Death Stranding

Death Stranding (デス・ストランディング Desu Sutorandingu?) é um jogo eletrônico de ação desenvolvido pela Kojima Productions e publicado pela Sony Interactive Entertainment. Foi lançado no dia 8 de novembro de 2019 para PlayStation 4 e será lançado em 2020 para Microsoft Windows. É o primeiro jogo da companhia e seu diretor Hideo Kojima após a dissolução da empresa como subsidiária da Konami, em 2015. O seu elenco conta com os atores Norman Reedus, Troy Baker, Mads Mikkelsen, Léa Seydoux e Lindsay Wagner. O diretor Guillermo del Toro também participará do jogo, mas sua voz e movimentos serão capturados por outra pessoa. O título refere-se ao fenômeno do arrojamento, em que animais marinhos encalham em praias.

Death Stranding foi anunciado oficialmente durante a conferência de imprensa da Sony na Electronic Entertainment Expo de 2016. Seu desenvolvimento completo começou em 2017 utilizando o motor de jogo Decima, criado originalmente pela Guerrilla Games e aprimorado por esta e pela Kojima Productions. Um dos principais aspectos do jogo é a conexão entre vida e morte, com Kojima inspirando-se em um conto do escritor Kōbō Abe (The Man Who Turned Into A Stick (棒になった男 – Bō ni natta otoko) para o desenvolvimento dos temas e jogabilidade do título.

Death Stranding recebeu críticas geralmente favoráveis ​​através da crítica especializada, que o viram como uma experiência única e elogiaram sua dublagem, trilha sonora e gráficos, embora muitos tenham sido polarizados por sua jogabilidade e história.

Entregas

Faça várias entregas por viagem. Cumprir diferentes pedidos destrava ferramentas e uma conexão quiral aprimorada. Quanto maior o nível, mais estruturas estarão disponíveis para a construção, como pontes e torres. Esses recursos serão bastante úteis para poupar tempo de andança.

Entregando itens requisitados ou recuperando a carga perdida vai aumentar a reputação de Sam Bridges como entregador. Quanto mais popular, mais a capacidade de carga é melhorada.

O jogador não está sozinho no universo de Death Stranding. Conforme as criações são colocadas no mundo, os outros jogadores poderão curtir as obras, melhorando os próprios atributos. Claro que é uma via de mão dupla: aproveite as ferramentas deixadas pelos amigos para conseguir caminhos rápidos e melhores.

As caixas postais espalhadas no mundo funcionam como um cofre que permitem guardar itens temporariamente para o protagonista conseguir carregar ainda mais peso.

Carregamento

O gerenciamento é importante. Os pedidos vão exigir itens leves ou uma quantidade grande de cargas pesadas. É importante avaliar a distância e como serão transportados os itens. No início, saiba realocar os produtos no corpo de Bridges e, depois, use veículos, bolsas e tudo o que tiver direito.

O jogador precisa ter uma noção não somente do próprio corpo, mas também do terreno a ser enfrentado. Mesmo que a carga esteja montada no protagonista, os lugares íngremes ou os rios podem dificultar a vida.

Fique atento aos comandos do R2 e L2 que vão auxiliar na hora de manter o equilíbrio. Os MULEs vão tentar desequilibrar e o próprio ambiente parece agir contra o Sam.

A luta contra os EPs

Os BTs são os seres assustadores de Death Stranding. Nestas horas, furtividade é a principal aliada neste momento. O Odradrek, equipamento funcionado pelo BB, vai apontar a localização dos monstros, por isso, evite ficar próximo. Segure o fôlego para conseguir escapar despercebido.

Há a opção de derrotar os EPs e coletar Cristais Quirais. Com as armas corretas, é uma boa forma de obter recursos especiais para a construção de ferramentas.

Mesmo com o aparecimento dos monstros, continue na missão de entregar os pedidos. É possível que novos equipamentos surjam e facilitem a vida contra as criaturas.

Construa as estradas assim que possível

Assim que Sam alcançar Lake Knot City na região central do país, os jogadores podem construir estradas pelo mapa que interligam os terminais, dando fácil acesso aos principais pontos de interesse.

Para isso, é preciso doar boas quantias de cristais quirais, metais e cerâmicas para a autopavimentadora que vai criar as rodovias a partir de carbono.

Essas estruturas ainda são coletivas, ou seja, as estradas que outros jogadores criarem também podem aparecer para você. Por isso é uma boa se conectar diretamente com quem estiver empenhado nas construções, assim vocês podem se ajudar e todos saem ganhando.

Fique de olho nas construções de outros jogadores

Um dos pontos fortes do multiplayer de Death Stranding é a conexão entre os mundos dos jogadores, que faz com que as construções de outra pessoa apareçam aleatoriamente em seu mapa.

Algumas entregas vão fazer Sam carregar mais de 100 quilos, então será bem complicado levar as cargas e os itens de escalada que são cruciais em áreas íngremes e montanhosas.

O jeito mais fácil é fuçar o mapa para encontrar cordas, escadas, pontes ou qualquer construção útil que outros jogadores deixaram por aí e traçar uma rota personalizada por eles — assim você carrega menos carga e ainda consegue fazer um caminho até o objetivo.

Sempre carregue um CQP

O CQP (que significa “construtor quiral portátil”) é o seu mais novo melhor amigo. Ele é uma tecnologia capaz de construir diversas estruturas, como geradores de energia, quartos privados, abrigos contra a chuva temporal e outras coisas úteis.

Em trajetos muito longos que envolvem montanhas, Sam pode ficar cansado ou a energia de sua moto pode acabar, deixando o jogador em uma bela enrascada.

Por isso, é sempre bom ter um CQP acoplado no porta-ferramentas da mochila, assim não sobrecarrega o peso das cargas nas costas e ainda tem um belíssimo “plano B” se as coisas derem errado.

Use e abuse da previsão do clima

Ao decorrer do jogo, Sam acaba adquirindo dois recursos importantes para manter as rotas ainda mais seguras: a previsão do tempo e a criação de abrigos contra a chuva temporal.

Prever o tempo faz com que o jogador fique ciente de quando e onde a “chuva temporal”, causada pela presença de BTs (os monstros do “outro lado”), vai acontecer para poder traçar uma rota que evite os inimigos.

Já para criar um abrigo é preciso de um CQP (já citado aqui antes). Ao interagir com a estrutura, o jogador pode acelerar o tempo até a “chuva temporal” parar e a área já estiver livre dos BTs. Ela ainda restaura o dano de suas cargas, sendo também um belo lugar para Sam descansar.

Preste atenção nas placas espalhadas pelo mapa

Os jogadores podem se ajudar indiretamente colocando placas que avisam de pontos de interesse ou perigos em determinadas áreas. Algumas avisam onde tem BTs ou MULEs (inimigos humanos), outras já apontam fontes termais que restauram a estamina de Sam.

Por mostrarem tanto o que é negativo quanto positivo para o jogador, é sempre bom ficar de olho nelas quando o mapa for aberto. Elas podem dar uma dica valiosa para que a sua viagem não seja interrompida por fatores desagradáveis.

Algumas placas ainda são interativas e podem restauram a energia do protagonista, acelerar sua velocidade, acalmar o BB, entre outras coisas. Então não deixe de passar por elas!

Use bem o espaço e equipamento

Muito do desafio de Death Stranding diz respeito ao gerenciamento de inventário e bom uso do sistema de física do game. Para melhorar os movimentos do protagonista Sam, é uma boa ideia equipar as suas escadas e equipamento de escalada nos seus braços e pernas, distribuindo bem o peso de tudo para que o personagem não tropece sem necessidade. Deixe para guardar na caixa de ferramentas os itens de médio e grande porte.

Corra com cuidado

Sempre que Sam estiver correndo pelo mapa, aumentam as chances de que o personagem caia acidentalmente. Quando o terreno é inóspito, repleto de rampas ou pedras, a corrida é ainda mais arriscada, então prefira andar devagar por essas áreas. Lembre que Sam possui uma espécie de pulo duplo: quando for saltar, aperte o botão de pulo novamente para que o personagem faça um salto longo, ideal para atravessar pequenos buracos e abismos.

Não esqueça de descansar

Sam é uma pessoa comum e não aguenta correr por muito tempo sem parar para descansar. Quando o personagem estiver fadigado, aumentam as chances de tropeçar e perder sua valiosa carga, então pare um pouco de tempos em tempos. Lembre que você pode segurar os botões L2 e R2 nos terrenos mais íngremes para descer com cautela extra.

Equilibre bem as encomendas

Quando as encomendas nas costas de Sam forem muito pesadas, você perceberá que o personagem e as caixas balançam para os lados enquanto ele anda. Tente caminhar de forma a regular sozinho o peso, novamente apertando os botões L2 ou R2 enquanto se vira para garantir que nada caia no chão. A tentação de largar itens pode ser grande, mas eles somem e são considerados perdidos de vez caso você fique a mais de mil metros de distância deles. Sendo assim, guarde os itens que não for transportar ou utilizar.

Ganhe muitos likes

A conexão da sociedade em Death Stranding passa por profundos elementos online. No geral, contribuir para fazer um mundo melhor é a chave para receber curtidas de outros jogadores: melhore as estruturas deixadas para trás por outras pessoas, entregue itens pedidos por outros jogadores e construa atalhos úteis na exploração. Cada curtida recebida gera uma notificação e um pequeno aumento de fôlego. Se a obra de outro jogador estiver atrapalhando seu progresso, segure o botão Options para destruí-la. Quanto mais likes você der, mais curtidas receberá de volta, então não tenha vergonha de enviar muitos joinhas.

Ajudas durante a viagem

Algumas rotas de entrega de Death Stranding consomem muito tempo de viagem. Felizmente, há alguns itens e elementos que tornam o caminho mais tranquilo. Passe por cima de um sinal BB para deixar o feto feliz e aliviar o seu estresse. Passe por cima de uma seta para ganhar mais velocidade em seu veículo. Se estiver com dificuldades para encontrar bons transportes, vasculhe as garagens em busca das motos de outros jogadores. Se você criar mais de quatro veículos, suas sobras serão desmontadas e enviadas online para ajudar outros jogadores também.

Dicas de combate

Mules são os inimigos mais recorrentes de Death Stranding, e a melhor forma de lutar é segurar o botão L2 para preparar seu Strand, e então pressionar R2 para dar parry enquanto o tempo desacelera. Se o inimigo soltar um item, vale a pena pegá-lo rápido para atacar as demais ameaças mais próximas. Quando o inimigo cair, olhe os símbolos acima dele; se aparecerem dois círculos, eles logo levantarão para seguir lutando. Ataque até aparecerem estrelas, o que indica que eles continuarão caídos, sem representar uma ameaça para Sam.

Crie checkpoints pelo caminho

A distância entre dois abrigos pode ser muito grande, então é uma boa ideia deixar caixas de correio no meio do caminho entre seus dois postos de descanso. Nas caixas você pode deixar parte das suas encomendas guardadas, e então viajar mais leve. Outra boa ideia é construir geradores do lado de fora dos bunkers dos Preppers, os personagens holográficos que aguardam suas entregas. Essa é uma ótima forma de ganhar mais likes de outros jogadores. Para o caminho de volta, também vale a pena asfaltar e criar estradas, o que economiza bastante tempo e bateria, pois os veículos rodam mais leves no meio de estradas.

Gerencie bem o seu sangue

Algumas armas disponíveis em Death Stranding funcionam movidas à sangue. Ao utilizá-las, as armas podem sugar o sangue do próprio Sam caso você não tenha uma bolsa de sangue devidamente equipada. Quando for utilizar uma arma de sangue, aperte o botão esquerdo do D-Pad para equipar uma bolsinha de sangue e evitar que o Sam perca energia de forma desnecessária.

Escadas e âncoras são as ferramentas essenciais de Death Stranding, e são úteis até o fim do jogo.

Sempre que encontrar algum obstáculo significativo, é provável que a solução mais simples envolva um destes itens, seja para subir ou descer de algum lugar.

Especialmente ao explorar regiões que ainda não foram conectadas à rede quiral, recomendo levar ao menos duas âncoras e escadas, já que nunca se sabe quando vai se encontrar uma parede ou penhasco.

Preste atenção nas suas botas

Assim como o próprio Sam, as botas que ele utiliza se desgastam com o tempo, ao ponto de ficarem completamente inutilizadas se o jogador não trocá-las.

Por que isso é ruim? Bom, andar descalço pelos terrenos repletos de pedregulhos do mundo de Death Stranding significa que Sam pode começar a sangrar profundamente pelos pés, se não resolvido com o tempo, pode até causar sua morte.

Por isso, carregue pares extras — Sam tem um gancho especial capaz de segurá-las em seu uniforme — e sempre que notar que o desgaste já está significativo (geralmente ao atingir a cor amarela na faixa de durabilidade no canto inferior esquerdo da tela), e fabrique novas botas em lugares conectados à UCA sempre que possível.

Sempre confie na bondade dos estranhos

Pegue coisas de outras pessoas e fabrique os seus próprios equipamentos usando materiais preciosos. Procure itens e veículos em locais compartilhados.

Usar os equipamentos de outro jogador é uma boa estratégia, mas não esqueça de também deixar equipamentos seus para o próximo.

Cuidado com a quantidade de peso que você carrega

Esta é uma das dicas mais importantes para quem está começando a jogar Death Stranding. No começo do jogo, Sam é bastante atrapalhado e vai tropeçar bastante. Para evitar que isso aconteça, abra o menu do jogo, vá na carga e aperte triângulo para que o jogo organize-a da melhor maneira possível.

Dessa forma, Sam se desequilibra menos e você consegue chegar mais facilmente perto do limite de peso que ele consegue carregar. Ele ainda vai tropeçar, mas bem menos do que antes.

Construa (ou evolua) estruturas

Um dos aspectos mais especiais de Death Stranding é ver o mundo ganhar mais forma ao juntar as diferentes partes da região à rede quiral, e a forma mais clara disso são com a construção de novas estruturas.

Por meio de itens como o CQP, o jogador pode construir pontes, torres de vigia, os já mencionados abrigos contra a chuva, caixas postais, entre tantos outras.

Não só isso, as estruturas que outros construíram estarão no seu mundo, e você poderá ajudá-los (e a si mesmo) ao evoluí-los, doando materiais para atingir níveis melhores e resistirem melhor às chuvas temporais.

O melhor exemplo disso é a autoestrada da região central, que requer uma enorme quantidade de recursos em diferentes regiões do mapa, e por isso precisa de um trabalho comunitário (ainda que indireto) para ser completada.

Não se apegue aos veículos

Em certo ponto, é possível desbloquear (e, posteriormente, fabricar) veículos como motocicletas e caminhonetes para atravessar o mundo mais facilmente.

Ao conectar as regiões à rede quiral, também será possível encontrar veículos de outros jogadores espalhados pelo mundo.

Por isso, se você encontrar um terreno em que for essencialmente impossível seguir com o veículo, não há problema em abandoná-lo. No outro ponto, é provável que haja uma caminhonete e moto semelhantes, criadas por outras pessoas, que também ficaram por lá

(Isso se complica um pouco, claro, caso você esteja carregando uma grande quantidade de itens para entrega)

Aproveite e compartilhe com o mundo

Relacionado aos pontos acima, Death Stranding reforça que seus jogadores estão, em maior ou menor escala, conectados e unidos uns com ou outros, e suas ações podem refletir de certa forma no game dos outros.

Cargas perdidas por jogadores conectados podem ser entregues para eles, da mesma forma que qualquer coisa que você perder irá para o jogo de outros. É possível doar materiais e itens que você não precisa, do mesmo modo em que é possível resgatar o equipamento dos outros.

Death Stranding é uma experiência compartilhada, ainda que de forma não-convencional, e por isso é melhor aproveitado se você cooperar com os outros de pequenas formas.

Recicle!

Isso é uma dica para a vida real também, mas reciclagem é uma ação essencial em Death Stranding, especialmente por ser um mundo em que recursos são tão escassos que o ideal é reaproveitá-los de outras formas.

Itens como botas, escadas, âncoras e granadas desgastadas com a chuva temporal podem ser recicladas e seus materiais usados para criar outros equipamentos.

Maletas e barris de materiais também devem ser reciclados para que centros de distribuição e abrigos para que abastecê-los e permitir ao jogador a construir mais coisas, então é aconselhável parte destes materiais espalhados pelo mundo – desde que não tenha coisas demais para cuidar, claro.

Um entregador prevenido vale por dois

Já que o assunto é se preparar, agora é hora de definir o melhor caminho. O mapa no menu do Death Stranding é extremamente detalhado, com uma definição muito clara da topologia e todos os elementos naturais que você irá enfrentar pelo caminho, como rios, montanhas e erosões. Evitar o máximo de percalços é possível fazendo uma boa marcação de caminho no mapa.

Ao pressionar quadrado, é possível marcar um ponto. Segure o botão e arraste até o próximo local desejado e solte. Isso criará uma linha estilo GPS dentro do jogo, bastando então segui-la para chegar aonde você quer. Lembre-se que não basta traçar dois pontos até o local da entrega, vá traçando diversos desvios para evitar os terrenos mais acidentados, buscando o caminho mais rápido e também seguro. Uma linha reta que passe por uma montanha enorme vai exigir mais que os desvios.

Além disso, por conta do Stranding System, você poderá ver placas deixadas por outros jogadores, que geralmente sinalizam que naquela local existem EPs, MULAS e outros inimigos que podem te atrapalhar. Enfrentá-los ou desviar é escolha sua, o importante é estar preparado.

Se ficar meio perdidão, pressione L1 para ativar o módulo bússola, que te joga em uma espécie de tela em primeira pessoa. Nessa tela é possível utilizar o D-Pad para virar para a direção dos pontos importantes e marcados no mapa sem precisar ficar se localizando pelo menu.

Use seu Scan para saber por onde andar

O Scan é imprescindível para navegar pelo mundo de “Death Stranding”. Ele coloca pequenas marcações e ícones por longas distâncias, mostrando por onde é melhor navegar e quais locais devem ser evitados.

Antes de atravessar um rio, por exemplo, sempre utilize o seu Scan. Os locais que forem marcados com bolinhas azuis podem ser atravessados com facilidade. Já os amarelos vão cobrir o Sam até o peito, deixando o bebê estressado. Os pontos vermelhos significam que o local é muito fundo, o que te fará ser arrastado pela correnteza, e soltará boa parte das suas cargas das costas. O mesmo vale para locais íngremes.

Além de ajudar na navegação, o Scan ainda indica recursos, como cristais quirais e criptobiontes, que podem ser coletados pelo caminho. Também indica caixas deixadas por outros entregadores e até mesmo a posição de inimigos. Faça bom uso dessa ferramenta.

Evite a chuva

A Chuva Temporal é um dos principais danos que o Death Stranding trouxe para a América criada por Hideo Kojima. Quando em contato com essa chuva, materiais e células vivas têm o seu tempo acelerado, o que envelhece os seres vivos e estraga as suas cargas.

Sam tem um traje feito para evitar essa chuva, mas ele não protege as cargas. Se você for até o seu menu de cargas, notará que existe uma barra de vida para as caixas, e outra para a carga em si. A Chuva Temporal corrói esse recipiente e depois estraga a sua carga em poucos minutos.

O ideal é evitar pegar chuva, mas nem sempre é possível. Para garantir que a sua carga chegue inteira e você receba mais curtidas pela boa entrega, tente sempre manter o recipiente intacto. Para isso, leve sempre o Spray de Recuperação de cargas. Esse item recupera os recipientes, tirando toda a ferrugem causada pela chuva. Ele inclusive recupera alguns dos seus equipamentos. Você pode direcioná-los direto para as costas, ou para frente se suas cargas estiverem empilhadas em um trator flutuante.

Em certo ponto, o Stranding System terá uma construção específica para isso: uma proteção para chuva que já atira o spray nas caixas. Mas ele chegará bem mais para frente no jogo, então não conte com ele no início. Outro recurso que chega mais tarde e protege da chuva é a caminhonete, que é coberta. Mas sem estradas pode ser um martírio ir para alguns lugares com ela.

Bastões revelam sua posição para os MULAs

Diferente dos jogos anteriores do Kojima, em “Death Stranding” o foco em combate e furtividade é bem superficial. Os inimigos são menos inteligentes e não contam com tantos estados de alerta como nos jogos anteriores. Para compensar, eles possuem um truque que vai revelar a sua posição caso falte atenção.

As MULAs são os inimigos humanos, que ficam de olho nos entregadores para roubar a carga e guardar em seus armários protegidos em um acampamento. Para detectar os entregadores, eles colocam bastões no chão que leem as etiquetas das suas cargas. Se você notar o bastão amarelo fincado no chão, desvie, caso contrário ele vai revelar a sua posição.

Se você caiu no truque dos caras, procure logo um local para esconder, como matos altos. Caso você esteja confiante, apenas encare de frente, um por um. O combate não é muito desafiador, então também é uma boa opção. Se eles roubarem a sua carga, vá até o acampamento mais próximo e procure no armário, sua carga provavelmente vai estar lá.

Leia os e-mails

Durante a sua jornada, Sam vai se conectar com diversas pessoas, compartilhar experiências e também acompanhar os resultados das mudanças do mundo na vida destas pessoas. Eventualmente elas irão enviar emails para contar as novidades e conversar um pouco.

Somente por abrir esses emails você ganhará algumas curtidas dessas pessoas, o que, somado às informações extras sobre o mundo e mecânicas, já valeria a pena. Mas o interessante mesmo é que alguns desses emails contém informações para missões secundárias e colecionáveis. Fique atento para descrições de pontos brilhantes, águas termais e muito mais.

Leia as entrevistas

A história de “Death Stranding” não é tão complicada como parecia, mas existem dezenas de detalhes que ficam escondidos e vão fazer os jogadores que encontrarem se aprofundar mais na narrativa proposta para o jogo. A maior parte delas será encontrada nas chamadas entrevistas, documentos que ficam no seu menu de informações.

A cada nova etapa alcançada em um relacionamento com um dos personagens, você poderá ganhar uma nova entrevista, que conta diversos detalhes do mundo antes, durante e depois do Death Stranding. Se você quer dominar todos os segredos do jogo, faça sempre uma visitinha para esse menu.

Troféus fáceis

Se você curte ir atrás de troféus, existem alguns muito simples de serem obtidos logo nas primeiras horas de jogo. Gritar, dormir, fazer xixi e trocar suas botas pela primeira vez, por exemplo, lhe darão troféus. Basicamente, você ganha um troféu sempre que utiliza uma mecânica do jogo pela primeira vez.

Cuide do BB

O famoso bebê de “Death Stranding” passará quase que o tempo todo ao seu lado. Acalmá-lo para que seu nível de stress não fique elevado pode ser a diferença entre a vida e a morte quando você estiver cercado por BTs. Se ele começar a chorar, aperte L1, depois d-pad para baixo e quadrado para escolher a opção de acalmar o BB. Descansar no quarto e em fontes termais também ajudam nesse processo.

Faça bastante xixi

É uma das mecânicas mais engraçadas do jogo e tem três utilidades. A primeira é que o xixi faz crescer cogumelos que podem ser vistos por outros jogadores. A segunda, e mais importante, é que xixi serve para criar Granadas EX No.1, que podem ser utilizadas contra os BTs.

Dicas finais

É possível escapar dos EPs mesmo depois de ser pego. Não deixe eles te derrubarem e saia da zona de alcatrão. Assim que sair, se abaixe, você estará seguro e escondido de novo.

Se for derrubado, você também pode escapar do EP gigante. Corra para fora da zona do alcatrão e ele irá desaparecer para o outro mundo junto com todos os inimigos da área.

Ajude a construir estradas, elas aceleram a travessia pelo mundo.

Faça entregas secundárias para conseguir equipamentos melhores ao ganhar mais estrelas de afinidade com o local.

Use os esqueletos corretos para cada terreno, focando na velocidade e na integridade da carga.

Referências:

Jovem Nerd, Critical Hits, Meu PS4, The Enemy, Uol, Techtudo, Wikipedia.

Deixe seu comentário: