Project CARS

Project CARS (Community Assisted Racing Simulator) é um jogo do género simulador de corrida desenvolvido pela companhia Slightly Mad Studios. Foi lançado para PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows em 7 de maio de 2015, e para Wii U e SteamOS mais tarde em 2015. Project CARS seria originalmente desenvolvido para Microsoft Windows, Wii U, PlayStation 3 e Xbox 360, mas a 6 de Novembro de 2013, a Slightly Mad Studios anunciou que as versões para PlayStation 3 e Xbox 360 seriam canceladas. O jogo passou também por uma série de atrasos, e passou o seu lançamento de novembro de 2014 para maio de 2015.

O projeto foi financiado pela comunidade e pelos próprios desenvolvedores, sem o tradicional incentivo de um distribuidor. Através da compra de “pacotes”, jogadores puderam contribuir para o desenvolvimento em diferentes partes do projeto. Os membros têm alguns benefícios de acordo com o pacote que adquiriram, recebendo uma parte do lucro das vendas, gerados nos primeiros 2 anos após o lançamento, como recompensa pelo seu esforço, a ser pago trimestralmente. Os membros têm também acesso ao fórum privado da Slightly Mad Studios, o World of Mass Development.

A versão para Wii U foi oficialmente cancelada em 21 de julho de 2015.

Jogabilidade

Características: A Slightly Mad Studios tem como alvo um simulador realístico. Para diferenciar o jogo de líderes estabelecidos como Gran Turismo ou Forza Motorsport, o jogo tem à partida todos os carros desbloqueados e todas as provas da carreira desbloqueadas.

Física: O jogo utiliza o Madness Engine, que foi usado nos jogos Need for Speed Shift também e que foi modificado durante o desenvolvimento. O maior poder de processamento dos computadores atuais possibilitou a introdução de um modelo dinâmico de pneus, designado “SETA”, para ser usado no Project CARS, ao invés do modelo fixo baseado nas tabelas como foi usado em simuladores de gerações anteriores.

Alem da contribuição da comunidade, Slightly Mad Studios contratou os serviços do piloto Ben Collins, que também participou do programa Top Gear como “Stig”, Nicolas Hamilton, piloto no Campeonato Britânico de Carros de Turismo (BTCC) e irmão mais novo da estrela da Fórmula 1 Lewis Hamilton, Oli Webb, atualmente piloto na ELMS, René Rast, piloto no WEC, Christie Doran e William Tregurtha.

Conteúdo: Há mais de 70 carros licenciados e atualmente estão confirmadas mais de 110 pistas para estar no lançamento ou em pacotes DLC. Para além das pistas reais, como Spa-Francorchamps, por exemplo, e pistas de kart fictícias, há também duas pistas “ponto a ponto”, inspiradas em locais reais como Côte d’Azur, Costa Pacífica da Califórnia.

Realidade Virtual: A 26 de Agosto de 2012, o suporte para os óculos de realidade virtual Oculus Rift foi anunciado nos fóruns. O anúncio expôs que pelo menos um Kit de Desenvolvimento do Oculus Rift seria trazido. Membros do projeto podem seguir detalhes do desenvolvimento através de um link no fórum.

O jogo também tem suporte para os óculos de realidade virtual da Sony, o Project Morpheus.

O modo carreira

Na tela inicial do modo carreira, você deve incluir os seus dados, como nome e sobrenome, nacionalidade, número do carro e um apelido a ser usado em uma espécie de Twitter dentro do game.

Aqui, é possível notar que existem alguns objetivos que você pode querer completar no modo carreira. Três deles são relacionados a corredores reais, que começaram em divisões de base ou que iniciaram seu trabalho correndo com carros de elite.

Esse é talvez o passo mais importante do início da sua carreira em Project CARS. Aqui, você pode escolher em qual divisão irá começar a correr. Se quiser, pode iniciar com carros fórmula ou de turismo.

Se preferir, pode iniciar a sua carreira correndo com Karts e, conforme ganha campeonatos, pode evoluir e ser contratado por equipes de divisões superiores.

A sugestão que damos é que você tome esse rumo caso seja a sua primeira carreira no game.

Dessa forma, você poderá aproveitar melhor a evolução do seu corredor, além de poder conhecer todas as divisões de corrida do jogo. Isso também ajuda na hora de se adaptar a cada novo carro, em vez de simplesmente pegar uma máquina e não saber como controlá-la direito.

Na tela principal da sua carreira, você pode acompanhar as mensagens dos fãs em uma espécie de rede social, além de receber mensagens de seus chefes e engenheiros.

Também é possível configurar o seu carro do jeito que você deseja, buscando encontrar um equilíbrio para trazer mais desempenho para a corrida.

Na tela de calendário de corridas, você pode escolher os eventos em quais participará. Algumas divisões contam com várias corridas no mesmo dia, então, você deve selecionar as mais importantes ou que mais agradam para competir.

Feito isso, basta iniciar a preparação para a volta de qualificação e tentar o pódio da corrida. A cada competição, você acumula pontos para a temporada.

Ao fim de cada ano, caso você tenha mostrado um bom desempenho, receberá convites para novas equipes, divisões ou a opção para continuar onde está e continuar com o bom trabalho.

O game apresenta três opções

Uma mais fácil, em que o carro não recebe nenhum dano, e você tem vários controladores automáticos de freio e aceleração; um médio, em que o carro pode ser danificado, mas o resultado é puramente visual e o câmbio automático; e um mais difícil, em que todo e qualquer assistente do carro é desligado.

A tela inicial de Project Cars é assim:

Em Carreira, você cria um piloto e deve correr por equipes ao longo de temporadas. Aqui, você pode escolher começar correndo com carros mais potentes ou, se preferir uma evolução natural, iniciar a campanha atrás do volante de um kart, passando por todas as categorias disponíveis.

Em Solo, você participa de uma corrida comum. É possível escolher a pista e o tipo de carro que você deseja utilizar.

Em Treino livre, você pode aproveitar uma pista vazia para conhecer melhor o circuito, além de poder testar melhor os carros sem a pressão de chegar em primeiro lugar.

Em Online, você pode entrar em grupos de jogadores ao redor do mundo e participar de corridas criadas por outras pessoas. Caso deseje criar sua competição, existe a opção Criar no menu principal, assim como “Aleatório rápido”, em que o jogo te coloca em qualquer corrida disponível na rede.

Em Rede de Pilotos, você pode entrar em eventos semanais. Você pode competir com outros corredores para saber quem faz o melhor tempo.

Use o Engenheiro de Corrida

Os menus de afinação de Project CARS 2 fornecem uma opção de Engenheiro de Corridas que é bem útil, onde o jogo toma decisões baseadas na forma com que você quer ajustar o carro, utilizando suas decisões em respostas relacionadas à sua forma de dirigir e sua percepção do carro que está usando.

Em relação à frenagem, por exemplo, você pode constatar para o Engenheiro que o problema número um é que o carro não está parando a tempo para uma curva, ou que você está deslizando todas as vezes que freia. Para taxa de mudança de câmbio, é possível responder que o carro está muito lento no aceleramento ou que é impossível alcançar a velocidade máxima de uma pista em questão.

Se prestar atenção na forma com que o game está alterando as configurações de seu veículo, baseado na suas respostas, então você estará ganhando uma vasta quantidade de conhecimento que será possível utilizar quando você estiver confiante o suficiente para fazer os ajustes você mesmo. Apenas lembre-se se só fazer os ajustes depois de dirigir o carro que você está usando, para dar as respostas mais precisas possíveis.

Sempre escolha seus pneus manualmente

A forma mais direta e imediatamente óbvia de conseguir mais perfomance do seu veículo é escolher o pneu certo. As opções de pneus para pistas em Project CARS 2 incluem pneus lisos e molhados, enquanto os conjuntos alternativos para todo tipo de terreno e neve existem para superficies mais complicadas.

Em termos simples, você vai querer usar pneus lisos em pista seca e pneus molhados na chuva e/ou quando houver indicativo de chuva iminente. O próximo nível de escolhas envolve a dureza do pneus e ter a certeza de quando escolher pneus moles ou duros.

Os moles dão uma maior aderência e, com isso, podem levar a tempos melhores. De contrapartida, eles se desgastam mais rapidamente e em corridas mais longas você terá que ir com maior frequência para os boxes. Durante corridas mais longas é melhor equilibrar o uso de pneus duros e moles, trocando quando for aos boxes, dependendo da sua posição e número de voltas restantes.

Pra que ter um carrão se você não dá pra ajustar?

A taxa padrão de mudança de câmbio não funciona para todas as pistas

A taxa de mudança de câmbio dita quão rapidamente seu carro quer mudar entre marchas. Taxas mais rápidas providenciam uma arma para uma melhor aceleração, enquanto as longas mantêm você em uma marcha específica por mais tempo e entregam uma melhor velocidade máxima.

Essa configuração entrega diferentes resultados a depender do desenho da pista em que você está competindo. Se a pista tem muitas curvas apertadas, trocas mais rápidas são uma boa opção. Adicionalmente, muitas curvas significam muita frenagem e isso faz com que seja improvável que seu carro atinga a velocidade máxima. Para uma pista com retas longas e pouca frenagem, você deve escolher taxas maiores.

Essa regra básica muda a depender da configuração exata do seu veículo e onde você acha que suas habilidades ao volante estão precisando de mais ajuda, então certifique-se de testar antes de definir as taxas finais.

Como se aproximar do rallycross

A disciplina rallycross é bem diferente dos outros tipos de corrida de Project CARS 2, e ela requer um tipo diferente de configuração para tirar o melhor proveito do carro e de suas habilidades atrás do volante.

Você deve trazer o centro de gravidade do carro o mais para baixo possível, reduzindo o peso de sua suspensão. Quanto mais baixo o centro de gravidade, mais responsivo ele será nas curvas. No rallycross, você vai querer que as curvas sejam as mais responsivas possíveis, dada a frequência em que as curvas aparecem para você e o quão rápido você precisa emendar uma na outra – normalmente, entrando lateralmente.

Para isso, vá ao menu de ajuste de suspensão e configure o peso para diminuir a escala. Configure os pneus traseiros levemente mais altos que os dianteiros para exagerar na down force nos pneus dianteiros quando for virar em uma curva. São os dianteiros que entram primeiro, então eles precisam serem capazes de reagir instantaneamente aos comandos do volante.

O lado negativo de um carro com baixo peso é que ele está mais apto a bater sua parte traseira na pista. Para combater isso, vá aos ajustes de amortecedor e aperte a configuração de parada de colisão na dianteira e traseira. Um amortecedor mais firme reduz a quantidade máxima de compressão da suspensão e diminui o risco de pancadas. Na vida real, isso é bem desconfortável para quem dirige, mas aqui não temos que nos preocupar com isso.

Acelere o passo

Talvez você esteja tentado a sair rasgando na pista com o carro mais veloz da sua garagem, mas é mais importante aprender as linhas de corrida no começo. Está sentindo que não consegue pegar o ritmo de uma pista? A melhor solução é pegar um carro mais lerdinho. Ou dar uma segurada nas configurações do seu carrão. Obviamente, praticar leva à perfeição, mas outra dica seria tentar correr contra o fantasma de um jogador mais experiente, só para ver como ele dirige naquele circuito. Dessa forma, você aprende a melhor forma de dirigir em pouco tempo.

