Middle Earth: Shadow of War

Middle Earth: Shadow of War é um jogo de RPG de ação ambientado no universo da saga “O Senhor dos Anéis” do autor J. R. R. Tolkien, desenvolvido pela Monolith Productions e distribuído pela Warner Bros. Interactive Entertainment. É uma sequência do jogo Middle-earth: Shadow of Mordor de 2014 e foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 10 de outubro de 2017.

Shadow of War foi bem recebido pelos críticos, com elogios com relação ao gameplay e melhorias no sistema de jogo, embora alguns elementos da história e mudanças nos personagens provocaram reações negativas, assim como a inclusão de microtransações.

Estude o inimigo

O exército de Sauron é composto por muitos capitães e seus Uruk’s subordinados. Os subordinados são inimigos mais fracos, que podem ser derrotados facilmente. Já os capitães são Uruk’s promovidos, que possuem poder de ataque e resistência muito maior aos de outros Uruk’s. Não obstante, esses capitães possuem também fraquezas e forças únicas que você precisa saber antes de enfrentá-los.

Ao marcar um capitão, ronde os arredores e procure por documentos que informem mais detalhes dele. Um outro caminho mais fácil de obter tais informações é interrogando delatores. Para saber quem são, basta ativar a visão espectral e procurar pelos inimigos de silhueta verde. Inimigos comuns podem também saber informações sobre os capitães, mas muitas vezes não é o suficiente.

Modo Furtivo

O modo furtivo é a sua melhor tática para se dar bem no começo do jogo. A medida que avança na campanha, você poderá evoluir Talion para lutar bem contra grandes quantidades de inimigos, contudo, no início da campanha é bom evitar o combate contra muitos Uruk’s.

No modo furtivo, Talion pode matar inimigos e se locomover sem ser notado pelos outros. Este modo também é útil quando se deseja despistar inimigos que estão lhe perseguindo. Quando encontrar mato alto, você pode se ocultar nele e atrair inimigos para que os derrote rapidamente.

Evolua ao seu modo

Com elementos RPG muito bem visíveis, em Shadow of Mordor você deverá evoluir Talion para que ele possa melhorar em combate. A cada level evoluído, novos pontos de habilidade serão dados para que você desbloqueie novas habilidades.

A dica aqui é evoluir o guardião no seu modo de jogo. Por exemplo: se você foca no combate corpo a corpo, evolua técnicas de finalização ou de montaria em Caragors; se você prefere ser mais furtivo, melhore seus atributos de dano a distância, morte furtiva e movimentação mais rápida.

Equipe-se bem

Ao derrotar um capitão, lhe é concedido uma Runa para que você possa equipar em sua espada, arco ou adaga. Essa Runa lhe dará vantagem em batalha, como melhorar seu ataque crítico, aumento de energia e/ou velocidade de ataque. Para desbloquear um novo espaço de Runa é necessário gastar Mirians – dinheiro do jogo -, além de precisar ter level mínimo em alguns casos.

Aproveite o jogo

Shadow of Mordor é um jogo com mapas gigantescos, com ricos detalhes e referência a cultura Tolkiana. Há dezenas de missões secundárias para fazer, itens para coletar, vilões para derrotar e conquistas para desbloquear.

Segundo o site How Long to Beat, Shadow of Mordor conta com 11 horas de jogo de campanha principal, e mais oito horas de conteúdo adicional, como Side Quests e desafios. Como se não bastasse, há dezenas de apêndices sobre detalhes sutis da história do jogo, que renderão mais algumas horas de entretenimento.

Cuidado: morrer deixará os inimigos mais fortes

A morte traz consequências mais impactantes do que você imagina em Middle-earth: Shadow of Mordor. Os guerreiros orc da região em que você foi assassinado acabam ficando mais fortes por meio do “sistema de nêmesis”, que acaba promovendo os soldados de baixo escalão e aumentando ainda mais a força dos inimigos mais poderosos.

Não é apenas o adversário que matou Talion que leva o crédito, mas sim todos aqueles que sobreviveram à briga. Portanto, pense duas vezes antes de enfrentar um pelotão de forma despreparada — ou eles vão acabar se tornando uma grande dor de cabeça para você depois de um tempo.

Seja cuidadoso com a sua vida

Há poucas formas de recuperar a vida em Middle-earth: Shadow of Mordor, mas a principal delas é buscar pelas pequenas plantas e ervas que crescem pelos cenários. No entanto, não fique tão confiante ao ver elas reaparecendo pelo mapa, pois dentro das fortalezas elas não irão crescer novamente caso sejam utilizadas.

Cuidado é crucial nessas horas, ou seu destino não será muito agradável.

Corra quando precisar

Se você já passou pela primeira dica, vai se lembrar o quão importante é se manter vivo para não dificultar ainda mais as coisas. Portanto, se sua vida começar a ficar muito baixa, não tenha medo de correr. Seguir para os pontos com ervas para recuperar a saúde talvez seja a opção mais indicada para não encontrar Boromir de uma forma cruel.

É bem provável que os orcs te provoquem pela sua manobra “estratégica”, mas talvez eles não fiquem tão animados assim quando você voltar preparado para uma segunda rodada.

Procure aumentar a sua vida

Ok, já sabemos que a cabeça de Talion é colocada em risco constantemente, então nada mais justo do que aumentar a barra de vida para deixar as batalhas um pouquinho menos perigosas, não?

Em Middle-earth: Shadow of Mordor é possível aumentar alguns atributos coletando Mirian a partir das missões marcadas em branco pelo mapa. Maximizar a vida do nosso protagonista será uma sábia escolha para aguentar as incansáveis hordas de orcs que vão te acompanhar pela Terra Média.

Habilidades de Ranger podem salvar sua pele

Outros upgrades para Talion incluem aprimorar suas habilidades nas classes “Ranger” e “Wraith”. Como a primeira influencia diretamente no seu combate corpo-a-corpo, é bem aconselhável seguir por ela para aumentar seu leque de opções durante as brigas — principalmente no começo do jogo.

Maximizar uma determinada habilidade também é aconselhável para deixar o jogo mais fácil.

Não se preocupe muito com os artefatos

Há pequenas missões em Middle-earth: Shadow of Mordor que consistem em procurar artefatos únicos, garantindo uma quantia bônus de pontos de experiência. Apesar de parecer bem tentador, a XP extra não compensa tanto assim por conta do tempo investido, então só se preocupe com elas se você quiser conhecer um pouco mais sobre a Terra Média.

Fique de olho nas runas amarelas

As armas podem ser aprimoradas por meio de runas especiais para aumentar o dano que você causa ou ainda diminuir o tempo de recarga. No entanto, há uma classe específica de runas que podem chamar muito mais a sua atenção: as “Epic Runes”, que contam com um brilho dourado ao redor delas.

Infelizmente, não espere que seja fácil encontrar por elas, afinal elas só poderão cair de orcs de alto escalão e uruk-hais. Você pode seguir para eles assim que sentir que suas habilidades estão à altura dos desafios, sendo mais aconselhável enfrentá-los depois de desbloquear uma das habilidades que garantem uma qualidade melhor para os itens encontrados.

Cuidado com os caragors

Caragors são animais ferozes que percorrem pelos cenários, mas com o tempo você poderá domesticá-los para que eles te ajudem nas missões. Até lá, tome cuidado para que você não se transforme em uma refeição, ainda mais quando encontrá-los pelos cenários no início do jogo.

Sua presença também pode ser muito estratégica, principalmente quando você conseguir libertar uma dessas feras de uma jaula em meio à um acampamento orc. Deixe que ela faça o trabalho sujo, pelo menos por agora…

Desvie e contra-ataque na hora certa

Middle-earth: Shadow of Mordor apresenta uma mecânica de defesa muito similar a da série Batman Arkham, possibilitando entrar em combate e desferir um golpe fatal mesmo quando o inimigo estiver pronto para atacar.

A possibilidade para isso aparecerá como um comando na cabeça do orc atacante, então é bom praticar para manter a ofensiva sempre presente durante os combates.

Mesmo assim, alguns ataques não podem ser bloqueados ou contra-atacados — então você deverá desviar no tempo certo para não sofrer danos. O esquema continua o mesmo: quando um ataque estiver prestes a ser desferido, um botão aparecerá no adversário informando que o momento de fugir está perto.

Muito cuidado com veneno e armas de longo alcance

Se você for entrar em uma fortaleza, faça questão de matar os arqueiros primeiro, assim não terá que lidar com eles durante toda a expedição. Além disso, é essencial tomar conta contra os ataques venenosos, principalmente vindo de orcs de elite. Evitar estes dois problemas irá manter sua vida fora da área de perigo.

Descubra o medo dos seus inimigos

Alguns orcs deixam marcas verdes depois de morrerem, sendo possível descobrir algumas informações interessantes sobre os inimigos mais poderosos. Eles também revelam o maior temor deles, como medo de fogo, de ser atacado por um caragor ou de ser traído por um guarda-costas.

Assim que você descobrir este ponto fraco, é hora de trabalhar para deixar seu inimigo de frente com esta vulnerabilidade e facilitar o seu trabalho.

Mate os guarda-costas primeiro

Enfrentar um chefe guerreiro é sempre complicado. Além da sua força incrível, ele conta com a ajuda de mais alguns orcs de elite, então sempre tenha cuidado para não acabar cercado e sofrer uma morte com essa situação.

Um meio de superar esse desafio é eliminar primeiro os guarda-costas e aos poucos deixar o combate mais tranquilo. Mas não respire tão levemente assim, afinal o chefe ainda te espera para um difícil confronto.

Esperamos que, depois de tantas dicas, sua aventura pela Terra Média fique um pouco mais fácil — e temos certeza que você conseguirá matar tantos orcs que deixarão um certo anão enciumado pela sua contagem superar a dele.

Retirada estratégica

Embora Talion seja bastante poderoso, até o herói pode ter grandes dificuldades contra vastos números de oponentes – e acreditem em nós, vão ter situações com mais de 10 inimigos ao mesmo tempo. Com um pouco de sorte e habilidade, podem sair vitoriosos até das situações mais complicadas, mas não fiquem cercados. Se pressionarem no botão de desvio podem ganhar alguns metros aos oponentes, e isso oferece a oportunidade para usarem o arco para abaterem rapidamente alguns adversários. Tenham atenção ao cenário, e se virem um barril explosivo, tentem atrair os orcs para perto antes de o rebentarem. Se mesmo assim estiverem em dificuldade, fujam. Podem simplesmente ignorar a situação, ou se quiserem voltar a atacar, esperem por uma oportunidade para atacarem de forma furtiva.

Aproveitem-se do sistema Nemesis

Não entrem cegos numa batalha contra uma personagem do sistema Nemesis. Tentem encontrar um Orc informador, ou outras formas de conseguir informações, para descobrirem as vantagens e desvantagens de cada oponente. Se souberem tirarem vantagem desta informação podem facilitar imenso a vossa tarefa. Com o avançar do jogo vão descobrir que os inimigos têm menos fraquezas para explorarem, mas existe sempre uma maneira. Também é muito importante evitar os pontos fortes do adversário. Se atacarem de uma certa forma podem causar raiva ao inimigo, por exemplo, o que vai dificultar imenso o objetivo. Tenham ainda em atenção o facto de alguns inimigos fugirem, por isso estejam preparados para isso – perder minutos a tentar matar um capitão, para depois o deixar fugir, pode ser muito frustrante.

Esta é a função primária do sistema Nemesis, mas quando começa o segundo ato, terão a hipótese de construir um exército. Vão colocar os vossos capitães em confronto com os adversários do sistema Nemesis, o que também tem os seus pontos de interesse. Também existem novas batalhas em arenas, onde os inimigos lutam entre si. Aprendam as particularidades de cada classe, e aproveitem-se disso mesmo, seja comandando o vosso exército, ou em combate direto.

Dominem as Feras

Com tudo o que há para fazer, é fácil deixar com que a capacidade para usar montadas caia no esquecimento. Podem montar Caragors, Graugs, e Drakes, cada um oferecendo diferentes vantagens estratégicas. Os inimigos do Nemesis têm também atributos relacionados com estas criaturas – alguns ficam furiosos quando vêm um, outros ficam apavorados, e outros dominam-nos. Usem-nos para ganharem vantagem nos combates, mas também como meio de transporte. Os Caragors são rápidos, ideias para cobrirem grandes distâncias, e ainda podem usar flechas quando estão montados. Os Graugs são resistentes e fortes, ideais para combates a curta distância, mas a sua lentidão não os validam como meio de transporte. Os Drakes têm o encanto de voarem, mas são a montada de que gostámos menos. Ainda assim, a perspetiva que oferecem do campo de batalha é fantástica.

Apontem às pernas

Uma flecha em cheio na cabeça é um tiro crítico garantido, mas se acertarem na perna vão ter outras vantagens estratégicas. Se o fizerem, seu oponente vai ficar parado no lugar, exposto para explorarem fraquezas. Isto será particularmente útil contra inimigos Nemesis que não sejam imunes a flechas. Esta tática é também excelente para parar inimigos em fuga que não queiram matar, como os Orcs informadores.

Ao vencedor, os espólios

Para Shadow of War a Monolith remodelou por completo o sistema de espólios (ou loot, se preferirem). Agora vão receber otipos de armas, peças, e gemas durante a aventura, com diferentes graus de raridade e qualidade. Enquanto os itens mais comuns só incluem estatísticas, as variedades rara e épica costumam trazer várias vantagens ou efeitos secundários. O segredo aqui não está em tentar arranjar as melhores armas e descartar as outras, mas antes em guardar armas capazes de causar efeitos diferentes. Como os inimigos têm vários tipos de fraquezas, convém adaptar o armamento e a armadura a preceito.

Outra componente nova são as gemas que podem equipar, itens que normalmente são largados por uns orcs especiais com uma marca branca em cima da sua cabeça. Sempre que virem um destes orcs, tentem matá-lo, porque vão precisar de todas as gemas que conseguirem mais próximo do final do jogo. As gemas mais poderosas podem ter um efeito esmagador no desempenho de Talion, como aumentar o dano causado ou a saúde em 30%, por exemplo. So passadas 30 horas de jogo conseguimos criar a nossa primeira gema de qualidade máxima, o que implica que terão de investir a sério na procura destas gemas. Prestem atenção ao mini-mapa, onde estes Orcs são também identificados por setas brancas.

Habilidades

Perfect Counter: Depois do Execution – que é extremamente útil sem dúvida, procura desbloquear o Perfect Counter bem cedo também. É essencial ao enfrentar hordas de inimigos, ser capaz de os imobilizar tempo suficiente para te focares num Captain ou para aplicar uma execução no chão. Eventualmente esta pode ser melhorada para recuperar ammo ou para matar instantaneamente grunts mais frágeis.

Wraith Chain: Na Predator Skill Tree, terás de desbloquear umas quantas habilidades até chegar à Wraith Chain – mas assim que o conseguires, as missões furtivas serão muito mais simples. Utilizando Focus, podes teleportar a tua forma wraith para inimigos nas redondezas, eliminando múltiplos oponentes em cascata, algo muito útil quando não podemos mesmo ser identificados ou quando queremos invadir uma fortaleza sem ser detetados.

Bird of Prey: Na árvore Ranged praticamente todas as habilidades são úteis, mas de início, a Bird of Prey é a mais importante. Permite-te abrandar o tempo e focar o disparo em pleno ar. Combinado com o Shadow Strider, podes saltar e executar um duplo salto, mudando de direção no enquadramento do teu alvo, antes de abrandar o tempo para desencadear uma chuva de setas num grupo, ou marcar um barril para explodir mesmo antes de aterrares no meio deles e limpar as sobras.

Ice Storm: Na árvore Wraith está uma das habilidades mais úteis para desbloquear desde cedo, Ice Storm. Quando estás a enfrentar demasiados Orcs ou um Captain poderoso, o Ice Storm permite-te congelar um alvo, prendendo-o no mesmo sítio e deixando-o fora da batalha, ou para usar um ataque flurry e acumular might rapidamente.

Call Caragor: Finalmente, a “Skill tree” Mounted é sempre útil para abusar das fraquezas dos inimigos, sendo que nada é mais útil que invocar um Caragor quando a necessidade aperta. Esta habilidade é especialmente adequada quando enfrentamos um Captain que tem medo ou é especialmente sensível a beasts – É inclusive possível invocar um Caragor no interior da sala de um Commander durante o assalto a uma fortaleza.

Não te esqueças de realizar o upgrade à habilidade para invocar outros tipos de beast e capitalizar as fraquezas dos teus oponentes.

Referências:

Game Reactor, Voxel, ING, techtudo, wikipedia.

Shadowgun Legends

Shadowgun Legends é um videogame de tiro em primeira pessoa para celular,desenvolvido e publicado pela Madfinger Games paradispositivos Android e iOS , lançado em 22 de março de 2018. É a terceira parte principal da série Shadowgun, uma sequela do Deadgone original de Shadowgun e Shadowgun, ambos os jogos premiados múltiplos de 2011 e 2012, respectivamente. Foi lançado em 22 de março de 2018. Apareceu na Google Play Store em 21 de março de 2018.

O jogo consiste em mais de 200 missões de campanha para um jogador e vários modos de jogo para vários jogadores, como Duelo, Ascendência, Eliminação, Masmorras (Blade Dancer, Brothers of Fire, Voltaic Fist, Hive Mind), Arenas (Bronze Arena, Silver Arena e Gold Arena).

História

Em Shadowgun Legends, a humanidade foi chutada para fora do planeta Terra. Os seres humanos foram destruídos como maconheiros destroem um prato de nachos (palavras do próprio game). O planeta foi perdido em um piscar de olhos.

Você entra para um grupo de mercenários especiais, os Shadowguns. Liderados por John Slade (o protagonista do primeiro jogo, lá de 2011), este grupo vai ajudar a raça humana a combater terríveis invasores especiais em colônias nos confins do espaço (tudo por dinheiro, claro!).

Gameplay 

Shadowgun Legends é um jogo de tiro em primeira pessoa com elementos de RPG e MMO. No início do jogo, o jogador cria um Shadowgun, soldado masculino ou feminino do grupo homônimo. O jogador é então movido para a base principal de todas as Shadowguns, o Hub. Lá, o jogador pode acessar várias missões dadas por NPCs, bar no jogo, cassino, lojas e missões multiplayer.

Os jogadores progridem completando missões dadas. As missões podem fazer parte de uma campanha de histórias ou de uma das missões secundárias. Cada missão completada recompensará os jogadores com pontos de experiência e permitirá mais progresso.

Ameaça alienígena

No mundo futurista de Shadowgun Legends, a humanidade está sendo ameaçada por uma raça alienígena chamada Torment, que vem de um local desconhecido da galáxia. Após uma série de ataques nas colônias terráqueas pelos invasores, a raça humana está em constante conflito intergalático. A última linha de defesa são os Shadowguns: heróis lendários que tentam proteger a humanidade da extinção. O jogador controla um novo recruta Shadowgun com grande potencial para mudar os rumos da guerra.

Gráficos e efeitos de ponta

Os gráficos do jogo são de alta qualidade. Os efeitos de Shadowgun Legends impressionam e podem ser comparados aos jogos de computador e console do gênero. Todas as estruturas e ambientes de jogo são muito bem delineados. No entanto, os requisitos para rodar o jogo sem problema são altos. É preciso de, no mínimo, 2 GB de memória RAM e Android 6.0 ou iOS 9.0 para conseguir aproveitar Shadowgun Legends sem maiores problemas. Há também a possibilidade de ajustar as qualidade gráfica de acordo com o seu dispositivo nas configurações.

Controles e jogabilidade

Shadowgun Legends possui jogabilidade simples, com controles que podem ser modificados nas configurações. A movimentação do personagem é realizada deslizando o dedo no lado esquerdo da tela em todas as direções. A câmera pode ser controlada deslizando o dedo pelo lado direito da tela. É possível ainda ativar os ícones para os botões virtuais nas configurações.

Os disparos podem ser configurados para acontecerem automaticamente assim que o jogador mira em um inimigo. Se preferir, é possível desativar essa função e continuar com os disparos manuais, como na maioria dos FPS.

Combate interplanetário

Inicialmente apenas o modo singleplayer baseado em missões estará disponível. As quests principais ficam no NPC (personagem não-jogável) Slade, na tela principal do jogo. O player ganha acesso a novos planetas com novos cenários de combate conforme completa as missões da história. É necessário que o jogador iniciante complete alguns objetivos neste modo para ganhar experiência e desbloquear os modos PvP (jogador contra jogador) 4v4 e 1v1.

Aprenda sobre cada tipo de arma

Assim como em praticamente todos os jogos de tiro atuais, Shadowgun Legends conta com uma variedade grande de armas. Cada uma é enquadrada em um tipo específico, tem pontos fracos e fortes e deve ser usada em determinadas situações. Segue, abaixo, uma explicação sobre os principais tipos de armamento e seus melhores usos:

Pistols: as pistolas são armas bastante versáteis e, por isso, é importante sempre ter uma na bolsa. Elas são muito efetivas em combates de curta distância. Para inimigos que estão longe, porém, elas não são as mais recomendadas;

Sniper Rifles: as sniper rifles são as melhores armas para combates a longa distância. Em Shawdowgun Legends, elas podem ser boas opções para serem usadas em chefões;

Shotguns: as shotguns, ou espingardas, são armas com alto poder de fogo. Entre as armas primárias, elas são as que mais causam dano. As shotguns devem ser usadas preferencialmente no combate a curta distância;

SMG: as SMG, ou submetralhadoras, são armas que não causam tanto dano, mas compensam pela alta velocidade nos disparos. Elas são efetivas para combates a curta e média distância;

Assault Rifles: os rifles de assalto são equipamentos que causam um bom dano. Eles servem para combates em curta e média distância. Em uma troca de tiros a longa distância eles até podem ser usados, mas não são os mais precisos;

Rocket Launchers: os rocket launchers, ou lança-foguetes, são considerados as armas mais poderosas do game. Eles servem para combates a média e longa distância e são efetivos para matar chefões e causar grandes explosões;

Legendary Weapons: as legendary weapons, ou armas lendárias, não são exatamente uma classe separada de armas. Essas armas especiais são mais poderosas do que as normais e podem ser encontradas espalhadas pelo mapa. Na classe das pistolas, por exemplo, existem armas lendárias como a Last Stand, Mother’s Promise e Spectrum.

Treine a mira

Depois de saber sobre cada tipo de arma, é importante treinar a mira em Shadowgun Legends. É preciso se acostumar com questões como a sensibilidade da mira, recuo das armas e cadência dos tiros. Além disso, o game diferencia partes do corpo atingidas por tiros. Ou seja, tiros na cabeça dos inimigos, os headshots, causam cerca de duas vezes mais dano do que em outros lugares. Além de matar mais rápido, as mortes por headshots dão mais pontos de experiência ao final das missões. Essa dica deve ser usada mais no modo campanha do que no PvP.

Aprenda sobre lugares com item para farm

Shadowgun Legends tem diversos mapas com pedaços de itens espalhados. Estes itens podem ser transformados, ou “farmados”, em armaduras, por exemplo. Dois mapas que possuem bastante fragmentos são a Silver Arena e Mind Hive. Uma missão no primeiro pode durar cerca de 15 minutos, enquanto a no segundo pode durar quase 10 minutos. Aqui é preciso lembrar que a mochila do personagem tem um limite de espaço. Caso o limite seja atingido, será preciso descartar itens.

Acumule ouro

O ouro é uma das moedas corrente em Shadowgun Legends. O metal serve para comprar equipamentos, itens cosméticos, mais espaço na mochila, armas, armaduras e mais. Apesar do jogo ter microtransações e permitir a compra do ouro com dinheiro de verdade, é possível ganhar um pouco de ouro de graça. Como incentivo para jogar, Shadowgun distribui uma pequena quantidade de ouro diariamente para quem acessa o game. Além disso, também é possível ganhar ouro assistindo a propagandas em vídeo.

Comece jogando o modo campanha

Como é muito comum em jogos para consoles, Shadowgun Legends tem modos de campanha e modos online. Apesar de ser mais divertido, os modos online não são recomendados para iniciantes começarem logo de cara. Por estar em um nível baixo, a experiência competitiva pode acabar sendo um pouco frustrante. Por causa disso, o melhor é aproveitar a campanha antes de encarar adversários do mundo todo.

A campanha, além de contar a história do game, serve para se conhecer as mecânicas básicas do game, treinar os comandos e a mira. Além disso, a campanha permite uma subida de nível porque recompensa os jogadores com EXP a cada missão finalizada. Próximo do nível 10 a experiência no online pode começar a ficar divertida. Apesar disso, as missões do modo campanha devem continuar sendo feitas, para acumular itens e mais EXP.

Aumente o nível de seus heróis rapidamente

Para isso, jogue as partidas em modo automático. Você economizará tempo e ganhará em habilidades para os seus heróis, além de conseguir finalizar missões mais rapidamente. Mas não se esqueça do que já foi dito sobre esse modo neste artigo: utilize, mas sempre em partidas que não sejam cruciais para você.

Não deixe as tarefas para depois

Igualmente a maioria dos jogos da categoria, RAID: Shadow Lends não funciona diferente, com o seu sistema de tarefas. Elas podem ser mensais, diárias ou por temporada, o que realmente importa é que elas lhe darão recompensas que acelerarão o seu processo de ascensão dentro do jogo.

O fosso de luta

É uma excelente forma de aumentar o nível daquele herói que você acabou de conseguir. Por isso não se esqueça de utilizar o fosso de luta dentro de RAID: Shadow Lends, pois ele aumenta a força de seus ataques sutilmente.

Mirando, alcance de tiro

Duas coisas que você sem dúvida ajustará rapidamente e, no entanto, podem ser um pouco frustrantes no calor do momento, estão mirando e entrando no campo de tiro.

Armas em Shadowgun Legends não têm o melhor alcance, francamente, e as balas só disparam enquanto apontam para um inimigo dentro do campo de tiro. Portanto, você precisa se aproximar bastante e pode tocar duas vezes no lado direito da tela para mirar na mira de ferro de sua arma.

Todas as armas têm distâncias diferentes, então você precisa sentir as distâncias pelas quais pode disparar e não ficar preso mirando a mira à distância, onde será um pato sentado.

Diferentes tipos de armas

As regras acima são válidas para quase todo tipo de arma. Quase. Mas existem algumas exceções, sendo uma delas as variações do rifle sniper.

O rifle sniper, ao contrário das outras armas, na verdade tem um botão de disparo! Sim, nenhum disparo automático enquanto aponta para este, pois cada tiro deve ser medido e calculado.

Uma arma que é um pouco menos medida e calculada é o lançador de foguetes. Você pode se prender aos inimigos, mas um tiro rápido no chão pode funcionar melhor?

Pickups essenciais

Ao lutar contra inimigos alienígenas, você os verá soltar munição e muito mais, mas o que você deseja observar particularmente são quedas maiores com uma caveira alienígena – elas fornecerão peças de equipamento e armadura para fortalecê-lo.

Mesmo nos modos PVP, você quer pegar munição e itens. Você pode encontrar caixas de munição que pode segurar para abrir e também munição para suas armas especiais.

Caminhe sobre os cadáveres de seus inimigos para pegar seus equipamentos e munição também.

Ser o mais forte

Possivelmente a dica mais óbvia, mas após cada missão de batalha, você deve verificar seu equipamento. Armas, armaduras e muito mais ajudarão a aumentar seu poder de combate geral.

Como foi dito, você pode pegar peças de equipamento em missões e como recompensas de missão, mas obterá o melhor equipamento ao decodificar peças de equipamento de Pedro.

Você pode pegar o equipamento para decodificar como recompensa da missão e, ao decodificar, eles se transformarão em armas e armaduras raras.

Duelo até a morte

Quando você terminar as missões de campanha PVE bastante simples, poderá começar a trabalhar nas missões PVP, com a primeira que você desbloquear sendo um modo de duelo direto – você e outro jogador, frente a frente.

Isso o acostumará ao combate PVP antes de enfrentar mais jogadores mais tarde. Além do carregamento normal de armas, você também terá acesso a equipamentos especiais que você pode colocar, como uma torre. Obviamente sempre é bom sair sempre que possível.

O PVP é a verdadeira carne de Shadowgun Legends; portanto, depois de se acostumar com o PVE, não deixe de entrar neste modo.

Se atente ao alcance de seus tiros

As armas do Shadowgun Legends não costumam ter tanto alcance. Por isso, quando for tentar derrotar seus inimigos, se aproxime bastante e toque duas vezes no lado direito da tela para focar diretamente a mira de ferro de sua arma.

Além disso, todas as armas têm distâncias diferentes, então vale experimentar todas e avaliar bem a fim de realizar os melhores ataques.

Pegue itens sempre que possível

Ao derrotar as criaturas alienígenas no Shadowgun Hunter, algumas derrubarão itens que podem servir como munição e equipamentos de armadura que irão fortalecê-lo. Isso também vale para os modos PvP. Andando sobre outros guerreiros caídos no chão, você também pode pegar seus equipamentos.

Organize bem o seu equipamento

Antes de cada missão em Shadowgun Legends, certifique-se de que você tem todo o equipamento necessário. Quanto mais armas e armaduras, maiores são as chances de seu personagem sobreviver aos ataques dos alienígenas.

Referências:

FPS Latino, Android Play, Wikipedia, techtudo.

Plants vs. Zombies: Garden Warfare 2

Plants vs Zombies Garden Warfare 2 é um jogo eletrônico de tiro em terceira pessoa, criado em 23 de fevereiro de 2016, desenvolvido pela PopCap Games e publicado pela Electronic Arts. Foi lançado para o Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. É a sequência de Plants vs. Zombies: Garden Warfare. O jogo foi lançado em fevereiro de 2016.

O enredo gira em torno de um combate entre zumbis e vegetais, que podem ser controlados pelo jogador. A dinâmica do game permite que sejam escolhidos diversos tipos de classes, e nessa versão é possível jogar no multiplayer online com até oito pessoas.

Gráfico

O jogo conta com 12 novos mapas, que oferecem diversas vantagens ao longo das batalhas. Os gráficos são bastante coloridos e evoluíram muito desde a última versão: com a utilização do motor gráfico Frostbite Engine, Plants vs Zombies subiu para uma classificação de alta qualidade, o chamado Triplo-A.

Entendendo o game

Diferentemente dos últimos games da série, Garden Warfare explora mais o lado competitivo, ao invés dos desafios tower defense. De qualquer forma, o elemento está longe de passar batido, fazendo papel importante nos modos Operação Jardim e Jardins e Cemitérios, onde é preciso se organizar com companheiros de equipe para defender um pequeno ponto dos ataques inimigos.

Como opção alternativa, é possível entrar de cabeça em partidas de mata-mata em equipe, onde o objetivo é simplesmente alcançar a marca de 50 oponentes derrotados. Para isso, os jogadores usam os personagens e as suas habilidades especiais em mapas do game.

Há ainda a modalidade de tela dividida, que permite que dois jogadores dividam a mesma tela em uma batalha infinita contra ondas e mais ondas de zumbis. O desafio é simplesmente sobreviver o máximo possível, criando pontuações cada vez maiores.

Os personagens

Um dos fatores que torna Garden Warfare um jogo tão especial são os seus personagens. Partidos diretamente do game com visual em 2D, as plantas e zumbis ganharam bonitos modelos tridimensionais, que possuem habilidades diferenciadas e bastante úteis.

Peashooter

A mais popular das plantas da série faz parte de Garden Warfare, e também é uma das mais equilibradas. Ágil em sua movimentação, ela dispara ervilhas que causam boa quantidade de dano, mas não são lá muito rápidas.

Entre as habilidades, o destaque fica para a Chilli Bomb, que explode tudo por perto. Ainda estão disponíveis um boost na velocidade e a possibilidade de disparar mais rapidamente, sob o custo de ficar preso ao chão por alguns momentos.

Chomper

O Chomper é a planta mais letal do jogo, podendo matar adversários com um simples ataque. O grande desafio é conseguir operá-lo, já que a planta exige que se esteja praticamente encostado ao adversário para executar os golpes.

Para ajudar, uma útil habilidade de andar por debaixo da terra e um spray que deixa os zumbis paralisados por alguns momentos garantem uma aproximação mais tranquila.

Sunflower

Conhecida das versões anteriores por sua fragilidade e impossibilidade de atacar, o girassol chega a Garden Warfare como uma belíssima opção àqueles que apreciam um bom jogo em equipe, mas não abrem mão de causar dano.

Além de tiros bastante rápidos, a planta possui um raio devastador, que só pode ser usado enquanto ela fica parada. Além disso, ela também gera sóis que recuperam a vida dos companheiros de equipe.

Cactus

Os campers de plantão também têm vez em Garden Warfare, e já sabem quem escolher para começar. Essa planta dispara tiros fortes e rápidos, que contam com a ajuda de um belo zoom, possibilitando a derrubada de zumbis de longas distâncias. Para completar o pacote, minas de proximidade, barreiras e um drone tornam o cacto uma planta completa.

Foot Soldier

O mais básico dos zumbis não passa de um morto-vivo equipado com uma arma e algumas bugigangas. Mas antes de subestimá-lo, saiba que seus tiros rápidos e habilidades são uma ótima alternativa.

Entre seus recursos extra estão bombas de fumaça, um super salto e um tiro de bazuca, que pode destruir diversos adversários de uma só vez.

Engineer

O engenheiro é uma alternativa mais pesada (!) ao soldado, contando com uma arma mais lenta e perigosa e uma movimentação mais lenta. A falta de agilidade é compensada pela habilidade de britadeira, que deixa ele vagar pelos cenários destruindo tudo o que vê pela frente.

Scientist

O cientista zumbi combina as habilidades de recuperação de vida com muita velocidade e uma arma interessante. É fácil detonar dúzias de plantas, especialmente em disputas a curta distância.

Ele também conta com uma habilidade de teletransporte, minas e a estações de cura, que podem ser usadas por ele e todos os outros zumbis.

All-Star

Os fãs de artilharia pesada devem se identificar prontamente com o jogador de futebol americano disponível no time dos zumbis. Com uma arma tremendamente poderosa, o grandalhão detona todo tipo de oponente em poucos segundos. Ainda é possível colocar barreiras, usar tiros especiais e atropelar os adversários com um ataque corporal.

Melhorando os seus personagens

Todos os personagens de Garden Warfare possuem dezenas de itens, que podem tanto mudar a sua aparência, como adicionar efeitos extra às plantas e zumbis. Essas melhorias são encontradas em formato de figurinhas, conseguidas nos pacotes vendidos pelo jogo. Para comprá-los, basta jogar algumas partidas e acumular moedas o bastante, e então partir para a loja de figurinhas.

Jogue com as novas classes

Citrinador, Rosa e Coronel Milho são as três classes inéditas pelo lado das plantas de Dave-Robô 3000. Capitão Barbamorta, Supermioloz e a dupla Zumbinho e Robô-Z (são, na verdade, o mesmo personagem) formam o trio de novos combatentes do exército comandado pelo Doutor Zumbão.

Os novos personagens têm habilidades especiais únicas, portanto procure utilizá-los nos confrontos para aprender novos truques nas arenas. O Capitão Barbamorta, por exemplo, atua como o sniper do time dos zumbis com disparos cadenciados de longa distância. Já o Coronel Milho possui uma metralhadora em cada mão, sendo o mais eficiente em movimento.

Fique de olho no quadro de missões 

Em Garden Warfare 2, uma das novidades é o quadro de missões com atividades atualizadas periodicamente. As tarefas concedem prêmios bastante interessantes, incluindo multiplicadores de pontos de experiência, moedas e estrelas. A estrela, no caso, é usada como uma forma de moeda no Quintal.

Não adianta encher o inventário com contratos desafiadores. Procure armazenar somente as atividades que você consiga cumprir com certa facilidade, como conseguir 25 assistências, por exemplo, conquistar o título de Mestre de Assistências ou completar três jogos de Derrubada Confirmada e Gnomba.

Use o Gramado de Batalha para treinar habilidades

O Gramado de Batalha, que funciona com um tipo de lobby aberto, é o local ideal para treinar personagens e calibrar a mira contra adversários controlados pela CPU. Permanecer na área inicial do Gramado manterá seu personagem em segurança, porém, ao sair dela, tudo pode acontecer.

O centro da região, onde plantas e zumbis travam confrontos intensos, serve como uma ótima sessão de treinamento, além de ser extremamente divertido. Quanto mais tempo você enfrentar os oponentes no Quintal, mais difícil a batalha será.

Comece pelo modo Capacho

O modo Capacho, que nada mais é do que um mata-mata, é o melhor lugar para começar no ambiente competitivo online. Isso porque não é possível usar personalizações e variantes de personagens, nem melhorias de armas, o que faz com que o modo tenha apenas classes principais.

A vantagem é que, quanto mais vezes você for derrubado, terá mais vida no próximo renascimento, seja com a mesma planta ou com outra classe. Antes de enfrentar desafios maiores, como Derrubada Confirmada e Suburbination, certifique-se de ter treinando o suficiente no Capacho.

Guarde moedas para a Loja de Figurinhas

A Loja de Figurinhas está de volta com mais variedades de pacotes em comparação ao game anterior. Ao invés de gastar seu valioso dinheiro com cartas básicas – Reforço de Capangas e Útil Divertido, tente economizar para comprar o robusto Pacote Fenomenal, que garante figurinhas suficientes para desbloquear um personagem Raro ou Super-Raro.

Aproveite os modos cooperativos e single player

Os modos Jardins e Cemitérios, Derrubadas em equipe, Derrubada Confirmada, Ataque Herbáceo, Gnomba e Suburbination também estão disponíveis para um jogador. Eles oferecem moedas e bônus de experiência mesmo quando se está jogando sozinho.

O single player, uma das principais novidades de Garden Warfare 2, também concede moedas e itens extras em todas as missões. Lembre-se de que você pode alterar o modificador de dificuldade, colocando-o em níveis mais elevados para adquirir maiores quantias de dinheiro virtual. Agora não há motivos para não se aventurar sozinho em Garden Warfare.

Tela dividida

A grande maioria dos pais que conversam comigo sobre videogames sempre perguntam por jogos para jogar com seus filhos e sobrinhos e é difícil achar um jogo que atenda a essa necessidade. Afinal, o jogo precisa ser atrativo para as duas faixas etárias e permitir partidas cooperativas.

Garden Warfare 2, por ter um belo visual caricato (no mesmo estilo dos games da franquia para celular) bem colorido e detalhado por conta do uso do motor Fostbite, o mesmo de Battlefield, cumpre este papel. Ainda, o game permite partidas com tela dividida para dois jogadores — apenas na versão para Xbox One e PS4.

Com isso, pais e filhos, um adulto e uma criança, podem jogar juntos e um ensinar o outro. É possível até ensinar estratégias, combinar ataques e realizar todo o tipo de missão juntos. É um bom meio de passar um bom tempo jogando videogame e ensinar a nova geração sobre os games de ação e tiro.

Quem tiver mais amigos, é possível jogar cooperativamente entre quatro pessoas.

Personagens únicos e engraçados

Escolher um dos heróis de Garden Warfare 2 é uma tarefa engraçada. Assim como nos jogos de celular, o visual dos personagens, tanto as plantas quanto os zumbis, é muito engraçado. Ao aumentar de nível no jogo, o que só acontece realizando missões e objetivos e, depois, você pode acrescentar chapéus, fantasias e outros acessórios para deixar seu herói com a aparência desejada.

O game, por outro lado, é bom para ensinar que cada um dos personagens têm características diferentes que podem ser usadas em diferentes ocasiões e missões. O cacto, por exemplo, é bom para dar tiros à distância e ensina como ser um sniper em outros jogos de tiro. Para quem está começando e quer apenas se divertir, a Disparervilha e o girassol são boas opções. A primeira tem boa mira e tiro forte enquanto a segunda planta pode curar os aliados.

O favorito das crianças é o Citrinador, uma fruta que feio do futuro e, embora seja mais lenta, tem boa resistência e bom poder de tiro.

Do lado dos zumbis, O Supermioloz é o melhor para começar por conta de seus poderes especiais.

Combate hordas

O jogo se propõe a trazer confrontos online em diversos modos para enfrentar outros jogadores, mas para jogar com alguém mais novinho o melhor é combater inimigos controlados pelo computador.

Para esta finalidade, o modo Operação Jardim é o melhor. Assim como no modo Horda da série Gears of War, você deverá proteger um determinado ponto do mapa e enfrentar uma grande quantidade de inimigos que vão ficando cada vez mais fortes e com direito a chefões para deixar tudo mais complicado. Mas calma, as primeiras ondas de adversários é fácil, bom para começar a ensaiar com criança como jogar, como enfrentar os perigos e como criar estratégias.

Partidas online

Depois de jogar bastante com um amigo ou filho, você pode partir para os modos online, que são muito divertidos. Você tem desde o tradicional mata-mata em equipe (chamado de Derrubadas em Equipe), em que é necessário eliminar os jogadores do time adversário, como modos de proteção de territórios chamado de Cemitérios e Jardins. Nele, você tem que proteger seu jardim ou cemitério dos adversários que vão tentá-lo roubar a qualquer custo.

Para quem já está mais confiante, o modo Clássico é uma boa pedida pois não usa as habilidades especiais dos personagens. Eles jogam apenas com seus poderes principais, deixando o confronto mais equilibrado.

Muitos desafios

Garden Warfare 2 recebe atualizações constantes de conteúdo, trazendo novas missões e objetivos. Um deles, chamado de Provas Gnômicas, apresenta novos modos de jogo, eventos semanais exclusivos com novos saques disponíveis, um misterioso vendedor gnomo com um inventário de itens raros, um novo mundo subterrâneo de gnomos para explorar e muito mais.

O Portal Misterioso é o acesso para testar as habilidades das plantas e dos zumbis. Atravesse o Portal Misterioso para jogar novos modos de jogo com limite de tempo e ganhe estrelas arco-íris para desbloquear baús arco-íris e o Mundo Subterrâneo dos Gnomos. Nesta área está as Provas da Eternidade, que testarão velocidade, raciocínio, precisão e memória das plantas e dos zumbis. Descubra e conclua as Provas da Eternidade para desbloquear novas recompensas que incluem desde itens personalizáveis lendários até os favoritos do Garden Warfare original e resgate prêmios para Garden Warfare 2.

A Câmara dos Gnomos

A sala secreta fica localizada nos esgotos. Para ter acesso, você deve primeiro coletar alguns Gnomos de Jardim. Quando tiver coletado o suficiente, vá para o distrito com pequenos estabelecimentos perto das docas. Um telefone público estará tocando. A voz do outro lado da linha vai dizer que você recebeu um presente e que eles o deixaram nas docas. Vá para as docas e pegue a Bomba Gnomo. Leve-a para os esgotos, na parte próxima ao peixe misterioso. Coloque a bomba na silhueta dourada de gnomo que fica logo embaixo das grades de ferro e exploda-as. Siga pelo caminho que foi aberto e chegue a Câmara dos Gnomos para receber o troféu/conquista Chamber of the Gnomes.

Crazy Target Range

O minigame pode ser encontrado nos esgotos, que ficam embaixo da parte central de Backyard Battleground. Gaste 5 estrelas na porta que possui um gnomo gigante para ter acesso a ele.

Uma vez que você tenha destravado a sala, você deve concluir o circuito em menos de 22 segundos para conseguir o Rank S. Fique tranquilo porque o desafio é baseado apenas em tempo, não em taxa de acertos. Quando completar o desafio, fale com o gnomo de madeira na mesma área para ganhar um uma boa quantia em dinheiro e o troféu/conquista Hawguy.

Baús secretos na Shooting Range

Um Baú do tesouro escondido pode ser encontrado atrás do segundo grupo de alvos da Shooting Range. Use uma Ervilha com a habilidade Hyper ou um Foot Soldier com Rocket Jump para conseguir chegar atrás dos alvos que ficam na parte de trás da sala. Um baú pode ser encontrado logo atrás dos painéis de madeira.

Sala escondida nos Esgotos

Uma sala secreta pode ser encontrada nos esgotos. Para chegar lá, pule em um dos cano à direita do peixe misterioso e caia nas passarelas abaixo. Use um Peashooter com a habilidade Hyper ou um Foot Soldier com Rocket Leap para alcançar o cano à direita do Crazy Target Range. Ele irá levá-lo à três três baús secretos.

Referências:

Techtudo, Wikipedia, Br Ing.

Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4

Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4, é o sexto jogo da série Ultimate Ninja Storm. É um jogo de luta, desenvolvido pelo CyberConect2 e publicado pela Namco-Bandai games para PC, PlayStation 4, e Xbox One baseado na franquia de anime e mangá Naruto. É a continuação do jogo Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 3 e é o primeiro jogo de Naruto a marcar presença nos consoles da oitava geração. O jogo conta a história da reta final da trama do mangá, sendo assim, o último capítulo da série Storm. O lançamento ocorreu no dia 04 de Fevereiro de 2016 no Japão, um dia depois nas Américas, no dia 09 de Fevereiro de 2016 na Europa e no dia 05 de Fevereiro de 2016 aqui no Brasil, além de ser o primeiro jogo da franquia a ser dublado em Português Brasileiro.

Jogabilidade

Ultimate Ninja Storm 4 possui jogabilidade semelhante aos jogos anteriores da série, em que os jogadores lutam entre si em arenas de três dimensões. O recurso “Wall Running” está de volta, marcando presença apenas em algumas batalhas do modo história, depois de estar ausente após o primeiro jogo da série Ultimate Ninja Storm. Uma mudança importante para o recurso é a capacidade de um personagem estar na parede, enquanto o outro fica na parte inferior. No Storm 1, os dois jogadores tinham que estar na parede. Também retorna a possibilidade voltar a utilizar os três modos de batalha em um combate só, diferentemente do jogo anterior Revolution. Outra novidade é o recurso de alternar entre os personagens durante a batalha. No entanto, os personagens compartilham a mesma barra de vida. Também novo para a franquia, é o “Armor Break” onde se pode destruir roupas e armaduras dos adversários, tanto em batalhas normais quanto contra chefes. Também há o dano elemental, onde, por exemplo, o fogo pode queimar a roupa do personagem e para apagá-lo seria necessário correr de um lado para outro na arena, ataques elétricos e aquáticos aumentam a probabilidade de dano na água.

Termine o Modo História primeiro

Antes de experimentar os modos Aventura e Survival, é altamente recomendável terminar a campanha dividida em cinco capítulos. O Modo História, com cerca de sete horas de duração, permite desbloquear boa parte do elenco de Ultimate Ninja Storm 4. Além disso, técnicas especiais das versões mais recentes dos heróis são apresentadas durante a narrativa.

