Contra III: The Alien Wars

Desenvolvido e publicado pela Konami, Contra III: The Alien Wars é um jogo de Run and Gun lançado para SNES em 1992. É o terceiro título da série Contra. Em The Alien Wars, o jogador é encarregado de combater uma invasão alienígena da Terra em seis estágios. Quatro estágios apresentam ação de rolagem lateral tradicional para a série, enquanto dois são apresentados de uma perspectiva aérea.

Enredo

A história se passa no  ano de 2636, os invasores alienígenas que foram derrotados nas parcelas anteriores decidiram iniciar uma grande guerra contra a humanidade na Terra , iniciando as ” Guerras alienígenas “. Ao contrário dos jogos anteriores do Contra para NES e Game Boy , o cenário futurista foi mantido para a versão americana. No entanto, as identidades de Bill Rizer e Lance Bean “, os heróis Contra originais , foram alteradas para seus” descendentes “, Jimbo e Sully , mantendo a continuidade das localizações anteriores. Da mesma forma, o invasor alienígena foi novamente alterado para” Red Falcon”

Jogabilidade

Semelhante ao seus antecessores, Contra III é um jogo Run and Gun de rolagem lateral. Os jogadores assumem os papeis de Bill Rizer e Lance Bean, que tem como objetivo, lutar contra alienígenas que invadiram a terra. Pode ser jogado por um jogadores, ou no modo cooperativo, com dois. O jogo possui 6 estágios, sendo, 4 de rolagem lateral e 2 na perspectiva aérea. Nas etapas de rolagem lateral, o jogador progride correndo, pulando e atirando nos inimigos.

Nos estágios aéreos, o jogador navega pelo palco para encontrar e destruir alvos predeterminados. Os estágios de cada recurso possuem controles exclusivos, permitindo ao jogador girar a tela para navegar.  Todos os estágios têm um chefe no final e, bem como, um mini-chefe no meio do estágio. O personagem perde uma vida tocando em inimigos, sendo atingido por suas balas ou caindo em um buraco.

Armas e bombas

O personagem, é equipado com duas metralhadoras, que podem ser trocadas á vontade e também podem ser melhoradas com power-ups. Essas melhorias incluem tipos de tiro alternativos: mísseis, torpedos, lança-chamas, laser e um tiro espalhado. Escolher uma melhoria substituirá o tipo de tiro da arma equipada, e perder uma vida resultará na perda da melhoria da arma equipada. Bombas e um escudo de barreira temporário também podem ser lançados. O jogador possui bombas limitadas e usá-las danificará todos os inimigos na tela. O jogador também pode executar um salto giratório, disparando as duas armas em um salto mortal aéreo, contudo, durante esse movimento, as duas armas do jogador correm o risco de se perder ao perder uma vida.

Curiosidade

A cidade em ruínas no primeiro estágio, (Neo City) é onde os eventos de Contra Force acontecem, tornando-o um dos únicos elos que este jogo tem com o resto da série Contra, possivelmente sendo a mesma cidade em um período de tempo diferente.

Relançamentos

Contra III: The Alien Wars, foi relançado também para Game Boy e Game Boy Advance. Para Game Boy, o jogo recebeu o mesmo nome, sendo desenvolvido pela Fator 5. É praticamente idêntico à versão do SNES, contudo, apresenta algumas diferenças: alguns níveis estão faltando, não há capacidade de trocar armas, e não há ataque giratório. Para o Game Boy Advance, o jogo intitulado como Contra Advance: O Alien Wars EX, foi desenvolvido pela própria Konami e teve lançamento em 2002.

Recepção

Contra III: The Alien Wars, recebeu críticas positivas por seu design e efeitos sonoros. Ponto positivo também para suas fases de perspectiva aérea. Apesar de ser um game curto, possui um grau de dificuldade bem satisfatório. Em 1997, a EGM classificou a versão do SNES como o oitavo melhor jogo de console de todos os tempos, comentando que “este jogo tem tudo: chefes enormes, estágios do Modo 7, jogabilidade ultra-profunda – tudo embrulhado em um pacote pós-apocalíptico lindamente atmosférico”.  Eurogamer chamou o Contra III de “exemplar” e, sem dúvida, um dos melhores jogos de seu gênero. Por fim, Contra III: The Alien Wars é um clássico de respeito que merece um lugarzinho no coração dos apaixonados por games.

Deixe nos aí nos comentários, o que você acha desse clássico do SNES.

Referências:

Wikipedia, Fandom.

Deixe seu comentário: