Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4

Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4, é o sexto jogo da série Ultimate Ninja Storm. É um jogo de luta, desenvolvido pelo CyberConect2 e publicado pela Bandai Namco Entertainment games para PCPlayStation 4, e Xbox One baseado na franquia de anime e mangá Naruto. É a continuação do jogo Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 3 e é o primeiro jogo de Naruto a marcar presença nos consoles da oitava geração. O jogo conta a história da reta final da trama do mangá, sendo assim, o último capítulo da série Storm. O lançamento ocorreu no dia 04 de Fevereiro de 2016 no Japão, um dia depois nas Américas, no dia 09 de Fevereiro de 2016 na Europa e no dia 05 de Fevereiro de 2016 aqui no Brasil, além de ser o primeiro jogo da franquia a ser dublado em Português Brasileiro.

Jogabilidade

Ultimate Ninja Storm 4 possui jogabilidade semelhante aos jogos anteriores da série, em que os jogadores lutam entre si em arenas de três dimensões. O recurso “Wall Running” está de volta, marcando presença apenas em algumas batalhas do modo história, depois de estar ausente após o primeiro jogo da série Ultimate Ninja Storm. Uma mudança importante para o recurso é a capacidade de um personagem estar na parede, enquanto o outro fica na parte inferior. No Storm 1, os dois jogadores tinham que estar na parede. Também retorna a possibilidade voltar a utilizar os três modos de batalha em um combate só, diferentemente do jogo anterior Revolution. Outra novidade é o recurso de alternar entre os personagens durante a batalha. No entanto, os personagens compartilham a mesma barra de vida. Também novo para a franquia, é o “Armor Break” onde se pode destruir roupas e armaduras dos adversários, tanto em batalhas normais quanto contra chefes. Também há o dano elemental, onde, por exemplo, o fogo pode queimar a roupa do personagem e para apagá-lo seria necessário correr de um lado para outro na arena, ataques elétricos e aquáticos aumentam a probabilidade de dano na água.

Termine o Modo História primeiro

Antes de experimentar os modos Aventura e Survival, é altamente recomendável terminar a campanha dividida em cinco capítulos. O Modo História, com cerca de sete horas de duração, permite desbloquear boa parte do elenco de Ultimate Ninja Storm 4. Além disso, técnicas especiais das versões mais recentes dos heróis são apresentadas durante a narrativa.

Use o sistema de troca de líder

No recém-lançado game, o usuário é capaz de formar uma equipe com até três lutadores, que podem ser alternados no combate para dinamizar o gameplay. Embora o recurso não seja tão útil no início, já que os embates podem ser vencidos sem a necessidade dos ninjas de suporte, o sistema passa a ser imprescindível em estágios mais avançados e níveis elevados de dificuldade.

Como há grande variedade de personagens jogáveis, é comum ficar indeciso durante a etapa de seleção de ninjas. Procure sempre experimentar combinações diferentes, pois os lutadores têm estilos únicos.

Lembre-se de que equipes de combatentes com características semelhantes de ataque não conseguem resolver os confrontos com facilidade. Caso o personagem não esteja bem na arena, não hesite em trocá-lo por outro guerreiro.

Complete os objetivos extras

Ao final de cada estágio nos modos História e Aventura, há como ser recompensado com tesouros, caso algum dos desafios propostos no início da fase tenha sido concluído. Com o bônus adquirido, é possível usar Ryo para comprar itens consumíveis e acessórios cosméticos para cada lutador. As tarefas extras variam entre executar jutsus precisos, por exemplo, e vencer batalhas cumprindo ações específicas.

Não se esqueça de usar os truques de ninja

Embora Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4 seja um jogo de luta na essência, o título oferece outros elementos para serem usados no decorrer dos combates. Dependendo do personagem selecionado, é possível soltar bombas, arremessar facas e executar truques de ninja para surpreender o adversário.

Movimente-se o tempo todo

Assim como nos outros jogos da série, Ultimate Ninja Storm 4 não dá chance para o jogador estudar o oponente com cautela. O segredo para dominar a mobilidade é manter-se em movimento e coordenar os golpes e combos intercalando entre esquivas laterais e pulos. Ser agressivo é uma necessidade, mas há momentos pontuais em que é preciso ficar distante do inimigo e o atacar com projéteis e jutsus de longa distância.

Combine ataques corpo a corpo

Apertar o mesmo botão de ataque repetidamente pode não ser a melhor estratégia para derrubar o rival e progredir na aventura. Isso acontece porque o adversário conseguirá interromper facilmente a sequência de golpes iguais. Portanto, é mais que necessário misturar habilidades evasivas, jutsus e investidas certeiras de ninjas aliados.

Fique de olho no Chakra

É preciso ficar atento ao medidor de chakra, exibido logo abaixo da barra de saúde do personagem, pois ele indica se o jogador ainda tem chakra suficiente para executar jutsus básicos e especiais. Tente economizar o recurso para utilizá-lo em momentos críticos do confronto, já que os jutsus causam dano considerável de uma só vez.

A forma de recuperar a barra de chakra é manter o botão triângulo pressionado – ou “Y” no joystick do Xbox One –, mas isso faz com que o personagem fique temporariamente vulnerável.

Modo história e modo aventura ordinários

O modo história consegue contar de uma maneira bem bacana o fim da história do mangá, ressaltando as principais partes da narrativa desde a revelação de quem é o vilão Tobi, seguindo do ponto onde o seu predecessor parou. Apesar de acertar a mão quando o assunto é animação 3D, o game peca em não aproveitar partes dos episódios já gravados para acrescentar à experiência.

A campanha é extremamente fácil e está ali apenas para cumprir o papel de um modo principal. Não há nenhum tipo de desafio, modo livre ou missões a serem cumpridas. Você escolhe jogar entre a linha da história de Sasuke ou Naruto até o ponto onde elas se cruzam.

Os aspectos dispensados no modo principal são reservados para a outra modalidade, chamada de Modo Aventura. Aqui, você continua a jogar com diversos personagens após os eventos da história. Você tem sidequests para cumprir, mapas para explorar e umas coisinhas a mais. Em outras palavras, o oposto do modo principal.

Essa dosagem acaba criando duas experiências distintas, mas ambas com a sensação de feitas pela metade. Talvez, o melhor caminho fosse seguir a mesma estrutura dos antigos jogos de PlayStation 2, que misturavam essa estrutura de aventura e RPG em conjunto com os eventos principais da história.

Mecânica de luta

Quanto a jogabilidade e mecânicas de luta, pouca coisa mudou. Ainda há pouquíssimos combos, apenas um golpe especial e uma finalização para cada ninja, além de alguns poucos itens. O modo de transformação ainda está presente, mas ele é desbalanceado. Afinal, alguns personagens mal têm alterações, enquanto o Naruto consegue se transformar na Kyuubi.

Já sabemos que a franquia Ultimate Ninja Storm (e muitos outros títulos baseados em animes) não tem como foco o modo competitivo nem se preocupa em desenvolver combos complexos para atrair um público hardcore. Todavia, o quarto game principal da série parece depender demais do conteúdo já pronto, pois quase tudo é reaproveitado das obras anteriores.

O grande destaque são as finalizações em equipe, que ganharam novos ataques combinados de encher os olhos. Esse é o game da série com a maior quantidade de heróis também, mas parece que as coisas boas acabam por aí. Há algumas apresentações bonitas no que há de novo, mas todo o resto parece reaproveitado dos títulos anteriores, sem melhorias além da resolução.

Essa qualidade é muito contrastante com o começo da campanha, por exemplo. O sistema de partículas, a modificação do cenário, os objetivos específicos da luta, os quick time events, as batalhas de bijuus em campo aberto e mais muitos outros elementos não são nem um pouco aproveitados no combate livre, que é ordinário e extremamente parecido com o que já havíamos visto anteriormente. Resumidamente, existe um potencial muito grande desperdiçado aqui.

No modo online, os servidores se mostraram bem instáveis nas partidas. Mesmo com uma boa conexão de internet, acontece problemas de lag em alguns momentos. Quando o assunto é multiplayer, o forte do game continua o mesmo: jogar localmente com um amigo de player 2 em lutas rápidas e casuais.

A Quarta Guerra Mundial Shinobi

Ultimate Ninja Storm 4 retoma a história em que o jogo anterior terminou. As Forças Aliadas Shinobi têm a vantagem sobre a Akatsuki, mas Tobi e Madara Uchiha continuam sendo obstáculos constantes para os heróis. Naruto, então, deve se unir aos aliados para tentar derrotar a dupla e impedir que completem o plano de conquista mundial.

O modo história se apresenta como uma série de batalhas, com cenas animadas que avançam a narrativa e agem como pausas na ação. O roteiro toma algumas liberdades ao adaptar a história para o jogo, mas todas as informações e momentos importantes estão presentes para tornar a experiência coesa. A vantagem é que os fãs que já sabem a sequência de eventos não precisam esperar muito para reviver as batalhas principais, enquanto os que veem o arco final pela primeira vez não ficam perdidos ao longo da jornada.

Existe também o modo Aventura, que funciona como epílogo para a narrativa principal. Este permite que o jogador explore vários locais do mundo de Naruto e oferece várias missões. Embora a trama deste modo não tenha consequências importantes para a história geral, ainda é uma opção divertida para aqueles que buscam mais conteúdo depois dos créditos.

Retoques no Gameplay

O gameplay em Ultimate Ninja Storm 4 continua com a mesma base dos antecessores. Além de combos básicos, podem gastar um pouco da barra de chakra (barra azul) para usar habilidades especiais ou correr rapidamente em direção ao oponente. As batalhas ocorrem no campo circular em que os jogadores têm movimentação livre e são travadas com três personagens. Um jogador é o líder, e luta enquanto os outros dois são apoios e podem ser chamados para ajudar brevemente no campo.

A principal novidade agora é que o jogador pode trocar o líder da equipe no meio da batalha, o que torna o confronto mais frenético. Além disso, foram adicionadas outras habilidades como especiais combinados, em que todos os personagens da equipe se juntam para criar um novo golpe. Foi introduzido ainda o contra-ataque, que para ser usado deve-se gastar ¼ da barra de chakra.

A quantidade de personagens também é assustadoramente grande. São mais de 100 lutadores no jogo, a maioria disponível desde o início. Existem variações dos mesmos personagens, mas no caso dos principais há sempre diferenças em termos de golpes e ataques especiais.

O jogo oferece vários modos, desde batalhas livres até torneios e ligas para serem jogados com amigos. Por outro lado, jogar com amigos no mesmo console parece ser a única opção viável atualmente, já que ao tentar procurar partidas online durante os testes não foi estabelecida uma conexão estável com algum oponente. 

Ninpous, Jutsus e mais

Um destaque extremamente positivo, como na maioria dos jogos da Bandai, é a jogabilidade. Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball, One Piece e muitos outros jogos baseados em animes, são construídos sempre com uma ideia de trazer todo o sentimento das batalhas que assistimos, para o nosso controle. Em Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4 esse grau é elevado a enésima potência, pois há possibilidades diversas para relembrar grandes cenas do desenho. Um exemplo claro disso é quando, numa luta 3×3, você consegue escolher personagens que tem algum tipo de relação e já trabalharam juntos no anime, e assim sendo, conseguirá desferir um Jutsu Especial, combinando as 3 forças, ou em alguns casos, 2. Também há a possibilidade de você alternar entre os 3 personagens, porém utilizando a mesma barra de vida.

Os controles não são difíceis, o que faz a curva de aprendizado ser bem tranquila. A variedade de personagens é a maior já vista num game da franquia, e cada um possui uma habilidade e gameplay diferente, assim como funciona no desenho. Saber escolher seu time de acordo com as suas concepções de batalhas é uma estratégia importante de vitória. Personagens que atacam a longo alcance, mesclado com um que tem muita velocidade ou uma força descomunal, podem dar uma sustentação diferente que confunda o adversário.

Arigato – “Obrigado”

Uma novidade importante para o público brasileiro é, além de estar totalmente localizado, a adição da dublagem brasileira pt-br, com as vozes do elenco principal do desenho, dada a importância gigante e a popularidade que Naruto conquistou nas terras tupiniquins. Assim, aqueles que acompanham a série pela TV, conseguirão jogar com seus heróis do mesmo jeito e com as mesmas emoções que tiveram ao assistir. O mesmo aconteceu com o jogo do Cavaleiros do Zodíaco, no qual pudemos sentir a nostálgica presença dos dubladores originais do Anime.

Obtendo rank “S” em “Kaguya, the Violent Goddess (Part 1 and 2)”

Esta é um batalha de chefe dividida em duas partes. Você precisará conseguir um rank “S” nos dois capítulos para obter as conquistas “Farewell, Obito” e “Surpassing A Goddess” . Para fazer o rank “S”, você precisará terminar a batalha com 90% ou mais de energia e e conseguir todas as estrelas durante as QTEs. Depois da batalha, é possível ver os detalhes da pontuação pressionando X (XBOX One) ou Quadrado (PS4). É recomendável manter distância e executar os Ninjutsus de longo alcance. Depois disso, restaure o chakra logo após atacar e repita o processo. Se tiver que manter o combate próximo, vá pressionando LT (XBOX One) ou L2 (PS4) para esquivar e na primeira oportunidade vá criando distância.

Quando ela vier na sua direção e você não tiver Chakra para executar um Ninjutsu, você pode usar o Chakra Dash e executar um combo em seguida (custa menos chakra e irá fazê-la recuar). Mas nunca chegue perto dela com a sua barra de substituição vazia, pois você não conseguirá esquivar.

Obtendo Rank “S” em “Naruto And Sasuke”

Para obter o troféu “The Last Man Standing”, você precisa completar o último capítulo com Rank “S”. Para conseguir rank “S” , você precisa ter mais de 90% de exergia e obter todas as estrelas durante as QTEs. Há duas sessões de luta que contam para “Naruto And Sasuke”, elas podem ser encontradas no vídeo a seguir em 3:58-5:17 e 15:05-22:00. O resto são apenas cutscenes e o final do jogo. A melhor formas de obter um rank “S” é usando o Chakra Dash e executando um combo logo em seguida. Pressione LT (XBOX One) ou L2 (PS4) para evitar os ataques inimigos e durante as QTEs, apenas pressione todos os botões rapidamente para conseguir 100% das estrelas. Não é necessário terminar as duas batalhas seguidas com rank “S”. Elas podem ser selecionadas individualmente depois.

Preparação

Sempre que for para cima do seu oponente vá preparado, nunca avance com pouco chakra, se você tiver uma substituição a menos que o oponente é aceitável, a partir de duas substituições a menos fique na defensiva ou ataque a distância até se recuperar (a não ser que seu oponente esteja sem chakra, pois neste caso, as chances de ele contra atacar são mínimas, mesmo estando em vantagem na substiuição).

Investida

Treine muito, mas muito mesmo a sua investida com os botões Y,A (Corrida de chakra), pois ele será essencial para reduzir ou até mesmo acabar com a substituição do oponente, sendo que sempre que ele substitui, use rapidamente o Y,A para ficar em cima dele e o ataque com combos forçando-o a substituir novamente, assim você pode seguir este ciclo até a substituição dele acabar ou você ficar sem chakra.

Tome muito cuidado com o Break Down (RT+X) do oponente pois essa habilidade quebra a sua investida e seu ataque físico comum, lhe deixando tonto por alguns segundos, podendo tomar um Jutsu Supremo sem nenhuma chance de reação. Preste muita atenção no barulho que o Break Down emite para você evita-lo a tempo, pois você pode freiar sua investida apertando Defesa (RT), quando você evita o Break Down, o oponente fica vulnerável a Jutsus(Y,B), Jutsu Supremo(Y,Y,B) Ferramentas Ninja(X) e Agarrão (RT+B).

Por mais que não pareça, os Jutsus (Y,B) são mais eficazes a curta distância, pois a longa distância seria um poder muito óbvio para o oponente reagir ou desviar.

Finalização

Para esta regra, aconselho ter escolhido o tipo “Jutsu Supremo” pois com o inimigo sem substituição ele estará bastante vulnerável ao “Jutsu Supremo”, aproveite este momento, mas use o Jutsu Supremo na hora certa como no meio de um combo (B,B,B,B,Y,Y,B) para ele não reagir ou quando ele estiver fazendo alguma ação, como tentando te atacar, pois assim não haverá tempo do oponente efetuar sua defesa contra o Jutsu Supremo.

Experiência audiovisual mista

O jogo é, de certa forma, bem bonito, principalmente no que diz respeito às adições recentes, como personagens, cenários e modo campanha. Entretanto, esse primor gráfico causou muitas vezes uma queda incômoda de frames por segundo, que deveriam ser travados em 30, mas não conseguem manter o padrão sempre.

Lembra-se do que acabamos de falar sobre o conteúdo novo ser mais caprichado do que o restante? Graficamente, o problema persiste. Há um contraste grande entre golpes, animações e até mesmo finalizações dos personagens mais recentes em relação aos que já vêm acompanhando a série há um tempo.

Se existe um ponto positivo de peso aqui é a dublagem do game, que conta com quatro idiomas, incluindo o português brasileiro. Se você é fã do anime, provavelmente prefere a versão japonesa, que já vem como padrão. Entretanto, você pode experimentar o jogo todo com as vozes nacionais, que contam com os principais dubladores oficiais. Apesar de manter uma qualidade relativamente boa, há problemas de traduções, pausas repentinas nas falas e algumas entonações estranhas.

Gráficos

Os gráficos da franquia sempre foram fantásticos e Ultimate Ninja Storm 4 não é exceção. Os personagens são tão bem feitos que parecem ter saltado diretamente das páginas do manga. Adicionalmente, as animações do modo história são fantásticas e dão nova vida ao que muitos fãs já conhecem.

Porém, muitas vezes são usadas fotos diretamente do anime, apenas com uma leve estilização por cima. Além disso, embora nas batalhas nunca haja queda na taxa de quadros, o problema ocorre quando o jogador explora a vila de Konoha no modo Aventura. São erros pequenos perto do restante do jogo, mas estão lá.

Referências:

Jogos Enternauta, Combo Infinito, Voxel, Techtudo, Wikipedia.

Deixe seu comentário: