Middle-earth: Shadow of War

Middle Earth: Shadow of War é um jogo de RPG de ação ambientado no universo da saga “O Senhor dos Anéis” do autor J. R. R. Tolkien, desenvolvido pela Monolith Productions e distribuído pela Warner Bros. Interactive Entertainment. É uma sequência do jogo Middle-earth: Shadow of Mordor de 2014 e foi lançado para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One em 10 de outubro de 2017.

Shadow of War foi bem recebido pelos críticos, com elogios com relação ao gameplay e melhorias no sistema de jogo, embora alguns elementos da história e mudanças nos personagens provocaram reações negativas, assim como a inclusão de microtransações.

Estude o inimigo

O exército de Sauron é composto por muitos capitães e seus Uruk’s subordinados. Os subordinados são inimigos mais fracos, que podem ser derrotados facilmente. Já os capitães são Uruk’s promovidos, que possuem poder de ataque e resistência muito maior aos de outros Uruk’s. Não obstante, esses capitães possuem também fraquezas e forças únicas que você precisa saber antes de enfrentá-los.

Ao marcar um capitão, ronde os arredores e procure por documentos que informem mais detalhes dele. Um outro caminho mais fácil de obter tais informações é interrogando delatores. Para saber quem são, basta ativar a visão espectral e procurar pelos inimigos de silhueta verde. Inimigos comuns podem também saber informações sobre os capitães, mas muitas vezes não é o suficiente.

Modo Furtivo

O modo furtivo é a sua melhor tática para se dar bem no começo do jogo. A medida que avança na campanha, você poderá evoluir Talion para lutar bem contra grandes quantidades de inimigos, contudo, no início da campanha é bom evitar o combate contra muitos Uruk’s.

No modo furtivo, Talion pode matar inimigos e se locomover sem ser notado pelos outros. Este modo também é útil quando se deseja despistar inimigos que estão lhe perseguindo. Quando encontrar mato alto, você pode se ocultar nele e atrair inimigos para que os derrote rapidamente.

Evolua ao seu modo

Com elementos RPG muito bem visíveis, em Shadow of Mordor você deverá evoluir Talion para que ele possa melhorar em combate. A cada level evoluído, novos pontos de habilidade serão dados para que você desbloqueie novas habilidades.

A dica aqui é evoluir o guardião no seu modo de jogo. Por exemplo: se você foca no combate corpo a corpo, evolua técnicas de finalização ou de montaria em Caragors; se você prefere ser mais furtivo, melhore seus atributos de dano a distância, morte furtiva e movimentação mais rápida.

Equipe-se bem

Ao derrotar um capitão, lhe é concedido uma Runa para que você possa equipar em sua espada, arco ou adaga. Essa Runa lhe dará vantagem em batalha, como melhorar seu ataque crítico, aumento de energia e/ou velocidade de ataque. Para desbloquear um novo espaço de Runa é necessário gastar Mirians – dinheiro do jogo -, além de precisar ter level mínimo em alguns casos.

Aproveite o jogo

Shadow of Mordor é um jogo com mapas gigantescos, com ricos detalhes e referência a cultura Tolkiana. Há dezenas de missões secundárias para fazer, itens para coletar, vilões para derrotar e conquistas para desbloquear.

Segundo o site How Long to Beat, Shadow of Mordor conta com 11 horas de jogo de campanha principal, e mais oito horas de conteúdo adicional, como Side Quests e desafios. Como se não bastasse, há dezenas de apêndices sobre detalhes sutis da história do jogo, que renderão mais algumas horas de entretenimento.

Cuidado: morrer deixará os inimigos mais fortes

A morte traz consequências mais impactantes do que você imagina em Middle-earth: Shadow of Mordor. Os guerreiros orc da região em que você foi assassinado acabam ficando mais fortes por meio do “sistema de nêmesis”, que acaba promovendo os soldados de baixo escalão e aumentando ainda mais a força dos inimigos mais poderosos.

Não é apenas o adversário que matou Talion que leva o crédito, mas sim todos aqueles que sobreviveram à briga. Portanto, pense duas vezes antes de enfrentar um pelotão de forma despreparada — ou eles vão acabar se tornando uma grande dor de cabeça para você depois de um tempo.

Seja cuidadoso com a sua vida

Há poucas formas de recuperar a vida em Middle-earth: Shadow of Mordor, mas a principal delas é buscar pelas pequenas plantas e ervas que crescem pelos cenários. No entanto, não fique tão confiante ao ver elas reaparecendo pelo mapa, pois dentro das fortalezas elas não irão crescer novamente caso sejam utilizadas.

Cuidado é crucial nessas horas, ou seu destino não será muito agradável.

Corra quando precisar

Se você já passou pela primeira dica, vai se lembrar o quão importante é se manter vivo para não dificultar ainda mais as coisas. Portanto, se sua vida começar a ficar muito baixa, não tenha medo de correr. Seguir para os pontos com ervas para recuperar a saúde talvez seja a opção mais indicada para não encontrar Boromir de uma forma cruel.

É bem provável que os orcs te provoquem pela sua manobra “estratégica”, mas talvez eles não fiquem tão animados assim quando você voltar preparado para uma segunda rodada.

Procure aumentar a sua vida

Ok, já sabemos que a cabeça de Talion é colocada em risco constantemente, então nada mais justo do que aumentar a barra de vida para deixar as batalhas um pouquinho menos perigosas, não?

Em Middle-earth: Shadow of Mordor é possível aumentar alguns atributos coletando Mirian a partir das missões marcadas em branco pelo mapa. Maximizar a vida do nosso protagonista será uma sábia escolha para aguentar as incansáveis hordas de orcs que vão te acompanhar pela Terra Média.

Habilidades de Ranger podem salvar sua pele

Outros upgrades para Talion incluem aprimorar suas habilidades nas classes “Ranger” e “Wraith”. Como a primeira influencia diretamente no seu combate corpo-a-corpo, é bem aconselhável seguir por ela para aumentar seu leque de opções durante as brigas — principalmente no começo do jogo.

Maximizar uma determinada habilidade também é aconselhável para deixar o jogo mais fácil.

Não se preocupe muito com os artefatos

Há pequenas missões em Middle-earth: Shadow of Mordor que consistem em procurar artefatos únicos, garantindo uma quantia bônus de pontos de experiência. Apesar de parecer bem tentador, a XP extra não compensa tanto assim por conta do tempo investido, então só se preocupe com elas se você quiser conhecer um pouco mais sobre a Terra Média.

Fique de olho nas runas amarelas

As armas podem ser aprimoradas por meio de runas especiais para aumentar o dano que você causa ou ainda diminuir o tempo de recarga. No entanto, há uma classe específica de runas que podem chamar muito mais a sua atenção: as “Epic Runes”, que contam com um brilho dourado ao redor delas.

Infelizmente, não espere que seja fácil encontrar por elas, afinal elas só poderão cair de orcs de alto escalão e uruk-hais. Você pode seguir para eles assim que sentir que suas habilidades estão à altura dos desafios, sendo mais aconselhável enfrentá-los depois de desbloquear uma das habilidades que garantem uma qualidade melhor para os itens encontrados.

Cuidado com os caragors

Caragors são animais ferozes que percorrem pelos cenários, mas com o tempo você poderá domesticá-los para que eles te ajudem nas missões. Até lá, tome cuidado para que você não se transforme em uma refeição, ainda mais quando encontrá-los pelos cenários no início do jogo.

Sua presença também pode ser muito estratégica, principalmente quando você conseguir libertar uma dessas feras de uma jaula em meio à um acampamento orc. Deixe que ela faça o trabalho sujo, pelo menos por agora…

Desvie e contra-ataque na hora certa

Middle-earth: Shadow of Mordor apresenta uma mecânica de defesa muito similar a da série Batman Arkham, possibilitando entrar em combate e desferir um golpe fatal mesmo quando o inimigo estiver pronto para atacar.

A possibilidade para isso aparecerá como um comando na cabeça do orc atacante, então é bom praticar para manter a ofensiva sempre presente durante os combates.

Mesmo assim, alguns ataques não podem ser bloqueados ou contra-atacados — então você deverá desviar no tempo certo para não sofrer danos. O esquema continua o mesmo: quando um ataque estiver prestes a ser desferido, um botão aparecerá no adversário informando que o momento de fugir está perto.

Muito cuidado com veneno e armas de longo alcance

Se você for entrar em uma fortaleza, faça questão de matar os arqueiros primeiro, assim não terá que lidar com eles durante toda a expedição. Além disso, é essencial tomar conta contra os ataques venenosos, principalmente vindo de orcs de elite. Evitar estes dois problemas irá manter sua vida fora da área de perigo.

Descubra o medo dos seus inimigos

Alguns orcs deixam marcas verdes depois de morrerem, sendo possível descobrir algumas informações interessantes sobre os inimigos mais poderosos. Eles também revelam o maior temor deles, como medo de fogo, de ser atacado por um caragor ou de ser traído por um guarda-costas.

Assim que você descobrir este ponto fraco, é hora de trabalhar para deixar seu inimigo de frente com esta vulnerabilidade e facilitar o seu trabalho.

Mate os guarda-costas primeiro

Enfrentar um chefe guerreiro é sempre complicado. Além da sua força incrível, ele conta com a ajuda de mais alguns orcs de elite, então sempre tenha cuidado para não acabar cercado e sofrer uma morte com essa situação.

Um meio de superar esse desafio é eliminar primeiro os guarda-costas e aos poucos deixar o combate mais tranquilo. Mas não respire tão levemente assim, afinal o chefe ainda te espera para um difícil confronto.

Esperamos que, depois de tantas dicas, sua aventura pela Terra Média fique um pouco mais fácil — e temos certeza que você conseguirá matar tantos orcs que deixarão um certo anão enciumado pela sua contagem superar a dele.

Retirada estratégica

Embora Talion seja bastante poderoso, até o herói pode ter grandes dificuldades contra vastos números de oponentes – e acreditem em nós, vão ter situações com mais de 10 inimigos ao mesmo tempo. Com um pouco de sorte e habilidade, podem sair vitoriosos até das situações mais complicadas, mas não fiquem cercados. Se pressionarem no botão de desvio podem ganhar alguns metros aos oponentes, e isso oferece a oportunidade para usarem o arco para abaterem rapidamente alguns adversários. Tenham atenção ao cenário, e se virem um barril explosivo, tentem atrair os orcs para perto antes de o rebentarem. Se mesmo assim estiverem em dificuldade, fujam. Podem simplesmente ignorar a situação, ou se quiserem voltar a atacar, esperem por uma oportunidade para atacarem de forma furtiva.

Aproveitem-se do sistema Nemesis

Não entrem cegos numa batalha contra uma personagem do sistema Nemesis. Tentem encontrar um Orc informador, ou outras formas de conseguir informações, para descobrirem as vantagens e desvantagens de cada oponente. Se souberem tirarem vantagem desta informação podem facilitar imenso a vossa tarefa. Com o avançar do jogo vão descobrir que os inimigos têm menos fraquezas para explorarem, mas existe sempre uma maneira. Também é muito importante evitar os pontos fortes do adversário. Se atacarem de uma certa forma podem causar raiva ao inimigo, por exemplo, o que vai dificultar imenso o objetivo. Tenham ainda em atenção o facto de alguns inimigos fugirem, por isso estejam preparados para isso – perder minutos a tentar matar um capitão, para depois o deixar fugir, pode ser muito frustrante.

Esta é a função primária do sistema Nemesis, mas quando começa o segundo ato, terão a hipótese de construir um exército. Vão colocar os vossos capitães em confronto com os adversários do sistema Nemesis, o que também tem os seus pontos de interesse. Também existem novas batalhas em arenas, onde os inimigos lutam entre si. Aprendam as particularidades de cada classe, e aproveitem-se disso mesmo, seja comandando o vosso exército, ou em combate direto.

Dominem as Feras

Com tudo o que há para fazer, é fácil deixar com que a capacidade para usar montadas caia no esquecimento. Podem montar Caragors, Graugs, e Drakes, cada um oferecendo diferentes vantagens estratégicas. Os inimigos do Nemesis têm também atributos relacionados com estas criaturas – alguns ficam furiosos quando vêm um, outros ficam apavorados, e outros dominam-nos. Usem-nos para ganharem vantagem nos combates, mas também como meio de transporte. Os Caragors são rápidos, ideias para cobrirem grandes distâncias, e ainda podem usar flechas quando estão montados. Os Graugs são resistentes e fortes, ideais para combates a curta distância, mas a sua lentidão não os validam como meio de transporte. Os Drakes têm o encanto de voarem, mas são a montada de que gostámos menos. Ainda assim, a perspetiva que oferecem do campo de batalha é fantástica.

Apontem às pernas

Uma flecha em cheio na cabeça é um tiro crítico garantido, mas se acertarem na perna vão ter outras vantagens estratégicas. Se o fizerem, seu oponente vai ficar parado no lugar, exposto para explorarem fraquezas. Isto será particularmente útil contra inimigos Nemesis que não sejam imunes a flechas. Esta tática é também excelente para parar inimigos em fuga que não queiram matar, como os Orcs informadores.

Ao vencedor, os espólios

Para Shadow of War a Monolith remodelou por completo o sistema de espólios (ou loot, se preferirem). Agora vão receber otipos de armas, peças, e gemas durante a aventura, com diferentes graus de raridade e qualidade. Enquanto os itens mais comuns só incluem estatísticas, as variedades rara e épica costumam trazer várias vantagens ou efeitos secundários. O segredo aqui não está em tentar arranjar as melhores armas e descartar as outras, mas antes em guardar armas capazes de causar efeitos diferentes. Como os inimigos têm vários tipos de fraquezas, convém adaptar o armamento e a armadura a preceito.

Outra componente nova são as gemas que podem equipar, itens que normalmente são largados por uns orcs especiais com uma marca branca em cima da sua cabeça. Sempre que virem um destes orcs, tentem matá-lo, porque vão precisar de todas as gemas que conseguirem mais próximo do final do jogo. As gemas mais poderosas podem ter um efeito esmagador no desempenho de Talion, como aumentar o dano causado ou a saúde em 30%, por exemplo. So passadas 30 horas de jogo conseguimos criar a nossa primeira gema de qualidade máxima, o que implica que terão de investir a sério na procura destas gemas. Prestem atenção ao mini-mapa, onde estes Orcs são também identificados por setas brancas.

Habilidades

Perfect Counter: Depois do Execution – que é extremamente útil sem dúvida, procura desbloquear o Perfect Counter bem cedo também. É essencial ao enfrentar hordas de inimigos, ser capaz de os imobilizar tempo suficiente para te focares num Captain ou para aplicar uma execução no chão. Eventualmente esta pode ser melhorada para recuperar ammo ou para matar instantaneamente grunts mais frágeis.

Wraith Chain: Na Predator Skill Tree, terás de desbloquear umas quantas habilidades até chegar à Wraith Chain – mas assim que o conseguires, as missões furtivas serão muito mais simples. Utilizando Focus, podes teleportar a tua forma wraith para inimigos nas redondezas, eliminando múltiplos oponentes em cascata, algo muito útil quando não podemos mesmo ser identificados ou quando queremos invadir uma fortaleza sem ser detetados.

Bird of Prey: Na árvore Ranged praticamente todas as habilidades são úteis, mas de início, a Bird of Prey é a mais importante. Permite-te abrandar o tempo e focar o disparo em pleno ar. Combinado com o Shadow Strider, podes saltar e executar um duplo salto, mudando de direção no enquadramento do teu alvo, antes de abrandar o tempo para desencadear uma chuva de setas num grupo, ou marcar um barril para explodir mesmo antes de aterrares no meio deles e limpar as sobras.

Ice Storm: Na árvore Wraith está uma das habilidades mais úteis para desbloquear desde cedo, Ice Storm. Quando estás a enfrentar demasiados Orcs ou um Captain poderoso, o Ice Storm permite-te congelar um alvo, prendendo-o no mesmo sítio e deixando-o fora da batalha, ou para usar um ataque flurry e acumular might rapidamente.

Call Caragor: Finalmente, a “Skill tree” Mounted é sempre útil para abusar das fraquezas dos inimigos, sendo que nada é mais útil que invocar um Caragor quando a necessidade aperta. Esta habilidade é especialmente adequada quando enfrentamos um Captain que tem medo ou é especialmente sensível a beasts – É inclusive possível invocar um Caragor no interior da sala de um Commander durante o assalto a uma fortaleza.

Não te esqueças de realizar o upgrade à habilidade para invocar outros tipos de beast e capitalizar as fraquezas dos teus oponentes.

Referências:

Game Reactor, Voxel, ING, techtudo, wikipedia.