Chrono Trigger

Desenvolvido e publicado pela Square Co., Chrono Trigger é um jogo de RPG eletrônico lançado para SNES em 1995. O jogo foi revolucionário para a época e assim, é considerado até hoje um dos melhores jogos já feitos no mundo dos games.

Personagens e enredo

Os sete personagens controláveis de Chrono Trigger vêm de diversas eras. Chrono Trigger começa em 1000 AD com Crono, Marle e Lucca.

  • Crono – O protagonista, silencioso e destemido. Nas batalhas, usa uma Katana.
  • Marle – (princesa Nadia) – Vive no castelo de Guardia. Possui uma vida confortável, contudo prefere esconder sua identidade real.
  • Lucca – Amiga de Crono. Ela é um gênio da mecânica

Na era de 2300 AD se encontra Robo, um robô com personalidade quase humana, criado para ajudar a sociedade. A confiante Ayla vive em 65.000.000 BC. Dotada de incomparável força física, Ayla é a líder de sua tribo e os guia em uma guerra contra uma espécie de répteis humanoides.

O dois personagens restante são:

  • Frog – Foi um escudeiro chamado Glenn, até ser transformado em um Sapo antropomórfico por Magus, além de ter seu amigo Cyrus morto por ele.
  • Magus – Um poderoso e misterioso feiticeiro com sede de vingança.

Um poucos mais da história

Frog dedica sua vida à proteção da rainha Leene, mas também deseja vingar Cyrus. Enquanto isso, Guardia em 600 AD se encontra em guerra com uma raça de demônios e animais inteligentes sob a liderança de Magus, um poderoso feiticeiro. O passado de Magus é coberto por mistérios: ele outrora era conhecido como Janus, o jovem príncipe do reino de Zeal, destruído por Lavos em 12000 BC. Tal acontecimento o mandou para outra era, onde ele arquiteta um plano de vingança contra Lavos e por fim, tenta descobrir o destino de sua irmã, Schala. Lavos, que desperta e devasta o mundo em 1999 AD, é um parasita extraterrestre que se alimenta do DNA do planeta.

Jogabilidade

A jogabilidade de Chrono Trigger é a padrão de RPG, contudo, com algumas inovações. O jogador controla Crono e seus companheiros por um mundo com diversas florestas, cidades e cavernas. A visão do mundo, é vista pelo jogador é numa perspectiva aérea. Áreas como florestas, cidades e palácios são retratadas em mapas mais realistas, em que os jogadores podem conversar com habitantes para procurar itens ou serviços, resolver desafios ou enfrentar inimigos. O que difere Chrono Trigger dos jogos tradicionais do estilo, é o fato de ter inimigos visíveis no mapa, sendo assim, evitando encontros aleatórios. Batalhas também acontecem diretamente no mapa, ao invés de abrir um tela especial para batalha.

Mecanismo de batalha

Durante a batalha, jogadores e inimigos podem desferir golpes físicos ou mágicos no adversário. Itens de cura e/ou proteção, podem ser utilizados pelo jogador. Cada personagem, bem como inimigos possuem um número de pontos de vida, que abaixam quando sofrem ataques, contudo, magias específicas e itens, podem fazer com que aumentem novamente. Quando um personagem que é controlado pelo jogador, perde seus pontos de vida, ele desmaia, então o jogador controlará outro. Se todos forem derrotados o jogo acaba e você voltará desde onde salvou o game, salvo exceção de batalhas específicas que permitem ou forçam a derrota do jogador. Entre as batalhas, o jogador pode equipar seus personagens com armas, armadura, elmo e acessórios com efeitos diversos, e vários itens podem ser usados dentro e fora das batalhas. Itens e equipamentos podem ser comprados em lojas ou encontrados em baús de tesouro.

Sequências

Ao contrário do que muitos pensam, Chrono Trigger não é o único jogo da série. Ele possui duas sequências lançadas pela Square, contudo, não tiveram o mesmo sucesso.

Chrono Cross

O jogo contava com outros protagonistas, mas mantinha o elemento de viagem no espaço-tempo, a característica mais marcante de Chrono Trigger. Foi lançado em 1999 para PlayStation 1.

Radical Dreamers

Foi lançado em 1996, apenas um ano depois do lançamento original de CT. Lançado via internet e apenas no Japão, o game era uma aventura em texto que contava mais da história de personagens secundários e outros que viriam a aparecer em Chrono Cross, anos mais tarde.

Multiplos finais

Um dos primeiros jogos do SNES a ter múltiplos finais. Aos todo são 13, que variam de acordo com o que foi feito ao longo do jogo. Chrono Trigger apresentava finais dramáticos, felizes e até inusitados, um dos finais diferenciados é o que mostrava os produtores do game.

Curiosidades

  • Os três sábios na história do jogo; Melchior, Gaspar e Belthasar é uma referência aos nomes dos três reis magos que visitaram o recém-nascido Jesus Cristo.
  • Outra referência está nos generais do personagem Magus. Eles foram inspirados nos integrantes das bandas; Black Sabbath, Red Hot Chilli Peppers e Guns N’ Roses, sendo, Ozzy, Flea e Slash, respectivamente.

The Dream Team

O jogo foi desenvolvido por uma equipe que foi apelidada de Equipe dos Sonhos (The Dream Team): Hironobu Sakaguchi (produtor da série Final Fantasy), Yuji Horii (diretor da série de jogos Dragon Quest), Akira Toriyama (criador de mangás famosos, como Dragon Ball e Dr. Slump), o produtor Kazuhiko Aoki e Nobuo Uematsu (músico de Final Fantasy).

Recepção

No geral, os críticos elogiaram Chrono Trigger por sua história, gráficos, trilha sonora inigualável, jogabilidade simples, porém inovadora, e o valor de replay elevado proporcionada por vários finais. O jogo foi um dos mais vendidos no Japão, vendendo mais de 2,36 milhões de cópias no Japão e 290.000 no exterior. O jogo terminou 1995 como o terceiro jogo mais vendido do ano. Chrono Trigger é querido pelos apaixonados por games e é frequentemente listado entre os maiores jogos de videogame de todos os tempos.

O que você acha desse clássico atemporal? Deixe aí nos comentários.

Referências:

Wikipedia, Tech Tudo.

Deixe seu comentário: