Middle-earth: Shadow of War

Middle Earth: Shadow of War é um jogo de RPG de ação ambientado no universo da saga “O Senhor dos Anéis” do autor J. R. R. Tolkien, desenvolvido pela Monolith Productions e distribuído pela Warner Bros. Interactive Entertainment. É uma sequência do jogo Middle-earth: Shadow of Mordor de 2014 e foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 10 de outubro de 2017.

Shadow of War foi bem recebido pelos críticos, com elogios com relação ao gameplay e melhorias no sistema de jogo, embora alguns elementos da história e mudanças nos personagens provocaram reações negativas, assim como a inclusão de microtransações.

Estude o inimigo

O exército de Sauron é composto por muitos capitães e seus Uruk’s subordinados. Os subordinados são inimigos mais fracos, que podem ser derrotados facilmente. Já os capitães são Uruk’s promovidos, que possuem poder de ataque e resistência muito maior aos de outros Uruk’s. Não obstante, esses capitães possuem também fraquezas e forças únicas que você precisa saber antes de enfrentá-los.

Ao marcar um capitão, ronde os arredores e procure por documentos que informem mais detalhes dele. Um outro caminho mais fácil de obter tais informações é interrogando delatores. Para saber quem são, basta ativar a visão espectral e procurar pelos inimigos de silhueta verde. Inimigos comuns podem também saber informações sobre os capitães, mas muitas vezes não é o suficiente.

Modo Furtivo

O modo furtivo é a sua melhor tática para se dar bem no começo do jogo. A medida que avança na campanha, você poderá evoluir Talion para lutar bem contra grandes quantidades de inimigos, contudo, no início da campanha é bom evitar o combate contra muitos Uruk’s.

No modo furtivo, Talion pode matar inimigos e se locomover sem ser notado pelos outros. Este modo também é útil quando se deseja despistar inimigos que estão lhe perseguindo. Quando encontrar mato alto, você pode se ocultar nele e atrair inimigos para que os derrote rapidamente.

Evolua ao seu modo

Com elementos RPG muito bem visíveis, em Shadow of Mordor você deverá evoluir Talion para que ele possa melhorar em combate. A cada level evoluído, novos pontos de habilidade serão dados para que você desbloqueie novas habilidades.

A dica aqui é evoluir o guardião no seu modo de jogo. Por exemplo: se você foca no combate corpo a corpo, evolua técnicas de finalização ou de montaria em Caragors; se você prefere ser mais furtivo, melhore seus atributos de dano a distância, morte furtiva e movimentação mais rápida.

Equipe-se bem

Ao derrotar um capitão, lhe é concedido uma Runa para que você possa equipar em sua espada, arco ou adaga. Essa Runa lhe dará vantagem em batalha, como melhorar seu ataque crítico, aumento de energia e/ou velocidade de ataque. Para desbloquear um novo espaço de Runa é necessário gastar Mirians – dinheiro do jogo -, além de precisar ter level mínimo em alguns casos.

Aproveite o jogo

Shadow of Mordor é um jogo com mapas gigantescos, com ricos detalhes e referência a cultura Tolkiana. Há dezenas de missões secundárias para fazer, itens para coletar, vilões para derrotar e conquistas para desbloquear.

Segundo o site How Long to Beat, Shadow of Mordor conta com 11 horas de jogo de campanha principal, e mais oito horas de conteúdo adicional, como Side Quests e desafios. Como se não bastasse, há dezenas de apêndices sobre detalhes sutis da história do jogo, que renderão mais algumas horas de entretenimento.

Cuidado: morrer deixará os inimigos mais fortes

A morte traz consequências mais impactantes do que você imagina em Middle-earth: Shadow of Mordor. Os guerreiros orc da região em que você foi assassinado acabam ficando mais fortes por meio do “sistema de nêmesis”, que acaba promovendo os soldados de baixo escalão e aumentando ainda mais a força dos inimigos mais poderosos.

Não é apenas o adversário que matou Talion que leva o crédito, mas sim todos aqueles que sobreviveram à briga. Portanto, pense duas vezes antes de enfrentar um pelotão de forma despreparada — ou eles vão acabar se tornando uma grande dor de cabeça para você depois de um tempo.

Seja cuidadoso com a sua vida

Há poucas formas de recuperar a vida em Middle-earth: Shadow of Mordor, mas a principal delas é buscar pelas pequenas plantas e ervas que crescem pelos cenários. No entanto, não fique tão confiante ao ver elas reaparecendo pelo mapa, pois dentro das fortalezas elas não irão crescer novamente caso sejam utilizadas.

Cuidado é crucial nessas horas, ou seu destino não será muito agradável.

Corra quando precisar

Se você já passou pela primeira dica, vai se lembrar o quão importante é se manter vivo para não dificultar ainda mais as coisas. Portanto, se sua vida começar a ficar muito baixa, não tenha medo de correr. Seguir para os pontos com ervas para recuperar a saúde talvez seja a opção mais indicada para não encontrar Boromir de uma forma cruel.

É bem provável que os orcs te provoquem pela sua manobra “estratégica”, mas talvez eles não fiquem tão animados assim quando você voltar preparado para uma segunda rodada.

Procure aumentar a sua vida

Ok, já sabemos que a cabeça de Talion é colocada em risco constantemente, então nada mais justo do que aumentar a barra de vida para deixar as batalhas um pouquinho menos perigosas, não?

Em Middle-earth: Shadow of Mordor é possível aumentar alguns atributos coletando Mirian a partir das missões marcadas em branco pelo mapa. Maximizar a vida do nosso protagonista será uma sábia escolha para aguentar as incansáveis hordas de orcs que vão te acompanhar pela Terra Média.

Habilidades de Ranger podem salvar sua pele

Outros upgrades para Talion incluem aprimorar suas habilidades nas classes “Ranger” e “Wraith”. Como a primeira influencia diretamente no seu combate corpo-a-corpo, é bem aconselhável seguir por ela para aumentar seu leque de opções durante as brigas — principalmente no começo do jogo.

Maximizar uma determinada habilidade também é aconselhável para deixar o jogo mais fácil.

Não se preocupe muito com os artefatos

Há pequenas missões em Middle-earth: Shadow of Mordor que consistem em procurar artefatos únicos, garantindo uma quantia bônus de pontos de experiência. Apesar de parecer bem tentador, a XP extra não compensa tanto assim por conta do tempo investido, então só se preocupe com elas se você quiser conhecer um pouco mais sobre a Terra Média.

Fique de olho nas runas amarelas

As armas podem ser aprimoradas por meio de runas especiais para aumentar o dano que você causa ou ainda diminuir o tempo de recarga. No entanto, há uma classe específica de runas que podem chamar muito mais a sua atenção: as “Epic Runes”, que contam com um brilho dourado ao redor delas.

Infelizmente, não espere que seja fácil encontrar por elas, afinal elas só poderão cair de orcs de alto escalão e uruk-hais. Você pode seguir para eles assim que sentir que suas habilidades estão à altura dos desafios, sendo mais aconselhável enfrentá-los depois de desbloquear uma das habilidades que garantem uma qualidade melhor para os itens encontrados.

Cuidado com os caragors

Caragors são animais ferozes que percorrem pelos cenários, mas com o tempo você poderá domesticá-los para que eles te ajudem nas missões. Até lá, tome cuidado para que você não se transforme em uma refeição, ainda mais quando encontrá-los pelos cenários no início do jogo.

Sua presença também pode ser muito estratégica, principalmente quando você conseguir libertar uma dessas feras de uma jaula em meio à um acampamento orc. Deixe que ela faça o trabalho sujo, pelo menos por agora…

Desvie e contra-ataque na hora certa

Middle-earth: Shadow of Mordor apresenta uma mecânica de defesa muito similar a da série Batman Arkham, possibilitando entrar em combate e desferir um golpe fatal mesmo quando o inimigo estiver pronto para atacar.

A possibilidade para isso aparecerá como um comando na cabeça do orc atacante, então é bom praticar para manter a ofensiva sempre presente durante os combates.

Mesmo assim, alguns ataques não podem ser bloqueados ou contra-atacados — então você deverá desviar no tempo certo para não sofrer danos. O esquema continua o mesmo: quando um ataque estiver prestes a ser desferido, um botão aparecerá no adversário informando que o momento de fugir está perto.

Muito cuidado com veneno e armas de longo alcance

Se você for entrar em uma fortaleza, faça questão de matar os arqueiros primeiro, assim não terá que lidar com eles durante toda a expedição. Além disso, é essencial tomar conta contra os ataques venenosos, principalmente vindo de orcs de elite. Evitar estes dois problemas irá manter sua vida fora da área de perigo.

Descubra o medo dos seus inimigos

Alguns orcs deixam marcas verdes depois de morrerem, sendo possível descobrir algumas informações interessantes sobre os inimigos mais poderosos. Eles também revelam o maior temor deles, como medo de fogo, de ser atacado por um caragor ou de ser traído por um guarda-costas.

Assim que você descobrir este ponto fraco, é hora de trabalhar para deixar seu inimigo de frente com esta vulnerabilidade e facilitar o seu trabalho.

Mate os guarda-costas primeiro

Enfrentar um chefe guerreiro é sempre complicado. Além da sua força incrível, ele conta com a ajuda de mais alguns orcs de elite, então sempre tenha cuidado para não acabar cercado e sofrer uma morte com essa situação.

Um meio de superar esse desafio é eliminar primeiro os guarda-costas e aos poucos deixar o combate mais tranquilo. Mas não respire tão levemente assim, afinal o chefe ainda te espera para um difícil confronto.

Esperamos que, depois de tantas dicas, sua aventura pela Terra Média fique um pouco mais fácil — e temos certeza que você conseguirá matar tantos orcs que deixarão um certo anão enciumado pela sua contagem superar a dele.

Retirada estratégica

Embora Talion seja bastante poderoso, até o herói pode ter grandes dificuldades contra vastos números de oponentes – e acreditem em nós, vão ter situações com mais de 10 inimigos ao mesmo tempo. Com um pouco de sorte e habilidade, podem sair vitoriosos até das situações mais complicadas, mas não fiquem cercados. Se pressionarem no botão de desvio podem ganhar alguns metros aos oponentes, e isso oferece a oportunidade para usarem o arco para abaterem rapidamente alguns adversários. Tenham atenção ao cenário, e se virem um barril explosivo, tentem atrair os orcs para perto antes de o rebentarem. Se mesmo assim estiverem em dificuldade, fujam. Podem simplesmente ignorar a situação, ou se quiserem voltar a atacar, esperem por uma oportunidade para atacarem de forma furtiva.

Aproveitem-se do sistema Nemesis

Não entrem cegos numa batalha contra uma personagem do sistema Nemesis. Tentem encontrar um Orc informador, ou outras formas de conseguir informações, para descobrirem as vantagens e desvantagens de cada oponente. Se souberem tirarem vantagem desta informação podem facilitar imenso a vossa tarefa. Com o avançar do jogo vão descobrir que os inimigos têm menos fraquezas para explorarem, mas existe sempre uma maneira. Também é muito importante evitar os pontos fortes do adversário. Se atacarem de uma certa forma podem causar raiva ao inimigo, por exemplo, o que vai dificultar imenso o objetivo. Tenham ainda em atenção o facto de alguns inimigos fugirem, por isso estejam preparados para isso – perder minutos a tentar matar um capitão, para depois o deixar fugir, pode ser muito frustrante.

Esta é a função primária do sistema Nemesis, mas quando começa o segundo ato, terão a hipótese de construir um exército. Vão colocar os vossos capitães em confronto com os adversários do sistema Nemesis, o que também tem os seus pontos de interesse. Também existem novas batalhas em arenas, onde os inimigos lutam entre si. Aprendam as particularidades de cada classe, e aproveitem-se disso mesmo, seja comandando o vosso exército, ou em combate direto.

Dominem as Feras

Com tudo o que há para fazer, é fácil deixar com que a capacidade para usar montadas caia no esquecimento. Podem montar Caragors, Graugs, e Drakes, cada um oferecendo diferentes vantagens estratégicas. Os inimigos do Nemesis têm também atributos relacionados com estas criaturas – alguns ficam furiosos quando vêm um, outros ficam apavorados, e outros dominam-nos. Usem-nos para ganharem vantagem nos combates, mas também como meio de transporte. Os Caragors são rápidos, ideias para cobrirem grandes distâncias, e ainda podem usar flechas quando estão montados. Os Graugs são resistentes e fortes, ideais para combates a curta distância, mas a sua lentidão não os validam como meio de transporte. Os Drakes têm o encanto de voarem, mas são a montada de que gostámos menos. Ainda assim, a perspetiva que oferecem do campo de batalha é fantástica.

Apontem às pernas

Uma flecha em cheio na cabeça é um tiro crítico garantido, mas se acertarem na perna vão ter outras vantagens estratégicas. Se o fizerem, seu oponente vai ficar parado no lugar, exposto para explorarem fraquezas. Isto será particularmente útil contra inimigos Nemesis que não sejam imunes a flechas. Esta tática é também excelente para parar inimigos em fuga que não queiram matar, como os Orcs informadores.

Ao vencedor, os espólios

Para Shadow of War a Monolith remodelou por completo o sistema de espólios (ou loot, se preferirem). Agora vão receber otipos de armas, peças, e gemas durante a aventura, com diferentes graus de raridade e qualidade. Enquanto os itens mais comuns só incluem estatísticas, as variedades rara e épica costumam trazer várias vantagens ou efeitos secundários. O segredo aqui não está em tentar arranjar as melhores armas e descartar as outras, mas antes em guardar armas capazes de causar efeitos diferentes. Como os inimigos têm vários tipos de fraquezas, convém adaptar o armamento e a armadura a preceito.

Outra componente nova são as gemas que podem equipar, itens que normalmente são largados por uns orcs especiais com uma marca branca em cima da sua cabeça. Sempre que virem um destes orcs, tentem matá-lo, porque vão precisar de todas as gemas que conseguirem mais próximo do final do jogo. As gemas mais poderosas podem ter um efeito esmagador no desempenho de Talion, como aumentar o dano causado ou a saúde em 30%, por exemplo. So passadas 30 horas de jogo conseguimos criar a nossa primeira gema de qualidade máxima, o que implica que terão de investir a sério na procura destas gemas. Prestem atenção ao mini-mapa, onde estes Orcs são também identificados por setas brancas.

Habilidades

Perfect Counter: Depois do Execution – que é extremamente útil sem dúvida, procura desbloquear o Perfect Counter bem cedo também. É essencial ao enfrentar hordas de inimigos, ser capaz de os imobilizar tempo suficiente para te focares num Captain ou para aplicar uma execução no chão. Eventualmente esta pode ser melhorada para recuperar ammo ou para matar instantaneamente grunts mais frágeis.

Wraith Chain: Na Predator Skill Tree, terás de desbloquear umas quantas habilidades até chegar à Wraith Chain – mas assim que o conseguires, as missões furtivas serão muito mais simples. Utilizando Focus, podes teleportar a tua forma wraith para inimigos nas redondezas, eliminando múltiplos oponentes em cascata, algo muito útil quando não podemos mesmo ser identificados ou quando queremos invadir uma fortaleza sem ser detetados.

Bird of Prey: Na árvore Ranged praticamente todas as habilidades são úteis, mas de início, a Bird of Prey é a mais importante. Permite-te abrandar o tempo e focar o disparo em pleno ar. Combinado com o Shadow Strider, podes saltar e executar um duplo salto, mudando de direção no enquadramento do teu alvo, antes de abrandar o tempo para desencadear uma chuva de setas num grupo, ou marcar um barril para explodir mesmo antes de aterrares no meio deles e limpar as sobras.

Ice Storm: Na árvore Wraith está uma das habilidades mais úteis para desbloquear desde cedo, Ice Storm. Quando estás a enfrentar demasiados Orcs ou um Captain poderoso, o Ice Storm permite-te congelar um alvo, prendendo-o no mesmo sítio e deixando-o fora da batalha, ou para usar um ataque flurry e acumular might rapidamente.

Call Caragor: Finalmente, a “Skill tree” Mounted é sempre útil para abusar das fraquezas dos inimigos, sendo que nada é mais útil que invocar um Caragor quando a necessidade aperta. Esta habilidade é especialmente adequada quando enfrentamos um Captain que tem medo ou é especialmente sensível a beasts – É inclusive possível invocar um Caragor no interior da sala de um Commander durante o assalto a uma fortaleza.

Não te esqueças de realizar o upgrade à habilidade para invocar outros tipos de beast e capitalizar as fraquezas dos teus oponentes.

Referências:

Game Reactor, Voxel, ING, techtudo, wikipedia.

The Surge 2

The Surge 2 é um jogo de RPG de ação desenvolvido pela Deck13 Interactive e publicado pela Focus Home Interactive para Microsoft Windows , PlayStation 4 e Xbox One . É a sequela de The Surge de 2017.

Gameplay 

The Surge 2 é um jogo de role-playing de ação jogado de uma perspectiva de terceira pessoa. O jogo apresenta um criador de personagem que permite aos jogadores personalizar as aparências e o sexo do avatar do jogador.  Os jogadores podem utilizar uma variedade de armas brancas para derrotar os inimigos, cujos membros podem ser alvejados e removidos individualmente. Os jogadores também podem evitar e desviar de ataques, o que exige que os jogadores angulem adequadamente suas armas equipadas.  Drones de combatee consumíveis como bio-sensores também podem ser implantados. Quando os jogadores matam ou desmembram seus oponentes, eles podem coletar e equipar as armas, aprimoramentos de armadura ou tecnologia deixados por eles. A cidade de Jericó, o cenário do jogo, oferece caminhos alternativos que os jogadores podem explorar livremente. No jogo, os jogadores encontrarão diferentes personagens não jogáveis e terão que fazer escolhas diferentes que afetarão o mundo e a história do jogo. Os jogadores também podem deixar mensagens de graffiti no mundo do jogo para outros jogadores verem. 

Use o drone de combate

Logo de cara, o segundo jogo da série introduz um recurso muito bem-vindo: o drone de combate. Com ele, é possível atirar nos inimigos de longe, sem tanto alarde, o que garante uma boa dose de estratégia e concede uma liberdade maior na hora de formular a melhor abordagem.

Mantenha o estoque de omnicélulas (a munição do game) sempre cheio e priorize o uso do robô para quando houver um grande número de criaturas num mesmo ambiente. Assim você se mantém longe de ataques corpo a corpo, por exemplo, e ganha tempo com uma distração para recuperar a barra de saúde. Definitivamente, o drone é o grande salvador em momentos críticos.

O Contra-ataque faz a diferença

Uma das grandes novidades de The Surge 2 é a sua dinâmica de parry, que consiste em revidar ataques rivais com investidas fulminantes. Embora o contra-ataque seja um tanto arriscado e tenha uma lenta curva de aprendizado, você certamente ficará em vantagem na batalha ao conseguir executá-lo com maestria.

Se você estiver jogando no controle, seja de PS4 ou Xbox One, pressione o botão de bloqueio e utilize o analógico direito para manipular a arma em posição de defesa. Para realizar um contra-ataque devastador, é preciso posicionar o armamento do personagem no mesmo ângulo de ataque do adversário, no tempo certo. Saiba que o jogo não permite aparar ataques de qualquer inimigo, então é importante saber com quem você está lidando antes de se arriscar.

Desmembre inimigos

Assim como no jogo anterior, o sistema de personalização é todo baseado na mecânica de desmembrar inimigos. Você pode focar em diferentes partes do corpo e utilizar golpes de finalização para decepar o componente desejado e obter matéria-prima. Corte a cabeça do alvo, por exemplo, e ganhe peças para criar novas proteções de cabeça.

Caso você queira aprimorar uma arma, o ideal é focar no braço do inimigo que esteja munido com o equipamento almejado para cortá-lo. Fique atento também às partes das criaturas robóticas, já que há uma grande chance de o loot conceder implantes extras.

Implantes são essenciais para sobreviver

Os implantes são itens equipáveis que servem para complementar e conceder efeitos especiais ao traje. Conforme o personagem sobe de nível, novos espaços de implantes são desbloqueados e podem ser gerenciados em campo, eliminando a dependência de um Medcentro.

Alguns implantes consomem potência de núcleo – a barra em azul alocada no centro da tela -, portanto fique de olho nela para não gastar o estoque todo de uma vez. Lembre-se de que os implantes também podem ser aprimorados para aumentar a quantidade de pré-cargas – o item que restaura vida – a serem feitas durante os embates.

Morreu? Corra para recuperar a sucata

Como é de praxe nos jogos inspirados na fórmula masoquista de Dark Souls, o personagem deixa seus recursos no local da morte depois de ser derrubado pelo oponente. Em The Surge 2, a situação é mais crítica, já que há um cronômetro para indicar o tempo que o jogador tem de resgatar a sucata até que ela expire para sempre. Quando você morrer, preste atenção ao contador e corra ao local da morte para não perder nada.

O Medcentro é o seu local seguro

Os Medcentros funcionam como as fogueiras de Dark Souls, ou seja, são locais seguros onde é possível salvar o progresso, subir de nível, criar e melhorar itens e equipamentos. Tenha em mente que, ao morrer, o personagem vai ressurgir no último Medcentro encontrado, então considere procurá-los o quanto antes assim que uma nova área for descoberta.

Evolua o personagem

Se você não quer sofrer mais que o necessário com a dificuldade acima da média, certifique-se de evoluir seus atributos nas estações de Medcentro, no módulo do núcleo de energia. Obtenha pontos de módulo ao coletar sucata de inimigos abatidos para distribuir entre as três opções disponíveis: vida, vigor e bateria.

Todos os atributos são igualmente valiosos no decorrer da jornada, mas o vigor deve ser prioridade na lista de quem está começando a desbravar o game agora. A saúde aumenta a barra de vida, enquanto o vigor possibilita um número maior de ações durante as batalhas, significa ter mais resistência. Por outro lado, fortalecer a eficiência da bateria eleva a reposição de vida a cada uso de injeção – algo que não é tão relevante no início tendo em vista o modesto nível e poder de ataque dos inimigos.

Faça upgrades

Em comparação ao jogo anterior, pouca coisa mudou no sistema de upgrades de itens. A mecânica de montagem funciona de forma bastante simples: use sucata e componentes para subir o nível de armas e armaduras. Todas os itens são criados inicialmente no Grau I (GQ I) e recebem novos atributos e status à medida que são melhorados no Medcentro.

Procure acompanhar o progresso das armas pelo menu de pausa para saber se algum de seus equipamentos já pode ser evoluído com as peças obtidas. É realmente difícil sobreviver às ameaças da cidade de Jericho e progredir na história sem desbloquear o potencial total dos equipamentos, então concentre-se em evoluir todos os encaixes.

Busque vingança e seja recompensado

Se você estiver online e conectado ao servidor do jogo, saiba que é possível vingar a morte de outros jogadores reais para ganhar bônus de sucata e peças extras de montagem. O oponente passível de revanche possui um ícone de caveira alocado em sua barra de vida, como um indicador, sendo facilmente detectável. Ao avistá-lo, não hesite em iniciar o confronto, pois a recompensa que será concedida vale o desafio.

Um boa (e intrigante) história

“The Surge 2” não deixa o jogador às escuras quando o assunto é a sua história. De cara você fica sabendo que encarna um sobrevivente de um acidente de avião que foi parar na cidade de Jericho. Para deixar as coisas mais legais, o jogo permite que você defina aparência, gênero e história do personagem.

A cidade, em si, encontra-se em convulsão social depois dos acontecimentos do primeiro game. Breve resumo com spoilers: um enxame de nanorobôs criados para recuperar o equilíbrio ecológico da Terra foi liberado na atmosfera acabou se tornando uma doença capaz de deixar os usuários de implantes mecânicos – muita gente, no mundo do jogo – e máquinas completamente fora de controle.

No decorrer do game, além de receber pílulas de tudo o que ocorreu por meio de arquivos de áudio, o jogador também tem acesso a missões paralelas que expandem a trama.

O resultado é que, em vez de ter uma narrativa misteriosa, “The Surge 2” traz uma história palpável e que mantém o jogador interessado, especialmente quando colocado diante de algumas reviravoltas que dão diferentes propósitos à jornada.

O mapa do jogo, que concentra a ação em poucas localidades, mas com diversas áreas e atalhos a serem localizados, também evita que os jogadores fiquem perdidos tentando descobrir onde ir.

Sistemas de jogo que funcionam

“The Surge 2” não se afasta de suas origens quando falamos de sistema básico de jogo. Temos as tradicionais barras de saúde e vigor, bem como o sistema de “alto risco, alta recompensa”: andar por aí carregando uma grande quantidade de sucata (que é a moeda do jogo, usada para evoluir o personagem, armas e aprimoramentos e também comprar determinados itens) garante recompensas melhores ao matar inimigos. Se você for derrotado, porém, terá um tempo limitado para retornar ao local e reaver seus itens.

Isso abre uma possibilidade estratégica, uma vez que quando você está perto do seu local de morte, sua barra de saúde se regenera. E, uma vez que você coleta a sucata perdida, você recupera totalmente sua saúde. Sendo assim, morrer para aquele chefão complicado pode ser a saída para ter um ponto de recuperação de saúde no meio da luta e tornar o embate mais favorável.

Já quem é avesso a riscos pode armazenar sua sucata em um dos med-centros, que estão para “The Surge 2” como as fogueiras estão para “Dark Souls”.

Além disso, conforme você ataca os inimigos e dá parry nos ataques, você acumula cargas de bateria. Essas cargas servem não apenas para você usar um item recarregável que recupera sua saúde, mas também permite que você use o sistema mais atrativo do game: as execuções.

Funciona assim: conforme você trava o alvo em um inimigo, é possível escolher qual parte do corpo irá atacar. São seis delas, sendo braços, pernas, corpo e cabeça. Uma vez que cada uma delas recebe dano suficiente, é possível usar uma carga de bateria para decepar a parte escolhida.

Além de finalizar os oponentes instantaneamente, esse “fatality” também permite que você adquira as armas dos inimigos, bem como esquemas de suas armaduras para que você as construa posteriormente.

Por fim, há mais dois elementos. Os implantes, que são uma espécie de “perks” que dão características específicas ao personagem – como recuperar saúde após uma finalização – e o drone, que acumula modos de operação distintos.

Dar prioridade à Vida, Vigor e Eficiência da Bateria

Isto é mais uma opinião pessoal. Na prática, não sei se é o melhor, mas foi o que fiz e resultou até ao momento. Inicialmente, investi a minha sucata sempre na Vida e Vigor e um pouco menos na Eficiência da Bateria. Só passado algumas vezes de ter evoluído estes aspetos, é que comecei a melhorar equipamentos. Fica ao vosso critério, mas acho mais importante ter mais vida e poder atacar mais vezes, mesmo que os ataques sejam mais fracos ou tenhamos menos defesa.

Matar inimigos com caveira na cabeça

Existem inimigos no terreno, os quais até já podem ter morto anteriormente, mas agora têm uma caveira vermelha sob as suas cabeças. Isto significa que esse inimigo matou um jogador humano. Ao derrotar este inimigo, irão obter materiais para criar equipamentos ou fazer melhoramentos. Sempre que os avistarem, não hesitem em defrontá-los.

Levar sucata para as lutas com bosses

Por norma, noutros jogos do género, todos tentamos ir sem qualquer tipo de sucata (almas/ecos de sangue) para as batalhas com os bosses. Porém, The Surge 2 muda um isso e é aconselhado a terem um pouco de sucata convosco. Ao morrer em combate com um boss, a vossa sucata estará lá à espera para ser recuperada, mas com a particularidade que também recuperam vida. Ou seja, o ideal é deixar a sucata no campo durante um bocado e quando já tiverem pouca vida, aproximem-se para a apanhar e ganhar uma barra de vida cheia novamente.

Enfrentar bosses com Eficiência da Bateria no máximo

Ainda no seguimento das batalhas com os bosses, é altamente aconselhável entrar em combate com os mesmos com a vossa barra da Eficiência da Bateria algo preenchida. Isto irá permitir que possam usar essa energia para recuperar vida. Para tal precisam ter ativos os implantes “Regenerador Celular” e “Circuito Medivoltaico”.

Seja Agressivo!

Em The Surge 2, você pode se curar com seu estoque de energia e cargas apenas de energia quando atacar com sucesso um inimigo. O ataque é a melhor defesa! Tente gerar o máximo de energia possível para se manter melhor.

Abandone o implante de auto-recuperação

Também ajuda a abandonar o implante inútil Auto-Heal. Este implante cura automaticamente quando você está prestes a morrer. Pode parecer útil, mas na verdade você não vai adiantar nada se for um veterano do Dark Souls. Livre-se dele e encaixe-o em um implante diferente o mais rápido possível.

Cuidado com as desvantagens da engrenagem da classe Golias

Equipar o equipamento com a maior defesa pode parecer uma ótima idéia, mas você também encontrará sérias desvantagens. O equipamento da classe Golias, que é o mais pesado e oferece a maior defesa, geralmente concede uma penalidade de resistência ou torna seus ataques mais lentos. Alguns até diminuem a quantidade de energia que você gera por ataque. É melhor ficar com uma armadura mais leve para evitar ataques, em vez de absorver mais danos.

Se você é iniciante, tente usar a lança

Lanças são uma classe de arma que é bastante ideal para iniciantes. Eles são rápidos em atacar, têm bom alcance em seus inimigos, e existem algumas lanças incríveis para encontrar, mesmo no início do jogo. Caso contrário, você vai querer usar armas rápidas, como as Lâminas de 1 Mão ou Punhais. Quanto mais rápido você puder atacar, mais fácil poderá escapar de situações ruins.

Aprenda quando desencadear ataques cobrados

Ataques cobrados são movimentos poderosos que todas as armas podem desencadear. Eles levam um momento para carregar (naturalmente), mas o dano extra que eles fazem vale a pena esperar. O truque da maioria dos encontros é apenas encontrar uma boa oportunidade para desencadear um ataque carregado, eles também são ótimos em quebrar armaduras. Uma vez que a armadura é destruída em um inimigo, o resto da luta pode ser trivial.

Troque armas constantemente – você as encontrará em todos os lugares

Ao contrário de Dark Souls, onde você pode ficar com a mesma arma por muito tempo, The Surge 2 incentiva você a trocar. Algumas armas são simplesmente melhores do que outras. Abandone as armas antigas e adote as novas.

Explorar as fraquezas dos inimigos para facilitar a vida

Muitos inimigos têm fraquezas únicas que você pode explorar e trata-se de qual parte do corpo você ataca. Por exemplo, quando você chega ao Jardim e precisa lidar com os robôs aqui, pode atacar uma variedade de diferentes partes do corpo para enfraquecê-los. Atirar na cabeça deles com o seu drone interromperá o ataque a laser. Atacar suas pernas pode imobilizá-las completamente.

Explorar, Explorar, Explorar

Cada área é um labirinto de passagens e corredores e é importante explorar todos os cantos e recantos que puder. Você pode abrir muitos atalhos que facilitam muito as viagens futuras por essas áreas. E há itens, armas e implantes que você não vai querer perder.

Há onde melhorar

Mas “The Surge 2” também traz alguns tropeços. Um deles, ao menos na versão de avaliação, diz respeito ao desempenho do game em si.

Jogando no Xbox One X, por diversas vezes enfrentei quedas bruscas no FPS, mesmo com o jogo no modo “desempenho” (que sacrifica parte da qualidade gráfica em prol de manter os quadros estáveis).

Nenhuma dessas quedas ocorreu durante combates (felizmente), mas sim enquanto eu explorava os cenários. Considerando que esse é o tipo de falha que mais me irrita em um game, passei muito perto de perder a paciência.

Outro ponto a ser melhorado é a variedade de chefões. É curioso que o jogo comece com um boss inovador, com mecânicas específicas – que são bastante satisfatórias quando descobertas pela primeira vez -, mas acabe perdendo parte desse fôlego conforme progride, apostando mais no tamanho e na dificuldade da encrenca do que em fazer o jogador usar o cérebro.

Esses erros, no entanto, não apagam o avanço que “The Surge 2” representa em relação ao seu antecessor. Inclusive, fica aqui a dica: se você quiser se aventurar na franquia, pode ignorar o primeiro jogo e partir de cara para esse, já que a história é bem contextualizada e o game, em si, é muito melhor.

Referências:

Huf Games, The Pixel Glitch, Uol, techtudo, wikipedia.

Looney Tunes™ Mundo Insano

O jogo foi lançado no dia 12 de dezembro de 2018 pela Scopely e conta com mais de 70 personagens da franquia em combates super divertidos, em turnos com elementos de RPG.

Em Looney Tunes Mundo Insano você poderá jogar com o famoso Pernalonga, Frajola, Piu-Piu, Patolino, Marciano e muitos outros personagens que marcaram a nossa infância!

Você poderá jogar nas tecnologias IOS e Android e tem praticamente 100 MB não ocupando muito o espaço de memória do celular.

Sendo assim, você poderá enfrentar diversas batalhas com seus personagens de Looney Tunes preferidos em campanhas e até mesmo roubar (caixas) de adversários online para conseguir itens necessários para evoluir no jogo.

Desbloqueie todos os seus personagens Looney Tunes favoritos com trajes famosos das esquetes e das cenas que todos nós amamos. Melhore seus personagens Looney Tunes como Bugs Bunny e Daffy Duck e encontre armas e equipamentos para enfrentar jogadores de todo o mundo em batalhas loucas de PvP. Vasculhe materiais brutos e raros para criar e projetar sua própria Cidade Looney ao jogar o Looney Tunes Mundo Insano.

Campanhas do Looney Tunes Mundo Insano

Atualmente Looney Tunes Mundo Insano possui duas campanhas a tradicional e as campanhas especiais que são criadas a cada semana com personagens (toons) especiais para desbloquear.

Nas batalhas de campanhas tradicionais você deverá escolher 4 personagens de Looney Tunes, seu objetivo é conseguir 3 estrelas em cada batalha da campanha, isto é, sem que nenhum personagem morra na batalha.

Cada personagem possui um poder especial, alguns toons são melhores no ataque, outros na defesa. Então procure sempre conhecer a sua lista de personagens e saber qual o melhor para enfrentar um combate.

Se você utilizar as melhores estratégias vence o jogo! Para evoluir mais rápido procure encarar o seu personagem antagonista para ganhar maiores experiencias.

São 7 campanhas criadas até o momento no Looney Tunes Mundo Insano: Floresta, Fazenda, Vila, Deserto, Cidade, Espaço e Cume. Cada personagem faz parte de um capitulo. Como por exemplo, o Pernalonga, ele pertence a Floresta e você poderá desbloqueá-lo concluindo as missões desta campanha.

As campanhas especiais já são um pouco mais difíceis, pois nelas são necessários toons específicos para entrar em um combate e nem sempre temos! As vezes eu nem consegui enfrentar um nível sequer da campanha especial por não possui o toom especifico da campanha.

Brigas

Nesta opção de batalha seu objetivo é conseguir roubar as caixas com itens valiosos de jogadores adversários. Você poderá escolher qual categoria e tipo de caixa para roubar.

Para quem está iniciando as caixas com poções são excelentes para evoluir seus toons rapidamente. E caixas da floresta para desbloquear os primeiros toons para quem esta começando.

Assim que roubar a caixa de um jogador ele poderá se vingar e pegar a caixa novamente para ele. Então fique atento! Caso os personagens dele forem mais fortes você deverá pensar bastante nas estratégias para conseguir roubar a caixa novamente.

Um ponto bem legal é que os combates trazem as animações clássicas de cada personagem trazendo uma sensação de nostalgia boa demais! Evolua sempre os seus personagens para deixá-los cada vez mais forte e estar sempre à frente dos adversários.

Mundo do Looney Tunes Mundo Insano

Além disso, na opção do jogo “Mundo” você poderá criar construções clássicas dos locais famosos de Looney Tunes, criando um mundo de Looney Tunes com seus personagens preferidos. Você poderá determinar tarefas para seus toons e conseguir itens extras do jogo.

P&D da Acme

Esse desafio é um pouco mais difícil, semelhante a um quebra-cabeça você enfrentará um conjunto diferente de regras e usar suas coleções de toon de maneiras criativas para superar cada desafio e coletar suas recompensas.

Aliás cada desafio é dividido em quatro dificuldades: Fácil, Médio, Difícil e Insano, os jogadores podem avançar nos níveis vencendo o anterior com 3 estrelas.

Arena

Com o modo de jogo Arena você poderá competir contra 4 jogadores em competições muito divertidas. Sendo assim, objetivo é atacar a equipe defensiva de cada jogador e obter o máximo de pontos possível. No final, o jogador com mais pontos na Arena ganha.

Impulsos

Aqui você poderá reforçar as habilidades de seus toons como (ataque, defesa, pontos de saúde e velocidade). Os reforços destas habilidades são liberadas para todos os modos de jogo, então isso é muito bom!

O que você deve fazer todos os dias?

Você deve tentar realizar as seguintes tarefas todos os dias para progredir seu nível o mais rápido possível:

Use sua energia no modo campanha, a menos que haja um evento acontecendo. Neste caso, você deve usar sua energia para avançar o máximo possível nas campanhas do evento.

Repita as batalhas 4 e 6 no ato 2 de cada capítulo. Estas dão mais illudiums do que quaisquer outras batalhas. As batalhas 4 e 6 do ato 3 também dão tantos illudiums quanto as do ato 2, porém consomem mais energia.

Se você ainda tiver energia extra, complete as batalhas 1 e 7 no ato 2 de cada campanha para obter materiais comum de alojamento. Confira quais materiais são necessários para evoluir a casa do toon que você precisa, pois, cada campanha irá dar um tipo de material.

Desafios diários

Os desafios diários também ajudam bastante na evolução dos seus toons, pois eles podem te premiar com itens e recursos necessários para subir seu toon de nível.

Todo dia é lançado um novo desafio no Looney Tunes Mundo Insano:

Segundas:  A bomba! (Boosters do atacante)

Mina de ouro! (Ouro)

Terças feiras: Viajante regional! (Materiais regionais regulares e finos)

Você é desprezível! (Dinamite)

Quartas-feiras: Alquimistas de Poções! (Poções de XP)

Não me provoque! (Boosters de defensores)

Quintas-feiras: Mina de ouro! (Ouro)

Dia da velha escola! (Materiais Regionais Superiores)

Sextas-feiras: Dia dos Caras! (Bigornas)

Fire Fiesta! (Boosters de suporte)

Sábados: Alquimistas de Poções! (Poções de XP)

Viajante regional! (Materiais regionais regulares e finos)

Loucura de domingo! (Um pouco de tudo: ouro, XP, materiais regionais, dinamite, bigornas e impulsionadores de arquétipos)

 Sempre coloque seus toons para realizar tarefas no mapa-múndi

Tarefas longas dão as melhores recompensas, por isso você deve aprimorar ao máximo as casas dos seus principais toons pra conseguir coletar seus tazos e elevar seu ranking o mais rapidamente.

Tarefas curtas dão mais ouro se você estiver checando o seu jogo com frequência, então se você precisar do ouro e tiver tempo sobrando, coloque seus toons para realizar tarefas curtas.

Jogue batalhas de Brigas até que seus bancos estejam cheios

Caso você tenha tempo, não apenas pegue as primeiras caixas que vê, busque por aquelas que dão itens que você precisa para aprimorar seus toons, não tenha medo de atualizar a lista ou descartar as caixas que você ganha para encontrar outras melhores.

Se o tempo realmente não for uma grande preocupação para você, a melhor estratégia para se evoluir rápido no jogo é ganhar as caixas de outros jogadores com pouco tempo restante para abri-las, vá atualizando a lista de adversários até encontrar caixas brilhantes (aquela em tom azul escuro, cheia de pedras preciosas e ornamentos), que contem recompensas muito melhores do que as caixas normais.

Colete todas as caixas de estrelas

Caixa de estrelas são uma excelente forma de se ganhar energia extra. A primeira caixa de estrelas de cada dia é ganha com 20 estrelas conquistadas nas Brigas, e recompensa o jogador com 10 pontos de energia, 13 gemas e dá um bilhete diário que permite que você rode a Roleta Diária e ganha muitas peças de toons.

A segunda caixa de estrelas é liberada com mais 25 estrelas, ela fornece 20 pontos de energia, muitos materiais comuns de aprimoramento e mais 13 gemas.

A terceira caixa é ganha quando se completa mais 30 estrelas, fornecendo mais 25 pontos de energia, muitos materiais de aprimoramento e mais 13 gemas.

Compre apenas um reatomizador por dia para finalizar suas metas diárias

Essa dica pode parecer estranha, já que no começo do jogo você precisa conseguir os tazos para liberar seus toons, porém conseguir tazos e utilizar reatomizadores são tarefas que costumam contar muitos pontos em eventos, por isso economize-os a medida do possível.

O Reatomizador Nuclear é o melhor reatomizador disponível no jogo, por fornece o maior número de tazos de toons por illudium gasto (até 6 toons diferentes), e por fornecer tazos de todas as raridades. O grande problema é que ele só é liberado a partir do nível 40 e custa 30 illudiuns.

O Reatomizador Épico custa 35 illudiuns e contém alguns toons que não podem ser obtidos em outro lugar, considere comprá-los se você não tiver todos os toons épicos para as regiões que você desbloqueou.

Se você ainda não tiver o Reatomizador Nuclear disponível, o Reatomizador Molecular é sua melhor opção, seguido pelo Reatomizador Regular.

Evite comprar reatomizadores específicos de arquétipos ou capítulos, eles não dão peças suficientes para valer a pena, e a cada compra seu valor aumenta.

Como identificar os bot’s no modo briga

Identificar quem é bot e quem é jogador no modo Briga é muito simples, basta você tocar sobre o nome do jogador e olhar a qual aliança ele pertence e suas estatísticas. Todos os bot’s pertence a aliança Invasão do Marvin e não possuem nenhuma conquista ou troféu em sua ficha.

Enfrentar bot’s também é uma boa maneira de avançar nas ligas, já que eles têm times montados de forma aleatória sem nenhuma estratégia e normalmente com baixo poder.

Como manter minhas caixas seguras

A formação de defesa mais comum usada pelos jogadores das ligas mais altas são 2 tanques, 1 suporte (curador) e 1 atacante. Mas caso seus melhores toons não completem essa formação, não se preocupe, coloque-os para defender suas caixas mais valiosas e à medida que suas equipes forem evoluindo busque formações de defesa mais equilibradas.

Outra forma de proteger suas caixas é analisando a ficha do jogador que você está a roubando. Toque sobre o nome do jogador e verifique qual seu toon mais forte, analise sua última equipe usada em batalha, preste atenção no número de troféus máximos que ele já conquistou e quantas missões ele já cumpriu. Quantos maiores os números, maiores as chances de ele ter uma equipe de ataque muito forte.

O que fazer com minhas gemas?

Há algumas maneiras gratuitas de conseguir gemas no jogo, uma delas são as caixas estrela que você ganha diariamente completando Brigas, outra é assistindo propagandas de 15 a 30 segundos. Cada propaganda te dá duas gemas e são liberadas uma média de 6 propagandas por hora.

Quais são as melhores maneiras de gastar suas gemas?

A melhor maneira de gastá-las é abrindo caixas com temporizadores baixos. Se você precisar de materiais regionais ou poções de experiência, não use suas gemas para comprá-las na loja. Em vez disso, encontre caixas que tenham cerca de 1 ou 2 horas sobrando e pague as gemas para abri-las mais cedo. Você terá mais materiais pelo mesmo preço, e com frequência, acabará recebendo outros tipos de materiais extras como bônus.

Comprando Mega Reatomizadores durante os eventos. Estes dão o maior número de tazos por gema no jogo, embora com a enorme desvantagem de não conseguir muitos tazos épicos. Sempre aguarde os eventos para comprá-los, pois eles incluem materiais de aprimoramento como bônus ou a chance de obter tazos do toon do evento.

Comprando bilhetes dourados para o Mega Roleta. Embora o custo destes bilhetes seja alto, eles também tendem a dar tazos dos melhores toons. Você tem a chance de conseguir Gaguinho Original, Pumpernickel Escarlate ou o Frajola Grand Duke. Outros toons raros da Mega Roleta como Gaguinho Mordomo ainda podem ser muito poderosos nos times certos, então não desanime se você não conseguir tirar um toon épico.

Como gastar os bilhetes dourados?

Os bilhetes dourados normalmente são o motivo por se gastar toneladas de recursos para concluir as metas dos eventos. São raros de conseguir, normalmente se consegue 1 a cada nova liga de Briga desbloqueada, 2 a cada ato finalizado nos modos campanhas, e muitos completando as metas dos eventos.

Em qual roleta? A melhor forma de usa-los é na Mega Roleta (aquela de 5 bilhetes) e durante os eventos em que tazos de diferentes toons raros e épicos contribuam para a pontuação da tabela de classificação. Esses eventos acontecem com frequência, então vale muito a pena ser paciente.

Alianças

Os benefícios de estar em uma aliança vão de ganhar tazos, gemas e materiais de aprimoramentos participando dos eventos de caixas da aliança, à participação em torneios específicos apenas de alianças com prêmios ainda melhores.

O que é a caixa da aliança? E o que preciso fazer?

Todas as Segundas e Quintas feira tem um evento especial chamado de Caixa da Aliança. Esta caixa contém prêmios especiais que todos os membros da aliança ganham após conquistar um determinado número de estrelas.

No evento que acontece de segunda a quarta feira as caixas da aliança dão materiais superiores de aprimoramento e muitas gemas. Já no evento que vai de quinta-feira até a madrugada de domingo você ganha muitos tazos de toons de todas as raridades, inclusive é possível até se ganhar tazos de toons específicos de eventos.

Os eventos de Caixa da Aliança começam todas as segundas e quintas feira, a partir das 22 horas (horário de Brasília). Basta que você ganhe batalhas nas Brigas e colete estrelas que elas irão melhorar o nível do baú da aliança, ao chegar ao nível 10 ou terminar o tempo do evento o baú pode ser aberto por todos.

Erros mais comuns

Alguns dos erros mais comuns dos novatos são aprimorar os toons desnecessariamente, se manter nas ligas onde o poder dos bot’s são iguais ou maiores que o poder do seu time, não gastar energia no modo campanha, gastar muitos recursos para bater metas de eventos superiores ao seu nível de jogador e se afobar para conseguir coletar os tazos dos toons dos eventos.

Quando elevar o nível, ranking e aprimoramento dos toons?

Você deve elevar apenas o nível, o ranking (número de estrelas) e o aprimorar dos toons que irá usar para completar o modo campanha e os toons que usará como time principal no modo Briga.

Regularmente subir de nível, subir de ranking e evoluir aprimoramento de toons de regiões especificas são metas que dão muitos pontos nos eventos, por isso não gaste seus materiais de forma desnecessária, já que quanto maior sua pontuação, melhores serão seus prêmios.

Por que não devo subir muitas ligas?

Alguns eventos são específicos de roubar e abrir caixas especiais, essas caixas costumam conter tazos de toons épicos que só aparecem de tempos em tempos. Nesse evento até os jogadores mais fortes costumam perder troféus propositalmente para se manter em uma zona onde o poder de seus times de defesa seja superior aos dos jogadores daquelas ligas, então sempre que houver eventos de caixas especiais você deve fazer a mesma coisa. Regrida nas ligas até uma zona onde o poder de seus times seja maior que o da maioria dos jogadores.

Mesmo quando não se está acontecendo eventos de caixas, é recomendado que você siga esta estratégia, pois assim será possível coletar materiais superiores de aprimoramento de forma mais rápida. Mas atenção para não se acomodar, de tempos em tempos é bom que você avance nas ligas em busca de caixas com melhores itens.

Não se esforce demais para conquistar as metas do evento

Cada evento irá favorecer determinado nível de jogador, por isso você não deve gastar todos os seus recursos para conseguir completar metas muito difíceis.

Cumpra os requisitos do evento e se você achar que não terá mais recursos suficientes para continuar pontuando, então é melhor se preparar para o próximo do que continuar insistindo neste, mesmo que ainda não tenha desbloqueado o toon. Este evento se repetirá daqui a alguns poucos meses e você terá uma nova chance de coletar os tazos que ainda faltam para ter o toon.

A mesma coisa vale, se você já conseguiu desbloquear o toon do evento e ainda está longe de bater as metas, é sempre melhor se preparar para o próximo evento do que gastar itens desnecessários quando já se conseguiu o grande prêmio.

Sobre o jogo

Cada toon tem sua raridade definida, indo de comum a épico. Cada nível de raridade exige um determinado número de tazos para liberá-lo.

Comum – Desbloqueia coletando 10 tazos do toon

Raro – Desbloqueia coletando 50 tazos do toon

Épico – Desbloqueia coletando 100 tazos do toon

O modo campanha é dividido em 6 regiões com 3 atos de 10 batalhas em cada uma. A primeira vez que você vence cada batalha ganha recompensas extras, que vão ajudar muito a evoluir seu nível de jogador. Abaixo estão todas as regiões presentes no jogo

Floresta – Desbloqueia no nível 1 e ativando 1 toon da região

Vila – Desbloqueia no nível 10 e ativando 1 toon da região

Fazenda – Desbloqueia no nível 12 e ativando 1 toon da região

Deserto – Desbloqueia no nível 20 e ativando 1 toon da região

Cidade – Desbloqueia no nível 30 e ativando 1 toon da região

Espaço – Desbloqueia no nível 40 e ativando 1 toon da região

Estúdios Warner – Desbloqueia ativando 1 toon da região

Avalooney – Desbloqueia ativando 1 toon da região

Os toons são divididos em 3 arquétipos (classes), sempre tente manter uma formação equilibrada entre estes arquétipos para ajudalo a vencer as batalhas.​

​Atacante, Defensor ou Tank, Suporte (este ainda pode ser dividido em curador, status buff ou status debuff)

Referências:

Looneys Brasil, Geek Ninja, Bluestakcs.

Disco Elysium

Disco Elysium é um jogo eletrônico de RPG desenvolvido e publicado pela ZA/UM. Foi lançado para Microsoft Windows em 15 de outubro de 2019, com um lançamento para PlayStation 4 e Xbox One planejado para 2020. O jogo é inspirado nos jogos de RPG da Infinity Engine (como Baldur’s Gate e Planescape: Torment) e nos jogos de RPG de Mesa, sendo escrito e projetado pelo romancista estoniano Robert Kurvitz. O jogo foi aclamado pela crítica, com alguns citando-o como um dos melhores jogos de RPG de todos os tempos.

Um degenerado lutando contra as vozes da própria cabeça

A arte de Jenny Saville é uma das influências de Disco Elysium. A amnésia é uma muleta, um recurso de linguagem bastante saturado em roteiros, seja nos filmes ou nos games. E também é o ponto de partida de “Disco Elysium”.

Você não tem controle sobre o passado do policial protagonista, mas age ativamente daquela manhã em diante. Acorda de cuecas, cara no chão, gravata no ventilador. De onde veio e o que está fazendo ali? É o que vamos descobrir — se essas vozes na sua cabeça deixarem.

São vozes dentro da mente do policial lutando pelo holofote dos sentidos expositórios. Elas surgem como caixas de texto, como se fossem um típico personagem. Mas quem está falando? Devo ouvir ou pular fora?

Cada voz na cabeça do policial seria algo como a personalidade de um diferente mestre neste RPG da vida real? É uma forma de se pensar.

Substâncias ilícitas podem entrar na equação, afetando o resultado das conversas com efeitos reais, não só pontuais. É como se Arthur Conan Doyle desafiasse Shakespeare para uma disputa de braço de ferro, com tapa de luva de pelica e tudo.

Não subestime as palavras

Em “Disco Elysium” você vai ser soterrado por textos —até o momento, sem tradução para o português brasileiro. Mas não é um texto qualquer, cozinhado em três minutos para preencher missões.

O texto tem peso, as respostas transitam entre o mais puro fascismo grotesco e o ultra-liberalismo desmedido num mundo de ficção versus realidade. E nem pense em sair pulando diálogos, ou então é melhor nem começar o jogo. O impacto de uma caixa de texto vertical, e não horizontal, carrega valores de Rembrandt, Ilya Repin e, em especial, Jenny Saville.

Como num RPG tradicional, você ganha XP, distribui pontos e conceitos básicos de psiquê e força física, por exemplo. Você é testado, rolando “dados virtuais” que aparecem na tela, como se rolassem em uma mesa. Falhas e acertos dependem desses testes, mas o sistema de jogo não impõe barreiras.

Os NPCs são profundos e marcantes, assim como criptozoologia

Com exceção de um ou outro morador de rua bêbado demais para articular mais do que um par de linhas de raciocínio, todo e qualquer NPC em Disco Elysium é complexo o suficiente para ganhar seu próprio espaço no caderninho de anotações. E não só do excepcionalmente resoluto Kim Katsuragi, seu parceiro policial.

Criar qualquer tipo de vínculo com o dono da banquinha de jornais pode dizer muito mais sobre você mesmo. O policial, ora ingênuo, ora filosófico, pode derrubar paredes metalinguísticas irreversíveis. Afinal de contas, o cadáver não vai desfazer o nó da forca sozinho, as crianças não pretendem deixar de lado suas compulsões pelo mórbido e a senhorinha cadeirante, cujo marido é estudioso da arte da criptozoologia, não vai esquecer tão cedo (por mais que ela diga o contrário) do encontrão atrapalhado, com direito a câmera lenta e dois dedos do meio direcionados ao barman.

Não há cães para acariciar em Disco Elysium, mas você pode despejar toda essa ternura na caixa de correios (evidentemente que chutá-la também é opção).

O seu Forgotten Realms particular

“Planescape: Torment” é considerado por estudiosos da era de ouro dos RPGs de computador o manifesto do refinamento em texto, narrativa, roteiro, e do que esse tipo de mídia foi e seria capaz de criar.

Disco Elysium é condensado e formulado com os mesmíssimos fundamentos, mas a mensagem foge do medieval fantástico —o momento de karaokê bêbado não me deixa mentir.

Saúde física e mental precisam andar em dia, e aí entra o uso de substâncias psicotrópicas, ilícitas ou não. Para ganhar dinheiro, você precisa coletar garrafas para reciclá-las. Ao menos, é uma tentativa de fazer o mundo melhor.

Atitude de punk-rock estoniano: anárquico, caótico

Se David Lynch tirou inspiração para finalizar seu “Eraserhead” de uma citação bíblica (e jamais saberemos exatamente qual), as mentes pulsantes por trás de Disco Elysium consumiram punk-rock de sua terra-natal o suficiente para que o vírus do inconformismo anarquista fosse companhia constante, assim como os livros de Dungeons & Dragons ou o movimento Avant Garde russo.

Disco Elysium é um jogo nascido de cenário de RPG de mesa que virou novela para, então, ser concebido no formato de videogame – ou seja, estamos falando de criadores mais acostumados ao analógico que ao digital.

ZA/UM, o estúdio responsável pelo jogo, nasceu tão de garagem quanto as bandas ouvidas durante a adolescência tumultuada, dentro e fora de casa. E talvez fosse isso que o mercado de games estivesse precisando com tanta urgência para trazer um ar de novidade.

Nem sempre confie nos seus instintos

A cabeça de um detetive é um emaranhado de ideias, suposições e raciocínios. Em “Disco Elysium”, esse instinto é parte importante do gameplay. Dependendo de quais atributos você for melhorando ao ganhar níveis, diferentes áreas da sua mente vão entrar em ação na hora dos diálogos pelo mundo.

Lógica, retórica, drama e diversos outros conhecimentos vão te ajudar a descobrir mais sobre as intenções dos interrogados e alertar sobre locais escondidos e possíveis armadilhas. No entanto, assim como na realidade, nem sempre o raciocínio do seu detetive vai estar correto.

Desconfie especialmente de habilidades que estiverem com poucos níveis ou que tiverem vencido apenas testes fáceis para dar uma dica. Pensamentos que têm relação com a vontade do seu personagem de se acabar em bebedeira e drogas também não dão conselhos muito produtivos.

Respostas ruins ou que irritem o seu interrogado podem fechar opções de diálogo, dificultar desafios de rolagem de dado e até mesmo causar algo trágico, como o fim de uma sidequest ou mesmo a morte do seu personagem graças a uma reação desmedida.

Recicle para fazer dinheiro

Em Revachol, o dinheiro é para poucos. Um detetive que recebe quase nada e gasta o que tem com bebidas também não vai ter sucesso para pagar o seu quarto de hotel, quanto mais comprar bons itens para ajudar nas missões.

Um meio de fazer uma grana extra é reciclando garrafas. Para isso você vai precisar de uma sacola que fica próxima a dois veteranos na parte sul do primeiro cenário. Com essa sacola você pode recolher garrafas por todos os lados e trocar por dinheiro na loja de conveniência próxima ao hotel onde você dorme. Não é muito, mas ajuda a comprar aquele item em que você estava de olho.

Faça missões secundárias

Missões secundárias são a melhor forma de ganhar experiência. Há dezenas delas espalhadas pela cidade só esperando a sua ajuda para uma resolução. Algumas demandam que você encontre alguém em um momento exato do dia, outras pedem que você use algum dos seus atributos para investigar alguma coisa. A recompensa é sempre uma boa quantidade de experiência e, quem sabe, algum dinheiro ou item.

Para conseguir missões secundárias é preciso conversar com todo mundo, já que elas não ficam marcadas no mapa. Tente sempre esgotar as opções de conversa, e fique atento porque algumas delas estão escondidas embaixo de várias camadas de diálogo com NPCs.

Visite o mapa regularmente

O seu inventário em Disco Elysium é bem útil durante a jornada. Na parte chamada de ‘Journal’ você tem acesso a duas abas importantes. A primeira, de ‘Tasks’, mostra todas as missões ativas no momento, tanto principais quanto secundárias. Além das descrições, ela mostra qual o seu último passo e o que fazer a seguir. Com tantas missões, é bom voltar aqui regularmente para garantir que não esqueceu nada.

Na segunda aba está o mapa do jogo. Além de uma visão geral de Revachol, você conseguirá ver onde está cada local importante nesse mundo, inclusive pessoas com quem você pode ter alguma pendência ou algum desafio de dado não concluído. Basta ir descendo a barra para encontrar quem você estava procurando e qual a perícia que ele exige para completar um desafio.

Use ‘Tab’ sempre

O cenário de Disco Elysium é sempre bem carregado. Em áreas abertas isso dificulta identificar todos os objetos passíveis de interação, e em áreas fechadas algo sempre acaba ficando escondido. Para não te deixar na mão, o jogo colocou uma opção bem tradicional de RPGs isométricos: contornar tudo com o que você pode interagir.

Para ativar esse contorno, basta pressionar ‘Tab’. Sempre que chegar em um novo local ou suspeitar de algo, utilize o botão. Com algumas perícias ainda é possível descobrir objetos escondidos e entradas secretas.

Itens e roupas ajudam nos desafios

Vários dos desafios de rolagem de dados podem ser refeitos. Quanto maior a sua perícia no atributo que o desafio pede, maior a sua chance de conseguir executá-lo. Para te ajudar a conseguir mais pontos, você pode modificar as roupas do seu personagem. Cada peça de roupa conta com vantagens e, às vezes, desvantagens em algum atributo. Equipe as que você precisa e tente novamente.

Para um bônus ainda maior, você pode utilizar substâncias que causam dano à sua moral e saúde, mas melhoram algum atributo. Bebidas, cigarro e drogas são exemplos do que você pode conseguir pela cidade. Mas tome cuidado com a quantidade de usos, que pode complicar a vida do seu personagem.

Vida após as 21h

O seu parceiro Kim Kitsuragi vai estar durante todo o dia ao seu lado. Na maior parte do tempo ele é calado e não interfere muito nas suas atitudes, mas por vezes pode te impedir de fazer algo, como roubar uma bota de um cadáver.

Se você vai ser do tipo policial corrupto e prefere fazer essas coisas sem a presença do Kim, existe um meio. A partir das 21 horas é possível ir para o hotel e dormir. Assim que você entrar no seu quarto, o seu parceiro vai dar boa noite e ir para o quarto dele. Nesse momento é possível sair do seu quarto e abusar da noite na cidade, livre do olhar julgador do Kim. Só tome cuidado para não fazer nada de que vá se arrepender depois.

Como dormir em Disco Elysium?

Os desenvolvedores deste jogo nos fizeram algumas sugestões, porque eles nos dizem que é idéia ir com Roy para a loja de penhores, então podemos vender alguns objetos com ele recolher dinheiro, por outro lado, é importante continuar com a exploração, porque alguns recipientes às vezes contêm dinheiro, há também uma outra opção e é que Joyce pode dar algum dinheiro que ele está na doca, para isso acontecer é importante passar um cheque em branco de Volition.

Enquanto isso, outro lugar onde podemos obter dinheiro no contêiner fechado do porto, não é necessário fazer uma verificação, além de ter em conta o seguinte:

É importante ter tempo a nosso favor, então se o tempo for antes das 23.00 horas podemos equipar o saco de tara amarelo, então é necessário recolher a tara e vendê-la para Frite, por outro lado se for antes das 22.00 horas podemos passar um cheque com Sell e assim pedir dinheiro, então, recolher dinheiro suficiente é necessário com Garte no Whirling e cancelar o quarto de hotel porque desta forma podemos dormir em Disco Elysium.

Por outro lado, se você chegar às 2.00 da manhã e nós não conseguimos obter dinheiro se você voltar a um problema, uma vez que não podemos dormir e isso é uma desvantagem, e, por acaso, você não pode executar as operações relacionadas recentemente para levantar dinheiro, se esse caso for apresentado, basta recarregar a gravação de 23,00 e siga os passos acima.

Como ganhar dinheiro no Disco Elysium

Você precisará de muito dinheiro no Disco Elysium. Assim como na vida real, viver não é barato.O dinheiro é necessário para colocar um teto sobre sua cabeça, comprar comida para curá-lo e outras bugigangas que podem ou não ser úteis para suas investigações. Infelizmente, não é fácil conseguir dinheiro no Disco Elysium, mas há algumas coisas que você pode fazer para tentar obter mais.

A moedausado no Disco Elysium é chamado r & eacute; al. Se você quiser fazer alguma coisa –como obter um mapa –você precisará descobrir uma maneira de se tornar real. De fato, depois de acordar, você descobrirá que sua conta de hotel é uma gritante quantia de 130 r, significativamente mais do que seu saldo atual de zero.

Também vale a pena notar isso, a menos que você tenha um lugar livrepara dormir, você precisará pagar 20 dólares por dia para dormir no Whirling-in-Rags.Não apenas você precisará tentar avançar com a investigação todos os dias, mas também precisará descobrir uma maneira de obter mais dinheiro.

Coletando moedas

A primeiramaneira de obter r & eacute; tudo é simplesmente pegá-lo do chão. Espalhadas pelo mundo do Disco Elysium estão pequenas pilhas de moedas. Estes costumam chegar a alguns centavos, mas é melhor que nada. De fato, é provável que você encontre 50 centavos ímpares fora do seu quarto de hotel. Comece bem!

Venda itens para a casa de penhores

Outra maneira de ganhar dinheiro rápido no Disco Elysium é vender itenspara a loja de penhores. Você pode encontrar a casa de penhores ao sul de Whirling-in-Rags. Esta loja é administrada por um sujeito interessante que tem um leve vício químico. Traga a ele qualquer coisa interessante que você encontrar e você pode fazer algo real.

Os tipos de coisas que você pode penhorar para r & eacute; todos são: a caneta chique que Kim lhe dá, fotografias que você encontra, uma caneca quebrada. Basicamente, tudo o que você acha que não precisa pode ser vendido.A única coisa que o dono da loja de penhores não compra é a sua roupa, e ele absolutamente não compra a sua gravata.

Caridade de estranhos

Finalmente, a última maneira de conseguir dinheiro no Disco Elysium é literalmente implorar a estranhos por sua caridade. Embora nem todos os NPCs possam receber uma apostila, há alguns em que a opção está disponível.

Há uma mulher bastante próspera em um barco à esquerda de Martinaise chamado Joyce Messier. Depois de conversar um pouco com ela, você pode pedir uma apostila. Se você pedir uma quantia razoável, é provável que você a consiga. Uma boa idéia é pedir 130 r & eacute; al, apenas para cobrir os danos que você causou antes de começar a jogar.

Conseguir dinheiro no Disco Elysium é difícil.Não há muito o que encontrar no mundo, mas existem maneiras de ganhar dinheiro.Não se envergonhe de pegar garrafas para reciclagem, vender itens para a loja de penhores e até pedir um folheto a estranhos. Você precisará usar todas as avenidas se quiser manter o teto sobre sua cabeça ou seus medidores de saúde e moral cheios. Para obter mais cobertura do Disco Elysium, você já está no lugar certo.

Referências:

Joy Stick Brasil, Xbox Play, Uol, Wikipedia.

Pokémon Sword e Shield

Pokémon Sword e Pokémon Shield (ポケットモンスター ソード・シールド, Poketto Monsutā Sōdo・Shīrudo Pocket Monsters Espada e Escudo?) são jogos eletrônicos de RPG da série Pokémon, desenvolvidos pela Game Freak, publicados pela The Pokémon Company, e distribuídos pela Nintendo. Os jogos foram anunciados oficialmente pela Pokémon Direct no dia 27 de fevereiro de 2019. Os jogos foram lançados no dia 15 de novembro de 2019 Os dois jogos são da oitava geração e os segundos jogos da série principal de Pokémon para Nintendo Switch.

Jogabilidade

Pokémon Sword e Shield são jogos de RPG com jogos de aventura, baseados na região de Galar, vagamente baseada no Reino Unido, em terceira pessoa, perspectiva suspensa. O jogador controla um jovem treinador que vai em uma missão para capturar e treinar criaturas conhecidas como Pokémon e vencer batalhas contra outros treinadores. Ao derrotar Pokémon inimigo em batalhas por turnos, o Pokémon do jogador ganha pontos de experiência, permitindo que ele suba de nível e aumente suas estatísticas de batalha, aprenda novas técnicas de batalha e, em alguns casos, evoluir em Pokémon mais poderosos. Os jogadores podem capturar Pokémon selvagens, encontrados durante encontro aleatório, enfraquecendo-os em batalha e pegando-os com Poké Bolas, permitindo que eles sejam adicionados a sua equipe.

Abra as Configurações

Ao iniciar Sword & Shield, aperte o botão X e vá às configurações representadas pelo ícone de engrenagem. Lá é possível alterar diversas funções do game além do volume e controles de câmera. Há uma opção que facilita jogar com apenas um Joy-Con, pular cutscenes, definir seu estilo de batalha e mais. Deixe o jogo mais adequado ao seu estilo de gameplay e à sua paciência.

Velocidade de texto: Uma das funções na seção de Opções do jogo que eu, particularmente, acho prestativa é a possibilidade de aumentar a velocidade da exibição dos textos. Isso poupa tempo para os jogadores que têm uma velocidade de leitura em inglês mais elevada e permite que você não precise interromper a leitura porque o texto ainda não carregou. Acredite, é uma boa dica para todos.

Tutoriais

Sword & Shield oferecem alguns tutoriais básicos sobre o universo de Pokémon. As informações dão aos novos jogadores a oportunidade de conhecer mais sobre a franquia e como certas mecânicas in-game funcionam. Felizmente, para os veteranos, há possibilidade de pular esses tutoriais. Por exemplo, quem já está acostumado com Pokémon poderá evitar um monólogo explicativo sobre o que as criaturas são.

Captura

A captura de Pokémon Sword & Shield segue o mesmo padrão dos jogos anteriores da série. De início, você receberá PokéBalls básicas e, conforme progride, receberá bolas melhores como Great Balls e Ultra Balls. Há também bolas com maiores chances de captura para Pokémon ou características de ambientes específicas. A Net Ball, por exemplo, garante maior chance de captura em Pokémon de Tipos Água e Inseto.

Outro detalhe importante para se ter em mente é que a captura tem mais possibilidade de ocorrer quando a barra de HP do Pokémon alvo está menor. Quanto menor, melhor. O ideal é tentar levar a vida do monstrinho à cor vermelha para utilizar as Poké Bolas de preferência. No entanto, é preciso tomar cuidado para não nocautear o Pokémon, já que isso encerra o confronto e acaba com a possibilidade de captura.

Para aumentar ainda mais as chances de captura, tente aplicar um status ao Pokémon de interesse. É possível adormecê-lo (SLP), paralisá-lo (PAR), congelá-lo (FRZ) e outros. Tome cuidado com os status Burn e Poison porque esses gradualmente diminuem a vida do Pokémon e podem levá-lo ao nocaute.

Além disso, fique atento a outra preciosa dica de captura abaixo, na seção “Save manual ou autosave?”.

Entenda os Tipos de Pokémon

Pokémon Sword & Shield ocasionalmente mencionam que você aplicou um golpe super-efetivo em outro, porém não dá uma explicação detalhada sobre como o sistema de Tipos funciona — um erro persistente desde o lançamento dos primeiros Pokémon, Red & Blue, em 1996.

Para ter o melhor desempenho em combate, dando mais dano e tendo resistência ao oponente, é preciso ter conhecimento de como um interage com o outro. Por exemplo, Fire é super-efetivo contra Grass, enquanto Grass é super-efetivo contra Water e, por fim, Water é super-efetivo contra Fire. Pokémon Sword & Shield oferece 18 Tipos. Abaixo, você confere uma tabela completa do que afeta que Tipo e como esse afeta outros Tipos. Os listados à esquerda são super-efetivos contra o Tipo no centro e o do centro afeta os Tipos listados à direita.

Além disso, alguns Tipos não são afetados por outros. Steel, por exemplo, não sofre dano algum sequer consequências, como alterações de status, por golpes de Poison. Na tabela a seguir, você vê o desempenho exato de cada tipo para com os demais. “1x” (branco) é dano normal, “2x” (verde) representa um golpe super-efetivo, “0,5x” (vermelho) representa um golpe pouco efetivo e “0x” (cinza) significa que o golpe não tem efeito sobre o Tipo opositor. Considere que os Tipos da esquerda atacam os da listagem superior.

Outro detalhe para ficar atento são as combinações de Tipos em Pokémon. Com isso, um Tipo super-efetivo pode deixar de fazer efeito contra um monstro que normalmente faria. Por exemplo, Mawile é dos Tipos Fairy/Steel. Por ter o tipo Fairy, ele poderia tomar golpes super-efetivos de Steel e Poison, mas o fato dele também ser Steel, garante 0,5x menos dano de golpes de Tipo Steel e imunidade completo de golpes Poison. Para derrotá-lo, o jogador deve explorar as fraquezas dele enquanto Pokémon Steel, com a possibilidade de utilizar golpes Fire e Ground. Fighting seria super-efetivo apenas contra o lado Steel de Mawile, mas é 0,5x efetivo contra Fairy, então o Pokémon receberá dano normal.

Também é possível aplicar 4x dano em certos Pokémon. Pelipper, por exemplo, é dos Tipos Water / Flying. Ambos os Tipos tomam dano super-efetivo de Electric, portanto, o dano é quadruplicado quando esse monstrinho é atingido por um golpe do Tipo Electric.

Sword & Shield facilita um pouco a vida do jogador, mostrando como um golpe funcionará contra o oponente, caso você já tenha o registro de quem enfrenta na PokéDex — o que requer que você tenha o obtido por captura, troca ou breeding.

Entenda o básico do sistema de combate

O combate de Pokémon é bastante simples. Desconsideremos os Tipos, já amplamente descrito no tópico acima, e foquemos nas estatísticas e nos formatos de golpes.

Golpes físicos: Essa categoria faz com que o seu Pokémon ataque o oponente usando o próprio corpo. Os Golpes Físicos são representados in-game por uma estrela de oito pontas. A estatística Attack atua sobre a força dessa categoria de golpe. A estatística Defense é a que atua sobre a resistência a essa categoria de golpe.

Golpes especiais: Essa categoria faz com que o seu Pokémon ataque o oponente usando algum poder especial. Os Golpes Especiais são representados in-game por três círculos que parecem um alvo. A estatística Special Attack (Sp. Atk) atua sobre a força dessa categoria de golpe. A estatística Special Defense (Sp. Def) é a que atua sobre a resistência a essa categoria de golpe.

Golpes de Status: Essa categoria faz com que o seu Pokémon aplique algum status ao oponente, aumenta suas próprias estatísticas ou aplica um efeito no campo ou ao próprio Pokémon — esses não aplicam dano. Os Golpes de Status são representados in-game por um círculo dividido ao meio, que assemelha-se ao Yin-Yang.

Além do Atk, Def, Sp. Atk, Sp. Def, duas outras estatísticas são vitais a Pokémon. HP é a quantidade de vida que o seu monstrinho possui, enquanto Speed é a velocidade de movimento da criatura. Caso seu Speed seja maior do que o do oponente, você atacará antes na disputa por turnos. Caso contrário, seu adversário será favorecido.

É preciso prestar atenção também ao Accuracy dos golpes. O número apresentado representa a porcentagem de chance de acertar o Pokémon que você enfrenta. Em contraponto, há a taxa de evasão, conhecida como Evasiveness, que garante chances de um Pokémon desviar de um golpe. Por fim, os Pokémon têm habilidades inatas que aplicam efeitos in-game.

Seleção de golpes

“Quando eu sei que um golpe é melhor do que o outro?” Bem, determinar qual golpe é melhor depende da maneira como você quer que o seu Pokémon em questão atue em campo. Caso seu intuito é deixá-lo mais poderoso, procure golpes cujo dano é maior do que o que será substituído. Também leve em consideração qual estatística do seu monstrinho é mais desenvolvido: Atk ou Sp. Atk. Isso afetará o desempenho dos golpes.

Além disso, é preciso levar em consideração o Tipo do golpe em questão. Por exemplo, pode ser interessante dar um golpe Electric (caso seja compatível) a um Pokémon de Fire, já que seria um counter super-efetivo caso enfrentasse um Pokémon do Tipo Water.

Considere o seu estilo de gameplay. Caso você não seja um jogador meramente agressivo que quer derrotar todos os oponentes apenas com a bruta força e estudo de danos super-efetivos (cuja técnica foi descrita acima), invista um tempo para conhecer os Golpes de Status, que podem melhorar a maneira como você ataca, se defende e atua sobre o campo de batalha.

Saiba também que é possível fazer com que um Pokémon reaprenda golpes no NPC do lado da enfermeira do Pokémon Center. É gratuito e abrange os ataques que as criaturas podem aprender ao longo da jornada de nivelamento.

Wild Area

A Wild Area é uma das maiores e mais importantes adições de Sword & Shield à franquia Pokémon, mas pode ter um excesso de informações a processar. Por isso, detalhamos o que você pode e deve fazer nessa área de semi-mundo aberto.

Um dos pontos que mais chamam a atenção na Wild Area é a possibilidade de ver Pokémon selvagens andando. A dica básica para quem não derrotou todos os ginásios é: não tente capturar os Pokémon que andam fora das áreas de mato. Esses são mais poderosos e, sob a circunstância de não ter completado o jogo, é impossível capturar a maioria deles. Justamente por serem mais fortes, no entanto, esses monstros são bons alvos para batalhar tendo como meta treinar.

Nos matos há dois grupos diferentes de Pokémon que aparecem: os que são visíveis ao jogador, andando por lá, e os encontros aleatórios, representados por um ícone de exclamação. Todas as criaturas que aparecem na Wild Area estão sujeitas a serem “trocadas” dependendo do clima do momento. Por exemplo, em Watchtower Ruins, Glalie aparece somente se estiver nevando. Caso esteja chovendo, o Pokémon em destaque que ocupa o lugar de Glalie é Dusclops.

Além disso, fique atento aos dens, onde acontecem as Raids Dynamax. Mesmo que não emitam o raio mostrando que há uma raid ativa, interaja com o den caso esteja da cor vermelho. Isso concederá ao jogador uma quantidade de Watts, moeda de troca na Wild Area. Com os Watts, é possível comprar PokéBalls de diferentes tipos, golpes, Wishing Stars (que ativam Raids Dynamax em dens inativos) e outros itens. Outra maneira de adquirir Watts é realizando a corrida Rotom Rally, cujo começo é disponibilizado em NPCs vestidos de atletas, que usam boné, óculos de sol e um uniforme preto e branco com detalhes vermelhos.

Max Raids

As Raids Dynamax, conhecidas como Max Raids, são algumas das atividades mais divertidas de Sword & Shield e dão motivos de sobra ao jogador para ingressar nelas. Caso sejam concluídas com sucesso, as Max Raids rendem diversos itens, como golpes para ensinar aos seus Pokémon, berries e, o mais importante, Exp. Candies. Esses candies dão Exp. às suas criaturas, fazendo com que nivelem mais rapidamente. Isso pode facilitar a sua vida caso o treino por batalhas comuns já tenha sido exaustante o suficiente. Caso esteja preso em algum líder de ginásio por falta de nível, volte à Wild Area e participe de algumas Raids Dynamax para conseguir Exp. Candies.

Para ter o melhor desempenho nessas atividades, tente tirar vantagem do uso dos Tipos super-efetivos contra o Pokémon que vai enfrentar. Os Tipos do oponente aparecem antes do início da Raid, com tempo de sobra para trocar. Além disso, recomendo que faça as Raids de níveis mais altos sejam feitas em equipe com jogadores de verdade, já que esses podem ter o bom senso de enfrentar as criaturas Dynamax com Pokémon do Tipo mais adequado. Caso não consiga, o jogo oferece a ajuda de NPCs, mas há escolhas estranhas, como colocar um Pokémon do Tipo Fire contra um do Tipo Water. Pouco efetivo.

Tenha em mente também que, o quanto mais alto for o nível da Raid (representado por 1 a 5 estrelas), mais vezes um escudo de proteção circunda o oponente. Dependendo do nível da Raid, o escudo aparece em certos limites invisíveis de vida do oponente. Por exemplo, em Raids cinco estrelas, o primeiro escudo aparecerá quando você e seus companheiros tirarem aproximadamente 1/5 do HP do Pokémon. Os escudos também tem blocos de hits que devem ser quebrados. Cada golpe aplicado ao escudo quebra um bloco do total (que pode ir até cinco), e golpes Dynamax super-efetivos quebram dois.

Acampamento

Os acampamentos Pokémon podem ser iniciados em quase qualquer área do jogo que seja a céu aberto. No local, é possível interagir com os membros da sua equipe, brincando e cozinhado curry. Essa mecânica aumenta o laço de amizade entre você e seus monstrinhos, bem como os cura e ressuscita quem estiver desmaiado. O acampamento não costuma ser muito prestativo, mas pode auxiliar caso esteja explorando uma nova rota, sem itens de cura e não quer voltar porque já explorou demais para depois fazer o trajeto inteiro à pé novamente.

Itens

Itens são uma parte essencial de Pokémon. A dica é simples: leia e entenda o que os itens fazem e tente aplicá-los de maneira a melhor integrar o seu time e o desempenho individual de cada. Com os itens, é possível montar estratégias de combate, mudar golpes, dar buffs contínuos (enquanto o item estiver equipado) e muito mais.

Assim como os golpes, o item a ser utilizado vai depender da sua estratégia para abordar o mundo de Pokémon, mas fica mais fácil quando entende-se como os Tipos e como o sistema básico de combate funciona.

Há itens que aparecem brilhando em áreas abertas, bem como escondidos em cantos do mundo, tanto nas cidades quanto nas rotas e na Wild Area, então procure pelos cantos porque você vai, eventualmente, descobrir algo secreto.

Berries

Berries são itens que desempenham um papel secundário dentro da categoria, mas podem, ocasionalmente, salvar sua vida. Além disso, são itens essenciais para cozinhar curry no acampamento. Há diferentes tipos de berries com funções distintas, mas a regra para obtê-las é a mesma.

É possível encontrá-los soltos pelo mapa, em Max Raids e em árvores. Nas árvores há um truque para consegui-los. Você poderá chacoalhar a árvore quantas vezes quiser, até que desista ou que um Pokémon selvagem caia no seu rosto. Para conseguir o máximo de berries antes que o Pokémon te ataque, primeiro perceba que a árvore chacoalhará continuamente após o seu ato. Você deve continuar chacoalhando a árvore até que haja quase nenhum espaço entre os balanços do Pokémon na árvore — esse é um sinal de que ele está prestes a te atacar.

Assobio

É possível assoviar em Sword & Shield para atrair curiosos Pokémon. Isso serve para atrair criaturas que normalmente correriam ao te ver e também para conseguir a atenção de voadores que parecem fisicamente inalcançáveis. O assovio fará com que os monstrinhos se dirijam a você. Para isso, basta apertar o botão direcional do analógico esquerdo.

Converse com todo mundo

Isso é indispensável. Converse com todos os NPCs possíveis. Nem todos terão alguma consequência, mas esses personagens com diálogos prontos podem te dar itens, oferecer trocas de Pokémon que não podem ser obtidas por capturas normais, ter batalhas, e mais.

Uma cidade de Sword & Shield que possui diversas atrações ativadas por diálogos, por exemplo, é Circhester. No local gélido, há um hotel em que é possível acompanhar uma mini “side-quest”, encontrar personagens que são easter eggs, participar de uma desafiadora batalha de endgame e mais.

PokéJobs

PokéJobs é uma mecânica de Sword & Shield que pode ser prestativa. Você envia os Pokémon de sua escolha em trabalhos remotos por um período determinado por você. Os Jobs têm exigências de Tipos e estatísticas específicas. É possível ativá-los no computador localizado em todo Pokémon Center. O PC fica do lado esquerdo da enfermeira e há um Rotom acima do equipamento.

Esses PokéJobs garantem experiência aos seus Pokémon e podem ser facilitadores para fazer suas criaturas subirem de nível, caso não queira carregá-los na sua equipe. É preciso dizer que os Pokémon enviados aos Jobs não retornam naturalmente, então você precisará encerrar a jornada de trabalho deles manualmente.

Save manual ou autosave?

Pessoalmente, essa é uma das minhas dicas preferidas. Em Sword & Shield, o autosave foi implementado — o que é um avanço mais do que necessário à série. No entanto, o autosave impossibilita algumas gambiarras viabilizadas pelo save manual, conhecido como hard save.

Com o save manual, é possível salvar o progresso antes de alguma atividade importante (batalha, captura, Max Raid) e, caso não consiga cumprir seu objetivo, pode ir à tela inicial do Nintendo Switch, fechar o aplicativo do game e iniciá-lo novamente. Seu progresso estará exatamente onde salvou, antes da atividade a ser exercida.

Por exemplo, antes de encarar um Pokémon Lendário, é recomendado usar esse truque. Tendo em vista que é preciso reduzir o HP de um monstrinho para ter mais chances de capturá-lo, por vezes nos vemos derrotando o oponente acidentalmente. Com o save manual feito, basta reiniciar o jogo e tentar capturá-lo de novo.

Monte um time diverso

As batalhas de Pokémon funcionam como um pedra, papel e tesoura de luxo, em que cada monstrinho é de um tipo específico e tem vantagens e desvantagens contra os monstrinhos de outros tipos. Durante a jornada você enfrentará muitos treinadores e mestres de ginásio, que geralmente se dedicam a um tipo específico de Pokémon. Como não é sempre que dá para saber o que eles carregam nas suas pokébolas, o ideal é diversificar o seu time.

O primeiro ginásio do jogo é do tipo grama, por exemplo. Se sua escolha para Pokémon inicial foi o Scorbunny, ele sozinho dá conta do recado. Já os outros vão precisar da ajuda de outros monstrinhos para conseguir a insígnia. No caminho para o primeiro ginásio, capture o máximo de Pokémons que conseguir e monte um time já pensando nesse desafio. Essa deve ser uma prática constante, até você definir o time que vai levar até o final.

O jogo te ajuda

Uma novidade que veio do “Pokémon Let’s Go Pikachu/Evee” é o compartilhamento de experiência. Ao capturar um Pokémon ou vencer uma batalha, todos do seu time vão ganhar alguma quantidade de experiência. Mas isso é só uma parte da ajuda que a Gamefreak está dando para os mais novatos.

Uma mecânica que já vem desde o “Pokémon Sun e Moon” é descrever a efetividade do ataque contra monstrinhos que você já enfrentou. Após vencer um Pokémon pela primeira vez, você terá acesso aos seus dados na Pokédex. Por conta disso, sempre que você encontrá-lo novamente, será possível ver logo embaixo do seu ataque se ele é efetivo, pouco efetivo ou super efetivo com o oponente. Se você ainda não decorou o que é forte contra quem, essa é uma saída.

Faça Raids para ficar forte

As Raids Pokémon estão espalhadas pela Wild Area. Nesse pequeno mundo aberto você encontra diversos poços de energia, que podem ser coletados para servir como uma moeda secundária, que, por sua vez, pode ser trocada por itens poderosos com NPCs pelo caminho. Quando esses poços estiverem com um feixe rosa e enorme para o céu, significa que um Pokémon está ali.

Você pode iniciar essa luta com outros treinadores ou NPCs, formando um grupo de 4 mestres Pokémon. Esse número é o necessário para derrotar o monstrinho gigante que sairá do poço. Cada uma dessas batalhas tem um nível contado em estrelas, quanto mais estrelas, mais difícil é.

O motivo de fazer várias delas são as recompensas. Ao vencer uma batalha dessa, você ganhará diversos itens importantes para a progressão do jogo, como doces que dão experiência para os seus Pokémons.

Quanto mais dessas batalhas você fizer, mais recursos vai ter para deixar os seus Pokémons poderosos. Só tome cuidado para não deixar o jogo fácil demais, ou os seus comandados muito forte para o seu nível, já que eles podem não te obedecer. Confira o seu card da liga para saber até que nível você pode evoluir seus Pokémons sem perder o comando.

Para cada situação, uma Pokébola

No início do jogo capturar os monstrinhos é bem fácil. Basta deixá-los com a vida baixa e arremessar uma Pokébola comum e você irá ganhar um novo amigo. Com o passar do tempo as coisas vão ficando mais difíceis e monstrinhos mais poderosos vão dar trabalho na captura.

Para facilitar esse processo você pode escolher a Pokébola correta. Durante o jogo você encontrará mais de uma dezena delas. Algumas são apenas mais eficientes, enquanto outras são específicas para algum tipo de hora do dia, tipo do Pokémon a ser capturado ou até mesmo para o sexo do monstrinho. Usar a Pokébola correta aumenta muito as chances de capturar o membro que falta para a sua equipe.

Para fazer as coisas ficarem ainda mais tranquilas, tenha sempre um Pokémon com um ataque de efeito negativo, como colocar para dormir, paralisar ou envenenar. Pokémons que recebem esses efeitos ficam bem mais fáceis de serem capturados, especialmente se isso for combinado com uma Pokébola que casa com o efeito que você usou. Existe uma delas para capturar Pokémons dormindo, por exemplo. Use e abuse dessa mecânica para ter uma vida mais fácil.

Referêcias:

Br Ing, Uol, Wikipedia.