Rogue Legacy 2 

Rogue Legacy 2 é um videogame de plataforma desenvolvido e publicado pela Cellar Door Games. Foi a sequência de Rogue Legacy de 2013, e o jogo foi lançado para Windows via acesso antecipado em agosto de 2020.

Jogabilidade 

Rogue Legacy 2 é um jogo de plataforma com elementos roguelike e Metroidvania. No jogo, o jogador assume o controle de um cavaleiro, que deve explorar masmorras geradas processualmente para coletar seus tesouros e derrotar os inimigos. Enquanto o cavaleiro está equipado com espadas e escudos e magos podem lançar magia, o jogo apresenta várias classes de jogo adicionais. 

Essas novas classes incluem o Ranger que pode invocar plataformas e usar flechas de fogo, e o Bárbaro que usa um machado. Como um roguelike, os jogadores terão que começar do início quando o avatar do jogador for morto no jogo. No entanto, o ouro coletado em cada corrida pode ser gasto em atualizações permanentes, como novas armas, equipamentos e runas. Quando o jogador começar uma corrida novamente, ele terá que escolher um personagem aleatório com diferentes características genéticas, o que pode aumentar ou prejudicar a eficiência de combate do jogador. Enquanto exploram uma masmorra, eles também coletam Heirlooms, que são melhorias permanentes de habilidades escondidas em salas especiais.

O básico

Rogue Legacy 2 é um jogo de aventura rogue-lite com rolagem lateral, o que significa que cada corrida se desenrola de maneira diferente, mas você pode comprar atualizações que persistem em todas as corridas futuras, reforçando suas próximas tentativas com atualizações e habilidades permanentes.

No início de cada corrida, você poderá escolher entre um dos três personagens.

Ao escolher um novo herdeiro, você tem algumas opções a considerar:

  • A classe determina com qual arma eles atacam, quais talentos eles têm e quanta saúde básica, mana e outras estatísticas começam.
  • Talento é uma habilidade especial que usa mana. É único para cada classe e complementa seu estilo de jogo.
  • Os feitiços são atribuídos aleatoriamente em cada corrida. Esses ataques especiais usam mana e são selecionados de um conjunto que todos os herdeiros compartilham e não são específicos de classe.
  • As características são a última coisa a considerar ao selecionar um herdeiro para uma nova corrida. Estes são atributos atribuídos aleatoriamente a partir de um grande conjunto de opções que podem ajudar ou atrapalhar seu personagem.

Se um herdeiro tiver uma Característica que você ainda não encontrou, seus efeitos não serão revelados até que você comece sua corrida. No entanto, você poderá ver seu nome e quanto essa Característica aumenta a quantidade de ouro que você ganha. Quanto maior a porcentagem, maior a probabilidade de essa Característica atrapalhar sua corrida – compensada pelo aumento de ouro que você pode ganhar, desde que permaneça vivo o suficiente para tirar vantagem disso.

Quais são as melhores atualizações do castelo?

Em Rogue Legacy 2 você sofrerá muitas mortes e acumulará muito ouro no processo. Você pode gastar essa moeda atualizando seu castelo para desbloquear novas classes, lojas e atualizações permanentes para todos os futuros herdeiros.No início de cada nova jogada, você começará na tela Castle View . Aqui você pode comprar e atualizar novas áreas do seu castelo para desenvolver mudanças permanentes. Algumas de suas opções são compras únicas, como desbloquear novas classes e lojas, enquanto outras áreas do seu castelo são atualizações que crescem em eficácia cada vez que você investe dinheiro nelas. A cada compra, seus custos trabalhistas aumentam. À medida que você gasta dinheiro aumentando o tamanho do seu castelo ou atualizando áreas existentes, cada nova compra aumentará um pouco o custo de todas as compras futuras. Por causa disso, vale a pena ser deliberado sobre o que você compra ou atualiza primeiro.

Viva seguramente

Adquira o Living Safe o mais rápido possível. Depois de desbloquear a classe Ranger e a capacidade de aumentar sua saúde no Mess Hall, você poderá desbloquear o Living Safe. Fazer isso ajudará você a economizar dinheiro.

No início de cada corrida, você deve perder todo o seu ouro não gasto. Sem o Living Safe, todo esse dinheiro seria perdido. Em vez disso, com isso desbloqueado, uma porcentagem do seu dinheiro é economizada para compras futuras.

Nem toda corrida resulta em dinheiro suficiente para comprar algo. Com o Living Safe, você pode economizar lentamente, transformando até mesmo a pior tentativa em uma chance de economizar um pouco de dinheiro.

As classes

Em seguida, você deve desbloquear todas as outras classes. Você terá que desbloquear o Ranger para começar a acessar o resto do castelo, mas depois de desbloquear upgrades de saúde, você pode trabalhar para ganhar a habilidade de jogar como Mage e Barbarian .

Adicionar essas outras classes as colocará em seu conjunto de opções no início de cada execução. Experimente as diferentes classes e como as Características as afetam.

Ferreiro e feiticeira

Desbloqueie o Ferreiro e a Feiticeira depois de encontrar pelo menos um projeto de armadura ou runa , respectivamente. Antes de encontrar qualquer um deles, sinta-se à vontade para gastar seu ouro em melhorias de saúde, armadura ou ataque. O Ferreiro e a Feiticeira permitem que você compre buffs permanentes para corridas futuras, mas esses buffs são caros e exigem que você encontre itens primeiro.

O FERREIRO (PLANTAS)

O Ferreiro cria várias peças de equipamento que aumentam suas estatísticas.

Para fazer uso de seus serviços, você precisa encontrar diagramas de equipamentos nas masmorras e trazê-los de volta para ele. De lá, você pode comprar e equipar qualquer planta de Arma, Elmo, Peitoral, Capa ou Banda que você encontrou para buffs permanentes em todos os personagens.

Você acabará encontrando versões mais fortes de equipamentos, que podem ser adquiridos a preços cada vez mais altos. Para equipar equipamentos melhores, você precisará comprar atualizações para as Câmaras da Moda .

A FEITICEIRA (RUNAS)

A Feiticeira permite equipar runas que oferecem buffs permanentes que mudam o jogo.

A maioria desses itens está trancada em desafiadores Baús de Fadas . Para abrir um Baú de Fadas, siga os requisitos listados no canto inferior direito da tela ao entrar na sala desse baú. Alguns deles podem exigir que você chegue rapidamente ao prêmio antes de um certo limite de tempo ou limpe uma sala cheia de inimigos sem se machucar. Depois de desbloquear uma runa, você pode voltar para a Feiticeira para comprar a habilidade e equipá-la. Para adicionar mais runas ao seu arsenal, você precisa comprar upgrades para as Etching Chambers .

Obrenha as heranças

No momento em que escrevo, existem duas heranças no jogo: o Xale de Ananke e o Tomo de Esopo , com mais atualizações chegando. Esses dois itens desbloqueiam habilidades únicas que mudam sua experiência, oferecem um pouco de história e tornam o jogo mais fácil.Para desbloquear uma herança, você deve encontrar suas respectivas salas especiais. No seu mapa, fique atento aos quartos com um ícone de vela laranja . Nessas câmaras, você encontrará uma estátua falante que se oferece para reabastecer sua saúde e mana. Fazê-lo vai te teleportar para uma mini-masmorra especial. Permaneça vivo através da série de salas e você desbloqueará uma herança.

  • O Xale de Ananke permite que você corra no chão e no ar. É uma ótima jogada para atravessar as salas mais rapidamente e se esquivar dos ataques dos inimigos.
  • O Tomo de Esopo permite que você leia os sussurros misteriosos que você pode encontrar em suas corridas. Esses sussurros oferecem dicas valiosas, segredos e histórias.

Ambas as Heirlooms são essenciais se você quiser abrir a sala do trono e lutar contra o primeiro grande chefe do jogo, Estuary Lamech .

Domine o downstrike

O Downstrike permite que você cause um pouco de dano e saia do perigo, e é aplicável a todas as classes.

Enquanto estiver no ar, apertar o botão Downstrike faz com que seu personagem faça um golpe arrebatador que afeta as áreas diretamente abaixo dele. Embora não cause muito dano, o ataque permite que você ressalte objetos quebráveis ​​e impermeáveis, além de inimigos e até alguns espinhos.

Quando você se sentir confortável com o momento do ataque e seu alcance limitado, Downstrike deve se tornar uma de suas principais ferramentas de travessia, permitindo que você atravesse as salas sem sofrer nenhum dano. É útil para o posicionamento quando você está tentando lutar contra inimigos mais fortes também. Você também pode usá-lo para rebater objetos e alcançar pontos fora do caminho.

Rogue Legacy 2 ainda está em Acesso Antecipado. Certas áreas só se abrem através de patches futuros. Você pode até tropeçar em biomas em andamento que os desenvolvedores permitirão que você explore antes de terminar. Nos próximos meses, esperamos ver mais classes, inimigos, áreas para explorar e segredos para descobrir.

Você vai morrer

Sério, roguelikes são bem conhecidos por seu desejo de matar você constantemente, mas Rogue Legacy 2 leva isso a um nível totalmente novo. A primeira dúzia de corridas provavelmente durará menos de alguns minutos. Pode ser frustrante, mas a melhor maneira de ver isso é que cada um deve levar você a mais algumas atualizações, e isso ajudará mais tarde.

Preste atenção aos seus filhos

Você terá uma escolha de três personagens sempre que morrer. Cada um deles terá uma variedade de habilidades, classes e características. Preste atenção a tudo isso para ter certeza de escolher o que melhor lhe convier. Às vezes a diferença entre dois guerreiros é que um tem uma força absurda e o outro não enxerga muito bem.

Escolha novos traços

Sobre os traços, é uma boa ideia escolher apenas alguns que você ainda não viu. Conhecimento é poder e, embora a grande maioria das características acabe prejudicando suas corridas, ainda é uma ótima ideia saber com o que você vai lidar. Além disso, ele permite que você saiba o quão difícil será a próxima corrida e, graças a todo o socialismo que o jogo está acontecendo, pode levar à próxima de nossas dicas de Rogue Legacy 2.

Às vezes, caçar ouro é o melhor que você pode fazer

O ouro é importante em Rogue Legacy 2. Você precisa dele para atualizar seu castelo, você precisa dele para criar novos equipamentos para si mesmo, e você sempre pode usar mais. A melhor maneira de ganhar muito dinheiro rápido é escolher um personagem com muitos traços negativos; estes tendem a dar-lhe um grande impulso para o seu ouro, o que os torna perfeitos para uma corrida rápida para ganhar muito dinheiro.

Você nem sempre tem que lutar

Finalmente, além de chefes e alguns desafios, você pode realmente passar pela maioria dos inimigos. Na verdade, ele vai mantê-lo vivo com bastante regularidade por muito mais tempo. Claro, às vezes os inimigos soltam ouro quando morrem, mas a maioria não. Isso significa que é melhor aprender a evitar ataques com o melhor de sua capacidade. Tanto o Wind Shield quanto o Barbarian’s Shout também podem ajudar com projéteis, então eles são ótimos se você não se incomodar mais em lutar.

Atualizações que você deve comprar no Rogue Legacy 2

No início de cada corrida, você poderá comprar atualizações para seu castelo, runas e equipamentos. Muitas atualizações de castelos têm várias iterações, então você pode aumentar seu dano, saúde, mana e outros atributos relacionados várias vezes. No entanto, existem alguns que você deve priorizar.

Você provavelmente vai querer desbloquear classes primeiro. Dessa forma, você pode descobrir seu estilo de jogo favorito e tentar enfatizar isso. Existem quatro classes disponíveis em Rogue Legacy 2 , com mais a caminho em futuras atualizações.

Outra atualização importante é a atualização  Living Safe. Quando você normalmente inicia uma nova corrida, qualquer ouro que você não pode gastar é perdido. Com a atualização Living Safe, uma porcentagem desse ouro é transferida para execuções posteriores. Quando as atualizações começarem a ficar caras, você ficará muito feliz em tê-las.

Caso contrário, compre as atualizações que puder e enfatize as que mais beneficiarão sua maneira favorita de jogar. Se você gosta de pesos pesados, aumente seu dano para destruir os inimigos mais rapidamente. Se você gosta de lançar feitiços, aumente sua magia.

O  ferreiro e  a feiticeira oferecem atualizações extremamente poderosas, seja na forma de  equipamentos ou  runas . Você terá que encontrá-los durante as corridas e pagar uma boa quantia de ouro para desbloqueá-los. No entanto, eles geralmente são extremamente poderosos e recomendamos que você sempre os priorize em relação a qualquer atualização do castelo.

Cada corrida em  Rogue Legacy 2 é gerada aleatoriamente, mas você começará a ver algumas salas que reconhece. Se você encontrar um quarto particularmente complicado, provavelmente é complicado por um bom motivo – há algo importante nele. Podem ser itens, podem ser segredos. Aqui estão algumas coisas a serem observadas:

Baús Especiais

Se houver um baú em uma área particularmente difícil de alcançar, há uma boa chance de conter um projeto de equipamento , que você pode comprar no ferreiro. Estes desbloqueiam fortes atualizações de estatísticas para os personagens.

Baús de Fadas

Estes estão localizados em determinados quartos, haverá critérios especiais para alcançá-los. Você tem que passar por uma área sem levar dano ou alcançar o baú em um determinado período de tempo, por exemplo. Baús de Fadas quase sempre contêm runas , que você pode comprar na feiticeira em corridas futuras.

Herança

As heranças parecem estátuas que, quando abordadas, permitem que você entre em uma masmorra especial. As heranças são importantes para as progressões e, como as atualizações, só precisam ser desbloqueadas uma vez para estarem disponíveis para todos os personagens.

Existem duas heranças no jogo atualmente:  Tomo de Esopo e Xale de Ananke . O tomo permite que você leia os misteriosos “sussurros” que você encontra, dando-lhe pedaços de conhecimento e desbloqueando certas áreas. O xale lhe dá a habilidade de correr, na qual você definitivamente confiará. Você precisa desbloquear ambas as heranças para abrir a porta para o primeiro chefe.

Portas Secretas

Às vezes você encontrará passagens escondidas em Rogue Legacy 2 . Você pode identificar a maioria deles pela textura da parede parecer um pouco diferente, mas alguns estão totalmente ocultos. Acerte-os com alguma magia para abri-los; geralmente há um tesouro muito bom escondido dentro.

Tenha um plano para cada corrida

Conforme você progride em  Rogue Legacy 2 , você começará a descobrir seu estilo de jogo. Uma vez que você tenha feito isso, é muito mais fácil diferenciar se uma corrida será uma corrida de “economia” ou uma corrida de “progresso”.

As corridas econômicas têm tudo a ver com ganhar o máximo de ouro possível. Isso significa trabalhar em todas as salas, matar todos os inimigos, tentar todos os desafios do Baú de Fadas, etc. Estes são reservados se você obtiver um personagem com características que lhe deem um bom impulso de ouro, ou se você estiver preso a uma classe que talvez não é o seu melhor. Você ainda pode obter um pouco de uma corrida econômica.

À medida que você começa a descobrir seu estilo, você também começará a gravitar em direção a certas classes, características e feitiços. Se você encontrar um personagem que você acha que lhe dará uma boa chance em um chefe que você ainda não derrotou, isso é uma corrida de progresso .

Essas corridas são para evitar o perigo o máximo possível para ter seu estoque completo de recursos quando você chegar a um chefe. Tente encontrar o caminho em torno de salas complicadas, verifique seu mapa com frequência e tente localizar a sala do chefe o mais rápido possível. Além disso, esteja ciente de que as corridas de progresso podem se transformar em corridas econômicas se as coisas não acontecerem do seu jeito.

Referências:

Polygon, Gameskinny, The Six Taxis, wikipedia.

Kirby and the Forgotten Land recebe data de lançamento

A Nintendo revelou na última quarta-feira (12) que Kirby and the Forgotten Land será lançado exclusivamente para Nintendo Switch em 25 de março. Além do anúncio da data, um novo trailer do jogo também foi divulgado. Confira:

📹 Trailer de gameplay | Divulgação

O vídeo mostra Kirby explorando locais variados utilizando diversas armas e ferramentas, além do clássico poder de sucção para adquirir novas habilidades. Destaque para dois poderes inéditos exibidos na gravação: o Drill (que permite cavar e seguir pelo subterrâneo) e o Ranger (para mirar em inimigos distantes).

📷 Kirby and the Forgotten Land recebe data de lançamento | Divulgação

Junte-se a Kirby em uma viagem inesquecível

“Assuma o controle do poderoso puffball rosa, Kirby, e mova-se em estágios 3D enquanto descobre um mundo misterioso. Que jornada espera Kirby? Respire fundo e prepare-se para uma aventura inesquecível!”

Sobre

Kirby and the Forgotten Land recebe data de lançamento

📷 Kirby and the Forgotten Land recebe data de lançamento | Divulgação

Kirby and the Forgotten Land é um jogo de ação e aventura no onde os jogadores ajudam Kirby a salvar criaturas sequestradas das forças do mal. Os jogadores percorrem plataformas 3D enquanto coletam moedas, resolvem quebra-cabeças e usam as habilidades de Kirby para combater inimigos de desenho animado (por exemplo, cogumelos, raposas, tartarugas gigantes). Os jogadores usam espadas, bombas e pistolas do tipo blaster para derrotar os inimigos; algumas armas permitem que os jogadores usem mira/mira para tiro à distância. As batalhas contra chefes podem ser frenéticas, com disparos de laser, explosões e projéteis voando em Kirby, geralmente de uma perspectiva de perto.

Principais características

📷 Kirby and the Forgotten Land recebe data de lançamento | Divulgação

  • Explore um mundo misterioso – descubra um mundo misterioso com estruturas abandonadas de uma civilização passada – como um shopping center?
  • Libere habilidades poderosas – copie as habilidades dos inimigos como Espada e Gelo, bem como as novas habilidades de cópia Drill e Ranger, e use-as para atacar e explorar seus arredores!
  • Faça uma viagem para Waddle Dee Town – faça uma pausa em sua aventura na adorável Waddle Dee Town. Jogue alguns dos jogos favoritos dos habitantes da cidade ou compare pontuações online* através do Wise Waddle Dee.
  • Equipe-se para o dobro da diversão – passe um controle Joy-Con para um amigo para ajudar no jogo local como Bandana Waddle Dee.

📷 Kirby and the Forgotten Land recebe data de lançamento | Divulgação

Kirby and the Forgotten Land foi revelado oficialmente no Nintendo Direct de setembro de 2021. A série Kirby completa 30 anos em 2022, quando o primeiro Kirby’s Dream Land foi lançado para o Game Boy. Caso você decida explorar Forgotten Land com um amigo, um parceiro coop pode controlar Bandana Waddle Dee. A Nintendo aponta que o coop é um sistema multiplayer de um único sistema, então deve ser jogado em cooperativo local em vez de online.

Você é um fã da série? O que achou da novidade? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Kirby and the Forgotten Land, IGN, Voxel, The Enemy, ESRB Game Ratings.

Monster Hunter Rise

Monster Hunter Rise [a] é um RPG de ação desenvolvido e publicado pela Capcom para o Nintendo Switch. É a sexta parcela da linha principal da série Monster Hunter depois de Monster Hunter: World e foi lançada mundialmente em 26 de março de 2021. Uma versão do Microsoft Windows está atualmente em desenvolvimento e está planejada para ser lançada no início de 2022.

Rise segue muitas das novas convenções para a série introduzidas através do World ao introduzir novos recursos, incluindo um novo companheiro animal chamado palamute, que pode ser usado para cavalgar pelo mapa ou para a batalha, e o uso de Wirebugs para atravessar o mundo do jogo verticalmente e montar e montar certos monstros no jogo. O jogo recebeu críticas geralmente positivas após o lançamento.

Gameplay 

Como com anterior Monster Hunter títulos, Monster Hunter Ascensão tem o jogador assumir o papel de um caçador, missão de matar ou prender grandes monstros usando uma variedade de armas, ferramentas e recursos ambientais para danificar e enfraquecer-los enquanto sobreviver seus ataques. A conclusão bem-sucedida das missões oferecidas fornece saque, normalmente na forma de várias partes do monstro, que são usadas para forjar novas armaduras e armas que podem ser usadas para enfrentar monstros mais poderosos, formando o notável núcleo da série. Vários dos monstros da série retornam junto com uma série de novos monstros desenvolvidos para Rise. Todos os quatorze tipos de armas que estiveram presentes em Monster Hunter Generations eWorld, que mistura arquétipos de espadas, escudos, bastões, arcos e armas, estará presente em Rise.

Rise usa a mesma abordagem de mapa integrada introduzida em Monster Hunter: World, ao contrário da abordagem de área zoneada típica dos jogos anteriores da série. Seus mapas são mais focados no movimento vertical do que os jogos anteriores, como está implícito em seu título, então novas ferramentas são fornecidas ao jogador para ajudar no escalonamento vertical rápido. Um é o companheiro Palamute, uma criatura parecida com um cachorro que o jogador pode montar sem perder estamina. O Palamute pode escalar penhascos rapidamente e também pode ser montado e realizar ataques enquanto luta contra monstros, ao lado do companheiro felino do jogador, Palico. Uma nova ferramenta, semelhante à Clutch Claw adicionada em Monster Hunter World: Iceborne, é o Wirebug, que pode permitir a um jogador agarrar e balançar através de lacunas ou para locais mais altos, conforme necessário. O Wirebug também tem diferentes interações com cada tipo de arma, adicionando ao conjunto de movimentos e combos dessa arma. Além disso, o Wirebug permite que um jogador enfrente certos monstros em Wyvern Riding, permitindo que o caçador monte e controle a criatura em um grau limitado para levá-la a áreas mais adequadas para combate ou para se envolver em combate com um monstro.

Rise apresenta modos de jogador único e multijogador local e online com até quatro caçadores em um grupo. Nos modos para um único jogador, o jogador caça com seus companheiros Palico e Palamute. Nos modos online, os jogadores selecionam o Palico ou Palamute para se juntar a eles.

Além das caçadas típicas da série, Rise apresenta Rampage, um modo de sobrevivência onde os jogadores devem defender a vila-base de vários monstros atacantes. Antes e durante o ataque, os jogadores podem configurar armas de cerco e instruir personagens não-jogadores a atacar os monstros enquanto os jogadores atacam os monstros diretamente.

O jogo terá alguma forma de compatibilidade cruzada com Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin, que está planejado para lançamento em julho de 2021, mas não foi detalhado na íntegra. 

 Apresente-se a todos em Kamura porque eles costumam ter missões paralelas para você

No que diz respeito às dicas de Monster Hunter Rise, este é um truque de um golpe, mas antes de sair para caçar monstros e embarcar em sua primeira missão, certifique-se de explorar todos os cantos de Kamura. Converse com todos e eles geralmente terão solicitações e missões paralelas para você embarcar, mas você precisa ter certeza de que se apresentou a todos primeiro, ou eles não perguntarão coisas de você. Certifique-se de verificar todos os cantos de cada área também, porque existem alguns caminhos escondidos para encontrar, dentro de edifícios que de outra forma você não entraria e tal.

Sempre preencha seus subquests opcionais antes de se aventurar

Antes de deixar a vila para qualquer missão, sempre certifique-se de preencher seus Subquests opcionais. Você pode obtê-los com Hinoa the Quest Maiden na área de hub central. Na maioria das vezes, são tarefas simples, como coletar insetos e matar pequenos monstros, que são fáceis de completar em missões maiores. Quase sempre eles premiam Amor Spheres para melhorar seu equipamento e a moeda dos Kamura Points. Eles também podem premiar vários itens diferentes, como Twisted Remains, exciteshroom e assim por diante. Eles são uma ótima maneira de tirar mais proveito de uma corrida e as opções são variadas o suficiente para que você possa escolher as melhores para obter o máximo de qualquer missão que está prestes a empreender. Esta é provavelmente uma das dicas mais importantes de Monster Hunter Rise porque pode facilmente aumentar seus ganhos e ajudá-lo a aumentar a armadura mais rápido. 

Use a área de treinamento e as primeiras missões para testar todas as armas…

Há muitas armas para você usar e uma das nossas principais dicas de Monster Hunter Rise é ir para a área de treinamento na vila, onde você pode experimentá-las em um monstro manequim. Você obterá uma lista de movimentos e combos na tela para tornar mais fácil aprender o peso e o tempo de tudo e não ter que se preocupar em ser atacado ao sentir cada tipo de arma. No entanto, embora seja uma ótima maneira de escolher alguns favoritos, definitivamente escolha sua primeira escolha para testá-los em campo antes de se comprometer muito com uma determinada opção – algo que se sente bem contra o manequim pode parecer horrível quando as coisas começam a se mover e lutando de volta. 

… mas não se preocupe com a escolha da arma desde o início, pois as coisas continuam a desbloquear por horas

Você pode agonizar para escolher armas, mas não faz muita diferença nas primeiras horas. Certos moveset, habilidades e recursos continuam a desbloquear até as missões de nível 4, enquanto os upgrades potenciais são bloqueados até que você alcance certos monstros e pontos na história. A maior parte da história básica é realmente construída para rodar no final do jogo, então você não obterá todo o potencial de cada arma até chegar a um estágio muito posterior. 

Use missões de expedição, ou evite matar seu alvo principal, para ter mais tempo para explorar

Se você for caçar, ela terminará automaticamente assim que você matar seu alvo, então se você tiver missões opcionais, de recursos que deseja reunir, faça-as antes de terminar o grande mal. Se você quiser ter todo o tempo do mundo, escolha uma missão de expedição que permite que você entre em uma área sem limites de tempo. Você ainda pode caçar todos os monstros usuais que encontrou anteriormente, mas só sairá da área quando quiser. É a melhor maneira de triturar as peças de que você precisa para a fabricação. 

Use o atalho Move Around Village para encontrar missões facilmente

Quando você está de volta ao vilarejo, o menu de atalho 1 tem um ‘Mover ao redor do vilarejo’ que mostra um mapa de todas as diferentes áreas da cidade. Obviamente, é útil para viajar rapidamente a qualquer lugar que você precise ir, mas também destaca se há alguma missão que você possa realizar conversando com as pessoas. Se você vir um pequeno balão de fala próximo a um local, significa que alguém quer falar com você. 

Alterne a câmera de foco em vez da câmera de destino para seguir os monstros que você está caçando

Se você estiver tendo problemas para permanecer no alvo com seus ataques, pode inserir as configurações e alterar o estilo da câmera para Focus Camera em vez de Target Camera. Isso significa que a câmera se conecta automaticamente ao inimigo por você. É uma grande ajuda para iniciantes na série Monster Hunter, ou para qualquer pessoa que esteja lutando para lidar com os controles do Switch. Confira nosso guia sobre o bloqueio mecânico Monster Hunter Rise para obter mais detalhes sobre como ativá-lo e como ele funciona exatamente.

Use L para orientar sua câmera no monstro que você está lutando, se você estiver usando as configurações de câmera de destino

Alternativamente, se você preferir ficar com as configurações de câmera de destino, você pode reorientar sua câmera sempre que estiver lutando contra um monstro. Se você tiver se esquivado imediatamente depois de fazer um grande ataque de estocada ou pular sobre sua cabeça, pressione L. Isso fará girar sua câmera imediatamente para focar no monstro que você está lutando. Infelizmente, isso só funciona com monstros grandes, não pequenos – pressionar L fora de uma luta de monstros grande fará com que sua câmera gire para olhar para a direção que seu personagem está enfrentando.

Se você estiver carregando algo, não caia de grandes alturas ou ele vai quebrar

Em torno do ponto mais distante de seu acampamento inicial em cada bioma, você encontrará um recurso especial que deverá carregar fisicamente de volta ao acampamento. Quer se trate de um Ovo de Rhenoplos ou de um Pedaço de Bismuto, você tem que arrastá-lo de volta ao acampamento inicial – um subcampo não conta. O problema é que você não pode montar seu Palamute, nem pode correr; você precisa usar o wirebug e atravessar cuidadosamente o ambiente de volta ao acampamento. Não caia de uma altura, ou o que quer que você esteja carregando irá quebrar, então certifique-se de suavizar qualquer aterrissagem com uma colisão de wirebug quase horizontal quando estiver prestes a atingir o solo.

Coma na cantina antes de sair em busca de fãs

Você pode sentar-se na cantina na vila principal ou dentro do centro para pedir um pouco de Dango, que é a comida que tem a chance de dar a você buffs passivos para sua próxima missão. É incrivelmente barato – apenas 100pts ou 200z cada vez que você come – e vale a pena fazer toda vez que você embarcar em uma caçada porque você pode obter alguns buffs brilhantes que vão desde aumentar o dano causado por kunai, evitando que você seja derrubado, aumentando a resistência elemental específica e muito mais.

Ouça os gracejos da voz do personagem para saber quando os ataques estão chegando ou quando um monstro está cansado e pode ser preso

Se você não está familiarizado o suficiente com a série Monster Hunter para reconhecer padrões de animação de monstros quando eles estão prestes a atacar, certifique-se de manter os ouvidos atentos aos gritos de seu personagem. Eles costumam gritar algo como “aí vem um grande problema!” quando o grande monstro que você está lutando está prestes a atacar, que é a sua deixa para se esquivar ou fazer um wirebug. 

Único Jogador

Embora um  jogo Monster Hunter  seja absolutamente conhecido por sua jogabilidade multijogador, isso não significa que um jogador não possa se divertir sozinho. Na verdade, se eles querem melhorar neste jogo, eles devem começar jogando a parte de um jogador primeiro.

Em  Monster Hunter Rise,  as campanhas para um jogador e multijogador são separadas. Antes de mergulharem no mundo multiplayer, eles devem começar com as missões para um jogador por meio das missões da aldeia. Isso não apenas os tornará familiarizados com a mecânica do jogo e permitirá que apreciem a história, mas também permitirá que desenvolvam suas habilidades.

Modo multijogador

Assim que os jogadores concluírem a campanha para um jogador deste jogo, eles devem planejar as coisas de acordo com os amigos que também estão jogando. Jogar este jogo com os amigos tornará a experiência muito melhor, além disso, também os ajudará a derrotar a miríade de monstros extenuantes ao redor do mundo do jogo.

Escala de monstros de acordo com o número de jogadores presentes

Este é um fato com o qual os veteranos da franquia e de outros jogos semelhantes já estão familiarizados, mas isso é algo que os novatos sempre devem ter em mente. Embora seja mais divertido e acessível combater monstros neste jogo com muitos jogadores, eles também devem notar que um chefe se tornará mais poderoso quanto mais jogadores estiverem lutando contra ele.

Com isso em mente, não se surpreenda se um monstro ficar repentinamente mais resistente a ataques quando houver mais jogadores na arena. Em vez disso, eles devem usar esta oportunidade para utilizar o trabalho em equipe e analisar o monstro de perto.

Leia as habilidades de armadura

“A melhor defesa é um bom ataque” é um ditado muito popular. Por mais clichê que seja neste ponto, esta é uma dica vital que um jogador deve ter em mente se quiser dominar  Monster Hunter Rise. Neste jogo, existem coisas chamadas Habilidades de armadura. Esses são os buffs e habilidades que vêm com cada peça de armadura e o jogador deve sempre reservar um tempo para lê-los.

Eles são sempre úteis, especialmente ao lidar com inimigos que têm um tipo de dano específico. Algumas peças de armadura oferecem resistência contra um tipo de dano específico e o jogador sempre pode misturar e combinar na preparação.

Efeitos de armadura podem se acumular

Embora usar uma armadura completa possa conceder bônus ,  um jogador não precisa necessariamente seguir esse caminho. Em  Monster Hunter Rise,  isso também tem seus benefícios. Ao misturar e combinar, o jogador pode acumular certos efeitos ao encontrar peças com as mesmas habilidades de armadura.

Neste jogo, um efeito pode acumular até três vezes. Ou seja, se eles usarem três peças de armadura diferentes que oferecem um ataque de + 10% cada, o jogador vai acertar um total de + 30% de ataque por empilhamento.

O wirebug

Essa é uma dica que é útil tanto para veteranos quanto para novatos, pelo fato de se tratar de uma mecânica completamente nova nesta franquia. O wirebug diversifica o sistema de passagem de um jogador. Isso permitirá que eles alcancem maiores alturas e se movam mais rapidamente.

Mais do que tudo, o jogador deve reservar um tempo para dominar essa mecânica de jogo. Isso não apenas torna a exploração mais envolvente e rápida, mas também ajuda muito no combate.

Um ferreiro é o melhor amigo de um caçador

O jogador precisará estar constantemente atento ao seu equipamento neste jogo. Freqüentemente, eles não perceberão que as engrenagens que possuem estão se tornando obsoletas em relação ao local em que estão no jogo. O jogo não comunicará isso ao jogador imediatamente. Eles simplesmente saberão porque os inimigos se tornarão quase impossíveis de gerenciar. Para isso, eles devem verificar constantemente com o ferreiro. Na verdade, é uma boa prática sempre retornar ao ferreiro após

Referências:

Games Radar, Games Rant, wikipedia.

Darksiders III

Darksiders III é um jogo de RPG de Ação desenvolvido pela Gunfire Games e publicado pela THQ Nordic para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 2018. É uma sequência de Darksiders II e o terceiro título da série Darksiders.

Jogabilidade

Darksiders III é um jogo que se diferencia muito em relação aos jogos anteriores, com perspectiva em terceira pessoa o RPG de Ação em 3D com fortes influências na jogabilidade da série Dark Souls. Os jogadores controlam Fury, irmã de Guerra e Morte, dois dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse. Fury é descrita como a mais imprevisível e enigmática dos Quatro Cavaleiros, utilizando de chicotes, espadas, adagas e magias em combate. Em Darksiders 3 fúria pode assumir diferentes formas elementares que lhe dão acesso a novas armas e afetam a forma com a qual a personagem interage com o cenário. Os inimigos são mais fortes do que nos jogos anteriores, mas aparecem em menor número durante os encontros, de modo a tornar as batalhas mais um contra um.. Existem novos inimigos e alguns que retornaram dos jogos anteriores. Os combate não são em arenas ou salas fechadas, pois há uma tentativa de tornar tudo dentro do cenário contextualizado e interconectado (como outro rpgs de ação). O jogo se passa em um ambiente contínuo, onde a exploração desempenha um papel importante para ganhar almas e subir de nível com mais eficiência. Ao longo da campanha, Fury resolve simples quebra-cabeças e atravessa obstáculos de plataforma, alguns dos quais fazem uso de seu chicote. Tais quebra-cabeças incluem o uso de bombas e as diferentes formas de Fury, como a de Chama para explodir caminhos e materiais obstruídos no meio ambiente ou a de Gelo para congelar objetos criando caminhos para a personagem atravessar. Darksiders III dispõe de um sistema de níveis que se resume a aumentar Vida, Dano físico e Dano Arcano. Além da possibilidade de melhoras do dano das e runas equipáveis as mesmas para diferentes vantagens. Semelhante à Guerra, mas diferente da Morte, a Fúria coleta almas dos inimigos e dos objetos no meio ambiente, como uma forma de moeda ou um recurso dispensável. Conforme o jogador avança, os inimigos das novas áreas aparecem mais fortes e mais resistentes, se igualando ao poder de Fury toda vez que um pecado capital é derrotado.

Colete tudo

No Darksiders 3, há toneladas de itens colecionáveis ​​espalhados por todo o mundo para você encontrar. De Adamantine a Lurcher Crystals, os itens que você coleciona em sua jornada estão lá para ajudá-lo a subir de nível e atualizar seu arsenal, então você deve tentar pegar os itens que encontrar, se possível. 

Alguns itens estão estrategicamente fora de alcance e podem exigir que você use um determinado formulário oco para alcançá-los. Faça uma anotação mental das áreas que você não pode alcançar ao longo do caminho e lembre-se de voltar a explorar essas áreas quando estiver melhor equipado.

Visite Ulthane frequentemente

Lembre-se de fazer uma viagem de volta a Ulthane sempre que você tiver acumulado um pouco de Adamantina ou encontrado Artefatos diversos ao longo do caminho. O Ulthane pode atualizar suas armas e aprimoramentos  , desde que você tenha os materiais de fabricação certos, por isso crie o hábito de viajar rapidamente  para a Forja do Criador para atualizar seu arsenal depois de passar algum tempo explorando.

A pausa de Nephilim é seu amigo

Embora você possa notar almas verdes escapando de seus inimigos durante o combate, é importante notar que essas almas não irão curá-lo como fizeram nos jogos anteriores. Em vez disso, as almas da saúde são usadas para reabastecer a pausa do seu Nephilim, na qual você deve confiar como sua principal maneira de se curar . 

Os Fragmentos de Saúde são consumíveis muito mais difíceis de encontrar, enquanto o Respite do Nephilim pode ser recarregado gratuitamente. Sempre use o Pausa do Nephilim para curar, se você o tiver disponível. Dica rápida: pressione o D-Pad para retornar rapidamente ao Nephilim’s Respite sem precisar rolar os consumíveis. 

Estilhaçar cristais de Lurcher perto de Vulgrim

Antes de quebrar todos os cristais de Lurcher que você acumulou em seu inventário, lembre-se de que suas almas acumuladas cairão como um Lurcher Demoníaco após a morte. Você não quer quebrar um monte de cristais de Lurcher até saber que pode trazê-los facilmente de volta para alimentá-los com Vulgrim. Ao visitar Vulgrim, verifique quantas almas são necessárias para você alcançar o próximo nível e, em seguida, quebre apenas os cristais Lurcher suficientes para subir de nível.

Evite comprar consumíveis 

Embora você possa ficar tentado a restaurar seu suprimento de itens de consumo ou outros itens comprando-os na Vulgrim, lembre-se de que os itens no inventário da Vulgrim ficarão gradualmente mais caros a cada compra. O preço aumentará toda vez que você comprar fragmentos ou outros itens, portanto, considere se você realmente deseja gastar almas Lurcher em consumíveis ou se é melhor procurá-las no ambiente.

Use a morte a seu favor

Morrer é tipicamente algo que você deseja evitar em Darksiders 3. Quando você morre, derruba todas as almas que reuniu e todos os inimigos que você matou ressurgirão, o que significa que você terá que percorrer todos os caminhos de volta. deles se você quiser recuperar seus Lurchers. No entanto, existe uma maneira de usar esse mecânico para sua vantagem.

Demon Lurchers (o pacote flutuante de almas que caem quando você morre) permanece intacto mesmo depois de morrer pela segunda vez. Enquanto você estiver voltando para onde morreu, você também estará acumulando almas lutando contra os inimigos que reapareceram ao longo do caminho, permitindo que você obtenha ainda mais almas do que quando você morreu. Esta é uma ótima maneira de cultivar almas, se você precisar de mais alguns para subir de nível, especialmente se Vulgrim estiver por perto. Além disso, a pausa do seu Nephilim será reabastecida quando você reaparecer, o que pode ser útil se você puder voltar para onde estava sem se machucar demais.

Ouça com atenção

Alguns inimigos em Darksiders 3 tentarão emboscar você quando você menos esperar. Ao descobrir uma nova área, ouça atentamente os sons dos inimigos. Dependendo do barulho que eles produzem, isso pode lhe dizer que tipos de inimigos podem estar por perto, mesmo que você não possa vê-los imediatamente. Ter essa consciência adicional dará a você uma pequena vantagem sobre os oponentes que tentarão pegá-lo de surpresa. Além disso, se você ouvir com atenção, poderá encontrar frequentemente itens colecionáveis ​​ocultos ou locais do Vulgrim Plinth.

Observe seus arredores

Os elementos do quebra-cabeça estão espalhados por todo o ambiente no Darksiders 3, e geralmente você precisará examinar tudo ao seu redor para descobrir o que fazer a seguir. Talvez um bug de bomba possa ajudar a abrir uma passagem bloqueada que esteja fora de alcance, ou haja um cristal que abrirá uma porta trancada quando for atingido. Observe o seu entorno e não tenha medo de explorar todos os cantos e recantos para encontrar itens e colecionáveis ​​escondidos que possam ajudá-lo a progredir em sua jornada.

Atrair inimigos únicos 

Existem muitas regiões em Darksiders 3 que consistem em grandes áreas abertas com inimigos espalhados por toda parte. É fácil ficar sobrecarregado quando vários inimigos começam a cercá-lo e atacá-lo por todos os lados, por isso é importante evitar atrair muita atenção indesejada ao percorrer uma área. Sempre que possível, tente atrair inimigos únicos para longe dos outros, para que possa combatê-los um a um. Isso é particularmente importante quando se enfrenta inimigos maiores e mais perigosos.

Aprenda A Amar O Rodeio

Não há botão de bloqueio no Darksiders 3 e você não consegue encontrar um item ou desbloquear uma habilidade que permite bloquear. Em vez disso, você precisa se sentir confortável rapidamente usando R1, ou o para-choque certo, para se esquivar do caminho. As esquivas de Fury são diferentes com base na direção, mas geralmente uma roda de esquiva lateral é a melhor opção para evitar a maioria dos ataques.

O momento pode ser complicado. Não há dois inimigos realmente lutando da mesma forma em Darksiders 3 e você precisará gastar tempo aprendendo padrões de ataque e tempos de corda, além de quantos balanços uma sequência de ataques pode conter.

Às vezes, as coisas ficam um pouco frustrantes porque muitos de seus inimigos, ao contrário de você, podem bloquear muito bem. Não apenas isso, mas alguns deles podem até executar animações de ataque enquanto você os atinge, o que significa que você precisa estar pronto para mudar de rumo e desviar-se com a queda de um chapéu. Não ajuda que mesmo os inimigos básicos da lixeira possam acertar como caminhões e facilmente prendê-lo em um canto e derrubar sua barra de vida em questão de segundos.

A Morte e o reaparecimento são bastante frustrantes

Como morrer é apenas uma parte da vida em Darksiders 3 , não se preocupe muito. Embora gostássemos de ter visto uma função de salvamento manual ou, pelo menos, mais salvamento automático perdoado, há algumas coisas boas aqui.

É importante ressaltar que, quando você morre, na verdade não recarrega um arquivo salvo no Darksiders 3 para voltar. Em vez disso, basta “continuar” para frente e reaparecer. Isso significa que todos os itens que você usou ainda desapareceram e os inimigos reapareceram na área – além de toda a moeda da sua alma cair onde você morreu, semelhante a Dark Souls.

Estudar a Luta primeiro

Agora, sabendo o que você faz sobre a morte e a perda de itens, nas primeiras vezes em que você luta com um chefe, você deve intencionalmente optar por não usar nenhum item. Apenas sente-se, evite muito e estude movimentos e animações o máximo possível. Depois que você morrer e voltar, você estará mais preparado, com uma nova barra de saúde e o mais importante – frascos de cura recarregados.

À medida que você progride em Darksiders 3, você expandirá sua reserva do item de cura “Nephilim’s Respite”. Você tem uma chance aleatória de encontrar um desses para reabastecer seu estoque enquanto luta contra bandidos, mas a única maneira certa de recarregá-los é morrer e voltar.

Depois de passar por esse processo algumas vezes, você estará pronto para lutar contra o chefe! Mas não tão rápido …

Não Esqueça Seus Fragmentos

Lembre-se de ativar seus núcleos de escolha antes do que você pretende ser a luta final contra um chefe em particular. Isso significa usar um Estilhaço Imortal para se reviver em caso de morte, um estilhaço Frenzy para recarregar esse medidor e uma carga de Ira para recarregar também. Finalmente, os fragmentos de força são incrivelmente úteis porque duram muito mais do que você esperaria e aumentam drasticamente a sua produção de dano.

Você também pode estocar fragmentos de cura ou mesmo fragmentos defensivos. Você pode encontrar lotes espalhados pelo mundo, mas provavelmente comprará a maioria dos que quiser com dinheiro no jogo.

Concentre-se em atualizar o Flame Hollow mais cedo

Em Darksiders 3, Fury recebe quatro Hollows diferentes que lhe conferem poderes específicos e concedem acesso a novas armas. No início do jogo, ela é apenas seu eu de cabelos roxos padrão com um chicote e é isso, mas rapidamente seu arsenal se expande. No início do jogo, você recebe o Flame Hallow, que acende o cabelo dela e fornece algumas correntes de lâmina semelhantes a Kratos na trilogia original de God of War a ser usada.

Como este é o primeiro Hollow que você obtém, significa que você tem mais tempo para atualizá-lo e deve se concentrar nele imediatamente. Ao visitar a Forja, você pode investir almas e itens de artefato na atualização de suas armas, encantamentos e muito mais. Embora a atualização de seu chicote seja tentadora, a realidade é que as correntes Flame Hollow são apenas um melhor ataque corpo a corpo padrão. Eles são muito mais rápidos e aplicam efeitos de dano ao longo do tempo. Eles são a arma mais rápida do jogo e permitem que você destrua enormes quantidades de dano rapidamente.

A desvantagem, é claro, é a falta de alcance, especialmente nas lutas contra chefes, o que significa que é difícil usá-las e evitar ataques ao mesmo tempo. Mas como arma padrão, não pode ser derrotada. E se você atualizá-los primeiro, antes de outros Hollows, no final do jogo, você estará lançando a maioria dos inimigos em uma ou duas barras.

Use os poderes Wrath e Frenzy frequentemente

Eu passei por toda a segunda briga de chefes em Darksiders 3 antes de perceber que não estava usando minhas habilidades de Ira. Cada um dos quatro vazios tem um poder de ira especial que você pode ativar quando a barra abaixo do seu medidor de saúde estiver totalmente. Tudo o que você faz é pressionar L1 e R1 ao mesmo tempo. A habilidade Ira do Flame Hollow é ótima para lutas contra chefes, pois canaliza o poder de Fury e a torna ainda forte e rápida por um curto período de tempo.

Mas o Storm Hollow tem o melhor poder de Ira para combater grupos de inimigos, com seus múltiplos tornados circulando em torno das lutas e danificando os inimigos ao longo do tempo.

Tenha cuidado ao comprar Itens

Uma coisa que eu gostaria de saber sobre a economia do jogo em Darksiders 3 quando comecei é que o Vulgrim não tem uma estrutura de preços estável. Cada vez que você compra um item de cura ou um fragmento de habilidade, ele aumenta de preço na próxima vez que você o comprar. Não percebendo isso, aumentamos os preços cedo, porque comprei itens de cura em vez de utilizar o Nephilim’s Respite, que recarrega naturalmente e com mortes.

Uma estratégia melhor seria apenas usar os itens que você encontra no mundo e depois estocar extras no final do jogo quando as coisas estiverem ficando mais difíceis. Especificamente, achei Avarice e Pride as lutas mais difíceis contra chefes.

Faça uma pausa nos quebra-cabeças Difíceis

Darksiders 3 é principalmente um jogo de ação de hack ‘n’ slash, mas também tem muitos quebra-cabeças. Não existem “masmorras” apropriadas como nos dois jogos anteriores de Darksiders, mas o mundo todo meio que flui junto. Você passará de uma zona para a próxima inimiga, encontrando caches de almas e resolvendo quebra-cabeças. Mas alguns deles podem ser realmente difíceis e frustrantes.

Às vezes, eles não são apenas difíceis de decifrar às vezes, mas alguns deles não são projetados muito bem e podem ter alguns erros ou requisitos pouco cronometrados. O que funcionou melhor para mim foi apenas dar um passo atrás, fazer uma pausa e voltar mais tarde com uma mente renovada.

Revisite o Forge para atualizar frequentemente

Como Darksiders 3 não tem um mapa do mundo superior e não o direciona de volta para áreas como Haven para visitar o Forge organicamente, você precisa fazer suas próprias viagens manuais. Cada vez que você vê Vulgrim saindo de seu buraco de serpente (ativando um salvamento automático), você deve aproveitar a oportunidade para visitar a Forja e fazer algumas melhorias. Você pode gastar almas e artefatos na qualidade da sua arma, além de instalar e atualizar aprimoramentos.

Explore fora dos roteiros mais conhecidos para almas extras e atualizações

No topo da tela do Darksiders 3, há uma bússola. Esta bússola mostra a direção a seguir para enfrentar o próximo pecado mortal mais próximo, ou luta contra o chefe. É um jogo principalmente linear sem um mapa do mundo superior de qualquer tipo. No entanto, ainda há muitas oportunidades de exploração.

Ao avançar por uma zona, você pode notar barris ou caixas que podem ser destruídas, inimigos para o lado em uma área não essencial, ou mesmo apenas corredores extras que você não precisa descer para continuar avançando. Mas geralmente, se o fizer, é onde você encontrará uma variedade de itens especiais, humanos presos para resgatar ou almas extras para usar no aumento de nível e nas atualizações.

Modos de dificuldade

Existem 4 configurações de dificuldade neste jogo: Fácil, Normal, Difícil e Apocalíptico. Os novos jogadores devem começar no Balanced, aqueles que gostam de sofrer um pouco devem usar o Challenging, e se você é realmente um masoquista, escolhe Apocalyptic. Não estamos brincando, é realmente tão difícil!

Dominar a esquiva perfeita e acompanhar o contra-ataque Arcano será inestimável em dificuldades mais difíceis, enquanto as inferiores permitem mais erros durante o jogo. À medida que a dificuldade aumenta, os inimigos são mais difíceis de matar, eles causam mais dano e seus ataques se tornam mais difíceis de se esquivar devido à remoção de mais e mais iframes. A boa notícia é que você pode mudar as dificuldades no meio do jogo se for muito difícil (ou fácil).Apocalíptico não é para os fracos de coração…

Dano

Após a morte, Fury reaparecerá no buraco da serpente mais próximo, pronto para tentar novamente. Os jogadores perderão apenas as almas que estavam carregando, que assumem a forma de um Demon Lurcher. Os jogadores devem voltar ao local de sua morte e atacar o Demon Lurcher para re-consumir as Almas. Esteja ciente de que os Lurchers próximos gravitarão e serão absorvidos pelo Lurcher Demoníaco até que sejam destruídos. Muitos Demon Lurchers podem existir no mundo, então isso não é tão punitivo quanto a série Dark Souls, porque você tem várias chances de alcançá-los. Todos os inimigos reaparecerão quando o jogador morrer.

Dano de queda ocorre quando os jogadores caem em um poço sem fundo. Eles não são mortos instantaneamente, mas enviados de volta a um local antes da queda, geralmente em uma borda próxima com uma porcentagem de sua vida drenada. Isso significa que a gravidade perdoa menos do que alguns outros jogos (tosse, almas, tosse), e isso também é útil porque os controles de giro são irregulares na melhor das hipóteses.

Gotas de inimigos

Souls Lurchers são retirados dos inimigos quando são derrotados e vêm em 3 variedades:

Azul – moeda

Verde – reabastece a pausa da fúria de Nephilm

Amarelo – reabastece o medidor de ira

Inimigos menores (pequenos) podem ser manipulados, mas inimigos maiores não podem e requerem sua atenção total. Os inimigos maiores também são mais difíceis de escalonar, então domine a arte do contra-golpe.

Os jogadores são rápidos em ver o número de danos de Fury causado aos inimigos. Aqueles que desejam desativá-los podem, mas eles são úteis, pois mostram os diferentes tipos de danos causados, bem como a quantidade de infligidos: danos físicos são brancos enquanto danos arcanos são roxos .

Armas e encantamento

É possível atualizar armas em Darksiders 3 com uma escolha de Barbs of Scorn ou Chains of Scorn . Há também uma variedade de aprimoramentos que podem ser criados.

Aprimoramentos

Os jogadores podem obter seu primeiro aprimoramento quando vencerem o chefe Envy. Progresso através do nível até chegar a uma área compacta com vários carros, olhe para o canto onde está localizado um grande monstro sentado. Ele é um monstro armado com 4 armas que bloqueia a atualização do Fortifier Enhancement, derruba-o para ganhar o aprimoramento.

Salvando seres humanos

Ulthane Blackhammer  dará aos jogadores a  The Bridge Stone:

Uma pedra encantada gravada com a magia dos antigos criadores permite o transporte instantâneo de qualquer ser humano diretamente ao paraíso. Os seres humanos salvadores estão ligados aos troféus.

Referências:

Prima Games, Fextra Life, Game Crate, wikipedia.

City of Brass

City of Brass é um single-player, em primeira pessoa, jogo de vídeo com muitas características em comum com calabouço rastreador de jogos, situado numa gerado processualmente, Arabian Nights com tema cidade de interconexão corredores, pátios e salas. Os jogadores assumem o papel de um ladrão, lutando para alcançar um tesouro escondido no coração de uma cidade mítica cheia de armadilhas e inimigos. É o sexto jogo do estúdio de videogame independente australiano Uppercut Games, e foi anunciado em 6 de julho de 2017 como estando em desenvolvimento para PC WindowsPlayStation 4 e Xbox One. A versão para PC foi lançada na Steam por meio do programa Early Access em 18 de setembro de 2017. 

Gameplay 

O vídeo da jogabilidade lançado para coincidir com o anúncio mostra claramente o protagonista empunhando uma cimitarra na mão direita e um chicote na esquerda, e a equipe confirmou em uma entrevista que o chicote contribui para a jogabilidade de várias maneiras: pegar objetos , tropeçar, desarmar ou atordoar inimigos, quebrar barricadas, acionar armadilhas e interruptores e também balançar. Os jogadores devem percorrer cada nível dentro de um certo limite de tempo, evitando serem mortos por armadilhas ou inimigos, coletando tesouros ao longo do caminho para aumentar suas pontuações. Os itens encontrados no ambiente podem ser usados ​​como armas, por exemplo, tijolos ou vasos. Como na maioria dos rastreadores de masmorras, a morte é permanente – os jogadores terão que iniciar o jogo novamente em cada jogada.

Os desenvolvedores afirmam que os sistemas de jogabilidade da City of Brass foram projetados para dar ao jogador a oportunidade de combiná-los de maneiras imaginativas para superar obstáculos. Os exemplos dados incluem o uso do chicote para atordoar um inimigo antes de cortá-lo com a cimitarra, deslizando sobre os inimigos para empurrá-los para uma armadilha ou atrair um inimigo de tal forma que, ao se aproximar para matar o jogador, na verdade destrói outros inimigos próximos.

Desde que entraram no Acesso Antecipado, os desenvolvedores lançaram 3 atualizações, adicionando novos ambientes, inimigos, armas, relíquias e aprimorando o equilíbrio da jogabilidade com base no feedback da comunidade.

Defina sua sensibilidade

Antes de mais nada, a sensibilidade padrão pode ser um pouco lenta demais; portanto, se você estiver com dificuldades para reagir a um ataque recebido, tente aumentar um ou dois pontos para obter melhores resultados. Além disso, existem várias bênçãos que você pode equipar antes de sair para facilitar um pouco as coisas. Não há penalidade por usá-los; portanto, fique louco.

Esmague tudo

O objetivo do jogo é adquirir o máximo de ouro possível. Ao longo dos níveis, você encontrará muito ouro por aí, mas é fácil ignorar todos os potes, barris e caixas que estão por toda a cidade. Muitas vezes, eles contêm um monte de brilhos que você gostaria de comprar. Lembre-se, porém, se você jogar com o tempo limite, é melhor não se empolgar demais. Além disso, verifique se as coisas estão livres para saquear antes de ir para lá. Você não quer ser pego de surpresa por alguns esqueletos furiosos enquanto conta seus centavos.

Chicoteie-o! Bata bem

O chicote é, além de ser a arma mais legal do jogo, uma ferramenta valiosa de sobrevivência. Sempre que enfrenta vários inimigos ou oposição esmagadora, o chicote é seu melhor amigo. A razão para isso é que o chicote é muito versátil e pode incapacitar quase qualquer inimigo. Existem três áreas principais de ataque para o chicote: a cabeça, os braços e as pernas. A cabeça atordoará um inimigo, os braços o farão largar a arma e as pernas o farão cair no chão por um momento. Sempre que você enfrentar mais de um inimigo, é fundamental que você mantenha seu jogo de chicote. Quebrar a cara do primeiro oponente, tropeçar no segundo e desarmar o terceiro e então deixar o assassinato começar. Diferentes inimigos também reagirão de maneira ligeiramente diferente ao chicote; desarmar arqueiros e eles tentarão se apressar diretamente para você. Esse fato as torna vítimas amplas das muitas armadilhas que você encontrará. Seu chicote também pode ser usado para puxar inimigos em sua direção e através de quaisquer armadilhas que possam estar no caminho.

Experimente, talvez você goste.

City of Brass é um jogo roguelike, parte do jogo é descobrir o que diferentes poções, armas e feitiços fazem. Não tenha medo de testar a opção desconhecida na loja ou beber a poção misteriosa que você encontra por aí. Pode queimar você, mas você saberá evitá-lo nas execuções subseqüentes. Além disso, essa abordagem garante que você descubra alguma combinação de arma / bugiganga que funcionará para você.

Segredos de City of Brass

A Cidade de Brass está cheia de segredos. Paredes rachadas podem ser quebradas com explosivos, tesouros escondidos no topo de bordas ocultas e cachoeiras de areia podem esconder o caminho para uma câmara secreta. Cuidado: as armadilhas são igualmente predominantes, mesmo dentro de baús de tesouro.

A melhor parte do valor

Você estará constantemente em desvantagem em City of Brass. Matar inimigos não dá nada por si só, por isso, se você duvida de que vai sair à frente, é melhor simplesmente correr atrás ou seguir uma direção diferente. Para ajudar a evitar inimigos, agache-se para ficar em silêncio e também utilize o movimento deslizante. Se você correr e se agachar, deslizará na direção em que estava viajando, tornando-o capaz de superar as armadilhas e os inimigos.

Queria que fosse assim

No início de uma corrida, você tem três desejos para gastar com os gênios que encontra em toda a Cidade Maldita. Eles podem ser usados ​​para tornar um gênio irritado amigável ou fazer com que a loja tenha um inventário melhor (e mais caro). O ponto é: use seus desejos. Não se apegue a eles como balas em um jogo de terror de sobrevivência. Use bem essas coisas e aumente suas chances de chegar ao fim.

City of Brass é um daqueles jogos independentes que continua recebendo atualizações e ajustes em intervalos regulares; portanto, o que está neste guia pode não ser verdadeiro para sempre. No entanto, você será direcionado na direção certa ao sair para saquear a maldita Cidade de Brass.

Jogue com seus pontos fortes

Como na maioria dos rogue-lites, não há uma maneira certa de jogar este jogo. Existem muitas armas e chicotes diferentes para entender com diferenças sutis, mas a única maneira real de saber qual é o melhor é experimentá-las por si mesmo. Quando você encontrar uma nova arma em uma arca do tesouro, faça algumas mudanças de prática, talvez vá para uma sala próxima e lute. É muito lento para o seu gosto? Muito fraco? Despejá-lo. A Needle of Tears, por exemplo, é uma pequena espada que usa ataques rápidos de facada, mas é tão fraca que a velocidade nem sequer compensa. O Blade of Cleaving tem um alcance mais longo, mas oscila tão lentamente que seus inimigos estarão na próxima cidade quando chegar. Tudo tem uma força e uma fraqueza (embora, em alguns casos, a força seja “faça algo legal” e a fraqueza seja “não tenha alterações de status da espada comum”),

Não comece uma luta que você pode terminar

Individualmente, os habitantes amaldiçoados da cidade não têm muitos problemas. Um chicote na cabeça aqui, uma espada nas tripas ali, e um guarda solitário é despachado facilmente. Em grandes grupos, no entanto, é muito fácil ficar sobrecarregado, mesmo pelos inimigos mais antigos. Além disso, uma vez que um inimigo seja alertado sobre sua presença, eles correrão automaticamente em sua direção, não importa onde você esteja em relação a eles. Quando confrontado por grandes grupos, tente o seu melhor para evitar completamente o combate. Use o chicote para agarrar pontos de agarrar para uma viagem rápida e silenciosa, jogar galinhas fantasmas para distrair as sentinelas e, se estiverem na estrada, você pega a estrada baixa. Vale a pena fazer praticamente qualquer coisa que você possa fazer para evitar uma fila de reviravoltas irritadas em sua bunda, especialmente se você estiver no nível de chefe. Os chefes geralmente não o incomodam até você entrar no pequeno círculo de influência deles,

Invista com sabedoria

A inflação atingiu esta cidade como um peso principal. Figuras, com todo o tesouro por aí. Os comerciantes gênios podem vender praticamente qualquer coisa que você precise, desde a restauração da saúde a bugigangas mágicas, mas cobram um braço e uma perna por isso. A menos que você tenha uma necessidade premente de mais saúde, considere economizar seu dinheiro até pelo menos o terceiro nível. Mesmo que você compreenda tudo que entra na sua visão periférica, tudo desaparecerá rapidamente se você começar a gastar à vontade. Isso vai dobrar nos níveis posteriores, pois os gênios começarão a aumentar seus preços à medida que você avança, duplamente se você desejar.

Os desejos são uma mercadoria

Falando em desejos, você recebe três deles para cada corrida que faz. Não são três por gênio, a propósito, são apenas três. Para todos. Quando você faz um pedido a um comerciante de gênios, seus produtos melhoram, mas os preços também aumentam. Existem também dois gênios especiais (e por “especial”, quero dizer “idiotas”) que lançam bolas de fogo em você e convocam soldados fantasmas, respectivamente. Desejar que esses caras os vire ao seu lado durante a corrida, mas você não obtém nenhum benefício tangível ao fazê-lo. A menos que eles estejam te antagonizando ativamente em um lugar que você prefere não estar (perto de um chefe, em uma sala cheia, etc.), apenas fuja. À medida que avança pela cidade, você desbloqueia portais especiais que aparecem no início de cada corrida subseqüente. Para usar esses portais, no entanto, você precisa gastar até três desejos, então, se você quiser pular adiante, isso custará lojas melhores. Último detalhe: quaisquer gênios que você desejou durante sua corrida reaparecerão antes do chefe final para uma última transação. Dê preferência aos gênios regulares de restauração de lojas e saúde para obter o melhor resultado.

Olhe tudo

Na maioria dos jogos em primeira pessoa, as pessoas não estão condicionadas a olhar para baixo. Quando City of Brass estava em seus estágios iniciais de design, a Uppercut Games fez uma compilação inicial para um encontro de desenvolvedores. De um lado da primeira porta, eles colocaram uma armadilha de espinhos, uma das primeiras armadilhas que você encontrará no jogo. Todas as pessoas que jogaram durante a sessão de teste morreram. Desde então, o design das armadilhas foi iterado e aprimorado para facilitar a localização, mas apenas se você olhar. Não corajosamente corra por uma porta, a menos que tenha certeza de que não há nada do outro lado.

Também vale a pena desacelerar e se orientar se você quiser saquear uma sala. Ao digitalizar, você terá mais oportunidade de identificar as áreas secretas escondidas acima. A Uppercut Games queria utilizar esse espaço, já que não havia sentido em criar uma cidade murada se não houvesse nada para explorar lá em cima.

Continue deslizando e continue se movendo

Deslizar não é super óbvio, mas é inestimável para evitar armadilhas. Bater agachado enquanto corre para a frente o fará deslizar. Você continuará deslizando até atingir algo em que ponto voltará a aparecer. Enquanto pisar em armadilhas irá ativá-las, um slide bem cronometrado fará você passar a maior parte das armadilhas do jogo ileso. Deslizar também pode ajudá-lo se não tiver certeza do que está do outro lado de uma porta. Você pode deslizar para os inimigos para tropeçar neles e depois seguir com um ataque de espada. E se você pular no final de um slide, haverá um pequeno aumento de velocidade oculto. Uma coisa a notar é que o deslizamento destrói objetos quebráveis, portanto, tenha cuidado. Deslizar para dentro de um vaso ou braseiro explosivo o desencadeia.

Sempre que você estiver buscando algo com o qual possa interagir, o retículo será alterado. Se você puder pegar algo, por exemplo, ele exibirá uma mão e, visando diferentes regiões dos inimigos, exibirá o ícone correspondente. Isso facilita dizer se você vai desarmar um inimigo ou atingir o cano explosivo ao lado dele. Ele também indicará perigos ambientais, como armadilhas que podem ser ativadas com um rápido estalo e anéis que permitem que você balance acima dos inimigos.

A pilhagem está no centro da cidade de Brass. Todas as áreas do jogo estão repletas de tesouros colecionáveis, mas nem tudo vale a pena. Se você tentar pegar todos os itens que vê, isso rapidamente levará você a ser oprimido por inimigos. É muito mais seguro procurar apenas tesouros e baús maiores e seguir em frente. Preste atenção ao áudio do jogo, pois valiosos baús de tesouro cantam e podem ser rastreados seguindo a fonte do som. Também vale ressaltar que City of Brass oferece regularmente aos jogadores uma pequena pausa do ataque interminável dos moradores da cidade. Essas salas seguras são desprovidas de armadilhas e às vezes escondem tesouros escondidos.

Dicas para iniciantes

• Cuidado com os pés! Muitas das armadilhas da cidade de Brass estão no chão, então esteja ciente.
• Você pode usar o chicote para acionar algumas armadilhas e depois movê-las com segurança enquanto a arma estiver sendo redefinida.
• Não desanime se você morrer! City of Brass é um jogo sobre morrer, aprender e tentar novamente, e TODOS que jogam morrem, até mesmo os desenvolvedores. Pegue-se e tente novamente com seu novo conhecimento, conquistado com muito esforço.
• A manutenção pode salvá-lo quando você cai em uma armadilha – se você for rápido!
• No início, colete o máximo de tesouros possível – pegue-o quando o vir, esmague objetos abertos para ter uma chance de ainda mais e, definitivamente, abra baús. Tesouro é a sua pontuação, mas também…
• Gaste seu tesouro na Genies! A menos que você esteja tentando obter a melhor pontuação, não há razão para se apegar ao seu saque conquistado com muito esforço.
• Use seu chicote em combate! Toda luta será menos perigosa para você se você atordoar, tropeçar ou desarmar um inimigo primeiro.

• Use Whip Grab para arrastar os inimigos em sua direção e entrar em armadilhas, ou interromper seus ataques.
• Não se esqueça de usar Shove para empurrar os inimigos para as armadilhas que aguardam.
• Você pode desarmar alguns inimigos chicoteando suas armas.
• Depois de desbloquear portais, os desejos podem ser gastos para avançar para níveis posteriores.
• Você pode equipar apenas uma espada, armadura ou chicote de uma só vez, mas pode transportar quantas relíquias diferentes desejar.
• Na maioria das vezes, não há razão para NÃO carregar um vaso, lanterna ou outra pick-up – eles dão um bom primeiro tiro no início de qualquer combate e podem ser jogados além do que seu chicote pode alcançar.
• Você não pode se machucar ao cair – a menos que caia em alguns picos ou em um abismo profundo.
• Os inimigos acionam armadilhas à medida que o perseguem – então tente atraí-los para uma armadilha para matar facilmente.
• Os inimigos podem se machucar – forçando-os a se agruparem e o ataque provavelmente os fará se matar.
• Quando você ficar sem tempo em um nível, os Dervishes aparecerão. Eles vão persegui-lo e danificá-lo se tocarem em você, não podem ser mortos, e é melhor neste momento apenas sair.

Dicas intermediárias

• Você pode se agachar para evitar ser danificado por algumas armadilhas como a Voz do Dano.
• Use seu Whip Grab em inimigos protegidos, para puxar brevemente o escudo para fora do caminho e criar uma abertura para um ataque.
• Se você estiver tendo dificuldades com um mini-chefe, ative algumas das bênçãos ao iniciar um novo jogo para poder praticar.
• Seu chicote pode refletir alguns projéteis de volta ao inimigo que os disparou.
• Você pode desativar os gênios do Etol the Hurler por um tempo chicoteando suas bolas de fogo de volta.
• Gaste seus desejos nos gênios! Você recebe apenas três desejos por corrida, mas eles têm efeitos poderosos que duram a corrida inteira.
• Tente detonar grandes braseiros e navios quando os inimigos estiverem ao lado deles – use seu chicote ou atire um objeto!

• Se não quiser jogar o objeto que está carregando, você pode soltá-lo e buscá-lo mais tarde.
• Por padrão, você sempre estará correndo na velocidade máxima. Se isso for muito rápido para você, você pode desativar isso e caminhar.
• Olho para cima! Existem tesouros escondidos no alto de algumas paredes.
• As lanternas podem ser úteis para transportar níveis mais escuros, pois lançam luz ao seu redor.
• Alguns inimigos estão “adormecidos” no chão e saltam e atacam quando você se aproxima o suficiente, portanto, tenha cuidado com os cadáveres do chão.
• Alguns inimigos não podem ser atordoados batendo na cabeça deles – se o rosto estiver completamente coberto ou se forem muito grandes, provavelmente não poderão ser atordoados.
• Jogar uma lanterna incendiará uma área por um curto período de tempo – você pode usá-la em um espaço apertado para canalizar inimigos para as chamas, causando danos fáceis.
• Seja cauteloso ao abrir portas – as armadilhas tendem a ficar do outro lado.
• Gênios desejados são sempre vantajosos para você, mas esteja ciente de que isso pode aumentar o custo para usá-los. Por exemplo, usar um desejo em Bhetun, o Curativo, irá mudá-lo para que ele cure completamente todo o dano, MAS aumenta enormemente o custo.

Dicas avançadas

• Ao avançar em velocidade máxima, você pode pressionar o botão de agachamento para fazer seu personagem entrar em um slide. Pressione agachar-se ou pular para se afastar do slide. O deslizamento realmente oferece um pequeno aumento de velocidade, portanto, encadear slides e saltos pode levá-lo a uma área rapidamente.
• Você pode deslizar em alguns inimigos para tropeçar neles. Especialmente útil contra a maioria dos inimigos blindados.
• Chicoteie a piscina de queimado! Isso fará com que um projétil seja jogado para fora.

• Verifique as paredes em busca de passagens secretas – existem tipos diferentes em todos os níveis, e algumas delas podem até precisar ser explodidas para entrar.
• Mesmo depois de vencer o nível final, ainda há mais o que fazer na cidade de Brass – tente vencer sua maior pontuação de Loot ou tente o Desafio Diário.
• Você pode derrubar um projétil inimigo lançando um objeto de coleta nele.
• Guarde suas bombas para passagens secretas – alguns níveis têm passagens nas quais você precisa explodir para entrar.

Referências:

Keen Gamer, Cultured Vultures, Heavy, Ing, wikipedia.

E aí, o que acha deste game? Conte para nós aqui abaixo, nos comentários, a sua experiência no City of Brass.

Ori and the Will of the Wisps

Ori and the Will of the Wisps é um jogo eletrônico metroidvania de aventura e plataforma desenvolvido pela Moon Studios e publicado pela Xbox Game Studios Europe para Xbox One e Windows 10. É a sequência de Ori and the Blind Forest e foi lançado em 11 de março de 2020.

Jogabilidade

Os jogadores assumem o controle de Ori, um espírito guardião branco. Para progredir no jogo, os jogadores têm a tarefa de se mover entre plataformas e resolver quebra-cabeças. Diferente de Ori and the Blind Forest, Will of the Wisps parece confiar em salvamentos automáticos em vez de em links alma colocados manualmente, e o sistema de atualização sequencial do primeiro título foi abandonado por um sistema de fragmentos mais parecido com os encantos de Hollow Knight.

Não tenha medo de morrer

Uma das dicas que é muito importante para Ori and the Will of the Wisps é que você irá morrer muito, mas não precisa se desesperar por isso. A morte no jogo é mais educativa do que punitiva. Ou seja, aprenda com seus erros.

E essa dica fica ainda mais importante nos chefões que são muito difíceis e possuem mais de uma fase.

Saiba a hora de insistir e de desistir

Muitas vezes você irá se deparar com desafios que não sabe se poderá ou não avançar. Ao longo do jogo você ganhará inúmeras habilidades que te ajudarão a passar de certos pontos. Então sempre analise cada desafio e veja se tem ou não tem as habilidades necessárias para passar daquele ponto.

Ao longo de minha experiência com o jogo existiam desafios realmente difíceis que eu fiquei 10/20 minutos para conseguir passar, mas em outros casos, era impossível no momento.

Use seus inimigos como estilingue

Dentre as dicas de Ori and the Will of the Wisps essa talvez seja a mais importante. Uma das primeiras habilidades que você conseguirá, é a possibilidade de utilizar tanto os inimigos somo seus projéteis como um estilingue.

Você pode utilizar eles de três modos: O primeiro é para escalar para chegar a novos pontos. O segundo é devolver esse projétil contra eles. Já o último modo é direcionar esse projétil para destruir algum tipo de barreira.

Você ficará surpreso com o uso dessa mecânica e o quanto conseguirá avançar com ela. E claro, a lógica se aplica na água também.

Fale com todos NPC’s

Algo muito legal no jogo é que ele traz muitos NPC’s. Sempre que passar por eles, perca alguns segundos e fale com eles! Muitos deles irão te apontar dicas e rumores que darão acesso a novas áreas ou desafios. Além disso, você tem uma missão contínua no melhor estilo point and click. Ao longo do jogo você ficará trocando inúmeros itens.

Ori é Metroidvania, explore tudo

Ori and the Will of the Wisps é um jogo de plataforma no estilo Metroidvania, ou seja, 100% do mapa é explorável e muitas vezes será possível voltar e pegar novos itens e habilidades. Então após matar algum chefão ou pegar alguma habilidade principal, volte e de um passeio no mapa.

Com os itens certos será possível evoluir tanto Ori como todo o mundo a sua volta.

Ori mais ativo

Uma das principais modificações deste novo game é que o nosso protagonista agora possui armas. Se em Ori and the Blind Forest, era o espírito da floresta que atacava os inimigos, agora o personagem tem suas próprias armas, como espadas e arco-e-flecha.

De cara, isso faz o personagem muito mais ágil e empoderado. No primeiro game, era comum que se mantivesse certa distância dos adversários para combatê-los. Em Will of the Wisps, não; a ideia é que você realmente vá para cima com tudo.

Carrossel de habilidades

Este e o primeiro ponto estão, de certa forma, interligados. Ori tem muito mais habilidades que tinha no primeiro game da série. Para ter botão para tudo isso no controle, o Moon Studios, desenvolvedor do jogo, adicionou um carrossel de fácil acesso.

Assim, é possível designar 3 habilidades diferentes para os botões Y, X e A no controle, permitindo também ao jogador escolher o posicionamento que preferir para cada uma das habilidades.

Mapa mais recheado

Ori and the Will of the Wisps é um game muito maior que sua primeira versão. De acordo com os desenvolvedores, é possível colocar toda a área de Blind Forest em apenas uma secção deste novo título. Seu mapa é pelo menos três vezes maior que o do game original.

Por conta disso, ele também é mais completo. Agora, há outros animais vivendo na floresta e que trocam informações com Ori. Em uma área aberta do game, há inclusive uma vila em construção com vários outros personagens que vendem itens, habilidades e oferecem missões secundárias.

Mecânica de save

Uma das características mais icônicas do primeiro jogo era a possibilidade de criar um checkpoint em qualquer lugar, gastando um ponto de espírito para isso. A função dava um dinamismo bem especial para Ori, mas não está nesta continuação.

Segundo os desenvolvedores, o motivo é que, embora diferente, a mecânica não foi bem aceita pelos jogadores. Como cabia ao usuário sempre salvar o próprio jogo, não era incomum esquecer desse ponto e ter de voltar para um ponto muito distante quando se morria. De acordo com os desenvolvedores, isso gerava uma certa frustração que eles queriam evitar.

Com isso, agora o game cria checkpoints automáticos antes de grandes ameaças.

Itens passivos

Uma última nova característica de Ori and the Will of the Wisps são as habilidades que seu personagem pode ter com fragmentos encontrados e comprados. De forma muito semelhante aos pingentes de Hollow Knight, o jogador pode equipar três diferentes de uma lista de dezenas.

Eles oferecem habilidades passivas tais quais um ponto a mais de vida, fazendo com que inimigos derrubem mais dinheiro ou deem mais ataque e defesa a Ori. Como o personagem tem uma mecânica de batalha mais complexa, esse elemento cria uma camada a mais para a aventura, permitindo que você refine sua gameplay.

Ache o Ímã no início da jornada

Logo no início da aventura, você terá a chance de encontrar a sua primeira habilidade passiva, o Ímã. Ela é a responsável por atrair os orbs derrubados pelos inimigos derrotados, que de outra forma se comportam como bolas e podem cair em áreas inalcançáveis, como espinhos ou água venenosa.

Durante a exploração de boa parte do jogo, o Ímã vai estar sempre na sua lista de habilidades, então não deixe de procurá-lo, ou terá dor de cabeça para conseguir os prêmios por derrotar os seres da floresta.

Procure portais

O mapa de Ori and the Willl of the Wisps é massivo, com dezenas de caminhos para serem tomados e muitas áreas para serem exploradas. Embora o Ori seja rápido e com algumas habilidades consiga cortar mapas em questão de minutos, ir de uma ponta a outra do mapa é cansativo e pode minar sua vontade de explorar. Para isso existem os portais.

Normalmente, cada região do jogo possui o seu portal, que serve para curar a sua vida antes de batalhar com um chefe e também para se teletransportar. Se não encontrou o portal do local onde você está, procure um pouquinho mais porque vale a pena.

Faça builds para cada situação

As habilidades passivas podem ser trocadas a todo o momento, o que abre um leque de opções para lidar com cada situação que o jogo oferece. Enfrentar os desafios de um altar de combate, por exemplo, exige apenas foco nas habilidades que te auxiliam enquanto luta. Já os desafios de corrida exigem habilidades de travessia.

Tendo isso em mente, alterne a sua build para cada situação e até mesmo para cada região. Existem habilidades que garantem dano extra em inimigos voadores, ideal para lidar com mosquitos e abelhas gigantes. Há habilidades específicas para orbs, o que aumenta o número deles derrubado por inimigos. Dá para fazer uma build inteira focada no ganho dessas bolinhas se for seu foco no momento. E claro, existem diversas habilidades que ajudam a explorar o mundo e superar os desafios de plataforma, desde as que grudam em paredes até as que garantem um terceiro pulo no ar.

O mesmo vale para as habilidades ativas, que podem ser trocadas até mesmo durante o combate. Ao surgir novos inimigos, troque para o arco ou para a recuperação de vida. É possível inflamar os adversários ou usar uma corda de energia para chegar até eles.

Para ter um bom estoque de opções, compre mais habilidades no hub do jogo e invista na melhoria das que você utiliza mais. Para poder usar usar mais habilidades passivas, complete os cinco altares de batalha, que garantem um espaço extra cada. Misture as habilidades para descobrir novas possibilidades e coloque na receita as ativas que você também encontra pelo mapa, o resultado será muito mais eficiência e também diversão.

Escolha o Domínio de Baur primeiro

Após a primeira parte do jogo, você poderá escolher uma das três próximas regiões para explorar e completar o objetivo da aventura. Dentre as escolhas, existe uma ordem que vai garantir bem menos dor de cabeça.

A sua escolha mais sensata será ir para Domínio de Baur primeiro. Além dele não ser o mais difícil dos três, a habilidade conseguida aqui ajuda bastante em outra região, Lagos de Luma. O Pântano Tinteiro pode ficar por último por conta da dificuldade. Completando as outras duas, você chegará lá bem mais preparado.

Algumas habilidades são essenciais

Algumas habilidades vão te ajudar bastante a progredir no jogo sem ter dores de cabeça. Dentre os principais desafios do jogo, as plataformas são as que no fim mais exigem, mesmo com o combate cheio de inimigos perigosos.

Para conseguir atravessar a maior parte dos locais sem ficar escorregando pelas paredes, uma habilidade passiva importante é o Grudento (Sticky Shard). Com ela você faz o que o nome diz, literalmente vai grudar nas paredes. Ter um tempo para pensar entre uma sessão e outra de pulos é essencial e grudar em alguns locais significa mais precisão e menos repetição.

Outra habilidade essencial que você pode conseguir é respirar embaixo d’água. Essa habilidade pode ser conseguida por apenas 500 orbs no hub do jogo, aquela cidade que você ajuda a restaurar utilizando fragmentos. Procure o NPC que parece um mago de chapéu azul e compre a habilidade chamada Sopro de Água.

O pulo triplo, conseguido no mesmo local da respiração embaixo d’água, custa caro, mais de dois mil orbs, mas compensa demais. Deve ser, inclusive, uma das primeiras compras que você vai fazer. Ele abre um leque de novos locais para explorar e vai facilitar muito a encontrar as melhorias de vida e energia, essenciais para o combate.

Entre as ativas, as armas são as mais importantes, já que abrem novas possibilidades de luta. O martelo é o mais importante das compráveis, já que vai facilitar demais a vida na hora de combater os inimigos com armaduras pesadas.

Competências

À medida que avançamos no jogo, descobrimos que as habilidades com cogumelos de maior prioridade, entre elas estão o salto duplo, o equilíbrio da parede, o golpe e muito mais, a maioria delas será automática, quando obtida, absorvendo o À luz das árvores antigas, podemos usá-las instantaneamente pressionando A duas vezes para o salto duplo ou a RB correr, mas em outras, como a do nosso ataque principal, será necessário fazê-lo manualmente, anexando-o a um botão correspondente. pressione o gatilho direito para acessar o menu de habilidades, depois mova a alavanca para escolher a que deseja equipar e pressione para ativar.

Compre mapas, faça missões secundárias

O universo de Ori está maior do que nunca. Em Will of the Wisps você vai encontrar missões secundárias aos montes, espalhadas pelas enormes regiões do mapa. Para conseguir explorar cada lugar e não deixar nada para trás, sempre encontre o vendedor de mapas, chamado Lupo. Esse carinha desbloqueia todo o desenho da região, incluindo as áreas que você não visitou. Elas ficarão em cinza, só esperando você passar pulando pelas plataformas em busca das recompensas.

No hub do jogo você também pode encontrar o Lupo e comprar as marcações para itens importantes. Por dois mil orbs, por exemplo, você pode revelar a localização de todas as melhorias de vida espalhadas pela floresta.

Durante a exploração você também encontrará as missões secundárias. Fazê-las é altamente recomendável, já que garantem itens únicos e ótimas recompensas. Se encontrar NPCs pelo caminho, converse com eles. Alguns contam rumores que levam para locais escondidos, como os desafios de corrida ou combate.

O caminho da história é seu amigo desde o início

Enquanto algumas missões secundárias lhe proporcionam melhorias ou até outras habilidades únicas, o núcleo da principal progressão do jogo permanece em seu caminho principal. Você ganhará as habilidades necessárias para encontrar essas missões secundárias igualmente, tornando-as essenciais. Você não precisa apressar o jogo, mas pelo menos no primeiro trimestre, recomendamos evitar qualquer um dos bandidos (é assim que os chamamos, profissionalmente) e focar no caminho principal. Se fizer isso, você terminará com Spirit Edge , Double-Jump e Dash – todos os quais serão necessários a partir de um nível básico para começar a acessar diferentes partes de cada bioma.

Não há problema em cultivar Spirit Light

Depois de abrir a capacidade de Fast Travel , uma das suas melhores apostas para se armar com habilidades e habilidades é ganhar Spirit Light – essa é a economia do jogo que você gastará com amistosos em todo o mundo. As fontes de luz espiritual reaparecem em cada viagem rápida e, muitas vezes, no próprio mundo, se você estiver longe delas por tempo suficiente. É caro comprar as coisas que você precisa em Ori e na Vontade dos Wisps, mesmo que todo mundo esteja contando com você para ajudá-los, então é melhor rotular esse sistema da melhor maneira possível. Você não quer ser um Espírito sem <strike> moeda </strike> Spirit Light, agora quer?

Estes fragmentos espirituais são seus amigos

Pegue-os o mais cedo possível. Eles ajudarão na travessia e descoberta.

O jogo não faz o melhor trabalho para explicar que algumas dessas atualizações realmente forjam seu próximo caminho…

Sticky – você descobrirá rapidamente que Ori pode continuar pulando na mesma parede para manter a posição, mas é precário. Depois de comprar o Sticky, não há necessidade de continuar pulando na parede; você acabou de subir. No entanto, esteja ciente de que o Sticky pode colocá-lo em situações difíceis onde você deseja sair da parede imediatamente. Mesmo assim, os profissionais superam qualquer contras.

Secret – Este jogo é cheio de segredos. A compra desse brinde significa que você gastará muito menos tempo pesquisando o ambiente e potencialmente consumindo energia ou saúde com base nos impedimentos ao seu redor. Além disso, você encontrará ofertas super úteis por toda parte.

Ultra Bash – O jogo não faz o melhor trabalho para explicar que algumas dessas atualizações realmente forjam o seu próximo caminho. Na forma de Ultra Bash, que permite que você rompa rochas e paredes, essa é uma ferramenta sempre importante de se ter. Também causa sérios danos e danos de um tipo AOE. Faça isso o mais rápido possível e você estará nadando em recompensas.

Fale com Grom e construa Clareiras de Poço o mais rápido possível

Grom é um construtor de mestres e é um retrocesso para a corrida de Goron na série Legend of Zelda . Ele não quer nada além de construir a comunidade Wellspring , ajudar os Moki e ver o mundo ao seu redor mudar para melhor. Gentrificação à parte, ele está lá apenas para o bem; a ressalva é que seu fornecedor de minério de Gorlek não está à vista. Nem mesmo atendendo o telefone. Mas o Gorlek Ore está em todo lugar … escondido. E ele está preso no canteiro de obras, o que significa que você assumirá uma tarefa de mineração e entrega. Mas, construir essa comunidade o mais rápido possível pode obter recompensas sérias. Portanto, essa habilidade “secreta” que mencionamos acima, bem, agora é ainda mais importante.

Oferecer boas ofertas

Visite Opher com frequência e pegue as habilidades que ajudam e ampliam seu estilo de jogo. Ori é lindamente projetado, pois cada ambiente além do escuro oferece um meio de progressão. Especificamente água. No início, se você não tiver a habilidade Respiração Aquática , que pode ser comprada, precisará usar as bolhas ou bolsões de ar fornecidos pelo Sonic para progredir, mas com os inimigos ao seu redor, sua janela de sobrevivência é pequena. Obtenha isso e você encontrará inúmeras partes do mundo que você nem imaginava que existiam e, quando você corre para debaixo d’água, ter a capacidade de combater os inimigos submersos ao seu redor é apenas um bônus, dado que o sucesso significa que ambos não estão mais lá , mas também que você tem Espírito Luz .

Pense no Bash ofensivamente ao lado do Traversal

Bash é uma das maneiras mais legais de percorrer o jogo. Também é uma maneira necessária de percorrer, por isso é fácil ser pego na direção dessa seta. Mas é fácil esquecer que há um lado ofensivo na habilidade. O que você quer pular, há uma força traseira adicionada a ele. Isso significa que usar projéteis inimigos contra eles é uma boa maneira de economizar energia, mas esteja igualmente ciente do que essa troca significa no escopo de onde sua flecha está direcionada. A última coisa que você quer é um acerto crítico em um inimigo, resultando em um arremesso de espinhos matadores de espíritos.

Dicas finais

Explore e evolua bastante o Hub do jogo, além de encontrar a maior parte das missões secundárias, você também conseguirá boas melhorias para o Ori.

Gaste seus orbes com as armas extras. O martelo, por exemplo, pode quebrar algumas plataformas no chão que bloqueiam seu avanço para áreas secretas.

Completar corridas dá mil orbes cada. Faça todas.

Referências:

Xbox Play, Ultima Ficha, Red Bull, Canal Tech, Uol, wikipedia.

Albion Online

Albion Online (AO) é um MMORPG de fantasia medieval desenvolvido pela Sandbox Interactive, um estúdio baseado em Berlim, Alemanha. Durante os estágios beta de desenvolvimento, os jogadores puderam comprar “Founder’s Packs” para obter acesso aos testes beta fechados que foram executados de forma intermitente pela Sandbox Interactive, geralmente após um intervalo de alguns meses de desenvolvimento. Esses pacotes do Founder não estão mais disponíveis desde o lançamento do jogo completo. O Albion Online removeu seu modelo free-to-play por várias razões em 30 de dezembro de 2015.

Desde o seu lançamento em 17 de julho de 2017, Albion online agora oferece uma seleção de “Starter Packs”, que concedem aos jogadores acesso ao jogo e oferecem uma quantidade variável de ouro para começar. Depois que um jogador compra qualquer um dos pacotes iniciais, ele terá acesso ilimitado ao jogo, sem taxas obrigatórias extras. Os jogadores também podem comprar a associação por um período limitado, sem os benefícios dos pacotes iniciais. A partir de 10 de abril de 2019, o Albion Online passou a ser gratuito para jogar .

O caminho das pedras:

Em algum lugar dos confins do continente oriental de Albion, num lugar desolado de paz oprimido pelas disputas políticas, as histórias de um novo começo se tornam realidade. Era a hora de escrever a história de um novo herói.

Bem-vindos, Aventureiro. Você chegou ao lugar certo — e ao jogo certo. Albion Online é um MMORPG medieval da Sandbox, projetado inteiramente com o objetivo de proporcionar uma vivência equilibrada e desafiadora. Do desenho de animação simplista, mas cheio de impacto, até a abordagem minimalista do estilo de arte esteticamente agradável, o jogo exige atenção.

Dito isso, estou aqui hoje para fornecer-lhe algumas orientações sobre a linha de conduta inicial ao dar os primeiros passos no mundo de Albion. Comecemos com a primeira coisa que se pensa naturalmente ao conectar no jogo: o Painel do Destino.

O Painel do Destino: ponto central da progressão

Ao entrar no jogo pela primeira vez, você notará que não há ninguém para dar uma missão nem NPCs para direcionar a sua jornada. Não se preocupe: isso é intencional. Em Albion Online, você escreve a sua história e determina o próprio caminho. No entanto, o Painel do Destino está disponível como um sistema de apoio para ajudar a definir melhor quem você deseja se tornar como jogador. A primeira coisa que você deverá fazer é abrir o Painel do Destino; para isso, aperte a tecla de atalho “N”.

Sim, a princípio, o painel do destino parecerá muito complexo, mas não desanime: só serão necessários alguns momentos para perceber que se trata de algo mais coerente do que parece. Ele será o seu guia tácito da progressão de personagem em Albion, acessível a qualquer hora e de qualquer lugar. Você começará a progressão no painel do destino assim que se conectar. Depois de fechar o painel do destino, veja a parte inferior central da tela. Lá estarão as tarefas iniciais do painel do destino que você deverá concluir para começar a sua jornada. 

Agora que você já compreendeu o estilo básico de progressão e começou a sua jornada em Albion, falemos sobre as primeiras tarefas em que você deverá se envolver.

O começo da jornada

Ao chegar às praias da costa de Albion, você poderá se direcionar a três lugares: o Cruzamento Oeste, o Cruzamento Central ou o Cruzamento Leste. Se você planeja começar a sua jornada com um acompanhante, a viagem entre cada cidade inicial é um processo bem simples. Para isso, fale com o Planejador de Viagem localizado nas docas de cada cidade inicial. É possível viajar entre cada cidade inicial… por uma pequena quantia, é claro (achou que ia sair assim, de graça?).

Antes de fazer alguma coisa, abra o correio, localizado na parte superior da tela. Além de itens de vaidade que o Pacote de Fundador lhe dá, você encontrará também um cavalo e um boi que facilitam o deslocamento pelo mundo de Albion. Porém, atenção: se você entrar nas Zonas Vermelhas e alguém o matar, você poderá ficar sem os seus itens de Fundador, inclusive as montarias.

Como dito anteriormente, a primeira tarefa se localiza na parte inferior central da tela na lista de verificação do painel do destino. Comece a coletar as pedras e troncos iniciais e mate os inocentes coelhinhos para o seu bel-prazer! Não se esqueça de saquear os pelegos de coelho depois de matá-los. É bem útil conseguir mais dos recursos que você coletar, pois cada um deles é útil de alguma maneira.

Depois de concluída a tarefa inicial de coletar recursos, é hora de criar os primeiros itens: ferramentas de coleta e armas. Vá até o primeiro NPC que você encontrar no jogo, no meio do mapa, que lhe fornecerá a bancada necessária para criar os equipamentos e as ferramentas iniciais. Comece as suas primeiras criações!

Produção ilimitada

Agora que você está com os recursos no inventário, poderá fazer suas primeiras ferramentas e armas. As ferramentas de coleta são um componente imensamente importante do sistema de produção de Albion Online, pois elas permitem coletar recursos de grau mais elevado que produzem, portanto, armas e armaduras mais fortes.

Os recursos são apresentados em oito graus. Cada grau é gradativamente mais difícil de encontrar no mundo aberto, pois a escassez de recursos é um fator muito tangível no mundo de Albion. Só o melhor dos melhores conseguirá manter o grau mais alto de equipamentos, portanto vale ressaltar que se trata de um mundo bem competitivo. Será necessário ter as ferramentas do grau adequado para coletar recursos do mesmo grau. Dito isso, tenha sempre as ferramentas à mão se você planeja coletar e produzir o próprio equipamento. Tendo em mente que você planeja ser o melhor dos melhores, comece a criar suas ferramentas de grau 1. Esse será o seu primeiro passo para atingir o objetivo máximo de desbloquear o grau 8. Com suas ferramentas à mão, colete madeira, pedra e pelegos (ou use os adicionais que você coletou anteriormente) para criar as primeiras armas e armaduras em Albion.

Sistema sem classes: você é o que você usa

Para produzir a espada, o escudo e a armadura de couro, vejamos novamente o painel do destino. Embora você esteja empunhando uma espada e um escudo no momento, é importante notar que, assim que você adquirir fama o suficiente (leia-se “experiência”) para progredir para armas e armaduras de grau 2, suas opções de equipamentos tornam-se ilimitadas. Isso porque a abordagem de Albion Online quanto à progressão de personagem não confina o jogador a uma função específica, ao contrário: ela lhe permite criar o personagem e o estilo de jogo de sua preferência.

Em poucas palavras: você é o que você usa. Um dia você pode jogar como um mago de fogo que usa roupas de tecido e ataques pirofóricos que incendeiam os inimigos. Outro dia, no entanto, você pode ser um tanque totalmente blindado com armadura para proteger os aliados de levas de mortos-vivos nas masmorras de Albion. Tudo isso é possível com um personagem.

Alinhada com a natureza simples do design de Albion está a simplicidade do sistema sem classes. Quando você se equipar com uma armadura ou uma arma, notará que, do lado direito da tela, novas habilidades estarão presentes. Se você se equipar com um tipo diferente de armadura ou arma, verá que essas habilidades mudaram. Exatamente: você é o que você usa. O uso dos três tipos de armadura resultará em diferentes habilidades e um estilo de jogo totalmente novo e revigorante em cada mudança. Isso abre uma porta para a infinita teoria da produção. O único fator limitante é o grau de inventividade que você se permitirá, criando assim um estilo de jogo que define você como jogador.

Agora que estamos num ponto em que você começou a entender o painel do destino, a progressão e o sistema sem classes de Albion Online, é hora de pegar no correio o seu equipamento exclusivo de grau 3 e também o cavalo ou o boi — se estiverem incluídos no seu Pacote de Fundador — e partir para a aventura em mundo aberto.

Olhe por onde anda

Como novo jogador, é importante compreender que novos desafios se apresentam ao longo do caminho. Há uma curva de aprendizado para sobreviver em Albion Online, pois trata-se de uma das características essenciais do jogo. Daremos algumas dicas para garantir que você tenha uma vivência memorável e agradável.

Para começar, é importantíssimo entender o sistema de zonas de Albion Online. Há quatro tipos de zona, cada um com novos desafios e oportunidades desafiadoras. Para reconhecer cada tipo de zona, aperte a tecla de atalho “M” e abra o mapa múndi. Elas se coordenam por cor com base no tipo de zona e, portanto, dos riscos envolvidos.

Variação de zonas: risco x recompensa

Zonas verdes

A primeira das quatro é a zona verde. É o tipo de zona em que você se encontra — a única zona totalmente segura em Albion. Nessas zonas encontram-se recursos de grau 1 a 4.

Você estará seguro portando seu equipamento e suas montarias de fundador por essas zonas, pois há muito poucos perigos além dos primeiros mobs que matará em mundo aberto. Se você morrer numa zona verde, não se desespere, pois você só cairá momentaneamente e sofrerá uma perda de durabilidade em vez de realmente morrer e perder todo o equipamento.

As zonas verdes são lugares perfeitos para começar as primeiras aventuras PvE (jogador contra o ambiente) em Albion, portanto use o seu tempo para aprender os detalhes de combate e coleta de recursos nessas zonas. Se você vier a morrer nas zonas verdes, não se preocupe! Os espectadores rirão com você no processo.

Zonas amarelas

A seguir, temos as zonas amarelas. Lá encontram-se recursos de grau 3 a 5, além de uma pequena quantidade de grau 6. Será a primeira zona em que poderá realmente encontrar PvP (jogador contra jogador) em Albion Online. No entanto, assim como nas zonas verdes, se você morrer numa zona amarela, cairá momentaneamente e sofrerá uma perda de durabilidade em vez de soltar todos os itens. Portanto, você se sentirá relativamente seguro se portar o equipamento de Fundador por zonas amarelas.

A única diferença é que, nelas, você deverá ficar de ouvido em pé e preparar-se para ocasionais jogadores furtivos que tentem matá-lo. Isso é possível se você sinalizar PvP. Para sinalizar-se como hostil, clique no ícone de “escudo” próximo à barra de pontos de vida. Só se sinalize se realmente estiver procurando PvP. Se você ficar sem sinalização, terá um bônus de amigável que ajudará a defender-se dos que possam atacá-lo.

Seja você um pacifista ou um matador, é importante manter-se alerta e preparado para os poucos perigos que uma zona amarela oferece.

Zonas vermelhas

Em terceiro, as zonas vermelhas. Nessas zonas, espera-se encontrar recursos de grau 4 a 6. É aí que a adrenalina começa a correr, quando se percebe que a relação entre risco e recompensa começa a fazer a diferença no jogo.

Se você morrer numa zona vermelha, não há como voltar: todos os itens do personagem cairão como espólios ao vencedor. Se você planeja entrar nas zonas vermelhas, aconselho depositar num banco os itens de Fundador, inclusive o cavalo e o boi, pois com certeza você não quer ver esses itens saqueados tão cedo no jogo! Nessas áreas não há bônus de jogador amigável: todos estão dispostos a jogar em PvP.

Se você entrar mesmo em zonas vermelhas, esteja totalmente ciente dos riscos e recompensas que o aguardam. Se você matar um jogador, todo o saque é seu — e vice-versa, caso algum jogador o mate.

É importante ter em mente que Albion Online apoia todos os que quiserem jogar individualmente. Quando houver mais de 10 inimigos próximos numa zona vermelha, eles aparecerão no minimapa como bolinhas vermelhas. É um alerta de perigo certo, um sinal que pode ser a oportunidade para você escapar de uma luta indesejada a menos, é claro… que você queira ser o herói!

Zonas pretas

Por fim, temos as zonas pretas. Lá os jogadores encontrarão recursos de grau 5 a 8. É o ômega de todos os tipos de zonas e, de longe, a mais perigosa (e recompensadora) de todas. Como nas zonas vermelhas, se você morrer numa zona preta, soltará todos os itens do inventário, inclusive os equipados. Não há bônus de jogador amigável e nenhum indicador de perigo no minimapa, nem nada que o ajudará além de coragem e mérito. Quando você chegar ao ponto de entrar em zonas pretas, estará pronto para o mais alto nível de competição em mundo aberto que Albion tem a oferecer. 

Tenha em mente que diferentes graus de mobs estarão presentes pelo mundo de Albion! Da mesma forma que ocorre com os graus de itens, os mobs em Albion funcionam de forma semelhante. Eles se apresentam em oito graus progressivos de dificuldade e raridade. Os mobs mais fáceis estarão nas zonas verdes e os mais desafiadores nas zonas pretas. 

Ao compreender os diversos tipos de zona e a proporção entre risco e recompensas em cada uma, você terá um entendimento sólido de quando e como se aproximar de cada zona, sabendo dos riscos que você está disposto a enfrentar. Mesmo depois de ter chegado tão longe, ainda precisamos falar de um assunto importantíssimo. É o assunto que testará toda a sua dedicação, integridade e experiência geral no Albion Online: entrar numa guilda.

Guildas e disputa por território

Embora seja possível jogar individualmente em Albion Online, recomendamos entrar numa guilda que se alinhe com seus objetivos e aspirações no jogo. Fazer parte de uma guilda aumenta em muito o prazer de jogar Albion Online. A maior parte da ação em Albion ocorre entre guildas rivais que buscam dizimar as adversárias. Você pode se perguntar: como as guildas podem se enfrentar fora do mundo aberto PvP? A resposta nos leva ao próximo tema: batalhas Guilda contra Guilda.

Guilda x Guilda

Guilda x Guilda (GvG) em Albion Online é onde os mais corajosos se enfrentam em disputas de 5 x 5 por controle de território. É um sistema complexo. Em poucas palavras, as guildas podem reclamar o domínio de territórios e acumulam grandes quantidades de terra no mundo de Albion. Nos territórios adquiridos, as guildas podem edificar uma grande variedade de construções para refinar materiais, produzir equipamentos, cultivar a terra e ter acesso a mais armazenamento. Uma guilda rival pode desafiar a guilda ocupante, roubar-lhe a terra e reivindicá-la como sua, inclusive a infraestrutura nela construída.

Se você jogou algum MOBA recentemente, estará familiarizado com a natureza da competição GvG em Albion e não terá problemas em participar e sair-se bem na disputa! É um destaque no PvP em Albion com muita adrenalina envolvida. É um excelente motivo para fornecer conteúdo de transmissão para seus espectadores.

Quanto aos nossos jogadores solo e em pequena escala, não se preocupem! Vocês ainda poderão ter um pedaço de terra em Albion Online sem o medo de perdê-lo para uma guilda mais forte. Trata-se do nosso sistema de Ilha do Jogador.

Ilhas de jogador: terra para todos

Em Albion Online, as Ilhas do Jogador foram projetadas como uma transição para a propriedade de terras, mas os menos capazes de manter territórios conquistados! Por um preço módico, todos podem comprar uma ilha de jogador em qualquer uma das cidades principais de Albion. É possível aprimorar a ilha do jogador em 6 graus, cada um com mais espaço de terra que o grau anterior. Claro, quanto mais espaço de terra, mais lotes para construir.

O principal é que a Ilha do Jogador é totalmente particular e acessível somente para o proprietário e para os visitantes autorizados. A ilha não pode ser conquistada. Ela pertence e sempre pertencerá ao jogador.

Para o alto e avante!

Se você chegou até aqui no nosso guia, está pronto para transitar pelo mundo de Albion Online num ambiente descontraído. Há muito conhecimento para adquirir durante o jogo, mas não se desanime! À medida que você faz a sua história no mundo aberto, tudo passará a fazer sentido. Siga o painel do destino, determine o seu estilo de jogo, fique atento à sua localização e — o mais importante — entre numa guilda! Lembre-se: Albion é um jogo projetado para ser simples, mas com todos os detalhes necessários para oferecer uma vivência inesquecível!

Economia conduzida por jogadores

O jogador constrói o próprio destino!

Seja um conjunto de armadura poderoso, um bastão mágico ou um conjunto de ferramentas robusto – todos os itens são forjados pelos jogadores, assim como a economia é conduzida pelos mesmos!

Além disso, o jogo possui ainda um sistema de ilha pessoal, que fica fora do mundo, ou seja, na costa de Albion onde você pode construir e manter uma fazenda, inclusive com cultivo e animais e um conjunto totalmente novo de construções.

Assim você pode gerar comida e abastecer os esforços de guerra da sua guilda ou vende-los no mercado para obter lucro!

Personalização do personagem

Para criar o personagem perfeito, você precisa conhecer os diversos caminhos pelos quais seu destino pode levá-lo. É aí que entra em cena o Painel do Destino! Ele mostra tudo o que você é e o que poderia ser — e não é pouca coisa!

Durante o seu progresso você pode mudar de ideia e reaver suas escolhas! O que torna todo o processo por si só muito divertido e abre margem para bastante experimentação!

Esqueça o que conhece de outros MMOs. Não há classes em Albion Online, ou seja, não há restrições de equipamentos. Experimente projetar e criar seu próprio estilo — no Albion Online, você é o que usa! (Frase está que foi usada como marketing do jogo!)

Uma base de jogadores robusta

Com aproximadamente 30.000 usuários ativos por mês jogando em um único servidor gigante, o mundo de Albion está em constante estado de movimento. Com uma ampla gama de atividades em grupo disponíveis, seu próximo mergulho em masmorras, ataque avançado ou batalha de mundo aberto está sempre à mão.

Conteúdo sazonal

No ano passado, foi introduzido as temporadas GvG e o Desafio do Aventureiro mensal. Estes oferecem recompensas exclusivas, desde montagens poderosas a roupas e móveis exclusivos, até Fama e Prata.

Referências:

Albion Online, Gamers News, wikipedia,

XCOM 2

XCOM 2 é um videojogo táctico por turnos produzido pela Firaxis Games e publicado pela 2K Games para Microsoft Windows, OS X e Linux a 5 de fevereiro de 2016. Em XCOM 2 a história tem lugar 20 anos depois dos eventos ocorrido em XCOM: Enemy Unknown (2012), depois do XCOM ter perdido a guerra contra as forças alienígenas.

De acordo com o site de pontuações agregadas Metacritic, XCOM 2 recebeu “aclamação universal” por parte dos críticos profissionais.

Jogabilidade

Vinte anos se passaram desde que os líderes mundiais ofereceram uma rendição incondicional às forças alienígenas e o XCOM, a última linha de defesa do planeta, foi dizimada e dispersa. Agora, os alienígenas governam a Terra, construindo cidades brilhantes que prometem um futuro brilhante para a humanidade na superfície, enquanto ocultam uma agenda sinistra abaixo e eliminam todos os que discordam de sua nova ordem. Somente aqueles que vivem nos limites do mundo têm uma margem de liberdade. Aqui, uma força se reúne mais uma vez para defender a humanidade. Sempre em fuga, as forças remanescentes do XCOM devem encontrar uma maneira de ressuscitar das cinzas, expor a verdade insidiosa por trás da ocupação e eliminar a ameaça alienígena de uma vez por todas.

Assuma o comando do Avenger, uma nave alienígena convertida na sede móvel da XCOM. Guie sua força de ataque ao redor do mundo, construa apoio popular e exponha os planos sinistros dos alienígenas.

Classes

Especialista

O especialista é o mais versátil das classes de soldados, como eles podem cumprir várias funções diferentes. Especialistas vêm equipados com um Gremlin que pode executar várias tarefas durante o combate. Considere a função que deseja um especialista específico a desempenhar, e tente atualizar sua árvore de habilidade em conformidade. Por exemplo, um especialista de suporte deve ter o protocolo médico, do Protocolo de ressureição, ou habilidades de Médico de Campo, a fim de curar de forma eficaz e reviver seus companheiros de pelotão.

O Gremlin do especialista também pode cortar em tecnologia alienígena durante certas missões. Se uma missão envolve hackear um objetivo particular, você deve priorizar mover o Especialista em proximidade com a localização do objetivo, a fim de completar o corte dentro das voltas atribuídas. Em vez do Especialista, considerar se o seu Gremlin pode executar uma tarefa importante, como a cura de um companheiro ou danificar um inimigo, antes de tê-los participar em outras tarefas.

Ranger

Equipado com uma espada poderosa e reduzir a capacidade, a classe ranger é destinado ao combate de perto. A Ranger é mais eficaz quando correndo para cortar um alien no rosto, de modo a tentar equipar proteções adicionais em seus Rangers antes de enviá-los em combate. Quando possível, ter um especialista em aplicar o seu protocolo de ajuda a um ranger, se você pretende mover o ranger em direção ao território inimigo. Isto irá aplicar um impulso de defesa volta única para o seu Ranger, o que lhes permite mover mais agressivamente com proteção adicional.

Aplicar atualizações que melhoram a mobilidade e danos do ranger irá ajudá-los a ter melhores chances de garantir mortes em seus alvos. Aumentando a sua chance de crítico também irá aumentar significativamente a produção de dano global do Ranger e eficácia.

Atirador 

A classe Sharpshooter serve como o atirador para o seu plantel. Vêm equipados com um rifle sniper maciço, bem como uma poderosa arma para combate de perto. A eficácia destas armas Sharpshooter depende da sua distância de um alvo inimigo. O Sharpshooter beneficia fortemente com o aumento de objetivo.

Logo no início de uma missão, posicione o Sharpshooter em um telhado ou em algum lugar com vista área, e depois coloque o Sharpshooter em Overwatch, para que possam defender a sua equipe. Se você usar Sharpshooters mais ofensivamente, considere desbloquear as habilidades retornar o fogo e as mãos relâmpago em sua árvore de habilidade.Essas habilidades permitem que o Sharpshooter a esgueirar-se efetivamente em tiros extra com a sua pistola, sem o uso de curvas.

Granadeiro

Como o especialista em demolições residentes, o Granadeiro usa um lançador de granadas e metralhadora para fornecer energia explosiva no seu plantel. o Lançador de granadas do Granadeiro pode chegar muito longe, garantindo danos com hits bem colocados. O Grenadier também pode transportar granadas como seu item de utilidade. Pesquisa granadas experimentais no campo de provas, a fim de equipar granadas avançadas em seus Granadeiros.

Granadeiros pode causar uma quantidade significativa de dano à distância, por isso certifique-se de aproveitar todas as oportunidades para arremessar granadas contra os inimigos feridos para acabar com eles sempre que possível. Granadas também causar veículos a explodir, danificando quaisquer espectadores usando o veículo para a tampa. Se você ver um inimigo agachado atrás de um veículo, chuck uma granada em sua direção para desferir um golpe letal.

Operador psi

A Operadora Psi é um soldado único, que deve passar por treinamento intensivo no laboratório Psi para ganhar habilidades psiônicos especiais, incluindo o controle da mente. Somente rookies pode ser treinado na Psi Lab, e esta é a única maneira de adicionar Psi para o seu time. Após o treinamento, o seu novo operativo Psi receberá uma das quatro habilidades de partida aleatórios. Você deve Psionics primeira pesquisa, a fim de construir a instalação Psi Lab, então priorizar esta pesquisa quando você tê-lo disponível.

Se a sua operativo Psi é a sorte de ter a capacidade Dominação, certifique-se de usá-lo estrategicamente no campo de batalha, uma vez que só pode ser usado uma vez por missão.Domination permite que seu operativo Psi tomar permanentemente o controle de um inimigo para a duração da missão, tornando-os um aliado. Tente tomar o controle de um inimigo poderoso para desencadear ataques mais devastadores sobre alvos inimigos.

Treinar recrutas extra

Após uma missão desafiadora, o seu time provavelmente vai voltar com vários soldados feridos ou abalados. soldados Idealmente, você deve ter mais treinados espera em modo de espera no caso de você encontrar uma outra missão, enquanto seus principais membros do esquadrão estão em licença médica. Tente recrutar novos recrutas sempre que você tem os suprimentos de sobra, para garantir que tem um suprimento constante de soldados saudáveis ​​quando você precisar deles.

Tenha em mente que recrutas calouros não precisa ter experiência de campo para ganhar uma promoção classe. Construir o Guerilla Tactics escola cedo e sempre tem rookies em treinamento para que os soldados de substituição estão prontos quando seus membros do esquadrão favoritos não estão disponíveis.

Equilibrar classes

Ao criar um pelotão antes de uma missão, é melhor escolher um soldado de cada tipo de classe, desde que você tem uma variedade de soldados para escolher. Tente evitar ter vários membros do esquadrão do mesmo tipo de classe para que você pode ter uma equipa mais equilibrada.No entanto, esta regra é um pouco flexível, uma vez que você comprou o upgrade tamanho esquadrão na Tactics Escola Guerilla. Com cinco ou seis membros do esquadrão, tendo uma classe duplicado é quase inevitável.

Como você acumular mais recrutas, você acabará por ter vários soldados que pertencem à mesma classe. Tente balancear suas habilidades como eles subir de nível, de modo que você pode ter ofensivas e defensivas soldados equilibradas para escolher. Se você deve ter mais do que um soldado da mesma classe no seu plantel, equipá-los com diferentes itens de utilitário para garantir a sua equipe ainda é capaz de uma variedade de tarefas durante o combate.

Diversificar o utilitário Loadout

Cada soldado tem vários slots de itens de utilidade na sua loadout, que desbloquear à medida que ganham promoções. Ter um esquadrão inteiro ir para a batalha com nada além de granadas pode levar a um resultado indesejado durante as missões avançadas. Manter um fluxo constante de pesquisa sobre cadáveres e outras preciosidades, a fim de ter novos equipamentos para o departamento de engenharia para construir. Tem Chief Shen construir uma variedade de itens de utilidade para o seu time, então equipar cada membro do esquadrão com diferentes itens de utilidade de um outro. Um esquadrão que tem Mindshields, Medkits, Mimic Beacons, e granadas terá um desempenho muito melhor do que uma equipa que só carrega um único tipo de item de utilidade.

Aplicar Sims combate pessoal

Sims combate pessoal (PCS) são de caráter específico atualizações que se aplicam melhorias únicas para as estatísticas de um personagem. Você pode adquirir novos PCs atualizações durante a batalha por pegar gotas de loot dos inimigos caídos. Essas atualizações também podem ser compradas no mercado negro para uma parte da Intel.

Trabalho certos de PCS melhor para certos tipos de classe, então escolha sabiamente antes de confirmar PCS de um personagem Uma vez por PCS é aplicada a um personagem, ele pode ser substituído, mas não foi removido. Considere os tipos de PCS atualizações que funcionam melhor para cada classe, para que você possa aplicá-las aos membros do esquadrão adequadas quando novos se tornam disponíveis.

Saia da cobertura apenas em casos extremos

A primeira coisa que você aprende em XCOM é: ARRANJE ALGUM LUGAR PARA ESCONDER-SE E FIQUE NELE SEMPRE! Mas isso não é uma verdade absoluta, já que, às vezes, você precisa arriscar, principalmente caso esteja no fim de um round, quando os soldados já estão sem granadas (mais sobre isso em breve) e com a energia baixa. Mais vale a pena flanquear um inimigo e garantir um tiro certeiro naquele turno (e acabar com a batalha), do que arriscar errar um tiro e ser acertado pelo revide do inimigo no próximo round.

Abuse das granadas

XCOM 2 é um RPG de estratégia tático baseado em cover. O nome do estilo de jogo é bem grande, mas ele dá uma dica importante de como vencer as batalhas com mais facilidade. Para isso, você vai precisar de granadas, montes delas. E o que você vai fazer com elas? Destruir as proteções em que os seus inimigos estiverem escondidos, é claro!

É muito melhor começar o seu turno atirando uma granada e destruindo as muretas e depois com um tiro certeiro num inimigo “flanqueado” (ou sem proteção) do que ser conservador e trocar tiros por vários turnos, ainda mais quando você tem uma contagem regressiva de turnos para encontrar o seu objetivo.

Outro detalhe, use suas granadas no começo das batalhas, e não no fim. É melhor garantir que o máximo de inimigos morra o mais cedo possível, para trocar tiros no final do que ao contrário, assim você garante que a maioria dos seus soldados vai chegar viva no fim das batalhas.

No meu time de seis, eu carrego sempre dois granadeiros, um ou dois franco-atiradores, um ou dois rangers e um especialista (com medkits e a habilidade de cura à distância com o drone).

Emboscadas

Você começa a maioria das partidas com cobertura, então aproveite-se dela ao máximo. Para isso, você deve montar emboscadas, e isso é mais fácil do que parece. Chegue perto dos seus inimigos sem se revelar e ligue o Overwatch com todos os seus soldados, menos um deles.

Com o último soldado, de preferência o com a maior chance de acerto, atire no inimigo e pronto, veja o grupo de soldados inimigos procurando uma cobertura e levando balaços de todos os seus soldados que estiverem em Overwatch.

O melhor de tudo é que eles não levam penalidade de reação nesse caso, já que você está emboscando o inimigo, é como dar de 4 a 6 tiros em inimigos que não estão se cobrindo. Raramente os inimigos sobrevivem a isso.

Cuidado com as espadas

Os Rangers do jogo ganharam uma habilidade muito legal, que é poder usar uma espada para fazer picadinho dos seus inimigos. A habilidade tira um monte de vida, e pode acabar sendo o seu recurso principal com esses personagens, mas cuidado, alguns inimigos contra-atacam os ataques de espada e tiram um monte de vida quando fazem isso, principalmente os Mutons.

Avance com cuidado e não espalhe seus soldados

Compactação é a chave para o sucesso. Nunca separe os seus soldados em dois grupos, pois, apesar de estarem em maior número no campo de batalha, os seus inimigos sempre estão espalhados em grupos de 2 ou 3. Enfrenta-los com um mesmo grupo de 2 ou 3 pode ser fatal para o seu esquadrão, já que você quase sempre vai ter equipamentos menos avançados que os seus inimigos. A sua vantagem principal quase sempre vai ser nos números, por que diabos você vai abrir mão dela?

Não saia correndo pelo cenário chamando a atenção dos seus inimigos. O motivo é o mesmo acima, é melhor matar grupos pequenos de inimigos do que chamar todo mundo pra luta ao mesmo tempo. Acredite, mesmo que você enfrente cinco inimigos com um grupo de seis, a vida fica bem mais complicada do que enfrentar três contra seis, e você pode considerar-se sortudo se não perder nenhum soldado nessa situação.

Mire na cabeça

Outra grande adição ao game foi um tipo de inimigo um tanto familiar, os Lost. Esses “zumbis” são fracos e muitos morrem com apenas um tiro, mas em grandes números podem ser mortais, para o seu time e o para o seus inimigos; contudo, por mais que as hordas destes monstros sejam grandes, é possível vencê-los com facilidade. Ao matar um lost, seu personagem ganha um turno extra para garantir que não seja cercado por essas criaturas, portanto, tente sempre eliminar o máximo desses inimigos. Ah, e nunca use explosivos, a não ser que você queira multiplicar o problema. Eles são extremante sensíveis ao som e um grande estrondo irá atrair mais inimigo

Montando Time

Sempre tenha ao menos um soldado de cada classe no time de ataque. Ranger serão ótimos para reconhecimento de campo, assim como para combates em curta distância. Atiradores facilmente acertarão alvos distantes e lançadores de granada se livrarão de vários inimigos de uma só vez.

Nunca deixe os soldados sozinhos, sem proteção, mesmo se estiverem atrás de uma boa cobertura. Procure mover os soldados em pares, para que um possa sempre ajudar o outro. Vipers podem facilmente puxar soldados por grandes distâncias, e reforços inimigos ou disfarçados podem aparecer bem ao lado. 

Armadura

Depois de certo momento no jogo, inimigos equipados com armaduras e escudos começarão a aparecer no campo de batalha. É importante lembrar que é preciso ter muito cuidado com a armadura do inimigo, pois cada ponto deste equipamento diminui um ponto no dano causado pelos soldados.

Sprint

Se não estiver certo de que não há inimigos virando a esquina, não use a habilidade Sprint no campo de batalha. Caso contrário, poderá cair dentro de um grupo de inimigos, completamente despreparado. O mesmo vale quando se movimentar com quase todos os seus soldados abatidos ou fora do ponto de ação.

Se este for o caso e houver tempo, termine a sua vez e espere pelo resto do time. Não há nada pior do que correr para dentro de um grupo de inimigos sem poder fazer nada quando seus soldados estiverem terminado as ações.

Ocultamento

A habilidade de ocultamento é quebrada quando um dos seus soldados executa qualquer ação – jogar uma granada, atacar um inimigo ou até mesmo hackear –, ou se eles fazem muito barulho, como quebrar uma janela. Planeje as ações que não cometa erros bobos. 

Algumas habilidades, contudo, não quebram a ocultação. É o caso das não ofensivas, como curar as unidades.

Missões

Algumas missões terão limite de tempo para que os objetivos sejam efetuados, porém, em geral, são balanceadas. Procure sempre abater primeiro os Sectoids, Vipers ou Stun Lancers, caso os encontre no campo de batalha.

Marcadores Vermelhos

Quando andar de forma oculta, não confie completamente nos marcadores vermelhos que representam o limite de percepção dos inimigos, especialmente em cidades e grandes florestas. Tente posicionar os soldados de forma que eles estejam cobertos pelo terreno por todos os lados possíveis. Caso contrário, é possível encontrar que grupos de inimigos venham do nada e acabem com os seus planos.

Referências:

Xcom, Game Detonado, Critical Hits, wikipedia, techtudo.

Hellblade: Senua’s Sacrifice

Hellblade: Senua’s Sacrifice é um jogo eletrônico desenvolvido e publicado pelo estúdio britânico Ninja Theory para Xbox One, Windows PC, PlayStation 4 e Nintendo Switch. Hellblade foi anunciado com um vídeo numa das conferências da Sony durante a gamescom em agosto de 2014 e foi lançado para 8 de agosto de 2017. É descrito pelo produtor como um jogo “AAA independente”.

Sinopse

Senua, a protagonista de Hellblade: Senua’s Sacrifice, é uma guerreira picta traumatizada depois de uma invasão viquingue. Como consequência do ataque, sua psicose se agrava. A história, baseada na mitologia nórdica e mitologia celta, foca-se em Senua, sobre a viagem que ela embarca para o submundo de Helheim, para salvar a alma de seu amado(Dilion), nessa viagem Senua encontrará e enfrentará seu passados e seus traumas, consequentemente lidando com eles.

O enredo

Senua é uma guerreira celta (região da atual Escócia) que se vê atormentada pela perda de seu amado durante a guerra contra uma invasão viking no século IX. Em busca de uma resposta direta de Hella — deusa do reino da morte na mitologia nórdica —, a guerreira parte para Hellheim, reino para onde vão aqueles que morreram fora da glória da batalha.

Contudo, além de ter a difícil tarefa de passar pelos horrores da Casa das Névoas, a protagonista lida com seu pior inimigo: sua mente, que passa a sofrer de psicose após a mórbida experiência trazida pelos escandinavos. E é aí que Hellblade: Senua’s Sacrifice começa a se destacar.

Espadas, lágrimas e ilusões

A narrativa é, sem dúvidas, o ponto alto da produção e faz com que sintamos na pele os horrores trazidos pelo distúrbio da personagem. Porém, embora seja um jogo de ação, Hellblade: Senua’s Sacrifice traz muito mais para a indústria dos games do que outros títulos aclamados do gênero, e a psicose da personagem é o gancho para o uso impecável de diversos recursos presentes na obra.

Como não há tutorial e nenhum sistema de HUD, contribuindo muito para a imersão, o jogo utiliza das vozes da cabeça de Senua para guiá-la pelo belo e perturbador mundo de Hellheim.

E essa importante escolha de game design ajuda a desenvolver muito a personagem e a transportar o jogador para a dor da protagonista e para deixar o gameplay extremamente intuitivo. E mais: é um diferencial que sustenta as centenas de boas análises que Hellblade: Senua’s Sacrifice tem recebido.

Design e jogabilidade

Uma série de ótimas escolhas fizeram do game o marco que ele é e, sem dúvidas, o universo criado pelo estúdio Ninja Theory é um dos principais. O jogo se desenvolve em grande parte entre cavernas negras, úmidas, florestas e construções sombrias. Mas, de vez em quando, é possível encontrar trechos de natureza exuberante, permitindo respiros de paz entre os diálogos e combates.

E, por falar em combate, é impossível não destacar a mecânica de morte permanente — muito divulgada pelo estúdio. A ideia é que Senua sofre de uma praga, demonstrada em forma de tatuagem em seu braço direito, que se espalha a cada vez que o jogador morre. Quando ela chega à cabeça da personagem, todo o progresso do jogo é perdido, forçando um recomeço.

Essa é uma proposta e tanto, porém, a verdade é que Hellblade: Senua’s Sacrifice não oferece muita dificuldade para o jogador, nem em seu combate com mecânica simples, nem nas travessias de sua jornada. Ao aumentarmos a dificuldade do game, veremos uma experiência um pouco mais desafiadora, mas nada que vá aumentar muito a duração do jogo. Contudo, o foco aqui é que você absorva o máximo possível da narrativa.

Jogue às claras

Não tem relação com “ter medo ou não”, mas Hellblade: Senua’s Sacrifice é um jogo muito melhor se jogado com o brilho aumentado nas configurações. Acontece que o jogo te incentiva a aproveitá-lo com tudo mais escuro para manter os mistérios, mas isso pode fazer com que você fique preso em partes inesperadas do cenário.

Não tenha receio em ir nas configurações e aumentar a luminosidade. Se isso prejudicar os gráficos, deixe em um nível “meio termo”. Assim, dificilmente, você ficará perdido em uma caverna, por exemplo. Também é possível configurar a iluminação pela TV.

Atenção aos glifos

Hellblade: Senua’s Sacrifice tem um sistema de quebra-cabeças bem interessante. Em alguns momentos, para abrir portas, a personagem precisa encontrar glifos espalhados pelos cenários. Estes glifos são símbolos nórdicos, que podem ser um pouco difíceis de encontrar. Mas há dicas valiosas quando estamos perto.

Quando achar de um glifo escondido, o jogador pode notar que há símbolos voando pelo ar. Se houver alguma pedra de história no caminho, ela também indicará a direção. A principal dica é ficar de olho no cenário, em todos os cantos, pois eles se posicionam em locais imprevisíveis.

Ouça as pedras!

E por falar nas pedras nórdicas, ouça, sempre que possível, as histórias que elas contam. O jogo é baseado em enredo e ficar sabendo dos detalhes pode te ajudar a, por exemplo, vencer um chefão mais adiante.

Pare na frente de uma pedra nórdica, que tem seu centro brilhoso, e pressione o botão de foco. Assim você conseguirá ouvir sua história. Algumas são grandes, outras são mais curtas, mas todas são importantes para o entendimento total.

Luta estilo “Dark Souls”

Não, Hellblade: Senua’s Sacrifice não é um jogo no estilo Dark Souls – na verdade ele é bem diferente. Mas suas lutas podem lembrar bastante a série de jogos da Bandai Namco, principalmente pela dica central na hora de vencer: calcule o ataque, a esquiva e a defesa. Faça muito bem para não se dar mal.

Hellblade: Senua’s Sacrifice não é um jogo de pancadaria. As lutas têm um compasso mais tranquilo e precisam que o jogador tenha calma na hora de avançar no inimigo. Fique atento sempre ao tempo da investida dos adversários e em quantos golpes eles dão de uma vez. Não tenha pressa e use a defesa ou esquiva para escapar da morte certa.

Não se preocupe em morrer

No início do jogo, Hellblade: Senua’s Sacrifice diz ao jogador que, se Senua morrer muitas vezes, seu progresso será apagado e ele começará novamente a história do zero. Isso dá uma certa pressão e pode até prejudicar o andamento do game.

Porém, trata-se de apenas um blefe. Isso não ocorre. É verdade que, se morrer, a personagem pode voltar alguns minutos na história, já que o sistema de “save” não é tão certo, mas mesmo assim, seu progresso nunca será perdido.

Atenção às legendas, em cima e embaixo

Hellblade: Senua’s Sacrifice tem um sistema de diálogos bem interessantes. Senua, a personagem central, ouve vozes em sua cabeça a todo o momento. Por conta disso, há legendas nas partes de cima e embaixo da tela.

É necessário prestar muita a atenção nestas legendas. Apesar de a maioria das vozes servir para desencorajar Senua, algumas dão dicas ou indicações do que fazer em um cenário. Parece confuso, mas dentro do jogo faz todo o sentido.

Jogue com fones de ouvido

Por melhor que seja o som da sua TV, Hellblade: Senua’s Sacrifice foi feito para jogar com fones de ouvido, pois isso também faz parte da jogabilidade. Isso porque o jogo utiliza a técnica chamada de som binaural, que emite som em duas camadas distintas, além dos barulhos espalhados pelo cenário.

O som binaural também está ligado à dica das legendas, mas eles só funcionam bem quanto estamos jogando com fones de ouvido. Isso vai influenciar bastante a performance do jogador no controle de Senua e pode melhorar sua compreensão do mundo de Hellblade: Senua’s Sacrifice.

Estude os cenários

Quando começar Hellblade, os puzzles que vai encontrar serão bastante lineares, levando-o do ponto A ao ponto B. Porém, à medida que vai avançando, os enigmas vão se tornando mais complexos. Você vai precisar estudar bem os cenários para abrir o máximo de caminhos possíveis através de portas e pontes secretas.

Para o ajudar nesta tarefa, observe os glifos nórdicos e as pedras de história que se encontram espalhados pelo cenário. Fique de olhos bem abertos durante a exploração, pois eles se encontram muitas vezes escondidos em locais imprevisíveis. Utilize sempre o seu Foco para ouvir as histórias que as pedras têm para lhe contar, pois podem te fornecer pistas fundamentais para derrotar chefões.

Hellblade vai o incentivar a aproveitar a baixa luminosidade para intensificar o ambiente misterioso do game, porém, aumentar um pouco essa opção vai o ajudar em muito a não ficar preso em cenários escuros, como cavernas.

Procure os símbolos

Alguns puzzles apenas podem ser completados se você encontrar um ou mais símbolos específicos no cenário, permitindo assim a abertura de portas que o levam a avançar no game. Porém, esses símbolos se encontram camuflados e você terá que procurar qualquer coisa no cenário que lhe faça lembrar o formato pretendido. Felizmente, suas vozes o vão alertar se estiver no caminho correto.

Salvar o game

O sistema de morte permanente em Hellblade causou muita polêmica ao ser anunciado, mas não se preocupe, você terá a chance de retomar o último ponto salvo se a morte ocorrer. Como o sistema é automático, você verá o símbolo do game girar no canto inferior direito quando estiver salvando. Assim saberá que pode continuar a partir daquele ponto se tiver que desligar o game ou se morrer.

No entanto, existe sempre a possibilidade, se morrer frequentemente, de o game apagar automaticamente seu percurso, por isso o melhor mesmo é ter muito cuidado durante sua viagem!

Aprenda a lutar

Em Hellblade, você tem ataques leves e fortes. Para se defender pode bloquear, evadir ou guardar. Todas essas habilidades se modificam ao utilizar o sprint ao mesmo tempo que as usa. Nesse game o combate não é rápido, por isso não tenha pressa em atacar. Se esquive, se defenda e ataque apenas quando estiver seguro.

Esteja sempre atento ao retrato de Senua. Embora não exista barra de vida em Hellblade, o retrato do personagem ficará desfocado ao sofrer dano dos inimigos. Se você estiver perto de morrer, a própria Senua ficará dobrada com dores, avisando-o de que está na hora de se colocar a salvo.

Mantenha seus inimigos sempre na sua frente. As vozes que o rodeiam podem não ser rápidas o suficiente para o avisar de um ataque fatal vindo de suas costas.

Estratégias para vencer inimigos e chefões

Nesse game, todos os inimigos precisam de uma estratégia especifica para serem vencidos. Ao inicio, o game vai facilitar as coisas para você, dando-lhe a hipótese de enfrentar um inimigo de cada vez. Porém, logo você vai começar a se ver no meio de grupos desses monstros das sombras.

Confira as estratégias para acabar sem problemas com cada um dos diferentes inimigos e chefões.

Monstro das penas: Pode utilizar todo o tipo de ataques contra este monstro.

Ele é fácil de bloquear.

Não se deixe encurralar por vários desses monstros ao mesmo tempo.

Monstro do escudo: Se esquive dos ataques que esse monstro faz com seu escudo pois quebram sua guarda.

Seus ataques são lentos e fáceis de bloquear, mas se falhar o bloqueio vai sofrer grande dano.

Utilize seus pontapés contra esse monstro, pois são fundamentais para abrir suas defesas e o expor a seus ataques.

Monstro do machado: Esse monstro ataca a grande velocidade e por isso é difícil de bloquear.

Ele tem também a possibilidade de o atacar de longe, atirando o seu machado.

Quando esse monstro está com pouca vida, ele se envolve em escuridão e apenas pode voltar a ser atingido se você ativar seu Foco.

Monstro nublado: Esse inimigo apenas pode ser atingido se você ativar seu Foco.

Se não tiver a possibilidade de utilizar seu Foco, use luz para o tirar da escuridão.

Monstro poderoso: Esse monstro é muito lento, porém sempre que o bloqueie ele vai conseguir o atirar ao chão.

Se ele correr para cima de você, é fundamental que consiga evitar esse ataque, pois causa muito dano.

Valravn (chefão)

Quando esse chefão sofrer algum dano, ele vai desaparecer por uns instantes, deixando-o com seus lacaios.

Quando ele voltar vai saltar sobre você com um poderoso ataque. Esse ataque é fácil de evadir, porém se você falhar o dano sofrido será massivo.

Você não consegue bloquear as espadas que Valravn atira em você. Terá que efetuar um contra-ataque para as virar contra o monstro.

Quando Valravn estiver próximo da morte, ele ficará envolvido em escuridão e apenas poderá ser atacado com seu Foco ativo.

Surtr (chefão)

Surtr tem alguns ataques com sua arma que são bastante fáceis de evadir.

Quando ele espetar sua espada no chão e se ajoelhar, vai empurrar você para trás enquanto ele ganha forças. Tente quebrar sua concentração pois durante esse ritual ele se encontra indefeso.

Surtr tem uma segunda forma em que sua espada se transforma em fogo. Enquanto o monstro estiver nessa forma, você não vai conseguir o atacar sem levar dano. Use seu Foco para o combater.

Fenrir (chefão)

Tanto seus ataques leves como os fortes não conseguem penetrar a pele de Fenrir, você necessita utilizar a habilidade especial da espada Gramr, que pode pegar durante o game.

O melhor para se defender contra esse chefão é tentar se evadir de seus ataques, pois mesmo que os bloqueie vai sofrer dano.

Eventualmente, Fenrir vai se esconder na escuridão e não vai ser detectado nem pelo seu Foco. Você terá que usar o som para entender de que direção o monstro o irá atacar.

Durante o combate, a luz no centro da sala vai diminuindo. O seu Foco vai ser fundamental na fase final da batalha para detectar Fenrir com facilidade.

Dicas e Truques para os Puzzles

Os Puzzles do Hellblade podem-se resumir a dois tipos de categorias. O tipo de Puzzle mais comum é aquele em que precisas de encontrar um determinado símbolo na área envolvente, e estes símbolos normalmente são encontrados em portas fechadas. Podes deparar-te com vários símbolos ao mesmo tempo, mas na maioria das vezes apenas terás de encontrar um símbolo de cada vez, mesmo que tenhas de encontrar vários símbolos para desbloquear uma porta.

Exemplo: existem vários símbolos espalhados no mundo de Hellblade, os quais terás de encontrar na área envolvente. No entanto, por vezes pode ser difícil encontrar estes símbolos, pois eles estão camuflados entre os objetos e a natureza que te rodeiam. Por exemplo, podes ter de procurar entre árvores, edifícios, e outros objetos, de forma a tentares encontrar o símbolo.

Porém, existem algumas dicas que te podem ajudar a resolver estes puzzles. Quando te aproximas de um símbolo o teu ecrã fica repleto de pequenas cópias desse símbolo, ou seja, basicamente são as vozes que a Senua ouve na sua cabeça a tentar dizer-lhe que o símbolo se encontra por perto. Quando te encontrares nesta situação, começa a olhar à tua volta em busca de algo que forme um padrão igual ao símbolo em questão.

Quando chegares ao local onde se encontra o símbolo, usa a Focus ability e o símbolo que estiver perto de ti irá aparecer no centro do ecrã. Depois, podes mover a tua câmera até encontrares o local que achas que o símbolo está escondido. Caso estejas perto do símbolo, mas não o consigas encontrar, usa a Focus ability e começa a procurar à volta da zona, pode ser que tenhas sorte e encontres o símbolo sem querer.

Também é muito importante ter em atenção que podes estar a focar-te no sítio correto, mas podes estar num ângulo ou distância errada. Em vários puzzles vais ter de combinar um objeto que se encontra mais perto de ti com um objeto mais distante, de forma a formares o símbolo pretendido. No entanto, caso estejas muito perto, ou muito longe, ou até mesmo se estiveres a posicionar-te num ângulo errado, não vais conseguir formar o símbolo.

Dicas e Truques para os Combates

Os combates em Hellblade podem se tornar repetitivos, mas mesmo assim existem alguns truques e dicas que te podem ajudar a derrotar os inimigos de Senua.

Parry: Muito provavelmente já conheces esta mecânica, mas o Parry consiste em bloqueares um ataque quando o inimigo está prestes a acertar-te, desbloqueando uma animação especial. Quando isto acontece, o inimigo perde o seu balanço e podes atacá-lo livremente durante um curto período de tempo. Caso utilizes um Heavy attack ou dois após um Parry, normalmente irás imobilizar o inimigo instantaneamente. Isto é bastante útil quando estás a combater contra vários inimigos pois podes imobilizar um deles e focar-te nos outros.

No entanto, é importante ter em conta que não podes fazer Parry a todos os ataques. Normalmente não podes fazer Parry aos ataques mais demorados e pesados, aquilo que pode ser considerado um Heavy attack. Quando te deparares com este tipo de ataques, o mais sábio é desviares-te deles em vez de fazeres parry ou block.

Guard Breaks: Por vezes, os inimigos adoptam uma postura defensiva e podes ter dificuldade em conseguir atacá-los. Quando isto acontecer, usa um Heavy attack ou Melee attack para quebrares a defesa do inimigo. É uma boa ideia começares a usar Heavy attacks e Melee attacks nos teus combos habituais, pois assim podes quebrar a defesa de um inimigo a qualquer momento.

Dodging: O Dodging é muito útil em dois tipos de situações: quando o inimigo está prestes a usar algum tipo de Heavy attack, ou quando estás a lutar com um grupo de inimigos ao mesmo tempo. Lembra-te que podes usar um light attack logo após te esquivares e efetuarás uma ataque especial. Ao fazeres isto poderás causar dano nos inimigos ao mesmo tempo que te evades dos seus ataques.

Combos: O Hellblade possui um sistema de combo bastante aberto, pois podes basicamente fazer spam do light ou heavy attack e irás desbloquear algum tipo de combo. No entanto, de uma forma geral, a melhor estratégia é começar por desferir alguns light attacks, seguindo-te de um heavy attack ou dois, ou de um melee attack. Ao fazeres isto normalmente irás imobilizar o inimigo temporariamente, dando-te alguma margem de manobra.

Referências:

Saga Art, Eurogamer, Aficionados, Wikipedia, techtudo.

Assassin’s Creed Odyssey

Assassin’s Creed Odyssey é um jogo eletrônico de RPG de ação produzido pela Ubisoft Quebec e publicado pela Ubisoft. É o décimo primeiro título principal da série Assassin’s Creed e foi lançado em 5 de Outubro de 2018, para Microsoft WindowsPlayStation 4Xbox One e Nintendo Switch. Durante a apresentação do serviço streaming Stadia da Google, foi anunciado que o jogo estaria disponível no serviço, ainda sem data de lançamento.

Ambientação

O jogo se passa em 431 a.C, quatrocentos anos antes dos eventos Assassin’s Creed Origins. Conta a história da Guerra do Peloponeso, que foi travada entre as cidades-estados da Grécia antiga.  O jogador assume o papel de uma criança exilada (mercenário(a) quando adulto) chamada Alexios ou Kassandra (dependendo do sexo escolhido para a experiência do jogo, no entanto, o personagem canônico é Kassandra) que luta para defender as pessoas, e é um descendente do rei espartano Leônidas I; e capaz de lutar por Atenas e da Liga de Delos ou Liga do Peloponeso liderada por Esparta. Tal como acontece com os outros jogos anteriores da série, Odyssey inclui uma narrativa dos tempos modernos e segue Layla Hassan, introduzido em Assassin’s Creed Origins. 

O jogo possui vários personagens históricos com os quais os jogadores podem interagir, como Alcibíades, Cléon, Sócrates, Sófocles, Pausânias, Heródoto, Hipócrates,Brásidas, Péricles, Fídias e Aspásia Há também cenários históricos e míticos, como a Ágora de Atenas, Cefalônia, Ítaca, o Odeão de Péricles, a floresta de carvalhos em Foloi, Estátua de Zeus em Olympia, Naxos, Lesvos, Atenas, Argólida, Pnyx,  Fócida e Messara. 

Pegue tudo que encontrar

Não se preocupe com o limite do inventário e pegue todos os itens que encontrar durante a sua jornada em Assassin’s Creed Odyssey. Sejam armas, partes de armaduras ou materiais, todos os objetos tem alguma utilidade. Os itens podem ser vendidos em troca de dracma e os equipamentos desmontados para obter madeira, ferro e materiais.

Principais habilidades

Eu separei algumas habilidades que são imprescindíveis, independente do seu estilo de jogo, para ajudá-lo a ter uma boa experiência

Todas as habilidades de maestria: (aumentam seu dano e sua resistência no geral, sendo uma para aumentar o dano do arco, outra o dano das armas, uma para a resistência da armadura e por fim uma para o dano de assassinato)

Chute espartano: mesmo que essa habilidade não tivesse nada de especial ela estaria aqui pois não há nada mais prazeroso que chutar seu inimigo e observá-lo cair pra morte.

O interessante aqui é que, além de afastar seu oponente, ela também o nocauteia, ao invés de matá-lo, permitindo que você o recrute (algo que explorarei mais para frente)

Anel do Caos: por mais stealth que você seja, é inevitável se envolver um uma batalha, e essa habilidade é importante pois cria uma espécie de onda de energia que joga todos os seus inimigos para trás- sendo quase obrigatória nas Batalhas de Conquista.

Segunda Chance: o nome já diz tudo: esteja perto da morte (algo que é frequente) e um clique te fará recuperar 25% de sua vida. Fácil e eficiente!

Disparo Devastador: aumenta seu dano do arco, permitindo que você mate os inimigos mais facilmente.

Revelação: Por fim essa é uma habilidade que era intrínseca nos outros jogos da franquia, mas em Odyssey você precisa compra-la. Com ela você invocará a visão de Atena para revelar todos os segredos da área, incluindo baús e passagens ocultas.

Quebra de Defesa: Ele permite que você pegue o escudo de um inimigo e quebre-o, o que significa que você não precisa gastar tanto tempo para ficar na posição correta para atordoar um inimigo ou atacá-lo atrás do escudo.

Chute Espartano:. Isso permite que você execute um chute vigoroso, que derrubará inimigos e os incapacitará por alguns segundos. É ótimo para quando você está lutando em plataformas altas ou quando enfrenta um grupo e quer reduzir momentaneamente seus números.

Use o salvamento rápido

Está em dúvida sobre qual opção de diálogo escolher? Quer refazer uma missão de um jeito diferente? Então use o salvamento rápido em partes importantes e, especialmente, antes de decisões que impactam a história do jogo. Como o próprio nome já diz, é uma maneira rápida e simples de salvar e recarregar o game caso queira mudar as suas escolhas.

Desmonte os equipamentos

Se você tem uma pilha de armas e armaduras que não usa mais, desmonte-os para obter materiais como madeira, ferro e cristais. No ferreiro, esses itens podem ser usados para colocar entalhes em seus equipamentos. Os materiais também são usados para melhorar armas e armaduras. Como o processo é caro, guarde-os para seus equipamentos favoritos, e de preferência para os de raridade lendária e épica.

Melhore o casco do Adrasteia

Com os materiais certos, é possível melhorar diversos aspectos do Adrasteia, como arsenal, dano das armas e a resistência do navio e da tripulação aos ataques de outros navios. Contudo, de prioridade para o casco do Adrasteia. Além de aumentar a energia e a armadura do navio, ele desbloqueia um espaço para contratar tenentes especiais.

Esses tenentes são personagens de missões paralelas ou inimigos que você nocauteou e recrutou para o navio. Eles são importantes, pois oferecem bônus de dano, recuperação de vida e resistência.

Sincronize todos os Panoramas

Os pontos de sincronização, ou Panoramas, são a melhor maneira de viajar pela Grécia Antiga. Por isso, assim que encontrar um local novo, ative todos os pontos que encontrar. Além de ganhar experiência, você facilitará a conclusão de missões que, muitas vezes, exigem que você se desloque por cada canto do mapa de uma determinada região.

Desbloquear os pontos de viagem rápida também irá melhorar a precisão de Ikaros para localizar itens, inimigos ou atormentar oponentes.

Ataque durante a noite

A noite é a melhor amiga de um bom assassino. Use esse horário para infiltrar fortes ou eliminar bandidos ou soldados na surdina. A escuridão reduz o campo de visão dos inimigos. Além disso, alguns provavelmente estarão dormindo, o que irá garantir uma morte limpa e fácil.

E não é necessário esperar para que anoiteça. Assim como no Assassin’s Creed Origins, use a opção de meditação para acelerar o tempo.

Não fuja dos mercenários

Ao cometer um crime, Kassandra e Alexios vão atrair a atenção de mercenários que estão em busca de uma bela recompensa. Não fuja, enfrente-os sempre que tiver condições. Além de ganhar bastante experiência, os caçadores de recompensa são uma ótima fonte de armas e equipamentos raros durante todo o jogo. Você também pode recrutá-los para o Adrasteia, pois os mercenários se tornam tenentes especiais.

Outra vantagem em derrotar esses oponentes está ligada a classe de mercenários. Os caçadores, incluindo Kassandra e Alexios, são divididos por níveis de nove a um. Elimine mercenários com um nível acima do seu para subir uma posição no ranque de classes. Os níveis oferecem redução nos preços de diversos serviços, como gravação, melhorias de armas no ferreiro, aprimoramento do Adrasteia, e muito mais.

O seu navio conta com um sistema de tenentes: basicamente você pode recrutar personagens ao longo da campanha que lutarão ao seu lado em batalhas navais e poderão ser convocados por você em terra caso possua a habilidade Chamado às Armas.

Os personagens contam com as mesmas classes que as armas: Comum, Raro, Épico e Lendário; então, por mais que seja um pouco estranho falar para não matar todo mundo em um jogo que tem assassino no nome, não mate todo mundo!

Ao invés disso, recrute alguns inimigos mais fortes para aumentar seu poder de ataque.

Navios

Muitas vezes você se encontrará cercado de navios inimigos, especialmente piratas, atacando o Adrasteia sem dó nem piedade. Contudo, existe uma maneira de enfrentar um por um, recuperando vida entre os intervalos. Para fazer isso, concentre suas forças em um único barco e aborde-o. Elimine todos os oponentes e a vida do Adresteia será recuperada. Repita o processo de barco em barco, assim será possível derrotar todos os barcos adversários.

O jogo re-introduz a mecânica naval, e, embora ela não seja tão mandatória quanto foi em Black Flag, existirão momentos em que você participará de grandes batalhas navais e algumas inclusive serão de conquista, ou seja, serão vários navios contra o Adrasteia.

Então é crucial para a sua progressão na história melhoras seu navio e conseguir mais resistência, dano e sequências de tiro, para não passar aperto.

Em um artigo futuro eu vou explorar mais as técnicas que você pode usar para navegar mais tranquilamente em Assassin’s Creed Odyssey.

Explore muito a Cefalônia

Conseguir o máximo de recursos possível no prólogo é importante para garantir uma campanha tranquila.

Isso porque ao longo do jogo você se envolverá em diversas batalhas navais e de conquista, além de ficar cara a cara com mercenários poderosos.

Por isso é importante adquirir esses recursos, com eles você poderá aprimorar seu navio, suas armas e seus trajes, facilitando bastante sua odisseia.

Explore cada centímetro da ilha introdutória porque ela conta com todos os elemento presentes no decorrer do jogo, desde ferro, madeira, pedras preciosas e cristais de obsidiana, até ao místico Orichalcum.

O Orichalcum é um metal raro que está espalhado por toda a Grécia e é necessário para ser utilizado no Oikos dos Olimpianos (o Bazar do Reda desse jogo).

Além disso, faça todas as missões para conseguir XP e itens como armaduras e armas, leia o Quadro de Contratos na vila de Sami.

Pondere bem suas escolhas: algumas podem ter resultados desastrosos, como pode ser visto em uma missão que envolve uma praga se espalhando por um vilarejo.

Enfim, ainda que a ansia para subir de nível e sair para explorar todo o mapa seja enorme, tenha paciência e aproveite seu tempo em Cefalônia, pois isso irá fazer diferença.

Escolha qual é seu estilo de jogo

O novo título da série é todo focado em escolhas e você pode escolher qual linha de gameplay irá seguir: a de Caçador, a de Guerreiro ou a de Assassino.

Embora a princípio possa parecer tentador ter o máximo de habilidades e variar bastante seu estilo, isso acaba não sendo vantajoso.

Tendo isso em mente, escolha um ramo e siga aprimorando-o, mas também invista um pouco nas outras áreas da árvore de habilidades, principalmente a de Assassino.

O combate do jogo está mais complexo, e isso te incentiva a permanecer o maior tempo possível em furtividade, para evitar a morte.

Coloque gravações em suas armas e armaduras

Cada equipamento que você adquirir e cada desafio que você concluir te darão gravações, que são basicamente stats que você poderá colocar em qualquer outra arma ou armadura para aumentar suas habilidades e taxas de dano.

Use essas marcações sempre que disponíveis, elas são cruciais para te dar mais poder e deixar o combate mais fluído e dinâmico.

Deixe o jogo te guiar

No início da gameplay você será apresentado a dois modos de jogo: o Guiado e o Exploração.

A sugestão aqui é escolher o segundo, já que, de acordo com os desenvolvedores, é a experiência que Odyssey deve ter.

E de fato, é: esse modo dá mais liberdade de explorar e descobrir cada ponto do mapa, cada easter-egg, cada referência e cada monumento histórico.

Além disso, não ache que o foco está nas missões principais, pelo contrário, elas são importantes, mas as secundárias também tem seu valor e estão de fato mais diversificadas e interessantes.

Então explore o mapa e aproveite cada centímetro que esse maravilhoso jogo tem para oferecer.

Bônus: mate todas as cabras em Cefalônia

Se você gosta de conquistas, existe uma cabra em Cefalônia que te dará uma conquista rara.

Ela tem relação com uma cena um tanto quanto inusitada do jogo, que acontece ao enfrentar um inimigo chamado Ciclope, então não exite em atirar em todas as cabras dessa ilha enquanto ainda estiver lá.

Como esquivar

Uma habilidade que você deve aprender desde cedo é como se esquivar. Existem dois desvios diferentes no jogo. Um é uma esquiva leve, que você pode ativar pressionando X no controle do Xbox One ou Quadrado no do PS4. O outro é um salto mais exagerado, que você pode executar pressionando os dois botões.

Quando um inimigo chega em você com um ataque leve, use o movimento menor para se mover rapidamente ao redor deles e fora do alcance de seu ataque. Se eles piscarem na cor vermelha e avançarem com um ataque pesado, você precisa pular para sair fora do caminho. Tente cronometrar suas esquivas para o último momento possível. Se você realizar uma no momento exato, ela deixará o tempo temporariamente mais lento, o que lhe dá a oportunidade de responder com alguns ataques.

Você pode evitar ataques leves, mas não bloqueie os fortes

Defletir um ataque é algo incrivelmente útil de se aprender. Você pode bloquear os ataques leves do inimigo pressionando os dois botões dianteiros esquerdo e direito no controle no momento correto (L1 + R1 no PS4 ou LB + RB no Xbox One). Há um pequeno indicador visual para ajudá-lo nisso, que vem sob a forma de algumas marcas brancas de estresse que aparecem ao redor do seu oponente. Sempre que ver isso, segure os dois botões e você empurrará seu oponente para trás. Só não tente impedir ataques mais fortes, pois isso só acabará em tragédia.

Encontre a arma certa para você

O jogo conta com várias armas diferentes para escolher, o que inclui espadas, foices, bastões e lanças. Todas elas requerem abordagens ligeiramente diferentes. Espadas são equilibradas, enquanto outras armas são mais especializadas e precisam de um pouco mais de tempo para serem totalmente dominadas. Por exemplo, os machados são muito mais lentos de serem controlados e provavelmente são mais indicados para confrontos um a um, devido à sua longa animação de finalização, enquanto as lanças são ótimas para encadear dano múltiplo em vários inimigos ao mesmo tempo.

Recomenda-se que você passe algum tempo com cada uma delas para se familiarizar com os estilos de armas e descobrir qual é a melhor opção para você. Todas as opções são viáveis, porém dependem da preferência pessoal de como você deseja jogar.

Visite o ferreiro com frequência para incrementar seu equipamento

Se você está encontrando uma missão particularmente difícil, é possível visitar um ferreiro para atualizar seu equipamento. Os ferreiros permitirão que você compre e venda itens, aumente seu nível e melhore o equipamento com vantagens especiais, como dano e saúde adicionais. Você vai querer visitar os ferreiros depois de algumas missões, para garantir que seu equipamento esteja em um nível semelhante ao de onde você está no jogo e que você tenha todas as suas melhores armas aprimoradas com os benefícios mais recentes.

Use o ambiente ao seu redor

Sempre preste atenção em seus arredores – dá para se esconder nos arbustos?

Seu ambiente também pode ser outra grande arma, então faça uso dela. Você pode atrair os inimigos para um lugar mais alto e empurrá-los de plataformas ou penhascos para causar dano de queda. Atear fogo a panelas de óleo para iluminar um fluxo de inimigos – ou libertar leões e ursos e soltá-los em bandidos ou guardas.

Ao encarrar um obstáculo, preste atenção ao que o rodeia e tente tomar conhecimento das coisas que você pode usar a seu favor. Isso inclui qualquer coisa como alarmes que você pode sabotar, arbustos para se esconder ou rachaduras na parede que permitam que você passe despercebido após uma tentativa fracassada de assassinato. Usar seu ambiente também lhe ajudará a enfrentar alguns dos inimigos mais difíceis do jogo, o que inclui caçadores de recompensas, capitães e mercenários.

Lembre-se de seu batedor

Envie seu pássaro como batedor para visualizar acampamentos inimigos. Assim como em Origins, os jogadores terão um companheiro com penas que pode ser enviado adiante para explorar bases de bandidos e outros pontos de interesse.

Antes de ir para a batalha, reserve um momento para olhar em frente e planejar com antecedência com Ikaros. Certifique-se de marcar todos os itens importantes, como baús e qualquer bandido que você possa ver também. Isso evitará surpresas desagradáveis quando estiver dentro de suas bases, pois permite que você acompanhe os guardas em patrulha. Também é possível usar essas informações, se assim desejar, para enfrentar inimigos quando estiverem separados uns dos outros. Isso tornará as lutas muito mais fáceis, pois você não terá que controlar uma multidão com seus ataques.

Faça as coisas básicas de sempre

Essa é importante ao quadrado em Odyssey. Coletar todos os recursos possíveis como madeira, rochas, pedras preciosas e tabuletas são importantíssimos para poder aprimorar peças de equipamento e também o seu navio que é uma parte primordial do gameplay.

Além disso, sincronizar com os pontos importantes para liberar pedaços do mapa é uma boa. Afinal isso aprimora a percepção da águia Ikaros, sua aliada durante a jornada, além de permitir a viagem rápida. E como se trata de um arquipélago em um mapa gigantesco, a viagem rápida salvará muito de seu tempo.

Atenção aos detalhes

Nessa caminhada totalmente RPG que Assassin’s Creed trilha a cada nova iteração, temos uma pequena burocracia que pode passar despercebida aos menos atentos. Agora seu personagem tem três tipos diferentes de dano: caçador (arco), guerreiro (armas de combate próximo) e assassino (stealth).

Logo, fique atento às peças de armadura e seus bônus, pois dependendo, algumas de nível superior podem mudar drasticamente seus atributos para pior, pois são de raridade diferentes ou sem os buffs certos.

Aliás, por mais difícil que seja, encontrar todas as peças da armadura, também lhe concederá atributos e vantagens especiais. O difícil é mesmo completar o set.

Não abuse da sua paciência

Ser um mercenário em Odyssey realmente oferece muita liberdade e, com ela, muita encheção de saco. No começo do jogo, é ótimo e divertido matar a montanha de mercenários que vão te caçar até o medidor diminuir lentamente. O problema é eles aparecerem quando estiver no meio de uma missão importante e atrapalhar todo o progresso. Para se livrar rapidamente deles, pague as recompensas através do Mapa. Isso vai te poupar muita dor de cabeça.

A guerra é importante

Acumular XP também é um pequeno parto em Odyssey, mas é possível ganhar de modo mais rápido. Sempre que fazer alguma missão paralela, olhe as recompensas. Se o XP estiver roxo ou dourado, pode ter certeza que haverá muita experiência ao término da missão. Evite fazer as azuis para poupar tempo.

Além disso, a mecânica da Guerra do Peloponeso pode ajudar com loot e muita experiência toda vez que enfrentamos uma batalha naval ou terrestre. Fique atento apenas para se aliar ao lado difícil para ganhar mais recompensas.

Cuidado com as galinhas

Pode parecer piada, mas é sério. Se você empunhar suas armas perto das galinhas nas cidades, elas vão te atacar. E acredite, o dano delas é monumental. Com três bicadas conseguem te levar para a lona. Por isso fique atento a essa mecânica engraçadinha que homenageia as galinhas de Zelda: Ocarina of Time, um dos RPGs mais consagrados da História.

Dados Gerais

Dificuldade estimada dos troféus: Baixa

Troféus offiline: 51

Troféus online: 0

Tempo aproximado para a platina/100%: 60-70 horas

Número mínimo de jogadas: 1

Número de troféus perdíveis: 1

Troféus com glitches: 6

Modo mais eficiente de se obter os troféus/conquistas

Primeiro passo: Termine a história

Aproveite Assassin’s Creed Odyssey da maneira que achar melhor, em qualquer dificuldade que preferir. Felizmente, não existem troféus relacionados à dificuldade. Não importa se você escolher jogar com Alexios ou Kassandra, pois isso não afeta nenhum romance ou troféu (apenas altera alguns diálogos e cenas).

Suas escolhas também não impactam os troféus. Escolha os diálogos que você quiser em missões principais e secundárias, eles podem afetar o final do jogo, mas isso não afeta os troféus.

A História de seu personagem é cheia de sangue e lágrimas.

Além disso, não importa se você escolhe o “Modo guiado” ou o “Modo de exploração” no início do jogo, mas o primeiro é recomendado, pois é mais fácil e permite que você termine o game mais rápido. Você pode alternar entre os modos a qualquer momento, mas lembre-se de que o “Modo de exploração” não fornece um marcador claro na maioria das vezes.

A história leva de 40 a 50 horas para ser concluída, dependendo de quanto tempo você gasta fazendo missões secundárias e se já está trabalhando em outras tarefas relacionadas a troféus. Você pode fazer um pouco de tudo enquanto joga a história.

Mesmo com tantas batalhas, não deixe de apreciar a beleza do game.

A razão pela qual a história leva tanto tempo é que existem enormes diferenças de nível entre as missões principais. Dessa forma, o jogador é forçado a assumir outras tarefas para conseguir XP. Apenas algumas coisas do final do jogo (chefes, cultistas de alto nível, arena) não podem ser completadas até o final. Após a história, você está livre para continuar trabalhando no que você deixou para trás.

Fique atento para o troféu “Abraço de Afrodite” (dormir com um personagem), uma vez que é tecnicamente “perdível”, mas há muitas oportunidades para isso. Também é recomendado aceitar todos os contratos em todos os quadros de mensagens que você encontrar. Estes serão auto-completados a partir do progresso natural no game, proporcionando muito XP e contando para o troféu Misthios em Treinamento.

Segundo passo: Conclua todas as missões relacionadas à troféus/conquistas

Existem 5 linhas de missões relacionadas a troféus/conquistas: Mestre da Caça; “Todos saem ganhando!”; Confie em mim, eu sou um doutor; Uma vida de pirata para mim; Em busca do ouro.

Com histórias densas, cada missão do jogo é um show à parte.

Verifique cada uma delas a seguir na lista de troféus/conquistas do game para localizar seus pontos de início. Você pode fazer elas durante a história se seu personagem possui nível suficiente.

Terceiro passo: Visite todas as sub-regiões e complete todas os locais submarinos

Para o troféu/conquista “Companheiro de Hermes” você deve limpar o nevoeiro cinzento do mapa e pisar em cada pequena ilha (mesmo as minúsculas que não têm nevoeiro cinzento e fazem parte de grupos de ilhas).

A Grécia é gigantesca!

Ao fazer isso, você já pode trabalhar nos 42 locais subaquáticos para economizar tempo de viagem. O mapa é realmente enorme e levará algumas horas para revelar tudo. Para locais subaquáticos, use sempre a sua águia e para revelar os objetos submersos. Isso os torna fáceis de encontrar.

Quarto passo: Termine a Arena e se torne o primeiro mercenário

A arena é encontrada em Pephka, a ilha no sudeste do mapa. Você deve se tornar campeão ao derrotar todos os inimigos, incluindo o lutador de nível 50. No nível 46 você tem chances decentes, mas abaixo disso você morre muito rapidamente.

Para se tornar o primeiro mercenário, você deve rastrear e matar os mercenários que têm um nível mais alto do que o seu. Se você matar os de baixo escalão, não adiantará de nada. Sempre que você matar um mercenário de alto escalão, sobe de nível na hierarquia dos mercenários.

Certifique-se de usar suas melhores armas e armaduras nos combates da Arena.

Quando você acompanha um mercenário no menu, ele coloca o marcador de localização no mapa. Alguns também são da arena, e é por isso que essa atividade se relaciona com as lutas da Arena.

Quinto passo: Descubra Atlântida e derrote os quatro chefões

Se você ainda não o fez, vá para o missão secundária “Um legado de família” (ilha de Thera), pois isso o leva à Atlântida. Essa missão é desbloqueada depois da Missão da História Principal “Frente Unida” na Sequência 7. Como parte da linha de missão de Atlântida, você deve derrotar os 4 Chefões principais: Minotauro, Ciclope, Esfinge, Medusa.

A Grecia esconde muitos segredos…

Consulte os respectivos troféus desses monstros. A Medusa está no nível 50, mas você deve ser capaz de matá-la quando estiver no nível 46. Todos os chefes estão vinculados a longas linhas de missão que exigem um alto nível, portanto consulte o guia de troféus para saber os pontos de partida.

Sexto passo: Derrote todos os cultistas

Os cultistas são a facção hostil no jogo. No menu Cultistas você pode clicar neles e mostrar como revelar sua localização. Algumas são de missões secundárias e, para outras, você pode comprar pistas ou encontrá-las no mundo, e outras ainda estão ligadas à história.

Sejam no interior de vilas ou em grandes cidades, os cultistas estão em todo os lugares.

Uma vez que você tenha a pista, você pode rastrear os Cultistas no mapa e matá-los. Porque alguns estão ligadas à (s) missão (ões) final (es), você tem que terminar a história principal primeiro.

Sétimo passo: Chegue no nível 50

A essa altura, você deve estar muito próximo do nível 50. Se você não usou os boosters do XP, provavelmente está no nível 47 e precisa melhorar os últimos níveis. Jogue missões secundárias até que não reste mais nada e continue acumulando conquistas de territórios ou lute na Arena de Pephka.

Chegar ao nível 50 não é fácil, mas também não é impossível.

Combine isso com contratos de quadros de mensagens para conseguir XP rápido. Depois do Nível 45, Arena de Pephka é o caminho mais rápido para obter mais XP. Depois de vencer os 5 campeões, novos inimigos aparecem todos no nível 50. Você ganha 70.000 de XP por cada combate nível 50 na Arena e eles levam apenas 2 minutos.

Oitavo passo: Aprimore por completo o Adrestia

Você provavelmente tem alguns upgrades de navio que precisa realizar. Você deve acumular recursos afundando outros navios, caçando animais e encontrando antigos tablets. Os tablets são encontrados exclusivamente nas Ruínas e vendidos por alguns ferreiros (isso é raro).

Cuide bem de seu barco e ele irá cuidar bem de você.

Complete todos os locais de ruína (ocultos por trás dos pontos de interrogação no mapa) e, se precisar de mais tablets, vá até um ferreiro e tente comprá-los. Não se preocupe, pois há muito mais tablets no jogo do que você precisa para aprimorar completamente o navio.

Referências:

Game for fun, Nos Bastidores, Show me Tech, Redbull, Techtudo, Wikipedia.

Code Vein

Code Vein (コードヴェイン Kōdo Vein?) é um jogo eletrônico de RPG de ação em desenvolvimento e a ser publicado pela Bandai Namco Entertainment para Playstation 4Xbox One e Windows em 2019. A história se passa em uma distopia pós-apocalíptica com temática vampírica, incluindo poderes oriundos do consumo de sangue e outras habilidades sobrenaturais. O jogo está sendo dirigido por Hiroshi Yoshimura e produzido pela mesma equipe da série God Eater.

Sobre o jogo

Em um futuro não tão distante, um desastre misterioso acabou com o mundo como o conhecemos. Arranha-céus imponentes, outrora símbolos de prosperidade, agora são túmulos inabitados do passado da humanidade perfurados pelos Espinhos do Julgamento. No centro da destruição, está uma sociedade oculta de Aparições, chamada Vein. Essa fortaleza final é onde os poucos que restaram lutam para sobreviver, abençoados com Dádivas de poder em troca das suas memórias e uma sede de sangue.

Ceda ao desejo por sangue completamente e arrisque-se virar um dos Perdidos, monstros cruéis desprovidos de qualquer humanidade. Vagando sem rumo em busca de sangue, os Perdidos não pararão por nada para satisfazer sua fome. Monte sua equipe e embarque em uma jornada aos confins do inferno para liberar o seu passado e escapar do seu pesadelo vivo em Code Vein.

O título souls-like da Bandai Namco promete trazer o melhor de ambos os mundos. Apostando em uma narrativa com formato anime, permite uma imersão em uma jornada por sangue em uma Terra dominada por vampiros.

Em um mundo onde o sangue é a fonte e o sustento da espécie que sobrevive e resiste. Muitos fãs apostam que a história chamará a atenção dos fãs de animes, e a jogabilidade será algo bem fluído de acordo com os trailers e vídeos de gameplay liberados.

Jogabilidade

Em Code Vein o jogador é uma “Aparição”, uma pessoa imortal, mas desprovida de toda a memória, em um ambiente pós-apocalíptico. Essa “troca” concede poderes, chamadas de “Dádivas”, e aqui reside um dos elementos que eu mais curti no jogo: na franquia Dark Souls, você acaba preso um pouco em determinada build que você acaba montando durante a sua progressão, e acaba sendo um pouco difícil consertar isso durante a própria progressão caso você queira mudar o seu estilo de jogo.

Já no Code Vein você simplesmente escolhe no menu uma dádiva, que concede habilidades específicas. As habilidades podem ser usadas com determinadas armas e dá ao jogador opções dele ser um melee, ou um caster. Só que pra usar habilidades é limitado, gastando de um “medidor de sangue” (não é a energia do personagem), e para encher esse medidor é necessário desferir ataques físicos diretos nos inimigos.

Da questão de jogabilidade, o jogo é bem similar a um “Souls-Like” em terceira pessoa, com habilidade de desviar, defender e um “backstab” onde o braço do jogador se transforma numa mão demoníaca e desfere um golpe mais poderoso. É um golpe de difícil execução (para quem não está tão acostumado) e nem sempre consegui fazer funcionar, e a defesa, apesar de reduzir o dano, não defende totalmente e você acaba tomando dano. A esquiva acaba sendo mais essencial, mas gasta um medidor de fôlego que pode fazer falta nas lutas contra os chefes. Mas como eles tem padrões de ataque, entender isso deixa bem mais tranquilo.

A progressão não é tão difícil inicialmente e o jogador pode, inclusive, ter um companheiro controlado pela IA que ajuda nos confrontos e tem um “reviver” que é bem útil em muitas situações, cada um com habilidades específicas e que tem “perks” com vantagens, como adicionar mais dano ou defesa. Só que ele pode acabar morrendo também durante as lutas (e aí você não terá como reviver quando acabar as poções de regeneração de energia).

Por ter recebido o jogo no PC para análise, não cheguei a testar o multiplayer na versão final, mas o Code Vein tem opção de “senha”, similar ao Dark Souls 3. Com isso será fácil os jogadores tentarem co-op juntos nos mapas, mas o sistema de multi ainda não estava habilitado no momento.

Cenário

Da questão dos cenários, por ser um ambiente pós-apocalíptico da era moderna, você começa o jogo em uma cidade toda destruída. O estilo gráfico acaba sendo um pouco sem graça da parte de cenários e poderia ser melhor trabalhado, mas isso vai mudando um pouco com a progressão, oferecendo locais mais variados esteticamente.

Agora se prepare para alguns dos cenários mais intrincados de mundo aberto: cada área é quase um labirinto e só depois de um pouco de progressão que você acaba “liberando” informações do mapa. O jogo também tem uma pegada de “souls-like/metroidvania” no sentido de você abrir atalhos nos mapas para encurtar a sua rota a partir de um checkpoint, que também é bem similar aos “bonfires”: nos “viscos” (uma espécie de planta branca que cresce em alguns pontos) você pode recuperar a energia, upar níveis, teleportar para outras áreas, adquirir/treinar as dádivas, etc.

Armas

As opções de armas são um pouco limitadas, desde espadas, lanças e uma baioneta (uma espécie de espingarda de cano longo), onde você pode equipar 2 delas no inventário, trocando durante os combates. Cada arma tem uma vantagem e desvantagem, e libera habilidades específicas das dádivas para você utilizar.

Criação de Personagem

O RPG também oferece um robusto sistema de customização/criação de personagens, com dezenas de opções de cabelos/penteados, cor de olhos, pele, cores de cabelo, e na comunidade muitos jogadores já compartilham as criações, com personagens baseados em outros animes. Só acho que poderia ter tido mais opções de roupas, já que nesse ponto teve poucas opções, mas pelo menos o jogador consegue customizar as cores das roupas, tirar acessórios extras, etc.

Além disso, ao chegar na “base” (um hub onde os personagens ficam, numa espécie de mansão) tem um espelho onde você pode customizar novamente o personagem quando quiser. Também tem alguns personagens onde você pode comprar itens, melhorar equipamentos, etc

Se você morrer

Para ajudar na exploração dos mapas (já que vai ser relativamente fácil se perder), o jogo marca com bastante precisão a sua rota (como se fosse pegadas na neve) e com isso você pode tentar se orientar para buscar as suas brumas caso você acabe morrendo em algum trecho. Ao derrotar inimigos você acumula brumas, que perde todas ao morrer: com isso você tem duas opções: a primeira é retornar ao local onde você morreu e recuperar todas, mas se morrer no meio do caminho você acaba perdendo aquelas brumas (similar aos jogos da série Dark Souls).

A segunda é usar uma “Fonte Termal”, onde os personagens retornam para relembrar os acontecimentos e não esquecer, e com isso você recupera metade delas (mas a outra metade de perde). É um lance bem interessante, já que dependendo da localidade e da quantidade de brumas, é mais viável na fonte, pegar metade das brumas que você perdeu para upar níveis (ou melhorar equipamentos) do que arriscar na raça.

“Me Ressuscite!”

Ter um parceiro em suas aventuras é muito útil, pois ele possui a habilidade de ressuscitá-lo em uma curta janela após você perder toda a sua vida, assim como você pode ressuscitá-lo também; mas a habilidade de ressurreição de ambos possui um tempo de recarga.

Quando estiver lutando contra chefes ou mobs, é imprescindível prestar atenção no ícone de seu parceiro, já que ele indica se eles podem ressuscitá-lo novamente. Se ainda estiver em tempo de recarga, talvez seja melhor voltar e ir com cuidado até que ele possa fazê-lo novamente.

Prepare-se Para a Próxima Batalha

Antes de entrar em uma luta contra um chefe, algumas preparações podem ser feitas para dar-lhe a vantagem que precisa no começo da luta. Antes de entrar no campo de batalha e iniciar a luta, examine quais gifts dão buffs que seriam vantajosos na luta, como fortificação adicional, ou ataques elementais em suas armas. Apesar de sua duração começar a cair do momento em que são aplicados, eles ainda estarão ativos quando você entrar na luta, o que te dá a chance de jogar agressivamente desde o começo.

Além disso, se você acertar um inimigo com um Drain Attack primeiro, você ganhará dois Ichors adicionais logo de cara, dando mais flexibilidade com mais oportunidades de uso de habilidades durante a batalha.

Doce Alívio

Para aliviar-se de condições negativas, você tem algumas opções. Usar um consumível é ma forma rápida de retirar uma mudança de status, apesar de ter um custo (a compra do item no shop). Além disso, um consumível irá apenas remover o status de você, deixando seu parceiro ainda afetado.

Alternativamente, você pode usar o Blood Code correto com o Gift apropriado para remover o status. Assim como Gifts que podem buffar seu personagem, existem Gifts que podem remover status negativos tanto em você quanto em seu parceiro.

Habilidades

Habilidades de Code Vein são muito importantes, porque dependendo de sua habilidade no campo sobreviver ou não fazer a diferença entre a vida ea morte. Jogando no Combate Blood Code como padrão, você tem acesso a um combo de três toques como uma das habilidades especiais, mas com certas armas pesadas.

Portanto, certifique-se de que você pode usar as habilidades que você tem equipado, caso precise de ajuda. Depois da masmorra do prólogo, você terá acesso a mais alguns códigos de sangue.

Suba para o mesmo nível no Code Vein

Embora existam diferentes maneiras de gastar seu Haze, a primeira coisa que você deve fazer é subir de nível, aumentar sua saúde máxima e, por sua vez, irá mantê-lo vivo por muito mais tempo.

Por outro lado, existem várias combinações de armas, códigos de sangue e habilidades, e nenhuma delas é particularmente melhor que as outras. Jogue com todas as diferentes coisas que você pode equipar, tendo uma idéia do combate básico no jogo. Então, se você quiser, pode combinar habilidades entre os códigos de sangue, se você dominá-los.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil para você. Fique atento às nossas publicações para mais artigos como este.

Códigos de Sangue e Dádivas

Os Códigos de Sangue funcionam basicamente como as classes em jogos de RPGs tradicionais, alterando os atributos básicos do seu personagem como resistência e força. Já as Dádivas são habilidades ativas e passivas que possuem efeitos variados.

Um dos grandes trunfos de Code Vein é a possibilidade de alterar a classe equipada a qualquer instante, permitindo assim que o jogador experimente outras maneiras de jogar sem nenhum tipo de penalidade.

Inicialmente, as Dádivas são vinculadas à Códigos de Sangue específicos e, além das habilidades iniciais, é possível comprar outras nos Viscos (o equivalente das bonfires de Dark Souls) utilizando Brumas, a moeda do jogo.

A grande maioria das Dádivas possui uma pequena barra de experiencia que, quando preenchida, permite que o jogador a equipe independentemente do Código de Sangue que está sendo utilizado, dando uma maior liberdade na hora de criar uma build que se adeque ao seu estilo de jogo.

Compre e evolua o máximo de Dádivas possível, assim você terá um leque maior de recursos para enfrentar chefes e áreas difíceis.

Existem vários Códigos de Sangue ao longo da jogatina. O interessante é que, ao dominar as Dádivas, é possível misturar e combinar habilidades e variações de status, transformando cada classe em uma configuração única. Portanto, à medida que seu repertório de Códigos cresce, há uma variedade considerável de habilidades para escolher.

Exploração e cautela

Os inimigos de Code Vein são cruéis e adoram emboscar os jogadores desavisados, tirando boa parte de suas vidas antes que haja tempo para reagir.

Avance calmamente pelos cenários e sempre espere por inimigos aparecendo de pontos cegos. 

Felizmente o jogo permite que o jogador tenha um companheiro ao seu lado na hora de explorar as áreas do game. Jogando online é possível ter a ajuda de outro jogador, mas, se preferir jogar desconectado, você pode escolher um dos NPCs controlados pela IA para lhe auxiliar em sua jornada.

Diferente da grande maioria dos games, aqui os companheiros são realmente úteis e pouco atrapalham seu progresso.

Outro ponto a se destacar é que os cenários estão repletos de itens escondidos, então às vezes vale a pena revisitar áreas para conferir se não deixou nenhum item importante para trás.

Fique de olho nos cenários para encontrar itens especiais escondidos como Vestígios (que são usados na obtenção de novas Dádivas) e Fatores de Extensão de Regeneração, que aumentam o número de itens de cura que seu personagem pode carregar.

Base de operações e persistência

De tempos em tempos, é sempre bom retornar a sua base de operações. Lá o jogador pode comprar itens e evoluir seus equipamentos com os vendedores.

Sempre converse com os NPCs, porque conforme você for avançando na história do game, eles lhe concederão seus próprios Códigos de Sangue, aumentando ainda mais o seu arsenal de Dádivas a serem usadas em combate.

Assim como jogos desse gênero, sempre que o jogador morrer, todo o seu estoque não gasto de Brumas será perdido e é necessário retornar ao local da morte para obtê-las novamente. Porém, na base, é possível visitar as Fontes Termais e assim recuperar metade das Brumas perdidas sem ter que voltar ao local de sua morte, mas para isso é necessário sacrificar a outra metade.

Abuse e use todos os benefícios de sua base de operações, evoluindo seus equipamentos e desbloqueando novos Códigos de Sangue.

Apesar dessas dicas, Code Vein continua sendo um jogo difícil, então é normal morrer por motivos bestas e perder um bom tempo apanhando para um chefe.

Por mais clichê que possa parecer, tenha paciência e persista. Sempre que empacar em um dos chefões, analise-o, aprenda seus movimentos e prepare-se antes. Como dito anteriormente, não há quaisquer penalidades em mudar de classe, então mude de estratégia quando for necessário.

A união faz a força

Os companheiros do jogo são fundamentais para sobrevivência. Caso o jogador morra, podem até ressuscitar seu personagem logo em seguida (a habilidade de restaurar a vida possui um tempo de recarga).

Nos confrontos contra chefes, fique sempre atento aos ajudantes. Caso eles estejam em “cooldown” é melhor recuar e aguardar o parceiro se recompor.

Companheiro na Batalha

Ter um companheiro na batalha também ajuda a aliviar a tensão. Uma das apostas e inovações de Code Vein está justamente nos personagens controlados pela IA, que possuem seus próprios Códigos de Sangue e estilos de combate. Já que não podemos controlá-los, achei melhor vê-los como um complemento da sua própria estratégia. Ao usar uma classe pesada, por exemplo, a companhia de Louis, que usa ataques rápidos e magia. Cabe a você descobrir a melhor maneira de tirar proveito de suas habilidades e do seu companheiro.

Ter um parceiro altera o fluxo de combate, geralmente para melhor, mas às vezes para muito, muito pior. A parte boa é que você vai lutar contra grupos de inimigos com uma certa frequência e ter um segundo personagem ao lado faz tudo parecer mais épico. Ao mesmo tempo, após pegar o jeito dos controles, grande parte destes confrontos torna-se menos estressante e mais confortáveis.

Uma vez que eles morrem, você provavelmente também morrerá sem o auxílio deles. Tudo isso significa que a sua capacidade de derrotar os chefões mais difíceis de Code Vein se resume a como o seu companheiro inconsistente vai se comportar em determinados momentos.

É possível jogar toda a campanha de Code Vein sem um companheiro, caso queira, mas isso torna o gameplay muito mais difícil e, por isso, acho que vale a pena mantê-los por perto.

Se você se importa profundamente com a história, eles vão manter você atualizado sobre o que está acontecendo, mesmo após longos períodos sem um grande acontecimento ou cena.

Táticas básicas de movimentação

Enquanto a história principal é composta por cutscenes, vários dos personagens são desenvolvidos por meio dos Ecos de Sangue, lentas sequências em que você caminha por corredores com imagens estáticas que são sincronizadas com registros de áudio. Não vejo problema neste tipo de narrativa secundária, mas algumas delas funcionariam melhor se fizessem parte da trama principal.

Você passa horas e horas explorando cavernas labirínticas e ruínas da cidade e enfrentando inimigos (chamados de Perdidos) no bom e velho estilo de um Souls Like. Se você conhece o gênero, então estará familiarizado com as seguintes características de Code Vein: há pontos de salvamento chamados de Visco que recarregam seus itens de cura; as fases possuem atalhos que permitem que você retorne um pouco mais rapidamente para o local onde morreu anteriormente; o combate exige muita precisão e cautela, é claro.

Com isso em mente, é importante entender que o gameplay de Code Vein vai muito além de aprender táticas básicas de movimentação. Seu personagem tem uma capacidade bastante variada de mudar o estilo de combate ao simplesmente alternar sua classe, chamada de Código de Sangue, em qualquer momento do game. Cada uma possui um perfil específico, com estatísticas que variam de acordo com o nível do personagem e com o tipo de arma que você está usando. O arsenal é variado e inclui desde espadas gigantes até armas de fogo. Cada classe também oferece um conjunto de habilidades especiais chamadas Dádivas.

Estratégias

Alterne suas estratégias, especialmente quando você está tentando descobrir como aplicá-las contra um chefe, pode ser muito difícil de entender. Geralmente, esse é um desafio que vale a pena superar. Acima de tudo, achei libertador que Code Vein oferece. Sem nenhuma penalidade, a possibilidade do jogador experimentar diferentes estilos de combate. Após morrer um bocado de vezes no duelo contra desses chefes, tente por uma classe de longo alcance que me permitiu combater à distância.

Referências:

Arena Box, Select Game, Feed Digno, XboxPlay, Jogazera, Meu PS4, Blog Br Playstation, Br Ing, Wikipedia.

The Witcher 3: Wild Hunt

The Witcher 3: Wild Hunt (em polonês: Wiedźmin 3: Dziki Gon) é um jogo eletrônico de ação do subgênero RPG desenvolvido pela CD Projekt RED e lançado no dia 19 de maio de 2015 para as plataformas Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One, sendo o terceiro título da série de jogos The Witcher. Ele sucede The Witcher (2007) e The Witcher 2: Assassins of Kings (2011), que foram baseados na série de livros de fantasia Wiedźmin, do escritor polonês Andrzej Sapkowski.

Ambientado em um gigantesco cenário medieval que dá liberdade total ao jogador, o game, que possui uma jogabilidade não linear e é jogado através de uma perspectiva em terceira pessoa, tem o lendário bruxo Geralt de Rívia como seu protagonista, o qual inicia uma longa jornada pelos Reinos do Norte. Enquanto a ordem planetária enfrenta uma grande mudança, com o misterioso e macabro exército de cavaleiros vermelhos conhecido como a “Caçada Selvagem” deixando somente sangue e ruína por onde passa, o jogador terá de enfrentar diversos perigos usando espadas e magia num mundo em crise à medida que interage com outros personagens e completa missões para o progresso da história, podendo viajar a pé, a barco, ou montado em Carpeado, o cavalo inseparável de Geralt.

A trama

Embora a história de The Witcher se desdobre em diversas mídias — em especial nos livros —, neste artigo vamos resumir somente a trama dos dois primeiros jogos para ajudar novos aventureiros a entender melhor suas jornadas em The Witcher 3.

The Witcher

A história de The Witcher é relativamente simples e começa com Geralt de Rívia, sem memórias de seu passado — o que possibilitou à equipe da CD Projekt Red trabalhar com mais liberdade, sem precisar se prender demais à trama dos livros —, que precisa lidar com um grupo conhecido como Salamandra. Boa parte do jogo se resume a caçar os indivíduos desse grupo, que atua como principais antagonistas da história.

Após a Salamandra roubar o mutagênico usado na criação de bruxos, Geralt precisa encontrar e matar Jacques de Aldersberg, um homem que almeja criar um exército de super soldados usando a fórmula dos bruxos.

Ao final do game, Geralt impede o assassinato do Rei Foltest de Temeria e descobre que o assassino também é um bruxo.

The Witcher 2

A tentativa de assassinato de Foltest não foi um ato isolado, e outros reis dos Reinos do Norte não tiveram a mesma sorte que o governante de Temeria: ao longo da região, diversos reis estão sendo assassinados subitamente. A intenção é de desestabilizar o Norte e facilitar uma invasão por parte do Império de Nilfgaard vindo do sul.

Desde o princípio fica evidente que a história de The Witcher 2 é muito mais complexa e elaborada que a do jogo anterior, e são os acontecimentos deste game que têm relevância para o desenrolar da trama de The Witcher 3. Portanto, é importante saber o que rolou no segundo game para saber exatamente o que responder no início de Wild Hunt nas versões para PS4 e Xbox One (e na de PC, se você não jogou os games anteriores).

No início do jogo Geralt de Rívia está preso. O bruxo é mantido encarcerado por Vernon Roche, o líder do serviço secreto de Temeria. Somos então apresentados ao prólogo do game, que mostra que Geralt se tornou guarda-costas de Foltest após a tentativa de assassinato.

O Lobo Branco então segue Foltest rumo ao castelo da Baronesa Mary Louisa La Valette, mãe de seus dois filhos bastardos. O Rei de Teméria quer a guarda das crianças e, durante a invasão ao castelo, Geralt encontra Aryan La Valette, o filho mais velho da Baronesa. É dada ao jogador a opção de matá-lo ou rendê-lo, e essa é a primeira escolha a ter influência sobre a trama de The Witcher 3.

Após a tomada do castelo, Foltest toma as crianças e sofre outra tentativa de assassinato… e dessa vez não escapa. O assassino escapa e a culpa cai sobre Geralt, que é levado preso. Em seu cárcere, o bruxo relata os acontecimentos a Vernon Roche, que acredita em sua versão dos fatos e decide ajudá-lo a caçar o verdadeiro criminoso.

A dupla se junta a Triss Merigold e sai em uma jornada em busca do assassino dos reis. Eles descobrem que o criminoso é Letho de Gulet, um bruxo da Escola da Víbora. Ao se depararem com o assassino pela primeira vez, Letho sequestra Triss e foge. E aqui o game dá ao jogador a opção de seguir com Vernon ou se aliar a Iorveth e os Scoia’tael, um grupo de não-humanos que pregam a igualdade entre as raças. Essa escolha é a segunda a impactar na trama de Wild Hunt.

Se aliado a Vernon, Geralt luta a favor do Rei Henselt; se aliado a Iorveth, o bruxo luta ao lado de Saskia, a líder dos rebeldes e aliada dos Scoia’tael.

Após este evento, Geralt continua sua busca por Letho e chega a Loc Muinne. Caso o bruxo tenha se aliado a Vernon de Roche, a história segue rumo ao resgate de Anaïs, a última filha viva de Foltest (os demais morrem ao longo da trama) e única herdeira do trono de Temeria. Por outro lado, se a aliança foi feita com Iorveth, Geralt sai no resgate de Philippa Eilhart, a líder das feiticeiras.

Triss sobrevive ao sequestro independente da opção do jogador, e essa é a terceira escolha a impactar na história de The Witcher 3.

Ao final do jogo, um conclave visa decidir o que vai ser dos Reinos do Norte sem alguns de seus principais reis. Durante a reunião, Saskia (sob a influência de Philippa Eilhart) se transforma em dragão e inicia um ataque ao local, levando Síle de Tansarville a recorrer ao seu dispositivo de teletransporte para fugir do local.

Geralt sabe que a máquina está com problemas e que Síle pode morrer no processo de teleporte, e é dada ao jogador a opção de alertá-la ou não. Essa opção é levada em conta no terceiro jogo.

The Witcher 3: Wild Hunt – Quem são os Witchers?

Os Witchers são bruxos treinados desde crianças para combater monstros e criaturas sombrias. Por se tratarem de humanos, eles passam por um processo de mutação que concede mais força, agilidade e algumas habilidades e mágicas especiais, mas por outro lado, resulta em esterilidade. Dessa forma, por não serem capazes de gerar filhos, os bruxos acabam adotando crianças — que normalmente são treinadas assim como seus pais.

Existem quatro grandes escolas de bruxos no mundo de The Witcher: a Escola do Lobo, a Escola do Gato, a Escola do Grifo e a Escola da Víbora. É nesses lugares que jovens são transformados em bruxos e passam por rigorosos treinamentos.

Na série, os bruxos se tornaram importantes ferramentas da humanidade (ainda que sejam odiados por boa parte dela) depois da Conjunção das Esferas, o evento cataclísmico que uniu dimensões em um só mundo, obrigando raças como anões, gnomos, elfos, humanos e monstros de todo o tipo a conviverem entre si — e nem sempre de forma pacífica. Foi esse mesmo evento quem trouxe ao mundo a mágica, elemento bastante importante na série The Witcher.

Preciso ler os livros para entender o jogo?

Não, não é necessário ler os livros para não se perder no enredo do jogo. Os games, na verdade, servem como uma espécie de continuação das obras de Andrzej Sapkowski.

O mundo de The Witcher

O imenso mundo de The Witcher abriga diversas localidades importantes, cada uma com suas peculiaridades e histórias próprias. Para te preparar para uma nova aventura em The Witcher 3: Wild Hunt ou ajudar a compreender melhor sua empreitada já iniciada, relacionamos abaixo as principais áreas do jogo.

O Continente

As aventuras de The Witcher se desdobram n’O Continente, uma imensa área dividida entre os Reinos do Norte e o Império de Nilfgaard.

Os Reinos do Norte

Obviamente, os Reinos do Norte englobam os Estados do norte do mapa d’O Continente que, mesmo com uma outra diferença e atritos pontuais, são fortes aliados contra o Império de Nilfgaard.

O Império Nilfgaard

É o grande império do Sul d’O Continente e lar dos cavaleiros negros, os vilões da série The Witcher. Embora tenha assinado um tratado de paz com os Reinos do Norte, as forças do Império de Nilfgaard marcharam para a guerra em direção ao norte no final de The Witcher 2.

Kaer Morhen

Lar dos bruxos da Escola do Lobo, a fortaleza de Kaer Morhen foi invadida por um grupo de indivíduos que eram contra a existência dos bruxos. Durante o cerco, todos os estudiosos, estudantes e vários bruxos foram mortos em uma brutal chacina da qual pouquíssimos sobreviveram.

Quem é quem em The Witcher

Embora The Witcher 3 apresente cada um dos personagens por meio de um glossário e algumas sequências de flashback, relembrar é viver (e não custa nada começar o novo jogo já com alguma bagagem acumulada).

Geralt de Rívia

O protagonista da série The Witcher é um poderoso bruxo de cabelos prateados. O processe de mutação de Geralt foi tão violento que além de transformá-lo em um dos mais fortes bruxos da série o deixou ainda com cabelos brancos no processo.

Quando criança, Geralt foi abandonado por sua mãe na fortaleza da Escola do Lobo, o local conhecido como Kaer Morhen, onde foi treinado e transformado em no bruxo conhecido como o Lobo Branco.

Ciri

A bela moça de cabelos brancos vista nos trailers foi adotada por Geralt quando ainda criança. Ciri foi treinada para ser uma bruxa em Kaer Morhen, mas não chegou a sofrer nenhuma mutação.

Graças às suas habilidades, Ciri tem papel fundamental na trama de The Witcher 3: Wild Hunt.

Triss Merigold

Grande amiga e por vezes amante de Geralt, Triss é uma feiticeira muito poderosa que acompanha o Lobo Branco nos dois primeiros jogos.

Yennefer de Vengerberg

Grande amor de Geralt nos livros, Yennefer faz sua primeira participação nos jogos no terceiro The Witcher. Assim como Triss, Yennefer é uma feiticeira de alta classe e tem grande amor por Ciri, de quem cuida como uma filha e ajuda a treinar suas habilidades mágicas.

Dandelion

Famoso bardo que segue Geralt em diversas de suas aventuras, as quais Dandelion usa como inspiração para suas canções.

Vesemir

Um dos mais experientes bruxos de Kaer Morhen, Vesemir serve como uma espécie de figura paterna para Geralt. Tem grande conhecimento sobre monstros, além de ser um exímio guerreiro. Vesemir sobreviveu ao cerco a Kaer Morhen.

Letho de Gulet

Bruxo da extinta Escola da Víbora, Letho se aliou a feiticeiras e ao império de Nilfgaard com a função de assassinar os reis dos Reinos do Norte e desestabilizar a política da região. Dependendo das suas escolhas em The Witcher 2 (ou em um determinado diálogo em The Witcher 3), Letho pode estar ou não morto.

Síle de Tansarville

Síle é uma feiticeira que inicialmente se aliou a Geralt, mas em seguida se revelou como aliada de Letho em sua missão de matar os reis. Assim como Letho, também pode ou não estar morta dependendo das suas escolhas.

Philippa Eilhart

É a poderosa líder das feiticeiras e uma importante personagem tanto nos livros quanto em The Witcher 2.

Treine e busque Locais de poder para aumentar seu level

Para aumentar o level do seu personagem, habilitar novas skills e se transformar em um cara durão em The Witcher 3, você vai precisar de muitos pontos de XP. Você recebe um pouco toda vez que mata um inimigo, mas para realmente dar saltos e ganhar mais pontos você precisa focar em concluir algumas missões, seja paralelas ou da história. As missões principais lhe dão mais XPs que as secundárias, mas todas são importantes para somar no final das contas.

Procure também por Locais de Poder, que são pedras cheias de energia que, quando absorvidas pelo bruxo, lhe dão um ponto de habilidade toda vez que você encontra a pedra pela primeira vez. Além disso, cada tipo de pedra traz um up em alguma habilidade mágica de Geralt.

Treinar e descobrir novos lugares sempre vai lhe render bons pontos de XP que automaticamente lhe darão mais levels.

Não se assuste com as mecânicas de combate

O tutorial do game apresenta ao jogador um monte de comandos. Ataques, defesas, contra-ataques, diferentes magias, menus de utilização de itens, travar combate e assim por diante. Inicialmente é muito difícil se lembrar de tudo isso e não há qualquer problema em nãos e lembrar de todas as técnicas!

Tenha em mente que inicialmente você só precisa aprender três coisas: a utilizar o ataque normal, a pular para se desviar dos ataques dos inimigos e abrir e utilizar o menu de magias. Só isso! Conforme o jogo for avançando, você vai aprendendo as técnicas mais avançadas conforme elas forem sendo necessárias.

Fique atento a missões secundárias escondidas em diálogos

Exemplo: a missão principal inicial do game, que não é nenhum spoiler, que consiste em caçar e matar um Grifo. Em um determinado momento o jogo estabelece que precisará falar e conhecer uma Herbalista da região. Chegando lá, conversa vai, conversa vem, é mencionado um ponto onde os personagens discutem a respeito de uma moça ferida e sofrendo ali num sofá. A Herbalista diz que ela vai morrer, pois o mal que a comete não tem cura. Seu personagem diz que existe uma poção de bruxo chamado Andorinha que talvez possa curá-la. E a conversa fica por isso mesmo.

Não existe qualquer opção de aceitar um contrato para fazer a poção ou de dar a poção para a moça doente. Ou para falar com ela para ver o que ela acha disso. Fiquei meio encucado com a conversa e proposta solta no diálogo e resolvi entrar no menu do game e em seu inventário. Tinha lá a receita para a poção da Andorinha e já havia colhido alguns itens, faltando apenas um. Por sorte, ou inteligência do game, a Herbalista que também vende itens de poções tinha o que me faltava para criar a poção.

Volte a falar com a Herbalista com a poção em seu inventário e aparecerá um novo diálogo onde posso escolher dar a poção para a moça doente! Assim, cumprindo uma missão secundária escondida, ganhará vários itens, receitas e uma boa quantidade de pontos de experiências! E era uma missão que em nenhum momento o jogo disse que eu poderia fazer. Foi apenas uma conversa solta que deu indícios de que poderia realizar algo ali.

Não há problemas parar uma missão principal para executar secundárias

Dá tranquilo para fazer algumas missões secundárias enquanto a missão principal está sendo executada por etapas. O fato do jogador entrar num contrato secundário não anula as etapas já realizadas da missão principal. E algumas missões, principalmente no começo do jogo, são importante para que você chegue ao nível 2 e tenha a habilidade de recuperar energia automaticamente, sem mencionar que algumas dão espadas e equipamentos que lhe fortalecem antes de ir encontrar o Grifo.

Às vezes não vale a pena viajar longas distancias para ver um ponto de interrogação que indica ter algo a ser feito ali. Eventualmente irá para as proximidades, então verifique aquele ponto. Sendo assim, se há uma missão secundária por perto, vale parar a principal e correr ali para ver qual é.

Pesquise fraquezas de monstros no bestiário!

Essa é até meio óbvia, mas muitos possuem preguiça de olhar os glossários, que possuem textos grandes e pequenos para ficar lendo no meio da jogatina. Porém há alguns monstros que vale a pena olhar e verificar suas fraquezas no bestiário. Principalmente aqueles fracos a certos tipos de magias. É rápido e simples!

O glossário é uma boa também para aprender mais sobre os personagens e suas histórias e o passado deles. É meio cansativo ler tudo sempre que aparece no game, mas tire um tempo quando estiver para parar de jogar para ler alguma coisa ali.

O Poder da Persuasão

Logo que você começa a ganhar pontos de habilidades, você verá que existem muitas opções de upgrade, em vários tipos de segmentos, como força, magia, alquimia, etc. Mas uma das que você precisa desenvolver mais rapidamente é a do sinal Axii. Usar o sinal Axii nos inimigos em combate vai deixá-los temporariamente atordoados, permitindo que você desça o cacete neles enquanto estão indefesos. Você pode ignorá-los também, enquanto foca em outros inimigos.

Agora, o uso mais importante do poder Axii está na hora dos diálogos. Existem momentos em que você precisa tirar informações das pessoas e muita gente não gosta dos bruxos. Ao invés de ouvir as lamentações deles e várias negativas, use o poder de persuasão que o Axii lhe proporciona, influenciando em suas ações. Isso evita alguns combates desnecessários também.

Dicas gerais

Colete todos os itens que puder, não deixe nada para trás: É muito difícil fazer dinheiro sem depender de bugs ou exploits em The Witcher 3, então para ganhar dinheiro honesto é preciso catar muita tralha e vender para os mercadores. Para garantir que nada passou batido, use sempre o sentido de bruxo para saber o que dá para pegar no ambiente;

Catar todo tipo de item também te ajuda a criar novos itens.: É possível fazer suas próprias poções ou visitar ferreiros para forjar armaduras e armas, o que pode sair bem mais barato do que as comprar já prontas;

Não venda todos os seus itens: Armaduras, por exemplo, podem receber upgrades e se tornarem muito melhores. Também existem itens um pouco complicados de dropar, então tente vender apenas o que o jogo marcar como “porcaria”;

Use os troféus que receber: Encontre algum que combine com seu estilo de jogo e equipe-o para receber bônus;

Não gaste dinheiro com poções de cura: use comida para encher sua barra de HP (pontos de vida). Poções são caras e você acha comida de graça quase o tempo todo;

Se optar por usar poções, preste atenção à barra de toxicidade. Se ela encher por completo, Geralt ficará envenenado e começará a perder pontos de vida;

Cuide bem dos NPCs: não atraia monstros para áreas populadas. NPCs mortos não voltam à vida e nem são substituídos (e isso vale inclusive para os mercadores);

Se estiver em um lugar seguro: sem inimigos à sua volta prontos para atacar, você pode meditar (o equivalente a dormir em The Witcher 3) para encher sua barra de HP. Meditar também renova o estoque de alguns itens no seu inventário e enche suas garrafas de poção;

Se em algum momento os guardas das cidades implicarem com você (seja por te pegarem “roubando” ou qualquer outra razão), corra para bem longe. Quando você voltar, eles já terão esquecido completamente de você;

Não perca tempo matando monstros para passar de nível: O melhor jeito de ganhar experiência em Wild Hunt é fazendo missões;

Jogue consciente de suas escolhas: Você pode fazer missões e cobrar algum dinheiro por suas ações (o que pode lhe render uma boa quantia de moedas) ou ser gente boa, não cobrar e ser recompensado de outra forma (com informações ou itens, por exemplo). Nem sempre ganhar dinheiro é a melhor opção, mas ganhar umas moedas de vez em quando não é má ideia;

Preste bastante atenção aos diálogos: Eles conduzem a história e revelam informações importantes com certa frequência;

Sempre atenção a vitalidade

A regeneração de vida de Gerald é extremamente lenta. Tanto dentro como fora de combate. Então você deve sempre estar atento para que sua vida sempre esteja cheia, para que nenhum inimigo te surpreenda. Uma dica é sempre ter no inventário muuuuuita comida! Durante e após um combate, encha a pança e seja feliz!

Namorar não dá XP

The Witcher é um RPG. Então você deve sempre upar seu personagem. Locais de poder sempre ajudam e missões secundárias, locais desconhecidos no mapa e contratos de bruxo te ajudam muito nisso. Afinal de contas, meditar não da XP!!

Equipamento

Um grande guerreiro não é nada sem um bom equipamento. E, convenhamos, só se torna um grande guerreiro aquele sobrevive. Para sobreviver em The Witcher 3: Wild Hunt, ter habilidade e nível alto nem sempre são suficientes; ter bons equipamentos poder ser a chave para progredir sem muitas dificuldades.

Por isso, vamos ensinar aqui a conseguir as melhores armas e armaduras disponíveis no início do jogo. Simbora!

Espadas

Todo bruxo carrega consigo duas espadas: uma de aço, para lutar contra humanos, humanóides e animais em geral; e uma de prata, para acabar com a raça de monstros e criaturas profanas. Você já começa sua aventura em The Witcher 3 com duas espadas, mas logo elas se mostram fracas demais para se manterem úteis.

Ainda bem no início do jogo é possível encontrar os diagramas para duas lâminas bastante fortes e que podem ser usadas por personagens de nível bem baixo (ou seja, são perfeitas para o início da jornada). Tratam-se das espadas serpentinas, que fazem parte do conjunto da Escola da Víbora. Abaixo, seguem as instruções para obtê-las:

1) vamos começar a partir da taberna de Pomar Branco. Volte pelo caminho onde encontrou o mercador atacado pelo grifo volte mais um pouco pela área arborizada e suba a pequena elevação no cenário à esquerda. Você vai encontrar uma coluna de tijolos inclinada, dando acesso a uma área mais alta. Suba por ali para encontrar um acampamento de bandidos bastante fracos (variam entre os níveis 1 e 2). Acabe com eles e colete os itens disponíveis nas caixas e baús, onde você vai encontrar o diagrama da espada de aço do conjunto da Escola da Víbora.

2) O diagrama para a segunda espada está no cemitério de Pomar Branco. Siga até lá com cautela, pois do lado de fora da igreja há uma aparição de nível 7 pronta para acabar com a sua farra. Caso seu nível ainda seja muito baixo, tente desviar das investidas do fantasma esquivando ou dando cambalhotas, alternando com dois ou três golpes fracos de espada. Após receber algum dano, a criatura fantasmagórica fugirá para o interior da igreja. Entre lá e desça até o subsolo, onde você deve terminar o serviço e dar um fim à pós-vida da aparição. Use seus sentidos bruxos ou acenda as tochas nas paredes para encontrar alguns corpos. Vasculhe-os para encontrar o diagrama da espada de prata do conjunto da Escola da Víbora.

3) você vai precisar dos seguintes ingredientes para forjar as duas espadas:

Espada de aço

1x Tiras de couro – compre-as ou desmonte armaduras ou pedaços de couro

1x Lingote de ferro – compre-os ou desmonte armaduras ou armas e forje os lingotes no ferreiro

1x Pó de esmeralda – mate aparições até obter este item (ou gaste uma fortuna comprando de algum mercador)

1x Extrato de veneno – obtenha matando carniçais

Espada de prata

1x Tiras de couro – compre-as ou desmonte armaduras ou pedaços de couro

2x Lingote de prata – compre-os ou desmonte armas ou itens de prata e forje os lingotes no ferreiro

1x Pó de esmeralda – mate aparições até obter este item (ou gaste uma fortuna comprando de algum mercador)

1x Extrato de veneno – obtenha matando carniçais

Leve estes itens ao ferreiro no acampamento do exército de Nilfgaard ao norte do mapa. Além dos ingredientes, você ainda vai precisar desembolsar 120 coroas para forjar essas duas belezinhas.

Depois de forjadas, estes são os atributos das duas espadas:

Armadura

Além de atacar, para progredir é preciso também se defender. E, como nosso amigo Geralt não usa escudos, a melhor forma de aumentar sua defesa em The Witcher 3 é utilizando armaduras. Vamos indicar aqui duas opções de equipamento para você usar no começo da jornada.

1) no início do jogo é um tanto complicado conseguir bons equipamentos, sendo o mais indicado o conjunto Temeriano disponível para download de graça na PSN, Xbox Live e Steam. E de graça só mesmo nessas lojas online, porque no jogo você vai precisar pagar por cada peça da armadura. O conjunto requer que o bruxo esteja no nível 4 e pode ser adquirido no NPC mercador Bram (aquele que você salvou do grifo no começo do jogo), em Pomar Branco. O conjunto completo vai custar algo em torno de 700 coroas, mas vai adicionar +91 pontos de defesa e pelo menos cinco diferentes tipos de resistência.

2) uma segunda opção é fazer upgrades. Seja na armadura inicial de Geralt ou em outras das quais você encontre diagramas, aprimorar esses equipamentos pode ser uma opção mais barata — mas não tão eficaz no começo da aventura quanto o DLC.

O mundo de The Witcher 3 é gigante e vai gastar muito tempo viajando. Então aproveite para explorar. Alguns pontos, marcados com uma interrogação, são pontos que merecem a sua atenção. Podem ser ninhos de monstros, tesouros escondidos e até missões que podem te dar uma ótima grana. Então explore tudo que o game tem a oferecer.

Referências:

Combo Infinito, Gamelogia, wikipedia, playreplay, Portallos.