Pés no chão

Se você sentir que o seu carro está deslizando muito, tenha certeza que a temperatura dos seus pneus está no verde. Talvez eles estejam no azul, o que significa que estão frios demais, e você não vai ter uma boa tração para ter uma boa performance. Se eles estiverem no vermelho, significa que estão sobreaquecidos e também vão estragar a sua corrida, podendo até estourar. Você não quer dar essa passada extra no pitstop.

Encontre o melhor carro para você

Tem 74 carros em Project CARS e apesar dos carros de alta-performance serem tentadores, é mais importante encontrar um carro que se adeque ao seu estilo. Todo carro reage diferentemente: não tenha pressa para experimentar muitos carros e você vai ver como acabará encontrando o certo. O jogo tem uma mistura de motores com transmissões variadas, e performances muito diferentes. Tem carros velhos e novos também. Aprenda como esses carros se comportam nas curvas: enquanto um carro mais baixo segura com as rodas traseiras, alguns carros de tração dianteira boluda talvez precisem dar uma aliviada no acelerador e usar direito o breque.

As dicas Top Gear

Ouçam muito bem ao seu engenheiro de corrida, que é dublado por Ben Collins, do Top Gear. Ele não está lá só pra fazer barulho no fundo. Preste atenção quando ele te encoraja a pisar mais fundo numa volta, te informa sobre as diferenças no tempo dos corredores atrás de você e na sua frente e, talvez, ainda mais importantemente, te diz a situação do clima. Isso lhe ajudará a decidir se vale a pena trocar os pneus antes que seja tarde demais, e saber administrar paradas é essencial para ganhar vantagem na pista.

Não tenha pressa

Nenhuma corrida é ganha na primeira curva, nenhuma corrida é ganha na primeira volta. O máximo que você pode fazer é arruinar uma corrida inteira na primeira volta – só isso. Poupe os seus pneus na corrida para chegar pesado lá na frente. É fácil se precipitar e queimar os pneus rápido demais. Tenha mais paciência que os seus oponentes e tenha certeza que sairá com o troféu na mão.

Referências:

Red Bull, techtudo, wikipedia.

Middle Earth: Shadow of War

Middle Earth: Shadow of War é um jogo de RPG de ação ambientado no universo da saga “O Senhor dos Anéis” do autor J. R. R. Tolkien, desenvolvido pela Monolith Productions e distribuído pela Warner Bros. Interactive Entertainment. É uma sequência do jogo Middle-earth: Shadow of Mordor de 2014 e foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 10 de outubro de 2017.

Shadow of War foi bem recebido pelos críticos, com elogios com relação ao gameplay e melhorias no sistema de jogo, embora alguns elementos da história e mudanças nos personagens provocaram reações negativas, assim como a inclusão de microtransações.

Estude o inimigo

O exército de Sauron é composto por muitos capitães e seus Uruk’s subordinados. Os subordinados são inimigos mais fracos, que podem ser derrotados facilmente. Já os capitães são Uruk’s promovidos, que possuem poder de ataque e resistência muito maior aos de outros Uruk’s. Não obstante, esses capitães possuem também fraquezas e forças únicas que você precisa saber antes de enfrentá-los.

Ao marcar um capitão, ronde os arredores e procure por documentos que informem mais detalhes dele. Um outro caminho mais fácil de obter tais informações é interrogando delatores. Para saber quem são, basta ativar a visão espectral e procurar pelos inimigos de silhueta verde. Inimigos comuns podem também saber informações sobre os capitães, mas muitas vezes não é o suficiente.

Modo Furtivo

O modo furtivo é a sua melhor tática para se dar bem no começo do jogo. A medida que avança na campanha, você poderá evoluir Talion para lutar bem contra grandes quantidades de inimigos, contudo, no início da campanha é bom evitar o combate contra muitos Uruk’s.

No modo furtivo, Talion pode matar inimigos e se locomover sem ser notado pelos outros. Este modo também é útil quando se deseja despistar inimigos que estão lhe perseguindo. Quando encontrar mato alto, você pode se ocultar nele e atrair inimigos para que os derrote rapidamente.

Evolua ao seu modo

Com elementos RPG muito bem visíveis, em Shadow of Mordor você deverá evoluir Talion para que ele possa melhorar em combate. A cada level evoluído, novos pontos de habilidade serão dados para que você desbloqueie novas habilidades.

A dica aqui é evoluir o guardião no seu modo de jogo. Por exemplo: se você foca no combate corpo a corpo, evolua técnicas de finalização ou de montaria em Caragors; se você prefere ser mais furtivo, melhore seus atributos de dano a distância, morte furtiva e movimentação mais rápida.

Equipe-se bem

Ao derrotar um capitão, lhe é concedido uma Runa para que você possa equipar em sua espada, arco ou adaga. Essa Runa lhe dará vantagem em batalha, como melhorar seu ataque crítico, aumento de energia e/ou velocidade de ataque. Para desbloquear um novo espaço de Runa é necessário gastar Mirians – dinheiro do jogo -, além de precisar ter level mínimo em alguns casos.

Aproveite o jogo

Shadow of Mordor é um jogo com mapas gigantescos, com ricos detalhes e referência a cultura Tolkiana. Há dezenas de missões secundárias para fazer, itens para coletar, vilões para derrotar e conquistas para desbloquear.

Segundo o site How Long to Beat, Shadow of Mordor conta com 11 horas de jogo de campanha principal, e mais oito horas de conteúdo adicional, como Side Quests e desafios. Como se não bastasse, há dezenas de apêndices sobre detalhes sutis da história do jogo, que renderão mais algumas horas de entretenimento.

Cuidado: morrer deixará os inimigos mais fortes

A morte traz consequências mais impactantes do que você imagina em Middle-earth: Shadow of Mordor. Os guerreiros orc da região em que você foi assassinado acabam ficando mais fortes por meio do “sistema de nêmesis”, que acaba promovendo os soldados de baixo escalão e aumentando ainda mais a força dos inimigos mais poderosos.

Não é apenas o adversário que matou Talion que leva o crédito, mas sim todos aqueles que sobreviveram à briga. Portanto, pense duas vezes antes de enfrentar um pelotão de forma despreparada — ou eles vão acabar se tornando uma grande dor de cabeça para você depois de um tempo.

Seja cuidadoso com a sua vida

Há poucas formas de recuperar a vida em Middle-earth: Shadow of Mordor, mas a principal delas é buscar pelas pequenas plantas e ervas que crescem pelos cenários. No entanto, não fique tão confiante ao ver elas reaparecendo pelo mapa, pois dentro das fortalezas elas não irão crescer novamente caso sejam utilizadas.

Cuidado é crucial nessas horas, ou seu destino não será muito agradável.

Corra quando precisar

Se você já passou pela primeira dica, vai se lembrar o quão importante é se manter vivo para não dificultar ainda mais as coisas. Portanto, se sua vida começar a ficar muito baixa, não tenha medo de correr. Seguir para os pontos com ervas para recuperar a saúde talvez seja a opção mais indicada para não encontrar Boromir de uma forma cruel.

É bem provável que os orcs te provoquem pela sua manobra “estratégica”, mas talvez eles não fiquem tão animados assim quando você voltar preparado para uma segunda rodada.

Procure aumentar a sua vida

Ok, já sabemos que a cabeça de Talion é colocada em risco constantemente, então nada mais justo do que aumentar a barra de vida para deixar as batalhas um pouquinho menos perigosas, não?

Em Middle-earth: Shadow of Mordor é possível aumentar alguns atributos coletando Mirian a partir das missões marcadas em branco pelo mapa. Maximizar a vida do nosso protagonista será uma sábia escolha para aguentar as incansáveis hordas de orcs que vão te acompanhar pela Terra Média.

Habilidades de Ranger podem salvar sua pele

Outros upgrades para Talion incluem aprimorar suas habilidades nas classes “Ranger” e “Wraith”. Como a primeira influencia diretamente no seu combate corpo-a-corpo, é bem aconselhável seguir por ela para aumentar seu leque de opções durante as brigas — principalmente no começo do jogo.

Maximizar uma determinada habilidade também é aconselhável para deixar o jogo mais fácil.

Não se preocupe muito com os artefatos

Há pequenas missões em Middle-earth: Shadow of Mordor que consistem em procurar artefatos únicos, garantindo uma quantia bônus de pontos de experiência. Apesar de parecer bem tentador, a XP extra não compensa tanto assim por conta do tempo investido, então só se preocupe com elas se você quiser conhecer um pouco mais sobre a Terra Média.

Fique de olho nas runas amarelas

As armas podem ser aprimoradas por meio de runas especiais para aumentar o dano que você causa ou ainda diminuir o tempo de recarga. No entanto, há uma classe específica de runas que podem chamar muito mais a sua atenção: as “Epic Runes”, que contam com um brilho dourado ao redor delas.

Infelizmente, não espere que seja fácil encontrar por elas, afinal elas só poderão cair de orcs de alto escalão e uruk-hais. Você pode seguir para eles assim que sentir que suas habilidades estão à altura dos desafios, sendo mais aconselhável enfrentá-los depois de desbloquear uma das habilidades que garantem uma qualidade melhor para os itens encontrados.

Cuidado com os caragors

Caragors são animais ferozes que percorrem pelos cenários, mas com o tempo você poderá domesticá-los para que eles te ajudem nas missões. Até lá, tome cuidado para que você não se transforme em uma refeição, ainda mais quando encontrá-los pelos cenários no início do jogo.

Sua presença também pode ser muito estratégica, principalmente quando você conseguir libertar uma dessas feras de uma jaula em meio à um acampamento orc. Deixe que ela faça o trabalho sujo, pelo menos por agora…

Desvie e contra-ataque na hora certa

Middle-earth: Shadow of Mordor apresenta uma mecânica de defesa muito similar a da série Batman Arkham, possibilitando entrar em combate e desferir um golpe fatal mesmo quando o inimigo estiver pronto para atacar.

A possibilidade para isso aparecerá como um comando na cabeça do orc atacante, então é bom praticar para manter a ofensiva sempre presente durante os combates.

Mesmo assim, alguns ataques não podem ser bloqueados ou contra-atacados — então você deverá desviar no tempo certo para não sofrer danos. O esquema continua o mesmo: quando um ataque estiver prestes a ser desferido, um botão aparecerá no adversário informando que o momento de fugir está perto.

Muito cuidado com veneno e armas de longo alcance

Se você for entrar em uma fortaleza, faça questão de matar os arqueiros primeiro, assim não terá que lidar com eles durante toda a expedição. Além disso, é essencial tomar conta contra os ataques venenosos, principalmente vindo de orcs de elite. Evitar estes dois problemas irá manter sua vida fora da área de perigo.

Descubra o medo dos seus inimigos

Alguns orcs deixam marcas verdes depois de morrerem, sendo possível descobrir algumas informações interessantes sobre os inimigos mais poderosos. Eles também revelam o maior temor deles, como medo de fogo, de ser atacado por um caragor ou de ser traído por um guarda-costas.

Assim que você descobrir este ponto fraco, é hora de trabalhar para deixar seu inimigo de frente com esta vulnerabilidade e facilitar o seu trabalho.

Mate os guarda-costas primeiro

Enfrentar um chefe guerreiro é sempre complicado. Além da sua força incrível, ele conta com a ajuda de mais alguns orcs de elite, então sempre tenha cuidado para não acabar cercado e sofrer uma morte com essa situação.

Um meio de superar esse desafio é eliminar primeiro os guarda-costas e aos poucos deixar o combate mais tranquilo. Mas não respire tão levemente assim, afinal o chefe ainda te espera para um difícil confronto.

Esperamos que, depois de tantas dicas, sua aventura pela Terra Média fique um pouco mais fácil — e temos certeza que você conseguirá matar tantos orcs que deixarão um certo anão enciumado pela sua contagem superar a dele.

Retirada estratégica

Embora Talion seja bastante poderoso, até o herói pode ter grandes dificuldades contra vastos números de oponentes – e acreditem em nós, vão ter situações com mais de 10 inimigos ao mesmo tempo. Com um pouco de sorte e habilidade, podem sair vitoriosos até das situações mais complicadas, mas não fiquem cercados. Se pressionarem no botão de desvio podem ganhar alguns metros aos oponentes, e isso oferece a oportunidade para usarem o arco para abaterem rapidamente alguns adversários. Tenham atenção ao cenário, e se virem um barril explosivo, tentem atrair os orcs para perto antes de o rebentarem. Se mesmo assim estiverem em dificuldade, fujam. Podem simplesmente ignorar a situação, ou se quiserem voltar a atacar, esperem por uma oportunidade para atacarem de forma furtiva.

Aproveitem-se do sistema Nemesis

Não entrem cegos numa batalha contra uma personagem do sistema Nemesis. Tentem encontrar um Orc informador, ou outras formas de conseguir informações, para descobrirem as vantagens e desvantagens de cada oponente. Se souberem tirarem vantagem desta informação podem facilitar imenso a vossa tarefa. Com o avançar do jogo vão descobrir que os inimigos têm menos fraquezas para explorarem, mas existe sempre uma maneira. Também é muito importante evitar os pontos fortes do adversário. Se atacarem de uma certa forma podem causar raiva ao inimigo, por exemplo, o que vai dificultar imenso o objetivo. Tenham ainda em atenção o facto de alguns inimigos fugirem, por isso estejam preparados para isso – perder minutos a tentar matar um capitão, para depois o deixar fugir, pode ser muito frustrante.

Esta é a função primária do sistema Nemesis, mas quando começa o segundo ato, terão a hipótese de construir um exército. Vão colocar os vossos capitães em confronto com os adversários do sistema Nemesis, o que também tem os seus pontos de interesse. Também existem novas batalhas em arenas, onde os inimigos lutam entre si. Aprendam as particularidades de cada classe, e aproveitem-se disso mesmo, seja comandando o vosso exército, ou em combate direto.

Dominem as Feras

Com tudo o que há para fazer, é fácil deixar com que a capacidade para usar montadas caia no esquecimento. Podem montar Caragors, Graugs, e Drakes, cada um oferecendo diferentes vantagens estratégicas. Os inimigos do Nemesis têm também atributos relacionados com estas criaturas – alguns ficam furiosos quando vêm um, outros ficam apavorados, e outros dominam-nos. Usem-nos para ganharem vantagem nos combates, mas também como meio de transporte. Os Caragors são rápidos, ideias para cobrirem grandes distâncias, e ainda podem usar flechas quando estão montados. Os Graugs são resistentes e fortes, ideais para combates a curta distância, mas a sua lentidão não os validam como meio de transporte. Os Drakes têm o encanto de voarem, mas são a montada de que gostámos menos. Ainda assim, a perspetiva que oferecem do campo de batalha é fantástica.

Apontem às pernas

Uma flecha em cheio na cabeça é um tiro crítico garantido, mas se acertarem na perna vão ter outras vantagens estratégicas. Se o fizerem, seu oponente vai ficar parado no lugar, exposto para explorarem fraquezas. Isto será particularmente útil contra inimigos Nemesis que não sejam imunes a flechas. Esta tática é também excelente para parar inimigos em fuga que não queiram matar, como os Orcs informadores.

Ao vencedor, os espólios

Para Shadow of War a Monolith remodelou por completo o sistema de espólios (ou loot, se preferirem). Agora vão receber otipos de armas, peças, e gemas durante a aventura, com diferentes graus de raridade e qualidade. Enquanto os itens mais comuns só incluem estatísticas, as variedades rara e épica costumam trazer várias vantagens ou efeitos secundários. O segredo aqui não está em tentar arranjar as melhores armas e descartar as outras, mas antes em guardar armas capazes de causar efeitos diferentes. Como os inimigos têm vários tipos de fraquezas, convém adaptar o armamento e a armadura a preceito.

Outra componente nova são as gemas que podem equipar, itens que normalmente são largados por uns orcs especiais com uma marca branca em cima da sua cabeça. Sempre que virem um destes orcs, tentem matá-lo, porque vão precisar de todas as gemas que conseguirem mais próximo do final do jogo. As gemas mais poderosas podem ter um efeito esmagador no desempenho de Talion, como aumentar o dano causado ou a saúde em 30%, por exemplo. So passadas 30 horas de jogo conseguimos criar a nossa primeira gema de qualidade máxima, o que implica que terão de investir a sério na procura destas gemas. Prestem atenção ao mini-mapa, onde estes Orcs são também identificados por setas brancas.

Habilidades

Perfect Counter: Depois do Execution – que é extremamente útil sem dúvida, procura desbloquear o Perfect Counter bem cedo também. É essencial ao enfrentar hordas de inimigos, ser capaz de os imobilizar tempo suficiente para te focares num Captain ou para aplicar uma execução no chão. Eventualmente esta pode ser melhorada para recuperar ammo ou para matar instantaneamente grunts mais frágeis.

Wraith Chain: Na Predator Skill Tree, terás de desbloquear umas quantas habilidades até chegar à Wraith Chain – mas assim que o conseguires, as missões furtivas serão muito mais simples. Utilizando Focus, podes teleportar a tua forma wraith para inimigos nas redondezas, eliminando múltiplos oponentes em cascata, algo muito útil quando não podemos mesmo ser identificados ou quando queremos invadir uma fortaleza sem ser detetados.

Bird of Prey: Na árvore Ranged praticamente todas as habilidades são úteis, mas de início, a Bird of Prey é a mais importante. Permite-te abrandar o tempo e focar o disparo em pleno ar. Combinado com o Shadow Strider, podes saltar e executar um duplo salto, mudando de direção no enquadramento do teu alvo, antes de abrandar o tempo para desencadear uma chuva de setas num grupo, ou marcar um barril para explodir mesmo antes de aterrares no meio deles e limpar as sobras.

Ice Storm: Na árvore Wraith está uma das habilidades mais úteis para desbloquear desde cedo, Ice Storm. Quando estás a enfrentar demasiados Orcs ou um Captain poderoso, o Ice Storm permite-te congelar um alvo, prendendo-o no mesmo sítio e deixando-o fora da batalha, ou para usar um ataque flurry e acumular might rapidamente.

Call Caragor: Finalmente, a “Skill tree” Mounted é sempre útil para abusar das fraquezas dos inimigos, sendo que nada é mais útil que invocar um Caragor quando a necessidade aperta. Esta habilidade é especialmente adequada quando enfrentamos um Captain que tem medo ou é especialmente sensível a beasts – É inclusive possível invocar um Caragor no interior da sala de um Commander durante o assalto a uma fortaleza.

Não te esqueças de realizar o upgrade à habilidade para invocar outros tipos de beast e capitalizar as fraquezas dos teus oponentes.

Referências:

Game Reactor, Voxel, ING, techtudo, wikipedia.

Cuphead

Cuphead é um jogo eletrônico de run and gun e plataforma feito pelos irmãos canadenses Chad e Jared Moldenhauer com o nome de Studio MDHR, desenhado no estilo dos desenhos animados da década de 1930. Como Cuphead, o jogador luta contra uma série de chefes para pagar uma dívida adquirida com o diabo. O jogo foi inspirado em animações década de 1930, como as do Fleischer Studios e procurou manter a obra em qualidades subversivas e surrealistas. Cuphead foi lançado em 29 de setembro de 2017 para Xbox One e Microsoft Windows.

Jogabilidade

Além dos gráficos extremamente detalhistas e fiéis aos velhos cartoons, o jogo chama a atenção pela particularidade, lembrando os jogos de plataforma dos anos 90 em 8 e 16 bit. É possível perceber referências a alguns desses jogos, como Contra, Mega Man X, Gunstar Heroes, Street Fighter III e Thunderforce (quando das fases aéreas). As fases são repletas de inimigos, que atacam das mais diversas formas: saltando em direção ao jogador, caminhando ou atirando projéteis. O jogo também possui fases aéreas, com o personagem pilotando um avião, onde o objetivo é destruir os inimigos atirando projéteis e bombas. Outra referência a jogos vintage está no sistema de navegação entre fases através de um mapa ao estilo Super Mario World e Donkey Kong Country.

Primeiro de tudo: ajuste seus controles

O jogo requer o máximo de precisão, e a configuração inicial dos controles do game simplesmente pode não ser a recomendável para você. Felizmente, “Cuphead” dá liberdade total para ajuste de controles para que o jogador encontre a forma mais confortável de jogar.

Recomendação: o tiro no botão “X” do controle do Xbox dificulta a movimentação rápida do personagem, então é altamente indicado trocar o botão do tiro para um gatilho de sua preferência. As outras alterações ficam por sua conta, mas só essa mudança já altera completamente o jogo.

Ficou preso? Procure atalhos

“Cuphead” é um jogo de chefes difíceis, que testarão sua coordenação motora e sua capacidade de reconhecimento de padrões de ataque. A tendência é que você fique preso em algum momento do jogo em algum chefe.

O game também tem uma mecânica peculiar, em que novos caminhos só são abertos quando você derrota algum chefe. Isso pode ser particularmente preocupante quando você está preso diante de um adversário.

Os desenvolvedores, no entanto, incluíram atalhos nas três ilhas que compõem o jogo, que são caminhos escondidos que dão acesso a áreas  bloqueadas do mapa. Isso vai te dar acesso a novas fases que estariam bloqueadas pelos caminhos normais, dando o tempo para refrescar sua cabeça com outros oponentes antes de voltar a encarar aquele monstro em que você havia ficado preso.

Alterne suas armas

Cada chefe em “Cuphead” tem suas próprias características, o que significa que não existe uma estratégia ideal que funcione contra todos os inimigos. Você precisa moldar sua estratégia para enfrentar cada adversário, e isso passa por escolher sabiamente suas armas.

Se o inimigo não te dá tempo para respirar, uma opção é usar a arma Chaser, que causa pouco dano, mas não depende de mira para acertar o adversário, permitindo que você cause dano constante enquanto se concentra em desviar dos ataques. Enquanto isso, se o adversário permite a aproximação, vale a pena trazer a arma Spread para o combate, que tem um alcance baixo, mas causa bom dano.

A arma Charger causa o maior estrago, mas tem uma cadência de tiro pequena. Ao segurar o botão de tiro, ela não dispara automaticamente, mas sim carrega o disparo para causar mais dano. Um tiro totalmente carregado gera o dano máximo nos inimigos, mas é necessário ter pontaria. Use com sabedoria em chefes que abrem uma janela mínima de ataque.

Faça as fases Run n Gun com atenção

Elas são opcionais, mas são fundamentais para a experiência completa de jogo. Além de divertidas, elas também trazem moedas que podem ser usadas na loja do Porkrind para comprar power-ups e novas armas para seus personagens.

É importante também ficar atento aos seus arredores enquanto faz essas fases. Há moedas escondidas que só vão ser percebidas se você estiver de olho no que acontece em volta do seu personagem.

