Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain (メタルギアソリッドV ザ・ファントム・ペイン Metaru Gia Soriddo Faibu Za Fantomu Pein?) é um jogo eletrônico de ação-aventura furtiva com elementos de RPG, produzido pela Kojima Productions e realizado, desenhado, co-produzido e co-escrito por Hideo Kojima. Foi publicado pela Konami para Microsoft Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One a 1 de Setembro de 2015. The Phantom Pain é o oitavo título canónico na série Metal Gear e o sexto dentro da sua cronologia fictícia. O jogo serve como continuação para Metal Gear Solid V: Ground Zeroes, mas a sua história é anterior aos eventos ocorridos no jogo original Metal Gear original. Contém o mesmo subtítulo, Tactical Espionage Operations, usado pela primeira vez em Metal Gear Solid: Peace Walker.

A acção acontece em 1984, nove anos depois de Ground Zeroes, e segue o mercenário Punished “Venom” Snake,[N 1] à medida que este se aventura em África (no decorrer da Guerra Civil Angolana, na fronteira Angola-Zaire) e no Afeganistão durante a Guerra Soviética-Afegã, para procurar vingança sobre as pessoas que destruíram as suas forças e que quase o mataram durante os eventos ocorridos em Ground Zeroes.

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain teve um orçamento de produção superior a $80 milhões e é composto por dois projectos que já tinham sido anunciados pelo estúdio Kojima Productions, disfarçado na forma de um engano complexo. O primeiro é Metal Gear Solid V: Ground Zeroes, revelado originalmente numa demonstração do motor FOX Engine durante o evento de comemoração do 25º aniversário da série Metal Gear em Agosto de 2012. O segundo é The Phantom Pain, mostrado em um vídeo nos prémios Spike TV Video Game Awards em Dezembro de 2012, e apresentado como um produto da empresa fictícia Moby Dick Studios, com o logótipo de Metal Gear Solid V virtualmente escurecido. A 27 de Março de 2013 foi revelado a verdadeira natureza de ambos os projetos durante a Game Developers Conference, onde Kojima anunciou que Ground Zeroes serve como prólogo para The Phantom Pain e ambos os títulos combinam num único trabalho, editados separadamente.

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain recebeu aclamação universal por parte da critica especializada. Os elogios focarem-se nos seus visuais e sobretudo na jogabilidade, por conter mecânicas muito detalhadas e sistemas interligados que permitem dar ao jogador uma enorme liberdade na forma como aborda os objectivos. No entanto, a história foi objecto de alguma critica, com algumas análises a referirem a sua falta de foco e por ser muito dispersa, enquanto que outros reconhecem o seu poder emotivo e a exploração que faz de temas adultos. Metal Gear Solid V: The Phantom Pain recebeu pontuações perfeitas de várias publicações, incluindo Famitsu, GameSpot, God is a Geek, IGN, The Telegraph e a revista Time, descrito por alguns como o melhor da série assim como um dos melhores jogos do ano.

Encontre um bom ponto de observação e marque tudo

Antes de entrar em qualquer acampamento para encontrar inteligência ou resgatar alguém, considere dar uma vasculhada na região a procura de algum ponto de vantagem. Após isso, use o seu binóculo e vasculhe a área, procurando rotas de fuga e marcando cada um dos guardas que você encontrar. É possível marcar um número ilimitado de pontos de interesse com o binóculo (aproximando o zoom usando o direcional digital). Lembre-se disso para estar sempre um passo a frente do seu inimigo.

Faça as missões de interpretes

Você fala os dialetos africanos? E as línguas faladas no Afeganistão? Eu imagino que não, então pode ser uma ótima ideia você começar fazendo as missões de interpretes em cada um dos mapas para poder “desbloquear” as legendas dos diálogos dos inimigos. Dessa forma, você consegue entender o que eles estão falando e, muitas das vezes, isso é crucial para a sua sobrevivência dentro do jogo.

Interrogue os soldados

Informação é a alma do negócio em Metal Gear, e para obte-la, você precisa interrogar os soldados inimigos. Para isso, pegue-os por trás e interrogue-os, antes de coloca-los para dormir. É possível, aliás, usar inimigos sob a sua custódia para atrair mais soldados e organizar emboscadas.

Tranquilize mais do que mate

O tranquilizador é seu amigo, e você não ganha nada a mais ao matar os soldados adversários. Aliás, tranquilizando inimigos, você pode interroga-los depois, basta dar aquele chutinho de leve neles para acorda-los.

O Fulton é o seu melhor amigo

O “Fulton” é um equipamento que parece um balão e permite que você mande praticamente tudo de útil do jogo para o céu. Quando você faz isso, um helicóptero do seu time vai levar o que foi enviado para a “Mother Base” para integrar o seu arsenal.

A princípio você pode enviar somente coisas mais leves, como soldados para compor o seu exército e animais de pequeno porte que vão para uma espécie de zoológico da base. Com o tempo será possível enviar até mesmo veículos de combate.

Existem algumas coisas que você não deve fazer. A primeira é utilizar o “Fulton” em ambientes fechados, já que o balão vai estourar no teto. Fique sempre atento à porcentagem de sucesso da extração, que aparece abaixo do ícone do balão. Também não se deve utilizar esse equipamento na frente dos inimigos, que vão atirar no balão e disparar o alarme.

Enquanto não liberar o “Fulton” não há muito motivo para explorar, então foque em chegar até a missão que dá esse equipamento o quanto antes. Após consegui-lo, cada missão vira também uma busca por suprimentos. Com melhorias no binóculo é possível ver o nível dos soldados e então escolher os melhores para mandar para a sua base. Veículos e contêineres de suprimentos também estarão na lista de prioridades.

Desenvolver as habilidades do Fulton é algo que você quer fazer bem cedo dentro do jogo, já que com ele você pode mandar soldados, animais e basicamente tudo de volta para a sua base. A maioria desses itens tem uso dentro dela, e caso não tenham, você pode vende-los.

Procure pelos materiais nas bases inimigas

Na dica acima, você aprendeu a povoar a sua base de trabalhadores. Agora você precisa encontrar os materiais que eles vão usar para fabricar upgrades e afins. Vasculhar bases dos inimigos é fundamental para isso. Para você não ficar perdendo tempo procurando os itens às cegas, traga o seu cachorro nas missões, pois ele marca os itens automaticamente no mapa.

Atualize as plataformas e a sessão de P&D da sua base primeiro

Agora que você tem soldados e materiais, o que atualizar na base antes? A resposta depende do seu estilo de jogo, mas dois itens extremamente importantes são as sessões de P&D (R&D em inglês) e as plataformas. A primeira ajuda no desenvolvimento geral da base e a segunda aumenta os materiais que você ganha no mapa, além de agilizar o tempo de processamento deles.

Traga os amigos pra festa

O sistema de companheiros do jogo traz diversos companheiros disponíveis para acompanhar Snake nas missões. Cada um deles tem características próprias que são mais adequadas dependendo da missão em que você se encontra. Use-os sabiamente.

Use o binóculo para bolar sua estratégia

Preparação é a chave em “Metal Gear Solid V”. Cada nova missão ou invasão pode ser abordada de inúmeras maneiras e a sua escolha vai tornar o caminho mais fácil ou bem mais difícil. Principalmente se o objetivo for invadir sem disparar alarmes, saber a posição dos inimigos e seus equipamentos antes de a ação começar é essencial. Para isso existe o seu binóculo.

Você terá acesso a ele assim que chegar no Afeganistão, e ele será um dos seus melhores amigos. Os inimigos que você encontrar com o binóculo ficam marcados, mesmo após você parar de usá-lo. O mesmo vale para veículos, suprimentos, reféns e o que mais de importante você conseguir encontrar.

Sempre que for invadir um local, vá até uma área que dê visão suficiente, use o binóculo, marque tudo que conseguir e então decida a melhor estratégia. Esse é o meio mais seguro de jogar.

Use o Braço Biônico para atrair inimigos

O seu Braço Biônico não serve só para a estética do Big Boss, ele tem várias habilidades que vão sendo liberadas com o tempo. A mais básica delas é uma das mais úteis no início do jogo: chamar a atenção do inimigo.

Pressione LB para abrir o seu menu e então RB para emitir o som que o braço faz ao girar o punho, isso vai atrair o inimigo mais próximo sem alertar inimigos distantes, no melhor estilo “Assassin’s Creed”. Assim que o adversário chegar onde você está escondido, é possível usar o combate corpo-a-corpo para apagá-lo sem fazer barulho.

Procure o filhote de lobo

Há vários companheiros que podem te ajudar no campo de batalha, e o cavalo é apenas o primeiro deles. Um, em especial, precisa da sua atenção para ser pego: o D-Dog.

Esse lobo pode ser encontrado no deserto do Afeganistão e deve ser mandado com o “Fulton” para a “Mother Base” para que cresça e possa te ajudar nas missões. O seu poder é farejar os inimigos e identificá-los à distância, o que em determinados momentos é mais preciso que o binóculo.

Após as primeiras missões do jogo, fique atento para o barulho dos latidos e então procure-o para mandá-lo para a base.

Evolua o departamento de R&D

A “Mother Base” conta com diversas áreas e departamentos diferentes, onde você pode alocar seus soldados para executar diversas tarefas, desde missões em campo para trazer suprimentos até fazer pesquisas para novos e úteis equipamentos, bem como melhorias para os que você já tem.

Escolher quando melhorar cada área da base sem acabar com os recursos que também podem ser usados no campo de batalha para pedir reforço é a grande questão aqui. Na dúvida, foque no R&D.

Esse departamento é o responsável pelas pesquisas avançadas no que diz respeito a equipamentos e vai liberar as melhores ferramentas para evoluir o seu jogo, desde melhorias no binóculo até novas formas de usar o “Fulton”.

Mas não fique bitolado só nessa área: as outras também trazem melhorias interessantes que podem ser aproveitadas de outras formas.

Inimigos se adaptam

“Metal Gear Solid V” não deixa você abusar das mesmas estratégias sem tentar se adaptar. Vamos supor que você sempre tentará invadir os locais: equipe sua arma de tranquilizantes e derrube todos os inimigos com tiros na cabeça. Após algum tempo, eles vão utilizar capacetes que evitam seus dardos.

Isso vale para coletes, armamentos e até para forma como eles vão patrulhar o ambiente. Se você pegava os soldados adversários quando estavam sozinhos, eles vão patrulhar em equipe. Tudo isso para dificultar a sua vida.

Por esses motivos é importante variar a sua estratégia e diminuir as possibilidades de o inimigo se adaptar. Você pode usar seus soldados da “Mother Base” para fazer missões que visam destruir estoques de capacetes e coletes, por exemplo, evitando que na sua próxima incursão os espertinhos estejam preparados para sua chegada.

Viagem rápida

Viajar pelo mundo de “Metal Gear Solid V” não é tarefa trivial, nem mesmo a cavalo ou com veículos, especialmente se o objetivo for chegar em bases secretas que exigem voltas e voltas por florestas ou desertos. Para isso existem as viagens rápidas.

O meio é o mais caricato possível. Você usará uma das famosas caixas de papelão para se disfarçar de encomenda e ser levado por um caminhão inimigo até o ponto escolhido. Esses pontos precisam ser liberados primeiro.

Você identificará os pontos de viagem pela cor da chapa de metal alaranjada. Sempre que encontrar um deles, interaja com a placa logo na frente para liberar o local para viagens futuras. Agora basta entrar na caixa em cimada chapa de metal para ser levado.

Destrua equipamentos inimigos

As bases de inimigos contam com diversos equipamentos que os colocam em vantagem sobre você, portanto destruí-los vai virar esse jogo. Fique atento a radares, sistemas de segurança e até mesmo luzes de busca.

Ao destruir um radar, por exemplo, você permitirá que seu helicóptero pouse na base inimiga ou faça incursões para bombardear alvos e chamar atenção dos inimigos. Já destruir os sistemas de comunicação impedirá a comunicação dos seus alvos com outras bases, impedindo que eles peçam reforços. Tem ainda o sistema de energia da base, que ao ser destruído desliga todas as luzes, dando a vantagem das sombras se você escolheu invadir de noite.

Escolha a sua abordagem e quebre os recursos dos inimigos para ter sempre a vantagem.

Não menospreze as caixas de papelão

As caixas de papelão não são só piadas da cabeça louca do Kojima, são também equipamentos úteis no campo de batalha que vão muito além do “esconder para não ser visto”. Com as melhorias vindas da “Mother Base”, suas caixas são mais mortais do que nunca.

Um novo uso bem útil é colar os pôsteres que você acha pelo mundo nas caixas para distrair os inimigos, que param para olhar a bizarrice enquanto você se prepara para nocauteá-lo. Cada pôster tem um efeito diferente. Os militares fazem o inimigo bater continência para a caixa, já modelos de biquíni deixam eles bobos sem saber o que fazer.

Outro uso interessante das caixas é para descer colinas em instantes, já que se você correr e pular no chão com a caixa em uma descida ela vai deslizar em alta velocidade até chegar em um ambiente plano. Vai te lembrar dos bons momentos da infância e ainda acelerar o jogo.

Capturando os soldados perdidos de forma fácil

Vários soldados da antiga “Mother Base” estão vagando pelo mundo agora, sem rumo e desesperados por salvação. Diversas missões secundárias vão pedir para capturá-los de volta, já que são ótimos recursos para a sua base.

A tarefa, no entanto não é fácil, e ao primeiro sinal de perigo eles vão sair correndo como loucos e para capturá-los, especialmente nesse mundo hostil e repleto de inimigos, não vai ser nada fácil. Ainda bem que existem truques para isso.

Usar a caixa de papelão (olha ela aqui mais uma vez), vai fazer com que o soldado lembre que você é o Big Boss e venha bater continência para a caixa, o que dá abertura para mandá-lo com o “Fulton” para o céu e completar a missão.

Outra maneira fácil de atrair os soldados é usar música. Isso mesmo, é possível usar o seu I-Droid para reproduzir música que os seus inimigos ouvem. Fitas como “Love Deterrence”, “Paz’s Humming” e “Ride of the Valkiries” vão atrair os soldados até a sua posição.

Parte da história está nas fitas

Uma diferença brutal do “Metal Gear Solid V” em relação aos antigos está na narrativa. Aqui ela é bem solta e algumas vezes parece até perder pontas, sem aqueles monólogos do Snake ou conversas detalhadas sobre os resultados das missões.

Provavelmente com a treta do Kojima com a Konami por conta do tempo de produção, muito da história do jogo foi jogada nessas fitas cassete. Entre no seu menu para encontrar várias delas após cada missão, e lembre que as marcadas em amarelo contam coisas importantes da história.

Não é a forma ideal, já que fica cansativo escutar tudo, mas ao menos é um jeito de entender o que está rolando no mundo sem ficar perdido.

Muliplyer online

Acesso

Metal Gear Online foi adicionado a Metal Gear Solid V via atualização gratuita. Assim que abrir o jogo ele perguntará ao usuário se deseja realizar o download. Com a instalação concluída, Metal Gear Online estará totalmente acessível pelo menu inicial, na opção com o nome do modo multiplayer.

O que é

Metal Gear Online é a porção totalmente online e multiplayer de MGS 5. Não tem qualquer relação com a história ou a campanha, com exceção do personagem criado no início da narração, que aparece no menu de MGO. Aqui é possível participar de embates online contra outros jogadores e acumular pontos ou posições no ranking.

Criação de classe

Ao entrar pela primeira vez é preciso escolher a classe de personagem que vai te definir no jogo: Batedor é o soldado que atira de longe, especialista em rifles e abates; Vanguarda tem prestígio em média distância; e  Infiltrador é o personagem especializado em ataques mais corporais e próximos, com armas de curto alcance. 

Área livre

Assim que entrar no jogo o personagem ficará em área neutra, ainda fora das partidas online. Nesse espaço é possível configurar o personagem, definir armas e habilidades. Pode-se treinar táticas de abordagem, praticar a mira em locais de tiro e mais. A jogabilidade é idêntica a da campanha, com os mesmos comandos.

Modos online

Por enquanto, Metal Gear Online tem três modos distintos: Bounty Hunter, que funciona no esquema “azul versus vermelho” entre duas equipes que disputam o domínio do mapa; Cloak And Dagger, que deixa o desafio maior enquanto uma equipe inteira fica invisível e a outra precisa impedir seu avanço; e, por fim, Comm Control, que coloca os jogadores na disputa por pontos específicos de cada localidade. Novamente, a jogabilidade dos personagens nestes modos é idêntica a da campanha, então vai do gosto de cada pessoa em que tipo de partida prefere jogar.

Fulton e furtividade

Assim como na campanha, é possível eliminar os inimigos de duas formas no multiplayer: letal e não-letal. A forma letal é a que envolve armas e tiros ou golpes diretos nos adversários. Já a não-letal envolve abater seus inimigos sem que eles morram, para chegar próximo e realizar a extração com Fulton, como Snake faz na história com os soldados que abate. A furtividade sempre conta e também é levada a sério no multiplayer.

Objetivos e instruções

Uma boa dica é ficar sempre de olho nas instruções de cada partida que ficam na tela do mapa, ativada ao pressionar o botão de opções. Apesar dos finais fixos, cada partida pode mudar de acordo com o que os adversários fizerem. Não deixe de se atualizar para não perder a vantagem.

Dicas finais

Coloque C4 em veículos e use o “Fulton” neles para criar uma arma mortal contra helicópteros inimigos.

Matar inimigos não diminui o ranking da sua missão desde que você não seja visto, a escolha por ser letal é sua.

Use o “Fulton” em um contêiner e suba nele para deixar o campo de batalha direto para o seu helicóptero.

Com algumas melhorias no seu cavalo, é possível fazê-lo defecar nas estradas. Isso fará com que veículos inimigos derrapem ao passar pelo local.

Chapéus como o “Chicken Hat” e o Lil’ Chick Hat habilitam o modo fácil do jogo, caso você esteja com dificuldades.

Visite a base regularmente e atire dardos nos seus soldados para aumentar a moral do time mais rápido que ir falando com um por vez.

Há diamantes escondidos na “Mother Base”, interrogue seus soldados para achá-los.

Encontre um tradutor o mais rápido possível e então interrogue os inimigos para recursos superiores.

Use o “Phantom Cigar” para passar o tempo e invadir de noite.

Referências:

Critical hits, Uol, techtudo, wikipedia.

Persona 5

Persona 5 é um jogo eletrônico de RPG desenvolvido pela Atlus. O jogo é cronologicamente a sexta edição da série Persona, que faz parte principalmente da franquia Megami Tensei. Foi lançado para o PlayStation 3 e PlayStation 4 no Japão em setembro de 2016 e em todo o mundo em abril de 2017, onde foi publicado pela Atlus no Japão e na América do Norte, e pela Deep Silver na Europa e Austrália. Persona 5 acontece na Tóquio de hoje e segue o protagonista Joker após sua transferência para a Academia Shujin após ser colocado em liberdade condicional por um assalto do qual ele foi falsamente acusado. Durante o curso de um ano escolar, ele e outros estudantes despertam seus poderes de Persona, tornando-se um grupo de justiceiros secretos conhecidos como os Fantasmas Ladrões de Copas. Eles exploram o Metaverso, um reino sobrenatural que consiste na manifestação física dos desejos subconscientes da humanidade, para mudar a intenção maléfica dos corações dos adultos. Como nos títulos anteriores da série, o grupo enfrenta inimigos conhecidos como Sombras, usando manifestações físicas de sua psique, chamadas Personas. O jogo incorpora elementos do role-playing e dungeon crawling ao lado de cenários de simulação social.

Persona 5 foi desenvolvido pela P-Studio, um estúdio de desenvolvimento interno da Atlus, liderado pelo diretor e produtor de jogos Katsura Hashino. Juntamente com Hashino, os funcionários que retornaram dos primeiros jogos da franquia Persona incluíram o designer de personagens Shigenori Soejima e o compositor musical Shoji Meguro. O trabalho preparatório começou durante o desenvolvimento de Persona 4, com o desenvolvimento completo começando após o lançamento de Catherine em 2011. Os temas do jogo giravam em torno de alcançar a liberdade das limitações da sociedade moderna, enquanto sua história foi fortemente inspirada pela ficção picaresca e Personas iniciais do partido que foram baseados em torno do tema de foras-da-lei e rebeldes.

Anunciado pela primeira vez em 2013, Persona 5 foi adiado em relação à sua data original de lançamento no final de 2014, devido ao jogo não estar totalmente concluído. Persona 5 foi aclamado pela crítica, sendo indicado e vencedor de vários prêmios de fim de ano, incluindo alguns de Jogo do Ano. Desde então, tem sido considerado como um dos melhores jogos de RPG de todos os tempos. O jogo vendeu mais de dois milhões de cópias em todo o mundo até o final de 2017, tornando-se o título mais vendido da franquia global Megami Tensei. Uma adaptação anime, um mangá e um jogo de ritmo spin-off também foram lançados. Joker também aparece como um personagem jogável no jogo de luta Super Smash Bros. Ultimate de 2018.

Use o tempo de maneira inteligente

Toda a história de Persona 5 se passa na duração de um ano, ou seja, há um período de tempo limitado. Sendo assim, é importante gastar bem o tempo disponível. Inicialmente, concentre-se em atividades que aumentam as características sociais do herói, principalmente Guts (coragem), Kindness (bondade) e Knowledge (conhecimento). Nunca desperdice espaços de tempo indo para o Café Leblanc na parte da tarde ou indo direto dormir na parte da noite.

Salve sempre que possível

A opção de registrar o progresso da aventura está disponível em praticamente todos os momentos, salvo durante a exploração de calabouços. Aproveite para salvar sempre que possível, basta observar os ícones no canto inferior esquerdo na tela.

Use a Thieves Guild

A Thieves Guild é um recurso online bem útil. Para utilizar os serviços dessa guilda, basta apertar o touchpad/select. Durante horários livres, a guilda mostra o que os outros jogadores fizeram naquele horário — perfeito para ajudar nos momentos em que não sabemos muito bem como gastar tempo livre. Ela também está disponível no momento de responder às perguntas feitas durante as aulas, normalmente a opção com maior porcentagem é a resposta certa.

Não perca muito tempo nos trabalhos de meio período

No subterrâneo da estação de metrô em Shibuya é possível se candidatar a vários empregos de meio período. Em um primeiro momento, pode ser tentador gastar o tempo livre nesses trabalhos, afinal eles dão algum dinheiro e alguns até melhoram levemente as características sociais do protagonista. Porém, na prática, não é uma atividade lucrativa: você ganha muito mais dinheiro nos Palaces e Mementos, e outras atividades melhoram mais as características sociais. Sendo assim, deixe para trabalhar somente quando realmente necessário — algumas missões paralelas exigem trabalhar em alguns locais.

Concentre-se em melhorar as características sociais do protagonista

O protagonista de Persona 5 tem cinco “características sociais”: Knowledge (conhecimento), Guts (coragem), Proficiency (proficiência), Kindness (bondade) e Charm (charme). É de extrema importância melhorar todas essas características, pois muitos eventos, respostas e conversas com Confidants exigem um nível mínimo em algumas delas. Confira as melhores maneiras de melhorar esses atributos:

Knowledge: O conhecimento aumenta ao responder corretamente às perguntas durante as aulas e quando você estuda em algum local. Tente sempre estudar no Diner em Shibuya, pois é possível aumentar alguma outra característica ao mesmo tempo de acordo com o prato escolhido. Estudar com os amigos antes da semana de provas também é uma ótima maneira de melhorar o conhecimento.

Guts: A melhor maneira de aumentar a coragem na primeira metade da aventura é tentando o desafio da lanchonete em Shibuya. Passar tempo com a confidente Takemi Tae também aumenta levemente a coragem.

Proficiency: Construir ferramentas de infiltração é uma ótima maneira de conseguir mais proficiência. 

Kindness: Trabalhar na loja de flores no subterrâneo da estação de Shibuya é uma boa maneira de melhorar a bondade. Cuidar da planta no quarto do protagonista também aumenta essa característica, sendo essa ação especialmente boa por não consumir tempo — compre os nutrientes necessários na loja de flores.

Charm: Visite a casa de banho pública em Yongen-Jaya para aumentar o charme do protagonista. Alguns dias da semana dão bônus de charme.

Algumas atividades podem dar pontos variados para vários aspectos sociais ao mesmo tempo: ir ao cinema, assistir DVDs e ler livros, por exemplo. Também lembre-se de sempre tomar um suco no subterrâneo do metrô de Shibuya aos domingos, pois ele aumenta levemente um dos atributos sociais sem consumir tempo.

Leia livros

Uma das maneiras de gastar o tempo livre é lendo inúmeros livros. A principal vantagem deles é aumentar características sociais do herói, mas alguns também abrem novas áreas no mapa ou dão alguma vantagem, como receber mais pontos sociais de certas atividades. O protagonista pode comprar alguns volumes em lojas e também pegar emprestado na biblioteca da escola. Durante a aventura, aparecerão várias oportunidades para ler sem gastar tempo, como quando o protagonista consegue um lugar para sentar no metrô — aproveite-as para avançar nas leituras.

Calabouços

Fique atento aos prazos dos Palaces

Todos os calabouços principais do jogo, que se chamam Palaces (palácios), têm um limite de tempo para serem completados. Quando esses locais surgirem, dê prioridade para terminá-los rapidamente. Caso o prazo não seja respeitado, a aventura acaba. Não deixe para enfrentar o chefe no fim da data estipulada, pois é necessário um dia só para enviar o calling card para o alvo. Normalmente não dá para fazer nenhuma atividade no dia em que o calling card é enviado, porém Morgana permitirá construir itens de infiltração — não perca essa oportunidade para montar ferramentas.

Tente sempre avançar o máximo possível ao entrar nos Palaces

Os prazos para terminar os calabouços costumam ser generosos, mas é uma boa perder o mínimo de dias possíveis nas infiltrações de Palaces. Para isso, sempre se prepare antes de entrar no calabouço: atualize o equipamento dos heróis e compre vários itens de recuperação. Também use o SP com sabedoria, pois é extremamente custoso recuperá-lo. Os Palaces sempre têm pontos que exigem que os heróis saiam e voltem em um outro dia, tente alcançá-los a cada incursão nesses locais. O SP é um bom indicador de quando você deve sair do Palace: quando ele está baixo será complicado vencer os combates, sendo assim é melhor voltar para o mundo real.

Abuse da furtividade

Os Palaces estão repletos de inimigos poderosos. Sendo assim, é importante utilizar sempre as mecânicas de furtividade para evitar monstros ou pegá-los de surpresa. Para isso, basta utilizar os vários pontos de cobertura espalhados pelos mapas — os inimigos não conseguem ver os heróis quando eles estão escondidos. Evite ao máximo simplesmente sair correndo e atacando de qualquer jeito.

Observe o cenário com a habilidade “Third Eye”

Logo no começo da aventura, o protagonista ganha um poder chamado Third Eye. Ao ativá-lo, pontos de interação aparecem no cenário, como locais que podem ser escalados e objetos escondidos. Sempre use essa habilidade para conseguir varios itens.

Explore o Mementos com inteligência

O Mementos é um labirinto opcional no qual os andares são construídos de forma procedural. É um ótimo local para treinar os personagens, obter novas Personas e fazer missões paralelas. Porém, ele funciona como os Palaces, o que significa que o tempo livre da noite do dia é perdido. Para não perder muito tempo, deixe para entrar no Mementos quando tiver várias missões paralelas pendentes e sempre depois de completar um Palace (novos andares aparecem após terminar os calabouços da história).

Sempre tenha ferramentas para abrir baús trancados

Vários baús trancados estão espalhados pelos calabouços e para abri-los é necessário ter uma lockpick (gazua). Esse item, que é do tipo “ferramenta de infiltração”, pode ser construído na mesa de trabalho do quarto do protagonista. Quanto maior o nível de Proficiência do herói, mais itens podem ser montados por sessão. Lembre-se de abrir todos os baús do Palace antes de terminá-lo, afinal eles desaparecem após derrotar o chefe. Já no Mementos, dê preferência para baús trancados dos andares mais profundos, pois eles têm itens melhores.

Combate

Abuse das fraquezas dos inimigos para ganhar turnos

Durante o combate, é possível ganhar um turno adicional ao acertar a fraqueza elemental do inimigo. Sendo assim, sempre explore os pontos fracos dos oponentes. Quando possível, derrube todos os inimigos para poder ativar a negociação ou All-Out Attack.

Use o Baton Pass sempre que possível

O Baton Pass é um movimento que permite ceder o turno extra para outro personagem, que receberá um bônus no ataque e defesa. Utilize essa habilidade sempre que possível, pois com ela é possível usar outros heróis para explorar as fraquezas elementais. O Baton Pass é desbloqueado nos primeiros níveis de Confidant dos protagonistas, sendo assim é importante passar um tempo com os personagens do seu time.

Use as armas de fogo prioritariamente para explorar fraquezas elementais

Os heróis de Persona 5 contam com armas de fogo para atacar os inimigos. O ataque delas é equiparável às armas de combate corpo a corpo, porém todas elas contam com munição extremamente limitada. Sendo assim, deixe para utilizá-las somente para atacar inimigos fracos contra balas — normalmente inimigos voadores costumam ser vulneráveis a projéteis. Também não gaste muito dinheiro comprando armamentos melhores, concentre-se em armas corpo a corpo e armaduras. As armas de fogo ficam mais úteis com certas habilidades, porém esses movimentos especiais só podem ser desbloqueados mais para a metade da aventura.

Mude de Persona de acordo com a situação

O protagonista é o único personagem que pode trocar de Personas, cada qual com movimentos e atributos únicos. É muito comum escolher uma Persona que resiste aos elementos dos ataques inimigos, porém, é importante ficar atento também a características como ataque, defesa e agilidade. Além disso, o ideal é ter Personas que tenham ataques de vários elementos diferentes e feitiços de suporte.

Abuse das habilidades de suporte para diminuir características dos inimigos

Persona 5 tem feitiços que infligem status negativos, como paralisia e congelamento, no entanto, eles têm taxa de acerto baixa e raramente funcionam em chefes. Contudo, a classe de habilidades de suporte sempre funciona e é extremamente útil para reduzir características dos oponentes, inclusive chefes. São elas: Tarunda (reduz o ataque por 3 turnos), Rakunda (reduz a defesa por 3 turnos) e Sukunda (reduz a agilidade por 3 turnos).

Use as respostas corretas durante a negociação com inimigos

Um recurso de Shin Megami Tensei que foi resgatado em Persona 5 é a negociação com inimigos. Após derrubar todos os oponentes ao explorar suas fraquezas, é possível conversar com eles para receber dinheiro, itens ou novas Personas. Para transformar os inimigos em Personas, é necessário responder perguntas — respostas incorretas podem trazer problemas como novos inimigos ou vantagens para os monstros. Para se dar bem na negociação, observe a natureza do inimigo, ela aparece no menu Analysis ou no canto superior esquerdo durante a negociação. Confira como abordar cada tipo de monstro e escolha as respostas certas de cada natureza:

Upbeat: gosta de respostas divertidas, odeia respostas sérias ou vagas;

Timid: gosta de respostas gentis, odeia respostas vagas ou divertidas;

Irritable: gosta de respostas sérias, odeia respostas vagas ou gentis;

Gloomy: gosta de respostas vagas, odeia respostas sérias ou divertidas.

Combine Personas sempre que possível

Assim como o protagonista, as Personas recebem experiência, sobem de nível e aprendem novas habilidades. O problema é que normalmente as criaturas necessitam de grande quantidade de experiência para se fortalecer. Sendo assim, faça fusão de personas sempre que possível. A criatura resultante normalmente tem atributos melhores, o que fortalece também o protagonista.

Confidants

Avance mais rápido nos relacionamentos com os Arcanos correspondentes

Sempre que for se encontrar com algum Confidant, leve uma Persona do mesmo Arcano dele, pois isso aumenta a quantidade de pontos de relacionamento recebidas ao interagir com eles.

Escolha as respostas corretas para maximizar os relacionamentos

Durante os encontros com os Confidants, eles vão fazer perguntas para o protagonista. Cada resposta dá uma quantidade determinada de pontos de relacionamento e isso é representado por notas musicais azuis que saem do confidente — o máximo possível de uma resposta é até três notas. Há momentos em que é possível dar presentes ou convidar os amigos para passeios por Tóquio. Sempre leve em consideração a personalidade da pessoa e a situação ao escolher as respostas, presentes e locais de passeio. Sempre salve antes de encontrar algum confidente e carregue o jogo caso o resultado não tenha sido satisfatório.

Invista nos Confidants certos

Uma das maiores novidades no sistema de relacionamentos em Persona 5 é que todos os confidentes liberam habilidades úteis. Por conta do tempo livre limitado, é difícil aumentar o nível de todos eles. Sendo assim, na primeira metade do jogo, invista nos seguintes Confidants para ter boas vantagens na aventura:

Personagens do time, como Ann e Ryuji: Cada nível de relacionamento libera novas técnicas de batalha para os heróis. É importante que eles aprendam ao menos a habilidade Baton Pass, que é obtida no nível 2 ou 3.

Sun (Toranosuke Yoshida): Avançar o relacionamento com o político provê habilidades para receber mais dinheiro e itens durante a negociação com inimigos.

Temperance (Sadayo Kawakami): A professora é extremamente útil por deixar o protagonista fazer outras coisas durante certas aulas (como ler ou fazer ferramentas) e por fazer tarefas para o herói durante a noite.

Death (Takemi Tae): A médica vende muitos itens de recuperação, essenciais para se dar bem nos Palaces. Nos níveis mais intermediários, ela vende acessórios extremamente úteis, como um que recupera SP todo turno.

Priorize ver filmes apenas na companhia de algum personagem

Depois de zerar o jogo pela segunda vez, concluí que alugar filmes em DVD e assisti-los sozinho para aumentar os status não é algo muito prático, por dois motivos. O primeiro é que há um prazo para devolvê-los que você pode acabar perdendo de acordo com os acontecimentos que estiverem ocorrendo na história, impedindo você de ir até a locadora, acarretando em uma multa. O outro motivo é que você gasta tempo em algo que serve apenas para subir seu status, sendo que ver filmes não dá troféu algum. Se quiser assistir algo no jogo, faça isso no cinema ou em casa apenas quando um dos personagens te convidar. Dessa forma, você aumenta não apenas um determinado status social, mas ganha a chance de elevar a afinidade com o personagem também. Filmes, vistos sozinho, devem ser usados apenas como último recurso para amplicação de status. Jogar videogame no jogo, por outro lado, é muito recomendado de ser feito sozinho, pois sobe seu status e também serve para garantir um troféu.

Verifique toda semana as máquinas de vendas automáticas de bebidas

Algumas dessas máquinas contém preciosos refrescos que regeneram seu SP, algo necessário para utilizar os poderes dos Personas. Sempre que checar uma das máquinas e houverem disponíveis estas bebidas de SP, compre todas e volte nelas na semana seguinte, para poder comprar novamente. Ter um estoque desses itens ajudará muito você a completar as dungeons em menos dias. Comprar as que recuperam HP também é altamente recomendado, pois permitirão que você regenere sua vida sem uso de magias, que gastam SP.

Assista televisão

Quando estiver em casa, assista um pouco de televisão. Às vezes está passando um programa de perguntas e respostas que lhe dá uma oportunidade rápida e sem gasto de tempo para aumentar seu “Knowledge” (Conhecimento), um status social demorado de subir em Persona 5.

Faça uso das promoções de vendas de produtos da TV

Uma vez por semana dentro do jogo passa na televisão um daqueles programas que vendem produtos para você comprar pelo telefone. É uma ótima oportunidade de obter algo que pode vir a ser bastante útil nas dungeons, por um preço promocional. Aproveite-as sempre que puder.

Esteja sempre com um Persona da Arcana de quem você quer elevar sua afinidade

Algo importantíssimo, pois há situações onde isto faz você ganhar um ponto adicional de afinidade com o personagem de acordo com o que vocês conversaram. Portanto, antes de decidir dar um rolê com um dos seus amigos no jogo, certifique-se de ter um Persona que fará seus laços com ele se estreitarem mais rapidamente. Qualquer um serve, bastando apenas ser da mesma Arcana que a dele.

Na noite após enviar o “Calling Card”, faça ferramentas de infiltração

É a única atividade que Morgana permitirá que você faça nessa noite, então aproveite-a. Lembre-se da dica 6 e salve o jogo antes. Repita o processo de criação das ferramentas até conseguir três pontos do atributo social “Proficiency” (Perícia) ao invés de dois. O tutorial disso não conta, pois nele você sempre receberá apenas dois pontos. A chance de obter três pontos aumenta de acordo com o seu nível de Proficiency.

Não tenha pressa em entrar no Mementos

Este é o lugar do jogo onde você passará uma boa parte do tempo “farmando” inimigos para subir seu nível e obter certos itens para construir ferramentas de infiltração. Contudo, espere até obter pelo menos umas 3 ou 4 das missões para serem feitas nele antes de resolver gastar seu dia lá. Ir no Mementos tendo poucas missões ou nenhuma não é uma ideia recomendável, a não ser que você esteja com tempo sobrando e não exista literalmente nada melhor para fazer.

Preste atenção nos dias e horas em que as interações com os personagens estão disponíveis

Há dias e horários específicos nos quais você pode tentar estreitar seus laços com cada personagem. Tenha isso em mente na hora que for escolher com quem você vai interagir, para optar pela opção que estará disponível naquele momento, mas não no dia seguinte. Lembre-se da dica 6, salve seu jogo antes e dê loading para optar sair com outro personagem se achar mais conveniente.

Jogue o New Game

Mesmo com todas essas dicas, não é garantido que você consiga terminar Persona 5 maximizando sua afinidade com todos os personagens, algo que só é possível com uma organização impecável de tempo, ou então usando um detonado, o que faz a experiência da descoberta ser anulada, deixando tudo sem graça. Pelo fato de haverem tantas coisas a serem feitas, é provável que algumas delas você acabe deixando de fazer. O New Game+ mantém todos os atributos de status social obtidos por você na primeira jogada, juntamente com as armas, equipamentos e Personas, lhe deixando com bastante tempo livre nas mãos para fazer tudo aquilo que não conseguiu fazer antes. Acaba virando um jogo novo em alguns aspectos.

Referências:

Game Hall, Playstation Blast, wikipedia.

Dragon Age: Inquisition

Dragon Age: Inquisition é um jogo eletrônico de RPG de ação desenvolvido pela BioWare e publicado pela Electronic Arts. Sendo o terceiro jogo principal da franquia, Dragon Age: Inquisition é uma sequencia de Dragon Age: Origins e Dragon Age II. O jogo foi lançado mundialmente em novembro de 2014 para Microsoft Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One. Após o seu lançamento, Dragon Age: Inquisition foi amplamente aclamado pela crítica, com alguns o considerando um dos melhores RPGs já feitos na história.

Crie seu Inquisidor 

Quem você se tornará? Use a ferramenta robusta de criação de personagem do Dragon Age: Inquisition para explorar sua imaginação e moldar seu Inquisidor ou Inquisidora.

Lidere a Inquisição 

Recrute uma equipe de guerreiros lendários e lidere-a contra um mal ancestral que ameaça destruir o mundo.

Explore um vasto mundo 

O mundo de Thedas é enorme! Percorra florestas densas, orlas castigadas pelo vento, desertos áridos, pântanos assustadores e muitos outros ambientes.

Suas escolhas importam 

Alianças serão forjadas, inimigos serão feitos e você é quem está no controle. Como Inquisidor, você enfrentará muitas decisões e suas escolhas moldarão o mundo à sua volta.

Alguém disse dragões? 

Será que você consegue derrotar o maior predador de Thedas? Se conseguir, os espólios dessa batalha podem ajudar a Inquisição. Se falhar, vai acabar virando carne de churrasco.

Fabrique itens exclusivos 

Junte matérias-primas valiosas e planos de fabricação para criar novas armas e armaduras poderosas. Você também pode nomeá-las. Então, se quiser chamar seu malho de duas mãos cheio de pinos com +30 de dano a demônios de “Fifi”, fique à vontade!

Aventure-se com os amigos 

Entre on-line e participe de grupos de até quatro agentes da Inquisição no modo multijogador. Escolha seu caminho e a facção inimiga e batalhe por espólios e pontos de experiência para tornar seus agentes uma força temível.

Modo single player separado do multiplayer

Você não vai ver seus amigos surgindo na tela pra ajudar em uma quest. O modo multiplayer de Inquisition funciona separadamente. Na campanha… Você está por conta própria, meu caro.

Você controla quatro inquisidores

Apesar de você construir um personagem específico, durante sua jornada você controla quatro personagens e pode dar a eles diretrizes básicas de ataque.

A Visão Tática

Um dos recursos mais interessantes nas batalhas de Dragon Age é a sua Visão Tática. Para quem desconhece, trata-se de um recurso que congela toda a tela e mostra uma visão do alto, mostrando todo o terreno, inimigos e aliados. Enquanto ativa, a Visão Tática permite ao jogador coordenar ataques, visualizar atributos de inimigos e realizar estratégias a cerca da batalha.

Embora a função seja muito bem apresentada durante o combate, utilize-a para coordenar ataques antes que o inimigo veja você e o seu grupo. Por exemplo, há um bando de demônios em seu caminho, mas eles ainda não os viram. Ative a Visão Tática e comande ao seu grupo para flanquear o inimigo, se movimentando sorrateiramente. Caso queira uma tática mais agressiva, pode comandar aos arqueiros para dispara a distância em monstros menores, enquanto os guerreiros e os ladrões podem abater mais rapidamente um inimigo maior.

Visualize os atributos do inimigo para saber se eles são fortes demais ou não. Para isso, basta selecionar o inimigo e verificar sua energia. Deixe os inimigos mais poderosos para aqueles que podem absorver e causar muito dano, como guerreiros ou magos bem evoluídos.

Dragon Age Keep

Pra importar as escolhas feitas nos dois primeiros games da série, você precisa logar com sua conta da Origin no Dragon Age Keep. A aplicação gratuita também serve pra você, que não jogou os games anteriores, pré-determinar os rumos de sua história em Inquisition. 

Terceira história na linha do tempo

Inquisition se passa 10 anos depois de Dragon Age: Origins e alguns meses após os eventos de Dragon Age II.

Chantria

Na trama, Chantria é a organização religiosa dominante em Thedas e se originou dos ensinamentos da profetiza Andraste. O objetivo da Chantria é espalhar esses ensinamentos por todo o mundo e para todas as raças. Seus membros acreditam que todos os não humanos precisam de salvação, pois estão ainda mais afastados do Criador.

As raças de Dragon Age Inquisition

É importante conhecer um pouco do contexto que envolve as raças de Inquisiton e suas relações, por isso, lá vai:

Qunaris: Os qunaris são uma raça de gigantes chifrudos que seguem um rígido texto religioso chamado KÍÛN. Os que abandonaram esses princípios são conhecidos como Tal-Vashoth, e geralmente trabalham como mercenários.

Anões: Os anões são baixos e troncudos e a maioria passa a vida toda no subterrâneo. Aqueles que vivem em exílio na superfície geralmente são mercadores ou contrabandistas. Eles adoram uma entidade conhecida como “a Pedra”.

Elfos: Historicamente, os elfos são um povo oprimido, caracterizado por sua união e suas as orelhas pontudas. Ainda que a maioria sobreviva nas periferias mais pobres das cidades humanas, outros vivem como nômades e são conhecidos como dalishianos. Eles veneram o Panteão Élfico.

Humanos: Os humanos são a raça mais numerosa e poderosa em Thedas. Também são politicamente os mais divididos e parecem propensos a conflitos.

Magos e templários

As duas facções estão em Guerra. O conflito começou quando Anders, um mago apóstata, destruiu a Capela de Kirkwall com o grande clérigo ainda lá dentro. O motivo?

Tradicionalmente, os magos são controlados pelos templários, mas em Kirkwall os templários abusavam desse poder — não são os mesmos de Assassin’s Creed, ok? Anders era frequentemente possuído por um espírito de Justiça e não deixou barato ao ver os maus tratos dados aos magos da região.

A Revolta dos Magos de Kirkwall

Hawke, o protagonista de Dragon Age II, tenta impedir o conflito de magos e templários em Kirkwall. O Primeiro Encantador Orsino e a Comandante-Cavaleira Meredith são mortos. Isso faz com que a Chantria entre em colapso e as duas facções se enfrentem abertamente. No início de Inquisition, líderes dos dois lados estão se reunindo para chegar a um acordo, porém… Algo inesperado acontece.

Varric Tethras

Varric é o ladrão que narra os eventos de Dragon Age II, enquanto a Investigadora Cassandra Pentaghast, sob a autoridade da Divina, chega a Kirkwall e o interroga sobre Hawke. Varric é um dos links mais fortes com os dois jogos anteriores da série, pois ele está no seu grupo e você pode pedir que ele conte histórias dos eventos que ocorreram antes de Inquisition.

Os Criassombrias e a Podridão

Os Criassombrias são uma raça de criaturas humanoides que costuma morar na área subterrânea de Thedas. Quando eles descobriram um dos Deuses Antigos, acabam o maculando e o transformando em um Arquidemônio, que os leva a atacar a superfície várias vezes. Esses ataques são chamados de “Podridão”.

Os Guardiões Cinzentos

São uma ordem de guerreiros presente em praticamente todas as nações de Thedas e que se dedicam a lutar contra o Criassombrias. Não são tão numerosos, mas têm sido de importância vital pra lutar em cada uma das Podridões, impedindo a destruição das raças da superfície. 

O Imaterial e o Véu

O Imaterial é uma região metafísica, uma dimensão paralela e mágica, que faz parte de Thedas, mas que é separada por uma barreira transcendente conhecida como o Véu. O Véu não pode ser visto ou tocado, e é uma espécie de metáfora para explicar a interação entre a realidade física e a sobrenatural. 

Os magos têm acesso direto ao Imaterial, o que acaba fazendo com que eles estejam mais vulneráveis a serem possuídos por demônios. Isso faz com que as pessoas tenham medo dos magos. 

Consiga uma montaria rapidamente

O mundo de Thedas é gigantesco e percorrer os campos, desertos e planicies a pé pode ser cansativo e demorado. Para ajudar nessa tarefa, há diversas montarias espalhadas pelo mundo e uma delas pode ser rapidamente acessada. Basta investigar e procurar por uma Side Quest – missões secundárias do jogo – chamada “O Mestre dos Cavalos”, na parte mais Oeste do mapa. Ao falar com o mestre dos cavalos e aceitar sua missão, você será recompensado com um belo cavalo Fereldan.

Evolua seus companheiros

Embora o foco da história seja você, o Arauto de Andraste, nenhuma história é feita sozinha. Durante suas mais árduas missões, um grupo de guerreiros o acompanhará para ajudar na difícil tarefa de salvar o mundo. Eles possuem poderes, características e atributos únicos, mas todos eles necessitam de uma mesma coisa: evoluir.

Assim como você evolui os atributos principais de seu personagem, seus companheiros também necessitam disso. Fique atento ao aviso de passagem de nível de todos os heróis de sua party e os evolua fazendo o mesmo processo de evolução de seu herói.

Ataque a Fenda

No mundo de Dragon Age: Inquisition, uma fenda apareceu nos céus de Thedas, fazendo com que demônios e outros monstros saiam por ela e assolem o mundo. Também espalhados pelos campos de batalha há fendas menores que possuem a mesma propriedade. Se não for fechada rapidamente, novos monstros sairão dela, dificultando a continuação da missão.

Ao perceber que no campo de batalha há uma fenda, utilize a Visão Tática para fazer com que seus amigos atrasem os monstros enquanto você fecha a fenda, uma vez que só você possui tal poder. Você precisará de alguns momentos de concentração para fechá-la, então, tenha certeza que não há ninguém em volta.

Faça missões secundárias

Elas são tão importantes quanto fazer as missões da campanha. É necessário faze-las para adquirir mais XP e também conseguir vários itens como novas armas e armaduras e até acessórios pra ajudar na sua jornada.

Prepare uma equipe personalizada

É muito importante que você tenha uma equipe equilibrada e que você conheça bem os golpes que eles irão executar. Mude as configurações de acordo com sua habilidades. Lembre-se que seus companheiros tem que suprir no que seu personagem é fraco, seja força, magia, ataque a distância ou armadilhas.

Explore Tudo

É muito importante que explore todos os mapas, pois novas missões serão desbloqueadas e você a chance de desbloquear mais informações sobre os personagens, itens únicos de quest e as vezes até alguma ajuda para a Inquisição.

Sempre atualize seu equipamento

Você passa a maior parte do jogo explorando e pegando itens, e isso se torna tão comum que você pega itens e nem vê o que pegou ou pra que serve. Então a cada fim de missão passe na Fortaleza do Céu e veja se tem novos itens para fabricar ou upgrades novos disponíveis em seus armamentos. Fazendo assim o jogo se torna mais fácil com certeza!

Não deixar de coletar itens dos mapas

Se você gosta ou tem paciência para explorar mapas você já tem um ponto a seu favor no game, agora se você não gosta ou não tem paciência para a exploração, sinto em dizer que você saíra perdendo e MUITO.

Dragon age possui muitos itens espalhados pelo cenário como: ervas, materiais de fabricação, receitas, armas e armaduras, porém, cada mapa possui tipos de itens diferentes, então você terá que explorar cada recanto de cada mapa… e sim colher TUDO o que encontrar pela frente, pois de alguma forma eles serão úteis. Com os materiais de fabricação você poderá construir armas e armaduras e com as ervas você ira “tunar” as suas poções. No caso de armas e armaduras prontas você encontrará itens bons a até raros más também itens bem “podrinhos” mas que servirão para você vender e ganhar dinheiro.

Aprenda a usar a CRIPTA

Na fortaleza do céu do lado direito do trono do inquisidor você terá uma sala chamada CRIPTA! Acreditem será o lugar aonde vocês passaram muitas horas até o fim do game.

É nesse local que você utilizará todos os itens colhidos em mapas. Na cripta você poderá abastecer e “tunar” as suas poções, fabricar e personalizar suas armas e armaduras, fabricar runas, mudar a cor das armaduras e personalizar a Fortaleza do céu.

Não sabe usar a cripta? Tem alguma dificuldade? Pode ficar tranquilo que na descrição do vídeo tem o link com a explicação completa para você saber usar a tão importante CRIPTA.

Não deixe de usar runas e marcas nas sua armas e armaduras

Runas e marcas são pedras mágicas criadas por uma arcanista. Porém você só terá acesso as runas e as marcas quando fizer a missão “Encontre a Arcanista” que abrirá logo após você chegar a Fortaleza do Céu. Com a missão concluída Dagna ficará na cripta e já abrirá o seu acesso para a construção das runas.

As runas servem para aprimorar suas armas e as Marcas para aprimorar sua armadura dando a elas um dado maior a um tipo específico de inimigo e habilidades extras, por tanto cuidado para não desperdiçar material e fabricar justo o que você não utilizará.

Os materiais para criação de runas são pedra branca (que você encontra com um comerciante em Orlais) e matéria prima de fissuras que você coleta logo após fecha-las.

Lembrando que quando você utiliza uma runa em uma arma ela não poderá ser reutilizada, pois se você arranca-la da arma ela automaticamente será destruída.

Junte dinheiro

Em DA dinheiro é importante pelo menos no começo.

No inicio do game você precisará de dinheiro para comprar itens melhores para seus personagens, afinal você não terá nem as receitas e muito menos o material para fabricar itens. Mas é claro tudo será muito caro e você usa 4 personagens na sua party, ou seja,… AJA GRANA.

A forma mais fácil de adquirir dinheiro é vendendo seus itens que você não utiliza mais, como eu disse anteriormente ser lixento só te ajudará.

Mais para frente no game quando você tiver acesso aos benefícios da inquisição você conseguirá vender e comprar itens com melhor preço e assim juntar cada vez mais grana!

Benefícios da Inquisição

Na mesa de guerra além de você fazer missões cronometradas e abrir mapas você poderá adquirir os Benefícios da Inquisição, que darão vantagens para você durante o game.

Você adquiri esses Benefícios através de pontos de influencia que você ganha quando completa missões, recruta agentes para a inquisição ou conclui alguma das requisições da inquisição.

Ganhar Experiência e Wyvern Scales

Quando adquirir um level 13 ou nível maior que seja suficiente para lidar com coisas mais poderosas, vá até o local chamado Hissing Wastes. Continue o caminho até o oaseis que se encontra bem a oeste do mapa. Derrote os inimigos que encontrar pelo caminho e recolha as wyvern scales. Lá poderá vendê-las por cerca de 4000G, mas tudo lhe custará menos de 10 minutos.

Como escalar facilmente

Parece bobo, mas é bem complicado escalar alguns lugares. Para evitar este problema, você poderá alterar de personagens, uma vez que seus companheiros podem subir muito mais facilmente enquanto estão sob controle do computador.

Referências:

Jogos Internauta, Miah Joga, EA, Game For Fun, Voxel, Techtudo, Wikipedia.

Watch Dogs

Watch Dogs (estilizado como WATCH_DOGS) é um jogo eletrônico de ação e aventura do gênero sandbox desenvolvido pelo estúdio Ubisoft Montreal e publicado pela Ubisoft para Xbox One, Xbox 360, Windows PC, PlayStation 4, PlayStation 3 e Wii U no dia 27 de Maio de 2014.

Revelado na conferência de imprensa da Ubisoft durante o evento E3 de 2012 e originalmente planejado para novembro de 2014.

Watch Dogs é jogado numa perspectiva em terceira pessoa e o mapa pode ser percorrido a pé ou em um veículo. A história é contada numa versão fictícia da cidade de Chicago, que inclui a sua zona urbana, os campos em redor e os bairros pobres. Baseado nos temas de cibersegurança, em Watch Dogs o jogador controla Aiden Pearce, um hacker “grey hat” altamente qualificado, descrito como uma pessoa que usa tão bem os “punhos como a inteligência”, muito hábil na capacidade de se infiltrar em sistemas eletrônicos, e deste modo penetrar no ctOS, um sistema centralizado todo ligado em rede, que coordena a hiper-controlada cidade de Chicago. A história segue os esforços de Aiden na procura de vingança depois da morte acidental da sua sobrinha. Um modo multijogador online também está incluído, permitindo até oito jogadores participarem em jogos tanto cooperativos como competitivos no mesmo mapa do modo história.

Na altura do seu lançamento, Watch Dogs recebeu no geral análise positivas. Foi particularmente elogiado no que toca aos elementos de hacking, a variedade das missões e o multijogador online. O enredo e as personagens tiveram uma recepção variada, no entanto, as críticas recaíram mais por o jogo não acrescentar nada de novo ao género para além de ter muitos elementos em comum com outras séries também produzidas pela Ubisoft Montreal. De acordo com o site de críticas agregadas Metacritic, o jogo recebeu uma pontuação média de 82/100, 81/100 e 79/100 para PlayStation 4, Microsoft Windows e Xbox One, respectivamente. No GameRankings, Watch Dogs conseguiu uma média de 82,70% para PlayStation 4, 77,40% para Microsoft Windows e 79,37% para Xbox One.

Um sucesso comercial, uma semana após o seu lançamento, Watch Dogs já tinha vendido mais de 4 milhões de cópias fazendo do jogo a nova propriedade intelectual mais vendida de sempre durante esse período. Devido às demonstrações nas E3 2012 e 2013, Watch Dogs recebeu um combinado de mais de 173 prémios e nomeações, incluindo três prémios e quatro nomeações dos Game Critics Awards. Foi seguido por uma sequela, Watch Dogs 2, em novembro de 2016.

Jogabilidade

Como Aiden Pearce, os jogadores podem usar o seu smartphone e obter inúmeras informações do local e das pessoas que o rodeiam.

Watch Dogs é um jogo de vídeo em mundo aberto, no qual os jogadores, numa perspectiva de terceira pessoa, controlam um homem chamado Aiden Pearce, que consegue se infiltrar (hacking) em vários dispositivos eletrónicos ligados ao Sistema Operacional Central da cidade (CtOS), permitindo ao jogador usar diferentes métodos para resolver numerosos objetivos. Os exemplos incluem invadir os telefones das pessoas para obter dados bancários e roubar fundos, provocar avarias em equipamentos para distrair os outros personagens e alterar os semáforos do transito para causar colisões. Tudo isso com a ajuda de um celular muito avançado. O jogo também inclui um grande arsenal de armas incluindo pistolas, metralhadoras, espingardas, escopetas e um bastão retrátil.

Os jogadores também podem receber informações sobre os civis através de feeds de realidade aumentada, proporcionando ao jogador informações sobre demografia, saúde e comportamentos. Objetivos que foram expostos em apresentações incluem encontrar alvos específicos para matar, fugir da polícia e seguir potenciais vítimas, a fim de impedir aqueles que seriam os seus assassinos. O combate utiliza uma combinação de componentes stealth e parkour, junto com a mecânica uma cobertura baseada em jogos de tiro na terceira pessoa.

A mecânica central de Watch Dogs é o hacking. Hacking é uma das mais importantes características do jogo, central tanto na jogabilidade como no enredo. Aiden Pearce, o protagonista do jogo, tem um smartphone com várias aplicações capazes de se infiltrar na maior parte da infraestrutura de Chicago. Devido ao facto de que a interpretação de Chicago em Watch Dogs é governada inteiramente pelo Sistema Operacional Central (ctOS), Aiden Pearce tem o poder de aceder remotamente e assim interagir com o ambiente – como semáforos, canos de vapor, bloqueios de estrada, pontes, caixas de fusíveis, e até com as luzes da cidade, etc. Aiden pode usar isto para sua vantagem em situações de combate para eliminar oponentes, criar diversões ou coberturas e esconder-se. Também pode usar como forma de infiltração furtiva. É dito que o seu telefone é capaz de mais de 100 hacks.

Através de uma aplicação, Aiden Pearce consegue ter acesso à informação dos cidadãos da cidade de Chicago. O smartphone está ligado à base de dados da população do ctOS, e assim pode aceder por exemplo à idade, ocupação, bem como outros factos pessoais. Pearce também consegue ler mensagens de texto e ouvir conversas entre as pessoas, conseguindo com isso desbloquear missões. Esta característica foi desenhada para tornar o mundo de Watch Dogs mais vivo e real, dando profundidade à cidade e à sua população. Adicionalmente, o smartphone de Pearce está constantemente ligado ao sistema de prevenção de crimes do ctOS, uma ferramenta fictícia originalmente desenhada para a Polícia de Chicago. Esta ferramenta notifica o jogador de quando poderá ocorrer um crime na zona onde está, dando-lhe a chance de intervir e evitar o crime. Tal contribui para a persona justiceira de Pearce.

Crossover com Assassin’s Creed

O que primeiro surgiu como um rumor agora é uma certeza. Existem referências a Assassin’s Creed em Watch Dogs – e vice-versa. A incerteza está no nível dessa relação, ainda não detalhada pela Ubisoft. Fato é que existem diversas pistas de que os dois universos existem na mesma faixa de tempo e que os dois mundos se conectam; quem jogou Assassin’s Creed IV: Black Flag percebe as ligações. Agora é esperar para ver até onde isso será levado.

Chicago é menor que Los Santos

O mapa de Watch Dogs deve ter cerca de 60% do tamanho de Los Santos, a cidade de Grand Theft Auto V. Segundo a Ubisoft, a escala, nessa questão, não é o principal, pois a intensidade com que a cidade “respira” em volta do jogador fará tudo parecer mais latente. “Chicago será viva e deixará o jogador se relacionar e hackear qualquer um dos NPCs que estão no caminho”, disse ao Omelete o diretor de marca da Ubi, Thomas Geffroyd.

Hackear é a sua maior arma

Watch Dogs terá tiroteios, perseguições de carro, lutas corporais e outros tipos de combate; mas nenhuma dessas ferramentas será mais importante que o hack. Desde a primeira demonstração, o mote do jogo era claro: “controle tudo pelo seu celular”. Aiden poderá modificar sinais de trânsito, barreiras de contenção, luzes e até ondas de rádio com apenas um celular com o ctOS, um avançado sistema operacional espalhado por toda cidade. Além do confronto, o hackeamento servirá para conseguir missões paralelas e descobrir sobre a vida dos cidadãos de Chicago. Serão cerca de 60 habilidades incluídas no celular, segundo a Ubisoft.

Uma história sobre vingança

O game não será somente sobre missões e invasões eletrônicas. A Ubisoft promete uma narrativa tão impactante e profunda quanto as novidades na jogabilidade. Aiden Pierce, o protagonista, é um hacker que tem um passado misterioso e cheio de crimes desconhecidos. Certo dia ele testemunha uma série de casos horrendos envolvendo um grande mafioso de Chicago. Devido ao seu conhecimento sobre o caso, a máfia assassina sua família – é o motivo para ele voltar às atividades passadas em busca de vingança. “Acima de tudo temos que fazer um jogo com uma história que interesse ao jogador, como em todos os nossos outros títulos”, garante Thomas.

O falso modo multiplayer

Não há uma diferença clara entre o modo multiplayer e o single player em Watch Dogs. Segundo Geffroyd, “não será possível saber se aquele NPC está sendo controlado pela máquina ou por um ser humano, pois o jogo sempre incluirá outros jogadores reais na jornada sem aviso prévio”. No entanto, dificilmente algum jogador real se comportará exatamente como um NPC. “É aí que você começa a entender se ele vai te ajudar ou atrapalhar numa missão”, conta Thomas.

O verdadeiro modo multiplayer

Para os aficcionados no multiplayer tradicional, Watch Dogs terá algumas novidades. “Teremos os modos tradicionais e algumas novidades, como o Decryption. Ele juntará quatro jogadores para decodificar um objeto ao mesmo tempo, enquanto fogem de outro grupo que tentará impedi-los. É um misto de estratégia e combate feito especialmente para o jogo”, revela Thomas. Além desse, haverá as modalidades Racing (corridas ao redor de Chicago), Intrusion (roubo de informações do adversário) e Tailing (perseguição e roubo de informações para futuras tarefas).

O jogo na palma da mão

Nem só dentro de Watch Dogs será possível hackear. Segundo a Ubisoft, um aplicativo feito especialmente para o jogo permitirá que outros jogadores entrem na sua aventura para atrapalhar ou ajudar no desfecho de uma missão. “Será possível desligar sinais, interromper transportes e fazer todas as outras peripécias que Aiden faz no celular”, diz Geffroyd. No campo das ideias parece uma ideia interessante, mas é preciso esperar para ver como isso funciona de fato.

Jogos dentro do jogo

Além de se aventurar no mundo aberto de Watch Dogs, o jogador poderá se distrair com os variados minigames espalhados por Chicago. Até agora, já foram divulgados 13 deles. Um é o pôquer, que, obviamente, poderá ser hackeado por Aiden para garantir trapaças. O jogador pode ver se os rivais são viciados em apostas ou se estão nervosos. É possível disputar uma partida de xadrez e até usar o celular do protagonista para uma brincadeira de realidade aumentada. Um dos games faz alienígenas invadirem Chicago, enquanto outro faz Aiden pular entre os prédios para coletar moedas.

O celular de Aiden e seus diversos recursos

Para iniciar qualquer um dos modos de jogo online de Watch Dogs, é preciso usar rapidamente o smartphone de Aiden. Abra-o e dirija-se ao menu “Contratos Online”. Dentro desta aba, você encontrará as seis variações de jogo: Perseguição, Corrida, Desafio ctOS Mobile, Vagar Livremente, Decodificação e Hackeamento.

Em todos os modos de invasão, ou seja, Desafio ctOS Mobile, Perseguição Online e Hackeamento Online, o usuário pode tanto invadir como ser invadido. Se houver uma invasão ao seu jogo, você será avisado, e terá que encontrar o hacker rival e matá-lo, antes que ele roube seus dados. O tempo necessário para isso é mostrado na tela.

Cada sucesso (ou insucesso) em uma destas missões renderá ao jogador pontos de notoriedade. Quanto mais notoriedade ele tiver, mais pontos terá no ranking mundial e sua reputação sera exibida em seu perfil online.

Confira abaixo cada modo de jogo online:

Vagar Livremente Online – Um modo que lembra o GTA Online. Esqueça missões e desafios. Chame os amigos e fique rodando pela cidade de Chicago. Entre na sessão, procure outros hackers e acabe com eles!

Perseguição Online – Divertido modo “gato e rato”. Você deve avistar um hacker rival, dentro da sessão de jogo dele, segui-lo e identificar seus dados com o perfilador, e sair após o tempo determinado sem ser detectado.

Desafio ctOS Mobile – Jogo de estratégia, em que você deve desafiar um outro usuário com o controle da polícia. Deverá ser jogado no celular pelo aplicativo do jogo. É um jogo semelhante a games de tabuleiro, em que você deve alcançar check-ins antes dos rivais.

Corrida Online – O nome já diz tudo, certo? Watch Dogs tem carros bem legais, e neste modo os usuários podem testar toda a potência deles em corridas alucinantes online. Os primeiros ganham boas recompensas.

Hackeamento Online – Semelhante ao Perseguição. Você entra na sessão de um outro gamer e precisa hackear o celular dele. Roube os dados e fuja sem que ele te ache (e te mate) antes disso. Não machuque o alvo.

Decodificação Online – Este é um divertido modo de grupo. Você joga com os amigos e seu time tem que achar um importante arquivo perdido na cidade. Siga as pistas, busque por ele e depois decodifique-o.

Hackeie tudo ao seu redor

Sinais de trânsito, câmeras, celulares… Tudo o que puder ser hackeado pode ter alguma importância. Então, use o seu sistema de invasão o máximo possível, porque isso certamente vai lhe render bons frutos. Mas chegue perto do alvo para hackear e não dê brechas para que transeuntes percebam o que você está fazendo, pois eles podem fazer denúncias à polícia e isso te deixará vulnerável.

Seja discreto

A discrição é sempre fundamental em jogos deste tipo. Adrien não é um Nathan Drake. Ele precisa ser como um fantasma, como um hacker no mundo real. Só fazer suas tarefas sem ser visto e identificado. Por isso, o modo “stealth” de jogar Watch Dogs é mais divertido – e seguro – do que sair para o combate, tendo em vista que ele não tem uma quantidade de vida muito grande.

Mundo aberto

Watch Dogs é um game em mundo aberto, ou seja, você não precisa – e não deve – se ater somente às missões da história central do game. Passear pelo local de Chicago com objetivos à parte é fundamental. Você pode desbloquear conteúdo muito importante, achar novos alvos para hackear e realizar tarefas bem divertidas. Assim, passa a aproveitar muito mais o game do que apenas seguindo-o linearmente.

Melhore as habilidades

Em Watch Dogs, o jogador pode melhorar as habilidades que Aiden tem em diversos aspectos, como para dirigir carros, hackear ou criar novos itens e armas. Todas são importantes, mas o principal é você saber seu estilo de jogo e fazer os upgrades de acordo com o que mais utiliza.

Estratégia

Cada missão tem uma abordagem diferente. Preste atenção em seus objetivos para saber o que é melhor. Quase sempre, passar batido é melhor, porém existem situações em que é preciso trocar tiros, ou preparar armadilhas. O feeling do jogador é fundamental, e saber criar a melhor estratégia também.

Saia do carro

Não é possível atirar de dentro do carro, dessa forma, caso esteja em uma perseguição e ache que a melhor solução para se livrar da polícia é acabar com eles, literalmente, pare o carro e vá para o combate. Antes, tente despistá-los hackeando os semáforos. Se não der, esconda-se em algum beco ou vá para o tiroteio direto.

Use o ambiente

Watch Dogs tem tantas possibilidades de exploração do ambiente que é óbvio que o usuário deverá usá-las. Além dos sinais de trânsito, que podem causar os acidentes mais incríveis que você já viu, é possível estourar caixas de energia e acertar a pessoa que está passando, entrar em restaurantes e comprar comida ou bebida, escalar objetos e muito mais. Use esta variedade a seu favor!

Identifique as pessoas

Não são apenas locais e dispositivos eltrônicos que podem ser hackeados. As pessoas também; e elas são fundamentais, porque podem guardar segredos ou ajudar o protagonista a roubar carros e dinheiro. Por isso, use sempre a ferramenta de fazer perfis das pessoas e mire nos alvos certos.

Gaste o dinheiro

Dizem que “dinheiro na mão é vendaval”, mas mãos de Aiden deve ser mesmo. Isso porque você pode roubar de tanta gente, que é preciso usar o máximo possível para dar o melhor para seu personagem. É possível comprar muita coisa com a grana, sendo assim, não guarde dinheiro; gaste tudo o que puder!

Descanse bastante

Vá até seu esconderijo quando estiver com o nível de criminalidade alto, ou se quiser salvar o game. Deite na cama, coloque o despertador e aguarde. Quando seu personagem acordar, estará com o game salvo e sem a mira da polícia.

Drivers Invisíveis

Hackear os bloqueadores no momento certo e você pode virar um carro para que ele fique de cabeça para baixo. Quando você faz isso, um motorista vai sair e deixar a cena. Quando virar o carro novamente, ele deve afastar-se após alguns segundos (sem condutor visível).

Fácil Shell Game Win

Comece a jogar o game casca e deixar o acabamento hustler movendo os copos ao redor. Sem indicar qual copo você esconde o shell, Pause o jogo e acesse o menu Opções. Sob calibração, ajuste o brilho para 100 e, em seguida, retomar a ação. Em seguida, pause-o mais uma vez. Por um breve segundo, você deve ver o contorno da bola em um dos copos disponíveis. Escolha esse copo para vencer a rodada.

Pontos de Perícia Exploit

Compre muita munição em qualquer loja que venda, e ganhe um nível de procurado. Esconda-se em sua casa segura, no banheiro. Depois de um tempo de recarga, você pode disparar a sua arma fora e seu nível de procurado irá retornar. Deixe a sua experiência de nível de procurado outro cooldown, em seguida, dispare a sua arma para fora da janela novamente. Repita conforme desejado.

Referências:

The Enemy, Wikipedia, techtudo.

The Last of Us

The Last of Us é um jogo eletrônico de ação-aventura e sobrevivência desenvolvido pela Naughty Dog e publicado pela Sony Computer Entertainment. Ele foi lançado exclusivamente para PlayStation 3 em 14 de junho de 2013. Na história, os jogadores controlam Joel, um homem encarregado de escoltar uma adolescente chamada Ellie através de um Estados Unidos pós-apocalíptico. The Last of Us é jogado a partir de uma perspectiva em terceira pessoa, com os jogadores usando armas de fogo, armas improvisadas e furtividade a fim de defenderem-se de humanos hostis e criaturas canibalísticas infectadas por uma mutação do fungo Cordyceps. Um “Modo de Escuta” permite a localização de inimigos por meio de uma escuta e percepção espacial aprimoradas. Armas podem ser melhoradas usando itens recolhidos do ambiente. Há um modo multijogador online em que até oito jogadores podem entrar em diferentes modos de partidas cooperativas ou competitivas.

O desenvolvimento de The Last of Us começou em 2009 logo depois da finalização de Uncharted 2: Among Thieves, o título anterior da Naughty Dog. A relação entre Joel e Ellie foi o foco central do jogo, com todos os outros elementos de história e jogabilidade desenvolvendo-se ao seu redor. A equipe criativa escolheu os atores Troy Baker e Ashley Johnson a fim de interpretarem os personagens principais, que realizaram a captura de movimentos e dublagem para seus respectivos papéis. Ambos auxiliaram o diretor de criação Neil Druckmann com o desenvolvimento da história e personagens. Novos motores de jogo foram criados para satisfazer as necessidades técnicas, com a inteligência artificial de Ellie sendo um grande ponto de desenvolvimento e aprimoramento. A trilha sonora original foi composta por Gustavo Santaolalla, enquanto os efeitos sonoros assumiram um ponto de vista mais naturalista e minimalista do que em outros jogos de ação.

The Last of Us foi anunciado em 2011, gerando grande expectativa. Ele foi aclamado pela crítica especializada, com elogios sendo direcionados particularmente para sua caracterização, enredo, subtexto e exploração da condição humana. O título tornou-se um dos jogos mais bem vendidos do PlayStation 3, vendendo mais de 1,3 milhões de cópias apenas em sua primeira semana e mais de oito milhões depois de catorze meses. The Last of Us é considerado como um dos melhores jogos eletrônicos da história, tendo vencido vários prêmios de Jogo do Ano. Um conteúdo para download chamado Left Behind foi lançado em fevereiro de 2014, com sua história se passando antes do jogo principal e centrando-se em Ellie e sua melhor amiga Riley. Uma remasterização intitulada The Last of Us Remastered foi lançada em julho de 2014 para PlayStation 4, enquanto sua sequência The Last of Us Part II foi anunciada em dezembro de 2016.

Jogabilidade

The Last of Us é um jogo eletrônico pós-apocalíptico de ação aventura e sobrevivência apresentado a partir de uma perspectiva em terceira pessoa. O jogador atravessa ambientes arruinados, passando por locais como cidades, edifícios e esgotos a fim de avançar pela história. Armas de fogo, armas improvisadas e furtividade são usadas para derrotar humanos hostis e criaturas canibalísticas infectadas por uma mutação do fungo Cordyceps. O jogador controla durante a maior parte da história o personagem de Joel, um homem encarregado de escoltar uma garota chamada Ellie através dos Estados Unidos; ela e outros companheiros ocasionais são controlados por uma inteligência artificial. Ellie torna-se temporariamente a personagem jogável durante um segmento da história.

O jogador usa no combate tanto armas de longo alcance (como rifles, espingardas e arcos) quanto de curto alcance (como pistolas, revólveres e espingardas curtas); também é possível utilizar armas brancas (como canos e tacos de beisebol). Garrafas e tijolos podem ser jogados para distrair, tontear ou atacar inimigos. The Last of Us possui um sistema de criação que permite que o jogador aprimore armas em mesas de trabalho usando itens coletados nos ambientes. Equipamentos como kits médicos e coquetéis Molotov podem ser encontrados ou produzidos com os materiais recolhidos. Habilidades físicas, como um medidor de saúde e velocidade de criação, podem ser melhoradas ao coletar pílulas e plantas medicinais. O medidor de saúde do jogador pode ser recarregado por meio de kits médicos caso o personagem tome algum dano.

Apesar do jogador ter a opção de atacar os inimigos diretamente, ele também pode empregar táticas furtivas para atacar ou passar pelos oponentes sem ser detectado. O combate furtivo usa uma mecânica chamada de “Modo de Escuta”, que permite que o jogador localize inimigos por meio de uma escuta aprimorada e percepção espacial. Ao usar o Modo de Escuta, a silhueta dos inimigos torna-se visível, permitindo que o jogador veja adversários em diferentes locais. Um sistema de cobertura dinâmico está presente em que o jogador pode agachar-se atrás de obstáculos a fim de obter uma vantagem tática durante o combate. The Last of Us possui diversos períodos sem nenhum combate, frequentemente envolvendo apenas conversas entre os personagens. O jogador resolve quebra-cabeças simples, como utilizar painéis flutuantes para transportar Ellie, que não sabe nadar, através de corpos de água ou usar escadas e lixeiras a fim de alcançar áreas mais altas. Colecionáveis de história, como bilhetes, mapas e quadrinhos, podem ser encontrados e vistos em um menu.

O jogo contém um sistema de inteligência artificial em que inimigos humanos hostis reagem a qualquer situação de combate em que são colocados. Se um oponente descobre o jogador, ele pode chamar por ajuda ou tirar vantagem do jogador quando este está distraído, sem munição ou no meio de uma luta. Companheiros como Ellie podem auxiliar no combate ao jogarem objetos em ameaças com o objetivo de tonteá-las, revelando a localização de inimigos ou usando uma faca e pistola para atacarem adversários.

O modo multijogador online permite que até oito jogadores participem de partidas competitivas ou cooperativas. Existem três modos multijogador: Ataque de Suprimentos, Sobrevivência e Interrogação. Os dois primeiros são mata-matas em equipes, com o segundo excluindo a opção de renascimento; o último coloca equipes investigando a localização da caixa de fecho inimiga, com a primeira a capturar a caixa vencendo. O jogador escolhe uma Facção em cada modo – Caçadores (grupo de sobreviventes hostis) ou Vaga-Lumes (grupo miliciano revolucionário) – e mantém seu grupo vivo ao coletar suprimentos durante as partidas. Cada partida equivale a um dia; ao sobreviver por doze “semanas”, os jogadores completam a jornada e podem escolher uma nova Facção. Matar inimigos, ressuscitar aliados e criar itens rendem ao jogador partes que podem ser convertidas em suprimentos; essas também podem ser adquiridas procurando em corpos de inimigos. Os jogadores são capazes de carregar mais equipamentos ao ganharem pontos enquanto crescem os suprimentos do grupo. Os jogadores podem conectar seu jogo ao seu perfil no Facebook, alterando assim os nomes e rostos dos outros jogadores a fim de serem iguais aos seus amigos de Facebook. Os jogadores também podem customizar seus personagens com chapéus, capacetes, máscaras e emblemas.

Priorize evoluir a barra de vida de Joel

No decorrer da campanha, Joel encontrará alguns comprimidos de suplementos. Embora cada jogador deva evoluir da forma como desejar a construção do personagem, é extremamente recomendável que um dos primeiros passos seja elevar a barra de saúde de Joel ao nível máximo.

Tenha sempre facas para abater estaladores 

Se você já jogou The Last of Us sabe dos perigos que representam os Estaladores. Existem algumas formas de se executar o inimigo rapidamente. Uma delas é utilizando lâminas. Construa facas e movimente-se bem devagar para se aproximar da criatura. Com dois metros de distância será possível executar o ser sem correr grandes perigos.

Em grupos com vários inimigos mate do mais forte para o mais fraco

Fora da Zona de Quarenta, Joel enfrentará inimigos com um tempo de infecção variado, exibindo diferentes comportamentos. Podemos utilizar como exemplo um dos primeiros contatos dos protagonistas com as criaturas. As salas trazem recém infectados, corredores e um estalador. Elimine primeiro o estalador e em seguida aplique golpes nos demais infectados.

Sempre avance contra os inimigos silenciosamente

Joel não é Nathan Drake. Na maioria das vezes os tiroteios irão terminar de uma péssima maneira para o protagonista. Avance com cuidado, mantendo o silêncio, contra inimigos humanos e seja mais cauteloso ainda ao lidar contra infectados. Observe o chão para não passar por cima de objetos quebrados, gerando ruídos significantes. O simples fato de pressionar a alavanca de maneira mais incisiva pode chamar a atenção dos inimigos.

Atire somente em último caso

“Faça o tiro valer a pena”. A frase dita por Joel para Ellie é de importância vital para os jogadores. Seguindo a dica anterior, evite disparar em ocasiões onde se pode abater o inimigo de forma silenciosa. Além de evitar chamar a atenção de outros adversários, Joel economizará a rara munição para situações onde esta seja a única solução.

Contra corredores busque locais com apenas uma passagem

Os corredores são uma pedra no sapato de Joel. Apesar de não serem tão inocentes quanto os recém infectados, nem tão perigosos como os estaladores e os vermes, os corredores podem causar estrago quando atacam em grande número. Procure levar os inimigos para salas com apenas uma entrada, fique de costas para a parede e empilhe os corpos com duros golpes, ferramentas modificadas e se necessário tiros.

Explore todos os cantos dos cenários 

The Last of Us não é o tipo do game que entrega os recursos aos usuários facilmente. Evite deixar para trás partes do cenário que não façam parte do trajeto linear. Explore portas trancadas, cômodos distantes, extremidades das ruas e fundo dos lagos, tendo sempre em mente que se correr algumas ferramentas decisivas poderão ser deixadas para trás.

CORRA!!!

Esse, com certeza, é o ensinamento mais importante de todos e que vai permear parte das outras nove dicas. No mundo de The Last of Us, a velocidade das pernas é sua melhor amiga em todos os momentos. Está sendo cercado de inimigos? Já enxerga a saída? Quer se livrar de uma situação difícil? Então fuja!

Essa foi a primeira indicação citada pelo nosso redator Durval Ramos quando perguntado sobre esse artigo. Para ele, o dedo colado no botão L2 do controle é a melhor maneira de sobreviver ao título, seja você um adepto da jogabilidade mais estratégica ou um amigo do Rambo.

É claro, ao fugir, Joel fará muito barulho e atrairá a atenção dos inimigos. Ainda assim, muitas vezes, é preferível sofrer um pouco de dano e seguir em frente do que tentar outro tipo de abordagem e acabar morrendo.

Não subestime o poder de seus punhos

Temos aqui mais um caso em que é preferível sofrer pouco dano. Em salas com poucos Runners, principalmente no início do game, prefira atacar fisicamente os inimigos do que gastar munição com eles. Esteja sempre em posse de pedaços de madeira, canos de ferro, tijolos ou garrafas, que tornam o assassinato violento muito mais rápido.

Utilizando armas desse tipo, os “zumbis” ou seres humanos inimigos caem com quatro golpes. Com as mãos, é preciso de quatro a sete acertos para acabar com a raça de um oponente, caso você não esteja próximo a uma parede. Pressione o botão quadrado sem parar e, no caso dos combates contra pessoas, fique atento também ao triângulo, para evitar que o adversário recupere a vantagem.

Aqui, duas exceções podem ser feitas. A primeira se relaciona a momentos em que também se está enfrentando Clickers, que são invulneráveis a ataques com as mãos. Além disso, fique atento aos soldados que portam armas, já que você estará indefeso contra disparos enquanto desce a porrada em um companheiro. Nesse caso, vale mais a pena agarrar o inimigo em questão e aproveitar o escudo humano para fazer uso da primeira dica.

Evite o confronto

Tudo bem que essa dica meio que contradiz as anteriores, mas você sabe como dizem: a melhor defesa é quando seu oponente não pode atacar. E um inimigo que não enxerga Joel não poderá agir contra ele, continuando as atividades normais de seu dia. A furtividade é uma grande aliada em The Last of Us.

E não estamos falando nem de matar os oponentes um a um, na surdina. Muitas vezes, o ideal mesmo é deixar o instinto assassino de lado e permitir que os oponentes vivam para ver outro dia, passando pelas laterais dos cenários e deixando o recinto silenciosamente. Afinal de contas, de nada adianta ser silencioso para matar um inimigo e, com isso, acabar sendo visto pelo restante do exército.

Quando atacar, prefira os sufocamentos com o quadrado e guarde as facas apenas para os Clickers, que são mais fortes e mortíferos. Cuidado com a lanterna nos arredores de inimigos comuns e sempre ande abaixado. Joel provavelmente ficará com dores nas coxas mais tarde, mas é melhor viver com as pernas doloridas do que morrer com o pescoço dilacerado.

Tijolo > garrafa

Ao longo de todo o game, dois artigos serão mais utilizados do que qualquer arma. Os tijolos e as garrafas são itens abundantes e multiuso, já que servem tanto para criar distrações quanto para explodirem a cabeça dos inimigos. Só que, nessa briga, os itens de construção se saem muito melhores que os antigos recipientes.

Tudo bem, as garrafas são de vidro e fazem muito mais barulho, configurando um engodo melhor para levar os inimigos para longe. Mas os tijolos combinam esse poder com a possibilidade de serem utilizados como uma arma letal de uso único, eficazes contra tudo, desde humanos até Clickers.

Por isso, tenha sempre um em seu inventário. Caso prefira usar a garrafa para distração, colete o vidro, jogue-o longe, mas não se esqueça de pegar o tijolo novamente. Em um momento de pânico, ele pode se tornar seu melhor amigo.

CHECAR TUDO

Tijolos e garrafas são os itens mais abundantes de The Last of Us, mas os cenários escondem muito mais do que isso. Seja cauteloso e não corra pela aventura. Entre em cada sala. Abra cada gaveta. Verifique todos os armários. Olhe cada cantinho. Parafusos, lâminas, panos, álcool, adesivos, munição. Tesouros deixados por sobreviventes do passado.

Itens desse tipo nunca são demais e, acredite, você vai precisar de todos eles. O game da Naughty Dog alterna momentos de calmaria extrema com combates frenéticos e tensos, que com certeza deixarão você sem itens de cura e armas. Por isso, é sempre importante recarregar o inventário antes da chegada da próxima situação desse tipo.

Escolha bem as evoluções

Como muitos jogos da atualidade, The Last of Us também empresta elementos de RPGs e traz uma árvore de habilidades. A evolução acontece por meio de escassos medicamentos, que são encontrados ao longo da aventura e permitem a melhoria de diversos atributos. Apesar de todos serem bastante úteis, existem aqueles que são essenciais para que você possa seguir em frente de forma tranquila.

Desde o início do game, foque suas pílulas na habilidade Shiv Master, que dá a você a opção de utilizar uma faca por meio de QTE caso seja atacado por um Clicker. Acredite, ela poupará você de muitas mortes. A seguir, aumente a quantidade total de sua energia para os combates mais complexos da metade para o final do game. Por último na lista de prioridades está a distância do Listen Mode, que facilitará muito sua vida durante as incursões furtivas.

As armas também podem ser modificadas e, aqui, dois upgrades são fundamentais. O aumento na capacidade máxima de munição permitirá que você se defenda por mais tempo antes de precisar procurar um abrigo. Depois, melhore o tempo de recarregamento, de forma a evitar ser cercado ou pego desprevenido sem bala alguma.

Kits médicos e facas nunca são demais

Esqueça as modificações de porretes e bastões. Apesar delas serem úteis em momentos de desespero, não vale a pena gastar um conjunto completo de lâminas em um artigo como esse. Pelo contrário, invista os cortantes em facas, que podem salvar você dos Clickers – como citado na dica anterior – ou tornar os assassinatos furtivos ainda mais rápidos.

Além disso, foque sempre na criação de itens médicos e deixe coquetéis molotov para serem produzidos quando seus kits de cura atingirem a capacidade máxima. Por mais que a arma incendiária seja muito boa para controle de multidões, é melhor sempre ter artigos de primeiros socorros, pois eles são essenciais durante toda a aventura.

Além disso, não se esqueça de sempre produzir itens para evitar ficar com a mochila lotada. Consulte seu inventário o tempo todo e sempre construa coisas com as peças soltas, de forma a poder pegar mais e mais artigos pelo cenário. Em The Last of Us, principalmente nas dificuldades mais altas, cada recurso é precioso e pode significar a diferença entre viver e morrer.

Treine muito

Para muita gente, o arco e as bombas de fumaça podem parecer um desperdício de espaço no inventário. Mas acredite, nos piores momentos da aventura, até mesmo esses artigos difíceis de usar se tornarão essenciais. Saber fazer uso deles de forma versátil dará a você grande vantagem no combate contra humanos e criaturas do inferno.

Se necessário, carregue um jogo salvo diversas vezes apenas para praticar a utilização dos dois itens. Acostume-se com o balanço e recuo do arco e a trajetória bizarra das flechas. Descubra que as flechas podem servir tanto para assassinar um inimigo furtivamente quanto como uma forma de chamar a atenção de alguém para longe de você.

Bombas de fumaça podem não ser letais, mas também servem ao mesmo fim. O alvo aqui são os soldados inimigos, que ficarão assustados e atentos com uma detonação de névoa negra, enquanto você e Ellie escapam sorrateiramente por uma porta lateral. Eles nem vão ver, literalmente, o que está acontecendo.

Aproveite-se da imperfeição

Não existe inteligência artificial perfeita. Então, procure usar esse fator em benefício próprio durante a jogatina de The Last of Us. O comportamento agressivo e violento dos inimigos humanos pode ser freado por atitudes simples que, por mais que não acabem com o perigo, podem gerar preciosos segundos de respiro.

Ao ser atacado por uma grande tropa de inimigos, por exemplo, atire longe um tijolo ou garrafa. Mesmo que eles vejam que foi você quem lançou o objeto, se virarão em direção ao barulho por um segundo, talvez esperando mais um atacante vindo daquele lado. Aproveite para fugir.

Da mesma maneira, utilize o espírito combatente e, por vezes, estúpido de seus companheiros para obter vantagem nos combates. Aproveite enquanto Ellie ou Bill atiram feito loucos nos inimigos, atraindo a atenção deles, para se esconder, usar itens de cura ou mirar bem para fazer valer cada disparo.

Voltando no tempo

The Last of Us é como uma montanha-russa, alternando sequências de calmaria, onde você pode buscar itens e se preparar para o futuro, com combates intensos e até mesmo “apelões” que acabarão com sua munição, itens de cura e dignidade. Na primeira vez, você nunca saberá o que está adiante e tudo o que pode fazer é se preparar para o pior.

Graças à tecnologia moderna, porém, existe uma maneira de evitar situações realmente aflitivas. Muitas vezes, por desatenção ou tentativas frustradas de ataque, você se verá atacado de todos os lados. Mesmo assim, conseguirá sobreviver, só que bem próximo da morte.

Vale a pena recarregar um jogo salvo e voltar para o início do combate, tentando assumir outro tipo de abordagem ou mirando melhor para economizar balas. Acredite, tal estratégia vai além de uma necessidade narcisista por perfeição e fará com que você, no futuro, agradeça à versão do passado por ter retornado no tempo e feito as coisas da maneira correta.

Aprenda a atirar 

Tire algum tempo para praticar a sua pontaria. Ela pode valer momentos importantes na luta por sobrevivência. Para quem está começando, um bom lugar para treinar é o modo multiplayer do jogo. Ainda é essencial escolher com sabedoria as melhores armas para cada momento e tipos de combate

Conheça seu inimigo 

Antes de começar a atirar, é importante diferenciar os tipos de criaturas contra as quais você vai lutar. A cada estágio de infecção, os zumbis ficam mais resistentes. Entretanto, eles também têm fraquezas. Os infectados são perigosos, mas você também deve estar pronto para lidar com seres humanos de diversas facções e com motivações diferentes. Fique esperto para não perder boas oportunidades de ataque e fuga!

Sem medo de voltar atrás 

Se você perceber que a vaca está indo para o brejo, não hesite em voltar atrás e considerar outra estratégia de ataque/fuga. Vários cenários possuem caminhos “mais fáceis” para atacar ou fugir de zumbis e inimigos humanos

“Antes um covarde vivo…” 

Pense no velho ditado como seu mantra. Se você quer ser um Rambo, The Last of Us não é o melhor lugar. Em várias situações, você consegue prosseguir sem ter derrotado todos os inimigos em uma cena. Tenha sempre um tijolo ou garrafa à mão para afastar os inimigos e corra como se não houvesse amanhã!

Referências:

Noticias R7, Voxel, The Enemy, Techtudo, Wikipedia.