Use o sistema de troca de líder

No recém-lançado game, o usuário é capaz de formar uma equipe com até três lutadores, que podem ser alternados no combate para dinamizar o gameplay. Embora o recurso não seja tão útil no início, já que os embates podem ser vencidos sem a necessidade dos ninjas de suporte, o sistema passa a ser imprescindível em estágios mais avançados e níveis elevados de dificuldade.

Como há grande variedade de personagens jogáveis, é comum ficar indeciso durante a etapa de seleção de ninjas. Procure sempre experimentar combinações diferentes, pois os lutadores têm estilos únicos.

Lembre-se de que equipes de combatentes com características semelhantes de ataque não conseguem resolver os confrontos com facilidade. Caso o personagem não esteja bem na arena, não hesite em trocá-lo por outro guerreiro.

Complete os objetivos extras

Ao final de cada estágio nos modos História e Aventura, há como ser recompensado com tesouros, caso algum dos desafios propostos no início da fase tenha sido concluído. Com o bônus adquirido, é possível usar Ryo para comprar itens consumíveis e acessórios cosméticos para cada lutador. As tarefas extras variam entre executar jutsus precisos, por exemplo, e vencer batalhas cumprindo ações específicas.

Não se esqueça de usar os truques de ninja

Embora Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4 seja um jogo de luta na essência, o título oferece outros elementos para serem usados no decorrer dos combates. Dependendo do personagem selecionado, é possível soltar bombas, arremessar facas e executar truques de ninja para surpreender o adversário.

Movimente-se o tempo todo

Assim como nos outros jogos da série, Ultimate Ninja Storm 4 não dá chance para o jogador estudar o oponente com cautela. O segredo para dominar a mobilidade é manter-se em movimento e coordenar os golpes e combos intercalando entre esquivas laterais e pulos. Ser agressivo é uma necessidade, mas há momentos pontuais em que é preciso ficar distante do inimigo e o atacar com projéteis e jutsus de longa distância.

Combine ataques corpo a corpo

Apertar o mesmo botão de ataque repetidamente pode não ser a melhor estratégia para derrubar o rival e progredir na aventura. Isso acontece porque o adversário conseguirá interromper facilmente a sequência de golpes iguais. Portanto, é mais que necessário misturar habilidades evasivas, jutsus e investidas certeiras de ninjas aliados.

Fique de olho no Chakra

É preciso ficar atento ao medidor de chakra, exibido logo abaixo da barra de saúde do personagem, pois ele indica se o jogador ainda tem chakra suficiente para executar jutsus básicos e especiais. Tente economizar o recurso para utilizá-lo em momentos críticos do confronto, já que os jutsus causam dano considerável de uma só vez.

A forma de recuperar a barra de chakra é manter o botão triângulo pressionado – ou “Y” no joystick do Xbox One –, mas isso faz com que o personagem fique temporariamente vulnerável.

Modo história e modo aventura ordinários

O modo história consegue contar de uma maneira bem bacana o fim da história do mangá, ressaltando as principais partes da narrativa desde a revelação de quem é o vilão Tobi, seguindo do ponto onde o seu predecessor parou. Apesar de acertar a mão quando o assunto é animação 3D, o game peca em não aproveitar partes dos episódios já gravados para acrescentar à experiência.

A campanha é extremamente fácil e está ali apenas para cumprir o papel de um modo principal. Não há nenhum tipo de desafio, modo livre ou missões a serem cumpridas. Você escolhe jogar entre a linha da história de Sasuke ou Naruto até o ponto onde elas se cruzam.

Os aspectos dispensados no modo principal são reservados para a outra modalidade, chamada de Modo Aventura. Aqui, você continua a jogar com diversos personagens após os eventos da história. Você tem sidequests para cumprir, mapas para explorar e umas coisinhas a mais. Em outras palavras, o oposto do modo principal.

Essa dosagem acaba criando duas experiências distintas, mas ambas com a sensação de feitas pela metade. Talvez, o melhor caminho fosse seguir a mesma estrutura dos antigos jogos de PlayStation 2, que misturavam essa estrutura de aventura e RPG em conjunto com os eventos principais da história.

Mecânica de luta

Quanto a jogabilidade e mecânicas de luta, pouca coisa mudou. Ainda há pouquíssimos combos, apenas um golpe especial e uma finalização para cada ninja, além de alguns poucos itens. O modo de transformação ainda está presente, mas ele é desbalanceado. Afinal, alguns personagens mal têm alterações, enquanto o Naruto consegue se transformar na Kyuubi.

Já sabemos que a franquia Ultimate Ninja Storm (e muitos outros títulos baseados em animes) não tem como foco o modo competitivo nem se preocupa em desenvolver combos complexos para atrair um público hardcore. Todavia, o quarto game principal da série parece depender demais do conteúdo já pronto, pois quase tudo é reaproveitado das obras anteriores.

O grande destaque são as finalizações em equipe, que ganharam novos ataques combinados de encher os olhos. Esse é o game da série com a maior quantidade de heróis também, mas parece que as coisas boas acabam por aí. Há algumas apresentações bonitas no que há de novo, mas todo o resto parece reaproveitado dos títulos anteriores, sem melhorias além da resolução.

Essa qualidade é muito contrastante com o começo da campanha, por exemplo. O sistema de partículas, a modificação do cenário, os objetivos específicos da luta, os quick time events, as batalhas de bijuus em campo aberto e mais muitos outros elementos não são nem um pouco aproveitados no combate livre, que é ordinário e extremamente parecido com o que já havíamos visto anteriormente. Resumidamente, existe um potencial muito grande desperdiçado aqui.

No modo online, os servidores se mostraram bem instáveis nas partidas. Mesmo com uma boa conexão de internet, acontece problemas de lag em alguns momentos. Quando o assunto é multiplayer, o forte do game continua o mesmo: jogar localmente com um amigo de player 2 em lutas rápidas e casuais.

A Quarta Guerra Mundial Shinobi

Ultimate Ninja Storm 4 retoma a história em que o jogo anterior terminou. As Forças Aliadas Shinobi têm a vantagem sobre a Akatsuki, mas Tobi e Madara Uchiha continuam sendo obstáculos constantes para os heróis. Naruto, então, deve se unir aos aliados para tentar derrotar a dupla e impedir que completem o plano de conquista mundial.

O modo história se apresenta como uma série de batalhas, com cenas animadas que avançam a narrativa e agem como pausas na ação. O roteiro toma algumas liberdades ao adaptar a história para o jogo, mas todas as informações e momentos importantes estão presentes para tornar a experiência coesa. A vantagem é que os fãs que já sabem a sequência de eventos não precisam esperar muito para reviver as batalhas principais, enquanto os que veem o arco final pela primeira vez não ficam perdidos ao longo da jornada.

Existe também o modo Aventura, que funciona como epílogo para a narrativa principal. Este permite que o jogador explore vários locais do mundo de Naruto e oferece várias missões. Embora a trama deste modo não tenha consequências importantes para a história geral, ainda é uma opção divertida para aqueles que buscam mais conteúdo depois dos créditos.

Retoques no Gameplay

O gameplay em Ultimate Ninja Storm 4 continua com a mesma base dos antecessores. Além de combos básicos, podem gastar um pouco da barra de chakra (barra azul) para usar habilidades especiais ou correr rapidamente em direção ao oponente. As batalhas ocorrem no campo circular em que os jogadores têm movimentação livre e são travadas com três personagens. Um jogador é o líder, e luta enquanto os outros dois são apoios e podem ser chamados para ajudar brevemente no campo.

A principal novidade agora é que o jogador pode trocar o líder da equipe no meio da batalha, o que torna o confronto mais frenético. Além disso, foram adicionadas outras habilidades como especiais combinados, em que todos os personagens da equipe se juntam para criar um novo golpe. Foi introduzido ainda o contra-ataque, que para ser usado deve-se gastar ¼ da barra de chakra.

A quantidade de personagens também é assustadoramente grande. São mais de 100 lutadores no jogo, a maioria disponível desde o início. Existem variações dos mesmos personagens, mas no caso dos principais há sempre diferenças em termos de golpes e ataques especiais.

O jogo oferece vários modos, desde batalhas livres até torneios e ligas para serem jogados com amigos. Por outro lado, jogar com amigos no mesmo console parece ser a única opção viável atualmente, já que ao tentar procurar partidas online durante os testes não foi estabelecida uma conexão estável com algum oponente. 

Ninpous, Jutsus e mais

Um destaque extremamente positivo, como na maioria dos jogos da Bandai, é a jogabilidade. Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball, One Piece e muitos outros jogos baseados em animes, são construídos sempre com uma ideia de trazer todo o sentimento das batalhas que assistimos, para o nosso controle. Em Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4 esse grau é elevado a enésima potência, pois há possibilidades diversas para relembrar grandes cenas do desenho. Um exemplo claro disso é quando, numa luta 3×3, você consegue escolher personagens que tem algum tipo de relação e já trabalharam juntos no anime, e assim sendo, conseguirá desferir um Jutsu Especial, combinando as 3 forças, ou em alguns casos, 2. Também há a possibilidade de você alternar entre os 3 personagens, porém utilizando a mesma barra de vida.

Os controles não são difíceis, o que faz a curva de aprendizado ser bem tranquila. A variedade de personagens é a maior já vista num game da franquia, e cada um possui uma habilidade e gameplay diferente, assim como funciona no desenho. Saber escolher seu time de acordo com as suas concepções de batalhas é uma estratégia importante de vitória. Personagens que atacam a longo alcance, mesclado com um que tem muita velocidade ou uma força descomunal, podem dar uma sustentação diferente que confunda o adversário.

Arigato – “Obrigado”

Uma novidade importante para o público brasileiro é, além de estar totalmente localizado, a adição da dublagem brasileira pt-br, com as vozes do elenco principal do desenho, dada a importância gigante e a popularidade que Naruto conquistou nas terras tupiniquins. Assim, aqueles que acompanham a série pela TV, conseguirão jogar com seus heróis do mesmo jeito e com as mesmas emoções que tiveram ao assistir. O mesmo aconteceu com o jogo do Cavaleiros do Zodíaco, no qual pudemos sentir a nostálgica presença dos dubladores originais do Anime.

Obtendo rank “S” em “Kaguya, the Violent Goddess (Part 1 and 2)”

Esta é um batalha de chefe dividida em duas partes. Você precisará conseguir um rank “S” nos dois capítulos para obter as conquistas “Farewell, Obito” e “Surpassing A Goddess” . Para fazer o rank “S”, você precisará terminar a batalha com 90% ou mais de energia e e conseguir todas as estrelas durante as QTEs. Depois da batalha, é possível ver os detalhes da pontuação pressionando X (XBOX One) ou Quadrado (PS4). É recomendável manter distância e executar os Ninjutsus de longo alcance. Depois disso, restaure o chakra logo após atacar e repita o processo. Se tiver que manter o combate próximo, vá pressionando LT (XBOX One) ou L2 (PS4) para esquivar e na primeira oportunidade vá criando distância.

Quando ela vier na sua direção e você não tiver Chakra para executar um Ninjutsu, você pode usar o Chakra Dash e executar um combo em seguida (custa menos chakra e irá fazê-la recuar). Mas nunca chegue perto dela com a sua barra de substituição vazia, pois você não conseguirá esquivar.

Obtendo Rank “S” em “Naruto And Sasuke”

Para obter o troféu “The Last Man Standing”, você precisa completar o último capítulo com Rank “S”. Para conseguir rank “S” , você precisa ter mais de 90% de exergia e obter todas as estrelas durante as QTEs. Há duas sessões de luta que contam para “Naruto And Sasuke”, elas podem ser encontradas no vídeo a seguir em 3:58-5:17 e 15:05-22:00. O resto são apenas cutscenes e o final do jogo. A melhor formas de obter um rank “S” é usando o Chakra Dash e executando um combo logo em seguida. Pressione LT (XBOX One) ou L2 (PS4) para evitar os ataques inimigos e durante as QTEs, apenas pressione todos os botões rapidamente para conseguir 100% das estrelas. Não é necessário terminar as duas batalhas seguidas com rank “S”. Elas podem ser selecionadas individualmente depois.

PREPARAÇÃO

Sempre que for para cima do seu oponente vá preparado, nunca avance com pouco chakra, se você tiver uma substituição a menos que o oponente é aceitável, a partir de duas substituições a menos fique na defensiva ou ataque a distância até se recuperar (a não ser que seu oponente esteja sem chakra, pois neste caso, as chances de ele contra atacar são mínimas, mesmo estando em vantagem na substiuição).

INVESTIDA

Treine muito, mas muito mesmo a sua investida com os botões Y,A (Corrida de chakra), pois ele será essencial para reduzir ou até mesmo acabar com a substituição do oponente, sendo que sempre que ele substitui, use rapidamente o Y,A para ficar em cima dele e o ataque com combos forçando-o a substituir novamente, assim você pode seguir este ciclo até a substituição dele acabar ou você ficar sem chakra.

Tome muito cuidado com o Break Down (RT+X) do oponente pois essa habilidade quebra a sua investida e seu ataque físico comum, lhe deixando tonto por alguns segundos, podendo tomar um Jutsu Supremo sem nenhuma chance de reação. Preste muita atenção no barulho que o Break Down emite para você evita-lo a tempo, pois você pode freiar sua investida apertando Defesa (RT), quando você evita o Break Down, o oponente fica vulnerável a Jutsus(Y,B), Jutsu Supremo(Y,Y,B) Ferramentas Ninja(X) e Agarrão (RT+B).

Por mais que não pareça, os Jutsus (Y,B) são mais eficazes a curta distância, pois a longa distância seria um poder muito óbvio para o oponente reagir ou desviar.

FINALIZAÇÃO

Para esta regra, aconselho ter escolhido o tipo “Jutsu Supremo” pois com o inimigo sem substituição ele estará bastante vulnerável ao “Jutsu Supremo”, aproveite este momento, mas use o Jutsu Supremo na hora certa como no meio de um combo (B,B,B,B,Y,Y,B) para ele não reagir ou quando ele estiver fazendo alguma ação, como tentando te atacar, pois assim não haverá tempo do oponente efetuar sua defesa contra o Jutsu Supremo.

Experiência audiovisual mista

O jogo é, de certa forma, bem bonito, principalmente no que diz respeito às adições recentes, como personagens, cenários e modo campanha. Entretanto, esse primor gráfico causou muitas vezes uma queda incômoda de frames por segundo, que deveriam ser travados em 30, mas não conseguem manter o padrão sempre.

Lembra-se do que acabamos de falar sobre o conteúdo novo ser mais caprichado do que o restante? Graficamente, o problema persiste. Há um contraste grande entre golpes, animações e até mesmo finalizações dos personagens mais recentes em relação aos que já vêm acompanhando a série há um tempo.

Se existe um ponto positivo de peso aqui é a dublagem do game, que conta com quatro idiomas, incluindo o português brasileiro. Se você é fã do anime, provavelmente prefere a versão japonesa, que já vem como padrão. Entretanto, você pode experimentar o jogo todo com as vozes nacionais, que contam com os principais dubladores oficiais. Apesar de manter uma qualidade relativamente boa, há problemas de traduções, pausas repentinas nas falas e algumas entonações estranhas.

Gráficos

Os gráficos da franquia sempre foram fantásticos e Ultimate Ninja Storm 4 não é exceção. Os personagens são tão bem feitos que parecem ter saltado diretamente das páginas do manga. Adicionalmente, as animações do modo história são fantásticas e dão nova vida ao que muitos fãs já conhecem.

Porém, muitas vezes são usadas fotos diretamente do anime, apenas com uma leve estilização por cima. Além disso, embora nas batalhas nunca haja queda na taxa de quadros, o problema ocorre quando o jogador explora a vila de Konoha no modo Aventura. São erros pequenos perto do restante do jogo, mas estão lá.

Referências:

Jogos Enternauta, Combo Infinito, Voxel, Techtudo, Wikipedia.