Fique de olho no mapa também

As fases Run n Gun dão o maior número de moedas do jogo, mas para poder comprar tudo que está disponível na loja do Porkrind, você vai precisar de mais. As moedas estão escondidas pelo mapa, atrás de árvores, pedras e objetos do cenário em geral. Tente caminhar por trás de lugares que parecem inofensivos para ganhar todas as moedas, e fale também com todos os personagens que você encontra pelo cenário.

Compre a habilidade de dash invisível

“Cuphead” tem um quê de “Dark Souls” no sentido em que você está constantemente acuado e seu foco deve ser primeiro a defesa para esperar aberturas para o ataque. Isso fica muito mais fácil com a habilidade Invisible Dash, que torna o seu personagem invulnerável no instante em que você usa o movimento de esquiva. Quando você dominar esse movimento,  fugir de armadilhas sem sofrer dano fica bem mais simples, tornando a batalha menos complicada e permitindo uma pontuação melhor ao fim da fase.

Uma outra habilidade importante é a que dá mais corações. O problema desse recurso é que ele reduz bastante o dano médio da sua arma. Isso significa que você vai resistir a mais pancadas, mas a luta vai durar mais, o que pode anular a vantagem. Pense bem se vale a pena.

Domine o parry o quanto antes

No início do jogo, você dificilmente vai perceber o quão importante é esse recurso, mas as fases finais do jogo vão exigir que você domine esse movimento. Comece a treinar o quanto antes, pressionando o botão de pulo em objetos pintados com a cor rosa no momento correto.

O recurso pode servir simplesmente para desviar de um projétil disparado na sua direção, mas neste caso uma esquiva bem planejada permitiria evitar dano em boa parte dos casos. É a segunda parte do parry que é importante, que proporciona alcançar plataformas que não são alcançáveis com um pulo simples. As fases finais vão te cobrar isso, então domine o mais rápido possível.

Outra função importante do parry é aumentar instantaneamente sua barra de especial, permitindo que você use sua habilidade Super mais rapidamente. Isso também vai ser importante nos chefes mais complicados do fim do jogo.

Conheça seu Super e saiba a hora de usá-lo

Cada arma tem uma habilidade especial, mas o jogo tem três técnicas “Super” que independem da arma que você está usando. Você conquista essas habilidades com as fases de mausoléu; existe uma delas em cada ilha.

Você ganha acesso ao Super quando acumula cinco cartinhas no canto inferior esquerdo da tela. Se você tentar usar a habilidade especial antes de juntar cinco, você irá apenas disparar o especial da sua arma.

Cada habilidade tem uma utilidade especial. O Super I é o mais simples: é um disparo horizontal poderoso que causa altos danos, mas não funciona se o inimigo estiver acima de você; já o Super II torna o personagem invulnerável por alguns segundos.

O Super III permite controlar um fantasma poderoso, mas é o mais complexo de dominar. O fantasma se movimenta de acordo com a movimentação do seu personagem, então você precisa sincronizar o ataque da sua arma com o do espírito para maximizar o dano. A forma mais eficiente de fazer isso é travar a mira do seu personagem, o que permite controlar apenas a movimentação do especial sem precisar correr pelo cenário sem direção e correndo riscos.

Todas as técnicas são poderosas se você souber como usá-las, mas mais importante ainda é saber quando utilizá-las. Cada chefe tem várias etapas; isso significa que você pode ter mais facilidade ou dificuldade em diferentes momentos do mesmo oponente. Guarde seu especial para a etapa que mais lhe trouxer problemas, a menos que você tenha dominado a mecânica do parry, que permite encher o Super mais facilmente e proporciona mais disparos do seu especial. 

Aprenda com os erros

Assim que começar a jogar, você vai perceber que o game é extremamente difícil e que vai acabar morrendo várias e várias vezes. Antes de jogar o controle na parede, se acalme e tente ver o que está causando as suas falhas.

O jogo pode ser desafiante, mas ele é bem justo e tenta te ensinar a ser melhor a cada fase. Por isso, é bom ficar de olho nos padrões dos inimigos e como dominar os controles. Também tenha paciência, shooters de plataformas não foram feitos necessariamente para você sair correndo e atirando sem ver nada.

Colete todas as moedas

Ao longo das diversas fases, você encontrará moedas que pode coletar. Nossa recomendação é que sempre tente pegar todas, já que isso garante dinheiro suficiente para gastar nas lojas com upgrades e melhorias temporárias para seu personagem. Também não tenha medo de gastar as moedas, mas compre só aquilo que realmente for usar nas partidas.

Aprenda todos os comandos

Considerando que nas fases mais avançadas você terá que lidar com inimigos vindo de todos os lugares, é uma ótima ideia saber os comandos com maestria.

Logo no começo, você terá um tutorial sobre os controles. Nossa dica é que preste atenção neles, já que você terá que usar tudo com grande frequência e agilidade em todas as fases.

Não se mova se for desnecessário

Em pouco tempo, você perceberá que Cuphead é extremamente frenético e que é preciso se movimentar o tempo todo em diversas situações. Ainda assim, haverá muitos momentos que ficar parado te ajudará muito mais.

Há inimigos e chefes com posições fixas e que lançam ataques em projéteis, por exemplo. Em vez de ficar andando pela tela como um louco, você pode ficar em uma só posição e só pular ou agachar para desviar dos ataques enquanto também atira no inimigo.

Use seu dinheiro sabiamente

Existem 40 moedas ao todo em Cuphead, sendo que 30 delas você consegue jogando as fases exploráveis e as outras 10 fazendo o tutorial, conversando com outros personagens e até mesmo fuçando locais escondidos nos quatro mapas de Inkwell Isle.

No começo do jogo, você obtém 1 moeda no tutorial e mais 3 falando com o personagem sentado na ponte. Eu recomendo muito que a primeira coisa que você compre na loja de Porkrind seja a Smoke Bomb, pois com ela equipada você fica invencível durante o Dash, algo que te ajudará muito em diversas situações de aperto. Após isso, faça a fase Forest Follies, coletando todas as 5 moedas que estão bastante visíveis, volte até a loja e compre agora a arma Spread, que é uma das mais úteis graças ao seu disparo que alcança várias direções. Outras armas excelentes para você comprar são a Charge Shot, que pode não ter tiro automático, mas causa um tremendo estrago no adversário, e a Chaser, que lhe dá um disparo teleguiado.

Antes de lutar contra qualquer chefe, visite o Mausoléu do Mundo 1

Depois que você passar da fase Forest Follies, uma ponte surgirá. Atravesse-a e siga pelo mapa até chegar no Mausoléu. Lá dentro você precisará derrotar uma certa quantidade de fantasmas rosados para adquirir a Super Art Energy Beam, a mais útil do jogo. Além de ser um ótimo local para você treinar seu Parry, ter essa habilidade poderosa equipada antes de encarar os chefes é uma verdadeira mão na roda.

Lembre-se que você pode transformar seu avião

Os chefes de Cuphead que você enfrenta no avião requerem tremenda agilidade em muitos momentos para desviar de suas investidas. Muita gente esquece, no entanto, que o avião no seu formato normal é lento. O modo miniatura dele, embora seja péssimo para causar dano, tem uma mobilidade excelente. Portanto, caso veja que não está conseguindo se esquivar a tempo com sua aeronave de alguma investida do inimigo, transforme-a para fazer isso e depois volte ao normal para continuar atirando.

Após você se habituar a fazer essa troca, as batalhas aéreas ficarão muito mais fáceis.

Preste atenção nos ataques dos chefes

Embora os chefes tenham vários ataques e formas, a grande maioria segue um padrão. Fique atento aos ataques para entender a melhor maneira de se esquivar. O jogo lhe dá vidas infinitas porque a ideia é que você morra várias vezes mesmo, para aprender com seus erros e não repeti-los mais.

Converse com todos os personagens nos mapas

Os habitantes de Inkwell Isles lhe fornecem pistas sobre coisas que você pode fazer ou descobrir. Às vezes, falar com um deles depois de realizar uma determinada ação, como por exemplo encontrar um caminho escondido dentro do mapa, o fará lhe dar uma recompensa.

O que dá para fazer depois de zerar?

Como assim, terminou o jogo? Então meus parabéns! Depois que você chega ao fim do game existem cinco coisas que você pode fazer para continuar jogando.

Encontrar as moedas que faltaram

Conforme foi dito mais acima, há 40 moedas para você pegar e a chance de você não ter apanhado todas após finalizar o game é considerável. Se você coletou todas as trinta que estão nas seis fases exploráveis, a do tutorial e as três com o personagem na ponte do Mundo 1, faltarão apenas seis. Confira abaixo como consegui-las.

Moeda escondida no Mundo 1: Fale com o personagem com cabeça de machado após derrotar todos os chefes deste mundo, aí conseguirá pegar uma moeda nas árvores ao lado dele.

Moedas escondidas no Mundo 2: Vá até o local da fase Aviary Action e ande pelo caminho por trás dela, pelas montanhas, até chegar do outro lado. Depois disso, volte e converse com a garota com cabeça de pão de gengibre para que ela lhe dê a moeda.

Perto da fase do Dragão, converse com o malabarista depois de executar Parry 4x seguidas sem cair no chão e ele lhe dará uma moeda por seu esforço. Perto da saída para o Mundo 3 há uma carroça verde com outra moeda.

Moeda escondida no Mundo 3: Olhe atrás do estande perto da loja para achar a moeda.

Moeda escondida no Finale: Atrás dos dados vermelhos do lado de fora do casino, no lado esquerdo.

Dificuldade Expert

Vencer cada um dos chefes no novo nível de dificuldade Expert. Se você achava o jogo difícil, prepare-se, pois o Expert sim vai testar suas habilidades, com inimigos muitíssimo mais agressivos.

Dificuldade Expert + Nota S: Realizar o objetivo descrito acima, mas de maneira perfeita, derrotando cada chefe no Expert sem tomar dano, fazendo três parry e usando 6 cartas de ataque especial para ganhar a nota S. Vale ressaltar que você não precisa disso para obter uma Conquista. Faça apenas se gostou muito mesmo do jogo e está interessado neste grande desafio proporcionado por Cuphead.

Atualização: Descobri que o tempo também é um fator determinante para obter o S, embora às vezes você consiga essa nota mesmo demorando mais de 2 minutos para vencer o adversário, ou um tempo maior do que esse no caso do King Dice.

Modo Preto e Branco

Sua quarta opção do que fazer depois de zerar é desbloquear o modo Preto e Branco. Conforme o próprio nome do modo diz, ele permite que você jogue com visual monocromático, podendo também alterar o áudio do jogo para que fique ainda mais de época. Para habilitar isso, é necessário completar todas as seis fases exploráveis sem disparar um tiro sequer, o que também lhe dá uma Conquista. Quando tiver sucesso nisso numa fase, ganhará nela a nota P, de Pacifista.

Utilize Smoke Bomb de modo a desviar dos inimigos com mais facilidade ou então Twin Heart para ter 5 HP e aumentar suas chances de sobreviver sem atirar, lembrando que Parry está liberado, então use e abuse disso. Sua Super Art deverá ser Invincibility, que lhe dará alguns segundos preciosos de invulnerabilidade, os quais você deve usar nos momentos mais complicados. A exceção fica por conta da fase Forest Follies, onde vale mais a pena utilizar a Super Art Giant Ghost, manipulando seu fantasma perto da máquina Acorn Maker para que ele suma ao lado dela e você possa fazer uso do Parry no coração rosa que surge, para pular por cima deste inimigo. Dá também para passar dessa etapa da fase pegando impulso nos disparos rosa efetuados pelos cogumelos.

Terminando as fases sem atirar, fale com a tartaruga do Mundo 3 e pronto, poderá jogar o game em Preto e Branco.

Ferramentas de Evasão

Como na maioria dos jogos desse estilo, a evasão é uma estratégia chave se você quiser ir longe. Cuphead dá aos jogadores várias maneiras de evadir ataques, mas cabe a você saber quando usar essas habilidades. As duas principais habilidades que você deveria usar com freqüência são o dash e o agachar. Dash (Y no layout padrão do controle) pode ser feito no chão ou no ar. Seu personagem irá se mover a uma distância definida, portanto, certifique-se de que você não está se metendo em algo ruim. Depois de um dash, você pode executar outra ação, como um parry se você tiver feito dash no ar, ou simplesmente atacar imediatamente após um dash.

Dash é mais do que apenas uma outra maneira de se mover. Você pode fazer um dash em qualquer ponto durante o seu salto, o que significa que você pode usar o dash para parar seu salto ou para alterar sua trajetória, se você achar que está prestes a pular em um inimigo. O dash é muito rápido e pode tirar você de uma situação ruim quando cronometrado corretamente.

A maioria das pessoas negligencia a capacidade de agachar. Embora esta não seja uma nova habilidade por qualquer meio, seu personagem fica muito baixo no chão. Isso faz com que agachar seja extremamente útil para evadir ataques que você pode ter pensado serem inevitáveis. Você pode até atirar enquanto se agacha, tornando essa habilidade ainda mais útil. 

Batalhas de chefe

A maioria dos níveis do jogo são batalhas de chefe. Concluir essas batalhas épicas contra um ou mais inimigos às vezes desbloqueiam o acesso a novas áreas, por isso é importante não deixar qualquer nível para trás. As batalhas de chefe geralmente são divididas em múltiplas fases, com cada fase oferecendo um padrão de ataque diferente e geralmente ficando cada vez mais difícil com cada nova fase.

Enquanto muitos outros jogos têm batalhas de chefe com várias fases, os chefes em Cuphead são geralmente mais aleatórios do que os de outros jogos. Por exemplo, você pode conhecer o padrão de ataque de um chefe, mas a ordem dos ataques ou a velocidade em que as fases mudam podem mudar a cada vez que você joga. Você não pode apenas aprender um padrão e esperar ganhar em Cuphead.

Quando você derrota um chefe, você recebe uma letra com base no seu tempo de conclusão, pontos de vida restantes, número de vezes que você deu parry com sucesso, quantos ataques EX e Super Movimentos usou e o nível de dificuldade em que você jogou. Para obter um perfeito A + na maioria das batalhas de chefe, você não precisa tomar nenhum dano, da parry pelo menos três vezes, use pelo menos seis ataques EX ou dois Super Movimentos e completar a batalha na configuração de dificuldade Regular. Há também um limite de tempo específico que varia dependendo da batalha do chefe. Passe desse limite e você não ganhará uma nota A +.

Referências:

Olhar digital, Play Replay, Game Hall, Game Detonado, wikipedia.

Pokémon Sword & Shield

Pokémon Sword e Pokémon Shield (ポケットモンスター ソード・シールド, Poketto Monsutā Sōdo・Shīrudo Pocket Monsters Espada e Escudo?) são jogos eletrônicos de RPG da série Pokémon, desenvolvidos pela Game Freak, publicados pela The Pokémon Company, e distribuídos pela Nintendo. Os jogos foram anunciados oficialmente pela Pokémon Direct no dia 27 de fevereiro de 2019. Os jogos foram lançados no dia 15 de novembro de 2019 Os dois jogos são da oitava geração e os segundos jogos da série principal de Pokémon para Nintendo Switch.

Jogabilidade

Pokémon Sword e Shield são jogos de RPG com jogos de aventura, baseados na região de Galar, vagamente baseada no Reino Unido, em terceira pessoa, perspectiva suspensa. O jogador controla um jovem treinador que vai em uma missão para capturar e treinar criaturas conhecidas como Pokémon e vencer batalhas contra outros treinadores. Ao derrotar Pokémon inimigo em batalhas por turnos, o Pokémon do jogador ganha pontos de experiência, permitindo que ele suba de nível e aumente suas estatísticas de batalha, aprenda novas técnicas de batalha e, em alguns casos, evoluir em Pokémon mais poderosos. Os jogadores podem capturar Pokémon selvagens, encontrados durante encontro aleatório, enfraquecendo-os em batalha e pegando-os com Poké Bolas, permitindo que eles sejam adicionados a sua equipe.

Abra as Configurações

Ao iniciar Sword & Shield, aperte o botão X e vá às configurações representadas pelo ícone de engrenagem. Lá é possível alterar diversas funções do game além do volume e controles de câmera. Há uma opção que facilita jogar com apenas um Joy-Con, pular cutscenes, definir seu estilo de batalha e mais. Deixe o jogo mais adequado ao seu estilo de gameplay e à sua paciência.

Velocidade de texto: Uma das funções na seção de Opções do jogo que eu, particularmente, acho prestativa é a possibilidade de aumentar a velocidade da exibição dos textos. Isso poupa tempo para os jogadores que têm uma velocidade de leitura em inglês mais elevada e permite que você não precise interromper a leitura porque o texto ainda não carregou. Acredite, é uma boa dica para todos.

Tutoriais

Sword & Shield oferecem alguns tutoriais básicos sobre o universo de Pokémon. As informações dão aos novos jogadores a oportunidade de conhecer mais sobre a franquia e como certas mecânicas in-game funcionam. Felizmente, para os veteranos, há possibilidade de pular esses tutoriais. Por exemplo, quem já está acostumado com Pokémon poderá evitar um monólogo explicativo sobre o que as criaturas são.

Captura

A captura de Pokémon Sword & Shield segue o mesmo padrão dos jogos anteriores da série. De início, você receberá PokéBalls básicas e, conforme progride, receberá bolas melhores como Great Balls e Ultra Balls. Há também bolas com maiores chances de captura para Pokémon ou características de ambientes específicas. A Net Ball, por exemplo, garante maior chance de captura em Pokémon de Tipos Água e Inseto.

Outro detalhe importante para se ter em mente é que a captura tem mais possibilidade de ocorrer quando a barra de HP do Pokémon alvo está menor. Quanto menor, melhor. O ideal é tentar levar a vida do monstrinho à cor vermelha para utilizar as Poké Bolas de preferência. No entanto, é preciso tomar cuidado para não nocautear o Pokémon, já que isso encerra o confronto e acaba com a possibilidade de captura.

Para aumentar ainda mais as chances de captura, tente aplicar um status ao Pokémon de interesse. É possível adormecê-lo (SLP), paralisá-lo (PAR), congelá-lo (FRZ) e outros. Tome cuidado com os status Burn e Poison porque esses gradualmente diminuem a vida do Pokémon e podem levá-lo ao nocaute.

Além disso, fique atento a outra preciosa dica de captura abaixo, na seção “Save manual ou autosave?”.

Entenda os Tipos de Pokémon

Pokémon Sword & Shield ocasionalmente mencionam que você aplicou um golpe super-efetivo em outro, porém não dá uma explicação detalhada sobre como o sistema de Tipos funciona — um erro persistente desde o lançamento dos primeiros Pokémon, Red & Blue, em 1996.

Para ter o melhor desempenho em combate, dando mais dano e tendo resistência ao oponente, é preciso ter conhecimento de como um interage com o outro. Por exemplo, Fire é super-efetivo contra Grass, enquanto Grass é super-efetivo contra Water e, por fim, Water é super-efetivo contra Fire. Pokémon Sword & Shield oferece 18 Tipos. Abaixo, você confere uma tabela completa do que afeta que Tipo e como esse afeta outros Tipos. Os listados à esquerda são super-efetivos contra o Tipo no centro e o do centro afeta os Tipos listados à direita.

Além disso, alguns Tipos não são afetados por outros. Steel, por exemplo, não sofre dano algum sequer consequências, como alterações de status, por golpes de Poison. Na tabela a seguir, você vê o desempenho exato de cada tipo para com os demais. “1x” (branco) é dano normal, “2x” (verde) representa um golpe super-efetivo, “0,5x” (vermelho) representa um golpe pouco efetivo e “0x” (cinza) significa que o golpe não tem efeito sobre o Tipo opositor. Considere que os Tipos da esquerda atacam os da listagem superior.

Outro detalhe para ficar atento são as combinações de Tipos em Pokémon. Com isso, um Tipo super-efetivo pode deixar de fazer efeito contra um monstro que normalmente faria. Por exemplo, Mawile é dos Tipos Fairy/Steel. Por ter o tipo Fairy, ele poderia tomar golpes super-efetivos de Steel e Poison, mas o fato dele também ser Steel, garante 0,5x menos dano de golpes de Tipo Steel e imunidade completo de golpes Poison. Para derrotá-lo, o jogador deve explorar as fraquezas dele enquanto Pokémon Steel, com a possibilidade de utilizar golpes Fire e Ground. Fighting seria super-efetivo apenas contra o lado Steel de Mawile, mas é 0,5x efetivo contra Fairy, então o Pokémon receberá dano normal.

Também é possível aplicar 4x dano em certos Pokémon. Pelipper, por exemplo, é dos Tipos Water / Flying. Ambos os Tipos tomam dano super-efetivo de Electric, portanto, o dano é quadruplicado quando esse monstrinho é atingido por um golpe do Tipo Electric.

Sword & Shield facilita um pouco a vida do jogador, mostrando como um golpe funcionará contra o oponente, caso você já tenha o registro de quem enfrenta na PokéDex — o que requer que você tenha o obtido por captura, troca ou breeding.

Entenda o básico do sistema de combate

O combate de Pokémon é bastante simples. Desconsideremos os Tipos, já amplamente descrito no tópico acima, e foquemos nas estatísticas e nos formatos de golpes.

Golpes físicos: Essa categoria faz com que o seu Pokémon ataque o oponente usando o próprio corpo. Os Golpes Físicos são representados in-game por uma estrela de oito pontas. A estatística Attack atua sobre a força dessa categoria de golpe. A estatística Defense é a que atua sobre a resistência a essa categoria de golpe.

Golpes especiais: Essa categoria faz com que o seu Pokémon ataque o oponente usando algum poder especial. Os Golpes Especiais são representados in-game por três círculos que parecem um alvo. A estatística Special Attack (Sp. Atk) atua sobre a força dessa categoria de golpe. A estatística Special Defense (Sp. Def) é a que atua sobre a resistência a essa categoria de golpe.

Golpes de Status: Essa categoria faz com que o seu Pokémon aplique algum status ao oponente, aumenta suas próprias estatísticas ou aplica um efeito no campo ou ao próprio Pokémon — esses não aplicam dano. Os Golpes de Status são representados in-game por um círculo dividido ao meio, que assemelha-se ao Yin-Yang.

Além do Atk, Def, Sp. Atk, Sp. Def, duas outras estatísticas são vitais a Pokémon. HP é a quantidade de vida que o seu monstrinho possui, enquanto Speed é a velocidade de movimento da criatura. Caso seu Speed seja maior do que o do oponente, você atacará antes na disputa por turnos. Caso contrário, seu adversário será favorecido.

É preciso prestar atenção também ao Accuracy dos golpes. O número apresentado representa a porcentagem de chance de acertar o Pokémon que você enfrenta. Em contraponto, há a taxa de evasão, conhecida como Evasiveness, que garante chances de um Pokémon desviar de um golpe. Por fim, os Pokémon têm habilidades inatas que aplicam efeitos in-game.

Seleção de golpes

“Quando eu sei que um golpe é melhor do que o outro?” Bem, determinar qual golpe é melhor depende da maneira como você quer que o seu Pokémon em questão atue em campo. Caso seu intuito é deixá-lo mais poderoso, procure golpes cujo dano é maior do que o que será substituído. Também leve em consideração qual estatística do seu monstrinho é mais desenvolvido: Atk ou Sp. Atk. Isso afetará o desempenho dos golpes.

Além disso, é preciso levar em consideração o Tipo do golpe em questão. Por exemplo, pode ser interessante dar um golpe Electric (caso seja compatível) a um Pokémon de Fire, já que seria um counter super-efetivo caso enfrentasse um Pokémon do Tipo Water.

Considere o seu estilo de gameplay. Caso você não seja um jogador meramente agressivo que quer derrotar todos os oponentes apenas com a bruta força e estudo de danos super-efetivos (cuja técnica foi descrita acima), invista um tempo para conhecer os Golpes de Status, que podem melhorar a maneira como você ataca, se defende e atua sobre o campo de batalha.

Saiba também que é possível fazer com que um Pokémon reaprenda golpes no NPC do lado da enfermeira do Pokémon Center. É gratuito e abrange os ataques que as criaturas podem aprender ao longo da jornada de nivelamento.

Wild Area

A Wild Area é uma das maiores e mais importantes adições de Sword & Shield à franquia Pokémon, mas pode ter um excesso de informações a processar. Por isso, detalhamos o que você pode e deve fazer nessa área de semi-mundo aberto.

Um dos pontos que mais chamam a atenção na Wild Area é a possibilidade de ver Pokémon selvagens andando. A dica básica para quem não derrotou todos os ginásios é: não tente capturar os Pokémon que andam fora das áreas de mato. Esses são mais poderosos e, sob a circunstância de não ter completado o jogo, é impossível capturar a maioria deles. Justamente por serem mais fortes, no entanto, esses monstros são bons alvos para batalhar tendo como meta treinar.

Nos matos há dois grupos diferentes de Pokémon que aparecem: os que são visíveis ao jogador, andando por lá, e os encontros aleatórios, representados por um ícone de exclamação. Todas as criaturas que aparecem na Wild Area estão sujeitas a serem “trocadas” dependendo do clima do momento. Por exemplo, em Watchtower Ruins, Glalie aparece somente se estiver nevando. Caso esteja chovendo, o Pokémon em destaque que ocupa o lugar de Glalie é Dusclops.

Além disso, fique atento aos dens, onde acontecem as Raids Dynamax. Mesmo que não emitam o raio mostrando que há uma raid ativa, interaja com o den caso esteja da cor vermelho. Isso concederá ao jogador uma quantidade de Watts, moeda de troca na Wild Area. Com os Watts, é possível comprar PokéBalls de diferentes tipos, golpes, Wishing Stars (que ativam Raids Dynamax em dens inativos) e outros itens. Outra maneira de adquirir Watts é realizando a corrida Rotom Rally, cujo começo é disponibilizado em NPCs vestidos de atletas, que usam boné, óculos de sol e um uniforme preto e branco com detalhes vermelhos.

Max Raids

As Raids Dynamax, conhecidas como Max Raids, são algumas das atividades mais divertidas de Sword & Shield e dão motivos de sobra ao jogador para ingressar nelas. Caso sejam concluídas com sucesso, as Max Raids rendem diversos itens, como golpes para ensinar aos seus Pokémon, berries e, o mais importante, Exp. Candies. Esses candies dão Exp. às suas criaturas, fazendo com que nivelem mais rapidamente. Isso pode facilitar a sua vida caso o treino por batalhas comuns já tenha sido exaustante o suficiente. Caso esteja preso em algum líder de ginásio por falta de nível, volte à Wild Area e participe de algumas Raids Dynamax para conseguir Exp. Candies.

Para ter o melhor desempenho nessas atividades, tente tirar vantagem do uso dos Tipos super-efetivos contra o Pokémon que vai enfrentar. Os Tipos do oponente aparecem antes do início da Raid, com tempo de sobra para trocar. Além disso, recomendo que faça as Raids de níveis mais altos sejam feitas em equipe com jogadores de verdade, já que esses podem ter o bom senso de enfrentar as criaturas Dynamax com Pokémon do Tipo mais adequado. Caso não consiga, o jogo oferece a ajuda de NPCs, mas há escolhas estranhas, como colocar um Pokémon do Tipo Fire contra um do Tipo Water. Pouco efetivo.

Tenha em mente também que, o quanto mais alto for o nível da Raid (representado por 1 a 5 estrelas), mais vezes um escudo de proteção circunda o oponente. Dependendo do nível da Raid, o escudo aparece em certos limites invisíveis de vida do oponente. Por exemplo, em Raids cinco estrelas, o primeiro escudo aparecerá quando você e seus companheiros tirarem aproximadamente 1/5 do HP do Pokémon. Os escudos também tem blocos de hits que devem ser quebrados. Cada golpe aplicado ao escudo quebra um bloco do total (que pode ir até cinco), e golpes Dynamax super-efetivos quebram dois.

Acampamento

Os acampamentos Pokémon podem ser iniciados em quase qualquer área do jogo que seja a céu aberto. No local, é possível interagir com os membros da sua equipe, brincando e cozinhado curry. Essa mecânica aumenta o laço de amizade entre você e seus monstrinhos, bem como os cura e ressuscita quem estiver desmaiado. O acampamento não costuma ser muito prestativo, mas pode auxiliar caso esteja explorando uma nova rota, sem itens de cura e não quer voltar porque já explorou demais para depois fazer o trajeto inteiro à pé novamente.

Itens

Itens são uma parte essencial de Pokémon. A dica é simples: leia e entenda o que os itens fazem e tente aplicá-los de maneira a melhor integrar o seu time e o desempenho individual de cada. Com os itens, é possível montar estratégias de combate, mudar golpes, dar buffs contínuos (enquanto o item estiver equipado) e muito mais.

Assim como os golpes, o item a ser utilizado vai depender da sua estratégia para abordar o mundo de Pokémon, mas fica mais fácil quando entende-se como os Tipos e como o sistema básico de combate funciona.

Há itens que aparecem brilhando em áreas abertas, bem como escondidos em cantos do mundo, tanto nas cidades quanto nas rotas e na Wild Area, então procure pelos cantos porque você vai, eventualmente, descobrir algo secreto.

Berries

Berries são itens que desempenham um papel secundário dentro da categoria, mas podem, ocasionalmente, salvar sua vida. Além disso, são itens essenciais para cozinhar curry no acampamento. Há diferentes tipos de berries com funções distintas, mas a regra para obtê-las é a mesma.

É possível encontrá-los soltos pelo mapa, em Max Raids e em árvores. Nas árvores há um truque para consegui-los. Você poderá chacoalhar a árvore quantas vezes quiser, até que desista ou que um Pokémon selvagem caia no seu rosto. Para conseguir o máximo de berries antes que o Pokémon te ataque, primeiro perceba que a árvore chacoalhará continuamente após o seu ato. Você deve continuar chacoalhando a árvore até que haja quase nenhum espaço entre os balanços do Pokémon na árvore — esse é um sinal de que ele está prestes a te atacar.

Assobio

É possível assoviar em Sword & Shield para atrair curiosos Pokémon. Isso serve para atrair criaturas que normalmente correriam ao te ver e também para conseguir a atenção de voadores que parecem fisicamente inalcançáveis. O assovio fará com que os monstrinhos se dirijam a você. Para isso, basta apertar o botão direcional do analógico esquerdo.

Converse com todo mundo

Isso é indispensável. Converse com todos os NPCs possíveis. Nem todos terão alguma consequência, mas esses personagens com diálogos prontos podem te dar itens, oferecer trocas de Pokémon que não podem ser obtidas por capturas normais, ter batalhas, e mais.

Uma cidade de Sword & Shield que possui diversas atrações ativadas por diálogos, por exemplo, é Circhester. No local gélido, há um hotel em que é possível acompanhar uma mini “side-quest”, encontrar personagens que são easter eggs, participar de uma desafiadora batalha de endgame e mais.

PokéJobs

PokéJobs é uma mecânica de Sword & Shield que pode ser prestativa. Você envia os Pokémon de sua escolha em trabalhos remotos por um período determinado por você. Os Jobs têm exigências de Tipos e estatísticas específicas. É possível ativá-los no computador localizado em todo Pokémon Center. O PC fica do lado esquerdo da enfermeira e há um Rotom acima do equipamento.

Esses PokéJobs garantem experiência aos seus Pokémon e podem ser facilitadores para fazer suas criaturas subirem de nível, caso não queira carregá-los na sua equipe. É preciso dizer que os Pokémon enviados aos Jobs não retornam naturalmente, então você precisará encerrar a jornada de trabalho deles manualmente.

Save manual ou autosave?

Pessoalmente, essa é uma das minhas dicas preferidas. Em Sword & Shield, o autosave foi implementado — o que é um avanço mais do que necessário à série. No entanto, o autosave impossibilita algumas gambiarras viabilizadas pelo save manual, conhecido como hard save.

Com o save manual, é possível salvar o progresso antes de alguma atividade importante (batalha, captura, Max Raid) e, caso não consiga cumprir seu objetivo, pode ir à tela inicial do Nintendo Switch, fechar o aplicativo do game e iniciá-lo novamente. Seu progresso estará exatamente onde salvou, antes da atividade a ser exercida.

Por exemplo, antes de encarar um Pokémon Lendário, é recomendado usar esse truque. Tendo em vista que é preciso reduzir o HP de um monstrinho para ter mais chances de capturá-lo, por vezes nos vemos derrotando o oponente acidentalmente. Com o save manual feito, basta reiniciar o jogo e tentar capturá-lo de novo.

Monte um time diverso

As batalhas de Pokémon funcionam como um pedra, papel e tesoura de luxo, em que cada monstrinho é de um tipo específico e tem vantagens e desvantagens contra os monstrinhos de outros tipos. Durante a jornada você enfrentará muitos treinadores e mestres de ginásio, que geralmente se dedicam a um tipo específico de Pokémon. Como não é sempre que dá para saber o que eles carregam nas suas pokébolas, o ideal é diversificar o seu time.

O primeiro ginásio do jogo é do tipo grama, por exemplo. Se sua escolha para Pokémon inicial foi o Scorbunny, ele sozinho dá conta do recado. Já os outros vão precisar da ajuda de outros monstrinhos para conseguir a insígnia. No caminho para o primeiro ginásio, capture o máximo de Pokémons que conseguir e monte um time já pensando nesse desafio. Essa deve ser uma prática constante, até você definir o time que vai levar até o final.

O jogo te ajuda

Uma novidade que veio do “Pokémon Let’s Go Pikachu/Evee” é o compartilhamento de experiência. Ao capturar um Pokémon ou vencer uma batalha, todos do seu time vão ganhar alguma quantidade de experiência. Mas isso é só uma parte da ajuda que a Gamefreak está dando para os mais novatos.

Uma mecânica que já vem desde o “Pokémon Sun e Moon” é descrever a efetividade do ataque contra monstrinhos que você já enfrentou. Após vencer um Pokémon pela primeira vez, você terá acesso aos seus dados na Pokédex. Por conta disso, sempre que você encontrá-lo novamente, será possível ver logo embaixo do seu ataque se ele é efetivo, pouco efetivo ou super efetivo com o oponente. Se você ainda não decorou o que é forte contra quem, essa é uma saída.

Faça Raids para ficar forte

As Raids Pokémon estão espalhadas pela Wild Area. Nesse pequeno mundo aberto você encontra diversos poços de energia, que podem ser coletados para servir como uma moeda secundária, que, por sua vez, pode ser trocada por itens poderosos com NPCs pelo caminho. Quando esses poços estiverem com um feixe rosa e enorme para o céu, significa que um Pokémon está ali.

Você pode iniciar essa luta com outros treinadores ou NPCs, formando um grupo de 4 mestres Pokémon. Esse número é o necessário para derrotar o monstrinho gigante que sairá do poço. Cada uma dessas batalhas tem um nível contado em estrelas, quanto mais estrelas, mais difícil é.

O motivo de fazer várias delas são as recompensas. Ao vencer uma batalha dessa, você ganhará diversos itens importantes para a progressão do jogo, como doces que dão experiência para os seus Pokémons.

Quanto mais dessas batalhas você fizer, mais recursos vai ter para deixar os seus Pokémons poderosos. Só tome cuidado para não deixar o jogo fácil demais, ou os seus comandados muito forte para o seu nível, já que eles podem não te obedecer. Confira o seu card da liga para saber até que nível você pode evoluir seus Pokémons sem perder o comando.

Para cada situação, uma Pokébola

No início do jogo capturar os monstrinhos é bem fácil. Basta deixá-los com a vida baixa e arremessar uma Pokébola comum e você irá ganhar um novo amigo. Com o passar do tempo as coisas vão ficando mais difíceis e monstrinhos mais poderosos vão dar trabalho na captura.

Para facilitar esse processo você pode escolher a Pokébola correta. Durante o jogo você encontrará mais de uma dezena delas. Algumas são apenas mais eficientes, enquanto outras são específicas para algum tipo de hora do dia, tipo do Pokémon a ser capturado ou até mesmo para o sexo do monstrinho. Usar a Pokébola correta aumenta muito as chances de capturar o membro que falta para a sua equipe.

Para fazer as coisas ficarem ainda mais tranquilas, tenha sempre um Pokémon com um ataque de efeito negativo, como colocar para dormir, paralisar ou envenenar. Pokémons que recebem esses efeitos ficam bem mais fáceis de serem capturados, especialmente se isso for combinado com uma Pokébola que casa com o efeito que você usou. Existe uma delas para capturar Pokémons dormindo, por exemplo. Use e abuse dessa mecânica para ter uma vida mais fácil.

Referêcias:

Br Ing, Uol, Wikipedia.

Borderlands 3

Borderlands 3 é um jogo eletrônico de RPG de ação desenvolvido pela Gearbox Software e publicado pela 2K Games. É a sequência de Borderlands 2 (2012) e o quarto título principal da série Borderlands. Foi lançado em 13 de setembro de 2019 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. Uma versão para Google Stadia está previsto para ser lançado mais tarde.

Experimente todas as armas

Um dos grandes atrativos do recém-lançado game é a possibilidade de usar armas únicas, que não se repetem em design e atributos. Você vai ter uma quantidade homérica de opções de equipamentos entre as já conhecidas categorias, como pistolas, submetralhadoras, escopetas e rifles de precisão.

Com tantas opções e variações de loot, o ideal é coletar todos os itens que aparecerem na tela e experimentá-los nas batalhas. Nem sempre uma arma com raridade elevada e alto nível de qualidade vai se adequar ao seu estilo de jogo, portanto testar todas elas no início da aventura é definitivamente uma boa ideia.

Venda o seu lixo

Procure vender todos as armas, granadas e escudos que não forem mais relevantes ao seu personagem nas máquinas de vendas espalhadas pelo mapas, independente da região. Caso a sua bolsa fique completamente cheia, sem espaço para novos itens, não em hesite em deixar para trás os objetos de menor valor.

Muitos dos bons itens do jogo podem ser obtidos com o dinheiro padrão ou Eridium – uma moeda valiosa para adquirir itens raríssimos no mercado negro -, então é interessante tentar encher o bolso logo no início para adquirir equipamentos melhores posteriormente.

Fique atento ao dano elemental

O dano elemental das armas é tão importante quanto os atributos de dano, cadência de tiro e nível de qualidade do equipamento. Assim como nos jogos anteriores, os inimigos e chefes são vulneráveis a certos tipos de elementos, então é essencial que você tenha ao menos uma arma de cada elemento guardada na mochila.

Você consegue saber se o inimigo é vulnerável ou resistente ao elemento atual pelos números de dano que forem indicados na tela. Fique sempre de olho nas estatísticas de dano crítico, pois isso vai dizer muita coisa na hora de escolher o armamento ideal para vencer uma custosa batalha.

Viaje rápido para acelerar o progresso

O recurso de viagem rápida em Borderlands 3 foi remodelado e agora permite viajar a partir de qualquer lugar do mapa para locais já descobertos, inclusive para áreas de outros planetas pelo Santuário III. A grande vantagem disso é que você não terá mais que ir do ponto A ao B o tempo todo e, assim, ganhará tempo para se dedicar às atividades sem que o ritmo seja quebrado.

Lembre-se de que você consegue viajar rápido a qualquer momento utilizando o mapa pelo dispositivo ECHO, que está acessível a partir do menu de pausa.

Vá de carona

Em Borderlands 3, o protagonista acaba dependendo muito mais dos veículos pelo fato de os mapas serem bem maiores em relação aos três últimos games. Explorar o mapa a pé de ponta a ponta, por exemplo, é um mergulho na monotonia, visto que nem todos os trechos são habitados e pode não haver munição suficiente no meio do deserto caso apareça um grupo de bandidos pelo caminho. Sempre que possível, vá de carona.

Certifique-se de desbloquear as estações de Pega-Carona no começo do jornada para facilitar a travessia. Você também pode personalizar os veículos do jeito que bem entender ao roubar carangas alheias e levá-las à estação de Pega-Carona mais próxima. Dessa forma, o modelo do inimigo ficará registrado em sua lista de carros.

Evolua o Caça-Arcas

Por se tratar de um shooter com características de RPG, Borderlands 3 traz um profundo sistema de personalização que permite moldar personagens de forma única. As quatro opções de heróis trazem três árvores distintas de habilidades, sendo que cada uma delas é voltada a um tipo de combate.

À medida que o personagem sobe de nível, novos pontos de habilidade são desbloqueados para serem usados nas árvores de atributos. Fique atento quando for distribuir os pontos entre as habilidades, já que depois você terá que conviver com essas escolhas por toda a aventura. Evite, por exemplo, atribuir pontos em furtividade se a sua intenção é focar em uma abordagem mais agressiva.

Na mesma aba de habilidades, o game oferece um sistema de mod de classes. A partir dele, você pode atribuir peças de equipamentos para garantir novas técnicas e assim melhorar os status de ataque, defesa e regeneração, por exemplo. Pressione o menu de pausa, acesse as habilidades e assegure que todos os espaços de mods estão devidamente preenchidos.

Jogue com os amigos

Borderlands 3 é excelente para quem se contenta com a experiência de lobo solitário, ou seja, para quem gosta de curtir a história sozinho. No entanto, jogar com os amigos eleva a experiência a um outro patamar, que torna a jogatina muito mais dinâmica e convidativa. Além de facilitar a conclusão das missões, o modo cooperativo vai, de certa forma, ajudá-lo a evoluir mais rápido.

Se você não tiver amigos na mesma plataforma, saiba que o jogo tem um ótimo sistema de matchmaking para colocá-lo na partida de jogadores desconhecidos com níveis similares. Há, ainda, a opção de escolher se o loot será compartilhado entre os usuários do mesmo grupo ou se cada um terá o seu próprio baú. Seja novato na franquia ou jogador veterano, ambos podem usufruir do modo online da melhor maneira.

Explore os cenários e mantenha o estoque cheio

Dando continuidade ao formato estabelecido nos últimos jogos, há uma grande ênfase na exploração de cenários em Borderlands 3. O jogo vai incentivá-lo o tempo todo a vasculhar cada centímetro dos cenários em busca de armas novas e munição, já que todos os cantos estão recheados de baús e objetos de interação.

Ao invés de comprar munição nas máquinas de vendas, procure dedicar sua atenção a analisar os cenários de forma minuciosa. Para não correr o risco de ficar sem munição durante um combate decisivo, acostume-se a carregar mais de um tipo de arma na mochila, pois o herói armazena todo tipo de bala na bolsa, e não somente munição para suas armas ativas.

Faça missões paralelas

Um dos elementos centrais da jogabilidade de Borderlands é o sistema de nível de seus personagens – aplicado tanto ao jogador quanto aos seus inimigos.

Por isso, é essencial ficar sempre de olho no nível dos inimigos ao seu redor, já que todos personagens vão ficando cada vez mais poderosos conforme a história do jogo avança.

Uma das formas de garantir que seu Vault Hunter será sempre páreo para os desafios da campanha é cumprir não só missões de história, mas também side quests.

Espalhadas por todo o mundo do jogo, são elas que vão garantir ao jogador a experiência extra necessária para acompanhar a evolução de inimigos – além, é claro, de trazer recompensas únicas que você não encontraria durante a campanha.

Troque de armas com frequência

Com milhares de armas disponíveis, Borderlands também traz um sistema de níveis para todos os equipamentos do jogo: de escopetas a escudos, um personagem só pode equipar um item novo se estiver, pelo menos, no mesmo nível que ele.

Por isso, o desapego é parte essencial da jogabilidade de Borderlands. É normal ter um estilo favorito de arma, escudo ou granada, mas é importante saber também a hora de jogá-lo ou jogá-la fora e trocá-la por uma nova.

Fique de olho nas armas encontradas pelo jogo e troque-as por algo novo sempre que sentir que os inimigos estão ficando resistentes demais.

Saiba o score da sua arma

Uma das formas de comparar armas de modo simplificado em Borderlands 3 é saber de cabeça os escores de suas armas – o número no canto superior esquerdo da cartela da arma que ranqueia ela de acordo com seus status.

Quanto maior, melhor. Então, de forma geral, se você encontrar uma arma que tenha um score maior que o da sua, trocar a antiga pela nova pode ser uma boa ideia.

Carregue um arsenal diversificado

Além de ter milhares de armas de diferentes fabricantes e configurações, Borderlands 3 conta com seis categorias diferentes de armamento: pistolas, rifles, fuzis de precisão, escopetas, submetralhadoras e lança-mísseis.

Cada uma dessas categorias, é claro, utiliza seu próprio tipo de munição.

Por isso, o ideal é que o jogador carregue armas de diferentes tipos em seus quatro slots de equipamento – já que seu Vault Hunter terá assim mais munição para gastar com suas armas, ao invés de usar um mesmo tipo de munição com duas armas diferentes, mas do mesmo tipo.

Use danos elementais

Mais um detalhe sobre as armas de Borderlands é que muitas delas trazem algum tipo de dano elemental – que, é claro, garantem bônus de dano contra alguns tipos de inimigos.

Inimigos orgânicos – com barra de vida vermelha – tomam dano extra de armas de fogo. inimigos robóticos – com vida amarela – tomam dano extra de armas corrosivas; e inimigos com escudo – vida azul – tomam dano extra de armas elétricas.

Fora estes, temos também o dano de gelo, originalmente introduzido em Borderlands: Pre-Sequel, que não dá muito dano extra, mas permite imobilizar ou desacelerar alguns inimigos.

Radiação = OP

Substituto do antigo dano do tipo slag, o dano elemental radioativo é uma das grandes adições de Borderlands 3 – além de ser completamente quebrado.

Além do dano normal, qualquer arma radioativa dará dano extra por segundo ao inimigo e fará com que ele exploda logo após sua morte – dando dano extra em área e contaminando outros inimigos com radiação. Use e abuse.

Modos de tiro alternativos

Novidade de Borderlands 3, algumas das armas do jogo agora possuem modos de tiro alternativo – ampliando ainda mais as possibilidades do arsenal do seu Vault Hunter

Não esqueça de testá-los durante o combate e busque utilizar armas complementares – como, por exemplo, armas Maliwan que carregam dois tipos elementais diferentes em uma arma só.

Armas por e-mail

Um detalhe um tanto quanto escondido de Borderlands 3, dentro da aba “Social” do jogo, é o sistema de “e-mail” que permite o envio e troca de armas entre jogadores.

Além disso, no entanto, o sistema também conta com uma espécie de “clube de fidelidade” das fabricantes de armas do universo de Borderlands: quanto mais um jogador utilizar armas de uma fabricante específica, mais armas de presente ganhará por “e-mail”.

Por isso, não esqueça de checar essa aba do jogo com frequência para saber se recebeu algum equipamento extra de presente durante a aventura.

Mude as skills de seu Vault Hunter

Não são só as armas de Borderlands 3 que podem ser mudadas a qualquer hora: as skills também. Espalhadas pelo jogo, é possível encontrar várias estações de customização do personagem, que servem tanto para mudar a skin de seu Vault Hunter quanto as habilidades dele.

Com três árvores de habilidades disponíveis, o ideal é testar diferentes possibilidades com seu personagem antes de descobrir aquela que é sua favorita.

Em Boss Fights, deixe sempre inimigos vivos ao redor

Essa pode parecer contra-intuitiva, mas Borderlands tem um motivo para incluir uma grande quantidade de inimigos fracos junto com toda luta contra chefões: a mecânica Second Wind – que permite ao Vault Hunter “reviver” em uma curta janela de tempo após ser derrubado por um inimigo caso consiga matar outro inimigo a tempo.

Com chefões com várias fases espalhados pelo jogo, é importante deixar sempre um ou outro inimigo fraco durante a batalha para servir de ferramenta para ativar o Second Wind – e, assim, garantir que seu Vault Hunter não seja derrotado no finalzinho de uma longa batalha contra um boss.

Sempre verifique se há modos alternativos de disparo

Um novo recurso do Borderlands 3 é a adição de modos alternativos de tiro para várias armas no arsenal de pilhagem do jogo, mas pode ser fácil esquecer de fazer o melhor uso possível ou sentir completamente a falta deles. Sempre que você equipar uma nova arma, verifique a descrição do jogo no seu inventário para descobrir se ela possui modos de disparo alternativos e o que cada um deles faz…

Você poderá alternar entre os dois modos a qualquer momento usando o D-Pad, mas alterne sabiamente. Se um rifle sniper tiver danos por choque e corrosivos, por exemplo, certifique-se de usar o primeiro contra tipos de inimigos robóticos e o último contra quaisquer inimigos com escudos, pois esses elementos diferentes funcionam melhor contra seus respectivos materiais. Fique de olho, mude com sabedoria e com frequência, e você verá que o combate de Borderlands 3 é muito mais fácil de gerenciar.

Faça sua pesquisa para criar personagens

Como é costume em Borderlands, cada um dos quatro Caçadores de Vault jogáveis ​​em Borderlands 3 possui uma triagem de árvores de habilidades que podem ser investidas e personalizadas à medida que você as eleva durante a campanha. No entanto, a Gearbox já colocou online todas as árvores de habilidades de Vault Hunter em seu site, e a comunidade de Borderlands já trabalhou para descobrir as melhores e mais legais construções para cada herói, reunindo-as em um mega thread para sua leitura em Reddit.

Por exemplo, confira Dual Salamander Moze, que coloca total ênfase na produção de dano do personagem para aqueles com um estilo de jogo ‘atirar primeiro, fazer perguntas depois’. Como alternativa, há o Perma Invisible Crit Fl4K; uma compilação para a nova classe Hunter de Borderlands 3, que é sobre furtividade e subterfúgios, ideal para atiradores de elite, pois essencialmente permite que os jogadores permaneçam invisíveis o maior tempo possível enquanto recebem alguns golpes críticos muito pesados. Portanto, antes mesmo de entrar no Borderlands 3, dê uma olhada on-line (ou em nossos próprios guias de árvores de habilidades abaixo), encontre uma construção certa para você e comece a investir esses pontos de vantagem corretamente.

Borderlands 3 Zane árvore de habilidades

Borderlands 3 Amara árvore de habilidades

Borderlansd 3 FL4K árvore de habilidades

Borderlands 3 Moze árvore de habilidades

Faça uso dos ambientes destrutíveis

Não é que Borderlands tenha sido um jogo de tiro de qualquer maneira, mas vale lembrar que certos objetos e ambientes em Borderlands 3 podem ser atingidos ou destruídos completamente com balas e explosivos, deixando os inimigos com menos lugares para se esconder.

Obviamente, o inverso dessa destrutibilidade é que seu Caçador de Cofre também terá espaços menos viáveis ​​para recuperação, pois os inimigos serão tão bons em destruir a sua cobertura quanto a deles. Com isso em mente, é melhor manter-se móvel em Borderlands 3, com posições ofensivas avançadas, muitas vezes, a melhor estratégia de combate, mas se um determinado inimigo obcecado por cobertura estiver começando a acabar com você, um simples lóbulo de granada será rápido trabalho de sua defesa.

Apimente a cooperação com o modo de co-opetição

A Gearbox fez uma grande música e dançou sobre o fato de que o instanciamento de saque agora está separado entre os jogadores durante a cooperação em Borderlands 3, o que significa que você não precisará compartilhar itens com amigos e estranhos (online ou em tela dividida local), enquanto A escala de nível também garante que os Caçadores de Cofre menos experientes possam se unir a amigos mais adiante, sem ter que se preocupar em ficar sobrecarregados.

No entanto, se você deseja adicionar uma vantagem competitiva à sua confraternização em Borderlands, ou simplesmente deseja manter as coisas à moda antiga, é possível desativar o instanciamento de pilhagem e a escala de nível no menu principal do jogo com o Modo de Coopetição. Você estará lutando entre si pelas melhores armas de Borderlands 3, e qualquer Caçador de Vault que não consiga acompanhar o progresso de seus amigos terá uma batalha árdua nos combates sobreviventes, mas se você quiser um pequeno desafio extra no seu multiplayer sessões, fique à vontade para ativá-lo assim que quiser.

Barris elementares não se perfuram

O mecanismo de jogo de Borderlands foi aprimorado com um novo conjunto de simulações de física para Borderlands 3, o que significa que inimigos e itens se espalham pelo ambiente como ervas daninhas capturadas em uma tempestade de areia Pandorana. Para você, o importante TLDR é que os Caçadores de Vault agora podem perfurar barris explosivos em inimigos de longe, enviando-lhes um presente explosivo que, infelizmente, não termina em sorrisos.

Tudo o que você precisa fazer é aproximar-se de um barril antes que ele queime, enfrentar a direção que você está buscando e dar uma boa batidinha com o botão corpo a corpo, antes de observar os fogos de artifício. É uma ótima maneira de diminuir a distância de um inimigo particularmente difícil ou causar algum dano sério na área de efeito se você ficar sem granadas. Mais uma vez, porém, tenha cuidado para que essa tática não (literalmente) exploda na sua cara por engano.

Não ignore seus desafios de tripulação

Outro novo recurso que amplia ainda mais o conteúdo do Borderlands 3 é o Crew Missions, que é essencialmente a resposta da Gearbox aos itens colecionáveis ​​contextualizados, encontrados na forma de Typhon Logs, peças Claptrap e muito mais. É simples; complete todos os objetivos listados da missão de tripulação em uma única zona e você será recompensado com itens e equipamentos únicos.

Você pode acompanhar facilmente cada missão da tripulação a partir da seção de mapas do seu menu, mas a maioria dos itens colecionáveis ​​necessários aparecerá organicamente à medida que você avança na campanha e em várias missões secundárias em cada área. É apenas um caso simples de manter o controle de cada um à medida que avança por uma zona, mas não avance para o próximo planeta antes de envolvê-los, pois as recompensas valem o esforço.

Recupere itens perdidos do Santuário 3

Tomando uma nota do manual de Destiny, um certo número de itens de Borderlands 3 que acidentalmente passam por você no calor da ação será devolvido à seção de itens perdidos de sua sede a bordo do Sanctuary 3.

Abra a máquina e você poderá recuperar as armas que você deixou para trás disponíveis para equipar, completamente grátis. Visite a loja de Marcus no Santuário 3 para comprar SDUs que aumentam o tamanho do inventário para itens perdidos, permitindo recuperar mais armas da máquina por vez.

Recarregue sua munição instantaneamente com o clique de um botão

Embora a munição seja escassa em Borderlands 3, haverá várias vezes em que você precisará maximizar essas revistas, seja para se preparar para uma próxima briga de chefes ou simplesmente porque você está começando a ficar um pouco gatilho demais com a sua nova arma favorita.

As máquinas de venda automática da Marcus Munitions são frequentemente salpicadas por zonas exatamente por esse motivo, e – ao contrário dos jogos anteriores de Borderlands – essas paradas de píer permitem maximizar sua munição sem precisar procurar suas mercadorias. Basta pressionar o botão “Recarregar munição” quando estiver de frente para a máquina, e ela instantaneamente armazenará você … por uma pequena taxa, é claro.

Sempre complete os objetivos do bônus

Várias missões em Borderlands 3, incluindo missões secundárias externas à campanha, oferecerão objetivos de bônus opcionais que adicionam uma camada extra de desafio às suas missões na galáxia. Você pode ser solicitado a atirar em um chefe inimigo na parte traseira, por exemplo, ou matar uma certa quantidade de skags com armas explosivas.

Embora possam parecer caixas de seleção triviais para concretizar uma missão, a conclusão desses objetivos de bônus fornecerá recompensas extras ao concluir a missão, algumas das quais vêm na forma de armas raras que você não poderá encontrar em nenhum outro lugar, em topo de XP extra para subir de nível. Não os ignore.

Obtenha itens lendários com códigos de turno Borderlands 3

Os Códigos de Mudança de Borderlands são chaves digitais que podem ser usadas para desbloquear cosméticos e armas lendários em quase todos os jogos da franquia até agora, e Borderlands 3 não está excluído. Você encontrará um Baú de Ouro na sua base do Santuário 3, por exemplo, que garante conter itens épicos no mínimo, mas só pode ser aberto com o uso de Chaves de Ouro únicas (adquiridas através dos códigos Shift resgatados).

Felizmente, a Gearbox é bastante liberal quando se trata de distribuí-las, tanto como brindes nas mídias sociais quanto através de várias promoções on-line, e a maioria delas também não tem prazo de validade. Você pode conferir nossa lista completa de chaves atualmente válidas com o nosso guia para os códigos Borderlands Shift 2019 e resgatá-las na seção Social do menu principal do jogo.

Referências:

GameMe, The Enemy, wikipedia. techtudo.