Dishonored 2

Dishonored 2 é um jogo eletrônico de ação-aventura furtiva desenvolvido pela Arkane Studios e publicado pela Bethesda Softworks. É uma sequência de Dishonored de 2012 e foi lançado mundialmente em 11 de novembro de 2016 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. A história se passa na cidade costeira de Karnaca quinze anos depois dos eventos do jogo original, seguindo a imperatriz Emily Kaldwin ou seu pai Corvo Attano enquanto tentam reconquistar o trono usurpado pela bruxa Delilah Copperspoon. Tanto Emily quanto Corvo empregam suas próprias habilidades sobrenaturais únicas para poder completar missões e eliminar alvos por meio de furtividade ou violência, navegando através de ambientes abertos.

Ideias para Dishonored 2 foram concebidas durante o desenvolvimento dos conteúdos para download do jogo original, o que levou a decisão de dar voz ao personagem de Corvo depois de ele ter permanecido um personagem silencioso durante toda a história. O avanço na linha temporal ocorreu assim que foi proposto que Emily, que era apenas uma criança em Dishonored, se tornasse uma personagem jogável. O visual do título foi inspirado em obras de arte como pinturas e esculturas. A cidade de Karnaca foi inspirada em países mediterrâneos como Grécia, Itália e Espanha, com os desenvolvedores se influenciando pela arquitetura, moda e tecnologias de 1851. A Arkane também desenvolveu um motor de jogo totalmente novo para uso em Dishonored 2.

O jogo foi muito bem recebido pela crítica ao ser lançado. Elogios foram feitos para as melhorias realizadas em relação ao título original, como a furtividade mais desafiadora, a adaptabilidade dos poderes de Corvo e Emily, a direção de arte, o projeto criativo das missões individuais, a concepção do mundo de jogo, boa inteligência artificial e valor em se jogar de novo. Os principais pontos negativos foram direcionadas para uma narrativa decepcionante, além de alguns erros técnicos e problemas com a versão para Microsoft Windows. Dishonored 2 foi indicado a vários prêmios e teve números de vendas razoáveis. Mídias adicionais foram criadas com o objetivo de aprofundar o mundo da série, incluindo duas histórias em quadrinhos e três romances.

Jogabilidade

Dishonored 2 é um jogo eletrônico de ação-aventura furtiva jogado a partir de uma perspectiva em primeira pessoa. Logo depois do prólogo e tutorial, o jogador pode decidir jogar como a imperatriz Emily Kaldwin ou como seu pai Corvo Attano, o protagonista do jogo original. O objetivo do jogo é eliminar alvos em diferentes fases, com objetivos paralelos desbloqueando métodos alternativos de assassinato, abordagens não-letais e caminhos diferentes para se alcançar os objetivos. O jogador tem a sua disposição diversos itens como espada, pistola, besta, granadas e minas, todas as quais podendo ser aprimoradas. Melhoramentos para os equipamentos podem ser comprados em lojas do mercado encontradas nas fases, com plantas espalhadas pelos níveis podendo desbloquear novos melhoramentos em potencial. Moedas são necessárias para se comprar esses aprimoramentos, que também podem ser adquiridas explorando as fases ou conquistadas a partir de outros colecionáveis, como através de pinturas roubadas. O jogador pode escolher sempre uma abordagem violenta, pacífica, furtiva ou chamativa, sendo possível completar o jogo sem matar ninguém.

A detecção dos inimigos funciona a partir de linha de visão, com o jogador podendo usar coberturas ou áreas elevadas fora dos cones de visão dos inimigos para permanecerem furtivos. A escuridão pode ajudar o jogador a permanecer escondido, porém só funciona a certa distância. Medidores de alerta de inimigos e trechos musicais informam o jogador se foi avistado. Barulhos podem fazer oponentes investigarem certas áreas, incluindo barulhos feitos por garrafas quebradas ou pela espada do protagonista batendo em uma parede; isto também pode ser utilizado para deliberadamente atrair guardas para armadilhas ou para quebrar sua rota de patrulha. O jogador pode olhar através de buracos de fechaduras a fim de observarem um aposento antes de entrarem, podendo também se inclinar a partir de coberturas com o objetivo de observarem os arredores. O jogador em Dishonored 2 pode ser detectado caso fique inclinado de uma cobertura por muito tempo, algo que não estava presente no Dishonored original. Os corpos de inimigos subjugados podem ser carregados e escondidos. Alarmes podem ser desativados ou alterados para que sejam usados a favor do jogador.

O título possui vários golpes não-letais que tem o objetivo de tirar o equilíbrio de inimigos ou deixá-los inconscientes, como gravatas, bloqueios, empurrões, chutes, deslizamentos, dardos soníferos, minas de tonteio e habilidades sobrenaturais. Também presente é o sistema de caos do jogo anterior. O jogador adquire caos ao matar oponentes, representando o protagonista desestabilizando o mundo. Um novo elemento adicionado em Dishonored 2 faz o jogo, no começo de cada missão, designar proceduralmente personagens não-jogáveis com três estados: simpático, culpado e assassino. Matar um personagem “simpático” cria mais caos do que matar um dos outros, enquanto matar um “assassino” concede menos caos. A quantidade de caos gerada afeta os diálogos de Emily ou Corvo, além da quantidade de inimigos presente em cada fase. Insetos chamados de moscas de sangue fazem ninhos em corpos, assim há mais moscas de sangue caso o jogador mate mais pessoas, também encorajando o jogador a esconder corpos longe delas durante as missões. Cada fase tem um tema único, seja em ficção ou em mecânica de jogo. Por exemplo, em uma missão o jogador é confrontado com duas facções cada uma com seus próprios alvos de assassinato, enquanto em outra o jogador viaja no tempo por meio de um artefato mágico.

Usando suas habilidades e amuletos

O grande atrativo do game é o uso das habilidades de Corvo e Emily. Enquanto o herói mantém boa parte do que foi apresentado no primeiro game, a princesa traz um leque inédito de habilidades para encarar os desafios.

Caso queira ser mais furtivo e causar poucas mortes, dedique suas runas a habilidades menos ofensivas, ou com efeitos de distração para seus inimigos.

Emily, em especial, tem diversos poderes neste estilo, incluindo Encanto, que a torna invisível para pessoas afetadas, e Aspecto Sombrio, que a torna em uma criatura capaz de passar despercebida mais facilmente.

Corvo também tem algumas habilidades especiais neste sentido, incluindo Possessão e Distorção Temporal.

Elas podem substituir os ataques corpo a corpo e ajudar em tarefas da campanha. Todas podem ser evoluídas com Runas – itens que ficam espalhados no cenário e que servem como pontos de habilidades. Para isso, basta acessar o menu principal e escolher a melhor forma de usar as runas acumuladas.

Outro ponto fundamental é utilizar o “Amuleto de Ossos” para conceder vantagens no jogo, com mais chances de encontrar itens, melhorias no combate etc. Assim como as runas, eles ficam espalhados pelo cenário, necessitando usar o “Coração” para encontrá-los.

Agindo sorrateiramente

Dishonored 2 não é um game que exige que o jogador seja sorrateiro o tempo inteiro. Porém, boa parte de suas habilidades e perícias proporcionam esse tipo de ação. Dessa forma, é preciso aprender alguns comandos para agir de forma bem discreta.

Com o botão de agachar, você consegue se esconder atrás de plataformas, muros e andar silenciosamente. Esse tipo de movimento é necessário para não chamar a atenção de seus inimigos. Também há diversas habilidades que ajudam, como a “Visão Predatória”, que permite observar seus inimigos através das paredes.

Escalando prédios, plataformas e outras construções

Diferentemente dos jogos convencionais em primeira pessoa, Dishonored 2 permite que o jogador tenha uma liberdade maior para explorar o cenário. Para isso, é preciso escalar e pular todo tipo de construções espalhadas pelas fases.

O procedimento é simples. Basta movimentar o personagem até o destino desejado e efetuar o pulo. É preciso ter uma certa precisão com o movimento, pois, dependendo da queda, pode ser fatal. Para escalar, o procedimento é o mesmo. O personagem automaticamente se estica para alcançar o ponto mais alto.

Você também pode evoluir a habilidade Teletransporte. Com ela, Corvo e Emily conseguem se locomover em distâncias ainda maiores. Tanto para pular em outra plataforma, como atingir um ponto mais alto.

Moldando o seu final

Dishonored 2 é um game em que o jogador molda a personalidade de seu personagem durante o jogo. De acordo com suas atitudes, Corvo ou Emily serão mais temidos e conhecidos, ou pouco populares e sem causar alardes por onde passam.

Essas atitudes fazem com que o jogo tenha diferentes finais. Portanto, é importante manter o foco em uma personalidade forte e, quando for jogar novamente, fazer com que elas sejam completamente diferentes do que foi feito antes.

Aguente se na Primeira Missão

Em Dishonored 2 não começas desde logo com os teus poderes, precisas completar a primeira missão antes disso. Para alguns poderá ser frustrante pois estarás a explorar e a aprender mais sobre como funcionam as coisas, sem ter uma ideia de que como o jogo realmente é, sem ter uma ideia do seu potencial.

Encara a primeira missão como uma amostra, um momento para aprender o básico de Dishonored 2, e não te deixes sentir frustrado. É uma bela forma de te familiarizares com os elementos furtivos e até pode ser que te sintas incentivado a experimentar diferentes abordagens. Em breve irás conhecer todo o potencial do jogo.

Para os mais veteranos, Dishonored 2 será uma espécie de dois jogos em um, graças às diferentes posturas entre as quais os jogadores podem escolher.

Não te preocupes com o Chaos, Ghosting e puro Stealth

Não te preocupes demasiado com a pontuação no final do nível, isso fica para uma segunda sessão com o jogo. Na tua primeira vez em Dishonored 2, desfruta do que o mundo tem para oferecer, dos cenários e estuda os diferentes percursos que cada nível oferece. Encara os ecrãs de missão como uma informação e não uma avaliação.

Se quiseres apostar no combate, segue em frente e recorrer às belas habilidades, mas se estiveres a ter problemas com o stealth, não te deixes incomodar por isso, aprende com cada situação para que mais tarde possas voltar e fazer as coisas como queres fazer. Dishonored 2 permite que o jogador actue como quer, não existe maneira “errada” de jogar.

Dá tempo para a tua mana regenerar

É preciso ter bastante cuidado com a gestão dos teus recursos em Dishonored 2, poderás dar por ti sem mais consumíveis para apanhar e com muitos desafios ainda pela frente. Além de gerir com cautela os itens, precisas ter alguns cuidados com a forma como geres a tua mana e o tempo que esperas antes de utilizar um das habilidades básicas.

Irás notas que após usares Blink ou Far Reach, a barra de mana irá regenerar desde que não utilizes um novo poder durante alguns segundos. É muito importante pois assegura que podes utilizar os poderes um número ilimitado de vezes. Desde que não os utilizes numa cadência desenfreada.

Não te esqueças que ao usar Dark Vision a tua mana também se regenera.

Usa a Dark Vision

Dishonored 2 poderá tornar-se numa espécie de tentativa e erro, especialmente quando ainda não conheces a área. Por mais cuidado que tenhas, existe sempre algo para te surpreender. Logo na segunda missão, terás acesso à Dark Vision, uma habilidade que te confere uma espécie de sensibilidade térmica, permitindo que vejas os guardas pelas paredes e portas. Isto sem esquecer que a poderás melhorar para se tornar ainda mais útil.

A Dark Vision poderá não funcionar em algumas paredes nos exteriores, e terá de entrar numa estrutura para visualizar os inimigos. No entanto, é das habilidades mais importantes no jogo.

Vá para o alto

Esta talvez seja a dica mais básica, mas também mais importante: não fique nas ruas.

Karnaca é patrulhada constantemente por guardas que não demoram muito a reconhecer e atacar Corvo ou Emily. Por isso, é importante ficar fora do seu campo de visão, e o modo mais fácil de fazer isso é seguir pelo alto.

Além disso, é mais fácil saber e estudar as rotas de inimigos e caminhos diferentes a serem acessados de um ponto de vista mais alto

Evite conflitos

Em geral, a melhor forma de não ser visto em “Dishonored 2” é tentar evitar ao máximo contato com os inimigos. Por isso, às vezes vale mais contornar estes problemas.

Se uma sala ou ambiente está sendo patrulhado por dois ou mais soldados, é melhor não confrontá-los – pelo menos no início do jogo, antes de desbloquear versões mais poderosas de suas habilidades

Use o ambiente a seu favor

Nos mapas de “Dishonored 2”, há provavelmente 120 garrafas para cada ser humano presente.

Pode parecer simples demais, mas mesmo arremessar um objeto para fazer barulho pode fazer a diferença entre ser detectado ou não, especialmente nas primeiras horas de jogo

Diminuindo o número de inimigos

É fácil acabar entrando em uma batalha maior do que você espera. Você vê um patrulheiro vagando por aí e pensa: “Ei, vamos matar aquele cara.” É uma ideia perfeitamente justa, mas você pode não saber sobre os dois homens em uma sala lateral que estão dentro de alcance. E então há outro patrulheiro que pode vagar ir a mesma sala, e então você começa a lutar contra esses três. As coisas podem sair do controle sem muito aviso.

Mesmo como um jogador combativo, você precisa pensar um pouco como um furtivo antes de se envolver em uma luta. Fique quieto quando você estiver fora do combate, e olhe ao redor antes de atacar qualquer um. Se você ver inimigos que estão absolutamente isolados, mate-os imediatamente. Se você usar assassinatos furtivos, você pode matar esses inimigos e ainda matar outros alvos antes que as batalhas altas e caóticas comecem. É fácil matar uma ou duas pessoas ao mesmo tempo, portanto, mantenha suas opções abertas envolvendo essas matanças furtivas.

Armas Combinadas

É importante usar mais do que sua espada na batalha. Corvo e Emily têm várias armas à sua disposição, e estas não são destinadas a serem usadas exclusivamente. Você não tem Balas suficiente para abusar tiros de pistola durante todo o dia e noite. Em vez de usar uma arma só, você é melhor se você combinar todas as suas armas.

Aqui está um exemplo. Imagine um quarto com três inimigos próximos. Você não pode matá-los calmamente (ou não quer), então vai ser uma luta. Chegar investindo no grupo permite que você mate automaticamente um inimigo com sua espada porque eles não estão prontos para bloquear. Você mata esse alvo, e os outros dois mostram lâminas. Você atira no primeiro que se aproxima, com sua Pistola. Se você tiver sorte, você consegue uma baixa instantânea, mas mesmo se ele sobreviver, você pode atacar enquanto ele está cambaleado e mate-o. Bloqueie para parar o próximo atacante de feri-lo e, em seguida, salve sua munição, porque um sobrevivente sozinho não tem quase nenhuma esperança contra você no corpo a corpo.

Desta forma, você derruba três inimigos com apenas uma Bala gasta. Mas se você tentou puro corpo a corpo, você teria que segurar dois atacantes ao mesmo tempo, o que é substancialmente mais complicado.

Fique fora do caminho esperado

A maioria dos inimigos patrulham e olham grandes entradas e avenidas pela área. Eles não gastam muito do seu tempo olhando telhados, prédios abandonados e outras rotas não tradicionais. Devido a isso, você pode esgueirar-se facilmente e um pouco rapidamente, ficando acima de seus inimigos ou em torno deles.

Explore para encontrar esses caminhos opcionais. Salve seu jogo e explore sem se preocupar com a letalidade, sendo visto, etc  Basta correr e olhar para qualquer coisa útil. Depois de encontrar algumas possibilidades interessantes, carregue seu jogo novamente e alcance esses pontos quietamente. 

Coletando e Criando Bone Charms

Bone Charms concedem a seu personagem bônus menores. Você se beneficia destes sempre que você equipar um Bone Charm. Esses itens podem incluir até quatro efeitos positivos e um único efeito negativo se tiverem sido corrompidos. Bone Charms corrompidos são encontrados com um traço negativo, ou podem ser acidentalmente criados dessa forma se você usar a Criação de Bone Charms como uma de suas habilidades.

Porque o sistema de Criação de Bone Charms é tão forte, recomendamos que cada personagem veja isso. Você pode sacrificar os Bone Charms que você encontra, aprender suas características para a futura criação, e te dá o Osso de Baleia Cru no processo. Este Osso de Baleia Cru é então usado quando você faz os seus próprios Bone Charms.

Você tem permissão para aumentar o mesmo efeito positivo em até quatro vezes em seu personagem. Assim, por exemplo, um efeito que lhe dá saúde sempre que você faz X pode ser aplicado até quatro vezes (no mesmo item ou espalhados por vários Bone Charms).

É por isso que a Criação é tão útil; Você pode multiplicar todos os seus bônus favoritos e levá-los ao máximo. Por exemplo, em nossas jogadas furtivas, obtemos a máxima velocidade para o nosso movimento agachado (Swift Shadow), temos uma grande chance de recuperar os dardos do sono depois que eles são usados ​​(Lucky Needle), mover mais rápido ao carregar um corpo (Undertaker) e engasgar as pessoas mais rápido (Strong Arms).

Um verdadeiro líder pode ser misericordioso

Para obter a classificação Misericordioso você não pode matar qualquer pessoa durante o jogo. Bloodflies, Peixes, Ratos, Soldados Clockwork, e Bloodbriars ainda podem ser mortos, porque nenhum deles são pessoas. Guarde Balas e Parafusos para esses inimigos, e use habilidades, nocautes não letais e Dardos do Sono para fazer o resto do seu trabalho.

Quando confrontado com um alvo importante, procure sempre uma solução especial. Para cada NPC maior tem uma maneira de derrotá-los sem violência letal. Passe tempo extra usando essas alternativas legais.

Você não tem que ser um jogador puramente furtivo para ser Misericordioso. Se você melhorar seus dardos de sono, você pode usá-los muito eficazmente no combate. Com desvios hábeis, você pode sufocar os alvos sem prejudicá-los. Estas técnicas tornam muito mais fácil obter uma classificação Misericordioso sem ter que evitar cada encontro único no jogo.

Referências:

Clube Do Game Colombo, Eurogamer, Uol, wikipedia, techtudo.

Deixe seu comentário: