e se esconder debaixo da cama, e prestar atenção pra onde ela vai.

Desmaiando a Granny

Se você quiser um tempinho livre para explorar o mapa sem ter a velha perambulando por aí e chupando manga, essa dica é maravilhosa.

Você pode desmaiar a Granny para obter alguns minutos ou segundos (dependendo da dificuldade de jogo que você escolher) sem ter ela dentro do mapa.

Atualmente, existem três maneiras de desmaiar a velha.

1ª maneira: Crossbow, um arco que vem com dardos tranquilizantes.

2ª maneira: Shotgun, uma espingarda TOP.

3ª maneira: Sauna – na garagem da Granny, existe uma sauninha. Se você conseguir atrair a Granny para dentro da sauna, fechar e trancar a porta usando a tábua, e ligar a sauna usando a alavanca branca que fica ao lado da porta, a velha irá se sentir toda relaxada lá no SPA dela e desmaiará.

Mais informações sobre a 1ª e a 2ª maneira estarão abaixo, em outros setores do post.

Dia Extra

Se você não se satisfez com os 5 dias dentro da casa da Granny, existe um jeito de conseguir um sexto dia. Existem 4 peças de pintura (piece of painting) espalhadas pelo mapa. Se você reunir todas na moldura que está dentro do porão da Granny, o resultado final será uma pintura da velha, e você ganhará um dia a mais dentro da casa.

Se eu não me engano, esse método funciona apenas na dificuldade fácil ou normal.

Navegando pela casa

Se você não se sente confiante em navegar livremente pela casa, uma boa dica é sempre ter algo em mãos para criar algum barulho, atrair a Granny, e então, fugir pelo lado oposto. Você também pode fazer isso para “rastrear” ela.

Comece no Easy

Se você é um iniciante total, melhor jogar na dificuldade fácil para ir aprendendo ao seu ritmo.

Não exagere nem omita o volume

Se você usar o volume muito alto, você pode ter uma fibrilação ventricular bem inesperada, aí quando perguntarem como você morreu, diga que você tomou um susto da velha chupadora de manga.

Mas se você jogar com um volume muito baixo ou sem volume, você pode não perceber o som de algo que você derrubou, ou alguma velha correndo atrás de você com um taco de baseball.

Cuidado!

Itens

Aqui darei uma breve visão sobre a utilidade dos itens e onde encontrá-los.

*Se nesse setor você se deparar com algum nome de lugar da casa que você não conhece ou não sabe onde fica, é só procurar no próximo setor, do mapa.

Hammer

Tradução: Martelo

Onde encontrar: Na mesa do porão, dentro do poço, no Closet perto da entrada da Área Secreta, ou no porta malas do carro.

Utilidade: Retirar a tábua na porta principal, derrubar as tábuas que bloqueiam a sala do berço, no Sótão, e quebrar a câmera de segurança, também no Sótão.

Cutting pliers

Tradução: Alicate

Onde encontrar: No poço, no cofre do Porão, na gaveta esquerda da “mesa” da sala do berço, dentro de um quarto da Área Secreta que contém um pedaço de carne, nas gavetas do quarto mais distante do quarto inicial.

Utilidade: Cortar o fio da ventoinha no Sótão, Cortar o fio azul da porta principal, Cortar o fio do quadro de luz dentro do Porão.

Cogwheels

Tradução: Engrenagens

Onde encontrar:

Engrenagem Vermelha: gaveta esquerda na sala do berço, atrás da ventoinha no Sótão, gaveta esquerda no quarto mais distante do quarto inicial, dentro do poço ou dentro da Cabana

Engrenagem Laranja: dentro do microondas, no armário da cozinha, dentro da Cabana, nas pias do banheiro ou atrás da ventoinha.

Utilidade: abrir o cofre dentro da casinha, no Quintal. (Usam-se as duas engrenagens ao mesmo tempo)

Melon

Tradução: Melão, embora parece mais uma melancia

Onde encontrar: dentro da Cabana, armário azul na cozinha, no poço, na banheira e no porta malas do carro.

Utilidade: dentro do melão sempre existe uma chave. Para obtê-la, é preciso abrir o melão na Guilhotina do Quintal.

Winch Handle

Tradução: Manivela

Onde encontrar: Túnel que liga o porão á Cabana, porta malas do carro, quartinho do Teddy, no cofre ou nos armários da cozinha.

Utilidade: É usada no poço do quintal para subir o balde, que terá algum item dentro.

Screwdriver

Tradução : Chave de fenda

Onde encontrar: quando se está no segundo andar, de frente para a escada principal, pode se ver uma prateleira com um item em cima.

Utilidade: Abrir um quadro branco parafusado no andar mais baixo da Área Secreta para obter um item; Abrir um quadro no Quintal que libera uma fechadura da porta principal

Só pode abrir o quadro no quintal quando se está jogando com a opção “Extra Locks” ativada.

Battery

Tradução: Bateria

Onde encontrar: prateleira no Sótão, quartinho do Teddy, Quartinho do Pedaço de Carne, gaveteira na entrada da Área Secreta, armários da Cozinha.

Utilidade: É um item que desbloqueia uma fechadura da porta principal.

Só pode ser encontrada quando se joga no modo Difícil ou com a opção “Extra Locks” ligada.

Padlock Code

Tradução: Senha de fechadura

Onde encontrar: no Armário ou na Salinha ao lado da escada principal (no primeiro andar), na mesa no Porão, nos armários da Cozinha ou no armário do Banheiro.

Utilidade: Abrir o cadeado de senha da Porta Principal.

Só pode ser encontrado quando se joga na Dificuldade Normal ou mais difícil, ou quando se joga com opção “Extra Locks” ativada.

Weapon Key

Tradução: Chave da arma

Onde encontrar: no cofre da Casinha do Quintal, no cofre do Porão, no Melão, no Armário azul da Cozinha ou no Porta-malas do Carro.

Utilidade: Abrir o quadro na Área Secreta que contém o Crossbow e os Tranquilizer Darts.

Car Key

Tradução: Chave do Carro

Onde encontrar: no Cofre do Porão, no vaso sanitário, na gaveteira na Área Secreta, na gaveteira na Sala do Berço ou no quadro branco na Área Secreta.

Utilidade: Abrir o porta-malas do carro.

Padlock Key

Tradução: Chave do Cadeado

Onde encontrar: dentro do melão, dentro do quadro branco na Área Secreta, no cofre da Casinha do Quintal ou na Ventoinha do Sótão.

Utilidade: Abrir o cadeado da porta principal.

Playhouse Key

Tradução: Chave da “Casinha de Brinquedo”?

Onde encontrar: gaveteira no primeiro andar (á esquerda da escada principal), dentro do Melão, dentro do Cofre do Porão, dentro do quadro branco na Área Secreta ou no capô do Carro.

Utilidade: Abrir a casinha do Quintal (para após inserir duas Cogwheels na casinha, obter uma das chaves)

Safe Key

Tradução: Chave do Cofre

Onde encontrar: na Ventoinha do Sótão, no quadro branco da Área Secreta ou no quartinho do Teddy.

Utilidade: Abrir o Cofre no Porão

Master Key

Tradução: Chave Mestra

Onde Encontrar: dentro do Melão, no cofre da Casinha do Quintal ou no Porta-malas do Carro

Utilidade: Após todas as fechaduras terem sido desbloqueadas da porta principal, a Master Key possiblilita o jogador de fugir da casa.

Shotgun

Tradução: Espingarda

Onde encontrar: As partes da shotgun estão espalhadas por muitos lugares da casa. Após achar uma parte de Shotgun, você deve levá-la até a mesa com um projeto de arma na Garagem. Quando todas as 3 partes estiverem na mesa, o resultado será a Shotgun.

Utilidade: desmaiar a Granny, derrubar a Screwdriver da prateleira.

Mapa

Aqui nesse setor teremos uma visão de todos os cômodos e lugares dentro da casa.

Banheiro

Fica logo ao lado do quarto inicial.

Andar: 2º

Ligação: corredor principal

Quarto 1

O quarto mais próximo do quarto inicial

Andar: 2º

Ligações: corredor principal, Quarto 2, Área Secreta.

Quarto 2

O quarto mais distante do quarto inicial

Andar: 2º

Observação: A Granny tranca a porta no segundo dia.

Ligações: corredor principal, Quarto 1, Área Secreta.

Área Secreta

Um conjunto de cômodos em andares diferentes, que liga os Quartos 1 e 2 ao Porão.

Andares: 2º, 1º e Porão

Observações: possui o armário da Crossbow (2º andar) e o quadro branco parafusado á parede (Porão).

Engloba o Quartinho do Teddy e o Quartinho do pedaço de carne.

Sótão

Único cômodo do terceiro andar

Observações: se a Câmera de Segurança da grade não for quebrada antes do jogador adentrar na cela, a porta irá fechar e a Granny virá até o local (ela não abrirá a porta se você não fizer barulho dentro da cela), mas a porta pode ser destrancada se você retirar os pinos vermelhos que estão trancando-a. Se o jogador tentar pegar o item na ventoinha enquanto ela ainda estiver girando, a tela ficará espirrada de sangue e a visão do jogador balancará violentamente.

Ligações: corredor principal, Banheiro e área da porta principal (a tentativa de acessar a área da porta principal pelo buraco do sótão resultará no jogador desmaiando e indo ao próximo dia)

Engloba o Quarto do Berço.

1º andar interno

Esse andar não é composto por cômodos, mas sim por uma área aberta que engloba uma cozinha, uma sala de estar, uma área em frente á porta principal e uma sala que não consegui reconhecer o que era o_O

Ligações: Quintal (pela janela com uma marca vermelha de mão), escada principal, porão.

Quintal

Essa é como se fosse uma área externa do primeiro andar.

Observações: a porta que leva para a parte de dentro da casa sempre está trancada, para sair do jardim o jogador deve atravessar a janela ou atravessar a passagem subterrânea. A guilhotina produz barulho.

Ligações: 1º andar interno, passagem subterrânea.

Engloba a Cabana e a Casinha

É um dos lugares onde pode acontecer a cutscene de Game Over.

Porão

É um espaço abaixo do primeiro andar.

Observações: é o lugar de onde a Granny sai no começo de cada dia. Contém um cofre que pode ser aberto com a Safe Key, e é onde está a moldura que dá ao jogador o sexto dia.

Ligações: área da porta principal, Área Secreta, Túnel subterrâneo e Garagem.

É um dos lugares onde pode acontecer a cutscene de Game Over.

Passagem Subterrânea

É um túnel que liga o Porão ao Quintal.

Observação: Dentro desse túnel existe um bilhete, possivelmente da vítima anterior da Granny, onde está escrito uma dica sobre existir uma chave dentro da Melancia (além de uma breve história).

Garagem

A garagem contém um carro e uma sauna, e está localizada abaixo do Porão.

Observações: nesse ponto da casa se monta a Shotgun, e se localizam algumas munições. A Granny pode ser atraída para dentro da Sauna, e se o jogador fechar a porta, descer a tábua e ligar a sauna (usando a alavanca branca ao lado da porta), ao fazer isso, a Granny desmaiará, mas se o jogador não ligar a Sauna, a Granny pode quebrar a tábua e abrir a porta. O portão da garagem pode ser aberto, mas estará coberto por uma parede de tijolos onde está escrita a frase “Você não pode escapar” em inglês, obviamente.

Ligação: Porão.

Fechaduras

Aqui darei uma visão sobre a porta principal e as fechaduras que você precisa abrir pra escapar, e em qual dificuldade essas fechaduras aparecem.

Tábua – retirável com o martelo (em qualquer dificuldade)

Cadeado – retirável com a Padlock Key (em qualquer dificuldade)

Fio azul da porta – cortável com o alicate (em qualquer dificuldade)

Fio no quadro do Porão – cortável com o alicate (em qualquer dificuldade)

Cadeado de senha – retirável com o Padlock Code (A partir da dificuldade Normal, na Extra Lock da Granny ou ao jogar com Extra Locks ativado)

Entrada de Bateria – Ativa-se ao inserir a Bateria (A partir da dificuldade difícil ou ao jogar com Extra Locks)

Quadro do Quintal – Abrir com a Screwdriver e ligar a alavanca (A partir da dificuldade Extreme ou ao jogar com Extra Locks)

Fechadura Mestra – Abre a porta após retirar todas as outras fechaduras, usando-se a Master Key (em qualquer dificuldade)

Referências:

Bluestacks, Amino apps, Canal Tech, wikipedia, techtudo.

Control

Control é um jogo eletrônico de ação-aventura de tiro em terceira pessoa desenvolvido pela Remedy Entertainment e publicado pela 505 Games. Ele foi lançado em 27 de agosto de 2019 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

Jogabilidade

Control é jogado a partir de uma perspectiva em terceira pessoa em que o jogador controla Jesse Faden. A protagonista enfrenta diversos tipos de inimigos usando a chamada Arma de Serviço, uma arma de fogo sobrenatural que pode assumir várias formas. A pistola pode ser modificada a fim de aprimorar sua eficiência.[1] Além disso, o jogador também tem acesso a poderes sobrenaturais e de telecinese. Por exemplo, Jesse pode usar detritos como uma forma de escudo defensivo ou ainda atirá-los em inimigos, transformando-os em armas. O jogador pode adquirir Objetos de Poder ao completar missões paralelas ou ao explorar o mundo de jogo. Itens encontrados podem ser usados para desbloquear novas habilidades, como a capacidade de fazer Jesse levitar no ar.

Sinopse

Jesse Faden (Courtney Hope), após uma experiência traumática durante sua infância lhe ter concedido poderes sobrenaturais, procura respostas no Departamento Federal de Controle, uma agência governamental clandestina encarregada de estudar e conter fenômenos sobrenaturais. Quando a sede do Departamento, chamada de Antiga Casa, é invadida por uma força estranha conhecida apenas como Ruído, Jesse se transforma na diretora da agência por meio de um processo ritualístico. Ela passa a ser assombrada pelo ex-diretor Zachariah Trench (James McCaffrey) e deve encontrar seu caminho através dos corredores da Antiga Casa a fim de derrotar o Ruído e descobrir as respostas para o mistério.

Depois que uma agência secreta em Nova York é invadida por uma ameaça de outro mundo, você se torna a nova Diretora lutando para recuperar Control.

Control é a história de Jesse Faden e de sua busca pessoal por respostas enquanto ela evolui no papel de Diretora. O mundo de Control tem sua própria história, assim como os aliados que Jesse encontra pelo caminho. Jesse trabalha com outros agentes do Departamento e descobre segredos e experimentos obscuros.

Mundo mais importante que a história

Enquanto as demais desenvolvedoras criam primeiramente a história base que será o pano de fundo para o mundo do jogo que estão desenvolvendo, a Remedy segue justamente o caminho oposto.

Em Control, o foco é desenvolver um universo que mistura ficção científica com horror, que recebe o nome de “New Weird”, e é justamente isso que você sentirá no primeiro contato com este jogo.

Fica claro que o ponto mais importante não é contar uma boa história para o jogador, mas inseri-lo em um mundo onde nada faz sentido inicialmente, mas à medida que vai sendo explorado as peças começam a se encaixar.

Aqui você encarna na pele de Jesse Faden (interpretada pela atriz Courtney Hope – que também participou de Quantum Break), que possui poderes sobrenaturais e está em busca de seu irmão que sumiu há anos. Recentes pistas levam a agente ao Federal Bureau of Control (FBC) em Nova York, um prédio governamental que foi tomado por uma criatura de outro plano chamada de ‘O Ruído’.

Ao chegar lá você dá de cara com um lugar quase vazio com vários corpos de funcionários pairando no ar, como se estivessem enforcados no teto. E não demora para que alguns deles ganhem vida sobre uma aura vermelha e partam para atacar a recém-chegada protagonista.

Logo no começo ao explorar o local de entrada você chegará na sala do antigo diretor e ao lado de seu corpo está a “Arma de Serviço”, que você usará o tempo inteiro até o final do jogo. Jesse, então, assume o papel de nova diretora do local, mas não por vontade própria.

O lugar é grande e está todo corrompido pela tal entidade planar. Em meio à exploração, você encontrará pessoas que não foram corrompidas pelo Ruído. Através destes personagens será possível entender um pouco do que aconteceu, mas a narrativa não foca muito neste ponto. Para realmente entender bem a trama do jogo, será preciso ler todos documentos e gravações que encontrar pelo caminho.

Como dito, Control é um jogo em que o seu mundo é mais importante que a trama. E como você explora esse universo único é que torna a jogabilidade diferente dos outros lançamentos do ano.

Faça as Sidequests

“Control” não conta só com uma campanha, o jogo também possui várias missões secundárias interessantes para completar. Fazer essas missões é essencial, não só para expandir a história como por conta das recompensas que fornece.

Várias modificações e habilidades são conseguidas somente nessas missões e algumas delas vão facilitar demais o progresso na campanha, especialmente contra os chefes mais chatos. Se isso não é motivação suficiente, ainda tem conquistas/troféus que exigem completar todas elas.

Fique em Movimento

Os inimigos em “Control” são tão esquisitos quanto as mutações do cenário. Eles se movem de maneira estranha e atacam em conjunto, com uma vontade de encurtar as distâncias. Como são vários tipos deles e os combates se passam em locais fechados, é preciso se manter sempre em movimento.

Atire, esquive, foque os inimigos mais importantes e sempre mantenha as pernas trabalhando, buscando locais seguros para derrubar mais inimigos.

Quando acabar a munição, use habilidades

A munição das suas armas em Control acabam num piscar de olhos e geralmente são insuficientes para eliminar um inimigo. Para aliviar a barra, pelo menos ela recarrega sozinha, bastando ficar alguns segundos sem uso.

O problema é que esse tempo é suficiente para complicar a sua vida contra alguns inimigos. É aí que entram as habilidades. Utilizar seus poderes paranormais não impede a arma de se recarregar, o que torna essa janela de tempo ideal para usá-los contra os inimigos e se manter sempre na ofensiva.

Treine com suas habilidades para saber quais as melhores contra cada inimigo e use sempre que estiver sem balas na arma.

Qual é a importância das habilidades de Control

Eles são indispensáveis ​​para desbloquear habilidades no decorrer do seu jogo, e não apenas isso, mas você também pode abrir pontos de habilidade com os quais você pode concluir as missões, incluindo missões secundárias. Esses pontos melhorarão suas habilidades para que você cause grandes danos, mais durabilidade, entre outros benefícios que lhe serão concedidos.

As habilidades: Levantar por levitação, Proteger, Fugir, Aproveite, luta confusa, Lançamento.

Para que você possa entender sua utilidade e quando usá-los no Control, forneceremos um breve resumo de cada um deles.

Elevação por levitação: esta é uma habilidade muito importante, pois permite que você permaneça no ar por um certo tempo; sendo suspenso, você pode fazer coisas diferentes. Recomendamos o desbloqueio para que você possa entrar em algumas áreas onde encontrará itens colecionáveis.

Proteger: com essa capacidade, você pode usar alguns objetos ou lixo para fazer uma barra de proteção à sua frente, isso permite que você se proteja contra danos, evitando sair do local, faça-o para que você possa se mover livremente ao carregá-lo.

Iludir: com essa habilidade, você pode evitar o fogo, objetos e até chegar perto quando precisar atravessar uma das áreas rapidamente. O importante é que você aprenda a dominá-lo da melhor maneira.

Aproveite: é uma habilidade que permite controlar seus oponentes com baixos níveis de HP com sua mente, fazendo com que eles lutem por você. O mais importante é que, após seus próprios inimigos lutarem por você, eles morrerão automaticamente.

Luta confusa: é uma habilidade que você terá disponível por padrão; você não deve desbloqueá-la, pois causa muitos danos aos seus inimigos.

Para finalizar este guia para iniciantes, temos a capacidade de lançar: Permite que você tenha a força necessária para levantar qualquer objeto encontrado e jogá-lo em seus inimigos, além de destruir paredes e pisos para usar os detritos em sua defesa.

Não melhore armas até liberar todas

Existem cinco armas em “Control”, que são liberadas a medida que o jogador avança na história, e são construídas com os itens que você encontra pelo cenário. Cada uma delas tem um propósito diferente e servem para determinados tipos de inimigos e estilo de jogo.

Até você liberar todas, o recomendado é não gastar seus escassos recursos melhorando as que você já conseguiu, já que há o risco de a próxima arma ser a sua favorita e a que foi melhorada ficar para escanteio.

Não demora tanto para conseguir todas elas, portanto não custa nada esperar um pouco, especialmente porque os inimigos até então podem ser derrotados tranquilamente com seu arsenal básico e modificações.

Invista em pontos de vida

Não são só as armas que podem ser melhoradas em “Control”, também é possível instalar modificações na personagem principal, Jesse faden, para que ela melhore em vários aspectos. Dentre as várias opções, a nossa dica é sempre focar na vida, tanto nos que aumentam a quantidade máxima, quanto os que melhoram a regeneração.

Focar na vida é importante por conta do sistema de níveis do jogo, que só vale para os seus inimigos. Eles vão de um a seis, mas você estará sempre no mesmo degrau, dependendo das suas modificações. A barra vida é por muito a que mais sofre nesse sistema e você irá ficar com ela quase vazia durante vários momentos.

Até por isso, mesmo quando o assunto for habilidades, especialmente no início do jogo, o ideal é também focar nas que melhoram os seus pontos de vida. A princípio você não terá muitas habilidades disponíveis e os inimigos não vão representar tanto perigo, então investir na sua vida desde já é uma boa.

Não construa Mods

É possível construir os Mods com seus recursos em “Control”, mas isso é um desperdício enorme, que vai fazer falta mais para frente. Como eles podem ser encontrados pelo cenário e nas missões secundárias, gastar os seus recursos com eles só fará falta para outras áreas importantes do seu personagem.

O que você deve fazer, em vez disso, é destruir os Mods que não servem mais ou que estão abaixo dos que você já possuí. Ao fazer isso você acumulará mais materiais para fazer o que você não acha no jogo, como melhorar o nível das suas armas.

Combate corpo a corpo é importante

Não é só a sua arma que vai garantir que você chegue ao final de “Control”. Com a pouca quantidade de munição nas armas, que precisam ser recarregadas a quase todo o momento, você vai depender bastante dos punhos também.

O combate corpo a corpo é importantíssimo e muito poderoso. É possível melhorar suas habilidades nessa área durante o jogo, portanto não foque somente nas armas e vida, vez ou outra invista nos seus punhos.

Leia os colecionáveis

Ao todo existem 120 colecionáveis em “Contro”l, o que rende um troféu/conquista para aqueles que os coletarem. Muito mais que souvenirs, os colecionáveis expandem e explicam de forma importante a história do jogo. Cada documento, fita ou vídeo é uma ponta a mais de imersão no universo proposto pela Remedy.

Outro motivo são as Side Quests. Muitos delas são ativadas ao encontrar um colecionável, como já descrevemos acima, completá-las é importante para ter os melhores equipamentos. Portanto, nada de só passar pelos colecionáveis ou deixá-los no inventário, tire um tempinho para ler e se aprofundar na proposta do jogo.

Explore

Há muitos segredos escondidos nas diversas salas da FBC, o prédio onde se passa a campanha do jogo. Desde os colecionáveis até referências a outros jogos da Remedy. Há até uma referência ao Hideo Kojima, que é um dos cientistas do local.

Se isso não é motivo suficiente para explorar cada cantinho do prédio, ainda existem várias caixas com recursos e modificadores escondidas nos locais mais improváveis. Portanto explore sempre, se for preciso, use o mapa para se localizar e voltar para onde parou.

Atenção a seus arredores

A protagonista Jesse Faden possui poderes telecinéticos. Saber usá-los em objetos ao seu redor será um grande recurso durante o gameplay. Extintores de incêndio e as mesas são alguns exemplos de coisas que podem ser arremessadas contra seus inimigos.

Levitar te dará o controle da situação

A telecinese de Jesse não serve apenas para objetos. Ela pode pegar uma propulsãozinha e sair do chão com a levitação. Isso te ajudará a desviar de ataques dos adversários, te dará um posicionamento bom de ataque e também ajuda a alcançar objetos em lugares inacessíveis normalmente.

Defenda-se como puder

Não é só de ataques que se faz um game. Jesse precisará se defender também. Evadir é uma habilidade que permitirá que a personagem se afaste do inimigo rapidamente. Além disso, ela pode criar escudos usando objetos à sua volta.

A Arma de Serviço te ajudará muito

A Arma de Serviço, também conhecida como a “Arma do Diretor” é a pistola que Jesse carrega. Ela possui cinco formas diferentes, e os jogadores precisarão aprender a usá-la e adaptá-la para cada situação.

Control e o Mundo Invertido

O cenário da aventura de Jesse em Control lembra muito o Laboratório de Hawkins, que ficou imortalizado na série Stranger Things, da Netflix. É o chamado “Federal Bureau of Control”, uma organização que mistura realidade e misticismo em um prédio que é todo dividido em áreas.

E, assim como no seriado, tem áreas “limpas” e outras “contaminadas”. Só que não tem Mundo Invertido ou Demogorgon por aqui, mas sim algo chamado “Ruído”, ou “Hiss” em inglês. É uma espécie de “entidade” que deixa tudo no prédio muito louco. Não que esse Bureau já não seja maluco, com paredes que se movem e coisas do tipo.

Porém, com o Ruído, tudo fica pior. Pessoas ficam levitando pelos cenários, como em um transe, e outras são corrompidas a ponto de te atacarem. Guardas, executivos e diversas criaturas bem esquisitas que foram “criadas” com a ajuda da “entidade”. É um cenário já bastante complexo por si só, não é?

Pois bem, adicione “múltiplas realidades”, como um multiverso, e você estará no meio da trama de Control. No fim das contas, porém, é tudo sobre como Jesse e seu irmão foram expostos a um evento sobrenatural encoberto pelo Control na infância, e agora, 17 anos depois, ela encontrou a organização e quer respostas sobre o que houve com Dylan.

Ou seja, bichos misteriosos e combates frenéticos à parte, é uma história sobre família. Sobre ir atrás de quem lhe fez mal e também machucou quem você ama. E, claro, tem diversos plot twists e revelações que ninguém está esperando. Não daremos spoiler no review, mas o que você precisa saber é: o enredo é um dos pontos fortes de Control.

A forma como a narrativa se desenrola é muito interessante, a construção da personagem principal é bem feita e o ritmo de como as informações vão sendo coletadas e assimiladas também agrada. O final é algo que vai sendo construído a cada “revelação” do jogo e, por mais que fique claro em um dado momento, ainda assim é recompensador.

Desempenho fora de Controle

Só que tudo que Control tem de envolvente e divertido é posto à prova com a performance pífia apresentado no PS4 Pro – plataforma usada para a avaliação do Meu PS4. Quedas de frames e travamentos constantes, além de loadings super demorados, fazem com que sua experiência seja bem menos agradável do que deveria. 

Os cenários são bem construídos e os gráficos são bacanas, tirando um detalhe ou outro (como os fios de cabelo de Jesse). A fotografia do jogo é bem interessante e, em várias ocasiões, o jogador que se interessa por isso, vai querer fazer capturas de tela (e, muito em breve, usar o Modo Foto).

A interação com os cenários também é incrível. Você pode quebrar quase tudo o que vê pela frente com suas habilidades paranormais e armas. Contudo, de nada adianta esse trabalho visual todo se o jogo não é reproduzido corretamente. Segundo os analistas da Digital Foundry, por exemplo, o número de fps chega a 10 em algumas cenas.

Isso é inadmissível, e espera-se que a Remedy corrija essas falhas com um patch, o mais rápido possível. Afinal, é injusto o jogador comprar um game caro, que pode custar mais de R$ 330 (edição Deluxe), para ter um desempenho tão ruim. Sem falar nos travamentos, que são bem constantes, especialmente ao final de missões e no loading.

São esses problemas que pesam negativamente na avaliação de Control, e fazem com que seja impossível colocá-lo no mesmo patamar de outros grandes títulos do ano, como KH3, Resident Evil 2 e até Sekiro: Shadows Die Twice, por exemplo. Em história e jogabilidade, não deixa a desejar em nada.

Referências:

Tudo Celular, Xbox Play, Meu PS4, Uol, wikipedia.

Sekiro: Shadows Die Twice

Sekiro: Shadows Die Twice é um jogo eletrônico de ação-aventura desenvolvido pela FromSoftware e publicado pela Activision. Foi lançado em 22 de março de 2019 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. O jogo se passa em uma versão mágica e fictícia do período Sengoku no Japão, e segue um shinobi que tenta se vingar de um clã samurai que o atacou e sequestrou seu lorde.

A jogabilidade é focada em furtividade, exploração e combate, com ênfase especial em batalhas contra chefes. Embora a maior parte do jogo ocorra em áreas fictícias, algumas áreas são fortemente inspiradas em edifícios e locais do mundo real no Japão. O jogo também faz fortes referências à mitologia e filosofia budista. Enquanto criava o jogo, o diretor Hidetaka Miyazaki queria criar uma nova propriedade intelectual (IP) que marcasse um ponto de partida da série de jogos Souls, também feita pela FromSoftware, e buscou inspiração em séries como Tenchu.

Sekiro foi aclamado pela crítica, que comumente compararam e contrastaram com os jogos da série Souls. Enquanto seu alto nível de dificuldade recebeu algumas críticas, os elogios foram direcionados para sua jogabilidade, história e cenário. Dentro de dez dias de seu lançamento, o jogo vendeu mais de dois milhões de cópias em todo o mundo.

Jogabilidade

Sekiro: Shadows Die Twice é um jogo eletrônico de ação-aventura jogado a partir de uma perspectiva em terceira pessoa. Embora comparado com a série Souls, da FromSoftware, o jogo não apresenta elementos de RPG, como criação de personagens, classes e upgrades de equipamentos, além de não ter elementos multiplayer. Em vez de atacar para reduzir os pontos de vida de um inimigo, o combate em Sekiro gira em torno de uma katana para atacar seu equilíbrio, o que eventualmente leva a uma abertura que permite um único golpe mortal. O jogo também possui elementos furtivos, permitindo que os jogadores eliminem imediatamente inimigos se eles puderem ficar no alcance sem serem detectados. Além disso, o personagem do jogador tem a habilidade de usar várias ferramentas para ajudar no combate e exploração, como um gancho e uma tocha. Se o personagem jogador morrer, ele terá a opção de ser revivido no local sob certas condições, em vez de reaparecer em pontos de checkpoint anteriores.

Treine muito no início

Sekiro tem como base uma das mecânicas que geralmente é reservada para os jogadores mais veteranos e hardcore, o chamado “Parry” ou aparar. Essa técnica consiste em pressionar o botão de defesa no exato momento em que o golpe do inimigo acerta o seu personagem. Em Sekiro, aparar quebra a postura dos inimigos e permite um golpe mortal.

Não bastando a dificuldade de dominar essa técnica, o jogo ainda conta com diversas melhorias para seu braço shinobi, dezenas de habilidades escondidas e várias outras técnicas fundamentais como desviar e pular. Dominar tudo isso direto no campo de batalha seria muito frustrante e é por isso que a From Sofware colocou pela primeira vez uma espécie de modo treino dentro do jogo.

Logo no início da aventura você será apresentado ao Hanbei, o Imortal, um NPC que como o nome diz não pode ser morto. Ele fornece lições sobre cada uma das técnicas apresentadas no início do jogo e adiciona outras assim que seu personagem for aprendendo novas habilidades no decorrer do jogo. A qualquer momento você pode desafiá-lo para um combate ou repassar as lições. Como o jogo pode ser muito frustrante em alguns momentos, treinar para melhorar suas habilidades é o melhor caminho para superar os desafios.

Guarde suas moedas em bolsas

Em “Dark Souls”, sempre que o seu personagem morre as almas são perdidas. Em Sekiro isso acontece com seus pontos de habilidade e moedas. Os pontos de habilidade não têm como serem protegidos e dependem da sorte para serem preservados, já as moedas podem e só exigem uma pequena porcentagem do seu montante.

Moedas guardadas em bolsas não são perdidas após morrer. A forma de fazer isso é comprando as bolsas de moedas dos vendedores pelo caminho. A bolsa pequena guarda 100 moedas, já a grande guarda 500 moedas e uma maior ainda guarda até mil moedas. O custo da bolsa pequena é 10 moedas, da média 50 e da grande 100 moedas, já a grande guarda 500 moedas e uma maior ainda guarda até mil moedas. O custo da bolsa pequena é 10 moedas, da média 50 e da grande 100.

Ao usar a bolsa no seu menu ou vendendo para um comerciante as moedas voltam para você e a bolsa se perde, portanto só use-as no momento em que for comprar algo importante.

Use a furtividade e a verticalidade

Uma das grandes novidades de Sekiro é a mecânica de furtividade, que permite executar os inimigos mais fracos com um único golpe desde que o Lobo não tenha sido notado. Esse abate pode ser feito por trás, pelos lados e também pelo alto, bastando pular na direção do inimigo e pressionar R1/RB no momento em que um círculo vermelho aparecer nele.

Isso é especialmente importante para conseguir vencer os inimigos mais fortes, chamados de “mini boss”, que exigem dois golpes mortais para serem finalizados. Quase sempre existe um caminho que leva até as costas deles e garantem que um golpe mortal seja executado antes mesmo da luta começar, facilitando muito a sua vida difícil pelo Japão Feudal.

Outro uso da furtividade é para passar por áreas inteiras sem ter de lutar com ninguém. Principalmente quando se faz uso da verticalidade. O seu personagem é equipado com um gancho que garante acesso aos telhados das casas e construções, fazendo a travessia pelos cenários rápidas e seguras, além de oferecer uma gama de locais propícios para abates silenciosos.

Lembre-se de coletar as moedas e itens

Uma das grandes pegadinhas de Sekiro é precisar pressionar quadrado no PS4 ou X no Xbox para coletar as moedas e itens deixados pelos inimigos depois de vencê-los. Ao limpar uma área, lembre-se sempre de passar perto dos corpos pressionando o botão para coletar tudo.

Use o Pause

Finalmente podemos pausar a ação em um jogo recente da From Software e isso tem muito significado em Sekiro. É possível trocar as melhorias do seu braço Shinobi, alterar os itens de seleção rápida e claro, dar uma respirada no meio de um combate tenso.

Como a estratégia para cada adversário é diferente e exige trocas de equipamentos, lembre sempre de usar o botão de pause para fazer o preparo ideal antes e durante as lutas, inclusive para alterar qualquer estratégia que tenha dado errado e experimentar novas ideias.

Repita áreas para coletar experiência

Embora não exista um sistema de nível parecido com “Bloodborne “ou “Dark Souls’, Sekiro fornece diversas árvores de habilidades para melhorar o seu combate. As habilidades passivas, por exemplo, podem melhorar a sua guarda contra inimigos com espada ou causar mais dano a guarda dos adversários quando você executar um “parry” e ainda melhorar sua furtividade, evitando que inimigos te ouçam quando agachado.

Para liberar as habilidades é preciso comprá-las com pontos de habilidade nos santuários. Esses pontos são ganhos sempre que a barra azul no canto superior direito da sua tela é preenchida, que por sua vez precisa que você elimine inimigos para ser completada. Nada melhor então do que repetir algumas áreas para comprar aquela habilidade necessária, especialmente porque após atingir um nível na barra, ele não volta mais atrás até ser gasto, mesmo morrendo.

Lembre-se de orar nos santuários

Os santuários não ficam salvos para viajar e repousar quando você os vê pela primeira vez, é preciso sentar e orar neles. Eles são também responsáveis pelo checkpoint, garantindo que você volte ali no caso de morrer. Portanto nada de passar reto por eles.

Compre Cabaças

A Cabaça Curativa não é a única do jogo. Os vendedores têm diversas outras que podem ser utilizadas para curar e se fortalecer contra efeitos negativos como terror, veneno e fogo. Elas custam 1800 moedas e podem ser conseguidas em diferentes vendedores pelo mundo.

Com a cabaça púrpura por exemplo, você conseguirá finalmente enfrentar os chefes decapitados ou espectrais. O mais legal é que assim como a cabaça de cura, essas outras são reabastecidas ao repousar em um santuário.

Explore os cenários e enfrente os mini chefes

Os itens disponíveis no jogo, de açúcares dos monges à cinzas, podem decidir a sua batalha. Embora vários deles possam ser encontrados ao derrotar inimigos, muitos estão espalhados pelo mapa, esperando somente você chegar para pegá-los. Além desses itens mais comuns, também é possível encontrar as sementes de cabaça escondidas por aí, que garantem mais uma cura para usar durante o jogo.

A importância de explorar não para por aí, diversos vendedores e NPCs com quests estão te esperando em locais escondidos e o contato com eles pode render melhorias essenciais para enfrentar os chefes do jogo.

No meio do caminho também estão os mini chefes, que são difíceis de derrotar mas garantem duas coisas. A primeira é um bom desafio que serve como treinamento para melhorar no jogo, a segunda são os colares de conta, que servem para melhorar a sua vitalidade e postura. Embora seja tentador deixá-los para trás, tente sempre vencer os que encontrar no caminho para não passar dificuldade nos chefes mais avançados do jogo.

Observa e Ataca

Se já és um jogador veterano de Dark Souls, pode ser tentador aproximares-te de cada situação a pé à medida que as encontras. Desta feita, uma vez que Sekiro apresenta ambientes mais abertos, é bom saberes que existe mais do que uma opção de abordares uma determinada situação. Por exemplo, se te deparares com três inimigos numa área relativamente pequena, podes sempre procurar por um local mais alto, ter uma melhor noção do território e ver se existem outras tácticas que te permitam separar os inimigos.

Em Sekiro, vais descobrir que os níveis possuem uma certa verticalidade e ela existe por uma razão. Usa os telhados e bermas com o teu gancho para teres acesso a áreas secretas, descobrir bordas que te permitem executar ataques silenciosos, entre outros. Isto funciona especialmente bem quando estás a defrontar oponentes com capacidades de longo alcance: desde que investigues os teus arredores, poderás facilmente encontrar uma estratégia que te permite eliminá-los de forma silenciosa e regressa às sombras.

Itens são significativamente mais importantes agora

Durante as tuas aventuras em Sekiro: Shadows Die Twice, vais frequentemente encontrar itens específicos ou candies que irão melhorar certos atributos, desde aumentar o teu potencial ofensivo que permite que os teus passos sejam mais silenciosos. Isto não é nada particularmente novo – especialmente quando comparados com outros títulos da From Software – contudo, a potência destes itens é aumentada.

Como resultado, se tiveres a oportunidade de enfrentares um miniboss equipado com alguns upgrades, fá-lo! Os itens estão no jogo para serem usados, e não armazenados. Nos termos mais simples: se o item for útil para determinada situação, usa-lo. O aumento da eficácia dos itens significa que definitivamente terás uma melhoria durante um pequeno período de tempo e frequentemente serão a diferença entre a vida e morte.

Descida

Durante a maioria do tempo, irá usar esta mecânica para investigar o território, usando o gancho para subir para andares mais altos e investigares os teus arredores – mas serás também capaz de desferir um golpe poderoso quando saltares e aterrares em cima de um inimigo.

Isto pode ser um pouco difícil de perceber, mas torna-se mais fácil assim que assimilares o timing. Quando fizeres lock a um inimigo e saltares de uma borda acima deles, a retícula deles ficará vermelha – nesta fase, deverás premir o botão de ataque para lançares um ataque de execução devastador que eliminará a maioria dos inimigos de baixo nível. Irás também tirar um bom pedaço de saúde a Bosses e Minibosses. Só terás uma oportunidade para o fazeres e, se fores mal-sucedido, ficarás à mercê da lâmina do teu inimigo.

Mantém-te escondido o máximo de tempo possível

Apesar de ser furtivo poder parecer uma táctica óbvia num jogo onde estás a jogar como um Shinobi, pode ser fácil cair de volta nos velhos hábitos Soulsborne. Evita mergulhar em combates abruptamente com a espada erguida, com todos os itens e a pensares que és invencível. Descobrirás frequentemente que os inimigos gostam de se aglomerar à tua volta, e que eles podem surpreender-te se se encontrarem em esconderijos do nível enquanto exploras. Portanto, é melhor dividi-los um pouco. Utiliza a mecânica de agachamento, encontra locais de cobertura na erva alta ou solta-te das bordas para derrubá-los.

Isto permite-te matar muitos inimigos de baixo nível com um ataque stealth bem cronometrado (novamente, quando a retícula do alvo ficar vermelha), e também permitirá que, lentamente, reduzas o número de inimigos para um valor um pouco mais agradável. Se conseguires manter esta estratégia, podes até ser capaz de passar por um nível inteiro sem ser visto. As sombras podem morrer duas vezes, mas os teus inimigos só morrem uma.

Seja cuidadoso quando ressuscitar

Ressurreição é uma nova mecânica em Sekiro que permite-te reavivares a tua personagem depois de seres abatido por um inimigo, e será particularmente útil quando derrubares bosses ou minibosses difíceis. Só podes usá-la uma vez depois de teres descansado, no entanto, o que significa que não deverás premir simplesmente o botão de ressuscitar imediatamente depois dele aparecer.

É melhor esperar. Imediatamente após caíres, os inimigos vão-se dispersar um pouco, permitindo que tenhas um pouco mais de espaço antes do teu contra-ataque. Se planeaste o teu ataque antes de morreres, então serás capaz de atacar o inimigo já com pouca energia novamente e ter a vantagem; ou, escolhe uma abordagem diferente e tenta recuar depois de seres abatido a primeira vez. Ele também permite-te usar um Idol de regresso a casa para levar-te para a área de descanso mais próxima, se estás realmente a ter dificuldades. Se o usares precipitadamente, no entanto, podes muito bem estar a caminhar em direcção à tua “morte” – e perder tudo.

Procure outros caminhos

Se estás a ter dificuldades numa determinada área ou boss, tenta verificar os outros caminhos disponíveis que podes seguir, pois isso pode levar-te a uma área diferente um pouco mais direccionada para as tuas habilidades. Encontra um local mais adequado para derrotares inimigos de níveis mais baixos e poderás voltar com alguns equipamentos novos e brilhantes para derrubares aquele inimigo particularmente problemático.

Além disso, outros caminhos podem conter NPCs ou itens que poderás trazer de volta ao Dilapidated Temple, permitindo-te desbloquear um pouco mais da história e dos segredos obscuros do jogo. Por outras palavras, vale sempre a pena conferir outras opções em Sekiro antes de seguires a toda a velocidade. Lembra-te de fazer uma pausa e verificar os teus arredores.

Não tenha medo de correr

Sim, sabemos que dissemos anteriormente que o devias evitar mas, inevitavelmente, vais-te sentir sobrecarregado e, nesse ponto, manter a pressão sobre os teus inimigos não é uma opção sensata. Uma vez que Sekiro é muito mais rápido que os seus precursores Soulsborne, terás muitas mais oportunidades de recuar quando precisares – e o teu maior trunfo quando se trata de fuga será o Gancho. Se conseguires chegar perto de um ponto que podes agarrar, é provável que também haja outro que te permitirá fugir com rapidez e segurança.

Há também uma penalidade bastante alta pela morte em Sekiro, incluindo um mecânico que, sem estragar nada, tornará a tua vida ainda mais difícil quantas mais vezes morreres. Se quiseres manter todas as tuas coisas, o melhor mesmo é correres – pode ser difícil para o teu orgulho mas certamente irá ajudar-te a longo prazo.

Domina os básicos de Posture

Posture é uma das mecânicas mais importantes para assimilares no que diz respeito ao combate em Sekiro. É representada pela barra abaixo da barra de saúde de um inimigo, ou a grande barra no topo de um boss, sendo que a tua se encontra na parte inferior do ecrã. Basicamente, ela diz quantos mais confrontos com espada um inimigo pode aguentar quando ambos estão presos num duelo.

Ela vai também ajudar-te a perceber quando deves atacar, esquivar, saltar e recuar. Desviar um ataque inimigo também vai ajudar a quebrar o impasse do duelo. Assim que um inimigo tenha o seu medidor de postura totalmente preenchido, poderás fazer um ataque crítico e matá-lo num único golpe. Muito do combate de Sekiro depende de uma compreensão do sistema de postura e dos ataques críticos, por isso, certifica-te que praticas durante as primeiras fases do jogo – domina as habilidades logo no início, mesmo quando achares que não vais precisar delas no futuro.

Parry e Ripostar

Como explicado acima, a postura tem um impacto significativo no fluxo do combate: pressionando o botão de defesa antes do ataque do teu inimigo vai permitir que te desvies e, imediatamente, dar-te a oportunidade de ripostares. O contra-ataque causará algum dano, mas tem cuidado caso o teu inimigo tenha outro ataque, já que poderás ficar preso no meio de um combo.

Os inimigos vão levar as tuas defesas em conta e, com bastante frequência, encontrarás uma sequência de ataques da qual terás de te desviar perfeitamente para conseguires fazer um contra-ataque. Felizmente, a janela para te defenderes é bastante misericordiosa, e rapidamente estarás a desviar ataques em rápida sucessão. Não te esqueças de praticar esta técnica no Dilapidated Temple contra Hanbei the Undying e, assim que perceberes o timing, estarás pronto para enfrentar o resto do jogo.

Visita o templo

Se fizeres questão de verificar todas as áreas que exploras, encontrarás muitos NPCs espalhados pelo mundo, que frequentemente concedem itens úteis que podes usar durante o resto do jogo. Alguns deles são incrivelmente eficazes, como um Mysterious Bell que poderás oferecer ao santuário.

Não há nenhum mal em fazer uma pequena pausa também – ou lutar contra Hanbei, que te deixar-se-á ser golpeado até à morte para poderes praticar as tuas habilidades de Shinobi ou Próteses à medida que as obtiveres. Em geral, também é útil esgotar todos os diálogos dos NPC antes de progredires, pois encontrarás muitas dicas úteis que podem levar a uma descoberta ao explorares áreas do jogo.

Domina o combate

Com alguns inimigos em Sekiro: Shadows Die Twice, encontrarás um Red Kanji que aparece acima das sua cabeças durante os ataques. Isso indica que o inimigo em breve fará um ataque que não pode ser bloqueado, então terás apenas uma fracção de segundo quando se trata da forma como terás de o abordar. Felizmente, é apenas um caso de pedra, papel e tesoura.

Se o inimigo estiver a aproximar-se de ti, terás de cronometrar um desvio e um contra-ataque. Se o inimigo tentar capturar-te, deverás esquivar-te para a esquerda ou para a direita e saíres do caminho. Se o inimigo estiver prestes a fazer um ataque de varredura, deves saltar para trás e para fora do caminho do perigo. Felizmente, descobrimos que esses ataques geralmente são bem telegrafados, e só precisas de seguir as acções do inimigo e reagir de acordo. Simples o suficiente – em teoria, pelo menos!

Pegue o loot dos corpos

Mesmo com o game lembrando de fazer isso logo no começo, você acaba esquecendo. Diferentemente de outros jogos da From, alguns itens não vão automaticamente para o seu inventário. Para coletar itens, dinheiro e mais, você precisa pressionar e segurar o botão de interação (Quadrado no PS4 e X no Xbox One) para “sugar eles para você. Ao limpar uma área, não se esqueça de fazer isso.

Conte com os pedaços de cerâmica para distração

Embora você colete muitos deles, eles são eficientes, mas podem ser complicados de usar. Por mais que dê para acartar na cara deles para distraí-los e conseguir passar sem um combate seja relativamente fácil, os inimigos vão lentamente tentar procurar você e, na posição certa, você consegue dar um golpe fatal. É bom para separar uma dupla de adversários.

Cuidado com o gancho

O gancho é muito útil para ir de ponto a ponto, principalmente no alto. Inimigos não podem acartar você, embora eles possam jogar coisas. Não fique no mesmo ponto, vá mudando para despistá-los ou se prepare antes de voltar ao combate, como consumir uma cabaça antes. Lembre-se que você pode ser visto durante os seus pulos.

Use os Ídolos do Escultor para comprar itens

Eles são parecidos com a fogueira de Dark Souls, já que salvam o game e recuperam sua vida, além de permitir viagem rápida. Mas você pode comprar certos itens para ajudar na jornada. Você pode comprar emblemas para usar habilidades do braço prostético. Mesmo que você receba esses itens ao eliminar alguns inimigos, nunca é demais comprar esses itens.

Itens extras não são perdidos

Você pode carregar um número limitado de itens. Os que você pegar acima desse limite são enviados aos Ídolos do Escultor. Caso no meio do caminho você se veja sem itens, vale a pena voltar par a pequena estátua para reabastecer

Há mais de uma árvore de habilidades

No começo, você pode ficar desapontado quando o Escultor dá a Árvore de Artes Shinobi pois parece que só vamos ter aquilo. Mas outras árvores de habilidades podem ser encontradas ao usar os textos exotéricos. Alguns são dados ao ajudar outros personagens, mas algumas estão em locais secretos.

Ataques perigosos nem sempre são bloqueáveis

Alguns inimigos quando atacam, mostram um kanji vermelho sobre a cabeça, indicando um ataque forte. Eles são de três jeitos: horizontais, para a frente e agarrões. Você precisa entender qual será e qual o melhor modo de evitá-los. Defender não é possível, mas você pode Refletir no momento certo. Ainda dá para esquivar ou pular sobre os inimigos.. Desbloqueando o contra-ataque Mikiri, você usa o botão de esquiva para parar os ataques. Cuidado com os agarrões, pois não há nenhum contra-ataque indicado para eles.

Regeneração de postura

A postura de Lobo volta mais rápido depois de um ataque quando ele está com a vida cheia do que quando ele está machucado. Essa barra aparece abaixo do personagem e se enche na cor amarela. E o mesmo vale para os inimigos. Chefes, por exemplo, podem precisar ter a postura quebrada para serem eliminados, mas se sua vida estiver baixa, eles vão levar mais tempo para isso, o que é uma vantagem. Caso você precise recuperar a sua postura, lembre-se que ela se recupera mais rápido se você estiver se defendendo. Só não fique segurando o botão de defesa enquanto estiver sendo atacado ou a postura será quebrada.

Golpes mortais podem recarregar a ressurreição

Como você bem sabe, Lobo pode ressuscitar no game. No começo, você pode fazer isso uma só vez, mas há uma segunda chance se você matar inimigos. O modo mais fácil é fazendo execuções, inclusive execuções furtivas. Há. também a estátua Bundled Jizo, que permite voltar à vida mais uma vez.

Você pode deixar o game mais difícil

Mesmo sendo um game difícil, você pode deixar mais difícil — quem assim quiser, claro. Logo cedo no game, ao vencer o Ogre Acorrentado nos arredores de Ashina, você pode deixar de enfrentar o samurai e ir para a direita para encontrar um templo amaldiçoado. Usando o ganho, você pode chegar até uma caverna. Lá, você pode pegar o Sino Demoníaco, que está no Templo Senpou, no Monte Kongo. Ao tocar o sino, você obtém este item que faz os inimigos causarem mais dano em você, ao mesmo tempo que vão dar loot melhor.

Nem todos sub-chefes bloqueiam o progresso

Este é simples. Você sabe que não é obrigado a eliminar os inimigos em Sekiro. Você pode passar por eles, até mesmo por sub-chefes. Alguns bloqueiam o caminho com uma “neblina” nas portas e você precisa vencê-los. Mas outros não exigem isso e basta passar por eles. Lembre-se apenas que fazer isso evita o ganho de XP e de outros itens.

Sub-chefes têm fragilidades

Sim, e as mesmas que inimigos normais. Então, use a furtividade e pegue eles pelas costas para tirar uma barra inteira de vida. Só que você só vai poder fazer isso uma vez.

Reconheça o ambiente ao seu redor

Um dos fatores inovadores nos games Souls Like foi a introdução da jogabilidade stealth. Como a maioria dos jogos furtivos, vale a pena passar algum tempo para escanear a área, para descobrir rotas alternativas e saber com quantos inimigos o jogador está lidando. Depois de analisar o terreno, é possível traçar estratégias de ataque, ou até de fuga. Por ter elementos stealth, o jogador pode também alcançar inimigos pelas costas, o que garante morte instantânea de certos inimigos, e a perda de uma das vidas do boss (que exigem duas para serem derrotados).

Diminuir a vitalidade do inimigo

Parece meio óbvio, mas ao contrário do que se imagina, diminuir o life do inimigo não é a única maneira de derrotá-lo. Um elemento essencial que está presente na jogabilidade, tanto nos inimigos quanto no personagem controlado pelo jogador, é a postura. Quando a postura de alguém é quebrada, o mesmo fica vulnerável a sofrer um golpe letal. A postura é diminuída quando se defende, ou quando sofre um ataque (neste caso, diminuída em maior quantidade).

Porém não é fácil abalar a postura do oponente. E isso exige que o jogador esteja a todo momento atacando o adversário, pois, se parar de sofrer ataques, a postura do inimigo volta a se estabilizar.

Pensando nisso, utilizar a velha tática de acabar com a vida do oponente pode ser o mais indicado. Inevitavelmente, é uma tática de batalha mais segura, pois não é preciso estar não perto do oponente por tanto tempo. É possível trabalhar a batalha para soltar um ou dois ataques antes de se defender ou se afastar. Gradativamente, os ataques irão reduzir a vitalidade do adversário até a morte.

Farmar nunca é demais

A árvore de habilidades em Sekiro: Shadows Die Twice é bastante peculiar nos jogos Souls Like. Em Sekiro, pontos de experiência obtidos podem ser gastos em uma variedade de habilidades, desde diferentes tipos de defesa a diferentes movimentos baseados em próteses (ferramenta de ataque do personagem principal).

E a melhor maneira de ganhar experiência e melhorar seu personagem é voltando até aquela área com poucos inimigos, onde o jogador consegue matá-los com facilidade. É de bastante utilidade passar determinado tempo matando um grupo fácil de cinco ou seis inimigos na mesma área. Assim, o jogador obtém o xp necessário para ganhar um ponto de experiência e upar as habilidades do personagem.

Não tenha vergonha de fugir

Em Sekiro, pode acontecer de o melhor ataque ser fugir (momentaneamente) de uma luta. Quando o jogador deixa uma área de batalha, ou até se esconde em um ponto cego para os inimigos, eles vão parar de persegui-lo e voltar para as suas posições originais. Essa tática é bastante útil para áreas que possuam algum mini-boss ou boss junto a outros inimigos.

Com isso, a melhor maneira de atacar é limpando um ou dois inimigos por vez, esperar que o restante perca o jogador de vista, e matar mais um ou dois, até que o mini-chefe ou chefe seja o último oponente na área de combate. Essa tática é bem mais efetiva se praticada com certo nível de furtividade.

Às vezes, o bloqueio é a melhor opção

Se o combate direto for a única opção, e não der para fugir como citado na dica acima, o bloqueio é uma importante arma de ataque. Isso mesmo, de ataque! No início do game, o jogador é instruído a aprender os elementos básicos de combate, e o bloqueio (ou parry, em inglês) é de extrema importância para a jogabilidade em Sekiro.

Três opções são muito eficazes ao bloquear ataques inimigos. A primeira e mais básica delas é somente segurar o botão de bloqueio (LB), para resistir a uma série de ataques e deixar seu inimigo cansar, para então partir para o ataque. Mas cuidado, que defender demais tira a postura do jogador, abrindo a possibilidade de o rival lançar um ataque poderoso.

A segunda é aprender a, a partir do bloqueio, desviar a ofensiva inimiga, o que dá uma abertura ampla para um contra-ataque fácil e potente. E por último, habilidades de defesa podem ser adquiridas pelos pontos de experiência, e uma delas é extremamente útil contra oponentes que atacam de lanças com investidas. A habilidade é o contra-ataque Mikiri, que permite que jogador pise na lança inimiga, gerando assim uma oportunidade de realizar um contra-ataque mortal e matar o oponente, ou tirar uma vida do boss.

O jogo tem uma área de treinamento onde é possível treinar todas as táticas de defesa e ataque, initerruptamente.

O que você perde ao morrer e como amenizar essa perda

Morrer em Dark Souls é um pesadelo. Você perde seus itens e suas almas (que são os pontos de experiência para subir de nível), sendo que é possível recuperar tudo voltando até onde você morreu e coletando a chama que fica no local onde estaria seu corpo. Em Sekiro as regras são diferentes, basicamente menos tensas.

Em Dark Souls, voltar ao local onde você morreu nem sempre é moleza. É preciso enfrentar o mesmo percurso novamente, e não pode morrer antes de chegar lá, caso contrário você perde tudo que deixou para trás. Isso cria uma tensão terrível as vezes, especialmente quando morre muito distante de um ponto de renascimento, ou em algum chefe. Em Sekiro não tem essa de voltar para recuperar os itens do corpo. Morreu, já era.

A diferença em Sekiro é que nem tudo se perde ao morrer. Morrer lhe faz perder metade da barra de experiência e metade de seu dinheiro. Não é tanto quanto pode parecer. E existem algumas dicas para contornar essa penalidade da morte. Primeiro é que existe uma mecânica que sempre lhe dá uma segunda chance: ao morrer você sempre pode renascer no mesmo local uma vez. A morte só é permanente se você morrer após já ter ressuscitado.

Morreu em um percurso até um chefe? Você pode voltar ao Ídolo do Escultor (que são como as Fogueiras de Dark Souls) e reiniciar área. Isso trará os inimigos mortos de volta a vida, mas também irá recuperar toda sua vitalidade e sua habilidade de ressuscitar. Essa segunda chance é uma flexibilidade gigantesca em relação ao que não se pode fazer em Dark Souls.

Voltar ao Ídolo só é impossível em alguns casos, como nas batalhas contra certos chefes. Aí nesse caso não tem jeito: morrer faz parte do processo para aprender seus movimentos e golpes. Para poder ver os momentos de atacar e se defender. E em situações assim você pode se precaver de perder seus pontos de experiência e o dinheiro ao tomar alguns cuidados.

Primeiro o dinheiro: é possível comprar bolsas de dinheiro que não são perdidas ao morrer. Dá para trocar 110 moedas por um saco de 100 moedas. Você perde um pouco de dinheiro nesse processo, mas ganha a garantia que esse dinheiro não será perdido ao morrer. Vendedores espalhados pelo jogo podem lhe vender estas bolsas, que são limitadas, mas o suficiente para que você sempre tenha uma reserva necessária de dinheiro. Além disso, sempre use o dinheiro para comprar itens essenciais que estes vendedores possuam. Não fique andando por aí com quantias significativas de dinheiro. Compre bolsas ou gaste a grana com coisas úteis.

Quanto a experiência, é preciso entender que não se perde experiência quando a barra da mesma se encher e se tornar um ponto de habilidade. Exatamente! Chegou perto de uma área que você acha que é um chefe e sua barra de experiência está mais de 70% cheia? Retorne a uma área mais inicial, gaste uns 10 minutos matando inimigos mais fracos e garanta esse ponto de experiência. Aí vá para o chefe com essa barra vazia. Assim você não perde nada.

Pronto, dinheiro em bolsas ou parcialmente gasto, barra de experiência vazia. Vá para o chefe e morra quantas vezes for necessário. Sem uma perda significativa. Sim, morrer demais infecta as pessoas do jogo e lhe prejudica o Auxílio Oculto – a qual não explicarei aqui -, mas depois de vencido o chefe você pode comprar um item que cura essa praga de todo mundo. Moleza.

Aumentando sua Vitalidade, Postura e Ataque

Essa dica é mais uma explicação do que uma ajuda em si. Mas nas primeiras horas de Sekiro é normal o jogador querer entender isso logo e o jogo só lhe explicar um pouco mais adiante. A experiência ganha batalhando não lhe garante mais vitalidade, postura ou melhor ataque. A experiência serve para ganhar pontos que são gastos em uma árvore de habilidades. Esta árvore contém novos movimentos, habilidade passivas e melhorias de combate, mas não lhe dá mais status nos atributos mencionados aqui.

Vitalidade e postura se consegue aumentar ao derrotar os mini chefes do jogo. Cada chefe lhe dará uma conta de oração. Ao se juntar quatro destas contas um colar é criado e isso lhe permite ir até um Ídolo e aumentar ambos os atributos. Por isso é importante batalhar contra estes mini chefes. Eles detém um item essencial para ficar mais resistente contra os inimigos mais à frente da jornada.

Nas horas iniciais de Sekiro o jogo irá lhe dar uma área inicial e uma memória do passado para explorar. Intercale sua jornada entre ambos os lugares, tentando bater ambos os mini chefes desse lugares. Isso lhe dará mais contas de oração para quando chegar aos chefes finais das respectivas áreas. E não se assuste: a área da memória é muito mais difícil que a área inicial. Não é impossível, mas é complicada.

Quanto ao poder de ataque. Este só é adquirido ao vencer os chefes de cada área do jogo. Então não é algo que você deve entrar em desespero por não estar melhorando seu ataque. Nesse sentido o jogo até que é bem balanceado. Quebrar a postura acaba sendo mais importantes do que o dano que seu ataque causa a barra de saúde dos adversários. Uma boa dica contra os chefes é adquirir o contra ataque Mikiri e depois seu upgrade da mesma árvore a qual o movimento se encontra.

Mais importante ainda, talvez sejam as sementes da Cabaça curativa. Procure encontrá-las. Assim como as próteses para seu braço. A área da memória detém algumas próteses importantes. Então não deixe para explorar essa área muito tarde no game. Vou dizer que não me envergonho de ter pesquisado no YouTube as localizações das sementes e das próteses. Perder estes itens, por não enxergá-los ao passar por tais áreas, pode realmente deixar o game mais difícil conforme for progredindo na aventura. Fora que a diversão está realmente em usar os recursos do braço e nas estratégias para quebrar a postura dos mais diferentes inimigos.

E é isso. Espero que estas dicas sejam úteis para aqueles que estão iniciando no jogo, ou até mesmo naqueles pensando em adquirir o mesmo. Sekiro: Shadows Die Twice não é tão punitivo quanto Dark Souls. Mas, não se engane, o título ainda é bem difícil e tem todo esse estilo que a FromSoftware se orgulha tanto de ter. Entretanto sua porta de entrada é bem acessível. É um jogo que qualquer um – que se dedicar – consegue progredir e se sentir recompensado após desafios que realmente testam sua agilidade e destreza.

Referências:

Portallos, Arena Xbox, Br Ing, Uol, Eurogamer, Wikipedia.